Archive for the ‘sistema social’ Category

Abelhas, sistema social e a formula da Matrix/DNA

segunda-feira, setembro 4th, 2017

xxxx

Incrivel como o sistema social das abelhas revela a formula da Mattrix/DNA. O fato do hive alimentar a que sera rainha com abundancia decorre da Funcao 7 quando fornece material em abubdancia para criar F1, que sera a rainha do sistema! Registrado aqui para entrar no capitulo relacionado do livro.

https://www.reddit.com/r/askscience/comments/6xvtf6/how_is_queen_bee_becoming_a_queen_bee_is_it/

How is queen bee becoming a queen bee ? Is it natural or is it acquired ? from askscience

[–]thatguybuster 15 pontos 

From Wikipedia :

“All bee larvae are fed some royal jelly for the first few days after hatching but only queen larvae are fed on it exclusively. As a result of the difference in diet, the queen will develop into a sexually mature female, unlike the worker bees. Queens are raised in specially constructed queen cells.”

Apparently there are already Queen larvae chosen from a previous queen from a hive.

xxxx

[–]natalieisnatty 14 pontos 

Any female bee can become a queen bee based on diet, so it is an acquired trait.

Extra information (aka me info-dumping on bees because I love them):

The way bee sexes work is that the queen can lay fertilized (two sets of chromosomes, one from her and one from a mate) and unfertilized (one set of chromosomes, only from the queen) eggs. The unfertilized eggs become male bees and the fertilized eggs become female bees.

The vast majority of fertilized eggs hatch into worker bees. They are female, but sterile and cannot usually produce eggs. However, if the worker bees decide that the hive is too crowded, or that their queen is sick, they will build a special place for her to lay an egg called the “queen cup.” It’s much larger than a normal honeycomb cell. She’ll lay a perfectly normal fertilized (female) egg in there and then forget about it. Then, once the egg hatches the worker bees feed it tons of food and royal jelly. The proteins in the royal jelly activate parts of the baby bee’s DNA that are normally suppressed, and she grows into a queen bee. She’s big, female, and fertile.

If the hive is too crowded, then the old queen bee will leave with a large portion of bees and start a new hive somewhere else before the young queen hatches. If the old queen is sick, then the worker bees will kill her before the young queen hatches. Queens never cohabitate.

Once the new queen emerges successfully, she’ll go on a “nuptial flight” where she meets drones and collects a lifetime supply of sperm. This takes a few days, and sometimes she gets eaten by a bird. This is the worst possible thing that can happen to her hive. Since they’re fresh out of eggs (from killing the old queen a few days ago) they can’t turn any new larvae into queens (a queen bee made in a normal cell, as opposed to a queen cup, is called an ‘emergency queen’). In this scenario, some worker bees will start laying eggs. However, since they’ve never mated, their eggs are unfertilized and hatch into drones. These drones fly off and (hopefully) propagate the hive’s DNA by mating with a queen. The rest of the hive dies :(

So, yeah! Royal jelly and lots of food is what makes a queen bee, not genetics. Royal jelly is a very complex mixture of protein and other molecules, so it’s hard to know exactly what part of it switches off the “worker genes” and turns on the “queen genes”.

xxxx

 

OS RITUAIS DE SACRIFÍCIOS RELIGIOSOS REVELAM A NATUREZA ANIMALESCA DOS CORPOS CARNAIS HUMANOS.

terça-feira, novembro 1st, 2016

xxxx

(Postado no Facebook em 11(Nov.)/01/2016)

Em que estive pensando hoje enquanto estava no trabalho? Nisto que resultou em mais uma descoberta que nunca ninguém sequer imaginou:
 
OS RITUAIS DE SACRIFÍCIOS RELIGIOSOS REVELAM A NATUREZA ANIMALESCA DOS CORPOS CARNAIS HUMANOS.
 
Qual a explicação para uma comunidade levar ao altar um dos seus jovens e apunha-lo oferecendo-o como sacrifício a fantasmas criados pela sua imaginação? Imaginação,… aqui esta’ a metade da chave do mistério. Imaginação e’ maior na infância, toda criança tem amigos invisíveis e fantasmas com quem conversam e esta propriedade individual se projeta no coletivo, então, em termos de humanidade, na sua infância também existe o imaginário coletivo muito forte que cria os deuses fantasmas poderosos e falantes.
 
Mas os cérebros humanos daquelas comunidades primitivas ainda recém-vinda dos ancestrais animais fez prevalecer neste imaginário as leis e regras da vida animal ( tanto assim que os primeiros deuses eram representados por animais). Podemos observar que este tipo de sacrifício e’ executado pelas ovelhas de um rebanho quando doam aos leões seus jovens para serem devorados.
 
Existe uma simbiose entre os leões e as ovelhas. Estas são incapazes de existirem por si próprias porque a quantidade de médios predadores (lobos, raposas, cobras, crocodilos,etc.) dizimariam a manada inteira rapidamente.
 
No entanto, quando estão num território dominado por leões, os médios predadores não as podem alcançar. Assim a manada sobrevive. Quando os leões vem cobrar seu preço, buscar suas vitimas, as ovelhas adultas escapam porque correm mais, deixando para trás as jovens. Assim, simbolicamente, doam seus jovens em sacrifício aos seus protetores e apenas assim a manada consegue continuar existindo. Ora este instinto com esta memoria ainda esta’ forte na carga genética humana, aqueles traumas mais marcantes marcaram os genes que mais tarde com a evolução serão os construtores dos cérebros humanos. Então, os instintos humanos são a outra metade da chave do mistério.
Assim me ocorreu a suspeita agora, de que, os sacerdotes das organizações terroristas árabes, estejam atuando, sem o saberem, neste nível profundo de psique para convencer os suicidas-bombas. Estes seriam indivíduos extremamente dominados pela genética da ovelha, a ponto de os jovens se dirigirem para serem imolados crendo que os leões fantasmas vão lhes fornecer relva verde eterna no paraíso. Os lideres terroristas estariam aplicando um método que foi desenvolvido através dos milênios dentre suas tribos que se assemelha as técnicas de condicionamento de Pavlov, aquele que hipnotizava cães com estímulos falsos. Pois e’ necessário um condicionamento psíquico muito forte  e uma vitima com consciência muito fraca para se conseguir que um individuo seja voluntario a se explodir a si próprio.
 
Então – e agora buscando a utilidade desta descoberta para mostrar que não se trata de mera cultura inútil – entendemos agora melhor algo que nossa inteligencia não consegue aceitar, ou seja, por exemplo, porque escravos ( como ainda são os pobres assalariados) continuam a gerar prole sabendo que seus filhos vão cair nas garras dos patroes. Aquele que como eu percebeu ainda na adolescência que a sociedade humana imita ainda as regras da selva e a explicação para isso só pode ser a presença dos instintos dos animais nas regras sociais humanas, resiste a todas as tentações carnais, a todas condenações sociais, e recusa-se com veemência a gerar carne fresca para abastecer o sistema.
 
Eu não entendia ate ontem o porque dos outros escravos ao meu lado caminharem de cabeça baixa sem nenhuma resistência para gerarem vitimas aos predadores. Desmascarar a verdade insistindo em revela-la aos cabeças-baixas não os mudara de repente, mas os faz ao menos começarem a irem para este ritual com as cabeças mais erguidas, sabendo, ou não se esquecendo que estão agindo errado, e assim, aos poucos, vamos exorcizar estes instintos animalescos da Humanidade se o planeta ate’ la’ ainda estiver nos suportando aqui.
 
Afinal, a educação e crescimento da consciência ( este fenômeno que – segundo a formula da minha teoria esta sugerindo – veio de outra linhagem evolutiva diferente da linhagem do corpo carnal), já nos conduziu ao ponto em que o coletivo se proibiu de imolar sacrifícios a fantasmas. Agora falta a esta consciência maior maturidade para proibir-se a imolar sacrifícios para as entidades reais de carne e osso que existem ao nosso lado.

Crise no Brasil: A Causa Profunda e Desconhecida – Mensagem da Matrix/DNA

domingo, outubro 30th, 2016

xxxx

Postado no Facebook em 10 (Out)/30/2016

Louis Charles Morelli
Eu penso que…

A atual crise no Brasil ( e eterna no mundo) não seja uma punição de deuses a um povo erradio, nem apenas produto do animalista instinto para predador dos aristocratas do Brasil. Esta crise e’ simplesmente o efeito normal, inevitavel, do eterno fluir da longa cadeia de causas e efeitos naturais que comecou com as origens deste mundo. Vou explicar:

Nesta semana passada estive envolvido na pesquisa de um fenomeno natural alardeado no meio cientifico: a descoberta de algo mais sobre o mecanismo do DNA corrigir seus erros na reproducao para evitar que nascam defeituosos. E como sempre, vi algo mais do que os cientistas neste fenomeno, porque eu tenho a formula da Matrix/DNA e eles nem a conhecem.
Pois a crise no Brasil e’ produzida pelo mesmo mecanismo que o sistema social humano herdou do mecanismo em seu sistema genetico.
Os sistemas naturais – como o atomo,o genetico, o social humano – sao feitos de um circuito esferico que funciona como um canal dentro do qual flui a sua energia carregando seus bits de informacao. Este fluxo passa por todas as partes do sistema. Ora, tambem acontece que estes sistemas possuem uma identidade propria, uma especie de mente em relacao ao nosso corpo, que apesar de ser abstrata, invisivel, ela tem uma forssa (sei do erro, mas meu teclado nao fala portugues) que pode mover e dirigir nosso corpo segundo a vontade dela. Esta identidade e’ formada pela soma de todas as informacoes de todas suas partes, mais as informacoes que surgem das interacoes entre estas partes e – no caso dos sistemas abertos – das relacoes entre estas partes e coisas do mundo externo.

Entao, o fluxo flui dentro de um canal estreito, esferico, para o sistema funcionar bem. Acontece que algumas perturbacoes fazem com que particulas deste fluxo se desviem e tentem sair fora do fluxo. Ora, alem de prejudicar, de causar dores no sistema, se isto continuar o sistema morre. Entao a identidade do sistema e’ como um template, uma forma de fundo, que tenta obrigar a forma do fluxo ser igual a ela. E agora vamos chegar a causa destas crises sociais.

Os humanos brasileiros se comportam sempre saindo fora do fluxo. Isto porque a meta suprema da nossa existencia imposta pela Natureza imediata e’ ser parte de um ser que reproduza nosso ancestral e criador – o sistema astronomico que nos envolve e dentro do qual, a forma de sistema biologico, ou seja, a vida,  emergiu –  assim como nossos pais sao nossos ancestrais e criadores. Entao somos objetos de reproducao de algo que não e’ humano, e sim algo que vai abranger a totalidade desta biosfera terrestre. Somos meras partes, pessas.

Ora, a identidade de sistemas precisa que todas suas partes se conectem sob as regras deste processo de reproducao. E os brasileiros – diferente dos Americanos, por exemplo – sao rebeldes a essa conexao. Essa interatividade entre partes, individuos, se realiza pela associacao dos individuos, formando grupos maiores, que serao partes maiores do sistema. Mas os brasileiros se recusam a associarem-se ate dentro da propria familia, muito menos com os vizinhos do seu bairro, menos ainda com os confrades cidadaos de suas cidades. E quanto pior em termos de pais, de nacao. Enquanto nos USA – e a maioria dos paises ricos – existem associacoes para tudo ( associacao dos com bigodes, dos sem bigodes, dos veteranos de guerra, dos motoristas da Uber, das maes e esposas da cidade, etc.), a maioria dos brasileiros nao pertencem, nao formam, associacao alguma. Isto revela o grau de egoismo individualista de um povo.

Entao, a formula da Matrix, a identidade do sistema social brasileiro, que e’ uma criacao natural, atua como o mecanismo de auto-cura do DNA. Ele se agita, estrebucha, se sacode todo, tentando montar e controlar o fluxo das particulas individuais correndo em suas veias, e seus efeitos sao sentidos pelos humanos nas bases dos processos que mais os afetam, como a economia, que se relata aos bens materiais que sao necessarios as suas sobrevivencias.

Os 5.000 aristocratas do Brasil se associam numa mafia para prejuizo da nacao, pois funcionam como um buraco negro da economia, retirando os produtos economicos do pais para levar as suas posses na Europa. A classe media se associa apenas quando seus privilegios ( principalmente como maioria de funcionarios no setor publico) diminuem e ai derrubam os PTs da vida, mas nunca enfrentam os grandes predadores aristocratas. E o povao… estes nao tem a minima consciencia de sociedade, e’ cada um para si e salve-se quem puder. Mas a Natureza flui e de qualquer maneira impoe suas regras, e estas exigem a associacao entre as partes dentro do fluxo geral. O ser ancestral que esta sendo reproduzido aqui era – e ainda e’ – a maquina mais perfeita que a Natureza conseguiu montar, tanto que esta maquina funciona em sincronia com os relogios, uma sincronia eterna. E esta maquina, para ter um baby que a reproduza, apenas o tem quando suas partes estiverem perfeitamente associadas como uma maquina.

Nao devemos permitir que nos tornemos partes de uma maquina, principalmente quando conhecemos o destino desta maquina, que e’ a degeneracao e morte. A “Queda”, da qual somos os atuais resultados. Temos que trilhar um destino a revelia do que quer nosso criador. Mas isto tem que ser feito com inteligencia. Nos precisamos da biosfera terrestre funcionando perfeitamente como uma maquina. Nos libertar do trabalho escravo rotineiro, dos instintos herdados dos animais, dos seres que causam nossa doencas mortais, etc. Nos temos que ir na direcao do ” Admiravel Novo Mundo” previsto por Huxley. Mas nisso entra nossa inteligencia: nossos corpos continam sendo levados pelas regras do erradio criador, mas nossas mentes, nao! Se quisermos, o criador jamais pora’ suas patas sobre nossas mentes. Pois ele nao tem mente, consciencia, nao sabe o poder destas coisas. Estas coisas estao vindo de algo alem do criador imediato, e temos que nos abrir-mos para sua acessibilidade, e manter-nos firmes para continuar sobre seu controle.

Entao os brasileiros tem que associarem como individuos, prinicpalmente nas atividades de suas necessidades basicas, que e’ sua economia. Os Americanos fazem isto quando cada cidadao, depois de conseguirem sua poupanca basica, investem cada dolar comprando acoes de suas corporacoes. Assim se associam economicamente. Mas eles criaram estas corporacoes  e entre eles, se repartem os lucros destas corporacoes. A partir de iniciativas individuais ou de vizinhos de bairro. Enquanto os brasileiros continuarem resistindo a montarem a rede de conexoes que estruturam os sistemas naturais, como o social humano, os individuos sao particulas desviadas do fluxo natural, e como faz o DNA dentro de nossos sistemas celulares, ele se estrebucha, se contorce, distorce, mas acaba expulsando ou se impondo sobre as particulas desviadas e retorna a ser a formula que o construiu. Nesta reacao da identidade do sistema, as particulas as sentem como crises.

Procurem seus familiares e procurem como se associarem nas atividades do trabalho economico. Depois procurem as familias vizinhas e expandam-se como grupo. Depois procurem os cidadaos de sua cidade, de seu estado, de seu pais e estejam prontos para fazerem parte da grande e sagrada familia universal, aquela sonhada por aquele pobre carpinteiro mas que com essa ideia se revelou o mais sabio profeta e genio dos homens: Jesus Cristo!

Bitcoin: Novo Paradigma Afetando o Sistema Social – Deve ser Pesquisado

quarta-feira, janeiro 13th, 2016

xxxx

Bitcoin : parece que e’ um novo tipo de moeda simbólica, digital que flue através da Internet. O artigo diz que ela esta revolucionando a economia, a maneira como se faz comercio, e ela esta trazendo uma mudança de paradigma. Em vista disso interessa a Matrix/DNA estar informada sobre bitcoin e tentar uma visão sistêmica abrangente em como sera o novo paradigma.

Bitcoin’s Bold Experiment: A Goldmine for Economic Researchers

https://medium.com/mit-media-lab-digital-currency-initiative/bitcoin-s-bold-experiment-a-goldmine-for-economic-researchers-d3b5e6af8007#.erv1b14jd 

Visões do Mundo: Qual a Melhor Estratégia para Muda-las/Conserta-las? Matrix/DNA ou Filosofia Oriental?

domingo, abril 5th, 2015

xxxx

Este tema foi inspirado no seguinte post:

Action is driven by Thought,Thought by Mindset…then why do we Focus more on Action..?

https://www.linkedin.com/groups/Action-is-driven-Thought-Thought-4331463.S.5990544360452743171?view=&item=5990544360452743171&type=member&gid=4331463&midToken=AQGkVY_8XDYuKA&fromEmail=fromEmail&ut=2KNTQuNTrFemI1

Founder & Chief Knowledge Facilitator, NIRVAN Life Sciences.Top Contributor

Vejamos qual a resposta/comentario da Matrix/DNA. O que você pensa?

Congratulations, this has been an issue I have thought a lot about. We have here an opportunity for a debate between the western mindset ( mine) and the eastern mindset ( yours). If you have interest in this debate with me, I will appreciate it, because I can learn with it ( I don’t know if you can understand my non-native English). For starting, I think that yours logics above is wrong or not complete. I will explain:

Mindset is the key that build cultures, civilizations, humans behavior, then, we must focusing in it. That’s why I have created a new world view ( mindset) called Matrix/DNA Theory, which I think could produces better humans behaviors. But… I think that yours phrase above needs some working. First there is an external stimulus or internal wish. They produces a thought which is driven by the brain’s installed mindset. Then, it is produced the effect, or action. We see that the beginning of this process is the stimulus ( internal or external), and the end is the act. Which moves the body for to produce some alteration in the the external world.

So, we learn that must of humans acts are automatized, like animals. In most times, there is no time for to pull the mindset, and even, any thoughts. It is very important understanding this whole process because from here you get lots of good lessons, like:

1) If you are a fighter for introducing spirituals values and practices like meditation in search of nirvana, yours public is very small, at least in the western world. People here is very busy into the “stimulus>action” cycle and the time for talking about and pulling the mindset is almost zero. This is my problem here just now: nobody want to stop their busy life for rearing about world views. If we tell these people that the eastern people is more worried about thinking about high analyses about humans actions, the people here will answer that this is the cause that eastern people is more poor and are later in science/technology. What do you think about? Do you have a strategy for reaching the normal busy people today and talking about nirvana, meditation?

2) Mindset is the final product of how a human being interprets natural facts and events. But… this interpretation is not made by the individual, and so, by the collective. The interpretations from the collective is inserted into young brains through “education”. The interpretations from the collective is economically tendentious. This tendency is product of our genetic inheritance from our ancestral animals… and the wild rules of the jungle. The human species is shared into big predators ( 1%), medium predators ( 9%) and preys (90), like in the jungle. The big  force of predators at the jungle was substituted by the military institution and the culture produced by the predators.  A culture is a specific way of interpreting natural facts and events. At Matrix/DNA Theory we are discovering that almost all human knowledge of natural facts and events are distorted. For instance: DNA is not a code, but it is merely a pile of different copies of an unique natural system encrypted into nucleotides – the building blocks of DNA. And so on, which is being taught at ours schools are almost all wrong interpretations that are good for predators domination. For changing it, the talking about the needs for meditation, spiritualization does not works. It is necessary working with sciences for discovering new interpretations that are more “real”. And producing experiments/products that prove yours interpretations. So, about the issue of changing/ correcting bad mindsets, the Matrix/DNA strategy is better than yours strategy, I think. What do you think?

Sistema Social Moderno: Como os criadores dos altares religiosos tornaram estes em bancos e fundos mútuos financeiros.

segunda-feira, março 30th, 2015

xxxx

Interessante reler este artigo. Para Desconstrução da Cultura Milenar Predatória. O item 5 é notavel e vai meu comentario abaixo…

http://www.salon.com/2015/03/28/9_basic_concepts_americans_fail_to_grasp_partner/?utm_source=facebook&utm_medium=socialflow

9 basic concepts Americans fail to grasp

A lack of worldliness is clouding our vision on everything from sex to economics, and the proof is in our policies

5. The Bible Was Not Written by Billionaire Hedge Fund Managers

Christianity in its various forms can be found all over the developed world. But the U.S., more than anywhere, is where one finds a far-right version of white Protestant fundamentalism that idolizes the ultra-rich, demonizes the poor and equates extreme wealth with morality and poverty with moral failings. The problem with hating the poor in the name of Christianity is that the Bible is full of quotes that are much more in line with Franklin Delano Roosevelt than Ayn Rand—like “It is easier for a camel to go through the eye of a needle than for a rich man to enter into the kingdom of God” (Mark 10:25) and “The love of money is the root of all evil” (1 Timothy 6:10).

Meu comentário:

O autor tambem está tendo uma visão equivocada,  devido limitar sua cisão do homem só homem, ignorando as causas e origens do homem, desde o animal. Os bilionários de hoje são os diretos descendentes dos autores da Bíblia portanto, eles tambem escreveram e propagam a bíblia, sim.

Do  reino animal veio o instinto a ser grande predador escapando do  trabalho produtivo ( ficar o dia todo ruminando erva como fazem as presas, para transforma-la em carne, é trabalho que o predador evita consumindo a carne já pronta), e os expoentes desse instinto foram – dentre muitos outras mafias sociais de predadores – autores dos livros  “sagrados”, porque estes livros os colocavam numa posição de liberdade e privilégio. O negócio é dar um jeito de ficar no altar e  não nos assentos junto com a massa: a massa labuta para arrumar o dinheiro e o trás aos montes ao altar. Foi esse quadro que inspirou os judeus herdeiros da criação do altar a criar os bancos e financeiras.

O instinto passa de civilização para civilização e as estratégias dos predadores tambem, enquanto funcionam, como as religiões. Aqueles que na idade Antiga deram seu jeito de ficarem nos altares, são os diretos ancezstrais daqueles que hoje estão no topo, ou seja, tambem os bilionarios que governam os Fundos. Pois os Fundos Mutuos, de Pensões, etc. são os altares de hoje para onde a massa manda seu dinheiro.

Sentindo-se Mal na Sociedade, Querendo algo Nôvo, Diferente? Que tal isto?

quarta-feira, dezembro 5th, 2012

Interessante post no facebook e nossa sugestão:

Link: (click) Liberte-se do Sistema


‎”Nós bebemos muito, fumamos muito, gastamos sem consciência, rimos pouco, dirigimos muito rápido, ficamos muito brabos, ficamos acordados até tarde, acordamos muito cansados, lemos pouco e assistimos muita TV.
Aumentamos as nossas posses, mas diminuímos os nossos valores.
Falamos muito, pensamos pouco. Aprendemos à sobreviver bem, mas não à viver bem.
Adicionamos anos a vida, mas não vida aos anos.
– George Carlin (1937 – 2008)

A Cosmovisão da Matrix/DNA diz:

Vivo entre New York e selva amazônica, tremendo contraste, que me tem levado a interessantes pensamentos. Isto me levou à uma visão do mundo que nunca ninguem têve igual, que está num website, A Universal Matrix/DNA dos Sistemas Naturais e Ciclos Vitais. O que está acontecendo conosco é evidencia de que caímos nas engrenagens de uma máquina não-natural, não-boplógica, e porque? Fomos criados por uma biosfera caótica cujo caos é o resultado da entropia atacando o sistema astronomico ao qual a terra pertence. Este sistema é mecânico, descrito pela mecânica Newtoniana e suas particulas aqui tendem a reproduzi-lo, de maneira que a biosfera será uma máquina e nós, meras peças. O sistema social é mera projeção do sistema criador, que é fechado em si mesmo, como extrema expressão do egoísmo, do qual herdamos o selfish gene. Tudo nos conduz a um sistema tipo Admiravel Mundo Novo sob a rainha grande Mother, como são as sociedades de abelhas e formigas. Mas temos uma oportunidade de escapar deste destino e manter a mente livre para evoluir pelo Cosmos, porque o Universo é composto de hardware e software, e o software (alma universal) está tambem aqui disponivel como está o hardware astronomico. É preciso procurar ter consciencia das nossas origens, da nossa situação para planejar-mos um melhor destino. A Matrix/DNA nasceu na selva amazônica, fora do sistema, talvez seja essa alma universal tentando nos salvar.

Elaboração do Sistema Social Ideal para Seres Humanos Segundo Sugestão da Matrix/DNA

domingo, outubro 9th, 2011

Iniciamos mais esta linha de pesquisa inspirados numa matéria divulgada. A seguir temos inicialmente o registro dos dados para localizar a matéria na Internet, depois uma breve introdução da Matrix/DNA no tema e depois inicamos a cópia da matéria e inserção de nossa critica a cada tópico, visando assim imaginar um modêlo para apresentação do nosso trabalho.

O artigo saiu no website:
http://consensus.nova.cat/
Cujo proprietário é:
BARCELONACONSENSUS
Mais exatamente na página:
http://consensus.nova.cat/node/1465
Award on Innovation in Socio-Economic Models
Barcelona, May 3, 2011
Cuja página se abre para um PDF ( de 9 paginas):
http://consensus.nova.cat/sites/default/files/descarregables/Jordi%20Garcia%20[ENG].pdf
Sob o titulo:
FOR AN ALTERNATIVE SOCIOECONOMIC MODEL

O qual está sendo copiado e analizado abaixo após esta breve introdução da Matrix/DNA:

A cosmovisão da Matrix/DNA sugere um novo e especifico sentido/significado universal para a existência da espécie humana. Enquanto a própria cosmovisão está tendo os modelos de fenômenos naturais em que ela se assenta, testados para averiguar sua realidade, estamos nos adiantando e pesquisando as novidades que ela sugere. Uma delas se refere a que sua fórmula de sistema natural perfeito inspira-nos a elaborar um modelo de sistema social para seres humanos que seja um meio-têrmo entre o mais conveniente possivel ao homem real de hoje e o homem a se transcender para atender o sentido de existência orientado pela Natureza Universal.
Devido ao estado atual da nossa cosmovisão ser o estado teórico e não o cientificamente comprovado, não podemos nunca pensar em termos de elaborar o sistema social ideal para a Humanidade Global. Temos que respeitar e mesmo defender o direito dos seres humanos que não compartilham com nossa preferencia por esta cosmovisão de construirem, vivenciarem e defenderem o território de seus sistemas sociais, porque nós queremos que nossos direitos sejam tambem respeitados. Trata-se aqui de elaborar o modêlo de sistema social ideal a ser implantado dentro das fronteiras do nosso território, sempre aberto para receber novas aderências, establecer relações ou não entre com outros sistemas, assim como para fusões estratégicas e tentar atuar
pela libertação dos dominados insatisfeitos dentro dos outros sistemas.
Partiremos da nossa crença particular de que nenhum dos sistemas sociais engendrados pelos grupos humanos fornece o grau de satisfação pela existência da maioria dos humanos e possivel dada a soma de recursos naturais do planeta, ou seja, 50% + 1 individuo da população global. Isto significa que êstes sistemas sociais não foram construídos segundo a vontade da Humanidade. Temos então que buscar as fôrças ou elementos que têm dirigido a Humanidade na construção de um sistema social. Para combatê-los, haja visto que nossa meta é fazer com que a existência da Humanidade seja determinada pela vontade da Humanidade ( sempre mantendo a fórmula do 50%+1).
Cinco conjuntos até agora identificados de fôrças e objetos naturais têm influenciado a Humanidade na construção de seus sistemas sociais, e vamos ver, a seguir, como é util reunir estas cinco fôrças num unico quadro do qual se extrai um método de ação inicial em nossa meta:
1)As fôrças e objetos da ordem de organização da matéria do tipo mecanicista, elaboradas e provindas do Sistema Solar – e portanto da matéria terrestre – cujo sistema segundo nosso entendimento é descrito pela Mecânica Celeste Newtoniana. Estas fôrças criaram o fenômeno da “máquina” e seu derivado, o “mecanicismo”, em seus mais variados aspectos, e que são determinantes presenças envolvendo a existência humana;
2) As fôrças e objetos do estado de caos da Natureza que produziu e ainda regulamenta as leis da biosfera e tem forte influencia na genética dos seres vivos em contraposição ao estado de ordem do sistema Solar. O estado de caos se abre num leque de fatores determinantes da existência humana e dos sistemas sociais, como a tendencia à mutua competição, ao egoísmo pela sobrevivencia individual, etc., os quais retroalimentam o caos ambiental;
3) As fôrças e objetos do ainda teórico nível de organização da matéria semi-mecânico/semi-biológico provenientes das radiações entrópicas internas dos astros da Galáxia Via Láctea, conforme teorizado nos modêlos da Matrix/DNA. Esta fôrça entrópica seria a causa do estado de caos da sua criação, a biosfera terrestre, e seria o fator influenciador dominante na genética dos seres vivos, principalmente através do que denominanos “selfish gene”;
4) A força do emergente fenômeno humano denominado “mente” ou “consciência” a qual, indefinida ainda mas reconhecida como fôrça que atua e dirige matéria do mundo humano, ao menos ao nivel do corpo fisico humano, apesar de não ter existido até o momento como um bloco coletivo e global, tem influenciado a construção de sistemas a partir da origem de grupos etnocêntricos humanos.
5) As fôrças e objetos provindas de eventos ao Acaso, ainda indefinidas, que seriam resultantes de choques no espaço entre as fôrças deterministas acima, mas isto se for confirmado que acima dos tipos conhecidos de organização da matéria nào exista tipos de niveis superiores, os quais conteriam em si as causas destes eventos.
Ora, uma rápida observação do quadro nos conduz a concluir que as três primeiras fôrças podem serem vencidas e anuladas pela quarta fôrça, se no crescimento desta investirmos nossos esforços. A conveniência de ter esta quarta fôrça no pedestal das decisões é que ela nada mais é do que a própria Humanidade da qual estamos falando e para a qual estamos trrabalhando aqui. Trata-se de delegar a vontade que dirige o destino da existência da Humanidade à própria Humanidade, e essa é a nossa exigência suprema, contra quisquer argumentos de possíveis porta-vozes de alienigenas à Humanidade, como inteligencias extraterrestres, espirituais ou deuses. Terminou o prazo que tiveram para fazer algo suportável pelos 50%+1. A partir de agora, a Humanidade e exlusivamente ela, toma as rédeas de seu destino.
Quanto á quinta fôrça, apesar de ainda não-inteligivel porem existente como provam eventos de suas manifestações, a consciência global humana nada pode fazer por enquanto e terá que conviver com suas investidas em qualquer sistema social que venha a construir. O que nos indica que temos de nos concentrar nessa fôrça, registrar e detalhar seus efeitos, buscar incansavelmente suas origens, como se cerca estratégicamente um inimigo para derrota-lo. Não se esquecendo que alguns de seus efeitos tem sido benéficos no aprimoramente ou correção de defeitos nos sistemas sociais, o que nos induz a buscar suas fontes numa atitude amistosa crendo serem nossas aliadas.
Portanto, a primeira estratégia de ação extraída do quadro da situação real/atual será o esforço no sentido da mente global, um consciente coletivo como qualidade e essencia de um unico corpo coletivo denominado Humanidade. Não vejo outra alternativa inicial senão a existência de meios ou veículos para os diálogos entre as mentes individuais dirigidos para uma plataforma mental sedimentada ao menos nos 50%+1. Temos que identificar os benéficos, ou seja, os veículos existentes, como a Internet, a televisão, as publicações impressas, as teleconferencias, as reuniões em espaços abertos. E temos de identificar os maléficos, ou seja, as fôrças contrárias à existência de todos estes veículos, como as distancias geograficas, as religiões e ideologias fundamentalistas, as propriedades predatórias e egoístas detes veiculos, as regulamentações juridicas dominadas por grupos de interesses, etc. De posse dos meios adequados após o resolvimento entre benéficos/maléficos temos que transformar a dominancia atual dos micro-temas emanados das mentes individuais na dominancia dos macro-temas sociais sôbre estes dialogos internos ao consciente coletivo. Temos que ter a propriedade de veiculos benéficos e temos que atuar na militancia contra os veiculos maléficos.
( Introdução interrompida)

FOR AN ALTERNATIVE SOCIOECONOMIC MODEL

JORDI GARCIA JANÉ

ANALYSIS AND BACKGROUND
1. Crisis of civilisation
Our society is seriously ailing (doente). Although the predominant dialogue characterises the present crisis as a financial one, this dimension of the crisis is only the tip of the iceberg. The reality is that we have entered into a phase of a multidimensional planetary crisis (productive, ecological, energy, social, about values, paradigmatic, health, politics…) that we could classify as a crisis in the system and, even, of civilisation.

Matrix/DNA: Plenamente de acôrdo.

2. Ineffective system
Over two-hundred years have more than proven that capitalism is incapable of meeting
the basic needs of all people and conserving the biophysical conditions for the survival
of the human species on Earth. The predominant production, consumption and
distribution models are ecologically unsustainable and socially unjust. Not even the
small percentage of the world’s population who most benefits from it are happy.

Matrix/DNA: A palavra “capitalismo” é desaconselhavel e não será usada em nossa apresentação. Todos os “ismos” são criações da mente humana que desvirtua e prejudica o bom funcionamento da Razão e sua racionalização por isso serão evitados. Temos que nos apegar e limitar aos fatos nus e crus tais como existem, depurados das impregnações imaginarias dos humanos.
A citação nada menciona sôbre o fato que os sistemas sociais vigentes produziram um numero excessivo de seres humanos, no sentido de que os humanos existentes não terem préviamente confirmados os recursos para sustentarem a criação e sustentação dos seres que geraram. Um sistema social ideal tem que ter um conhecimento do planeta e seus recursos, mais um conhecimento da capacidade global de produção das máquinas+ humanos para estabelecer o numero da população ideal establecida nos nichos geográficos ideais para a existência humana, o espaço de território necessario e igual para cada um e elaborar as diretrizes de regulamentação.
(continuará)

Ideologia do Autor e Propostas de Mudanças no Sistema Social: Sem Relação com a Cosmovisão da Matriz/DNA

domingo, maio 29th, 2011

Penso que está quase tudo errado nos regimes e sistemas sociais que existiram ou sob os quais estamos existindo. Penso que a Humanidade tem a capacidade para construir o sistema social cujo modêlo está em minha mente, e se eu tivesse o poder para tal mudaria radicalmente tudo que aí está. Para ter êsse poder ou precisaria ser mágico ou que ao menos 51% dos seres humanos desejassem o mesmo modêlo. Esta a razão de eu incluir esta categoria aqui. Isto é como um sinal de fumaça na selva para ver se consigo contacto com mais alguém que porventura exista e veja o sinal e queira se comunicar.

Ninguém vai concordar com meu modêlo, ninguém vai entendê-lo, e vão taxá-lo de extremamente radical. Entendo que isto ocorra e deve-se a dois motivos.

O primeiro é, porque os letrados que podem ler isto tiveram uma experiência de vida mais privilegiada que eu e os que tiveram a mesma experiência não lêm porque não são letrados. De todos os menores abandonados que já ví, eu fui o unico que lia livros aos 10 anos e os livros que eram jogados fora quando encontrados nas mochilas ou carros roubadas dos universitários. Por isso minha mente teria que ser anormal e produzir um modêlo social incompreendido.

Eu nascí tudo errado. Para uma criança darwinista como eu fui feito por aquêles livros universitários, é proibido a mim me reproduzir. O que não presta deve ter a honra e o caráter para se descartar a si próprio sem permitir-se que seja uma fonte de disturbio no caminho da Evolução. Aprendí isto antes de ganhar os espermatozóides, por isso conseguí minha vitória e saio do mundo de cabeça erguida. Eu fui projetado e feito para ser escravo torturado a vida tôda,mas fiz minha guerra pela causa da minha liberdade e ganhei. Não abastecí o sistema com carne frêsca. E ganhei porque, ao menos no tocante a mim, viví mais tempo como homem livre que como escravo, porque eu passei fome e aguentei a discriminação  para ser trabalhador autonômo ao invés de empregado, e no dia que eu morrer termina a festa do Zeus Sádico, ( se existe algum Deus), que em orgia assiste do Olimpo o chôro e ranger de dentes entre os gladiadores naTerra,  e termina a festa dos humanos vampiros e venenosos que herdaram o instinto predador. Ganhei mais porque não aceitei a cosmovisão que tentaram me impor para ser escravo conformado e criei minha própria, onde não existem sofredores, onde reina o amor e com isso dei uma lição de moral em Deus. Acho que vou morrer como mendigo que sempre fui, na sarjeta, mas como sempre aconteceu até agora, o choro da dor que sai pela bôca é menos ruidoso que o riso que sai do conjunto dos meus pensamentos.

O segundo motivo é a influência da cosmovisão da Matriz/DNA no meu modêlo de sistema social ideal, uma cosmovisão que ninguém mais conhece. Segundo ela, veio para a Terra um só DNA, êle se reproduz em bilhões de cópias cada uma com uma minima particular diferença em relação a tôdas  as demais. A meta da Evolução em ter criado este processo é depurar a Matriz/ DNA que era o ápice da Evolução no Cosmos mas tinha o trágico defeito que a levou a se auto-construir como um falso paraíso perfeito na forma de sistema fechado em si mesmo, o que revela um carater extremamente egoísta. A Evolução produziu sua queda para niveis de condições anteriores ao surgimento dêsse carater e gerou o ambiente para que ele se re-erga das próprias cinzas, porem curado. O método para consertar um DNA errado é dividi-lo em suas bilhões de unidades de informação, cada qual contendo uma minima porcentagem do êrro total, e coloca-las a se relacionarem e se degladiarem, já que o egoísmo primeiro instala a competiçao, ao invés da solidariedade.  Será sentindo na própria pele os efeitos do êrro de seu carater que é expressado de uma forma especifica por cada uma de suas semelhantes, que o DNA que veio do Cosmos se prestará à autocura por si próprio e no final se reeguerá de volta para a majestade de onde veio. O sistema social que aí está, ao invés de ser um sistema própriamente dito, organizado segundo o padrão natural de sistemas, é o produto do caos gerado pelas partes em mutuo conflito. É a soma final dos nossos comportamentos individuais que produzem o sistema social, quando na aparência pensamos que somos as vitimas de um sistema determinado pela Natureza. Ora, quando descobrimos a causa de tudo e desmascaramos a Matriz no seu aspecto errado, percebemos que devemos mudar nossos comportamentos, não existe outra solução. A competição tem que ser eliminada e ceder lugar ao cooperativismo. Os comportamentos individuais cooperativistas vão gerar um novo sistema, inclusive mudar a face da superficie terrestre da maneira que ela se encontra construída por nossas gerações anteriores. Ao mesmo tempo, a desmistificação da condenação deterministica nos induz a rejeitar o sistema que aí está e a não nos relacionar com êle, para não ser-mos mais uma força que o agiganta e a qual se volta contra nós. O meu modêlo utópico é baseado no segundo estágio do ciclo evolutivo, onde o estado de caos, ao invés de crescer, começa a definhar cedendo espaço para o estado de ordem. Por isso acho que ninguem vai entender minhas criticas ao que acontece hoje, ao que as pessoas aprovam hoje, porque não possuem a ideologia que é produzida pela cosmovisão da Matriz/DNA.      

Na minha opinião, o jeito que os seres humanos se relacionam e estão organizados na sociedade, está tudo errado. E como foram seres humanos que fizeram essa sociedade e não os deuses nem as girafas ou macacos, depende da vontade dos humanos transforma-la, porque é possível instalar uma sociedade onde tudo esteja certo para todos ao mesmo tempo e em igual nível. Como tenho pensado nêste modêlo utópico a vida tôda, tenho todos os detalhes planejados e por isso tenho a certeza que o modêlo pode se tornar uma realidade.

Não tenho tempo para escrever um livro descrevendo a utopia, como Aldous Huxley fêz com “A Ilha” e “ O Admirável Mundo Novo”, ou como Herman Hesse fêz com ”O jogo das Contas de Vidro”, ou como Orwell fêz com ”1984”. A minha cidade-modêlo está desenhada na mente, mas não vou poder desenha-la no papel e muito menos no computador. Mas estou nêste mundo para uma missão, defender uma causa, que é a projeção no coletivo do que foi a minha luta individual, a causa de uma Humanidade livre e soberana porém, investindo algum sacrificio na busca da transcendencia de sua forma.

Menores abandonados normais tem uma visão de mundo imediatista quase animalesca. A visão de mundo da Matriz/DNA é muito superior a isso tudo. Eu transcendí a forma mental que herdei. A Humanidade também pode fazê-lo.

Se não posso deixar um livro, mas tenho que fazer algo pela causa, hoje com a Internet posso deixar a idéia e os detalhes que for possível escrever, por isso esta categoria é lançada aqui. os temas serãoincompletos esemordem, àmedida que algumevento os suscite, mas sempre com a esperança de que possa voltar a êles e desenvolvê-los melhor. Muito bom seria se mais alguém os lêsse e incluísse sua opinião, contra ou a favor, para enriquecê-lo ou corrigi-lo, pois o modêlo social perfeito para todos só poderá ser elaborado com a participação mental de todos. 

O se rhumano foi condenado a comer o pão com o suor do próprio rôsto? Não, existe a tecnologia que pode fazer tôdo o trabalho sujo e torturante, e se baseada na fórmula da Matriz/DNA tôda a produção de bens de primeira necessidade e tôda realização de serviços publicos pode ser automatizada. Uma das piores tragédias sôbre o ser humano é ser empurrado para dentro de uma fábrica durante um dia em que entra pela manhã e sai ao anoitecer sem ver o sol, e isso, dias após dias, anos após anos, para muitos, a vida tôda. Os vampiros parasitas e predadores humanos que apóiam à fôrça de armas êsse sistema sem nunca arregaçarem as mangas e fazerem com suas próprias mãos ao menos o que consomem, tem que serem desalojados da Humanidade, são inimigos da Humanidade. Isto parece impossível, mas com a facilidade proporcionada pela fórmula da Matriz/DNA a motivação e o número dêles será cada vez menor, o que torna a meta possível. Mas como formar homens e mulheres ociosos em ávidos estudiosos e buscadores de cada vez maior conhecimento sôbre a Natureza, ao mesmo tempo que cada um seja um soldado da Grande Causa Humana?   

Como seria um sistema social sem patrões e empregados, porem sem ser entorpecedor como o sistema comunista? Como seria um sistema social sem a divisão dos humanos em familias nucleares, porem que garantisse a liberdade, sobrevivencia e soberania de mulheres, homens, velhos, e crianças?

Crianças seriam mais felizes se pudessem viver livres numa espécie de jardim e parque infantil e no meio de crianças, ao invés do sistema atual em que muitas vêzes passam a maior parte da vida apenas com adultos e enfurnadas num cubiculo denominado ”lar”. Como seria o modêlo social que pudesse conter êsse habitat ideal para crianças ao mesmo tempo que as tornasse adultos educados adequadamente?

No meu modêlo utópico existem as sugestões de como fazer em cada caso. Pode ser que apontem falhas nas quais não pensei e então deve-se buscar por outros caminhos. Por ora, sempre que um evento tocar nêstes temas do modêlo, aqui virei com um registro apontando o que está errado… da perspectiva de minha ideologia, claro.