Posts Tagged ‘bone marrow’

De onde a Natureza obteve os mecanismos e processos para criar as interações internas, entre as partes de um sistema.

Monday, September 2nd, 2019

xxxxx

O bone marrow e a produção das células vermelhas

A formula da Matrix/DNA apareceu neste Universo desde o momento do BIG BANG na forma de uma onda de luz movente que ao mover-se gera uma anatomia a qual se torna o ciclo vital que foi o código suficiente para criar sistemas naturais como os vivos e os não-vivos.  Quando desenhamos a formula como um diagrama, notamos que a formula apresenta um canal ou tubo que conecta as sete partes que executam as sete funções sistêmicas entre si, na mesma sequencia do ciclo vital. Dentro do canal ou tubo corre o fluxo da energia/informação que vai carregando as instruções para fazer as próximas partes, etc. Neste canal, cada parte pode se comunicar apenas com suas duas vizinhas, seja da esquerda ou da direita. Vamos trazer a formula para lembrar isso:

The universal matrix/DNA as closed system

The universal matrix/DNA as closed system

Mas com a evolução, e principalmente no âmbito biológico, que sao sistemas abertos, as partes internas de um sistema desenvolveram canais secundários internos pelos quais cada parte consegue se comunicar com todas as outras seis partes. Como conseguiram isso? Abrindo saídas, ramificações, do circuito principal ou aproveitando poros existentes nos ossos ( ver Sinusoidal capillaries ), os quais parecem ser uma evolução dos canais de trocas que existiam nas membranas dos seres mais simples.

Em vista disso vemos o que acontece num sistema biológico como o corpo humano quando os ossos do esqueleto se tornam a capa desse canal e dentro do qual corre o fluxo de energia/informação. Esse fluxo interno aos ossos chama-se medula óssea, ou “bone marrow”, e ele produz vários tipos de células, principalmente as células vermelhas que vão se constituir no sangue.

medula óssea, também conhecida como tutano, é um tecido líquido-gelatinoso que preenche a cavidade interna de vários ossos e fabrica os elementos figurados do sangue periférico como: hemácias (glóbulos vermelhos), leucócitos (glóbulos brancos) e plaquetas.

Creio que são estas células que provocam a abertura de saídas e assim se espalham pelo corpo. Mas não são só elas, parece que o próprio circuito produz também as capas do que veio a se tornar ramificações, canais, os quais se tornaram o sistema circulatório. A imagem de uma arvore, com os galhos saindo do tronco, parece que foi um protótipo intermediário da evolução entre o circuito único dos sistemas não-biológicos e o sistema circulatório dos aninais. A coisa aqui torna-se complexa requerendo muito estudo, não sei se órgãos se comunicam com outros órgãos, talvez trocando substancias, ou se apenas o sistema circulatório governa estas interações, ao recolher substancias produzidas por um órgão e leva-las a outros órgãos. mas o importante é ter uma noção básica de como a Natureza criou o sistema circulatório dentro dos sistemas como o corpo humano.

Outro importante fator a considerar é que não apenas foi desenvolvido a rede de inter-comunicações entre órgãos, como também nessa rede estão os canais que levam informações destas interações internas para o fluxo principal da medula óssea. Então entra e sai substancias/informação, na forma de fluidos, como vemos nesta figura:

Medula óssea dentro dos ossos e poros de entrada e saída

EXISTE DE MEDIATO ALGUMA APLICAÇÃO PRATICA DESTA DESCOBERTA?

E` isso que vou deixar no ar… as vezes estes conhecimentos ressurgem na memoria quando estamos tentando resolver problemas práticos. se eu fosse cientista da medicina, repensaria nas varias doenças causadas por disfunções nesta área tendo agora esta nova abordagem. Mas outra intuição que surge agora pode vir do seguinte: A meu ver a maior causa da pobreza dos povos tem sido a falta de associação entre as classes mais baixas. O que implica na falta destas redes de interações entre os indivíduos-partes deste sistema. Teriamos que identificar numa cidade qual o canal principal. Ele deve ligar a comunidade pelas diferenças econômicas, cada qual representando uma parte ou função sistêmica. Seria preciso quebrar este canal principal, que fe dominante/predador, e isso se daria pelo mesmo mecanismo que células internas na medula óssea criam ou se aproveitam dos capilares ou poros existentes no canal principal. Mas tem que se identificar como é o canal de fato, e isto implica em desenhar a cidade, estuda-la, etc.

INTRODUÇÃO DO ASSUNTO NO FACEBOOK:

Acabei de descobrir mais uma explicação sobre nos e nossa Natureza. A pergunta nunca respondida por ninguém era: de onde a natureza bruta tirou a ideia para fazer galhos saindo dos troncos e formando as arvores, assim como fez veias e artérias saindo do tronco da medula óssea? Ora, a ideia já existia manifestada como fato natural desde o Big Bang!… A formula da Matrix/DNA, que alguém sugeriu-me chamar de “o genoma de Deus”, surgiu neste Universo com muita plasticidade, bastante flexível, da qual um molde inicial pode ser remodelado para se adaptar a diferentes circunstancias… e poderia-se dizer que essa flexibilidade foi Deus permitindo a existência do livre-arbítrio…

PESQUISA:

Observe como medula óssea funciona como um fluxo dentro de um cabo, ou canal, constituído de osso compacto, inclusive tendo uma película intermediaria chamada de spongy bone:

xxxxx

O fluxo interno ao canal ósseo produz uma variedade de produtos. Alem das células vermelhas, produz os pratelets e as células brancas sanguíneas, as quais são de vários tipos, como:

  • Lymphocytes, neutrophils, and monocytes. These white blood cells fight against invading bacteria, viruses, or fungi to help destroy infection. Each of these cells differs in appearance.
  • Eosinophils and basophils. These white blood cells respond to allergens that can invade our bodies.