Archive for the ‘Pesquisas da Matrix/DNA’ Category

Porque a diferente interpretação do mundo – Matrix/DNA – e’ necessariamente pratica

sábado, dezembro 16th, 2017

xxxx

( Artigo inacabado faltando ver o nome da molécula em portugues)

Um exemplo de como uma diferente interpretação dos fenômenos naturais – em relação `a interpretação acadêmica oficial, dita “científica”, pode atuar na pratica:

As várias áreas de estudos do cérebro e seus produtos, como os pensamentos, notadamente a neurologia e a psicologia academicas, estão cada vez mais se baseando na teoria de que o pensamento humano, que pode receber os nomes abrangentes de “mente” ou “consciência” sao produtos genuínos e diretos da evolução do cérebro. vai totalmente contra a ideia cartesiana de mente separada do cerebro. Por consequencia, todos recursos cientificos estao dirigidos a busca de mais dados restritos e limitados a este paradigma, seja na pesquisa sobre doenças mentais, na computação em busca da inteligência artificial, etc.

Por outro lado, a minha diferente teoria – ou diferente interpretação geral dos fenômenos naturais – faz as mesmas pesquisas mas baseada num diferente paradigma. Neste o cerebro e’ visto como hardware e a mente, ou conciencia, com o software. Esta dupla existiria em todos os sistemas naturais  como os anteriores `a existencia dos seres vivos, porem, nos nao vivos, o software e’ entendido como a simples entidade sistemica que regula internamente homeostase e demais fenômenos termodinâmicos. Ora, o hardware nao produz seu software, e apesar de possivel, tambem aparentemente o software nao produz seu hardware. O que existe e’ um processo paralelo evolutivo dos dois, em que um avança mais que o outro produzindo informações que serão absorvidas pelo outro que ao seu ver dara um passo a frente exigindo nova evolução do primeiro. Um longo processo de feed-back.

Não vou aqui citar as dezenas de analogias com fenômenos reais naturais e nem a s milhares de evidências ja reunidas para esta teoria e amplamente divulgadas no website. mas vou rapidamente mencionar um objeto de pesquisa agora que e’ intuído pela minha teoria mas nunca o será pela teoria acadêmica.

Trata-se da atuação na célula de uma molécula denominada ( …..). Esta evidente que esta molecula esta sendo formada e dirigida por alguma força a nível da totalidade do sistema, que nao pode estar resumida e ser emitida por apenas uma das partes do sistema. Esta molécula esta sendo o instrumento fisico adequado ao meio celular para executar funções intermediárias entre esta força sistêmica e as proteínas. Na minha teoria esta força sistêmica e’ definida como entidade abstrata dentro do sistema cujo outro nome e’ software. Se o conjunto cerebro-mente for realmente uma analogia ao conjunto computacional hardware-software, a mente será uma força que atua sobre a matéria física do corpo através de um instrumento intermediario, o qual corresponderia a esta molecula no caso celular. A partir desta possibilidade, passamos a procurar no cerebro quem seria este instrumento.

Enquanto isso, a teoria acadêmica baseada na visão diferente jamais terá qualquer razão para pensar num instrumento intermediário e portanto jamais o irá procurá-lo enquanto permanecer neste paradigma.

Tudo bem, ninguem tem provas definitivas de quem está certo ou errado. Mas se eu estiver certo, e se tiver as condições e recursos necessários experimentais, eu ou a quem herdar esta cosmovisão poderá um dia fornecer `as ciencias academicas o que ela necessita para seu grande salto evolucionário na solução de apenas algumas destas doenças mentais a milhares de anos vem torturando humanos sem que se tenha encontrado soluções em nenhum paradigma.

 

“Quase Deuses” e “Maos Talentosas”: Filmes importantes sobre Ciencias, evolucao da cirurgia cardiaca, racismo pelo mindset

terça-feira, dezembro 12th, 2017

xxxx

https://www.youtube.com/watch?v=lpnSuX1IYuM

Quase deuses. A historia filmada, dublada em portugues, ( nao bem a real, como se pode perceber se ler sobre Vivien Thomas e Dr. Alfred Blalock no Wikipedia), muito interessante, de como dois homens lutaram para abrir os caminhos as cirurgias do coracao, alem de mostrar o racismo. E a historia tem muitos detalhes de profunda filosofia tal como o que abordei no comentario escrito abaixo:

Alguns importantes detalhes que podem escaper ao telespectador:

  1. Vivien inventou uma ferramenta para cirurgia cardiaca que tornou possivel essa operacao. Ele era tambem bom em mecanica, observe que ele recuperou e mudou o respirador;
  2. Em muitos comentarios pessoas condenam o Dr. Blalock por ter “usado e abusado” de Vivien, sem ter demonstrado empatia por suas dificuldades particulares, financeiras. Isto e’ comum na maioria das pessoas da classe media nas suas relacoes com pessoas da classe baixa, devido ao herdado instinto animal de predador, nao para grande predador, Blalock era socialmente pequeno, classe media. Assim como Blalock podia ter elevado a vida de Vivien suportando seus estudos numa universidade, nao o fez porque precisava do seu trabalho e julgava que ja havia feito muito por uma “presa”. Assim muitos da classe media acreditam que arrumando uma vaga de trabalho para um pobre estao ja fazendo uma obra divina. Nao estao, na verdade abrem vagas para escravos. Obra divina e’ quando se consegue de alguma maneira direcionar um humano para sua elevacao intellectual pois o objetivo da nossa existencia aqui e’ desenvolver este feto de consciencia que vamos parir.
  3. Vivien tinha o dom de manipular corretamente a materia e entender seus profundos funcionamentos. Mas nascido com o instinto para presa nao tinha a ambicao que nos empurra para visualizar a execucao de grandes transformacoes. nas cido com o dom de predador medio Blalock nao tinha tanto dom com a materia, mas tinha a ambicao de transforma-la para melhorar sua vida. Entao o par ajuntou a fome com a vontade de comer. Nenhum dos dois teria realizado a facanha sozinhos.
  4. Para a salvacao de uns, e’ necessario o sacrificio de outros. Passa despercebido ao espectador que o filme revela a grande e cruel carnificina praticada contra as cobaias, no caso, cachorros. Blalock demonstra ser insensivel ao dizer que sao cachorros abandonados e nao se deve apegar a eles. Assim age como o torturador quando diz ” nao se impressione com os gritos, pois sao como o ranger das rodas de uma carroca…”. Eu jamais conseguiria fazer isto, porem, sem faze-lo, nao teriamos o 1.750.000 de pessoas com a vida salva por ano e apenas nos USA;
  5. Blalock nao era religioso e em algumas frases sugere ate ser ateu. Ele desafia Deus. Porem na frase ” parece que Deus fez isto”, para elogiar um crente em Deus e ao mesmo tempo uma alegoria apenas metaforica, ele aparenta ser agnostico.
  6. Um grande erro para o homem jovem se casar antes de se formar, ter o trabalho garantido que gosta, uma poupanca de reserve e casa propria. Pior ainda o erro de ter filhos antes disso. Vivien trabalhava 16 horas por dia e nao se ve falar em ferias, e apara pagar o aluguel ainda tinha que consertar o predio dos outros. A pressao para casamento foi feita pela namorada. A mulher tem que mudra sua mentalidade, tirar o foco em casamento e filhos para primeiro buscar uma profisionalizacao. Todos acabam pagando caro, e mais ainda os filhos…
  7. E finalmente, o grande tema para filosofos no filme sera tratado a seguir com mais espaco…

xxxx

-” Eu sou invisivel para o mundo.” – Vivien Thomas

Entendo na pele o que isso quer dizer. E temos mais algo em comum a dizer: ” Nos fizemos algo inedito sem o mundo ver e saber, algo que e’ proibido pelo mundo. Para ele, era proibido tocar no coracao. Para mim, era proibido tocar nas raizes da vida, naquelas extremidades que descem alem dos 3,5 bilhoes de anos e entram no Cosmos.

A grande pergunta e’: “Porque o mundo nos proibe estas coisas, a ponto de so’ podermos faze-las quando escondidos dele?!”

Ate parece que foi grande a intuicao dos escritores primitivos de mitologias: ” Nao comeras da arvore do conhecimento de certas coisas.”

Porque?! Se nao podemos admitir o torturante absurdo em que existimos e temos que superar este estado de existencia e isto so’ apenas e’ possivel procurando o conhecimento dos detalhes deste estado?

  • ” Deus quer matar esta crianca. Eu nao.” – Dr. Badlock

O Deus que quer matar a crianca ( pois nao tem qualquer das emocoes humanas nem nossas sensibilidades para com o humano pois nos nao queremos matar nenhuma crianca), e’ o Deus do padre que disse que o Doutor nao deveria tocar no coracao para respeitar a vontade de seu Deus. Mas esse Deus que quer matar a crianca e’ o mesmo Deus do livro do padre que disse para nao comermos do conhecimento.

De fato, existe um fucking misterio nesse mundo que  nao da’ para engolir e temos que devassa-lo. Era proibido conhecer a “evolucao” e apenas quando Darwin se isolou do mundo e se embrenhou nas selvas e ilhas deserticas que ele a conheceu. Era proibido conhecer o incrivel segredo de como somos feitos com as mesmas caracteristicas dos pais, e somente um monge isolado e ignorado numa horta de um mosteiro conseguiu conhece-la. Einstein teve que se seconder num escritorio de patents para descobrir alguns segredos da luz. Sao muitas coincidencias a ponto de nao serem mais coincidencias: existe algo aqui.

Fomos plantados aqui por alguma inteligencia para ser-mos escravos fornecedores de alguma energia biologica numa simulacao como uma Matrix? Isto explicaria tudo. Se decobrir-mos a Matrix poderiamos nos libertar antes que aqui chegassem?

Ou estamos apenas sob uma lei natural implacavel, da evolucao que ja foi observada em todos os sistemas naturais que existiram antes de nos? A de que todo sistema tera’ duas fase evolutivas: na primeira, os ovos sao botados for a, a prole abendonada a propria sorte, sujetita a todo tipo de tragedias, predadores; na segunda, nao apenas os ovos, mas 0 corpo em formacao e’ mantido dentro protegido e nutrido ate sua maturacao…?

E nessa lei da evolucao esta determinado que toda nova forma do sistema nascera no estado de caos e tentara ser o principio da ordem levantando-se do caos, o qual foi produzido devido ao sistema ancestral ter alcancado o estado de ordem porem se desviou da evolucao acomodando-se e por isso foi atacado pela entropia degeneradora…

Mas se estivermos apenas sob estas leis naturais implacaveis de uma Natureza inconsciente, nao haveria esta proibicao ao conhecimento. Entao nao deve ser isso, ou apenas isso. Os fatos historicos estao mostrando que tem algo mais.

Talvez uma outra alternativa seria que, de fato, existe uma inteligencia impondo uma Matrix aos humanos, mas ela teria sido criada pelos proprios humanos. Seria a bem conhecida Matrix cultural milenar criada e alimentada pelos humanos com instinto predador de humanos, a qual, de certa forma convem aos humanos com instinto de presas. os grandes predores nao querem qualquer tipo de mudanca no estado de seus territories, e quando criaram seus deuses como auto-projecao, botarm nas bocas dos deuses estas proibicoes ao conhecimento, para funcionar inclusive inibindo a eles mesmops de cairem no risco de produzirem mudancas.

Esta ultima alternativa, a meu ver e’ a mais racional. Mas teremos que novamente trazer para ca’ as historias de Darwin, Mendel, Copernico, Einstein, etc., para ver porque e como atuou a cultura dominante em cada caso. Nos casos de Darwin e Copernico esta mais do evidente como a cultura tentou frea-los, e torna-se entao ainda mais importante estudar esta questao porque nestes casos duncionaram a cunha que penetra a cultura e ela nao consegue conte-la. mas os casos de Einstein, Mendel, nao esta bem esclarecido.

E’ uma imposicao, uma condicao sine qua non para conseguirmos melhoria nesta existencia, desvendar este misterio, para conhece-lo, para vence-lo. Se a ultima alternative ja’ resolveu o misterio, o Doutor Vivien Thomas errou no dizer. Ele deveria ter dito: ” Sou invisivel aos grandes predadores”.

Mas quanto ao dizer do Dr. Badlock, a coisa ainda esta confuse. Porque interessa aos grandes predadores matarem a crianca? A primwira vista novamente volta a alternative mais terrivel acima: ” os grandes predadores humanos sao capachos manipulados pelos predadores invisiveis de outros mundos, aos quais interessam os cadavers frescos de criancas, ou ao menos, a energia que exalam no ultimo suspiro…”

Que “nao se deve tocar no coracao” deve ter sido um conceito criado pelos proprios praticantes de medicina desde seus primordios, talvez porque toda vez que nele tocaram, sem o devido conhecimento, perderam os pacientes. Ficarei com mais este grilo na cuca para resolver: porque interessa aos predadores humanos matarem criancas? Mesmo que se tentarem salvar a vida destas criancas, podem aprender como salvar a vida dos proprios predadores?

Misterio…

xxxx

Maos Talentosas

O filme sobre o neurocirurgiao Benjamin Carson que hoje e’ o Secretario do HUD no governo Trump. Carson criou muitas inovacoes na medicina, escreveu muitos scientific papers e livros, como se pode ver na sua biografia no Wikipedia. O filme nao relata que os gemeos siameses operados nao tiveram sucesso, ficando sem andar, falar e um morreu cedo, e que a mae relata agora que se arrependeu de autorizar a operacao.

https://www.youtube.com/watch?v=k4xrwBE12ok 

 

 

 

 

Luz : Interessante questão – Diferença entre nossa luz branca e a luz branca universal

quinta-feira, novembro 16th, 2017

xxxx

Esta questao surgiu ao pensar na frase do Richard Feymann e em seguida ao escrever o comentario copiado abaixo no Google+ :

 

 

Richard Feynman

Fantastico! Feymann esta vivo nesta foto? Clique na imagem e observe seu olho

“It’s the facts that matter, not the proofs. Physics can progress without the proofs, but we can’t go on without the facts… if the facts are right, then the proofs are a matter of playing around with the algebra correctly.” – Richard Feymann

Louis Charles Morelli – From Matrix/DNA – 11/16/17
That’s my problem with the universal formula Nature has applied for organizing matter into working systems. I am collecting thousands of evidences, several predictions already confirmed, but… This formula is under evolution, so it is changing since the Big Bang and its best state would be as closed perfect system, but it do not exists and never will exist ( it would be a eternal perpetuum motor, so, the Universe would finishes). It first manifestation was in shape of entire product of radiation of the electromagnetic spectrum. So, we know that the entire set of seven colors of visible light are different wavelengths of white light and we can see it. But, what will be the kind of lightwave resulting from the seven frequencies of the whole spectrum? We can’t see this lightwave. So, I can’t prove the formula…

Origens da Vida: Teoria do RNA World

domingo, novembro 12th, 2017

xxxx

Paper: Origin of Life: Transitioning to DNA genomes in an RNA world

https://elifesciences.org/articles/32330

Abstract

The unexpected ability of an RNA polymerase ribozyme to copy RNA into DNA has ramifications for understanding how DNA genomes evolved

Matrix/DNA: ‘Ok. De repente descobriram que o RNA tem uma polymerase ribozyme que copia o RNA e como resultado aparece o DNA ! Por isso surgiu a nova teoria do RNA-world. E com isso eles creem que vao obter o entendimento de como o genoma do DNA evoluiu. Nos percebemos a 30 anos atras quando elaboramos o modelo teorico da formula, que esta pode ser dividida em duas metades, uma face esquerda e outra direita. Observando-se a formula, percebe-se que a funcao 5 que ‘e intermitente, quando emerge e atua, ja’ divide a formula nas duas faces. Se o fluxo de informacoes que vem desde F1 no sentido horario, pela face esquerda, ultrapassar F4, ele constroi F6 e continua agora em queda entropica ate completar o circuito esferico. Isto significa que a formula determina que toda estrutura material elaborada por ela tenha a face direita como uma especie de copia da esquerda. Quando comparamos a formula com um building block do DNA percebemos que as duas sao a mesma configuracao e funcionamento, o que indica que o DNA pode ser dividido pela formula entre haste esquerda e direita. E qualquer uma das faces depois da divisao tambem representa a anatomia geral do RNA. Mais tarde descobrimos que F5 e’ o phi number, responsavel pela bi-lateral simetria. Ora, replicar o DNA, abrindo o zipper, separando os nucleotideos em duas hastes com suas bases, e’ produzir bi-lateral simetria.

Entao tinhamos a forte suspeita de que o RNA tivesse surgido primeiro que o DNA, e este apenas se formou quando a molecula de RNA foi capturando bits-informacao ralacionados `a face direita. nao nos surpreendeu quando depois surgiu a teoria do RNA-world. Porem aparentemente temos dois problemas entre as duas teorias.

  1. Enquanto existia apenas RNA – Segundo a teoria da Matrix – este era incapaz de replicar-se… ou nao? Vejamos. Quando o circuito chegou a F4, ele teria diretamente formado F6 ou F5? Se formou primeiro F5, a funcao replicadora, nao vejo como esta poderia funcionar sem o circuito esferico completo, na forma do DNA. Parece-me que F4 apenas seja estimulado a produzir F5 se a entidade do Sistema estiver instavel e buscar a estabilidade termodinamica. Alem disso, sabendo-se que RNA nao possui o acucar desoribose – que e’ F1 – ele deve ser constituido apenas de F2, F3 e F4. mas como F5 e’ uracila, que e’ uma base presente apenas no RNA, ele teria o orgao reprodutor porem nao teria a carga genetica completa para produzir DNA. Para ter ela complete precisaria ter F1. Entao o RNA nao podia se auto-replica. Ora, acredito que para o projeto de criar o primeiro DNA, a partir do RNA teria que existir muitos exemplares de RNA, apenas um nao teria tempo para executar tudo. O que significa que teriamos de considerer a hipotese de que nao houve um unico primordial RNA, mas sim, que essa molecula surgiu varias vezes separadas entre si. Mas se, formado o RNA, ao inves de partir para elaborar F5. o fluxo tivesse entrado a fazer a face direita fazendo ja F6, entao a direita construiu F1, o que permitiu ao Sistema iniciar sua replicacao.

Mas sabemos que o RNA tem a capacidade de se replicar. Como ele o faz, sem F1. Parece impossivel, a nao ser que F2 tenha em si mais da metade das informacoes de F1, o que tambem nao ‘e uma ideia confortavel. Entao surge aqui uma ideia e uma pergunta aos quimicos: Onde e como o RNA se auto-replica? Porque a Matrix sugere apenas uma possibilidade: que ele atue como virus, ou seja, ele precise penetrar no nucleo da celula e utilizer a F1 do DNA para se replicar.

Esta  questao preciso consultar os quimicos ou a biologia molecular.

2. O Segundo problema e’  que no DNA, os dois fluxos de informacoes – da haste esquerda e da direita – tem sentidos e significados opostos entre si. Na primeira a energia e’ crescente, fase de desenvolvimento e construcao; na segunda a energia e’ entropica, decrescente, fase de degeneracao, auto-aniquilamento. Entao para que o RNA produzisse DNA, quando seu fluxo chegasse a F4, e ao sair dessa funcao, teria que ter em si agregada a funcao da entropia. Vinda de onde, e como? A entropia nada constroi a nao ser caos, nao iria construir F6. E se o RNA adquirisse a entropia a partir de F4, ele nunca se auto-replicaria.

Este problema nos leva a suspeitar que o RNA surgiu, originalmente, em duas formas, opostas entre si. Digamos, uma spin right e a outra, spin left. Alias, parece-me que tudo na natureza tem que surgir nestes dois pares opostos. O problema e’ que, tendo-se duas fitas de aparencias iguais, e nas duas correm um fluxo de energia de uma ponta a outra, e sendo as duas aparentemente no sentido horario, como se vai detectar que numa o fluxo vai da ponta A para a B e a outra vai de B para A? Se as 4 pontas parecem iguais, quem determina qual seja A ou B?

Olhem…, sabe de uma coisa? Para mim nao vejo vantage nenhuma em ficar titrando a poeira de cima dos registros historicos para saber quem veio primeiro ou depois. O importante e’ saber que tanto RNA como DNA estao contidos na formula da Matrix que veio do ceu. O que ela fez aqui primeiro ou depois nao me interessa a ponto de ficar quebrando a cabeca com esse enignma complicado. certo que sempre e’ util elaborar um esquema destas especulacoes, um raciocinio metodico e escrito como fiz acima, pois destes raciocinios muitas vezes surgem importantes insights para outros problemas. Como foi a cima a repentina questao ou hipotese de que o RNA primordial funcionou como virus. Mas eu vou parar esse assunto por aqui.

  • ” Ok, senhor Louis, podes parar e descansar a cabeca. Mas antes voce me permite apenas mais uma perguntinha, que nao tem a ver com RNA, DNA…?”
  • “Pois nao…”
  • ” Quem surgiu primeiro, o ovo, ou a galinha”? ( e o perguntador vai se afastando e saindo correndo…)
  • – ” Arrrrghhh…. vem aqui, moleque, ah, se eu te pego…”

z

 

DNA: Building blocks pela Ciencia Oficial e pela Matrix/DNA

domingo, novembro 12th, 2017

xxxx

A ciencia official academica considera como building block do DNA, um nucleotideo, enquanto na Teoria da Matrix DNA o building block seriam 4 nucleotideos vizinhos ( laterais e horizontais), porque apenas assim e justamente assim se percebe a formula universal para sistemas. Abaixo o link para um paper cientifico onde essa posicao da ciencia official e’ mencionada:

https://elifesciences.org/articles/32330

” In the central dogma of molecular biology, DNA is formed of building blocks called deoxynucleoside triphosphates (dNTPs) and can be replicated (solid looping red arrow); RNA is formed of nucleoside triphosphates (NTPs). ”

xxxx

Inicio da pesquisa: Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/Nucleoside

Deoxyadenosine: Chemical formula : C10H13N5O3

Chemical structure of deoxyadenosine Space-filling model of the deoxyadenosine molecule

( cont. a pesquisa, inclusive no paper acima)

 

Astrocytes: elementos do cerebro ainda envoltos em misterio

quinta-feira, novembro 9th, 2017

xxxx

(Neurologia, cerebro: precisamos pesquisar mais o que se sabe sobre astrocytes para consultar na formula da Matrix/DNA de onde elas vieram, qual sua funcao sistemica, etc. Digitando “astrocyste” na busca deste meu website aparece outros artigos mencionando-a.)

Astrocytes Orchestrate Neural Connections

http://neurosciencenews.com/astrocytes-neural-connections-7899/

astrocytes are shown

An astrocyte (blue) grown in a dish with neurons forms an intricate, star-shaped structure. The locations of neurons’ synaptic proteins are marked in green and purple (neurons themselves are not visible). Overlapping green and purple proteins represent the locations of a synapses. NeuroscienceNews.com image is credited toJeff Stogsdill, Duke University

Brains are made of more than a tangled net of neurons. Star-like cells called astrocytes diligently fill in the gaps between neural nets, each wrapping itself around thousands of neuronal connections called synapses. This arrangement gives each individual astrocyte an intricate, sponge-like structure

xxxx

“It didn’t matter if the neurons were dead or alive ” either way, contact between astrocytes and neurons allowed the astrocyte to become complex, Stogsdill said. “That told us that there are interactions between the cell surfaces that are regulating the process.”

Hormonios: De onde vem isso na formula da Matrix/DNA?

domingo, novembro 5th, 2017

xxxx

Foto de Elizabeth Cardoso Damballah Jacu Cool.

Teoria da Evolução Molecular pelo Paradigma Acadêmico versus Teoria pelo Paradigma da Matrix/DNA

sábado, novembro 4th, 2017

xxxx

Topico baseado no artigo:

Cientistas desenvolvem nova teoria da evolução molecular

Louis C. Morelli – 11/4/2017

Caro amigo Douglas, obrigado pela importante informação, porem…

Por isso cada vez mais me interesso pela Matrix/DNA Theory. Como poderíamos entender a evolução e mudanças dos organismos se não soubéssemos da existência do DNA, que é uma espécie de formula natural dirigindo esta evolução? Creio que o mesmo fenômeno e’ responsável pela evolução e mudanças nas proteínas. Não podemos esquecer que proteínas são uma forma primitiva precursora dos organismos, então, o que vale para organismos deve valer para proteínas. Ou seja, deve existir uma fórmula natural desconhecida ainda atuando na sua evolução. A Matrix/DNA elaborou modelos teóricos sugerindo que no DNA biológico cada building block do DNA é uma copia variada de um único sistema, o qual coincide com o template de sistemas atômicos e astronômicos. Se isto for correto, significa que as origens da vida, e portanto das proteínas, não foi um evento separado da evolução cosmológica que vinha desde o Big Bang, e sim apenas uma continuidade daquela evolução. Se as proteínas são a continuidade de uma evolução universal então tem que existir uma formula escondida e que corresponda a formula que construiu átomos e galaxias. E a teoria vai além sugerindo um processo de como aqueles sistemas não-biológicos, sob entropia, são fragmentados em bits-informação, registrados em fótons, partículas de luz decorrentes da radiação entropica daqueles sistemas. Estes fótons atuariam como precursores dos genes biológicos e ao adentrarem elétrons dos átomos que compõem as moléculas, formariam networks fotônicas `a semelhança do sistema de onde vieram. Eis a formula escondida ainda porque o paradigma cientifico atual que escolheu separar evolução cosmológica da evolução biológica impede a Ciência de desenvolver os métodos para captar estes fótons e suas networks. A teoria vai alem quando sugere o modelo da formula e que as proteínas representam trechos do circuito energético esférico da formula. O DNA não foi descoberto pelo método da mecânica estatística – acho que praticamente quem iniciou sua descoberta foi Mendell com as mãos na lama estudando a vida como ela e’. Esta é a diferença entre o método do paradigma atual e o método aplicado pela Matrix/DNA. Obviamente todo o escrito acima parecera mera salada de palavras como seria uma palestra do Mendell aos estudiosos de sua época.

O Olho Humano Interpretado pela Matrix/DNA

quinta-feira, novembro 2nd, 2017

xxxx

(Artigo em construcao: Copiar e traduzir o artigo para interpreta-lo pela Matrix/DNA)

Como os Olhos Humanos Funcionam ( How the human eyes works)

https://www.livescience.com/3919-human-eye-works.html

Fromer explained that the retina is the innermost of three tissue layers that make up the eye. The outermost layer, called the sclera, is what gives most of the eyeball its white color. The cornea is also a part of the outer layer.

The middle layer between the retina and sclera is called the choroid. The choroid contains blood vessels that supply the retina with nutrients and oxygen and remove its waste products.

Embedded in the retina are millions of light sensitive cells, which come in two main varieties: rods and cones.

Rods are used for monochrome vision in poor light, while cones are used for color and for the detection of fine detail. Cones are packed into a part of the retina directly behind the retina called the fovea, which is responsible for sharp central vision.

When light strikes either the rods or the cones of the retina, it’s converted into an electric signal that is relayed to the brain via the optic nerve. The brain then translates the electrical signals into the images a person sees, Fromer said.

Matrix/DNA: Observar como a anatomia da visao imita a formula Matrix/DNA. Na retina tem dois tipos de celulas que sao sensiveis `a luz: as rods (hastes) e a cones. Rods entram em atividade para a chamada visao monocromica em pouca ou rara luz, enquanto as cones sao ativadas em forte luz normal para ver os detalhes. Quando a luz externa chega nas rods e cones da retina, ela e’ convertida em sinais eletricos ( guardar isso para a categoria Luz) que e’ emitida para dentro do cerebro por dentro do nervo otico. O cerebro entao decodifica os sinais eletricos transformando-os nas imagens que vemos. Indo para a formula, nos temos nesta o cone central e as duas hastes ligadas a ele, uma que parte dele e outra que chega a ele. Entao as celulas cone sao o F1 da formula e isto significa que as cones, e apenas elas, transformam a luz que chega em sinais eletricos, pois o cone de F1 na formula sempre faz isso: transforma o material decadente que chega nele , reciclando-o e enviando-o para ser refeito na forma do Sistema de onde ele veio. Nao sei se os oftalmologistas e outros especialistas da visao sabem disso, o que e’ muito importante para se tratar os defeitos da visao. A haste que parte e que corresponde de F2 a F4 “viaja” no quase escuro, pois na formula, as formas do corpo que viaja dentro da haste esquerda nao emitem luz (lua, planeta, pulsar). No olho, este fluxo de F2 para F4 se torna sinais eletricos. Heeeeeeiiiii…!!! Acabei de descobrir mais um fator que faz com que o nosso cerebro esquerdo esteja dominando sobre o direito: as informacoes visuais que captamos atraves da visao entram no hemisferio esquerdo e se chegam ou nao ao espelho luminosos que e’ F6, nao importa, sao informacoes que passam a maior parte de seu tempo de vida dentro do cerebro sendo processadas apenas pelo lado esquerdo! Decididamente, o0 direito nao foi feito para ajudar o humano neste seu mundo, ele e’ um fluxo de saida, uma porta aberta, um elo, para uma dimensao mais luminosa a nos paralela.

Mas surge aqui esta questao: sera que a imagem refletida dentro do cerebro se de pelas propriedades estelares de F6?! Quando F6 deve produzir sua luz propria ( talvez devido a convergencia e acumulo de biofotons), e quando estamos falando de luz que entra na visao, torna-se pensavel que F6 atue como um espelho, pois e’ luz (interna) recebendo luz (externa). O problema e’ que ainda nao identifiquei no cerebro qual o elemento que representa F6. Mas devo lembrar que nao se deve sobrepor a formula na sua posicao vertical sobre o cerebro que esta na posicao vertical normal humana, e sim, deve-se sobrepo-la horizontalmente como um meridiano da circunferencia cerebral que permanence na posicao vertical. Assim, a abertura entre os dois lados do cerebro, na posicao normal vertical, para a formula nao tem topo e base vertical, mas sim serve para ver as duas faces da formula quando ela esta deitada ( ou seja, posicao horizontal).

A retina aprenta-se como um ponto central que tem duas hastes para um lado e mais duas hastes para o outro lado. As duas hastes que descrevemos acima e que vao para dentro do cerebro estao opostas as duas hastes que do outro lado formam o olho, e estas hastes sao a cornea, sclera, e cloroid, a qual consiste no vaso sanguineo que corre no olho trazendo nutrients e levando o seu lixo, exatamente o que tambem fazem as hastes na formula. Pela primeira vez vejo a formula da Matrix assim, dupla ou duplicada, enquanto mantem apenas um nucleo. Nao sabia disso – que ela tem tambem esta propriedade – e isso abre novas pesquisas, faz rever o que foi pensado, terei que fazer um novo desenho da formula, etc.

E uma nova informacao captada aqui e’ muito importante: a formula faz a luz se transformar, ou se codificar, em sinais eletricos! Raios, o que significa isto? pensando bem isto ja estava previsto mas entao, nao seria uma transformacao ou decodificacao. Pois sinais eletricos deve significar eletrons em movimento, e eletrons sao veiculos dos fotons, e’ como se os sinais eletricos se parecam com carros passando numa avenida e tendo como motoristas, os fotons. os quais sao as particulas da luz. Devem ser as particulas da luz externa que entra no olho. Entao no olho a luz e’ decomposta em seus framentos, seus building blocks, carregados pelo nervo otico, ate chegarem ao element na parte posterior do cerebro onde os fotons se juntam novamente, reconstruindo a luz eszterna. E a luz externa, quando entrou no olho, trazia em si uma especie de holograma dos objetos refletidos, assim como conseguimos impregnar uma fita cinametografica com imagens/hologramas de objetos reais. Mas… raios, se eu estou num ambiente como um escritorio iluminado por ula lampada e olho para o espaco vazio sendo atravessado pela luz nao consigo imaginas como essa luz esta carregando imagens, ou hologramas dos objetos do escritorio. Entao a luz bate no computador, nao o atravessa e reorna para o espaco. Mas quando ela bateu no computador ela extraiu dele sua aparencia e quando eu boto na cara no meio disso tudo, meus olhos capturam ela luz retornando ao espaco, e tenho a capacidade de ver a aparencia do computador, ou um holograma do computador! A luz seria entao um oceano de uma substancia holografica, homogenea, que ao atravessar a dark matter cria bolhas dentro das quais ficam aprisionados porcoes da substancia holografica misturadas com dark matter, e dessa mistura surge massa e energia, ou seja, materia, e cada bolha, cada porcao dessa materia se tornam objetos, na forma de objetos, gasosos, liquidos ou solidos. Rompe-se a bolha, os objetos estao livres no espaco mas dentro do oceano holografico. E a substancia holografica em torno dos objetos e’ modelada pelos objetos, na forma de hologramas, os quais sao captados pela nossa visao. Sabendo-se que estes hologramas se tornam visiveis dentro do cerebro humano, suspeita-se que de alguma forma dentro do cerebro humano exista uma porcao desse oceano holografico que denominamos de luz. Sera isto a consciencia?!      

IPATI – Grava vozes e Imagens dos Mortos

sábado, outubro 21st, 2017

xxxx

IPATI – Instituto de Pesquisas Avancadas em Transcomunicacao Instrumental

http://ipati.org/index.html

Um primeiro fato notavel e’ uma confirmacao do que eu ja tinha suspeitado. Os mortos nao mais falam nossa linguagem, mesmo que falem nosso idioma. As respostas dos mortos sao sempre em forma de codigos, nunca repetem as palavras das perguntas ( o que significa que nao estao ouvindo as palavras e sim lendo pensamentos).

Falam muitas frases que eram chavoes usados em vida aqui, sem qualquer conotacao com pergunta ou sem explicar nada. E so falam em monossilabos, nunca falam mais que tres ou quarto palavras.

Um doente em estado terminal, inconsciente, diz que esta fora do corpo sendo assistido por espiritos. Mas ele tambem fala como os mortos, mudou totalmente o modo de falar.

Isto significa que em outras dimensoes as mentes sao hard-wired diferente, as leis de seu mundo sao tao diferentes daqui que as vezes o certo la’ e’ a negacao aqui.