Archive for the ‘Evolucao Cosmologica’ Category

A Ciencia do Cerebro Busca as Origens da Compaixao e Empatia nos Humanos… e Entra em Conflito com a Matrix/DNA

segunda-feira, maio 25th, 2015

xxxx

Seres humanos de uma parte do globo mostram o comportamento de separarem alguns de seus pertences e envia-los a pessoas no outro lado do globo que sofreram algum desastre. A isso se d’a o nome de ‘ compaixao” . Agora cientistas estao empenhados em buscar como este fenomeno da compaixao surgiu nste mundo e justo – Segundo eles – nos seres humanos. Interessante artigo com video explicativo foi motivo para eu postar um comentario no artigo, porque a cosmovisao da Matrix/DNA tem uma surpreendente sugestao sobre como esta propriedade apareceu aqui. Abaixo vai o link para o artigo e video e a seguir uma copia do meu comentario. Tambem inseri no final uma copia da fala no video paa aquels que tem dificuldade em ouvir o ingles ( espero ter tempo para retornar aqui e traduzir tudo).

Na selva amazonica observando que compaixao e empatia ja existia de uma forma muito simplista em animais e buscando mais explicacoes na formula da Matrix/DNA fui descobrindo que as raizes destas propriedades se estendem para alem dos animais, localizando-as em sistemas nao vivos como esta galaxia que nos criou e fui descendo ainda mais no tempo ate chegar a conclusao que ela veio mesmo do antes das origens deste Universo, carregadas por ondas de luz as quais por coincidencia sao as mesmas substancias que agora estao formando nossas mentes… ou seja: as propriedades da compaixao e empatia ficaram dormindo na materia durante sua evolucao, assim como a autoconsciencia de uma nova crianca ficou dormindo na morula, na blastula, no feto e so veio a se expressar de fato na crianca, porque esta era a copia final da especie humana que a gerou e a qual ja continha em si a autoconsciencia. Desta forma, a mente humana que esta se formando com a substancia luminosa de nuvens que resultam das sinapses dos pensamentos comeca a ser a copia completa da luz que a comecou antes mesmo do Big Bang, e apenas agora comeca a expressar estas propriedades da empatia e compaixao, significando que aquela luz original ja possuia estas propriedades. Arre!…

The Science of Compassion: Kindness Is a Fundamental Human Trait

http://bigthink.com/videos/science-of-compassion

Avatar

– May, 25, 2015

Which were the primordial roots of empathy and compassion, when life was not existing yet? Matrix/DNA theoretical models from those past times had located those roots, included at stupid astronomic systems. And there is no full knowledge about something if we does not know its causes, origins, evolutionary history and universal meanings. Dr. Thupten Jinpa need to know what Matrix/DNA has to say here, looking to the image below. Any natural system ( be it the human brain, atoms or galaxies) is built and based on that universal natural formula for systems and observing it we can discover the systems’ properties, like empathy and compassion. Before life’s origins, the universal system reached an evolutionary top as perfect closed system in the shape of ” building blocks of primordial galaxies”. At that system all of its seven parts worked synchronized for keeping the system’s self-defense and functioning. So, there was altruism from each part in relation to the another six parts, besides the fact that there were no neuronal network neither consciousness about this property, like  working liver is “altruistic” in relation to the organs to whom it sends clean blood.

So, the seeds, the physical forces and elements that later were used by humans brains for producing these stranger and abstract properties were installed at our ancestral non-living natural systems, like atoms and galaxies. But,.. how these mechanistic altruisms evolved to empathy and compassion when this universal system reached the more complex shape as human brains? The answer can not be demonstrated yet, but we can suppose it by logics. We have identified all existing living properties of a chimpanzee body in its mechanistic shape at a building block of astronomical system through the formula in the image below. We can see there the digestive apparatus, the blood circuit, till the reproductive sexual system, in mechanic fashion. That’s why the body of chimpanzees are the most perfect biological system reproduction of the system that created and are had driven biological evolution through its also terrestrial created environment. There is a unique property in human bodies that we never located at our creator astronomical system: consciousness and its derivative, intelligence. It means that this new property came from some natural system superior in complexity and existing beyond this galaxy, it is coming from the Universe… or beyond it. And this unknown system is using those physical structures like the altruism that emerges from closed and stupid system for installing its specific more complex properties, like compassion and empathy, now in a conscious way.

Closed systems – like this astronomic Milk Way that created biological systems- are extremely selfish. They does not interacts with any other thing in this Universe. From this our ancestor we inherited the selfish gene and our tendency to be predators in our own species, family. The very true fact is that the altruism of every systemic part means, in reality, leaIty to a closed selfish system, which means that that altruism is in fact, selfishness.  I have not identified any process that could drive the mechanistic altruism/selfishness for to give the evolutionary jump into conscious empathy, that is why I am supposing that information from a superior conscious system is in the air and being absorbed by humans brains.

Thumbnail

The Matrix/DNA Formula as Closed System

Transcricao do video:

Thupten Jinpa: When we talk about the science of compassion, it’s also tied down with science of empathy. Empathy is compassion, altruism, kindness. They are all very interrelated and much of the current scientific studies really fall into two main categories. One is the study of altruistic behavior, particularly in animals and very young children. And the thinking is that if we can see altruistic behavior in animals and very, very young children, that it must have very deep biological roots. So that’s the kind of logic behind why they are focusing more on animal studies and children. The other important area that overlaps the science of compassion is the study of empathy. And again here, a lot of the work has been done on nonhuman primate studies and there is an American professor at Emory by the name of Frans de Waal and he was one of the pioneers. Many people might have seen the video of apes, you know; there were two juvenile apes fighting and one of them loses and another ape who’s not a blood relation comes over and hugs him and consoles him. So it clearly is an indication that empathy can be found in nonhuman primates as well.

And then there are some interesting studies coming from the studies of meditators who meditate many hours on compassion and then looking at their brain. You can actually see the brain’s expression in action. So this is called functioning in an MRI, which has the ability to look at a brain in action as it were. At least the claim is that the meditators are, unlike novices like us, have some ability to consciously direct their attention and thoughts so in the scanner, the brain-imaging scanner, you can ask the meditator: Can you do this? Can you do that? Can you just stay on the level of empathy and feel the pain? Now can you move onto compassion, wishing the other person to be free of suffering or wanting to do something about it. And try to tease out what brain signature, brain regions get activated when you are just in empathy feeling and when you are moving onto compassion when you are wishing to see the relief. In this way, the whole mapping of the brain regions that are involved in something like compassion is beginning to be done.

 

Um Grave Pecado os Humanos estao Cometendo contra Deus, contra a Natureza, Sua Informacao Natural e Genetica

domingo, maio 24th, 2015

xxxx

Para melhorar a qualidade de vida e ter uma mente mais fraternal e social, os humanos precisam comecar a buscar o entendimento da natureza feita por Aquele que disse – ” Se queres conhecer a Mim e saber como Eu penso, estude a Minha Obra que e’ o elo entre tu e Eu, ou seja, a Natureza” . Pois todo artista se revela na sua obra. Ora, a Natureza tem sido observada e estudada pelos humanos desde suas origens portanto era de se supor que ja tivessemos aprendido bastante como Deus pensa e faz as coisas da Natureza. Aprender como Deus pensa e’ aprender a ser cada vez mais sabio e amoroso. Aprender como Deus fez os detalhes da Natureza e’ aumentar a capacidade de melhorar a qualidade de vida pela solucao dos obstaculos ( desculpem a falta de acentos, cedilha, etc, porque estou usando um teclado ingles). E’ isso que voce pensa estar vendo na humanidade de hoje? Se sim, voce vai discordar do que esta escrito daqui para diante, porque eu penso que nao.

Pois vejamos um exemplo: o sistema social humano ainda esta imitando fielmente o sistema social selvagem dos animais. Na selva os animais se dividem em tres classes, e nas civilizacoes humanas tambem. Tem a classe dos grandes predadores ( a casta economica), a classe dos medios predadores ( a classe media) e o resto na classe das presas ( a classe trabalhadora e deserdada). Por outro lado estamos ainda tao fora da sintonia de vida com a Natureza do planeta que ele esta ameacando nos exterminar a todos. Outro exemplo e que nao aprendemos ainda a entender a Natureza nos seus aspectos dualisticos. Um deles e a dicotomia causada por um ciclo entre caos e ordem. Vivemos aqui numa biosfera que foi produzida pela entropia do sistema astronomico que nos envolve, a qual gera o caos, portanto somos produtos e filhos do caos ( o qual, na verdade, foi produzido por nossos antigos ancestrais, se a visao de mundo sugerida pela Matrix/DNA estiver correta em tudo). Mas basta levantar os olhos para o ceu e ver que nele impera o estado de ordem, nem precisa lembrar a mecanica newtoniana pela qual nosso sistema estelar funciona como um relogio perfeito. E nossas ciencias fisicas e astronomicas estao projetando o estado de caos do nosso mundo imediato para fazer seus modelos , calculos e teorias cosmologicas, num puro antropomorfismo narcisista. Estao levando para os ceus os monstros humanos, mesmo que seja apenas em suas fantasias, como e’ o caso da invencao de buracos negros canibais engolindo e triturando galaxias inteiras. A Matrix/DNA produz outro modelo teorico e poe no lugar de buracos negros uma ancestral parafernalia do sistema reprodutor feminino gerando estrelas bebes.  Em que temos evoluido? Onde a mente humana esta se tornando mais fraterna, social e amorosa, aproximando-se mais do Deus que os homens de bem desejam?

Se agora voce concorda comigo, tambem notaste que existe uma contradicao nisso tudo: apesar do milenar estudo da Natureza, e termos copiados varios mecanismos dela na forma de nossas tecnologias, a forma como nos a estamos interpretando nao esta nos fazendo distanciar-nos dos comportamentos dos animais irracionais e nem nos aproximando da forma amorosa como deve ser a forma de Deus.  Porque esse paradoxo?

Acontece que a Natureza tem sido estudada de varias maneiras todas erradas, sendo a ultima ainda mais errada, o metodo reducionista que chamam de cientifico e teimam em nao darem o salto para o metodo cientifico sistemico, o qual em muito ampliara nossos horizontes. Eu apenas percebi isso quando vivendo na selva amazonica e estudando-a da forma como Deus nos aconselhou que fizessemos, comecei a perceber que  as interpretacoes humanas de quase todos os fenomenos e eventos naturais estao errados. Isto porque, primeiro se interpretava toda a Natureza tendo em mente a crenca na mentira de que Deus violaria suas proprias leis naturais aplicando o metodo magico, depois se passou a interpretar a Natureza tendo em mente a mentira inexistente do acaso absoluto. Ta ai meu amigo, a explicacao para o gargalo em que estamos metidos. Nem magia nem acaso incontrolavel pois o significado de Deus ao produzir a Natureza Universal e’ o mesmo de uma mae humana naturalmente produzindo a placenta onde germinar o Seu filho e pelo metodo genetico natural, portanto a mente sabia deve se basear na pura genetica natural. Mas esta nova mentalidade muda totalmente a nossa visao da Natureza universal e por consequencia, as interpretacoes de cada fenomeno e evento natural.

Temos no artigo “Is ‘Information Theory’ Misnamed?”,  com link abaixo, um exemplo de como nossa maneira moderna dita cientifica de abordar a Natureza  e aprende-la esta errada. Criaram um campo complexo dentro desta ciencia denominado “Teoria da Informacao”, mas quem comecou foram matematicos e depois entraram os fisicos e juntos conduziram esta teoria para a area das ciencias da computacao, ou seja, informacao artificial. Esqueceram-se totalmente ate agora de estudar o que e informacao natural. Ja qu o Universo e sua natureza nao sao magicos e nao podem criar informacoes do Nada, quais e como eram as informacoes originais que aqui foram insridas junto com o Big Bang para que produzissem este complex universo ue vemos hoje? Apenas eu – sinto dizer – estou investigando isso e ja bastante adiantado nesse estudo. Enquanto isso os biologos incapazes de formularem uma grande teoria da biologia porque querem assentar a Vida terrestre em cima da interpretacao dos fisicos e dos matematicos sobre a Natureza cosmologica, estao comecando a perceber que a teoria da informacao deles nao esta se casando com o conceito de informacao que eles estao observando na genetica. E claro que desse jeito a interpretacao sobre o que e informacao natural nunca vai se casar com o que e informacao genetica, pois as primeiras informacoes que surgiram neste universo ja vieram para serem aplicadas ao processo genetico que e a meta do Criador. Os fisicos e matematicos estudam a parte da Natureza como so podem estudar um corpo humano, limitados a infra-estrutura instalada, ou seja, ao seu esqueleto, e nao a parte relacionada a carne suave e  a neurologia mental. E todo esqueleto, tal como o nosso, so existe porque foi gerado por informacoes geneticas, assim e’ o mundo limitado das ciencias fisicas e matematicas. Por isso a fisica e a matematica ignoraram a informacao no seu aspecto natural e se enveredaram a inventar a informacao artificial a nivel computacional. Sao os biologos, geneticistas e neurologistas que devem ir ao Big Bang estudar as origens de todas as informacoes naturais, as quais produziram as forcas e elementos da mecanica estudados pelos fisicos e calculados pelos matematicos.

Infelizmente eu nao tenho mais tempo hoje para traduzir o artigo e os comentarios que postei no debate que se seguiu ao artigo, por issome limitarei aqui a copier os meus comentarios em ingles, os quais dao uma ideia dos conflitos entre as interpreacoes da natureza feitas or eles e as feitas por mim dentro da cosmovisao da Matrix/DNA Theory. O artigo:

Is ‘Information Theory’ Misnamed?

http://bigthink.com/errors-we-live-by/is-information-theory-misnamed

Para melhor estudar este tma devemos tamber ler ests outros artigos relacuionados:

DNA Is Multibillion-Year-Old Software

E a seguir meus comentarios postados no debate:

Avatar

DNA is not a code neither a message, it is merely a large number of different copies of a unique initial system – which was the evolutionary top produced by cosmological evolution and at Matrix/DNA Theory you can see this system in shape of a universal matrix formula for all natural systems. It does not makes sense to say that 8 billions human beings ( which are different copies of a unique system) composes a code and that Humanity is a message. I need studying more about academic information theory but I know that it is vey different from Matrix/DNA’s information theory, which says that natural information is a very solid and active agent resulting from the entropy of the natural system that produced this universe: bits-information has a physical presence but a genetic meaning even at quantum and cosmological scales. The image below is the building block of DNA, its unit of information, a lateral base-pair of nucleotides, but it is also the formula for first generation of galaxies and at its more evolutionary simplest shapes is the formula for atom systems (sorry, I uploaded the wrong image but it is the same formula and the right one you can see in my website). Any new natural information is like any new gene, produced by fuzzy logics resulting from the needs of a system plus the limitation of the previous existent hierarchic superior system ( the new system can be a human baby or a star-baby and the previous system can be the human parents or the star’s galaxy). That’s why we will see strange and weird life-forms at other planets.

Thumbnail

A formula da Matriz/DNA como algoritmo de um sistema fechado:

F1) Existem ingredientes crus no espaco, na forma de massa e energia, e rodopiando devido rotacao do espaco?

Se sim, forme-se o rodamoinho e misture ingredients crus cozinhando-os ate que bolhas sejam ejetadas para o espaco externo. As bolhas serao o nucleo de um novo corpo astronomico;

Se nao, nao se forme o rodamoinho.

2) Uma bolha agrega mais ingredientes crus e congelados do espaco?

Se sim, continue se dirigindo para dentro do espaco sidereal, agora sob o nome de semente estelar ou planeta;

Se nao, desfaca-se como bolha.

3) O planeta passa perto de uma estrela?

Se sim, caia na sua orbita;

Se nao, continue vagando no espaco ate se desfazer.

4) O nucleo e’ alcancado pela energia da estrela?

Se sim, inicie reacoes nucleares se alimentando das camadas externas de ingredients, ou seja, das camadas geologicas;

Se nao, torne-se uma lua.

5) A reacao nuclear evolue comendo as camadas ate a superficie?

Se sim, a pressao forma os vulcoes que ejetam cometas que caem na espiral galatica rumo ao nucleo;

Se nao, congele-se como uma lua.

6) A reacao nuclear atingiu a ultima camada superficial?

Se sim, colapse-se como uma estrela supernova;

Se nao, congele-se como lua.

7) Esgotaram-se as particulas de energia dentro dos atomos das camadas de nutrientes?

Se sim, desfacao o resto em massa ingrediente para formar novo rodamoinho;

Se nao, torne-se um planeta gigante morto de gas inerte.

A formula da Matriz/DNA para sistemas abertos:

1) Repita todos os passos ate F5

2) Queres se eternizar nesta forma de corpo?

Se sim, vas internamente para o nucleo;

Se nao, vas externamente para se relacionar com o exterior desconhecido.

Traducao para o Ingles:

 

 

xxxx

Avatar

Another point is that you confuse information theory with computer science. They are quite different, although they of course overlap.

Avatar

The big problem is that neither information theory based on mathematics, neither computer sciences are studying natural information. Only at Matrix/DNA Theory we are doing that. The weird thing is that our method arrived to a never imagined before conclusion: natural bits-information are photons particles resulting from the fragmentation of light waves emitted by pulsating big-bangs. Any natural light wave has a sequence of vibrations/frequencies that is the same sequence of shapes/state of energy of any living body. Since that the differences among living bodies’ shapes are result of a force called ” lifes cycles’ we arrive to the weird conclusion that light waves carries on the first code for life… I am sure that when human beings will remember that we need to study and investigate natural information our whole modern and academic world view will suffer a revolution like Copernicus did with the geocentric world view.

Avatar

This is a very interesting article, but it follows from a fundamental misunderstanding of Shannon’s theory of communication. It is precisely the separation of the concept of information from those of meaning and reference that allows us to regard human communication and biological communication in the same frame. For Shannon, information is just entropy, and entropy is a statistical property of sequences that allows communication to take place. Communication in this sense — not in the hermeneutic sense of conveying meaning between minds — is the task of replicating a sequence between two points. Both biology and culture do this in various ways, the first through DNA, RNA, signal transduction, the second through texts and other media, and the application of information theory to both domains is entirely appropriate. However, in both cases there is the interesting question of how we proceed from the replication of sequences which are essentially instructions to things like bodies and ideas.

Avatar

This question is easy for Matrix/DNA Theory. We could refer to an analogy. Think about Chineses from different places of China arriving at different times and places in the United States. No matter the obstacles all them will go to the place of the first settlement of Chineses, like Chinatown. And in Chinatown a recent arrived Chinese from Beijing will live next other already settled Chinese from Beijing. The previous neighborhood in China will determine the sequence of Chineses/houses composing the neighborhood of Chinatown. And the cause of immigration is that China was under economic entropy, so, Shannon was right. But he forgot that every state of chaos have the seeds for the state of order and vice-versa. Human language is the state of order emerged from chaotic humans sounds, genetic order is the state of order from chaotic dispersion of primordial molecules such aminoacids. And those aminoacids selected for composing biological systems were like small settled groups of immigrants that came from the Milk Way fragmentation by entropy, that’s why the first living cell is just the copy of galactic building blocks. If you don’t put cosmological evolution and biological evolution inside the same bag, you will never understand the origins and evolution of natural information, genetics and biological systems like human beings.
Saying that replication of sequences are instructions only makes sense if you considers that the instructor is the prior and outside system fragmented by chaos. Because the new sequences will merely mimics the old systemic sequence. That’s why human parents ( the prior and outside system in relation to the new embryogenesis) generates human babies and not giraffes babies. And that is why the human life’s cycle is mimicking the astronomical bodies life’s cycles as expressed by my avatar here.

Avatar

Information theory might have a focus different than what the term “information” means in different contexts, but, above there is an unfortunate level of understanding of what “information theory” covers, epitomised in the sentence “To a signaling engineer, the messages “set” and “ant” have equal amounts of information, three symbols each.” This is incorrect, without the knowledge of prob. of occurences of symbols from a codebook (which are presumed to be defined for the problem at hand in a way compatible with the rigorous constructs of the theory requires) it is not meaningful to talk about information as in information theory in the first place. Chaitin, as far as I remember, uses “Algorithmic information theory” in which the constructs are programme strings. In that sense, it is a theory with different constructs, although there are strong connections with information theory (which can be traced back to, e.g., Kolmogorov’s algorithmic information concept and surrounding theorems). It might be worthwhile to dig the literature a bit deeper before jumping on to conclusions.

Avatar

Should it be worthwhile to dig the biblical literature a bit deeper before jumping on to conclusions about how nature works? Where is the guarantee that Nature is based on algorithms like the Mathematicians have theorized it? I agree that sometimes our extensive academic curricula of information theory really works producing good effects, but, it also works the Bible when suggesting prays since that it produces the placebo effect. The messages ” set” and “ant” will be misunderstood if based on the symbols from the wrong codebook. A wrong codebook is the opposite of the Germany ” Enigma” at second war: the lies for to elude the enemy is not in the symbols of what were said by radio, but, in the cryptography message underlying the words. That’s Nature as based on human algorithms.
The very problem is that it need to be biologists, geneticists and neurologists that must go to the Big Bang investigating the primordial original natural bits of information that produced this complex Universe we see today, included the mechanical and skeletal aspect of the world studied by Physics and Math, because those information had genetic origins and meanings. Like the human body’s skeleton is a physical and mechanical structure, but it is produced by genetic information. I am telling this ” weird things” because my personal investigation is suggesting that the living formula called Matrix/DNA is more appropriated as natural information than algorithms. But… I could be wrong, who knows…

Avatar

No time for straw man arguments as in “Should it be worthwhile to dig the biblical literature a bit deeper before jumping on to conclusions about how nature works?” sorry. If you are criticising a theory, you need to learn more about it.

Avatar

Yes, this is the same answer I get from advocates of biblical theories. They acts as straw man. Of course we need learn a theory, but never forgetting it is a theory to the point that we loose the ability to criticize and questioning it. Then, these people says that have no time for it. Do you know what is the solution for both of us? You never will read my posts because you are head-closed by yours world view, and I will continuing to read yours posts because they are good for testing my world view. Cheers,…

 

Astronomia: Erupções no Sol e Possíveis Causas

domingo, maio 3rd, 2015

xxxx

Shared publicly  –  Yesterday 12:44 PM

https://plus.google.com/u/0/+NASA/posts/TGqc2rvMJrp

Go full screen on this one, put on your headphones, kick back and enjoy mesmerizing views of our sun. Our G Type Gv2 Yellowish dwarf star sun  luminous sphere of Molted Plasma. 

E meus comentários postados no artigo ( mexendo com os donos da verdade acadêmica produtora desta cultura que mantem 93% dos humanos escravos nesta vida absurda): 

Louis Charles Morelli – 12:55 AM
These eruptions are the remains of ancient volcanoes when the sun was a pulsar-like, accordingly to the astronomical model of Matrix/DNA Theory. Every time or cicle of 11 years and the flares will be weaker till the old star stop producing them…
xxxx

Louis Charles Morelli – May, 03, 2015 – 2:52 PM
+William Mills Life at Earth emerged by magics, be it from the “Nothing” of Krauss and its absolute chance, or by divine gods. That’s make sense for you. Are you not seeing in this video that the reactions of the Sun were the primitive states of the reactions today at the sugar deoxyribose in the DNA strands? Are you not seeing that the process of life’s vital cycles are inherited from the same primitive process of astronomical systems? “Oh… this is nonsense ( you say). The extraordinary engineering of genetics and vital cycles were invented by the stupid matter of this lost planet”… Oh, comm’on, wake up..
xxxx

Alfonso Ramirez – Yesterday 3:45 PM
It seems that ” our” Sun is not an object but an event.
xxxx
Louis Charles Morelli – May, 03, 2015 – 2:52 PM
 Good intuition! The Sun is not the object but a temporary event. For understanding it we can talk by analogy. The shape of yours body just now ( be it an adult, a teenage or a baby) is not the whole body as object, but an event in its lifetime. Our body do that because we inherited this process from the stars like the sun: it also was a baby or a seed of a star, then a teenage as planet, then an adult as pulsar, collapsed as supernova and now is a senior going to death. Ok, maybe this is wrong, if the Matrix/DNA astronomical model is not complete yet.
xxxx

ANGEL WILLIAMS – Yesterday 8:07 PM
Lindo,espetacular,e tem gente que acha que Deus não existe,que viemos do nada,mas nada somos.Parabéns NASA.
xxxx
Louis Charles Morelli – May, 03, 2015 – 2:52 PM
 Deus seria um péssimo inteligente designer se tivesse criado esta fornalha nuclear como o Sol que a qualquer momento pode com estas chamas matar toda a vida na Terra, como pode ter eliminado a vida primitiva de planetas mais próximos como Marte. Engenheiros humanos criam lampadas que iluminam as noites sem essa turbulência e ameaça que são estas “lampadas-estrelas criadas por Deus apenas para iluminar as noites do homem”… Você que não ajude empreendimentos como a NASA que um dia poderá fazer nossa mudança para outro mundo habitável e fique esperando pela proteção de Deus para você ou suas futuras gerações serem pêgas em tragédias, pois este planeta e este Sol estão evoluindo, mudando e vão morrer. Mas você está certo ao intuir que estes fenômenos solares fazem parte de um programa ordenado que “parece”vir de um Deus mágico” e que nós não somos nada pois fazemos parte deste plano ordenado… natural e geneticamente.
xxxx

Louis Charles Morelli – 4:14 PM
Stars are like chicken-mothers which are worried for protecting  their  chicks under their gravitational wings and nurturing them with their energetic nectar”. ( Matrix/DNA Theory) But… sometimes the mother became sick or furious principally when viruses like humanoids are attacking her daughter…

Ei, pessoal: Nossos irmãos-genes do Nepal estão precisando do nosso socorro. E entenda porque Deus não evitou a Tragédia

domingo, maio 3rd, 2015

Apesar de estar meio-duro nesta crise, eu já mandei o ganho num dia de meu trabalho para lá… mas eventos como este nos faz pensar. Milhares de crianças, nenês, jovens sonhadores, idosos que lutaram uma vida para fazer uma casinha, de repente as forças descontroladas e brutais da Natureza os esmaga sob pedras. Claro que não havia nenhum Deus por perto, pois nenhum humano prevendo o futuro teria permitido tal tortura e carnificina a seus filhos. A explicação tem que ser buscada em outros lugares reais deste mundo.

Como explica ( ou apenas sugere), a minha cosmovisão denominada Matrix/DNA, este evento é produto de quatro leis naturais:

1) toda nova forma do sistema universal ( tal como é esta que está emergindo das nossas cabeças e chamada de “auto-consciencia”), passa por duas fases evolucionarias. A primeira é a fase dos “ovos botados fora e a prole abandonada à própria sorte”… na aparencia ilusória imediata, pois a longo prazo a fórmula da Matrix mostra que na verdade nenhuma prole foi abandonada pois ela permanece dentro do circuito de um sistema hierarquicamente maior. A segunda fase é a dos “ovos mantidos dentro, protegidos e nutridos até sua maturação”. Assim ocorreu com o sistema universal quando tinha a forma astronomica, assim está ocorrendo com a forma biológica onde os ovos botados fora durou desde as plantas até os répteis e a partir daí surgiram os mamiferos mantendo os ovos dentro. Nós carregamos uma nova forma do sistema,  a da auto-consciencia, estamos ainda na fase dos ovos botados fora, por isso sujeitos a todos os predadores e tragédias… mas a fórmula garante que a Matrix genética que somos e carregamos não morre…

2) O planeta Terra contem um germe efervescente de estrela no seu nucleo, o qual está se alimentando da placenta planetaria que são as camadas tectonicas. Este germe respira e emite isso cujo material é ejetado através de vulcões como o que entrou em erupção no Chile agora tambem. Este planeta está sob evolução e certamente vai mudar até não mais suportar vida na sua superficie, porem isso acontece muito lentamente, em tempo na escala astronomica. Estas mudanças ocorrem tambem projetadas num espaço e tempo maior abrangendo o sistema solar inteiro, pois o ciclo vital dos planetas corresponde ao ciclo vital do sistema: enquanto seu corpo muda com a idade, estas mudanças são acompanhadas por mudanças nos corpos de seus pais, avós, etc. A minha teoria está tão correta nesta sua sugestão que vimos a NASA registrando no dia 21 de abril – poucos dias antes do terremoto no Nepal e do vulcão no Chile – uma gigantesca erupção de energia no Sol, a qual certamente cutuca o germe do seu baby no centro da Terra. Veja isto:

NASA, Watch: https://youtu.be/WEd0kRjhi1Y

3) A terceira lei é a que estabelece: À todo período de ordem sucede um período de caos, o qual produz outro período de ordem… e através destes ciclos avança a evolução do sistema universal. Nós sofremos as tragédias das perturbações naturais não apenas por ser-mos ovos botados fora mas porque isso vem acompanhado de outra noticia ruim para nós:  somos ainda recentes filhos e herdeiros de uma biosfera caótica, basta para ver isso se lembrar do caos das leis animalescas na selva. A biosfera terrestre foi produzida por fragmentos na forma de fótons-genes decaídos da entropia de um sistema em estado de ordem… o sistema galáctico que nos envolve. E como este planeta vai entrar em caos para a vida, significa que não será aqui que vamos entrar na fase dos ovos mantidos dentro num estado de ordem: é o Cosmos que nos espera de braços abertos para esta fase, mas para isso precisamos eliminar nossas picuinhas e conflitos mútuos para trabalhar em conjunto evoluindo nossa tecnologia espacial a qual nos salvará e nos levará à nossa transcendência…

4) Somos aqui e agora 8 bilhões de genes construindo o baby de auto-consciencia que será um órgão consciente de um sistema que está sendo construído tambem por outros genes em varias galaxias. Cada desastre desse é uma ameaça de que genes irmãos vitimados tenham sua missão atrapalhada e sua informação truncada, o que pode fazer com que o embrião terrestre nasça com algum aleijão. Nós – os outros genes – temos que socorrer e levantar os que caíram mas ainda estão vivos.

Mas tudo isso é apenas o que está sugerindo a fórmula que penso ter descoberto na selva e apesar de tudo ser muito lógico e racional, eu não tenho certeza de coisa alguma. Por isso, neste estado de incerteza heisenberguiano que produz esta sensação  de insustentável leveza de ser e existir pisando num solo inquieto que se move e pode me engolir a qualquer momento, vou fazendo o que me fornece paz e tranquilidade consciente, como por exemplo, dividindo agora o meu pão com meus irmãos do Nepal.  Se uma criança que teve os dentes quebrados por pedras não for atendida agora por um dentista, ela sofrerá amargamente o resto da vida… e ao diabo todos os deuses e todos os ovos e todas a s leis naturais… neste momento eu tenho que ser o deus e a fôrça natural a fazer o possível por elas. Não concordas?

Descoberto em Novo Sistema Estelar Moléculas Orgânicas Complexas

quinta-feira, abril 9th, 2015

xxxx

Mais evidencias para a Matrix/DNA Theory:

Complex organic molecules discovered in infant star system – Hints that the building blocks of the chemistry of life are universal

http://www.eurekalert.org/pub_releases/2015-04/e-com040715.php

This is an artist impression of the protoplanetary disc surrounding the young star MWC 480. ALMA has detected the complex organic molecule methyl cyanide in the outer reaches of the disc in the region where comets are believed to form. This is another indication that complex organic chemistry, and potentially the conditions necessary for life, is universal. CREDIT – Saxton (NRAO/AUI/NSF)

O Universo Planejado Para Gerar Sistemas Biológicos e Gerar Úteros Planejados Para Gerar Sistemas Auto-Conscientes – Veja Vídeo

quinta-feira, março 26th, 2015

As “Wheels Within Wheels”, de Michael Denton derivam da consciência cósmica na forma de bolhas dentro de bolhas

xxxx

ATP Sintase - How it Came From LUCA

Como o motor celular da Síntese de ATP veio do motor central rotatório no centro da galaxia: ATP Sintase – How it Came From LUCA – Teoria da Matrix/DNA

Ao ter conhecimento do incrível numero de fascinantes detalhes arrolados neste vídeo e que vieram compondo a evolução desde as origens deste Universo, não há como, racionalmente apostar na teoria de que antes das origens do Universo havia um plano, um programa, ou seja lá o que for, que determinava exatamente este tipo de evolução que ocorreu nestes 13,7 bilhões de anos, a produzir sistemas vivos e auto-conscientes, tenha ou não desejado esse resultado aquilo ou aquele que continha o programa.

Mas isto não é novidade para nós, pois vemos aqui esta mesma história se repetir todos os  dias quando nasce um ser humano. Havia a barriga de uma mulher que foi feita pelo programa genético de seres que existiam antes da mulher existir. Esta barriga foi crescendo, se transformando, evoluindo no sentido de tornar-se cada vez mais complexa e tornou-se a arquitetura exatamente definida em todos os seus mínimos detalhes para receber, hospedar e nutrir um  sistema natural auto-consciente, até que ele esteja pronto para existir fora dela.

Então porque ficamos tão admirados com o mesmo processo que – somente agora estamos descobrindo – ocorreu com o Universo como um todo? O processo está aqui perante nossos olhos, cientificamente comprovado, que é possível ocorrer neste mundo material. Mas o que não  consigo entender é que existem pessoas – e por incrível que  pareça “existiram bilhões de pessoas que já morreram e hoje existem 8 bilhões de pessoas” que não  conseguiram ainda fazer a operação racional mais simples deste mundo. Esta operação é a seguinte:

Se vemos o inicio,  meio e fim de uma história que ocorreu no espaço e tempo em que existimos, e ao mesmo tempo não vemos o inicio nem o fim de  uma outra história ocorrendo em tempo e espaço maior do que podemos ver, mas  de cuja história vemos perfeita e nitidamente o meio, e constatamos que é exatamente o mesmo meio da história que conhecemos aqui e agora, não  existe outra alternativa mais racional que construir uma teoria cientifica em que o inicio e o fim que não vemos da história na dimensão maior sejam exatamente iguais ao inicio e fim conhecido na nossa dimensão.

Não tem como… não existe possibilidade estritamente racional para qualquer ser pensante neste mundo construir teorias com outras alternativas. Se o fizer,  certamente, inevitavelmente, essa pessoa deixa de ser naturalmente racional porque terá de apelar para invenções do imaginário que só existem no seu mundo de sua imaginação. Os seres humanos primitivos que produziram as teorias mais próximas do naturalismo, como os asiáticos produtores das filosofias orientais, tambem se desviaram do óbvio e apelaram às criações da imaginação mas por um motivo perfeitamente compreensível: eles não tinham o conhecimento do que  ocorre na barriga da mulher que os gerou e  nem o conhecimento do  Universo que  temos hoje. Mas depois  deles e até  os  dias de hoje a razão humana se desviou de suas raízes naturais  e degringolou pelos reinos  das fantasias de uma forma irracional. Hoje a humanidade está composta por uma grande maioria que acredita piamente que na barriga universal apareceu um ser sobrenatural com uma varinha magica fazendo o acabamento na barriga para instalar bebês já prontos feitos tambem por mágica…!!! Mas de onde tiraram essa idéia absurda! Isto nunca foi visto por nenhum humano  e nenhum alienígena comprovadamente está vindo aqui e dizendo a cada um destes humanos que ele teria visto o tal ser mágico. É sabido que homens possuem imaginações capazes de comporem longas fábulas imaginarias. Temos muitas delas, como as varias lendas gregas com heróis que tinham superpoderes, as lendas modernas de super-homens com iguais superpoderes,  o mais moderno mundo imaginário de Harry Potter… mas daí a gente ser obrigado a ver que existem pessoas que acreditam que estas construções imaginarias ocorreram ou ainda ocorrem… é ser obrigado a tristemente constatar que a razão humana se desvia da  sua raiz natural e sai a flutuar no espaço sem suporte concreto de apoio. Se isto continuar,daqui  há mil anos alguem vai desenterrar um livro  de ‘Harry Potter e vai erguer altares aos personagens crendo  que aquilo foi e é o mundo real.

Mas alem dos primitivos e desta moderna maioria desviada, existe o resto, uma minoria que está  crescendo a cada dia porque os  bancos escolares os estão assim produzindo, que está indo no  caminho da outra face da moeda das ilusões imaginarias. Alguem que apesar de ver perfeitamente todos os dias novos indivíduos nascendo de barrigas e ter um razoável conhecimento do meio da história deste Universo, tambem irracionalmente está construindo e fortalecendo a teoria de que os humanos, a vida, foi um cisco ao acaso que se formou e tornou-se um  cisco complexo dentro desta barriga universal…

Novamente…à p… que pariu, parem este mundo louco que  eu quero descer…  Isto não tem cabimento! É tão ou mais irracional do que a teoria absurda da maioria.  E vão mais longe: ao invés de transporem o conhecido daqui que atuou nas origens da barriga da sua mãe, naturalmente, para o desconhecido evento natural antes das origens da barriga universal; e de transporem o conhecido final da história natural aqui, para o desconhecido final da mesma história que tem o mesmo meio, porem numa dimensão natural maior, criaram imaginariamente um  NADA magico que ao invés de usar uma varinha usa vibrações magicas que teria criado tudo, para preencherem aquele vazio desconhecido antes da origem da barriga universal, e depois imaginam uma infinidade de barrigas universais existindo alem desta para preencherem o vácuo desconhecido no final desta história… Mas onde viram e tocaram este tal de Nada vibrante e outras barrigas universais construídas de maneira diferente da nossa porque esta  aqui produziu o cisco por acaso que não pode acontecer nas outras barrigas porque então seria a regra, e não um acaso..? Certamente não viram isto no inicio e no fim das barrigas aqui geradoras da vida.  Podem até ver algo indicativo disso e termina-lo com a lógica inventada por humanos chamada de Matemática, mas somente estes indícios aparecem em ambientes artificiais. Ora… acreditar que o Universo é um produto  artificial e não  natural… é perder o controle das faculdades mentais.

Então resta na Humanidade o incrível e absurdo fato de que apenas um humano – dentre os bilhões que morreram e os  8 bilhões que estão ainda vivos hoje – que elaborou a sua teoria de maneira que foi o único a escrever até hoje: neste Universo está ocorrendo meramente uma história natural de reprodução genética. E a partir dessa máxima, construiu uma teoria da história do todo transpondo para ela os mesmos roteiros do inicio e do fim vistos aqui para completarem o meio visto daquela história. Isto novamente é um absurdo: o que devia ser a regra geral consiste numa exceção unica, absoluta!

Bem, o vídeo apresentado aqui foi  elaborado por alguem que realmente, honestamente, e com muitos lampejos de racionalidade natural, coletou as estonteantes jóias de detalhes que nos levam a teoria racional de que este Universo tem funcionado como uma grande barriga à imagem e semelhança das barrigas de nossas mães aqui na Terra. Mas ao mesmo tempo que o  autor revela sua genialidade natural, de repente se desvia de foco e nega a barriga de sua mãe para adornar o Universo com fantasias de amigos fantasmas imaginários com quem conversa no escuro de suas noites, tal como qualquer criança no alvorecer da razão o faz.  Qual o motivo da vergonha da barriga de sua mãe? Para nega-la dessa forma? Não é suficiente ao estuda-la e à sua história de formação e desenvolvimento a extraordinária engenharia ali visível para ver que o Universo há fora tambem foi formado e desenvolvido pela mesma extraordinária engenharia? E o que dizer do incrível programa que vem na forma de espermatozoides e óvulos na barriga da mamãe girafa quando ela produz uma nova girafinha sem aplicar qualquer recurso de inteligencia?! Qual o problema em entender que este programa denominado DNA atuante aqui é a face terrestre do programa que tem atuado nesta barriga  universal denominado “Matrix/DNA”?

O autor deste vídeo denominou-o “Rodas dentro de rodas”, evidenciando que o que vemos aqui na média dimensão é igual ao que se descobre existir nas macro e micros dimensões. Mas rodas não existem para gerarem vida, e barrigas sim. Então porque não usou o nome de “Barrigas dentro de Barrigas”? Porque ele tem vergonha de barrigas e/ou acha que o fenômeno natural é muito simples para alcançar e fornecer cores à sua inteligencia. Falar em rodas pressupõe um agente inteligente como construtor, é mais atrativo para expor sua vaidade pessoal como  ser inteligente. Porem eu revi a história em que a barriga da minha tataravó produziu a barriga da minha avó  que produziu a barriga da minha mãe que me produziu… e nunca vi nem minha tataravó, nem minha avó, aplicando suas inteligencias para produzirem barrigas… Apenas vi Natureza e por isso alem do Universo minha razão natural sugere existir um continuum de Natureza, nenhuma fantasia a mais…. tais como oceanos infinitos de ondas de nadas vibrantes…

Todo individuo humano na sua forma de criança por nada entender da avalancha de objetos e de movimentos que se apresentam a seus olhos recém-abertos cria  fantasias de amigos imaginários fantasmas com quem conversar e trata todos os objetos como brinquedos, e assim é compreensível que a Humanidade como um todo na sua infância também assim tenha se comportado. Porem, estamos no ano 2.000, depois de quinze mil anos de cultura e conhecimento acumulados, já está na hora dessa Humanidade se tornar adulta, de entender a verdadeira razão da existência dos  fenômenos naturais e as causas produtoras destas existências. Não existe capacidade infantil imaginaria humana capaz de criar um mundo fantasiosos que supere em beleza e alegria o verdadeiro mundo real e natural, como estou descobrindo mais a cada dia.

Este vídeo tem um documento em PDF do  mesmo autor, o qual copio  abaixo para ir traduzindo-o quando o tempo permitir.  O árduo trabalho da tradução é um dos principais métodos de estudo autodidata que tenho empregado desde minha infancia para melhor entender, raciocinar e memorizar conteúdos cientificos/filosóficos não corriqueiros na nossa vida normal. Alem do que é um bom exercício para melhor se aprender outros idiomas.

Privileged Species

https://www.youtube.com/watch?v=VoI2ms5UHWg

Artigo relacionado: 

Wheels Within Wheels: Michael Denton on the “Coincidences” that Make Us Possible

http://www.evolutionnews.org/2015/03/wheels_within_w094691.html  

The Place of Life and Man in Nature: Defending the Anthropocentric Thesis – PDF

http://bio-complexity.org/ojs/index.php/main/article/view/BIO-C.2013.1/BIO-C.2013.1

Michael J. Denton, Aditya Jyot Eye Hospital, Mumbai, INDIA 2 Discovery Institute, Seattle, Washington, USA

Abstract

Here I review the claim that the order of nature is uniquely suitable for life as it exists on earth (Terran life), and specifically for living beings similar to modern humans.

Aqui revejo o argumento de que a ordem da natureza é unica e especificamente projetada para a Vida tal como ela existe na Terra,  e especificamente similar ao humanos modernos.

I reassess Henderson’s claim from The Fitness of the Environment that the ensemble of core biochemicals that make up Terran life possess a unique synergistic fitness for the assembly of the complex chemical systems characteristic of life.

Eu reafirmo o argumento de Henderson “O Tunelamento do Ambiente” que a montagem nuclear dos bioquímicos que formaram a vida terrestre possuem uma unica modelagem sinergística para a montagem dos sistemas químicos complexos característicos da vida.

( continuar tradução) 

Vida ou Não-Vida Após a Morte: Incrivel Nova Tese Nasce Dentro da Matrix/DNA: Seríamos A Dualidade Onda/Particula Em Evolutivo Feed-Back: Guidance Wave Theory

quinta-feira, março 19th, 2015

xxxx

Capitulo Contendo Coleções de Dados Sobre a Categoria “Vida ou Não-Vida Após a Morte?”

Esta nova teoria denominada Guidance Wave Theory de Ian Miller bate surpreendentemente com os resultados sendo sugeridos pela Matrix/DNA Theory sobre o que acontece na morte de um corpo humano. Veja meu comentário explicando como, a seguir:

Life after death

https://ianmillerblog.wordpress.com/2015/02/04/life-after-death/

ian miller blog

Meu Comentario ( a ser traduzido para português) ( Não Publicado, aguardando moderação):

A Vida Após a Morte Pode ser Explicada pela Dualidade Onda/Partícula. Cada corpo humano individual representa os aspectos “onda” e  “partícula”.  Partícula é seu aspecto corpo material visível, é sua posição em relação ao espaço, e onda em relação ao tempo é um aspecto invisível a nós, pois não vemos e não podemos tocar o tempo. Como partícula ela não se limita a um corpo individual ( o qual é apenas uma micro-cópia, um fractal da partícula) , ela se completa como o coletivo dos indivíduos, ou seja, a espécie. E espécies podem desaparecerem para sempre ou serem transformadas em novas formas, outras espécies. A espécie humana vem de uma linhagem evolutiva de um único sistema natural que se originou no Big Bang na sua mais simples forma e até o presente momento sempre foi transformado, ou seja, como partícula e no coletivo, ela nunca morreu.

No seu aspecto de onda do tempo, cada corpo humano no  seu tempo de existência é apenas um infinitesimal tempo do tempo total deste sistema sob evolução, ou seja, do tempo universal de 13,7 bilhões de anos. Isto quer dizer que na morte de um corpo a onda universal jamais morre ali. Em outras palavras, não existe vida após a morte porque simplesmente, na verdade, não existe “morte”.

We are arriving to same theoretical results coming from two different methods ( mine is comparative anatomy between living and nonliving natural systems). My theory called “Matrix/DNA, the universal formula for all natural systems and life’s cycles”, suggests that a unique body under the process of life’s cycle is at same time a wave and a particle. The particle is any momentum of that body and the wave is the lifelong time of that body. It happens that our DNA, which is the essence of every life’s species is merely the terrestrial biological shape of a universal essence, which I am calling “Matrix”. This result from my method is due when extracting the circuit flow connecting all parts of a system we get a formula in shape of computational diagram and it is equal from atoms to galaxies to plants cells to human brain’s configuration. Again, this universal formula coming within a system that emerged at the Big Bang and today is acquiring the shape of human brain and possibly also the shape of a new system called consciousness, is the universal Matrix/DNA.

So, it means that each momentum state of this unique universal system is a particle and this particle had appeared as several individuals which dies, but the particle’s shape continues to existing as the collective, called “species”. It is the particle as collective that is evolutionary transformed into new more complex systems. As sample we have an analogy with the individual human body, which could be called “particle” and we know that this particle under the process of life’s cycle is transformed into several shapes, from blastula to fetus to teenager, etc.  So, an individual body-particle dies, but the collective of this body particles does not: it is transformed. It means that this universal system-particle called human body is 13, 7 billion years old, like the Matrix/DNA.

But… the formula is showing that the body which is a system is seen by us as particle at a given moment of its lifelong, while we can not see its time running at that moment because the time or life’s cycle force is a wave. Since that there is a unique natural system evolving under the process of life’s cycle since the Big Bang to today consciousness, it means that there is a unique wave of time and it is 13,7 billion years old. It means that when a body-system-particle disappears as individual, the wave does not disappear because it is the collective of all individuals and it will continuing the evolution, certainly to the next transcendental or more complex shape of this universal system.

My method lead me to a new interpretation of the electromagnetic spectrum of light waves. From gamma ray to radio, all different states of frequencies/vibrations/colors are equal the sequence of transformations of the state of energy/vibration of a unique human body, from fetus to adult. It means that also a light wave is under the process of life’s cycle… in another words, a light wave is the most simplest “living thing”. So simplest that it goes back to the extreme singularity at the initial moments of the Universe… or, beyond it. It means that the Universal Matrix, which today and here is encrypted into the biological DNA, and is the formula organizing the brain and consciousness, was existing before this Universe in shape of light. If consciousness is the final end of this evolution, it must be returning to be the initial light. Again, as light, it is a wave.

Declarations like the famous neuroscientist that had a left hemisphere stroke and saw everything as light without separation between her body and the external world are good evidences that this theory about the consciousness being a kind of light waves the survives after death is in the right track. Congratulations Mr.Ian: you had an astonishing insight. (sorry by the English language errors and you can see the Matrix/DNA formula at its website).

xxxx

( Artigo copiado aqui para ser traduzido)

The issue of whether there is life, or consciousness, after death is one of those questions that can only be answered by dying. If there is, you find out. My wife was convinced there is, and she was equally convinced that I, as a scientist, would quietly argue the concept was ridiculous. However, as she was dying of metastatic cancer we had a discussion of this issue, and I believe the following theory gave her considerable comfort. Accordingly, I announced this at her recent funeral, in case it helped anyone else, and I have received a number of requests to post the argument. I am doing two posts: one with the mathematics, and one where I merely assert the argument for those who want a simpler account. The more mathematical post is at (http://my.rsc.org/blogs/84/1561 ).

First, is there any evidence at all? There are numerous accounts of people who nearly die but do not, and they claim to see a tunnel of light, and relations at the other end. There are two possible explanations:
(1) What they see is true,
(2) When the brain shuts down, it produces these illusions.
The problem with (2) is, why does it do it the same way for all? There was also an account recently of someone who died on an operating table, but was resuscitated, and he then gave an account of what the surgeons were doing as viewed from above. The following study may be of interest (http://rt.com/news/195056-life-after-death-study/ ) One can take this however one likes, but it is certainly weird.

What I told Claire arises from my interpretation of quantum mechanics, which is significantly different from most others’. First, some background. (If you have no interest in physics, you can skip this and go to the last three paragraphs.) If you fire particles such as electrons one at a time through a screen with two slits, each electron will give a point reading on a detector screen, but if you do this for long enough, the points give the pattern of wave diffraction. This is known as wave-particle duality, and at the quantum level, an experiment either gives properties of a particle or those consistent with a wave, depending on how you do it. So, how is that explained? Either there is a wave guiding the particles or there is not. Most physicists argue there is not and the electrons just happen to give that distribution. You ask, why? They tend to say, “Shut up and compute!” Einstein did not agree, and said, “God does not play dice.” What we know is that computations based on a wave equation give remarkably good agreement with observation, but nobody can find evidence for the wave. All we detect are the particles, but of course that is what the detectors are set up to detect. It is generally agreed that the formalism that enables calculations is sufficient. For me, that is not sufficient, and I think there must be something causing this behaviour. Suppose you cannot see ducks but you here a lot of quacking, why do you assume the quacks are just the consequence of your listening, and there are no ducks? There is a minority who believe there is a wave, and the pilot wave concept was formed by de Broglie.

Modern physics states the wave function is complex. In general, this is true, but from Euler’s theory of complex numbers, once (or twice) a period (which is defined as the time from one crest, say, to the next) the wave becomes momentarily real. My first premise is
The physics of the system are determined only when the wave becomes real.
From this, the stability of atoms, the Uncertainty Principle and the Exclusion Principle follow. Not that that is of importance here, other than to note that this interpretation does manage to do what standard theory effectively has as premises. My next premise is
The wave causes the wave behaviour.
At first sight, this seems obvious, but recall that modern quantum theory does not assert this. Now, if so, it follows that the wave front must travel at the same velocity as the particle; if it did not, how could it affect the particle? But if it travels at the same velocity, the energy of the system must be twice the kinetic energy of the particle. This simply asserts that the wave transmits energy. Actually, every other wave in physics transmits energy, except for the textbook quantal matter wave, which transmits nothing, it does not exist, but it defines probabilities. (As an aside, since energy is proportional to mass, in general this interpretation does not conflict with standard quantum mechanics.) For this discussion, the most important consequence is that both particle and wave must maintain the same energy. The wave sets the particle energy because the wave is deterministic, which means that once the wave is defined, it is defined for every future with known conditions. The particle, however, suffers random motion and has to be guided by the wave in my theory.

Now, what is consciousness? Strictly speaking, we do not know exactly, but examination of brains that are conscious appear to show considerable ordered electrical activity. But if electrical activity is occurring, that is the expenditure of energy. (The brain uses a remarkably high fraction of the body’s energy.) But since the movement of electrons is quantum controlled, then the corresponding energy must be found in an associated set of waves. Moreover, it is the associated wave that is causal, and it alone can overcome the randomness that may arise through the uncertainty of position of any particle. The wave guides the particle! Another important feature of these Guidance Waves is they are linear, which means they are completely separable. This is a general property of waves, and is not an ad hoc addition. It therefore follows that when we are conscious and living “here”, there is a matrix of waves with corresponding energy “there”.

Accordingly, if this Guidance Wave interpretation of quantum mechanics is correct, then the condition for life after death is very simple: death occurs because the body cannot supply the energy required to match the Guidance Waves that are organizing consciousness, and the random motion of particles in the brain, due to heat, overpower the order that bodily consciousness requires. The body now is no longer conscious, and hence is dead, and useful brain activity ceases. But if at the point where the brain can no longer provide its energy contribution for consciousness, the energy within the Guidance Wave can dissociate itself from the body and maintain itself “there”, and recall that the principle of linearity is that other waves do not affect it, then that wave package can continue, and since it represents the consciousness of a person, that consciousness continues. What happens next depends on the conditions applicable “there”, and for that we have no observations.

Is the Guidance Wave interpretation correct? As far as I am aware, there is no observation that would falsify my alternative interpretation of quantum mechanics, while my Guidance Wave theory does make two experimental predictions that contradict standard quantum mechanics. It also greatly simplifies the calculation of some chemical bond properties. However, even if it is correct, that does not mean there is life after death, but at least in my interpretation of quantum mechanics it is permitted. That thought comforted Claire in her last days, and if it comforts anyone else, this post is worth it.

xxxxx

Outro excelente artigo e posterior comentários com muitos links sobre o tópico:

Near death, explained

New science is shedding light on what really happens during out-of-body experiences — with shocking results.

http://www.salon.com/2012/04/21/near_death_explained/

( E como resposta ateísta de PZ Myers, ver:

Near-death, distorted

Taking aim at a recent Salon story about the science of out-of-body experiences

http://www.salon.com/2012/04/26/near_death_distorted/

Cassiopeia: Uma Supernova que Explodiu ou Implodiu?

sábado, janeiro 31st, 2015

xxxx

Cassiopeia A: The Surprise Inside an Exploding Star

Cassiopeia A: A Surpresa Dentro de Uma Estrêla Explosiva

http://abcnews.go.com/Technology/cassiopeia-surprise-inside-exploding-star/story?id=28605895

PHOTO: Exploding Stars - New study sheds light on how stars blow up

Exploding Stars – New study sheds light on how stars blow up (NASA)

 

Supernovas, the violent explosions of massive stars after they have exhausted their nuclear fuel, have long been one of the most fascinating mysteries of the universe.

Supernovas, as violentas explosões de estrelas massivas depois que elas tem exaurido seu combustível nuclear, tem a muito tempo sido um dos mais fascinantes mistérios do Universo.

Now, a new 3-D map of one of the most well-known supernovas, Cassiopeia A, reveals a bubbly interior, which could shed new light on the spectacular way these stars die, according to research published today in the journal “Science.”

Agora, um novo mapa em 3-D de uma das mais conhecidas supernovas, Cassiopeia A, revela um “espumante” interior, o qual trás nova luz sobre a espetacular maneira como estas estrelas morrem, de acôrdo com uma pesquisa publicada hoje no jornal “Science”.

Rather than having uniform layers of ejected material, the new 3-D map found the supernova remnant has frothy cavities that were possibly created by radioactive nickel during the explosion that decays to form iron. In a star that is massive enough, the star explodes in a supernova when it runs out of nuclear fuel, combining lighter elements through fusion reactions until it reaches iron, at which point the star’s inner core collapses. Elements heavier than iron are thought to be formed during the explosion.

Mais do que ter apenas camadas uniformes de material ejetado, o novo mapa em 3-D encontrou que os despojos da supernova tem superficial cavidades que foram possivelmente criadas por níquel radioativo durante a explosão que decaiu para formar ferro. Numa estrela que tenha massa suficiente, a estrela explode formando uma supernova quando ela gasta todo seu combustível nuclear, combinando elementos mais leves ( átomos gasosos como hidrogênio, hélio, etc.) através de reações de fusão, até alcançar o nível de elementos mais pesados como o ferro, em cujo ponto o núcleo interior da estrêla colapsa. Elementos mais pesados que o ferro são suspeitos de serem formados durante estas explosões.

A supernova is so violent and bright that many can be observed with the naked eye and are a common occurrence in our universe. Having exploded some 340 years ago, Cassiopeia A is relatively young and close to Earth, making it an ideal case study, researchers said.

A supernova é tão violenta e luminosa que pode ser vista a olho nu e são comuns no Universo. Tendo explodido a cêrca de 340 anos atrás, Cassiopeia A é relativamente jovem e próxima da Terra, tornando-a um caso ideal para estudos.

“We’re sort of like bomb squad investigators. We examine the debris to learn what blew up and how it blew up,” Dan Milisavljevic of the Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics toldSmithsonian Science. “Our study represents a major step forward in our understanding of how stars actually explode.”

“Nós somos uma espécie de esquadrão de investigadores de bombas. Nós examinamos os despojos para aprender o que explodiu e como explodiu,” disse Dan Milisavljevic do Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics. “Nosso estudo representa um passo maior adiante no nosso entendimento de como estr6elas realmente explodem”.

Moving forward, scientists hope technological advances in telescopes will allow them to better study the bubbly interior — including the presence of iron.

Em adiantamento, os cientistas esperam que avanços tecnológicos dos telescópios permitirão a eles melhor estudarem o borbulhante interior destas estrêlas – inclusive a presença de ferro.

E o meu comentário postado no artigo da ABC NEWS: 

Avatar

There are no explosions of stars, nobody never saw such thing. Astronomical dimensions is an ordered state, not chaotic like ours microscopic dimension.

Não existem explosões de estrêlas, ninguem nunca viu tal evento. A dimensão astronômica é um estado de ordem, não caótico como nossa dimensão microscópica.

These theories are anthropomorphizing the Cosmos and this is wrong.

Estas teorias estão antropomorfizando o Cosmos e isto está errado.

The astronomical models of Matrix/DNA Theory makes sense and it suggests that astronomical bodies obeys the same process of life’s cycle, like biological bodies.

O modelo astronomico da Matrix/DNA Theory faz mais sentido e sugere que os astros obedecem o mesmo processo dos ciclos vitais, como os nossos corpos biológicos.

Then, they are born, grows, maturate, degenerates and dies, like us.

Então, eles nascem, crescem, amadurecem, degeneram e morrem, como nós.

Astronomical bodies have a nucleus that works like the germ of a plant’s seed.

Corpos astronomicos tem um nucleo que funciona como o germe de uma semente vegetal.

Think of a corn’s seed. The nucleus is that white germ, the geological layers is the yellow matter surrounding the white, which will server as food for germ flourishing.

Pense numa semente como o grão de milho. O nucleo é o germe branco, as camadas geológicas são a matéria amarela envolvendo o germe, a qual servirá como alimento para o germe brotar, florescer.

While the nucleus is eating the external mantles, the internal pressure builds volcanoes as valves.

Enquanto o núcleo estiver “comendo” as camadas externas, a pressão interna produz os vulcões como válvulas de escape.

When the external mantle becomes so tiny like a piel, the whole thing collapses internally and the energy of the nucleus gets the space.

Quando o manto externo se torna tão fino como uma pele, a superfície inteira colapsa internamente e a energia do nucleo é emitida para o espaço (  isto parece ao observador menos avisado uma explosão, mas na verdade é uma implosão ).

This is a supernova. When a star dies it is fragmented into dust, and the dust plus energy launched by pulsars creates central vortexes, which creates new astronomical bodies. So, astronomical systems are recycled… almost eternally.

Isto é uma nova supernova. Quando uma estrêla morre, que fica sem combustível, ela é fragmentada tornando-se poeira estelar, e essa poeira mais a energia emitida por pulsares criam um rodamoinho central, o qual gera novas sementes de astros. Assim, sistemas astronômicos são auto-reciclados… quase eternamente.

Existem 9 teorias sôbre as Origens da Vida, incluindo a minha ( Matrix/DNA Theory) e a da Biblia. Qual voce prefere?

segunda-feira, janeiro 19th, 2015

1) Teoria Electric Sparks

Electric sparks can generate amino acids and sugars from an atmosphere loaded with water, methane, ammonia and hydrogen, as was shown in the famous Miller-Urey experiment reported in 1953, suggesting that lightning might have helped create the key building blocks of life on Earth in its early days. Over millions of years, larger and more complex molecules could form. Although research since then has revealed the early atmosphere of Earth was actually hydrogen-poor, scientists have suggested that volcanic clouds in the early atmospheremight have held methane, ammonia and hydrogen and been filled with lightning as well.

2) Teoria Community Clay

The first molecules of life might have met on clay, according to an idea elaborated by organic chemist Alexander Graham Cairns-Smith at the University of Glasgow in Scotland. These surfaces might not only have concentrated these organic compounds together, but also helped organize them into patterns much like our genes do now.

The main role of DNA is to store information on how other molecules should be arranged. Genetic sequences in DNA are essentially instructions on how amino acids should be arranged in proteins. Cairns-Smith suggests that mineral crystals in clay could have arranged organic molecules into organized patterns. After a while, organic molecules took over this job and organized themselves.

3) Teoria Deep-Sea Vents

The deep-sea vent theory suggests that life may have begun atsubmarine hydrothermal vents, spewing key hydrogen-rich molecules. Their rocky nooks could then have concentrated these molecules together and provided mineral catalysts for critical reactions. Even now, these vents, rich in chemical and thermal energy, sustain vibrant ecosystems.

4) Teoria Chilly Start

Ice might have covered the oceans 3 billion years ago, as the sun was about a third less luminous than it is now. This layer of ice, possibly hundreds of feet thick, might have protected fragile organic compounds in the water below from ultraviolet light and destruction from cosmic impacts. The cold might have also helped these molecules to survive longer, allowing key reactions to happen.

5) Teoria RNA World

Nowadays DNA needs proteins in order to form, and proteins require DNA to form, so how could these have formed without each other? The answer may be RNA, which can store information like DNA, serve as an enzyme like proteins, and help create both DNA and proteins. Later DNA and proteins succeeded this “RNA world,” because they are more efficient. RNA still exists and performs several functions in organisms, including acting as an on-off switch for some genes. The question still remains how RNA got here in the first place. And while some scientists think the molecule could have spontaneously arisen on Earth, others say that was very unlikely to have happened.

Other nucleic acids other than RNA have been suggested as well, such as the more esoteric PNA or TNA.

6) Teoria Simple Beginnings

Instead of developing from complex molecules such as RNA, life might have begun with smaller molecules interacting with each other in cycles of reactions. These might have been contained in simple capsules akin to cell membranes, and over time more complex molecules that performed these reactions better than the smaller ones could have evolved, scenarios dubbed “metabolism-first” models, as opposed to the “gene-first” model of the “RNA world” hypothesis.

7) Teoria Panspermia

Perhaps life did not begin on Earth at all, but was brought here from elsewhere in space, a notion known as panspermia. For instance, rocks regularly get blasted off Mars by cosmic impacts, and a number of Martian meteorites have been found on Earth that some researchers have controversially suggested brought microbes over here, potentially making us all Martians originally. Other scientists have even suggested that life might have hitchhiked on comets from other star systems. However, even if this concept were true, the question of how life began on Earth would then only change to how life began elsewhere in space.

8) Matrix/DNA Theory.

Astronomical systems have their building blocks also, which was fragmented by entropy into photons-bits-information and is nannotechologized fitting very well as the building block of RNA/DNA. So there were no origins of life, DNA was not created at this planet and DNA is not a code, and this is not panspermia. Comparative anatomy between biological and cosmological evolution suggested an evolutionary link which was LUCA – the Last Universal Common Ancestor of all biological systems ( see LUCA, the astronomical building block at my avatar here). Since that LUCA fits very well as the lateral pair of nucleotides, which is the building block of biological systems, it means that DNA is merely an evolutionary product coming from a universal “Matrix”. The Matrix/DNA is a formula ( showed at Matrix/DNA website)

9) Teoria Biblica:

No inicio Deus criou a Luz por mágica e ….

DNA-Lixo = Massa Humana-Lixo: A Matemática Equivocada que Convem aos Inimigos da Humanidade

domingo, janeiro 18th, 2015

A genética é tão complexa – tem tantos detalhes – e por isso tão ilusória, que todas as boas e más intenções encontram nela um falso aspecto para auto-justificar seus atos. Por exemplo, os maiores trechos do DNA que parecem não codificarem nada foram imediatamente chamados por DNA-lixo por aqueles que tem preconceito contra as massas humanas. Assim se auto-justificam acreditando que o lixo do DNA produz o “lixo” dentro da espécie humana.

Assim, os grandes predadores que possuem as grandes corporações se consideram produto dos menores trechos cujos genes executam o código inteiro, e no caso do Brasil, quando planejam lançamento de produtos consideram o pais não com 200 milhões, mas apenas os 30 milhões capazes de paga-los. E os políticos também se considerando dentre os selecionados sempre legislam a favor da manutenção da divisão social entre patrões contemplados e empregados extorquidos.

Acontece que não existe lixo no DNA. O DNA não foi inventado e criado por mágica pela matéria burra e estupida deste planetinha perdido na imensidão cósmica – como também convém aos predadores acreditarem para ludibriarem suas consciências. O  DNA é meramente a face biológica de uma propriedade natural que existe desde as origens do Universo e provavelmente antes dele, denominada Universal Matrix. Ela vem passando desde a luz, os campos magnéticos, os sistemas atômicos, astronômicos, chegando aos sistemas biológicos e agora, entrando nos sistemas auto-conscientes. Por ter em si registrada a História da Evolução Natural Universal de 13,7 bilhões de anos, mas estar expressando aqui e agora apenas os registros dos últimos 3 ou 4 bilhões de anos, tem 10 bilhões de anos dentro daquela longa faixa que os incautos chamam de “lixo”. As longas repetições de mesmas bases que parecem inativas tinham que serem assim, pois registram os tempos lentos astronômicos onde o todo sofria mutações localizadas que demoravam para se tornarem mutações do todo.

Nós somos herdeiros de um gigantesco ancestral que cometeu o pior erro possível aos sistemas naturais: tornar-se um sistema fechado em si mesmo, expressando o extremo egoísmo, e assim, fechando-se às portas para a evolução natural. Esse ancestral foi o building block dos sistemas astronômicos e hoje ele  se encontra reduzido a um par lateral de nucleotídeos como building block do DNA. Pela força entrópica do Universo ele foi e continua sendo fragmentado em seus menores bits-informação, os quais se espalham por dentro das galaxias procurando seus antigos vizinhos para recomporem o sistema nefasto de onde vieram. Mas existe uma suprema sabedoria fluindo no meio da Natureza. Ela destrói o “pecador”, dividindo-o em quase infinito numero  de indivíduos, cada qual contendo uma fração minima do grande “mal”. Ao se verem reunidos em qualquer novo local cada individuo terá sua fração de mal enfrentando todas as outras frações do mesmo mal e no conjunto, o grande mal quando todas as frações se somam e constituem a sua espécie. É sentindo no confronto do seu pequeno mal com os pequenos males dos outros que cada qual vai aprendendo a ver e sentir os efeitos negativos do grande mal, para se tornar inimigo do grande mal. Assim todos se limpam da sujeira e a Matrix retorna totalmente purificada como sistema aberto para reencetar os caminhos da evolução.

Portanto, nós humanos, somos 8 bilhões de  indivíduos, 8 bilhões de pedacinhos de uma entidade que um dia foi a imperadora dos céus, cada qual com seu DNA único e especifico, contendo uma minima diferença em relação a todos os outros 7, 999 bilhões de DNA’s. E o propósito  da nossa existência aqui pode ser verificado no que a evolução está desenvolvendo por ultimo aqui e agora:  o feto, o embrião, de uma nova forma do sistema natural universal, a qual denominamos “auto-consciência”. cada um de nós carrega uma cabeça na forma de ovo e que funciona mesmo como um ovo, sendo o cérebro a placenta, o amnion, e as sinapses a formação desse embrião. Cada um de nós é um gene mental construindo um novo corpo de pura substancia mental. cada um de nós é um gene, uma informação unica e especifica que não existe em nenhum outro lugar, em nenhum outro ser humano, somos uma mensagem, uma missão, um compromisso, e o Universo inteiro nos contempla torcendo e esperando que  executamos com nobreza e acêrto essa grande missão. Não existem humanos “lixo”. Se um só, apenas um dos mais fracos e incapazes humanos deixar de cumprir sua missão, nós nasceremos na nossa nova forma como o “um doente ou aleijado”. Ao invés de desejarem eliminar a grande massa humana depois que for substituída no trabalho escravo pelas maquinas, estes loucos incautos estariam fazendo o que eu estou desesperadamente tentando fazer: oferecer a minhão mão e meu trabalho para puxar os que estão ficando atrasados no caminho. Mas a natureza já provou que sabe fazer suas coisas e atingir seus objetivos. Nós já sabemos que Ela não tem pressa, como revela aquela interminável lista de mesmos genes referentes a bilhões de anos que ficaram inativos. Ela sempre eliminou todos os predadores porque se tornaram demasiado gordos, grandes, sem ideais e motivações que ultrapassem suas mesquinharias individuais, tornaram-se super-especializados no modo de vida de uma forma provisoria e temporária da evolução,  e assim se tornaram em mafias grupais como sistemas fechados em si mesmos, como um daqueles ramos da arvore que se secam e se extinguem. A Natureza não tem pressa e sabe que por bem, como voluntários,  ou por mal, como punidos e involuntarios, todos os genes se auto-corrigirão e farão seu trabalho.