Archive for the ‘Evidências da Matrix/DNA’ Category

Você quer assistir a explosão do Big Bang no Universo aqui e agora? Aqui esta nano tecnologicamente reproduzida

quarta-feira, junho 19th, 2019

xxxxx

Cientistas descobriram que uma deslumbrante explosão tipo fogos de artifício de zinco ocorre quando o óvulo humano é fecundado pelo esperma. O tamanho dessas “faíscas” é uma medida direta da qualidade do óvulo e sua capacidade de desenvolver em um embrião, de acordo com as novas pesquisas da Northwestern Medicine.

Ha’ 30 anos atras registramos a Teoria da Matrix/DNA, calculando a evolução ao reverso, onde o momento das origens do Universo, pela chamada “explosão do Big Bang” foi re-interpretada `a luz dos meus modelos teóricos, como uma cena com o mesmo significado do momento da fecundação de um ovulo!

Mas eles descobriram isso apenas agora, em 2018!

O que interessa aqui é lembrar o que escrevi naquela época: ” O Universo não é magico, ele não cria novas informações do nada, portanto tudo o que ele criou dentro dele só pode ser com informações que ele recebeu nos instantes das suas origens. Assim como uma mulher não é magica, e todas as informações que ela passa a seus filhos foram as que o casal receberam nos seus nascimentos. Como o objetivo final da criação não era o Universo e sim uma especie de ovulo cósmico dentro do qual iria ser reproduzido/a a coisa ou ser desconhecido por nos, que existia antes, todos os sistemas naturais aqui criados o foram a imagem e semelhança do mesmo processo pelo qual o próprio Universo surgiu. Então… queres ver como o Universo surgiu, olhe para a sua embriogêneses, desde o momento da fecundação do ovulo. As primeiras formas de morula, blástula… foram as formas da nebulosa de átomos, da galaxia… Mas veja bem… A forma humana é uma forma apenas transitória, não é a ultima forma que nascera no dia do Big Birth. Como estamos notando que uma nova forma de sistema esta surgindo aqui e ele parece não material e é muito mais evoluído que a forma humana – a autoconsciência – esta deve ser a forma final. O baby de uma Auto-Consciência Cósmica, eis do que somos os genes e estamos construindo aqui…

E ai esta’… a realidade comprovando uma teoria bem calculada…

https://www.youtube.com/watch?v=b9tmOyrIlYM

Leia o artigo em português aqui:

https://gravidez.mamaeonline.com/descoberta-ira-aumentar-sucesso-em-fertilizacao/

Descoberta irá aumentar sucesso em fertilização

Leia o artigo em inglês aqui:

https://news.northwestern.edu/stories/2016/04/radiant-zinc-fireworks-reveal-quality-of-human-egg

Paper published in Scientific Reports on March 18,  titled “The Zinc Spark is an Inorganic Signature of Human Egg Activation.”

 

 

Luz: Parada como pano de fundo por todo o Universo, cada trecho gerando diferente ambiente

quarta-feira, maio 29th, 2019

xxxx

Devemos nossa atual compreensão desses mistérios ao gênio mais famoso que já existiu: Albert Einstein. Curiosamente, quando ele começou a desenovelar o significado de metros e segundos, réguas e relógios, sua ambição era (aparentemente) mais modesta. Einstein queria entender o comportamento da luz.

Àquela altura, na aurora do século 20, todo mundo estava mais ou menos satisfeito com a ideia de que a luz era uma onda, oscilando por um meio material chamado apenas de “éter luminífero”. Ninguém sabia o que ele era, mas toda onda precisa ter um meio para se propagar, certo? Como ter uma onda no mar sem água? Como ter uma onda acústica sem ar? Deveria haver algo que servisse como meio material para a luz.

( O que leva a dedução que o reprodutor natural antes do Big Bang emitiu um genoma que se situou numa area do mundo onde havia uma substancia para hospedar o genoma na forma de onda de luz. esta area do mundo se tornou este Universo.)

No fim do século 19, diversos experimentos tentaram detectar esse tal “éter”, medindo a variação da velocidade da luz através dele, mas tudo que conseguiram foi demonstrar que ela era sempre a mesma, pouco importando qualquer outro movimento. Na prática, era como se o éter não existisse.

Para além dos experimentos, as consagradas equações do eletromagnetismo formuladas por James Clerk Maxwell no século 19 pareciam sugerir que a velocidade da luz no vácuo era de fato sempre a mesma. Foram elas que instigaram Einstein, aos 16 anos, a pensar como seria apostar corrida com um raio de luz. E esse experimento mental o levaria, dez anos depois, à relatividade.
Para revolucionar a física, Einstein transformou o mistério em pressuposto: e se realmente a velocidade da luz no vácuo for sempre a mesma, independentemente de qualquer estado de movimento?

Dito assim, pode não parecer grande coisa, mas as conclusões são estonteantes. Quer ver? Imagine que você está num carro a 30 km/h e tem outro automóvel vindo na pista ao lado, na direção contrária, a outros 30 km/h. Você terá a impressão de que ele passará por você a 60 km/h. As velocidades se somam.

Agora, imagine que, em vez de um carro, quem está vindo na direção contrária é um raio de luz. Para não nos torturar com as contas, vamos imaginar que a velocidade dele fosse de apenas 100 km/h. O senso comum diria que você o verá se aproximar a 130 km/h (a sua velocidade somada à dele). Mas não. A velocidade que você medirá dele será de 100 km/h. E, se houver alguém parado à beira da estrada, ele também medirá 100 km/h. As velocidades não se somam.

Como é possível? Eis a chocante realidade: se a velocidade da luz é constante e igual para todos os observadores, o que deve variar são os quilômetros e as horas. O espaço e o tempo têm de ser relativos.

Em essência, em 1905, Einstein reescreveu Shakespeare. Já dizia Shakespeare, “o mundo todo é um palco”. Ok, mas que palco é esse? Pode existir uma pergunta mais fundamental do que, afinal de contas, o que são o espaço e o tempo? Não é o mundo todo que é um palco; em vez disso, cada observador tem seu próprio palco! E a única coisa que unifica todos os palcos é a constância da velocidade da luz, o que traz conclusões assustadoras e encantadoras. Exemplo: se fosse possível atingir a velocidade da luz, o tempo pararia por completo para você.

(E’ como se o genoma no tamanho do Universo esteja parado, e desde que da onda sem as particulas radicais livres, o mundo material vai se formando sobre ele)

Certo. Mas como não percebemos isso no dia a dia? Bem, a questão é que a velocidade da luz não é 100 km/h. É de estonteantes 300 mil km/s, um número tão grande, comparado às velocidades do cotidiano, que podemos “arredondar” esses pequenos efeitos sobre o espaço e o tempo para zero em condições normais.

Nova descoberta cientifica sugere que mutações no DNA não são tanto devido ao acaso como acreditam. Mais um ponto a favor da minha teoria que havia previsto isso.

sexta-feira, maio 10th, 2019

xxxxx

Veja abaixo como esta descoberta afeta a Matrix/DNA Theory:

Mutating DNA caught on film

https://www.sciencemag.org/news/2018/03/mutating-dna-caught-film?utm_source=sciencemagazine&utm_medium=facebook-text&utm_campaign=mutatingdna-18432

Ver video em:

https://www.youtube.com/watch?v=Vi38IqxkW68

O parágrafo do artigo que mais nos interessa esta aqui:

” These changes occur at about the same rate over time—as opposed to in bursts—and only about 1% are deadly, the researchers report today in Science. Moreover, all bacteria in a given strain seem to have about the same mutation rate—about one mutation per 600 hours in normal bacteria, and about 200 mutations per 600 hours in bacteria engineered to mutate at a faster rate—they note”

Estamos cansados de ver os teóricos da teoria acadêmica dizerem que as mutações no DNA são obras do acaso. Seriam devido a erros no momento da replicação ou transcrição. Sim, porque se as mutações não forem por acaso isto implica que exista algum prévio desenho, o qual seria imediatamente comemorado pelas teorias religiosas do Intelligent Designer, e seria contrario a atual visão de mundo acadêmica. Por nosso lado, notamos que muitos dos resultados ( mais de 2.000 deles) destas mutações conduzem o organismo a ser copia mais fiel da formula universal para os sistemas naturais, a qual veio do nosso ancestral astronômico. Isto nos levou a deduzir que um processo tendente a reproduzir o ancestral sistema astronômico na forma biológica e aqui na Terra estaria sendo a causa de muitas mutações. Quer dizer, mutações ocorrem, algumas por acaso, outras pre-desenhadas ou forçadas pelo processo reprodutivo cosmológico. As mutações ao acaso, a priori seriam prejudiciais, pois acidentes ao acaso destroem, não constroem situações mais complexas que as anteriormente existentes – isso é o que deduzimos depois de ver todos os acidentes vistos e conhecidos. Porem, pode acontecer que uma mutação ao acaso seja justamente igual a mutação que estava previamente suposta a ocorrer pelo processo de reprodução cosmológico. Nesse caso a mutação ao acaso torna o organismo mais adaptável ao meio ambiente e por isso ela se mantem, mas também porque ela foi selecionada naturalmente. Ela apenas evitou um trabalho da Natureza. não se trata de prévio desenho devido a algum fator sobrenatural e sim devido a um fator puramente natural.

Quando descobrimos que existe uma razão matemática na relação entre o numero de mutações e o tempo, somos conduzidos a pensar que existe algo mais ai’ do que o acaso. Esta informação favorece a previsão da Teoria Matrix/DNA e se torna mais um conflito interno para a teoria acadêmica, conflito este que não foi lembrado no artigo.

E quando a descoberta revela que apenas 1% das mutações são destrutivas, mortais, reforça mais ainda nossa teoria. Isto sugere que são poucas as mutações por acaso. Mais um ponto para nossa teoria.

Um comentario postado no Youtube chama atencao para mais um importante detalhe:

” … My intuition in studying biology so far is also that more stressful conditions should lead to more mutations. Why does it not? Could it be the recurrence rate of mutations is a regulated by the cell itself? Is stress as we think of it not a factor because the cell self-regulates DNA repair? This is a very interesting finding.

Sim, considerando-se o que este estudante tem aprendido na escola, o stress deveria provocar mais mutações ao acaso. E a descoberta sugere o contrario. Isto nos leva a supor que exista um mecanismo desconhecido regulando as mutações, talvez de maneira que o stress produza muitas mutações as quais não são expressadas por que um mecanismo regulador desconhecido as eliminam antes. O mecanismo regulador, segundo a teoria da Matrix/DNA existe, ele advêm do processo cosmológico de reprodução, e como a teoria sugeriu antes, a formula da Matrix/DNA esta tanto dentro do organismo, no próprio DNA e na sua anatomia, como esta fora do organismo, modelando o meio-ambiente, o qual indica que alem do mecanismo de auto-reparação da própria célula, existe também o mesmo mecanismo no contexto epigenético. Atacando por dois fronts ao mesmo tempo, não admira que a eliminação das mutações no stress ocorram tão rápido antes que elas se expressem.

Descoberta mais uma evidencia para a Matrix/DNA: Protons e Neutrons com seus seis quarks apresentam a mesma imagem e configuacao do DNA, portanto, os seis QUARKS foram a formula universal e nossos ancestrais!

quarta-feira, dezembro 5th, 2018

xxxx

Quarks criados pelo ciclo vital

Quarks criados pelo ciclo vital By Incnis MrsiOwn work, CC BY-SA 3.0, Link

 

O pouco que sabemos dos quarks ja e suficiente para apontar varias evidencias de que eles estao dentro do tronco da arvore da evolucao universal, ou seja, eles participaram e participam da única linhagem evolucionaria universal do sistema natural universal. Se isto estiver correto, os quarks ja eram uma das formas iniciais do sistema universal, uma forma que esta para o DNA como a forma de morula esta para um adulto humano. O DNA e uma auto projeção evolucionaria dos quarks, como uma morula e uma auto projeção evolucionaria para um corpo humano adulto.

Indícios como evidencias:

1 ) Os seis tipos de quarks se apresentam em seis diferentes pesos de massa. E teoria acadêmica com pouca possibilidade de visualização sugere que quarks tem formatos de pontos, todos eles. Entao se variam os tamanhos seria muito dificil detectar. Mas a varia a massa interna. Na figura abaixo foi calculado a massa do mais leve quark como sendo uma bolinha. A partir dessa bolinha-unidade foram calculando os outros pesos dos outros quarks e representando-os como se fossem diferentes tamanhos da bola. Portanto, e por enquanto, o que sabe-se que muda nos quarks e a forma ou densidade interna da massa e não o tamanho.

A Matrix/DNA nota que a formula universal para sistemas sempre tem seis partes principais, as quais se apresentam sem seis pesos, tamanhos, formas, etc., diferentes. Isto, segundo a formula descobriu, e porque o sistema universal e’ montado pelo ciclo vital, o qual produz a variação das formas de um corpo. E isso nos leva a suspeitar e arrolar como evidencia que o os quarks formam um sistema, são partes de um sistema, e possuem o principio vital do sistema universal.

2) Os seis quarks se dividem em termos de forssa, deduzidas das suas interações em tres quarks fracos (d,s,b) e tres fortes (u,c,t) como podemos ver na segunda figura abaixo. O proton e constituído apenas de tres quarks, u + u + d, como podemos ver na figura 3.  Enquanto isso, o neutron, que esta a seu lado e forma com ele um par dentro do nucleo dos atomos, tambem e’ formado por tres quarks, u+d+d, como podemos ver na figura 4. Ora, o que existe na Natureza em que existe um par lateral e cada um tem tres elementos ? A formula da Matrix/DNA, a unidade fundamental de informacao do DNA que e constituída por dois nucleotides laterais e suas bases, etc. Poderíamos desenhar o proton no lado esquerdo da tela e o neutron no lado direito,  de forma que seus quarks fossem expostos externamente, e obteríamos exatamente a mesma imagem do DNA, com seus dois açúcares laterais expondo suas bases externamente. não posso fazer o desenho aqui agora mas vou descrever:

A grande molécula de “açúcar” em um nucleotídeo liga-se a duas bases que na soma tem tres moléculas menores, sendo que uma base tem so uma molécula e a outra tem duas moléculas. Proton e neutron são a mesma configuracao. vamos imaginar que proton se tornou no futuro o açúcar na haste esquerda e neutron o açúcar na haste direita.  O proton liga-se a uma base com dois quarks que seria a guanina no futuro, e outra base com apenas um quark, que seria a citosina no futuro; ao seu lado o neutron tambem tem uma base com dois quarks que seria a timina no futuro, e mais uma base com um so quark que seria adenina no futuro. As divisões em bases púricas e pirimidinas ( se me lembro bem estes nomes) seria a divisao entre tres os tres quarks u e os tres quarks d que formam o par. Eu arrolo tudo isto como forte evidencias de que os seis quarks são partes de uma forma do sistema natural que foi antepassado do DNA, que o DNA foi construída da maneira que e obedecendo as particulas que o compoem e o modelo que elas determinaram trazidas geneticamente da evolucao cosmologica, e que o sistema quark e tão nosso parente e ancestral como o são as bactérias e os repteis.

3) Enquanto os tres primeiros quarks são comuns na natureza formando todos os hadrons como os protons, os tres ultimos quarks, da terceira geracao, não são comuns, so surgem formados em colisões de alta energia, como nas radiações cósmicas e artificialmente, nos aceleradores de particulas terrestres. E os quarks da ultima geracao tem vida muito mais curta que os quarks da primeira, porque da mesma forma que são rapidamente formados com elevada energia, imediatamente decaem por radiação para a forma dos tres primeiros quarks. Ora isto significa que os tres ultimos representam a degeneração pela entropia. E isto nos lembra imediatamente a formula da Matrix/DNA: de F2 a F4 o fluxo de energia e crescente, o corpo e jovem e estável; de F5 a F7 tem inicio a entropia, o corpo e envelhece e decai. Mais uma evidencia de que quarks são uma forma da formula universal.

4) Porem, no DNA tem as pontes de hidrogênio conectando as moléculas. Onde estao as pontes conectando os quarks inclusive dos de um casal de proton e neutron, entre si? Hummm… vamos pedir socorro a adorável Wikipedia:

” Forces between quarks are mediated by gluons.”

Ai estao os correspondentes antigos dos hidrogênios. Mais uma evidencia de que o conjunto proton + neutron, com seus quarks dentro do nucleo atômico, são ‘a imagem e semelhança do DNA. E não poderia ser de outra forma. Uma única linhagem evolucionaria, um unico tipo de processo genetico hereditário, determina que tataraneto de peixe, peixinho sera.

Mais informacoes uteis:

There are six types, known as flavors, of quarks: up (u), down (d), strange (s), charm (c), bottom (b), and top (t). Up and down quarks have the lowest masses of all quarks. The heavier quarks rapidly change into up and down quarks through a process of particle decay: the transformation from a higher mass state to a lower mass state. Because of this, up and down quarks are generally stable and the most common in the universe, whereas strange, charm, bottom, and top quarks can only be produced in high energy collisions (such as those involving cosmic rays and in particle accelerators).

Figura 2:  The strengths of the weak interactions between the six quarks.

Three balls "u", "c", and "t" noted "up-type quarks" stand above three balls "d", "s", "b" noted "down-type quark". The "u", "c", and "t" balls are vertically aligned with the "d", "s", and b" balls respectively. Colored lines connect the "up-type" and "down-type" quarks, with the darkness of the color indicating the strength of the weak interaction between the two; The lines "d" to "u", "c" to "s", and "t" to "b" are dark; The lines "c" to "d" and "s" to "u" are grayish; and the lines "b" to "u", "b" to "c", "t" to "d", and "t" to "s" are almost white.

By Original work: [1]Modified by:TimothyRias – Derivative work, from public down work uploaded to en.wikipedia. original, Public Domain, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=7415772

Figura 3 = Proton

Three colored balls (symbolizing quarks) connected pairwise by springs (symbolizing gluons), all inside a gray circle (symbolizing a proton). The colors of the balls are red, green, and blue, to parallel each quark's color charge. The red and blue balls are labeled "u" (for "up" quark) and the green one is labeled "d" (for "down" quark).

A proton is composed of two up quarks, one down quark, and the gluons that mediate the forces “binding” them together. The color assignment of individual quarks is arbitrary, but all three colors must be present.
Figura 4 – Neutron
Quark structure neutron.svg

The quark content of the neutron. The color assignment of individual quarks is arbitrary, but all three colors must be present. Forces between quarks are mediated by

Transformação evolucionaria do Átomo em DNA

quarta-feira, novembro 21st, 2018

xxxx

Acho que me pintou mais uma magistral descoberta… 

No átomo:

Um próton é constituído por dois up quark e um down quark

um nêutron é constituído por dois down quarks e um up quark

ok….

No DNA:

Um sugar matricial esquerdo é ligado com uma base com duas moléculas (dois up?) e mais outra base com uma só molécula (um down) totalizando três moléculas de bases;

… ele se conecta com um sugar matricial da direita que é também constituído por duas bases com três moléculas ( duas down e uma up?)

… desenhando isso teremos:

Evolutionary transformation from Atom to DNA

Evolutionary transformation from Atom to DNA

Evolutionary transformation from Atom to DNA

TUDO BATE !!!

Agora deu uma tremenda balançada em toda a teoria geral da Matrix/DNA…

Vou ter que repensar a Historia da Evolução Universal e acrescentar isso.

Ate agora estava claro como a formula veio de um sistema astronômico para se tornar DNA. Porem, agora, também é revelado que a mesma formula veio do átomo para se tornar DNA.

Espere ai… a mesma formula esta nas três arquiteturas. Pela logica, a evolução veio do átomo para a galaxia e desta para o DNA. Então seria obvio que o DNA fosse `a imagem e semelhança do átomo, mesmo que haja uma forma intermediaria entre os dois, pois e` a mesma linhagem evolutiva.

Mas vou ter que repensar tudo. Onde estão as semelhanças e diferenças entre o átomo e a formula como sistema astronômico fechado? Como foi essa evolução?

Quais são as novas implicações agora com isso no conhecimento do DNA, de seus componentes e conexões e funcionalidade como sistema?

E a Luz? Ela surgiu primeiro e primeiro formou o átomo, e dele passou para as outras duas. Como foi isso?

Observar e comparar as duas figuras lado a lado ( a do átomo com DNA) e a do espectro eletromagnético, tentando identificar qual quark e qual base corresponde a qual frequência da luz.

Depois por estas duas figuras mais ao lado a figura da formula no estado astronômico e refletir. Afinal em apenas três símbolos tenho a Historia do Universo.

xxxx

Postado no facebook em 11/21/18:

My God! Mais uma sensacional descoberta: O nosso DNA tem a mesma configuração atômica que o átomo tem como configuração de partículas!
Mas como e` que nunca ninguém viu isso?!!! Se esta tao obvio, na cara? Ah… sei… e` consequência de acreditarem que a Evolução Cosmológica esta separada da Evolução Biológica…
E` o mesmo caso da humanidade ter passado 40.000 anos sem ver que existe a evolução das especies porque acreditava que os animais são separados dos humanos. não adianta estar na cara para todo mundo ver, que os animais tem dois olhos, os humanos também; os animais tem duas orelhas, os humanos também; os animais tem pichulico e perereca, os humanos também!
– ” Não tem nada a ver… uma coisa com outra. Animais são animais e humanos são humanos. Animais e humanos foram criados diferentes desde o começo por Deus…”
Infelizmente não podemos rir disso. Pois como já estou cansado de mostrar evidencias, formulas, figuras, cálculos, que os átomos e as galaxias são tao nossos ancestrais como o são as bactérias e os macacos… os humanos, inclusive o reino do saber nas universidades e academias de Ciências, teimam em nem quererem pensar nisso, pois eles tem certeza absoluta que nada tem a ver… Por isso acreditam no acaso magico capaz de criar com uma sopa de ingredientes não orgânicos essa extraordinária engenharia em código que e` o DNA e depois os humanos. Pois se não viemos da evolução universal, tem-se que imaginar algo de onde viemos para satisfazer por ora nosso cerebrozinho, certo? E por isso, por esse desconhecimento, doenças milenares continuam com causas e mecanismos desconhecidos, torturando e matando milhões, bilhões, de humanos. Eu sozinho nada posso fazer, a não ser passar raiva…

O beneficio das provas para a construcao de teorias

quinta-feira, novembro 1st, 2018

xxxx

A Matrix/DNA Theory foi construída obedecendo a fidelidade ‘a Natureza sob o rigor de apenas dar o passo seguinte se a conclusão anterior estava fundamentada em parâmetro real, natural, comprovadamente conhecido.

E Russell foi brilhante nesta intuição ( clique na imagem):

Quando a MatrixDNA Theory foi construida am cima de parametros reais

Por exemplo: a neurologia não provou que o cerebro é o criador unico e direto da consciencia. A antropologia não explicou e não provou ainda a transformação do macaco em homem com consciencia. Mas estas teorias são aceitas no meio acadêmico como verdades irrefutáveis.

Creio ser indiscutível – perante as evidencias – que o corpo humano tenha vindo do corpo do macaco. Mas não vejo processos naturais capazes de transformar um cerebro irracional em consciente. Nao vejo claro como um macaco da selva viria aprender a escrever, ler, construir computadores.

Talvez exista uma realidade paralela natural fazendo a funcao de software ao lado da realidade natural que faz a funcao de hardware. E que no cerebro humano o software pela primeira vez se expresse, assim como no individual a consciencia apenas se expressa aos 8 meses de idade. Uma consciencia que veio de fora do individuo, dos pais, e destes ninguem sabe de onde.

Assim, o corpo humano veio do macaco – é sensato dizer. Mas que o humano veio do macaco é temeroso dizer, pois o humano não é apenas corpo e sim, mais a consciencia. Nao existem provas cientificas para esta afirmação, e quando alguem a profere, é um ato de fé.

Por esta fé ser responsável pela manutenção e extensão do instinto predador na psique humana, e por este instinto ser o responsável pela inibição imposta aos de instinto de presa ‘a sua evolucao mental, ela é um dos grandes males da humanidade.

Galaxia com gas da periferia colapsando para o nucleo, evidencia para os modelos da Matrix/DNA

domingo, setembro 30th, 2018

xxxx

https://en.wikipedia.org/wiki/Cyclic_group#/media/File:Hubble2005-01-barred-spiral-galaxy-NGC1300.jpg

Hubble2005-01-barred-spiral-galaxy-NGC1300.jpg

Barred spiral galaxy NGC 1300 photographed by Hubble telescope. In the core of the larger spiral structure of NGC 1300, the nucleus shows its own extraordinary and distinct “grand-design” spiral structure that is about 3,300 light-years (1 kiloparsec) long. Only galaxies with large-scale bars appear to have these grand-design inner disks — a spiral within a spiral. Models suggest that the gas in a bar can be funneled inwards, and then spiral into the center through the grand-design disk, where it can potentially fuel a central black hole. NGC 1300 is not known to have an active nucleus, however, indicating either that there is no black hole, or that it is not accreting matter. The image was constructed from exposures taken in September 2004 by the Advanced Camera for Surveys onboard Hubble in four filters. Starlight and dust are seen in blue, visible, and infrared light. Bright star clusters are highlighted in red by their associated emission from glowing hydrogen gas. Due to the galaxy’s large size, two adjacent pointings of the telescope were necessary to cover the extent of the spiral arms. The galaxy lies roughly 69 million light-years away (21 megaparsecs) in the direction of the constellation Eridanus.

xxxx

Pelos modelos teóricos da Matrix/DNA, os building blocks dos sistemas astronomicos, quando atingem a ultima metade da vida, tem sua periferia colapsando internamente na direcao do centro, ou nucleo. Como esta constatado nesta galáxia. Resta saber se:

  • as propriedades do building block se projetam como propriedades das galaxias. Provavelmente sim, haja visto que num caso similar, as propriedades da celula original se auto-projetam como propriedades do organismo.
  • Se esta galáxia e’ de primeira ou segunda geracao. Na segunda geracao o processo de formacao e’ diferente da primeira, assim como todas as celulas posteriores tiveram formacao por um processo diferente da celula original.
  • Se tem uma espiral dentro da outra pode ser uma extensão evolucionaria do aspecto também sugerido pelo modelos da formacao de particulas nas origens do Universo em que as particulas surgem como turbilhoes em dois grupos – um girando a direita e outro a esquerda – e com sua propagação se tornam dois vortices, um crescendo a partir de um ponto e o outro decrescendo a partir da aureola externa para se tornar um ponto. Assim, talvez esta galáxia seja resultado ou da fusão de duas galaxias ou ela esta sedimentando os dois tempos de formacao num so tempo.

Os turbilhoes na superfície de Júpiter: Previsão correta e mais uma evidencia para a Matrix/DNA Theory

domingo, setembro 2nd, 2018

xxxxx

Intricate swirls in Jupiter's volatile northern hemisphere are captured in this image from NASA's Juno spacecraft. Bursts of scattered bright-white 'pop-up' clouds appear with some visibly casting shadows on the neighboring cloud layers beneath them.

Aqui estamos realmente assistindo a formação de um pulsar e posteriormente, de uma supernova… segundo meus modelos teóricos compondo a Matrix/DNA Theory. De dentro para fora cresce um germe de estrela, comendo o que resta de nutrientes nas camadas externas através das reações nucleares e a pressão gerada produz gigantescos vulcões com estes turbilhoes na superfície. Quanto mais os nutrientes pesados são processados, maior e mais leve Júpiter fica, e esta leveza o livra da força magnética do núcleo solar ate que ele um dia saia do sistema e vá brilhar como mais uma estrela. Os acadêmicos se riem e acham estranho que eu use metáforas do mundo vivo para descrever fenômenos astronômicos porque eles são misticos duvidando que a Vida foi criada por e dentro de sistemas astronômicos que seriam – segundo eles – não-vivos e por isso precisam de assombrações como o Acaso Magico para explicar origens espontâneas de astros e da vida, o que e’ um absurdo. O tempo com mais informações, sera o juiz de quem esta certo ou errado.

 

Network Humana na Detecção de Sistemas Naturais pela Formula da Matrix/DNA

segunda-feira, agosto 27th, 2018

xxxx

Ideia:

Assim como existe o movimento na Astronomia formado por voluntários amadores do mundo todo ajudando a levantar e analisar dados do Universo obtidos pelos telescópios, precisamos de um movimento formado por voluntários de todos os países na busca de evidencias e análises da presença na natureza da formula Matrix/DNA. Onde existe qualquer objeto, qualquer fenômeno e evento natural, deve ser catalogado, mapeado em suas redondezas, detectadas suas interações, etc. A partir destes dados tenta-se identificar o sistema a que pertence o objeto, como o sistema esta’ atuando sobre o objeto. Que influencias o objeto esta recebendo de sistemas vizinhos, etc. Seria como esta’ tentando a neurologia, identificar e separar cada grupo de neurônios que se conectam pelas sinapses em cada pensamento, para entender o cérebro e a mente, corrigir suas imperfeiçoes, curar doenças mentais, etc. Nos nunca vamos eliminar as causas das doenças mortais, dos vírus mortais, ou controlar e bloquear o surgimento das catástrofes naturais, enquanto não fizer-mos este exaustivo trabalho.

Fica como projeto futuro. Em inglês chamam este tipo de iniciativa como “crowdsourcing, online citizen science”, como o movimento no link:

https://www.zooniverse.org/projects/zookeeper/galaxy-zoo/talk/1269/613791?page=1&scrollToLastComment=true

Veja como a Natureza criou o fenômeno da produção de óvulos – Embriogêneses

domingo, agosto 26th, 2018

xxxx

O Ovulo do Mês e o Germe estelar do Seculo

O Ovulo do Mês e o Germe estelar do Seculo –

Imagem: Jacqeus Donnez, “Observação laparoscópica da ovulação humana espontânea”, Fertility and Sterility 2008

Você está testemunhando a ovulação de um óvulo humano real, capturado no ponto de ruptura folicular. Cerca de 20% das mulheres que ovulam podem sentir a ovulação, uma sensação conhecida como “Mittelschmerz”, que em alemão significa “dor do meio” em tradução livre.
O termo refere-se a uma dor abdominal ou na região pélvica inferior, que ocorre no meio do ciclo menstrual. Algumas mulheres são tão sensíveis que conseguem até mesmo identificar qual dos dois ovários forneceu o óvulo naquele mês.
No entanto a Mittelschmerz é totalmente diferente das cólicas menstruais. Além de se tratar de uma resposta benigna do corpo, geralmente não dura mais do que algumas horas.
Mas aqui fica um alerta: a dor abdominal e pélvica pode significar muitas outras coisas. Por isso, mulheres, caso sintam qualquer desconforto na região, procure um médico.

Porem, para filósofos e pesquisadores que apreciam o conhecimento mais profundo sobre este Mundo, vejamos porque existe este fenômeno natural…

Observação da Matrix/DNA:

Ok. Mas como e de onde a matéria estéril, burra, de um planeta que era turbulento e nada tinha de vida na sua superfície, tirou a ideia para chegar a esta magnifica cena, a este curioso fenômeno natural de extraordinária engenharia?

Resposta:

A Natureza Universal não pode criar novas informações por magica, tudo o que Ela produz é feito com informações que Ela recebeu no instante inicial deste Universo, informações na forma de partículas fótons da onda de luz original. Assim como hoje tudo o que é feito num embrião humano sendo gestado depende de informações existentes no momento da fecundação do ovulo. Essa onda contem em si, ou melhor, ela é, a formula para criar  um sistema universal que iria se desenvolver pelo processo do ciclo vital, portanto, o sistema iria mudar de forma muitas vezes, cada vez mais complexas. Como o corpo humano depois da fecundação começa a mudar de forma – desde a morula, a blastula, o feto… até o adulto, o idoso… um fenômeno produzido pelo processo do ciclo vital. Assim foi formada a forma do sistema atômico, do galáctico, da célula vegetal, animal, etc., tudo numa mesma e unica linhagem evolutiva universal. Então…

Nós podemos ver na formula para sistemas naturais quando ela tinha formado os building blocks das galaxias, este mesmo mecanismo, praticamente esta mesma imagem, quando um germe de um novo astro é liberado do vórtice turbilhonar ( o equivalente astronomico ao folicular humano). Infelizmente o desenho explicitando isto foi feito em rudes condições na selva amazônica, mas creio ser suficiente para se notar a semelhança (clique na imagem para amplia-la):

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos – Matrix/DNA Theory

Vemos o vórtice turbilhonar que se forma numa nebulosa de poeira e gases estelar, e como, apos receber massa degradada e as informações mais energias dos cometas que fazem a função de espermatozoides, liberando as esferas amarelas, que correspondem aos óvulos no nível biológico, as quais vão ser os germes nos núcleos dos novos astros. E para clarificar mais, vejamos a formula universal para sistemas naturais no aspecto de um diagrama de software. O folículo representa a Função 1 e o óvulo a Função 2:

The Universal Formula of MatrixDNA as Software/Closed System

The Universal Formula of MatrixDNA as Software/Closed System

E meu comentário postado no Facebook em 26/08/18:

Veja como a Natureza criou o fenômeno da produção de óvulos – Embriogêneses

Eu nunca vi com meus olhos a imagem de um ovulo nascendo e sendo liberado como nesta imagem, mas vi esta mesma imagem com a mente que estuda, faz os cálculos certos e desenha as imagens mentais. Porem as imagens que vi se referiam as origens da Vida quando da sopa primordial emerge a primeira célula viva, e se referiam ao ambiente celeste nas origens dos astros… Mais uma evidencia e sugestão de que estou no caminho mais certo que o mundo acadêmico nas universidades… Infelizmente, eu preferiria ser o errado e eles o certo, pois seria mais fácil mudar uma cabeça do que assim, com milhões de cabeças duras que estão mentalmente bloqueadas e não querem mudar, evoluir… E por isso 90% da Humanidade continua em péssimas condições de existência e parece que a sua totalidade esta indo numa direcao muito errada…