Archive for the ‘Pesquisas da Matrix/DNA’ Category

EMDR (Cura de traumas pela desinsetização e reprocessamento mental pela observação dos movimentos dos olhos): bom para aplicar a formula da Matrix/DNA

domingo, janeiro 6th, 2019

xxxx

Num novo artigo cientifico pesquisadores sugerem que mau humor, tristeza, etc., sao causados por inflamacoes internas. Levado para o Reddit, um comentador sugeriu o tratamento por EMDR. Pesquisndo o que e` EMDR encontrei bom assunto para pesquisa da Matrix/DNA e promissora aplicacao da minha formula.

No Reddit:

https://old.reddit.com/r/science/comments/ad417u/negative_mood_such_as_sadness_and_anger_is/

Negative mood — such as sadness and anger — is associated with higher levels of inflammation and may be a signal of poor health. The investigators found that negative mood measured multiple times a day over time is associated with higher levels of inflammatory biomarkers.Psychology (news.psu.edu) – 1/6/19

xxxx

O artigo:

Negative mood signals body’s immune response

https://news.psu.edu/story/552547/2018/12/20/research/negative-mood-signals-bodys-immune-response

xxxxxxx

http://www.emdr.com/what-is-emdr/

What is EMDR?

For Laypeople:

EMDR (Eye Movement Desensitization and Reprocessing) is a psychotherapy that enables people to heal from the symptoms and emotional distress that are the result of disturbing life experiences.  Repeated studies show that by using EMDR therapy people can experience the benefits of psychotherapy that once took years to make a difference. It is widely assumed that severe emotional pain requires a long time to heal.  EMDR therapy shows that the mind can in fact heal from psychological trauma much as the body recovers from physical trauma.  When you cut your hand, your body works to close the wound.  If a foreign object or repeated injury irritates the wound, it festers and causes pain.  Once the block is removed, healing resumes.  EMDR therapy demonstrates that a similar sequence of events occurs with mental processes.  The brain’s information processing system naturally moves toward mental health.  If the system is blocked or imbalanced by the impact of a disturbing event, the emotional wound festers and can cause intense suffering.  Once the block is removed, healing resumes.  Using the detailed protocols and procedures learned in EMDR therapy training sessions, clinicians help clients activate their natural healing processes.

Tesla website

quinta-feira, janeiro 3rd, 2019

xxxxx

https://teslaresearch.jimdo.com/

Pesquisas sobre Nicola Tesla invenções e experimentos

DNA + RNA = Proteína / Luz Universal + Mente = Recurso para uma função sistêmica

segunda-feira, dezembro 31st, 2018

xxxx

Nova ideia de como deve funcionar nossa relação com o “Genoma de Deus”.

Sabemos que o DNA pode ser visualizado como uma fita com informações gravadas. O RNA pode ser visualizado como uma fita menor com partes ou trechos das informações no DNA.

Quando uma célula ou substancia do corpo necessita de algo, sua necessidade se materializa na forma de um RNA contendo o pedido na forma de código químico. E então ela emite o RNA  que se dirige ao DNA, o rei sentado no trono nuclear da célula. O RNA percorre ao longo da fita do DNA até achar o trecho que lhe corresponde. Então o pedido funde-se com a dadiva, e deste “acasalamento” nasce uma proteína. A proteína então vai para um local executar sua função.

Sabemos ainda que a molécula química do DNA obedece a um comando de instruções. Podemos supor que a molécula química é o hardware, e o comando é o software. Provavelmente – de acordo com meus modelos – o comando é constituído de fótons, partículas de luz, cada um com uma informação.

De onde veio tudo isto?! Esta extraordinária engenharia super complexa?!

De onde a Natureza tirou essa ideia ?! Onde estavam e quais eram as forças e os elementos naturais no estado do mundo antes das origens da Vida, que a Natureza usou para montar esse esquema fantástico?!

Qual elemento no Universo antes das origens da vida tinha os mecanismos e processos para fazer isso, ao menos em um estagio evolucionário inferior?

Tive agora uma ideia para responder estas questões pensando no mecanismo entre DNA, RNA, proteínas.

Existe a luz original universal, com suas sete ondas diferenciadas, cada onda tem propriedades e uma especie de personalidade própria diferente das outras seis. Deve existir uma grande onda universal, do mesmo tamanho ou maior que o Universo, que banha, penetra, se propaga, no meio da dark matter.

Essa onda de luz tem em sua anatomia as informações que inoculam o processo do ciclo vital na matéria. Então ela funciona como a longa fita do DNA.

Deve ter algo no mundo que funcione como o RNA.

E deve ter algo que tenha necessidades e a capacidade de solicitar recursos a luz universal emitindo uma especie de RNA.

Quando esse algo necessitado consegue fazer seu RNA – seu pedido – se fundir com o trecho certo da luz universal, recebe a proteína, ou seja, a ferramenta pra produzir o recurso necessário.

Como a luz universal original existe desde as origens do Universo, esta ai onde a Natureza encontrou e utilizou o mecanismo que depois aplicou ao criar os sistemas biológicos, no nível molecular do código genético, ou seja, criar a Vida.

Cheque-mate!

Esta ideia me surgiu agora, mas ela não veio por acaso, pela sorte, e nem estive pensando nesta forma de ver o DNA por acaso. Acontece que ha’ dias, semanas, tenho ocupado o cérebro, em minhas meditações, buscando melhor compreender a formula dos sistemas naturais – o Genoma de Deus – buscando desvendar como a luz original fazendo o papel de comando de instruções esta’ presente e opera a formula. Isto porque preciso urgente, antes de morrer, encontrar algum meio de aplicar na pratica toda a minha cosmovisão, aplicar a formula, para produzir algo em beneficio da melhoria da vida humana.

Então essa ideia seguiu um método, o mesmo método aplicado em todas as outras milhares de vezes em que encontrei as milhares de soluções para elaborar a grande teoria.

E posso supor, racionalmente o seguinte:

Eu sou o algo necessitado, que esta a fazer um pedido ‘a luz universal, ao Genoma de Deus. As semanas de perguntas mentais focalizando mentalmente esta luz podem ser os pensamentos que funcionam como o RNA. Talvez o pedido da minha mente, na forma de pensamento, seja o RNA no grande esquema cósmico.

Mas meu pensamento teria que ter um pedido codificado com o mesmo código existindo em certo trecho da luz universal, para que se funda e obtenha uma “proteína”.

A proteína seria uma intuição ou uma voz na forma de um sinal desconhecido, trazendo a orientação, o comando, as instruções de como construir uma objeto material para resolver a minha necessidade. Na verdade seria nada mais nada menos que uma comunicação entre a onda de luz cósmica e a onda de luz entranhada no meu DNA que executa a função de comando de instruções. Assim, a instrução passada pela luz cósmica para o meu DNA que esta alojado no centro dos meus neurônios, aflora ‘a mente, normalmente.

O fato verdadeiro, comprovado para mim, é que centenas ou milhares de vezes as soluções afloraram na minha mente, geralmente de manhã, depois de passar muitas noites meditando um problema relacionado a grande teoria, ou cosmovisão. E tenho ficado surpreso e sem entender como a solução surgiu de repente numa bela manhã, muitas vezes quando eu estava fazendo algum trabalho braçal, sem estar pensando no problema. A intuição surge de repente, vinda do nada, quando então procuro imediatamente uma maneira de anota-la para não esquece-la, e refletir nela mais tarde com tempo. Como fiz e estou fazendo hoje, com esta ideia e esta solução. Não encontrei ainda outra explicação racional para o como as minhas intuições são produzidas pelo ou no meu cérebro.

Bem… A minha questão, o meu pedido, foi a explicação de como funciona a emissão, execução e recepção de um pedido. Obtive uma explicação. Não posso acreditar nela porque não a vi, não a toquei, sou como São Tomás, tenho que ver e tocar para crer. Mas também não sou mente fechada, não vou jogar essa explicação no lixo. Vou trabalha-la, experimenta-la, testa-la, nem sei ainda como, mas tenho umas ideias.

Não podemos ser mentes fechadas, pois para a luz universal, mentes fechadas são como blocos de concreto, de rochas. A luz bate tentando penetra-la e trabalhar seu interior mas não consegue, a pedra é dura, a luz bate, reflete de volta. Ser mente fechada é ter a cabeça dura. Talvez até alguma inteligencia extraterrestre superior esteja querendo te ajudar te inserindo uma solução na sua mente, mas se você fechou sua crença para esta possibilidade,… perdeste uma grande oportunidade.

Esse tema me lembrar ainda dos religiosos com suas rezas. As orações seriam o RNA enviado a Deus, com um pedido. Porem sabemos que a maioria das orações não surtem efeito, e as vezes, até acontece o contrario. Desconfio que isso se deve ao fato de que o crente nada conhece dessa luz universal, do Genoma de Deus, e por isso faz uma equivocada ideia de Deus. Do DNA.

Então acontece que a mensagem codificada no RNA, ou seja – o conteúdo do pedido de uma oração – não bate com nenhum trecho codificado no DNA, na luz universal.

Temos muito trabalho ‘a frente, buscando como sera o código para se comunicar com a luz, o comando universal de instruções, o Deus a quem se dirigem as orações. E buscar como deve ser emitido o pedido. E saber como ser bom entendedor ao receber a resposta.

 

 

 

Circuito sistêmico neural entre cérebro e intestino

terça-feira, dezembro 18th, 2018

xxxxx

http://socientifica.com.br/2018/12/seu-intestino-esta-diretamente-conectado-ao-seu-cerebro-por-meio-de-um-circuito-de-neuronios/

Seu intestino está diretamente conectado ao seu cérebro por meio de um circuito de neurônios

Estudo revela que o intestino tem uma conexão muito mais direta com o cérebro através de um circuito neural que permite transmitir sinais em meros segundos.

O intestino humano é revestido com mais de 100 milhões de células nervosasé praticamente um cérebro em si mesmo. E de fato, o intestino realmente fala com o cérebro, liberando hormônios na corrente sanguínea que, ao longo de cerca de 10 minutos, nos dizem o quanto está com fome, ou que não deveríamos ter comido uma pizza inteira. Mas um novo estudo revela que o intestino tem uma conexão muito mais direta com o cérebro através de um circuito neural que permite transmitir sinais em meros segundos. As descobertas podem levar a novos tratamentos para a obesidade, transtornos alimentares e até mesmo depressão e autismo – todos eles ligados a um intestino com defeito.

O estudo revela “um novo conjunto de caminhos que usam células intestinais para se comunicar rapidamente com o tronco cerebral”, diz Daniel Drucker, um cientista clínico que estuda distúrbios intestinais no Instituto de Pesquisa Lunenfeld-Tanenbaum, em Toronto, Canadá, que não estava envolvido com o trabalho. Embora muitas perguntas permaneçam antes que as implicações clínicas se tornem claras, ele diz: “Essa é uma peça legal e nova do quebra-cabeça”.

Em 2010, o neurocientista Diego Bohórquez, da Duke University, em Durham, na Carolina do Norte, fez uma descoberta surpreendente enquanto examinava seu microscópio eletrônico. As células enteroendócrinas, que estudam o revestimento do intestino e produzem hormônios que estimulam a digestão e suprimem a fome, têm protuberâncias semelhantes a patas que lembram as sinapses que os neurônios usam para se comunicar entre si. Bohórquez sabia que as células enteroendócrinas poderiam enviar mensagens hormonais ao sistema nervoso central, mas ele também se perguntava se elas poderiam “conversar” com o cérebro usando sinais elétricos, como os neurônios fazem. Se assim for, eles teriam que enviar os sinais através do nervo vago, que viaja do intestino para o tronco cerebral.

Ele e seus colegas injetaram um vírus da raiva fluorescente, que é transmitido através de sinapses neuronais, para os cólons de camundongos e esperaram que as células enteroendócrinas e seus parceiros se acendessem. Esses parceiros acabaram se tornando neurônios vagais, relataram os pesquisadores na Science.

Em uma placa de Petri, as células enteroendócrinas alcançaram os neurônios vagais e formaram conexões sinápticas entre si. As células até expeliram o glutamato, um neurotransmissor envolvido no olfato e paladar, que os neurônios vagais capturaram em 100 milissegundos – mais rápido que um piscar de olhos.

Isso é muito mais rápido do que os hormônios podem viajar do intestino para o cérebro através da corrente sanguínea, diz Bohórquez. A lentidão dos hormônios pode ser responsável pelos fracassos de muitos supressores de apetite que os atingem, diz ele. O próximo passo é estudar se essa sinalização do cérebro intestinal fornece ao cérebro informações importantes sobre os nutrientes e o valor calórico dos alimentos que ingerimos, diz ele.

Existem algumas vantagens óbvias para a sinalização do cérebro, como a detecção de toxinas e veneno, mas pode haver outras vantagens em sentir o conteúdo de nossas entranhas em tempo real, diz ele. O que quer que seja, há uma boa chance de que os benefícios sejam antigos – as células sensoriais intestinais datam de um dos primeiros organismos multicelulares, uma criatura plana chamada Trichoplax adhaerens,

Trichoplax adhaerens, que surgiu há cerca de 600 milhões de anos.

Pistas adicionais sobre como as células sensoriais do intestino nos beneficiam hoje estão em um estudo separado, publicado hoje na Cell. Pesquisadores usaram lasers para estimular os neurônios sensoriais que inervam o intestino em camundongos, que produziam sensações recompensadoras que os roedores trabalhavam duro para repetir. A estimulação a laser também aumentou os níveis de um neurotransmissor que estimula o humor, chamado dopamina, no cérebro dos roedores, descobriram os pesquisadores.

Combinados, os dois artigos ajudam a explicar por que estimular o nervo vago com corrente elétrica pode tratar depressão grave em pessoas, diz Ivan de Araujo, neurocientista da Icahn Escola de Medicina Monte Sinai, em Nova York, que liderou o estudo celular. Os resultados também podem explicar por que, em um nível básico, comer nos faz sentir bem. “Embora esses neurônios estejam fora do cérebro, eles se encaixam perfeitamente na definição de neurônios de recompensa”, que estimulam a motivação e aumentam o prazer, diz ele. [Science]

Circuito sistêmico da conexão entre os intestinos e o cérebro

sexta-feira, dezembro 14th, 2018

xxxxx

http://socientifica.com.br/2018/12/seu-intestino-esta-diretamente-conectado-ao-seu-cerebro-por-meio-de-um-circuito-de-neuronios/

Circuito da conexão dos intestinos com o cérebro

Seu intestino está diretamente conectado ao seu cérebro por meio de um circuito de neurônios

Estudo revela que o intestino tem uma conexão muito mais direta com o cérebro através de um circuito neural que permite transmitir sinais em meros segundos.

Fotons formam uma Aura?

terça-feira, dezembro 11th, 2018

xxxx

Os fótons adentram átomos e os conduzem a se conectarem na forma da molécula do DNA. Entre os fótons de uma célula e de outra, emerge uma ponte, na forma de uma sinapse. Logo sete átomos estão conectados por estas pontes. Assim, o building block do Dna contem uma rede de fótons que configuram a formula da Matrix/DNA. Com sete átomos.

Mas e quando o ser unicelular se tornou multicelular?

Primeiro, supomos que o unicelular aprendeu a se dividir multiplicando-se. Então os fótons dentro de uma célula, agora unidos em maior grupo formando a formula, produziram uma ponte com o outro grupo de fótons da célula vizinha. Logo, ao invés dos sete átomos anteriores, surge a mesma configuração com sete células. Teria sido o primeiro micro-organismo, com sete células.

Mas este micro-organismo multicelular deveria ter uma nova rede de fótons configurados como a formula.

Hoje, um organismo muito maior e complexo como um corpo humano deve ter essa segunda rede. Fractal dentro de fractal. Essa segunda rede seria a aura intuída pelos clarividentes.

Ela pode ser a entidade emergente dos sistemas no ser humano, pode ate ser o ego, ou a mente. Consciência é outra coisa alem e fora desta linhagem do ego, da mente.

Então, tenho mais uma razão para retornar e continuar com a meditação buscando essa segunda rede e a perfeição da formula que traz para manter a perfeição da saúde no corpo.

E continuar pensando e desenvolvendo esta tese.

A luz tocando e influenciando a matéria na iris do olho

domingo, dezembro 9th, 2018

xxxxx

Temos sensores que captam e sentem a substancia quase abstrata da luz. Porem não temos a capacidade de ver um grupo de partículas de luz ( os fótons) compondo a formula da Matrix/DNA, a qual esta em todo lugar nos organismos.

Como superar esta deficiência? Treinando ou esforçando nossos sensores naturais, depois que conhecemos a formula e sabemos que ela existe? Ou apenas pela tecnologia?

Impressionante vídeo revelando os efeitos da luz na iris humana.

https://www.facebook.com/Soubiomais/videos/227347058165552/?t=53

A realidade da dimensão quântica versus a ilusão da realidade humana, resolvida pela Matrix/DNA

quarta-feira, dezembro 5th, 2018

xxxx

Esta formula resolve muitos mistérios não resolvidos pela Ciência Acadêmica. Vamos ver um exemplo:

A Ciência acadêmica, na sua teoria mais profunda, esta teorizando que a nossa realidade não existe, é pura ilusão. Isto porque o vácuo revela que a ultima instancia da realidade é uma espuma quântica que se torna duas partículas fundamentais que se auto-aniquilam continuamente. Isto significa que a realidade verdadeira, ultima, na base ou alicerce da nossa ilusória realidade, é aquela espuma de energia que não existe, porque a energia que esta na espuma é “emprestada do futuro”. Então o mundo não existe no passado e no presente, o que serve de base para o mundo é o futuro, o qual, todo sabemos, não existe ainda, também.

Os físicos encontraram uma boa analogia para explicar isto: uma conta no banco. Suponha uma conta que agora não tem fundos. O dono da conta emite um cheque, sem fundo. Mas o banco confia no cliente, pois ele sempre pagou seus débitos. Então o banco paga o cheque com um dinheiro que a conta não tem (nem o banco tem, ele pegou o dinheiro de outro cliente que tem saldo médio). Não tem dinheiro no deposito mas dinheiro apareceu. Como o banco espera receber no futuro, diremos que a conta obteve um dinheiro do futuro. De fato no outro dia o cliente vem com dinheiro real e paga o debito, alias, vem com mais dinheiro, e fica com saldo. No dia seguinte o cliente emite outro cheque maior que o saldo e fica com debito. No final do mês ou do ano o banco calcula o balanco médio e conclui que a conta não tem saldo médio, ou seja, o valor da conta é zero.

Assim é a base, o alicerce da nossa realidade: é o zero, nada. Isto é a espuma quântica. Num momento ela se apresenta, e vamos chama-la de conta bancaria. Quando ela foi aberta, o cliente depositou cem dólares. A conta agora tem uma substancia real, que e um dinheiro, os cem dólares. Na nossa espuma quântica os cem dólares representa quando a espuma se tornou uma partícula, positiva, digamos um quark down. Mais dinheiro vai transformar este quark down digamos, num elétron negativo, o qual é o veiculo carregador da energia da nossa realidade. A espuma continua existindo ou se tornou uma partícula? Ora, a espuma na verdade não existe com substancia nenhuma real, como uma conta bancaria com saldo médio zero e algo abstrato, apenas existe nos papeis do banco, mas os papeis mentem, porque os papeis tem substancia zero. Quando o cliente volta e retira os cem dólares, representa que a partícula quark down sumiu, ou melhor, ela voltou a ser a espuma; ficou apenas a conta bancaria que é zero. No outro dia o cliente emite um cheque de cem dólares e o banco cobre o cheque. Agora temos uma conta bancaria com saldo médio negativo, em debito. No mundo quantico isto representa que a espuma novamente se transformou, mas agora numa particula positiva, que e a oposta do eletron, e a chamamos de positron.

Positron é a particula do que Dirac descobriu neste universo, a anti-matéria. Se uma particula eletron, matéria, se tocar numa particula positron, anti-matéria, as duas se aniquilam imediatamente, desaparecem, no seu lugar fica o que parece ser apenas luz, mas na nossa linguagem é a espuma quantica. Ou havia na conta bancaria um saldo de cem dólares e o cliente sacou cem dólares ficando a conta a zero, ou havia um debito de cem dólares e o cliente os pagou, ficando a conta a zero. Ficou a espuma quantica, eletron e positron não existem mais.

Mas… então nos acreditamos que existe a nossa realidade. Nos vemos e tocamos matéria, temos certeza que ela existe. Os fisicos dizem que não, é impossivel, pois a espuma quantica fica eternamente patinando sem sair do lugar. No momento que a espuma quantica existe, só existe ela no mundo, nada mais, nenhuma particula, ela é a substancia do “nada” que preenche o mundo todo. Mas então ela se torna uma particula e esta particula surge com um movimento rotatório, digamos, girando para a esquerda, spin left, e a este movimento convenhamos chamar de “positivo”. Nesse momento a espuma quantica é apenas isso, uma particula. Esta particula enche o Universo, o mundo todo, ela é tudo o que existe, nada mais existe alem dela, e enquanto ela existe nada mais nunca existira, então ela é a substancia do nada agora. Acontece que o movimento de giro vai enfraquecendo, desacelerando sua velocidade, até chegar a zero, e quando chega a zero, a particula positiva deixou de existir, se transformou na espuma quantica novamente. No momento seguinte, a espuma se torna uma particula, agora girando a direita, spin right. A qual vai desacelerar e voltar a desaparecer, ser zero, ser a espuma quantica.

Podemos dizer que o nada existe, mas ele pode existir em três estados diferentes, um de cada vez, estes estados são alternados entre si. A santíssima trindade, ou a manifestação abstrata ou do pai, ou do filho, ou do espirito santo. Em cada momento só pode se expressar um, nunca dois ou os três ao mesmo tempo. Quando um fala, os outros dois não apenas se calam, mas desaparecem da cena. O que fala, sempre esta falando sozinho.

Falando para quem, então? Se é o filho que esta’ falando, ele não esta’ falando para o pai nem para o espirito santo ( a particula positiva não esta’ girando para a assistência da espuma quantica nem para assistência da particula negativa), o filho esta’ falando para nos, para nossa realidade que acreditamos existir, que na verdade, não existe. Não existe, não existimos, mas estamos ouvindo. O mundo material não existe alem da espuma quantica, mas o seu giro seja para a direita ou para a esquerda, ou sua inercia, tem que serem giros e inercia em relação a alguma outra coisa, se não, nem os giros, nem a inercia podem existir. Esta outra coisa, a que assiste um destes três estados, é a nossa realidade material. Que não existe. Como?!

Aqui encontrei uma solução, mas a qual só foi possível depois que consegui a formula da Matrix/DNA.

Os fisicos dizem que a nossa realidade é uma ilusão, não pode existir, ela é o “leftover”, e sem muta certeza sobre a definição desta palavra em inglês, vou traduzi-la para “resto”. Seria o resto que fica de cada um dos três estados quanticos? Mas seria um resto apenas existente no futuro, nunca no passado nem no presente, pois o que existiu no passado foi uma das duas partículas ou a espuma, e o que existe no presente ou é uma das duas particulas ou a espuma. O resto é o dinheiro emprestado pelo banco que cobriu o debito, mas um dinheiro que o banco tambem não tem, o chamado empréstimo a futuro.

No entanto, contrariando o resultado final logico da equação logica dos fisicos, os humanos provam que o resto existe, e existe aqui e agora, como existiu no passado com certeza vai existir no futuro, ao menos no futuro próximo milionésimo de segundo. Os fisicos estão com um serio problema com os humanos. Os humanos são a prova de que algo na sua equação esta’ errado, ou então, que sua equação esta’ incompleta, faltando alguma coisa que eles não conhecem. E os humanos estão com um serio problema com os fisicos, pois os fisicos provam que existe alguma coisa que os humanos não conhecem, a qual, é a realidade real…

Mas a formula sugere uma solução: tanto os fisicos quanto os humanos estão 100% certos. E ao mesmo tempo, ambos estão 100% errados.

O segredo  começa a ser resolvido na função 4 da formula. Ali, o fluxo de informações que corre no circuito esférico ( na realidade e` espiralado, girante como uma particula) chega e se divide em dois fluxos. Um fluxo continua perfazendo a esfera, o outro, como uma emissão de um ramo lateral, ao invés de seguir a direção curva da esfera, adquire a direção de uma reta rumo ao centro da esfera, onde tudo começa e tudo termina. O ramo lateral consiste em metade da energia do fluxo esquerdo, que vinha crescendo depois de ter nascido em F1. Quando o fluxo se divide, outra coisa acontece: se ele tinha nascido em F1 com um potencial de 50% de energia mais 50% de massa, ao subir pelo circuito esquerdo, a sua energia vai crescendo enquanto sua massa vai diminuindo, o que significa que massa esta sendo transformada em energia pela formula E=mc2. No seu estado astronomico da formula, isto significa que o núcleo energético de um astro esta crescendo porque esta “comendo” as camadas de massa da periferia, as placas tectônicas, até quando a energia “come” tudo e o astro se torna uma estrela, supernova. No seu estado de “corpo ou sistema humano” esta fase é a que vai do nascimento de um baby que vai crescendo até a fase que adquire o ultimo aparato para sua reprodução sexual, o que eu poderia chamar de “explode num supernovo adulto”.

No momento que o fluxo se divide, o ramo lateral se dirige ao núcleo que não existe mais, assim como a partícula positiva se dirige a espuma quântica que não existe mais, porem vai existir no momento futuro seguinte, quando a particula se transforma na espuma. Assim o ramo lateral se transforma no núcleo que não existia. Mas ele faz isso porque, enquanto ela estava viajando de F4 para F1, o ramo esférico produzia a massa resultante da estrela, suas cinzas, ou poeira, e direcionou esta poeira justamente para o local onde existia o núcleo. Quando o bólido do fluxo lateral chega junto com a poeira no mesmo ponto, renasce o núcleo. Particula positiva se encontrou com negativa, matéria com antimatéria, as duas se auto-aniquilaram, já não existe mais ramo esférico nem lateral, matéria e anti-matéria se tornaram espuma quantica que parece ondas de luz, ramo esférico e lateral se tornaram o vórtice nuclear.

Então, na verdade, o lançamento do ramo lateral tinha um proposito para o futuro, o de reproduzir o sistema. E isto se chama “perpetuação da especie”. o que acontece na verdade, no fritar dos ovos, é um exemplar processo de reprodução sexual a nível eletromagnético atômico, e a nível mecânico astronômico, e ainda a nível biológico humano.

Os físicos fizeram uma analogia entre a nossa realidade e a conta bancaria para concluírem que a nossa realidade não existe, porque é um empréstimo do futuro para ser pago no futuro. Aqui nos descobrimos que a tanto a nossa realidade quanto a realidade quantica têm um mecanismo chamado de “perpetuação da especie”, o qual é acionado para funcionar agora, mas sabendo-se que não vai receber pagamento agora, pois a perpetuação é um projeto para garantir a existência no futuro, portanto estas realidades estão pagando ao futuro desde já. O futuro mesmo não existia mas ele é criado e garantido pelo pagamento antecipado, pelo mecanismo da perpetuação. Ótimo, essa providencia torna nossa realidade realmente real, não é mais uma ilusão.

A humanidade e uma realidade material, mas ela e o leftover da espuma quantica. Ela não é nenhum dos três estados da santíssima trindade. Ela não é a espuma quantica, não é a particula positiva, nem é a particula negativa. A realidade real, fundamental do mundo é um dos três estados, e a humanidade não é nenhum destes estados, então ela não é a realidade fundamental do mundo. Ela é um empréstimo do futuro. O resto. Ela é um conceito abstrato: perpetuação da especie. Mas observando a formula, nota-se que em nenhum momento ela é “perpetuação de si mesma”: Num momento, ou ela é  o fluxo que sobe pela esquerda (girando para a direita, quark up) ou o fluxo que desce pela esquerda ( girando para a direita, quark down), o qual só existe porque deixou de existir o fluxo da esquerda e o nucleo, ou é o nucleo ( a espuma quantica, que só existe quando não existem nem o fluxo da direita, nem o da esquerda.

E então?

Não esta solucionada a briga entre fisicos e humanos? Existem duas dimensões diferentes e separadas entre si. Uma dimensão é constituída pelos três estados quanticos. A outra dimensão é constituída por matéria, energia mais massa. Separadas porque a dimensão da matéria não é produto da transformação da dimensão quantica, nem a dimensão quântica e produto da transformação da dimensão material. Separadas porque não existem trocas entre as duas dimensões.

Nas duas dimensões existem três estados. Na dimensão material também, ou só existe a energia devorando massa, energia e massa girando para a direita, que significa massa diminuindo, não existe nem o seu contrario, a face direita, onde massa devora energia, a energia e massa gira para a esquerda, nem existe um núcleo.

Nas duas dimensões, cada estado se transforma num estado seguinte. Porem num estado seguinte que só existe na sua dimensão. Não tem como um estado da realidade quântica se tornar um estado da realidade humana, nem vice-versa.

Mas as duas dimensões existem ao mesmo tempo, e a prova e que uma pode ver, assistir a outra, sem poderem se tocarem. Pois os físicos viram, assistem, a dimensão quântica e se esta tivesse olhos, poderia também assistir a existência da realidade humana, sem poder toca-la.

A humanidade existe porque cada individuo se reproduz, assim ela se perpetua, fixando sua existência real. Mas a humanidade em si, se reproduz? Não porque para haver reprodução tem que ter dois elementos, o masculino e o feminino, o positivo e o negativo,  o fluxo crescente ou seu anti, o fluxo decrescente, e nada é conhecido como o anti da humanidade.

A solução do mistério esta no ramo lateral, a função reprodutora, responsável pela perpetuação do sistema.

Mas temos que notar que enquanto existe o momento do ramo lateral, quando ele esta indo de F4 para F1, esta existindo tambem o momento do ramo esférico direito. E que depois os dois se fundem, na forma de nucleo. Vamos então agora a dimensão quantica para ver se isto acontece? Estaria também a realidade quântica sendo perpetuada devido a um mecanismo reprodutivo da perpetuação?!

Recapitulando: num momento existe apenas a espuma quântica, na qual se nota que existe um movimento, uma especie de vibração que nos transmite a aparência de ondas continuas. Seja como for, deste movimento resulta que a espuma se torna diferente, uma partícula com aparência de matéria.

Saindo da espuma quântica e indo para a formula, sentimos que a espuma deve ser o momento de F1, do nucleo, o qual e composto de 50% massa e mais 50% energia, então suspeitamos que neste momento a espuma quantica também seja  composta de dois elementos, desconhecidos ainda. Da espuma emerge uma particula fundamental, enquanto da formula em F1 emerge um corpo, seja um astro, um baby humano, e ou talvez um elétron atômico. F1, o núcleo deixou de existir, então suspeitamos que na dimensão quantica, a espuma deixou de existir. Como a particula emergida da espuma é a totalidade, é nada, da mesma forma que a espuma é o nada da totalidade, diremos que a particula nada mais e que a própria espuma, num estado diferente. Na formula, quando o fluxo chega em F4, supomos que a particula atingiu sua máxima capacidade de giro, sua máxima velocidade. Na formula, o fluxo esquerdo desaparece e se divide em dois fluxos com movimentos diferentes. Na dimensão quantica teorizamos que a partícula spin left volta a ser espuma quantica. Ela não e divide em duas coisas diferentes. Ou talvez… sim.

Na formula, vemos que F4 e F1 ao oposto. F1 exerce a função reprodutora feminina. F4 exerce a função reprodutora masculina. Mas homem e mulher sao dois sexos diferentes, porem, de uma mesma e unica especie, uma mesma forma. a pequena diferença de forma entre homem e mulher se deve ao fato que seu ancestral comum, uma célula hermafrodita, continha os dois, e depois separou-os. Na formula, hermafrodita, os dois eram o mesmo, eram apenas um, em cada momento. Nunca existem os dois ao mesmo tempo. Mesmo assim, a formula se perpetua, se auto-recicla, se reproduz. Mas a formula e abstrata. Quando se torna célula, sua contraparte real, material, os dois se fixam existindo ambos no mesmo momento.

Voltando a dimensão quantica, ela foi a primeira realidade a existir. Lembre-se o que os físicos aprenderam: a nossa realidade e o leftover, o resto. Um produto lateral, subsequente? Apenas abstratamente, pois não existem trocas entre a dimensão quantica e a dimensão material. Uma não pode ser produzida pela outra, e vice-versa.

A formula, quando estava no estado astronômico, antes de seu leftover existir – o estado ou vida biológica – era hermafrodita, porem, os dois opostos não existiam num mesmo momento. Era um corpo sob evolução e depois involução, carregando dentro de si em estado apenas potencial, o masculino e o feminino, mas dentro do corpo, este estado masculino e feminino nunca se fundiam.  Quando o sistema astronômico se tornou ( sem desaparecer) um sistema celular, continuou sendo hermafrodita, porem aqui os dois opostos se fundem.

Então? Na dimensão quantica tambem existe  auto-perpetuação? Existe tal mecanismo? A história, o enredo da nossa dimensão esta sugerindo que não, não precisa existir. Tal como o sistema astronômico não produz em si, a fusão do masculino com o feminino, e o sistema astronômico existia antes da célula, e o sistema astronômico é a espuma de fundo externa a célula,  a dimensão quantica não precisa ter este mecanismo de auto-perpetuação.

Talvez aqui jaz a diferença fundamental que separa as duas realidades.

Mas a dimensão quântica esta perpetuada, ela executa o fluxo esférico. Ela tambem ou é o nucleo, F1, ou a face esquerda (de F1 a F4), ou e a face direita ( de F4 a F7). Como a particula spin right se torna espuma quantica? Como a face direita se torna metade do núcleo? Se a espuma e metade, qual e a outra metade? Ou a espuma e dois em um, o resultado da fusão da spin left com a spin right?

Quando matéria se encontra com antimatéria, as duas desaparecem, resta a luz. A espuma quantica é um campo, o campo da luz?

A nossa realidade, no seu principio, era matéria distribuída de forma caótica, aleatória. Diz a formula da Matrix/DNA que nessa matéria caótica surgiu uma onda de luz trazendo um código, a formula para um sistema natural. Essa fórmula na luz, ou essa formula de luz, organizou parte dessa matéria num sistema, o sistema cresceu, se multiplicou, se diversificou, e aqui estamos nos, como uma forma desse sistema, e o nosso mundo externo, composto de regiões com matéria caótica e regiões com outras formas do sistema.

Vamos supor que essa luz que surgiu na matéria caótica, nada mais, nada menos, seja a luz que surgiu do encontro entre matéria e antimatéria num dado ponto do espaço?

Mas se essa luz era a espuma quantica, então…

Mas a espuma quantica continua compondo a dimensão quantica, ela não emigrou para a nossa realidade material. Sempre pensamos que as duas realidades estão completamente separadas entre si.

Ora, existe uma outra situação onde um elemento, uma força, que existe num sistema, o qual existe num dado momento, e nada mais existe alem dele, se torna a mesma forca existente em outro sistema, que exista no momento seguinte, depois que o sistema anterior desapareceu. De maneira que nunca os dois sistemas existem ao mesmo tempo, o que significa que os dois sistemas são totalmente separados entre si. E’ justamente a força da perpetuação, o ramo lateral F5, na formula. O genoma no corpo humano. O qual nada mais é que DNA. DNA nada mais é que a formula. A formula nada mais é que luz. A luz é suspeita de ter vindo da dimensão quântica sem no entanto ter deixado a dimensão quantica. O genoma humano sai do corpo humano, no momento da reprodução, mas continua no mesmo corpo humano. O genoma deste corpo humano sempre existiu no seu passado, existe no presente, e sempre existira no seu futuro. No entanto teve um momento que ele saiu deste corpo humano, e quando ele saiu, nunca mais voltou a este corpo humano.

O genoma que saiu do corpo humano e nunca mais retornou, foi constituir um leftover daquele corpo humano. O resto. um novo corpo, um novo sistema, um novo estado da realidade humana.

Então chegamos a solução final do mistério todo. A espuma, ou luz, da dimensão quântica, sempre existiu no seu passado, existe no presente, e sempre existira na sua totalidade, no seu futuro. Mas saiu uma parte dela, saiu da dimensão quantica. Não era “parte” dela, porque ela continua na sua totalidade na dimensão quântica. O que saiu foi uma reflexo que reproduziu sua imagem num espelho, e neste espelho, o reflexo se materializou, criou vida própria, uma vida diferente da que conhecia no estado quântico, porque o ambiente do estado quantico não é um espelho.

Nos, humanos, somos aqui a dimensão quantica. A nossa realidade, inclusive nossos corpos, são a substância, a matéria de um espelho. Então os fisicos tem razão: a imagem num espelho não é um objeto real. E’ uma ilusão de ótica, de tato, etc.

Mas… espera ai… não resolvemos inteiramente o mistério. De onde surgiu o espelho? A substancia que compõe o espelho? Certamente não veio da unica realidade que existia, que era o nada, apenas um dos três estados da dimensão quantica. Então de onde veio o espelho?! A matéria caótica que existia em “no principio era o caos”?

Raios!

A minha teoria esta igual a Bíblia e sua religião, um ciclo vicioso, onde a evidencia para a teoria não é um fato, e sim a própria teoria.

Vamos puxar um outro aspecto da teoria.

Ela diz que no principio, nesta região do espaço onde hoje se assenta o universo material, só existia a dark matter. Com o Big Bang, uma onda de lux veio de fora desta região do espaço. Essa onda de luz se propagou no meio da dark matter. Ao passar, a luz gera uma fricção, um atrito com a dark matter. Esta friccao se materializa na forma de energia material. Esta’ criada a energia, tal como a conhecemos.

Ok. Sabemos que o universo material é composto de apenas três elementos elementos: massa, ou dark matter ( ou campo de higgs, ou éter, como queira), e energia, e luz. Sabemos de onde veio a energia e a luz. A luz veio da dimensão quântica, e criou a energia.

Mas e a dark matter?

Insolvível?

Vamos aceitar por ora uma solução provisoria: o Nada é composto por dois elementos: a dimensão quantica e a dark matter. E’ assim hoje, sempre foi assim, até o infinito. E dai? Qual o problema nessa definição do Nada?

  1. ” O problema – respondeu alguém- e que esta faltando Deus nessa definição…”
  2. ” Não necessariamente – respondi eu. Considere que a formula em forma de luz foi o genoma de Deus… que flutua no meio da espuma quântica, é esse genoma que causa aquela vibração e ondulação que os físicos viram.  Então, a espuma quântica é o involucro membranoso espermático que contem o genoma. A dark matter é a placenta no corpo de Deus que envolve a formula que esta na espuma quântica. Agora… noves fora = zero. Tira para um lado, a luz, mais a dimensão quantica, mais a dark matter e do outro lado, sobra zero. Se você quer dar um nome a esse zero, se você quer acreditar que esse zero é algo e tem uma personalidade, magica e toda poderosa, e o nome que você escolhe para esse zero é Deus… para mim não tem problema algum, você é livre para acreditar no que quiser, e talvez sua crença tenha fundamento, o que me importa é que, racionalmente, ninguém pode dizer que esta faltando Deus na minha definição. O zero é nada nesta nossa realidade, neste nosso mundo, você diz que  Deus não e deste mundo, você disse que Deus para este mundo é zero”

Bem… acabamos de dar um belo e exaustivo passeio, por outros mundos, ao menos, mentais. O que eu extraio de todas estas conjecturas é algo que me agrada. Vi aqui que é possível existir a dimensão quantica separada da nossa realidade mesmo que a nossa realidade seja uma ilusão produzida pela dimensão quantica… a qual nada produz fora dela, portanto não poderia ter produzido a nossa realidade. Mas produziu. O paradoxo é resolvido pela formula, quando nos revela o mecanismo do ramo lateral. O mecanismo da perpetuação das especies biológicas e o mesmo mecanismo da perpetuação da nossa realidade. Como uma realidade que não deveria existir, se torna existente de fato, e em paralelo a realidade que sempre existiu de fato.

Agora posso voltar aos debates na Internet e enfrentar esse pessoal que quando o tema se torna complicado, me vem com esse quebra-gelo de que a nossa realidade é uma ilusão, então não adianta discutir nada, estamos debatendo inutilidade, tchau… Sim, a mente humana tem um limite de esforço e resistência, e quando ela chega no seu limite, simplesmente sai correndo, foge do campo real dizendo que esta’ sindo for da ilusão. Agora posso segurar este que foge e lhe explicar que a ilusão tem uma explicação, que não é ilusão. O problema e que para explicar isso teria que copiar e colar este texto todo. E ai o cara não vai ler… nem eu terei saco para voltar aqui e ler tudo outra vez…

Consegui solucionar o mundo, mas não encontrei a solução para resolver o problema da mente do meu companheiro de conversa, assim a solução do mundo fica inútil. Só rindo de mim mesmo. Qua-qua-qua-qua….

( lembrete para a Matrix/DNA: esta tese foi inspirada ao assistir o vídeo…

https://www.youtube.com/watch?v=KFS4oiVDeBI

Cogumelos nas visões das fabulas bíblicas, como o paraíso ? Ler este livro?

terça-feira, dezembro 4th, 2018

xxxxx

( observar que tem um website do autor, que e uma doutrina agnostics, no link: https://logosmedia.com/ )

The Holy Mushroom: Evidence of Mushrooms in Judeo-Christianity – A critical re-evaluation of the schism between John M. Allegro and R. Gordon Wasson over … in The Sacred Mushroom and the Cross Kindle Edition

https://www.amazon.com/Holy-Mushroom-Mushrooms-Judeo-Christianity-re-evaluation-ebook/dp/B003CFBOC8/ref=sr_1_1?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1543921038&sr=1-1&keywords=The+Holy+Mushroom%3A+Evidence+of+Mushrooms+in+Judeo-Christianity

The Holy Mushroom: Evidence of Mushrooms in Judeo-Christianity - A critical re-evaluation of the schism between John M. Allegro and R. Gordon Wasson over ... in The Sacred Mushroom and the Cross by [Irvin, Jan, J.R. Irvin]

Kindle e-book – $ 10,00

“If mind-altering substances did play this major role, then how would this affect our interpretations of the Bible and the Qur’an? Would this shed light on the origins of mystical experiences and the stories, for example Abraham hearing voices and Ezekiel’s convenient visions? What would this suggest about the shamanic behavior of Jesus? What impact would this have on organized religion?” These are bold questions. This is a very useful volume for those interested in the Holy Mushroom and the politics of truth. Detailed and wonderfully illustrated; great bibliography.

Christianity and the Piltdown Hoax (one of the largest academic scandals in history) share many similarities: In both stories the information was constructed and then salted into the information stream, and, through the word of noted scholars, presented as fact, the truth. Scholars have egos and once committed to their ideas through scholarly publications, faculty meetings, and conferences, have difficulty seeing, hearing, or even appreciating an adverse view. To waver from a strongly held opinion could spell academic ruin and withdrawal of acclaim. This leads to lively debate, counter stories, and even character assassination if one side or the other is being out trumped in the symbolic mêlée.
Jan Irvin (The Holy Mushroom) has captured what we might call an “anthropology of clarification” regarding whether or not mushrooms, and mind-altering substances in general, played any role in the development of not only Judaism and Christianity but the total culture in play at that time. It is now recognized in many academic communities (anthropologists, sociologists, psychiatrists, psychologists) that sufficient evidence exists of the importance of these substances, both textual and visual, to say “yes” in very large letters. It is no longer theory.
~ Professor John A. Rush, Sierra College

 

Imagens sobre universal matrix e Phi no Pinterest: ver

terça-feira, dezembro 4th, 2018

xxxx

https://www.pinterest.com/grantmarkert/the-universal-matrix/

Tem uma coleção de imagens sob titulo “the universal matrix” no Pinterest que preciso com tempo ver muitas, pois trata-se de conhecimentos esotéricos, como estas figuras:

 

Esta acima, e a de baixo, vai ao link: http://infoclinic.co.za/gods-world/