Archive for the ‘Graphene Grafeno’ Category

Luz tem Interacoes com a Materia que sao discriminadas pelos instrumentos eletronicos, como previu a Matrix/DNA

segunda-feira, julho 18th, 2016

xxxx

… from a theoretical standpoint, “Most light-matter interaction processes are ‘forbidden’ by electronic selection rules, which limits the number of transitions between energy levels we have access to,” Soljačić explains.

For example, spectrograms, which are used to analyze the elemental composition of materials, show a few bright lines against a mostly dark background. The bright lines represent the specific “allowed” energy level transitions in the atoms of that element that can be accompanied by the release of a photon (a particle of light). In the dark regions, which make up most of the spectrum, emission at those energy levels is “forbidden.”

Read more at: http://phys.org/news/2016-07-realms-light-matter-interaction.html#jCp

Study opens new realms of light-matter interaction

July 15, 2016 by David L. Chandler

Matrix/DNA: A Matrix/DNA sugere que os sistemas naturais ditos inanimados ou não-vivos executam funções mecânicas que se tornaram, com a evolução, as propriedades vitais. Então ela sugere um novo e diferente modelo teórico para sistemas atômicos e astronômicos, nos quais, as ocultas funções biológicas aparecem e podem serem identificadas. Esta sugestão e’ totalmente estranha ao mundo intelectual acadêmico moderno, cujos cérebros não conseguem processar o significado disso e seus efeitos no mundo real. Mas isto acontece porque as ciências tem focalizado e percebido apenas os aspectos mecânicos e eletromagnéticos destes sistemas, e esta percepção limitada cresce devido o feed-back proporcionado pelos instrumentos científicos que são meras extensões dos sensores cerebrais. Assim, os instrumentos científicos reforçam a crença em que o mundo real contem apenas o que se percebe, e as características biológicas – que não são mecânicas nem eletromagnéticas – não são admitidas por este mode de ver o mundo.

Mas o esforço das pesquisas vão aprimorando tanto os sensores cerebrais como suas extensões tecnológicas e com isso vão entrando nas faixas das dimensões indivisíveis e adivinhando ou descobrindo novos fenômenos. Estes novos fenômenos vão, por sua vez, confirmando os modelos teóricos da Matrix/DNA.

Trechos do artigo dignos de nota:

With this new study, Kaminer says, “we demonstrate theoretically that these constraints can be lifted” using confined waves within atomically thin, 2-D materials. “We show that some of the transitions which normally take the age of the universe to happen could be made to happen within nanoseconds. Because of this, many of the dark regions of a spectrogram become bright once an atom is placed near a 2-D material.”

Electrons in an atom have discrete energy levels, and when they hop from one level to another they give off a photon of light, a process called spontaneous emission. But the atom itself is much smaller than the wavelength of the light that gets emitted—about 1/1,000 to 1/10,000 as big—substantially impairing the interactions between the two.

The trick is, in effect, to “shrink” the light so it better matches the scale of the atom, as the researchers show in their study. The key to enabling a whole range of interactions, specifically transitions in atomic states that relate to absorbing or emitting light, is the use of a two-dimensional material called graphene, in which light can interact with matter in the form of plasmons, a type of electromagnetic oscillation in the material.

Pesquisa:

Plasmons:

https://en.wikipedia.org/wiki/Plasmon

In physics, a plasmon is a quantum of plasma oscillation. As light consists of photons, the plasma oscillation consists of plasmons. The plasmon can be considered as a quasiparticle since it arises from the quantization of plasma oscillations, just like phonons are quantizations of mechanical vibrations. Thus, plasmons are collective (a discrete number) oscillations of the free electron gas density. For example, at optical frequencies, plasmons can couple with a photon to create another quasiparticle called a plasmon polariton.

Graphene: Mais Importante Noticias

terça-feira, julho 16th, 2013

Observation: graphene ev sintetico feito pelo homem e usa atomos de carbono configurados na mesma formula da Matrix.

 

http://cleantechnica.com/2013/07/15/graphene-may-be-more-toxic-than-previously-thought-research-finds-graphene-can-enter-human-cells-and-disrupt-cellular-function/

Como a Natureza Faz Materiais, Desde A Tabela Periodica a Conchas, Combustiveis

quinta-feira, maio 30th, 2013

Descobrimos a formula que a Natureza aplica para organizar a matéria inerte e sem forma, em sistemas, muitos de complexidade admiravel, como LUCA. Depois descobrimos como a Natureza imprime dinamica na matéria inerte, através das ondas e raios de luz. Mas agora me vem novo problema: como a Natureza faz os materiais. Para fazer uma concha de moluscos, por exemplo, a Natureza começa com o RNA/DNA, produz proteinas, lança-as no meio de calcio, cristais, e finalmente o produto final. Abre-se portanto nova area de pesquisa dentro da Matrix/DNA, pois ao descobrir-mos como ela faz determinado elemento quimico, mineral ou material, ou ainda como ele da forma a seus objetos, podemos tentar imita-la e suprir por exemplo a falta de cadmio ou calcio numa região.

A cientista Angela Belcher sera nossa primeira atenção por seu trabalho importante nessa area. Ver sua palestra no video TEDX:

http://www.bbc.com/future/story/20120626-using-nature-to-grow-batteries

My dream: to be able to drive a virus-powered car. — Angela Belcher

Synopsis

Inspired by an abalone shell, Angela Belcher programmes viruses to make elegant nanoscale structures that humans can use. Selecting for high-performing genes through directed evolution, Belcher has produced viruses that can construct powerful new batteries, clean hydrogen fuels and record-breaking solar cells. Here, she shows us how it’s done. Talk recorded 14 January 2011.

Angela Belcher looks to nature for inspiration on how to engineer viruses to create extraordinary new materials. With a bachelors in Creative Studies and a PhD in Inorganic Chemistry, Angela Belcher has made a career out of finding surprising and innovative solutions to energy problems.

As head of the Biomolecular Materials Group at MIT, Belcher brings together the fields of materials chemistry, electrical engineering and molecular biology to engineer viruses that can create batteries and clean energy sources. A MacArthur Fellow, she also founded Cambrios Technologies, a Cambridge-based startup focused on applying her work with natural biological systems to the manufacture and assembly of electronic, magnetic and other commercially important materials. Time magazine named her a climate-change hero in 2007.

Cientistas estão a um passo de construir uma cópia da galáxia em miniatura e funcionando!

segunda-feira, maio 28th, 2012
A 30 anos atrás quando registrei os direitos autorais de um livro contendo a Teoria da Matrix/DNA fiz vários ensaios imaginando como seria um sistema microscópico feito com apenas 7 atomos imitando o modêlo teórico de um tijolinho, uma unidade fundamental de informação do sistema Via Láctea. Procurando na tabela quimica periódica a configuração atômica dos elementos me deparei com o anel hexagonal do benzeno e o pentagonal do grafeno como cópias mais indicadas, sendo que o campeão de fidelidade é o átomo de carbono, e então descobrí que por isso êle foi guindado a ser o principal elemento a formar o corpo do senhor da Terra.
Benzeno e grafeno são sistemas aos quais faltam uma e duas peças para serem sistemas semi-biológicos e constituirem a matéria organica. Faltam-lhes a capacidade de se auto-reproduzirem e adquirirem movimento mecânico auto-reciclavel. Mas então sugere a teoria que se conseguir-mos adicionar a um dêstes dois compostos um vórtice produzido por campos magnéticos, teríamos uma máquina molecular automatica perfeita, funcionando quase que eternamente. As implicações disto para as tecnologias, para o automatismo, a robótica seriam espetaculares. Mas infelizmente, na precariedade da selva amazônica eu jamais poderia fazer experimentos praticos para testar estas hipóteses. Nem o Brasil possuía as condições tecnológicas para tal empreendimento. Por isso tambem desejei emigrar para os Estados Unidos onde havia alguma possibilidade, mas desde então as minhas condições precárias me condenam ao isolamento intelectual dentro de New York e as idéias ficam postergadas.
Porem é com imensa alegria e renovadas esperanças que vejo noticias como a do link abaixo. Sem terem a menor noção da cosmovisão da Matrix/DNA, cientistas estão por acaso ( basta ler os autores desta pesquisa descrevendo os motivos que os levaram a construir esta molécula) chegando muito perto dela. A Humanidade poderá, pelas mãos dêstes heróicos trabalhadores de avental branco e tempo integral dentro dos laboratórios, ser levada finalmente à liberdade daquela condenação imposta pelo Cosmos antes das origens da vida: “Comerás o teu pão com o suor de teu rosto”. Libertada do trabalho rotineiro forçado e escravizante, pelo total automatismo da produção dos bens das necessidades básicas, transformando o planeta Terra num lar humano como um paraíso ajardinado, a Humanidade poderá por fim atender o propósito da Evolução que vem acima do Cosmos, que é o de acelerar a evolução do cérebro para que ocorra o total nascimento do novo sistema transcencente, que é a “Auto-Consciência de Existência do Próprio Universo”, carregada por todo ser humano.
Desde os ultimos trinta anos as noticias sôbre as descobertas das espetaculares propriedades tecnológicas do benzeno e do grafeno tem sido veiculadas. Por isso me é inevitável quando possivel pelo tempo deixar comentários em tais noticias sempre com a intenção de motivar ainda mais a pesquisa nêste sentido, como o seguinte comentário deixado no artigo de:

Source: Planetsave (http://s.tt/1cSqL)

Olympic Molecule Built, Smallest Possible 5-Ringed Structure

by  on MAY 28, 2012

Louis Morelli says:

May 28, 2012 at 7:47 pm

This is a great job and the researches need to know every possibilities for different approaches. For instance, in Matrix/DNA Theory there are a lot of suggestions for continuing the experiments. This five rings molecule like graphene is the atomic compound that better represents the building blocks of galaxies as closed systems. For being a opened living system is missing an electro-magnetic vortex and a carbon atom between the two rings. If you see the formulas at the theory’s website, the vortex is F1 and the atom link is F5. The models had predicted 30 years ago the useful properties of graphene for technology and now is suggesting spetacular applications for organic chemistry.

XXXXXXXXXXX

Outros artigos aqui sobre Graphene-Grafeno:

Laws of Physics Vary Throughout the Universe, New Study Suggests

Seção de Inglês – September 16th, 2010

XXXXXXXX

Artigos na Internet sobre Graphene-Grafeno:

ENGADGET.COM

Scientists find that graphene can be used to build lasers

http://www.engadget.com/2013/05/26/graphene-lasers/?utm_medium=feed&utm_source=Feed_Classic&utm_campaign=Engadget