Archive for the ‘Teoria Acadêmica’ Category

O Poder Oculto dos Grandes Predadores no Controle do Pensamento das Massas

quinta-feira, maio 31st, 2018

xxxx

Leões descansando no alto da colina ou no meio escondidos no meio dos arbustos, depois de um farto repasto, ficam observando as manadas trabalhando disciplinadas, transformando grama em suculenta carne. Os antigos pastores de ovelhas do Oriente ficavam o dia todo sentados na sombra de uma arvore observando as ovelhas e conheciam os movimentos de cada uma. Desde que todos os predadores tem como objetivo supremo a manutenção da ordem em seu território para a máxima produção de suas presas, e desde que eles tem todo o tempo do mundo para planejarem e otimizarem suas estrategias nesse intuito, obviamente, se forem inteligentes como humanos, vão elevar esta capacidade ao nível de arte. Assim, como diz o autor no texto abaixo, ” em quase todos os atos da nossa vida diária, seja na esfera da politica ou dos negócios, em nossa conduta social ou na ética em nossos pensamentos, nos somos dominados por um relativo pequeno numero de pessoas… que entendem o processo mental e os padrões sociais das massas. São eles que puxam os cordões que controlam a mente do publico.”

Vejamos o texto na integra:

In almost every act of our daily lives, whether in the sphere of politics or business, in our social conduct or our ethical thinking, we are dominated by the relatively small number of persons…who understand the mental processes and social patterns of the masses. It is they who pull the wires which control the public mind.

The conscious and intelligent manipulation of the organized habits and opinions of the masses is an important element in democratic society. Those who manipulate this unseen mechanism of society constitute an invisible government which is the true ruling power of our country. …We are governed, our minds are molded, our tastes formed, our ideas suggested, largely by men we have never heard of. This is a logical result of the way in which our democratic society is organized. Vast numbers of human beings must cooperate in this manner if they are to live together as a smoothly functioning society. …In almost every act of our daily lives, whether in the sphere of politics or business, in our social conduct or our ethical thinking, we are dominated by the relatively small number of persons…who understand the mental processes and social patterns of the masses. It is they who pull the wires which control the public mind.

– Bernays, Edward. (1928). “Propaganda”, Ig Publishing, Brooklyn, NY, Sept, 2004, page 37

Texto visto em:

https://www.zerohedge.com/news/2018-03-22/brave-new-world-who-controls-matrix 

Segundo a cosmovisão da Matrix/DNA isto e’ muito mal. Segundo ela somos 8 bilhões de fracões de um grande erro cometido no corpo de um ancestral e ao mesmo tempo somos 8 bilhões de genes semi-conscientes cada qual com uma informação especifica, intransferível e mortalmente necessária, construindo, junto com outros genes espalhados em muitos mundos deste Universo, uma parte do embrião de uma grande consciência cósmica. A ação desta minoria predadora entorpece, inibe a liberdade destes genes fazerem sua missão, ameaçando o grande proposito natural da evolução nesta região do Universo, e com isto conduzindo a humanidade a caminhar em sentido oposto que ao determinado pela Natureza, a qual pode ser indiferente `as especies que se tornam becos sem saída, quando o todo se move na sua direcao universal e atropela, extermina, qualquer obstaculo que tenta detê-la. A culpa maior e’ dos predadores porem as presas tem sua parcela de culpa porque, apesar de entorpecidas pelo controle e propaganda do predador, não utilizam o potencial encriptado em sua psique pela essência consciente que paira no ar, preferindo antes aceitar e tornar sua absurda condição de vida em sua zona de conforto e inercia. Quem escolheu dentre tantas outras, a cosmovisão da Matrix/DNA como a mais racional ( e não acredita nela como a verdade ultima) lutara para encontrar meios que levem tanto predadores como presas a auto-exorcizarem-se destes instintos herdados do corpo do ancestral animal irracional.

Como curiosidade a mais, vou citar um de meus últimos pensamentos. Nunca acreditei que na Terra houve um homem que “era filho de Deus”, ou em si mesmo um Deus, e conclui que o novo testamento era pernicioso `a humanidade porque incentivava a manutenção do instinto de presa nas massas, em oposição ao instinto de predador claramente revelado e enaltecido no velho testamento. Apenas uma frase do novo testamento me levava a alguma admiração por alguma sabedoria nas palavras imputadas a Jesus Cristo, aquela que anunciava a preferencia pela sagrada família universal em contraposição `a malfadada família nuclear em nome da qual tantas mazelas são cometidas. Mas recentemente me peguei pensando como eu atuaria se fosse uma super-inteligencia de outro planeta, e que tivesse a mesma cosmovisão da Matrix/DNA, e que viesse observar a humanidade na Terra, considerando que são genes como eu necessários `a minha causa. Claro, a primeira ideia seria eliminar o poder dos grandes predadores para liberar o caminho `a evolução natural, mas observando a mentalidade das massas isto poderia ser pior, pois ceder-lhes o livre poder inevitavelmente levaria `a destruição da vegetação e uma obesa super-população, alem de que o progresso tecno-cientifico seria inibido. Considerando que eu não poderia ficar na Terra por tao longo tempo aplicando como governo as restrições ao instinto de presa e incentivos `a auto-exorcização, esta hipótese estaria descartada.

Aplicar por força tecnológica uma mutação a nível de genes no DNA para uma abrupta exorcização imposta de fora seria um desastre. Não se pode dar o diploma de medico ou engenheiro gratuitamente ao filho relapso cheio de pecados e vícios, ele nunca seria capaz de atuar no novo nível evolutivo.

Então o que poderia fazer uma maior inteligencia de outro sistema estelar para re-dirigir este caminho nefasto e suicida que a humanidade esta’ trilhando? Claro, uma maior inteligencia veria mais soluções que a minha menor inteligencia, mas, uma solução seria fazer exatamente o que… Jesus Cristo fez!

Eu observava os dois mil anos pós-Cristo, durante os quais sempre houve mantido estes dois instintos, todos os sistemas sociais criados o foram pelos grandes predadores imitando exatamente a divisão de poder na selva entre animais. E concluía que a existência de um homem chamado Cristo que foi de certa forma um filosofo religioso em nada havia alterado a Historia, ou talvez prejudicado ainda mais ao reforçar a aderência ao instinto de presa nas massas.

Mas então observei que a mensagem de Cristo não ficou apenas no nível da classe pobre, ela atingiu e conquistou considerável numero de elementos da classe media, justo aquela faixa humana que tem na genética o instinto de médio predador. O qual, na mais sofisticada sociedade humana, ‘e utilizada como capatazes permitidos para ajudar no controle das presas, em grande numero. Ora, o meio existe num quase insustentável equilíbrio entre os dois opostos, mutações ocorrem mais a miúde, saindo elementos desta faixa ora tendendo a fortalecer a classe dos grandes predadores ora fortalecendo a classe dos pobres. Quase com certeza, todos os classe media alcançados pelo evangelho cristão, tornam-se agentes subversivos dentre a força de capatazes. Que e’ a força principal em que apoia os grandes predadores humanos.

Então a mensagem deixada por jesus Cristo pode de fato se tornar uma brisa suave e lenta, sem nenhuma pressa porque atua na escala do tempo astronomico e não na escala de tempo humana, e atuando no mesmo molde da macroevolução que toma milhões ou bilhões de anos e microevoluções para se sair com uma nova especie, que no fim produzira uma nova especie humana… auto-exorcizada!

Rapaz… eu tenho que aprender a calar minha boca quando precipitados e não refletidos julgamentos me vem a tona. No meu sofrível nível de capacidade cerebral atual, eu teria feito unicamente a unica solução que agora se me apresenta, e esta já foi aplicada por alguém que sempre desprezei. Se Jesus Cristo foi um alienígena de um mundo mais evoluído, sua mensagem tao sutil e tao eficiente nos faz ver que alem do céu e da Terra existem muitas profundidades jamais imagináveis em nossa vã filosofia.

A Morte de Uma Estrela Sendo Fotografada Para Comparação com o Modelo Da Matrix/DNA

sexta-feira, setembro 22nd, 2017

xxxx

Crescente Olho Vermelho: Bolha Cósmica Envolve Velha “Estrela de Carbono” 

https://www.space.com/38202-carbon-star-bubble-alma-photos-video.html?utm_source=notification

A Ciencia nunca obteve material do nucleo da Terra – Teoria da Formação dos Planetas

segunda-feira, dezembro 12th, 2016

xxxx

Informacao importante para a Matrix/DNA Theory:

“People study these to figure out what’s going on at the center of the Earth,” Corrigan said. “We are never going to get samples from the core of the Earth,” — no human drilling operation has even gotten halfway through the crust to the mantle — but these are the next best thing. ( Cari Corrigan, Smithsonian geologist )

https://www.washingtonpost.com/news/speaking-of-science/wp/2016/12/07/this-hidden-smithsonian-vault-contains-the-oldest-things-in-the-solar-system/?utm_term=.7e04cca7eef9&wpisrc=nl_science&wpmm=1

 

Buracos Negros da Academia ou Simples Vortices Rotativos da Matrix/DNA?

segunda-feira, junho 8th, 2015

xxxx

Todas as caracteristicas sobre buracos apontadas nesta figura pelos tecnicos da NASA sao igualmente aplicaveis como caracterisiticas apontadas para o modelo de vortices nos nucleos galacticos apontadas pela Matrix/DNA Theory. Entao ficamos no impasse sem ter nenhum humano com provas-fatos que o capacite a julgar qual o correto: os fantasmagoricos e nunca vistos buracos negros ou os simples rodamoinhos rotativos que vemos uma das suas variacoes aqui mesmo na Terra?

Eu ainda prefiro o meu modelo porque ele foi apontado  pela vida e fatos reais provados e conhecidos na Terra, conectados tendo como codigo de instrucoes a lei da evolucao. O modelo academico foi apontado pela por fatos conhecidos na Fisica entre a materia e mais algumas teorias ja existentes dentro d Fisica, tendo como codigo de instrucoes as leis do raciocinio matematico humano. Neste modelo academico nao existiria lugar para a vida, ele nao serve como as bases ancestrais que devem ter contido os principios da vida, por isso, os que nele acreditam so podem acreditar na origem da vida como um evento ao acaso.

NASA's Chandra X-ray Observatory's profile photo

https://plus.google.com/u/0/+NasaChandra/posts/EMGQYWeVsFv?pid=6156969756302516994&oid=108989304512664110313

Translation for Portuguese:
1) Um buraco negro nao tem uma superficie no sentido literal da palavra. Existe apenas uma simples regiao, ou fonteira, no espaco em volta de um buraco negro alem do qual nos nao podemos ver. Esta fronteira e chamada de ” horizonte de eventos” .
Teoria Matrix/DNA: O mesmo pode ser dito do modelo de vortices no nucleo galactico. Nao muda nada.
( continuar esta traducao)

Astronomia: diferenças entre a Teoria Astronomica Acadêmica, e a Teoria Astronomica da Matrix/DNA

quinta-feira, agosto 18th, 2011

Será êste…

O Ciclo Vital Humano como Herança do Ancestral Astronomico

… ou será êste?…

Vida e Morte das Estrêlas pela Teoria Acadêmica Nebular

(Clique nas imagens para vê-las ampliadas)

Primeiro de tudo é preciso entender que existe uma diferença entre a formação da primeira galáxia e as formações das galáxias que vieram posteriormente, tal como existe a diferença entre a formação da primeira célula ( o primeiro ser vivo) e as formações das células hoje em dia. Para se formar uma nova célula no corpo humano não precisa repetir tôda a História de bilhões de anos da formação da primeira célula, pois hoje elas simplesmente se dividem e se multiplicam. O modêlo cosmológico da Matrix/DNA se refere à formação da primeira galáxia, para explicar como surgiram principalmente os primeiros buracos negros, quasares e pulsares e onde estavam os princípios das propriedades vitais. Portanto não procure comparar a formação do nosso sistema solar (que tem apenas 5 bilhões de anos) e dos astros que o compõem com o modêlo da Matrix/DNA, assim como não deves comparar a célula que nasceu ontem no seu corpo com o modêlo cientifico das origens da primeira célula (sendo o mais aceito o modêlo da Teoria Simbiontica de Margullis). Pelo que eu saiba, a Teoria Acadêmica só tem um modêlo para origem de estrêlas e sistemas estelares, portanto ela não indica a diferença entre a formação do primeiro sistema estelar e a formação dos outros que surgiram depois. Mas esta é uma constante na Teoria Acadêmica, ela não se preocupa em nenhum momento em relacionar o estado do mundo antes da origem da vida com a vida que êsse estado do mundo produziu. Essa diferença entre formações, para o pensamento acadêmico, por exemplo, teria sido um fenômeno criado pela primeira vez na Terra e pela matéria terrestre, por isso não se despertaram em calcular a diferença entre origens no céu.

Segundo, é preciso entender que o objetivo da Teoria da Matrix/DNA foi a busca de explicar a existência das propriedades vitais – como metabolismo, ciclo vital, reprodução sexual, etc. – em outras alternativas alem da incomoda idéia reinante no meio acadêmico de que a matéria estúpida dêste planeta teria criado tudo isso. A Teoria Acadêmica foi elaborada por astronomos e cosmólogos que praticamente ignoram a Biologia, enquanto a Teoria da Matrix/DNA foi elaborada por um filósofo naturalista, cuja ocupação é colher tôdas as informações e dados obtidos e comprovados pela Ciência sôbre tôdas as dimensões e tentar montar um quadro coeso final. Um astronomo não se preocupa em explicar os fenômenos relacionados com a complexidade dos sistemas biológicos, êle apenas procura explicar o espaço sideral. Milhões viram maçãs caírem porem apenas Newton se perguntou: “Porque?!”. Da mesma forma, milhões de astronomos profissionais e amadores vêm as propriedades vitais mas são os filósofos que se perguntam: “Porque?!”. A resposta tem que estar no passado e no passado estavam as estrêlas e galáxias. Por isso o filósofo se vê a contragôsto obrigado a invadir a área dos astronomos.

O modêlo acadêmico foi elaborado com base na visão do céu a ôlho nu, mais as interpretações das fotos e demais dados captados pelos instrumentos cientificos mecanizados, mais o conhecimento da quimica e fisica terrestre, tudo isso arrolado em calculos matemáticos e simulações pelos computadores. O modêlo da Matrix/DNA começou do futuro tentando regredir ao passado, focalizou o produto final e tentou adivinhar como é seu produtor, mas para tanto colheu o maximo de dados captados pelos instrumentos cientificos mecanizados sem no entanto se deixar convencer pelas interpretações acadêmicas dêstes dados, considerando que os instrumentos cientificos mecanizados devem captar apenas os fenomenos mecânicos e ignorar outras ordens de fenomenos que possivelmente existam nas estruturas que medem e observam. Por exemplo, os instrumentos cientificos vasculhando um corpo humano não captaria a organização biológica e mental dêste corpo, apenas a fisica e a quimica. Segundo, o filósofo tem em mente que os dados disponíveis ainda hoje em dia sôbre o espaço sideral não perfazem talvez mais de10% dos dados totais, portanto um modêlo baseado num quebra-cabeças que foi montado apenas com 10 peças e sem as 90 restantes não pode ser o quadro final real. Em todo caso, a corrente de causas e efeitos naturais apontados no quadro astronomico da Teoria Acadêmica não tem como prosseguir e ser a mesma corrente de causas e efeitos do quadro comprovado da Vida, portanto, a astronomia acadêmica teria que explicar de que outro lugar a Vida veio. Por outro lado, na Teoria da Matrix/DNA, a redução da corrente de causas e efeitos da Vida prossegue adentrando as estruturas astronomicas e ali se revelando nos seus principios mais simples. O que não quer dizer que êste quadro seja a verdade final, apenas uma maior aproximação da verdade.

( Nota: No prosseguimento dêste artigo iniciaremos a análise técnica das diferenças entre os dois modêlos)