Archive for the ‘Formula da Matrix/DNA’ Category

Cerebro e Matrix/DNA: Inteligencia Surge de Um Algoritmo no Cerebro Humano

domingo, março 26th, 2017

xxxx

https://futurism.com/new-clues-hint-at-the-imminent-release-of-teslas-newest-model/

Intelligence May Stem From a Basic Algorithm in the Human Brain

A theory posits that the all of our thoughts are a function of a basic algorithm, N=2^i–1.

This development may be huge for AI, since artificial neural networks operate much like the brain, applying this formula may be the key to true intelligence.

 

The brain’s formula

The Scientific Paper:

Brain Computation Is Organized via Power-of-Two-Based Permutation Logic

http://journal.frontiersin.org/article/10.3389/fnsys.2016.00095/full

Original Research ARTICLE

Front. Syst. Neurosci., 15 November 2016 | https://doi.org/10.3389/fnsys.2016.00095

Meu comentario publicado no paper da Frontier:

I am a layman in this specific area, but from my specialized field I think I can offers a new insight to the authors about this “flexible behavior”. My theoretical results are suggesting ( since about 30 years ago), a general natural formula for all natural systems, and the brain’s structure for this process called “intelligence” must obey that formula. It happens that the formula is an algorithmic representation (as you can see the formula at my website). So, in this case my models has predicted yours findings.
The difference is that my algorithmic formula is a kind of “living process”, than, the flexible behavior, while yours mathematical algorithm is not. Thoughts mimics biological or living processes, they are developed by a life’s cycle common process. That’s the secret of creation, autonomy, etc., which, AI does not have it, yet. I had no time for learning yours mathematical development for arriving to yours formula and making comparisons with my formula, for to perceive where are the differences. I think this work can help you developing yours research and knowledge on this issue. Cheers…

Pesquisar:

  • Theory of Connectivity ( proposes that the origin of intelligence is rooted in a power-of-two-based permutation logic (N = 2i–1), producing specific-to-general cell-assembly architecture capable of generating specific perceptions and memories, as well as generalized knowledge and flexible actions.)
  • Muito importante a pesquisar aqui: We show that this power-of-two-based permutation logic is widely used in cortical and subcortical circuits 
  • modulatory neurons, such as dopaminergic (DA) neurons – use a simpler logic despite their distinct subtypes.

 

Termodinamica: A Segunda Lei Obedecida Pela Matrix/DNA Formula

quarta-feira, março 15th, 2017

xxxx

Muito se debate a respeito da questão de que seres vivos não obedecem a segunda lei da termodinâmica.

A Segunda lei da Termodinâmica estabelece que, num sistema fechado, nenhum processo ocorre que aumente a rede de organização ( ou diminui a rede de entropia) do sistema.

A minha formula de sistema total, completo, funcional, isolado, fechado em si mesmo, apresenta a mesma lei. Vejamos:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Para que aumente o nível de organização de um sistema – o que implicaria em aumento de complexidade, evolução – é necessário nova informação, no sentido de que informação seja qualquer novo elemento com forma e função inexistentes antes. Como nada cria informação do nada, e o sistema e’ fechado, não realizando trocas de nenhuma especie com o mundo externo, nenhuma nova informação ira’ surgir dentro deste sistema.

Também a entropia, uma vez iniciada, não teria mais como o sistema estanca-la. No sistema fechado da Matrix/DNA a entropia tem inicio quando partículas saem fora do circuito de informação/energia, indo para o interior em direcao ao núcleo. Isto significa que na próxima rodada do circuito o sistema não mais sera’ de tanta perfeição como nas rodadas anteriores, e o aumento destas partículas desviadas acaba desmanchando o sistema.

A Ciência Academica Oficial não tem a formula natural universal para sistemas naturais, por isso faz grande confusão entre sistemas, processos e partes ativas ou desativadas despregadas de sistemas. Por exemplo, vejamos um texto onde essa falha produz erros conceituais:

” Devido a segunda lei da termodinâmica, o Universo tomado como um todo esta inevitavelmente movendo-se na direcao do estado de completo caos e acaso, sem qualquer ordem, padrão, ou beleza. Este destino foi popularizado no seculo 19 como a “morte quente” do Universo”.

Ora, não existe nenhuma prova de que o Universo constitua um sistema. Onde esta’ o núcleo? Quais são as partes funcionais e como funcionam? Como estão conectadas?

Conforme a Matrix/DNA o Universo deve ser uma massa de sistemas – as galaxias, ou conglomerados de aglomerados de galaxias – mas não um sistema, mesmo porque, sua função como reprodutor genético lhe da’ mais a forma disforme e função de placenta. Mas sem a formula da Matrix/DNA realmente muito se confunde sobre o que realmente são sistemas naturais.

Então o falho conhecimento sobre sistemas causa esse tipo de desentendimento, por exemplo, entre a vida e a teoria termodinâmica, ou mais exatamente entre os conceitos biológicos e as rígidas leis da Física. Vejamos:

Quando a entropia teve inicio num sistema astronomico, mais preferivelmente um sistema galáctico, ela se inicia na periferia e seus produzidos radicais livres são colapsados para o interior, já que do sistema fechado nada escapa. Estes bits-informação podem se encontrarem na superfície de um planeta na mesma época e causarem o caos entre si pois bits distantes uns dos outros no sistema não se reconhecem e não possuem a tendencia para se conectarem. Disputam espaço, energia, etc. Mas quando bits que foram vizinhos no circuito do sistema se encontram, se reconhecem e se reagrupam tentando reconstruir o sistema para o qual foram modelados. Tudo acontece normalmente como meteoritos no espaço são atraídos para astros e não para gazes.

Este caos inicial produz a continuidade do aumento da entropia, já que o sistema esta’ se enfraquecendo e mais partículas se desviam do circuito. Eu diria mesmo – e isto me ocorreu apenas agora – que, desde que o Sol esta sob entropia, perdendo sua energia, o sistema solar tende a desaparecer pela entropia. ( mas se a formação do sistema se deu pelo primeiro método original, os planetas ainda ativados vão sair antes do sistema, na forma de estrelas, ou novos sois).

O sistema esta’ morrendo, a operação automática de auto-reciclagem vai parar de funcionar, mas na verdade ele não esta’ desaparecendo, e sim, se transformando. Pois os bits reagrupados vão re-ergue-lo, dentro de seu próprio corpo, porem, devidos as abruptas mutações devido a gênese diferente de sistema fechado para sistema aberto, o sistema se transforma de astronômico em biológico. Então a entropia produz o caos, mas no caos ocorre a mutação, transformação e reordenação do estado de ordem. Este é outro detalhe que a Ciência Oficial e a teoria da termodinâmica não alcançaram ainda.

DNA/RNA – Triplex Codons – Problema para Matrix/DNA Resolver.

terça-feira, fevereiro 21st, 2017

xxxx

Esta imagem tanto mostra RNA como qualquer das hastes do DNA

Tenho acreditado que a formula da Matrix fechada vinda da astronomia se insere no DNA na seguinte maneira:

Esta é a formula da Matrix:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

xxx

E este é um pedaço do DNA:

 

Image result for DNA

Como a formula esta’ inserida no DNA:

A formula tem 6 partes, ou 6 funcoes, denominadas F. E F1 e F4 sao a base e o topo da formula, estão exatamente em posições opostas, e a formula é cortada em duas meias-faces pelo circuito F5. Ora, esta imagem da formula se encaixa perfeitamente na imagem do DNA quando deitamos a formula e F1 e F4 se tornam os açúcares (os losangos azuis) pendurados nas duas hastes laterais, sobrando os 4 Fs entre eles que se encaixam perfeitamente na posição de 4 bases como se ve na imagem. Cada açúcar está ligado a uma base nitrogenada e a este conjunto acucar + base se da o nome de nucleotide. Entao a formula seria composta por 4 nucleotides alinhados tanto vertical como horizontalmente. Não importa que para 4 nucleotídeos existam 4 açúcares, enquanto a formula indica que so’ existam dois: pois na verdade dois açúcares de uma mesma haste sao sempre iguais e diferentes dos dois da outra haste, por quiralidade. Portanto, dois açúcares repetidos tem como significado final um açúcar, uma função sistêmica.

Assim tenho me dado por satisfeito entendendo que a unidade fundamental de informação do DNA não é um nucleotídeo nem um par lateral de nucleotídeo, mas sim, dois pares laterais.

Porem, temos um problema a resolver. A questão do triplex, ou codão, (codon), que podemos ver na primeira figura. O codão é uma seção contendo uma sequência de 3 nucleotídeos da mesma haste. A Ciencia dividiu assim a haste de 3 em 3 porque foi encontrado que o DNA aplica esta sequencia de 3 nucleotides para fazer cada aminoacido. Por que a formula fez o DNA para fazer os tijolinhos básicos dos trechos do circuito da formula – denominados proteínas – dessa maneira?

Então notamos que tomando um codon, temos seis nucleotideos. E seis sao as funcoes que completam a formula ( a função 5 apenas tem a função de reproduzir estas unidades de informação, ou seja, reproduzir os sistemas). Sera possivel entao que a formula esteja inserida como codon e nao como tenho descrito acima? Fica esquisito porque os açúcares nao estariam nas duas posicoes tl como na formula. Existe uma ressalva. A formula tal como esta representada é apenas para sistema fechado e o DNA é sistema aberto como todos os sistemas vivos, biologicos. Então nesta mutação de fechado para aberto a formula torna-se plastica, podendo adquirir outra forma mas sempre mantendo a estrutura de seis funções sistêmicas.

Existem muitos detalhes a considerar para resolver este problema, e no assunto ” A Matematica do DNA” podemos notar um deles e até ser ajuda para resolve-lo. Tambem tem-se que considerar a diferenca entre fenotipo e genotipo.

Fica em aberto este capitulo…

Corpo Humano pela Formula da Matrix/DNA: Mensagens da Matrix

domingo, fevereiro 12th, 2017

xxxx

Todas as partes do seu corpo foram construídas pela natureza acionando um conjunto de forças-comando que flui através da matéria e se você não conhecer isso, jamais vai entender com clareza seu corpo e não vai poder ajudar seu corpo a manter sua saúde e acelerar sua otimização, sua evolução. A sua sorte é que eu consegui descobrir esse comando e consegui transcreve-lo como uma figura, dinâmica, a qual chamo de “A Formula da Matrix/DNA”. Fica muito fácil entender todos os sistemas, sub-sistemas, órgãos, circuitos, doenças, do corpo tendo esta formula sobre sua mesa. E você vai descobrir coisas surpreendentes jamais imaginadas pela humanidade, o que vai levar seu cérebro, sua inteligencia mental a dar um grande salto evolutivo. Então por que não investir alguns minutos conhecendo a formula, se tudo e’ de graça?
Por exemplo, suas mãos. De onde a natureza tirou a ideia de fazer estes acessórios no seu corpo e nesta forma, com suas funções?! A nossa primeira forma foi redonda,uma célula, sem mãos e pernas, mas ela não sobrevivia bem sem poder agarrar alimentos próximos ou mover-se, então aquela célula percebia o alimento próximo e uma desesperada necessidade de agarra-lo, tentando alongar-se na direcao dele.Este “desejo” sempre aciona a formula, porque a célula já era a formula materializada, e “acionar a formula” significa a formula se reproduzir. Acionada a formula ela tem que construir uma arquitetura natural material para ela se expressar por completo, e isto leva tempo, depende dos materiais disponíveis no ambiente, etc. A instalação da forma material passa por fases evolutivas por isso primeiro surgiu o simples cílio na célula, depois foi evoluindo para patas de aranhas,cascos de cavalo, garras de leão, mãos de macacos, ate chegar a mãos humanas onde a formula esta quase ou já foi completada.Para entender sua mão e descobrir um novo mundo muito interessante, ponha sua mão esquerda sobre a primeira figura abaixo de maneira que a palma fique sobre F1, o cone, e o mindinho sobre F2, etc. mas entenda algo da formula antes: ela representa um sistema natural perfeito e foi feita pela Natureza aplicando uma onda de luz ( porque a onda de luz completa foi a primeira forma que esta formula apareceu neste universo, e você pode ver isto no meu website na figura do espectro eletromagnético) sobre um único corpo material inicial. Como a onda de luz, ou a formula, é um sistema construído pela força do ciclo vital que faz o corpo se derivar em varias formas/funções diferentes, cada parte, cada “F” da formula representa uma faixa etária da vida do sistema. F1 representa a gestação de um novo corpo, F2 representa o baby nascido, e assim por diante ate chegar em F7 quando o cadáver do corpo se desintegra em seus fragmentos. Então a palma da mão representa a chegada da formula no pulso e começando a gerar o novo acessório, o mundinho representa o baby nascido, o outro dedo representa a criança e adolescente, etc. Assim descobres que cada dedo tem uma função em tudo que você usa sua mão, e cada função é igual aquela que seu corpo inteiro representa e faz na vida real, em cada uma de suas faixas etárias. Experimente por exemplo tocar violão ou piano usando cada dedo de uma vez a começar pelo mindinho e tente perceber que você esta contando o ciclo da vida na forma de sons, e isto pode te inspirar a criar musicas.Muitas coisas interessantes vais descobrir sobre suas mãos.
Mas vamos a cada sistema do corpo, detecte o órgão principal, desenhe sobre ele F1, e siga localizando em cada outra parte do sistema os outros Fs. Veja no meu website por exemplo porque descobri o que faz o ciclo do bom colesterol se tornar o mau colesterol. Mas vamos agora ao cérebro, o qual é outra copia da formula. Tem um centro, o hipocampo, e em volta, espalhados no cérebro tem glândulas como a pineal, pituitária, etc. e este conjunto revela a formula, um novo entendimento do cérebro surge. Explica por exemplo porque e o que acontece por estar-mos usando quase que apenas o hemisfério direito do cérebro, vendo apenas a metade do mundo material ( vemos a substancia material mas não vemos a outra metade formada pela substancia luz). O hipocampo é a expressão de F1, que recebe os estímulos e começa a gerar um pensamento que sobe em circuito para a glândula que expressa o baby e assim por diante. Mas quando o pensamento chega em F4, onde termina a face esquerda da formula, ao invés de seu circuito seguir para F6 e fazer a volta completa, ele bate na parede do corpus callosum dividindo os dois hemisférios e despenca caindo de novo no hipocampo. Se for um pensamento importante, um estimulo importante, vai ficar ali armazenado como memoria. Mas o circuito não passou pela face direita da formula, não utilizou o hemisfério direito, por isso estamos operando no mundo material pela metade, e nossos conhecimentos, nossa inteligencia, são meias-inteligencias. nas minhas meditações baseadas na aura de fótons conectados como a formula eu tenho forçado o circuito mental atravessar o muro, e talvez tenha conseguido alguma coisa, pois fui o único humano ate agora a perceber numa onda de luz que ela é semi-viva pois ela se propaga pelo ciclo vital e ela contem o código da vida que mais tarde construiu o DNA. A humanidade continua sendo torturada pela nossa impossibilidade física de resolver obstáculos que depende de usar a formula. Esta sendo torturada por doenças milenares que nunca foram resolvidas, como canceres, diabetes, ataques cardíacos, etc., e tudo isto devido a nossa ciência ainda não conhecer esta formula, assim não entendo os princípios, as origens, e os significados do corpo como sistema, que é o que produz estas doenças. se você tiver juízo e realmente desejar tudo de bom para nossas crianças, nossas próximas gerações, tentar evitar que nossa especie seja extinta antes de conseguir-mos a evolução para enfrentar as mudanças cíclicas deste planeta semi-vivo igual a formula que o fez, você vai entender que deves colaborar na divulgação desta formula por todos os meios possíveis. A segunda figura abaixo retrata a formila no seu estagio evolutivo na nossa ancestral e criadora astronômica – a Via Láctea – e como estava naquela época a forma dos ancestrais dos cromossomas sexuais. A terceira figura mostra como a formula se apresenta em todos os sistemas naturais existentes, todas as arquiteturas naturais, desde os átomos, as células, as mãos, etc. E que… a força da Luz, a Matrix/DNA, esteja convosco…
E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Circuíto Sistêmico ou "Software" extraído da fórmula da Matrix/DNA, Revelando o aspecto Hermafrodita

Circuíto Sistêmico ou “Software” extraído da fórmula da Matrix/DNA, Revelando o aspecto Hermafrodita

Maos-Pela-Formula-da-MatrixDNA-300x268

Nosso cerebro morre e ressuscita a cada vez que dormimos.

sábado, fevereiro 11th, 2017

xxxx

Como e porque a Natureza inventou este negocio de um objeto material dormir e acordar?! De onde ela tirou esta ideia?

Foi começando com este método de questionar cada detalhe visto no mundo natural que construí a cosmovisão da Matrix/DNA. E as respostas sempre me surpreenderam porque elas jamais foram imaginadas. Fica difícil em poucas palavras aqui explicar a resposta para quem não conhece esta cosmovisão, mas vou tentar.

O corpo humano é um sistema natural. Sistema é todo aquele objeto material que tem partes diferentes inter-conectadas por um único circuito de substancia ou energia. Um dos principais aspectos de um sistema é que ele tem uma entidade invisível produzida por ele mesmo que o controla. Cada parte tem uma quantidade de informações, e quando as partes se interagem geram mais informações, mas o sistema na sua totalidade pode ser definido o conjunto de todas estas informações voltando-se e atuando sobre cada parte. Como não existe um centro material onde esteja localizado este conjunto, digamos que é a entidade invisível do sistema, a mente, o software, a alma, do sistema. E até um átomo, que é um sistema, tem sua identidade.

Existem poucos grupos de sistemas naturais conhecidos, podemos conta-los nos dedos: o sistema atômico, o astronomico ( dividido em estelar e galático), o celular, o ser vivo multicelular, e agora parece que nos humanos existem mais dois sistemas: o cerebral e o mental. Acontece que todos estes sistemas são apenas diferentes formas de um único sistema universal sob evolução. E assim como todos os seres vivos tem uma formula em comum – o DNA – todos os sistemas naturais tem um formula em comum – a Matrix/DNA. Então vendo esta formula, (que também esta sob evolução, que acompanhou a evolução dos sistemas se evoluindo junto), no ancestral gerador do sistema biológico vivo, nos imediatamente descobrimos porque a Natureza nos faz dormir. de onde ela tirou essa ideia, e porque. Vamos trazer a formula para cá:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Assim estava o estagio evolucionário desta formula quando ela era ( e ainda é) o “DNA” do sistema astronomico que nos criou, na sua tentativa de se auto-reproduzir. Observemos o trecho entre F7 e F1. Apos uma volta inteira do circuito de informações – que é um ciclo de vida do sistema – ele chega em F7 quando se desfaz, “morrendo”. Esta ” morte” começa desde F6 porem o processo torna-se formado em F7 e prolonga-se até F1. Em F7 o corpo tornado cadáver se fragmenta e seus fragmentos vão produzir F1. Em F1 ocorre a reciclagem do sistema, o que, nos seres vivos, corresponde a fase da embriogênese. F2 é quando o embrião nasceu. Então podemos dizer que no meio deste trecho entre F6 até F1 o sistema morre e torna-se cadáver, para ressuscitar realmente em F2.

O sistema celular foi feito por eta formula neste estagio evolucionário, porem, como esta transição demorou milhões ou bilhões de anos ( pois foi um evento na escala de tempo astronômica, período este que a ciência acadêmica oficial intitulou de abiogênese mas que na verdade nada mais foi que uma embriogênese), e esta transição ocorreu num meio-ambiente muito diferente daquele em que havia ocorrido a formação do nosso ancestral astronomico, ambiente que teve o acréscimo do novo estado da matéria chamado de liquido o qual produziu a química orgânica, tudo isso contribuiu para que houvesse uma enorme mutação. Ao invés de uma galaxia em miniatura, a filha se saiu como uma célula biológica.

Mas nossa ancestral era um sistema termo-dinâmico semi-mecânico/semi-biológico, que se reproduzia auto-reciclando-se, automaticamente. Porque era um sistema fechado em si mesmo. Quando sua cria se saiu como um sistema aberto e biológico, como iria este sistema se auto-reciclar? Impossível para sistemas abertos. Da célula se formaram os organismos multicelulares, os quais são estruturados pela mesma formula. Para o corpo destes organismos, esta morte temporária da formula foi transformada na respiração. Cada vez que exalamos, nosso corpo morre e cada vez que inspiramos, nosso corpo renasce. O cérebro veio como novo sistema emergindo mais complexo deste corpo e em certa fase da evolução, ele passou também a influenciar na evolução do corpo. Mas o cérebro por si só não tem os apetrechos para a respiração, então, este lapso de tempo da morte da formula se torna o lapso de tempo que que dormimos. O cérebro cai, se desliga. Tanto é assim que na formula este período entre morte e renascimento se constitui de um terço do circuito total da formula. Pois nos dormimos por 8 horas que e’ um terço de cada dia. Mas como o cérebro se regula seu tempo de morte pelo mesmo tempo do movimento do astro perfazendo um dia se o cérebro esta isolado dentro de uma caixa de osso e não pode ver, nem tem noção de que um dia, um movimento de rotação do planeta, tem tal tempo que dividido por três da’ o tempo que ele dorme?!

Ora, não é ele que decide isso. E’ a formula, que esta dentro so sistema astronomico e dentro do cérebro. E tem mais. Se na formula o trecho entre morte e renascimento do sistema abrange 3 funções, tem uma função, a do meio, em que o processo da morte é mais real, mais profundo. Este detalhe da formula também funciona quando dormimos. Se dormimos por 8 horas, tem uma fase no meio deste dormir em que acontece o sonho. Neste período a morte do sistema é total, ele esta totalmente desligado, seus fragmentos estão na forma de nebulosa, espalhados e entrechocando-se caoticamente. Por isso nossos sonhos são esquisitos, nos estamos mortos para o mundo racional, nossa imaginação esta totalmente livre vivendo em outras dimensões talvez criadas por ela mesma. Por isso tenho medo. Se eu tiver sonhando que estou em outro planeta e correndo de monstros, e na minha casa o teto cair matando meu meu cérebro, minha imaginação não tem mais para onde voltar, e vou ter que ver eternamente correndo dos monstros no outro planeta…. Mas seja como for,.. a explicação da Matrix/DNA respondendo de onde a natureza tirou essa ideia de inventar esta coisa estranha, me botando para dormir por um terço de cada dia, valeu a pena. Segundo a teoria da Matrix/DNA e sua formula, podemos deduzir que a auto reciclagem de um sistema termodinâmico consiste num processo de retração e impulsão. Pois para que foi isso que os cientistas descobriram no artigo com link abaixo, onde dizem que durante o sono, as sinapses do cérebro retraem.

Sleep research high-resolution images show how the brain resets during sleep

Sleep research high-resolution images show how the brain resets during sleep

Aprendendo a Entender e Detectar a Formula da Matrix/DNA

domingo, fevereiro 5th, 2017

xxxx

Photo

https://lh3.googleusercontent.com/

Borboletas e o Artista Misterioso

Uma pergunta:
Claro que não existe nada dentro da borboleta fazendo este desenho na superfície da borboleta, muito menos com algum proposito. Genes são desenhistas porem, cegos, obedecendo as forças envolvidas e não podem olhar a borboleta de fora para verem seus desenhos. Então como a natureza produz esta obra?!

Quando vejo estas linhas retas vermelhas, como que dirigindo-se a triângulos também vermelhos, rodeados de manchas negras, o que me lembra o horizonte de evento, logo me vem a mente a formula da Matrix/DNA, a qual produziu os genes. Todas estas formas e nestas posições estão naquela formula.

Parece que inconscientemente os genes, ou melhor, as forças brutas dominadas pela formula, estão projetando a formula na superfície da borboleta. Esta hipótese parece um pouco forçada, mas e’ a unica que me aparece, por isso vou continuar nesta linha de interpretação, testando-a.

Teorias da Origem da Vida: Coletanea das Existentes

terça-feira, janeiro 3rd, 2017

xxxx

( Artigo ainda em construção. Falta organizar os assuntos, correção ortográfica, etc.)

Inspirado no artigo:

As teorias para o surgimento das primeiras células – e da vida na Terra

http://www.bbc.com/portuguese/vert-earth-38205665?ocid=socialflow_facebook

xxxx

Todas estas teorias erraram e todas erraram pelo mesmo motivo. Trata-se de uma falha de processamento no cérebro humano, não vejo outra explicação. O motivo e’ a arbitrária separação dos sistemas naturais ditos vivos dos sistemas naturais ditos “nao-vivos”. O primeiro ser vivo realmente digno deste nome, completo, funcional, era um sistema, o sistema celular. Mas antes dele ja’ existiam outros sistemas, completos, funcionais. Se os humanos quiseram inventar a palavra “vida” e com ela denominar o sistema completo, funcional, denominado celular, teriam obrigatoriamente que aceitar que os outros sistemas naturais, completos, funcionais, que ja’ existiam, tambem sejam “vivos”. Ao contrario, decidiram definir o celular de “animado”, e os outros de “inanimados”. Mas como inanimados se apresentam uma parafernalia de movimentos internos e da mesma forma realizam trocas com o exterior, etc? A arbitraria e absurda separacao continuou. Assim separaram a História Natural Universal em dois blocos – o da Evolucao Cosmologica, desde o Big Bang ate’ os 10 bilhões de anos do Universo, e o da Evolução Biológica, desde aquela data ate os dias atuais. Dividiram a História Universal da Evolução do Sistema Natural que surgiu logo apos o ato fecundador do Big Bang e hoje se encontra aqui nestes tempos e região universal na forma nascente de Sistema Natural Autoconsciente, em dois blocos, sem nenhum elo evolutivo entre eles, sem a forma-elo, criando um abismo negro e sem fundo entre os dois grandes blocos. Como resultado so’ poderiam concluir que a forma de sistema biologico nao teria seguido a lei natural da transformação, portanto, teria surgido de algum lugar e fonte fora da longa cadeia natural de causas e efeitos que vem desde o Big Bang.

Nesse momento desviaram-se do pensamento racional puro, construido por esta Natureza, e sairam a vagar no mundo das fantasias imaginarias, onde surge a mistica, o pensamento magico. Mas a causa e’ compreensível, o deslize pode ser perdoado, nao foi culpa dos humanos. Como disse acima, existe uma nova forma emergindo daquele sistema natural universal, mais exatamente emergindo desde esta forma atual de sistema humano, o cerebro. Esta forma apareceu ainda nos ultimos segundos do tempo astronomico, e se ja passou do estagio fetal nao sabemos, mas com certeza ainda nao alcancou o estagio de baby nascido, pois nem seus olhos propios abriu ainda, nem sabe qual a substancia e a forma de seu proprio corpo. E todos sabemos que quando os humanos passam da fase de babies para a fase de criancas, sua consciencia ainda nada tem de racional, para ela todos os objetos a sua volta sao brinquedos, ela vive num mundo encantado, ate tem amigos fantasmas com quem conversa. Ora, a humanidade tambem surgiu muito recentemente em relacao a escala de tempo do sistema universal, para este, a humanidade e’ uma crianca. A psique individual se projeta na psigue coletiva, claro: a humanidade vai se organizando num tipo de sistema, num sistema individual, a imagem e semelhanca de seu building block, que ‘e o individuo. Entao nao poderia ter acontecido de forma diferente: a mentalidade do coletivo humano esta na fase do pensamento magico, do mundo encantado, que não existe de fato. E a historia do mundo sera uma fabula locupleta de magicas, monstros, mitos. Justamente mitos preenchendo o abismo negro imaginariamente criado entre os dois blocos, que na verdade e’ apenas um.

E surgiram dois mitos, diferentes na narrativa, na forma de imaginar o mundo encantado, eregidos por uma parte da humanidade-crianca num continente, e oitra parte de humanidade-crianca sob efeitos do ambiente diferente de outro continente. Surgiu o deismo e o materialismo, ou ateismo. Um acredita realmente no amigo fantasma e deram-lhe o nome de Deus. Outro acredita que os objetos respondem a ele magicamente, pois ele tem conseguido sobreviver com privilégios so’ observados em jogos da sorte, ;oterias, e assim deram o nome ao grande criador do mundo encantado de Acaso. O que existe de mais comum entre os dois mitos e’ que ambos sao magicos, ambos vem de fora da longa cadeia natural de causas e efeitos que vem desde o Big Bang. Ambos seriam nao-naturais, ou seja, sobrenaturais.

O primeiro grupo aceita sorrindo a critica de que creem no sobrenatural. O segundo grupo resiste irracionalmente, pois nao querem entender que se a “vida”, ou melhor, a forma de sistemas biologicos, surgiu, e’ porque ela foi erigida pelas forcas e elementos que vinham rolando na longa cadeia de causas e efeitos. Ora entao ela era previsivel e nao produto do acaso. Basta identificar todas as forcas e elementos que vem rolando, mais o calculo da consistencia do espaco em que vem rolando, e nao tem como nao ver a certo momento a vida formada e rolando no meio. Entao existem uma geracao mais moderna ou envelhecida da humanidade ainda crianca que ja preseente este fato, e comecam a suspeitar que o Universo estava “tunelado” para produzir a vida, ou melhor, a forma de sistemas biologicos. E e’ desta geracao que sairam os autores das teorias arroladas neste artigo da BBC. Mas eles continuam ainda com o pensamento impregnado com resquicios do mito e por isto, eles mantem a malfadada separacoa, e por isto estao nos caminhos errados.

As criancas inevitavelmente se enveredam pelos primordios do pensamento magico porque nascem como ovos mantido dentro e protegidos, alimentados ate a maturidade. Uma caracteristica dos mamiferos, que foi um passo evolutivo adiante dos ancestrais repteis, que botavam os ovos fora abandonando a prole `a propria sorte. Mas o que aconteceria se uma crianca nascesse como ovo botado fora? Instantaneamente atacada pelas intemperies ao relento, pelos predadores e sem alimentos? Sera que ela tambem manteria pelo mesmo tempo o pensamento magico? Ela veria o mundo encantado? Certamente ela nao teria ninguem com quem falar ou aprender a falar, nao conversaria com amigos fantasmas. E como ela interpretaria o mundo se conseguisse ir sobrevivendo por extrema sorte os primeiros anos? E mais: imaginado-se que ela nascesse geneticamente com o dom ou tendencia a filosofar, a questionar a existencia das coisas que ve e ate mesmo a sua existencia, iria ela separar o mundo em dois blocos, iria ela criar im mito para preencher o vacuo entre os dois blocos? Quando na noite ao relento mantendo um olho vigilante na terra e outro levantado prescrutando o ceu e as estrelas, ela se sentiria separada ou conectada a extensao da natureza que se perde no firmamento?

Eu sei a resposta porque eu vivi esta terrivel e odiadamente experiencia. Pior, por duas vezes. Uma realmente logo ao nascer sem familia e teto, e outra quando ja adulto, escapei da escravidao na civilizacao e me embrenhei como fugitivo na selva amazonica. A qual me deu um banho de mundo real, da verdadeira natureza, a ponto de executar uma lavagem cerebral de toda a cultura hmana adquirida ate aquela idade e reduzir o espectro ao estagio de semi-macaco. Sem a s habilidades dos macacos na sobrecvivencia naquele unferno caotico, eu fui um macaco-crianca no meio deles, ja nem mais um humano-crianca como os que existiam la fora, na civilizacao. Digo que nao foi um regresso ao estagio fetal, pois sai no outro lado, antes da fecundacao. Porem com mais uma anomalia ironica: um macaco crianca filosofo. Como nao pderia deixar de acontecer, o filosofo no macaco construiu sua cosmovisao, sua maneira peculiar de interpretar o mundo real. E nao vi a separacao. Nao vi a divisao entre vida e nao-vida. E assim sai a procurar o bicho que me teria feito. A mim, aos meus vizinhos silenciosos que chamam de palntas e aos ruidosos e importunos que chama de animais. Com um olho abaixado procurando na terra e outro levantado procurando na extensao do meu mundo que se perdia no azul do firmamento.

Claro que seria impossivel a tal misero e semi-selvagem individuo, mesmo conseguindo sobreviver e crescendo, encontrar o que a civilizacao milhares de anos mais avancada intelectualmente e com poderosos instrumentos invadindo as profundezas dos invisiveis micro e macrocosmos, encontrar o que nao encontraram. Mas seu sobrevivi e ate me curei do primeiro ataque da malaria, do segundo jamais teria passado. Quis a sorte mais uma vez que humanos nativos da selva que ja pressentiam minha existencia nos arredores de seu territorio,  me encontrassem moribundo e decidissem me salvar como fizeram com os quackers moribundos do Mayflower. E quis o azar que esees nativos selvagens decidram me catequisar nos seus mitos, pegando um cerebro recentemente lavado com esfregao de espinhos das palmeiras e que poderia ter se reerguido e se levantado como uma pagna em branco a ser escrita pela razao pura natural, e desviando-o para o reino dos mitos de sua tambem consciencia crianca. Porem, do azar se levantou a tremenda sorte que o reino dos mitos a que fui apresentado nao era o mito criado pelos predadores de humanos bem nutridos a 10.000 anos atras  a falar com a voz mais alta e possante em volta da fogueira `as ovelhas mansas e temerosas, como eles eram filhos de deuses poderosos, os quais lhes teriam passado a forca. Nao foi o reino originario dos dois mitos se levantando da mentalidade ocidental. Me levaram a um novo retrocesso, muito mais profundo no tempo e no cerebro, ao estado da psique antes do humano-crianca, a forma mesma do embriao. de onde comeca e se forma a imaginacao. Me levaram ao outro continente onde surgiram os mitos orientais. A ouvir a descricao das imagens visionarias de dragoes aflorando das aguas do lago e soltando fogo pela boca como viu o filosofo chines. Mas ao inves de reiventar o simbolo do I-Ching pela mesma visão, e a partir daí desenhar a aura e seus chacras, as aulas de biologia em que eu havia visto o DNA me afloraram na mente na memória que resistira a lavagem e ao invés de dragão e aura eu vi o DNA, dançando no azul do firmamento com um eixo central na forma de um buraco cônico negro e os astros em volta na forma de moléculas, mais tarde identificadas como a timina, a citozina,…

Nao, na aurora da pre-humanidade nao houve uma imediata incursao na mitologia. Aqueles semi-humanos tiveram visoes do micro e do macrocosmo reais. Ou melhor, nao foram visoes vistas por olhos de ver, mas sim recordacoes vindas da memoria primitiva, que ainda nao havia sido poluida pela cultura dos predadores em volta da fogueira. Memorias construidas geneticamente, herdadas dos ancestrais… nao-vivos. Das nossas formas ancestrais quando estavamos na forma de atomos e galaxias. Ou quando estavamos se formando na forma de biologicos, quando fomos os primeiros nucleotideos, que aos pares, formam um sistema completo e funcional e sao um dos elos evolucionarios que foram ocultados do humano-crianca quando ele criou a separacao.

Os nativos tomam uma beberagem feita de raizes e ervas selvagens parecido com o que se chama de Santo Daime. Caem no chao ou em cima de esteiras e ficam balbuciando incoerencias com um largo sorriso que as vezes tornam-se gargalhadas, felizes da vida. Neste momento nasce osseus mitos dos deuses e demonios espiritos da selva. Mas para um filosofo abusado de perguntador ao lado observando-os, descrevem as visoes que suas imaginacoes alteradas pela beberagem produzem. Mas o filosofo que saber como funciona o cerebro, o que a droga produz, e isto nao se aprende fazendo a exoeriencia, ingerindo a droga, e sim mantendo seu cerebro vigilante e racional e arrancando do cerebro alterado o que ele esta produzindo. Assim se descobre que o naticvo reconta fielmente a fabula de Adao e Eva e desceve fielmente o Paraiso do Eden. Que?!

Eu disse que me levaram nao ao tempo das origens dos mitos, nao a fase etaria da crianca humana portadora do pensamento magico, mas antes desta fase, no estagio da consciencia fetal. O paraiso com Adao e Eva se ve antes e somente depois de muito pensar, de muito interpretar, e’ que se forma um quadro e pode-se pegar a pena e escreve-lo. Ele foi visto muito antes de se escrever a Biblia. Por um tal de Schimeon Ben Jochai, se a russa Helena Blavastic conseguiu a informacao correta no seu prologo da doutrina secreta. Porque o paraiso, Adao e Eva, realmente existiram. Nao o paraiso, nao o Adao e Eva que foram escritos, mas sim o que se levantou da memoria da humanidade fetal vindo das profundezas de neuronios em cujos nucleos numa fita biologica denominada DNA o nosso passado muito remoto foi registrado. Naquela epoca, uma galaxia era um verdadeiro paraiso para os dois principios ativos que formavam seu corpo, um com tendencias que hoje identicamos como masculinas e outro com tendencias que hoje identificamos como femininas. Ai estao o Adao e a Eva que foram malversados, contorcidos, mascarados, numa interpretacao eivada de auto-projecao do humano, antropomorfica. Os nativos selvagens da Amazonia nao estao no estagio intelectual que estavam as nacoes ja oorganizadas e ja com a psique da humanidade crianca que escreveram a Biblia. Eles estao no nivel intelectual das tribos de barbaros. Mas foi a estes que a Natureza revelou o paraiso e Adao e Eva. Foun a psique do humano crianca, que inventa amigos fantasmas com quem conversam e que tratam todos os objetos como brinquedos magicos, que tambem deu um banho de sua imaginacao numa imagem real que ela havia visto na forma embrionaria e dela se recordava na fase de humano crianca. Desua experiencia aprendi que num cerebro lavado da cultura humana, ainda limpido e puramente natural, a memoria ve-se a su mesma e assim comeca a consciencia de sua existencia. E quand a memoria ve-se a sui mesma, ve o que ela realmente e’. Ela nao ve uma grande parte sua como memoria-lixo como se tem visto a memoria moderna. No lugar de lixo ela ve o passado do que ela realmente foi, o passado do sistema natural universal que se formou nos idos do Big Bang. Ela recorda suas formas e suas experiencias quando foi um sistema atômico, quando foi um sistema galactico, porque todas estas experiencias estao nela registradas. Ela jamais iria sequer pensar que sua forma atual foi trazida pela cegonha por acaso ou por mágica divina, porque ela enxerga a forma de seus pais, de seus avos e bisavos, ate os ultimos ancestrais emergindo do Big bang… na forma de simples onda de luz. Simples na aparência porque sao mais complexas que nos desde que elas ja contem a formula para fazer-se a si mesma, como entidade viva.

Então como todos sabemos, seria impossível ao semi-macaco na selva encontrar o que este exército super bem aparelhado e milhares de anos mais avançado ainda não encontrou. A tal criatura acredita que encontrou, certamente ele caiu na mesma armadilha, ele enveredou-se no reino infantil dos mitos. Porém o que ele encontrou – o nosso DNA em suas formas evolucionárias mais primitivas existindo nos corpos de átomos e galáxias – e’ totalmente natural, está previsto na longa cadeia, não existe qualquer menção ao supernatural. Nao existem deuses nem acasos magicos. Entao onde esta o mito? Possivelmente nos seus modelos teóricos de átomos e galáxias, na sua interpretação diferente do DNA, de seus building blocks, no propósito do universo tunelado por um processo de simples reprodução genética de universos. Mas este ” provavelmente” e’ imediatamente balbuciado sem pensar, por quem tem o cérebro configurado por conexões neuronais modeladas pela visão dos mundos separados. realmente este cerebro nao conseguiria processar esta informacao. Entao o que me resta e’ testar cientificamente os modelos. Ou que alguma nova descoberta comprove-os. A teoria da Relatividade teve que esperar por um eclipse para comecar a ser vista com alguma seriedade. A Teoria do Big bang esperou por um defeito nos cabos telefônicos para a descoberta da radiação de fundo cósmica e guinda-la ao patamar de teoria plausivel. Nos aqui tambem estamos esperando. Algo que a levante ou a derrube para sempre. Ninguem mandou um filósofo se vestir de macaco, viver sete anos na selva no meio de macacos e retornar para contar esta historia macaquica. Que se f… o filosofo!

Ainda hoje esse  Se esquecem de que antes da vida surgir na Terra a matéria deste Universo já vinha em evolução, desde átomos para sistemas estelares para siste demas galácticos – e o primeiro ser vivo surgiu formado pelos mesmos átomos e dentro destes sistemas astronomicos. Entao como separa-los evolucionariamente?

Pela evolução, sistemas naturais mais simples se transformam em sistemas naturais mais complexos, não existe outra origem conhecida e muito menos comprovada cientificamente para sistemas naturais. Supor que tenha surgido um sistema natural fora dessa linhagem evolucionária por transformações e’ supor que este novo sistema tenha vindo de algum lugar fora da longa cadeia de causas e efeitos que começou no Big Bang. Teria que ter vindo de um lugar nao-natural, em relacao a esta natureza total a que damos o nome de Universo. de algum lugar sobrenatural, mas nenhum fato conhecido e comprovado prova que exista o sobrenatural, de onde tiraram essa ideia então? Falha de processamento nos circuitos neuronais.

Então vem com essa ideia absurda outra ideia que e’ uma aberração, uma heresia cientifica e contra a razao pura naturalista: a palavra “origens” e o conceito que a define. Quando e como alguém viu a origem de algum sistema natural que nunca tenha existido antes? Quando e como alguém viu um sistema natural qualquer que nao tenha vindo de outro sistema pré-existente?! Quando alguém viu assistiu os primeiros passos e o desenvolvimento de um sistema natural que nao tenha sido elaborada por um ambiente natural cuja complexidade nao se assemelhe `a complexidade do sistema? Isto de fato seria uma origem, a emergencia de algo totalmente novo, inédito, para o qual a Natureza nao tinha em si nenhuma informação. A palavra origem imediatamente nos leva a pensar num evento espontâneo ocorrendo no meio da longa cadeia de causas e efeitos mas que nao tenha sido produzido pelo fluxo normal das forças e elementos que vinham rolando nessa cadeia. Nao existem origens de universos nem de vida como eventos espontâneos, únicos, seja ao acaso ou por um entidade sobrenatural, nunca ninguém viu tal evento ocorrer. Isto seria mágica e nunca ninguém viu mágicas, apenas truques ilusorios. No entanto a literatura cientifica e por consequencia a escolar está repleta de teorias de origem espontanea do universo, d planeta, da galaxia, da vida… Raios, o que esta acontecendo com o racional humano?!

Então uma falha leva a outra: separando erradamente a evolução universal em evolucao cosmologica e evolução biológica em dois blocos de evolução sem nenhum elo, nenhuma conexão racional, natural, entre os dois blocos, nao resta outra alternativa senão apelar ao imaginário e acreditar em origens de coisas complexas, seja espontaneamente ou a longo prazo. Sem nenhuma razão inteligível, sem nenhum processo natural conhecido, a certa altura da longa cadeia de causas e efeitos, átomos terrestres comecaram a se comportarem de maneira nunca existido antes e a fazerem inéditas combinações que nunca fizeram antes. Ora, então o que de nao-natural atuou sobre estes atomos? Ninguém sabe responder porque esta pergunta nao faz sentido racional porque baseada numa premissa nao-existente de fato.

O primeiro ser vivo, que se pode chamar como tal, completo e funcionando, foi o primeiro sistema celular. Nao foi um novo sistema vindo de fora da natureza, ou feito por um processo nunca aplicado antes pela natureza. Nunca ninguem viu e comprovou que existam tais coisas. Era um sistema mais complexo ( e muito) que todos os outros sistemas naturais que existiam naquela época, ou entao, nao muito mais complexo que um sistema ja existente mas ainda desconhecido pela humanidade. O fato de ter sido elaborado muito mais complexo se explica pela complexidade maior existente na superficie da Terra que as complexidades existentes antes nos ambientes onde foram elaborados os sistemas ancestrais, atomicos e astronomicos. Aqui existia o estado liquido da materia, uma novidade que na sua embriogenese os atomicos e astronomicos nao tiveram. O estado liquido “transformou” a quimica inorganica na mais complexa quimica organica, mas o estado liquido tambem nao teve uma origem espontanea, ele veio das transformacoes dos estados gasosos e solidos ( talvez incluindo-se o estado eletromagnetico, etc.). Aagua produziu uma mutacao espetacular na embriogenese da primeira celula. Houve um espetacular salto evolutivo, mas apenas em relacao a sistema celular/sistema pré-existente, pois este salto teve uma duracao de milhoes ou bilhoes de anos enquanto ocorriam transformacoes no meio ambiente.

Nao houve abiogenese. Nao houve materia inanimada dando ” origem” a sistemas animados, vivos. Atomos e galaxias nao sao sistemas inanimados, eles funcionam internamente. Mas entao surge o terceiro erro ainda como consequencia do erro da imaginaria separacao: comparam um sistema completo, funcional, com pedacos, partes, ou mesmo dejetos, de outros sistemas. Ora, sistema tem que ser comparado a sistema! Ficam comparando moléculas que nao sao sistemas em si com processos vitais e mesmo sistemas vivos procurando encontrar o fio evolucionario entre eles! As moleculas (aminoacidos,proteinas,RNA e DNA) nao sao sistemas em si, sao partes de sistemas que reconstroem sistemas assim como os tecidos diferenciados na embriogenese humana reconstrou o sistema “corpo humano”. Se Oparin e …. queriam reconstruir o estado do mundo momentos antes da vida e ver dele surgir um elemento vivo, teriam que antes conectar a amonia, o hifgdrogenio, o metano, com as faiscas eletricas formando um sistema funcional. Jogaram partes ao leu dentro do tubo, conseguiram partes do sistema celular, mas nunca conseguriam um sistema celular, nem mesmo conectar os aminoacidos obtidos compondo uma proteina.

O sistema celular veio do sistema nucleotideo, ou seja que outro nome deem ao building block, o fundamental bits-informacao, que compoem as pilhas de nucleotideos que sao o RNA e o DNA. Mas a falha no processamento cerebral nem mesmo os permitem descobrir que um par lateral horizontal e vertical de nucleotideos funciona como um sistema completo. E este sistema nucleotideo serve exatamente para explicar como foram os building blocks que formaram as galaxias. Entao ai esta o elo evolutivo que manda ao inferno a imaginaria e impossivel separacao. O sistema celular teve uma embriogenese ( e nao abiogenese) de milhoes ou bilhoes de anos porque seu criador, o sistema menos complexo que foi transformado, era astronomico e na astronomia os tempos sao muito mais longos que na escala praticada por humanos.

Este erro abismatico conduz os pesquisadores auma busca atabalhoada, fora de foco. E entao surgem as teorias, fora de foco. vamos ver neste artigo da BBC uma bela coletanea destas teorias e vamos ver a analise de cada uma delas por essa teoria que nao cometeu esso erro imaginario, denominada Matrix/DNA. Para tanto tive que copiar o artigo aqui, aproveitando a exelente ajuda do website Bio+, que ou ele ou a propria BBC traduziu para o portugues:

As teorias para o surgimento das primeiras células – e da vida na Terra

http://www.bbc.com/portuguese/vert-earth-38205665?ocid=socialflow_facebook

Occam’s Razor: Melhor Argumento para Defender a Simplicidade da Matrix/DNA Theory

segunda-feira, dezembro 12th, 2016

xxxx

A Matrix/DNA Theory esta’ se tornando a Teoria do Tudo. Tudo o que existe conhecido por nos no mundo perceptível aos nossos cinco sentidos ( e aos instrumentos de pesquisa que sao extensoes destes sentidos) esta tendo sua historia total explicada – desde o momento presente ate sua forma no Big Bang. Mas ela comecou por um método muito simples – anatomia comparada – cujos resultados sugeriram que os fenômenos do macro e microcosmos sao sempre explicados por fenômenos existentes e conhecidos aqui e agora. Em outras palavras, o Universo perceptível se compoe de três fractais: um no tamanho macro, outro no tamanho médio e outro no tamanho microscópico. Os quais ainda podem serem classificados pela evolução: um do passado remoto, um do passado recente e outro do presente. Um exemplo foi citado num dos últimos artigos escritos aqui: os 13,8 bilhoes de anos que o Universo demorou para fazer-se expressar a consciência corresponde aos 7 meses que a embriogênese de um humano demora para fazer-se expressar no embrião a consciência. Todos os passos dados na elaboracao da teoria foram respaldados por algum fenômeno conhecido e ocorrendo aqui e agora.

Isto torna a cosmovisão da Matrix/DNA, a mais simples elaborada pela humanidade. Qualquer crianca com um bom conhecimento geral poderia te-la elaborado. E e’ sobre esta simplicidade que esta sendo tao criticada pelos academicos amantes de teorias super-complexas que se aplica o tema do Occam’s Razor. Sempre que for criticado devo lembrar este argumento. Portanto, uma pesquisa sobre ele:

( Outro bom argumento veio de Einstein: ” Um autor não tem que provar sua teoria, apenas mostrar que ela faz sentido”. E nenhuma teoria faz mais sentido que aquela que respalda cada uma de suas proposições com parâmetros de fatos reais comprovados).

xxxx

Occam’s Razor says the simplest explanation is often, if not usually, correct. ( comentario lido num post)

Pesquisa sobre Occam’s Razor:

https://en.wikipedia.org/wiki/Occam’s_razor

  • The principle can be interpreted as stating:  Among competing hypotheses, the one with the fewest assumptions should be selected.
  • In the scientific method, Occam’s razor is not considered an irrefutable principle of logic or a scientific result; the preference for simplicity in the scientific method is based on the falsifiability criterion. For each accepted explanation of a phenomenon, there may be an extremely large, perhaps even incomprehensible, number of possible and more complex alternatives, because one can always burden failing explanations with ad hoc hypotheses to prevent them from being falsified; therefore, simpler theories are preferable to more complex ones because they are more testable.

 

 

Oportunidade Pratica para Matrix/DNA: As Simples e Brutas Regras da Evolução Podem Fazer Máquinas Criativas

terça-feira, dezembro 6th, 2016

xxxx Obs. Voltar a este artigo porque e muito importante para buscar atividade prática e lucrativa para a formula)

Evolution’s Brutally Simple Rules Can Make Machines More Creative

http://singularityhub.com/2016/12/04/evolutions-brutally-simple-rules-can-make-machines-more-creative/#.WEW6sEBSwOs.facebook

BY  ON DEC 04, 2016

evolutionary-algorithms-31

Computer-designed satellite antenna. Image Credit: NASA

Ideia/informacao resumida: Biological evolution can take millennia to show noticeable results. Fortunately, computers make it possible to cycle through virtual generations incredibly quickly, and because evolutionary systems involve large populations of individual candidates they are “embarrassingly parallelizable”. In other words, they can take advantage of highly-scalable parallel computing, where many calculations are carried out simultaneously on multiple processors. ( Evolucao biologica pode durar milênios para mostrar um resultado notável. Felizmente, computadores tornam possível circular através de virtual gerações incrivelmente rápido, e porque sistemas evolucionários envolvem grandes populações de individuais candidatos, eles sao ” embaraçosamente paralelizaveis”. Em outras palavras, eles têm a vantagem da computação paralela em alta escala, onde muitos calculos podem ser feitos simultaneamente, em múltiplos processadores.)

Traducao do Artigo:

Despite nature’s bewildering complexity, the driving force behind it is incredibly simple. 

Apesar da desconcertante complexidade na natureza, a força diretora por trás dessa complexidade e’ simples.

( Matrix/DNA : Uau! Ate que enfim estão dizendo o que a formula da matrix/DNA mostrou a 30 anos atras. Todas as arquiteturas naturais, que sao todos os sistemas naturais, de atomos a galaxias a cerebros humanos, foram construidos por uma unica formula natural, que, a primeira vista, e’ de uma simplicidade desconcertante. Porém, `a medida que vamos imaginando os movimentos e conexões que esta formula e’ capaz de fazer, vamos vendo que nas suas entrelinhas existem todos os mecanismos, todos os processos, toda a complexidade conhecida deste mundo.)

‘Survival of the fittest’ is an uncomplicated but brutally effective optimization strategy that has allowed life to solve complex problems, like vision and flight, and colonize the harshest of environments.

“Sobrevivência do mais adaptado” e’ uma estratégia otimizada, nao-complicada, mas brutalmente eficiente que tem permitido `a vida resolver os mais complexos problemas., como a visão e o voo, e colonizar os mais severos ambientes.

Researchers are now trying to harness this optimization process to find solutions to a host of science and engineering problems. The idea of using evolutionary principles in computation dates back to the 1950s, but it wasn’t until the 1960s that the idea really took off. By the 1980s the approach had crossed over from academic curiosities into real-world fields like engineering and economics.

Pesquisadores estão agora tentando imitar este processo de otimização para achar soluções para grande quantidade de problemas em ciências e engenharia. A ideia de usar principios evolucionarios em computacao remonta aos anos 1950, mas foi apenas em 1960 que a ideia avançou. Nos 80 esta abordagem tinha atravessado sobre a curiosidade acadêmica para o mundo real nas suas areas como engenharia e economia.

Applying natural selection to computing

Aplicando seleção natural na computação

Evolutionary algorithms are numerous and diverse, but they all seek to replicate key features of biological evolution, such as natural selection, reproduction and mutation.

Algoritmos na evolução sao numerosos e diversos, mas todos eles procuram replicar caracteristicas chaves da evolução biológica, tal como seleção natural, reprodução e mutação.

( continuar tradicao)

Typically these methods rely on a kind of trial and error — a large population of potential solutions to a problem are randomly generated and tested against a so-called “fitness function.” This lets the system rank the solutions in order of how well they solve the problem.

 

 

Outra Teoria e Interpretação de uma possível Matriz Universal

quinta-feira, novembro 24th, 2016

xxxx

Searching for the Universal Matrix in Metaphysics

http://harmonicconcordance.org/searching-for-the-universal-matrix

Searching for the Universal Matrix

Para este autor, ( PHD em Física) a matriz seria uma energia no estado de zero ponto (random quantum zero-point energy) vista como um oceano no vácuo, uma matriz em branco sobre a qual qualquer  coerente padrão pode ser escrito.

A Física Contemporânea estabelece que um total e pervasivo campo energético chamado de quantum vacuum energy, ou zero-ponto energia, uma casuística, ambiente flutuante energia que existe mesmo no chamado espaço vazio. O adjetivo ” zero-point” significa que tal energia ou atividade existe mesmo em temperatura de zero graus absoluto onde nem os efeitos de agitação térmica existem mais.

Para mim, baseado na minha teoria da Matrix/DNA, essa energia flutuante no vácuo nada mais e’ que a onda de luz com o código primordial para sistemas naturais, avançando em meio a dark matter, a qual e’ inercia absoluta no zero absoluto. Portanto, de certa forma, nossas teorias estão correlacionadas. Com a diferença de que a matriz energética dele teria a essência de ser ao acaso, enquanto a minha tem um proposito, e’ um programa genético.