Archive for the ‘A Grande Causa da Humanidade’ Category

Minerais: Todas as importações dos USA

sexta-feira, dezembro 7th, 2018

xxxx

How much does the US depend on imports for key minerals?

https://www.politifact.com/west-virginia/statements/2018/dec/03/joe-manchin/how-much-does-us-depend-imports-key-minerals/

A realidade da dimensão quântica versus a ilusão da realidade humana, resolvida pela Matrix/DNA

quarta-feira, dezembro 5th, 2018

xxxx

Esta formula resolve muitos mistérios não resolvidos pela Ciência Acadêmica. Vamos ver um exemplo:

A Ciência acadêmica, na sua teoria mais profunda, esta teorizando que a nossa realidade não existe, é pura ilusão. Isto porque o vácuo revela que a ultima instancia da realidade é uma espuma quântica que se torna duas partículas fundamentais que se auto-aniquilam continuamente. Isto significa que a realidade verdadeira, ultima, na base ou alicerce da nossa ilusória realidade, é aquela espuma de energia que não existe, porque a energia que esta na espuma é “emprestada do futuro”. Então o mundo não existe no passado e no presente, o que serve de base para o mundo é o futuro, o qual, todo sabemos, não existe ainda, também.

Os físicos encontraram uma boa analogia para explicar isto: uma conta no banco. Suponha uma conta que agora não tem fundos. O dono da conta emite um cheque, sem fundo. Mas o banco confia no cliente, pois ele sempre pagou seus débitos. Então o banco paga o cheque com um dinheiro que a conta não tem (nem o banco tem, ele pegou o dinheiro de outro cliente que tem saldo médio). Não tem dinheiro no deposito mas dinheiro apareceu. Como o banco espera receber no futuro, diremos que a conta obteve um dinheiro do futuro. De fato no outro dia o cliente vem com dinheiro real e paga o debito, alias, vem com mais dinheiro, e fica com saldo. No dia seguinte o cliente emite outro cheque maior que o saldo e fica com debito. No final do mês ou do ano o banco calcula o balanco médio e conclui que a conta não tem saldo médio, ou seja, o valor da conta é zero.

Assim é a base, o alicerce da nossa realidade: é o zero, nada. Isto é a espuma quântica. Num momento ela se apresenta, e vamos chama-la de conta bancaria. Quando ela foi aberta, o cliente depositou cem dólares. A conta agora tem uma substancia real, que e um dinheiro, os cem dólares. Na nossa espuma quântica os cem dólares representa quando a espuma se tornou uma partícula, positiva, digamos um quark down. Mais dinheiro vai transformar este quark down digamos, num elétron negativo, o qual é o veiculo carregador da energia da nossa realidade. A espuma continua existindo ou se tornou uma partícula? Ora, a espuma na verdade não existe com substancia nenhuma real, como uma conta bancaria com saldo médio zero e algo abstrato, apenas existe nos papeis do banco, mas os papeis mentem, porque os papeis tem substancia zero. Quando o cliente volta e retira os cem dólares, representa que a partícula quark down sumiu, ou melhor, ela voltou a ser a espuma; ficou apenas a conta bancaria que é zero. No outro dia o cliente emite um cheque de cem dólares e o banco cobre o cheque. Agora temos uma conta bancaria com saldo médio negativo, em debito. No mundo quantico isto representa que a espuma novamente se transformou, mas agora numa particula positiva, que e a oposta do eletron, e a chamamos de positron.

Positron é a particula do que Dirac descobriu neste universo, a anti-matéria. Se uma particula eletron, matéria, se tocar numa particula positron, anti-matéria, as duas se aniquilam imediatamente, desaparecem, no seu lugar fica o que parece ser apenas luz, mas na nossa linguagem é a espuma quantica. Ou havia na conta bancaria um saldo de cem dólares e o cliente sacou cem dólares ficando a conta a zero, ou havia um debito de cem dólares e o cliente os pagou, ficando a conta a zero. Ficou a espuma quantica, eletron e positron não existem mais.

Mas… então nos acreditamos que existe a nossa realidade. Nos vemos e tocamos matéria, temos certeza que ela existe. Os fisicos dizem que não, é impossivel, pois a espuma quantica fica eternamente patinando sem sair do lugar. No momento que a espuma quantica existe, só existe ela no mundo, nada mais, nenhuma particula, ela é a substancia do “nada” que preenche o mundo todo. Mas então ela se torna uma particula e esta particula surge com um movimento rotatório, digamos, girando para a esquerda, spin left, e a este movimento convenhamos chamar de “positivo”. Nesse momento a espuma quantica é apenas isso, uma particula. Esta particula enche o Universo, o mundo todo, ela é tudo o que existe, nada mais existe alem dela, e enquanto ela existe nada mais nunca existira, então ela é a substancia do nada agora. Acontece que o movimento de giro vai enfraquecendo, desacelerando sua velocidade, até chegar a zero, e quando chega a zero, a particula positiva deixou de existir, se transformou na espuma quantica novamente. No momento seguinte, a espuma se torna uma particula, agora girando a direita, spin right. A qual vai desacelerar e voltar a desaparecer, ser zero, ser a espuma quantica.

Podemos dizer que o nada existe, mas ele pode existir em três estados diferentes, um de cada vez, estes estados são alternados entre si. A santíssima trindade, ou a manifestação abstrata ou do pai, ou do filho, ou do espirito santo. Em cada momento só pode se expressar um, nunca dois ou os três ao mesmo tempo. Quando um fala, os outros dois não apenas se calam, mas desaparecem da cena. O que fala, sempre esta falando sozinho.

Falando para quem, então? Se é o filho que esta’ falando, ele não esta’ falando para o pai nem para o espirito santo ( a particula positiva não esta’ girando para a assistência da espuma quantica nem para assistência da particula negativa), o filho esta’ falando para nos, para nossa realidade que acreditamos existir, que na verdade, não existe. Não existe, não existimos, mas estamos ouvindo. O mundo material não existe alem da espuma quantica, mas o seu giro seja para a direita ou para a esquerda, ou sua inercia, tem que serem giros e inercia em relação a alguma outra coisa, se não, nem os giros, nem a inercia podem existir. Esta outra coisa, a que assiste um destes três estados, é a nossa realidade material. Que não existe. Como?!

Aqui encontrei uma solução, mas a qual só foi possível depois que consegui a formula da Matrix/DNA.

Os fisicos dizem que a nossa realidade é uma ilusão, não pode existir, ela é o “leftover”, e sem muta certeza sobre a definição desta palavra em inglês, vou traduzi-la para “resto”. Seria o resto que fica de cada um dos três estados quanticos? Mas seria um resto apenas existente no futuro, nunca no passado nem no presente, pois o que existiu no passado foi uma das duas partículas ou a espuma, e o que existe no presente ou é uma das duas particulas ou a espuma. O resto é o dinheiro emprestado pelo banco que cobriu o debito, mas um dinheiro que o banco tambem não tem, o chamado empréstimo a futuro.

No entanto, contrariando o resultado final logico da equação logica dos fisicos, os humanos provam que o resto existe, e existe aqui e agora, como existiu no passado com certeza vai existir no futuro, ao menos no futuro próximo milionésimo de segundo. Os fisicos estão com um serio problema com os humanos. Os humanos são a prova de que algo na sua equação esta’ errado, ou então, que sua equação esta’ incompleta, faltando alguma coisa que eles não conhecem. E os humanos estão com um serio problema com os fisicos, pois os fisicos provam que existe alguma coisa que os humanos não conhecem, a qual, é a realidade real…

Mas a formula sugere uma solução: tanto os fisicos quanto os humanos estão 100% certos. E ao mesmo tempo, ambos estão 100% errados.

O segredo  começa a ser resolvido na função 4 da formula. Ali, o fluxo de informações que corre no circuito esférico ( na realidade e` espiralado, girante como uma particula) chega e se divide em dois fluxos. Um fluxo continua perfazendo a esfera, o outro, como uma emissão de um ramo lateral, ao invés de seguir a direção curva da esfera, adquire a direção de uma reta rumo ao centro da esfera, onde tudo começa e tudo termina. O ramo lateral consiste em metade da energia do fluxo esquerdo, que vinha crescendo depois de ter nascido em F1. Quando o fluxo se divide, outra coisa acontece: se ele tinha nascido em F1 com um potencial de 50% de energia mais 50% de massa, ao subir pelo circuito esquerdo, a sua energia vai crescendo enquanto sua massa vai diminuindo, o que significa que massa esta sendo transformada em energia pela formula E=mc2. No seu estado astronomico da formula, isto significa que o núcleo energético de um astro esta crescendo porque esta “comendo” as camadas de massa da periferia, as placas tectônicas, até quando a energia “come” tudo e o astro se torna uma estrela, supernova. No seu estado de “corpo ou sistema humano” esta fase é a que vai do nascimento de um baby que vai crescendo até a fase que adquire o ultimo aparato para sua reprodução sexual, o que eu poderia chamar de “explode num supernovo adulto”.

No momento que o fluxo se divide, o ramo lateral se dirige ao núcleo que não existe mais, assim como a partícula positiva se dirige a espuma quântica que não existe mais, porem vai existir no momento futuro seguinte, quando a particula se transforma na espuma. Assim o ramo lateral se transforma no núcleo que não existia. Mas ele faz isso porque, enquanto ela estava viajando de F4 para F1, o ramo esférico produzia a massa resultante da estrela, suas cinzas, ou poeira, e direcionou esta poeira justamente para o local onde existia o núcleo. Quando o bólido do fluxo lateral chega junto com a poeira no mesmo ponto, renasce o núcleo. Particula positiva se encontrou com negativa, matéria com antimatéria, as duas se auto-aniquilaram, já não existe mais ramo esférico nem lateral, matéria e anti-matéria se tornaram espuma quantica que parece ondas de luz, ramo esférico e lateral se tornaram o vórtice nuclear.

Então, na verdade, o lançamento do ramo lateral tinha um proposito para o futuro, o de reproduzir o sistema. E isto se chama “perpetuação da especie”. o que acontece na verdade, no fritar dos ovos, é um exemplar processo de reprodução sexual a nível eletromagnético atômico, e a nível mecânico astronômico, e ainda a nível biológico humano.

Os físicos fizeram uma analogia entre a nossa realidade e a conta bancaria para concluírem que a nossa realidade não existe, porque é um empréstimo do futuro para ser pago no futuro. Aqui nos descobrimos que a tanto a nossa realidade quanto a realidade quantica têm um mecanismo chamado de “perpetuação da especie”, o qual é acionado para funcionar agora, mas sabendo-se que não vai receber pagamento agora, pois a perpetuação é um projeto para garantir a existência no futuro, portanto estas realidades estão pagando ao futuro desde já. O futuro mesmo não existia mas ele é criado e garantido pelo pagamento antecipado, pelo mecanismo da perpetuação. Ótimo, essa providencia torna nossa realidade realmente real, não é mais uma ilusão.

A humanidade e uma realidade material, mas ela e o leftover da espuma quantica. Ela não é nenhum dos três estados da santíssima trindade. Ela não é a espuma quantica, não é a particula positiva, nem é a particula negativa. A realidade real, fundamental do mundo é um dos três estados, e a humanidade não é nenhum destes estados, então ela não é a realidade fundamental do mundo. Ela é um empréstimo do futuro. O resto. Ela é um conceito abstrato: perpetuação da especie. Mas observando a formula, nota-se que em nenhum momento ela é “perpetuação de si mesma”: Num momento, ou ela é  o fluxo que sobe pela esquerda (girando para a direita, quark up) ou o fluxo que desce pela esquerda ( girando para a direita, quark down), o qual só existe porque deixou de existir o fluxo da esquerda e o nucleo, ou é o nucleo ( a espuma quantica, que só existe quando não existem nem o fluxo da direita, nem o da esquerda.

E então?

Não esta solucionada a briga entre fisicos e humanos? Existem duas dimensões diferentes e separadas entre si. Uma dimensão é constituída pelos três estados quanticos. A outra dimensão é constituída por matéria, energia mais massa. Separadas porque a dimensão da matéria não é produto da transformação da dimensão quantica, nem a dimensão quântica e produto da transformação da dimensão material. Separadas porque não existem trocas entre as duas dimensões.

Nas duas dimensões existem três estados. Na dimensão material também, ou só existe a energia devorando massa, energia e massa girando para a direita, que significa massa diminuindo, não existe nem o seu contrario, a face direita, onde massa devora energia, a energia e massa gira para a esquerda, nem existe um núcleo.

Nas duas dimensões, cada estado se transforma num estado seguinte. Porem num estado seguinte que só existe na sua dimensão. Não tem como um estado da realidade quântica se tornar um estado da realidade humana, nem vice-versa.

Mas as duas dimensões existem ao mesmo tempo, e a prova e que uma pode ver, assistir a outra, sem poderem se tocarem. Pois os físicos viram, assistem, a dimensão quântica e se esta tivesse olhos, poderia também assistir a existência da realidade humana, sem poder toca-la.

A humanidade existe porque cada individuo se reproduz, assim ela se perpetua, fixando sua existência real. Mas a humanidade em si, se reproduz? Não porque para haver reprodução tem que ter dois elementos, o masculino e o feminino, o positivo e o negativo,  o fluxo crescente ou seu anti, o fluxo decrescente, e nada é conhecido como o anti da humanidade.

A solução do mistério esta no ramo lateral, a função reprodutora, responsável pela perpetuação do sistema.

Mas temos que notar que enquanto existe o momento do ramo lateral, quando ele esta indo de F4 para F1, esta existindo tambem o momento do ramo esférico direito. E que depois os dois se fundem, na forma de nucleo. Vamos então agora a dimensão quantica para ver se isto acontece? Estaria também a realidade quântica sendo perpetuada devido a um mecanismo reprodutivo da perpetuação?!

Recapitulando: num momento existe apenas a espuma quântica, na qual se nota que existe um movimento, uma especie de vibração que nos transmite a aparência de ondas continuas. Seja como for, deste movimento resulta que a espuma se torna diferente, uma partícula com aparência de matéria.

Saindo da espuma quântica e indo para a formula, sentimos que a espuma deve ser o momento de F1, do nucleo, o qual e composto de 50% massa e mais 50% energia, então suspeitamos que neste momento a espuma quantica também seja  composta de dois elementos, desconhecidos ainda. Da espuma emerge uma particula fundamental, enquanto da formula em F1 emerge um corpo, seja um astro, um baby humano, e ou talvez um elétron atômico. F1, o núcleo deixou de existir, então suspeitamos que na dimensão quantica, a espuma deixou de existir. Como a particula emergida da espuma é a totalidade, é nada, da mesma forma que a espuma é o nada da totalidade, diremos que a particula nada mais e que a própria espuma, num estado diferente. Na formula, quando o fluxo chega em F4, supomos que a particula atingiu sua máxima capacidade de giro, sua máxima velocidade. Na formula, o fluxo esquerdo desaparece e se divide em dois fluxos com movimentos diferentes. Na dimensão quantica teorizamos que a partícula spin left volta a ser espuma quantica. Ela não e divide em duas coisas diferentes. Ou talvez… sim.

Na formula, vemos que F4 e F1 ao oposto. F1 exerce a função reprodutora feminina. F4 exerce a função reprodutora masculina. Mas homem e mulher sao dois sexos diferentes, porem, de uma mesma e unica especie, uma mesma forma. a pequena diferença de forma entre homem e mulher se deve ao fato que seu ancestral comum, uma célula hermafrodita, continha os dois, e depois separou-os. Na formula, hermafrodita, os dois eram o mesmo, eram apenas um, em cada momento. Nunca existem os dois ao mesmo tempo. Mesmo assim, a formula se perpetua, se auto-recicla, se reproduz. Mas a formula e abstrata. Quando se torna célula, sua contraparte real, material, os dois se fixam existindo ambos no mesmo momento.

Voltando a dimensão quantica, ela foi a primeira realidade a existir. Lembre-se o que os físicos aprenderam: a nossa realidade e o leftover, o resto. Um produto lateral, subsequente? Apenas abstratamente, pois não existem trocas entre a dimensão quantica e a dimensão material. Uma não pode ser produzida pela outra, e vice-versa.

A formula, quando estava no estado astronômico, antes de seu leftover existir – o estado ou vida biológica – era hermafrodita, porem, os dois opostos não existiam num mesmo momento. Era um corpo sob evolução e depois involução, carregando dentro de si em estado apenas potencial, o masculino e o feminino, mas dentro do corpo, este estado masculino e feminino nunca se fundiam.  Quando o sistema astronômico se tornou ( sem desaparecer) um sistema celular, continuou sendo hermafrodita, porem aqui os dois opostos se fundem.

Então? Na dimensão quantica tambem existe  auto-perpetuação? Existe tal mecanismo? A história, o enredo da nossa dimensão esta sugerindo que não, não precisa existir. Tal como o sistema astronômico não produz em si, a fusão do masculino com o feminino, e o sistema astronômico existia antes da célula, e o sistema astronômico é a espuma de fundo externa a célula,  a dimensão quantica não precisa ter este mecanismo de auto-perpetuação.

Talvez aqui jaz a diferença fundamental que separa as duas realidades.

Mas a dimensão quântica esta perpetuada, ela executa o fluxo esférico. Ela tambem ou é o nucleo, F1, ou a face esquerda (de F1 a F4), ou e a face direita ( de F4 a F7). Como a particula spin right se torna espuma quantica? Como a face direita se torna metade do núcleo? Se a espuma e metade, qual e a outra metade? Ou a espuma e dois em um, o resultado da fusão da spin left com a spin right?

Quando matéria se encontra com antimatéria, as duas desaparecem, resta a luz. A espuma quantica é um campo, o campo da luz?

A nossa realidade, no seu principio, era matéria distribuída de forma caótica, aleatória. Diz a formula da Matrix/DNA que nessa matéria caótica surgiu uma onda de luz trazendo um código, a formula para um sistema natural. Essa fórmula na luz, ou essa formula de luz, organizou parte dessa matéria num sistema, o sistema cresceu, se multiplicou, se diversificou, e aqui estamos nos, como uma forma desse sistema, e o nosso mundo externo, composto de regiões com matéria caótica e regiões com outras formas do sistema.

Vamos supor que essa luz que surgiu na matéria caótica, nada mais, nada menos, seja a luz que surgiu do encontro entre matéria e antimatéria num dado ponto do espaço?

Mas se essa luz era a espuma quantica, então…

Mas a espuma quantica continua compondo a dimensão quantica, ela não emigrou para a nossa realidade material. Sempre pensamos que as duas realidades estão completamente separadas entre si.

Ora, existe uma outra situação onde um elemento, uma força, que existe num sistema, o qual existe num dado momento, e nada mais existe alem dele, se torna a mesma forca existente em outro sistema, que exista no momento seguinte, depois que o sistema anterior desapareceu. De maneira que nunca os dois sistemas existem ao mesmo tempo, o que significa que os dois sistemas são totalmente separados entre si. E’ justamente a força da perpetuação, o ramo lateral F5, na formula. O genoma no corpo humano. O qual nada mais é que DNA. DNA nada mais é que a formula. A formula nada mais é que luz. A luz é suspeita de ter vindo da dimensão quântica sem no entanto ter deixado a dimensão quantica. O genoma humano sai do corpo humano, no momento da reprodução, mas continua no mesmo corpo humano. O genoma deste corpo humano sempre existiu no seu passado, existe no presente, e sempre existira no seu futuro. No entanto teve um momento que ele saiu deste corpo humano, e quando ele saiu, nunca mais voltou a este corpo humano.

O genoma que saiu do corpo humano e nunca mais retornou, foi constituir um leftover daquele corpo humano. O resto. um novo corpo, um novo sistema, um novo estado da realidade humana.

Então chegamos a solução final do mistério todo. A espuma, ou luz, da dimensão quântica, sempre existiu no seu passado, existe no presente, e sempre existira na sua totalidade, no seu futuro. Mas saiu uma parte dela, saiu da dimensão quantica. Não era “parte” dela, porque ela continua na sua totalidade na dimensão quântica. O que saiu foi uma reflexo que reproduziu sua imagem num espelho, e neste espelho, o reflexo se materializou, criou vida própria, uma vida diferente da que conhecia no estado quântico, porque o ambiente do estado quantico não é um espelho.

Nos, humanos, somos aqui a dimensão quantica. A nossa realidade, inclusive nossos corpos, são a substância, a matéria de um espelho. Então os fisicos tem razão: a imagem num espelho não é um objeto real. E’ uma ilusão de ótica, de tato, etc.

Mas… espera ai… não resolvemos inteiramente o mistério. De onde surgiu o espelho? A substancia que compõe o espelho? Certamente não veio da unica realidade que existia, que era o nada, apenas um dos três estados da dimensão quantica. Então de onde veio o espelho?! A matéria caótica que existia em “no principio era o caos”?

Raios!

A minha teoria esta igual a Bíblia e sua religião, um ciclo vicioso, onde a evidencia para a teoria não é um fato, e sim a própria teoria.

Vamos puxar um outro aspecto da teoria.

Ela diz que no principio, nesta região do espaço onde hoje se assenta o universo material, só existia a dark matter. Com o Big Bang, uma onda de lux veio de fora desta região do espaço. Essa onda de luz se propagou no meio da dark matter. Ao passar, a luz gera uma fricção, um atrito com a dark matter. Esta friccao se materializa na forma de energia material. Esta’ criada a energia, tal como a conhecemos.

Ok. Sabemos que o universo material é composto de apenas três elementos elementos: massa, ou dark matter ( ou campo de higgs, ou éter, como queira), e energia, e luz. Sabemos de onde veio a energia e a luz. A luz veio da dimensão quântica, e criou a energia.

Mas e a dark matter?

Insolvível?

Vamos aceitar por ora uma solução provisoria: o Nada é composto por dois elementos: a dimensão quantica e a dark matter. E’ assim hoje, sempre foi assim, até o infinito. E dai? Qual o problema nessa definição do Nada?

  1. ” O problema – respondeu alguém- e que esta faltando Deus nessa definição…”
  2. ” Não necessariamente – respondi eu. Considere que a formula em forma de luz foi o genoma de Deus… que flutua no meio da espuma quântica, é esse genoma que causa aquela vibração e ondulação que os físicos viram.  Então, a espuma quântica é o involucro membranoso espermático que contem o genoma. A dark matter é a placenta no corpo de Deus que envolve a formula que esta na espuma quântica. Agora… noves fora = zero. Tira para um lado, a luz, mais a dimensão quantica, mais a dark matter e do outro lado, sobra zero. Se você quer dar um nome a esse zero, se você quer acreditar que esse zero é algo e tem uma personalidade, magica e toda poderosa, e o nome que você escolhe para esse zero é Deus… para mim não tem problema algum, você é livre para acreditar no que quiser, e talvez sua crença tenha fundamento, o que me importa é que, racionalmente, ninguém pode dizer que esta faltando Deus na minha definição. O zero é nada nesta nossa realidade, neste nosso mundo, você diz que  Deus não e deste mundo, você disse que Deus para este mundo é zero”

Bem… acabamos de dar um belo e exaustivo passeio, por outros mundos, ao menos, mentais. O que eu extraio de todas estas conjecturas é algo que me agrada. Vi aqui que é possível existir a dimensão quantica separada da nossa realidade mesmo que a nossa realidade seja uma ilusão produzida pela dimensão quantica… a qual nada produz fora dela, portanto não poderia ter produzido a nossa realidade. Mas produziu. O paradoxo é resolvido pela formula, quando nos revela o mecanismo do ramo lateral. O mecanismo da perpetuação das especies biológicas e o mesmo mecanismo da perpetuação da nossa realidade. Como uma realidade que não deveria existir, se torna existente de fato, e em paralelo a realidade que sempre existiu de fato.

Agora posso voltar aos debates na Internet e enfrentar esse pessoal que quando o tema se torna complicado, me vem com esse quebra-gelo de que a nossa realidade é uma ilusão, então não adianta discutir nada, estamos debatendo inutilidade, tchau… Sim, a mente humana tem um limite de esforço e resistência, e quando ela chega no seu limite, simplesmente sai correndo, foge do campo real dizendo que esta’ sindo for da ilusão. Agora posso segurar este que foge e lhe explicar que a ilusão tem uma explicação, que não é ilusão. O problema e que para explicar isso teria que copiar e colar este texto todo. E ai o cara não vai ler… nem eu terei saco para voltar aqui e ler tudo outra vez…

Consegui solucionar o mundo, mas não encontrei a solução para resolver o problema da mente do meu companheiro de conversa, assim a solução do mundo fica inútil. Só rindo de mim mesmo. Qua-qua-qua-qua….

( lembrete para a Matrix/DNA: esta tese foi inspirada ao assistir o vídeo…

https://www.youtube.com/watch?v=KFS4oiVDeBI

Grande proverbio a ser sempre lembrado pela Matrix/DNA

terça-feira, dezembro 4th, 2018

xxxxx

You never change things by fighting the existing reality. To change something, build a new model that makes the existing model obsolete
–   Bucky Fuller

Voce nunca munda o mundo combatendo a existente realidade. Para mudar alguma coisa, construa um novo modelo que torne o existente modelo obsoleto.

Eu construí o modelo de uma nova visao do mundo. Ela torna todos os outros modelos, obsoletos. Porem,… aqueles que acreditam num modelo obsoleto precisam conhecer este modelo. Levar este modelo ao conhecimento… aqui esta meu problema atual.

A Grande Causa: Transporte individual versus coletivo

terça-feira, dezembro 4th, 2018

xxxxx

Este e’ o custo proibitivo para quem ganha salario minimo nos USA ( U$ 900,00/mes) manter um carro: U$ 8.849,00/ano.

AAA ( American Automobile Association) puts the average cost of owning and operating a car at $8,849 a year including fuel, maintenance, repairs, insurance, license, registration and taxes, depreciation, and finance charges.

Mas a AAA comecou assim:

https://newsroom.aaa.com/about-aaa/history/

A Century of Service

Almost immediately after the first horseless carriages appeared on America’s roads, motorists began organizing automobile clubs.

In 1902, only 23,000 cars were in operation in this country compared with 17 million horses. Yet, 50 small motor clubs had been formed by motoring enthusiasts across the country. Nine of those clubs joined together to create a national motoring organization and on March 4, 1902, in Chicago, founded the American Automobile Association.

More than 100 years have passed, but from its inception, AAA has dedicated itself to the future of transportation through support of safe, efficient highways and a multi-modal transportation system that is accessible and affordable to everyone.

AAA HistoryFight for Better Roads

At the turn of the century, existing roads had been designed for the horse and buggy — not the automobile. Traveling on those dirt paths was often risky, and AAA’s earliest goal was to lead a fight for improvements in the nation’s roads — ones which could better accommodate automobile traffic.

By 1916, AAA had won a major battle in its campaign for better roads when the principle of federal aid to highways was initiated. ( continuar a ler…)

 

Os USA cresceu como uma civilização do automóvel, as corporacoes fabricantes tiveram ampla influencia na construcao do ambiente hoje todo coberto por estradas pavimentadas. Logo vamos entrar na era dos Jetsons com aqueles veículos voantes parecendo discos voadores. E o que vai ser de todas estas estradas?

O Brasil vem atrasado, com a maioria assalariada que não pode ter carro. Ao inves de associa-los agora para  comprarem e manterem carros, obrigando a construcao de estradas que log serao inúteis e apenas vao atrapalhar, devemos criar estas associacoes focalizadas no transporte publico – trens, ônibus, barcos, etc.

 

 

O dualismo universal do “bem & mal”: de onde vem? Pesquisa aberta pela Matrix/DNA

segunda-feira, dezembro 3rd, 2018

xxxxx

O dualismo entre o bem e o mal

A cosmovisão da Matrix/DNA esta patinando encalacrada no seguinte fenômeno real da Natureza:

Ainda não descobrimos de onde, diabos, veio este fenômeno natural da “dualidade bem & mal”, materializadas nas “forças da construção & destruição”, nos “estados de ordem & caos” e na “dicotomia positivo & negativo”. Parece-nos que esse dualismo vem desde antes do Big Bang, de antes das origens deste Universo, pois esta origem parece ter sido no estado de caos – onde predomina o mal, a destruição – e do qual se levantou um fluxo de ordem. Pela Física vemos o Universo iniciando pelo embate entre partículas girando para a esquerda e outra metade girando para a direita ( spins left & right). Ultimamente a Matrix/DNA tem chegado nas ondas de luz carregando a formula Matrix/DNA no meio da “espuma quântica” que sobra como ultima indestrutível coisa do vácuo total. isto esta sugerindo que esta dualidade neste Universo começou com o “bem” sendo trazido por ondas de luz e o mal não inicial não foi localizado, mas como só foi detectado luz e espuma então resta alternativa mais provável de que a “espuma quântica” tenha trazido o “mal”.

Muito material temos sobre este fenômeno e aqui deixamos o tema em aberto para ir desenvolvendo-o na medida do possível. Se a fonte, a causa primeira deste fenômeno natural estiver antes do Universo, devemos esquecer de tentar explica-la pois ai entraríamos na metafisica, a qual não e` nosso campo de capacidades intelectivas. O tema já foi esmiuçado pelo intelecto humano entre os maiores filósofos mas sempre sem resultados concretos e sempre caindo na metafisica, de onde uma curiosidade interessante se vê no simbolo do Yin/Yang:

O dualismo entre o bem e o mal YINYANG

A curiosidade aqui esta’ em que a figura representa muito bem um dos efeitos importantes deste dualismo: as alternâncias entre dominância e recessividade. Digamos que quando o mal esta dominante temos a face negra da figura, na qual a face branca do bem se encolhe minuscula; quando ao contrario, o bem esta dominante, temos a meia-face branca, onde a face negra do mal se encolhe, minuscula.

Mas todas as coisas escondidas ( como eram os prótons, nêutrons e elétrons dentro dos átomos) foram descobertas porque começou-se a estudar os efeitos dessas coisas nas suas redondezas, assim temos que reunir aqui os efeitos deste fenômeno no nosso mundo real, e` só o que podemos fazer por ora. Esperamos as contribuições, opiniões, informações, de mais pessoas, pois e` muito melhor quanto mais se tem cabeças pensantes.

Matrix/DNA Theory em nova tentativa de debate no forum da Richard Dawkins Foundation

segunda-feira, dezembro 3rd, 2018

xxxx

https://www.richarddawkins.net/2018/12/open-discussion-december-2018/#comment-234982

Open Discussion – December 2018

Hi, everybody! I am not satisfied with humans, their behaviors, social systems, religions, scientific method, etc. Living at Amazon jungle like a single primata I got a new world view totally different than all you know, and I would appreciate if somebody here that advocates and believes in the world view suggested by yours scientific theories want testing them facing a kind of alien.

First of all, I am saying that yours interpretations of this world are away off the beam (again, like when people believed in the Sun orbiting Earth, all species created by magics, etc.). The main cause of yours mistakes is the missing knowledge about “natural systems”. You don’t know neither 5% about what a natural system is. Since human bodies are individual natural systems composed by natural systems like cells and atoms, living inside systems like stellar and galaxies, all these systems are produced and aligned by a unique universal evolutionary lineage and all them are interacting, and you don’t know nothing about systems, all yours theoretical models about them are wrong, not complete, then yours wrong interpretations and world view. Some of this mistakes:

1) There are no origins of life in this Universe. Origins is a bad word, the cause of mystical creationism and mystical materialism. There is a long natural chain of causes and effects coming since the beginnings. And origins of something would mean coming from outside, which does not exist. There is no separation between Cosmological Evolution and Biological Evolution, then, must be an evolutionary link in between, I found it, but humans never search for it. Of course, the link is merely a different shape of the universal system evolving since the beginnings under a unique set of variable mechanisms, which are seven, but Darwinism knows only three of them (VSI – Variation, Selection, Inheritance). Life is another wrong bad word responsible by the disconnection between humans and their creative Nature. There is no division of systems into “living” and “non-living”: I am discovering that all biological properties already were existing at atoms, galaxies, in potential state or expressed, so, if you say that a human body system is alive, you must say that an atom and a galaxy are alive too.

2) Universal evolution, a unique process transforming an initial system into new more complexes shapes, obeying the same rules of life’s cycles, must have a universal genetics with an universal DNA. So, DNA was not created here, it is an evolving product of a universal Matrix/DNA that had the shapes of mechanistic astronomy, atomistic electromagnetism and even, quantum field substance. I found that the real force moving in that quantum field is waves of light and the inner anatomy of a natural light wave is equal the DNA formula.

3) DNA is not a “genetic code”. It is merely a pile of millions of diversified copies of a unique natural system, its fundamental building block, or unit of information. Since that I have decifreid this formula, which is the same formula for atoms and galaxies, and  which is published at my website, my interpretations of the whole world, its meaning and the meaning of human existence are totally different than yours.

I went to live at Amazon jungle as a naturalist philosopher because I was not supporting human civilization and because I was suspecting that at the untouched virgin Nature still there are the witness of the beginnings of this biosphere and they must have the answers to my existential questions. The answers I got are suggesting that you are doing almost everything wrong and Nature usually discards such species. A big cause is that you don’t want to give the necessary evolutionary jump in the scientific method, from reductionism into systemic approach. This world is ruled by a universal systemic formula, which produces systems as living fractals. There are this fractal microscopic shape below you at quantum, atomic level, and its astronomic macroscopic shape above you. You are one of this ling fractal at the middle. If you does not learn what the hell is this fractal, sorry, my fiend, you are going nowhere, like dinosaurs and all others. I suggest that you comes to testing yours world view now. For me will be good because, as a skeptical, I need testing my world view also facing yours criticism. Thanks,… Louis…

Tablet teste

quinta-feira, novembro 29th, 2018

Deu certo?

Exemplo de como a Síndrome da Separação malversa valores humanos

segunda-feira, novembro 26th, 2018

xxxx

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Na integra, as palavras de Carl Sagan foram:

Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, “superastros”, “líderes supremos”, todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali – num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (…)” –
Carl Sagan

xxxx

Porem, a Matrix/DNA Theory tem algo a acrescentar a estas palavras:

 

Matrix/DNA: “Bonitas palavras e com o intuito de criticar a arrogância de alguns humanos. Mas e’ a expressao de uma visao separadora entre o homem e seu Cosmos, tipico da mentalidade formada no metodo reducionista.

E’ uma maneira errada, incompleta, de ver a coisa. Nosso planeta é uma partícula nêutron dentro de um átomo astronômico chamado sistema solar dentro de uma célula chamada galaxia dentro de um sistema… que não sabemos o que é. A Terra é um ponto pela perspectiva limitada da Física e sua logica Matemática, as quais ignoram os fenômenos vitais. Mas o resultado final da evolução universal aqui não é o ponto e sim a Vida. Como a Vida não veio do sobrenatural, mas sim foi gerada pelos elementos desta galaxia, isto significa que as propriedades primitivas da vida tem que estarem presentes na anatomia da galaxia e isto esta sendo sugerido pela nova teoria da Matrix/DNA. Como micróbios de um ponto somos reduzidos ao mais insignificante, mas como a Vida no topo da evolução universal, nos tornamos bastante significantes. Essa diferença de perspectiva é de muita responsabilidade, pois a visão do ponto nos leva ao nihilismo e desmotivação para construir e nos agregar como especie, enquanto, como Vida, nos sentimos com um sério peso a carregar em nossos ombros que requer responsabilidade. Todas as estrelas, quasares e pulsares cumpriram sua missão evolutiva no seu devido tempo e entregaram a tocha a nos: de la’ nos espreitam torcendo com a esperança que demos continuidade a este esforço e os carreguemos dentro de nossa genética entregando a tocha a um destino sublime no infinito.” – Matrix/DNA

Educação Escolar Contemporânea: Ver a critica cristã

quarta-feira, novembro 21st, 2018

xxxx

Procurar este livro:

A Direita, a Esquerda, e o DNA-Lixo: Como e porque cada um tem uma das três ideologias

domingo, novembro 18th, 2018

xxxx

Humanos se dividem por ideologias, ditas “direita” e “esquerda”. Cada qual acredita que está ao lado da Verdade Última. E sabemos que não sabemos qual e` a Verdade Última, ou se existe mesmo uma. Disso se deduz que ambos estão investindo suas vidas numa aposta, e no escuro. Uma roleta russa.

Sei que nessas alturas tanto os direita como esquerda estarão afirmando que não existe roleta russa, que eles estão no caminho certo porque eles sabem a Verdade. Não, não sabem. São mentes inferiorizadas porque não conseguem em seus raciocínios considerarem as imensidões desconhecidas deste mundo no tempo e no espaço.

Quanto aos não-direitistas (que inclue os ideólogos esquerdistas e a massa neutra), creio ser mais fácil detectar a causa do porque assim o são. Veem e sentem na ideologia direitista os fenômenos do parasitismo, do comensalismo ou predatismo, e da vitima. E` natural que todo humano sinta aversão ao parasitismo e predadorismo porque estes lhes causam as doenças e mortes. Mas tanto os direitistas quanto a grande massa do povo parecem não interessados em atuarem contra estes males que vem da Natureza bruta projetados nos seus sistemas sociais. Assim como muitos humanos aceitam passivamente as doenças, a existência de vírus e bactérias, e ate mesmo as suas tragédias perpetradas por grandes animais predadores – porque acreditam que nada se possa fazer contra elas – assim a grande massa aceita a existência de humanos parasitas e predadores. Conformam-se com o que acreditam que o mundo é e não poderia ser mudado. A falta de uma cosmovisão racional os impede de verem que na Natureza existem os estados de ordem e de caos, que constituem ciclos que se alternam, e que a biosfera deste planeta emergiu do estado de caos, e que e` possível que a inteligencia possa transformar o caos em ordem. Onde não exista parasitismo e predadores. O atraso na vinda dessa cosmovisão racional e` perpetrado pelos predadores da direita quando inventam as religiões sugerindo que o mundo dos humanos e` assim no estado de caos e sempre sera enquanto o estado de ordem vira apenas depois da morte, e as enfiam nos cérebros dessa grande massa.

Mas o que dizer dos esquerdistas militantes por sua ideologia? Vamos pular eles e falar primeiro dos direitistas. O que se passa na cabeça de um direitista quando ele vê os “pobres”? Na minha opinião, não se passa nada de racional. Apenas funciona neste momento a psique modelada por uma carga genética que foi herdada dos antepassados irracionais que fizeram o papel de predadores e nos quais a incipiente psique e conhecida como “instintos animais”. Mas vamos pula-los também por ora para analisar um fenômeno que vai influenciar nossa investigação e ser decisivo na conclusão final. Trata-se de definir antes o que é o DNA para sondar-mos o que não podemos conhecer ainda, ou seja o futuro da evolução desse DNA.

A Ciência teorizou, e creio já existir evidencias suficientes para demonstrar que essa teoria tem substancia real, que o DNA e constituído de uma pequena fracão de genes ativos e uma grande quantidade de material genético inativo. E nos tempos passados deram o nome a essa porcão inativa de DNA lixo.

Sabemos que na Natureza, o individual se projeta a si e suas propriedades, quando constrói o coletivo. Isso vem desde a Física quando átomos individuais se agregam e formam sistemas estelares quase a sua imagem e semelhança, e depois isto se repete no caso dos corais e arrecifes, e até mesmo na embriogênese quando uma célula inicial tem suas organelas imitadas como órgãos do organismo complexo. E no caso do DNA-lixo vemos este mecanismo se repetir em todos os tipos de sistema social que os indivíduos humanos tem construído até agora. No sistema social coletivo, os poucos genes ativos se tornam os ricos dominantes predadores e a grande porcão do DNA-lixo se torna a grande massa dos pobres.

Então creio que ainda é um produto do instinto natural o tipo de fenômeno que acontece na cabeça de um direitista quando vê um pobre. Ele não apenas repete a forma como o leão vê as suas presas – que ele tem que mata-las porque para isso foi feito com caninos, garra e maior força física, e tem o direito adquirido natural de devora-las se tiver fome. Ele não apenas repete esta fase evolutiva no passado mais recente, mas naturalmente, inconscientemente, se torna marionete da Natureza a enxergar o significado oculto na projeção do DNA-lixo sobre o sistema social.

Então creio que talvez inconscientemente, se o direitista tiver esta informação cientifica, imediatamente sua mente vai sugerir a ele que a evolução vai um dia eliminar, descartar totalmente, o DNA-lixo e vai deixar sobrar apenas a porcão elitista dos genes ativos. Somado este instinto inconsciente com o instinto herdado dos animais mais recentes, determina-se assim todo seu comportamento, suas atitudes em cada detalhe da vida, e suas crenças, inclusive mistica e ideológica.

Mas temos um grande problema aqui. Já se vão talvez três bilhões de anos que o DNA-lixo esta colado aos genes ativos e nunca foi eliminado. Então não é racional acreditar que sera’ eliminado. Pode ser e pode não ser, mas a aposta mais racional é que não sera’ eliminado porque por todo o tempo passado nunca foi.

E as mais recentes noticias que vem dos laboratórios de pesquisa é a crescente descoberta de que do DNA-lixo vem sinais, funções que atuam nos comportamentos dos genes ativos, talvez apenas suportando-os ou talvez,… controlando-os. Existe inclusive uma equipe de pesquisadores reunidos num projeto que esta’ se ocupando apenas de estudar o DNA-lixo, é desta equipe que esta vindo estas descobertas. Tanto são os acúmulos das descobertas que automaticamente a comunidade cientifica esta evitando falar em DNA-lixo, pois esta parecendo que não se trata de lixo.

A Matrix/DNA tem uma sugestão. Os grandes trechos do DNA-lixo são de letras repetitivas insinuando que nada significam. Então encontra-se trechos como AAAAAAATTTTTTTTTTT…. repetindo as bases a perder de vista. De onde veio isto, porque o DNA é assim? E` porque o DNA registra a evolução no seu tempo certo, ou seja, os eventos são ordenados na correta sucessão que ocorreram. E acontece que a evolução de uma certa característica forma uma sub-estrutura que sera alocada para um ponto, mas precisa que aquele ponto tenha outra estrutura já pronta. Se a outra demora mais, é preciso no código preencher o tempo de espera, e o DNA faz isso repetindo as bases, dando tempo ao tempo para chegar na hora certa. Um exemplo talvez infeliz que me ocorre agora seria  quando o DNA esta’ construindo o esqueleto ósseo, faz os maxilares e já devia fazer os dentes ósseos porem estes vão depender de raízes e partes molas carnosas, que apenas virão depois. Enquanto a operação do osso espera, tem que ser anotado o tempo no DNA senão ele reinicia com os ósseos em tempo errado. Creio que a repetição das bases para ficar fazendo hora é um grande truque.

Mas a Matrix/DNA tem outra sugestão que é de se ficar arrepiado: os trechos do DNA de longas cadeias repetitivas e que pouco atua nada tem de inútil ou lixo. São os registros de quando o DNA não existia como biológico mas sim era a Matrix eletromagnética ou mecânica astronômica construindo os nossos antepassados sistemas astronômicos. E ali o tempo na escala astronômica e onde as coisas são feitas mais separadas e depois superpostas, é preciso deixar no código estes tempos certos registrados. Como os nossos antepassados – átomos, estrelas, planetas – criaram a base para quando chegasse a vida e suportam a vida, assim é o DNA que parece inativo, as bases e o suporte para os genes ativos. Os sinais e atuações que se observa vindo deles são como as chuvas no planeta que ocorrem necessariamente, ou como a diferença entre o dia e a noite que ordena aos genes ativos quando devem descansar ou atuar. E’ uma sugestão fantástica mas que para mim, faz perfeito sentido. Não vejo como poderia ser de outra forma. Por isso a Natureza nunca o descartou!

Mas como as Ciências não conhecem a Matrix/DNA e jamais acreditaria nessa sugestão, a continuidade da crença em que o DNA tem lixo e` conveniente principalmente para os direitistas se justificarem nas suas ações predatórias contra a grande massa dos pobres.

A minha grande pergunta aqui é se a grande massa dos pobres serão eliminadas naturalmente ou serão dirigidas pela Natureza a romper a divisão entre ela e os ricos gerando um sistema final igualitário? Pois com certeza, o mundo biológico vai mudar do presente estado de caos para o próximo estado de ordem, e esta’ divisão ali não cabe, não se encaixa. No DNA os genes ativos aprenderão a resolver tudo sozinhos sem mais precisar do suporte e talvez controle do ex-DNA-lixo a ponto que a inatividade total dos componentes do ex-DNA-lixo seja finalmente descartada na transmissão hereditária?

Creio que uma inteligencia alienígena, vinda de fora do mundo biológico, não teria uma resposta a esta pergunta. Simplesmente ninguém pode ter certeza de futuro algum e esta inteligencia sairia de fininho lavando as mãos, como quem não tem nada a ver com isso. Mas nos humanos, estamos dentro do mundo biológico, e sabemos que nossas atitudes agora podem interferir no nosso destino, se para melhor ou pior, como esta sendo o presente caso do clima planetário. Me prece que não podemos simplesmente lavar as mãos, vamos ter que estudar esse problema mais a fundo para nos dirigir a uma decisão, a qual sera uma aposta, sujeita a sorte ao asar, que sera determinada pelo futuro. Vou apostar em que o ex-DNA-lixo e a grande massa dos pobres serão eliminados? Ou em que esta divisão entre genes mais ativos, e agora, esta carga genética menos ativa, sera eliminada? Quando entrar-mos no estado de ordem?

Cada um terá que escolher em qual dos 50% de possibilidades vai apostar. Alias, esta escolha já foi feita quando decidimos ser ou direitista, ou esquerdista, ou massa neutra. Os direitistas acreditam piamente que o que consideram ainda “lixo”, vai ser eliminado e com isso se convencem que tem de planejar as coisas para o mundo em que existirão apenas eles, enquanto os esquerdistas se convenceram que a divisão sera rompida e tem que planejar o mundo que sera igualitário, e nesse meio, a massa neutra esta convencida que não se deve quebrar a cabeça com essa questão porque o mundo e` assim e sera ele quem vai decidir contra qual decisão nada podemos fazer.

Existe agora os debates e as vezes confrontos mortais entre direitistas e esquerdistas porque cada qual acredita tanto em sua aposta que quer convencer os opositores a mudarem sua aposta. E como humano, eu não tenho como ficar de fora destas três tendencias, me parece que ninguém tem. A natureza sempre apresenta inicialmente dois extremos conflitantes entre si e uma terceira alternativa que e` o equilíbrio no sistema depois que os dois conflitantes se exauriram. Então a natureza estaria sugerindo que quem esta certo nessa briga e` a massa neutra? Ela vai herdar a Terra depois da guerra? Mas ela realmente representa a terceira alternativa, a do equilíbrio? Qual a terceira alternativa entre eliminar o ex-DNA-lixo, ou eliminar apenas os genes ativos porque são predadores? Seria a de eliminar ambos ou não eliminar nenhum?! Ou ainda, conservar apenas os considerados bons de cada parte, mantendo uma mistura final dos dois?

Não me apraz a ideia de que o DNA inteiro sera eliminado, isto seria a extinção total da vida biológica. Não me apraz a ideia de que não sera’ eliminado nenhum e mantido o estado atual, pois creio que esta’ vindo o estado de ordem que não admitiria essa divisão. Não me apraz a ideia de que os genes ativos seriam os eliminados, pois isto eliminaria a possibilidade de continuar a evolução. Não me apraz a ideia de que o ex-DNA-lixo sera’ eliminado, pois esta hipótese estaria querendo inserir arbitrariamente na Natureza um mecanismo que nunca aconteceu em 3,5 bilhões de anos da existência do DNA.

Apenas me apraz por ora, considerando meus parcos conhecimentos e limites cerebrais, que haverá a normal e comum transcendência de especies, pela qual uma especie atinge seus limites evolutivos sendo transformada numa nova especie mais complexa. E isto significaria que o atual DNA biológico deixara de ser biológico, sera’ transcendido para algo diferente mais complexo. O que, por tabela, implica que os sistemas sociais humanos deixarão de serem sistemas sociais, para serem algo diferente e mais complexo. E aqui minha preferencia é reforçada porque a possibilidade aqui é que não exista mais “sistema” no que se refere ao agrupamento entre humanos, e se não existe sistema, não existe núcleo e periferia, todos são iguais, o tal sistema igualitário final.

Epa… mas dissemos antes que sistema igualitário é a bandeira dos esquerdistas. Não, não é. Mas vamos pular isso agora e vamos trazer outro detalhe influente nesse assunto.

Outro item que esta’ influenciando minha escolha é o resultado final sugerido pela minha teoria cosmovisionária, a Matrix/DNA. Este resultado pode ser definido por:

” O significado universal da existência dos humanos aqui e agora é o de que os humanos executem a função de genes inconscientes de que são genes, e do que estão construindo. E outra auto-projeção do passado no futuro, onde o passado genético se torna presente dos organismos construído por aquela genética. Naquela existiam genes construindo algo sem saberem o que estavam construindo. Mas o que os humanos estão construindo como genes? Um cérebro capacitado a ser a placenta final ótima para gerar uma parte, ou uma característica, da nova forma do sistema universal, denominada de auto-consciência. Assim os humanos são unidos a milhões ou trilhões de outros genes inconscientes que existem espalhados neste Universo, cada qual construindo uma característica especifica do grande embrião final. Nesse sentido, cada humano como um gene, possui, alias ele é, uma informação unica e especifica da característica que todos estão construindo. cada humano é uma mensagem, uma informação pessoal, intima, unica, intransferível e… indestrutível. Porque o Universo esta’ tunelado para esse grande processo genético de reprodução do que o criou, e este tunelamento garante que não pode ser destruída uma informação genética.

Se isto for verdade, se os resultados sugeridos pela Matrix/DNA estiverem corretos de acordo com a realidade final, isto sugere que o futuro nos aguarda com a solução do igualitarismo. Porque todos os oito bilhões de humanos terão que serem livres, capacitados usufruindo dos mesmos recursos materiais, para poderem executar sua missão individual. E em todos os sistemas sociais criados até agora, a grande maioria dos humanos tem sido algemados, proibidos de desenvolverem o cérebro como se necessita. Os direitistas acreditam que o povo “não precisa estudar, pois tem que cavar buraco e apenas isto”. Mas a Natureza não esta’ de acordo, e até agora ela eliminou e continua eliminando todos os grandes predadores que tentam impor num território suas regras, se acomodaram num modelo de vida, se tornaram becos sem saída, fecharam as portas a sua evolução, e foram eliminados, seja por meteoros, por escassez, tragedias climáticas ou ataques viróticos… A Natureza é lenta, espera, porque ela atua na escala astronômica do tempo e não na escala humana, mas executa.

Mas existe um porem… sempre existem os porems…

Isto não explica 50% dos fatos que vemos neste Universo relativos aos fenômenos naturais do lado do mal em relação aos humanos. Na placenta na barriga da minha mãe não existia 50% de genes predadores causando carnificinas sobre outros genes e moléculas (bem… em relação a estas parece que sim, existia), nem 50% de forcas e elementos naturais tentando impedir o bom desenvolvimento do feto. Então a Matrix/DNA ainda não explicou a causa destes 50% do mal, o que é a metade do mundo. Um Universo tunelado para um processo embriogenético não poderia conter  nenhum mal. Apenas o bem.

Alem disso, existe outro processo natural que não casa bem com essa visão cosmovisionária. Me refiro ao fenômeno dos… “ovos botados fora com a prole abandonada a própria sorte”. Num Universo tunelado só deveria existir o processo dos… “ovos mantidos dentro até o nascimento e prosseguindo depois sendo mantidos protegidos ate ao menos sua maturidade”. Mas desde as primeiras bactérias ate os repteis, a evolução produziu os ovos botados fora, de maneira que inclusive algumas destas criaturas como geradoras devoravam os próprios filhotes ao emergirem de dentro dos ovos. De repente algum réptil ( segundo a Ciência teria sido o cinodonte) se condoeu de amores pelos ovos e seus rebentos que resolveu fazer o heroico e torturante, fatal e mortal muitas vezes, sacrifício de manter o máximo possível os ovos dentro, cuja evolução acabou produzindo os mamíferos. Estou trazendo a lembrança deste fenômeno aqui porque isso explicaria aos humanos o porque estão tão fragilizados sujeitos a tantas tragedias lhes ceifando a saúde a e vida, como predadores, parasitas, e tempestades geológicas ou climáticas. Isto esta sugerindo que a Natureza aplica esse mecanismo dividido em duas fases ( primeiro os ovos fora e em seguida, os ovos dentro), toda vez que vai produzir uma nova especie, ou forma de sistema natural. Alias, a Matrix/DNA, no seu modelo teórico astronômico, mostra que essa divisão entre ovos fora e dentro  já existia desde a formação dos sistemas galácticos, e na mesma sequencia, esta é uma lei universal. Se assim for, temos tudo para deduzir que este novo sistema sendo gerado aqui e dentro de nossas cabeças, encontra-se na primeira fase da evolução, somos como ovos botados fora sujeitos a todo tipo de tragedias. Assinando carta aberta para os 50% do mal atuar a vontade sobre nossas costas. Então novamente vem este estranho paradoxo. Mas…

A mesma Matrix/DNA, quando nos dirige na escrita narradora da Historia Natural Universal, relata um episodio em que quando estávamos na forma de um antepassado muito longínquo – mais exatamente na forma de sistema astronômico – cometemos um gravíssimo erro. O qual teria ou criado ou aberto as portas aos 50% do mal. Não vou copiar aqui este longo texto, apenas resumindo, nosso ancestral escolheu a opção proibida de ser um sistema fechado em si mesmo como um paraíso eterno para si, cortando relações com o resto do mundo e fechando as portas `a sua própria evolução,… e do qual herdamos o tal gene egoísta. isto explicaria tudo mas ai traz uma nova questão. Isto implicaria que os genes neste processo de construção possuem a faculdade do livre-arbítrio, ou seja, a capacidade de se desviarem do projeto universal para criarem um embrião diferente. As vezes numa embriogênese resulta algum tipo deformado, de monstro, mas não creio que foi por ação dos genes, e sim por alguma força alheia externa.

Estaria este Universo tunelado inclusive para suportar e conter as imprevisíveis possibilidades de criaturas com livre-arbítrio? este Universo teria sido tunelado para produzir apenas os 50% do bem, mas mantendo oculto como potencial latente, os 50% do mal, e adequado para suportar as investidas deste mal, adequado para suportar os desvios para mundos monstruosos criados pela imprecaução do livre-arbítrio, de maneira que no final estes 50% do mal ativados pelos erros do livre-arbítrio, desapareçam no resultado final em que o mundo final criado pelas criaturas seja exatamente a imagem e semelhança do criador?!!!

Seria uma versão da fabula do filho prodigo. Você esta’ livre para construir e experimentar todos os tipos de mundo que na sua mente acreditar que seja melhor do que o reino de seu pai, e as portas desta casa serão mantidas abertas porque com certeza iras procurar e não iras achar, porque eu procurei no mundo todo também e não achei outra coisa melhor, esta’ é a ultima possibilidade da extrema perfeição, e com certeza construirás um mundo igualzinho a este, onde pensaras que és o deus criador. E um dia sabendo que seus pais existem em outro mundo vai convida-los a sua casa, e sua mãe dirá ao seu pai: “Mas esta é exatamente a nossa casa!”…  E seu pai sorrindo respondera’ ” Deixe nosso filho acreditar que ele criou esta casa, se ele precisa sentir que é Deus e que é o Senhor aqui, nos não precisamos sentir isso, não lhe neguemos sua felicidade”.

Esta’ explicado o porque optei, depois de tantas considerações, a opção do sistema social humano igualitário necessário para que haja a transcendência? E porque temos tantos obstáculos nessa vida? Mas cuidado! Eu particularmente acredito que não tenho nenhuma ideologia, não sou partidário nem da direita, nem da esquerda, nem da base neutra, mas eu não acredito no que meu julgamento conclui sobre mim mesmo. Afinal fiz a escolha de uma aposta, que é diferente de todas as outras apostas existentes, mas é uma aposta e se lhe falo sobre minhas razoes, é porque mesmo inconscientemente eu estou tentando convence-lo a mudar sua aposta. Não o faça sem muito raciocinar antes, posso estar todo errado.

Falta ainda explicar o que se passa na cabeça da esquerda, do porque ela quer um mundo igualitário. Eu penso que não querem o mundo igualitário e vou explicar.

Todos os sistemas sociais humanos criados ate agora nada mais são que mera imitação do sistema ecológico desta biosfera. Tanto nas selvas, quanto nos áreas, quanto nas águas dos rios e oceanos, observamos a mesma divisão do poder por classes de animais. Existem os grandes predadores ( leões, dinossauros,anacondas, nos continentes, aguais nos ares, tubarões nas águas, etc.), os médios predadores (lobos, raposas,bagres, abutres), e existem as presas (ovelhas, coelhos, pombas,etc.).  Pois todos os sistemas sociais – seja o comunismo, a monarquia, o feudalismo, o Egito dos faraós, o capitalismo, etc.) apresentam as mesmas três classes na divisão do poder: a classe oligárquica, a classe media, e a massa dos pobres. Se a massa dos pobres é inerte, acomodada, mentalmente condicionada pela oligarquia, e a classe media é uma especie de capataz da oligarquia, de onde surgem os militantes esquerdistas contra a oligarquia e nisso, contra a classe media? A unica resposta que encontro são mutações genéticas. De dentre as três cargas genéticas ocorrem mutações criando lobos e raposas com tendencia a serem, na vida real, a oligarquia, destronando os leões. Ora, estes lobos não sonham com um sistema igualitário, sua investida é para manter o sistema dividido. Se apresentam um discurso a favor da redenção dos pobres é um esforço em substituir o condicionamento mental pela religião por outro tipo de condicionamento mental que lhes proporcionara’ o apoio das massas na sua luta de conquista.

Já expliquei porque não sou nem direitista nem da classe neutra e agora explico porque não sou também esquerdista. E acho que estas três posições derivam da herança dos instintos animalescos, e o homem sábio deve procurar sempre cada vez mais se distanciar dessa herança vergonhosa, que foi um período triste na evolução porque caímos devido ao erro no antepassado, procurando se auto-exorcizar destes três instintos, somente assim estaremos acessíveis as forças que nos trazem a transcendência dessa especie para algo mais ampliado ao nível cósmico. E uma escolha sofrível porque estimulamos inimigos nas três classes, tendemos a sermos isolados, não pense que é fácil, mas a esperança é que cresça o nosso numero para que possamos ter uma comunidade e alguma força para também participar nos nossos destinos com nossa opção.