Archive for the ‘A Grande Causa da Humanidade’ Category

Origem e Evolução da Razão e Moral Social

segunda-feira, junho 19th, 2017

xxxx

Inspirado no artigo:

Why Facts Don’t Change Our Minds

Porque os Fatos não mudam nossas Crenças

http://www.newyorker.com/magazine/2017/02/27/why-facts-dont-change-our-minds

( A principio e sem ler o artigo, parece-me que defendem aqui a teoria de que a razão teria sido originada quando os humanos passaram a formar as sociedades tribais, para que os indivíduos conseguissem auto-cooperação. pela teoria da Matrix/DNA, “razão” e’ o atual estagio evolucionário do que na formula da Matrix significa a identidade do sistema buscando equilíbrio interno e depois, nos sistemas biológicos, expandindo do equilíbrio interno para a busca do equilíbrio externo. Falta a disciplina acadêmica de Psicologia buscar as raízes da psicologia na evolução dos nossos ancestrais desde a evolução cosmológica. Mas vamos estudar o artigo, o paper que gerou o artigo, e depois concluímos…

Copiado para traduzir:

The vaunted human capacity for reason may have more to do with winning arguments than with thinking straight.

A alardeada capacidade humana de possuir a Razão pode ter mais a ver com ganhar nos argumentos que pensar o certo.

In 1975, researchers at Stanford invited a group of undergraduates to take part in a study about suicide. They were presented with pairs of suicide notes. In each pair, one note had been composed by a random individual, the other by a person who had subsequently taken his own life. The students were then asked to distinguish between the genuine notes and the fake ones.

‎Em 1975, os pesquisadores de Stanford convidaram um grupo de estudantes para participar de um estudo sobre o suicídio. A eles foram apresentadas pares de notas de suicídio. Em cada par, uma nota tinha sido composta por um indivíduo aleatório, o outro por uma pessoa que posteriormente tinha tirado sua própria vida. Aos alunos foi pedido então que distinguissem entre as notas genuínas e as falsas.

Some students discovered that they had a genius for the task. Out of twenty-five pairs of notes, they correctly identified the real one twenty-four times. Others discovered that they were hopeless. They identified the real note in only ten instances.

‎Alguns estudantes descobriram que tinham um gênio para a tarefa. De vinte e cinco pares de notas, identificaram corretamente a real 24 vezes. Outros descobriram que não tinham esta capacidade. Eles identificaram a nota real em apenas dez instâncias.

As is often the case with psychological studies, the whole setup was a put-on. Though half the notes were indeed genuine—they’d been obtained from the Los Angeles County coroner’s office—the scores were fictitious. The students who’d been told they were almost always right were, on average, no more discerning than those who had been told they were mostly wrong.

Como é frequentemente o caso com estudos psicológicos, toda a configuração foi uma colocação. Embora a metade das notas fosse realmente genuína – eles foram obtidos no escritório do forense do condado de Los Angeles – as pontuações eram fictícias. Os estudantes que tinham sido informados de que quase sempre estavam certos eram, em média, mais discernentes do que aqueles que tinham sido informados de que eles estavam na maior parte errados.

In the second phase of the study, the deception was revealed. The students were told that the real point of the experiment was to gauge their responses to thinking they were right or wrong. (This, it turned out, was also a deception.) Finally, the students were asked to estimate how many suicide notes they had actually categorized correctly, and how many they thought an average student would get right.

Na segunda fase do estudo, o engano foi revelado. Os alunos foram informados de que o ponto real do experimento era avaliar suas respostas ao pensar que estavam certos ou errados. (Isso, se descobriu depois, foi um engano). Por fim, os alunos foram convidados a estimar quantos números de suicídio categorizaram corretamente, e quantos pensavam que um aluno comum conseguiria o correto.

 

Como e porque os Humanos inventaram o fantasma ” Deus Magico e Perfeito”

sexta-feira, junho 16th, 2017

xxxx

O Deus desse nosso Universo perceptivel nao e’ um “ser perfeito”, e “magico todo-poderoso”, como o definem os crentes apelando ao argumento ontologico (explicado abaixo). O gerador ( e nao criador, pois a palavra criacao nao cabe aqui) deste Universo perceptivel e’ um ser extra-universal, com uma auto-conciencia madura, enquanto a nossa e’ ainda embrionaria. Porem ele e’ totalmente natural, um Sistema auto-consciente natural, que gera universos e vida pelo processo natural genetico, assim como nos geramos ovos e neles os nossos filhos. Deus gera universos para se reproduzir, como nos nos reproduzimos. Sem magicas e sem total poder sobre suas geracoes, como os pais nao tem poder total sobre o que fazem os genes que constroem seus filhos.

Bem, isso ‘e o que estao sugerindo os modelos teoricos da Matrix/DNSA Theory. E isso entra em conflito com a crenca deista supernatural. Entao devo procurer explicar onde esta o erro nos adversaries.

Acontece que – representando a vida na Terra – somos herdeiros diretos desta galaxia que nos cerca, ela foi nossa ancestral e hoje o fossil desse ancestral. E quando estavamos na forma deste nosso ancestral cometemos um erro imperdoavel para as leis naturais. Decidimos ser Sistema fechado em si mesmo. Fizemos de nosso corpo a maquina mais perfeita possivel de existir, um complet0 eden paradisiaco, e nele nos fechamos cortando relacoes com todo o resto do mundo, esperando viver assim em gozo por toda eternidade. Interrompemos nossa evolucao. E nos demos o nome de “Via Lactea”.

Mas galaxias nao sao as maiores estruturas do mundo. Acima delas tem os universos, que, inclusive, as contem. E o Universo possui um recurso contra esta rebeliao, chamada de “Lei de Clausius” a qual provoca a degeneracao e morte de tudo que entrar por este caminho errado. esta lei esta descrita no Segundo principio da termodinamica e seu processso e’ medido pela entropia.

Com isso, nos, na pele do nosso ancestral, caimos, fragmentados em milhares, bilhoes, como sistemas abertos a evolucao, tendo que recomecar tudo de novo. Mas enquanto ainda estamos nessa fase inicial, somos mais reproduzidos como filhos da galaxia que filhos do deus extra-universal e com isso herdamos e ainda mantemos a tendencia aquele erro colossal, de ser perfeito na forma de eden paradiasiaco mecanizado. Devido a esta tendencia oculta, claro, ao imaginar-mos um deus, o imaginamos 1`a imagem do nosso sonho supremos, ou seja, a de um ser perfeito, unico, todo-poderoso, etc.

Deus nao e’ assim ( e apenas isso explica estes 50% de pessimo desenho desta natureza, da existencia de caos, carnificina, torturas, etc.). Deus e’ um ser superior a nos como os pais sao superiors ao feto do filho que a mae traz na barriga, mas nao e’ magico capaz de fazer aparecer um aviao do nada.

Argumento ontológico ( Wikipedia)

Um argumento ontológico é qualquer argumento que defende a existência de Deus através da ideia de que Ele é obrigatoriamente um ser perfeito e, portanto, deve existir. Os critérios para a classificação de argumentos ontológicos não são exatos e amplamente aceitos, mas eles geralmente partem da definição de Deus e chegam à conclusão de que a sua existência é necessária e certa. Esse tipo de argumento é unicamente um raciocínio a priori e faz pouca ou nenhuma referência a posteriori, de cunho empírico.

Acredita-se que o primeiro argumento ontológico foi proposto pelo teólogo Anselmo de Cantuária. Anselmo definiu Deus como sendo a maior coisa que a mente humana pode conceber e defendeu que, se o maior ser possível existe na imaginação, ele também deve existir na realidade. Ele colocou em seu argumento que uma das características de tal ser, o maior e melhor que se pode imaginar, é a existência. No século XVII, o filósofo René Descartes propôs argumento similar. Descartes publicou diversas variações de seu argumento, cada uma centrada na ideia de que a existência de Deus é imediatamente deduzida de uma ideia “clara e nítida” de um ser supremo e perfeito. No início do século XVIII, o matemático Gottfried Leibniz retoma as ideias de Descartes para tentar provar que uma “supremacia perfeita” é um conceito coerente. ( cont. a ler)

Alan Sokal e o descarrilamento da Ciencia do seculo XX

sexta-feira, junho 16th, 2017

xxxx

https://universoracionalista.org/alan-sokal-o-pior-inimigo-da-ciencia-nao-e-deus-sao-os-politicos-e-a-propaganda/

Alan Sokal: “O pior inimigo da Ciência não é Deus; são os políticos e a propaganda”

Sokal demonstra arrogancia quando afirma porque acredita que as Ciencias Humanas seja o metodo correto na busca do conhecimento. Entao ele diz: ” As ciências usam as observações, os experimentos e a reflexão racional sobre dados empíricos, métodos que os seres humanos devem usar para chegar a um conhecimento confiável.”

Ocorre que a Ciencia Humana nunca agiu assim. Ela sempre foi antromorfizada e dirigida por ideologias e interesses monetarios e poder. Por exemplo, existem algumas experiencias e observacoes que servem como fatos empiricos confiaveis para induzirem a reflexao racional a concluir que existe evolucao biologica, ao contrario da crenca de que algum deus magico teria criado as especies prontas. Por outro lado outros tantos fatos conduzem a reflexao racional a concluir que houve ou ainda exista a evolucao cosmologica ( desde as particulas para atomos para galaxias).

Pois bem: se houve evolucaoo desde o ano zero (Big Bang) ate’ a completa formacao dos sistemas astronomicos `a 10 bilhoes de anos atras, e a seguir houve a evolucao biologica nos ultimos 3,5 bilhoes de anos, o que deve a reflexao raxional concluir? Que existe uma evolucao unica iuniversal. Claro.
No entanto, e nunca vou entender o porque, separaram as duas evolucoes de maneira que o ultimo topo da evolucao cosmologica nao pode ser o ancestral direto do primeiro ser biologico. Quebraram a evolucao universal em dois blocos sem nenhuma conexao entre si, e no vazio do meio, deu no que deu, criaram uma mistica, tal como fizeram as religioes. A mistica do Deus Acaso magico Absoluto. Capaz de criar humanos e auto-consciencia a partir de uma material insossa, disforme, estupida, de um pequeno planeta perdido na imensidao cosmica.

Claro que a reflexao racional saiu voandop pela janela  nesse caso. Entao inventaram um acaso construtor da extraordinaria engenharia que vemos perante nossos olhos aqui, e continuaram baseando-se nessa mistica para inventor a forca basilar da evolucao que sempre comecaria por uma mutacao ao acaso.
bastou-me manter a reflexao racional para descobrir que o modelo teoorico astronomico esta errado e por isso a busca pelo processo da origem da vida esta’ emperrada no item ” condicoes iniciais”. Nos ultimos dias alegam que ainda nao chegaram la’ somente porque ainda nao descobriram qual era o estado do mundo quando a vida apareceu, ou seja, as tais condicoes iniciais. Com os meus modelos astronomicos ( claro, tambem teoricos) a concepcao do mundo tomou outro rumo, as duas evolucoes tornaram-se uma unica e as premissas para a evolucao biologica foram encontradas no ultimo topo da evolucao cosmologica. inclusive encontramos o elo evolucionario entre uma galaxia e um primeiro ser vivo, ou seja, um sistema celular completo e functional.

Entao vem a pior consequencia deste comportamento ideologico insano que tanto esta prejudicando a maioria dos humanos que pode nos levar a total extincao. A visao de mundo errada e’ financiada e apenas experiencias ditadas por essa visao sao feitas. As doencas milenares continuam sem solucao e matando, 90% da populacao mundial continua sendo escravizada no trabalho rotineiro absurdo e as conquistas da Ciencia nao os alcanca, em nada esta’ melhorando suas vidas. A minha visao de mundo denominada Matrx/DNA Theory esta sugerindo calhamacos de novas experiencias cientificas sobre estas areas que mais torturam a humanidade, porem, nao existem vontade nem financiamentos para tais experiencias. Com isso, a Ciencia retroalimenta uma ideologia saindo fora daquela sua meta designada pelos pais fundadores do Iluminismo. Sokal nunca sequer pensou nisso que estou dizendo, por isso ele vem a publico afirmando com conviccao algo que os resultados sendo observados contrariam plenamente.

TRAPPIST-1: Onde esta a maior chance da primeira descoberta de Vida fora da Terra. Panspermia?

sábado, junho 10th, 2017

xxxx

http://www.trappist.one/#

https://www.eso.org/public/unitedkingdom/images/eso1706o/

A size comparison of the planets of the TRAPPIST-1 system, lined up in order of increasing distance from their host star. The planetary surfaces are portrayed with an artist’s impression of their potential surface features, including water, ice, and atmospheres.

A size comparison of the planets of the TRAPPIST-1 system, lined up in order of increasing distance from their host star. The planetary surfaces are portrayed with an artist’s impression of their potential surface features, including water, ice, and atmospheres.

Enhanced interplanetary panspermia in the TRAPPIST-1 system

https://arxiv.org/pdf/1703.00878.pdf

We present a simple model for estimating the probability of interplanetary panspermia in the recently discovered system of seven planets orbiting the ultracool dwarf star TRAPPIST-1, and find that panspermia is potentially orders of magnitude more likely to occur in the TRAPPIST-1 system compared to the Earth-to-Mars case.

Nos apresentamos um simples modelo para estimar a probabilidade de panspermia interplanetaria no recente descoberto Sistema de sete planetas orbitando a ultrafria estrela ana TRAPPIST-1, e achamos que panspermia e’ potencialmente de grande magnitude para parecer mais possivel ocorrer em TRAPPIST-1 comparado com o caso de Terra-para-Marte.

As a consequence, we argue that the probability of abiogenesis is enhanced on the TRAPPIST-1 planets compared to the Solar system. By adopting models from theoretical ecology, we show that the number of species transferred and the number of life-bearing planets is also likely to be higher, because of the increased rates of immigration.

( continuar traducao)

 

Debate no NYT sobre beneficios/maleficios da Inteligencia Artificial

quarta-feira, maio 31st, 2017

xxxx

December 5, 2016

Is Artificial Intelligence Taking Over Our Lives?

https://www.nytimes.com/roomfordebate/2016/12/05/is-artificial-intelligence-taking-over-our-lives

E meu comentario postado no debate ( na pagina do primeiro artigo: As Robots Replace Old Jobs, New Jobs Should Be Invented )

Louis Charles Morelli

New York, NY

Will the biological brain imposes its rules upon the electro mechanic brain or will be the opposite? Let’s see it:

1) At fifty years ago there was a biological brain that decided to build its copy with hard matter in a mechanistic fashion;

2) The mechanic brain was developed till getting its own mechanistic sensors, like cameras mimicking vision, etc. But there was a novelty here: the mechanistic brains’ sensors can see where human sensors can not, like the microscopic and astronomic levels;

3 Then, the biological brain ( still imposing his software with its rules) sent these sensors into micro devices exploring the world of atoms, molecules, and spatial devices exploring the space;

4) These sensors came back with new informations that the biological brain never knew about. Based on these informations, the biological brain rewrote the software, remodeling the hardware and sent back the brains’ robots to the micro and macro world. This process is being repeated till today.

But,… mechanistic sensors are racists, they selects some data and rejects another kind of data, which would not be selected by biological sensors. Without humans perceiving it, the mechanistic brain was changing inside the biological brain, the living vision of the world by the mechanistic vision of the world. Life and the universe’s theories describes it as machines. What do you think?

Porque e’ sua obrigacao ocupar-se e participar do debate sobre o aquecimento global

segunda-feira, maio 29th, 2017

xxxx

Na imagem acima vemos onde termina a macica área de gelo e começa a área de gelo esparso, no oceano do Polo Norte. Cientistas dizem que neste ano o gelo esparso começou dois meses antes do normal, e acreditam que isso se deve a elevação de temperatura do planeta. E isso pode causar uma tragedia humana ( leia artigo no link:

http://www.livescience.com/59291-early-collapse-of-arctic-ice-bridge.html?utm_source=notification

Como existem pessoas poderosas e políticos que dizem que existem cientistas que podem provar o contrario e que não devemos nos preocupar, acho que o certo seria ficar-mos em cima do muro esperando mais informações, dados científicos. Porem eu particularmente não vou ficar sem gritar e tentar participar do debate porque a minha visão do mundo sugere um fenômeno que indica que estes indivíduos poderosos e seus políticos não apenas podem estarem errados, mas são obrigados a errar neste assunto. Antes de prosseguir vou tentar descrever um quadro ocorrendo nas selvas da Africa.

Antílopes, elefantes, zebras e um sem numero de especies animais que se classificam como presas de predadores comem a relva verde no vale durante quase 24 horas por dia, trabalhando, transformando vegetais em suculenta carne. Acima do vale, nas colinas, dormem e descansam os tigres, leões. Quando estes sentem fome descem da colina para fazerem sua colheita do produto do trabalho das presas, a suculenta carne.

Uma das poucas atividades dos predadores na colina, ou quando rondando em volta do pasto das presas, é vigiar seu território, contra outros grandes predadores vizinhos ou contra médios predadores, como lobos, chacais, etc. Querem certificar que o sistema que eles impõem em seu território esteja funcionando em ordem, como os aristocratas das nações vigiam por si mesmos ou através de predadores médios confiáveis e contratados para ajudar na vigilância, se as leis da Constituição que eles fizeram quando seus ancestrais ocuparam um território, estão sendo obedecidas e o pais esta’ dentro da especie de ordem estabelecida por eles.

Os grandes predadores aceitam o mundo assim, como o encontraram, e como o mundo assim apenas os beneficiam, jamais iriam supor que o mundo poderia mudar para pior. Assim os aristocratas humanos acreditam que esta divisão entre muito ricos e muito pobres é o único mundo normal possível, e que assim foi criado por algum Deus deles, que lhes da’ a força e a sorte que lhes propiciam seus privilégios.

No caso da biosfera terrestre mudar por algum motivo alheio a ela, como aumento de temperatura, queda de meteoritos, etc., os grandes predadores são os primeiros a serem exterminados, pois nunca iriam se preparar para mudanças ou aceitar mudar seus vícios de acomodação. Por isso todos os grandes predadores de antigamente ou foram extintos ou estão sem futuro evolucionário, em vias de extinção, enquanto dos animais menores, mesmo das presas, alguns podem sobreviver e dar inicio a nova população terrestre.

Pois bem. os humanos vieram destas raízes animais. Mais exatamente, vieram de um ancestral não humano que era uma especie de 3 em 1, ou seja, era grande predador carnívoro, médio predador, e como presa, vegetariano também. Estes 3 instintos estão na genética humana e não são expressados na fase embrionaria, apenas um deles vai se manifestar como dominante dos outros dois dependendo das condições do berço materiais do berço em que nascem e da educação que vão receber da cultura da família em que nascem.

A genética vai aplicar este instinto dominante quando configurar as conexões neuroniais e expressar o seu tipo de psique. E’ possível ate mesmo que numa área da psique exista espaço para se anatomizar psiquicamente ou os grandes caninos do grande predador, ou os médios caninos dos médios predadores, ou a baba chorosa das presas. E uma vez expressado e materializado um dos três, por exemplo, os grandes caninos, o individuo vai ter a mentalidade igual dos leões na colina, com posse e conservação de território, total vampirismo sobre as suas presas que lhe pertencem, e se acreditar em Deus, se crera’ o escolhido para manter a ordem entre as suas presas-pagas acessíveis pelos demônios.

Então obviamente todos filhos de aristocratas vão ter uma psique modelada com grandes caninos e apenas sobrevivem se tiverem escravos. Na mentalidade deles o mundo foi feito assim para continuar assim por isso são radicalmente conservadores. Deus esta no alto vigiando para protege-los e a seu território, eternamente.

O que acontece quando alguém diz a um aristocrata que o seu sistema imposto a seu território esta alterando o clima, a geografia, e isto vai levar a mudança e até destruição do seu mundo? Ora isso é impossível, o mundo vem assim a bilhões de anos e Deus esta’ vigiando, para que sua estrela da sorte esteja sempre a brilhar. Quem vem dizer tal asneira tem que ser comunista querendo enganar com alguma conspiração ou plano oculto, mesmo que seja apenas uma maneira dele ganhar dinheiro.

Então, quando o assunto é aquecimento global, a opinião dos indivíduos poderosos em dinheiro e seus políticos e funcionários, não me interessa, ignoro-a totalmente e quando falam desligo ou mudo de canal. No entanto, posso manter a suspeita de que a denuncia de que esta’ havendo aquecimento global pela ação humana seja uma expressão intrínseca aos médios predadores que podem, ate mesmo inconscientemente, estarem conspirando para darem o golpe e assumirem o território, ou então, meramente, ganharem maiores fatias da carne suculenta. Então quando alguém da classe media alta ou seus políticos falam que o aquecimento e’ causado pelo homem, ouço um pouco mas não me deixo convencer cem por cento. Vou ouvir atentamente os cientistas que estão de fato botando suas mãos nas pesquisas, ainda com a ressalva de que também dentro os cientistas existem as três divisões entre instintos.

Quanto aos nascidos em berços pobres e doutrinados pela cultura feita pelos predadores para ser aceita pelas presas, qual sua reação perante a noticia de que estaria havendo aquecimento global e o culpado é o homem? Ora, como sempre, esta noticia entraria por um ouvido e sairia pelo outro, pois não sabem erguer a cabeça e desviarem mesmo por alguns instantes, os olhos da grama. Como sempre são inertes para tudo. E nisto concordamos com o conceito que deles fazem os grandes e médios predadores, porem o que difere e’ a nossa atitude em relacao a eles. os predadores querem conservar as presas assim, enquanto nos queremos motivar as presas a mudarem pois precisamos delas para o processo da nossa reprodução cósmica.

Resta então saber sobre aqueles que como eu, julgam que transcenderam o animal em si e já não mais funcionam movidos por algum dos 3 instintos. São os que querem um sistema sem território único mas sim dividido em partes iguais, que não aceitam passivamente serem empregados e nem querem ser patroes, sonham que todos sejam seus sócios. Como estes devem ser comportarem perante a questão? Ora, a nossa fraqueza devido nosso ínfimo numero não nos permite tomar parte nas decisões sociais. Então apenas nos resta estar atentos para criticar veementemente os argumentos quando aristocratas falam, ficarem atentos investigando os motivos quando a classe media fala, e ficar cutucando com energia as presas para que acordem e prestem atenção na questão, para que numa eventualidade sejam uma força na direcao da resposta correta. Então, tens que participar, ao menos estarás de consciência limpa se seus herdeiros chorarem o fracasso da humanidade nesta questão.

Eu me baseio na minha cosmovisão, resumida na teoria Geral da Matrix/DNA. E seus modelos astronômicos sugerem que todos os planetas como a Terra inevitavelmente tendem a se aquecerem cada vez mais ate deixarem de serem planetas, transformando-se em pulsares. No núcleo da Terra existe um germe de estrela rodeado das camadas geológicas que fazem função de placenta contendo os nutrientes do germe, então a massa liquida incandescente e sob fusão nuclear vem comendo o planeta de dentro para fora, e quando mais perto da superfície do planeta estiver esta massa incandescente, mais elevada sera’ sua temperatura. Isto pode ser freado um pouco porque ao mesmo tempo que o planeta vai sendo comido sua massa de rochas vai perdendo peso e portanto o planeta vai escapando da gravidade solar e se afastando co calor da estrela. mas no final o calor que vem do interior prevalece. Então o aquecimento tem que existir naturalmente. Porem, ele pode ser acelerado pela ação do homem? E’ possível… ou não… mas isto não interfere muito na noção de que este sistema humano esta’ todo errado, o comportamento humano não esta’ sendo natural, ou seja, não esta em sintonia com os desígnios da natureza, e tem que mudar.

Porque A Mecanica Celeste Parece Ser Desenhada por uma Inteligencia e a Matrix/DNA Explica que Nao

sexta-feira, maio 26th, 2017

xxxx

Até o que eu considero o maior gênio existido nesta Terra até hoje, Sir Isaac Newton, deixou uma nota de rodapé dizendo que a incrível maravilha da mecânica celeste não pode ter outra causa senão uma inteligencia divina.

De fato, basta apenas se lembrar que neste momento a Terra é uma esfera ( que seja oval) movendo-se numa imensidão de espaço vazio, sem ter uma trilha, uma estrada, e todo o espaço aberto `a sua frente, quando ela pode ir em todas as direções, mas não, ela vai exatamente numa só e precisa direcao, fazendo uma curva, como ela sempre fez por bilhões de anos! Bastaria ela errar agora para a esquerda ou direita talvez apenas um quilometro e isto daqui alguns meses seria um erro de milhões de quilômetros, e toda a vida desapareceria de sua superfície!

Mas tem uma outra situação exatamente igual tao estonteante, aqui na frente de nossos olhos. Me refiro ao esqueleto humano. Não sei fazer isso mas tenho certeza que uma descrição por um anatomista de cada detalhe do esqueleto e como ele realiza seus movimentos nos deixariam embasbacados. O joelho só pode fazer movimentos para a frente ou para traz, o que produz nossos passos, mas se não tivéssemos um jeito de mudar os lados seria um grande problema ao caminhar. Só seriamos capazes de ir em linha reta e quando chegássemos numa esquina necessitando ir a direita ou esquerda, se fossemos fazer um giro de 9o graus, teríamos que parar, esperar outras pessoas que nos levantasse do chão, virasse nosso corpo… Para isso o esqueleto possui os quadris onde as pernas podem ir para os lados e a planta do pé que pode girar em si mesma.

Image result for esqueleto humano

Vamos então fazer como Newton e a maioria dos humanos que concluem decididamente que o esqueleto humano foi inteligentemente desenhado? Sabemos que não. Apesar do esqueleto ser ósseo e assim diferir do resto de carne mole do corpo, foi a carne mole que criou e gerou o esqueleto, modelando-o para ele se adaptar a ela, prestar o melhor tipo de serviço que ela precisa. O esqueleto pode ser formado de cálcio, minerais, mas quem o criou, quem o modelou, foi a vida. Pelas leis da evolução biológica.

Agora vamos voltar `a mecânica celeste. Aqui nesta cosmovisão da Matrix/DNA estamos descobrindo que galaxias e átomos são na sua estrutura, mecânicos e eletromagnéticos, porem possuem uma cobertura de fenômenos biológicos. Todas as propriedades existentes no corpo do mais evoluído dos seres vivos – os humanos, estão sendo descobertas existirem num sistema galáctico que existia bilhões de anos antes da vida surgir por aqui. E mais: quando nossos modelos chegam e param nas fronteiras do Universo, no primeiro minuto do tempo e no menor ponto do espaço, e usamos o que aprendemos ser o Universo aqui para projetar tudo isso para alem destas fronteiras e tentar calcular o que existe alem… nos deparamos com os fenômenos vitais. Talvez o Universo tenha uma cobertura biológica também. E pela logica tem que ter. Por não acreditarem num Deus criador das coisas aqui e por desconhecerem a biologia no universo e’ que os ateus acreditam que o mundo e a vida surgiram por mero acaso. Ora, teria que ser um Acaso Inteligente Magico!

Essa cobertura biológica pode ter feito o que as substancias liquidas e moles dos corpos vivos, principalmente das primeiras células originais, fizeram: desenvolveram sistemas estelares e galácticos como o esqueleto do universo.

Pois as Ciências Físicas – e mesmo sua linguagem logica, a Matemática – apenas lida com o aspecto mecânico das coisas dentro do Universo, por isso a cosmologia entrou como sua área de estudos. A Física e a Matemática praticamente nada tem a fazer para explicar o sistema sexual, o figado, o pâncreas. Ela trata do esqueleto e para ai. Por isso ela ainda não conseguiu uma boa teoria das origens e formação do universo, das galaxias, das estrelas… ela ignora a vida que esta’ na causa destas coisas.

Continuo dizendo: os modelos teóricos da Matrix/DNA apontam com veemência para fora do Universo dizendo que la’ existe uma super-consciência. mesmo que ela arremate dizendo que esta super-consciência nada faz de magico, que é um sistema e natural. E assim como mamãe girafa fez o esqueleto e a carne mole do seu baby girafinha sem usar um pingo de inteligencia, assim a consciência alem do Cosmos desenvolveu as galaxias como processo natural para sua reprodução.

Afinal qual inteligencia iria fazer galaxias com centenas de milhões de estrelas, bilhões de planetas, trilhões de seres vivos, e a seu lado faria um buraco negro para a qualquer momento engolir tudo isso?…

Ok,… a Matrix/DNA esta’ apontando fortemente também que não existem buracos negros tal como teorizados pela Física, que nada engole galaxias, mas isso apenas demonstra como o desconhecimento pode nos iludir sobre as causas e até nos tornar cegos a ponto de não verem a maravilha da mecânica do esqueleto ósseo quando pensam na maravilha do esqueleto cósmico.

O Segredo mais Importante do Mundo Oculto Dentro de Uma Onda de Luz

terça-feira, maio 23rd, 2017

xxxx

Limits of Light – The Secrets of Nature

https://www.youtube.com/watch?v=jnGTCaiZqOE

Anotacoes sobre o video:

  • Leonardo da Vinci foi o primeiro a notar que vemos objetos devido a luz, nao que esta nos nossos olhos, mas que e’ refletida por objetos;
  • pensava-se que havia luses de diferentes cores, ou seja, que havia uma luz especifica para cada cor. Newton dirigiu as diferentes cores geradas no prisma para outro prisma e refletiu apenas a luz branca, entao ele descobriu que existe apenas uma luz, a branca, e as cores estao dentro dessa luz branca;
  • Mas ate’ Newton pensava-se que era visto apenas 5 cores. Newton tinha alguma intuicao oculta e nao ficou satisfeito com o numero 5. Ele preferia o 7 paraa corresponder as sete notas musicais. Observando mais o reflex do prisma ele percebeu que na fronteira entre duas cores, ou a mistura entre duas cores, haviam bandas menores com cores proprias, como entre o vermelho e o amarelo apareceu uma pequena faixa, na cor laranja. Entao ele achou outra mistura ( talvez o violeta) e assim conseguiu o numero 7. E se satisfez com isso ao lembrar que no arco-iris se ve mais nitidamente 7 cores, e a sequencia das cores do arco-iris e’ a mesma sequencia das cores reveladas pelo prisma.
  • O olho humano tem apenas 3 sensores para cores: o vermelho, azul e verde. Entao como percebemos as centenas de outras cores? O nosso cerebro combina, mistura estas 3 cores, como faz a maquina fotografica e assim obtem as demais cores;
  • Interessante: o que nos e’ mais util e verdadeiro nao aparece aos nossos olhos, e o que ‘e mais inutil, nao tem serventia, aparece aos nossos olhos e modela nosso comportamento. Quando a luz atinge as moleculas chamadas pigmentos, ela alcanca os eletrons dos atomos que absorvem uma parte da luz, como se ela desaparecesse aos nossos olhos. Outra parte da luz e’ rejeitada pelos eletrons e devolvida ao meio externo, refeletida pelos objetos nas cores que vemos. isto vai bater com a teoria da Matrix/DNA quando sugere que as particulas de luz – fotons – vindas do Sol, do nucleo terrestre, e outros astros por radiacao cosmica, possuem informacoes registradas neles, ou melhor, sao modelados para atuarem como informacoes minimas especificas, por isso chamei-os de fotons bits-informacao. Vindo dos astros estes fotons tem informacoes da galaxia na qual esta a formula da Matrix/DNA para sistemas naturais. Quando entram dentro de eletrons, sentem os eletrons a volta e do exterior, procurando seus conhecidos mais proximos, que eram seus parentes ou vizinhos quando formavam os astros e a galaxia, assim como um imigrante chines quando chega a qui e nao fala outro idioma forcosamente vai procurer outros chineses para se realcionar e assim formam Chinattown tentando imitar a cultura e ambiente da China. Estes fotons tentam recompor e imitar o Sistema galactico. O fato dos eletrons aceitarem uns poucos fotons e rejeitarem a maioria pode significar que ou os rejeitados vem outras fonttes que nao sejam os astros ou sao informacoes repetidas das que ja estao dentro da vila que ele forma. Entao possivelmente nao sao os eletrons que rejeitam e sim os fotons que ja estao la dentro. Procuram e precisam de seus vizinhos na mesma sequencia que estavam na formula da galaxia para reconstruirem o Sistema por isso os fotons criam uma network, uma especie de sinapses entre emitidos desde os eletrons. Claro, ai deve entrar tambem as leis descobertas pela Fisica como balanco de energia, etc.
  • Mas a grande licao que sobra do paragrafo anterior e’ que nos damos valor as coisas erradas, e com estas coisas erradas nos guiamos nossas atitudes, construimos nosso mundo. O grande segredo, que esta na forma de aura formada pelos fotons, dentro do nosso corpo, o que contem as verdadeiras leis do universe, fica aos nossos olhos, invisiveis. Reforcando outra sugestao da matrix/DNA tratada num artigo anterior sobre um video sobre quantica, de que nao e’o mundo quantico que e’ confuse e irracional, pois ele e’ a verdadeira realidade, errado e estranho ao universe sao as leis captadas e vividas pelos seres humanos, e isto devido ao grande pecado cometido pelo nosso ancestral, a galaxia.

Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory

 

O mais importante segredo da luz – que pode transformar o nosso entendimento da existencia da vida e do universo – e que esta’ claramente visivel no espectro, inacreditavelmente nao foi ainda percebido pelos cientistas. A variada sequencia da intensidade e comprimento da onda imita exatamente a variada sequencia da intensidade de energia e formas fisicas de um corpo humano. Pense num corpo humano desde a fecundacao e pense numa fonte de luz natural emitindo luz a comecar pelo raios gama. Observe como os dois se desenvolvem, lado a lado. A primeira faixa da sequencia de luz e’ a da maior vibracao, com maior energia, assim como a fase de maior energia do corpo humano e’ a infantil. Depois a onda de luz vai diminuindo de intensidade ate se desfazer em suas particulas, fotons. Assim como o corpo humano apos o nascimento vai diminuendo a intensidade de energia ate se desfazer em em suas particulas, po’. Dividindo-se o ciclo vital humano por sete como a onda de luz esta dividida em sete faixas principais, temos (mas vamos lembrar tambem os sete tipos de astros conhecidos, as sete organelas da celula e as sete funcoes sistemicas universais (Fs) e as sete moleculas do RNA/DNA:

  • F1 = fonte de luz = ovulo= black hole(cromosoma X) = nucleo cellular/DNA = acucar esquerdo
  • F2 = raio gamma = baby = lua = centriolos = timina
  • F3 = Raio-X = crianca = planeta = ribossomo = guanina
  • F4 = Ultravioleta =  jovem (cromossoma Y) = pulsar = mitochondria = citozina
  • F5 =  Visivel = adulto = cometa = RNAm,t, = uracila
  • F6 =  Infra-vermelho = anciao = supernova = cloroplasto = alanina
  • F7 = Radio = cadaver = estrela de neutron = lisossomo = acucar haste direita

Temos ai 4 formas de sistemas naturais mais a onda de luz e a funcao sistemica de cada orgao/parte dos sistemas. E porque estao classificados nesta sequencia e agrupados desta maneira? Por causa da ordem sequencial evolutiva de surgimento de cada parte dos 4 sistemas e mais cada faixa da onda de luz. E porque cada parte destas de um Sistema executa a mesma funcao sistemica que nos outros sistemas.

O que isto significa? Milhares de novidades que nunca haviamos descoberto as quais muddam totalmente nossa interpretacao das existencias do mundo e da nossa vida. Resumindo: O que esta evoluindo nao e’ o Universo e sim um unico sistema natural dentro dele; este sistema surge quando a natureza aplica o processo do ciclo vital ( ou principio vital) sobre um corpo inicial, transformando-o em sete formas diferenciadas, e depois conecta estas formas na mesma sequencia da onda de luz; o proprio Sistema evoluiu sob o processo do ciclo vital, aperesentando as formas de atomo, Sistema estelar, Sistema galatico, Sistema biologico, Sistema-consciencia… sendo a primeira forma deste Sistema surgida com o Big Bang, a onda de luz original; todas estas formas do Sistema universal possuem uma unica formula usada pela natureza, a qual denominamos Matrix/DNA, porque o Sistema biologico possue esta formula na forma de DNA; a onda de luz natural primordial se expande pelo processo do ciclo vital, o qual se resume na formula da matrix/DNA, portanto a luz trouxe para o universe o codigo da Vida. Que neste Universo esta ocorrendo um processo de reproducao genetica do sistema desconhecido que o gerou.

Apenas estas coisas estao ainda escondidas numa onda de luz, que as Ciencias Humanas ainda nao perceberam.

Os Fotons Escuros Luminosos: E a Dadiva do Poder do Mais Elevado Conhecimento

sexta-feira, maio 12th, 2017

xxxxx

A posição humana em relação `a busca do conhecimento sera’ melhor entendida se imaginar-mo-nos agora situados no centro da Terra. O conhecimento nos espera nos quatro quadrantes a partir do centro: a sudeste e sudoeste, a noroeste e nordeste. Para o sul vamos  cada vez mais descendo no microscópico e para o norte vamos subindo no macrocosmos.

No momento que pensei nesta analogia, descobri algo muito curioso: o cérebro humano esta’ construído exatamente nesta configuração dos quadrantes, como se fosse previamente desenhado para conquistar e armazenar todo o conhecimento universal.

Senao, vejamos: se nos situar-mos no centro do cérebro, mais próximo ao hipocampo, vemos a nossa esquerda o hemisfério esquerdo, que corresponde ao lado geográfico compreendido por sudoeste e noroeste; e vemos a nossa direita o hemisfério direito, que corresponde ao lado geográfico compreendido por sudeste e nordeste. Acima da nossa posição geográfica esta’ o Polo Norte, abaixo o Polo Sul. Tambem no cérebro, na parte baixa esta’ o cerebelo, a morada dos eus inferiores que herdamos dos instintos animais; enquanto na parte alta do cérebro esta’ o córtex, a região de onde emana a auto-consciência e se constrói o nosso eu superior.

Depois de dar a volta por todo Universo e chegar a suas ultimas fronteiras desvendando os segredos do mundo físico material, a cosmovisão da Matrix/DNA esta’ agora parada nas duas regiões fronteiriças, a de cima, e a de baixo. A microscópica e a macrocósmica. Na macrocósmica paramos no oceano escuro de matéria negra e na onda de luz original que banha este oceano, a radiação cósmica de fundo. Nas regiões microscópicas estamos parados nas partículas ultimas desta onda de luz, os fótons.

Porque já sabemos que a onda universal carrega em si as sete funções de todo sistema natural completo e funcional, e como ela gera o atrito ao passar pela matéria negra criando as energias, e dividindo tudo nestas sete funções para gerar todos os sistemas naturais. Enquanto não desenvolver-mos os nossos atuais sensores naturais e tecnológicos sera’ difícil avançar no conhecimento desta quase abstrata entidade cósmica. Nossos olhos então estão mais voltados para as regiões microscópicas, as partículas fótons.

Partindo do nosso campo visual normal, fomos avançando pelas ondas na hierarquia das dimensões escalares, descendo pelo nível das minusculas células, dos átomos, e depois de suas partículas, chegamos `a dimensão quântica. Mas nessa dimensão a realidade novamente se dobra e escurece as regiões abaixo onde estão os fótons. Podemos imaginar o mundo físico boiando sobre um oceano de pontinhos escuros moventes, e só’. A unica coisa que podemos inferir e’ que estes corpúsculos escuros são fótons, de intensa luminosidade, tao intensa que seu brilho nos cega e vemos a escuridão. Mas ai esta’ o segredo mais poderoso para a especie humana hoje, pois se conseguíssemos adentrar o mundo dos fótons, dominaríamos todos os aspectos da matéria, da energia, do mundo físico.

Sabemos que cada fóton e’ a copia completa da onda de luz universal. Portanto eles são sistemas em si, e funcionais. Em si mesmos são ondas comprimidas no microcosmos, portanto constituídos de sete faixas de frequências/vibrações diferenciadas entre si. E o mais importante: sabemos que eles se conectam em redes, networks, que eles adentram os elétrons dos átomos e assim – como os vírus fazem com as células – eles assumem a maquinaria e administração dos átomos, conduzindo-os a se combinarem para formarem sistemas, sempre modelados pela formula da Matrix/DNA, que e’ a forma da onda de luz universal.

Precisamos de alguma maneira limpar o negrume que esconde estes fótons, precisamos ver como estão formando o tórax humano, o sistema galáctico, o cérebro, cada célula, cada molécula, etc. e etc. Assim podemos ajuda-los a vencer os obstáculos que causam os defeitos nestes sistemas. As doenças nos humanos. As intempéries nos planetas e sistemas astronômicos…

Quando dois fótons se conectam devem criar uma ponte entre eles. De que sera’ feita esta ponte? Da mesma substancia deles? Serão extensões deles? Nas moléculas orgânicas os átomos se conectam através das pontes do semi-átomo, o primeiro a se formar como protótipo de átomo, o mais primitivo, o hidrogênio. Existira’ um tipo de fóton mais simples, mais primitivo, disponível no meio da material, que e’ capturado entre dois fótons superiores para formar seus elos de conexões?

As boas teorias sempre vão na frente das grandes descobertas. Elas tem guiado os humanos para as descobertas. Porque uma teoria gera uma vontade incansável na mente humana de buscar sua confirmação, de encontrar o objeto teorizado. Quando Lemaitre iniciou a teoria do Big Bang, tanto ele como a mente de muitos sentiram o desejo enorme de encontrar algo que fosse evidencia, e este desejo oculto na mente de dois radiotécnicos fê-los perceber que o ruido nos seus aparelhos estariam relacionados com o Big Bang. Quando Einstein elaborou suas teorias fantásticas mencionando espaços curvos encurvando a luz ele guiou mentes sedentas de encontrar evidencias a mentalizar uma experiencia e aproveitar a oportunidade unica de uma eclipse, para verem o objeto dos sonhos, a luz se encurvando.

Mas existem as teorias erradas, e nao sabemos se esta e’ uma boa teoria ou uma errada. Mas mesmo assim, quando se trata da evolução do conhecimento humano, melhor uma teoria errada do que teoria nenhuma. Os índios não formulavam estas teorias, e vemos no que deram. Quando uma teoria esta’ errada ela serviu de grande beneficio para nossa evolução, pois nosso conhecimento tem evoluído na base da tentativa e erro. Cada erro sofrido vai sendo eliminado das possibilidades e assim vamos cada vez mais nos aproximando do acerto.

Portanto, temos uma teoria, e temos agora uma vontade incansável de alcançar o reino fantástico dos fótons, um reino que revela os calcanhares da onda de luz original que veio junto ou deflagrou o Big Bang. Que extrapola as fronteiras do nosso universo perceptível e nos leva aos limiares da Criação… e talvez aos calcanhares do Criador. Estamos procurando agora uma maneira de mergulhar-mos nas trevas que antecede o reino dos fótons, isto nos ocupara’ a mente dia e noite, premissa necessária e suficiente de que vamos chegar la’.

 

A busca da Matrix/DNA na sua forma de campo áurico sistemico fotonico ou força vital no corpo humano

domingo, maio 7th, 2017

xxxx

A maior causa da grande tragedia humana é a nossa fraqueza tecnológica que nos impede de alcançar as áreas a que chegam nossas conquistas mentais, ou seja, nossas teorias naturalistas. A Natureza nos proíbe o conhecimento a partir de um limite que ela determina através das limitações dos nosso complexo sensorial e aparato tecnológico. Eu vejo sabedoria nisso: mesmo eu, descobrindo forças poderosas na Natureza, não as revelaria a esta humanidade, enquanto ela estiver neste estagio mental infantil e dominada pelos grandes predadores de humanos, os quais sempre se apossam dos poderes científicos e tecnológicos para reforçarem seu domínio escravagista sobre as presas humanas. E talvez alguém ja’ tenha agido assim, alguém que tenha compreendido isto, alguém como Tesla. E talvez alguém como Einstein, Fermi, etc., tenha ha’ muito suspeitado e teorizado as forças destrutivas dentro dos átomos, mas tenha se contido em publicar, só, fazendo-o num caso de extrema urgência quando não havia mais outra alternativa. Se Hitler vencesse, Einstein como judeu teria sua vida e a da humanidade prejudicada. Eu aprendi na própria pele que quando alguém tem seu horizonte mental ampliado pelo esforço na grande busca, ele se torna também responsável consciente pelo estado de vida da humanidade, e recebe com isso a obrigação de zelar por ela.

A cosmovisão da Matrix/DNA nos leva a suspeitar fortemente que o maior segredo da vida esta oculto a nos, porem a um passo de nossas mãos. Não teria outra alternativa logica natural para o processo de como a ultima forma evoluída da evolução universal a 4 bilhões de anos atras – as galaxias – terem se transmitido hereditária e geneticamente para a forma da primeira célula viva – senão através de fótons na função de genes, ou bits-informação. A reunião em qualquer ponto no espaço tempo que reúna certas condições “agriculturáveis”, de todos os fótons vizinhos irradiados por astros de um sistema galáctico torna-se a semente da vida e podem proliferar na forma dos materiais dominantes no tal espaço/tempo. Estes fótons penetram átomos, e dentro de átomos penetram suas partículas – ao menos seus elétrons – e como vírus passam a dominar a maquinaria dos átomos conduzindo-os a novas combinações, recompondo a rede de conexões e reproduzindo as partes do sistema galáctico de onde vieram. Por isso a unidade fundamental de informação do DNA biológico tem a mesma exata configuração e suas partes tem as mesmas funções do sistema galáctico. E esta configuração depois se amplia projetando-se na mesma forma como sistema celular biológico, ou seja, o primeiro ser realmente vivo, completo e funcional. E numa fase posterior essa mesma forma se amplia projetando-se como organismos.

Isto significa que os organismos estejam montados em cima de um mapa, um template, um esquema, que é essa rede de fótons. E quando dos organismos emergiu os cérebros – outra manifestação da mesma formula -, também estes tem suas partes e substancias montadas em cima desta formula. Se pudéssemos “ver”, “sentir”, ou capturar sua imagem e funcionalidade, mesmo que fosse com aparatos tecnológicos, nossos conhecimentos e poder se multiplicaria por mil. Para começar poderíamos eliminar todas as doenças mortais tradicionais e hereditárias. Poderíamos montar sistemas de produção de bens consumíveis libertando totalmente o ser humano dos trabalhos rotineiros escravagistas ( claro, isto se exorcizássemos antes os instintos animalescos da psique da aristocracia dominante hoje). Mas qual a dificuldade nos impedindo de alcançar estes campos fotônicos?

Dias atras, uma fantastica descoberta pelos astrônomos, pode bem servir de analogia para explicar isto. Na varredura que nossos potentes telescópios fazem pelo universo, aparecia uma pequena área totalmente negra, escura, como se ali não existisse nada, o que levou `a suspeita de que estariam vendo uma forte presença da teorizada matéria escura. Grande esforço tecnológico foi feito para reunir todas as lentes e ampliar suas diversas faixas de tomadas de fotos, etc, sobre essa área. Quando as fotos apareceram, uma estranha surpresa: aquela pequena região negra era na verdade como uma janela fechada encobrindo milhares ou milhões de galaxias luminosas!

Isto pode significar que aquelas galaxias estão muito mais distantes das que normalmente aparecem nas lentes, ou seja, são galaxias mais antigas, das origens do universo.

Isto me lembra quando viajando na selva tivemos o carro atolado na lama, desligado,e depois quando conseguimos desatola-lo e liga-lo novamente já na noite escura, eu estava na frente dos faróis e ao se acenderem, o negro tomou conta da minha visão. Luz forte demasiada nos cega, vemos o ilusório negro.

Então, quando hoje tento em meditação, ver o interior do meu cérebro, em regiões cada vez mais microscópicas, o negro toma conta conta da minha ilusória visão. E assim acontece com todos os instrumentos e experiencias cientificas que foram feitas buscando aclarar essa historia narrada por videntes sobre uma possível aura luminosa dentro e fora do corpo humano. Nos teremos que aprimorar nossos instrumentos para que atravessem ou contornem essa mancha escura saindo pelo outro lado, ou por baixo, e ai se nos revelara’ o esplendor da Matrix.

Abriremos uma janela escura para ver e admirar um mundo la’ fora num dia ensolarado…

O campo fotônico não é eletricidade nem magnetismo. Isto esta sendo evidenciado ( não confirmado definitivamente ) pelas buscas de autores relatados no artigo com link abaixo. Dentro da cosmovisão da Matrix/DNA, ela sugere que existe uma forma de luz natural muito forte que nos cega os olhos e nossos instrumentos, que ela é composta de sete partes ou frequências/vibrações diferentes entre si, e isto esta mais ou menos sugerido na nossa figura do espectro eletromagnético neste website. Que possivelmente exista uma luz muito forte como fundo do mundo material também foi narrado pelos meus pesquisados leigos e nativos em estados mentais alterados. Ela sugere que esta onda de luz é “semi-viva”, que foi a primeira forma surgida dentro deste universo de um sistema natural. Que ela é emitida continuamente por uma fonte pulsante e por isso as ondas emitidas se justapõem, e assim a veríamos num plano horizontal, mas se a olhar-mos num plano vertical a veríamos pulsando como espirais na forma como vemos o DNA. E isto, ela sugere, alem de ser o template de todos os sistemas naturais do universo, é a aura humana ainda invisível a nos.

Eu não admito que a possível existência de uma super-consciência cósmica esteja a nos vigiar e nos negue este conhecimento, permitindo continuar esta horrível carnificina na Terra em estado de caos. Eu não admito que uma mente sensível dotada de nossas emoções e com poder total permitisse que seja um animal, quanto mais um ser humano, sendo torturado na cama até a morte por uma doença como o câncer, etc. Não existe justificativa racional para isso, a não ser que tal super-consciência seja insensível ou não esteja ciente do que esteja ocorrendo aqui. A usurpação de tal conhecimento pela classe dominante para usar tal conhecimento apenas em seu beneficio e escravizando ainda mais o resto dos humanos não seria justificativa, pois se me dessem o poder deste conhecimento bastaria me dar junto o poder para consertar este sistema social e eliminar qualquer possibilidade de divisão social e dominação.

Então nos sobra a realidade: a natureza nos esconde um conhecimento seria maligno para nos agora mas ao mesmo tempo seria um grande beneficio no combate ao que nos tortura agora. Conclusão: não existe inteligencia conduzindo o desenvolvimento do nosso conhecimento, o que existe é o simples desenvolvimento da evolução, cada conhecimento ocorre naturalmente `a medida que o cérebro se aprimora e se torna devidamente aparelhado para apresentar tal conhecimento.

O meu maior lamento hoje é não ter as condições necessárias para montar meu laboratorio, como comecei a montar um na selva amazônica, oculto da civilização, justamente porque se eu descobrisse algo para aumentar o poder da humanidade eu não o entregaria `as águias de rapina. O meu foco central seriam muitos, como as buscas para elucidar o sistema oculto no cérebro humano, nas células, e focalizaria principalmente as energias radiadas pelo sol e núcleo terrestre em busca dos tais fótons e suas redes de conexões.

Enquanto o laboratorio permanecer apenas nos sonhos que serão sonhados enquanto eu estiver vivo, vou tentando ampliar as teorias, e por isso tenho que conhecer tudo o que outros autores que andaram resvalando no grande segredo, descobriram ou ao menos teorizaram. O artigo com link abaixo, do Dr. Buryl Payne, é um bom começo, já que e’ um autor que tem apresentado inventos práticos, com a mente bem firme no solo, e parece fornecer uma boa relacao de outros pesquisadores. Quando o Dr Payne diz que a substancia do “biofield” não parece ser nem energia nem magnetismo e sim algo ainda desconhecido ele bate com a nossa cosmovisão que sugere ser a substancia de luz primordial:

The Discovery of Biofield

A Different Type of magnetism?

http://www.buryl.com/biofield.htm