Archive for the ‘sistema social’ Category

A Direita, a Esquerda, e o DNA-Lixo: Como e porque cada um tem uma das três ideologias

domingo, novembro 18th, 2018

xxxx

Humanos se dividem por ideologias, ditas “direita” e “esquerda”. Cada qual acredita que está ao lado da Verdade Última. E sabemos que não sabemos qual e` a Verdade Última, ou se existe mesmo uma. Disso se deduz que ambos estão investindo suas vidas numa aposta, e no escuro. Uma roleta russa.

Sei que nessas alturas tanto os direita como esquerda estarão afirmando que não existe roleta russa, que eles estão no caminho certo porque eles sabem a Verdade. Não, não sabem. São mentes inferiorizadas porque não conseguem em seus raciocínios considerarem as imensidões desconhecidas deste mundo no tempo e no espaço.

Quanto aos não-direitistas (que inclue os ideólogos esquerdistas e a massa neutra), creio ser mais fácil detectar a causa do porque assim o são. Veem e sentem na ideologia direitista os fenômenos do parasitismo, do comensalismo ou predatismo, e da vitima. E` natural que todo humano sinta aversão ao parasitismo e predadorismo porque estes lhes causam as doenças e mortes. Mas tanto os direitistas quanto a grande massa do povo parecem não interessados em atuarem contra estes males que vem da Natureza bruta projetados nos seus sistemas sociais. Assim como muitos humanos aceitam passivamente as doenças, a existência de vírus e bactérias, e ate mesmo as suas tragédias perpetradas por grandes animais predadores – porque acreditam que nada se possa fazer contra elas – assim a grande massa aceita a existência de humanos parasitas e predadores. Conformam-se com o que acreditam que o mundo é e não poderia ser mudado. A falta de uma cosmovisão racional os impede de verem que na Natureza existem os estados de ordem e de caos, que constituem ciclos que se alternam, e que a biosfera deste planeta emergiu do estado de caos, e que e` possível que a inteligencia possa transformar o caos em ordem. Onde não exista parasitismo e predadores. O atraso na vinda dessa cosmovisão racional e` perpetrado pelos predadores da direita quando inventam as religiões sugerindo que o mundo dos humanos e` assim no estado de caos e sempre sera enquanto o estado de ordem vira apenas depois da morte, e as enfiam nos cérebros dessa grande massa.

Mas o que dizer dos esquerdistas militantes por sua ideologia? Vamos pular eles e falar primeiro dos direitistas. O que se passa na cabeça de um direitista quando ele vê os “pobres”? Na minha opinião, não se passa nada de racional. Apenas funciona neste momento a psique modelada por uma carga genética que foi herdada dos antepassados irracionais que fizeram o papel de predadores e nos quais a incipiente psique e conhecida como “instintos animais”. Mas vamos pula-los também por ora para analisar um fenômeno que vai influenciar nossa investigação e ser decisivo na conclusão final. Trata-se de definir antes o que é o DNA para sondar-mos o que não podemos conhecer ainda, ou seja o futuro da evolução desse DNA.

A Ciência teorizou, e creio já existir evidencias suficientes para demonstrar que essa teoria tem substancia real, que o DNA e constituído de uma pequena fracão de genes ativos e uma grande quantidade de material genético inativo. E nos tempos passados deram o nome a essa porcão inativa de DNA lixo.

Sabemos que na Natureza, o individual se projeta a si e suas propriedades, quando constrói o coletivo. Isso vem desde a Física quando átomos individuais se agregam e formam sistemas estelares quase a sua imagem e semelhança, e depois isto se repete no caso dos corais e arrecifes, e até mesmo na embriogênese quando uma célula inicial tem suas organelas imitadas como órgãos do organismo complexo. E no caso do DNA-lixo vemos este mecanismo se repetir em todos os tipos de sistema social que os indivíduos humanos tem construído até agora. No sistema social coletivo, os poucos genes ativos se tornam os ricos dominantes predadores e a grande porcão do DNA-lixo se torna a grande massa dos pobres.

Então creio que ainda é um produto do instinto natural o tipo de fenômeno que acontece na cabeça de um direitista quando vê um pobre. Ele não apenas repete a forma como o leão vê as suas presas – que ele tem que mata-las porque para isso foi feito com caninos, garra e maior força física, e tem o direito adquirido natural de devora-las se tiver fome. Ele não apenas repete esta fase evolutiva no passado mais recente, mas naturalmente, inconscientemente, se torna marionete da Natureza a enxergar o significado oculto na projeção do DNA-lixo sobre o sistema social.

Então creio que talvez inconscientemente, se o direitista tiver esta informação cientifica, imediatamente sua mente vai sugerir a ele que a evolução vai um dia eliminar, descartar totalmente, o DNA-lixo e vai deixar sobrar apenas a porcão elitista dos genes ativos. Somado este instinto inconsciente com o instinto herdado dos animais mais recentes, determina-se assim todo seu comportamento, suas atitudes em cada detalhe da vida, e suas crenças, inclusive mistica e ideológica.

Mas temos um grande problema aqui. Já se vão talvez três bilhões de anos que o DNA-lixo esta colado aos genes ativos e nunca foi eliminado. Então não é racional acreditar que sera’ eliminado. Pode ser e pode não ser, mas a aposta mais racional é que não sera’ eliminado porque por todo o tempo passado nunca foi.

E as mais recentes noticias que vem dos laboratórios de pesquisa é a crescente descoberta de que do DNA-lixo vem sinais, funções que atuam nos comportamentos dos genes ativos, talvez apenas suportando-os ou talvez,… controlando-os. Existe inclusive uma equipe de pesquisadores reunidos num projeto que esta’ se ocupando apenas de estudar o DNA-lixo, é desta equipe que esta vindo estas descobertas. Tanto são os acúmulos das descobertas que automaticamente a comunidade cientifica esta evitando falar em DNA-lixo, pois esta parecendo que não se trata de lixo.

A Matrix/DNA tem uma sugestão. Os grandes trechos do DNA-lixo são de letras repetitivas insinuando que nada significam. Então encontra-se trechos como AAAAAAATTTTTTTTTTT…. repetindo as bases a perder de vista. De onde veio isto, porque o DNA é assim? E` porque o DNA registra a evolução no seu tempo certo, ou seja, os eventos são ordenados na correta sucessão que ocorreram. E acontece que a evolução de uma certa característica forma uma sub-estrutura que sera alocada para um ponto, mas precisa que aquele ponto tenha outra estrutura já pronta. Se a outra demora mais, é preciso no código preencher o tempo de espera, e o DNA faz isso repetindo as bases, dando tempo ao tempo para chegar na hora certa. Um exemplo talvez infeliz que me ocorre agora seria  quando o DNA esta’ construindo o esqueleto ósseo, faz os maxilares e já devia fazer os dentes ósseos porem estes vão depender de raízes e partes molas carnosas, que apenas virão depois. Enquanto a operação do osso espera, tem que ser anotado o tempo no DNA senão ele reinicia com os ósseos em tempo errado. Creio que a repetição das bases para ficar fazendo hora é um grande truque.

Mas a Matrix/DNA tem outra sugestão que é de se ficar arrepiado: os trechos do DNA de longas cadeias repetitivas e que pouco atua nada tem de inútil ou lixo. São os registros de quando o DNA não existia como biológico mas sim era a Matrix eletromagnética ou mecânica astronômica construindo os nossos antepassados sistemas astronômicos. E ali o tempo na escala astronômica e onde as coisas são feitas mais separadas e depois superpostas, é preciso deixar no código estes tempos certos registrados. Como os nossos antepassados – átomos, estrelas, planetas – criaram a base para quando chegasse a vida e suportam a vida, assim é o DNA que parece inativo, as bases e o suporte para os genes ativos. Os sinais e atuações que se observa vindo deles são como as chuvas no planeta que ocorrem necessariamente, ou como a diferença entre o dia e a noite que ordena aos genes ativos quando devem descansar ou atuar. E’ uma sugestão fantástica mas que para mim, faz perfeito sentido. Não vejo como poderia ser de outra forma. Por isso a Natureza nunca o descartou!

Mas como as Ciências não conhecem a Matrix/DNA e jamais acreditaria nessa sugestão, a continuidade da crença em que o DNA tem lixo e` conveniente principalmente para os direitistas se justificarem nas suas ações predatórias contra a grande massa dos pobres.

A minha grande pergunta aqui é se a grande massa dos pobres serão eliminadas naturalmente ou serão dirigidas pela Natureza a romper a divisão entre ela e os ricos gerando um sistema final igualitário? Pois com certeza, o mundo biológico vai mudar do presente estado de caos para o próximo estado de ordem, e esta’ divisão ali não cabe, não se encaixa. No DNA os genes ativos aprenderão a resolver tudo sozinhos sem mais precisar do suporte e talvez controle do ex-DNA-lixo a ponto que a inatividade total dos componentes do ex-DNA-lixo seja finalmente descartada na transmissão hereditária?

Creio que uma inteligencia alienígena, vinda de fora do mundo biológico, não teria uma resposta a esta pergunta. Simplesmente ninguém pode ter certeza de futuro algum e esta inteligencia sairia de fininho lavando as mãos, como quem não tem nada a ver com isso. Mas nos humanos, estamos dentro do mundo biológico, e sabemos que nossas atitudes agora podem interferir no nosso destino, se para melhor ou pior, como esta sendo o presente caso do clima planetário. Me prece que não podemos simplesmente lavar as mãos, vamos ter que estudar esse problema mais a fundo para nos dirigir a uma decisão, a qual sera uma aposta, sujeita a sorte ao asar, que sera determinada pelo futuro. Vou apostar em que o ex-DNA-lixo e a grande massa dos pobres serão eliminados? Ou em que esta divisão entre genes mais ativos, e agora, esta carga genética menos ativa, sera eliminada? Quando entrar-mos no estado de ordem?

Cada um terá que escolher em qual dos 50% de possibilidades vai apostar. Alias, esta escolha já foi feita quando decidimos ser ou direitista, ou esquerdista, ou massa neutra. Os direitistas acreditam piamente que o que consideram ainda “lixo”, vai ser eliminado e com isso se convencem que tem de planejar as coisas para o mundo em que existirão apenas eles, enquanto os esquerdistas se convenceram que a divisão sera rompida e tem que planejar o mundo que sera igualitário, e nesse meio, a massa neutra esta convencida que não se deve quebrar a cabeça com essa questão porque o mundo e` assim e sera ele quem vai decidir contra qual decisão nada podemos fazer.

Existe agora os debates e as vezes confrontos mortais entre direitistas e esquerdistas porque cada qual acredita tanto em sua aposta que quer convencer os opositores a mudarem sua aposta. E como humano, eu não tenho como ficar de fora destas três tendencias, me parece que ninguém tem. A natureza sempre apresenta inicialmente dois extremos conflitantes entre si e uma terceira alternativa que e` o equilíbrio no sistema depois que os dois conflitantes se exauriram. Então a natureza estaria sugerindo que quem esta certo nessa briga e` a massa neutra? Ela vai herdar a Terra depois da guerra? Mas ela realmente representa a terceira alternativa, a do equilíbrio? Qual a terceira alternativa entre eliminar o ex-DNA-lixo, ou eliminar apenas os genes ativos porque são predadores? Seria a de eliminar ambos ou não eliminar nenhum?! Ou ainda, conservar apenas os considerados bons de cada parte, mantendo uma mistura final dos dois?

Não me apraz a ideia de que o DNA inteiro sera eliminado, isto seria a extinção total da vida biológica. Não me apraz a ideia de que não sera’ eliminado nenhum e mantido o estado atual, pois creio que esta’ vindo o estado de ordem que não admitiria essa divisão. Não me apraz a ideia de que os genes ativos seriam os eliminados, pois isto eliminaria a possibilidade de continuar a evolução. Não me apraz a ideia de que o ex-DNA-lixo sera’ eliminado, pois esta hipótese estaria querendo inserir arbitrariamente na Natureza um mecanismo que nunca aconteceu em 3,5 bilhões de anos da existência do DNA.

Apenas me apraz por ora, considerando meus parcos conhecimentos e limites cerebrais, que haverá a normal e comum transcendência de especies, pela qual uma especie atinge seus limites evolutivos sendo transformada numa nova especie mais complexa. E isto significaria que o atual DNA biológico deixara de ser biológico, sera’ transcendido para algo diferente mais complexo. O que, por tabela, implica que os sistemas sociais humanos deixarão de serem sistemas sociais, para serem algo diferente e mais complexo. E aqui minha preferencia é reforçada porque a possibilidade aqui é que não exista mais “sistema” no que se refere ao agrupamento entre humanos, e se não existe sistema, não existe núcleo e periferia, todos são iguais, o tal sistema igualitário final.

Epa… mas dissemos antes que sistema igualitário é a bandeira dos esquerdistas. Não, não é. Mas vamos pular isso agora e vamos trazer outro detalhe influente nesse assunto.

Outro item que esta’ influenciando minha escolha é o resultado final sugerido pela minha teoria cosmovisionária, a Matrix/DNA. Este resultado pode ser definido por:

” O significado universal da existência dos humanos aqui e agora é o de que os humanos executem a função de genes inconscientes de que são genes, e do que estão construindo. E outra auto-projeção do passado no futuro, onde o passado genético se torna presente dos organismos construído por aquela genética. Naquela existiam genes construindo algo sem saberem o que estavam construindo. Mas o que os humanos estão construindo como genes? Um cérebro capacitado a ser a placenta final ótima para gerar uma parte, ou uma característica, da nova forma do sistema universal, denominada de auto-consciência. Assim os humanos são unidos a milhões ou trilhões de outros genes inconscientes que existem espalhados neste Universo, cada qual construindo uma característica especifica do grande embrião final. Nesse sentido, cada humano como um gene, possui, alias ele é, uma informação unica e especifica da característica que todos estão construindo. cada humano é uma mensagem, uma informação pessoal, intima, unica, intransferível e… indestrutível. Porque o Universo esta’ tunelado para esse grande processo genético de reprodução do que o criou, e este tunelamento garante que não pode ser destruída uma informação genética.

Se isto for verdade, se os resultados sugeridos pela Matrix/DNA estiverem corretos de acordo com a realidade final, isto sugere que o futuro nos aguarda com a solução do igualitarismo. Porque todos os oito bilhões de humanos terão que serem livres, capacitados usufruindo dos mesmos recursos materiais, para poderem executar sua missão individual. E em todos os sistemas sociais criados até agora, a grande maioria dos humanos tem sido algemados, proibidos de desenvolverem o cérebro como se necessita. Os direitistas acreditam que o povo “não precisa estudar, pois tem que cavar buraco e apenas isto”. Mas a Natureza não esta’ de acordo, e até agora ela eliminou e continua eliminando todos os grandes predadores que tentam impor num território suas regras, se acomodaram num modelo de vida, se tornaram becos sem saída, fecharam as portas a sua evolução, e foram eliminados, seja por meteoros, por escassez, tragedias climáticas ou ataques viróticos… A Natureza é lenta, espera, porque ela atua na escala astronômica do tempo e não na escala humana, mas executa.

Mas existe um porem… sempre existem os porems…

Isto não explica 50% dos fatos que vemos neste Universo relativos aos fenômenos naturais do lado do mal em relação aos humanos. Na placenta na barriga da minha mãe não existia 50% de genes predadores causando carnificinas sobre outros genes e moléculas (bem… em relação a estas parece que sim, existia), nem 50% de forcas e elementos naturais tentando impedir o bom desenvolvimento do feto. Então a Matrix/DNA ainda não explicou a causa destes 50% do mal, o que é a metade do mundo. Um Universo tunelado para um processo embriogenético não poderia conter  nenhum mal. Apenas o bem.

Alem disso, existe outro processo natural que não casa bem com essa visão cosmovisionária. Me refiro ao fenômeno dos… “ovos botados fora com a prole abandonada a própria sorte”. Num Universo tunelado só deveria existir o processo dos… “ovos mantidos dentro até o nascimento e prosseguindo depois sendo mantidos protegidos ate ao menos sua maturidade”. Mas desde as primeiras bactérias ate os repteis, a evolução produziu os ovos botados fora, de maneira que inclusive algumas destas criaturas como geradoras devoravam os próprios filhotes ao emergirem de dentro dos ovos. De repente algum réptil ( segundo a Ciência teria sido o cinodonte) se condoeu de amores pelos ovos e seus rebentos que resolveu fazer o heroico e torturante, fatal e mortal muitas vezes, sacrifício de manter o máximo possível os ovos dentro, cuja evolução acabou produzindo os mamíferos. Estou trazendo a lembrança deste fenômeno aqui porque isso explicaria aos humanos o porque estão tão fragilizados sujeitos a tantas tragedias lhes ceifando a saúde a e vida, como predadores, parasitas, e tempestades geológicas ou climáticas. Isto esta sugerindo que a Natureza aplica esse mecanismo dividido em duas fases ( primeiro os ovos fora e em seguida, os ovos dentro), toda vez que vai produzir uma nova especie, ou forma de sistema natural. Alias, a Matrix/DNA, no seu modelo teórico astronômico, mostra que essa divisão entre ovos fora e dentro  já existia desde a formação dos sistemas galácticos, e na mesma sequencia, esta é uma lei universal. Se assim for, temos tudo para deduzir que este novo sistema sendo gerado aqui e dentro de nossas cabeças, encontra-se na primeira fase da evolução, somos como ovos botados fora sujeitos a todo tipo de tragedias. Assinando carta aberta para os 50% do mal atuar a vontade sobre nossas costas. Então novamente vem este estranho paradoxo. Mas…

A mesma Matrix/DNA, quando nos dirige na escrita narradora da Historia Natural Universal, relata um episodio em que quando estávamos na forma de um antepassado muito longínquo – mais exatamente na forma de sistema astronômico – cometemos um gravíssimo erro. O qual teria ou criado ou aberto as portas aos 50% do mal. Não vou copiar aqui este longo texto, apenas resumindo, nosso ancestral escolheu a opção proibida de ser um sistema fechado em si mesmo como um paraíso eterno para si, cortando relações com o resto do mundo e fechando as portas `a sua própria evolução,… e do qual herdamos o tal gene egoísta. isto explicaria tudo mas ai traz uma nova questão. Isto implicaria que os genes neste processo de construção possuem a faculdade do livre-arbítrio, ou seja, a capacidade de se desviarem do projeto universal para criarem um embrião diferente. As vezes numa embriogênese resulta algum tipo deformado, de monstro, mas não creio que foi por ação dos genes, e sim por alguma força alheia externa.

Estaria este Universo tunelado inclusive para suportar e conter as imprevisíveis possibilidades de criaturas com livre-arbítrio? este Universo teria sido tunelado para produzir apenas os 50% do bem, mas mantendo oculto como potencial latente, os 50% do mal, e adequado para suportar as investidas deste mal, adequado para suportar os desvios para mundos monstruosos criados pela imprecaução do livre-arbítrio, de maneira que no final estes 50% do mal ativados pelos erros do livre-arbítrio, desapareçam no resultado final em que o mundo final criado pelas criaturas seja exatamente a imagem e semelhança do criador?!!!

Seria uma versão da fabula do filho prodigo. Você esta’ livre para construir e experimentar todos os tipos de mundo que na sua mente acreditar que seja melhor do que o reino de seu pai, e as portas desta casa serão mantidas abertas porque com certeza iras procurar e não iras achar, porque eu procurei no mundo todo também e não achei outra coisa melhor, esta’ é a ultima possibilidade da extrema perfeição, e com certeza construirás um mundo igualzinho a este, onde pensaras que és o deus criador. E um dia sabendo que seus pais existem em outro mundo vai convida-los a sua casa, e sua mãe dirá ao seu pai: “Mas esta é exatamente a nossa casa!”…  E seu pai sorrindo respondera’ ” Deixe nosso filho acreditar que ele criou esta casa, se ele precisa sentir que é Deus e que é o Senhor aqui, nos não precisamos sentir isso, não lhe neguemos sua felicidade”.

Esta’ explicado o porque optei, depois de tantas considerações, a opção do sistema social humano igualitário necessário para que haja a transcendência? E porque temos tantos obstáculos nessa vida? Mas cuidado! Eu particularmente acredito que não tenho nenhuma ideologia, não sou partidário nem da direita, nem da esquerda, nem da base neutra, mas eu não acredito no que meu julgamento conclui sobre mim mesmo. Afinal fiz a escolha de uma aposta, que é diferente de todas as outras apostas existentes, mas é uma aposta e se lhe falo sobre minhas razoes, é porque mesmo inconscientemente eu estou tentando convence-lo a mudar sua aposta. Não o faça sem muito raciocinar antes, posso estar todo errado.

Falta ainda explicar o que se passa na cabeça da esquerda, do porque ela quer um mundo igualitário. Eu penso que não querem o mundo igualitário e vou explicar.

Todos os sistemas sociais humanos criados ate agora nada mais são que mera imitação do sistema ecológico desta biosfera. Tanto nas selvas, quanto nos áreas, quanto nas águas dos rios e oceanos, observamos a mesma divisão do poder por classes de animais. Existem os grandes predadores ( leões, dinossauros,anacondas, nos continentes, aguais nos ares, tubarões nas águas, etc.), os médios predadores (lobos, raposas,bagres, abutres), e existem as presas (ovelhas, coelhos, pombas,etc.).  Pois todos os sistemas sociais – seja o comunismo, a monarquia, o feudalismo, o Egito dos faraós, o capitalismo, etc.) apresentam as mesmas três classes na divisão do poder: a classe oligárquica, a classe media, e a massa dos pobres. Se a massa dos pobres é inerte, acomodada, mentalmente condicionada pela oligarquia, e a classe media é uma especie de capataz da oligarquia, de onde surgem os militantes esquerdistas contra a oligarquia e nisso, contra a classe media? A unica resposta que encontro são mutações genéticas. De dentre as três cargas genéticas ocorrem mutações criando lobos e raposas com tendencia a serem, na vida real, a oligarquia, destronando os leões. Ora, estes lobos não sonham com um sistema igualitário, sua investida é para manter o sistema dividido. Se apresentam um discurso a favor da redenção dos pobres é um esforço em substituir o condicionamento mental pela religião por outro tipo de condicionamento mental que lhes proporcionara’ o apoio das massas na sua luta de conquista.

Já expliquei porque não sou nem direitista nem da classe neutra e agora explico porque não sou também esquerdista. E acho que estas três posições derivam da herança dos instintos animalescos, e o homem sábio deve procurar sempre cada vez mais se distanciar dessa herança vergonhosa, que foi um período triste na evolução porque caímos devido ao erro no antepassado, procurando se auto-exorcizar destes três instintos, somente assim estaremos acessíveis as forças que nos trazem a transcendência dessa especie para algo mais ampliado ao nível cósmico. E uma escolha sofrível porque estimulamos inimigos nas três classes, tendemos a sermos isolados, não pense que é fácil, mas a esperança é que cresça o nosso numero para que possamos ter uma comunidade e alguma força para também participar nos nossos destinos com nossa opção.

 

O que é ética e moral. Como esse fenômeno existe na Natureza, em todos sistemas naturais, desde antes das origens da vida

sábado, novembro 3rd, 2018

xxxx

Post from Kaiser Basileus:

Ethics: What passes for wisdom for most people is compliance. What passes for common sense for most people is common compliance.

My answer:

Kaiser Basileus – I have seen people here very interested at ethics/moral issue. I am afraid that you will stop and not read from the point that I will say that ethics/morals are not invented by humans, because we can see them at Nature before life’s origins. Ethics/morals arises from each time a new natural system is organized. Non-living systems as atoms and galaxies has a force that produces homeostase, the internal equilibrium, and this force acts over each part with a unique control rules. So, each part has its own tendencies and if they have free will and there is no systemic force in control, there will be no organized system. Then, each part is obligated to obey the control rules but it has still place for some individual liberty. It happens that if a part acts full-filling this place it will prejudices the other parts, there are limits among parts to obey also. So, if a part does not want a violent reaction from other parties, it has to build a kind of its “moral”.

This force in control arises from the sum of informations of all parts plus the informations from the connections and interactions of all parts plus the interactions of each part with external world. So, this force is bigger than all parts, it is invisible and seems to be abstract, like the mind in a brain, but it is real and we call it “the entity of a system”. Then, at primitive non-living systems like atoms and galaxies – which are our ancestors – this social system entity comes what at social system’s human level we call “ethics” and the kind of each part behavior in relation to other parties we call “moral”.

Things would be more easy to understand if you see the Matrix/DNA formula for all natural systems, where you see by yourself the obligation to have this entity and how the parts must behavior. Amplifying the approach to ethics/moral in this way, becoming it a universal phenomena, have been for me, useful at understanding the evolution of humans societies ethics and morals because we knows the Nature that built human beings since the tribal beginning, I don’t know if will be useful for you. Cheers…

Harvard University, essencialmente e’ Liberal

sábado, setembro 29th, 2018

xxxxx

https://features.thecrimson.com/2018/freshman-survey/lifestyle/

Liberais – 64 %

Conservadores – 12 %

O individualismo moderno x o Principio da Solidariedade Natural

segunda-feira, setembro 10th, 2018

xxxx

Baseado no artigo:

https://www.bonde.com.br/digital-influencers-blog/beirada-niponica/a-chave-liga-desliga-da-solidariedade-384052.html#comentarios

A chave liga-desliga da solidariedade

(ler tambem os comentarios)

Meus comentários enviado ao artigo em Setembro, 10/18 :

Edison,… obrigado pelo texto informativo. Como filósofo naturalista esta é uma informação a ser raciocinada. A primeira lembrança do texto é a frase: “Dividir para reinar”. O estado individualista é produzido pela entidade de um sistema para ela mesma se fortalecer na sua meta ditatorial. Na cosmovisão que elaborei como mais racional (vide meu website), os humanos são 8 bilhões de genes semi-conscientes que carregam em suas cabeças-ovos a construção de cada uma das partes de em embrião de consciência universal – ou ao menos a consciência coletiva deste planeta, como Gaia. Quem não concorda com isso para por aqui, eu vou adiante comparando o quadro descrito em seu texto com o quadro que vemos em embriogênese. Conclusao? O comportamento japonês ( e muitos outros países em igual estado) esta imitando a embriogenese primitiva de animais irracionais, quando deveria buscar o metodo da embriogenese da consciencia. Os genes para animais atuam assim, cada qual cumprindo sua missão sem saber dos outros, quem controla e define o resultado final é a entidade/software do DNA. Nao sei ainda se os genes para consciencias se comportam assim, apenas o que sei da evolução sugere que nunca é certo imitar, manter, e conservar o passado. Mas essa imitação da genética primitiva vem em paralelo ‘a imitação que todos os sistemas sociais humanos criados até agora fizeram do sistema selvagem entre animais irracionais. Na selva ( como nos ares, nos oceanos), o poder e as regras são divididas em três classes sociais, como nas cidades humanas ( grandes predadores, medios predadores e presas). Isso atrasa, atrapalha nossa evolução. Além disso existe um princípio natural fundamental ao qual denomino “princípio da solidariedade”. No início de qualquer nova forma de sistema ( seja do átomo, da galáxia, da célula) surgem dois grupos opostos que se conflitam de onde ou são exterminados ou se fundem obtendo a trascendencia para uma nova forma. De onde extraio meu comportamento preferido: estimular a solidariedade combatendo o individualismo. Acho que os moradores de uma residência deveriam procurar os vizinhos para iniciativas de trabalho como cooperativas de consumo e unidades de produção, autoproteção, influência no sistema social para evitar centralização do poder de sistema, e até mesmo no lazer eles mesmos criarem seus espaços não esperando quem tem como objetivo o interesse pessoal do lucro fazer isso. Algum comentario? Estamos sempre abertos para nos corrigir e aprender com outras mentes. Abracos…

xxxx

Edison, o post da Aline e sua resposta me deram o que pensar na minha cosmovisão, Aline lembrou o gene egoísta e a tendência universal da função feminina nos sistemas naturais. Reparou que o aspecto principal de seu post é relacionado ao sexual? Ela nao correu a outros aspectos, como você (o humanismo) e eu (existencialismo), mas sim focalizada no fenômeno (com quem a/o outra/o dormiu, a que horas chegou, etc.) Provavelmente é uma mulher jovem enfrentando estes problemas agora, e limita as suas reflexões a este aspecto derivativo do sexo). Quando ela resume o relacionamento entre vizinhos a “se meterem para saberem intimidades da vida” ela esquece totalmente o aspecto extrovertido do social, da necessidade de ela mesma criar e desenvolver uma economia e patrimônio social, de atuar para mudar outros contextos sociais irregulares com vítimas, etc. Na fórmula dos sistemas naturais, a função feminina é a força para tornar o sistema fechado em si mesmo, colapsando cada vez mais em direcao ao próprio umbigo até se desfazer como um ponto: a força masculina, oposta, para tornar o sistema aberto, ampliando-se no espaço/tempo sem freios até desintegrar-se. Dois males a serem corrigidos pela inteligencia humana, como sao todos os dualismos opostos universais. Essa introspecção natural desejosa de possuir o paraíso, o maior e melhor castelo possível como rainha, ter seu parceiro submisso ao lado e as crias brincando no pátio, como o próton mais neutron na mansão nuclear e os elétrons rodando na periferia, já foi intuída antes por humanos autores da fábula onde Eva atrai Adão para seu tipo de sistema paradisíaco e daí cai entropicamente na Terra. Ou elas se exorcizam disso, e eles se exorcizam disso, ou nossa evolução vai necessitar nova queda, até aprender que o Universo não aprova esta forma extremamente egoísta e obstaculo ‘a evolucao,  de ser.

Jornal da Teoria do Comportamento Social – Teorias da Mente

segunda-feira, agosto 6th, 2018

xxxxz

Journal for the Theory of Social Behaviour

https://www.researchgate.net/journal/0021-8308_Journal_for_the_Theory_of_Social_Behaviour

Truly interdisciplinary the Journal for the Theory of Social Behaviour publishes original theoretical and methodological articles that examine the links between social structures and human agency embedded in behavioural practices. Journal for the Theory of Social Behaviour is a high quality journal now in its fourth decade. The accessibility of content is an editorial priority and its literate and engaging style is acclaimed by readers world-wide in the fields of psychology sociology and philosophy.

Condenação de Albert Einstein sobre o atual Capitalismo?

sexta-feira, agosto 3rd, 2018

xxxx

Private capital tends to become concentrated in few hands, partly because of competition among the capitalists, and partly because technological development and the increasing division of labor encourage the formation of larger units of production at the expense of the smaller ones.

O capital privado tende a se concentrar em poucas mãos, parte por causa da competição entre os capitalistas, e parte porque o desenvolvimento tecnológico e a crescente divisão do trabalho encoraja a formação de grandes unidades de produção ‘as expensas das menores.

The result of these developments is an oligarchy of private capital the enormous power of which cannot be effectively checked even by a democratically organized political society. This is true
since the members of legislative bodies are selected by political parties, largely financed or otherwise influenced by private capitalists who, for all practical
purposes, separate the electorate from the legislature. The consequence is that the representatives of the people do not in fact sufficiently protect the interests
of the underprivileged sections of the population. Moreover, under existing conditions, private capitalists inevitably control, directly or indirectly, the main sources
of information (press, radio, education). It is thus extremely difficult, and indeed in most cases quite impossible, for the individual citizen to come to objective
conclusions and to make intelligent use of his political rights.

Production is carried on for profit, not for use. There is no provision that all those able and willing to work will always be in a position to find employment;
an “army of unemployed” almost always exists. The worker is constantly in fear of losing his job. Since unemployed and poorly paid workers do not provide a profitable
market, the production of consumers’ goods is restricted, and great hardship is the consequence. Technological progress frequently results in more unemployment rather
than in an easing of the burden of work for all. The profit motive, in conjunction with competition among capitalists, is responsible for an instability in the accumulation
and utilization of capital which leads to increasingly severe depressions. Unlimited competition leads to a huge waste of labor, and to that crippling of the social
consciousness of individuals which I mentioned before.

This crippling of individuals I consider the worst evil of capitalism. Our whole educational system suffers from this evil. An exaggerated competitive attitude is inculcated
into the student, who is trained to worship acquisitive success as a preparation for his future career.
Albert Einstein

Texto obtido em:

https://www.facebook.com/Loako/about?lst=1614614673%3A100002926682583%3A1533321989&section=bio

Minha opinião:

Para mim vejo assim o sistema atual. Porem nada disso se compreende se não tiver em mente a causa primeira desse fenômeno, a qual, penso, são os instintos herdados dos ancestrais animais. Este sistema imita exatamente o sistema de divisão de poderes entre os animais visto na selva, poder dividido entre os grandes predadores, os médios predadores e as presas. Quem não aprova este sistema e tem vontade de muda-lo, não adianta atacar o comportamento final dos personagens, nunca se conseguira muda-los atacando-os. E preciso atacar a causa, os instintos psíquicos e para isto tem-se que estudar o fenômeno para buscar estrategias. Creio que com a evolução o humano tende cada vez mais a se separar do passado animal, porem a Natureza e’ lenta, ela opera numa escala de tempo astronômica, e nos, humanos operamos numa escala muito menor, por isto somos tendentes a desejar e acelerar os acontecimentos da evolução. O meio de acelerar isto e’ sempre mostrar, nas atitudes, o fundo dos instintos animalescos operando, o que faz o agente se sentir mal porque comparado a animal. A busca suprema, a solução, esta na exorcização destes instintos da psique primaria humana.

Predador/presa também produzindo o conflito entre gerações?

domingo, julho 15th, 2018

xxxx

https://educacaoeparticipacao.org.br/tematica/juventude/

Juventude, expressão e participação

Esse novo ( a nova geração) que chega compete, inevitavelmente, com o presente, com as gerações passadas.

Como descreve o sociólogo Pierre Bourdieu (1978), “aquilo que para uma geração 1 foi uma conquista de toda uma vida é dado imediatamente à geração 2. […] a velhice também é um declínio social, uma perda de poder social. Os velhos são contra tudo aquilo que muda, tudo aquilo que move etc. justamente porque eles deixaram o futuro para trás, enquanto jovens se definem como tendo futuro, como definindo o futuro”.

Assim, fica mais fácil entender certas expressões ditas por aqueles que já não são jovens, como “na minha época era diferente”, “o jovem já não é o mesmo” etc. Há uma disputa de poder social: nada é o mesmo porque os adultos já não são mais jovens, já não representam o futuro nem uma esperança de mudança e mostram-se ameaçados pelo novo.

xxxx

Parecer da Matrix/DNA:

Descobrimos – através deste texto – uma nova faceta da questão “predador/presa”. Sobre a divisão de poder nos sistemas sociais. Alem da evidente imagem da divisão entre predadores e presas na selva (leões e ovelhas), que e’ projetada no sistema social (classes A,B e C) existe outro tipo de contorção do processo. E’ uma divisão dentro de uma mesma especie, ditada pela faixa etaria e forma do corpo dos indivíduos. E’ uma divisao entre velhos, jovens e criancas.

Os velhos são contra tudo aquilo que muda, tudo aquilo que move e monstram-se ameaçados pelo novo.  Isto indica a característica do grande predador.

Bem, o certo e’ buscar a raiz, a causa do fenomeno. No ancestral sistema astronomico, o mais novo e menor se transforma no seguinte maior e mais velho, o que significa tambem – invertendo circuito – que o maior e mais velho sempre “engole” o menor e mais novo. Porem na astronomia o sistema e’ abstrato, nao se materializa, mas o ciclo vital da astronomia continua no biologico, os organismos tambem se transformam. E no biologico o papel invertido do predador se materializa, o maior e mais velho realmente engole o menor. Quanto a engolir o mais novo da mesma especie – o que seria canibalismo –  acontece apenas nas especies primitivas, ate os repteis.

Não esta facil elaborar a linha da evolucao aqui e nao tenho tempo agora. Porque em todas as asercoes existem senoes. Por exemplo, talvez tribos primitivas humanas que praticavam o canibalismo…

a velhice também é um declínio social, uma perda de poder social.

Isto denota as funcoes 6 e 7 da formula. Ai fica dificil descruzar o processo predador/presa do processo energia-em-crescimento/entropia. Talvez o emparelhamento de dois aspectos do mesmo mecanismo enfraqueca o mecanismo predador/presa. Por isso os velhos tenderiam a se retirarem de cena, deixando o poder aos jovens? Nao isso não acontece, basta lembrar do Trump, do Temer, com mais de 70 anos teimando em serem presidentes.

Bem, houve aqui a percepcao de que o conflito entre geracoes denota uma divisao do poder social, e precisa ser lembbrado quando se trata desta divisao apenas pela otica predador/presa.

 

 

 

Um metodo pelo qual os predadores evitam mudancas evolutivas: o conservadorismo

quinta-feira, junho 28th, 2018

xx

Para os grandes predadores, como os leões, a pior ameaça e’ aquela que pode mudar alguma coisa no seu reino. Herdando este instinto as aristocracias humanas desenvolvem suas estratégias de domínio. Uma delas e’ impedir que a mente da plebe ou qualquer pessoa fora da aristocracia, ou mesmo dentro da própria aristocracia, mude para melhor devido a evolução. Entao deve-se evitar todos os estimulos a pensamentos em profundidade. A ultrapassada teoria da gravitação universal foi mudada pela teoria relativística do espaço/tempo curvo, mas para entender esta teoria ‘e preciso muito pensamento em profundidade. Então, como bem disse comentadores do Youtube abaixo do vídeo com link:

” Schools are not made to make you clever, but to make you a good copy cat. the grading system benefit not the one who is clever and can express himself in extraordinary ways. but it rather pays off the ones who have no personal opinion and followed the books someone else pointed out for them to be legit. if you manage to have no personal thoughts and you copy paste whatever the book they gave you says, then you get a good grade and you are now considered as a good educated citizen that can fit and benefit the society as it already works.”

Esta resposta veio devido alguem ter feito a seguinte pergunta:

“General Relativity Theory proved that the space/time curvature is the cause of “pull”. So why do schools continue to teach there is a gravitational pull?”

Mas a explicacao ` a controversia e’ esta:

Of, course, the Newton’s gravity is thru. How is gravity fake when all our mechanical applications, like bridges, like cars are actually engineered and calculated around formulas that contain the gravity constant on earth 9.80 m/s^2? Actually go into the equations learn about physics and how it WORKS in real life how it is used and it WORKS. Bridges work, cars work, rocket FUEL works because of gravity etc. So Newton and his mechanics works because they explain how space-curvature (gravity) actually behaves.

The Extraordinary Genius of Albert Einstein – Full Documentary HD

Os efeitos de nos deixar dominar em nossas tribos atuais

quarta-feira, junho 20th, 2018

xxxx

Publicado no Facebook em 20 do 06 de 18:

Em que estou pensando? Ontem fui caminhar na Park Avenue, lado alto de New York (Uptown East Side), porque queria ver com meus próprios olhos o ambiente dos maiores bilionários do mundo e ver se bate com o que esta’ escrito no livro “Primates of Park Avenue”. Exatamente como esta’ no livro, as Queens of the Queen Bees ( as rainhas da rainha da colonia de abelhas) ao caminharem nas ruas de seu ambiente tribal passam como tanques de guerra dando uma mensagem; ” Você é nada, ninguém, saia de meu caminho!”. Hoje fui a outra região ( maioria de pretos e hispanos), tudo diferente, porem,… também é uma tribo fechada em si, difícil se relacionar com eles. E isso me esta’ dando o que pensar…

Hoje, todas as pessoas pertencem ao menos a uma tribo.E’ a tribo dos operários da fabrica, ou a tribo da escola, ou da vizinhança, ou da turma de sair para as festas, etc., cada uma com seu próprio e distinto código. A mente destas pessoas vivem concentradas em : primeiro, seus problemas pessoais e seus pertences, seus egocentrismos; segundo, suas famílias e pertences; terceiro, o ajustamento ao ambiente que vive e sua tribo, como se relacionar e adaptar de forma social nestas clãs. Não sobra nada, nem um tiquinho, de mente para pensar na aldeia global, muito menos para se lembrar que se esta pisando na superfície de um perdido planetinha rodando em volta de uma perdida e velha estrelinha que esta rodando em volta do núcleo de uma insignificante galaxia… Muito menos para pensar no sentido e significado da sua existência e da existência destas pessoas `a volta… como anda e o que esta fazendo o DNA da humanidade em relacao as pessoas que vemos, em relacao a seu comportamento social ou com natureza imediata. Apenas,… creio, dão um salto para fora do umbigo tribal quando em casa `a noite veem algum vídeo, ou noticias da tv. mas isso é sempre virtual, sem consistência mental.

E’ preciso entender que todos os lugares onde se formaram as tribos de hoje foram iniciadas por um grupo de pioneiros que sempre surgem divididos em três instintos: para grandes ou médios predadores ou para presas. Os grandes predadores assumiram de imediato o governo do ambiente e dos outros dois grupos, foram eles que desenharam as cidades, as ruas, as praças, ou seja, eles colocaram cada qual, segundo seu instinto, em seu lugar, para as vantagens e conveniências da classe dominante. Então quando vamos a lugares diferentes da nossa tribo, encontramos os robots nas ruas e lugares públicos, sempre insatisfeitos porque estão forçados a se ajustarem a um desenho de vida que não foi feito por e para eles. e isto significa que todos os ambientes terão que serem deitados abaixo e reconstruir tudo de novo quando a humanidade superar estes instintos herdados dos animais e que resultam nesta divisão de classes imitando a divisão de classes na selva. Em seguida encontramos os mais ocultos predadores, do tipo ” saia do meu caminho, aqui mando eu”) que são também robóticos sem saberem, como se torna robótica e igualmente prisioneira a rainha das abelhas, dirigida pela entidade invisível do sistema que não é humana, mas sim a formula natural para sistemas que veio deste fechado sistema astronomico que nos criou.

Tudo isto torna a vida humana o absurdo dos absurdos, mas, se existe algum Deus, estaria explicado que Ele sabe o que esta’ fazendo, dando corda para quem cometeu um absurdo erro egocêntrico na forma de nosso ancestral não-biológico, pois esta alienação e miserável condição de existência conduz os humanos lentamente a perceberem a sua tendencia egocêntrica absurda e assim aos poucos irem se afastando do gosto ao “grande pecado original”. Lendo-se o livro dos primatas bilionários percebe-se como são prisioneiros realizando auto-sacrifícios apesar da abundancia ao seu dispor…

Sem-tetos: Explicacao da Matrix/DNA sobre suas origens e significado da existencia

domingo, junho 10th, 2018

xxxx

O artigo com link abaixo:

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2018/06/10/sem-teto-com-celular-telefones-e-smartphones-dos-moradores-de-rua.htm?utm_source=chrome&utm_medium=webalert&utm_campaign=noticias

Sem teto, com redes sociais: celular vira ferramenta de inclusão para moradores de rua

Darlan das Neves tem celular pré-pago; acesso à internet é geralmente via Wi-Fi

Darlan das Neves tem celular pré-pago; acesso à internet é geralmente via Wi-Fi … – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/

Alem do artigo fornecer nomes de assistentes sociais que conhecem-nos para uma possivel futura acao social, ele me inspirou a buscar no oraculo da Matrix/DNA ( nos seus modelos e formulas) uma explicacao racional para sua existencia, e como resultado vai a analise a seguir:

Louis C. Morelli – The Matrix/DNA:

” Representam a lei natural do principio da entropia que ataca todos os sistemas, inclusive os sistemas familiares e sociais humanos. Quando um sistema tende a se tornar fechado em si mesmo ( como as sociedades humanas dominadas por elementos com instinto a grandes predadores), tem a pretensao de tornarem-se eternos, por isso os “direitistas” sao conservadores ( tentam conservar o seu sistema, que vai contra o evoluir da natureza). Mas o meio ambiente vai mudando porque a natureza se transforma, entao a perturbacao no sistema comeca a fazer com que particulas do fluxo do circuito periferico sistemico saiam do fluxo e podem ser expulsos para fora, mas a quantidade destes “radicais livres” torna-os fora de controle pelos predadores, quando entao as particulas vao no sentido interno rumo ao nucleo do sistema (por isso as metropolis do imperio sao cercadas por favelas, das quais partem o fogo e destruicao de imperios, como o Romano). Assim o aumenta de particulas fora do fluxo normal perturbam as instituicoes do sistema e acaba por impor o caos antes da destruicao total ( no cao humano, a decadencia das civilizacoes anteriores). Existe um metodo para evitar este destino inevitavel aos sistemas fechados: que a sociedade mantenha-se sistema aberto e suas partes mantidas em dignas condicoes iguais. Assim, ao inves de um sistema ser descartado pela Natureza, ele se transforma junto com ela e obtem sua transcendentalidade, transformando-se em nova especie mais complexa. Ja’ cairam 10 civilizacoes por este mesmo motivo, ja’ era tempo dos humanos aprenderem estas leis naturais, mas com esta civilizacao atual estamos seguindo o mesmo nefasto roteiro. Seria necessario que tanto os dominantes se auto-exorcizassem do seu instinto animalesco para grandes predadores dentro da propria especie e o povo dominado se auto-exorcizasse do seu instinto animalesco para presas, inertes, retrogrados, mentalmente preguicosas. Ao sabio, porque aprendeu sobre leis universais como esta, so’ resta ser uma voz denunciando estes instintos mesm que isso lhe traga o odio dos humanos, e incentivando este auto-exorcismo.

Os sem-teto sao “helpless” ou seja, nao podem sair por si mesmos do ciclo da miseria. As particulas radicais livres sao enfraquecidas quando saem do fluxo e nao possuem a forssa para voltar e acompanhar o fluxo. Nao adianta “intervencoes militares” para aniquila-los, pois o sistema tem uma doenca na sua raiz que vai repor e aumentar seu numero. Absurda arrogancia dos predadores acreditarem que podem vencer uma lei natural universal. A unica salvacao seria os predadores decidirem a recuperarem os sem-teto ao sistema fornecendo-lhes a forssa, e isto poderia curar o sistema porque os predadores teriam se sincronizado com o ritmo e proposito natural. Alguns quase-exorcizados, como o Bill Gates, que adquiriu o poder capitalista sem ter o pedigree dos predadores, exercem esta heroica e sabia funcao quando destinam suas fortunas aos programas de recuperacao destas particulas entropicas.