Archive for the ‘ciclo vital’ Category

Sistema Imunológico: Como a Natureza o Inseriu nos Sistemas Biológicos?

sexta-feira, março 17th, 2017

xxxxx

Vídeo da batalha entre vírus e anticorpos. Mas antes de assistir…

A humanidade esta’ pagando um preço muito caro por ainda não ter entendido a Natureza. Milhões, bilhões de humanos continuam sendo barbaramente torturados por doenças absurdas sem que a nossa Ciência nada consiga fazer para salva-los. Mas a Ciência não tem culpa disso, ela oferece a visão e os instrumentos suficientes para esse entendimento da Natureza. A culpa esta sendo dos humanos, cuja racionalismo esta empacado pela mistica. Soma-se `a esta imaginação infantil criadora de fantasias que impede a humanidade sair de sua infância e entrar na fase adulta, os interesses mesquinhos materiais e a arrogância dos humanos que se apoderaram da Ciência. A Natureza se abre como um livro para o estudante humilde e bem intencionado, mas para entende-la é preciso uma razão muito naturalista e concentrada no esforço de aprender com admiração, pois nas suas profundezas a Natureza universal, que produziu átomos, galaxias, elefantes e humanos, é muito, mas muito complexa…

Um exemplo é a moda cientifica atual de procurar e delegar as doenças a genes, um pequeno amontoado de átomos. genes teriam propósitos, como o de dirigir organismos complexos a se reproduzirem, sendo que genes não possuem o menor resquício sequer de algum principio de sistema nervos, quanto mais inteligência para ter propósitos para o futuro…Assim nunca vão erradicar as doenças mortais que a milênios estão ai’, torturando e matando humanos. Enquanto isso, esta’ visível que os genes pertencem a um sistema – o DNA – e que agem por comandos deste sistema. Mas a inteligencia humana se desviou do foco em sistemas naturais a seculos, e sem conhecer algo de sistemas naturais não se vai nunca descobrir a causa destas doenças.

Temos aqui outro exemplo, um vídeo tecnicamente muito bem feito, porem, revelando um conhecimento superficial que jamais resolvera’ o mal que ele relata.

Não faça como todo mundo, tal como se estivessem assistindo uma batalha mas sem saber quais países estão guerreando, quais armas e meios de comunicação estão sendo aplicados, sem conhecer os generais e presidentes dos países, porque estão guerreando, etc… No final, você viu uma batalha, viu o território onde foi realizada, mas saiu sem saber mais nada. E você ouviu um narrador contando a batalha, sem explicar nada.

Lembre-se que células e vírus nem sistema nervoso possuem, quanto mais um cérebro, o qual seria necessário para explicar as operações complexas nesta batalha. No filme, uma simples célula, sai de um rio de sangue, sobre nas margens, atravessa um longo território, passa por milhares de outras células, e vai diretamente sobre uma célula, adentra-a e la dentro encontra o que saiu a buscar: vírus. Ora, nem macacos com cérebros conseguiriam fazer isso, talvez nem humanos sem aparelhos técnicos. Mas para ela se decidir a sair do rio, recebeu antes a visita de uma outra célula que lhe trouxe uma ordem de comando para fazer aquilo. Ora, células não poderiam se comunicarem desta maneira.

Então qual a causa desta batalha que se torna tao complexa apenas imitada por humanos inteligentes? A resposta é simples, porem desconhecida de todos os envolvidos nestas observações. Acontece que cada célula possui átomos e estes, elétrons. Estes elétrons são invadidos por partículas de luz, chamadas fótons, como estas que vem do sol. Estes fótons vieram de um sistema completo e funcional, muito simples (abaixo mostrarei a face deste sistema). O sistema de onde vieram foi fragmentado em seus bits-informação, registrados nestes fótons, cada fóton é uma informação que continua ativa, e quando se encontram em qualquer outro lugar, tendem a se enfileirarem numa sequencia ordenada que é a mesma sequencia de posições que estavam no sistema desfeito. E assim tentam reconstruir materialmente o hardware, a arquitetura física, do sistema de onde vieram. Se o sistema reconstruído é uma célula, ela vai contem uma rede de network formada por estes fótons dentro dos elétrons de suas organelas e demais substancias. Depois de construírem as células, estes fótons usam-nas para construir organismos, pois buscam repetir a incrível perfeição do sistema de onde vieram.

Você vai assistir uma batalha dentro de um organismo, entre células e vírus. Os vírus também não sabem o que fazem, eles jamais teriam a capacidade para sair de um meio formado de células para entrarem num rio de sangue e irem pescar diretamente apenas um tipo único exclusivo de peixe, chamado de célula CD4.

Tanto células como vírus estão aqui movendo-se sob o comando de uma entidade de um sistema, na forma de uma maquina quase perfeita. Cada tipo de célula ou vírus representa uma peça dessa maquina, e peças funcionam sem intenções, percepções, inteligencia. Elas não se movem por si mesmas, são movidas pela engrenagem, e determinadas a fazerem um tipo de movimento. Depois do vídeo vou apresentar o sistema de onde vieram as informações que compõem o quadro onde se realiza a batalha. Você vera que neste sistema, e a bilhões de anos atras, muito antes das origens de células e vírus, a peça representada pelos vírus são movidas de uma posição e dirigidas para um único local exato. Então a célula alvo dos vírus, representa naquele sistema, a peça que esta naquele local naquele momento.

Apenas conhecendo-se a formula dos sistemas naturais, a formação de sua identidade e capacidade de controle do todo interno, mais seu aspecto hardware/software, realmente se entende e conhece este processo complexo. A unica outra alternativa racional seria a de uma montagem inteligente, porem, tendo-se conhecimento da formula não se necessita desta alternativa… a não ser que a formula – que surgiu no meio desta Natureza impressa em ondas de luz desde o Big Bang – tenha sido criada com inteligencia alem deste Universo.

Bem, aqui esta a “alma” do sistema que criou vírus, células e organismos.

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Já foi detectado que os vírus são os representantes biológicos da função 5, ou F5. Produzidos em F4, se dirigem a F1. Então a célula alvo na corrente sanguínea esta’ representando F1. Os vários tipos de células que formam o sistema de defesa são peças formadas na sequencia desta formula pelo processo do ciclo vital. Então temos que identificar qual é F2, F3, e assim por diante. Quando o vídeo diz que a célula tal se dirige a outra célula tal e lhe passa uma informação é preciso entender que são representantes de duas funções vizinhas no circuito da formula. Uma célula, digamos, F2, se dirige apenas a F3, sem possibilidades de errar, pelo mesmo motivo que o ciclo vital faz com que a forma criança de um humano se dirija a forma de adolescente e esta a forma de adulto, pois não teria como um adolescente errar e ir para outra forma senão a de adulto.

Uma questão ainda não respondida pela Matrix/DNA. O nosso ancestral sistema astronomico, na sua forma de sistema fechado, não realizava qualquer troca com o mundo externo, portanto, devia ter um mecanismo impedindo invasores. Mas provavelmente se tratava apenas de um campo magnético, assim como o planeta Terra se defende. Existiria outro mais eficaz?

Porque senão existia, o sistema de imunidade biológica foi um salto demasiado grande na evolução… não vejo a base solida para dar esse salto. E como não vejo uma função sistêmica capaz de exercer esta função de defesa, suspeito que isto seja produto da entidade do sistema.

Observando o vídeo:

  1. A corrente sanguínea imita o circuito esférico da formula para sistemas. Enquanto no circuito trafega energia e fótons na forma de informação, na corrente sanguínea trafegam muitos elementos, como nutrientes, células, etc.
  2. A entrada de vírus na corrente seria como a entrada de meteoritos ou qualquer outro invasor dentro do circuito astronomico. Desde que o circuito é um corpo rolando no espaço/tempo, estes invasores também no sistema astronomico adentram o corpo do sistema.
  3. Porque os vírus atacam o Linfócito CD4 (pesquisar), e não os outros elementos? Porque atacam diretamente os policias, os soldados do organismo? O que os informa, ou como eles sabem que são os soldados e não os civis, os primeiros a serem eliminados? Porque vírus e linfócitos são opostos entre si? Ou seria uma relacao predador/presa? Tera’ o linfócito, e apenas ele, um tipo de nutriente preferido pelos vírus? ( Ver a composição atômica e molecular dos dois).
  4. Com a morte dos linfócitos, macrófagos são atraídos pelos vírus. O que produz os macrófagos e como sabem que tem vírus? Pesquisar ou rememorar o que são macrófagos. Morreu a infantaria, agora vem a policia montada.
  5. Macrófagos passam uma informação aos linfócitos CD4, os quais se ativam. Ora isto é uma network! Coisa da entidade do sistema. Mas o que significa passar informação e o que significa ficar ativado, a nível molecular?
  6. Linfócito CD4 informa linfócito B e CD8 para ficarem ativados… ( eles não possuem radio ou telefone, tem que ter mensageiro levando as mensagens em mãos). Isto esta’ parecendo mais uma repetição do ciclo vital. Seriam as varias formas de linfócitos produzidas na sequencia do ciclo vital?
  7. Linfócitos CD8 saem da circulação sanguínea… Sera’ que vão combater os vírus no local que entram para invadir?
  8. Hummm… vão para as células infectadas pelos vírus. Apenas quando os vírus entraram na corrente sanguínea alertaram o sistema de defesa. Quer dizer que este Sistema não capta quando as células são invadidas?
  9. Os CD8 matam as células infectadas com vírus! Bons médicos…
  10. Linfócito B vai ao gânglio para produzir anticorpos… O que são gânglios? Como eles se encaixam na formula da Matrix/DNA? Como esse linfócito sabe que tem de ir la? E os linfócitos já não são, em si mesmos, anticorpos?
  11. Linfócito B sai dos gânglios carregado de anticorpos… e volta para a corrente sanguínea. Hummm… fazendo o papel de RNA-mensageiro e RNA-transportador?
  12. Então foram ativados dois tipos de linfócitos: um tipo para matar as células infectadas, e outro para produzir anticorpos e atacarem os virus dentro da corrente sanguínea… Mas os anticorpos não matam os virus, apenas os cercam, neutralizando-os. Entao vem os macrofagos que comem os virus na corrente. FIM

Raios! O que significa “inteligencia”? Senão um método complexo de apresentar resultados? E não acabamos de assistir um método complexo apresentando resultados? Eximias estrategias militares. Qual a diferença entre o método destas pequenas criaturas e o método dos humanos? Então existe inteligencia no mundo microcósmico? E antes das origens do homem?  Seriam estas pequenas criaturas, células, vírus, inteligentes?

Tem algo desconhecido ai’. Tem uma inteligencia dentro deste meio ou atuando neste meio desde fora. Se estiver dentro do meio, significa que a Natureza é e sempre foi inteligente, mesmo antes das origens do homem. Então… o que é “Natureza”? Mas se tiver fora… Seria a tao sugerida face software que a Matrix/DNA esta’ sugerindo existir em todo hardware-sistema? Tambem natural, porem imperceptível aos nossos sentidos?

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Pesquisa: (ver linfócitos,macrófitos,gânglios)

  1. Linfocito CD4:

 

Linfócito é um tipo de leucócito (glóbulo branco) presente no sangue. São produzidos pela medula óssea vermelha, através das células-tronco linfoides…

Obs: Bem,… então antes temos que ver o que é leucócito.

Os leucócitos, também conhecidos por glóbulos brancos, são um grupo de células diferenciadas a partir de células-tronco pluripotenciais oriundas da medula óssea e presentes no sangue.

Obs 1: medula óssea, base da produção do sistema imunológico, seria o campo do campo magnético?

Obs 2: as células troncos não devem serem diferenciadas, seriam as primeiras células formadas na fecundação. A partir delas começa a diferenciação celular mas veja no quadro seguinte algo bem interessante:

xxxx

Obs: As primeiras células não são diferenciadas entre si, portanto iguais – e que devem formar a morula – se diferenciam em apenas dois tipos de células, as quais são ainda indiferenciadas. Um tipo, a mieloide, é que vai se desdobrar nas muitas células diferenciadas que vão compor a estrutura sistêmica e funcional do organismo. Mas o outro tipo é o grande mistério. Ele parece surgir como um ramo lateral vindo de algo estranho `a estrutura. E’ a célula indiferenciada linfoide. A partir dela vai surgir vários tipos de células diferenciadas, mas todas tem como unica função a defesa do sistema. Isto parece uma nova invenção no Universo, o mecanismo de auto-defesa ( porem a Matrix diz que isto não pode acontecer, este Universo não pode produzir nova informação do nada). A não ser que…

Isto me lembra o planeta Terra. Ele foi formado por material visível – poeira gazes – formando uma mistura indiferenciada e esta vai produzir a estrutura do planeta, vai se diferenciar em rochas, água, etc. Afora isso, e depois de estruturado surge um segundo elemento, invisivel, que parece vir de fora da linhagem hereditaria solida dos astros: o campo magnetico. E este exerce a funcao de defesa do planeta.

Isto sugere que … A CELULA TRONCO TENHA UM CAMPO MAGNETICO…!!!

Ou uma substancia biologica que imite ou represente os campos magneticos?

Não gosto disso. Parece que estou descambando para a metafisica. Mas busco a verdade, esta esta’ com o Universo, e o Universo esta’ pouco se lixando para o que eu gosto ou não…

Bem,… em varias outras situações a formula tem sugerido que todos os sistemas naturais tem como contrapartida um campo magnético, inclusive sistemas vivos. O qual – e aqui avançando muito na especulação – poderia ser a “identidade do sistema”.

Devo continuar este estudo. Parei na Wikipedia vendo leucócitos e linfócitos… 

DNA Funciona como Termômetro para Nanotecnologia e MatrixLight/DNA Tem sua Explicação

quinta-feira, abril 28th, 2016

xxxxx

http://www.upi.com/Science_News/2016/04/27/Scientists-build-worlds-tiniest-thermometer-out-of-DNA/2251461771460/

Scientists build world’s tiniest thermometer out of DNA

“In the near future, we also envision that these DNA-based nanothermometers may be implement in electronic-based devices,” said researcher Alexis Vallée-Bélisle.
By Brooks Hays   |   April 27, 2016 at 12:48 PM

Scientists rearranged DNA molecules to create the world’s smallest thermometer. Photo by Leigh Prather/Shutterstock

E meu comentário postado no artigo em 4/28/2016

“…are curious to find out if there are wider fluctuations within cells.”
MatrixLight/DNA Theory suggests that yes, because different organelles have different stable temperatures. Also each kind of nucleotide must have its own temperature: A is different from G, etc. Like a cell, four adjacent nucleotides composes a working matricial system, which is the DNA unity of information, but, the key here is that these systems are composed by pieces that obeys the sequence of life’s cycles.
 
Nucleotides are the result of entropy attacking our astronomical system and its fragments (photons working as its genes or units of information) try to re-compose the prior building blocks’ system when they meet at a planet surface. It explains why optical markers works: the real receptors and reactors are photons are photons inside the electrons inside the nucleotides.
 
This tentative begins with aminoacids and finishes as the four nucleotides, at molecular level. It happens that the building blocks of astronomic systems are systems composed by seven kinds of astronomic bodies ( from planets, pulsars, stars, etc.), but these bodies shapes are merely transformations of a unique body, like a human body has several different shapes in its lifetime. When building a nucleotide system the same sequence of shapes are obeyed, so, each nucleotide/part performs the same function of its astronomic shape ancestor. We know that planets, stars, quasars, has different stable temperatures, so, this is passed on to its counterparts of the DNA’s building blocks. At cells, the organelle were joined bt symbioses between micro-organisms that performs the same life’s cycle sequence, then, each organelle must have its ideal temperature.
Ok, this is not a scientific statement, I am only observing and interpreting the formula of MatrixLight/DNA for all natural systems, which is theoretical and the researchers does not know it.
xxxx
Outras revistas publicando o artigo:
 

As 7 Formas/Dimensões Astrais do Corpo Produzidas pelo Ciclo Vital (Video)

terça-feira, janeiro 19th, 2016

xxxxx

Este não e’ um assunto para se discutir se existe ou não, se e’ cientifico ou não. O que existe são pessoas falando disso sem que eu saiba de onde tiram esta ideia, e existe as sugestões que emergem da Formula da Matrix/DNA. E neste caso estas duas vertentes estão falando, sugerindo existir isto e desta maneira. Se a sugestão da Matrix estiver correta, e pela sua promessa de possibilidade pratica, e’ aconselhável ver este assunto e deixa-lo pendente na mente, porque a partir deste ponto poem aparecer sinais na natureza que não temos percebido, os quais pode nos conduzir ao emprego util e pratico de algum conhecimento real que advenha do tema.

Entao antes de fornecer o link para o video, disponho apressadamente a sugestão que se extrai da formula (este comentario foi publicado no link ao artigo no Facebook):

Louis Charles MorelliLouis Charles Morelli – Jan – 9 – 2016
Se você entender porque e’ logico e natural ter estes sete corpos, este assunto sai da metafisica da qual você não obtêm nada pratico para aplicar na sua vida material, e entra na sua natureza envolvente para você começar a descobrir como aplicar de fato este conhecimento. Temos sete corpos porque somos envolvidos em sete diferentes dimensões de densidade da substancia universal e estas sete dimensões foram produzidas pela força do ciclo vital, a mesma que atua em seu corpo material fazendo-o se transformar em sete formas principais: embrião, baby, criança, jovem, etc. Tudo começou com ondas de luz que possuem sete tipos de frequência/vibrações dispostas numa sequencia logica, e estas ondas transferiram sua dinâmica para a substancia escura inerte que preenche o espaço sideral.
Então, uma dimensão inicial na forma de embrião foi se devolvendo como se desenvolvem os corpos humanos, cada forma de dimensão ficou fixada na matéria e quando a dimensão atingiu a fase senil,a sétima forma, ela parou de se transformar.. Agora, dentro de cada humano o que tem de trilhar o caminho destas sete dimensões e’ esta nova forma de sistema que surgiu denominada ” auto-consciência” Assim como uma onda de luz nascente contem em si todas suas formas futuras, mas em apenas uma forma se situa a atividade vibratória em uma fase de sua existência, a nossa consciência já tem em si estas sete formas porem esta’ vibrando, existindo de fato, apenas na forma de embrião, por enquanto. Mas com esse entendimento em mente, sua mente vai poder se ampliar e existir e ate atuar nas outras seis faixas onde não se encontra sua forma agora. Na formula da Matrix/DNA você entende melhor vendo as sete formas e como elas se conectam ( o meu avatar ao lado já da uma ideia)

Os Sete Corpos

xxxxxxxxxxxx

Back Up – Como aparece no Back Up arquivado no cartão de memoria SHDC

 – observar que o titulo dos artigos sempre aparecem no fim da copia.

INSERT INTO `wp_ptbr_posts` VALUES (10259, 2, ‘2016-01-19 19:25:38’, ‘2016-01-20 00:25:38’, ‘xxxxx\r\n\r\n

Este não e\’ um assunto para se discutir se exist ou não, se e\’ cientifico ou não. O que existe são pessoas falando disso sem que eu saiba de onde tiram esta ideia, e existe as sugestões que emergem da Formula da Matrix/DNA. E neste caso estas duas vertentes estão falando, sugerindo existir isto e desta maneira. Se a sugestão da Matrix estiver correta, e pela sua promessa de possibilidade pratica, e\’ aconselhável ver este assunto e deixa-lo pendente na mente, porque a partir deste ponto podem aparecer sinais na natureza que não temos percebido, os quais pode nos conduzir ao emprego util e pratico de algum conhecimento real que advenha do tema.\r\n\r\n

Entao antes de fornecer o link para o video, disponho apressadamente a sugestão que se extrai da formula (este comentario foi publicado no link ao artigo no Facebook):

\r\n<div class=”_ohe lfloat” style=”color: #141823;”><a id=”js_2p” class=”img _8o _8s UFIImageBlockImage” style=”color: #3b5998;” tabindex=”0″ href=”https://www.facebook.com/TheMatrixDNA?fref=ufi” data-ft=”{&quot;tn&quot;:&quot;T&quot;}” data-hovercard=”/ajax/hovercard/hovercard.php?id=1614614673&amp;extragetparams=%7B%22hc_location%22%3A%22ufi%22%7D”><img class=”img UFIActorImage _54ru img” src=”https://scontent-lga3-1.xx.fbcdn.net/hprofile-xfp1/v/t1.0-1/q73/c143.54.674.674/s32x32/317557_2330484034263_190396842_n.jpg?oh=1987c30ac0f8d33a88bd63dd8be2db4c&amp;oe=56FBD09F” alt=”Louis Charles Morelli” /></a><a class=” UFICommentActorName” dir=”ltr” style=”font-weight: bold; color: #3b5998;” href=”https://www.facebook.com/TheMatrixDNA?fref=ufi” data-ft=”{&quot;tn&quot;:&quot;;&quot;}” data-hovercard=”/ajax/hovercard/hovercard.php?id=1614614673&amp;extragetparams=%7B%22hc_location%22%3A%22ufi%22%7D”>Louis Charles Morelli</a> – Jan – 9 – 2016</div>\r\n<div class=”_ohe lfloat” style=”color: #141823;”></div>\r\n<div class=”_ohe lfloat” style=”color: #141823;”><span data-ft=”{&quot;tn&quot;:&quot;K&quot;}”><span class=”UFICommentBody”>

Se você entender porque e\’ logico e natural ter estes sete corpos, este assunto sai da metafisica da qual você não obtêm nada pratico para aplicar na sua vida material, e entra na sua natureza envolvente para você começar a descobrir como aplicar de fato este conhecimento. Temos sete corpos porque somos envolvidos em sete diferentes dimensões de densidade da substancia universal e estas sete dimensões foram produzidas pela força do ciclo vital, a mesma que atua em seu corpo material fazendo-o se transformar em sete formas principais: embrião, baby, criança, jovem, etc. Tudo começou com ondas de luz que possuem sete tipos de frequência/vibrações dispostas numa sequencia logica, e estas ondas transferiram sua dinâmica para a substancia escura inerte que preenche o espaço sideral. Então, uma dimensão inicial na forma de embrião foi se devolvendo como se desenvolvem os corpos humanos, cada forma de dimensão ficou fixada na matéria e quando a dimensão atingiu a fase senil,a sétima forma, ela parou de se transformar.. Agora, dentro de cada humano o que tem de trilhar o caminho destas sete dimensões e\’ esta nova forma de sistema que surgiu denominada ” auto-consciência” Assim como uma onda de luz nascente contem em si todas suas formas futuras, mas em apenas uma forma se situa a atividade vibratória em uma fase de sua existência, a nossa consciência já tem em si estas sete formas porem esta\’ vibrando, existindo de fato, apenas na forma de embrião, por enquanto. Mas com esse entendimento em mente, sua mente vai poder se ampliar e existir e ate atuar nas outras seis faixas onde não se encontra sua forma agora. Na formula da Matrix/DNA você entende melhor vendo as sete formas e como elas se conectam ( o meu avatar ao lado já da uma ideia)

</span></span></div>\r\n<div class=”_ohe lfloat” style=”color: #141823;”></div>\r\n<h3 class=”_ohe lfloat” style=”color: #141823;”><span style=”color: rgb(0, 0, 255);”><strong>

Os Sete Corpos

</strong></span></h3>\r\n<div class=”_ohe lfloat” style=”color: #141823;”><a href=”https://www.facebook.com/hashtag/compartilhe?source=feed_text&amp;story_id=775025035974303″ target=”_blank”>https://www.facebook.com/hashtag/compartilhe?source=feed_text&amp;story_id=775025035974303</a></div>\r\n<div class=”_ohe lfloat” style=”color: #141823;”></div>\r\n<div class=”_ohe lfloat” style=”color: #141823;”><a href=”https://www.facebook.com/182363741848862/videos/670085699743328/” target=”_blank”>https://www.facebook.com/182363741848862/videos/670085699743328/</a></div>\r\n&nbsp;’,

‘As 7 Formas/Dimensões Astrais do Corpo Produzidas pelo Ciclo Vital (Video)’, 0, ”, ‘publish’, ‘open’, ‘open’, ”, ‘as-7-formasdimensoes-astrais-do-corpo-produzidas-pelo-ciclo-vital-video’, ”, ”, ‘2016-01-19 19:25:38’, ‘2016-01-20 00:25:38’, ”, 0, ‘http://theuniversalmatrix.com/pt-br/artigos/?p=10259’, 0, ‘post’, ”, 0);

A Visao da Dra. Jill Taylor (My Stroke Insight) conectada `a nossa dimensao pela Matrix/DNA

terça-feira, dezembro 1st, 2015

xxxx

My Stroke Insight

Jill Bolte Taylor

https://www.ted.com/talks/jill_bolte_taylor_s_powerful_stroke_of_insight?language=en

  Dr. Jill Bolte Taylor – Neuroanatomist – Brain researcher Jill Bolte Taylor studied her own stroke as it happened — and has become a powerful voice for brain recovery

Meu comentario postado no video:

Louis Morelli – Posted at Dec, 01,2015

That’s fantastic coming from a scientist, but Physics, Biologists, atheists, Mathematicians, should understand how this “illusionary stroke’s produced picture of the world” can be real and added to  our picture made off “the scientific empiricist knowledge”, if we know the final results from the pure materialistic rationalism applied to the whole scientific data we have today trying to get the bigger picture – a rational theory. What’s this ” light”, his “energy”, this ” Nirvana sensation”? How they interacts, how they relates, to our sensorial world, described by Newtonian mechanics and mathematics equations? The results of such method were:

( Tradução: Isto e’ fantástico desde que vem de uma cientista, mas Fisicos, Biologos, ateus, matematicos, poderiam entender como esta ” diferente visão do mundo produzido por uma ilusionaria visão de um ataque cerebral” pode ser real e adicionado a nossa visão do mundo feita do “empirico e cientifico conhecimento”, se nos conhecermos os resultados finais de um puro materialista e racionalista método aplicado a totalidade dos dados que nos temos hoje, tentando obter este grande quadro – uma teoria racional. O ue e’ esta ” luz”, esta “energia”, esta ” sensação de Nirvana”? Como elas interagem, como elas se relacionam, com nosso mundo sensoreo, descrito pela mecânica Newtoniana e pelas equações matematicas? Os resultados de tal metodo foram: 

1) Biological systems, as cells, human brains,etc. are merely evolution from non-living systems, as atoms, galaxies, etc;

1) Sistemas biologicos, ( continuar tradução)

2) So, there is an evolutionary link between cosmological evolution and biological evolution, which makes a unique universal system under evolution through 13,7 billion years. Then, there was no “origins of life”, no abiogenesis by chance, etc.

3) Like cells and all living beings has as blueprint, the DNA, this blueprint ( in primitive shape and substances) is present also in astronomical and atomic systems. So, instead DNA we call it universal Matrix/DNA. It is the building block of all natural systems, does not matter sizes, ages, etc.

4 ) The Matrix/DNA has organized matter into atomic and astronomical working systems by applying the force of life’s cycle on a unique initial body, and from it, made the another bodies/shapes/functions for creating a complete working system. The working system is composed by a spherical circuit where flows the flux (or stream) of informations about the system. At the advanced point of this flux is created a point of light and this point alternates between wave and particles, when it creates the pieces of the system. Observing the running of the point of light we see the system arising by series, while observing this flux at right speed we see the point of light as line of light representing the whole system at the same time, which is the parallel processing. The serial processing is saw by the nowadays dominant left hemisphere, while the parallel processing should be saw by the nowadays recessive right hemisphere. Since that the whole circuit emits  a new phenomena called ” the identity of the system”, which is a kind of the systems’ software, this identity is the consciousness of the system. Everything as Dr. Jill had interpreted her experience.

But, where this Matrix came from? What is the difference with ordinary matter?

5) We find the answer when discovering that the life’s cycle force is merely the waves of light that are produced from magnetic radiations, like gamma rays, radio,etc. The real surprise thing is: they are not produced by radiation, they walks in parallel to these radiations linked by an energy obtained from the friction between the two sides. So, our supposed explanation is that since the Big Bang – or before it – there are these light waves – which is the Matrix/DNA – expanding and penetrating a kind of dark matter, or space’s substance. The light wave works in parallel – there is no past and future, only present – and its produced energy plus dark matter works in series, creating time. When this two dichotomic reality build human brains, from space’s substance, they are walking together through the brain, but the left side, wich represents space substance plus that created ” energy” is dominant, while the light at the right side is recessive. So, this universe is like the placenta occurring a merely natural process of genetic reproduction of the unknown ex-machine system that triggered the Big Bang. And as material bodies we are the genes working this process right now and here. If you like it, see Matrix/DNA Theory and its new models of atomic, astronomical systems and interpretation of light waves. From this rational and naturalist world view, I can understanding and accepting everything that Dr. Jill said, even that I don’t like when she says words like spirit, nirvana, etc., because in my world view, these things have scientific names, like genes, friction bridges as energy, etc.

Traducao do video:

00:11 – I grew up to study the brain because I have a brother who has been diagnosed with a brain disorder, schizophrenia. And as a sister and later, as a scientist, I wanted to understand, why is it that I can take my dreams, I can connect them to my reality, and I can make my dreams come true? What is it about my brother’s brain and his schizophrenia that he cannot connect his dreams to a common and shared reality,so they instead become delusion?

00:11 – Eu cresci estudando o cerebro porque eu tenho um irmao que foi diagnosticado com desordem cerebral, esquizofrenia. E como uma irma e mais tarde, como uma cientista, eu quiz entender porque e’ que eu posso saber dos meus sonhos, eu posso conectar eles a minha realidade, e eu posso fazer meus sonhos se tornarem realidade? O que acontece com o cerebro do meu irmao e sua esquizofrenia que ele nao pode conectar seus sonhos com uma comum e compartilhada realidade, e ao contrario, eles se tornam descrentes?

( Cont. traducao)

Como captar os sinais da Matrix ate’ num show do The X Factor

domingo, novembro 15th, 2015

xxxxx

Por acaso trombei deste vídeo que me pegou de surpresa! Jamais imaginaria que ate nisso podemos encontrar evidencias para esta cosmovisão: o elo que liga tudo em sistemas esta potencialmente oculto entre irmãos de sangue!

Veja o video, e leia nossa explicação abaixo:

4th Power raise the roof with Jessie J hit | Auditions Week 1 | The X Factor UK 2015

 Impressionante!!! Assisti isto 10 vezes e… mais! A força do código da vida que esta encriptada nas ondas de luz e une corpos na sequencia exata do ciclo vital mostra-se aqui em seu esplendor na sequencia coordenada dos nascimentos de quatro irmas. E assim a mais idosa complementa a caçula preenchendo exatamente onde esta chega a seu limite, para a força caminhar adiante! Um hino de esperança de que a Vida vencera a morte e tudo o mais! Ahhhh… se todos os irmãos que se conflitam, ao invés, descobrissem que sua simplicidade ( como a destas meninas) faria aflorar este potencial que jaz latente entre eles…

Obrigado povo asiático e principalmente a Filipinas por este alento no dia de hoje reacendendo a chama na esperança da vida e da humanidade quando estávamos com esta esperança abalada pelos acontecimentos em Paris…. Obrigado mesmo!

Para quem não entende o que e’ essa força do ciclo vital porque não conhece a visão da Matrix/DNA,, o melhor exemplo são suas mãos: cada dedo num tamanho, forma e força especifica, assim cada um dos cincos dedos são talhados para uma habilidade, por uma função especifica, e o conjunto dos cinco complementa a grande perfeição e eficiência que são suas mãos. Pela mesma razão estas irmãs se sintonizam, se completam e soma-se a isso a ingenuidade e ausência de malicia e mesquinhes das almas, o resultado e’ a maravilha da perfeição.

Observe que uma diz: ” Estou tao orgulhosa das minhas irmãs…” Ela se esquece que ela e’ uma das estrelas, Por isso ela pode ver o brilho das estrelas das irmãs, sem que a vaidade do seu brilho as ofusque. Com essa mentalidade, dentre as quatro nenhuma se acha para se impor `as outras, e assim, esta selada a paz e a harmonia que se revela nos seus movimentos. Lindo!

Vida ou Não-Vida Após a Morte: Incrivel Nova Tese Nasce Dentro da Matrix/DNA: Seríamos A Dualidade Onda/Particula Em Evolutivo Feed-Back: Guidance Wave Theory

quinta-feira, março 19th, 2015

xxxx

Capitulo Contendo Coleções de Dados Sobre a Categoria “Vida ou Não-Vida Após a Morte?”

Esta nova teoria denominada Guidance Wave Theory de Ian Miller bate surpreendentemente com os resultados sendo sugeridos pela Matrix/DNA Theory sobre o que acontece na morte de um corpo humano. Veja meu comentário explicando como, a seguir:

Life after death

https://ianmillerblog.wordpress.com/2015/02/04/life-after-death/

ian miller blog

Meu Comentario ( a ser traduzido para português) ( Não Publicado, aguardando moderação):

A Vida Após a Morte Pode ser Explicada pela Dualidade Onda/Partícula. Cada corpo humano individual representa os aspectos “onda” e  “partícula”.  Partícula é seu aspecto corpo material visível, é sua posição em relação ao espaço, e onda em relação ao tempo é um aspecto invisível a nós, pois não vemos e não podemos tocar o tempo. Como partícula ela não se limita a um corpo individual ( o qual é apenas uma micro-cópia, um fractal da partícula) , ela se completa como o coletivo dos indivíduos, ou seja, a espécie. E espécies podem desaparecerem para sempre ou serem transformadas em novas formas, outras espécies. A espécie humana vem de uma linhagem evolutiva de um único sistema natural que se originou no Big Bang na sua mais simples forma e até o presente momento sempre foi transformado, ou seja, como partícula e no coletivo, ela nunca morreu.

No seu aspecto de onda do tempo, cada corpo humano no  seu tempo de existência é apenas um infinitesimal tempo do tempo total deste sistema sob evolução, ou seja, do tempo universal de 13,7 bilhões de anos. Isto quer dizer que na morte de um corpo a onda universal jamais morre ali. Em outras palavras, não existe vida após a morte porque simplesmente, na verdade, não existe “morte”.

We are arriving to same theoretical results coming from two different methods ( mine is comparative anatomy between living and nonliving natural systems). My theory called “Matrix/DNA, the universal formula for all natural systems and life’s cycles”, suggests that a unique body under the process of life’s cycle is at same time a wave and a particle. The particle is any momentum of that body and the wave is the lifelong time of that body. It happens that our DNA, which is the essence of every life’s species is merely the terrestrial biological shape of a universal essence, which I am calling “Matrix”. This result from my method is due when extracting the circuit flow connecting all parts of a system we get a formula in shape of computational diagram and it is equal from atoms to galaxies to plants cells to human brain’s configuration. Again, this universal formula coming within a system that emerged at the Big Bang and today is acquiring the shape of human brain and possibly also the shape of a new system called consciousness, is the universal Matrix/DNA.

So, it means that each momentum state of this unique universal system is a particle and this particle had appeared as several individuals which dies, but the particle’s shape continues to existing as the collective, called “species”. It is the particle as collective that is evolutionary transformed into new more complex systems. As sample we have an analogy with the individual human body, which could be called “particle” and we know that this particle under the process of life’s cycle is transformed into several shapes, from blastula to fetus to teenager, etc.  So, an individual body-particle dies, but the collective of this body particles does not: it is transformed. It means that this universal system-particle called human body is 13, 7 billion years old, like the Matrix/DNA.

But… the formula is showing that the body which is a system is seen by us as particle at a given moment of its lifelong, while we can not see its time running at that moment because the time or life’s cycle force is a wave. Since that there is a unique natural system evolving under the process of life’s cycle since the Big Bang to today consciousness, it means that there is a unique wave of time and it is 13,7 billion years old. It means that when a body-system-particle disappears as individual, the wave does not disappear because it is the collective of all individuals and it will continuing the evolution, certainly to the next transcendental or more complex shape of this universal system.

My method lead me to a new interpretation of the electromagnetic spectrum of light waves. From gamma ray to radio, all different states of frequencies/vibrations/colors are equal the sequence of transformations of the state of energy/vibration of a unique human body, from fetus to adult. It means that also a light wave is under the process of life’s cycle… in another words, a light wave is the most simplest “living thing”. So simplest that it goes back to the extreme singularity at the initial moments of the Universe… or, beyond it. It means that the Universal Matrix, which today and here is encrypted into the biological DNA, and is the formula organizing the brain and consciousness, was existing before this Universe in shape of light. If consciousness is the final end of this evolution, it must be returning to be the initial light. Again, as light, it is a wave.

Declarations like the famous neuroscientist that had a left hemisphere stroke and saw everything as light without separation between her body and the external world are good evidences that this theory about the consciousness being a kind of light waves the survives after death is in the right track. Congratulations Mr.Ian: you had an astonishing insight. (sorry by the English language errors and you can see the Matrix/DNA formula at its website).

xxxx

( Artigo copiado aqui para ser traduzido)

The issue of whether there is life, or consciousness, after death is one of those questions that can only be answered by dying. If there is, you find out. My wife was convinced there is, and she was equally convinced that I, as a scientist, would quietly argue the concept was ridiculous. However, as she was dying of metastatic cancer we had a discussion of this issue, and I believe the following theory gave her considerable comfort. Accordingly, I announced this at her recent funeral, in case it helped anyone else, and I have received a number of requests to post the argument. I am doing two posts: one with the mathematics, and one where I merely assert the argument for those who want a simpler account. The more mathematical post is at (http://my.rsc.org/blogs/84/1561 ).

First, is there any evidence at all? There are numerous accounts of people who nearly die but do not, and they claim to see a tunnel of light, and relations at the other end. There are two possible explanations:
(1) What they see is true,
(2) When the brain shuts down, it produces these illusions.
The problem with (2) is, why does it do it the same way for all? There was also an account recently of someone who died on an operating table, but was resuscitated, and he then gave an account of what the surgeons were doing as viewed from above. The following study may be of interest (http://rt.com/news/195056-life-after-death-study/ ) One can take this however one likes, but it is certainly weird.

What I told Claire arises from my interpretation of quantum mechanics, which is significantly different from most others’. First, some background. (If you have no interest in physics, you can skip this and go to the last three paragraphs.) If you fire particles such as electrons one at a time through a screen with two slits, each electron will give a point reading on a detector screen, but if you do this for long enough, the points give the pattern of wave diffraction. This is known as wave-particle duality, and at the quantum level, an experiment either gives properties of a particle or those consistent with a wave, depending on how you do it. So, how is that explained? Either there is a wave guiding the particles or there is not. Most physicists argue there is not and the electrons just happen to give that distribution. You ask, why? They tend to say, “Shut up and compute!” Einstein did not agree, and said, “God does not play dice.” What we know is that computations based on a wave equation give remarkably good agreement with observation, but nobody can find evidence for the wave. All we detect are the particles, but of course that is what the detectors are set up to detect. It is generally agreed that the formalism that enables calculations is sufficient. For me, that is not sufficient, and I think there must be something causing this behaviour. Suppose you cannot see ducks but you here a lot of quacking, why do you assume the quacks are just the consequence of your listening, and there are no ducks? There is a minority who believe there is a wave, and the pilot wave concept was formed by de Broglie.

Modern physics states the wave function is complex. In general, this is true, but from Euler’s theory of complex numbers, once (or twice) a period (which is defined as the time from one crest, say, to the next) the wave becomes momentarily real. My first premise is
The physics of the system are determined only when the wave becomes real.
From this, the stability of atoms, the Uncertainty Principle and the Exclusion Principle follow. Not that that is of importance here, other than to note that this interpretation does manage to do what standard theory effectively has as premises. My next premise is
The wave causes the wave behaviour.
At first sight, this seems obvious, but recall that modern quantum theory does not assert this. Now, if so, it follows that the wave front must travel at the same velocity as the particle; if it did not, how could it affect the particle? But if it travels at the same velocity, the energy of the system must be twice the kinetic energy of the particle. This simply asserts that the wave transmits energy. Actually, every other wave in physics transmits energy, except for the textbook quantal matter wave, which transmits nothing, it does not exist, but it defines probabilities. (As an aside, since energy is proportional to mass, in general this interpretation does not conflict with standard quantum mechanics.) For this discussion, the most important consequence is that both particle and wave must maintain the same energy. The wave sets the particle energy because the wave is deterministic, which means that once the wave is defined, it is defined for every future with known conditions. The particle, however, suffers random motion and has to be guided by the wave in my theory.

Now, what is consciousness? Strictly speaking, we do not know exactly, but examination of brains that are conscious appear to show considerable ordered electrical activity. But if electrical activity is occurring, that is the expenditure of energy. (The brain uses a remarkably high fraction of the body’s energy.) But since the movement of electrons is quantum controlled, then the corresponding energy must be found in an associated set of waves. Moreover, it is the associated wave that is causal, and it alone can overcome the randomness that may arise through the uncertainty of position of any particle. The wave guides the particle! Another important feature of these Guidance Waves is they are linear, which means they are completely separable. This is a general property of waves, and is not an ad hoc addition. It therefore follows that when we are conscious and living “here”, there is a matrix of waves with corresponding energy “there”.

Accordingly, if this Guidance Wave interpretation of quantum mechanics is correct, then the condition for life after death is very simple: death occurs because the body cannot supply the energy required to match the Guidance Waves that are organizing consciousness, and the random motion of particles in the brain, due to heat, overpower the order that bodily consciousness requires. The body now is no longer conscious, and hence is dead, and useful brain activity ceases. But if at the point where the brain can no longer provide its energy contribution for consciousness, the energy within the Guidance Wave can dissociate itself from the body and maintain itself “there”, and recall that the principle of linearity is that other waves do not affect it, then that wave package can continue, and since it represents the consciousness of a person, that consciousness continues. What happens next depends on the conditions applicable “there”, and for that we have no observations.

Is the Guidance Wave interpretation correct? As far as I am aware, there is no observation that would falsify my alternative interpretation of quantum mechanics, while my Guidance Wave theory does make two experimental predictions that contradict standard quantum mechanics. It also greatly simplifies the calculation of some chemical bond properties. However, even if it is correct, that does not mean there is life after death, but at least in my interpretation of quantum mechanics it is permitted. That thought comforted Claire in her last days, and if it comforts anyone else, this post is worth it.

xxxxx

Outro excelente artigo e posterior comentários com muitos links sobre o tópico:

Near death, explained

New science is shedding light on what really happens during out-of-body experiences — with shocking results.

http://www.salon.com/2012/04/21/near_death_explained/

( E como resposta ateísta de PZ Myers, ver:

Near-death, distorted

Taking aim at a recent Salon story about the science of out-of-body experiences

http://www.salon.com/2012/04/26/near_death_distorted/

Mistérios do Mundo Explicados pela Matrix/DNA: O Principio da Incerteza e a Dualidade Onda/Particula

sexta-feira, março 6th, 2015

xxxx

A fórmula da Matrix/DNA nos leva de imediato a formular uma explicação elegante que pode resolver alguns dos mais intrigantes mistérios na cabeça dos físicos:

a) Como é que uma partícula pode apresentar diferentes formas e estados ao mesmo tempo?! Como pode uma coisa ser onda e particula ao mesmo tempo?!

b) Num mundo onde tudo deve ser explicado com certeza tendo  por base a longa cadeia de causas e efeitos, como pode existir o “Principio da Incerteza de Heisenberg”, determinado a ser uma incerteza por toda a eternidade?!

Na fórmula da Matrix/DNA vemos que não apenas as partículas, mas o nosso próprio corpo apresenta-se como particula e onda ao mesmo tempo. Como?! Será que ouví direito? Impossível!

Vamos explicar. Em cada momento somos a síntese de uma vida, ou seja, nosso corpo não é apenas a forma que se apresenta aqui e agora, mas sim esta forma mais a memória de todas as formas anteriores da vida passada desde o momento do nascimento. Esta memória do passado chama-se “idade” e ela é mostrada visivelmente ao bater-se o olho em qualquer corpo humano.  Então a nossa forma aqui e agora, no presente momento, é a soma de uma forma e substancia espacial e uma forma e substancia temporal. Neste momento seu corpo está mostrando sua forma material no espaço, ao mesmo tempo que está mostrando seu tempo no espaço, sua idade.

A fórmula da Matrix/DNA descreve um sistema natural e em pleno funcionamento, e desde que todo sistema natural é montado pelo processo do ciclo vital, o circuito energético da fórmula tem que mostrar os aspectos espaço e tempo do sistema, ao mesmo tempo. O aspecto espaço é mostrado através das 6 formas principais do corpo do sistema durante uma vida do sistema, ou seja, temos uma visão de um corpo, que pode ser chamado de partícula dependendo do tamanho do observador. Enquanto isso,  o aspecto tempo, é apenas mostrado através das setas do circuito entre as formas do corpo. Estas setas significam que o fluxo de informações, na forma de energia, que corre dentro do canal do circuito, e que pode se tornar uma partícula se for instantaneamente interrompido, são o jeito que o tempo se propaga, na forma de ondas. Tal como as ondas que vemos numa tela onde se projeta o espectro da passagem e velocidade da luz.

Ora, se um observador cujo complexo sensorial só pode captar o aspecto “corpo material ocupando um pedaço do espaço”, e não pode captar ao mesmo tempo, todos os  momentos passados e futuros daquele mesmo corpo, mas sabe que isso existe, ele tentará calcular a idade do corpo pelo aspecto visível do corpo naquele momento. Por outro lado, se existir um observador que só possa captar o aspecto “tempo e história de um corpo”, mas não possa ver e sentir o corpo, será como assistir um filme de 80 anos resumido em poucos segundos. Na tela apareceria apenas um fluxo sem forma movendo-se a tal velocidade que a forma seria invisível.

Na linguagem cientifica, só existe um real fenômeno natural se ele puder ser medido. Por exemplo, Deus não pode ser medido, então, por esse método e raciocínio cientifico, Deus não existe. Sem parar para analisar o mérito desse raciocínio, ele é necessário e precisa ser respeitado, senão o Homem não pode ter uma Ciência para o conhecimento universal humano. O empreendimento cientifico realmente nasceu quando Francis Bacon se irritou com tanta gente de tantas tribos falando tantas coisas diferentes sobre este mundo e vendo tantas experiencias reais sendo perdidas pelo todo porque não acumulava de maneira ordenada as experiencias das partes, das varias tribos, e resolveu trazer todas estas experiencias, todos os fatos narrados para a mesa e dar uma definição unica para cada elemento sobre a mesa, a ser conhecido em todos os lugares e tempos futuros. Essa definição exata e com o acordo de todos os observadores ao redor da mesa é o que se entende por medição do fato.

Então a Física descobriu as menores partículas que compõem a matéria. E tratou de medi-las, para obter uma definição e ser transmitida para o conhecimento de todos. Elas tem uma forma, uma velocidade, um estado físico como sólido, gasoso, uma cor, etc., o máximo de dados que se pode obter delas. E foi aí que surgiu um grande problema com as partículas, o qual foi denominado de “Principio da Incerteza de Heisenberg”, devido o nome do pesquisador que primeiro constatou esse problema. Se fixamos uma partícula num ponto do espaço e num exato único momento,podemos obter e medir sua massa, mas não sua velocidade – e pelo pouco que sei, o normal das partículas é estarem sempre em movimento. Se projetamos o movimento de uma partícula na tela, vemos passar o corpo dela sem forma mas podemos medir sua velocidade. O que nunca dá para fazer é obter as duas medições juntas. E isso atrapalha enormemente o nosso conhecimento, controle, manipulação destas partículas e de todos seus efeitos no mundo real.

É como se alguem te disser: “Vi um alienígena que tem a nossa forma, mas é verde. Ele estava mamando numa mamadeira e ao mesmo tempo na frente de um computador vendo lá complexos gráficos e fórmulas… E ele me mandou um sinal telepático  informando que  vai vir te visitar ” Você não tem nenhum dado para decidir se o alienígena é uma criança ou um adulto. Se ele vai apenas vir brincar ou debater visões de mundos. Não há como se preparar para uma abordagem, como saber controlar e dominar o próximo evento, é ele quem vai decidir e dominar o que irá  acontecer. Assim sempre estaremos perante tais partículas.

Ora, mas a fórmula e visão de mundo da Matrix/DNA sugere que longe de ser umas completas estranhas e coisas de outra realidade, as partículas fundamentais da matéria são apenas mais uma das espécies “vivas” dentro da enorme diversidade de espécies no Universo, e como tais, são nossas longínquas ancestrais. Se são realmente nossas ancestrais, então provavelmente elas já devem possuir em sim mesmas, todas as propriedades complexas vitais que nós temos hoje, porem de forma muito simples evolutivamente falando, e a maioria sem serem expressadas, existindo apenas como potencial latente, esperando que se tornem mais complexas para se expressarem. Pois a mesma Matrix/DNA sugere que nada surge neste Universo por mágica, nem mesmo as nossas complexas atuais propriedades vitais… elas já existiriam aqui desde o primeiro momento do Big Bang. E se for assim mesmo… as partículas tambem são regidas como nós, pelo ciclo vital, aquela fôrça ou processo que faz um corpo mudar em várias formas, transformando-se continuamente, ao longo do seu tempo de existência.

Ora, vimos que para um alienígena que nunca viu um ser humano, ao se deparar com um, verá sua forma, mas nunca sua idade. Verá seu corpo material ocupando um ponto no espaço, mas nunca o ponto  que ele tem ocupado na escala natural universal do tempo – apenas o tempo presente. E nós humanos somos como alienígenas observando a espécie das partículas… está aí então explicado o problema descoberto por Heisenberg.

Heisenberg nada sabia sobre a fórmula da Matrix/DNA para sistemas naturais e nunca pensou nas partículas como sendo em si mesmas, sistemas – apesar dos mais simples possíveis. Mas, enquanto esta fórmula é uma realidade quando descreve todos os sistemas biológicos, ela ainda é apenas uma teoria e existindo apenas dentro de uma cabeça de um ser humano, no tocante a ser a mesma fórmula para todos os sistemas do Universo, para todas as porções de matéria organizadas num corpo, como são as partículas.  Já tenho reunido milhares de evidencias sugerindo que ela exista, mas isso ainda não é suficiente para se acreditar que ela exista de fato. Enquanto esta prova final não vem, podemos nos entreter com as explicações elegantes que ela fornece para fenômenos que ainda não possuem explicações comprovadas. A incerteza de Heisenberg que se espalha das partículas para a maioria dos fenômenos tratados ao nível subatômico – no reino estudado pela teoria quântica – ainda continuará a ser uma incerteza, não vamos acreditar que a resolvemos. Mas tambem não é inteligente e salutar ignorar totalmente esta sugestão,pois ela fornece idéias para novas abordagens e experiencias, e apenas através de novas abordagens, novas experiencias e  novos dados, resolveremos definitivamente este problema.

Vídeo Explodindo como Viral nos USA: Homem com 32, Conversa com êle mesmo aos 12…

terça-feira, julho 17th, 2012

Dou aqui uma idéia para fazerem um video que será sucesso garantido no Youtube: um dialogo entre 10 personagens – um na forma de baby, outro na forma de adulto, outro como uma bolota na forma de mórula, outro na forma de velho, outro na forma de embrião, de feto, etc., todas as formas de um só corpo humano.  Alguem acabou de lançar um vídeo de um dialogo entre apenas dois personagens, duas formas diferentes de um mesma pessoa, mas o vídeo já está alcançando a marca dos cinco milhões,  e sendo comentado até pelo Huffington Post !

Porem, o que me interessou muito na idéia do autor, foi que, sem êle saber, tocou num dos mais profundos e sábios segrêdos da Natureza. É relacionado ao mecanismo dos ciclos vitais e seu entendimento é muito dificultoso porque não existem observações, pensamentos, conclusões, publicadas sôbre êste fenômeno. Imagine uma pedra qualquer. Ou um astro qualquer “redondo” como nosso planeta. êstes objetos são tambem “corpos fisicos”. Eles surgem e desaparecem na mesma forma, se não houver algum incidente. Porem existem corpos fisicos que surgem numa forma e com o tempo vão se transformando em outras formas, de maneira que a forma final fica irreconhecivel na forma inicial. Dá para comparar o corpo de um humano idoso com a forma de mórula com que ele surgiu? Pois bem. A questão era: Como e porque em dado momento a Natureza começou a fazer com que alguns tipos de corpos fisicos se transformem em novas formas?! Eu disse “era” porque acho que com a Teoria da Matrix/DNA nós resolvemos esta questão, mas então a partir daí tudo nêste mundo começou a revelar aspectos que jamais poderia imaginar sem esse conhecimento. Por isso eu insisto que mais pessoas façam o enorme e sacrificante esforço de pensar esta questão ou então aproveitar o que já pensei e aprendí. Uma pedra é estanque na sua forma porque pedras não são partes funcionais de nenhum sistema, são como pedaços de galhos caídos ou fôlhas s6ecas desprendidas do sistema “árvore”. Mas planetas são partes funcionais de um sistema, assim como corpos de seres vivos são sistemas. Em sistemas tudo é dinamico, tudo tem existência firme e prolongada, tudo se transforma em outras formas. Devido a ausência dêstes detalhes nos raciocinios dos cientistas astronomos talvez o atual modêlo teórico do que é e como funciona um sistema galáctico esteja todo errado ou muito incompleto. Isto é grave em muitos aspectos: ficamos sem entender o que é vida se não conhecemos o sistema astronomico que a criou; ficamos sem entender o que é nosso planeta, nosso sol, e como êles funcionam, como por exemplo o aquecimento global pode estar sendo produzido pela própria Natureza. E assim por diante.

Tenho chegado à conclusão ultimamente que a fôrça natural que imprime o processo do ciclo vital na matéria, levando-a a se organizar na forma de sistemas naturais, é a luz. Pedaços de sistemas como pedras sôltas e folhas sêcas não são afetados devido o decaimento de sua entropia ser uma força maior que a tênue força da luz. Em outro artigo aqui nêste website apresento esta teoria do porque a luz deve conter o código que imprime “vida” à matéria. Mas então os significados do mundo mudam tanto em relação ao que temos aprendido na escola que todos formados nesta escola vão com razão pensar que estão lendo um texto tão imcompreensível que deve ser insano. Talvez seja mesmo, mas isto só será provado com fatos reais, e até agora continuo diriamente arrolando fatos e mais fatos reais como evidencias desta teoria. Apenas para ter uma idéia transcrevo no final abaixo uma discussão que tive com pessoas comentando o vídeo acima.

Existe a presença simultânea de vários corpos espalhados no espaço, interagindo-se, e isto tôdo mundo pode ver. Mas existe outra forma de interação entre corpos que ninguem pode ver: seu corpo como adolescente comunicou, informou, tudo de sí, na direção do futuro e o resultado foi seu corpo adulto. É um produto do que denominamos “processo do ciclo vital”. Êste é o tipo de canais de comunicação relativos ao tempo e não ao espaço, êles só existem na forma de ondas e não particulas. Você é real na sua forma de baby, criança, adulto, idoso arquejado apoiado numa muleta… mas capturar e expor estas imagens reais fixas num mesmo momento para melhor pensar no significado de sua existência, ninguem consegue. Mas êste é dos segrêdos mais importantes da Natureza, pois como você pode ver nas figuras da Matrix/DNA, foi fixando sete formas diferentes de um mesmo tipo de corpo sob o processo do ciclo vital que a Natureza conseguiu montar o primeiro sistema galáctico, e depois, o primeiro ser vivo, na forma de uma célula.

A gente não pode ver o circuito do fluxo dessa interação que flui por ondas do tempo, entre formas, mas por ser muito importante na nossa natureza, ela está registrada na nossa memória/DNA e tenta se expressar.  Ãs vêzes, o máximo que consegue é fazer algumas intuições aflorar no meio de nossos pensamentos, como se estivesse gritando: “eu existo!”. Nos sete anos que viví sózinho na selva acho que tive o intelecto culto da civilização reduzido ao estado primata, para sobreviver na selva, então muitas intuições estranhas me afloravam à mente. E como lá escurece cêdo, os perigos impedem-nos de caminhar e nos ficamos balançando na rêde mais tempo, pensando, e assim notamos estas intuições e meditamos sôbre elas. Esta oportunidade que o homem moderno na civilização não tem, mesmo porque não pode sentir e viver o espirito virgem e selvagem da natureza, às vêzes pode nos levar a descobrir certeiramente qual a fonte destas intuições. Eu não conheço outra explicação sôbre o que foi que me levou a supor que os astros originais tambem estariam sob os mecanismos do ciclo vital, imaginar uns se transformando nos outros, e finalmente montando LUCA, uma galaxia primordial semi-biológica. Bem, afinal ainda não sabemos quais são as informações que estão registradas em 95% do nosso DNA, o qual é uma espécie de memória. E o que essa memória estaria afectando nossa mente através de impulsos, instintos, intuições.

As intuições acontecem, não se explica porque, mas são responsáveis por muitos atos humanos, às vêzes como crimes hediondos, outras vêzes como criações da imaginação, como se viessem do nada, como nas artes por exemplo. E agora um cara muito inteligente e criativo parece que foi molestado pela mesma fonte na nossa memória natural que me levou a pensar no ciclo vital e as diferentes formas pelas quais êle transforma um corpo material. Pois êle divulgou no Youtube, um vídeo de um garoto de 12 anos, muito parecido com êle que agora tem 32 anos, dizendo que o vídeo foi iniciado por êle mesmo quando tinha 12 anos, imaginando qual seria o tipo de conversa com seu corpo no futuro, uns 20 anos mais tarde. E agora êle desencavou o vídeo do baú e fêz a outra parte, a do adulto respondendo as perguntas curiosas de si mesmo como menino. Genial.

Nossas limitadas percepções não nos permite comprimir o tempo cósmico num só instante, o que nos permitiria ver toda a História do Universo como quem vê um filme rodado em alta velocidade. Seria uma ótima oportunidade para refletir nossa identidade existencial se pudéssemos ao menos ver o filme da história da nossa vida real.

– ” Raios, porque fiz a burrice de sair dêste emprego aos 21 anos? Eu estava na minha área e é a profissão que deixa gente rica hoje, minha vida foi totalmente desviada nessa estupida decisão, eu devia ter aguentado mais aquêle chefe nojento… ! Ei,… mas essa aí foi uma tirada de gênio, acertei na môsca, estudei mais a matéria certa que mais caiu no exame… E isso? Nãaaaooo… que estupido, não diga êsse “sim” no altar… você me f… a vida!…”

Mas não dá para voltar no tempo. Bonita era a mensagem naquela musica dos Beatles, acho que o nome era “Yesterday”: “Eu agora fico sonhando com vontade de ter os sonhos que eu tinha quando menino que sonhava o que eu seria quando me tornasse adulto…”

Então o ator, produtor de filmes e artista Jeremiah McDonald, da Weeping Prophet Productions, têve essa intuição e vontade de passar sua vida num vídeo, e veja que excelente resultado. Mas eu espero que agora alguem faça um vídeo de um dialogo entre 10 personagens – um na forma de baby, outro na forma de adulto, outro como uma bolota na forma de mórula, outro na forma de velho, outro na forma de embrião, feto, etc., todas as formas de um só corpo humano.

Dicas de links:

http://www.youtube.com/user/weepingprophet

E a seguir, a discussão abaixo do vídeo onde a cosmovisão da Matrix/DNA parece produto de algum louco ( talvez não pareça apenas, talvez seja; quem sabe?)

A estranheza da cosmovisão da Matrix/DNA perante o pensamento acadêmico ocidental moderno:

Louis Charles Morelli1:03 AM (edited)Edit

You don’t know, but you has touched the most deep secret in Nature. What if you could fix yours seven shapes ( cadaver (sorry), old man, adult, teenager,child, baby, embryo) in the video? You has invented the perfect and perpetual familiar system, where each shape has a familiar function (supposing that you was hermafrodit). Nature did it for creating the first galaxy system: applied the vital cycle over a unique specie of body made by the atoms nebulae. The vital cycle is produced by the seven different frequencies/vibrations of natural light waves. So the body was transformed in  seven shapes (planet, pulsar, quasar, supernova, dwarf star, black hole, comets) and fixing these shapes as a working and perpetual (auto-recycling) system. The secrets behind the differents shapes of a body are wondeful and I have a list of them, as I have the picture of that galaxy at my website “The Universal Matrix/DNA of Natural Systems and Lifes cycles Theory”. Congratulations. I am inserting a link to your video for my visitors.
xxx

Patrick Elliott-BrennanJul 6, 2012

+1

+100 to +Louis Charles Morelli

I’ve no idea what any of that means but it sure did take a while to write.

Sometimes I think persistence is it’s own reward.

xxx

Daniel SandercockJul 6, 2012

+Louis Charles Morelli Gobbledegook.
xxx

Louis Charles MorelliJul 6, 2012Edit

Patrick, you have no idea that means because you have learned the scholar world vision of spontaneous generation of astronomic bodies ( you believe that planets and stars were made with that shape and will be that shape forever). I am suggesting a new theory, that’s those bodies has its shapes transformed like human bodies, because they are under a process of life cycle also. This is not off topic here. Nature could fixing all different shapes at same time and using the natural connections among shapes, Nature created the astronomic systems called galaxies. Now, imagine a video like this one, with a dialogue among all human shapes, from adult to baby, etc…You can do it…
xxx

Dave CridlandJul 6, 2012

+6

+Louis Charles Morelli Normally, I don’t feed trolls, but your comments are so exquisitely insane that I’m compelled to prod you into spouting more nonsense.
xxx
Kelli HalliburtonJul 6, 2012

+1

+Louis Charles Morelli the doctor told you that you were supposed to KEEP taking those pills or the bad thoughts might come again.
xxx

Patrick Elliott-BrennanJul 6, 2012

+1

Thanks +Louis Charles Morelli

Could you expand on that for me please.

I got a bit lost after “Patrick you have no idea…”

xxx

Louis Charles Morelli12:55 AM (edited)Edit

Ok, I understand that communicating by English is difficult.And it becomes almost impossible if one side think that his/her worldvision is the unique that makes sense, although having no facts as supporters. If you pick up seven photos from yours, ten years of difference between each one, and try to understand how Nature works transforming shapes of a unique body, new fundamental questions will arise, like these:
1) Bodies evolves as particles and waves. We can see connections among different bodies at a given time, but not the connections among shapes of a unique body. Why? Because connections among different shapes of a unique body are made of waves of time. That’s the reason we have the Heisenberg problem. Particles have life’s cycles also: if you fix its shape you can’t measure its velocity,and vice-versa.
2) You say that is 30 years old? It is dependable, a relativistic issue. In relation to your DNA you are 3,5 billion years old. And in relation to your DNA, you as 12 and you as 32 has exactly the same age. More: in relation to DNA your grandfather is younger than you and you are younger than your son. No? Your DNA is a branch from a trunk that left the trunk. Now, make your mathematics…
3) You as 32 is the predator of yourself as 12, which was the prey. No? Tell me: where is the body of you as 12? Died? Disappeared in the air? No… you have “eaten” the boy you were time ago. But this is just the origins of this natural phenomena called “prey and predator”. In the sky, before life’s origins, it was happen among astronomic bodies under life’s cycles mechanism.

If you can, bring on over the table facts showing that the above statements are wrong…

A Matriz sugere: “Superposição em Mecânica Quântica é o mesmo que Ciclo Vital”.

terça-feira, abril 19th, 2011

O mundo quântico está criando o niilismo e ateísmo entre cientistas, professores e estudantes ao passar a idéia de que existimos sôbre um pantano de areia movediça e portanto não temos futuro nem sentido para a existência. Mas a fórmula da Matriz/DNA está sugerindo o contrário, que o mundo quântico é uma plataforma sólida sob nossos pés e no qual estão os códigos basilares inclusive já determinando nossa transcendência. Aqui vamos apontar alguns d6estes indícios.

Meu estado mental nêstes dias é o seguinte:”A fórmula da Matriz/DNA explica tudo o que existe no mundo perceptivel aos meus sentidos. Ela chegou ao ponto de arremeter-nos para alem das fronteiras deste Universo e apontar na direção de sua causa criadora: um sistema normal, natural, material, porem, inteligente, consciente. Agora tenho dois caminhos. Primeiro é aplicar essa fórmula tecnológicamente, para transformar o meio-ambiente num sistema perfeito para a manutenção do corpo humano; segundo…é procurar se não existe algo mais alem da matéria, porque a falta de um propósito nesta nova visão do mundo é decepcionante. Mas essa busca me causou um repentino mal-estar, quando dias atrás descobrí que na luz estgá o principio do ciclo vital, e ao que parece, o principio do código genético. O mal-estar vem da suposição que a luz é algo tão tênue e abstrato, intocável, que interrompe aí qualquer possibilidade de pesquisa. Seja qual for a fonte emissora ou criadora de universos materiais, ela usa uma substnacia, que é a luz. mas a luz é um abismo entre nós e essa causa primeira, então retornamos à estaca zero, sem uma resposta para a questão do que é a existência, para que existimos, porque estamos aqui, etc.

Mas continuarei a pesquisa, aliás, por varias vêzes eu tinha me deparado antes com obstaculos que pareciam o fim mas sempre conseguí ultrapassa-los. Continuo devagar, aleatóriamente, captando algo aqui, pensando algo acolá, resignado e sem esperança mas que a qualquer momento pode estourar. E assim captei o trecho abaixo, em inglês, que lança mais uma luz sôbre o estudo da luz, da luz como onda, etc.:

“Schrödinger and Heisenberg independently uncovered dual descriptions of particles and atoms. Later, the theories proved equivalent. Then in 1926 Heisenberg’s previous advisor, Max Born, discovered why no one had found a physical interpretation for Schrödinger’s wave function. They are not physical waves at all; rather the wave function includes all the possible states of a system. Before a measurement those states exist in superposition, wherein every possible outcome is described at the same time. Superposition is one of the defining qualities of quantum mechanics and implies that individual events cannot be predicted; only the probability of an experimental outcome can be derived.”

http://seedmagazine.com/content/article/the_reality_tests/P2/

Ora, eu já tinha percebido que a incerteza de Heisenberg se explica porque não posso ver a Maria em todos os estados de seu corpo de 30 anos num só instante. Num instante em que olhei para Maria ela era um baby de um ano. Noutro instante ela era uma adulta de 40 anos. Afinal qual é a maria real? A do primeiro instante ou a do segundo? Se eu fôsse um gigante do tamanho do sistema solar, minha dimensão de tempo seria uma tão lenta de maneira que ao olhar para Maria veria seu mundo e movimentos em vertiginosa velocidade e em dois minutos meus observando-a a veria inicialmente como baby e no final dos meus dois minutos já a estaria vendo como adulta. De maneira que na confusão das imagens, eu não acreditaria que a Maria adulta era a mesma particula que ví no inicio na forma de baby. isto aconteceu com Heisenberg. Quando êle começou a medir alguns dados como velocidade, massa, de Maria baby tentando fixa-la num ponto, ela escorregava de suas mãos. Se ele media volume e partia para medir a massa, o volume já tinha mudado e de maneira que ele podia perceber, mas como êle não sabe que a particula está se transformando sob ciclo vital, quando obtinha a massa acreditava que era outra partícula. jamais obtinha todos os dados de um instante.

Mas a mudança de formas do corpo humano é justamente o que Bohr chama de “diferentes estados de um sistema”. Movimentos, reações, função familiar, de um baby, tudo em conjunto revela um estado de um corpo; o mesmo conjunto de um adulto mostra outro estado. Ele nunca têve a intuição de que os sistemas observados são “vivos”. Quando observamos uma particula podemos ver num instante todos as diferentes formas de seu ciclo vital num só instante porque para nós, o tempo de vida de uma particula é um instante. Por isso, em superposição, todos os possiveis estados passados e os a vir podem ser descritos num só mesmo tempo.

Max Bohr descobriu porque ninguém tinha achado uma interpretação física para a função de onda de Schrödinger: porque ela não têm uma consistência física… apesar de estar presente no mundo fisico. É o mesmo problema que estou tendo para provar a existência e entender realmente a Matriz na sua forma astronômica. Ela não têm uma consistência física. A Matriz astronomica é um sistema que resulta da conexão dos sete tipos de astros. Mas cada tipo é apenas uma forma temporária e quando um está existindo, os outros seis não existem. Assim como quando a Maria está existindo com 33 anos, não existe a Maria de um ano, de 10, nem de cinquenta. Como vou provar a existência de uma coisa que existe mas não existe?

Então de que vale uma coisa que não existe fisicamente? Para que saber sôbre a Matriz? Ora, se eu conseguisse tirar uma cópia de cada nova forma de Maria e as pusesse de lado, no final juntando estas formas na mesma ordem cronológica eu teria um sistema familiar perfeito (se Maria fôsse hermafrodita). Mas o que faria a conexão entre as formas, e de tal maneira que as conectasse tão rigidamente, tão forte, que à volta do conjunto se formasse uma casa, o lar nuclear? Ora, os laços do tempo: o tempo é a conexão invisivel entre o eu adolescente e o eu adulto. Quando se junta as sete cópias num unico ponto do espaço, os sete tempos tornam-se um só. Setenta anos num instante. Todos os canais funcionam ao mesmo tempo. Assim a Natureza colocou as sete organelas/estruturas dentro de uma redoma membranosa e inventou a célula viva! Cada organela era um microorganismo separado vivendo por sua própria conta. Acontece que a mitocondria estava para o ribossomo como o homem está para o macaco: um laço evolucionario, um canal invisivel de tempo. O corpo do robossomo é o mesmo da mitocondria. Os dois se complementam, um depende mortalmente do outro para existir. Se não tivesse havido um adolescente chamado Luis, eu adulto não estaria existindo agora e se eu adulto não existisse agora, o adolescente Luis teria desaparecido sem deixar nem mesmo um cadaver. Isso é a fórmula da Matriz, aqui está a importância de saber que ela existe sem se mostrar: sem ela não existiria nenhum sistema natural, nada de células, nada de humanos.

Diz-se também que a superposiçào no mundo qu6antico faz com que um evento não possa ser previsivel (Superposition implies that individual events cannot be predicted; only the probability of an experimental outcome can be derived.). Pois bem. imagine que um individuo humano está sentado dentro de casa perto de uma janela e v6e através da vidraça um outro individuo entrando furtivamente na casa. Temos tr6es alternativas:
1) É possível prever com total exatidão o que vai acontecer?
2) É possível prever com ao menos 50 % de acêrto?
3) Qulaquer opinião será totalmente ao léu, pois existem milhões de possíveis resultados.

A terceira alternativa será a correta se nada sabemos sôbre o individuo dentro da casa. Se for um baby, o desfêcho será totalmente diferente do que aconteceria se fôsse um homem, adulto e militar fortemente armado. Nosso problema com a superposição que confunde uma partícula e tudo ao redor é que vemos o baby, o adulto, um homem, uma mulher, tudo ao mesmo tempo, e no final só vemos um vulto. Então a alternativa correta dentre as três acima é apenas uma questão de tempo, depende do nosso nível de conhecimento do mundo quantico. Hoje a alternativa mais sensata será a terceira, mas amanhã será a segunda e no futuro será a primeira. Aí vamos ver que o pantano não existia, que o mundo quantico, êle mesmo, nunca foi niilista e nunca disse que a existência se assenta no acaso absoluto.

Movimentos de Rotacao e Translacao do Corpo Humano

domingo, março 8th, 2009

Esperando a comida no restaurante fiquei observando o garcao e me ocorreu a seguinte descoberta astronomica:

Nos somos herdeiros fieis dos caracteres geneticos do planeta, mas tao fieis, que ate’ os dois movimentos planetarios nos imitamos. O planeta apresenta dois movimentos:

a) o movimento sutil, lento e quase imperceptivel em volta do Sol;

b) e outro mais evidente que e’ dar a volta sobre si mesmo em 24 horas.

Pois nos humanos tambem apresentamos estes dois movimentos, quando:

1) movemos nosso corpo em relacao ao espaco, caminhando de um ponto a outro,  como o garcao vai de mesa em mesa e dai’ para a cozinha;

2) nosso corpo move-se em relacao ao tempo, como o garcao que tem 30 anos esta’ se movendo para os 31 anos…  

 Neste segundo movimento, relativo ao ciclo vital, o corpo que veio da terra, da’ uma volta no mundo de 70 anos e retorna a terra… 

Raios… os movimentos de rotacao e translacao da Terra e qualquer outro movimento no espcao sideral nao estao bem explicados ainda. O texto escolar diz: ” A Terra realiza o movimento de translacao…”, mas nao explica as origens e causas dela todo dia dar uma volta sobre ela mesma… e as teorias existentes…  Agora estou achando que existem mais significados que percebemos nestes movimentos da Terra e se algum dia tiver tempo vou retornar ao restaurante com os mapas da Matriz, estende-los sobre a mesa, e fazer com que meus olhos vao dos mapas para o garcao e vice-versa num exercicio de anatomia comparada onde os significados que conheco dos movimentos do garcao serao aplicados sobre os significados que desconheco dos movimentos da Terra para ver se torno-os conhecidos…