Archive for the ‘Ondas Eletromagneticas’ Category

Video do campo Magnetico: Torus, Animais do Zodiaco,etc. Interessante.

quinta-feira, abril 13th, 2017

xxxx

Santos Bonacci me chamou atencao na Internet por uma frase: “todos os simbolos e nomes de todas as religioes se resume a uma unica fonte.” Aqui na Matrix/DNA tenho dito isto, desde que nativos do Amazonas em estado mental alterado pelas suas bebidas alucinogenas descreveram quadros visionarios iguais muito semelhantes as figuras de chacras e outras das religioes orientais fundadas a milhares de anos e na Asia. Tambem a descoberta de que o modelo de galaxia original que propaga seus fotons-sementes de vida biologica pode ser perfeitamente descrito com os simbolos e nomes usados em Genesis na Biblia, que esse modelo tem o formato de um par lateral de nucleotideos – a unidade de informacao do DNA –  e que novamente, coincide com a figura dos chacras, eu nao poderia ter outra conclusao senao a de que, o criador da vida aqui, que foi este Sistema astronomico nesse modelo, esta’ registrado na memoria do DNA, portanto no centro dos neuronios, e estados alterados da mente pode ver flashes desse modelo, gerando dai a fabula do Paraiso em Genesis, a aura dos orientais, o simbolo do I Ching, etc. Alguem ou alguns tiveram estas visoes, mas como nada sabiam de galaxias e DNA, e como a visao revela uma historia em movimento, interpretaram os flashes de maneira fantasiosa, criando deuses, misticas, a partir de coisas reais, palpaveis, porem de aparencia fantasmagorica e supernatural.

Entao precisei pesquisar o autor da frase e descobri que ele tem um website com uma teoria ou diferente visao de mundo. Ele a meu ver deturpa seus estudos centrados na cultura da antiguidade e se apega muito a elocubracoes com nomes e letras, o que desvirtua seu trabalho. Porem ele mostrou um video com algo que nunca ninguem fez: usando magnetos e a supercelula, mostra as formas reais do campo e linhas magneticas, manchas do polo sul e norte, bem semelhantes a figura de Torus, e por isso registro o video aqui para retornar. Um aspect interessante que preciso pesquisar e’ sua crenca que as diferentes figuras formadas pelos campos magneticos sao figuras dos 12 animais simbolos do Zodiaco…

A teoria do Santos chama-se The Universal Truth, no link,

http://universaltruthschool.com/syncretism/about-syncretism/

E o video:

https://www.youtube.com/watch?v=PMxTDla90TE

Energia na Base dos Instintos para Predadores e Presas – Ben Davidson – ThumderboltsProject

segunda-feira, janeiro 23rd, 2017

xxxxx

https://www.youtube.com/watch?v=rJ08nS32KrI

xxxxx

Meu comentario postado no Youtube sobre este video:

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli – jan-01/23/2017

Congratulations. The EU is developing in parallel with other world view, The Matrix/DNA Theory, which suggests the existence of a unique universal system containing different shapes of DNA, evolving since the Big Bang to us today. We suggest a universal formula for systems that suggests a lots about how energy works. The common points are:
1) New natural systems (as atoms, galaxies, biological cells), are composed when Nature applies the force of vital cycle upon a body resulting as mass of a prior less evolved system. The body change shapes like our body goes from the shape of fetus to kids to adults due this force. These new shapes becomes the working parts of a new complex system. A nebulae of atom becomes a galaxy, a mass of unicellular becomes a multicellular organism. But, where Nature gets the force of life’s cycles? From the universal light wave composed by all seven kinds of electromagnetic radiations. The exactly sequence of different frequencies/vibrations of this light wave is seeing as the exactly sequence that yours body is transformed into new shapes. So, we have found that when a light wave emitted by a source like the Big Bang and propagates through dark matter, it creates a system (atom) that evolves to galaxies, cells, human brains. But light does not creates it directly. When light propagates it causes friction at dark matter and the results is energy, electricity. So, the Electric universe is the link between the code for systems ( and life) imprinted into a light wave and the spatial substance, which can be called dark matter, aether, etc. It is important to know the destructive effect of electricity that occurs in chaotic environment like the Earth biosphere and the constructive effect created by energy at ordered state environments.
2) One of the biggest puzzle and mission of Matrix/DNA world view is exorcising the instincts for predator/preys from the human psyche and genetic charge inherited from animals, and yours video has contributed a lot for it. All social systems created till now ( feudalism, monarchy, communism, capitalism) are merely mimicking the rules of the jungle among animals, so, the big predators are at the high class, the medium predators composes the medium class and the mass of poors, the preys of the lower class. Our question was from what dimension of the non-biological world this mechanism came from. We can see the functions of predators and preys easy and clear at the galactic systemic model, we know where the ancestral of these instincts were at our ancestral and creator galaxy. But, where the galaxy got it? The image of DC showing how works the two sides sources of the electric current solved this problem. At Matrix/DNA formula, the stronger side is F1 and the weak side is F7, and mow we have a big understand about what is going on in this black box. You can see and analysing the inter-relations between the two sides and everything equal the relations between predators and preys. Now I will search what is the two magnetic sources at a human body, why they produces DC and not AC, end how to fix it. This will meaning the exorcism of these instincts, which leads all other species to their extinction and is the cause of the nowadays torture of 90 % percent of global population. If you see the universal formula for natural systems at my website, you can improve the EU knowledge. Google: ” The Universal Matrix of All Natural Systems and Life’s Cycles”. Cheers..

xxxxx

A Base Elétrica da Materia Mostrando os Princípios dos Instintos para Predador e Presa: Sensacional!

O que revela as imagens no vídeo, quando a corrente alternada e corrente continua são acionadas:

AC – Alternating current: os dois lados são iguais, a corrente vem dos dois lados, a descarga e’ igual nos dois lados, a imagem ‘e muito simples, forma-se um raio curvo e simples, completo, igual, dentro de toda a câmara.

DC : um lado e’ muito mais ativo que o outro. O anodo esta no lado onde o raio esta empurrando-se para longe dele e invadindo o outro lado. Quando se liga os emissores de DC, na câmara que estava apresentando o raio igual do AC, o raio inteiro e’ puxado apenas para um lado, o qual se apresenta como o mais forte e mais ativo.

Ok. Para mim, particularmente, da Matrix/DNA, a visão destas imagens imediatamente me lembra um dos maiores assuntos que estou pesquisando agora. Trata-se de buscar entender a presença dos instintos animalescos com tendência a predador e presa que estão encravados na genética e na psique humana. Entendo que exorcizar a alma humana destes instintos e’ a condição primeira exigida para eliminar este escravagismo de um lado e a luxuria com seu consumismo supérfluo dos recursos naturais, do outro, esta carnificina e tortura praticada por um dos lados, ou seja, mudar totalmente o estado da humanidade, e dirigir a humanidade a desviar-se do destino da auto-extinção. Acho que não existe outro objetivo mais supremo no momento para a humanidade… exorcizar estes instintos.

Mas de onde os animais receberam estes mecanismos, processos, forças? Na formula da Matrix/DNA para o estado de sistema astronomico se vê claramente ali estes instintos, quando a peça anterior no circuito sempre se transforma na peça seguinte, ao mesmo tempo que pode se interpretar ao reverso, onde a pesa seguinte sempre devora a anterior. Isto faz parte inevitável do ciclo vital. Que as moléculas orgânicas, e depois as bactérias, repteis, leões, e humanos apresentem este fenômeno, já era de se esperar.

Mas porque a formula tinha que ser assim? Ela vem de um onda de luz, e nesta vemos que toda frequência se transforma numa frequência seguinte. Tambem continua isto acontecendo na formula quando ela montou os sistemas astronômicos. Que a forma seguinte engole a forma anterior e’ apenas uma questão relativa do ponto de observação. Vendo-se por outro ponto o que se vê e’ a forma anterior transformando-se na forma seguinte. Porem quando se formaram os sistemas biológicos, a linha evolucionaria que carrega a transformação funcionou mas ao mesmo tempo, se dividiu e funcionou também pela outra perspectiva, aquela onde realmente a forma seguinte – que e’ a maior, mais forte – devora, se sobrepõe, escraviza, parasita, a forma anterior – que e’ a menor, mais fraca. A linha da transformação funcionou transformando bactérias em repteis e repteis em mamíferos. Mas surgiu em paralelo a linha da cadeia alimentar, dividida entre predadores e presas. Este surgimento e’ o grande mistério e o qual precisa ser eliminado da face da Terra. Sabemos que ele surgiu quando a Natureza apresentava como dominante a sua face do caos, mas ainda não resolvi se o caos produz a carnificina primeiro, ou se o cais foi produzido pela carnificina primeiro. Este fenômeno, estava presente na onda luz original? Sim, mas apenas a linha das transformações de sequencias. A luz nunca se colapsa fazendo o caminho inverso. A ano ser que uma outra nossa teoria tenha consistência: a de que a onda de luz original de fragmenta em fótons e estes reencetam o caminho inverso através da matéria, reproduzindo a onda de luz, dirigindo-se de volta a fonte inicial. mas isso envoveria

Ora, as imagens de DC (   ….  ) do que ocorre na dimensão evolucionaria anterior `a existência de sistemas astronômicos e biológicos, revelam que esta dicotomia conflitante já existia desde quando o avançar da luz criou a energia. Então a causa primeira destes instintos esta no Universo Elétrico?! Entao estes instintos fazem parte de um significado cosmico muito distante do nosso conhecimento? Entao seria impossivel exorcizar estes instintos da psique humana, pois toda vez que o cortassemos fora, a base energetica da carga genetica o traria de volta?

Sinto que acabamos de dar um grande passo na busca do entendimento destes insintos, porem, caimos numa dimensao muito distante e complexa, e nela teremos que esmiucar e buscar explicacoes.

Sera um efeito da diferenca entre sistema fechado e sistema aberto? Porque essa diferenca entre os efeitos da AC e da DC? Ok,… de subito nos surge a verdade de que nao avancaremos aqui senao voltarmos ao tempo da escola e pesquisar tudo o que define AC e DC.

( hipotese em desenvolvimento)

xxxx

The Fibonacci Spirals no Sol

Não apenas Ben Davidson e seu pessoal da Teoria do Universo Elétrico defende essa ideia, mas também a NOAH, do governo Americano desenharam a espiral de Fibonacci sendo vista no Sol. Ben diz que essa espiral e’ vista em todo lugar no Sol.

Isto une duas predições feitas a 30 anos atras tendo como base a formula da Matrix/DNA:

  1. Na origem dos sistemas biológicos entraram informações carregadas por fótons vindos de dois lugares principalmente: do Sol e do núcleo da Terra onde jaz um germe estelar. O processo que determinou estas duas vindas e’ o mesmo processo sexual mostrado pela formula, onde a energia da Terra seria feminina e a energia do Sol, masculina. Sendo assim, a energia do Sol opera com base na F5, que e’ a carga genética masculina emitida para fecundar a carga feminina na Terra. Ora,…
  2. A espiral de Fibonacci esta relacionada com o numero Phi, responsável pela simetria dos corpos que da ordem e beleza aos corpos. Mas a formula da Matrix/DNA mostra que no circuito sistêmico onde cai o numero de Phi (1,618…) e’ justamente a posição ocupada por F5. Sendo responsável pela função da reprodução, deduzimos que a simetria ocorre porque F5 copia ou reproduz a face esquerda dos sistemas e a situa a sua direita, para se tornar a face direita. Portanto a formula já havia previsto que o Sol produz F5, o qual e’ Phi, através da espiral de Fibonacci.

Grande evidencia para a teoria da Matrix e ótima informação fornecida por Ben Davidson, novamente.

xxxx

Teoria da Mente tendo como substância, um plasma:

Num frasco-câmara passa a corrente eletro-magnética gerada por dois magnetos. O ambiente dentro da câmara pode ser mudado, do vácuo total para atmosfera. Cada ambiente muda e produz um estado específico da corrente. Num ambiente ela se apresenta como plasma (no vácuo total), no outro se apresenta como linhas ou raios vibrantes de eletricidade ( quando a câmara e’ enchida com ar).

Dai me leva a suspeitar e elaborar os princípios de uma nova hipótese, quando junto isso com a formula da Matrix/DNA. Sabemos que as imagens das sinapses se assemelham ‘a imagem da energia na forma de raios, aleatórios. Isto acontece no ambiente da massa de neuronios. Mas dessa massa e destas sinapses, se produz a mente, os pensamentos, e mais exatamente em outro local, o neocortex. Então podemos suspeitar que no neocortex o ambiente e~diferente, e produz o outro estado desta energia, uma espécie de plasma.

A primeira questão aqui seria: se na câmara podemos ver o estado de plasma, porque o MRI que vê as sinapses não pode ver o plasma da mente?

( teoria a desenvolver ) 

xxxx

Elegant Simplicity

Ben defende que a teoria do Universo Elétrico e’ construída sobre argumentos que são elegantemente simples. O que define esta expressão? penso que se trata do seguinte: pega-se fenômenos naturais simples e conhecidos e interpreta-se de maneira diferente do que foi interpretado ate agora, mas de maneira que na imagem do simples se adivinha encriptado complexos significados, processos e mecanismos. Se for isso, isso e’ justamente o que e’ a Teoria da Matrix/DNA, principalmente ‘e o que sente ao ver a formula da Matrix.

Mas porque a Teoria do Universo Elétrico impregna estes fenômenos simples com elegância? Baseando-me na Teoria da Matrix/DNA, realmente deve existir um mundo elétrico como template, como substancia de fundo, do universo material que nossos sensores captam. Isto porque tudo tem inicio quando a onda de luz universal composta dos sete tipos de radiações eletromagneiticas, se expande infiltrando-se na substancia do espaço – que deve ser a dark matter – ela produz friccao neste contacto. O produto desta friccao e’ o que denominamos de energia, ou pode ser o mesmo que eletricidade. Então como essa luz contem em si o código para ciclo vital que e’ o que monta os sistemas naturais, ela passa esse código para a energia. Esta existindo no meio da dark matter, separa-a em porcões de acordo com cada tipo de sua vibração e assim cria as partes para montar os sistemas. Então, a energia ‘e o elo entre a dark matter – que fornece a massa para o hardware – e a luz, que e’ o software. Se realmente for assim, então e’ claro, a energia esta na base, como pano de fundo, de todas as coisas materiais desse Universo. Não se esta errando ao chamar isto de Universo Elétrico e realmente os modelos teóricos desta teoria são elegantemente simples – porque na verdade revelam uma complexidade estonteante e bonita.

xxxx

Teoria da Gravidade versus Teoria da Atracão da Eletricidade:

Mostrando como um lado e’ mais forte e puxa o mais fraco, Grahan sugere que esta eletricidade e’ o que mantem astros e galaxias unidos e não a hipotética força chamada de gravidade.

xxxx

Jatos cosmicos de luz dos buracos negros sugere a emissão de um circuito sistêmico vital pelo núcleo galáctico segundo a Matrix/DNA

A imagem de um jato emitido por uma região do espaço sideral ( onde, como Ben diz, o mainstream diz existir um buraco negro, mas ele não concorda com esse nome e teoria, e espera que se ache um nome melhor, justamente como nos da Matrix/DNA não concordamos e esperamos esse nome melhor) mostra o jato dividido em segmentos que são “equidistantes `a parte”, quer dizer, o jato e’ dividido em segmentos de tamanhos iguais e têm distâncias iguais entre si. Isto bate com o que sugeriu a Teoria da Matrix, 30 anos atras. Este emissor deste jato seria um astro executando a função número 1 da formula (F1) e ele deveria emitir o template do circuito por onde a semente ou germe de um novo astro vai percorrer tocado pelo processo do ciclo vital. Como este processo vem de energia produzida por uma onda de luz – e a onda de luz contem a formula para este processo vital – cada segmento antecipa uma das formas que o astro vai apresentar em determinada idade. Em outras palavras, se a Matrix/DNA estiver acertando aqui, este jato cósmico deve ser dividido em sete segmentos, cada qual composto pelo estado vibratório da frequência eletromagnética que ele representa. Muito boa previsão da Matrix e ótima informação do Grahan.

xxxx

Efeito Placebo: Efeito de ondas magnéticas emitidas pelo cérebro sobre a química do corpo…?

Estas possibilidades sugeridas pelo Universo Elétrico leva Ben Davidson a citar o The Global Consciousness Project

xxxx

Pesquisa:

Procurar no website de Ben e outros lugares, imagens dos dois magnetos lado a lado da câmara produzindo a visão da eletricidade, para por no site e fazer cartaz para palestra.

Thunderbolts project, The Electric Universe, e a Coincidência com Desenhos na Caverna

terça-feira, agosto 30th, 2016

xxxxxx

A descoberta da formula da Matrix/DNA e a sua sugestão de como foi a Historia Universal me levou a perceber também que a passagem do estado evolucionário na forma de sistema astronomico para o estado de biológicos –  na versão desta Historia – foi similar as narrativas misticas que fundaram as grandes religiões. Como não acredito que seres extraterrestres ou supernaturais estiveram aqui contando esta historia para humanos primitivos, elaborei a teoria de que cérebros humanos de 5 ou 10 mil anos atras não estavam tão lotados pela cultura humana como estão agora, e sendo mais virgens e vazios, propiciavam flashes com cenas relâmpagos sobre o passado remoto quando a Matrix/DNA era ainda aquele ancestral astronomico, e como aqueles homens nada sabiam de genética, astronomia, etc., pensaram estarem vendo cenas de outro mundo, como o Eden, etc. Todos os símbolos usados naquelas narrativas, assim como os enredos das fabulas, batem em cheio com a versão da Historia pela Matrix/DNA.

Agora me deparo com uma nova teoria sugerindo que os desenhos e hieroglifos feitos nas rochas das cavernas a milhares de anos atras são iguais a cenas de descargas elétricas no plasma do espaço sideral. Na faço a minima ideia do que são estas descargas, e os autores parecem serem excêntricos pensadores sem muito credito pela comunidade acadêmica, mas a coincidência apontada nesta teoria bate com a coincidência entre os mitos e a versão da Historia da Matrix. Então surge a possibilidade de que trate-se do mesmo fenômeno, e se for assim, estas descargas elétricas no espaço ocorrem tambem de alguma forma  a nível de DNA, dentro dos nossos corpos, portanto, os antigos não teriam visto isso no espaço mas dentro de seus próprios cérebros.

Então, obviamente teremos que abrir mais este capitulo de pesquisa. Cheguei a esta teoria através de posts do Scientific Lee, que defende sua teoria muito interessante denominada ” The Electric Universe”. Lee esta no Google+ com o grupo https://plus.google.com/u/0/collection/0bu-aB  apontou este vídeo de David Talbott e aproveitando os links abaixo vamos tentar entender esta teoria.

E’ importante estudar esta teoria por vários motivos. Primeiro porque ela combate o paradigma academico alicerçado na força gravitacional pelas teorias de Newton e Eisntein, para explicar a conexão entre os corpos separados do Universo. No lugar da gravidade eles defendem a “eletricidade” como força de conexão e transformações evolutivas. Ora, a Matrix/DNA considera este um gigantesco salto da inteligencia humana. Pois segundo a Matrix/DNA, a fundamental força são as ondas de luz natural, e quando estas se propagam na substancia espacial ( eter ou dark matter) ela provoca atritos com essa “massa” e desta friccao surge a eletricidade ( a qual pode ser confundida com energia). Então, entre a massa mais sua forca, a gravidade, e a luz fundamental, existe ainda a eletricidade, ou energia. E saltar da visão de mundo centrada na massa e gravidade para uma visão centrada na eletricidade e’ dar um gigantesco passo na direcao da verdadeira essência, a luz. A eletricidade são raios alternados ou corrente continua, portanto ela não pode conter codigos, ela rompe, desmancha, explode. A massa e um eterno continuo sem diversificações, inerte, portanto tambem não pode conter um codigo. Mas a luz sim pois ela mesma, em seu corpo completo, apresenta sete diferentes formas/frequências/vibrações e como defendemos em outro capitulo, esse corpo de uma onda de luz contem o código para todos os tipos de sistemas naturais conhecidos, de átomos a galaxias a cérebros humanos.

Segundo porque, quando a teoria do Universo Elétrico arrola evidencias, ela forca a ideia de que tudo no universo esta interconectado, o que bate com a Teoria da Matrix/DNA. Estas evidencias arroladas, muitas ainda nao foram aproveitadas por mim, e consistem de muitas figuras, fotos, etc., como as figuras do hour glass (ampulhetas) – que devo colher e utilizar.

Published on Jul 19, 2016

Evidence gathered from around the world has made abundantly clear that intense electrical activity above observers on earth was the subject of massive collective endeavors to record the forms on stone. Especially compelling is the rock art theme called the “stickman.”

In the illustrations above, a well-documented electric discharge form in the laboratory (two graphics on the upper left) is compared to the remarkably similar rock art carvings from different parts of the world.

The rock art stickmen above are taken from Anthony Peratt’s 2003 paper in “Transactions on Plasma Science” of the Institute of Electrical and Electronics Engineers. Peratt states his conclusion forthrightly: “[The recurring petroglyph patterns] are reproductions of plasma phenomena in space.”

Previous episodes: https://www.youtube.com/watch?v=piKuO… and https://www.youtube.com/watch?v=7e0iv…

Related Thunderblog: https://www.thunderbolts.info/wp/2016…

SUPPORT US ON PATREON AND WATCH OUR INFLUENCE GROW: “Changing the world through understanding of the Electric Universe.”https://www.patreon.com/tboltsproject

Subscribe to Thunderbolts Update newsletter: http://eepurl.com/ETy41
The Thunderbolts Project Home: http://www.thunderbolts.info
Essential Guide to the Electric Universe: http://www.thunderbolts.info/wp/eg-co…
Facebook: http://www.facebook.com/thunderboltsp…
Twitter: @tboltsproject
Electric Universe by Wal Thornhill: http://www.holoscience.com/wp/
Electric Universe T-shirts and Gifts: http://stickmanonstone.com/

xxxxx

Meu comentario postado no video do Youtube:

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli – July – 26 – 2016

These coincidences could be the same phenomenon found by Matrix/DNA Theory. If so, the rock art carvings are not about images saw in the sky, but saw inside the human brain as flashes triggered by memory of our own states when we were our ancestors, like atoms and galaxies.

Since that we – our genetics and DNA – are produced by the same universal natural formula of all natural systems, it is possible that the electric plasma discharge is occurring at the level of our neurons, and or DNA inside those neurons.

The discovery of the universal Matrix/DNA formula suggested a new version of Natural Universal History and by that, we have been surprised that the initial mithos that are the foundations of all religions describes by metaphors what really was and happened in the world before life’s origins. How could the ancient people do that? Our theory:

The ancient people had a brain not occupied by human culture of 5 or 10 thousands years. Their memories were fresh still producing instantaneous flashes of images of events that occurred billions years ago and continuing occurring, because we are made by the same formula that was made atoms and galaxies. But, since that people did not know about genetics, astronomy, etc., they thought that was seeing images from another world, a supernatural one. No, they was seeing the normal course of operations of that universal formula that are registered into our genetics.

By the way, thanks by this new and surprising issue, which is suggesting same thing, and I will research yours theory deeply.

xxxxx

Neste artigo com titulo e link abaixo, onde uma escritora ( Ghada Chehade do blog Ghada Soap Box) fala do Electric Universe. O post nao foi publicado, verificar se foi para moderacao ou se e’ muito extenso)

The Electric Universe Theory: A More Tenable Explanation of the Origin and Development of the Universe?

Louis Morelli – posted in July(07) – 26 – 2016

Slow down, Ghada…Electricity could be the product of friction of light waves passing through the space substance (dark matter, ether,etc), creating our material world (mass+energy). If so, the real essence that has all answers is not the effect (electricity,energy,) but… the light waves. Do you know that a natural light wave propagates by the same force that yours own body propagates ( grows in time and space)? Go to my website and see the electromagnetic spectrum described in the same way that we can describe the history of yours body life.

Of course, that when we leave the gravity universe for entering into the electric universe, we will learn lots more because electricity is next to the thru (light) than gravity.

The hour glass dynamics and structure is fundamental for understanding lots of things, more than light itself can say to us. Because the natural light waves are produced and ends as hour glasses. If you don’t know it, please, search the fundamental understanding about hour glass in the Physics of the Nobel Prize Hideki
Yukawa, explaining how is the glue between protons and neutrons at atomic nuclei.

But you can understand his hard technique description by merely using yours two hands. And you will see the image of yours insightful dreams.

Put yours two hands facing yours eyes. One hand is totally opened, the other is totally closed, like a point. The opened hand means a balloon full of energy (a hour glass full of sand). Then, the energy begins to escape at the direction of the closed hand. So, the opened hand begins to close because is going empty of sand (energy), and the closed hand begins to open, because is receiving energy.

Finally you have the inverted situation, right? In this way, when the proton is full it sends a signal of energy called pion towards the neutron, which has no energy. When the neutron receives all energy, it becomes a proton and the past proton now is a neutron.The whole matter in this Universe composed by atoms is supported by this tiny mechanism.

So, at the beginnings of this Universe there was the space and popping up these balloons full of energy at the side of points absent of energy. There was no matter because these “balloons” have short life. But when a full ballon joined with an almost dying point-balloon, they created the pion mechanism and voila – matter was manifested.

You need to understand that those balloons can be seen as spirals vortex, because the energy escapes spiraling like waves. And when this vortx are fragmented they becomes light waves. When a light wave ends, it is fragmented into photons. The photons try to reproduce a light wave creating dark energy or negative energy till re-composing the initial vortex. The hour glass.

Finally, if the Matrix/DNA Theory is right, the light waves produce at the Big bang had the code for life and all natural systems, till atoms and galaxies. It is like a genetic-computational program> Which suggests that in this Universe is occurring a natural process of genetic reproduction of the “thing that created it”. You can call it God, or a single natural system with consciousness, but everything here is natural, there is no magics. I will follow the development of the EU Theory with attention because they can get good data and expanding our knowledge… towards the last and superior instance: light waves and their ex-machine vortexes.

xxxxx

Outro video by Scientific Lee e meu comentario postado:

The Electrical Vine -2nd year- The Force Awakens.

Louis Charles Morelli

Louis Charles Morelli – 8/29/2016
I think it is good every time that somebody is observing nature (99% is after only money) and searching knowledge about nature with a different approach other than the academic mainstream. But when this person has a belief that he reached the Ultimate cause, the Absolute Truth, I think it is bad. Since that the microscopic human with their limited brains’ sensors can not reach the ex-machine cause, his/her knowledge will be deviated and his/her ideology will be a knowledge-stopper. The author here is doing interesting, honorable, observations, just at the field of real facts. I think we must support it. Beyond the real observable facts, comes the human interpretations about what is hidden, so, arises the theories, some of which can be scientifically falsified. The vortexes, the clockwise tendency, are evidences that these plants are being influenced by forces, which can be external, internal, or both. Putting names, brands in these hidden, unknown forces, like “electricity”, leads to deviation of knowledge. And believing that a human being can know the source of these forces, telling that this source belongs to a theoretical other world (like gods, spirits, etc.)), is not rational. It takes the control, the ability for manipulation, of this force out of the hands of man. Since this force is too much important ( electricity can kill humans and can be used for humans’ evolution), you becomes a kind of traitor, an enemy of Humanity. The clockwise spin related to the magnetic spin related to the axis direction, must be related to the fact that life choose left-handed molecules, the chiral phenomena. It means a bottom vortex spinning to left. But the inorganic world is most based on right-handed molecules, which means that another vortex, at the top gets the energetic cycle from the left circuit and begins another circuit right-handed. If you see the theoretical model of Matrix/DNA formula, the bottom vortex is at F1 and the top vortex is F4. It is a different approach to the same real fact, it reveals lots of things that yours approach is not revealing, it is suggesting that the basic force is light – electricity is produced by light waves propagating and generating friction in dark matter. In certain way the code for organizing matter into natural systems – like atoms, galaxies, plants and humans – is carried by energy, but energy is not the first cause of the code: it is imprinted in light waves. But, I will not fall in the same mistake: no god told me nothing, the Matrix/DNA world view is theoretical, under testing. And for sure, it can not be the Ultimate Truth, since that microscopic humans with limited brains can discover and understand it.
“The clockwise spin related to the magnetic spin related to the axis direction, must be related to the fact that life choose left-handed molecules, the chiral phenomena.”…I see YOU trust in magic…when I trust in what I have seen….your words?…are magical unicorn stories while mine give reason….Thanks for the comment….left spin is 137.5 degrees, the right is 160 degrees…..funny how I know that…where did it come from Louise?…do you even understand what i just wrote?
Louis Charles MorelliLouis Charles Morelli – 8/31/2016
No, and I need to know it: why the right is bigger? If my formulas are suggesting they have equal intensity-sizes? Oh, there is a common mistake when we can’t see where finishes a spin and begins other, maybe you are doing this mistake, or,.. my formulas are wrong.
Why biological systems (aka, life) are composed only by left-handed molecules? My explanation has no magics: my theoretical model of the state of the world and this galaxy minutes before producing organic matter here indicates that if the first aminoacids and nucleotides had right-handed molecueles, life and evolution could not exist as it exists today. I am opened and waiting another explanation, since ” I don’t believe in theories” neither mine. I need scientific proof.
Magic unicorns? It is not me using and believing in magic Christh. My naturalistic investigation began guided by the hard method of natural philosofy and always that the investigation was going into metaphysics I stopped and went back searching what I did wrong. That’s why there is no other world view produced by humans more rational than Matrix/DNA world view. If you think that you have more evidencies as proved facts on other theory, bring it to me.
You are observing Nature in locco, but I can hear the sound of cars, you are next to the asphalt. You go there in the morning and go back home in afternoon. I observed Nature in the middle of Amazon jungle ( Jamanxim Territory) where no white man went before and I stood there by seven years. So, my theory must be better supported by facts than your theory. But, at thetime I had no these modern and powerfull scientifics insrtument for medition and observation. You have some of them, that is why I respect your theory and I am glad that you are a human in search of knowledge, like me. I think that the dialogue, changing information, and studying one/another theory is useful for me, because I can correct my mistakes. Cheers…

 

 

Os ventos se propagam como a onda matricial?! E’ o que sugere o Codigo Morse nas Dunas de Marte

domingo, julho 17th, 2016

xxxx

Baseado no artigo:

Astronomos afirmam ter descoberto mensagem em codigo Morse nas dunas de Marte

www.jornalciencia.com/astronomos-afirmam-ter-descoberto-mensagem-em-

A visão de mundo da Matrix/DNA sugere explicações para fenômenos naturais que parecem “loucas”. Um cérebro comum não consegue processar  estas explicações ate perceber o seu sentido logico. Ao mesmo tempo esta visão de mundo esta sugerindo que a visão de mundo acadêmica, oficial e moderna, esta muito errada, parece coisa de louco. Então, quem ‘e o verdadeiro louco nesta historia? Ja dizia Nietzsche que ” o homem considerado anormal pela maioria das pessoas pode ser o homem correto, ja que esta maioria ‘e a anormal em relacao `a Verdade”. Mas, não vamos tirar ainda conclusões precipitadas.

Veja o link cima e na seção de comentários, a minha explicação deste fenômeno.

 

E no inicio, ondas de luz do Big Bang penetraram a substancia do espaço imprimindo a formula vital da Matrix/DNA

quarta-feira, julho 22nd, 2015

xxxx

Músico usa a Ciência para Ajudar a ver o Som…

https://www.youtube.com/watch?v=Q3oItpVa9fs

Uma série de experiências de visualização de som formam a base do vídeo da música para um novo single pelo músico Nigel Stanford. Em teoria, sabemos como é que as ondas sonoras seriam visualmente se pudéssemos vê-las, mas não é todos os dias que podemos testemunhar com os nossos próprios olhos sobre os efeitos que produzem no mundo. Existem realmente um número de experiências científicas que podem ser utilizadas para produzir um efeito visual prático em resposta ao som. Seis delas foram usadas ​​por Nigel Stanford, músico da Nova Zelândia, que, junto com o director Shahir Daud, juntou-as para formar o vídeo da música “Cymatics“, o single do seu álbum recém-lançado “Solar Echoes“. O vídeo de “Cymatics” – nomeado para o estudo do som visível – representa cada faixa de áudio com uma visualização diferente. E, em vez de criar as visualizações como uma resposta para a pista, foram essas visualizações que formaram a base para a composição da faixa musical. O teclado secundário usa um Prato Chladni, uma placa de metal fina que vibra quando as ondas sonoras correm sobre ele, causando looping, padrões ondulantes que adoptam formas na areia polvilhada sobre a superfície. Stanford experimentou com o teclado, e escolheu as quatro notas que ele pensou que produziram os melhores padrões, mantendo-os o tempo suficiente para os padrões se formarem – um motivo melódico lento. A faixa base usa um prato fino de água colocada num altifalante. O som cresce através do altifalante e faz com que a água ondule adopte diversas formas. Duas frequências diferentes produziram padrões interessantes, e o líquido utilizado foi vodka congelado, que tinha viscosidade suficiente para produzir ondas eficazes. O tambor utiliza uma mangueira ligada a um subwoofer. Embora pareça que a água está a torcer-se numa onda senoidal de pé, isto é realmente uma ilusão. A frequência da onda deve ser a mesma que a taxa de quadros da câmara, a fim de produzir o efeito visual direito quando filmado. Por esta razão, Stanford ficou-se pelos 25 Hz. O teclado principal utilizou ferro fluido – material magnético, microscópico suspenso num fluido transportador. Este foi colocado num prato raso e longo, contendo ímãs ativados pelas teclas. O órgão usa um “Rubens’ tube“- um tubo perfurado com furos ao longo de um lado.Gás inflamável é alimentado para dentro deste tubo a uma taxa controlada – tal como um bico de Bunsen – e os furos são iluminados, o que produz uma linha de chamas. Quando a frequência de áudio é constante e lançada para dentro do tubo, ele cria uma onda vertical, empurrando o gás em padrões. Stanford escolheu três tons diferentes para produzir três ondas diferentes. Finalmente, as faixas todas juntas no clímax do vídeo são representadas usando uma Bobina de Tesla – com Stanford e o seu duplo vestidos em malhas ternos de Faraday, que capta a eletricidade em redor do exterior protegendo a pessoa dentro do fato. “Em 1999, eu assisti a um documentário sobre sinestesia – uma doença que afeta as funções visuais e áudio do cérebro. As pessoas com tal distúrbio ouvem um som quando vêm cores brilhantes, ou vêm uma cor quando ouvem vários sons. Eu não tenho esta patologia (acho eu), mas sempre senti que as frequências graves são o vermelho, e as frequências agudas são brancas”, escreveu Stanford. “Isto fez-me pensar que seria interessante fazer um vídeo de música, onde cada vez que um som é reproduzido, é possível visualizar um elemento visual correspondente. Muitos anos depois, eu vi alguns vídeos sobre “Cymatics” – a ciência de visualizar frequências de áudio – E a ideia para o vídeo nasceu”

Sol Campo Magnético Vira ao Contrário! Completo Mistério

terça-feira, outubro 21st, 2014

Tenho o maior mêdo quando penso no gigantesco tamanho e na descomunal fôrça do Sol que está sempre se movendo internamente e me lembro que a qualquer momento um revertério qualquer naquela caldeira efervescente pode nos eliminar aqui num piscar de piolhos… digo,… de olhos.

Existimos por um fio, como se estivéssemos equilibrando no fio da navalha! A unica coisa que poderia evitar o inteiro desaparecimento da espécie humana por um minimo evento fora do normal no Sol seria uma rápida evolução cientifica e tecnológica. Os dinossauros não foram avisados que iria cair um meteorito, mas nossa ainda engatinhante tecnologia espacial nos pode avisar e ao menos, saber antes que vamos ter sérios problemas. Mas a maior ameaça não vem de corpos perdidos movendo-se no espaço, e sim, das súbitas emissões de chamas carregadas de energia, pelo Sol. Basta lembrar-nos de como nosso corpo depende do relógio biológico, do ciclo arcadiano, quando a simples luz do Sol faz nosso cérebro produzir a melatonina que nos faz dormir ou acordar. Basta aquela caldeira pender um pouquinho para um lado, o seu caldo se acumular muito deste lado, e essa energia muda, somos torrados ou congelados aqui em minutos! É estonteante como o sistema solar tem funcionado perfeitamente como um relógio, mas ele não é um relógio, pois ele muda, nasce, vive e morre, e todo relógio pode apresentar problemas no seu mecanismo. E nós existiremos aqui apenas enquanto o relógio sideral não for penetrado por alguma poeirinha, ou por alguma radiação cósmica anormal!

Portanto deveríamos investir muita energia e trabalho na busca do  desenvolvimento do conhecimento do que é, como foi formado, e como funciona, o Sol e este sistema inteiro onde está nosso planeta. E quando lemos artigos como esse do link abaixo – feito por quem mais entende de Sol, como o pessoal da NASA – no qual os cientistas confessam não terem ainda a minima idéia de como e porque acontece as constantes mudanças eletro-magnéticas no Sol, que alcançam o nosso planeta,… realmente ficamos preocupados. É preciso urgente trabalhar isso, e todos os humanos, colaborando de alguma forma, que ninguém queira ficar nas costas dos que trabalham pois se muitos fizerem isso, o barco todo vai para o fundo, como foram os dinossauros.

A cada 11 anos o fluxo de energia dentro do Sol pula do seu polo norte para o polo sul! Isso causa na superfície do Sol gigantescas labaredas de fogo energético que chegam aqui no nosso planeta. Este planetinha construiu em volta de si uma espécie de armadura na sua atmosfera para impedir que estas partículas alcancem o solo, mas… nós estamos cavando buracos nesta capa e se as partículas souberem disso… estamos fritos. Mas o fato mais intrigante é esse pulo instantâneo de energia de um lado para outro, num astro daquele tamanho e que todo mundo pensava ser quieto, estável, equilibrado, eterno, e sem explicações! Mas enquanto os cientistas coçam a cabeça intrigados procurando uma explicação, o meu modelo teórico astronomico está sugerindo um monte de explicações de detalhes e o quadro completo do que está acontecendo! E como precisamos que os cientistas tenham estas respostas! Antes que seja tarde demais…

Mas a minha explicação parece vir do outro mundo e eles não entenderiam nada sem antes conhecer toda a nova visão do mundo que calculei na selva. O Sol – segundo estes modelos – tem que ser visto como algo dinâmico seguindo as mesmas sequencias e processos que seguem os seres vivos controlados por um processo maior chamado de ciclo vital. É preciso ver um Sol vivo, e eles estão vendo e acreditando num Sol morto! O Sol muda bruscamente o polo onde concentrar sua energia porque ele foi formado por um ancestral que tinha um ciclo de vida, que nascia, morria e renascia, se auto-reciclando. O Sol herdou este mecanismo assim como eu herdei o mecanismo digestivo de uma ancestral lagartixa. Ele não nasce e morre a cada 11 anos porque tem um segundo sistema servindo como feed-back que retroalimenta o sistema superficial, mas ele não pode e não consegue evitar este ciclo herdado. E essa herança vem desde os instantes iniciais do Universo, quando o primeiro sistema ancestral do Sol, e nosso tambem, era apenas uma onda de luz… Portanto tambem temos que ver na minha teoria o meu modelo de onda de luz para entender porque o Sol vira a caldeira de boca para baixo e depois desvira-a novamente a cada 11 anos. Eu não tenho meios para apresentar e discutir esta teoria com os cientistas, e mesmo que tentasse, chamariam os seguranças e mandariam me levar para o manicômio ( ainda bem que os tempos mudaram pois se fossem os cientistas-mor da Idade Média, me mandariam para a fogueira). Realmente isso tudo é uma situação inacreditável! Mas vamos lá… abordar esse problema da virada dos polos do Sol.

How the Sun’s Magnetic Field Works (Infographic)

http://www.space.com/22393-sun-magnetic-field-explained-infographic.html

What Causes the Sun’s Magnetic Field Flip?

http://www.space.com/22310-sun-magnetic-field-flip-mystery.html

Sun's Magnetic Field to Flip

Credit: NASA

A seguir, cópia do meu meu post postado no Space.com:

Louis Charles Morelli ·  Top Commenter · Works at Self employed – Outubro, 23, 2014

Excellent materials, but, with some “philosophical” problems, which generates new theories which leads to deep knowledge. Here we are describing what happens, without the explanations “why and what’s?” But, when describing something that we does not know in full, we use wrong words. Like the word “flip” used here. Then, it has been a big mystery this cycle of 11 years, due we are using the wrong concepts. Answers must be search at ancestors, going down till the first causes at the Big Bang. Which were the ancestors of astronomical systems? I think, they were, the next ones, the atomic systems. Explanations for why the sun flips must be searched at the flipping of atoms, the particles that goes from protons to neutrons and goes back. . And so on, till the Big Bang. So, following this kind of method, Matrix/DNA Theory is suggesting that the changing of polarities are not flipping, because it is a continuing move. If you see the Matrix/DNA formula for natural systems, you will add some understandings to this phenomena. The finishing of a cycle produces the beginnings of a new cycle, at closed systems, like astronomical ones. Using a bar magnet for illustrating what is happening is not a good idea. At closed systems, dying is born, and born is dying, at same time. So, about the sun’s polarities, south is north and north is south, at same time. Same thing happens at atoms, when a proton becomes a neutron e neutron becomes proton. It is different from opened systems, when death does not causes birth.

xxxx

Informações uteis do artigo:

– If you’re confused about the sun’s impending magnetic field flip, don’t feel bad — scientists don’t fully understand it, either.

– “We still don’t have a really self-consistent mathematical description of what’s happening. And until you can model it, you don’t really understand it — it’s hard to really understand it.”

– During the field flip, the sun’s polar magnetic fields will weaken all the way down to zero, then bounce back with the opposite polarity.

Matrix/DNA: “Na formula da Matrix/DNA, quando o fluxo alcança F7, o sistema “morre” durante um período, enquanto sua matéria estiver fragmentada, indo compor F1. De fato, F7 e F1 são as duas pontas opostas do fluxo. A informação abaixo ( regiões ativas geram ou alimentam o campo magnético que toma a direção do polo e quando neste se concentra, causa a reversão para o outro polo), sugere que regiões são ativadas de acordo com o avançar da sequencia/vibração da onda de energia tal como modelada pela Matrix/DNA. Isto sugere ainda que o Sol é composto de camadas circulares ( provavelmente sete camadas) pelas quais passa a onda de energia, causando cada camada vibrar operar na sua especifica frequência, dominando as outras seis camadas/frequências. Então realmente parece que a formula da Matrix, e mais exatamente o building block dos sistemas astronômicos está embutido no Sol. Portanto vamos trazer a formula para cá nos seus dois aspectos:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Para o Sol, cada volta que o fluxo de energia dá no circuito esférico da formula, corresponde a 11 anos.

Matrix/DNA: O template para todos os sistemas naturais, de átomos a nucleotideos a galáxias e células. O circuíto energético padrão.

Matrix/DNA: O template para todos os sistemas naturais, de átomos a nucleotideos a galáxias e células. O circuíto energético padrão.

Observe na base inferior da figura acima, quando a estrela se desmancha em poeira, dirigindo-se ao turbilhão. É neste trecho do circuito que acontece a mudança dos polos.

E mais o gráfico do espectro de uma onda eletromagnética segundo a Matrix/DNA:

Light - The Electro-Magnetic Spectrum - by Matrix/DNA

Light – The Electro-Magnetic Spectrum – by Matrix/DNA

Considere-se que o fluxo elétrico magnético tem inicio no núcleo solar, o qual, corresponde à fonte à direita da onda, ou onde a onda começa como raio gama. Quando atinge a ponta do polo a onda está em F7, ou onda radio, e aquele pedaço de linha tracejada à esquerda corresponde ao período quando o magnetismo solar decai ao ponto zero. De alguma maneira a onda recomeça no núcleo outra vez ( no polo correspondente ao inicio do fluxo, que não sei se é o Sul ou o Norte) e isto sugere que a ativação de cada camada gera material e/ou energia degradada que ao invés de ser expulsa do Sol, ela se dirige internamente rumo ao centro, num simples comum processo de entropia de sistemas fechados. Quando se acumula essa massa/energia degradada no centro, reativa a atividade do núcleo.

xxxx

– “The magnetic field from active regions makes its way toward the poles and eventually causes the reversal,” 

– “The field reversal is nothing to worry about, Scherrer and Hoeksema stress; it won’t spawn any big solar storms or otherwise cause problems for people here on Earth. Its chief effect on us, in fact, will likely be beneficial.”

Matrix/DNA: Precisamos urgentemente conhecer o quadro inteiro do sistema solar no seu nível eletro-magnético, pois isso deve influenciar enormemente o corpo humano, talvez a psique, etc. Alem do que podemos desenvolver em muito nossa tecnologia, com esse conhecimento.

– “The sun’s slowly rotating magnetic field induces an electric current in a huge surface that extends from our star’s equator far out into the solar  system.”

Matrix/DNA: “Aqui está o ponto principal dessa necessidade urgente de conhecimento. O campo elétrico magnético do Sol, começa nele mas se estende por todo o sistema solar, portanto passando por aqui, atravessando nossos corpos, e produzindo sabe-lá que efeitos…

– “The polar fields have been getting weaker and weaker over the last 30 years, and so also the following sunspot cycles have been getting weaker over the years,” he said. “We don’t really understand why, or even if that’s the cause or if they’re both symptoms of the same thing. It’s a fun and interesting puzzle.”

Matrix/DNA: Deve haver então outro nível de eventos onde a onda se repete, porem num período maior que 30 anos. Talvez seja influencia da onda que pervade a galaxia?…

Meu post publicado no Space.com

Mike, these researchers need to know the astronomical model from Matrix/DNA Theory that suggests an explanation for these flips. But is impossible to have any clue if not seeing the pictures of those models ( You can Google the article: Sol Campo Magnético Vira ao Contrário! Completo Mistério ).

We need understanding that this solar system works as any natural system and its formations/functionality obeys the universal formula for systems, which is still unknown by those researches ( it is only at my website). The formula has a flow of energy which mimics the sequence of frequencies/vibrations of any light wave. This flow has a beginning point and an end point, which are the electric-magnetic “poles”. Since that the flow performs the known vital cycle process, it dies and reborn again, at each period of 11 years. But, only one pole ( be it south or north poles) is related to the beginning, the other being related to the end, then, that’s the cause of the flips.

There are a lot of details about the sun’s cycle suggested by Matrix/DNA’s models, and human kind need to know how it works, quickly, because these electric-magnetic waves are reaching us here, crossing ours bodies, with effects for our health, and besides that we can improve our technology.  Matrix/DNA Theory is result of a different approach/method never applied before, the results are suggesting a new meaning of this universal Nature never thought before, but, due the increasing accumulations of evidences and the amount of proved right predictions, besides the fact that it is entirely rational, deserves a quickly look by those researches.

Imagem dos Tornados Iselle e Julio Lembram as Origens do Universo ! Mera Coincidencia?

quinta-feira, agosto 7th, 2014

xxxxxx

Hurricanes Iselle and Julio Nearing the Hawaiian Islands

Hurricanes Iselle and Julio Nearing the Hawaiian Islands

NASA



In early August 2014, not one but two hurricanes were headed for the Hawaiian Islands. Storms arriving from the east are a relative rarity, and landfalling storms are also pretty infrequent.

On Aug. 5, the Visible Infrared Imaging Radiometer Suite (VIIRS) sensor on the Suomi National Polar-orbiting Partnership (NPP) satellite captured natural-color images of both Iselle and Hurricane Julio en route to Hawaii. This image is a composite of three satellite passes over the tropical Pacific Ocean in the early afternoon. Note that Iselle’s eyewall had grown less distinct; the storm had descreased to category 2 intensity. The bright shading toward the center-left of the image is sunglint, the reflection of sunlight off the water and directly back at the satellite sensor.

Image Credit: NASA image by Jeff Schmaltz, LANCE/EOSDIS Rapid Response. Caption Credit: Mike Carlowicz.

Comentário da Matrix/DNA:

Foi bater os olhos nesta imagem e lembrar-me dos desenhos feitos na selva há 30 anos atrás quando iniciava a perceber a existência da Matrix e tentava calcular como ela teria surgido. Não é de todo um descalabro ou desvario mental comparar o que ocorre na atmosfera terrestre com o que ocorreu na atmosfera do Universo primordial, pois a atmosfera de qualquer lugar do Universo hoje é mero produto evolutivo da atmosfera primordial… claro, isto é pura lógica. Não é a tremenda complexidade de hoje resultante das diferentes combinações das partículas-informação originais que vai nos cegar para este imperativo da lógica naturalista.  O fato de fazer-mos mentalmente esta conexão no tempo e espaço tão distantes entre si é fundamental para ver no fenômeno acontecendo na atmosfera terrestre – o qual é de muita importância porque afeta nossas vidas – elementos e fôrças que aqueles que não fazem este exercício mental não estão percebendo. Por exemplo, esta nova maneira de ver os fenômenos naturais está sugerindo que a energia solar tem grande influencia na formação e direção dos tornados, e que existe a possibilidade da Humanidade atuar também influenciando nesse processo, de maneira que lhe convenha.

Como me falta tempo agora para terminar este artigo, apenas copio abaixo o comentário que postei na noticia da NASA. Mas antes, para os que nada entendem da Matrix/DNA:

Os desenhos feitos na selva na época eram baseados em varios assuntos, tais como:

1) A Física do Prêmio Nobel Hideki Yukawa quando teoricamente calculou como seria a cola nuclear que liga prótons e nêutrons no núcleo atômico. Tenho artigos aqui falando dos “balões ou bolhas-rodamoinhos de Yukawa”, pois eles são fundamentais para começar a se entender como esta matéria organizada em sistemas se manifestou e afirmou neste Universo, e sobre de onde estes bits-informação vieram;

2) A intuição de que o Universo é meramente o palco onde está ocorrendo um processo natural de reprodução genética do desconhecido sistema que havia ou ainda há antes dele. A partir desta intuição comecei a calcular como teriam os bits-informações atuados pelos mesmos processos que os genes atuam a partir do “big bang” da fecundação;

3) A transferência do sistema galáctico e/ou solar para a forma de primeira célula biológica, através de fótons vindos de estrelas como o Sol e do núcleo terrestre; etc…

Comentário postado na noticia da NASA: ( para não ser lido por inteiro porque está em sofrível inglês ( preciso de alguém fazendo as revisões), porque leva o leitor a um palavreado e linguagem que parece de outro mundo, porque expressa uma visão de mundo totalmente diferente e contraria ao que o leitor acredita e portanto, para ser apedrejado… mas tenho que ir insistindo em cumprir a minha missão).

Louis Charles Morelli – 2:07 PM – Thirsday, August 7, 2014
Why this image remembers the beginnings of the Universe, where two opposite spinning groups of microscopic quantum tornadoes made off the first material particles?!
What’s the role of sunlight at tornadoes formation and maintenance?
Suggestions from Matrix/DNA Theory are that the Sun is  a kind of station for repetition and re-transmission of the light waves produced by a pulsating Universe. And… “since that the light waves emitted by “big bangs” penetrates inertial dark mater and imprints the process of life’s cycles, they are the creator of primordial natural systems, from atoms to galaxies”. In the Cosmos universal light waves are fragmented into microscopic particles-vortexes called photons; here, at Earth’s surface, Sun’s photons makes the reverse way, creating giants vortexes. (?)

What do you think?  Will be the human control of hurricanes dependable of more knowledge about the role of Sun’s energy?

Luz e Teoria do Big Bang (Inflation Theory): Evidencia Para Teoria Academica; Hipótese contra Matrix/DNA

terça-feira, março 18th, 2014

A teoria acadêmica sugere que houve uma explosão e e m questões de segundos o Universo se expandiu para o tamanho normal. Agora parece que encontraram mais evidencias suportando a teoria. Para a teoria da Matrix/DNA – que projeta o processo da origem e formação do corpo humano durante embriogenese para o processo de origem e formação do Universo, não poderia haver tal rapida expansão ( preciso pesquisar qual a velocidade da multiplicação das primeiras celulas formando a mórula). Mas houve uma rapida expansão da luz emitida pelo Big Bang, atrvés da dark matter, que preenchia o espaço. O problema agora é inquirir os fisicos daquela teoria o que entendem por Universo, se acreditam que essa expansão foi criação espontanea da matéria do Universo. Pois para mim a evicdencia que encontraram aqui foi de expansão da luz e não do Universo. É certo que apenas quando a luz preencheu o espaço, a dark matter se tornou massa + energia, e nesse caso, se poderia dizer que o Universo formou-se nessa rapida velocidade, mas não houve expansão da matéria. Artigo copiado abaixo porque será necessario pesquisar item por item.  Ver outros artigos.

New evidence from space supports Stanford physicist’s theory of how universe began

http://news.stanford.edu/news/2014/march/physics-cosmic-inflation-031714.html

The detection of gravitational waves by the BICEP2 experiment at the South Pole supports the cosmic inflation theory of how the universe came to be. The discovery, made in part by Assistant Professor Chao-Lin Kuo, supports the theoretical work of Stanford’s Andrei Linde.

Almost 14 billion years ago, the universe we inhabit burst into existence in an extraordinary event that initiated the Big Bang. In the first fleeting fraction of a second, the universe expanded exponentially, stretching far beyond the view of today’s best telescopes. All this, of course, has just been theory.

Researchers from the BICEP2 collaboration today announced the first direct evidence supporting this theory, known as “cosmic inflation.” Their data also represent the first images of gravitational waves, or ripples in space-time. These waves have been described as the “first tremors of the Big Bang.” Finally, the data confirm a deep connection between quantum mechanics and general relativity.

“This is really exciting. We have made the first direct image of gravitational waves, or ripples in space-time across the primordial sky, and verified a theory about the creation of the whole universe,” said Chao-Lin Kuo, an assistant professor of physics at Stanford and SLAC National Accelerator Laboratory, and a co-leader of the BICEP2 collaboration.

These groundbreaking results came from observations by the BICEP2 telescope of the cosmic microwave background – a faint glow left over from the Big Bang. Tiny fluctuations in this afterglow provide clues to conditions in the early universe. For example, small differences in temperature across the sky show where parts of the universe were denser, eventually condensing into galaxies and galactic clusters.

Because the cosmic microwave background is a form of light, it exhibits all the properties of light, including polarization. On Earth, sunlight is scattered by the atmosphere and becomes polarized, which is why polarized sunglasses help reduce glare. In space, the cosmic microwave background was scattered by atoms and electrons and became polarized too.

Our team hunted for a special type of polarization called ‘B-modes,’ which represents a twisting or ‘curl’ pattern in the polarized orientations of the ancient light,” said BICEP2 co-leader Jamie Bock, a professor of physics at Caltech and NASA’s Jet Propulsion Laboratory (JPL).

Gravitational waves squeeze space as they travel, and this squeezing produces a distinct pattern in the cosmic microwave background. Gravitational waves have a “handedness,” much like light waves, and can have left- and right-handed polarizations.

“The swirly B-mode pattern is a unique signature of gravitational waves because of their handedness,” Kuo said.

The team examined spatial scales on the sky spanning about 1 to 5 degrees (two to 10 times the width of the full moon). To do this, they set up an experiment at the South Pole to take advantage of its cold, dry, stable air, which allows for crisp detection of faint cosmic light.

“The South Pole is the closest you can get to space and still be on the ground,” said BICEP2 co-principal investigator John Kovac, an associate professor of astronomy and physics at Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics, who led the deployment and science operation of the project. “It’s one of the driest and clearest locations on Earth, perfect for observing the faint microwaves from the Big Bang.”

The researchers were surprised to detect a B-mode polarization signal considerably stronger than many cosmologists expected. The team analyzed their data for more than three years in an effort to rule out any errors. They also considered whether dust in our galaxy could produce the observed pattern, but the data suggest this is highly unlikely.

“This has been like looking for a needle in a haystack, but instead we found a crowbar,” said co-leader Clem Pryke, an associate professor of physics and astronomy at the University of Minnesota.

Physicist Alan Guth formally proposed inflationary theory in 1980, when he was a postdoctoral scholar at SLAC, as a modification of conventional Big Bang theory. Instead of the universe beginning as a rapidly expanding fireball, Guth theorized that the universe inflated extremely rapidly from a tiny piece of space and became exponentially larger in a fraction of a second. This idea immediately attracted lots of attention because it could provide a unique solution to many difficult problems of the standard Big Bang theory.

However, as Guth, who is now a professor of physics at MIT, immediately realized, certain predictions in his scenario contradicted observational data. In the early 1980s, Russian physicist Andrei Linde modified the model into a concept called “new inflation” and again to “eternal chaotic inflation,” both of which generated predictions that closely matched actual observations of the sky.

Linde, now a professor of physics at Stanford, could not hide his excitement about the news. “These results are a smoking gun for inflation, because alternative theories do not predict such a signal,” he said. “This is something I have been hoping to see for 30 years.”

BICEP2’s measurements of inflationary gravitational waves are an impressive combination of theoretical reasoning and cutting-edge technology. Stanford’s contribution to the discovery extends beyond Kuo, who designed the polarization detectors. Kent Irwin, a professor of physics at Stanford and SLAC, also conducted pioneering work on superconducting sensors and readout systems used in the experiment. The research also involved several researchers, including Kuo, affiliated with the Kavli Institute for Particle Astrophysics and Cosmology (KIPAC), which is supported by Stanford, SLAC and the Kavli Foundation.

BICEP2 is the second stage of a coordinated program, the BICEP and Keck Array experiments, which has a co-principal investigator structure. The four PIs are Jamie Bock (Caltech/JPL,) John Kovac (Harvard), Chao-Lin Kuo (Stanford/SLAC) and Clem Pryke (UMN). All have worked together on the present result, along with talented teams of students and scientists. Other major collaborating institutions for BICEP2 include the University of California, San Diego; University of British Columbia; National Institute of Standards and Technology; University of Toronto; Cardiff University; and Commissariat à l’Énergie Atomique.

BICEP2 is funded by the National Science Foundation (NSF). NSF also runs the South Pole Station where BICEP2 and the other telescopes used in this work are located. The Keck Foundation also contributed major funding for the construction of the team’s telescopes. NASA, JPL and the Moore Foundation generously supported the development of the ultra-sensitive detector arrays that made these measurements possible.

Technical details and journal papers can be found on the BICEP2 release website: http://bicepkeck.org

xxxxx

Mais informacoes neste artigo:

Big questions confront astronomers as Big Bang signs become clearer

Read more: http://www.sciencerecorder.com/news/big-questions-confront-astronomers-as-big-bang-signs-become-clearer/#ixzz2wSWHFkQH

They also found the first direct evidence of gravitational waves—ripples in  space-time caused by the Big Bang’s unimaginably momentous impact. Albert  Einstein had predicted gravitational waves in his general theory of relativity,  and their supposed existence had allowed for a rare exception to the rule that  nothing can travel faster than light: The explosion ripped apart space-time and  sent matter flying outward at faster than light speed, in a process that  researchers call “cosmic inflation.”

xxxxx

Um Universo que não cabe no Nobel

http://teoriadetudo.blogfolha.uol.com.br/2014/03/19/um-universo-que-nao-cabe-no-nobel/#comment-74387

E meu comentario postado aqui ( não publicado, aguardando moderação)

  1. Your comment is awaiting moderation.
    Louis Morelli comentou em 19/03/14 at 9:30 pm

    Voce diria que o dedo do pianista, ao tocar uma nova tecla, está deixando uma marca na musica de fundo? Acho que sim, e é isto que o BICEP2 encontrou, uma nova nota na criação da musica universal, o tal cosmic background microwave. Mas temos um sutil problema aqui: a interpretação humana e partindo de fisicos e matematicos é como a interpretação de um cego de como seria o corpo de um elefante apenas tocando o rabo dele. Impossivel acertar com a complexidade da verdade final.

    O que me deixa aturdido é a insistencia do homem moderno ainda alimentando o “pensamento magico”. Coisas como “o que deflagrou o Big Bang foi um minusculo ponto de energia super-condensada”, ou como “Something from Nothing”, que é o best-seller atual dos estudantes encantados, ou ainda que “o cérebro de macacos produziu a auto-consciencia”.
    Existem algumas evidencias ( ainda indiretas) de que o Universo material nasceu de uma “explosão”. Mas para interpretar os significados existencias do Universo e desta possivel explosão, os acadêmicos materialistas ao invés de acreditarem no pai de carne e osso, inventam e acreditam num Papai Noel. “Era uma vez, um minusculo ponto magico que criou tudo isso que aqui está…desde a formidavel maquina Newtoniana, desde o incrivel DNA, até esta misteriosa mente humana…Vibrações quanticas flutuando no Nada Absoluto…voce não é capaz de senti-las?!” Qual a diferença com os apostolos que diziam “eu ouço vozes vindas de Deus, voce não?!”
    Aqui e agora, debaixo dos nossos narizes, a natureza está aplicando nanotecnologia e giantologia ( bem, acabei de criar uma nova palavra, na falta de outra). Ela pega um humano adulto com 80 quilos, dois metros, 25 anos de idade, e enfia ele todo dentro de um minusculo cromossoma. Entao esse cromossoma “explode” seu envelope externo no centro de um óvulo e …voilá!…tem origem um novo corpo, um novo sistema natural. Nos momentos após a “explosão” uma célula inicial começa a se multiplicar aceleradamente, formando a mórula, blástula, etc. Eu não vejo como contestar que esse comprovado processo não seja`à imagem e semelhança do processo que as pouquissimas indiretas evidencias que temos estão indicando como nasceu este Universo. Mas se irritam com essa possibilidade como qualquer criança se irritaria com os pais explicando que ela está conversando com amigos imaginarios no céu, ou que não existe Papai Noel, não existe evidencias de magicas aqui, nem mesmo as supostas aplicadas pelo acaso absoluto usando sua varinha de produzir eventos por acidente. Eu suponho que A Natureza não engana suas criaturas: ela faz as coisas escondidas de nós pelo tamanho do espaço e do tempo, do mesmo jeito que faz as coisas aqui na frente dos nossos narizes. Quando queres saber como ela fez no passado ou num lugar muito distante, pergunte humildemente à sua mãe natureza, ela te mostra aqui e agora um parametro onde se aplica o mesmo processo. Acho que houve expansão rapida de luz emitida pelo Big Bang penetrando a massa inerte e eterea que preenche o espaço a qual denominam dark matter mas como essa luz carrega o código da vida, ela dividiu por frequencias e vibraçoes essa massa em corpos moventes, diferenciados, funcionais, e assim criou os primeiros sistemas, como atomos, galaxias, assim como naquela mórula um elemento quase invisivel, chamado código genetico, se espalha e começa a diferenciar a blastula em órgãos diferenciados. Eu tentei este caminho iniciando pela observação dos sistemas biologicos aqui e agora e descendo na escala do tempo e espaço para inquirir o que foi a origem do mundo material, meu resultado final é que uma teoria do tudo tem que envolver não apenas fisicos e matematicos, mas biologos, neurologistas, quimicos, pois até meu modelo de galaxias indicam uma cobertura de propriedades vitais. Acho que fisicos e matematicos são muito bons para estudar o esqueleto, mas dai para explicarem a parte carnal e mental do meu corpo… ou os mistérios de um Universo que tinha informações para criar a vida e a mente, as notas musicais para compor essa universal ópera, vai uma grande distancia. Se queres ver meus modelos procure aqui: “The Universal Matrix of Natural Systems and Life’s Cycles”.

    Comentario postado no artigo e resposta da Matrix/DNA: 

    Lúcio T. Fernandes comentou em 19/03/14 at 11:56 am Responder

    A teoria do Big-Bang parte do raciocínio inverso da constatação de que as Galáxias estão se afastando entre si: Se elas estão se afastando entre si, então houve um tempo em que todas estavam juntas.

    Porém, para considerá-la válida, é preciso desconsiderar o paradoxo do espaço e tempo – exatamente para que seja objeto da ciência. Daí derivariam as perguntas:

    01. Houve um início absoluto para a contagem do tempo. Ora, então o que havia antes dessa contagem? Nada?! Então como que do nada surge a contagem do tempo?

    02. O Universo está em expansão. Ora, então o que existe para além de suas fronteiras? Nada?! Uma placa escrita “aqui o o limite do universo”?

    Posta essas razões faz sentido acreditar que “no universo nada se perde, mada se cria; tudo se transforma”; ou seja, o universo a cíclico.

    Como para ser objeto da ciência é preciso estar sujeito ao espaço e tempo e fazer, até que não tenhamos a capacidade de desenvolver um experimento que reproduza tais condições, não teremos a capacidade de entender o universo em sua total extensão – o que entendo por Deus.

    Louis Morelli comentou em 20/03/14 at 8:37 pm

    De que estás falando, Lucio?! Não é o Universo nem a natureza universal que faz contagens do tempo, e sim a espécie humana, que inventou isso. Não existe uma entidade ou substancia ou força natural denominada “tempo”, isto é apenas noção humana para situar cronologicamente os eventos numa sucessão que torne a história natural mais compreensivel.

    O que existe alem das fronteiras do Universo? Voce quer dizer “alem desta dimensão de matéria que os sensores do seu cérebro e os sensores ou medidores técnológicos podem captar? Eu tenho usado um método que tem fornecido explicações para o invisivel: pergunto direto à Natureza. Acho que ela não engana suas criaturas. Como resposta ela sempre mostra aqui e agora um fenomeno que se assemelha ao perguntado. Aqui tem um processo que se assemelha em tudo com as origens do Universo: é a origem de cada corpo humano. Então um embrião, um feto, está em expansão dentro de uma placenta de “dark matter”. O que existe alem do pequeno universo do embrião? Algo muito, muito complexo: os corpos da mãe, do pai, tudo natural, nada mágico. Pois alem deste Universo não deve ser diferente.

Sistemas: pesquisa para Controlar Oscilações de Circuito e Catástrofes

sábado, março 8th, 2014

Domadores de catástrofes

http://revistapesquisa.fapesp.br/2014/02/12/domadores-de-catastrofes/

  IGOR ZOLNERKEVIC |   Edição 216 – Fevereiro de 2014

REVISTA PESQUISA FAPESP

Eventos extremos, como catástrofes naturais ou crises financeiras teriam causas naturais que poderim serem previstas (oscilações elétricas no circuito sistêmico)

Luz: Experiência Científica Confirma Previsões da Matrix/DNA Sôbre Efeitos da Luz e Quiralidade

quarta-feira, janeiro 22nd, 2014

Incrível como a minha teoria está abrindo um campo imenso de possibilidades e estou cada vez mais perdido entre tantas opções. Por exemplo, mais uma simples experiencia cientifica pela qual qualquer leitor desavisado passaria ao largo, de repente causa grande impacto nas minhas intuições. A experiencia revela que incidindo um raio de luz sobre uma camada de átomos de carbono, e mudando as frequências da luz, faz-se com que essa matéria se expanda ou se contraia, tendo eles verificado que isto se relaciona com o misterioso fenômeno da Vida ter escolhido apenas as moléculas com rotação para a esquerda e dispensado as com rotação para a direita, tendo estas ultimas mesmo se convertido em venenos que podem nos matar. Ora, os modelos da minha teoria tinham sugerido à 30 anos atrás e lá no meio da selva amazônica, que esse fenômeno é causado por luz vinda das estrelas, principalmente do Sol, a qual contem forças para produzir os dois processos, porque nessa luz vem a fórmula da Matrix/DNA, a qual é constituída por uma face como a nossa, dividida em lado esquerdo e lado direito. O lado esquerdo da Matrix tem a energia e seu fluxo de informações em ordem crescente, enquanto o lado direito tem-no em forma degenerativa, decrescente. Então naquela época suspeitei de uma razão do porque a Vida escolhe apenas a esquerda: para evoluir ela precisa se transmitir de corpos que estão com energia crescente, assim ela pode passar de espécie menos evoluída para constituir especie mais evoluída. Se a Vida tivesse aceitado também a face direita, com sua entrópica energia decrescente, que leva à morte do sistema, a evolução teria ficado patinando nas primeiras moléculas sem conseguir dar o passo seguinte… assim como a experiencia de Miller/Urey ficou patinando nos primeiros aminoacidos sem conseguir nunca ter formado uma proteína. Agora esse experimento vem anunciar que a minha teoria faz sentido, ou talvez mais, ela está comprovada por um experimento, pois se uma determinada frequência faz a matéria expandir, e outra não, essa expansão é um processo em crescimento. Raios, eu não estava delirando devido a febre da malaria na selva, eu estava atento com antenas ligadas captando os murmúrios e segredos da Natureza… é o que penso quando vejo previsões acertando em cheio!

Engineers Create Light-Activated ‘Curtains’

http://www.sciencedaily.com/releases/2014/01/140121192608.htm   – Jan. 21, 2014

Engineers have created a new light-reactive material made up of carbon nanotubes and plastic polycarbonate. This video demonstrates experimental “curtains” that are engineered to either open or close in response to light. () (Credit: Still image from video courtesy of Javey Research Group)

Original paper:

Photoactuators and motors based on carbonnanotubes with selective chirality distributions

http://www.nature.com/ncomms/2014/140107/ncomms3983/full/ncomms3983.html

PC/SWNT bilayer photoactuators.

PC/SWNT bilayer photoactuators.

Mensagem que postei para os autores da descoberta: ( resposta da nature.com)

Thank you

Your message has been sent to Ali Javey

Photoactuators and motors based on carbon nanotubes with selective chirality distributions
doi:10.1038/ncomms3983
Message:
Only for yours curiosity, I will try an experiment building a photoactuator feed by sun’s light focused over a prepared primordial soup. Why? My theory, called “The Universal matrix for Natural Systems and Life’s Cycles” has suggested that a primordial natural lightwave was the carrier of the force/process that imprinted the dynamics of life’s cycle upon a primordial inertial mass. You can see a graphic of electric-magnetic spectrum at my website where the life’s cycle is identified ( theoretically). And accordingly to the models of this theory, stars like the sun are transmitters of that light that sparked from the Big Bang, so, it must be a carrier of that code also. I still don’t have the resources for such experiments, and I think, you could do it, I could help you gratefully. Thanks by yours good job… Louis Morelli 

– Artigo da ScienceDaily.com : 

A research team led by Ali Javey, associate professor of electrical engineering and computer sciences, layered carbon nanotubes — atom-thick rolls of carbon — onto a plastic polycarbonate membrane to create a material that moves quickly in response to light. Within fractions of a second, the nanotubes absorb light, convert it into heat and transfer the heat to the polycarbonate membrane’s surface. The plastic expands in response to the heat, while the nanotube layer does not, causing the two-layered material to bend.

Matrix/DNA : Então átomos de carbono quando atingidos por luz convertem-na em calor e emitem este calor para influenciar os elementos a sua volta. Interessante para raciocinar. Porem fica a questão: no mundo primordial, não havia ainda átomos. A nossa teoria sugere que havia uma substancia amorfa, inerte, que constituiria o que denominamos “massa”. Seria a chegada da luz que imprimiria movimentos dessa massa e organização em sistemas, porque a luz continha a formula para sistemas. Mas essa massa inercial transformaria essa luz em calor? Penso que não, pois assim o produto em que seria transformada a luz perderia suas propriedades como formula.

Bem, mas… calor é um fenômeno discutível. O calor não parece estar na força que o causa, e sim no corpo que a recebe. Desta forma, a luz ( ou energia) do Sol não seria nem fria nem quente, e sim neutra em termos de temperatura. Os corpos que a recebem tem partículas de seus átomos inundadas por fótons ( os quais seriam pacotinhos de energia pura contendo uma especifica informação, ou seja, o numero que resume sua identidade constituída pela miscigenação das sete forças naturais, que estão resumidas nas sete diferentes vibrações de uma onda de luz), estas partículas se agitam, dessa agitação resulta fricção, e o efeito dessa fricção é o que sentimos e denominamos “calor”. Frio seria a perda de fótons pelas partículas para o meio externo. Se for assim como estou supondo, a interpretação dos autores acima não estaria muito correta, não existiria calor sendo transferido dos nanotubos para a membrana, e sim, a agitação das partículas do nanotubo, a transferência dos fótons para as partículas da membrana. Caso a pesquisar. 

“The advantages of this new class of photo-reactive actuator is that it is very easy to make, and it is very sensitive to low-intensity light,” said Javey, who is also a faculty scientist at the Lawrence Berkeley National Lab. “The light from a flashlight is enough to generate a response.”

Matrix/DNA: Excelente informação! Isto está me sugerindo alguns experimentos. Porem o photo-reactive actuator – ou a lanterna – teria que absorver luz solar – para causar reações nas substancias experimentadas imitando os eventos nas origens da vida.

They were able to tweak the size and chirality — referring to the left or right direction of twist — of the nanotubes to make the material react to different wavelengths of light. The swaths of material they created, dubbed “smart curtains,” could bend or straighten in response to the flick of a light switch.

Matrix/DNA: Confirmando previsões dos meus modelos. Segundo eles, a vida escolheu apenas as left-handed moléculas e ignorou as right-handed porque as left são referentes a face esquerda da formula da Matrix, portanto, o lado da face onde a energia esta em crescimento apenas, sem o decaimento da face direita. Se aqui tem a informação de que a direção dos spins é determinada pelo tipo de comprimento de onda de luz, também confirma a suspeita nascida na observação dos modelos de que “cada estagio no processo da origem da vida dependeu de uma frequência de vibração especifica”. Muito, muito elucidativo para as nossas pesquisas.

“We envision these in future smart, energy-efficient buildings,” said Javey. “Curtains made of this material could automatically open or close during the day. Other potential applications include light-driven motors and robotics that move toward or away from light, the researchers said.

Matrix/DNA: Mas ele está se referindo à luz natural do sol, à luz artificial de uma lampada ou lanterna, ou às duas?

Video: http://www.youtube.com/watch?v=MZ39p1m7-Wg

XXXXXX

Comentarios da Matrix postados:

em  http://www.youtube.com/watch?v=MZ39p1m7-Wg

Louis Charles Morelli – Jan – 22 -n 2014

The “Universal Matrix for Natural Systems and Life’s Cycles Theory” has suggested models about natural light emitted by the Big Bang having the force for imprinting the life’s cycles over inertial mass. This job from UC Berkeley is very useful to us, thanks. Now, we need photo-actuators that receipts sun’s light for observing reactions at our prepared primordial soup…

Tipo de Comentario para posts na Midia:

Here we see the marvellous ways that Nature works, and it is a confirmation of “The Universal Matrix for Natural Systems and Life’s Cycles Theory”. Life has choose left-handed molecules instead right-handed because the Matrix code carried by any natural light wave shows a face like ours, shared into left and right sides. The left side is when energy and informations are increasing, expanding, while the right face is when entropy attacks the system and energy decreases, contracts. So, the right side has the force for degeneration and death of a system. If life had accepted the two aspects of the Matrix, evolution never could advance from the first molecules for building proteins, because could not have enough time and catalysts. Nature is wise and wonderful!

Postado em http://phys.org/news/2014-01-light-activated-curtains-video.html ( confirmado, publicado)