Archive for the ‘Desconstrução da Matrix-Cultura Virtual’ Category

Um método para a Matrix/DNA desafiar materialistas para debates: as diferentes logicas construindo as diferentes teorias.

segunda-feira, junho 17th, 2019

xxxx

Um método para debater teorias com cientistas.

Os acadêmicos tem teorias muito influentes, como a de que a vida veio da não-vida, que o Universo começou com um Big Bang apenas fisico e não biologico, que a evolução começou na Terra e tem apenas 3 variáveis, etc. Eu tenho outra viso do mundo cujas teorias são diferentes nos tres tópicos: a vida é mero produto da evolução dos sistemas naturais que vieram da era cosmologica, que o Universo é apenas uma placenta e começou por um ato de fecundação biológico, que a evolução é universal e tem sete variáveis, etc.

Como eu poderia desafia-los obrigando-os a um debate?

Bem, eles vão exigir que eu apresente modelos teóricos perfeitamente testáveis. Ou mais, que eu apresente como provas os modelos já testados. Mas eles tambem não podem testar e nem tem testados estas três teorias. Então quando pedem isso, eu poderia rebater pedindo-lhes o mesmo. Mas isso interromperia o debate. Então existe outro método:

Já que nenhum dos dois podem testar suas teorias, só nos resta debater a logica de cada teoria. De onde eles tiraram a logica em que um minusculo átomo ao explodir contenha toda a massa e energia do Universo? Onde eles viram algo semelhante? Onde eles viram uma sopa de ingredientes inorgânicos produzirem algo vivo? Porque existem tantas falhas ainda na teoria da evolução? Não seria porque apenas 3 variaveis não podem mover a evolução? Porque dividem a Historia da Evolução Universal em dois blocos separados entre si sem nenhum elo evolutivo entre os dois, os blocos da Evolução Cosmologica e da Evolução Biologica? Quem os autorizou a isso, se a natureza universal é uma só? Porque dividem os sistemas naturais em vivos e não-vivos?

Atraindo-os para este terreno eu posso ter vantagens porque todos os passos da minha teoria são embasados em fatos conhecidos e provados aqui e agora. E as teorias deles são baseadas em exercícios matemáticos não em fatos reais.

Então, vem a calhar este artigo, onde posso extrair argumentos para esse debate e tentar conhecer melhor a psique deles, como ela funciona. Assim como o autor do artigo esta buscando como funciona a psique dos que acreditam na Terra plana.

Flat Earthers, and the Rise of Science Denial in America

https://disqus.com/home/discussion/channel-disqusunderground/flat_earthers_and_the_rise_of_science_denial_in_america/

trechos importantes no artigo:

If we can understand science denial in its most elemental form, might we not be able to make progress against all of it at once? For those of us who care about science, it is important to fight back against science denial in whatever form it arises.

But we must do it in the right way.

As I argue in The Scientific Attitude, we need to stop merely pointing to the successes of science and reclaim the notion of uncertainty as a strength rather than a weakness of scientific reasoning. No matter how good the evidence, science cannot “prove” that climate change is real. Or that vaccines are safe. Or even that the Earth is round. That is just not how inductive reasoning works.

What scientists can do, however, is say much more than they do about the importance of likelihood and probability, to puncture the myth that until we have proof, any theory is just as good as any other. Scientific beliefs are not based on certainty but on “warrant”—on justification given the evidence. To say that the evidence for anthropogenic global warming has hit the “five-sigma” level, which means that there is only a one in a million chance of a false positive, is something less than certainty. But who could deny that this is enough for rational belief? When certainty is the standard, science deniers may feel justified in holding out for proof. So let’s explain to them that this is not how science works. That certainty is an irrational standard for empirical belief.

When a scientist looks for evidence, and it shows that his or her theory is wrong, this cannot just be ignored. If the problem gets bad enough, the theory must be changed or perhaps even abandoned, else one is no longer really a scientist. Yet I do not believe that this is a matter of method or logic (as Karl Popper and other philosophers have long argued,) but of values. One of the reasons that science works as well as it does is that—as opposed to ideology—it does NOT pretend that it has all the answers. It is open to new ideas, but also insists that these must be rigorously tested. In science there is a community standard to enforce this, based on data sharing, peer review, and replication. The scientific attitude exists not just in the hearts of individual scientists, but as a group ethos that guides empirical inquiry in a rational way. But how many of the lay public know this?

I therefore think that the best way to defend science is to go out and have more conversations with science deniers. I am not talking here about those desultory TV debates of yore, where they used to put James Hansen (a NASA scientist and leading voice on climate change) on a split screen with some conspiracy theorist, and then give them equal time. There are obviously legitimate concerns about giving a platform for falsehood. I’m talking about getting more scientists in front of the media, to talk not just about their findings, but about the rigorous process by which scientific results are produced. And yes, I think it is reasonable to expect more interactions between scientists and science deniers, as is now happening with the measles outbreak in Washington state, where public health officials are holding workshops to talk with anti-vaxxers.

In scientific reasoning there’s always a chance that your theory is wrong. What separates science deniers from actual scientists is how rigorously they pursue that possibility.

xxxxx

Ensaio para meu post

Avatar

Sir McIntyre,

I will say that the Science’s representatives, those writing about Sciencies are the first prejudice to Science and who feeds the Science deniers. Theoretical scientists are producing bad, not rational, theories, and the writers try to sell these theories as final proved facts. Theoretical scientists usually loose the rational thinking, but normal people does not, they see the absurdity in such theories, and this is the first cause that normal people disbelief Science.

I agree with you the absurdity of Flat Earthers, climate and vaccine denials, but these are not the meaning scientific theories that affects people against Science. It is the most existential that affects deep beliefs, like the origins of life and this world, evolution by chance, etc. I am a theoretical naturalist philosopher doing my private investigation in Amazon jungle and nature here is suggesting a totally different world view, and that all these academic official theories are very wrong.

If you are serious in this issue and want to advocate in behalf of these current scientific theories ( I am not talking about scientific and empirical proved facts, it is about theories), I’m challenging you to a debate. We will begin fighting with evidences. I will show thousands of real facts as evidences to my theories, and lots of previsions already confirmed by the last scientific data, as you will do it.  But it will not solve the debate. Then, you will ask me rigorous tests about each theory, I don’t have it, but I will ask you to and I know you don’t have it. We don’t have it because we do not have the appropriate technology yet. So, the unique thing we can do is to debate the logical reasoning implied in each theory. And I think I will earn here because each steps of my theories are supported by known and proved facts existing here and now, while most of the steps of these academic theories does not have such support. This debate is useful because it will show to me and you the faults in our rational reasoning that are presents in those scientific deniers, and finally we will understand it.

What do you have to say?

 

Olavo de Carvalho comenta Hawking e Darwin e a Matrix/DNA responde

terça-feira, junho 4th, 2019

xxxxx

Minha resposta, sob pseudônimo de Pablo Fonseca, vai copiada abaixo:

Hawkings foi desviado da Razão Universal devido sua doença ter interrompido seus sensores biológicos e substituídos pelos sensores mecânicos ligados a um cérebro eletromecânico que foi abduzido pelo sistema mecanicista astronômico que assim interpretou o Universo como uma maquina. Newton foi influenciado pelas teorias esotéricas as quais foram elaboradas por um cérebro humano recém formado e portanto virgem que era povoado por flashes da memoria dos nossos antepassados astronômicos e atômicos, portanto estas teorias sugeriam a verdadeira mecânica astronômica. Darwin não abordou a real evolução natural que é universal, apenas estudou a evolução biológica. Mecanismos vindos desde a evolução cosmológica, como entropia, auto-reciclagem que se torna perpetuação de especies biológicas, equilíbrio termodinâmico, que ainda atuam e se somam aos mecanismos de Darwin revelam que a evolução natural enquanto universal e muito mais complexa do que os darwinistas pensam que sabem. A nova cosmovisão chamada Matrix/DNA decifra este mundo natural de forma surpreendente e muito mais racionalmente natural.

Teorema do macaco infinito: para entender o infinito absurdo da Mente que acredita no Acaso como criador da Vida

terça-feira, junho 4th, 2019

xxxx

Ora bolas! Isso que é demonstração da inteligencia de um materialista. Faz parte do tal Calculo das Probabilidades e Estatísticas… Mas também usado largamente como chacota por criacionistas como demonstração da inteligencia de um deísta bíblico para provar sua crença na vida criada por um Intelligent Designer… O teorema sugere que se um infinito numero de macacos infinitos estivessem brincando com átomos, acabariam por criar um outro macaco com quem brincar…

 

Teorema do macaco infinito afirma que um macaco digitando aleatoriamente em um teclado por um intervalo de tempo infinito irá quase certamente criar um texto qualquer escolhido, como por exemplo a obra completa de William Shakespeare.

Pode-se também pensar que, com infinitos macacos infinitos, algum deles irá quase certamente criar um texto escrevendo assim: ” Eu sou um macaco infinito imaginado pelos humanos que esta escrevendo sobre macacos infinitos. Parem este mundo onde tem humanos que eu quero descer senão estes humanos loucos vão me deixar louco…”.

( continuar a ler em…

https://pt.wikipedia.org/wiki/Teorema_do_macaco_infinito

As origens cosmológicas dos comportamentos humanos decifradas pela Matrix/DNA

sexta-feira, maio 24th, 2019

xxxx

Por isso digo: enquanto essa visão acadêmica do mundo separado entre Evolução Cosmológica e Evolução Biológica, a Ciência não visualizara soluções e como contribuir para erradicar estes defeitos. Não ver a injustiça externa é evidente ausência da empatia e forte dominância do egocentrismo. Mas isso vem da era cosmológica onde os sistemas nossos ancestrais são divididos em os da força centrifuga ( de dentro para fora=empatia) e os da força centrípeta ( de fora para dentro=egoismo). Sendo o corpo humano e depois o cérebro ambos montados como sistemas pela mesma formula que vem desde o Big Bang, é inevitável que enquanto a humanidade esta no seu alvorecer, o intelecto continue sendo dominado pelas forças e leis termodinâmicas no corpo humano. Mas parece um plano divino: “Pelo livre fluir da evolução natural, só aprendera a amar a justiça a ponto de encarna-la, aquele que for vitima da injustiça…” Mas podemos acelerar essa evolução se aplicar-mos na educação do intelecto coletivo certas estrategias, como estou fazendo no meu website, ao reinterpretar os fenômenos naturais, pequenos passos para no final mudar essa bipolar visão do mundo.

A era do cerebro obcecado pelas aparencias das imagens visuais e seus processamentos hermeticos

domingo, abril 7th, 2019

xxxx

Faltou aqui uma das mazelas mais importantes: ”  O corpo nu mais que o efeito social deste corpo”

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Até uma pedra engana o observador pela sua aparência. Vendo-a por fora temos aquela imagem que logo lembra extrema simplicidade, dureza devido alta densidade da materia, frio, vulgaridade porque ela existe em todo lugar e pouca ou nenhuma serventia nos tem, etc. Mas se o observador se munir de um telescópio e for quebrando-a em pedaços cada vez menores, vai se deparar com uma outra aparência totalmente diferente: ele vai ver um enxame de particulas vibrando e zumbindo dentro de um espaco fechado. E descendo mais ainda na profundidade da realidade existencial da pedra ele vai acabar vendo-a formada por atomos interligados. A imagem de um atomo e igual a imagem de um sistema solar visto de fora. Uma imensidao de espaco praticamente vazio, os astros são meros grãos de poeira, rodando no vazio. Entao uma pedra, contra toda nossa interpretacao baseada na aparência externa, é praticamente uma coisa vazia! A rigidez que a materia dos nossos dedos sentem quando tocam uma pedra não é devido materia se chocando com materia e sim a força invisível magnética da pedra contra a força invisível magnética dos dedos. E depois, continuando, separando estes grãos de areia que são astros no céu ou particulas nas pedras, vamos entrar dentro destas particulas e nos deparar no final que são tambem… vazias!

Resultado: o cérebro humano não tem a menor capacidade para processar a informacao real, verdadeira, de que pedras são na verdade, espacos vazios. Entao – na realidade – o que é a nossa “realidade”?! Dos cerebros que tentam responder dando uma definicao, uma interpretacao, eu sinto pena, são ridículos. Qualquer definicao é mais uma profissao de fé irracional que de um pensamento logico, real, sustentado na realidade. Nos não temos capacidade para saber, conhecer, a realidade, ponto final! Vamos morrer sem saber isto. Conforme-se. Não existe outra alternativa para nos agora. Quando o observador chegou no final da observação e disse… ” é tudo espaco vazio”, ele tambem fez uma confissão de fé, mais que um testamento cientifico, racional. Pois ele não sabe definir o que é espaco vazio. Se ele disser que é onde não tem nada, ele estará se referindo a algo, o nada, e ele não pode saber o que é o nada, pois nunca viu, nunca tocou e ninguem mais viu. Mais provavelmente – pelas experiencias de vida que temos acumulado ate agora – quando o humano se depara com um espaco vazio significa que acabou a capacidade de seus sensores cerebrais em captar o mundo externo. Talvez aquela zona do que ele chama de “vazio”, ou “nada” nada mais seja que a região de uma membrana que circunda a dimensao do espaco onde nos localizamos como objetos materiais e a região de outra membrana onde se inicia outra dimensao de coisas em outras intensidades de vibracoes, comprimentos de ondas da luz, etc. Talvez seja a linha fronteiriça entre a nossa ilusória realidade e outro tipo de mundo com outro tipo de realidade. Talvez ilusória tambem.

Os cientistas se aprofundando no mais intimo da materia acreditam que construíram num container uma espaco de vazio total, a ultima fronteira do nosso mundo. E acreditam que ali viram algo… uma especie de espuma borbulhante, de onde, eles teorizam que surjam as particulas que começam o nosso mundo. E’ o que chamam de “quantum foam”, ou espuma quântica. O que é isso? Em sana consciencia nenhum cerebro racional tenta sequer dar uma explicacao, muito menos uma definicao, seria produto de fé, não da razao. Materialistas mais afoitos correram a escrever livros dizendo com veemência que na espuma quântica descobriram que.. “o tudo, veio do nada”. Ao menos é o titulo do livro “Something from Nothing” de um dos considerados astrofísicos e papa atual dos materialistas, Lawrence Krauss, que se tornou best-seller e esta sendo vendido a rodo para os deslumbrados ingênuos estudantes modernos. Mas talvez ( eu não acredito nisso, eu não acredito em nada que não veja e não tocar ou que alguem em quem confio plenamente diz que viu e tocou) esta espuma quântica nada mais seja que a substancia de uma membrana, assim como a membrana das celulas as separam de outras celulas em nosso corpo, e por enquanto, vou apostar nesta hipotese.

Conclusão final e meu conselho para mim mesmo, não para voce, pois não tenho capacidade para aconselhar ninguem: “De tudo que consumimos para sobrevivência ou luxuria, nada cai do ceu pronto e de graca. Entao tudo o que consumimos exige a tortura humana no trabalho braçal, duro, rotineiro, involuntário de pelo menos um humano igual a nos. Entao fomos condenados – pela Natureza real ou algo alem dela que desconhecemos –  no momento do nosso nascimento, a “comer o nosso pao obtido com suor dos nossos rostos e calejar de nossas maos”. Isto significa que se consumimos qualquer produto que não trabalhamos nele de fato, com nossas maos ( não atraves de trabalho mental ou burocrático, pois a mente nada produz por si propria de concreto), ou ele nos foi doado pessoalmente de graca por sua livre e espontanea vontade,  por um protetor, ou estamos tirando, saqueando pela força bruta, de quem calejou suas maos produzindo-o. Mesmo que essa força bruta esteja mascarada em armas nas maos de mercenários pagos por uma gang que se apossou do domínio social e que nos enganamos dizendo que não enxergamos isso para justificar-nos pelo assalto que cometemos em humanos que foram escravizados pela gang, da qual, portanto, somos os alimentadores e cumplices. Escapar com estes subterfúgios do trabalho a que fomos condenados, ‘as custas de outros humanos, é irresistível quando se nos aparece oportunidades ( eu mesmo ja pequei e tenho sido fraco na luta contra este vicio, apesar que tenho a consciencia tranquila porque, pelos meus cálculos, calejei minhas maos produzindo tudo o que posso consumir no meu simples estilo de vida),  pode parecer esperteza e inteligencia a nivel de individuos, porem é extrema burrice a nivel de Humanidade, esta cava seu tumulo e caminha para sua extincao. Pois a mesma Natureza – ou seja la’ quem estiver por traz dela – tem outra lei sobriamente comprovada: quem não se evolui do estado simples de agora para um estado transcendental mais complexo constitui um ramo que dai do tronco da arvore da evolucao para se secar e extinguir-se apontando para o espaco vazio, para o nada. E a razao disso me parece obvia. No corpo humano, esta’ sendo gestado uma nova forma de sistema natural muito complexa a qual denominamos de auto-consciencia. Tudo indica que esta consciencia esteja no estado fetal pois tambem se deduz que a consciencia deve ter uma grandeza universal, cosmica, ou mais que universal. Ou seja, ela não apenas pode captar e processar o mundo ao redor, porque ela esta cada vez mais avançando, obtendo mais conhecimento da Natureza, e isso parece não ter limite, ela pode estender-se de maneira a um certo ponto poder ver, absorver e captar todo o Universo. Se assim for, cada humano esta funcionando como um gene construindo esse feto. Ou seja, cada humano tem em si uma informacao única, especifica, pessoal, intransferível e que precisa ser expressada para que o feto se torne num baby completo, saudável e não sofra aborto prematuro ou nasce com algum aleijao. E quando estamos onerando outro humano a produzir o que consumimos, estamos impedindo a liberdade deste humano em usar seu tempo, sua energia, seu corpo e sua mente em cumprir sua missão, em expressar concretizando sua informacao. Por isso, o que parece esperteza e inteligencia a curto prazo, pode ser extrema burrice a longo prazo. Principalmente porque, a forma como esta autoconsciência esta’ se apresentando, constituída de uma substancia que nossos sensores não podem ver, tocar, captar, e se confirmada que se trata de um feto planetario ou universal em gestação, este feto não pode ser interrompido com a morte do corpo carnal de um individuo. Esta informacao que este corpo carnal carrega, de alguma maneira deve sobreviver e continuar seu desenvolvimento. Entao a punição pelo erro cometido agora vai acontecer e pesar para o individuo mais a frente. São hipóteses, fundamentadas nas aparencias e sensibilidades que temos agora, não confiáveis, mas tambem sem nenhum fato concreto conhecido que nos autorize a descarta-las. Porem são mais logicas e racionais, por isso, aposto nelas. Entao, a sugestao final é que, reflita na sua existencia, monte sua propria visao e interpretacao deste mundo, procure nele o significado da sua existencia, extraia deste significado um elenco de valores morais, diria mesmo, espirituais a nivel da substancia abstrata da consciencia… Conforme-se com a condenacao (a única outra alternativa moral seria rejeita-la suicidando-se, mas na verdade, essa condenacao tem muito de seu desprazer na forma errada do nosso sistema social, entao temos que consertar o sistema social e não suicidar-se),  mas esforce-se para vencer esta condenacao com a criatividade de sua consciencia para substituir e salvar o humano pelos robots e tecnologia possivel na producao dos produtos de consumo basico, e procure aplicar sua informacao, coisa que so voce pode fazer neste mundo, e tente ajudar os outros que estao sendo algemados, impedidos de desenvolver sua missão, ou que por forca ainda da dominância genetica herdada do corpo animal irracional, esta totalmente desviado das atividades que seriam evidentemente corretas para a funcao de gene. Fazendo isso, conduza a vida com a maior energia que puder, e trate os obstáculos, as derrotas temporárias, como lições necessárias para sua evolucao transcendental, para a forma do grande baby que um dia a de nascer acima das dimensoes de realidades ilusórias, assim como o interior da bolsa germinante onde o feto se desenvolve e uma realidade temporária provisória na crença do embrião. R sempre tente refletir na aparência do que vez, esforçando a mente para adentrar o intimo dos objetos, munindo-se da ciencia e tecnologia quando possivel, e não se desanime com aquilo que não podes conhecer agora, sua mente esta crescendo e um dia vai ser capaz de ver e entender tudo.

Desconstruindo a Cultura Predatória: Psicanalista diz que é melhor não ter filhos

segunda-feira, fevereiro 25th, 2019

xxxxx

Dias atras fomos surpreendidos pela notícia de que tem filhos acionando pais na Justiça por terem obrigado-os a nascerem num mundo que não querem e um novo movimento, o “antinatalismo” (veja artigo no meu website). Agora vem esta outra surpresa do outro lado da mesma moeda…

Pela evolução, a verdade triunfa… Absurdo destruir o mundo em nome da criação de filhos para viver no mundo… Até Jesus Cristo e São Francisco de Assis acertaram nessa, pois essa família nuclear moderna nada tem a ver com a Sagrada Família Universal.

Eu sempre fui prejudicado por este modelo social imposto por predadores e uma das principais regras prejudiciais que se me despontou como causa deste meu prejuízo é a chamada “família nuclear”, praticamente obrigando humanos pobres a se casarem e gerarem filhos, como na selva os leões em seus territórios apreciam que as presas gerem novilhos. Assim não deixam ‘a menina pobre outra opção na vida e os homens pobres que se casam, morrem para a evolução mental e como soldados na luta pelas mudanças lhes trazendo maior liberdade e poder de posse dos recursos naturais. Em segundo lugar, crendo-se justificados pela meta final que é a de dar tudo do bom e melhor para seus filhos, os pais da família nuclear fazem o possível para vampirizar o trabalho dos pobres, muitas vezes pais também, que assim, não sendo pagos pelo seu trabalho, destituídos de terras, de recursos naturais,  e dos meios de produção como a maquinaria da tecnologia, mantem seus filhos na miséria para abastecerem o sistema escravagista com carne fresca. E’ tudo muita hipocrisia, daquele tipo condenada até por Jesus Cristo e São Francisco de Assis.

Na minha utópica sociedade ideal algo diferente seria implantado, como a instalação de um centro de criação das crianças cuidado por especialistas e sustentado pelos pais e mães “solteiros, vivendo juntos ou separados”. Algo do tipo já imaginado por Aldous Huxley em A Ilha.

Mas a verdade sempre triunfa, a evolução mental faz coisas incríveis, antes inimagináveis, acontecerem. Como esta agora de uma mulher revelar que foi seu erro ter gerado filhos e aconselhar outras mulheres (e homens) a não te-los… E se estou certo na minha interpretação das leis e tendencias da Natureza, esta descoberta tende a aumentar. Um livro que, se possível, deve ser lido. Artigos nos links:

https://www.bbc.com/portuguese/internacional-38258667

‘Tenho motivos para odiar crianças’: o polêmico testemunho de escritora francesa que se arrepende de ser mãe

https://paisefilhos.uol.com.br/crianca/escritora-polemica-defende-que-filhos-nao-trazem-felicidade-os-meus-me-levaram-a-falencia/

Escritora polêmica defende que filhos não trazem felicidade: “Os meus me levaram à falência”
A FRANCESA CORINNE MAIER ESCREVOU UM LIVRO DANDO 40 BONS MOTIVOS PARA NÃO GERAR UMA CRIANÇA

Desconstrucao da Cultura Tradicional Predatoria: “Armandinho”,… um Aliado?

quarta-feira, fevereiro 20th, 2019

xxxxx

Alexandre Beck, com suas tirinhas do “Armandinho”. Uma aguda perspicácia pelas hipocrisias praticadas pelas pessoas em geral, uma coragem de afrontar os poderosos nas suas hipocrisias – como os militares, os medicos, etc –  denunciando-as na forma de desenhos, tirinhas, tentando impregna-las com o humor para captar atencao. Com isso esta sendo ameaçado e atacado agressivamente pelos militantes destes poderes, mas continua determinado a continuar. Merece nosso acompanhamento e algum suporte, pois isto ajuda na missão de auto-exorcizar os tres instintos animalescos da psique humana.

https://revistatrip.uol.com.br/trip/o-pai-do-armandinho-o-menino-de-cabelo-azul-que-reflete-sobre-arte-a-politica-e-direitos-humanos?

O pai do menino de cabelo azul

“Uma amiga feminista negra me ensinou o que é o sentimento de uma mãe ao ensinar seu filho negro a se comportar na frente de agentes de segurança: não correr, não fazer movimentos suspeitos. Não imaginava essas reações negativas, negando a realidade, afinal eu já tinha publicado outras tiras mais ‘complicadas’ para um leitor conservador”

Matrix/DNA: Claro que isso é fato, é realidade. O que leva uma psique a se irritar e tentar evitar que a realidade seja dita e lembrada dentre o povo? O instinto predador na sua voraz obsessão de manter sua ordem no seu territorio, entre lobos e presas. E o leao fica ainda mais preocupado quando um discurso pode conduzir os lobos – seus capatazes na manutenção da ordem – a refletirem no que estao de fato fazendo, e como lobos são mais fracos que leoes na ideologia, isto pode balançar o comando.  Entao existe uma patrulha predadora vigiando e se manifestando. Como isso retarda a evolucao humana, é preciso buscar uma estratégia para minimizar os efeitos e poderes dessa patrulha. Sem confronta-la diretamente, claro, pois não se cutuca leao com vara curta.  

“Se todo mundo encarasse o mundo como uma criança, tudo seria mais simples. Nós precisamos aprender, ninguém nasce pronto. Sou da filosofia, área inquisitiva por excelência, e ainda assim demorei para me dar conta: nós não notamos nossos privilégios e, ao mesmo tempo, nossos obstáculos para entender o outro”, acrescenta Janyne.

Matrix/DNA: Investir algum tempo do intelecto imaginando-se uma crianca observando o comportamento das pessoas, perguntando-se curiosamente “porque” agem desta maneira, é uma boa estrategia para captar as hipocrisias da cultura predadora e do instinto da presa.

xxxx

Com poucas imagens e pouquíssimo texto, Alexandre leva o leitor a perceber diversas coisas e ainda retira dele um bom sorriso que vem junto com o pensamento: e não é verdade?”

xxxx

“Eu me considero afortunado, de verdade. A vida passa muito rápido, sempre digo. Então, a gente deve fazer da vida algo que possa trazer um bem para o mundo. Não viver uma vida egoísta, mesquinha, porque daqui pouco a gente vai embora. Fazer do mundo um lugar um pouquinho mais justo e humano. É o mínimo.”

xxxx

( Pesquisar no Google: Alexandre Beck Armandinho. Tem canal no Youtube. Para estudar apoio e contacto)

 

Desconstruindo a cultura tradicional e moderna predatoria: SacredWeb e Filosofia Perene contra-ataca

sábado, fevereiro 9th, 2019

xxxx

http://www.sacredweb.com/online_articles/sw42_editorial_sample.pdf

Desconstruindo a Desconstrucao

Uma das sugestoes desta visao de mundo denominada Matrix/DNA e` desconstruir a cultura milenar tradiconal que perdura na modernidade, alegando que a maioria das interpretacoes humanas dos significados dos fenomenos naturais estao equivocadas porque teria sido construida uma cultura segregadora pelas oligarquias predadoras da humanidade para alicercar seus poderes de dominacao. Achei valido e racional tal sugestao e desde entao tenho me dedicado a esta atividade, sempre criticando principalmente os nomes gramaticais e conceitos idealisticos dados `as coisas concretas e suas definicoes.

Porem eis que me deparo com a existencia de uma correste ou escola do pensamento denominada “Filosofia Perenalista”, ou “Filosofia Perene”, a qual defende resumidamente que todas as religioes partiram de um cerne comum, o qual teria sido revelado por Deus. A partir dai, devido ao espalhamento das tribos no globo, foi se derivando formas de religioes mantendo, torcendo ou distorcendo este cerne comum.

Os adeptos desta doutrina concluiram que devem conservar os simbolos profundos das religioes, os quais se referem ao cerne primordial comum,  entao concluiram que existem outras correntes, tendencias, tentando e trabalhando para desconstruir este aspecto transcendental na mente humana, criticando e atacando suas verdades absolutas.

O qual seria o caso de um adepto da Matrix/DNA.

Como não sou torcedor de times e partidos e ideologias, e não creio que cérebro humano algum tenha a capacidade de processar as informações sobre a verdade ultima, estou sempre revendo, testando, auto-criticando minhas conclusões e as sugestões da minha cosmovisão – a Matrix/DNA. Sempre procuro ver o verso e o inverso de uma questão para tentar obter uma terceira alternativa. Então tenho agora um prato cheio para testar, auto-criticar minha atividade visando desconstruir a atual cultura humana. Devo ler e pausar refletindo cada frase nesta introdução dos perenialistas na forma de PDF, sendo que infelizmente não se consegue copiar e colar o texto aqui para esquematizar o teste.

xxxxx

Uma valida reclamação dos perenialistas:

A desconstrução sendo perpetrada pelo Iluminismo trazendo em seu bojo o materialismo esta desconstruindo todos os símbolos do imaginário sagrado, porem pondo no e seu lugar o nihilismo, pondo nada, como se a finalidade do processo de desconstrução fosse ser um fim em si mesmo. Por desmitologizar o mundo, os desconstrutores estão desespiritualizando o mundo.

Não e’ o caso da Matrix/DNA que tem por meta reorientar o imaginário para uma nova visão do mundo aberta ao sagrado, ou não, a critério do individuo, constituída de uma nova gama de valores morais transcendentais. Ao contrario do ateísmo que prega valores no sentido de se viver o aqui e agora sem objetivos transcendentes. Os mitos que são cernes das religiões são os mesmos usados na cosmovisão da Matrix/DNA, porem são reinterpretados como naturais, e não sobrenaturais. Mantendo a porta aberta a um significado existencial transcendente, de origem e causa transcendente, eu creio que a Matrix/DNA mantem a espiritualização, corrigindo-a de vários defeitos. A mesma cosmovisão sugere que e predeterminado pela genética herdada da astronomia que o humano perca sua alma consciente para se tornar a peca de uma maquina, e suspeita que os desconstrutores materialistas estão sendo usados como inocentes uteis neste destino. A Matrix/DNA se empareia aos desconstrutores para desconstruir os mitos e espiritualização errada, mas se separa dos desconstrutores ao tomar outro caminho diferente do orientado pela carga genética.

xxxx

Pra eles a definicao de desconstrucao seria: uma feerramenta para criticalmente captar e anlizar figuras de linguagem que contem em seu bojo insustentabilidade ou diferenciacoes. Desconstrucao e um inerente anarquico ceticismo metafisico.

xxxx

Matrix/DNA Theory em nova tentativa de debate no forum da Richard Dawkins Foundation

segunda-feira, dezembro 3rd, 2018

xxxx

https://www.richarddawkins.net/2018/12/open-discussion-december-2018/#comment-234982

Open Discussion – December 2018

Hi, everybody! I am not satisfied with humans, their behaviors, social systems, religions, scientific method, etc. Living at Amazon jungle like a single primata I got a new world view totally different than all you know, and I would appreciate if somebody here that advocates and believes in the world view suggested by yours scientific theories want testing them facing a kind of alien.

First of all, I am saying that yours interpretations of this world are away off the beam (again, like when people believed in the Sun orbiting Earth, all species created by magics, etc.). The main cause of yours mistakes is the missing knowledge about “natural systems”. You don’t know neither 5% about what a natural system is. Since human bodies are individual natural systems composed by natural systems like cells and atoms, living inside systems like stellar and galaxies, all these systems are produced and aligned by a unique universal evolutionary lineage and all them are interacting, and you don’t know nothing about systems, all yours theoretical models about them are wrong, not complete, then yours wrong interpretations and world view. Some of this mistakes:

1) There are no origins of life in this Universe. Origins is a bad word, the cause of mystical creationism and mystical materialism. There is a long natural chain of causes and effects coming since the beginnings. And origins of something would mean coming from outside, which does not exist. There is no separation between Cosmological Evolution and Biological Evolution, then, must be an evolutionary link in between, I found it, but humans never search for it. Of course, the link is merely a different shape of the universal system evolving since the beginnings under a unique set of variable mechanisms, which are seven, but Darwinism knows only three of them (VSI – Variation, Selection, Inheritance). Life is another wrong bad word responsible by the disconnection between humans and their creative Nature. There is no division of systems into “living” and “non-living”: I am discovering that all biological properties already were existing at atoms, galaxies, in potential state or expressed, so, if you say that a human body system is alive, you must say that an atom and a galaxy are alive too.

2) Universal evolution, a unique process transforming an initial system into new more complexes shapes, obeying the same rules of life’s cycles, must have a universal genetics with an universal DNA. So, DNA was not created here, it is an evolving product of a universal Matrix/DNA that had the shapes of mechanistic astronomy, atomistic electromagnetism and even, quantum field substance. I found that the real force moving in that quantum field is waves of light and the inner anatomy of a natural light wave is equal the DNA formula.

3) DNA is not a “genetic code”. It is merely a pile of millions of diversified copies of a unique natural system, its fundamental building block, or unit of information. Since that I have decifreid this formula, which is the same formula for atoms and galaxies, and  which is published at my website, my interpretations of the whole world, its meaning and the meaning of human existence are totally different than yours.

I went to live at Amazon jungle as a naturalist philosopher because I was not supporting human civilization and because I was suspecting that at the untouched virgin Nature still there are the witness of the beginnings of this biosphere and they must have the answers to my existential questions. The answers I got are suggesting that you are doing almost everything wrong and Nature usually discards such species. A big cause is that you don’t want to give the necessary evolutionary jump in the scientific method, from reductionism into systemic approach. This world is ruled by a universal systemic formula, which produces systems as living fractals. There are this fractal microscopic shape below you at quantum, atomic level, and its astronomic macroscopic shape above you. You are one of this ling fractal at the middle. If you does not learn what the hell is this fractal, sorry, my fiend, you are going nowhere, like dinosaurs and all others. I suggest that you comes to testing yours world view now. For me will be good because, as a skeptical, I need testing my world view also facing yours criticism. Thanks,… Louis…

A Matrix/DNA foi descoberta após uma lavagem cerebral na selva.

segunda-feira, novembro 5th, 2018

xxxxLavagem cerebral da MatrixDNA

A cultura humana de 10 ou 15.000 anos foi construída por uma tendência instintiva herdada do reino animal – o instinto predador dominante – e a visão de mundo com que ela configurou as conexões entre neurônios e demais elementos do cérebro nos conduzem a interpretar os fenômenos naturais, a existência e seus significados, de forma equivocada. So ha uma maneira de recuperar a razão autêntica natural e essa e’ desaprendendo tudo o que se aprendeu. Aqui nos tentamos fazer isso pelo método da desconstrução cultural, o qual funciona questionando e mostrando a insensatez das atuais interpretações e sugerindo as novas interpretações que emergem da nossa visão do mundo. Sempre lembrando que a nossa não deve ser a verdade total, portanto, apenas sugerimos, não impomos.