Archive for the ‘Sistemas’ Category

Abelhas vão desaparecerem devido acadêmicos ignorarem a formula da Matrix/DNA?

quinta-feira, janeiro 18th, 2018

xxxx

The mystery of vanishing honeybees is still not definitively solved

E meu comentário publicado no artigo:
Avatar
It is stranger, weird, humans saying things like:

“Altruistic suicide,” as social-insect biologists call it. Flying away from the colony could minimize a sick bee’s tendency to pass disease to the rest of the family.”

Impossible! Neither humans do that, bee has no brain, no knowledge that the entire colony could be sick… But, really the bees do that, so, how? Why? Humans does not understand bees’ colonies formation and existence due missing deep knowledge about Nature. Sometimes we need expand the size of Nature, looking in the stars for to solving problems here. Insects colonies are perfect copy of a universal formula that Nature has used for creating all its natural systems. So, it is not bees and aunts that knows about social systems, the natural forces and elements are imposed upon the insects, coming from outside and from inside the creatures, because the external world is a system produced by this formula which had produced also the internal atoms and cells systems. The formula, called Matrix/DNA, is free at my website. Believing in wrong world views, like this one dominating our universities, where natural systems arises by pure chance, humans will not appreciate the marvellous natural wisdom when admiring these spectacular phenomena of insects colonies, neither will be able to do what we did with cows and dogs, improving their existence or protecting them from external attacks. Maybe the cause is the four P’s, but maybe there are deep causes never imagined before, causes that comes from deep Nature, from forces that acts upon systems, like Earth’s magnetic fields variations, although this would be the last hypothesis. Insect colonies are copies of a design for perfect systems where the individuals are driven to occupy the location and functions of systemic parts, they does not know what they are doing, only obeying natural rules. Since the final function of this colonies is pollinating a larger system, the colony is a part of this larger system, so, they are performing the systemic function for reproduction, which, in the formula is F5. You will find surprising explanations for all colonies intriguing features having the formula as the template driver.

E meu post no Facebook de hoje:

Vejam como uma ideologia leva pessoas a loucura, como os acadêmicos e atuais doutores donos do saber estão perdendo o controle de suas faculdades mentais. As colônias de abelhas estão diminuindo, ameaçando a produção de alimentos, encarecendo seus preços, e os criadores buscam socorro desesperadamente. Batem as portas das universidades e ouvem os especialistas dizerem coisas como: ” Abelhas doentes são “altruístas suicidas”. quando elas sentem que estão doente, saem da colônia e vão morrer isoladas, porque elas não querem passar a doença para a colônia inteira…então não e’ uma doença que esta fazendo isso…” Meu Deus !!!

Perderam totalmente o juízo! Abelhas são insetos que nem cérebros formados tem, elas não podem prever futuros acontecimentos como colônias inteiras doentes, e não tem nada de altruísmo, nem humanos com cérebro fazem isso por vontade própria quando algum se vê infectado por vírus.

Mas de fato, quando uma abelha fica doente ela “e’ retirada” da colônia e vai morrer distante. Como!!! … e porque isso acontece?! Quem faz isso?

No artigo em inglês, postei uma explicação. A Natureza tem criado sistemas por 13,8 bilhões de anos e observando todos estes sistemas lado a lado nos descobrimos que todos tem o mesmo design, uma mesma e única formula, e as colonias de abelhas, formigas, inclusive humanas são todas montadas sobre a mesma formula porque colonias são sistemas. Sistemas geram uma entidade abstrata mas que tem força real e atua no corpo do sistema, assim como nosso cérebro/sistema tem uma entidade mental que pode mover nossos corpos. Aí começamos a entender como foi formada e como funciona uma colonia de insetos, descobertas que nos levam as alturas de tanta admiração pelo que e’ esta Natureza.

Infelizmente, ainda na infância da consciência, a humanidade está dividida em dois grupos ( um acreditando que tanto em acasos mágicos que estão vasculhando embaixo do trono da abelha rainha procurando algum papiro onde estejam escritas as leis do seu sistema social, e outras acreditando num Deus tão pequeno que seria menos inteligente que os programadores como Bill Gates e teria que ir em cada um dos trilhões de planetas habitados do Universo para criar cada uma das milhões de espécies que existem em cada um), e por isso, vão ignorando os incríveis atributos dessa Natureza e com isso vamos ameaçados de perder para sempre nossas heroínas abelhas tão necessárias aos nossos alimentos.

Eu tenho descoberto muitas coisas que jamais foram imaginadas por outro humano nestas colonias de formigas e abelhas graças `a formula da Matrix/DNA. Porque a abelha rainha sobe cerca de 3 metros acima do chão, fica pairada no ar, os machos formam fila e cada um cai morto no chão apos a copula? Porque eles são altruístas, vão morrer para o bem da sociedade? Ou porque são hipnotizados pela rainha? Ora… no céu e no meio dos nossos mais remotos ancestrais como essa Via Láctea, a mesma cena acontece quando um cometa carregando os tijolinhos aminoacidos básicos para a origem da vida vão polinar um planeta para morrerem na hora… porque este processo está aqui na formula natural, ela gera estes fenômenos naturais em todo lugar.. ” – Epa, agora você extrapolou… acho que o louco aqui e’ você…” – ” Ok,… formigas são como os muslins bombas-suicidas,… isto ‘e sanidade mental! Me engana que eu gosto…”

 

 

 

 

 

Metabolismo e’ o mecanismo, o motor dentro de um sistema? A maquina celeste oculta pela carne?

quarta-feira, janeiro 3rd, 2018

xxxx

Pesquisa: Metabolismo > uma das principais propriedades da vida

( Do video abaixo, no ponto 34:00) – Um carro pode ter um computador que dirija o carro. Se retirar-mos o computador o carro ainda funciona. mas se tirarmos o motor o carro para, entao o mais importante e’ o motor. Entao dever haver um mecanismo dentro da celula que e’ o mais importante, e este mecanismo e’ o metabolismo. Metabolismo e’ um processo quimico que converte combustivel em energia utilizavel. O metabolismo da vida pode ter surgido nos jatos quentes do fundo oceanico produzindo reacoes quimicas com abundante sulfeto de ferro das rochas. Nos possuimos sulfeto de ferro na nossa pele, o que nos lembra nossa origem destas rochas.

https://www.youtube.com/watch?v=Ab-OguXdZ78

Pesquisa:

Wikipedia: metabolism ( continuar)

A Natureza tricotando proteinas, que representam o dinheiro no sistema social

sexta-feira, dezembro 29th, 2017

xxxx

Texto postado no Facebook:

Em que estou pensando? Eu ja nasci bobo, sou bobo sempre, mas quando penso no que minha cabeca esta aprontando, fico mais bobo ainda. Como exemplo cito esta frase que minha cabeca acabou de produzir no ultimo artigo que estou escrevendo no meu website. Nunca ninguem disse tal coisa e ninguem na Terra vai entender bulhufas disso, mas, se isto for verdade, sera’ importante demais para entender o mundo e a existencia dos nossos corpos nele, porem, nao da’ para calcular em que alturas minha cabeca voa viajando:

Matrix/DNA: “Proteinas sao as ferramentas materiais de funcoes sistemicas universais organizadas biologicamente que executam a funcao do circuito sistemico total do sistema universal. No seu estado de sistemas astronomicos, este circuito e’ apenas um fluxo espiralado, um fio por onde passam toda energia/informacao do sistema. Com a diversidade propiciada pelo ambiente terrestre o unico fio foi multiplicado e pode ser tricotado, emaranhado de diferentes maneiras, como a artesa tricota o fio do novelo e cria diferentes “pontos” ou desenhos. E assim como a artesa produz o tecido que sera modelado num tipo de roupa, a natureza terrestre tricotou o fio que veio do ceu em diferentes tipos de tecidos que produzem os diferentes tipos de organismos.”

Que Deus seja louvado por tamanha sabedoria…

ou que o Acaso Absoluto seja excomungado por tamanha estropolia…

ou que eu ganhe na loteria por tamanha heresia…

`a crenca pseudo-cientifica da academia…

Se um academico ou cientista ler isso, vai logo se perguntar: ” Mas o que esse cara esta dizendo? Proteinas sao ferramentas materiais? Circuito sistemico? Sistema universal natural?! O que tem a ver proteinas com sistemas astronomicos? Fluxo espiralado? Proteinas? O que esse cara entende por proteina? Fio por onde passa energia/informacao? Tecido organico? Tricotando? Estara este cara tiricotando de febre? O que ele fumou? O fio veio do ceu? Ah… deve ser mais um desses alucinados filosofos da New Age, tudo bobagem…”

Pois e’. Fico imaginando a dificuldade que tiveram o Darwin para escrever os detalhes de um fenomeno que nunca ninguem pensou ou teve palavras para explicar antes, o Mendel para explicar a genetica que ele acabou de descobrir, ou Copernico para explicar um mundo em que a Terra saia do centro…

Para Galileo sair gritando de madrugada rua afora e segurando a ciroula que ele viu uma nova estrela no ceu e portanto o ceu nao e’ imutavel como a Biblia disse, foi facil. O dificil foi e esta sendo para os astronomos a cada dia criarem novas palavras, nomes, para as coisas novas que vao vendo e explicarem esse ceu mutavel pululando de eventos.

Esta esta’ sendo minha grande dificuldade agora, inventar palavras, expressoes, nomes, para tentar comunicar imagens, ideias, que existem apenas dentro da minha cabeca, que surgem das calculacoes dos meus modelos teoricos…

Porem, aqueles revolucionarios tiveram muita sorte porque o que eles imaginaram foi provado como de fato existente. Teve muita gente imaginando mais coisas que nao tiveram esta sorte, pois o que imaginaram nao foi provado existir. Daniken morreu frustrado sem provar que os e.ts. estiveram na Terra depois de passar a vida buscando evidencias e expondo-as num livro colossal. Sera que terei sorte ou serei da turma dos azarados? Seja como for, as criacoes intelectuais da nossa cabeca sao como filhos espirituais gerados, dos quais nao conseguimos nos afastar e cuidar e alimentar… Raios, eu tenho que arrumar recursos e uma maneira laboratorial pratica de comprovar a existencia dos biofotons e suas networks repetindo dentro de nossos corpos a formula universal da Matrix/DNA, para nao morrer mais bobo do que nasci… Senao vou ser o bobo da corte no ceu ou vou baguncar a vida do capeta no inferno…

O capeta vai dizer:

– ” Pelo amor de Deus, tirem esse cara daqui…” – ki ki ki…

E eu vou responder:

– ” Seo Capeta. Preciso voltar urgente a Terra. Acontece que as proteinas perfazem uma funcao da formula do sistema universal no sistema celular e depois no sistema-corpo humano. Quando os humanos criaram os sistemas sociais, (sem o saberem porque isso esta no instinto), o fizeram como uma copia da formula do sistema universal. Entao quando ainda estava na Terra eu me perguntava qual seria o elemento material no sistema social que estaria fazendo a funcao de proteinas. E agora me deu mais um chimelique no cocuruto – daqueles que abortam novas descobertas – e descobri: e’ o dinheiro! Money, seo Capeta, money! As proteinas providenciam tudo no corpo mas quando sao mal feitas produzem muitas doencas tambem, igual ao que faz o dinheiro no sistema social. Tenho que ir la’ por isso no meu livro…”

E o capeta:

– ” Oba! Tenho uns cientistas la’ comecando a produzirem proteinas artificiais. Voce quer dizer que quando introduzirem essas proteinas artificiais nos corpos dos humanos elas vao baguncar o sistema todo como faz o dinheiro falso? Ha-ha… meus homens la’ vao aprontar mais uma das minhas diabices…”

 

Abelhas, sistema social e a formula da Matrix/DNA

segunda-feira, setembro 4th, 2017

xxxx

Incrivel como o sistema social das abelhas revela a formula da Mattrix/DNA. O fato do hive alimentar a que sera rainha com abundancia decorre da Funcao 7 quando fornece material em abubdancia para criar F1, que sera a rainha do sistema! Registrado aqui para entrar no capitulo relacionado do livro.

https://www.reddit.com/r/askscience/comments/6xvtf6/how_is_queen_bee_becoming_a_queen_bee_is_it/

How is queen bee becoming a queen bee ? Is it natural or is it acquired ? from askscience

[–]thatguybuster 15 pontos 

From Wikipedia :

“All bee larvae are fed some royal jelly for the first few days after hatching but only queen larvae are fed on it exclusively. As a result of the difference in diet, the queen will develop into a sexually mature female, unlike the worker bees. Queens are raised in specially constructed queen cells.”

Apparently there are already Queen larvae chosen from a previous queen from a hive.

xxxx

[–]natalieisnatty 14 pontos 

Any female bee can become a queen bee based on diet, so it is an acquired trait.

Extra information (aka me info-dumping on bees because I love them):

The way bee sexes work is that the queen can lay fertilized (two sets of chromosomes, one from her and one from a mate) and unfertilized (one set of chromosomes, only from the queen) eggs. The unfertilized eggs become male bees and the fertilized eggs become female bees.

The vast majority of fertilized eggs hatch into worker bees. They are female, but sterile and cannot usually produce eggs. However, if the worker bees decide that the hive is too crowded, or that their queen is sick, they will build a special place for her to lay an egg called the “queen cup.” It’s much larger than a normal honeycomb cell. She’ll lay a perfectly normal fertilized (female) egg in there and then forget about it. Then, once the egg hatches the worker bees feed it tons of food and royal jelly. The proteins in the royal jelly activate parts of the baby bee’s DNA that are normally suppressed, and she grows into a queen bee. She’s big, female, and fertile.

If the hive is too crowded, then the old queen bee will leave with a large portion of bees and start a new hive somewhere else before the young queen hatches. If the old queen is sick, then the worker bees will kill her before the young queen hatches. Queens never cohabitate.

Once the new queen emerges successfully, she’ll go on a “nuptial flight” where she meets drones and collects a lifetime supply of sperm. This takes a few days, and sometimes she gets eaten by a bird. This is the worst possible thing that can happen to her hive. Since they’re fresh out of eggs (from killing the old queen a few days ago) they can’t turn any new larvae into queens (a queen bee made in a normal cell, as opposed to a queen cup, is called an ‘emergency queen’). In this scenario, some worker bees will start laying eggs. However, since they’ve never mated, their eggs are unfertilized and hatch into drones. These drones fly off and (hopefully) propagate the hive’s DNA by mating with a queen. The rest of the hive dies :(

So, yeah! Royal jelly and lots of food is what makes a queen bee, not genetics. Royal jelly is a very complex mixture of protein and other molecules, so it’s hard to know exactly what part of it switches off the “worker genes” and turns on the “queen genes”.

xxxx

 

A cultura humana foi produzida pela sua biologia, porem, já existia cultura nas estrelas – revela a Matrix/DNA

sexta-feira, setembro 1st, 2017

xxxxx

Bom artigo sobre origens e desenvolvimento da cultura humana, defende a tese de que a biologia é a causa produtora da cultura. Por meu lado, fui consultar a formula da Matrix/DNA e conclui que a cultura humana esta’ para o sistema social humano assim como a identidade dos sistemas naturais estão para os sistemas, portanto, o que se entende por cultura já existia antes das origens dos sistemas biológicos. Postei um comentário explicando isso no artigo, o qual vai copiado abaixo do link:

O ser humano como um animal biologicamente cultural

https://universoracionalista.org/o-ser-humano-como-um-animal-biologicamente-cultural/?utm_medium=botao&utm_source=ur&utm_campaign=onesignal

O ser humano como um animal biologicamente cultural

Louis C. MorelliLouis C. Morelli – 1/9-set/2017

Good food for thought! Mas eu acrescentaria algo ao artigo. Dizer que a cultura é biológica leva a crer que a biologia criou a cultura pela primeira vez na Natureza, mas vou buscar fatos no passado quando ainda não existia a biológica organização da matéria para sugerir que cultura veio antes, seria uma constante universal. A formula universal para todos os sistemas naturais sugere que cultura é um nome para outra coisa existente mais profunda: a identidade de um sistema natural qualquer.

Como a formula demonstra, sistemas são o conjunto de partes especificas e funcionais inter-conetadas dentro de um involucro qualquer. A soma de informações de cada parte gera o sistema que tem mais informação do que todas suas partes separadas. Porem, como estas partes interagem entre si gerando sub-partes que também interagem, mais informações internas são geradas, as quais não são agregadas `as partes, porem são acrescentadas ao conjunto total de informações que é o sistema. Com isso, o sistema gera uma identidade própria, diferente e muito maior que a identidade de cada parte.

E’ esta identidade de sistema que controla o equilíbrio interno ( que vem da evolução do equilíbrio termodinâmico nos sistemas “não-vivos”) entre todos os seus elementos. E isto acontece em qualquer sistema natural, desde os mais simples como átomos, sistemas estelares, galácticos, vegetais, bacterianos, etc. Pois esta identidade destes sistemas simples, muitos antes da biologia aparecer, que evoluiu para cultura quando a humanidade criou sistemas sociais.

Vendo ” cultura” por esta perspectiva se entende melhor este fenômeno, pois vamos buscar suas raízes, suas causas primeiras desde o Big Bang. E assim encontramos explicação para algo que é dito no artigo mas fica difícil de engolir: que novos genes são produzidos para encaminhar ao homem cultural. Não se trata de novos genes, a função e seu mecanismo já existia disponível na nossa herança dos sistemas não-biológicos, bastava expressa-la. E também acabamos de criar outra definição para cultura: é a identidade de um sistema. Cultura também pode ser a sua mente em relacao ao seu corpo como sistema, ou ainda, cultura é uma espécie de software que permeia um sistema natural físico, o qual é o hardware. Mas tudo isso que digo é resultante da minha interpretação dos modelos teóricos da Matrix/DNA Theory e posso estar cometendo erros de interpretação.

xxxx

O paragrafo notável do artigo que revela sua tese da cultura como produto biológico é o seguinte:

”  O ser cultural do homem deve ser entendido como biológico. Há mais do que um jogo de palavras na afirmação de que o homem é naturalmente cultural, ou ainda, de que a chave para a compreensão da natureza humana está na cultura e a chave para a da cultura está na natureza humana. O homem é a um só tempo, criatura e criador da cultura. Nas palavras de Morin (1973, p. 92), “o que ocorreu no processo de hominização foi uma aptidão natural para a cultura e a aptidão cultural para desenvolver a natureza humana”. Desse modo, “desaba o antigo paradigma que opunha natureza e cultura” (p. 94). Entretanto, apesar da força do argumento, mesmo várias décadas depois, ainda não se foi muito adiante.”

Universal Systems Model : Academic perspective x Matrix/DNA perspective

quinta-feira, agosto 24th, 2017

xxxx

Na area academica do ensino denominada Universal Systems Model, eles usam um diagrama:

Input > Process > Output > Feedback > Input > Process > ….

Observe que isto e’ um diagrama resumido da formula da Matrix/DNA, onde:

Input = F1

Process = F2,F3.F4,F6

Output = F7

Feedback = F7>F1

A principal diferenca e’ que a formula da Matrix/DNA se refere a sistemas naturais, os quais funcionam movidos pela forsa do ciclo vital, enquanto que a formula academica se refere a sistemas mecanicos, para maquinas ou operacoes automatizadas. Uma segunda nota, e’ a que ( como vemos no texto abaixo), os academicos se referem a ” open loop ” e “closed loops”, onde o Sistema comeca com o open loop e o component “feedback” constitui o closed loop, numa clara referencia aos estados de sistemas abertos e sistemas fechados da formula da Matrix/DNA.

The MatrixDNA as Astronomic Closed System

The MatrixDNA as Astronomic Closed System

Devo pesquisar os textos academicos desta area, assim como os nomes tecnicos da disciplina, etc.,  para buscar modos de interacao entre as duas formulas visando aplicar a formula da Matrix/DNA para otimizar a tecnologia.

Neste sentido, o primeiro passo e’ googlar ” universal systems model” e ver os itens. Iniciando, registro o link para um PDF:

https://www.wsfcs.k12.nc.us/cms/lib/NC01001395/Centricity/Domain/1555/3.03_Universal_Systems_Model.pdf

Technology Competencies Problem-Solving
Fundamentals of Technology

Onde se inicia lendo:

Explain the universal systems model

• Explain the components of the universal systems model

• Explain systems models in the context of the systems of technology such as communication and transportation

• Explain the elements or resources of technology as inputs to systems
The universal systems model is an attempt to graphically depict processes of all sorts. Viewing something through the scheme of the universal systems model is an attempt to simplify something that is relatively complex. The model typically includes a look at system inputs, processes, and outputs for open loop systems and a fourth component, feedback, is included in systems that are perceived to be closed loops.

These are often referred to as the “resources of technology.” System Inputs • People • Information • Tools and Machines • Materials • Energy • Time • Capital

Processes vary depending on the area of endeavor. For example, one of the main processes for a manufacturing company would be secondary material processes: separating, combining, conditioning, forming, and casting. However, a communication company would be encoding, storing, retrieving, transmitting, receiving, and decoding information. Outputs generally include certain eventualities such as expected, unexpected, desirable, and undesirable. For example, a manufacturer expected to make a profit, and this is desirable. However, the company did not expect to pollute the water when it accidentally spilled chemicals onto its loading dock. This output is undesireable.

Systems experience entropy.  Entropy is the degradation of all systems whether man-made or natural.  For example, the fuel system in an automobile malfunctions over time. Systems and sub-systems are interdependent. For example, in order for the automobile’s fuel and electrical systems to work together, the engine must be correctly timed.

Component Systems of Technology
The component systems of technology are:
B. Communication Systems – Systems that change information into messages that can be transmitted.  These systems include a sender, message, receiver, and feedback.
B.  Structural Systems – Systems that use goods and materials to build structures that will resist external force, support a load, and hold each structural element in a relative position to other parts.
C.  Manufacturing Systems – Systems using materials and processes to produce usable products.
D.  Energy, Power and Transportation Systems – Systems that convert energy into mechanical, fluid, electrical, radiant, chemical, and thermal energy.

Circuitos em Eletronica: Importante Paper Explicativo

sábado, agosto 5th, 2017

xxxx

ler este paper/e-book elucidativo. Por exemplo, veja texto abaixo:

Chapter 12: Basic Electronics

http://www.free-energy-info.com/Chapter12.pdf

Voltage.

Voltage is the key to understanding electronics. Without voltage, nothing happens in electronics. What is it? Nobody knows. We know how to generate it. We know what it does. We know how to measure it, but nobody knows what it actually is. It is also called “Electro Motive Force” or “EMF” which is no help whatsoever in knowing what it is. That, is roughly equivalent to saying “the thing that pushes is the thing that pushes” – very true but absolutely no help whatsoever. OK, having admitted that we really don’t know what it is, we can start to say the things we do know about it:

Movimento Holistico Orion: Para uma nova Consciencia

quarta-feira, agosto 2nd, 2017

xxxx

http://www.orion.med.br/

Historia da formacao e estado atual do movimento

Nos idos de 1970 foi fundada, em Paris, a primeira Universidade Holística, por iniciativa de Monique Thoenig. Essa Universidade teve um importante papel na introdução da Psicologia Transpessoal e da Visão Holística na França e mesmo na Europa. Monique Thoenig introduziu no cenário europeu grandes pioneiros como Rupert Sheldrake, Beverly Silverman, N. Bammate, Stanislav Grof, Stanley Krippner, estabelecendo contatos e pontes entre estes e grandes pensadores franceses como Jean-Emile Charon, Michel Random, Basarab Nicolescu, Stephan Lupasco e muitos outros ainda.

Em 1985, cansada por esse esforço gigantesco, Monique nos escreveu, exausta, querendo acabar essa importante tarefa e pedindo-nos ajuda. Travando conhecimento com ela, aceitei e sugeri também a colaboração de Jean-Yves Leloup, que naquela época estava dirigindo o Centre International de Ia Sainte-Baume, hoje extinto.

Jean-Yves Leloup sugeriu criarmos a Universidade Holística Internacional no lugar da Universidade de Paris. Criamos os estatutos e começamos a trabalhar na redação de uma Carta Magna, anexada à presente publicação. A segunda tarefa foi desenhar as linhas gerais de uma Formação Holística de Base.

Embora a Universidade Holística Internacional tivesse realizado um simpósio sobre o tema da “Aliança”, ela não se desenvolveu em Paris, mas tomou corpo em Brasília, quando o então Governador José Aparecido de Oliveira, em 1987, nos convidou para integrar uma comissão do Governo do Distrito Federal e, posteriormente, para assumir a responsabilidade de presidir e estruturar a Fundação Cidade da Paz, como mantenedora da Universidade Holística Internacional de Brasília.

Foi em Belo Horizonte, num curso de formação em Cosmodrama, realizado no Salão de Encontro de Noemy Gontijo, que passei ao planejamento da Formação Holística como tarefa prática, que consistia em adaptar o referido planejamento à realidade brasileira e à estrutura do Cosmodrama. Desse curso faziam parte, entre outros, Roberto Crema, Lydia Nunes Rebouças, Luiz Montezuma, Flávio e Sandra Rodrigues da Silva, Crestes Diniz Neto e Betty Clark.

Logo depois da inauguração da Universidade Holística Internacional de Brasília, na Granja do Ipê, em 14 de abril de 1989, definiu-se, sob o impulso de Roberto Crema, com base numa forma aperfeiçoada daquele trabalho prático, a estrutura da Formação Holística de Base, e iniciou-se a primeira turma com mais de oitenta candidatos, em 1989.

Criou-se o colegiado da Formação Holística, que continua se reunindo periodicamente, aperfeiçoando o processo de maneira constante, fazendo revisões para adequar o curso à estrutura geral do programa “A Arte de Viver em Paz”, reconhecido pela 26a assembléia geral da UNESCO como sendo um novo método holístico de Educação para a Paz.

A Formação Holística de Base está se mostrando, através da experiência de todos esses anos, um poderoso método de transformação, no sentido de despertar uma nova consciência para o terceiro milênio. Para cada um dos Aprendizes há a pessoa antes e depois da Formação: maior compreensão de si mesmo, dos outros, e sobretudo do significado desta nossa existência; maior tolerância, paciência e amor. Tais são, sem dúvida, os frutos colhidos por muitos participantes. A Formação Holística é um processo de perpétuo aperfeiçoamento.

A UNIPAZ é um movimento sem fins lucrativos, cujo objetivo maior é a introdução de uma nova consciência. Esta meta atende ao acordo na Declaração de Veneza da Unesco (1986) e na Carta de Brasília – este último documento-síntese publicado Diário Oficial da União em 17 de abril de 1997.

Atualmente a Unipaz mantém 9 campi: UNIPAZ-PT (Portugal), UNIPAZ-DF, UNIPAZ-BA, UNIPAZ-CE, UNIPAZ-SC, UNIPAZ-MG, UNIPAZ-RJ, UNIPAZ-SP (Campinas) e UNIPAZ-Sul. Além de 18 Núcleos espalhados pelo país: Belém-PA, Curitiba-PR, Goiânia-GO, Londrina-PR, Presidente Prudente-SP, Recife-PE, Triângulo Mineiro-MG, Vitória-ES, Aracaju-SE, Natal-RN, Araxá-MG, São Paulo-SP, Altinópolis-SP, São José dos Campos-SP, Chapecó-SC, Criciúma-SC, Pelotas-RS e Santa Maria-RS.

Na estrutura internacional, há 7 núcleos nos países como a Argentina, Bélgica, Equador, França, Israel, Honduras e Portugal, totalizando 33 unidades. A essência do trabalho da Unipaz é trazer o global para o local. Desenvolve, assim, várias atividades de cunho nacional e internacional para a ampliação de conhecimentos e troca de experiências, construíndo deste modo, uma nova visão de mundo. O atual Reitor da Unipaz é o professor Dr. Pierre Weil e o Vice-reitor o Psicólogo Roberto Crema

Duas diferentes cosmovisões debatem: Quais as diferenças entre o computador hardware/software e o humano corpo/mente?

quinta-feira, abril 6th, 2017

xxxxx

Minha questao postada no Quora e acompanhamento do debate:

https://www.quora.com/Whats-the-difference-between-computer-software-hardware-and-human-body-mind

What’s the difference between computer software/hardware and human body/mind?

Jonathan DayJonathan Day, 4/6/2017
Ultimately, none.

Alan Turing created an imaginary computer, the Turing Machine, that could perform a few basic functions, moving around a tape or set of tapes. He proved that all systems based on logic MUST be equivalent or inferior to a Turing Machine. No exceptions.

We now know that there are no quantum effects in the brain and that the sorts of quantum effects that you could get in regular cells can all be reduced to systems based on logic.

A human being, therefore, is a highly complex machine (the brain has 85 billion neurons and a neuron can have up to 3,000 synapses, so you’re dealing with 255 trillion connections that can amplify/suppress signals – we’re getting into serious numbers here). A machine so complex that attempting to reproduce it with modern technology would result in a computer around ten blocks square and two or three storeys high.

So, human brains are smaller for now. That’s kinda cheating because it’s not an intrinsic difference, merely a technological one.

Louis Charles MorelliLouis Charles Morelli – 4/6/2017

Very helpful, Jonathan. Thanks. But… I think that with yours world view we will not make progress towards quantum computation and knowledge of human mind and consciousness. Yours perspective is totally mechanistic, based on Physics and Math, as the modern scholar mindset. Maybe you are right, but is is not what my personal research and world view is suggesting.

First of all, Turing did not know what a natural system is. So he did not know the logic running in these systems. If you are interested go to my website to see the formula for all natural systems.

Second there is no quantum effects in the human mind as software because quantum effects are related to an inferior level of organization of matter: it fills the boundary between Newtonian mechanics and biological organization, the frontier between the hard and bone skeleton _ studied by the fields of Physics and Math – and the beginning of the soft meat ( where begins biological organization. The human psyche organization is a superior level).

Third, we can not build a computer reproducing the human brain with this actual technology, neither hundred blocks square: complexity has a limit at any evolutionary lineage. When reaching that limit, occurs an evolutionary jump, a transformation. As happened to human brain, the jump to consciousness. It means that we need to proceed a transformation of our actual technology. Not based on binary digits and so, based on seven variables, like the DNA code. By the way, I think it is good talking between different world views. Thanks.

 

Termodinamica: A Segunda Lei Obedecida Pela Matrix/DNA Formula

quarta-feira, março 15th, 2017

xxxx

Muito se debate a respeito da questão de que seres vivos não obedecem a segunda lei da termodinâmica.

A Segunda lei da Termodinâmica estabelece que, num sistema fechado, nenhum processo ocorre que aumente a rede de organização ( ou diminui a rede de entropia) do sistema.

A minha formula de sistema total, completo, funcional, isolado, fechado em si mesmo, apresenta a mesma lei. Vejamos:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Para que aumente o nível de organização de um sistema – o que implicaria em aumento de complexidade, evolução – é necessário nova informação, no sentido de que informação seja qualquer novo elemento com forma e função inexistentes antes. Como nada cria informação do nada, e o sistema e’ fechado, não realizando trocas de nenhuma especie com o mundo externo, nenhuma nova informação ira’ surgir dentro deste sistema.

Também a entropia, uma vez iniciada, não teria mais como o sistema estanca-la. No sistema fechado da Matrix/DNA a entropia tem inicio quando partículas saem fora do circuito de informação/energia, indo para o interior em direcao ao núcleo. Isto significa que na próxima rodada do circuito o sistema não mais sera’ de tanta perfeição como nas rodadas anteriores, e o aumento destas partículas desviadas acaba desmanchando o sistema.

A Ciência Academica Oficial não tem a formula natural universal para sistemas naturais, por isso faz grande confusão entre sistemas, processos e partes ativas ou desativadas despregadas de sistemas. Por exemplo, vejamos um texto onde essa falha produz erros conceituais:

” Devido a segunda lei da termodinâmica, o Universo tomado como um todo esta inevitavelmente movendo-se na direcao do estado de completo caos e acaso, sem qualquer ordem, padrão, ou beleza. Este destino foi popularizado no seculo 19 como a “morte quente” do Universo”.

Ora, não existe nenhuma prova de que o Universo constitua um sistema. Onde esta’ o núcleo? Quais são as partes funcionais e como funcionam? Como estão conectadas?

Conforme a Matrix/DNA o Universo deve ser uma massa de sistemas – as galaxias, ou conglomerados de aglomerados de galaxias – mas não um sistema, mesmo porque, sua função como reprodutor genético lhe da’ mais a forma disforme e função de placenta. Mas sem a formula da Matrix/DNA realmente muito se confunde sobre o que realmente são sistemas naturais.

Então o falho conhecimento sobre sistemas causa esse tipo de desentendimento, por exemplo, entre a vida e a teoria termodinâmica, ou mais exatamente entre os conceitos biológicos e as rígidas leis da Física. Vejamos:

Quando a entropia teve inicio num sistema astronomico, mais preferivelmente um sistema galáctico, ela se inicia na periferia e seus produzidos radicais livres são colapsados para o interior, já que do sistema fechado nada escapa. Estes bits-informação podem se encontrarem na superfície de um planeta na mesma época e causarem o caos entre si pois bits distantes uns dos outros no sistema não se reconhecem e não possuem a tendencia para se conectarem. Disputam espaço, energia, etc. Mas quando bits que foram vizinhos no circuito do sistema se encontram, se reconhecem e se reagrupam tentando reconstruir o sistema para o qual foram modelados. Tudo acontece normalmente como meteoritos no espaço são atraídos para astros e não para gazes.

Este caos inicial produz a continuidade do aumento da entropia, já que o sistema esta’ se enfraquecendo e mais partículas se desviam do circuito. Eu diria mesmo – e isto me ocorreu apenas agora – que, desde que o Sol esta sob entropia, perdendo sua energia, o sistema solar tende a desaparecer pela entropia. ( mas se a formação do sistema se deu pelo primeiro método original, os planetas ainda ativados vão sair antes do sistema, na forma de estrelas, ou novos sois).

O sistema esta’ morrendo, a operação automática de auto-reciclagem vai parar de funcionar, mas na verdade ele não esta’ desaparecendo, e sim, se transformando. Pois os bits reagrupados vão re-ergue-lo, dentro de seu próprio corpo, porem, devidos as abruptas mutações devido a gênese diferente de sistema fechado para sistema aberto, o sistema se transforma de astronômico em biológico. Então a entropia produz o caos, mas no caos ocorre a mutação, transformação e reordenação do estado de ordem. Este é outro detalhe que a Ciência Oficial e a teoria da termodinâmica não alcançaram ainda.