Archive for the ‘A Grande Causa da Humanidade’ Category

Adão e Eva e o Paraíso, a Queda,… esta sendo provado pela Matrix/DNA?

quarta-feira, agosto 9th, 2017

xxxxx

Num debate na Internet consegui explicar uma das teorias da Matrix/DNA de forma nunca pensada antes. Registro aqui o debate para pensar nisto:

luvdomus  – 4 hours ago – 8/9/17:

The ‘jump” of abiogensis was a series of very small steps over millions of years.

There was no origins of life, so, no jump of abiogenesis. Biological systems (aka,life) were built by the building blocks of this galaxy, which worked as photons-genes and became the building blocks of DNA. All known properties of life were existing in less evolved state at this galaxy, by entropy its information fail to Earth surface, as the initial conditions. See at my avatar and website the face of LUCA ( the Last Universal Common Ancestor) the evolutionary link between inorganic and organic, but it never came to Earth, it is surrounding us in the sky. Ok I described my theory. But you said “The ‘jump” of abiogenesis was a series of very small steps over millions of years”, in an affirmative way. You was not there, you have not watched it, so you need to advise that you have a theory. Time and more data will solve which is the best.

+Luvdomus – Why do you believe it happened by small steps? Science has never shown life to come from non life in small steps or big steps ever. So why would you believe it?
+Luvdomus – that’s because bacteria and viruses also play a roll in the complexity of life , this video did not get to that yet. Also 4 billion years of evolving matter to living things is hardly a jump. Do you really understand how long 4 billion years is ?

Smoothsay2 Smoothsay 

+Santana – Do you really believe that chemicals could assemble themselves into DNA that is programmed to build cells, rna, cellular machinery, & self correcting rna polymerase transcription functions & reproduction systems? Rather a wild accident isn’t it 4 billion years or 100 billion years do you actually believe this would happen?

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli 48 minutes ago

Smoothsay2 – Now, imagine this belief growing. Then they will write their sacred book. ” There was a talking rock radiating light that separated the waters of the Red sea and came to Prophet Darwin saying that…”
I suspects in this way were wrote the Kuran, the Bible, etc. and, do you believe that till today there are people believing in that?! But, for telling the thru, I found that Genesis is the correct scientific description of the events that brought life and the man to Earth. It is the right description of LUCA (the Last Universal Common Ancestor) and the events creating life here. If you see and understand how works the system called LUCA ( its face is at my avatar – the life cycle of any astronomic body like Earth, and the building blocks of galaxies), you will discover all Genesis’s symbols there: the system was a paradise for X and Y (Adam and Eve), in shape of an apple, with a systemic circuit in shape of a snake, the spiral galaxy seems a tree, etc. In fact, X convinced Y to eat the apple ( which means the selfish state of closed system). And attacked by entropy the system falls to planet’s surface, in shape of genes-photons, which guided the terrestrial atoms to build aminoacids, molecules, RNA, till the first cell, which is the exactly biological copy of our sinner ancestor… the Milk Way.

Genesis is all about metaphors describing the scientific complexity for lay man! But how any ancient man knew that? 2 theories: 1) our ancestor and those events are registered at our DNA ( the junk DNA) which are at the center of our neurons and altered mental states produces flashes from that memory. Since ancient man did not know nothing about astronomy, he found the way to explain it by metaphors. 2) Aliens were here and told it… I don’t see another alternative, since I can not believe that a God of a multiverse came here…

oz surveillance oz surveillance1 minute ago

Louis Charles Morelli – the problem with metaphorical ideas is they are subject to any kind of interpretation so you will always will be able to make them match with any scientific or metaphysical theory.

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli1 second ago

oz surveillance _ Ok, then, I will invite you to a challenge:
Find the scientific theory that matches with the following:
1) We built this modern city where humans will live as a paradise. But like the Brave New World of Huxley and under the Big Brother, humans will be stupid and stagnating in this shape forever. Take the red pill if you want living here;
2) Outside there are those humans cities in state of chaos, lots of problems, misery, diseases, etc. But, those people will be opened to their evolution, they could reach the galaxies. Take the blue pill if you want that.
This was the exactly situation the author described with Eve offering the apple: eat the apple, the red pill, standing forever in this “jungle” paradise I built for us; do not eat the apple and we fall in chaos far away from here…
We found that the vital principle is encoded in a light wave, like that emitted after the Big Bang. The code worked matter and built the atom system, the star system, and when went to build the galactic system… matter was reaching its supreme goal, which is to be a closed system at eternal termodynamic equillibrium.
The code could doing a choice, unifying with matter and living that paradise; or fighting matter, suffering at chaos but keeping the state of opened system, opened to its own evolution. The red pill or the blue pill?
The code choose the paradise, from the Universe came the Clausius Law, the entropy that produces the death of any system. The code falls at planets, here we are. Please, find the scientific theory that matches this metaphora like the Matrix/DNA Theory – a merely philosophical naturalist theory, matched it… Good look…
E um dia depois, retorno ao debate porque uma grande, espetacular descoberta cientifica foi anunciada ( Cientista tem notado uma explosão de luz quando um óvulo humano é fertilizado), confirmando varias teorias que eu tinha escrito no debate ( e acrescento abaixo a figura do espectro eletromagnetico interpretado pela Matrix/DNA que foi a base inicial dos calculos que me levou `as previsoes acertadas aqui).
To everybody debating with me in this thread: please, see how and why the Matrix/DNA world view during the last 30 years has confirmed hundreds of its previsions. Two days ago I wrote here: ” We found that the vital principle is encoded in a light wave, like that emitted after the Big Bang”. Today I am reading the news: ” Bright flash of light marks incredible moment life begins”. I have wrote here that in this Universe is occurring a natural genetic process of reproduction of the unknown thing that triggered the Big Bang as an act of fecundation. And I wrote here that evolution is expanding like waves in the water: each new wave carries own the dust of the last wave and reaches more dust ahead. So the second wave of evolution receives the systems from the first wave, aggregating new information, evolving it and throwing it to next wave. The last wave has repeated all step of all waves before, that’s why a new shape, like a human embryo, repeats all evolutionary shapes. It means that the first moment of human life repeats the first moment of the Universe when the “life” of a universal natural system is began. It was a genetic code encoded by photons, then evolved to an atom like the first cell; to a nebulae of galaxies like the blastula… and so on.

So,… every time that the universal system is recreated, the event of the Big Bang is repeated! What happens at the fecundation of the Universe, 13,8 billion years ago, happens at the fecundation of any animal ovule. It is light everywhere, because the universal code for life first came in shape of a light wave!

 

Why? Because this Universe is not a magician. It can not create new information than those inserted in it at the act of its creation. It can not creating things by another method than that it was created. Anther method would means ” never existed before new information”, and this would be magics

What you see and think is new information is merely the result of fuzzy logics, the mixing of two or more standard information generating the possible levels of sub-information between them.

I will research now what is the secret of zinc atom, it must have some property that something at the Big Bang had. But, as I said thousand times, the big secret of genome, or DNA, is that its electrons are occupied by photons with information of the life’s code. So, that light saw by scientists occurs when the male counterpart that contains the half of the code’s network meets the another half and the entire network flourishes… the mechanism is repeated when a supernova is born, as you can see at Matrix/DNA astronomical models. Three days ago another great prevision was conformed: #0 years ago when I got the copyright of this theory it contained that a star’s nucleus has a dynamics like the first frequency of light wave, which is the strongest. So, the nucleus should have a rotation fast than the above spherical rotations… This whole theory is results from calculations applying the most natural logic as I was studying the biosphere at Amazon jungle… and its right previsions has suggested that nature does not plays dice with its creatures, although we insist to play dices with her.
Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory
A little bit of information about this issue – how to interpret the graphic ( click the image for seeing bigger):

At the extreme right ( before the gamma ray), there is the source of the wave. At the gamma ray occurs the event of fecundation ( it can be fecundation for a new  universal system, like the Big Bang, or the fecundation of an ovule, or the gestation of anew astronomical body, which begins by the nucleus, that’s why I predict the strongest vibration, or rotation, at Sun’s nucleus). See that the wave is merely the process of life’s cycle, so, the genetic code that became very complex today, at its begining was too much simple, merely the process of life’s cycle. At another articles here I describe how this light wave becames the Matrix/DNA formula.

Lições de vida: O que só se descobre na hora da morte

terça-feira, agosto 8th, 2017

xxxx

Bronnie Ware, uma enfermeira que durante vários anos cuidou de pessoas que eram muito idosas ou estavam enfermas em suas casas – escreveu “The Top Five Regrets of the Dying – A Life Transformed by the Dearly Departing”, que, como o título diz, trata dos cinco arrependimentos mais comuns manifestados pelas pessoas antes de morrerem.

No livro da Bronnie aparecem essas ideias, e os comentários dela:

  1. Eu gostaria de ter tido a coragem de viver a vida que eu quisesse, não a vida que os outros esperavam que eu vivesse.

“Esse foi o arrependimento mais comum. Quando as pessoas percebem que a vida delas está quase no fim e olham para trás, é fácil ver quantos sonhos não foram realizados. A maioria das pessoas não realizou nem metade dos seus sonhos e têm de morrer sabendo que isso aconteceu por causa de decisões que tomaram, ou não tomaram. A saúde traz uma liberdade que poucos conseguem perceber, até que eles não a têm mais.”

  1. Eu gostaria de não ter trabalhado tanto.

“Eu ouvi isso de todo paciente masculino que eu trabalhei. Eles sentiam falta de ter vivido mais a juventude dos filhos e a companhia de seus parceiros. As mulheres também falaram desse arrependimento, mas como a maioria era de uma geração mais antiga, muitas não tiveram uma carreira. Todos os homens com quem eu conversei se arrependeram de passar tanto tempo de suas vidas no ambiente de trabalho.”

  1. Eu queria ter tido a coragem de expressar meus sentimentos.

“Muitas pessoas suprimiram seus sentimentos para ficar em paz com os outros. Como resultado, ele se acomodaram em uma existência medíocre e nunca se tornaram quem eles realmente eram capazes de ser. Muitos desenvolveram doenças relacionadas à amargura e ressentimento que eles carregavam.”

  1. Eu gostaria de ter ficado em contato com os meus amigos.

“Frequentemente eles não percebiam as vantagens de ter velhos amigos até eles chegarem em suas últimas semanas de vida e não era sempre possível rastrear essas pessoas. Muitos ficaram tão envolvidos em suas próprias vidas que eles deixaram amizades de ouro se perderem ao longo dos anos. Tiveram muito arrependimentos profundos sobre não ter dedicado tempo e esforço às amizades. Todo mundo sente falta dos amigos quando está morrendo.”

  1. Eu gostaria de ter me permitido ser mais feliz.

“Esse é um arrependimento surpreendentemente comum. Muitos só percebem isso no fim da vida que a felicidade é uma escolha. As pessoas ficam presas em antigos hábitos e padrões. O famoso ‘conforto’ com as coisas que são familiares O medo da mudança fez com que eles fingissem para os outros e para si mesmos que eles estavam contentes quando, no fundo, eles ansiavam por rir de verdade e aproveitar as coisas bobas em suas vidas de novo.”

Previsão da Matrix/DNA Confirmada com a descoberta da onda G no núcleo solar

domingo, agosto 6th, 2017

xxxx

Quando um povo esta’ meio perdido porque esta’ sendo testado pelas crises em suas crenças existenciais, suas interpretações do mundo natural e/ou espiritual, é o momento de grande oportunidade para a evolução provocar as mutações psíquicas ou mentais, no sentido de corrigir os erros e encaminhar este povo para os acertos. `A primeira vista este método da natureza parece desumano, covarde, pois se um ser vivo esta lutando em desespero pela sobrevivência material deveria-se ajuda-lo nessa luta imediata e não levar-lhe filosofias para o cérebro, pois isto o enfraqueceria na luta física real e poderia aniquila-lo. Mas temos observado nas muitas vezes em que a natureza é cruel com suas criaturas que ela parece entender que a tortura da carne não tem importância, talvez porque isso não fere fisicamente a consciência, que é o que realmente lhe importaria. De qualquer maneira o mecanismo sempre funcionou, desde as mutações cosmológicas em átomos e galaxias: um sistema que esta no topo da evolução se acomoda e interrompe sua evolução, a natureza ataca com a entropia que o leva a degeneração e morte, fragmenta-o em seus bits-informação, conduz estes bits a um novo ambiente, ali se confrontam competitiva e caoticamente, mas de dentro do caos eles vão se levantando como o fluxo da ordem e da harmonia que gera o novo sistema a ocupar o topo. Foi nessa mistura alucinante e sofrida do caos que a natureza inseriu novas informações através do ambiente que produziu as novas mutações necessárias.

Muitas nações estão em maior ou menor grau de crises agora, algumas em crise econômica, outras em crise pela insatisfação com o estado da vida, do trabalho, etc. Particularmente o Brasil esta numa crise de identidade e econômica de grande perturbação. O caos se agita, momento oportuno para a evolução universal, que de alguma forma deve inserir na mentalidade brasileira novas informações que produzira nova interpretação da natureza, da existência, uma nova visão do mundo, da qual surgira um novo estado de ordem passada a tormenta, mais sincronizada com a realidade universal.

Como e de onde vira’ as novas informações, quais serão elas. lembre-se que estas informações nada tem a ver com soluções econômicas ou politicas num primeiro plano. Elas são de ordem cosmovisionária, visando alterar operações e conexões entre neurônios do cérebro. Sao as alterações que depois conduzem o povo, inconscientemente, a solucionar os problemas atuais e se estabilizar num n ovo estado de ordem.

Não seria generoso por parte da natureza, por exemplo, focalizar os jovens da classe media que tem como supremo objetivo agora conseguir se instalar em escolas superiores ao mesmo tempo que tenha garantido um certo conforto financeiro, e lhes enviar um novo Jesus Cristo trazendo novas informações e pregando mensagens para a vida depois da morte. Eles estão precisando de um Barrabás, um novo líder forte que derrube os atuais poderosos e traga progresso econômico para eles. Mas a natureza vai fazer assim como fez com os desesperados judeus naquela época.

O que escrevi aqui até agora são conclusões baseadas em fatos reais observados, porem, este conjunto de fatos nos leva irresistivelmente a elaborar novas conclusões, ao que chamamos de teorias, portanto, o que vou expor agora são produtos da minha teoria. Na verdade ( sugere a minha teoria), a natureza bruta se constitui de uma longa avalancha, uma cadeia de causa e efeitos que avança misturando tudo, fazendo e destruindo e refazendo, sem qualquer rumo previsto por ela. Mas infiltrada no meio desta cadeia existe um principio que vem do alem da natureza universal, do antes do Big Bang e de algo alem deste universo percebido por nos. Este principio já produziu em outros planetas algumas formas de vida com consciência bem mais evoluídas que a humana, as quais descobrem o principio e seu objetivo, e então passam a ajuda-lo a progredir, assumindo-o e dirigindo-o a fazer suas transformações em seres de consciência menos evoluídas, como nos humanos. Mas eles não podem modificar o conjunto das forcas e elementos naturais, englobados no que chamamos de leis naturais, pois o proposito deste principio e’ que as consciências se construam por si próprias para serem depois totalmente livres, e isso implica que sejam mantidos certos livre-arbítrios destas criaturas. Eles devem pegar o principio e leva-lo as redondezas das criaturas, disponibilizando-lhes a ingestão ou não destas novas informações. Eles não podem enviarem Barrabás para modificar as estruturas sociais, e sim Cristos, Budas, para atuar a nível mental.

A função de Jesus foi tao sutil que talvez ninguém mais a tenha percebido ate’ hoje. E para inserir este Jesus em nosso meio, basta a consciências extraterrestres mais evoluídas, procurarem um embrião em formação que esteja morrendo antes de se formar, inserirem um software programado no seu DNA, e faze-lo reviver sob o domínio deste software.

A maior causa dos sofrimentos e conflitos entre humanos naquela época eram as lendas religiosas deturpando totalmente os objetivos do principio cósmico, então a mensagem teria que estremecer os velhos testamentos e apresentar um novo. Se ainda perduram resquícios na mentalidade humana atual, a dominância dos velhos testamentos foi substituída por outra dominância relativa a visões do mundo, a dita visão materialista cientifica. E qual a origem desta nova visão?

A maior causa de conflitos hoje deve-se `a formação do cérebro no meio do caos selvagem passando pelos animais que transferiram para o homem sapiens suas configurações neuroniais, nas quais a divisão dos indivíduos e do poder se deve aos três instintos básicos: o de grande predador ( que nos sistemas sociais humanos tem produzido as aristocracias dominantes); o de médio predador ( produzindo as classes medias) e a das presas ( produzindo a grande massa dos dominados). O objetivo supremo do principio vital e consciente é exorcizar do cérebro humano estes 3 instintos. Como o mais difícil é purificar o crebro com tendencia a grande predador pois eles se acomodam pela força e privilégios que desfrutam objetando as mudanças, Jesus trouxe informações em mensagens e atuou como exemplo a ser imitado visando amenizar as três tendencias, mas principalmente mensagens que tocassem mais fundo a tendencia a grande predador. Dois mil anos depois – o que e’ quase nada para o tempo cósmico do principio – pouco influenciou, mas pelo menos a barbárie dos chefes inquisidores brutais das religiões foi em algum grau menor, amenizada.

Não existem seres mais práticos, pragmáticos, utilitaristas, na luta pela sobrevivência e busca de conforto, do que os animais irracionais. Herdamos o cérebro deles e com isso nossa moderna e dominante visão do mundo é a cientifica, extremamente utilitarista, pragmática, exclusivamente pratica, sem qualquer poesia, emoções, etc., atributos trazidos pela consciência. Hoje os tais extraterrestres enviariam softwares que fariam seus portadores estremecerem as bases dessa mentalidade, que são as erradias interpretações dos fenômenos naturais com os quais o método cientifico trabalha. reinterpretando, corrigindo a visão de mundo, conduz-se os cérebro a se re-configurarem no caminho certo.

Pois este autor aqui não recebeu nenhum software nem nunca teve nenhuma experiencia alienígena, mas foi la’ passar sete anos nas noites solitárias a conversar com a natureza virgem para tentar consertar sua herdade visão do mundo que ele intuía estar errada. Esta dentro das possibilidades humanas se corrigir sem precisar da interferência externa, pois a natureza também contem em si o principio da autocura. O resultado do coloquio noturno e secreto com a natureza foi uma nova visão do mundo que me obriga a reinterpretar todas as interpretações que os cientistas tem feito sobre cada nova descoberta de fato real que fazem. Não que eu acredite como religioso na minha visão do mundo e nas interpretações que ela sugere, pois sei que meu primitivo cérebro não seria capaz de processar as informações complexas da Verdade. Mas como também não acredito nas interpretações dos cientistas, e as minhas tem ganhado nos últimos 30 anos, continuo insistindo com elas, afinal, elas me conduziram a exorcizar de mim os três instintos, então, deve ser experimentada, pois se elas não são a Verdade, parecem terem avançado mais na sua direcao que a materialista.

Reinterpretar as interpretações da academia que opera o método cientifico. Isto implica coisas complexas como acrescentar e diminuir detalhes nos atuais modelos teóricos de átomos, galaxias, células, cérebros, código genético, etc. Então vou, para finalizar este longo artigo, apenas citar um exemplo do ocorrido hoje que ilustra como estou fazendo este trabalho. Logo de manha ao buscar as noticias cientificas na Internet me deparei com uma que tem um efeito espetacular no meio acadêmico intelectual e cientifico. O titulo é:

Descoberta dá início a uma nova física solar

no link:

http://hypescience.com/segredo-nucleo-sol/

3948293487 core 1

Resumindo muito e num linguajar popular para leigos como eu, a noticia diz que, apesar de sempre terem acreditado que as esferas concêntricas de diferentes matéria solar tenham suas rotatividades iguais, na mesma velocidade, descobriram que o núcleo do Sol gira 4 vezes mais rápido que a ultima camada da superfície. Com isto descobriu-se que o núcleo solar é conduzido por uma especifica forma de frequência de onda, a denominada onda G, a qual é diferente do tipo de onda que opera na sua superfície, a onda P. Ora, esta descoberta tem muitas implicações, e uma delas significa que vão ter que repensar e refazer muitos conceitos teóricos do seu modelo teórico solar. Inclusive falam na noticia que esta descoberta traz novas informações sobre como foi as origens, a formação do Sol e do sistemas solar.

Pois por inacreditável que possa ser, eu fiz um modelo teórico astronomico na selva a 30 anos atras, muito diferente da teoria acadêmica, que previu exatamente a descoberta deste exato resultado. Não apenas parecera inacreditável para o publico, mas é definitivamente inacreditável para os acadêmicos, pois eles se recusam sequer a dar uma olhada nos meus modelos. Não adiantaria eu gritar que o que vale na Ciência é a teoria com maior capacidade de previsão, a que tem apresentado mais previsões que foram confirmadas, eles não aceitam que alguém fora de seu meio pudesse fazer tal coisa, assim como os acadêmicos e reitores religiosos da Idade Media não aceitaram sequer olhar para a teoria de Copérnico, ela não fazia qualquer sentido face sua visão do mundo.

Os meus modelos interpreta uma galaxia como tendo sido formada numa primeira geração pelo processo da simbiose e depois as outras gerações aprenderam a se replicarem. Sugere que os sete tipos principais de astros conhecidos – desde planetas, estrelas, quasares, pulsares, etc. – são apenas diferentes formas de um único astro inicial – uma estrela gasosa – na qual estava aplicada o mesmo processo vital que faz hoje um corpo humano se modificar em diferentes formas ao longo de sua vida – formas tao diferentes como a morula e’ de um adolescente, ou um embrião é diferente de um adulto. Sugere que o sistema formado pela simbiose destas formulas e’ exatamente igual a uma unidade fundamental de informação do DNA biológico, sugerindo então que existe uma especie de DNA universal para todos os sistemas naturais, animados ou não. E sugere ainda que esta formula é o principio vital universal que se manifestou pela primeira vez na forma da onda de luz completa pelos sete tipos de radiações conhecidas.

Ora, estas sete radiações diferenciadas entre si, apresentam especificas faixas de frequências com suas especificas vibrações. Como seu espectro geral chamamos de onda de luz, notamos que as intensidades e comprimentos destas faixas estão numa sequencia que corresponde exatamente a mesma sequencia de diferenças de intensidades de energia ao longo da vida de um corpo humano. A primeira faixa da onda, a dos raios gama, é a da maior intensidade pois ela acabou de nascer, de ser emitida pela sua fonte. Da mesma forma, as primeiras formas de um novo corpo humano, estão numa faixa em que a energia é a mais inquieta, mais intensa, que suas formas posteriores, como jovens, adultos, etc.

Se o processo de formação dos sistemas astronômicos e seus astros individuais imitam o processo da formação dos corpos humanos e da onda de luz, isto significa que o Sol existe condizido por um espectro invisível destas mesmas ondas, nesta mesma sequencia. Estas ondas concêntricas tem inicio certamente no núcleo solar. E no inicio a energia é mais inquieta, mais intensa. Então qual seria das esferas solares aquela que rodopiaria mais rápido? Certamente não as ultimas da estratosfera solar, nem a da superfície, mas justamente a do núcleo. E não foi justamente isto que confirmaram agora?

Mas qual a importância de um zé ninguém mudo e isolado no mundo estar mostrando para ninguém ver ou ouvir, provas de que ele esta interpretando a natureza com mais acertos que as interpretações da academia que domina a sociedade humana?

Como eu disse no inicio, quer queiram ou não, a natureza aproveita as fases de crises para estremecer nossas estruturas físicas o que pode nos levar a mutações mentais. Assim, através de cirurgias dolorosas, ela vai, inconscientemente, tentando ajustar todos seus elementos, suas criaturas, na avalancha de causas e efeitos. Quando isso acontece a tragedia abate a muitos, que caem para não se levantarem mais ou como moribundos. Mas ao mesmo tempo existem nossas consciências irmãs mais evoluídas que tentam atuar antes que estas tragedias aconteçam, enviando-nos softwares que tentam nos levar a mudança por nos mesmos, o que seria muito menos sofrível. Porem, ainda existe em nos a capacidade de produzir-mos estes softwares nos mesmos, no caso do nossos irmãos não aturarem a tempo, ou não funcionarem tao rápido. Quando estou informando estas acertadas previsões, se alguém estivesse lendo-as, automaticamente sua visão de mundo estaria sendo mutada, sem precisar passar por cirurgias dolorosas. Nisto veja importância no que faco e por isso vou continuar insistindo… a toda vez que sair mais uma descoberta cientifica. Raios, eu já sabia da frequência G no núcleo solar a 30 anos…

 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

(Artigo da ScienceAlert ja’ traduzido pelo Hypescience)

A região mais interna do Sol está obviamente escondida de nós, e parece que isso permitiu que o núcleo de nossa estrela escondesse um enorme segredo. Pela primeira vez, os cientistas conseguiram medir com precisão a rotação do núcleo solar, revelando que ele não gira à mesma velocidade que a superfície – mas quase quatro vezes mais rápido.

Os pesquisadores consideravam a possibilidade de que a rotação do núcleo do Sol não pudesse acompanhar a sua parte externa, mas até agora não havia como saber com certeza – e muitos assumiram que todo o Sol se movia da mesma forma, em um movimento integrado.

Mas os dados mais recentes, obtidos pela Agência Espacial Europeia (ESA) e o Observatório Solar e Heliosférico da NASA (SOHO), fornecem a primeira evidência de um tipo de onda de gravidade de baixa frequência (onda g, não o mesmo que ondas gravitacionais) que reverberam através do Sol, o que acabou se tornando a chave para capturar a rotação do núcleo da estrela.

“Estivemos procurando essas ondas há mais de 40 anos e, embora as tentativas anteriores tenham insinuado as detecções, nenhuma foi definitiva”, diz o astrônomo Eric Fossat, do Observatório da Côte d’Azur, na França. “Finalmente, descobrimos como extrair inequivocamente sua assinatura”.

Até agora, os cientistas haviam conseguido medir ondas de alta frequência, chamadas ondas de pressão ou primárias (ondas p), que passam pelas camadas superiores da estrela e são facilmente detectadas na superfície solar.

Em contrapartida, as ondas g oscilam profundamente no interior solar e, embora possam nos falar sobre o comportamento do núcleo, elas não possuem assinatura clara na superfície.

“As oscilações solares estudadas até agora são todas ondas sonoras, mas também deve haver ondas de gravidade no Sol”, explica Fossat, “com movimentos ascendentes e descendentes, bem como horizontais, como ondas no mar”.

Usando alguns dados de observação de 16 anos do SOHO, os pesquisadores conseguiram isolar uma espécie de onda g chamada modo g, analisando quanto tempo leva para uma onda sonora viajar através do Sol e chegar de volta à superfície novamente: uma viagem de 4 horas e 7 minutos.

Combinando as leituras, eles descobriram uma série de modulações – como um movimento de ondas subaquáticas – que mostrava como as ondas g estavam chacoalhando o núcleo do Sol.

Os resultados sugerem que o núcleo do Sol gira em torno de uma vez por semana, que é quase quatro vezes mais rápido que a superfície solar e as camadas intermediárias, que variam, girando em 25 dias no equador e 35 dias nos pólos.

“Este é certamente o maior resultado da SOHO na última década, e uma das melhores descobertas de todos os tempos da SOHO”, diz Bernhard Fleck, cientista do projeto SOHO e do Goddard Space Flight Center da NASA.

Volta ao início

Quanto à forma como essa discrepância rotacional surgiu, o melhor palpite dos pesquisadores é que é uma espécie de volta aos primórdios do Sol. Eles acreditam que, de alguma forma, a radiação e o vento solar projetados a partir do Sol são, de fato, capazes de diminuir a velocidade de rotação das regiões externas, (NÃO) , mas é um fenômeno apenas superficial, que deixa a rotação do núcleo intacta.

“A explicação mais provável é que essa rotação do núcleo é um resquício do período em que o Sol se formou, há cerca de 4,6 bilhões de anos”, diz o astrônomo Roger Ulrich, da UCLA. “É uma surpresa, e emocionante pensar, que podemos ter descoberto uma relíquia do que o Sol era quando se formou pela primeira vez”.

Em suma, é uma descoberta maciça para os astrônomos, e agora que finalmente confirmamos a presença de ondas g no Sol depois de persegui-las por tanto tempo, os pesquisadores dizem que estão apenas começando. “É muito especial ver o núcleo do nosso próprio Sol para obter uma primeira medida indireta de sua velocidade de rotação”, diz Fossat. “Mas, mesmo que essa busca de décadas tenha terminado, uma nova janela da física solar começa agora”. 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Noticia no Science Alert ( no comments)

Scientists Just Revealed a Hidden Secret About The Sun’s Inner Core

http://www.sciencealert.com/scientists-just-revealed-a-surprising-secret-about-the-sun-s-hidden-core

xxxxxxxx

O paper publicado no Journal “Astronomy&Astrophysics”

O PDF  de 17 paginas e’ free para leitura

Asymptotic g modes: Evidence for a rapid rotation of the solar core

https://www.aanda.org/articles/aa/abs/2017/08/aa30460-17/aa30460-17.html

Abstract ( e minha pesquisa)

Context. Over the past 40 years, helioseismology

(ver helioseismology)

has been enormously successful in the study of the solar interior. A shortcoming has been the lack of a convincing detection of the solar g modes,

( ver solar g modes )

which are oscillations driven by gravity

(ver oscillations driven by gravity)

and are hidden in the deepest part of the solar body – its hydrogen-burning core. The detection of g modes is expected to dramatically improve our ability to model this core, the rotational characteristics of which have, until now, remained unknown.

Aims. We present the identification of very low frequency g modes in the asymptotic regime

(ver isso)

and two important parameters that have long been waited for: the core rotation rate, and the asymptotic equidistant period

(ver)

spacing of these g modes.

Methods. The GOLF instrument on board the SOHO space observatory has provided two decades of full-disk helioseismic data. The search for g modes in GOLF measurements has been extremely difficult because of solar and instrumental noise. In the present study, the pmodes of the GOLF signal are analyzed differently: we search for possible collective frequency modulations that are produced by periodic changes in the deep solar structure. Such modulations provide access to only very low frequency g modes, thus allowing statistical methods to take advantage of their asymptotic properties.

Results. For oscillatory periods in the range between 9 and nearly 48 h, almost 100 g modes of spherical harmonic degree 1 and more than 100 g modes of degree 2 are predicted. They are not observed individually, but when combined, they unambiguously provide their asymptotic period equidistance and rotational splittings, in excellent agreement with the requirements of the asymptotic approximations. When the period equidistance has been measured, all of the individual frequencies of each mode can be determined. Previously, p-mode helioseismology allowed the g-mode period equidistance parameter P0 to be bracketed inside a narrow range, between approximately 34 and 35 min. Here, P0 is measured to be 34 min 01 s, with a 1 s uncertainty. The previously unknown g-mode splittings have now been measured from a non-synodic reference with very high accuracy, and they imply a mean weighted rotation of 1277 ± 10 nHz (9-day period) of their kernels, resulting in a rapid rotation frequency of 1644 ± 23 nHz (period of one week) of the solar core itself, which is a factor 3.8 ± 0.1 faster than the rotation of the radiative envelope.

Conclusions. The g modes are known to be the keys to a better understanding of the structure and dynamics of the solar core. Their detection with these precise parameters will certainly stimulate a new era of research in this field.

xxxxx

Preciso agora ( depois de uma pesquisa sobre frequência G, etc.) ver quais as novas implicações para esta nova interpretação de uma estrela como o Sol. Por exemplo,

  1. esta sugerido que o núcleo imita F1, o estado embrionário no circuito sistêmico. Quais serão os outros seis estados do Sol? Seria as faixas das orbitas dos planetas outros estados, inclusive vibratórios, da mesma onda?
  2. os astrônomos sugerem que esta descoberta lança nova luz sobre a formação do sol. Para a Matrix/DNA, devo pensar se ela pode ajudar a calcular a segunda fase das formações dos sistemas astronômicos, ou como eles evoluíram da formação por simbiose para a formação por auto-replicação.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Questao postada no sub-reddit, topic Science > Asttrophysics

 

The spetacular discovey is that the sun’s nucleous rotates 4 times fast than its surface and has a “frequency G”. It happens that the Matrix/DNA Theory has an astronomic model which 30 years ago predict these discoveries. The model suggests that the sun’s nucleous performs the function F1 of a universal formula for systems. But, the F1 at galaxies suggests the existence of a rotative vortex replacing the theoretical existence of black holes. Now we have the problem: is the sun’s nucleous the origins of a “dust’s star formation” or the origins of a black hole? You can see the news at ScienceAlert:https://www.sciencealert.com/scientists-just-revealed-a-surprising-secret-about-the-sun-s-hidden-core

Onenessofall.com: Psicografia (?) batendo com previsões racionais da Matrix/DNA

sexta-feira, agosto 4th, 2017

xxxx

Como no exemplo da frase abaixo, o que tem sido previsto pela logica da Matrix/DNA, encontrei estas previsoes sendo citadas e bem escritas em ingles neste website, o qual e’ mistico, refere-se inconfortavelmente a um “Deus de amor”, quando as evidencias aqui sugerem ausencia disso, porem, quando alguem diz coisas que batem com previsoes logicas, merece um estudo mais acurado. Tentarei traduzir os textos aqui:

http://www.onenessofall.com/

All organized religions begin with messages of truth received and taught by an individual who has attained a highly evolved state of consciousness. However, within a generation or two the purity of the original messages is always lost and begins to fill with falsehoods.

Todas as organizacoes religiosas comecam com menssagens verdadeiras recebidas e ensinadas por um individuo que tem obtido um elevado estado de auto-consciencia. Todavia, dentro de uma geracao ou duas, a pureza da mensagem original e’ sempre perdida e comeca a ser preenchida com falsidades. …

(pelos discipulos que nao alcancaram o estado do mestre e estao mais em busca da sua zona de conforto, cujo intento os fazem inventar mentiras).

Foi justamente isso que descobri a 30 anos atras sobre as grandes escrituras, principalmente a Genese, na Biblia. Alguem teve uma intuicao fantastica sobre um aspecto da Natureza e do passado, que apenas a Ciencia agora esta comecando a descobrir ( ou ao menos eu descobri com a Matrix), pois ele descreveu metaforica mas quase exatamente o estado do mundo antes das origens da vida aqui. Essa “visao” serviu de base desde ao judaísmo aos simbolos do taoismo, etc., porem, a partir desta descricao, os textos das escrituras se desviram da realidade por mentiras e mais mentiras. Bateu o que a Matrix disse com o que a autora do website diz, portanto, o resto dos seus escritos merece estudo cuidadoso, mesmo apesar de que eles parecem beirar a fantasia, pois ela diz estar psicografando os “arcturians”…

Movimento Holistico Orion: Para uma nova Consciencia

quarta-feira, agosto 2nd, 2017

xxxx

http://www.orion.med.br/

Historia da formacao e estado atual do movimento

Nos idos de 1970 foi fundada, em Paris, a primeira Universidade Holística, por iniciativa de Monique Thoenig. Essa Universidade teve um importante papel na introdução da Psicologia Transpessoal e da Visão Holística na França e mesmo na Europa. Monique Thoenig introduziu no cenário europeu grandes pioneiros como Rupert Sheldrake, Beverly Silverman, N. Bammate, Stanislav Grof, Stanley Krippner, estabelecendo contatos e pontes entre estes e grandes pensadores franceses como Jean-Emile Charon, Michel Random, Basarab Nicolescu, Stephan Lupasco e muitos outros ainda.

Em 1985, cansada por esse esforço gigantesco, Monique nos escreveu, exausta, querendo acabar essa importante tarefa e pedindo-nos ajuda. Travando conhecimento com ela, aceitei e sugeri também a colaboração de Jean-Yves Leloup, que naquela época estava dirigindo o Centre International de Ia Sainte-Baume, hoje extinto.

Jean-Yves Leloup sugeriu criarmos a Universidade Holística Internacional no lugar da Universidade de Paris. Criamos os estatutos e começamos a trabalhar na redação de uma Carta Magna, anexada à presente publicação. A segunda tarefa foi desenhar as linhas gerais de uma Formação Holística de Base.

Embora a Universidade Holística Internacional tivesse realizado um simpósio sobre o tema da “Aliança”, ela não se desenvolveu em Paris, mas tomou corpo em Brasília, quando o então Governador José Aparecido de Oliveira, em 1987, nos convidou para integrar uma comissão do Governo do Distrito Federal e, posteriormente, para assumir a responsabilidade de presidir e estruturar a Fundação Cidade da Paz, como mantenedora da Universidade Holística Internacional de Brasília.

Foi em Belo Horizonte, num curso de formação em Cosmodrama, realizado no Salão de Encontro de Noemy Gontijo, que passei ao planejamento da Formação Holística como tarefa prática, que consistia em adaptar o referido planejamento à realidade brasileira e à estrutura do Cosmodrama. Desse curso faziam parte, entre outros, Roberto Crema, Lydia Nunes Rebouças, Luiz Montezuma, Flávio e Sandra Rodrigues da Silva, Crestes Diniz Neto e Betty Clark.

Logo depois da inauguração da Universidade Holística Internacional de Brasília, na Granja do Ipê, em 14 de abril de 1989, definiu-se, sob o impulso de Roberto Crema, com base numa forma aperfeiçoada daquele trabalho prático, a estrutura da Formação Holística de Base, e iniciou-se a primeira turma com mais de oitenta candidatos, em 1989.

Criou-se o colegiado da Formação Holística, que continua se reunindo periodicamente, aperfeiçoando o processo de maneira constante, fazendo revisões para adequar o curso à estrutura geral do programa “A Arte de Viver em Paz”, reconhecido pela 26a assembléia geral da UNESCO como sendo um novo método holístico de Educação para a Paz.

A Formação Holística de Base está se mostrando, através da experiência de todos esses anos, um poderoso método de transformação, no sentido de despertar uma nova consciência para o terceiro milênio. Para cada um dos Aprendizes há a pessoa antes e depois da Formação: maior compreensão de si mesmo, dos outros, e sobretudo do significado desta nossa existência; maior tolerância, paciência e amor. Tais são, sem dúvida, os frutos colhidos por muitos participantes. A Formação Holística é um processo de perpétuo aperfeiçoamento.

A UNIPAZ é um movimento sem fins lucrativos, cujo objetivo maior é a introdução de uma nova consciência. Esta meta atende ao acordo na Declaração de Veneza da Unesco (1986) e na Carta de Brasília – este último documento-síntese publicado Diário Oficial da União em 17 de abril de 1997.

Atualmente a Unipaz mantém 9 campi: UNIPAZ-PT (Portugal), UNIPAZ-DF, UNIPAZ-BA, UNIPAZ-CE, UNIPAZ-SC, UNIPAZ-MG, UNIPAZ-RJ, UNIPAZ-SP (Campinas) e UNIPAZ-Sul. Além de 18 Núcleos espalhados pelo país: Belém-PA, Curitiba-PR, Goiânia-GO, Londrina-PR, Presidente Prudente-SP, Recife-PE, Triângulo Mineiro-MG, Vitória-ES, Aracaju-SE, Natal-RN, Araxá-MG, São Paulo-SP, Altinópolis-SP, São José dos Campos-SP, Chapecó-SC, Criciúma-SC, Pelotas-RS e Santa Maria-RS.

Na estrutura internacional, há 7 núcleos nos países como a Argentina, Bélgica, Equador, França, Israel, Honduras e Portugal, totalizando 33 unidades. A essência do trabalho da Unipaz é trazer o global para o local. Desenvolve, assim, várias atividades de cunho nacional e internacional para a ampliação de conhecimentos e troca de experiências, construíndo deste modo, uma nova visão de mundo. O atual Reitor da Unipaz é o professor Dr. Pierre Weil e o Vice-reitor o Psicólogo Roberto Crema

A Genese, segundo a crenca academica escolar moderna, versus a Genese segundo a Matrix/DNA Theory

terça-feira, agosto 1st, 2017

xxxx

O artigo copiado abaixo e’ a mais recente e bem explicada para os leigos, sintese do que se acredita hoje no nivel dito ‘cientifico”, tenha sido as origens e desenvolvimento do universo, nosso unico mundo palpavel. Deve-se reconhecer nele o gigantesco e heroico esforco de humanos por seculos em busca do conhecimento existencial. Muitos passos desta teoria foram calculados apos observacao do que acontece aqui e agora, nas reacoes quimicas e fisicas dos laboratorios. Entao se aqui a fusao de hidrogenio produz helio, e hidrogenio deve ter sido o primeiro elemento produzido nas origens, entao conclui-se que da nebulosa de hidrogenios veio a nebulosa de helio, e assim por diante.

Eu, particularmente, e ainda na minha infancia, me senti insatisfeito acompanhando o rumo que essa teoria tomava, pensava que os metodos de deducao estavam incorretos. parecem-me demasiado reducionistas. Para um microbio dentro de um ovulo que observasse a fecundacao e os primeiros passos do desenvolvimento fetal de um humano, sua teoria seria igualmente reducionista, analisando os movimentos fisico-quimicos. Porem o responsavel por todos os movimentos seria algo invisivel, o DNA, e entao a teoria do microbio teria saido totalmente fora da razao.

Quantas coisas mais havia nas origens do universo alem das particulas efemeras, do hidrogenio? O problema deste reducionismo e’ que a teoria final induz a pensar-se num universo sem sentido, sem significado existencial, fator que e’ o mais importante para nos quando buscamos qual o significado da nossa existencia. Desconhecendo a existencia do DNA, e do universe muito maior e mais complexo alem do pequeno ovulo, ignorando o produtor de tudo aquilo, que foi uma criatura humana, o microbio veria meros movimentos que julgaria sem conexao e portanto tudo produto do acaso no mero desenrolar de forcas brutas.

O metodo de usar o que acontece aqui e agora para deduzir o que aconteceu la’ e’ logico, racional, o unico racional que temos. Mas como surgem varias ramificacoes religiosas de um unico livro porque cada grupo seleciona algumas mencoes e ignora outras, me pergunto porque a inteligencia moderna esta selecionando apenas as reacoes fisico-quimico e entre apenas o que estamos vendo, para elaborar esta teoria cosmologica do todo. E se havia elementos, principios, biologicos, neurologicos, ou ate’ mesmo mentais, incluidos nos eventos da origem? Onde estava na simplicissima nebulosa de hidrogenio inicial as forcas e elementos naturais que mais tarde produzria a biologia, a neurologia, a consciencia? Sem ver o DNA e o universo la’ fora, o microbio nem sequer pensaria nisso. Fecharia questao em torno de sua grande visao teorica e tudo isso que outros aventassem seria considerado imaginacao ou sonhos de poetas. Mas sabemos o quanto ele estaria errado. Mas nao podemos permitir que mentalidades de microbios facam as cabecas e doutrinem nossos filhos nas escolas, como esta’ infelizmente acontecendo, basta ler o artigo abaixo.

Na visao academica escolar estou vendo um enredo que imita o que acontece na Biblia quando ela se divide em velho e Novo Testamentos. No novo testamento, o Deus do velho feito homem surge e age totalmente diferente do deus no velho, para desespero dos judeus. O Messias nao foi nada do que esperavam, tendo sua visao de mundo baseada no Deus vingativo, cruel, escravagista e selecionador de alguns filhos em detrimento dos demais, todos fatores que lhes convinham. Assim, a moderna cosmovisao dita cientifica dividiu a Historia Universal em dois capitulos, a Evolucao Cosmologica, desde o Big Bang ate’ 10 bilhoes de anos de idade, e a Evolucao Biologica nos ultimos 3 a 4 bilhoes de anos. Uma nada tem a ver com a outra. Assim como os hebreus deturparam totalmente deus no velho testamento, a moderna academia deturpou totalmente o velho testamento da Historia Universal.

Eu coloquei em cheque a teoria academica e experimentei usar outros fenomenos naturais reais do aqui e agora, aplicando-os para deduzir o que aconteceu la’. Pois na evolucao biologica houve na verdade desde suas origens, a transformacao de uma especie de celula inicial em novas especies com mais complexidade e essa linhagem perdurou ate’ chegar no humano. Muitas especies paralelas surgidas e que nao levavam ao humano foram descartadas. Entao intui que tambem a nivel universal, desde um tipo inicial de sistema natural evoluiram outras formas deste sistema, cada vez mais complexas, ate chegar a celula viva inicial, e depois ao homem. E porque nao? Porque a evolucao universal teria aplicado uma regra para a cosmologica e outra diferente para a biologica?!

Mas se foi assim os atomos, as galaxias sao tao nossos ancestrais quanto o sao as bacterias e os ditos primos do macaco. E se foi assim, dentro daqueles atomos e galaxias havia uma especie de DNA dirigindo tudo como existiu sempre nos ultimos 4 bilhoes de anos.

Este foi um dentre outros motivos que me fez arregacar as mangas, ir la na natureza virgem da selva intocada ainda testemhunha dos primeiros eventos nas origens da vida, buscar esquematizar este Sistema e esmiucar tudo em busca do ancestral cosmologico do DNA. E como resultado encontrei a formula da Matrix/DNA, a qual muda muita coisa na descricao historica do artigo academic abaixo mas o mais importante, aponta na direcao de um estupendamente racional significado da existencia deste mundo e de nos mesmos dentro dele.

Vamos a ver como esta a ultima forma mais atualizada da cosmovisao escolar academica: 

A Genese, segundo a crenca academica escolar moderna

 

Trezentos mil anos após o Big-Bang a luz surgiu, em meio a uma mistura negra de gases primordiais e imersa em um oceano de matéria invisível. Centenas de milhares de anos depois, o Universo foi lentamente mergulhando em trevas, uma fase desconhecida da formação do Universo conhecida como “Idade das Trevas” que durou quase meio bilhão de anos. Então em meio às camadas de gás (hidrogênio, hélio e pequena quantidade de lítio) houve um acúmulo desses gases em nuvens difusas até que, à medida que se esfriavam, passaram a se concentrar no centro de cada nuvem em aglomerados do tamanho do nosso Sol. Atraindo cada vez mais gás circundante, cada aglomerado transformou-se em um gigante astro, cerca de 100 vezes maior que o nosso Sol, e a intensa compressão de seus núcleos desencadeou as reações de fusão nuclear do hidrogênio que deram origem às primeiras estrelas do Universo.

Com uma vida breve de cerca de alguns milhões de anos, elas se extinguiram em explosões (supernovas), lançando no Universo elementos mais pesados, como o oxigênio e o carbono, sementes de futuras estrelas e planetas. Dessa forma, 2 bilhões de anos depois do Big-Bang já tínhamos as primeiras galáxias, com seus buracos negros e quasares, e, 4 bilhões de anos depois, as estrelas em seus vários tipos: supernovas, gigantes vermelhas, gigantes azuis e anãs marrons. Estima-se que em aproximadamente 100 trilhões de anos cintilará a última estrela formada de maneira convencional e uma nova era terá início.

Existem duas maneiras possíveis para a formação dos astros. Na primeira, a nuvem de gás e pó interestelares inicia a sua contração quando o campo magnético que a percorre começa a se reduzir, em virtude de sua difusão para fora dos limites da mesma. A força magnética, assim reduzida, pode chegar a um ponto em que se torna demasiadamente débil para conseguir se opor à força da gravidade da nuvem, a qual, ao contrário, cresce com o aumento da densidade durante o colapso. A este tipo de formação estelar dá-se o nome de espontânea, em oposição ao nascimento de estrelas “induzido” por acontecimentos exteriores como, por exemplo, os ventos solares, a pressão da radiação, ou ainda, as ondas de choque.

Em resumo, o nosso Sistema Solar pode ter nascido de um disco protoplanetário, devido à ação do vento estelar ou da explosão de uma estrela maciça próxima. Ou pode ser que a herança preservada no interior dos meteoritos primitivos nos tenha sido legada por uma família inteira de estrelas maciças que terminaram a sua vida numa espécie de fogos de artifício cósmicos de supernovas. Em tais condições, não existe nenhum rastro que nos permita identificar de onde, nem como, terá surgido o Sistema Solar.

Será que novamente deixaremos ao acaso o motivo de toda essa ordenação obtida após o tumult? Não será possível que haja uma Consciência Cósmica diretora desses fatos? A palavra ordenação implica a existência de “ordem”. Ordem faz pressupor a existência de Algo ou Alguém que ordene. Algo ou Alguém ordena e a criação se faz.

Durante os seus primeiros 100 milhões de anos, o gás e a poeira que giravam no disco protoplanetário ao redor do Sol foram se aglomerando, até que há cerca de 4,6 bilhões de anos começou a história de nosso planeta. Em geral, planetas como a Terra são formados durante dezenas de milhões de anos, mas recentemente pesquisadores da Espanha, Alemanha e EUA fotografaram pela primeira vez 18 corpos celestes na constelação de Órion que parecem ser planetas “flutuantes”, pois não orbitam nenhuma estrela. Esses astros detectados teriam sido formados num curto espaço de tempo (a constelação tem “apenas” 5 milhões de anos), graças ao colapso gravitacional de partes de uma nuvem molecular, também composta por gases e poeira. Atualmente eles são bolas gigantes de gás, com massa entre 8 e 15 vezes maior que a de Júpiter. Contudo, esses “aglomerados” não ficaram grandes o suficiente para iniciarem as reações de fusão nuclear típicas de estrelas (queima de hidrogênio) ou de anãs marrons (estrelas pequenas que queimam deutério, um dos isótopos mais frágeis do hidrogênio).

Por definição, um planeta tem até 13 Mj (Massa de Júpiter), e uma anã marrom, entre 13 e 75 Mj. Acima de 75 Mj, há energia suficiente para o início da fusão nuclear, a fornalha que alimenta as estrelas e as faz emitir uma luz mais intensa. No núcleo dessas estrelas, os prótons colidem entre si e um deles se transforma em nêutron convertendo o átomo de hidrogênio em hélio e liberando um fóton. Na migração para a superfície o fóton de luz vai colidindo com os átomos de hidrogênio e hélio, gerando calor, e empurrando-os para fora contra a força gravitacional da estrela que os puxa para o centro. Estima-se que cada fóton, produzido no nosso Sol, demore 1 milhão de anos para sair dele.

 

Meu comentario postado no artigo:

Excelente artigo. Este artigo favorece a minha teoria astronomica e desfavorece a teoria astronomica academica official. Pois o artigo inteiro descreve interpretacoes teoricas, o unico fato real mencionado e’ a observacao dos 18 planetas de Orion, e a conseguente especulacao sobre suas origens. Mas este unico fato justamente se encaixa perfeitamente no meu modelo geral. Uma grande surpresa aguarda a cosmovisao academica: essas bolas de aparente gaz que formam estes que eles chamam de planetas na verdade sao os gemes de novos astros. Foram emitidos por um vortices nuclear nesta nebulosi, serao contraidos ao atravessarem espaco frio, tornando-se os nucleos ou germes de estrelas incubadas. Depois a estas bolas efervencentes contraidas serao agregadas massa entropica do espaco, quando se tornam planetas. mas continuara seu desenvolvimento, tornar-se-ao pulsares e apenas entao florescerao como estrelas supernovas. Este e’ o principio ancestral astronomico do ciclo vital, que hoje produz sistemas biologicos seguindo a mesma sequencia de formas e desenvolvimento. Qualquer curiosidade veja a teoria no meu website. Mas claro, nao sou o dono da verdade, e toerias sao teorias sujeitas a serem “debunkadas” ou consertadas e promovidas a fato real.

Alienigenas Conscientes teriam razoes para introduzirem aqui um Jesus Cristo fazendo exatamente o que a lenda diz que fez

segunda-feira, julho 31st, 2017

xxxxx

Surpreendente! O estudioso da natureza que aplicou o metodo mais cetico, extremamente materialista, em sua pesquisa, sem qualquer desvio mistico, chega a uma cosmovisao, a qual indica que inteligencias extraterrestres mais evoluidas que a humana, teria como melhor metodo para influenciar e acelerar a evolucao da consciencia neste planeta, a introducao de uma especie de software num cerebro humano para fazer exatamente o que as escrituras antigas sugerem que Jesus Cristo e Budha fizeram!

O maior interesse de alienigenas conscientes ao detectarem corpos com principios de auto-consciencia num planeta, e’ que estes fetos de consciencia cosmica facam seu trabalho, cumpram sua missao, da qual os alienigenas dependem quase que mortalmente. Pois cada bolha microscopica e fetal de consciencia que syurja em qualquer lugar deste universo, e’ a manifestacao de um gene semi-consciente que carrega em si uma informacao especifica, unica, intransferivel, sumamente necessaria, para a construcao do corpo do baby auto-consciente que devera nascer deste universo para uma dimensao alem dele. Se apenas um gene nao inserir sua informacao, nao cumprir sua missao cosmica, o baby nascera com um aleijao – um baby dentro do qual estarao fundidos numa so personalidade, todos os genes do universo, inclusive os alienigenas mais evoluidos, conscientes.

As leis naturais universais estao mais ou menos tuneladas para produzirem sistemas estelaress com “ambientes-placentas”, propicios para estes arroubos de genes se manifestarem, criarem as ferramentas adequadas para iniciarem o trabalho, as quais sao os sistemas biologicos, ou seres vivos. mas assim como algumas mulheres se engravidam sem terem as condicoes naturais para desenvolver a placenta ideal, assim sao estes ambientes. Existem forcas e elementos naturais que tem que estarem presente nas origens da vida para servirem num estagio posterior, porem, elas podem prejudicar o ambiente inicial. Um exemplo e’ a propriedade universal presente em todos os lugares e todos os tempos denominada dicotomia universal, a qual sempre que produz um elemento novo o faz dividido em pares opostos entre si. Se trata-se de temperatura, tem que haver o extremo frio e o extremo quente, se trata de reproducao sexual tem que haver a femea e o macho, e assim por diante. na verdade os humanos deram o nome errado de dicotomia pois esta propriedade tem sempre tres alternativas e nao apenas duas: tem a alternativa do meio+evolucao, que ‘e o produto final resultante das interacoes entre os dois opostos. Esta propriedade e’ mnecessaria para criar a infra-esturtura solida do universo, como as galaxias, os astros, porem mais tarde ela vai gerar um grande problema, o qual torna-se a grande dor de cabeca dos alienigenas e a qual justifica a insercao de Jesus Cristos nas infancias da auto-consciencia.

Pois esta proprieda mais tarde vai gerar nos cerebros animais ainda irracionais os tres instintos maleficos relacionados a divisao do poder: os instintos de grande predador, medio predador e de presa. E a humanidade herdou este cerebro de um antepassado que tinha os rtres instintos em si, pois ele era vegetariano como as presas, mas tinha caninos como os predadores, portanto carnivoro tambem. Como na epoca dos hebreus o instinto de grande predador de individuos mais fortes dominava as tribos, se qusisemmos introduzir um elemento que iniciasse o exercisismo da psique humana destes tres instintos, teriamos que falar uma mensagem mais contra o instinto predador e mais complacente com o instinto dominado, de presa. Foi justamente isso que Jesus fez em toda sua vida.

Outro motivo dos alienigenas seria a obediencia `a outra lei natural – a das duas fases evolutivas inevitaveis a toda nova forma do sistema natural universal (o qual e’ o baby cosmico que vem sendo desenvolvido desde o Big Bang), tal como esta nova forma denominada “auto-consciente”. As duas fases se referem ao seguinte processo:

a) Toda nova forma do sistema universal surge apos a degeneracao da forma anterior. Esta degeneracao produz um estado caotico ambiental contendo em seu meio os fragmentos…

(artigo a continuar…)

A Luz Cosmica desaparecendo confirma o processo de reproducao genetica universal? Incrivel!

segunda-feira, julho 31st, 2017

xxxx

Os modelos e a formula da Matrix/DNA tem me sugerido uma imagem para explicar a relacao da luz original que banha o Universo como tela de fundo, emitida com o Big Bang e ao se propagar mostra a face da formula para todos os sistemas naturais, inclusive a vida, com o mundo material que vivemos.

Para entender precisamos fazer uma rapida e sagaz operacao mental, usando como analogia o processo sobre a reproducao de corpos humanos, pois como deduzimos de toda essa cosmovisao, neste universe esta ocorrendo um processo natural de reproducao genetica da desconhecida coisa, ou ser, que o produziu. Quando um par dicotomico de humanos ( o casal masculino + feminino) vai se reproduzir, a forma humana se reduz nanotecnologicamente ao tamanho e simplicidade do genoma, e o lanca num outro universo fechado que e’ o ovulo. Neste microspico universe o genoma inicia suas operacoes num trabalho que parece ir no sentido evolutivo, ou seja, do simples para o complex, quando constroi o corpo igual ao da forma que se situa la’ fora num universo maior. Mas esta aparencia de trabalhar para a frente, construindo, so acontece quando o observador continua o tempo e o espaco imediato. No prazo mais longo, outro observador veria o contrario: o genoma era a forma do corpo e ele esta indo de volta, para traz, para voltar a ser a forma do corpo que o espera alem de seu pequeno univers ovular.

Este aspecto do retorno ao inves do avanco e’ muito importante para entender-mos o que esta acontecendo neste nosso universo a nivel macrocosmico. Nossos corpos fisicos sao formas materiais, estamos envolvidos num mundo material, mas nossos corpos sao sistemas naturais, e portanto, sao apenas uma forma provisoria do sistema natural universal que vem se desenvolvendo dentro desta dimensao material desde o Big Bang, o momento da fecundacao universal. A formula unica deste sistema universal e’ a Matrix/DNA, ela esta presente em todas as formas deste Sistema universal assim como o DNA esta aqui presente em todos os sistemas da forma biologica. Esta formula veio com a luz original, como um genoma de outro sistema, outra forma, existente alem do nosso pequeno universo material. Vindo da luz, quando o genoma se fragmenta em seus genes, ou suas particulas-informacao, eles se constituem em fotons, que sao as particulas da luz.

Ora, quando a luz emitida se propagou na substancia especial deste universo, ela gerou a energia pela friccao, e gerou a materia, ao decompor em blocos a substancia especial, que pode ser a misteriosa materia escura, formando a mistura de substancia especial+energia+fotons-informacao. Essa mistura ‘e escura e negativa em relacao `a claridade e positividade da luz original. estes blocos, cada qual banhado por uma faixa especifica do espectro da luz, tem uma forma especifica e uma funcao especifica, o que os vao tornar as partes que conectadas formam os sistemas naturais. Este e’ o nosso mundo material. No qual os genes fragmentados do genoma extra-universal estao retornando, estao reconstruindo a forma da especie do ser extra-universal. Estao retornando quando penasamos estar vendo evolucao e uma historia que aparentemente vai do passado na direcao do futuro. Mas assim funciona todo processo de reproducao, quando visto por um observador situado a nivel macrocosmico com sua ampla e astronomica escala de tempo e espaco.

Essa luz teria se expandido no espaco cuja substancia e’ a materia escura. Nessa expansao ela fricciona-se com essa substancia e essa friccao torna-se as formas de energia que conhecemos. Alem de separar porcoes de materia escura em aglomerados imitando cada uma de suas faixas vibratorias e de diferentes frequencias, essa friccao causa a perda de fotons que saem fora da substancia de luz, penetram a materia escura. Juntam-se  a estes “radicais livres fotonicos” a quantidade de fotons que surgem da fragmentacao no final da onda de luz. Todos estes fotons desgarrados tendem a se unirem e recomporem a onda de luz original de-tras-para-frente, ao reverso, cuja meta final seria atingir ou retornar a fonte emissora da luz, provavelmente situada antes e alem do Big Bang. Neste retorno os fotons seriam negativos, a energia por eles gerada nas friccoes seria energia negativa ou negra. Este mundo de fotons negativos, mais energia negativa e mais a materia escura ( que ja foi percebido pelos fisicos e tem avancada teorizacao a respeito), seria o nosso mundo material, pois para compor uma network conforme o codigo da formula da Matrix os fotons negativos penetram os eletrons dentro dos atomos assumindo a maquinaria dos atomos e conduzindo-os a combinacoes que montam os sistemas naturais, pontes necessarias evolutivas para o grande retorno, assim como as formas de morula, blastula, feto e embriao sao as pontes-sistemas necessarias para reproduzir a forma final da especie humana. Desde que, por outro lado, a cosmovisao esta’ sugerindo que neste universo esta ocorrendo um processo de reproducao genetica do elemento desconhecido que deflagrou o Big Bang, juntando-se os dois aspectos da teoria – a dos fotons recompondo a onda de luz e a reproducao genetica – percebemos que estamos no fim descrevendo o mero processo genetico da nossa propria criacao. Ou seja: quando o genoma dos pais e’ emitido pelos pais dentro de um universo ovular, os genes tentam refazer o caminho de volta para retornar a fonte de onde foram emitidos, pois reconstroem o mesmo corpo dos pais. esta e’ a sintese e o significado supremo de qualquer processo de reproducao genetica: Um corpo a ser reproduzido lanca de si sua essencia para o mundo externo, sua essencia trabalha para retornar a ser o corpo emissor. Captastes?

Agora, no artigo com link anexo, os astronomos anunciam que captaram o estranho fenomeno de que a luz do universe esta desaparecendo! Que hoje ela e’ apenas 80% do que era no inicio do universo. Sim, para nos da Matrix/DNA cosmovisao, pode-se dizer que ela esta desaparecendo,mas isto aparentemente, para um observador situado dentro do universo. Pois para um observador situado fora, com um horizonte tempo/especial muito maior, na verdade a luz nao esta desaparecendo, mas sim, se transformando. Tal como o genoma se transforma num ser, o qual, era justamente ele antes de ser emitido fora dele mesmo. Arre!…

Ou vamos colocar isto em outras palavras: Os corpos dos pais que vivem num macrouniverso se projetam na forma de genoma para dentro de um microscopico universo – um ovulo. A medida que o genoma vai construindo o feto, o embriao, na verdade esta havendo um retorno `a forma humana, pois de dentro do microuniverso ressurgira exatamente outro corpo na forma humana. Poderiamos dizer que o genoma desapareceu no microuniverso e dele surgiu um novo corpo? Nao, pois o genoma continua existindo no corpo reproduzido. Assim esta acontecendo com a luz cosmica emitida desde o Big Bang. Ela e’ o genoma. Entao, ao contrario do que os cientistas estao pensando, ela nao esta desaparecendo e sim se transformando em particulas ativas ( como o genoma dos pais se tornam particulas-genes ativos), para no final ressurgir nao apenas como ela penetrou neste universo, mas sim ressurgir na forma do corpo final que a emitiu. Fantastico! E simples demais.

Genial? No caso da reproducao universal, por conter o codigo da vida inclusive para construir auto-consciencia, a luz original e’ a essencia emitida pelo corpo criador. Matamos a grande charada? Obviamente nao, ao menos nao de todo, pois nosso pequenino e limitado cerebro seria incapaz de processar as informacoes da Verdade Ultima. Mas descobertas estranhas como a revelada no artigo abaixo, em que cientistas desconfiam que 80% da luz do universo desapareceu ( o que teria forcosamente de acontecer segundo a teoria da Matrix/DNA, pois a luz positiva branca vai se fragmentando em luz negativa negra a qual vai de volta recriando a luz positiva branca), faz-me ficar de orelha em pe’ e por atencao na busca de mais dados para ir testando tudo isso.

Cientistas dizem que 80% da luz do universo está desaparecida

 http://imagensdouniverso.blogspot.com/2014/07/cientistas-dizem-que-80-da-luz-do.html

De acordo com observações feitas pelo Telescópio Espacial Hubble, 80% da luz do universo está desaparecida. Os astrônomos estão completamente perplexos. “Nós ainda não sabemos ao certo o que isso significa, mas pelo menos uma coisa que pensávamos que sabíamos sobre o universo não é verdade”, diz um dos autores do novo estudo, David Weinberg, da Universidade Estadual de Ohio (EUA). O telescópio mostrou que os fios de hidrogênio que formam pontes entre as galáxias estão se iluminando muito, mas não podemos ver nem essa luz, nem a fontes de onde ela provém. Quando estes átomos de hidrogênio são atingidos por luz ultravioleta altamente energética, são transformados de eletricamente neutros em carregados com íons. Os astrônomos ficaram surpresos quando descobriram muito mais íons de hidrogênio do que poderia ser explicado pela luz ultravioleta conhecida no universo, que vem principalmente de quasares. A diferença é de deslumbrantes 400%. Os astrofísicos não sabem o que é responsável pelos efeitos observados. Eles só sabem que isso não corresponde a nossa compreensão do hidrogênio no universo, muito menos se encaixa com nossas simulações atuais. O mistério fica ainda mais estranho quando comparamos esses resultados no universo próximo e distante: esse descompasso só aparece nas partes do espaço mais perto de nós, o chamado universo próximo, relativamente bem estudado. Quando telescópios se concentram em galáxias a bilhões de anos-luz de distância (o que mostra aos astrônomos o que estava acontecendo quando o universo era jovem), a conta parece se equilibrar. O fato de que a contabilidade de luz necessária para ionizar o hidrogênio era correta no início do universo, mas cai muito no “presente”, intriga os cientistas. “Se contarmos as fontes conhecidas de fótons ionizantes, temos até cinco vezes menos do que precisamos. Faltam 80% dos fótons ionizantes”, diz outro coautor do estudo, da Universidade de Colorado (EUA), Benjamin Oppenheimer. A questão é: onde eles estão? De onde estão vindo, que não os estamos encontrando? “A possibilidade mais fascinante é que uma nova fonte exótica, que não quasares ou galáxias, é responsável pelos fótons que faltam”, sugere. Esta matéria exótica pode inclusive ser a misteriosa matéria escura, substância que mantém as galáxias juntas, mas que nunca foi vista diretamente. A luz faltando pode ser um produto desta matéria escura deteriorando ao longo do tempo.

O sistema tem suas raízes antes das nossas origens

quarta-feira, julho 19th, 2017

xxxx

Um artigo quase muito bom, que toca no cerne de um assunto de interesse da Matrix/DNA, a qual acrescenta sua opinião no comentário final)

Escrito por Eduardo Marinho, o Filosofo do Sec XXI.

O sistema tem suas raízes em cada um de nós

https://observareabsorver.blogspot.com.br/2017/02/o-sistema-tem-suas-raizes-em-cada-um-de.html?

Uma sociedade verdadeiramente humana será uma sociedade onde não haverá miséria, ignorância e abandono – uma vergonha do passado, então inconcebível. Qualquer um que apresente qualquer argumento explicando a inviabilidade de uma sociedade assim, apenas me provoca um riso amargo. Não há produção suficiente de alimentos? Não existem conhecimentos, logística, condições de eliminar estas excrescências da face da terra? Ora, é claro que existem.
O que acontece é que a acumulação, a concentração de riquezas, propriedades e privilégios precisa roubar direitos, mantendo populações em condições de barbárie, precisa de ignorância, desinformação, miséria e abandono pra seguir explorando populações e saqueando riquezas, moendo gente, destruindo potenciais e vidas, sujando e envenenando, tanto o planeta quanto as almas, as mentalidades, os comportamentos. Devemos a isso o estado de degradação social em que vivemos.
Querer vencer na vida é sustentar isso. Competir é manter o modo de relacionamento social. Acreditar nas informações e “opiniões” dos veículos de comunicação é envenenar a mente e receber uma visão de mundo completamente distorcida. Querer o que é induzido pelo massacre publicitário em suas sutilezas sedutoras é o alimento do sistema social. Não ligar a violência e a criminalidade ao desequilíbrio social absurdo, à miséria, à pobreza e aos valores distorcidos pela publicidade e pela propaganda ideológica subliminar da mídia, acreditando que repressão e encarceramento são algum tipo de solução – ou mesmo contenção – pra situação de terror cotidiano, pros níveis de criminalidade, é ter a mente lavada, enxaguada, teleguiada, entorpecida e estupidificada.
Pretender mudar um sistema que estimula a competição, o confronto e a disputa, confrontando, disputando e competindo – ainda mais dentro das instituições, infiltradas e dominadas pelos poderes econômicos – é de uma ingenuidade mais que inútil e incapaz. Acaba sendo a “prova” apontada pelos defensores deste sistema social criminoso de que a farsa política é realmente uma “democracia”, alegando que não se poderia falar assim se não fosse uma democracia. Alegação mentirosa, obviamente. Pode-se falar como esses pretensos revolucionários falam porque eles não tem nenhum poder de mobilização popular, em seus condicionamentos de superioridade social, em seu doutrinarismo estéril, em sua arrogância e pretensão de liderar, organizar e conduzir as massas. Pensam que estão lutando por uma sociedade igualitária, mas estão é colaborando com essa estrutura desumana, ajudando a construir o cenário do teatro macabro. Se alcançassem humildade, perceberiam. Eu percebo que há muitos se tocando. O processo tem seu ritmo.
Em cada um de nós há raízes dos condicionamentos sociais produzidos em laboratórios de pensamento bem pagos, contratados por um punhado de parasitas sociais podres de ricos – que não participam do caos que provocam, cercados em suas fortalezas com muros eletrificados e exércitos bem armados de seguranças privadas. Estamos expostos a isso desde o útero materno e ingenuidade é pensar que nossa vontade é toda nossa, como nossa visão de mundo, opiniões, sentimentos, desejos,… esta percepção, a meu ver, é a primeira de todas. E o trabalho interno, o mais importante. A coletividade é formada por todos e cada um. Trabalhando em si mesmo, o trabalho se estende automaticamente ao coletivo, sem pretensões de ensinar, liderar ou conduzir.
E meu comentario postado no artigo:

O sistema tem suas raízes antes das nossas origens

Boa percepção, porem, falha no fundamental. O sistema não tem suas raízes nos humanos, mas sim no estado do mundo que produziu os humanos. O autor da’ um gigantesco salto no inicio da historia natural escondendo de si mesmo as verdadeiras raízes, devido `a comum visão mistica, religiosa, romântica, que se esquece da origem animalesca dos 8 bilhões de cérebros humanos que produziu todos os sistemas sociais até agora. A classe pobre é tao culpada e co-criadora disso quanto a classe dominante, não existe teorias da conspiração de alguma classe aqui. Revoltar-se contra a carnificina sobre a classe pobre é altruísmo, porem, liberta-la sem antes fazer o que a Natureza esta’ fazendo em seu ritmo lento – uma mutação genética que muda a psique – é leva-la a sua própria extinção, no minimo, pela total destruição da vegetação sem a contrapartida evolutiva. 

O autor se esquece devido `a mistica e arrogância humana que viemos das selvas e de um primo do chimpanzé que apresenta os três instintos que regulam o sistema social nas selvas e são naturalmente projetados nos sistemas sociais humanos urbanos. Se esquece que na selva nossos ancestrais dividem o poder entre grandes predadores ( a nossa aristocracia), médios predadores ( a nossa classe media), e as presas ou ovelhas ( a nossa classe pobre).

E se esquece ou ignora que a vida surge na superfície deste planeta produzida pela face caótica da natureza, enquanto a face da ordem regula a mecânica celeste apenas. Esta biosfera é produto do caos, somos filhos do caos, então como se ressentir dos erros e animalismos humanos? 

Mas o artigo termina mais ou menos bem. Em toda face do caos jaz o fluxo da face da ordem que se levanta, então não existe um método – como quer o autor – para o humano se tornar por vontade própria um agente do sistema ordeiro, pois o que o torna este agente é uma força natural alem de seu controle. Esta força exorciza do caráter os três instintos, não temos como auto-exorcizarmo-nos. E ela o faz pelo acumulo de surras e injustiças que sofre uma linhagem genética nas suas encarnações como ovelhas apos instalar as suas regras injustas nas suas encarnações como predadores. 

Já foi descoberta uma nova interpretação naturalista do mundo que facilita a liberação do fluxo da ordem pelo exorcismo do modelo mental que foi forjado no caos. Chama-se a Matrix/DNA Theory ( veja versão em português – se você quer entrar no caminho espinhoso do seu exorcismo –  em http://theuniversalmatrix.com ), e ela mostra a inconveniência dos humanos sujeitando-se aos três instintos e inconscientemente os guia ao próximo passo evolutivo.

Materialismo Invadindo e Interpretando a Consciência: Dennet

segunda-feira, julho 10th, 2017

xxxx

Imagem

Acho que Dennet se esquece que computadores possuem software. Comparar neurônios e cérebros a maquinas e mais exatamente a computadores já é arrogância, haja visto que os especialistas em cérebros – neurologistas – ainda nem localizaram a memoria no cérebro e pouco ainda decifraram dele. Mas dizer que o computador pode produzir uma mente igual a humana sera’ o mesmo que dizer que o hardware foi quem criou o software que o tornou um processador de dados. Ora, todos sabemos que isso veio de mentes externas ao computador, como a mente do Bill Gates.

Pela minha teoria da Matrix/DNA, a natureza já construiu a maquina natural mais perfeita possível, que é o building block das galaxias, cujo modelo e formula estão em meu website. Mas aquela maquina – que foi ou é nossa ancestral – apesar de ter um principio de mente, de software, não a expressa. Pois a mente humana é um produto evolucionário da identidade de todos os sistemas naturais, aquele controle abstrato que mantem o equilíbrio termodinâmico nas operações internas do sistema, e que resulta da soma das informações de todas as partes e mais as informações das interações entre as partes e destas para com o mundo externo. Então os estados ancestrais no passado da mente humana, dormia nos sistemas atômicos, sonhava nas galaxias, começou a despertar nas plantas e animais, acordou no macaco e se levantou no homem – apesar de que ainda seja apenas um estado embrionário do que deve ser uma consciência universal. Da mesma forma que não é cada cérebro embrionário que aos 7 meses inventa a consciência, pois se ela não existia expressada antes nas formas de morula, blastula, e feto, ela esteve a todo tempo presente como potencial latente nestas formas e veio de universo externo alem do pequeno universo do embrião, ou seja, de seus criadores.

E a formula da Matrix indica que essa “mente” vem de antes do Big Bang, antes da maquina natural, assim como a mente humana que se projeta como o software no computador existe desde antes das origens do computador. Dennet é um pobre como naturalista e pensador, coitado…

A consciência é apenas uma ilusão?

http://socientifica.com.br/2017/06/consciencia-e-apenas-uma-ilusao/

A consciência é apenas uma ilusão?