Astronomia: Formação de Sistemas Astronômicos pelo Segundo Método

agosto 20th, 2017

xxxx

Assistindo ( link abaixo) a moderna teoria astronômica acadêmica sobre formação de sistemas estelares onde a estrela nasce primeiro que os planetas – tive uma ideia para explicar o segundo método da formação de sistemas astronômicos.

Depois de seu primeiro método de formação – que foi simbioses – a célula aprendeu a se replicar já adulta, meramente se multiplicando já pronta. Então porque este método não teria vindo do ancestral astronomico? Se sim, isto significa que depois do método da simbiose – que formou as primeiras galaxias ou o building block de galaxias – tanto sistemas estelares quanto galácticos aprenderam a se reciclarem já adultos, prontos. Então neste segundo método, realmente a teoria acadêmica está correta.

Isto encerra a pesquisa da Matrix/DNA sobre o segundo método na formação de sistemas astronômicos.

Porem ela não conhece ainda o primeiro método e isto desvirtua a interpretação do que são sistemas astronômicos em seguida desvia o conhecimento dos processos nas origens da vida e de seu significado, pois o primeiro método mostra sua face biológica, que obedeceram, na sua primeira geração, a formação de cada astro pelo processo do ciclo vital.

https://www.youtube.com/watch?v=VAKSzsJcpQk

Mulher nasce sem a vagina, e apenas a Matrix/DNA explica a causa

agosto 19th, 2017

xxxx

Esta noticia chama atenção de quem conhece a formula da Matrix/DNA porque imediatamente nos vem a pergunta: qual a causa desta anomalia? Vide noticia com link abaixo: Mulher nasce sem a vagina e fala sobre sua rara condição”. E basta lembrar da formula que a resposta vem imediatamente: os genes que executam a Função 7 da formula não funcionaram. E basta um pouco de trabalho laboratorial para saber como ativar estes genes e deixar a Natureza trabalhar normalmente, sem dor e custos elevados, que os órgãos reprodutores vão se formarem. Mas estamos com um grande problema no mundo humano devido o domínio dos grandes predadores puxarem sempre a brasa para sua sardinha ate’ quando se deparam com um fenômeno natural que não entendem e logo procuram uma interpretação que seja conveniente a manutenção de suas crenças como ser privilegiado por seu Deus que ao mesmo tempo mantenha o condicionamento mental das presas em seu domínio. Assim não lhes e’ conveniente perguntar a causa da anomalia ( e’ coisa de Deus ou do acaso) e correm a procurar maneiras de faturarem alto em cima do problema com essa medicina que apenas intervem depois da doença instalada. Enquanto perdurar essa cultura milenar que interpreta a natureza toda de maneira errada eu vou morrer gritando porque qualquer outra atitude para mudar isso que não passe pela mudança mental sera inútil. Por isso entro nestes comentários como fiz neste magazine da noticia mesmo que nada entendam do que estamos falando…

Conheça o raro caso desta mulher que nasceu sem vagina

http://hypescience.com/mulher-que-nasceu-sem-vagina-fala-sobre-sua-rara-condicao/

E a noticia original em ingles:

Woman Born Without a Vagina Speaks Out About Rare Condition

https://www.livescience.com/60162-born-without-vagina-mrkh-syndrome.html

Meu comentario postado na Livescience:

Louis Charles Morelli · 8/19/2017
Lots of money spent with painful surgery, when, in the future, this will be solved naturally, with some drugs or lasers that stimulates the responsible genes to finishing their work. But, why we are not doing it now? Wrong world view driving Science, which turn us blind to what is Nature. It is missing to Science to learn seeing a body as a natural system, an evolutionary product from monkeys, bacteria, galaxies, atoms… till its origins at the Big Bang. As discovered by Matrix/DNA Theory, there is a unique universal formula appied by Nature for organizing matter into systems, and the formula shows what could happen in the wrong way for these genes not working. Look to the formula at my website: the female reproductor organs are the function F1, which is porduced by F7, so, the problem is with the genes performing F7. Sad that still has too manny people suffering due a wrong world view guiding Science.
xxxxx
E a formula da Matrix/DNA para ver o que acontece se a Funcao F7 nao funcionar:
E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

 

 

Calaus: Uma resposta do que é e para que a Natureza fez a beleza

agosto 19th, 2017

Calau ou hornbill

Calau ! Ensine-nos como e porque a Natureza inventou este fenômeno denominado “beleza”? Foi por proposito que desconhecemos ou existe por mero acaso? A sugestão da Matrix/DNA e’ surpreendente…

Esta imagem refere-se a um pássaro chamado “calau”, ou hornbill em inglês, é da família dos bucerotiformes, e caso te interessa mais informações e imagens veja em Wikipedia,

http://pt.wikipedia.org/wiki/Bucerotiformes

Observe com atenção a imagem acima. Trata-se apenas de um pássaro. Pássaros são espécies que surgiram cêdo na evolução da vida, um ramo lateral aos répteis, quando ainda nem mamíferos existiam na Terra. Portanto, foram produtos muito próximos daquelas formas de moléculas orgânicas que começaram a surgir num planeta nu, apenas rochas e água.

E dizem os acadêmicos que tanto as causas que produziram aquelas moléculas e a evolução que se seguiu às moléculas para chegar no pássaro da figura foi uma mera sequencia materialista de reações químicas. Será mesmo?

Observe novamente a figura. Você concorda que trata-se de uma arquitetura de engenharia e beleza extraordinárias? Se sim, você aceita a teoria acadêmica, mesmo assim? Eu não consigo, por isso, e por viver sete anos na selva amazônica vendo tantas imagens semelhantes, que discordei do que se acredita na civilização e tratei de procurar um outro caminho para tentar entender a Natureza.

Reações químicas não têm intenções, muito menos `a distancia, como enfeitar as moléculas, átomos e partículas em seu reino. Não tem porque caprichar em formas, colorir seus resultados, muito menos esforçar-se para poder voar num espaço onde não existem sequer nutritivos íons a capturar. Certamente os químicos não possuem a explicação.

Então, com a mesma ideologia dos químicos acadêmicos, vem os biólogos evolucionários afirmarem que essa beleza no pássaro deve-se ao esfôrço do individuo pela sobrevivência e para melhor se reproduzir conseguindo atrair seus parceiros. Ou que direcionam as suas cores externas para se ocultarem dos predadores… e nesse caso o calau teria feito justo o contrario, com aquele amarelo brilhante. Ora, aves praticamente sem cérebro que nem as próprias costas e suas asas podem ver! Genes cujo supremo objetivo seria se perpetuarem ( outra crença largamente divulgada e na qual não vejo sentido, pois genes são moléculas feitas simplesmente de átomos e portanto moléculas não tem intenções, propósitos) se perpetuar estão dentro dos corpos e não podem sair para fora e ver as formas dos corpos que produzem.

Então dizem que essa coloração surgiu devido mutações genéticas ao acaso – que são erros de transcrição no DNA – mas como o resultado desta mutação foi favorável ao pássaro, ele se reproduziu mais e assim acabou sendo selecionado. Se eu fosse cientista, e mesmo que estivesse convencido que mutações ao acaso foram as causas da evolução, eu tentaria ficar quieto e nunca dizer isso, nem pensar nisso, pois se isto for verdade, ele significa o fim da Ciência, da nossa necessidade de descobrir que os eventos na Natureza podem ser entendidos e controlados pelas Ciências. Pois um acaso jamais poderá ser repetido laboratorialmente: se ele acontecer de novo, não é acaso, é um efeito inevitável, previsível. Não tem como comprovar um passo da evolução em experiencia laboratorial que tenha sido produzido pelo acaso. Não percebem isso?

O acaso veio substituir o Deus magico e presente, nas explicações pelos ignorantes das causas, sobre fenômenos que desconhecemos suas causas. Assim como aquele Deus era resposta para tudo, agora o acaso se tornou a resposta para tudo. Claro que o acaso acontece, acidentes acontecem, erros acontecem. Mas se a evolução tem um proposito que desconhecemos, uma mutação que tenha ocorrido por acaso apenas estará antecipando a mutação que a Natureza iria produzir de qualquer maneira, e por isso uma possível mutação ao acaso poderia ser selecionada.

Mas então, o que explica a espetacular beleza nas costas do calau? O que existe de desconhecido ainda como forças e elementos naturais, atuando em meio a Natureza? Porque numa sopa primordial – aquele punhado de átomos formando terra, água e gazes – começou a se combinar diferente, de maneira que nunca tinha feito antes nestas regiões desta galaxia,  e se mexer na superfície da Terra para leva-lo mais tarde a resultados como o da imagem acima?

CalauCalau Azul

 

 

Ora, um corpo vivo é uma fôrça rompedora que tenta vencer todas as dificuldades, todos os obstáculos, caminhando sempre rumo à frente, com uma meta: obter melhores condições de existência, alcançar cada vez mais a perfeição da eficiência. É uma fôrça que emerge do caos na direção de um novo tipo de ordem. E esta força tem que ter estado no meio da matéria, daquele punhado de terra, água e gazes primordial. O que mais poderia ser senão a formula da Matrix/DNA, dispersada em bits-informação do sistema astronomico?

Então, quando vamos com esta questão ( porque existe e de onde veio a “beleza”) buscar uma resposta na formula universal da Matrix/DNA ( que até agora tem sugerido respostas para todas nossas questões), buscamos primeiro o estado da formula com sistema perfeito, fechado em si mesmo, o qual, por coincidência, foi quase alcançado quando a evolução cosmológica formou os building blocks das galaxias. Justamente, no seu aspecto astronomico, é que vamos buscar as causas que produziram os sistemas biológicos.

E ao abrir o mapa da formula em cima da mesa… logo percebemos que ali,  10 bilhões de anos atras, já existia o principio natural produzindo beleza, e com um proposito racional. Pois como núcleo da formula está o vórtice nuclear que perfaz a função do útero, órgão genital e gestação feminina na formula. Rodeando tudo isso esta o mais belo astro: o quasar. Ora, por algum motivo os quasares atraem os cometas, que são os espermatozoides do espaço. Senão encontramos ainda a causa da existência da beleza, ao menos encontramos que ela não foi inventada pelos seres vivos, ela existia muito tempos antes deles surgirem.

E a formula nesse seu aspecto não me fornece a maneira de encontrar essa causa. Mas então me lembro que a formula surgiu primeiro neste universo na forma de ondas de luz. E voltando os olhos para a imagem do calau, vejo que sua beleza deve-se a dois fatores…

Primeiro, a beleza é devida a bi-lateral simetria. E a causa da bi-lateral simetria já foi encontrada na formula: a Função 5 copia a face esquerda e a projeta como face direita. No ponto da formula onde isso acontece se mede 1,618… que foi encontrado pelos humanos como numero Phi, ao qual chamam de sagrada geometria.Mas sobre isso já escrevi aqui extenso artigo.

O segundo fator da beleza no calau são as cores distribuídas entre faixas, ou listas, com seus limites bem delineados. Ora… faixas com limites são visíveis no mapa do espectro eletromagnético da luz. As faixas que fornecem as diferentes cores devido a diferentes frequências, vibrações, comprimentos de onda, etc. A beleza já estava inserida no Universo no seu primeiro instante de origem, quando o Big Bang se tornou ondas de luz a se propagarem no meio da matéria escura! Se tivéssemos visão capaz de ver estas ondas por completo, seria o maior espetáculo de beleza. Os arco-iris dão uma pálida ideia do que veríamos. E desde que essas ondas de luz trouxeram em si o código para construir sistemas naturais, como a vida, a resposta final do porque e como existe a beleza apenas será respondida quando puder-mos sair deste Universo e ver  fora o que produziu este código… Enfim, estamos vendo que sobre o pássaro calau foi apenas aplicados alguns mecanismos disponíveis na Natureza. E vimos que existe na Natureza muito mais coisas do que imagina nosso ainda limitado ensino escolar…

 

xxx

Porque a Natureza fez todas as Faces Humanas diferentes?

agosto 16th, 2017

xxxxx

Existem quase 8 bilhões de seres humanos, mas não existe um individuo igual a outro. Quem ou que determina que não exista um individuo igual a outro?! E porque? Como a Natureza na Austrália sabe que não pode fazer lá alguém de uma forma porque essa forma já existe a milhares de quilômetros dali, e perdida lá na imensa área da Sibéria, na Russia?! Ao menos uma minima diferença deve ser a especifica identidade de cada ser humano, só ele ou ela tem aquilo, ninguém mais! Cada ser humano e’ uma mensagem, unica, como uma carta escrita para ele entregar em mãos, e será esta a sua missão, como sugere a Matrix/DNA?!  Mas esta e’ a característica e a missão de cada gene do seu corpo: e’ como se eles trouxessem cartas, cada qual sendo um projeto a fazer, para entregarem a você, quando acabassem de construí-lo/a.

Esta incrível diversidade é um fenômeno real, acontecendo aqui e agora, na frente de nossos olhos. Porque e como a Natureza produziu este fenômeno? Foi para algum proposito ou emergiu apenas por acaso?

A cosmovisão da Matrix/DNA Theory está dizendo que a causa deste fenômeno veio das estrelas, já estava escrita na galaxia…!

-“Hein?! Será mesmo?…”

A Ciência descobriu que existe uma outra situação similar na Terra alem da diversidade entre os animais onde exitem milhões de indivíduos de mesma especie, mas nenhum igual a outro.E isto no mundo microscópico, muito distante a olho nu. Trata-se dos genes. E se a teoria da Matrix/DNA estiver acertando, isto está acontecendo também entre os bilhões de nucleotídeos que compõem a unidade fundamental de informação do nosso DNA! Ora,… se um fenômeno existe no distante microcosmo, existe no nosso médio-cosmos, e existe também no outro distante macrocosmos, então, não é um acaso, é um mecanismo, um processo, uma Lei Natural!

Porque existe esta lei? Esta lei determina que se houver um trilhão de humanos e não tiver mais forma diferente de face para inventar, ela vai fazer um novo individuo com nariz que tenha apenas um buraco,… ou três buracos no nariz, ao invés dos dois que todos os outros tem?! “Pare de brincadeira, seu Louis, viemos aqui para aprender serio…!”

-” Ah… mas eu sempre achei este negocio meio esquisito. Teria sido muito mais inteligente criar um nariz com um buraco só, ou então com quatro, do que dois. Eu já fiz experiencias com isto, sugando água de um balde com um, dois, 4 canudinhos, medindo a energia que meu corpo gasta em cada caso, como a energia que gasta o nariz para inalar o ar. E depois de tomar dois baldes de água, com a barriga estourando, consegui completar as contas e descobrir que um buraco só economizaria muita energia…”

-” Mas não basta ser cientista maluco para entender a Natureza. A Matrix/DNA explica por exemplo, como já existia a bilhões de anos, e na galaxia, o ancestral do nariz, e com dois buracos. Por isso temos dois buracos, mera transmissão genética do nosso ancestral… ”

-” Hein?!… Nas estrelas? Você está dizendo que galaxias também respiram?! E você ainda vem dizer que eu sou o cientista maluco… Oh, raios, por acaso fui eu quem na selva amazônica acreditou que ouviu a Natureza virgem sussurrando esse segredo nos meus ouvidos… e por isso fiz a teoria da Matrix/DNA… Mas você tem razão, vamos deixar de brincadeiras e voltar `a nossa aula.”

Quando alguns dentre nos falam com soberba dizendo que nossas Ciências já sabem tudo, vamos descobrindo que há muito mais coisas que a Natureza ainda esconde de nos. Porque a Natureza está brincando de jogar dados conosco? Ora a Natureza não joga dados com suas criaturas, ela sempre revela seus segredos `aqueles que não a ignoram porque vivem artificialmente em cima de uma camada de asfalto que os separa dela, mas sim aos que ainda a namoram com respeito, amor e humildade, ajoelham-se acariciando e cheirando a terra, prestando seu culto `a sua majestade e curiosos para conhece-la por inteiro, aplicam dois métodos infalíveis – o reducionista e o sistêmico – ambos científicos.

Assim, este curioso fenômeno nos leva a conhecer mais um pouco da nossa fantastica biologia, pois os biólogos descobriram algo: ao polimorfismo da face humana eles acrescentam o polimorfismo dos nucleotídeos que são um dos tijolinhos básicos na construção dos nossos corpos. Click na imagem para aumenta-la:

Single nucleotide polymorphisms (SNPs) -2

Existem posições no nosso código genético onde indivíduos tem um nucleotídeo ( por exemplo, G), e outros tem um diferente nucleotídeo (exemplo, C). Porque? Por acaso ou por um proposito, como sugere a Matrix/DNA?

Polimorfismo de nucleotídeo único ou polimorfismo de nucleotídeo simples

As formas dos nucleotídeos é assunto de interesse da Matrix/DNA. Segundo esta teoria, a unidade fundamental de informação no DNA é constituída por 4 nucleotídeos, porque a configuração do conjunto de 4 nucleotídeos é exatamente igual a formula universal para sistemas naturais, o que significa portanto, que é um sistema, ou seja, os building blocks do DNA são copias diferenciadas entre si de um mesmo e único sistema.

O conjunto total dos seres humanos tem suas origens no conjunto total de informações do DNA. Onde a Matrix/DNA Theory está sugerindo que nestas bilhões de unidades de informação, cada uma é unica, não existe uma igual a outra. Desde que a humanidade é evolucionariamente uma auto-projeção do DNA, ou sua genética, o resultado desta projeção deve ser similar `a coisa sendo projetada. Então, nos sabemos porque e como a Natureza produziu este fenômeno em relacao `a humanidade, faltando porem `as Ciências Acadêmicas a busca de resposta a essa questão em relacao ao DNA.

A Matrix/DNA já tem uma sugestão para esta questão: LUCA, o astronomico Ultimo Universal Ancestral de Todos os Sistemas Biológicos, ou seres vivos, está sendo fragmentado pela entropia em seus bits-informação, e em planetas como a Terra – com boas condições – estes bits estão trabalhando como o fluxo de ordem que se levanta em cada ciclo “caos>ordem>caos…”. Este processo está tentando reproduzir LUCA neste novo meio-ambiente (totalmente diferente do meio-ambiente onde LUCA foi formado), resultando nesta nova forma de sistema, que denominamos de “sistemas biológicos”.

Desde que estes bits-informação são emitidos para o espaço interno da galaxia ( colapso termodinâmico do quase-fechado sistema), espalhados, dispersos em diferentes tempos e espaços, os novos sistemas obtém quantidades e qualidades diferentes destes bits, quando compondo aminoacidos e nucleotídeos, e isto pode ser  resposta ao polimorfismo dos nucleotídeos.

Single nucleotide polymorphisms (SNPs)

Single nucleotide polymorphisms (SNPs)

Polimorfismo de nucleotídeo único ou polimorfismo de nucleotídeo simples

Esta sugestão da Matrix/DNA é racional, faz muito sentido, porem, isto quer dizer que as nossas diferenças não são causadas pela Natureza maior, a Universal, e sim veio a existir porque os sistemas astronômicos onde fomos gerados estão em decaimento? Então as nossas diferenças e nosso sofrimento nesta era de caos aqui não são leis naturais, universais?

Bem… A Matrix/DNA responde isso com duas sugestões:

1) Os humanos possuem cabeças fazendo a função de ovos dentro das quais existem os cérebros fazendo a função de amnion e placenta, e um embrião de auto-consciência, um novo tipo de sistema natural. Como aconteceu com todos os sistemas naturais, a evolução os cria em duas fases. Primeira a fase dos ovos botado fora e a prole abandonada a própria sorte, e a segunda fase onde se revela que na verdade os ovos nunca foram botados fora dentro do grande esquema das coisas, pois eles sempre estiveram dentro de um sistema maior, o qual sempre nutre e protege os ovos e passa isto biologicamente no fenômeno do amor maternal que começou a aparecer com os repteis, o que fez uma especie deles evoluir para mamíferos, os quais justamente mantem os ovos dentro até o nascimento do baby…

Como o embrião de consciência que carregamos na cabeça é um sistema natural ainda na primeira fase, somos, em sentido universal, ovos botados fora, abandonados a própria sorte, sem saber que, na verdade, o embrião que carregamos tem sua feliz gestação garantida na hierarquia dos sistemas naturais, por um sistema maior que não vemos. Por isso estamos sujeitos nossos corpos estão sujeitos a tragedias, dores, panicos, predadores…e morte, enquanto nosso Eu sendo gestado não é afetado fisicamente por nada disso…

2) Galaxias não possuem consciência expressada, apesar de já carrega-la como estado potencial, assim como fetos humanos ainda não expressam consciência porem já a tem em estado dormente na sua genética. Mesmo sem consciência, elas foram formadas pela genética extra-universal que esta resumida na formula da Matrix/DNA, e esta sim, por ser o principio vital, possui livre-arbítrio, mesmo quando esta na sua fase inconsciente. Ora, as galaxias, que são as nossas ancestrais, devido este livre-arbítrio se enveredou por um caminho errado, com a tendencia a se tornar um super-egoísta sistema fechado em si mesmo. Então nossa criadora cósmica cometeu um grande ” pecado”, um grande erro. Ela tentou eternizar uma forma atrasada e incompleta, provisoria, da evolução, interrompendo sua própria evolução. Ela se fez ao seu próprio corpo como a um paraíso, para viver mais intensamente os gozos neste paraíso, mas um paraíso errado onde ela não pode se suportar e teria como único destino sua total extinção.

E se você pudesse, a ajudaria? De que adiantaria a ajudar uma criatura inconsciente de que existe um caminho errado e ela aprecia ir por ele? Ela retornaria ao mesmo pecado. Porem existe um método. Você fragmenta seu corpo em todos seus bits-informação, de maneira que, se o erro total é 100%, cada bit sera’ uma fracão diferenciada deste erro. Depois você leva todos estes bits para outro lugar ( digamos, a superfície de um planeta onde as condições sejam ideais), e os solta ali, deixando-os com seu livre arbítrio, sua parcela do grande erro, mas sem o falso paraíso, para se defrontarem. Obviamente no inicio vão estar em conflito mutuamente, pois a parcela de erro de um incomoda todos os outros 99%, enquanto esse um é incomodado pelas parcelas de erro nos outros. Geram inicialmente o caos `a sua volta, mas vão apanhando tanto nesse caos – já que em cada batalha, mesmo vitoriosa, se desgasta e perde alguma coisa – que começam a perceber que eles mesmo criaram o caos devido seus conflitos. e passam a querer cooperar com os outros que chamam para fazer o estado de ordem. Assim como estamos agora aumentando o caos aqui porque estamos novamente construindo o tipo de paraíso errado que esta interferindo negativamente no clima da Terra. Então cada individuo começa a aceitar o acerto dos outros e se obriga a conter seu erro. No final, respeitando o livre arbítrio deles e sem você dar tudo de mão beijada, você os conduziu a serem arautos da ordem e da justiça, pois quem foi vitima da injustiça sempre sera’ ardente defensor da justiça. Assim parece que as nossas diferenças que causam sofrimentos aqui não são as diferenças genéticas, benéficas, como genes que somos, mas sim as diferenças maléficas, e alguém ou algo parece que esta a nos ajudar com um método bem eficiente e inteligente. Ou então isto esta’ acontecendo meramente por leis naturais porque nosso universo estaria tunelado naturalmente como um ovo a gerar um ser aqui, e dentro deste ovo existiria os mecanismos de correção de erros.

-” Essa Matrix/DNA sempre surpreendendo com suas historias malucas mas que fazem um sentido logico do capeta! Somos vitimas de tragedias, mas podemos tender a crer que é tudo por acaso ou por algum proposito… cada qual tem que escolher sua preferencia e eu respeito cada escolha como soberana! Mas agora me lembro de um livro grosso dos diabos que meus professores me enfiaram goela a dentro para ler, senão levava palmatoria: a Bíblia. La’ tem uma fabula exatamente igual, falando que estamos aqui devido ao “pecado original”, quer dizer, cometido antes das nossas origens. Raios… deve ser mera coincidência… E ela quer dizer que carrego um ovo encima do pescoço e l’a dentro estou gerando um embrião?!… Que eu estou gravido? Ora, gravida esta a avo dela…! Bem,… na verdade, ela diz isso no sentido de eu ser um gene cósmico, ai’ a coisa fica mais `a altura da minha grandiosidade…”

Um importante passo na busca de mais conhecimento do DNA é buscar meios de visualizar esta unidade de informação internamente para localizar onde cada uma tem algo diferente da formula perfeita, o que indicará a sua diferença. E para essa identificação, a forma externa dos nucleotídeos também podem contribuir. Deparo-me agora com esta noticia de que a biologia acadêmica já tem uma área de pesquisa e informação dos dados obtidos ate, a respeito das formas externas dos nucleotídeos, a qual se chama SNPs – Single Nucleotide Polymorphisms. Portanto, está aberta nova área de pesquisa para sabermos o que a Biologia já sabe sobre isso. E depois retornamos com esse conhecimento para consertar algumas coisas e acrescentar as novidades na cosmovisão da Matrix/DNA.

What are single nucleotide polymorphisms (SNPs)?

https://ghr.nlm.nih.gov/primer/genomicresearch/snp

(ler e continuar a Google pesquisa)

Single nucleotide polymorphisms (SNPs) - 3

Polimorfismo de nucleotídeo único ou polimorfismo de nucleotídeo simples

O Código Genético Existe? A definição acadêmica de código genético esta errada?

agosto 16th, 2017

xxxx

Eu pensava que o nome “código genético” se referia `as informações ou características produzidas pelos genes nos organismos. Mas não e’. Definição de código genético e’:

Código genético é a relação entre a sequência de bases no DNA e a sequência correspondente de aminoácidos, na proteína. Ou seja, refere-se apenas ao jeito que as bases do DNA fazem os RNA’s mensageiro para que estes vao ao ribossomo fazer proteínas.

Então aquilo que eu costumava dizer – “não existe código genético” não se diz mais.

Mas… o uso do nome “codigo genetico” para fazer o que ele faz segundo a definicao academica, parece estar errado. Tendo em vista o que os codigos de 3 letras fazem, deveria chamar-se “codigo proteico”, ou outra coisa qualquer. 

Ainda acho que o erro esta na definição e não no que eu pensei. Pois dizer código genético, o genético tem que referir-se a genes. E não estou vendo genes entrar nesta historia, neste processo de formação de aminoacidos e proteínas. Na definição do Wikipedia mesmo diz que entram 64 bases para fazer os 20 aminoacidos, e 64 bases, mesmos os seus nucleotídeos, não formam nenhum gene, estes precisam de muito mais.

Preciso debater isto com algum biólogo.

Mas porque eu tinha pensado que não existe código genético? Foi quando a formula da Matrix/DNA se encaixou perfeitamente sobre o conjunto formado por 4 nucleotídeos juntos, sendo uma sequencia de dois numa haste, multiplicado por dois porque entra os dois nucleotídeos paralelos da outra haste. Isto queria – ou quer dizer  se a teoria estiver certa – que a unidade de informação do DNA ‘e este conjunto de 4 nucleotídeos e que cada  conjunto deste, ou seja, cada unidade de informação e’ um sistema completo e funcional, no mesmo modelo da formula da Matriz/DNA.

Mas se assim for, não haveria a grande variação de códigos para formar os genes. Entao a solucao mais razoavel e’ que nao deve existir duas unidades de informacao iguais, que cada unidade ‘e uma copia da formula, do sistema inicial, mas contendo alguma minima diferenciacao interna. Por isso pensei que o codigo genetico – enquanto o conjunto de informacoes para as caracteristicas do organismo – nao existe como codigo, mas sim apenas como uma pilha de um sistema, cada um diferente de todos os demais. Esta diferenciacao dentro dos sistemas resultaria na grande variacao de informacoes.

Mas apenas agora percebo que quando a escola diz ” codigo genetico” esta se referindo apenas `a producao das diferentes proteinas.

Fica agora uma questao: porque o conjunto de 4 nucleotideos formando um sistema, qual a funcao de um sistema. Bem, e’ possivel que tenha funcao na formacao dos genes, e nao das proteinas.

Porque o RNA precisa de 3 bases para formar um codon (cau, gct) o qual produz um aminoacido? ( Mas e’ aminoacido ou proteina? Espera ai: cada codon produz um aminacido, e para produzir uma proteina e’ preciso muitos dos 20 aminoacidos, entao, como diz na Wikipedia, para formar uma proteina de 200 aminoacidos, entram 600 bases, ou 200 codons.

O motivo do porque o RNA precisa de 3 bases para formar um codon esta visível na formula: o RNA representa um lado da face da formula, num lado tem 3 partes ou Fs. Entao o RNA nao contem F1, mas contem F4, ficando a face esquerda = F2,F3,F4 – e a face direita nao tem o F4 mas tem o F1, ficando F6,F7 e F1.

Devo continuar a pensar nisso, pesquisar genes para ver como as unidades sistemicas os produzem, etc.

 

Origens dos Cromossomas – Imagem Azul

agosto 15th, 2017

xxxx

Esta imagem est’a um misterio. Nao sei como a fiz, nao estava no meu arquivo de pictures do computador, nem no arquivo de midia em portugues. Ela esta num artigo na secao em ingles – nao vi se esta’ na midia em ingles. Outra questao, o google parece dizer que foi retirada do index por ter passado mais de um ano? E tambem quando a tenho no google e busco similar imagens, deveria aparecer a branca, igual, mas nao aparece no rank. Entao o que esta errada com a imagem branca que o google nao a pega?

Cromossomas e suas origens em LUCA

Cromossomas e suas origens em LUCA

Cromossomas e suas origens em LUCA

A imagem abaixo foi copiada direto do artigo em ingles:

http://theuniversalmatrix.com/en-us/articles/?p=10

Outro problema: Ao copiar o link do artigo em ingles, que e’ o de cima, e pastar aqui direto, saiu outro artigo,sobre reptil??

Como e porque um reptil se transformou em mamifero!

e saiu num bom tamanho melhor que meu arquivo. Porque?

cosmic-origin-of-chromosomes-x-and-y-2.JPG

Astronomia – Revistas Gratuitas para Ler – Bons Artigos/Informacoes

agosto 15th, 2017

xxxx

( Todas as revistas tem PDF para baixar gratuito – Segundo o Google, publicaram uma imagem minha – a “origins dos cromossomas”, imagem azul – procurar em qual revista )

CAPjournal – Comunicating Astronomy with the Public

https://www.capjournal.org/issues/index.php

O que causa as instantâneas “experiencias fora do corpo”? Cientistas Dizem que e’ Falha nos Ouvidos!

agosto 14th, 2017

xxxx

(Traduzir artigo e comentario)

What Causes Spooky Out-of-Body Experiences? It Could Be Your Ears

https://www.livescience.com/60047-out-of-body-experiences-inner-ear.html

And my comments posted at 8/14/2017

 Louis Charles Morelli

We have scientists and their technical article focused on the ear, and all comments below from the public saying that is not the ear, it is… a thing called “soul”. Nature working in its way, the universal duality of opposites is here. But, Nature also has another universal trait: at initial conditions of any system, arises two extreme opposites which are in mutual conflict. The conflict creates chaos around, and suffering for both. The suffering makes they wake up, conflict is worst, then, they join as a par. The par produces a third element, which is more evolved than the two parents. Ok, it means that who is right here, is not scientists, neither mystics. Must have a third alternative, with the right solution. Which is it? I think is Matrix/DNA Theory world view. It suggests that we humans, carries on ahead with the function of a egg. Inside the egg there is the amnion and placenta, which are the brain. The fact of spinal cord means that the egg was recently fecundated, the cord is the remains of spermatozoon’s tail. The creature being generated has a body under formation composed by energy from the synapses. This is the physical, hardware part of the creature. Which has under formation its software, its mind, which we call consciousness, composed by the cloud of light resulting from the energy sparks.
So, we are 8 billion half-conscious genes building a baby consciousness. My friends scientists and religious… this conflict is no intelligent. Because, genes are mortally dependable of their own success but also of the other 8 billion success. If one unique gene does not make his/her work, we – the baby – will born handicapped.
Which has the best belief that produces the best moral code for a better humanity? The scientists belief is too much “could”, mechanistic, does not respect the humans emotions, felling, etc. The “souls” believers are too much metaphysicals, while the embryo that need work is here, at material ground. The Matrix/DNA supporters are trying to help all 8 billion genes for to get good life’s conditions for doing well their job that we need. Think about that…
xxxxx
Other good article about this issue:
The woman who ‘can leave her body at will’: Student sheds light on the strange brain activity involved in out-of-body experiences

Read more: http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-2575550/The-woman-leave-body-Student-sheds-light-strange-brain-activity-involved-body-experiences.html#ixzz4pldmqw3t

Tempo: Experiencias Quanticas Indicam que Nao Existe

agosto 13th, 2017

xxxx

Mind-Altering Quantum Experiment Shows Time Has Never Existed As We Think It Does

https://deprogramthematrix.wordpress.com/category/matrix/

Posted on

Article Source: Cosmic Scientist

In 2012 US National Medal of Science award winner Yakir Aharonov, who is regarded as one of the world’s leading quantum theorists published a paper in Nature Physics showing that the present is constrained by the past and the future. This means that what happens in the present can depend on what happened in the future, which makes no sense, as quantum physics rarely does. It also means that what happened in the past can effect the present. Seems strange, doesn’t it?  It’s definitely something hard to wrap your head around.

“We choose to examine a phenomenon which is impossible, absolutely impossible, to explain in any classical way, and which has in it the heart of quantum mechanics. In reality, it contains the only mystery.” Richard Feynman, a Nobel laureate of the twentieth century (Radin, Dean. Entangled Minds: Extrasensory Experiences In A Quantum Reality. New York, Paraview Pocket Books, 2006)

This isn’t the first time quantum physicists have studied the structure of time. Below are details of an experiment, the same one mentioned in the paper cited above.

Delayed Choice/Quantum Eraser/Time

There is another groundbreaking, weird experiment that also has tremendous implications for understanding the nature of our reality, more specifically, the nature of what we call “time.”

It’s known as the “delayed-choice” experiment, or “quantum eraser,” and it can be considered a modified version of the double slit experiment.

To understand the delayed choice experiment, you have to understand the quantum double slit experiment.

In this experiment, tiny bits of matter (photons, electrons, or any atomic-sized object) are shot towards a screen that has two slits in it. On the other side of the screen, a high tech video camera records where each photon lands. When scientists close one slit, the camera will show us an expected pattern, as seen in the video below. But when both slits are opened, an “interference pattern” emerges – they begin to act like waves. This doesn’t mean that atomic objects are observed as a wave (even though it recently has been observed as a wave), they just act that way. It means that each photon individually goes through both slits at the same time and interferes with itself, but it also goes through one slit, and it goes through the other. Furthermore, it goes through neither of them. The single piece of matter becomes a “wave” of potentials, expressing itself in the form of multiple possibilities, and this is why we get the interference pattern.

How can a single piece of matter exist and express itself in multiple states, without any physical properties, until it is “measured” or “observed?” Furthermore, how does it choose which path, out of multiple possibilities, it will take?

Then, when an “observer” decides to measure and look at which slit the piece of matter goes through, the “wave” of potential paths collapses into one single path. The particle goes from becoming, again, a “wave” of potentials into one particle taking a single route. It’s as if the particle knows it’s being watched. The observer has some sort of effect on the behavior of the particle.

You can view a visual demonstration/explanation of the double slit experiment here.

This quantum uncertainty is defined as the ability, “according to the quantum mechanic laws that govern subatomic affairs, of a particle like an electron to exist in a murky state of possibility — to be anywhere, everywhere or nowhere at all — until clicked into substantiality by a laboratory detector or an eyeball.” (New York Times)

According to physicist Andrew Truscott, lead researcher from a study published by the Australian National University, the experiment suggests that “reality does not exist unless we are looking at it.” It suggests that we are living in a holographic-type of universe. (source)

Delayed Choice/Quantum Eraser/Time

So, how is all of this information relevant to the concept of time? Just as the double slit experiment illustrates how factors associated with consciousness collapse the quantum wave function (a piece of matter existing in multiple potential states) into a single piece of matter with defined physical properties (no longer a wave, all those potential states collapsed into one), the delayed choice experiment illustrates how what happens in the present can change what happens(ed) in the past. It also shows how time can go backwards, how cause and effect can be reversed, and how the future caused the past.

Like the quantum double slit experiment, the delayed choice/quantum eraser has been demonstrated and repeated time and time again. For example, Physicists at The Australian National University (ANU) have conducted John Wheeler’s delayed-choice thought experiment, the findings were recently published in the journal Nature Physics. (source)

In 2007 (Science 315, 966, 2007), scientists in France shot photons into an apparatus and showed that their actions could retroactively change something which had already happened.

“If we attempt to attribute an objective meaning to the quantum state of a single system, curious paradoxes appear: quantum effects mimic not only instantaneous action-at-a-distance, but also, as seen here, influence of future actions on past events, even after these events have been irrevocably recorded.” – Asher Peres, pioneer in quantum information theory (source)(source)(source)

The list literally goes on and on, and was first brought to the forefront by John Wheeler, in 1978, which is why I am going to end this article with his explanation of the delayed choice experiment. He believed that this experiment was best explained on a cosmic scale.

Cosmic Scale Explanation

He asks us to imagine a star emitting a photon billions of years ago, heading in the direction of planet Earth. In between, there is a galaxy. As a result of what’s known as “gravitational lensing,” the light will have to bend around the galaxy in order to reach Earth, so it has to take one of two paths, go left or go right. Billions of years later, if one decides to set up an apparatus to “catch” the photon, the resulting pattern would be (as explained above in the double slit experiment) an interference pattern. This demonstrates that the photon took one way, and it took the other way.

One could also choose to “peek” at the incoming photon, setting up a telescope on each side of the galaxy to determine which side the photon took to reach Earth. The very act of measuring or “watching” which way the photon comes in means it can only come in from one side. The pattern will no longer be an interference pattern representing multiple possiblities, but a single clump pattern showing “one” way.

What does this mean? It means how we choose to measure “now” affects what direction the photon took billions of years ago. Our choice in the present moment affected what had already happened in the past….

This makes absolutely no sense, which is a common phenomenon when it comes to quantum physics. Regardless of our ability make sense of it, it’s real.

This experiment also suggests that quantum entanglement (which has also been verified, read more about that here) exists regardless of time. Meaning two bits of matter can actually be entangled, again, in time.

Time as we measure it and know it, doesn’t really exist.

Article Source: Cosmic Scientist

Video de lobos e cervos reconstruindo o ecossitema

agosto 13th, 2017

xxxx

A existência de predadores e presas revela uma natureza estupida, cruel. Mas sem uma programação genética para conter superpopulação, não tem como produzir um ecossistema sem predadores. Este vídeo ( se for verdadeiro e contar toda a historia) mostra isso

Maravilhas del equilibrio de la naturaleza

https://www.facebook.com/ElConstructor10/videos/vb.691649224274795/1142349059204807/?type=2&theater