Michelson–Morley Experiment: Luz, Eter Luminifero, ou outra substância do espaço

October 19th, 2019

xxxxx

Khan Academy – My Account ( preciso assistir aulas para obter 5.000 pontos para poder postar questoes):

https://www.khanacademy.org/profile/kaid_509150817467256209029728/courses

Michelson–Morley Experiment Introduction 

Simple idea behind the Michelson‒Morley experiment to detect ether wind.

https://www.khanacademy.org/science/physics/special-relativity/michelson-and-morleys-luminiferous-ether-experiment/v/michelson-morley-experiment-introduction

Ok… no seculo 19 se pensava que existe um éter luminífero. mas os físicos trouxeram a ideia de que tanto a luz como galaxias se movem com uma velocidade  causada pelo eter, então o eter deve se mover como um vento. Entao Michelson e Morley pensaram num experimento para ver se existe o vento do eter. Refletiram um raio de luz em espelhos e tal, e observaram que quando o raio se divide em dois, e uma metade segue direto em frente e a outra metade reflete subindo, no final as duas tem o mesmo padrão de velocidade. Então, concluiram não existe o vento do eter, pois em qualquer direção que a luz se dirige, não é afetada por nenhuma substancia do espaço.

Isto vai contra minha intuição que entrou como parte da minha teoria. Por isto não gosto da teoria e devo procurar algum erro no experimento. Se não encontrar erro, vou ter que rever minha intuição e os pontos onde isso entra na minha teoria.

Para começar tenho questões. De onde os físicos tiraram a ideia que o eter se move ou é movido e aponto de produzir um vento? Na minha intuição existe uma substancia do espaço (que mais chamaria de matéria escura ou não-matéria, que eter) mas esta substancia é inerte, imóvel, ao menos dentro deste universo. O que se move, o responsável por todos os movimentos neste mundo, é onda de luz, principalmente a original emitida pelo Big Bang. A dark matter , ou eter, se for luminífero seria devido a luz no meio dela. Mas como é uma onda de luz de primeira geração (não como a luz das estrelas e outros, que são de segunda ou mais gerações) ela é demasiado forte para nossa visão, ela nos cega, e assim não vemos a matéria iluminada como pano de fundo deste universo.

A luz original se move devido a sua anatomia, ao que ela é feita. na sua anatomia já esta programada um movimento de expansão, de crescimento, e depois retração na forma de luz escura, energia negativa, etc. Na sua anatomia esta inscrito o processo do ciclo vital, o mesmo que faz uma bolinha chamada blástula se expandir e crescer no espaço e no tempo tornando-se um adulto corpo humano, e depois degenerando.

Então não existe vento do eter ou no eter. E como os corpos como o planeta, o sistema solar, a galaxia se move em orbitas? Isto é devido todos estes corpos serem partes de sistemas, e todos estes sistemas serem partes de um sistema maior que é a própria onda de luz. O movimento da onda de luz, quando impregna uma porcão do eter, deixa ali uma parte de si, constrói ali um sistema, o qual vai ser internamente movente, ou seja, todos seus objetos/partes se movem, e como este sistema faz parte de um sistema maior, o sistema se move movido pelo sistema maior.

Então a velocidade da luz e dos objetos nada tem a ver com uma outra velocidade que não existe, que seria a velocidade do vento do eter. Por isso, esse resultado neste experimento.

A velocidade dos corpos no espaço pode ser entendida por uma analogia com corpos humanos. A sociedade, o coletivo dos humanos formam um sistema, o social. este sistema tem leis do transito que impõe padrões de velocidades aos motoristas, para menor velocidade do que o motorista desejaria, ou para maior, como em ruas residenciais. Então o motorista dirige numa velocidade, um padrão para todos os carros. Podemos dizer que o sistema maior que o corpo determina a velocidade do corpo. mas de nada adiantaria essa determinação se o motorista estiver morto. O motorista também tem em si a propriedade da velocidade, do movimento autônomo, sem ela não existe movimento. A mesma coisa acontece com os objetos no espaço sideral. Existe sempre um sistema ao qual o corpo pertence, o corpo sempre esta no território de um sistema, e este sistema esta dentro do território de outro sistema maior, etc. Então os corpos no espaço se movem também porque tem a força para se moverem em si. E isto porque em todo corpo tem fótons de luz dentro dos elétrons dentro dos átomos. Como a luz tem si programada que deve se mover, expandindo-se, os seus fótons também tem este programa, são auto-moventes, e com isso empurram o corpo onde estão. Mas aqui vai entrar campos magnéticos, atracão e repulsão entre corpos, gravitação, tudo derivado da luz no espaço total como sistema maior e dela dentro dos corpos. etc.

Mas existe outro detalhe. A formula dos sistemas naturais.

Esta mostra que o circuito sistêmico contendo o fluxo de informações/energia do sistema é dividido em duas metades quando chega em F4. Uma metade continua direto desenhando a esfera, outra metade cai na direção do núcleo do sistema. Ou seja, as mesmas direções produzidas pelo espelho no experimento. Acontece que a velocidade do fluxo fe sempre a mesma, esteja ele inteiro, ou dividido em duas metades, ou descendo ou subindo. E esta, como todas as demais propriedades dos sistemas vem das propriedades da onda de luz. Isto significa que também a onda de luz tem uma só velocidade, e sempre, a não ser que adentre um espaço com matéria mais ou menos densa. No experimento, depois da divisão das duas metades, elas continuaram no mesmo espaço, com a mesma substancia, portanto tem que ser igual.

Eu não captei como e onde este experimento prova que não exista uma substancia espacial, deem a ela o nome que quiserem.

E isto me induz a entrar na discussão da Khan, porem preciso antes dos 5.000 pontos.

 

NASA WEBB SPACE TELESCOPE e a doutrina de um visao de mundo equivocada

October 19th, 2019

xxxx

Houve uma Science Live, conferencia ao vivo por video sobre o WEBB como Time Machine. Eu postei e vi que foi publicado na hora meu post no endereco da NASA na WEBB, mas um dia depois procurei o post e não esta mais la. Ok, alguem como mediador esta deletando posts contra algum de seus critérios, e desconfio que aqui o critério argumento é que os posts devem ser “cientificos” segundo o conceito deles de ^cientifico^. Quando eu tiver uma oportunidade de discutir isso com alguem na mentalidade destes moderadores, devo lembrar o assunto do Teddy Bear, vindo de um livro que esta aqui em outro artigo sobre programação de computadores em que o autor cita o exemplo em que a classe dos leigos estavam resolvendo problemas de computação que a classe dos experts não conseguiam resolver. Claro, quando se esta com a mente fechada, obcecada, num tipo de visao, de ideologia, e esta visao não é completa ou esta errada, essas pessoas não conseguem ver seus erros. A NADA devia prestar atencao nisso e dar atencao aos posts dos leigos. Não existe visao humana sobre cosmologia que não esteja incompleta e errada, e não pode existir. Simples logica e assimilação de qual é o tamanho do Cosmos e ds limitações dos nossos cerebros e dos nossos instrumentos de observação.

Posted in Facebook, NASA page, at 10/17/19, under the article:

Louis Morelli

There were two different process for galaxies formation: the first ones by symbioses, like the first cell systems; then, like cell systems, galaxies learned to reproduce themselves, by self-recycling. So, if you try forcing what you see in earlier times into the nowadays model of galaxy formation, you will have problems, and will not grasp the opportunities offered by the data.

The first known seven model of astronomical bodies were formed separated starting from first light stars because upon that stars was applied the process of life cycle which is the signature of expansion of light waves from the Bib Bang, penetrating the gases of that stars.. You know that the process of life cycle is responsible by our human body changing shapes e systemic functions, so, there were seven different bodies composing a complete self-recycling system, this little galaxies were the first.

I would pay my last cent to watch the Webb and facing my astronomical models, for which I have lots of facts for thinking they are right. Any way, some models are in http://theuniversalmatrix.com and one watcher seeing the Webb data and known these models can get what others will not. By the way, congratulations and I am waiting the data upon which I built the models under a different approach and world view. Good luck, NASA!…

Mais um duro golpe na visao do mundo dos acadêmicos que favorece a minha visão do mundo: galaxias sem dark matter!

October 18th, 2019

xxxxx

Informação obtida no link:

Hubble reveals that galaxies without dark matter really exist

The new research may have dramatic implications for galaxy formation. 

http://www.astronomy.com/news/2019/10/hubble-reveals-that-galaxies-without-dark-matter-really-exist

Se o fato for realmente comprovado, será mais uma evidência para Matrix/DNA Theory e mais um fato que não se encaixa na corrente teoria oficial acadêmica.

” What does a galaxy without dark matter mean?

If these latest results hold up to the scrutiny that’s likely to come, then discovering the first (and possibly second) galaxy without dark matter would fundamentally change our understanding of how we think galaxies form and evolve.

“[DF4 and DF2] point to an alternative channel for building galaxies — and they even raise the question whether we understand what a galaxy is,” van Dokkum says. Right now, he says, we think that galaxies begin with dark matter, which is how they’re able to gravitationally attract the massive amounts of gas and dust needed to kick-start star formation…”

Nos meus modelos teóricos, as primeiras estrelas só poderiam ter sido formadas por gazes penetrados por ondas de luz vindas do Big Bang. Pois o meu modelo teórico do que é uma onda de luz era a única coisa existente no Universo que tinha as propriedades para formar as primeiras estrelas. A dark matter apenas contribuiu antes para a formação das partículas materiais que vieram a se constituírem em átomos produzidos pelas ondas de luz que vieram a constituir os gazes que depois vieram a constituir estrelas.

Imagens de minha autoria sobre o WEBB SPACE TELESCOPE

October 18th, 2019

xxxx

Postadas no FLICKr ( Fazer a imagem certa que esta no Flickr, no PAINT e salvar para passar aqui. Embaixo so tem links para a imagem no FLICKr )

Fazer uma imagem do WEBB no meio do cosmos. WEBB dizendo, Hi,… Cosmos… I am watching you” and o Cosmos dizendo ” What? I am being watched? Let me hidden my black holes…”

WEBB talking no meio do Cosmos

Hi,... COSMOS I am watching you

Hi,… COSMOS
I am watching you

WEBB Telescope with message _ Louis Morelli _ Flickr

WEBB TElESCOPE

Hi,... COSMOS I am watching you

Hi,… COSMOS
I am watching you

 

Kolmorogov Complexity: Como resumir uma grande complexidade em um código simples, tal como a formula Matrix/DNA

October 17th, 2019

xxxxx

https://en.wikipedia.org/wiki/Kolmogorov_complexity

Um exemplo, para explicar a Kolmorogov Complexity:

Não tem nenhum outro jeito de representar a descrição de um DNA (actagcctag… e mais 3 milhões de letras) a não ser escrevendo a mesma sequencia de letras, no mesmo comprimento do texto, significando que a representação nada mais é que uma copia do original, feita com outro material em outra circunstancia. Isto torna a tarefa da programação de computadores muito difícil, quase impossível lidar com complexos objetos.

O corpo de uma lagartixa necessitaria uma longa enciclopédia de palavras e símbolos de linguagem computacional para descreve-la totalmente. Kolmorogov lidou com este problema.

Mas se minha teoria geral estiver correta, a Natureza opera computacionalmente, composta de hardware e software, e Ela encontrou um jeito de contornar esta dificuldade. Para descrever o mesmo DNA acima bastaria ela escrever:

” Insira um grupo grande composto de F2 + F3 + F5 + F6, 3 milhões de vezes, de maneira que cada vez haja um grau de variação x na posição dos Fs. Insira entre cada grupo grande o grupo pequeno composto de F1 + F4 e adicione em cada inserção o resultado da variação do grupo grande anterior “.

Ou seja, ela resume vários milhões de caracteres num software com uma centena de caracteres, os quais depois sao resumidos a sete caracteres, as sete Funções Sistêmicas, os sete Fs.

Porque, se a minha teoria estiver correta, em cada secção do DNA as 4 bases no meio (genótipo) processam uma informação especifica, então vem a uracila replicando a secção, então as bases passam essa informação para cima, para os dois açucares das hastes (fenótipo), na próxima secção sendo construída, os quais vão acumulando todas as informações como numa memoria.

Sera que finalizei a charada que Francis e Crick começaram? Se minha teoria for provada correta não teremos como negar que matei a charada. Mas ao invés de me orgulhar disso, fico triste, pois teria sido melhor que alguém da academia tivesse matado a charada. Ninguém vai me ouvir, nem vou contar a ninguém porque não adianta, e vou ter que assistir um mundo de humanos sendo torturados por doenças que poderão ser evitadas com estas descobertas. Triste…

O simbolo F2 substitui a letra “a”, ou adenina, do DNA. O simbolo F3 substitui a letra T, ou timina. O simbolo F5 significa a letra c, citosina e F6 = g = guanina. F1 é o açúcar desoxirribose na haste esquerda, F4 é o da haste direita. O simbolo F5 é a uracila, função replicadora. Assim estes sete fs compoem um funcional sistema natural que fé a formula da Matrix/DNA que é a unidade fundamental de informação do DNA.

A Natureza faz isso num computador natural, mas nos não vamos fazer isso neste rude computador artificial. Porque os Fs da Natureza são peças naturais, as quais  são forças, objetos, vivos, auto-moventes, pela energia do ciclo vital, enquanto as peças do computador artificial são fixas, imoveis, sem vida. As peças naturais vão mudando-se a cada segundo em consonância com o resto do ambiente, o Cosmos, mudando a cada unidade cosmológica do tempo.

Mas a coisa ainda é mais complexa. A Natureza encontrou um jeito de escrever todos os objetos, todos os corpos, trilhões deles, todos somados, num simples curto texto que se trata na verdade, de uma simples onda de luz!

Se a minha teoria da luz estiver correta, a onda de luz inicial emitida no Big Bang continha todas as informações para tudo o que existe e o que ainda virá a existir neste Universo. Assim como os microscópicos genomas dos pais contem todas as informações para tudo o que existe no corpo de um feto e ainda virá a existir quando o feto se tornar um adulto…

O segredo de como a extrema (aparente ) simplicidade e curto comprimento de uma onda de luz pode conter a maior complexidade do Universo está no seguinte: imagine uma onda de luz representada na tela do computador como uma linha senoidal, representando a radiação do campo eletromagnético. Agora imagine aquela linha senoidal formada de pontos, mais exatamente sete pontos. São os sete Fs da formula da Matrix/DNA. Mas quando botamos uma lente sobre um ponto vemos que dentro dele existe outro ponto menor. Botando a lente sobre o ponto menor, surge outro ponto dentro dele menor ainda. E assim parece que a coisa vai ao infinito. Cada ponto é uma informação, o tamanho do ponto é proporcional ao estagio evolutivo do objeto/corpo representado. Uma simples onda de luz é um fractal contendo fractais de si mesma ao infinito…

… se o raciocínio de um semi-macaco zé-ninguém recém saído da selva sem ter nem um sapato, estiverem corretos. Azar meu, pois ao invés de estar calculando códigos genéticos e fractais de luz ao infinito devia ter a inteligencia de procurar como conseguir um sapato…

xxxx

PESQUISA SOBRE A COMPLEXIDADE DE KOLMOROGOV:

Complexidade de Kolmogorov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
complexidade de Kolmogorov é uma teoria da informação e da aleatoriedade, profunda e sofisticada, que trata da quantidade de informação de objetos individuais, medida através do tamanho de sua menor descrição algorítmica. Ela é uma noção moderna de aleatoriedade, e refere-se a um conceito pontual de aleatoriedade, ao invés de uma aleatoriedade média como o faz a teoria das probabilidades. Ela é um ramo derivado da teoria da informação de Claude Shannon, embora hoje possa ser considerada uma área de pesquisa madura e autônoma.

Complexidade de Kolmogorov define uma nova teoria da informação, chamada teoria algorítmica da informação (por tratar com algoritmos). A Máquina de Turing é usada como mecanismo para descrever os objetos (para definir os algoritmos)
.

Ionosfera estudada por ICON e debate no REDDIT – O Planeta respira?

October 17th, 2019

xxxx

Postei (atrasado) minha questao no LIVE da NASA no REDDIT, a qual está copiada abaixo:

https://www.reddit.com/r/space/comments/den4zi/on_oct_9_nasa_is_launching_a_new_mission_the/?linkId=74903894&fbclid=IwAR1CNqbHjOMN4ho-nIAv7ue1JfOLusIv60yAohWDKa98-6xBX5YBE6mwWQ0

On Oct. 9, NASA is launching a new mission, the Ionospheric Connection Explorer, or ICON for short. Ask us anything about the science of ICON and the mission’s upcoming launch

xxxxx

Informacoes nos textos:

- – The ionosphere is the densest plasma between you and the sun, so it’s a remarkable feature of our planet and a “natural laboratory” for plasma physics. Because it is a plasma, it has the property of refracting and reflecting radio waves. That property is both useful and problematic, depending on what one is trying to do. In any case, the difficulty presented is understanding why the density changes so much from one day to the next, particularly where the plasma is very dense at low latitudes. Understanding this variability is ICON’s goal

the dynamic zone high in our atmosphere where Earth’s weather from below meets space weather from above, helping us untangle what drives changes in this region — changes that can affect our technology.

Matrix: Então a ionosfera que é um plasma denso funciona como uma membrana da Terra. As mudanças são mais em termos eletromagnéticos, sugerindo que as trocas se dão entre o campo magnético solar e de outros planetas com o campo magnetico terrestre. A evolução da Fisica para a Biologia sugere que ocorreu mais a nivel de campo magnetico, pois o a nivel de materia organica da célula nao parece ter correspondencia com o nivel de trocas de materia inorganica entre astros ( a não ser que estas trocas astronomicas ocorram em tempos astronomicos que não captamos) .

O que são radio waves? Radio é a ultima frequencia, a mais longa, das ondas. Isto significa que… temos um problema. Esta certo que a ionosfera seja o local da radio wave emitida desde o nucleo terreste, porem nosso planeta não esta na posição do sistema solar relacionada com radio wave e sim com a quarta frequencia, a luz visivel. Qual seria o efeito do encontro entre ondas da setima frequencia com ondas da quarta frequência? Encontro entre F6 e F4? Cadáver estelar e pulsar? O pulsar realimenta e ressuscita o cadaver a cada ciclo. estaria a Terra morrendo a cada dia e sendo ressuscitada, uma especie de respiração astronomica?

Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory

 

Ver  as propriedades da membrana celular e da inonosfera e comparar as duas.

- - what causes Earth’s ionosphere to change so remarkably from day to day?

Matrix: realmente isto é surpresa pois fenomenos astronomicos deveriam ocorrer na escala astronomica do tempo… O que causa a membrana celular mudar a cada segundo?

ICON is instrumented to pull out some key quantities like the velocity of the wind and the temperatures at the boundary of space at about 100 km. ICON is sensing remotely the neutral wind speed while directly measuring the ions and electrons that make up the ionosphere. ICON focuses on the dynamic zone high in our atmosphere where terrestrial weather from below meets space weather above. In this region, the tenuous gases are anything but quiet, as a mix of neutral and charged particles travel through in giant winds. These winds can change on a wide variety of time scales — due to Earth’s seasons, the day’s heating and cooling, and incoming bursts of radiation from the sun. Specifically ICON will add detailed measurements of the movement, temperature and composition of the ionosphere-thermosphere system

Matrix: Então Icon trabalha exclusivamente no nivel fisico e apenas medindo variações na velocidade dos ventos e na temperatura?

– NASA’s GOLD instrument which provides hemispheric images of the air glow (brilho, incandescencia) bands in the ionosphere

Matrix: Então a partneship que estão falando fe entre o ICON e GOLD, o qual ‘e outro satélite/instrumento e pertence a NASA e que providencia hemisféricas imagens do brilho das bandas da ionosfera.

– SPACE WEATHER : The easiest example of space weather is the aurora (or northern and southern lights)’ .

Space weather comes also in the form of day to day changes in the ionosphere that aren’t easy to predict right now. These aren’t related to geomagnetic storms, but come naturally from what we think is energy and momentum propagating up from the lower atmosphere. Some places can see the ionosphere change by 2x from one day to the next without the sun or solar wind changing much, so understanding where that comes from is a critical problem for ICON

Matrix: Então a mudança do clima na ionosfera é mais causada from inside-out que from out-inside. Isto significa que a Terra, desde deu nucleo, é a causa das mudanças diarias. O que muda diariamente no planeta? O movimento de rotação? Como a posição de locais na membrana terrestre pode ser afetada pelo momentum de cada rotação? The southern hot spot is part of the old Solar Cycle 24. The northern hot spot is from the new Solar Cycle 25. Ver o que fe Solar Cycle.

 - – AURORA : the auroral ovals can move to lower latitudes – allowing more energy into Earth’s ionosphere. The aurora represents a current system in the sky – these flowing currents can adversely affect the power grids, pipelines and under sea cables. 

- -  the Van Allen Radiation Belts – these belts encircle the Earth wrapping around the equator at a distance of about 8000-38000 miles above the surface. These are regions of intense radiation which can cause problems for spacecraft which orbit the Earth. The radiation can cause charging of sensitive spacecraft hardware as well as damaging solar panels.

- – Theories: When one theory is proven, ten more questions will follow because natural science never ends.

xxxxxxxxxx

Minhas perguntas:

MatrixDNA  - 1 point·10 minutes ago - 10/07/19

 Sorry my weird questions because I am a native from the jungle, American citizen but English is not native language. So, feel free to not read my questions.

- Is there any evolutionary biologist in the ICON’s team? If so, my personal Matrix/DNA Theory is suggesting that he/her must be doing comparative anatomy between three natural systems: the cell’s system membrane and its ancestrals system, the Earth’s planetary membrane called ionosphere, plus its ancestral system, the galactic’s nuclei event membrane called event horizon. Or does the team believing that universal evolution is divided into cosmological and biological evolution with no linear evolutionary links between them? If you do not believe in that theory, how to discover first deeps causes of ionosphere events? I am doing these calculations but, do you think that I am “away far off the beam”?

- The ionosphere should be a kind of membrane. It should pushes out radio waves ( the seventh electromagnetic frequency) and pulls down visible light (the fourth frequency). My theoretical naturalist model called Matrix/DNA Theory is suggesting that when these two frequencies meets up, happens a kind of self-recycling, or a system’s respiration. So, these inter-changes seems to mimic a breath (respiration?) process of the planet in the solar system.  While human bodies breath are a minute-to-minute event, it is logical that astronomic breathing should be day-to-day event. So, the ionosphere day-to-day changes should reveal a common pattern at long times. Is the ICON/NASA team searching any patterns? Is my theory totally “away off the beam”?

 

 

Vou te ensinar um segredo de seu DNA que ninguém mais sabe, nem os cientistas

October 16th, 2019

xxxxx

As pessoas comuns tem que lutar pela vida no meio das coisas palpáveis, que sejam em tamanhos visíveis aos olhos, que sirvam para comer, para fazer dinheiro, etc. Seus corpos são movidos por uma mente, mas construídos e mantidos por trilhões de copias de uma coisa microscópica que se chama DNA. Estas pessoas nunca se lembram que elas tem coisas como os rins, nem mesmo sabe como são os rins, o que fazem, pois os rins estão invisíveis dentro do corpo. Muito menos pensam nos seus DNA’s que estão muito mais invisíveis e são microscópicos. Na luta diária para trabalhar, cuidar dos filhos, controlar os namorados, pagar as contas, tudo isto pertencendo ao mundo externo, nada sobra de tempo para pensarem no seu corpo interno, e de nada adiantaria buscar informação do que tem no seu corpo interno, pois em nada ali podem mexer. Isso é coisa apenas para os médicos, os cientistas. Mas assim são também todos os animais da Terra. E sabemos hoje que todos os animais da Terra não tem futuro, serao extintos, nao deixarao sequer marca da sua existencia neste mundo. Ora, nao precisa ser inteligente para ver essa semelhanca de comportamento entre os animais e as pessoas comuns para se sentir inconfortavel com a primeira ideia que surge, ou seja, que se as pessoas comuns continuarem se comportando como os animais, vivendo apenas a luta na vida pratica, a sua especie inteira tera o mesmo destino dos animais. Acho que foi por isso que surgiram as religioes. Se existem os deuses destas religioes, foram estes deuses que inseriram no DNA dos humanos os genes para religiao, os quais modelam os cerebros para verem, sentirem, viverem, uma religiao. Se nao existem os deuses destas religioes, elas foram inventadas pelos humanos justamente quando perceberam essa semelhanca com os animais e nao aceitaram de maneira alguma que terao o mesmo destino. O que nao entendo nas pessoas comuns fe que, se elas acreditam num Deus, elas deveriam raciocinar que esse Deus, para decidir quem serao seus escolhidos, quer que elas se comportem diferentes dos animais. Eu penso que isso fe demasiado obvio, limpido, logico, e gostaria de conhecer alguem que nao concordasse com isso, quais seriam seus argumentos, que eu nunca entenderia.

Os animais nada sabem e nada querem saber do que tem dentro de seus corpos. Os humanos entendem que Deus quer que sejam diferentes dos animais, Entao… os humanos tem que se interessarem em saber o que tem dentro de seus corpos e procurarem saber como funciona cada orgao, cada celula, cada DNA. Alias, para ser escolhido por Deus, tem que se adivinhar como Deus pensa, para se concluir o que Deus quer de um humano para escolhe-lo. E nao sei onde foi escrito: ” Se queres saber quem Sou, como Penso, observe a minha Obra, o elo que tem entre Eu e voce, a Natureza, pois Eu me revelo na Minha Obra.” E a maior obra da Natureza nesta regiao do Universo fe o corpo humano. Entao para quem acredita num Deus que observa os humanos para escolher os bons e descartar os maus, tem que dar seu jeito de fazer uma pausa na corretia diaria, arrumar seu tempo, para buscar informacoes do que existe dentro de seu corpo naqueles cientistas e medicos que entraram desntor dos corpos e observaram, ou seja entrar mentalmente dentro de seu corpo, buscar conhecimento nele, pois isso significa buscar conhecer a Deus, saber como Ele faz as coisas e como Ele Pensa, e ser melhor candidato ou candidata a ser escolhido.

Seria meu dever orientar as pessoas a buscarem nos livros e na Internet estas informacoes apenas que venham de medicos e cientistas, e nao de pessoas como eu, que tambem nunca observou nada dentro de um corpo humano. Acontece que desde a infancia tive pavor de ser comparado a animais e tudo fiz para me comportar diferente deles, e mesmo que minha conclusao do que deve ser uma consciencia superior a humana que devem existir aos montes neste mundo afora, me levou a deduzir que essa consciencia supeior seja diferente ao Deus que outros humanos acreditam, eu compartilho a crenca naquela frase acima: para tentar conhecer o que fe uma consciencia supeiror, entre o mais profundo que puder na busca de conhecer esta Natureza, e principalmente seu corpo. Assim dividi o tempo da minha vida dedicando a metade para a luta diaria trabalhando para a sobrevivencia e a outra metade buscando ser diferentes dos animais, estudando tudo o que cientistas, filosofos, medicos, engenheiros, matematicos, biologos, quimicos, etc., ja sabem desta Natureza e mais ainda, buscando calcular o que ainda nao sabem para tetar saber mais. Ja disse varias vezes que cheguei a passar sete anos numa aldeia no mio da selva da qual saia por longos periodos me isolando mais dentro da selva virgem, buscando esse conhecimento da Natureza. A recompensa foi que, sim, consegui descobrir e aprender varias coisas que nem os medicos e cientistas sabem. Entao, alem de orientar meu amado povo comum a buscar apender com os profissionais, dedique alguns minutos para analisar o que acredito ter aprendido.

E entao volto ao DNA. Fe bastante dificil se prestar a estudar o que se sabe do DNA porque fe muito complexo e parece ser coisa de outro mundo, cujo conhecimento em nada vai ser util na nosa vida pratica… mas lembres-se… temos que nos comportar diferente dos animais, e isso exige alguns sacrificios. Mas a boa noticia fe que existe uma maneira de se estudar o DNA que de repente se torna agradavel e desejavel buscar conhece-lo melhor. Trata-se de um importantissimo detalhe do DNA que nem os medicos e nem os cientistas sabem, e alem de mim, agora so voce vai sabe-lo.

Este jeito de conhecer o DNA fe agradavel porque a licao comeca descrevendo como as pessoas em lugares distantes e quando reunidas em multidoes se comportam, detalhes que nunca prestamos muita atencao. Estudar e falar de pessoas fe muito melhor que estudar e falar de moleculas do DNA.

Voce sabe que somos quase 8 bilhoes de humanos. O incrivel aqui fe que nao existe um humano exatamente igual a outro. Todos tem ao menos uma caracteristica fisica e outra mental que se revela num comportamento diferente de todas as demais. Se queremos saber como seu Deus pensa, temos que comecar perguntando porque Ele fez isso assim. E como Ele vai escolher uns e descartar outros, tem que ter alguma coisa em comum, que seja igual, em todos os escolhidos. Parece que essa coisa divina comum vai estar sempre escondida de nos, pois vemos todos os humanos diferentes entre si. Assim fica mais dificil fazer nossa campanha como candidato, nao sabemos que tipo o eleitor quer como candidato ideal. Mas vou confessar aqui em segredo que a Natureza virgem na selva me deu umas dicas.

O fato de ser-mos todos diferentres uns dos outros se assemelha a outro fato semelhante: o nosso DNA tambem ‘e uma populacao de bilhoes de individuos todos difentes entre si! Calma, que vou explicar isso melhor. O que nos leva a suspeitar que quem fez essa diferenca entre os humanos foi o DNA que constroi seus corpos, e nao Deus. Mas… para quem acredita, foi Deus que criou o DNA.

Todos sabemos que, apesar de todos os humanos serem diferentes, quando penasamos nas sua profissoes, percebemos que eles se dividem em grupos de iguais, iguais vocacoes, tendencias. Muitas criancas ja nascem falando uma coisa igual, que querem ser enfermeira, outras que vao ser jogadores de futebol. Assim a humanidade se divide em grupos de profissionais, ainda bem, pois se todos fossem iguais numa so vocacao, estariamos fritos. Se todos nascessem querendo ser vendedores, quem iria produzir os produtos para os vendedores vender? Gracas a Deus outros nascem querendo ser agricultores, ou doceiras, ou fabricantes de moveis, etc. mas se todos nascem diferentes, quem criou essa coisa de gurpos serem iguais numa certa vocacao profissional? Novamente la vem o DNA.

O DNA fe uma populacao de bilhoes de individuos diferenciados entre si, mas essa populacao se divide em grupos de individuos, e a estes grupos se deu o nome de “genes”. Sao genios em fazerem um detalhe do do corpo humano que so eles sabem e conseguem fazer, assim como so os engenheiros de aviacao sabem como fazer um aviao.

Mas falando de humanos, tem sim, um detalhe que fe igual em todos eles. Todos sao da mesma “especie”, a mesma forma fisica. Nao sao divididos em especies, como seriam humanos na especie das galinhas, ou na especie dos ursos, alguns com bicos, outros com bocas, outros com penas, nada disso. Nao, todos sao da especie que tem duas maos, dois pes, caminham eretos, tem um cortex cerebral unico, maior que todas as outras especies. E quem ou que criou esse negocio de que todos os humanos teriam que ter a mesma forma? Adivinhem! Quem falou “DNA”, acertou.

Pois o DNA fe uma populacao de individuos da mesma especie, de uma so e mesma forma fisica. Mas os individuos do DNA sao muito mais simples que humanos. Ao inves de orgaos complicados como cerebro, coracao, esses individuos sao constituidos apenas moleculas que parecem muito simples, apesar delas fazerem as mesmas funcoes que fazem coracoes e estomagos, etc.

Podemos dizer que a unidade fundamental da populacao humana, da Humanidade, fe um individuo humano. Este individuo sendo unico, com ao menos um detalhe especifico dele que nenhum outro tem, tambem poderia ser visto como um pacote de informacoes unico, nenhum outro pacote pode ser igual a ele. Isto porque os cientistas falam numa tal de unidade fundamental de informacao do DNA, a qual seria um exemplar unico de sua populacao. Mas fe aqui que surge algumas coisas que os cientistas ainda nao sabem, ou pensam que sabem, mas estao enganados pelas aparencias do que veem no microscopio. As vezes, olhar a inteira biosfera da selva do alto de uma montanha, incluindo na visao o ceu es estrelas, pois tudo faz parte da Natureza, te ajuda a entender coisas e a nao se deixar enganar por coisas que nao se ve no microscopio, que apenas pode ver tudo reduzido a pequenos pontos.

O segredo fe… quem fe realmente o individuo na populacao do DNA. Imagine que nos nao enxergassemos as peles das pessoas, e quando olhassemos para elas, vissemos um figado, um estomago, um coracao batendo, tudo suspenso no ar, separados entre si. Nao, nem pense nesse absurdo, saia logo disso, apenas mencionei isso porque fe assim que os cientistas veem os individuos do DNA. Porque os individuos do DNA nao tem peles, e seus orgaos susprensoes apenas sao conectados por uma linha quase invisivel, a que deram o nome de “pontes de hidrogenio”. Seria como se cada orgao tivese dois bracos, e todos os orgaos se deseem as maos, formando uma grande roda. Mas quando voce pensar nos serezinhos, os individuosinhos do DNA, fe isso que eles sao.

Cada individuo do DNA tem seis “orgaos”, cada um executando uma funcao, produzindo uma quimica e sinais especificos, tem ate o orgao que limpa o interior como faz o figado no interior do corpo humano. Entao assim como o corpo dos animais tem em comum seis ou sete orgaos principais, assim sao os individuos do DNA. E nao poderia ser diferente, pois o corpo humano foi construido pelo DNA, e cada artista se auto-projeta na sua obra, tentando faze-la o mais semelhante ao que ele fe, ou pensa. Assim como seu Deus disse que busque-O na Sua Obra, se fe que o seu porta-voz aqui na Terra nao mentiu.

Entao os cientistas estao enganados. Pois eles dizem que a unidade fundamental de informacao do DNA, ou seja, o individuo exemplar de sua populacao, fe o que eles chamaram de um “nucleotideo”, que fe composto por apenas tres moleculas. Ora, o corpo humano nao tem apenas tres orgaos principais, e sim seis ou sete…  Mas basta olhar para a figura do DNA sem ser doutrinado como cientista para se notar que apenas um conjunto de tres moleculas nao pode ser sua unidade fundamental. Pois o DNA tem duas metades formando um inteiro, cada metade fe chamada de “haste” com suas moleculas coladas nelas, e todos estes grupos de tres moleculas da haste esquerda estao juntos, conectsdos a outro grupo de tres moleculas da haste direita. Seria como olhar para um humano e ver apenas o lado direito do seu corpo, da sua face. mas este pequeno engano leva a im engano maior, colossal, que faz errarem tudo o que pensam ser o significado da existencia do DNA. Vou explicar e mais abaixo vou tentar inserir aqui desenhos, que sao como fotografias das pessoinhas da populacao do DNA, pessoinhas que nao tem pele, apenas orgaos conectados …

Voce deve estar de saco cheio de ouvir falar num tal de “codigo genetico”… sem ter muita nocao do que isto significa. Segundo os academicos, cofgigo genetico resume tudo em que consiste o DNA. Rtal como se disessemos que a Humanidade fe um codigo que resume tudo em que consiste os 8 bilhioes de humanos. Tem nexo alguem falando em um “codigo humano”? Nunca ouvimos isso, seria muito estranho. Entao porque nao nos fe estranho falar do conjunto da populacao do DNA como sendo um “codigo do DNA”?

A verdade fe que nao existe codigo algum. O DNA fe uma pilha de unidades de informacao, um individuo em cima do outro, e apenas isso. Sirgiu o primeiro individuo da puilha, o que esta embaixo de todos os outros que surgiram depois. Acontece que todos os outros que surgiram depois sao reproducoes daquele primeiro. Sao copias, porem, cada copia vem com uma pequenina diferenca, um detalhe, que seja uma posicao especifica de uma oerticula num dos milhoes de atomos de uma das bilhoes de moleculas. Assim como todos os humanos parecem serem copias de um primeiro humano, mas copias diferenciadas entre si.

O nosso DNA foi construido por outros individuosinhos menores ainda que compunham uma populacao das… das estrelas! Mas ai reclama o religiosos: ” Entao os humanos nao foram feitos diretamente por Deus e sim pelo DNA, e o DNA nao foi feito diretamente por Deus e sim pelas estrelas…?” E respondemos: ” Bem… mas entao as estrelas foram feitas por… por Deus… projetadas para fazerem DNA em muitos planetas desse Universo, os quais foram desenhados para fazerem corpos vivos em muitos planetas. Assim Deus foi esperto, pois Ele conseguiu criar muito maior quantidade de Suas criaturas, e povoar todo o Universo…”

 

O conflito da Religião com o Acaso na Teoria da Evolução, e a tolerância da Matrix/DNA

October 16th, 2019

xxxx

Randomness and religion

https://en.wikipedia.org/wiki/Randomness

Randomness can be seen as conflicting with the deterministic ideas of some religions, such as those where the universe is created by an omniscient deity who is aware of all past and future events. If the universe is regarded to have a purpose, then randomness can be seen as impossible. This is one of the rationales for religious opposition to evolution, which states that non-random selection is applied to the results of random genetic variation.

Hindu and Buddhist philosophies state that any event is the result of previous events, as reflected in the concept of karma, and as such there is no such thing as a random event or a first event.

Na teoria da Matrix/DNA existe e não-existe randomness. O destino do Universo esta pre-determinado, aqui esta ocorrendo um processo de reprodução genética, o embrião vai nascer e o Universo sera descartado como a placenta ( a não ser que seja possível existir uma força mais potente que o universo, vinda de fora, e interrompa a gestação, pois o ser que fecundou esta gestação não é magico, nem omnipotente, é simplesmente um ser natural). Então num processo de reprodução, todos os passos no aumento da complexidade são interpretados pelos humanos como sendo um processo de evolução, o que esta certo, relativisticamente falando. Se todos os passos estão pre-determinados, não teria lugar para acontecimentos ou estruturas formadas pelo acaso no tronco da arvore da evolução. Mas acontece que em paralelo a arquitetura que esta sendo o objeto da reprodução, o mundo esta se movendo, acontecimentos acontecem… (bah…), chuvas chovem, e as vezes estes acontecimentos penetram a dimensão da arquitetura. Podem causar um repentina mutação genética, mas geralmente são logo descartadas pela Natureza quando não batem com o template, o genoma, sendo seguido. Porem, ainda por acaso, pode ser que um evento ao acaso produziu uma mutação que é exatamente a mutação que a Natureza ia produzir a seguir, e nesses casos, para que a Natureza iria descartar e refazer o mesmo? Creio mesmo que a Natureza nem pode saber o que fé mutação programada ou mutação ao acaso. Não, a mutação ao acaso é selecionada pelo template, que é a forma final da especie sendo reproduzida, e mantida no tronco da arvore da evolução. No conflict with randomness.

xxxx

PESQUISA SOBRE A TEORIA DO ACASO:

Randomness

From Wikipedia, the free encyclopedia
Randomness is the lack of pattern or predictability in events.[1] A random sequence of events, symbols or steps has no order and does not follow an intelligible pattern or combination. Individual random events are by definition unpredictable, but in many cases the frequency of different outcomes over numerous events (or “trials”) is predictable. For example, when throwing two dice, the outcome of any particular roll is unpredictable, but a sum of 7 will occur twice as often as 4. In this view, randomness is a measure of uncertainty of an outcome, rather than haphazardness, and applies to concepts of chance, probability, and information entropy. ( continua…)

Budismo também é contra “origens”

October 16th, 2019

xxxx

Hindu and Buddhist philosophies state that any event is the result of previous events, as reflected in the concept of karma, and as such there is no such thing as a random event or a first event. (wikipedia : https://en.wikipedia.org/wiki/Randomness )

A teoria da Matrix/DNA contesta o conceito e definição humana da palavra “origens”, acrescentando que nunca houve “origens da vida” nem “origem do Universo”. As propriedades da vida vem sendo expressadas gradualmente a medida que evolui o sistema universal, desde o sistema atômico, e quando chega no biológico expressa todas as propriedades juntas. Portanto não existe fronteiras, divisão clara entre o que é um sistema vivo e um sistema não-vivo. Então não teve súbita origem da vida. Alias, tido é produto de transformações de algo que existia antes. E pelo que vejo no texto acima, o Budismo também já defendia esta ideia.

Tenho alertado que estas duas palavras tem causado grande prejuízo a obtenção de conhecimento natural pela humanidade. Por causa desta divisão entre vida e não-vida separaram a Evolução Universal em dois blocos – a Evolução Cosmológica e a Evolução Biológica – e devido a esta separação que cria um abismo evolucionário entre os dois blocos surgem vários misticismos, materialismos metafísicos crendo em acasos mágicos, e religiões, que precisam apelar ao imaginário para explicarem o que aconteceu depois da evolução cosmológica, como a origem da vida. se alguém concordar com minha teoria, deve sempre contestar qualquer fala incluindo os termos “origens da vida” ou origem de qualquer coisa, a bem da humanidade.

 

A guerra cosmica entre momotonia e criatividade. TED talks

October 15th, 2019

xxxxx

David Deutsch -  TED – 2019

The cosmic war between monotony and creativity

https://www.ted.com/talks/david_deutsch_after_billions_of_years_of_monotony_the_universe_is_waking_up

Meus comentarios publicados neste talk.

xxxxx

Louis Morelli – 10/15/19

David’s relativistic world view from a modern Physicist perspective in comparison with another world view, the Matrix/DNA Theory:

1 – David: “The monotony of the Cosmos…”

Matrix/DNA: ” It is David and not Science talking here. For Science, there is no such thing as “monotony of the Cosmos”, since that Science can not bring on the Cosmos to a lab’s table. The speed of Cosmos’ movements is a relativistic issue. Think about a bacteria or a particle of our body that has a lifetime of 0,17th of a second. Our body is their Cosmos and it seems static. We are microbes, our speed is very high, our lifetime is very short, we will have thousands of generations while a planetary is in its embryonary formation, so, we can’t know how is a planetary formation. About the Cosmos we have only our theoretical models, and I am sure, the current model is very wrong. My theoretical models are suggesting a Cosmos that has the principles of life, so, it is changing, evolving, with its astronomic scale of time.”

Matrix/DNA: “Right and wrong. What is always done is the process, the mechanisms, that runs the movements in this Universe, because Universal Nature is an unique creator, so, it has a unique method for creating its things. But, Qohelet lifetime was very short, so, he couldn’t perceive that the meaning of things are constantly changing. The meaning of a bacteria’s existence has changing a lot in comparison with its descendants – the meaning of humans’ existence. The first galaxies were assembled by symbioses, today they learned to reproduce themselves by self-recycling, so, the existential meaning of astronomical bodies has changed from free individuals to arrested parts of a system. Again, Qohelet also forgot the relativistic issue.”
xxxxx
Long Y

Posted 4 hours ago

Mr. Deutsch said the 1st novelty was the big bang which created space, time and energy. After some billions of years later, the 2nd novelty was the origin of life.

There was a 3rd novelty, he did not attribute, which was the creation of mind. Mind only exists in a mental world which defies physical laws. It was the mind which asked questions of what, why, and how.

The 3rd novelty still resides inside living organism (made of the 2nd novelty) which are composed of raw materials (made of the 1st novelty).

Maybe the 4th novelty could be mind without physical attachment. It could start with an concept or ideology and eventually becomes omnipresent.


Louis Morelli

Posted 3 hours ago

Are you sure the human mind is a novelty in the Cosmos? Embryology shows that it takes about 6 or 8 months for the complete formation of a brain beginning to express the mind ( or consciousness?). But, you know, it was not your brain that invented the mind first time in this world, there was mind outside your little sac’s universe. My theoretical cosmological models are suggesting that in this our perceived “universe” is occurring a merely process of genetic reproduction – reproduction of the unknown thing that triggered the Big Bang as an event of fecundation. If humans takes 8 months for expressing the mind of its parents, the universal embryo takes 13,8 billion years to do the same thing – expressing a mind that was existing before the Big Bang. Who knows what is the truth? I prefer to believe in what real Nature is showing to me just here and now, than believing in human imaginary theories without any real known parameter, like the theories of “something from nothing” ( have you seen something from nothing?), or a microscopic explosive atom containing all mass and energy of the Universe ( have you seen such atom?), or magical gods creating something from nothing (have you seen any kind of real magics?). We must ask Nature when we does not know the answers, Mother Nature does not plays dice of its creatures. Ok, maybe I am wrong, who knows?

Long Y

Human mind clearly was not the first mind, even on earth. Who knows how many other novelties unknown to human?

You can choose to believe whatever you prefer. But, to be sure, everything you “see” is only perception in your mind. Every word you wrote came from your mind, which even yourself don’t know what or where it is.

Real Nature is showing us nothing. We interpret “Nature”, including the concept and existence of Nature.

Louis Morelli:

” Real Nature is showing us nothing. We interpret “Nature”, including the concept and existence of Nature.” – Long Y

Sorry, Long Y, because I am interpreting you as a magical thinker. The very fact that you bring to the David talks the issue “mind” and suggesting that it “eventually becomes omnipresent’ suggests to me that yours mind does like to ( yours own words ) “defies physical laws”. But, you said “The 3rd novelty – the mind – still resides inside living organism”. This is a contradiction to yours own words: “Mind only exists in a mental world”, I think, but you can correct me if I am wrong.

Is there a rational logistic explanation for a mind existing and bonded to Nature if the goal of mind existence is – yours own words: “the 4th novelty could be mind without physical attachment”? Lets us to apply my method of investigation, asking the question to Nature. ” Yes, she said, and I will show to you my job for you understanding it: when the embryo is born, the placenta is discarded”.

So, the Universe, this agglomerate of galaxies, is the placenta to be discarded, when you get yours full development. But while we are merely a fetus of consciousness, we need mortally the placenta. We are not in direct contact with our mother’s body, we are among the placenta yet. We are not in contact with the 4th novelty which will be us in the future and now could be yours “omnipresent mind”. You are here like human man or woman, in the middle of this Nature, suffering the actions of these physical laws, so, fight as human for your life. We can not be “pure mind” here, we will not survive. Yes, I love Mother Nature and I believe her lessons, I know it is merely the placenta, but throughout the placenta comes the nutrients and informations from my spiritual mother. Do not believe this conspiracy theories that the real world is delusion of mind… maybe mind is a temporary delusion of Nature… like an embryo is a temporary delusion of a placenta… why not?

xxxxx

Chris Anderson

Posted 6 hours ago

This may be one the most profound arguments ever made on the TED Stage. If true, it completely undercuts the familiar scientific stance that what happens on planet earth cannot possibly have broader significance in the universe. We’re no longer just a dot. We’re a dot of unlimited future potential. It’s hard to imagine a more inspiring idea.


Louis Morelli

Posted 2 hours ago

Chris, I would appreciate yours opinion about my opinion (if I can do it in English). The job that a group of genes were doing at the blastula and fetus shape, in embryology times, had broader significance in the later human complete shape? Those genes did not changed the structure of the amniotic ocean which was the structure of the ovulum, but they created a new system, never existed before, in the middle of that structure.

My theoretical cosmological models are suggesting that humans are the big genes inside the “egg-universe” today. With millions of other conscious lifeforms spread in this Universe ( our brothers genes ) we are building a new shape of the universal system that began as atoms, then developed to galaxies, then to cells systems, and now it is developing into consciousness system’s shape. Like your body had the shape of fetus, then embryo, then adult, etc. We are the top of universal evolution just now and here, we are carrying on this evolution on our shoulders.

David said “we are the force of Cosmos for changing…” but, the truth must be more complex than he thinks. We are the force because we have inside us the universal natural formula – the universal Matrix – in shape of biological DNA. I think the “familiar scientific stance” is diminishing the human role in this Universe because they are wrong separating cosmological evolution from biological evolution. There is a unique universal evolution, we are just here and now the top of this universal evolution.

Physics is dealing with the Cosmos as the structural skeleton bone composed by galactic cells, but… you know, evolution makes that the bone skeleton must be covered by more complex organization of matter, like the meat, the brain, etc. Sometimes the skeleton goes outside and becomes the environment covering the meat, like crustaceous… this is the Universe today in relation to humans. Physics and Math can not grasp these more complex organizations. Maybe I am wrong, who knows?

XXXXX
ESTE POST NÃO ENTROU E NAO QUER ENTRAR. TENTAR NOVAMENTE MAIS TARDE, VERIFICAR PORQUE?
Gabby -

Posted a day ago

I would love to see or hear a panel on this subject, of thoughtful, rigorous people. I expect such a discussion occurred in the halls of the TED conference.
For example, I would be happy to read the response of, say, Steven Pinker, Richard Dawkins, and others close enough to science and to history for an interesting and well-informed discourse.

Louis Morelli
in 3 hours
In view of the significance of this case, could TED produce a small volume of debate on this among TED- connected scholars and public intellectuals? – Gabby.

I think this debate would be a great contribution from TED to the benefit of Humanity. Humans are lost about the meaning of their existence and a possible new discovery showing a new world view could reveal a new meaning of our existence, with a new moral code, a new star-guide as motivation for correcting our wrong suicide behavior today. A debate bringing on the table the real proved known natural facts we have today, without priors humans interpretations and theories, theories that led us to absurds like “something from nothing”, “magical gods and magical events by chance creating genetic codes” etc. I did this debate alone with myself, I put everything on the table, every known data, and my conclusion is that we are doing lots of wrong interpretations, the world is very different than we are thinking, but, the good news is that from the table is emerging a great meaning for human existence: we are 8 billion half-conscious genes building our own future body of consciousness shape. You can not mind the transformation in my life’s behavior and meaning this results have produced, now I have all energy applied for human evolution, for cooperating with every human being because they are genes with a unique mission, portable of a unique genetic information, from which my future is mortally dependable… Ok, I am sure that my results are not the final truth, no human limited brain can get it, but the discover that a new analise of the world can bring to us a new healthier moral code, meaning of existence, and lovely interactions among humans and from humans to Nature, is enough for wishing such debate. I should appeal to TED doing it.