Archive for the ‘Terra’ Category

Astronomia: Formação de Sistemas Astronômicos pelo Segundo Método

domingo, agosto 20th, 2017

xxxx

Assistindo ( link abaixo) a moderna teoria astronômica acadêmica sobre formação de sistemas estelares onde a estrela nasce primeiro que os planetas – tive uma ideia para explicar o segundo método da formação de sistemas astronômicos.

Depois de seu primeiro método de formação – que foi simbioses – a célula aprendeu a se replicar já adulta, meramente se multiplicando já pronta. Então porque este método não teria vindo do ancestral astronomico? Se sim, isto significa que depois do método da simbiose – que formou as primeiras galaxias ou o building block de galaxias – tanto sistemas estelares quanto galácticos aprenderam a se reciclarem já adultos, prontos. Então neste segundo método, realmente a teoria acadêmica está correta.

Isto encerra a pesquisa da Matrix/DNA sobre o segundo método na formação de sistemas astronômicos.

Porem ela não conhece ainda o primeiro método e isto desvirtua a interpretação do que são sistemas astronômicos em seguida desvia o conhecimento dos processos nas origens da vida e de seu significado, pois o primeiro método mostra sua face biológica, que obedeceram, na sua primeira geração, a formação de cada astro pelo processo do ciclo vital.

https://www.youtube.com/watch?v=VAKSzsJcpQk

Forma real e Feia do Planeta Terra: Mais um Chute no Nosso Ego

domingo, julho 30th, 2017

 

A forma solida real da Terra

xxxx

 

Que monstrengo e’ esse na figura? Pois e’ o nosso planeta real, solido, sem a cobertura da agua, a qual da’ a aparencia ilusoria de esfera quase perfeita. Asssim a cada novo conhecimento cientifico o ego humano vai sendo bombardeado e desfeito. Ja fomos expulsos do centro da Criacao, nosso planeta retirado do centro do Sistema solar e do Universo, depois Darwin nos reduziu a macacos, inclusive Freud derrubou o mito do anjo ao reveler em nos a besta fera.mas o que sugere a minha cosmovisao da Matrix/DNA, sobre tudo isso? Deixa-me consultar o mapa, as formulas, e tentar interpretar o mais certo possivel o que vejo. Deixemos a matrix falar:

Matrix/DNA: ” Ao nascer, todos cantam a beleza do baby humano. Porem, nos meses anteriores, quando estava na forma de uma bolota irregular chamada “morula”, ou depois na forma fetal parecendo um sapinho, o nascido baby nao era nada belo. O mesmo se pode dizer das flores e das estrelas. Planetas carregam em si, como seu nucleo, o germe de uma estrela, que um dia florescera como uma bela supernova. Tambem a consciencia universal passa por estas fases iniciais destituidas de beleza. Quando ainda fetal ou embrionaria, tal como se encontra hoje na fase humana, a consciencia ainda e’ dominada pelo cerebro fisico e suas herancas animalescas, seus instintos forjados no caos  e sua carnificina. mas um dia essa consciencia estara pronta para nascer, quando abrira seus proprios olhos para conhecer a substancia e forma de seu corpo. Todos os exemplos anteriores sao evidencias indicando que o baby ser’a muito mais belo.

Assinado: Matrix/DNA

… bem…, a Matrix esta sempre nos surpreendendo com uma perspectiva que nunca haviamos pensado antes. Quem a conhece pode mandar aos diabos as fantasias misticas que nos venderam falsas ilusoes sem respaldo na realidade e as evidencias que de fato podemos ver. Assim, o ser humilhado, pecador, rebaixado na vida pratica em nome de uma ilustracao fantasiosa de poder e beleza como destinados a serem o centro de tudo, mas somente podendo recolher as recompensas em outro mundo e apos a morte, a Matrix nos recupera um amor proprio jamais experimentado antes e nos proporciona uma indescritivel afirmacao de bem estar aqui e agora, fundamentando seus argumentos nao em fantasias magicas e sobrenaturais, mas em fatos cientificos e provados que podemos ver e conhecer aqui e agora. Nos somos pecadores sim, somos imperfeitos e moralmente feios, porem… ainda nao somos o que viemos para ser, e ja sabemos a beleza do que seremos quando finalmente vier o nosso real nascer.

De acordo com o modelo astronomico sugerido pela Matrix/DNA, a forma dos planetas deveriam mesmo serem irregulars, pois seus nucleos sao forjados na caldeira incandescente do vortices nuclear, e depois que ejetados, abortados, atravessam a zona do horizonte de eventos composta de poeira e rochas estelares, as quais sao agregadas aleatoriamente sobre a esfera nuclear, por isso a acertada previsao de formas futuras irregulares. E’ certo que o longo periodo de orbitas em torno de uma estrela pode lapidar as formas irregulars aproximando-as da forma esferica, porem isto em nada altera a mecanica celeste. Planetas ainda sao estagios embrionarios da estrela a nascer.

Halleluya! Mais um brinde `a Matrix – a carga genetica do nosso criador!

Para quem quiser mais informacoes sobre a figura:

Geóide: o inacreditável formato do planeta Terra

http://imagensdouniverso.blogspot.com/2014/10/geoide-o-inacreditavel-formato-do.html

 

Formacao e Evolucao do Campo Magnetico da Terra

domingo, março 12th, 2017

xxxx

Earth’s ancient magnetic field was significantly different than present day field, new work suggests

http://nashuavoice.us/content/57477-earths-ancient-magnetic-field-was-significantly-different-present

Submitted by Jeanne Rife on Mon, 06/27/2016 – 22:51

Earth's ancient magnetic field was significantly different than present day field, new work suggests

Eras Geológicas e Historia da Evolução Biologica

quinta-feira, novembro 3rd, 2016

xxxxx

eras-geologicas-e-evolucao-biologica

The Geologic History of Earth. Note the timescales. We are currently in the Holocene, which has been warm and moist and a great time to grow human civilization. But the activity of civilization is now pushing the planet into a new epoch which scientists call the Anthropocene. Ray Troll/Troll Art

 

 

Estávamos errados ao que acontece dentro do manto da Terra – diz cientistas

sexta-feira, maio 20th, 2016

xxxx

http://www.msn.com/pt-br/noticias/mundo/est%c3%a1vamos-completamente-errados-em-rela%c3%a7%c3%a3o-ao-que-acontece-dentro-do-manto-da-terra/ar-BBsWg2w

Nota: Observar na figura abaixo que a formula da Matrix/DNA s e manifesta abstratamente, como um template holográfico ( O núcleo terrestre e’ F1, as correntes de convecção estão nas posições das outras partes. Claro, não acredito nem vejo razão do porque a formula iria se desenvolver internamente na Terra, a não ser no seu aspecto de luz-ondas, que já esta bem obvio. Se as correntes fossem de fato um desenvolvimento da formula, significaria que o núcleo da Terra seria dividido pois seria formula mais desenvolvida, e isso não faz sentido.)

Image result for correntes de convecção

Image result for correntes de convecção

Image result for correntes de convecção

Diz o artigo:

O interior profundo do nosso planeta é um grande mistério científico. Nunca perfuramos mais do que alguns quilômetros abaixo da superfície da Terra, e assim geólogos dependem de medições indiretas e modelos para ter ideia do que acontece lá embaixo. O manto é uma camada de quase 3000 km de uma gosmas e rochas comprimidas, e a atividade convectiva dentro dele tem grande impacto na superfície da Terra.

Pela primeira vez, geólogos compilaram um mapa global dos movimentos chamados “correntes de convecção” dentro do manto da Terra. Eles descobriram que essas correntes estão se movendo até dez vezes mais rápido do que se imaginava. A descoberta pode ajudar a explicar de tudo, desde como a superfície da Terra muda com o passar do tempo à formação dos depósitos de combustíveis fósseis, além da mudança climática de longo prazo.

( para ler o artigo clicar no link acima)

O Mistério de Onde Veio a Água da Terra e Novas Informações Reforçam a Matrix/DNA Theory

segunda-feira, novembro 3rd, 2014

Novo “paper” cientifico sugere que a agua do planeta veio de antes da formação do sistema solar! Como seria isto possivel? O “paper” sugere uma explicação e vai abaixo copiado porque precisamos pesquisar detalhadamente cada elemento mencionado no artigo, por exemplo, o que é ” chondrites”.

Mas por outro lado a teoria de que a agua da Terra veio antes da formação do sistema solar é justamente a minha teoria feita a 30 anos atrás! Vou tentar escrever um comentario em ingles ( ai, ai) e postar no artigo, explicando porque e como a Matrix/DNA sugeriu isto:

Louis Charles Morelli – posted November, 03, 2014

That water came before the formation of solar system was suggested by the astronomical model from Matrix/DNA Theory. You can see it at Matrix/DNA website. But, then, the formation of solar system, accordingly to this model, is very different from the academic theory for formation of stars systems.

Why only Earth has this big quantity of water? My model suggests that astronomical bodies changes its shapes and composition over time like our own body do it, because both are under the process of vital cycles. Planets of this solar system have different ages. There is an age ( at about 4,5 billions years old) when all planets have water like Earth. And Earth is the unique planet just now with that age.

Planets were not formed together with a star, they came from the interstellar space, formed around spiral vortexes. They got their “geological layers” while escaping from the vortexes, where the temperature makes freezer dust as rock. When falling into a star’s orbit is the heat of that star that warms the ice making water. ( Ok:my problem is that I don’t know if this Milk Way is a galaxy from first or second generation, and this theory is about first generation).

 

xxxx

https://plus.google.com/+BrianKoberlein/posts

Brian Koberlein

Shared publicly  –  7:47 AM

Ancient Seas

For an inner planet, Earth is bountiful with water. The origin of that water has been a matter of some debate. One idea is that a combination of Earth’s strong magnetic field and distance from the Sun allowed Earth to retain much of the water emitted from rocks as the planet cooled. Another is that water came to Earth through cometary or asteroid bombardment. But now it seems the origin of Earth’s water is more complex and more interesting that we’ve thought.

Last month an article in Science showed that much of Earth’s water existed before the formation of the solar system. The authors demonstrated this by looking a levels of deuterium in terrestrial water. Deuterium is an isotope of hydrogen that has a proton and neutron in its nucleus, rather than just a proton. As a result, it’s almost twice as heavy as regular hydrogen, and this means the way it chemically reacts is slightly different from regular hydrogen.

Deuterium isn’t very common compared to hydrogen, and exists at about 26 parts per million. When the team measured levels of deuterium in the water of Earth and other solar system bodies, they found the water contained deuterium at about 150 parts per million. This is interesting, because deuterium water is more likely to form in interstellar space. Water formed in the heat of a young solar system isn’t likely to produce much deuterium water. Given measured deuterium levels, the authors calculate that about half of Earth’s water was produced in the depths of space, before the solar system was formed.

This month another paper in Science found that water arrived on Earth earlier than expected. In this paper the team compared chondrite minerals on Earth with chondrite asteroids, specifically ones that likely originated from Vesta. Chondrite asteroids have a high quantity of water chemically bound to them, and one idea is that they could have been the source of Earth’s water. When they looked at the chemical makeup of terrestrial chondrites, they found them to be remarkably similar. This likely means terrestrial chondrites were themselves the source of Earth’s water. If that’s the case, then Earth was likely a water world a hundred million years earlier than the bombardment model predicts.

So it seems that Earth’s seas are more ancient both in origin and composition than we once thought.

Image:  Kuyan Redman

Paper: Cleeves, L. I., et al. The ancient heritage of water ice in the solar system. Science, 345 (6204), p. 1590 – 1593 (2014)

Paper: Sarafian et al. Early accretion of water in the inner solar system from a carbonaceous chondrite–like source. Science, 346 (6209) p. 623-626 (2014)

A Interpretação do que é este Planeta Influi na Interpretação de suas Mudanças

sábado, outubro 4th, 2014

xxxx

20 Things You Didn’t Know About… Inner Earth

http://discovermagazine.com/2013/jan-feb/20-things-you-didnt-know-about-inner-earth

DSC-TT0113_01

Gary Hincks/Science Photo Library

Esta é uma das importâncias das teorias e modelos astronômicos bem calculados. Que as próximas gerações cantem o nosso sucesso ao invés de chorarem amargamente o nosso fracasso, dependerá em muito do erro ou acerto das nossas teorias. Eu jamais me imaginei elaborando uma teoria astronômica mas não houve como não cair nisso ao estudar a biosfera na selva amazônica. Um dos principais princípios aplicados nessa elaboração foi a aposta de que a Vida neste planeta é unicamente produto da evolução deste planeta em seu sistema astronomico, portanto, quando temos perguntas sobre o planeta que não são evidentes, olho para a cria para calcular como deve ser o criador.

Então, o que o seu corpo faz, inconscientemente, e o que você faz, conscientemente, quando vírus te atacam e te fazem ficar doente? A resposta para isso é a mesma para a pergunta: “O que um astro natural faz inconscientemente quando qualquer elemento minusculo invasor começa a tentar alterar seu equilíbrio? As simples fôrças físicas naturais repelem partículas de força desequilibrantes (seres humanos?) pelo simples existir do processo atração/repulsão. Mas se estas minusculas forças invasoras forem seres vivos? Ora, o planeta não quer saber se quando são repelidos, morrem no evento.

É preciso então urgente investir tudo o que puder-mos na busca desesperada de conhecimento sobre o que é na realidade este planeta, se somos nós, com nossas atividades, que estamos causando o aquecimento global. É insano tampar cada vez maior superfície dele com asfalto, cimento, sem saber se isto altera o fluxo de suas linhas de força magnéticas, se ele respira com sua atmosfera e estaríamos cortando esta respiração, etc. e etc. É preciso ter esse conhecimento antes de decidir fazer qualquer obra, é preciso que sintonizemos nossos comportamentos e ritmos com as leis do planeta, que dancemos a musica tocada pela orquestra do planeta, senão ele vai arrebentar e mover todos estes asfaltos e cidades de cimento. Um mesmo tipo de bactéria pode ser benéfica ou ser maléfica ao nosso corpo, tudo depende do comportamento dela. Este planeta tem sua “vida”, ele está se transformando pois o sistema solar em que ele está se transforma, e ele vai permitir nossa existência agarrados em sua pele apenas se não atrapalhar-mos suas transformações.

Você não pode delegar esta extrema responsabilidade para outros humanos que sequer conhece. Você sabe que existem humanos ainda dominados pelo instinto animalesco. Eles não querem saber por exemplo que o subúrbio de uma metrópole já está um caos devido muita gente comprimida num pequeno espaço, eles querem construir ali mais um edifício porque isso lhes trará lucro. Talvez você não saiba que os “especialistas” em planetas, mais conhecidos como “geólogos”, não sabem na verdade nem do que é composto o núcleo deste planeta, e seus raciocínios sobre a história de formação e estado atual deste planeta é mais errada do que a ignorância dos não-especialistas, pois estão baseados numa teoria com modelo astronomico totalmente errada ainda, assim como nossos antigos estavam ao acreditarem na terra plana, no Sol girando em volta da Terra, etc. Portanto, não há para quem delegar esta responsabilidade sobre sua própria vida e a de seus herdeiros, você tem que estudar o problema e tambem tomar atitudes nas discussões e atos insanos como é construir mais residencias e mais shoppings onde não cabe mais gente.

O conhecimento total de qualquer objeto exige que o observador se mova entre duas posições, ao menos: vê-lo de dentro para fora e de fora para dentro. Mas esse “fora” não é se colocar na superfície ou mesmo subir na estação espacial a 10.000 milhas. É preciso vê-lo em que contexto está inserido, o contexto que o formou e o mantem. Isto significa considerar o sistema solar, e quiça, a Via Látea.  Sem ter noção mais segura do que são estes sistemas astronômicos, como são suas origens e fins, nada feito. Então para se introduzir no tema, é preciso começar por se informar do que a Ciência sabe de fato, o que é fato real comprovado, e separar isso do que é teoria. À parte deve-se apenas ler com pensamento critico as teorias existentes feitas por quem obteve os dados, e já pensou muito no assunto. É preciso identificar as “des-teorias”, boatos espalhados pelos predadores humanos para conseguirem aprovação aos seus animalescos projetos de lucro. Exemplo disso agora é esse debate sobre quais seriam as causas da atual observada mudança climática, onde um grupo “jura” que estas causas são provocadas por humanos e outro grupo insiste que as causas são puramente naturais.

Dentre estas teorias e modelos astronômicos englobando este planeta existe uma a mais, que este autor elaborou, e por ser sua obra, ele acredita que ela está mais próxima da verdade que as outras teorias, os outros modelos. Mais correta inclusive que o modelo atual aprovado pela academia dita “cientifica” e ensinado nas escolas. Mas tambem os modelos da Terra como uma chapa plana boiando no espaço, do Sol girando em volta da Terra, da configuração dos astros no céu serem imutáveis, etc., foram os modelos aprovados e ensinados nas escolas em suas épocas. Na realidade ainda não ninguém sabe quase nada, pois ninguém foi no núcleo da Terra e começou a ver de dentro para fora, ninguem foi fora do sistema solar e acima da galaxia para ver o planeta de foras para dentro, e ninguém assistiu as formações de galaxias, sistemas estelares e planetas.  Os modelos e teorias dependem de como está configurado as conexões entre neurônios num cérebro, existem oito bilhões de configurações diferentes entre si, o que torna inevitável que sejam produzidos oito bilhões de modelos diferentes se todos os cérebros se dedicarem ao tema, o seu cérebro é um deles, o ultimo modelo mais próximo da verdade seria aquele resultante da discussão do confronto entre os 8 bilhões de modelos tendo-se na mesa presente os fatos reais comprovados para ajudar cada cérebro a se auto-corrigir em seu modelo porque lhe faltava a informação comprovada tal e qual. Tire seu modelo da discussão e com certeza o modelo final que sairá da discussão global será em algum ponto errado. Claro: todos os cérebros foram feitos pela Terra que os brindara com alguma experiencia unica, especifica, e apenas o conjunto de uma obra revela a verdade do que é o artista. Por isso trago o meu modelo a publico e vou lutar por ele com unhas e dentes, sem ignorar os outros 7,99 bilhões de modelos. Eu posso ser nada, um zé ninguem, um pé rapado, um micróbio se arrastando num planeta, uma inutilidade que amanhã morre e desaparece para sempre, mas eu sou uma crença ambulante, a qual produz um código moral que norteia minhas atitudes enquanto arrasto minha carcaça, e esta crença me faz ter um alvo supremo, o de que as minhas futuras gerações vão cantar o meu sucesso. O resto… é o resto… e vou tirando de letra.

Por isso busco o noticiário e primeiro leio uma noticia como a do link acima antes de ver por exemplo, a sessão de esportes. Tem alguma informação nova na noticia? O que ali dito é fato comprovado e o que é teoria? Se esta figura acima for o modelo real, qual será a causa destas bruscas mudanças do clima? Será mero evento repetitivo nas longas eras de fluxo e refluxo da orbita do planeta, e portanto nada temos a ver com isto, nada podemos fazer a respeito, ou será a fuma;ca das chaminés produzindo mais carros a petróleo do que trens e navios?

As configurações dos cérebros chegam a serem muitos diferentes entre si. Alguns cérebros optaram por buscar ver cada mais o extremamente pequeno e o extremamente grande para então construir seu modelo do Universo, e dentro dele suas interpretações de tudo que ele contem, como galaxias e a Vida. O cérebro deste autor produziu um método diferente: buscou conhecer na selva virgem o estado real do ultimo produto deste planeta e seu sistema astronomico, que é a vida biológica, e aplicando a regressão das leis da evolução foi descendo no tempo passado para construir seu modelo do Universo e interpretar as coisas que ele contem. É claro que os dois modelos tem mais erros que acertos pois todos estão muitos distantes dos fatos e eventos reais, mas é salutar comparar as diferenças entre os resultados dos dois métodos, visando um terceiro e melhor modelo.

Mas e então? O meu modelo concorda com a figura, o modelo acima? O que o meu modelo está sugerindo sobre as mudanças naturais? É natural ou “man-made”?

Em primeiro lugar, o meu método nos leva a lembrar um fato real na História Natural, que todos os outros 7,99 bilhões de cérebros se esquecem de notar. A célula viva tem dois processos para sua formação, e não apenas um, e todo mundo parece se esquecer disto. Primeiro foi a célula original, formada por simbiose entre quase-micro-organismos e moléculas esparsas, como as organelas e filamentos de RNA, proteínas, etc. O segundo processo foi quando a célula se fixou numa forma e a partir daí as outras foram formadas por reprodução da já existente. Mas e a galáxia? São formadas por um único processo – segundo o modelo oficial acadêmico e todos os outros conhecidos fora da academia. O meu cérebro foi configurado de uma maneira a pensar que a matéria burra e estupida deste planeta não pode criar nada que nunca existiu antes. Nem mesmo o Universo pode criar mais novas informações do Nada, por simples mágica, alem daquelas que estiveram presentes no seu primeiro momento. Se um Deus criou o mundo, Ele criou por magica todas as informações e não poderia ter delegado este poder magico para o mundo criar novas informações… pois o mundo sairia de Seu controle. Então, se na terra vemos um novo tipo de sistema natural surgir por dois processos de formação, é porque dois processos de formação é a regra, e não inventado por magica do Nada, e nem resultado do simples acaso.

Bem… o meu método regressivo terminou por sugerir como foi o processo de formação dos primeiros sistemas astronômicos, originais. Em si já é um modelo muito diferente do que o modelo aprovado oficialmente pela academia. Mas os fatos reais comprovados não podem destruir este modelo. Segundo, , eu tomei o cuidado para não sair afirmando que este é o único processo de formação. Tem que haver outro. As galaxias modernas são formadas por reciclagem, ou reprodução, das galaxias antigas e desaparecidas. E assim acontece com seus sistemas internos estelares, seus astros, como o planeta Terra. Para entender o que é este planeta, é preciso primeiro saber se esta ainda é uma galaxia original ou se já é de segunda, ou terceira geração. É preciso calcular como o primeiro processo de formação, por simbiose de astros esparsos existentes nos primórdios ( uma ideia escandalosa para quem foi condicionado a crer no modelo acadêmico, mas o modelo acadêmico acredita que o produto final desta evolução desde o Big bang, que é a Vida na Terra, surgiu por magica fora da lógica desta evolução, portanto é um modelo suspeito, ao menos, para o meu cérebro) se transformou para o segundo processo, de simples reprodução do já existente. E eu ainda não tive tempo para fazer estes cálculos. Portanto não tenho um modelo final para apresentar e nele me apoiar para entrar na briga com a energia necessária.

Faltam mais dados, mais informações. Tanto para mim como para todos os outros modelos. O planeta ainda é um mistério, a ser solucionado unicamente pelo método cientifico.

Podemos por o planeta inteiro dentro de uma caixa plastica, de asfalto, se a superpopulação continuar neste ritmo de crescimento. Ou podemos fazer apenas duas estradas asfaltadas numa nova área, como uma rede deixando espaços para o contato entre a terra e o mundo externo. A decisão depende da crença de cada um: a terra se comunica com o mundo externo, trocando forças invisíveis a nós, como o magnetismo, a gravitação, etc.? Ou nada existe disso? É uma aposta de extrema responsabilidade. Dela dependerá o sucesso ou fracasso da Humanidade. Mas em todo caso, já sabemos de antemão qual a causa da terra estar sendo coberta por asfalto e cimento: é a superpopulação e o estilo consumista individualista. Nós estamos entrando na aposta quando nada fazemos para impedir o crescimento e/ou obrigar a redução da população. Eu acho burrice entrar numa aposta sabendo que se perder vou pagar muito caro, talvez até mesmo vai me custar a vida. Não entro de maneira alguma. Por isso, enquanto brigam os que acreditam em seus modelos, eu não entro em nenhum partido, mas concentro toda minha energia a tacar a superpopulação, exigindo a todo momento medidas que elimine este fenômeno.

Porque temos neste momento 8 bilhões de tesouras, se tenho certeza que neste momento não estão sendo usadas nem 100 milhões delas? Porque temos 1 bilhão de veículos neste momento se as pessoas sendo transportadas neste momento poderiam fazê-lo em 10 milhões? Isto está tudo errado e tem que ser tudo mudado.

Mensagem da Matrix/DNA: Hortas Comunitárias recuperando a Humanidade para suas Raízes Naturais

sábado, janeiro 4th, 2014

A juventude moderna precisa urgente prestar atenção nisso. Tentar de qualquer maneira ter uma horta, mexer na terra, ter contacto com suas raízes naturais, é uma questão de vida ou morte para suas mentes. Essa juventude está sendo desviada do curso natural por uma cultura virtual, uma Matrix, rumo a um modo de vida totalmente artificial, onde a Natureza não conseguirá terminar seu trabalho de construção de um cérebro completo para alojar uma auto-consciência finalmente formada, não conseguirá terminar as conexões dos neuronios e desenvolvimento de novos sensores. Digo isso com certeza e experiencia própria pois ao isolar-me e viver na selva por sete anos aprendí o quanto a cultura da civilização me tinha enganado e desviado-me da realidade do mundo.Uma das produções dessa cultura virtual é a chamada “psicologia da torneira”. Vivendo as crianças hoje separadas do solo por uma camada de cimento ou asfalto, cercada de edificios de cimento e maquinas com motores mecanicos, elas são condicionadas a perderem a aprendizagem adquirida pelas velhas gerações, coisas tão simples como o conhecimento de que alimentos vem da agricultura. Acreditam que tudo aparece por mágica no supermercado, basta ir lá e colher os alimentos nas prateleiras, assim como em casa abrem a torneira e agua jorra brotando do nada. Enquanto isso os predadores da Humanidade se aproveitam para saciar sua ansia por lucro e expandem as fazendas industriais, o que significa produção cada vez mais artificial, contendo mais trabalho de laboratório do que trabalho natural da terra. Não se deixe apanhar nessa rêde, convide os vizinhos para exigirem do prefeito areas para hortas e frutiferas comunitarias, tente evitar a moradia em apartamentos buscando casas térreas com amplo quintal, tente ajoelhar-se em adoração e acariciar a face da sua mãe Terra, não permita que cortem o livre fluxo das energias da terra direto para seu corpo.Una-se a nós nessa causa, vamos lutar juntos e o conseguiremos!

Matrix/DNA e Atuais Publicações Místicas no Facebook, Google+, Twitter: Debate

segunda-feira, março 26th, 2012

Mesmo sendo muito ocupados e agnósticos (não sei se isso existe ou não), é-nos quase impossível deixar de ler algumas das mensagens místicas que a todo momento bombardeiam nossas redes sociais. Algumas são tão enunciadoras ou alarmantes que nos chamam atenção e nos obrigam a ler seus longos têxtos. No final é sempre o mesmo: mudamos o canal sem que nada parece ter mudado para nós e esquecemos a mensagem. Acho que precisamos começar a chamar atenção dêstes missivistas. De que adianta ficar dizendo que um paciente precisa mudar de hábitos, prestar atenção no oculto aos olhos, tomar certas precauções, se todos os pacientes modernos não estão podendo exercer seu livre-arbitrio, não estão podendo escolher onde queriam estar, o que queriam estar fazendo, como fazer, etc.? Somos todos escravos apanhados nesta moderna engrenagem de uma máquina na forma de sociedade capitalista selvagem, não somos donos de nossos narizes. Nem mesmo tempo para pecar estamos tendo. Quem está podendo pecar são os bilionarios, mas a Êstes os misticos não alcançam com suas mensagens. Quem peca é o predador e não a prêsa. A fera sanguinaria e não a ovelha. O vampiro capitalista e não a vitima sendo sugada. Os misticos parece que não se apercebem disto e continuam a malhar em ferro frio. Os seus guias espirituais ou extra-terrestres parecem terem outro tipo de mentalidade, pois não apresentam os sentimentos e sensibilidade humana. Nada fazem para nos libertar. E querem exigir! Pensam que somos espiritos tambem vivendo num mundo espirirtual? Como suportam ver a cena de um leão estraçalando uma ovelha e nada fazerem para que aquilo nunca mais se repita? Definitivamente parece que não há condições de diálogo e entendimento entre eu e estes mestres, pois nossas mentes falam idiomas diferentes. Então, se não podem ajudar, que não atrapalhem nossa correria na lita pela nossa sobrevivencia com estas mensagens.

Como vamos dar um “break” nestas mensagens? Como vamos bloqueá-las? Dando-lhes antes uma oportunidade para se corrigirem e cairem na real, na nossa realidade. Quando vão começar a falar algo – sempre naquela linguagem esotérica dêles – devemos interrompê-los imediatamente: “O que disse? Circunvolução planetária emitindo energias…?! Não entendo essa linguagem, e sinto muito, estou com muitos problemas, no desespero para me salvar e aos meus queridos, por isso só falo de coisas reais, factuais, existentes aqui e agora, que possam ser percebidas pelos meus sentidos sensoriais. Se insistirem ainda podemos dar uma esmola: “Está bem: explique êste negócio primeiro de circunvolução, mas demonstrando evidencias com fatos reais aqui e agora, e me apresente os “papers” cientificos passados por peer-review que confirmam isto existir. Pronto.

Quando temos algum tempo extra, como nestas noites de domingo, até podemos lhes dar mais chance, chamando-os para o debate. Como fiz com a missivista desta mensagem abaixo postando um comentário logo mais embaixo. Os modêlos da Matrix/DNA Theory, que é minha cosmovisão mais preferida nêstes dias (porem sem acreditar nela como todo bom agnóstico), a todo momento quando atingem a fronteira ultima da matéria, numa direção, ficam sugerindo coisas à frente, apontando para super-dimensões, tentando-me para segui-los nêstes reinos da metafisica, mas minha condição de vida de escravo atual me puxa para trás, para a realidade do aqui e agora. Os modêlos apontam na direção de coisas, imagens, semelhantes às faladas por estes misticos, como auras, consciência cósmica, mestres da constelação de Orion, etc. Mas como sei que estas coisas não vão despertar amanhã às seis horas e irem trabalhar no meu lugar, que eu vou ter que aguentar o trabalho com mais sono porque fiquei lidando com elas, dou-lhes um bloqueio, sinto muito, me recuso a acompanhar a Matrix/DNA em vôos alucinógenos. Mas me sobrou um tempo sem sono nesta noite e aproveitei para deixar-me dar uma escapadinha para espionar alem do meu mundo material o encontro entre a vanguarda avançada da Mmatrix/DNA com uma destas filosofias místicas, e tentei entrar na conversa.

Maga Pierri
Postado no Facebook a 23 horas atrás –

Está acontecendo a elevação da Kundalini planetária!

Sol, Urano e Mercúrio em Áries, uma combinação muito quente.
Ao mesmo tempo, Lua, Júpiter, Vênus, Marte e Plutão, cinco planetas em signos de terra.
Fogo e Terra não combinam bem, a terra apaga o fogo, e o fogo queima a terra.

Isso é o que tantas canalizações estão nos falando. O fogo e a luz são duas freqüências da mesma energia. É um processo purificador e acontece para todos, mas existem aqueles que se tornam um canal vazio através da qual a luz pode fluir, e existem aqueles em que existe a obstrução do ego, nesse caso, a luz é fogo que queima.
A não ser que o sujeito seja totalmente iluminação, em todos nós existem níveis e modos de ego. É melhor olhar para isso. Tem nos sido dito insistentemente para abandonarmos a personalidade.

Como Marte não está presente para dar o clique,a temperatura dessa freqüência está subindo muito, e se esquentar a ponto de aumentar tanto,a ponto de acionar Urano, as coisas podem ficar sérias. Em pequena escala ou em escala cósmica, imagine um cabo que esquenta demais.
Então as coisas podem ficar sérias, porque com Urano não se brinca.

Está acontecendo a elevação da Kundalini planetária. Quando a serpente de fogo sobe pela coluna vertebral, ela tem que atravessar cada chakra. Se aquele chakra estiver obstruido com coisas do ego, ela vai forçar para passar.
Esse mesmo processo acontece com cada um de nós, com a sociedade, e com o próprio planeta Terra, desde o peixe dos rios, até a ave dos céus, o vegetal, o animal o mineral até o cosmo infinito. É uma evolução na própria consciência divina. Somos formigas nesse processo. E o universo não é dual, não existe bem e mal para ele. Portanto fará o que for necessário fazer para a elevação da própria consciência.
Seja hoje, o canal vazio para a luz, por onde flui a Existência, o Universo se expressa, Sheeva, dança sua dança e o divino se manifesta.Isso se manifestará em você como Luz branca através da sua coluna vertebral e atingindo a coroa, produzindo a união cósmica, o orgasmo divino!
E você vai ficar com aquela mesma cara de êxtase cósmico do Yogananda.
Estão todos convidados a fazer essa transição em celebração. Depende de cada indivíduo!
xxxx
E neu comentário/perguntas:

Louis Charles Morelli – Facebook:

Para “Maga Perri”,

Existe possibilidade de trocas de idéias entre nossas duas cosmovisões diferentes? Por exemplo, os assuntos da luz, kundalini, nos interessam. Um raio ou onda de luz é captada em nossos instrumentos cientificos e aparece numa tela na forma de um grafico. Chama-se “espectro eletro-magnético” (você pode ver um digitando isso em Wikipedia, Google). O espectro revela sete tipos ou formas diferentes de vibrações em uma unica onda, e nós estamos suspeitando que a luz é a criadora do ciclo vital na matéria, cada uma das faixas vibratórias faz a matéria apresentar o mesmo processo do ciclo vital que nos faz transformar de formas, como bebê, criança, adulto, etc. Dito isto, vamos a kundalini. Para nós as duas serpentes representam as duas hastes do DNA e os chakras representam seus nucleotideos. E cada chakra corresponde a uma faixa vibratória de luz. As côres que vemos na tela batem na mesma sequencia das cores da aura. Agora vejamos o que suspeito ser “ego”. Uma das coisas mais importantes na evolução tem sido a escôlha do ser sob evolução: se quer ser sistema aberto ao mundo ou fechado em si mesmo. Quando fechado em si mesmo representa extremado ego. Enfim voltemos ao seu post. Dizes que kundalini se eleva pela coluna vertebral (para nós significaria que uma nova onda de luz chega ao chacra da base inferior e sobe pelas hastes do DNA). Se ela encontra chacras abertos continua. O que seria um chacra fechado? Seria um individuo que numa das suas formas de sua vida atual foi ou é demasiado egocentrico? Supomos que eu queira fazer algo para ter certeza que nenhum chacra vá bloqueá-la. Não vejo como. Teria que mudar hábitos, comportamentos, visão do mundo e entendimento das relações entre eu e o mundo. Mas o mundo externo não permite mudanças se estamos escravizados nas engrenagens do capitalismo dessa máquina moderna. Não temos tempo e oportunidades para cuidar do metafisico, sob o risco de estar-mos na miséria amanhã. Pergunto: De que adianta receitar algo que o paciente não pode fazer? Não existe uma maneira dos seus mestres atuarem para organizar melhor a sociedade sem os predadores capitalistas? Qualquer resposta, agradeço.

xxxx – O que você pensa disso tudo? Afora o de que “êsse Louis e essa Maga são dois lunáticos…) ?

Ocorrências Astronômicas Ameaçando o Planeta Terra, Campo Magnético Desaparecendo e a sugestão da Matrix/DNA

quarta-feira, março 7th, 2012

Nossos modêlos sugerem que nas origens das galáxias, planetas se transformaram em pulsares e depois em estrêlas. As preocupantes informações nos artigos citados abaixo sôbre a Terra e Vênus nos faz lembrar êstes modêlos: explosão na atmosfera de Vênus, enfraquecimento da camada protetora da magnetosfera terrestre, aumento das tempestades solares. A grande questão para nós é saber qual foi a evolução do processo de formação de galáxias para a formação de sistemas solares. Terá a evolução atuado nêste processo como atuou nas origens da Vida, quando a primeira célula surgiu por simbiose de moléculas e micro-organismos separados ( como surgiu a primeira galáxia, segundo nossos modêlos) e depois aprendeu a se reproduzir mais fácil e rápido por auto-divisão (como depois o building block de galaxias pode ter aprendido a se replicar por reciclagem, como sugerem nossos modêlos)? Enquanto não resolver-mos esta questão, não teremos uma previsão do que vai acontecer com o nosso planeta. Êle vai se extinguir devido a velhice do Sol (antes do Sol morrer ou depois?) ou vai antes se transformar num pulsar? A explosão em Vênus segundo o artigo abaixo, a violação do nosso campo magnético como no outro artigo, e a constatação que o magnetismo da Terra está diminuindo são indicios que servem para as duas hipóteses, portanto êles não resolvem nossa questão. Mas deve ficarem aqui registrados, para nosso prosseguimento desta investigação.

Algumas primeiras idéias:

– Resumindo a noticia: Às vêzes o sol emite ventos solares ( energia radiada) para o espaço, que viajam a um milhão de milhas por hora e as que vem em nossa direção são barradas na nossa magnetosfera a 44.000 milhas de distancia da nossa superficie. Magnetosfera é a coroa circular formada pelo campo magnético da Terra. Às vêzes alguma dessa energia penetra na nossa atmosfera causando preocupantes efeitos climaticos. Em relação a Vênus, o planeta não tem campo magnético, portanto não tem barreira contra a tempestade de energia que vem do Sol. Mas para compensar isto, Vênus tem uma atmosfera muito mais densa que a nossa e é 100 vêzes mais quente, quer dizer, as coisas de sua superficie já resistem mais ao calor. Então, quando o vento solar se encontra com essa atmosfera densa, ocorrem reações que podem resultar numa explosão, na atmosfera, quer dizer, acima do solo do planeta. Algo quase como acontece nas nossas nuvens com os relampagos seguidos de estalos e trovões.

– Antes que os arautos do apocalipse saiam correndo para alarmar opovo que a explosão em Vênus é um sinal que o mundo está acabando em 2012, já vamos lembrando que a explosão aconteceu em 8 de Março de 2008. Só está sendo noticiada agora porque foi o tempo dos pesquisadores trabalharem.

– A Terra tem um campo magnético e Vênus não tem. Pelos nossos modêlos, campos magnéticos são resultantes principalmente dos efeitos do nucleo planetário, e se o nucleo é um magma de ferro incandescente o campo será mais forte. Mas quando o nucleo que é um germe estelar vai se ampliando, vai se tornando menos denso e portanto menos forte seu campo magnético. Isto pode sugerir que Vênus é planeta mais velho e pode estar se transformando em pulsar.

– Se o campo magnético de Vênus é mais fraco do que o da Terra, e o da Terra está enfraquecendo, isto sugere que Vênus é mais velho que a Terra. E seugere que o tipo de campo magnético de um astro pode ser usado para calcular sua idade.

– O campo magnético é uma barreira que contem a energia solar. Mas ao enfraquecer ou ser violado, aberto em brechas, essa barreira vai enfraquecendo e com isso a energia do Sol poderia atingir o nucleo terrestre. Isto viria a favor dos nossos modêlos que sugerem que no nucleo dos planetas hiberna o germe de estrêla e tal como ocorre com a maioria das sementes vegetais, se a luz solar alcançar o nucleo a estrêla desperta e começa a germinar. Já sabemos que a energia solar tem alcançado o nucleo do nosso planeta pelo fluxo de descidas e subidas de substancias através das fendas terrestres, mas isto seria um processo muito lento. Talvez o verdadeiro estopim venha de ocorrências anormais como as citadas acima.

– Segundo nossos modêlos, planetas de sistemas estelares modernos tambem contem em seus nucleos o germe de uma estrêla. Êste fato é derivado dos mesmos processos que fazem com que dentro da célula, as organelas chamadas mitocondrias tambem contem DNA. Mas nas células modernas as mitocondrias não se reproduzem apesar de terem o DNA para tal. Por isso, nos sistemas estelares como o nosso é provavel que os planetas tambem não ativem seus germes e se tornem estrêlas.

– Meu Post postado no artigo da DailyGalaxy.com em:

Posted by: Louis Morelli | March 07, 2012 at 01:26 PM

“Understanding what the HFAs do in the non-magnetized Venusian environment, of course, would require direct observations that the current data sets from Venus Express do not provide.”

So, we are in the reign of theories. We need studying these phenomena because it is very important for understanding the climate change at our own planet and making better previsions about its future. It is possible that the event at Venus is more complex than Collinson has figured out. I am testing the previsions of a different cosmological model from The Universal Matrix/DNA and several questions arising here.

Maybe the explosion is result from de repulsion of same energy (energy coming from Sun and energy coming from Venus nucleus). If my models are right, the fact that Venus does not have magnetic field indicates that it is older than Earth. If it is older, my models suggest that it could became a pulsar. But there is a question not solved by my models: the formation of modern stellar systems like our solar system happens by the same process of primordial stellar systems or this process had evolved like evolved the process of cell system formation? My models suggests that the primordial galaxies were formed by the process of life cycle that is encoded into natural light and passed to matter given dynamics to inertial matter. This process makes that an initial body is transformed acquiring different shapes. After that, the shapes are arranged in the same sequence into a working system. Then, each kind of astronomical bodies are derivations of a unique primordial body.

This process is the same applied over the formation of first original cell system, when molecules and micro-organisms became organelles and were organized into a system by symbiosis. But, the cells learned how to replicates fast and easier. Has It happened the same at astronomical systems? If our solar system was produced by the first phase of this process, each planet has as nucleus a germ of a new star. The germ of these stars should working like vegetable seeds where the germ flourishes when it is reached by solar energy. If this process is continuing at astronomical level, Venus is being transformed in a pulsar. If our solar system obeys the second phase of this process, the germs as stars seeds will not flourish, like in the cell system the mitochondria also has DNA but mitochondria does not replicates themselves. A better understanding in Venus will be a better understanding here. Great job, Mr. Collision!

xxx

Giant Breach in Earth’s Magnetic Field Discovered

Dec. 16, 2008: NASA’s five THEMIS spacecraft have discovered a breach in Earth’s magnetic field ten times larger than anything previously thought to exist. Solar wind can flow in through the opening to “load up” the magnetosphere for powerful geomagnetic storms. But the breach itself is not the biggest surprise. Researchers are even more amazed at the strange and unexpected way it forms, overturning long-held ideas of space physics.

“At first I didn’t believe it,” says THEMIS project scientist David Sibeck of the Goddard Space Flight Center. “This finding fundamentally alters our understanding of the solar wind-magnetosphere interaction.”

The magnetosphere is a bubble of magnetism that surrounds Earth and protects us from solar wind. Exploring the bubble is a key goal of the THEMIS mission, launched in February 2007. The big discovery came on June 3, 2007, when the five probes serendipitously flew through the breach just as it was opening. Onboard sensors recorded a torrent of solar wind particles streaming into the magnetosphere, signaling an event of unexpected size and importance.

“The opening was huge—four times wider than Earth itself,” says Wenhui Li, a space physicist at the University of New Hampshire who has been analyzing the data. Li’s colleague Jimmy Raeder, also of New Hampshire, says “1027 particles per second were flowing into the magnetosphere—that’s a 1 followed by 27 zeros. This kind of influx is an order of magnitude greater than what we thought was possible.”

The event began with little warning when a gentle gust of solar wind delivered a bundle of magnetic fields from the Sun to Earth. Like an octopus wrapping its tentacles around a big clam, solar magnetic fields draped themselves around the magnetosphere and cracked it open. The cracking was accomplished by means of a process called “magnetic reconnection.” High above Earth’s poles, solar and terrestrial magnetic fields linked up (reconnected) to form conduits for solar wind. Conduits over the Arctic and Antarctic quickly expanded; within minutes they overlapped over Earth’s equator to create the biggest magnetic breach ever recorded by Earth-orbiting spacecraft….”

http://science.nasa.gov/science-news/sci…antbreach/

xxx

Strange, Colossal Explosions Observed on Venus

http://www.dailygalaxy.com/my_weblog/2012/03/odd-colossal-explosions-known-as-hot-flow-anomalies-hfas-fueled-by-solar-energy-detonate-just-above-the-surface-of-venus.html

March 06, 2012

O artigo foi postado como tópico num forum e os comentários a seguir são proveitosos:

http://lunaticoutpost.com/Topic-Strange-Colossal-Explosions-Observed-on-Venus?page=1

Strange, Colossal Explosions Observed on Venus
xxxxxxx

Relacionado tem o artigo da:

NationalGeographic

Earth’s Magnetic Field Is Fading

http://news.nationalgeographic.com/news/2004/09/0909_040909_earthmagfield.html