Archive for the ‘Projetos da Matriz’ Category

Grants, Phylantropy, for Matrix/DNA Projects

quarta-feira, maio 10th, 2017

xxxxx

Lista de Fundacoes, Donors, que podem ser pesquisados para receber minhas propostas:

The Centre For Effective Altruism

https://www.centreforeffectivealtruism.org/

A juventude no colegio, universitaria ou recem-formada nao tem uma instituicao com metodo cientifico para orienta-los na escolha da ocupacao de sua vocacao, ou para receber informacoes das opcoes disponiveis. Estudantes de Oxford estudaram 5 anos este problema e criaram o 80.000 hours (link abaixo), uma non-profit que fornece inclusive um guia em 12 volumes para o estudante se orientar/informar. Nao existe semelhante recurso no Brasil e entao devo buscar com a organizacao a possibilidade de traduzir e lanca o movimento no Br ou conseguir jovens que traduzam e divulguem o projeto. Estou inscrito a receber os volumes por e-mail.

https://80000hours.org/career-guide/

 –  Eles tem a secao do:

Effective Altruism Global

https://www.eaglobal.org/

EA Global is the annual conference of the effective altruism community. ( Vendo videos das Conferencias. Boa fonte de informacoes sopbre outras fundacoes. parece-me que trata-se de jovens da classe media, nerds, ocupando-se com o aspect intellectual da ajuda humanitaria. Mas eles tem grande capacidade de obter doacoes ( 400 milhoes de dolares)

Eles tem tambem a secao de ajudar/ensinar promotores a organizer eventos para altruism, e no Brasil ainda nao foi feito nenhum. Ver em : https://www.eaglobal.org/eagx/organize-eagx/

xxxxxxxx

The Paul G. Allen Family Foundation

http://www.pgafamilyfoundation.org/

  • Esta fundacao suportou a pesquisa que gerou a IIT – Integrated Information Theory sobre auto-consciencia

Diz a fundacao: “Our purpose is to light up the world with meaningful change, starting close to home and moving around the globe. We want our work to fund field-changing research. To give first-time entrepreneurs the tools to rewrite their futures. To enable artists to make sense of the complexities of our world.

But this kind of change is unmapped. It requires a willingness to take chances, and take them often. We already know what proven ideas can do. It’s the unproven ones we’re interested in. Unrealized potential is the difference between predictably good results and a powerful ripple effect.This is why we are dedicated to taking risks, both big and small” …

xxxxxxx

Vulcan, do Paul Allen

http://www.vulcan.com/About

lendo….

xxxxxx

Projetos da Matrix/DNA e Projetos Sociais:

  • Sala Cosmica
  • Aquario Escolar

xxxxxx

Exemplo de formulario e aplicacao para grant da The Paul G. Allen Family Foundation, que mandei, claro, apenas chutando `as cegas, quem sabe… Ao menos pode enviar mais visitants ao site…

Organization Name* :

The Universal Matrix/DNA

Project Title* :

Recuperation, development and applicable research of Natural Systems Sciences

1. What is your organization’s mission statement?

The new mechanisms and natural processes, inferred by the Matrix/DNA formula, will contribute to the development of current technologies, sciences, especially medicine, as well as the behaviors and wealth for humanity.

2. Please provide a concise summary of your organization’s primary activities.

– Six years at Amazon jungle (1982-1988) identifying and isolating networks composing systems and assembling its connections at the whole biosphere level ( funded by the author, solely);
– 30 years testing the theoretical models, collecting evidences, searching holes, gaps  or mistakes without find one, developing the new ideas, registering everything at our website.
–   – Writing the book “The Universal Formula Matrix/DNA For All Natural Systems and Life’s Cycles Theory”

3. Please describe the project that you are raising funds for

We have ( theoretically, but full of evidences)the evolutionary link between cosmological and biological evolution, at the same time, the system that is the fundamental unit of information of DNA. Then, we can build a exhibition oval room, where people can walk inside while the objects of seven different kinds of astronomic bodies that are same time the seven kinds of cellular elements and the seven molecules of a unit of DNA’s information are moving and making the same systemic functions. This room can be miniaturized like aquarium and exposed/acquired by each school. Also will have a book

Total Number of FTEs* :

5.760  hrs. ( What the hell is this?)

Operating Budget*
(Include the budget year.):

U$ 44.000.00

FOUNDATION CONTACT FORM
Thank you for contacting The Paul G. Allen Family Foundation. We appreciate the opportunity to learn more about your organization. Please note that due to the high volume of inquiries received, the Foundation can only respond to your inquiry if there is interest in obtaining more information on your project or organization.
xxxx

Formula da Matrix/DNA mais Metodo da Homeopatia: O Fim de Todos os Corpos Doentes?

sábado, agosto 6th, 2016

xxxxxx

Ha algum tempo eu vinha me fazendo uma questao: se desde que descobri a formula da Matrix/DNA, e suspeitei que a mente humana pode interagir com ela no espaco, construi um metodo de meditacao que visaria manter meu corpo saudavel. Bem isso foi a 35 anos, tenho feito a meditacao de vez em quando, e desde entao, nunca mais precisei tomar um comprimido sequer, pois simplesmente nao pego nem gripe. Ok, pode ser que me tornei um cara com sorte a 35 anos atras – porque antes tive um monte de doencas, desde as malarias na selva – e minha saude seja um fator de sorte, ao acaso. Mas,… por via das duvidas, de vez em quando dou uma meditacaozinha. A questao que passei a fazer foi: Se a Matrix/DNA e’ a formula que a Natureza usa para fazer sistemas naturais perfeitos, e se conseguissemos reproduzir esta formula em laboratorio, bastaria ingeri-la na agua, por exemplo, e todas as doencas acabariam, o corpo humano se tornaria um sistema trabalhando perfeitamente bem. Mas como nao tenho um laboratorio… o tempo vai passando e as ideias ficam apenas no projeto. Agora,…

Agora li o artigo mais claro e explicativo de como ‘e a teoria do metodo homeopata. E a coisa bateu em cheio com o meu projeto! Parece que os homeopatas tinham 50% do conhecimento total necessario para fazer o remedio milagroso e a formula da Matrix/DNA sao os outros 50% de conhecimento que faltava. Obviamente que fazendo a formula como uma substancia liquida, materia concreta, palpavel, digestivel, deve funcionar melhor ainda que botando a mente abstrata para cassar pedacos abstratos da formula abstrata no espaco. (obs.: eu sei que cassar e’ com c cedilha e tem muitas falhas de ortografia aqui, mas nao porque sou analfabeto total – so um pouquinho – acontece que meu computador, ou teclado, so fala ingles).

O artigo merece ser lido e vamos abrir aqui mais um capitulo para pesquisa:

Why and How Homeopathy Works – A Superficial Look at the Human Information System

http://aetherforce.com/why-and-how-homeopathy-works-a-superficial-look-at-the-human-information-system/

Meu comentario postado no artigo:

Louis Charles Morelli · 08/06/2016
Homeopathy is 50% of the total knowledge for building the drug for a perfect working human body. The other 50% is the knowledge derived by the universal formula for all natural systems, called Matrix/DNA. But, one group does not know the other. If someone has some interest, I will coming back here for a dialogue. Best wishes, great article…

Pesquisa:

Ver o que e’ Meyl’s Theory of Objectivity, quem ‘e Prof. Dr. Konstantin Meyl , o que e’ sua Scalar Waves in Medicine

Ver ” Tesla’s patent from 1900 titled “System of Transmission of Electrical Energy”.

Homeopathy is 50% of the total knowledge for building the drug for a perfect working human body. The other 50% is the knowledge derived by the universal formula for all natural systems, called Matrix/DNA. But, one group does not know the other. If someone has some interest, I will coming back here for a dialogue. Best wishes, great article…

 

Como Sobreviver a uma Guerra Atomica

terça-feira, março 22nd, 2016

How to survive in a Fallout of a nuclear apocalypse?

E meu post no Youtube.

Louis Charles Morelli 

A shelter must be built as the Matrix/DNA formula, which is a complete system that self-recycles itself. I have the entire project,… only need associates… let’s go on?

 

Visões do Mundo: Qual a Melhor Estratégia para Muda-las/Conserta-las? Matrix/DNA ou Filosofia Oriental?

domingo, abril 5th, 2015

xxxx

Este tema foi inspirado no seguinte post:

Action is driven by Thought,Thought by Mindset…then why do we Focus more on Action..?

https://www.linkedin.com/groups/Action-is-driven-Thought-Thought-4331463.S.5990544360452743171?view=&item=5990544360452743171&type=member&gid=4331463&midToken=AQGkVY_8XDYuKA&fromEmail=fromEmail&ut=2KNTQuNTrFemI1

Founder & Chief Knowledge Facilitator, NIRVAN Life Sciences.Top Contributor

Vejamos qual a resposta/comentario da Matrix/DNA. O que você pensa?

Congratulations, this has been an issue I have thought a lot about. We have here an opportunity for a debate between the western mindset ( mine) and the eastern mindset ( yours). If you have interest in this debate with me, I will appreciate it, because I can learn with it ( I don’t know if you can understand my non-native English). For starting, I think that yours logics above is wrong or not complete. I will explain:

Mindset is the key that build cultures, civilizations, humans behavior, then, we must focusing in it. That’s why I have created a new world view ( mindset) called Matrix/DNA Theory, which I think could produces better humans behaviors. But… I think that yours phrase above needs some working. First there is an external stimulus or internal wish. They produces a thought which is driven by the brain’s installed mindset. Then, it is produced the effect, or action. We see that the beginning of this process is the stimulus ( internal or external), and the end is the act. Which moves the body for to produce some alteration in the the external world.

So, we learn that must of humans acts are automatized, like animals. In most times, there is no time for to pull the mindset, and even, any thoughts. It is very important understanding this whole process because from here you get lots of good lessons, like:

1) If you are a fighter for introducing spirituals values and practices like meditation in search of nirvana, yours public is very small, at least in the western world. People here is very busy into the “stimulus>action” cycle and the time for talking about and pulling the mindset is almost zero. This is my problem here just now: nobody want to stop their busy life for rearing about world views. If we tell these people that the eastern people is more worried about thinking about high analyses about humans actions, the people here will answer that this is the cause that eastern people is more poor and are later in science/technology. What do you think about? Do you have a strategy for reaching the normal busy people today and talking about nirvana, meditation?

2) Mindset is the final product of how a human being interprets natural facts and events. But… this interpretation is not made by the individual, and so, by the collective. The interpretations from the collective is inserted into young brains through “education”. The interpretations from the collective is economically tendentious. This tendency is product of our genetic inheritance from our ancestral animals… and the wild rules of the jungle. The human species is shared into big predators ( 1%), medium predators ( 9%) and preys (90), like in the jungle. The big  force of predators at the jungle was substituted by the military institution and the culture produced by the predators.  A culture is a specific way of interpreting natural facts and events. At Matrix/DNA Theory we are discovering that almost all human knowledge of natural facts and events are distorted. For instance: DNA is not a code, but it is merely a pile of different copies of an unique natural system encrypted into nucleotides – the building blocks of DNA. And so on, which is being taught at ours schools are almost all wrong interpretations that are good for predators domination. For changing it, the talking about the needs for meditation, spiritualization does not works. It is necessary working with sciences for discovering new interpretations that are more “real”. And producing experiments/products that prove yours interpretations. So, about the issue of changing/ correcting bad mindsets, the Matrix/DNA strategy is better than yours strategy, I think. What do you think?

Alemanha encerra a energia nuclear e parte para buscar a energia da vida

segunda-feira, maio 30th, 2011

A notícia está na Veja e cópia dela no final dêste artigo, mas foi uma oportunidade para analizar essa questão fundamental segundo a perspectiva da Matriz/DNA. 

A energia que vem das reações dos nucleos da Terra e do Sol é uma energia viva, que preenche os canais dos circuitos dos sistemas naturais animados, cujo sentido de evolução está dirigido para sistemas biológicos, é a energia que criou a biosfera terrestre, desta os seres vivos como a espécie humana, e continua a manter essa Vida. Nós teremos a melhor qualidade de vida quanto mais nossa tecnologia for baseada nesta energia.

Por outro lado a energia obtida diretamente de átomos brutos, pesados, como a energia atômica que usamos como fonte de eletricidade, é uma energia cujo sentido de evolução está dirigida para sistemas mecânicos.

É fácil entender porque. Quando o mundo era apenas uma nebulosa de átomos, desta surgiu os sistemas estelares, os quais funcionam como um relógio, o qual foi muito bem explicado pela mecânica Newtoniana. A partir dos sistemas estelares a Natureza e sua Evolução começou a dar uma guinada na direção de sistemas mais complexos, semi-biológicos, como o são as galáxias. Se no sistema atômico se expressam dominantemente apenas duas de suas partes- o próton e o elétron – enquanto as outras cinco partes sistêmicas são apenas anéis de nuvens circulares e ficam ao sabor da vontade dos elétrons que podem pousar numa delas e expressarem-na ou não. O átomo é um sistema semi-vivo mas muito primitivo e comparado com um ser humano seria como se visse na rua passando apenas, ora um coração e um rim, ora um estômago e uma bexiga… os outros órgãos seriam invisiveis por que não estariam sendo expressados, ou melhor, não haveria elétrons materializando suas órbitas eletrônicas. Foi essa forma (a de um próton como central nuclear e elétrons orbitando na periferia), que gerou os sistemas estelares, constituídos de uma estrêla como central nuclear e planetas à volta. A forma do herdeiro é parecida com a do criador por que filho de peixe, peixinho será.

Mas a essa altura tínhamos então apenas uma ou várias nebulosas de sistemas estelares, com apenas dois tipos de astros no céu.  A Evolução tinha uma meta e precisava continuar, a forma final buscada já estava inscrita desde aquêles primeiros vórtices quânticos não materiais que existiam antes do Big Bang. Não podemos saber ainda qual é essa forma final, mas sabemos que galáxias, células, seres humanos eram estágios necessários, formas provisórias, já que a ultima que temos hoje é essa coisa ainda desconhecida denominada mente ou auto-consciência. Então no sistema estelar começou a se expressarem mais órgãos e o processo do ciclo vital se firmou com maior vigor. Surgiram assim materializados e constantes as formas intermediárias entre planetas e estrêlas, que são os pulsares, quasares, buraco snegros, e essa ainda não bem definida semente estelar, ou astro-baby. Com a fixação perene destas novas formas de astros se firmaram as galáxias, as quais são semi-mecânicas/semi-biológicas. O caminho na direção da Vida plena , dos sistemas biológicos, estava se desenvolvendo naturalmente.

Foi daqui, das galáxias, destas entidades semi-vivas, que surgiu o primeiro sistema celular completo, o primeiro ser vivo pleno e de fato. Mas o sistema celular é microscópico, êle parece ter vindo do sistema atômico   que imperava naquela sôpa terrestre primordial, então, isso indica que o sistema celular deveria ser mais uma máquina que um organismo. Então, a energia atômica, é energia para máquinas,e a tecnologia atrelada a ela deveria ser a energia e tecnologia ideal para a Hunanidade. Ledo engano. Vamos rebuscar o velho e preferido exemplo da Matriz/DNA: homens foram feitos para lutarem pela sobrevivência contra a morte, mas então surgiram os homens-bomba, suicidas, contra tôdas as expectativas da lógica natural. Porque? Porque êstes homens se tornaram sub-sistemas dentro de um sistema maior, invisivel como a nossa mente, mas que tem como nossa mente a fôrça de mover e dirigir a matéria, cujo sistema se denomina Religião Muçulmana. Sempre existem sistemas naturais mais ou menos complexos, maiores ou menores, perceptíveis ou não aos sentidos humanos, influenciando qualquer sistema natural. É a tal da hierarquia dos sistemas naturais. Então, desde que o planeta Terra agora não apenas faz parte de um sistema estelar, mas tambem de um sistema galáctico, os seus átomos se obrigaram a mudar seus comportamentos primitivos por fôrça da influência do tipo de organização semi-biológico que é a galáxia. A energia que sai do átomo aqui e agora é uma energia que sai treinada para criar, constituir e manter sistemas biológicos, tecnologia biológica.  

Sempre me lembro do que disse o xamã indígena deitado na rêde e “borracho” devido à beberagem do Santo Daime: “vejo no seu corpo, acêrca de alguns dedos acima de sua cabeça… ou está dentro da parte alta da sua cabeça, uma espécie de buraco, negro, mas quando chego mais perto vejo um rodamoinho. As coisinhas semi-vivas e luminosas que voam por todo o espaço caóticamente e parece virem do Sol , quando se aproximam dêsse cone giratório, caem prêsas como as mariposas em volta da luz, giram em espiral como cone sempre descendo, cada vez mais rápidas e quando chegam no bico do cone são atiradas para dentro de seu corpo, tôdas em fila organizada, como quando atiramos flechas, um guerreiro após o outro…”

Besteira, o velho moribundo e selvaggem balbuciava estas coisas incoerentes, mas essa cena imaginada e mais a fórmula da Matriz/DNA me conduz a entender o que estamos fazendo de errado com a energia atômica hoje: inicialmente, nas origens do Universo ou quando sempre se inicia um novo ciclo evolutivo, a energia é caótica,voa atabalhoadamente se entrechocando. Mas isso produzem tornados, os quais impõe uma ordem, uma organização às particulas de energia. Essa organização por intenssidades e ordem enfileirada é dirigida para um sistema, seja um sistema físico mecânico ou um sistema semi-biológico, ou ainda, no caso do corpo humano, um sistema vivo, um organismo. Quando produzimos energia numa usina nuclear, logo a orientamos e conduzimos a entrarem nos cabos, ou seja, a se enfileirarem. Daqui elas vão para sistemas, os quais são nossos produtos tecnológicos, sempre máquinas. Mas os átomos da Terra não estão condicionados a serem escravos de máquinas e sim a alimentarem sistemas biológicos. Entendeu?

Eu não. Mas posso sentir com a inteligência o que está acontecendo, buscando exemplos em situações similares. Você no sábado à tarde, depois de uma semana inteira de trabalho, se banha, se perfuma todo(a), escolhe com carinho a melhor roupa, se agita, pensando na discoteca e os embalos de sábado à noite.Você também é filho de God, você merece. Aí quando o telefona toca, e você pensa que são os amigos no velho carro conversivel cheio de cerveja ligando para dizerem que já chegaram na frente da sua casa e na voz do telefone é o seu patrão: ” Raimundo, ô Raimunda, pois, pois, isso aqui está uma barafurdia porque a Genuína faltou e você precisa vir atender os clientes nas mesas urgente… A camioneta já está chegando aí para te trazer”

Não dá para ficar louco(a) da vida? Como vai ser seu humor no trabalho? Quanta louça você vai quebrar, quantos clientes você vai xingar?

Coisas como o câncer continuam com suas causas envôltas em mistério, mas acho que vamos começar a elucida-las quando melhor começar a entender como as coisas estão organizadas em sistemas, como funcionam as energias erradas em momentos e lugares errados. Muitas pesquisas conectaram pessoas com câncer a pessoas que eram angustiadas, assim como o Raimundo vai estar angustiado no ambiente contrário ao que êle esperava.

 Isso é o que acontece com as partículas de energia dos átomos de plutônio enriquecido quando estão chegando na bôca do gerador de eletricidade. Elas se prepararam bilhões de anos para o dia que iriam viver no corpo do senhor da Terra, e quando puseram a cabeça para fora na outra ponta do cabo… estavam dentro de uma engrenagem de vai-e-vem igual à da máquina newtoniana que foi tôda sua vida de trabalho. Mas se elas conseguirem uma maneira de fugir pela porta dos fundos e da camioneta da firma que vem as buscar, ela pode não conseguir entrar no carro dos amigos porque o motorista da camioneta vai ver, mas elas se enfurnam nos quintais dos vizinhos e sai atabalhoadas nas ruas pensando como chamar os amigos.

A energia nuclear que vaza das usinas japonesas escaparam pelas janelas antes de entrarem nos cabos aprisionadores de onde não mais poderiam escapar, ficam zanzando no espaço e na primeira oportunidade entram nos sistemas vivos na forma de radiação. Matam ao invés de se submeterem ás vontades do organismo e comando dos cérebros, porque não foram instruídas e organizadas pelo vórtice negro.

É a partir daqui que vamos iniciar a descobrir a grande super ciência do futuro, e sua filha direta, madame tecnologia viva, especial para seres vivos. Para um sistema ambiental modelado com instrumentos quase-vivos. De carros a aviões a bombas de succão. Infelizmente como tenho que empregar meu tempo no trabalho para sobreviver e já estou no fim da linha, não vou poder ajuda-los muito nessa, mas que teria muita vontade de ver êste futuro, isto sim.  A  Alemanha, inconscientemente, já está dando seu jeito de entrar nêle. O caminho é observar e meditar a fórmula da Matriz/DNA, a História que ela formulou, os sinais que estão ainda ocultos nos seus fluxos de informação. Está na dedicada e energética busca de experimento em experimento com células de painéis solares, substãncias e demais elementos que absorvem e armazenam a energia que vem dêstes núcleos solar e terrestre. A recompensa será fantástica e afinal, não temos outra alternativa: é assim que funciona o processo da Evolução Natural e nós nos alinhamos com êle ou a Natureza nos atropela e nos descarta. Talvez até mesmo através de uma rebelião dos átomos terrestres que estão aprisionados nestas usinas nucleares.

“Veja” agora o artigo da “Veja”:

http://veja.abril.com.br/noticia/internacional/alemanha-e-1a-potencia-mundial-a-renunciar-a-energia-atomica

Alemanha será 1ª potência a renunciar à energia atômica

Ao anunciar que vai desligar todas as suas usinas nucleares até 2022, a Alemanha passa a ser a primeira potência industrial a renunciar à energia atômica. O anúncio foi feito nesta segunda-feira pelo ministro do Meio Ambiente do país, Norbert Röttgen, após acordo da coalizão de governo liderada pela chanceler Angela Merkel.

Além de parar de usar a energia nuclear, a Alemanha também planeja reduzir o uso de eletricidade em 10% até 2020 e dobrar a participação de fontes renováveis de energia para 35% no mesmo período, segundo um documento do governo obtido pela agência de notícias Reuters. Dos 17 reatores alemães, 14 não estarão mais em serviço no fim de 2021 e os três últimos – os mais novos – serão utilizados até 2022 no mais tardar, explicou o ministro, enfatizando que a decisão é “irreversível”.

“Nosso sistema energético tem de ser mudado fundamentalmente e pode ser mudado fundamentalmente. Queremos que a eletricidade do futuro seja segura e, ao mesmo tempo, confiável e econômica”, destacou a chanceler a jornalistas nesta segunda-feira. Merkel não deu mais detalhes do plano, mas o documento afirma que a meta alemã de reduzir a emissão de gases do efeito estufa em 40% até 2020 está mantida.

Acervo Digital VEJA: Os riscos – e as vantagens – das usinas nucleares

Instalações – A Alemanha tem 17 reatores nucleares, sendo que oito deles já estão desconectados da rede de produção de energia elétrica. Conforme destacou o ministro, estas oito instalações não serão reativadas. O país tem mais onze anos para encontrar uma forma de cobrir 22% de suas necessidades em termos de energia elétrica, atualmente atendidas pelas centrais nucleares.

A decisão pode ser até mais ambiciosa do que a saída da energia nuclear planejada pela coalizão entre sociais-democratas e verdes quando estavam no poder em 2000, mas ainda pode enfrentar oposição de empresas do setor. A chanceler alemã conseguiu aprovar no fim de 2010 uma prorrogação de 12 anos em média para a duração legal da exploração dos reatores do país. Por ser contra a opinião pública alemã, a medida provocou uma explosão do sentimento antinuclear na Alemanha.

Após a catástrofe da central nuclear japonesa de Fukushima em março, no entanto, Merkel interrompeu imediatamente o funcionamento das centrais mais antigas do país e iniciou um debate sobre o abandono da atividade nuclear civil, que deve resultar em uma decisão formal no conselho de ministros de 6 de junho. Em 23 de março, a chanceler declarou que, quanto antes for abandonada a energia atômica, melhor.

Protestos – Dezenas de milhares de pessoas saíram às ruas no sábado em diversas cidades da Alemanha para reivindicar o abandono da energia nuclear. No domingo, um grupo de ativistas da ONG Greenpeace voltou a protestar em Berlim, pedindo que o prazo fosse antecipado para 2015. A maioria dos eleitores na Alemanha é contra a energia atômica, que fornecia 23% da energia do país antes de sete unidades antigas serem fechadas em março.

Associe-se Para Preparar-se e Mudar o Mundo em 2012

quarta-feira, março 2nd, 2011
The Mission For Every Human Being

The Mission For Every Human Being

Missão: A Transformação da Terra Num Planeta Ajardinado e Fundação de uma só Familia Universal Humana

Estás observando o que está acontecendo no planeta? Revoluções no mundo árabe, o polo magnético da Terra mudando e com outras causas planetárias produzindo os efeitos que nos surpreendem a cada dia na televisão, os segrêdos sendo revelados pela Wikileaks, uma avalancha de novos websites na Internet divulgando mensagens de “sêres extraterrestres” sôbre os necessários cuidados e preparação para as mudanças nas energias sutís e no DNA a nível coletivo (digite os nomes Metraton, ou Archanjo Gabriel, ou “Pleiâdes” no Google e veja os resultados). Até pela primeira vez , mulheres e homens simples tornando-se presidentes! E etc. Por coincidência para essa época existia as profecias e o calendário Maia, tudo apontando para 2012.

Algo muito interessante dentre estas novidades foi a divulgação na Internet de um desenho como uma espécie de diagrama de software que pode ser a fórmula invisível que comanda o DNA e que tem sido usado pela Natureza desde as origens do Universo para conduzir tôda a massa e a energia da matéria a formar corpos e se organizar em sistemas funcionais. É a fórmula do que seria um mundo perfeito, um móto perpétuo funcionando automáticamente como uma máquina, e a evolução consistiria na tendência da Natureza de retirar a matéria do caos na origem e sempre melhorando-a visando êste final estado de suprema ordem. Se a Natureza ainda não conseguiu um ser, um sistema exatamente igual sua fórmula, ela nos serve de incrível ferramenta para consertar-mos tudo o que está errado aqui ( por exemplo eliminar tôdas as causas das doenças), e criar um ambiente tecnológico automatizado, nos libertando finalmente para viver um novo mundo jamais imaginado. A fórmula que foi denominada de “A Matriz/DNA Universal dos Sistemas Naturais e Ciclos Vitais” se encontra sob testes mas já tem provado extraordinária capacidade de previsão e as evidências apoiando sua real existência estão se acumulando e sendo listadas no seu website. Real ou não, são ocorrências como estas que de repente nos faz perceber ou alimentar a esperança de que a nossa sorte depende apenas de um “clique” no lugar certo e no momento da oportunidade.  Nos Estados Unidos e na Inglaterra alguns “antenados” parece terem pescado a oportunidade. Por exemplo, alguns fóruns reunindo intelectuais e cientistas ateus estão debatendo o tema e questionando o autor enquanto alguns pastores da igreja americana saíram correndo a alardear que o autor teria sido inspirado por Jesus Cristo, que a tal “Matrix/DNA” seria a fórmula de Deus em Sua criação e criaram websites como “The emergence of a new cosmology”, ou “The Divine Matrix” conclamando os criastãos a assumirem a fórmula antes que os ateus a utilizem para o ateísmo como fizeram com a teoria da evolução. E aqui me pergunto: se nada vai me custar, porque não embarcar na onda do momento, que ao menos, é alegre e emocionante?

Mesmo para um cético como eu, alguns acontecimentos cujos fatos não há como duvidar, estão chamando nossa atenção. Por exemplo, de repente todos os povos de todos os países torceram pelos manifestantes nas ruas e ficaram indignados com as agressões sôbre êles. Várias outras ocorrências atuais parecem sugerir que de fato está havendo uma mutação psicológica a nível do DNA mundial: o gene egoísta perdendo o domínio e em seu lugar emergindo com forte expressão um gene altruísta. A aura manifestada por êste novo estado do consciente coletivo parece estar reforçando a justiça na Terra, denunciando as tramas, derrubando os ditadores, espalhando a democracia…

Sem nos basear-mos nas revelações  que não podemos comprovar mas sem perder a oportunidade dos bons efeitos do que está ocorrendo e sendo comprovado, vejo surgir a grande oportunidade de nós mesmos – independente do que possa estar ocorrendo em dimensões não observadas –  fazer-mos com que a melhoria da vida de todos aconteça de fato. Podemos mandar a realidade atual indesejada para os sonhos do passado e tornar os nossos sonhos de melhoria no futuro, em realidade aqui e agora. Se todos unidos tiver-mos a vontade e fizer-mos um esfôrço para que o gene altruísta finalmente tenha um bom parto, nasça e se afirme para sempre… pela primeira vez na Terra todos ganharão sem que seja necessário alguém perder. Vamos ver como isso poderá ser feito. 

Desde o momento em que nascí até agora, não houve um momento sequer em que eu estava onde queria estar, fazendo o queria estar fazendo, sendo exatamente do jeito que eu queria ser. Faça um teste agora mesmo contigo, mas com honestidade, e me diga: Você está agora onde queria estar? De verdade?! Você está agora fazendo o que queria estar fazendo? Você está agora como queria estar, ou seja, só ou com as pessoas que querias do seu lado? Seus musculos, seu corpo, estão na medida ideal que te satisfaz e funcionando tudo muito bem? Tudo certo na sua familia? Na sua casa, no seu país, no seu planeta?

Se estiver tudo certo não perca tempo continuando a ler isto, mas se algo precisa ser mudado não perca esta oportunidade.     

Eu acho que a maioria está mais ou menos na mesma situação que estou, que sempre estive. E isto tem que mudar. Podemos fazê-lo? Ora, e o que de mais sensato existiria para fazer justo agora, senão estar tentando as mudanças para melhor?

Pense assim: “O meu bem-estar vem em primeiro lugar. Sou humano(a), herdei o gene egoísta sem o pedir, e não sou nenhum santo super-homem para ser sacrificado como Jesus Cristo, nem uma heroína como Joana D’Ark. Mas meu bem-estar depende que todos os seres humanos ( com excessão dos inimigos e agressores de seres humanos), estejam em seu bem-estar também, e depende ainda de que o meio-ambiente geral esteja modelado exatamente para meu confôrto e segurança total. Pois se tiver alguem mal, chorando, reclamando, ameaçando-me e ao meu espaço e patrimonio com algum tipo de agressão, e até mesmo guerra, ou porque está doente, ou porque está na miséria, ou porque alguma coisa mais, eu não vou poder estar em paz e feliz mesmo que esteja no tôpo do mundo.

Se no lugar que estou o clima não é perfeito, ou se o futuro estiver inseguro porque eventos por acaso catastróficos possam ocorrer a qualquer momento,  se porque o ambiente está contaminado de criminosos, ambiciosos inescrupulosos, ou ainda contaminado por outro tipo de elementos, bichos, virus, etc…, eu tambem não estarei em paz e confortavelmente instalado.

Pondo a coisa desta maneira meu maior desejo é que o mundo seja um tipo de Paraíso do Eden ( não como era o imaginado para Adão e Eva, com leões vindo lamber suas caras pedindo afago e serpentes se enrolando para servirem de seus travesseiros, mas um mundo sem Internet, aviões, massmallow e dôce de abóbora, não dá…). Mas nossa experiência de vida e nosso atual conhecimento de como o mundo é e como ele tem funcionado até agora, sugere que um mundo perfeito seja impossível (psiu!.. não diga isso para a Natureza, deixa ela iludida continuar tentando sua fórmula, pois se ela souber a verdade ela pára com a evolução).

Pode ser impossível mas o mais próximo possível dêle deve ser buscado, e pelo que a Humanidade está fazendo agora, ele está sendo buscado. A coisa mais inteligente que um individuo tem a fazer na vida é descrever uma grande meta, muito elevada mas possível, e alimenta-la sempre, isto o manterá sempre com ânimo para o seu progresso. Ao nível dos sonhos, é bom imaginar um quadro de sua vida como seria seu paraiso ideal, por esse quadro imaginário flutuando acima de sua cabeça,  como a estrêla-guia que orientou os caminhos dos reis magos. E enquanto está patinando prisioneiro na superficie dêste planetinha perdido, sempre que puder arrume um tempinho para dirigir seus atos na direção de construir aquele quadro e tornar o sonho em realidade, começando na base do tijolo em cima de tijolo, como a criança põe suas moedas no porquinho pensando que assim vai ser rica. Claro que ele vamos morrer sem nunca terminar sua construção, nunca alcançar o alvo final, mas assim teremos um grande ideal, em que se ocupar até na velhice, e nem veremos a morte chegar… ocupados que estaremos. E ainda pode-se pensar que a morte tambem pode ser um passo na direção da realização de seu sonho.

Deixando o grande sonho de lado por um momento, vamos pensar nas respostas para as três perguntas acima. Onde eu queria estar justo neste momento? Tomando cerveja no calçadão de Paris? Fazendo o que? Bem… isso é segrêdo seu, não se alarme que não vou revelá-lo aqui. E a seguir esta pergunta: existem os recursos  no Universo que poderiam fazer isto ser real? Certamente a resposta será “sim”. Então, se existem os recursos no mundo para que você pudesse estar agora onde queria estar, fazendo o que queria estar fazendo… porque estás no lugar errado, fazendo o que não gosta, vivendo insatisfeito(a)? Corra atras dêles, de uma maneira ou outra, os recursos são reais, existem, e se não pode obtê-los, existe outra fórmula que pode ajuda-lo: a união faz a fôrça e move montanhas!

Devido ao gene egoísta não estávamos acostumados a ver esta solução. Para a falta dos recursos materiais as explicações eram muitas e diversas. A primeira que surge é culpando os ricos, os politicos, os malvados e errados dentro de casa, da vizinhança, do trabalho, da escola, do planeta. Todos os espaços da Terra em que daria para viver bem já tem donos, o dinheiro está sumido em poder dos bancos, nos bolsos dos parasitas, etc., e você nunca consegue pegar a quantidade que está precisando.

Mas raios! O planeta tem muitos recursos naturais, todos os minerais que precisamos, uma fartura de tipos de aimentos saborosos, lugares com paisagens paradisiacas… e quem domina tudo isso, quem atua sôbre tudo isso, são… seres humanos. Homens e mulheres, tais como você. Você é um humano? Então é você quem é o(a) responsavel pelo jeito que as coisas são e estão aqui,  é você enquanto humano, o elemento fundamental que forma e constitui a Humanidade. Não são as girafas nem as formigas que estão aí controlando tudo, elas diriam que é você quem o está fazendo.

Então qual o problema, porque é que está tudo errado para você neste momento? Porque existem milhões, bilhões de outros humanos que são os culpados? Porque existem muitos elementos e forças no meio deste planeta que não consegues controlar, pois acontecem por acaso e contra sua vontade?

Então vamos focalizar estes dois problemas. O que existe em comum  ou diferente entre você, seu corpo, sua forma de pensar, seu imaginado paraiso ideal, e os outros humanos, seus corpos, suas formas de pensar, e seus diferentes tipos de paraisos imaginados?

Se está tudo errado é porque está tudo diferente entre você e o resto dos humanos. Ao menos o está, entre você e os poderosos, ou entre você e a maioria dos que vivem à sua volta.

Se está tudo meio-errado, meio-certo, os outros seres humanos se dividem em metade normal e simpática para você e metade anormal e indesejavel, que precisam mudar. Ou então a maioria é igual a você, mas uma minoria no poder é a errada, a diferente.

Se está tudo certo para você… bem, nem vou pensar nisso porque se para você estivesse tudo certo você não teria chegado lendo isso até êste ponto.

Em que os outros, o resto do mundo, são diferentes de você? Ou ao menos a maioria? Ou ao menos os que tem poder? Nasceram com mais sorte, com herança, boa familia, corpo saudavel e bonito, têm muitas oportunidades, são lembrados e chamados para as coisas boas… e você não nasceu com tudo isso? Ou então existe a maioria dos diferentes porque nasceram em piores condições que você, sem a exemplar educação e ensino de uma familia como a sua, etc.? Êstes nascimentos diferentes do seu explicam as diferenças e é exatamente por isso que pensam de maneira tôda errada? Ou eles pensam tudo certo e você, devido às dificuldades e carências de infancia, o lugar inadequado onde nasceu, criou muitos problemas afetando sua eficiência na vida, te conduziu a muitos vicios que não consegues vencer, de maneira que você é quem está sempre pensando o errado e êles, o certo, como tem demonstrado os tombos e caídas que tens levado, com suas lições da vida?

É muita gente no mundo e praticamente todos estão distantes, você não entende e nada sabe direito sobre os “outros”. Como eles estão agora? Quantos estão onde queriam estar e quantos não estão? O que estão pensando ou por falta de informação, deixando de pensar? Que tipo de mundo ideal este pessoal imagina em suas cabeças? A maioria quer ganhar dinheiro para montar um “boteco” bem lucrativo na praia? Êste é o sonho maior dêles, ou um sonho reduzido às possibilidades do mundo?

Acho que estas são as mais importantes questões para as quais precisamos de respostas agora, já que esta vida tem ser mudada, de um jeito ou de outro. Em que somos diferentes, o que estamos pensando, o que cada um de nós está querendo?

Felizmente hoje existe a Internet. Ela pode funcionar por baixo de todos os poderes, basta ver os casos do Wikileaks, as recentes vitórias sôbre ditadores no Oriente Médio, etc. Não estou aqui pensando em revoluções contra ninguém, mas tenho descoberto que temos na Internet o veículo exato para ter-mos estas respostas, e talvez, até uma união planetária fazendo algo junto. Como estamos fazendo a Wikipedia, etc. A Internet tem ainda a propriedade do anonimato e isto faz com que pessoas confessem desejos intimos publicamente. Meninos dizem se preocupados porque estão achando que o pipi parou de crescer, meninas divulgando que acham que estão grávidas… coisas que não falam nem com os amigos. Então porque não o fazemos, porque não usamos a ferramenta ideal que caiu em nossas mãos? O prêmio final seria espetacular: você vivendo onde está desejando viver, fazendo o que desejaria estar fazendo, junto com quem você se sente bem, com o poder cientifico e tecnológico muito maior a seu serviço também e não controlado em poder de estranhos! Te tornarias de repente como um(a) bôbo(a) alegre… rindo á tôa! Para o resto da Vida!

E se descobrir-mos que a grande maioria, a quase totalidade, inclusive muitos dos ricos, dos politicos, dos favelados que se tornam bandidos, dos muçulmanos, etc., estão todos insatisfeitos, e os três ítens principais – estar onde queria estar, fazendo o que queria estar fazendo, rodeado por quem queria estar rodeado – tivessem planos e gôstos muito parecidos com os seus? Afinal o que mais temos em comum, nós, todos os seres humanos, em essência, na mais intima das intimidades, é o… DNA! E êsse DNA, tanto o dos outros, como o nosso mesmo, ainda é um grande mistério, não sabemos de onde veio e a que veio. E pessoas que o estudam tem dito que tôdas as cópias do DNA, esteja onde e em quem estiver, tem tôdas elas um unico e mesmo supremo objetivo. Até dizem quais as metas incubadas nêsse supremo objetivo: sobreviver, se alimentar, se reproduzir e sempre em maior numero, se acomodar confortavelmente no mundo fisico…

Isto aí não está parecendo o seu quadro do paraíso? Ao menos nas suas condições básicas, não está tudo igual? Então se a nível de DNA, desse denominador comum em todos nós, não existe diferenças, quem disse que a nível de cabeças, de mentes, de maneira de pensar, somos todos muito diferentes um dos outros? Teria as diferentes experiências de vida de cada um sido tão fortes que teria conectado os neuronios nos cérebros todos de maneira muito diferentes? O politico que hoje age como felino sagaz e não resiste a uma corrupção, é maioria nos congressos, ou é minoria? É um incorrigivel inimigo da Humanidade, ou… foi educado de maneira errada, ou está sendo forçado a fazer o que faz, pois teria no fundo da mente desejos parecidos com os nossos? E mudaria se nós mudássemos? A mente humana teria se desviado demasiado do comando de instruções invisivel que salta das conexões das moléculas em nosso DNA? De maneira que nossos egoísmos fôssem tão diferenciados que mesmo querendo montar uma unica máfia na terra, não conseguiriamos? Ou que nossos altruísmos sejam tão diferenciados que nunca existiria uma ONU de todos capaz de aprovar uma decisão comum?

Acho que não, que nossa natureza, e a mente de todos estão a nosso favor. Me baseio em casos como agora, em que o mundo todo se levanta e reclama contra o Coronel Kadhafi e a favor do povo líbio. A maioria está se sentindo mal com a carnificina, inclusive bandidos nas cadeias estão revoltados, politicos que estão nos bordéis fazendo discursos sérios contra o ditador, até vejo prostitutas nas igrejas rezando e pedindo para Deus intervir e terminar com aquilo. Nem vou citar a enorme avalancha de sites que estão aparecendo a cada momento dizendo que estão trazendo mensagens de outros planetas, de um certo Metraton, outro Archanjo Gabriel, do povo das Pleiades, etc., com instruções para que saibamos como se proteger e bem usar as novas energias dos eventos cósmicos que estariam ocorrendo, os mesmos que foram profetizados pelos maias para 2012…  E para não falar de movimentos propondo novos tipos de sociedades, que realmente estào levando a coisa a sério e construindo cidades modêlos, como o Z…. Talvez até êste chamamento que estou escrevendo agora esteja sendo inspirado por algum anjo invisivel nas minhas costas… Se isto tudo for verdade, estamos no momento certo! Existe um alto potencial de altruísmo no sangue que está correndo nas veias da Humanidade e precisamos desentravar essa fôrça, dirigi-la no sentido em que todos vivam melhor, fazendo melhor e rindo com mais felicidade. E temos a Internet para fazer isso, aqui e agora…   

Então é possivel que uma grande investigação, com um amplo e eficiente questionário, nos desse a resposta para aquela urgente suprema questão sobre o aqui e agora, e a resposta nos surpreendesse: estamos todos, a quase totalidade, querendo a mesmas coisa! Não é que hoje, uma quarta-feira com o sol do meio-dia, todos queriam estarem numa praia ensolarada, comendo e bebendo do melhor, e com a pessoa, ou pessoas que mais apreciam: não, a maioria respondeu que querem tambem isso mas para os finais de semana, não conseguem esquecer que hoje é dia de fazer algo util para avançar em seus objetivos, e portanto queriam estar mexendo, fazendo, aprendendo, trabalhando! Claro, fazendo o que gostam de fazer.

Se a maioria tivesse tivesse um padrão comum com poucas variações do mundo desejado, o próximo passo seria saber detalhes, exatamente onde queriam e como estariam fazendo o que? Acho que encurtaria tudo se pulássemos para o nivel do imaginário de todos, pedindo que cada um descreva seu objetivo final, seu tipo de paraiso desejado. Com todos os quadros em mãos, ou sôbre a mesa, começariamos a fazer comparações entre o nosso e os dos outros e dos outros entre si. Surgiriam muitas perguntas, criticas, até agressividades, do tipo: “Mas quem iria se f… produzindo as coisas que você estaria consumindo?”… E isto serviria para cada qual ir dando uma burilada nos seus quadros, ajeitando-os para se conformarem com problemas que não haviam pensado. E quando alguem dá uma mudada no quadro final, tem que vir para o aqui e agora e dar alguma mudada no que está fazendo e na sua idéia do que queria estar fazendo, onde queria estar, e com quem queria estar.

Existe hoje a Internet para se fazer isso. Só não participaria quem é masoquista, se conformou que vai ser infeliz pelo resto da vida porque o mundo não tem como ser mudado. Criacionistas antiquados diriam que o mundo é assim por que é a vontade de Deus que quer que soframos. Espiritualistas diriam que êste é o karma. Radicais inimigos dos povos diriam que somos comunistas, anarquistas, idealistas, que êles são os donos, superiores e sabem que o mundo assim é o melhor. Mas êstes grupos hoje constituem a minoria e vão sempre serem inúteis para as grandes causas da Humanidade. Por outro lado, os humanos normais, aqueles que entenderam que o nosso mundo sôbre a terra, com as cidades, as estradas, as fazendas, etc., foram feitas por humanos, e que “eu sou o humano que faz”, seriam os mais animados participantes e motivadores.

Resta o segundo problema: o mundo externo e seu poder sôbre nós. Uns dizem que o mundo natural, externo ao nosso corpo, está muito mal desenhado, mal projetado e as coisas acontecem por acaso sem nosso controle. Outros entendem que o mundo natural na superficie do planeta e até no cosmos que nos rodeia é muito rico em recursos, nós temos a inteligencia suficiente, então é só desenvolver mais a Ciência,  e aplicar êsse conhecimento na tecnologia… e portanto seria facil controlar tudo e instalar o final quadro do paraiso mais votado pela maioria.

Tambem estes dois pontos de vista, opostos entre si, se dialogados, poderiam se tornarem um unico ponto de vista e maneira de visão, e tipo de motivação, senão para todos, ao menos para a maioria.

Mas vamos por fim supor que as opiniões fossem tão diferentes, supor que nossos cérebros estejam tão diferentemente produzidos, que não haja acordo em quase nada. Ainda assim haveria a possibilidade de você encontrar o seu grupo, um numero surpreendente de afins, cujo grupo chegasse ao mesmo desejo de: “Ora, se os outros não querem, vamos separar um espaço para nós, unir-mos forças, cada dia por um tijolinho, e ver no que vai dar…”

Mesmo com essa não muito otimista solução acho que ainda vale a pena participar disto aqui. Você dificelmente teria sua vida prática aqui e agora mudada, dificelmente iria conseguir estar onde sempre desejou estar, fazendo o trabalho e o hobby que sempre desejou fazer. Mas as coisas erradas que existem aqui e agora, os obstáculos que estão sempre no seu caminho, diminuindo seu bem estar aqui e agora, teriam menas forças sobre ti. Porque o aqui e agora perderia muito de sua realidade crua e indesejável, sua mente estaria em outro lugar, vivendo um sonho, mas não um débil e solitario sonho de uma pessoa só, e sim um sonho coletivo, um sonho em grupo, um sonho em que te daria imensa satisfação. Te daria a oportunidade de saber que existem, onde estão, o que estão fazendo, as suas almas intelectuais-gêmeas, que estarão sempre presente no seu sonho. E terias pressa para terminar o que estás fazendo que não queria estar fazendo, para ir fazer o que gostas de fazer, e estar onde te sentes bem: na Internet vivendo e convivendo com os seus, onde o sonho é a realidade, aqui e agora. E ainda, como gorjeta, poderia até estar vendo a cada dia mais um tijolinho construindo o seu paraiso final, o qual pode chegar na metade, o suficiente para estar a apto a recebe-lo(a) enquanto ainda estiveres com Vida.

Vamos dar continuidade a esta idéia? Porque não participar, ao menos, no inicio, só observando?

Então para não deixar a coisa esfriar e para já experimentar uma maneira de como a coisa pode evoluir, vou dar os primeiros passos, informando resumidamente os quatro ítens: onde eu queria estar agora, o que eu queria estar fazendo, com quem eu queria estar, e por fim, o quadro resumido do que penso ser o tipo de paraiso ideal.

Vamos lá? Mas se você ler eu informando o meu, não seria muito honesto de sua parte não informar o seu. Ok?

Então vamos lá:

ONDE EU QUERIA ESTAR JUSTO AGORA.

Bem, eu queria estar no meu tipo de Paraiso Perfeito, é óbvio. Mas ele não existe, então tenho que reduzir minhas pretensões. Então eu queria estar trabalhando numa grande universidade meio isolada no campo, como professor ou apenas cientista pesquisador, e ter uma casa perto da universidade. Uma casa simples, pequena, sem luxo e sem nada supérfluo (odeio quando vejo recursos naturais, e trabalho, energia, da humanidade, desperdiçados em supérfluo, pela luxúria e vaidades). Mas com um quintal grande, com árvores, e um galpão com oficina e um laboratório. O imprescindível na casa seria uma sala tôda de vidro com visão para o jardim e a rua, grandes venezianas para serem abertas, com uns quatro computadores, boa Tv, onde passaria a maior parte do tempo livre, procurando informações na Internet e participando de debates, tele-conferências, etc. Alguem mais viveria na casa? Quem? Bem, não estaria casado. Ainda tenho esperanças na sagrada familia como pensou Jesus Cristo, onde todos são pais, irmãos, filhos… e esta familia nuclear é o maior empecilho para se chegar à Sagrada Fmilia. Mas seria bom ter mais gente, com comportamento e gostos mais ou menos iguais, talvez alguem da familia, e/ou outros que frequentassem a universidade. Participaria como voluntário de algum grupo que prestasse serviços na vizinhança, como por exemplo, ir fazer massa, assentar tijolos, ajudando um vizinho que precisasse fazer uma casa, uma garagem… e o grupo tambem prestasse socorros em ocasiões e áreas de calamidade publica. Adotaríamos uma cidade bem pobre do terceiro mundo, e em reuniões, vendo vídeos do lugar, estaríamos tentando melhorar a vida daquelas pessoas. Uma viagem de duas semanas de férias (uma urbana, como Paris, Veneza, outra para a natureza, como as Bahamas, um hotel-fazenda…) a cada seis meses. E se a NASA precisasse de um voluntário astronauta suicida para uma nave que iria muito longe prometendo grandes conhecimentos para a humanidade, mas que a nave nunca mais voltaria, eu iria sem problema nenhum… Algo mais? Acho que por ora basta.  

Bem, com isso, resumidamente expliquei onde queria estar agora e acabei já respondendo a segunda questão: O QUE QUERIA ESTAR FAZENDO AGORA. E acho que tambem respondí a terceira questão: COM QUEM QUERIA ESTAR AGORA. O pessoal da universidade, alguem da familia, o grupo de trabalho voluntário, as pessoas na Internet…  

 Não seria realmente feliz, pois isto não resolveria os problemas dos outros e estaria ainda débil, sujeito aos vários tipos de tragédias, desde terremotos, virus, pragas, agressores externos, etc. O desenvolvimento rápido que preciso não seria rápido, estaria lento demais como agora e desviado dos meus objetivos. Desenvolvimento da Ciência e tecnologia, para a  busca de conhecimento, de poder sôbre a matéria, para a aventura no Cosmos, levando uma mensagem amistosa para outros seres do Universo, tudo isso mais focalizado em responder as grandes questões da existência, hoje e com esta sociedade está tudo desviado. A Ciência e a tecnologia é financiada por quem visa lucro pessoal e poder sôbre seres vivos.

Então, alem de estar vivendo e fazendo e convivendo no nivel descrito acima, eu teria um sonho oculto para o qual estaria tentando fazer algo tambem. Portanto, falta a quarta questão: QUAL É O MODÊLO DO SEU PARAÍSO PERFEITO?

 Se não existe nada parecido com o Paraíso Ideal, temos que começar a construí-lo. Isso é ridículo, nunca vou conseguir sair do começo. Mas existem os recursos naturais para fazer um lugar bem parecido com o perfeito. O que falta? Gente. Isto seria resolvido se houvesse mais gente com a mesma idéia e vontade. Então estou dando o primeiro passo: este chamamento e questionário é para averiguar se há gente. Muita gente tem sonhos de fazer seu paraiso no estilo de mansão dentro de uma vila, e alguns o conseguem, mas não é este o tipo do meu paraiso. Preciso da gente certa. Então lançando este chamamento e este questionario, estou exatamente fazendo a coisa correta. Quando resolver esse problema da gente, teremos que escolher um espaço, mesmo que seja apenas para o protótipo, e já ir debatendo o modêlo do que começar a fazer no espaço.

 Bem, no meu modêlo de Paraíso para esta forma ainda pouco evoluída humana, resumindo tudo, eu queria que a Terra fosse um planeta ajardinado e automatizado, tôda a produção feita por robôs. A Terra seria como nossa casa, para vir-mos descansar nos períodos entre as viagens exploradoras espaciais. As cidades seriam na forma do estádio do Maracanã, com três niveis, três andares, sendo que no ultimo andar era só para os trens elétricos. De qualquer ponto dos niveis abaixo poderíamos pegar elevadores para o terceiro nivel e ali pegar o trem para ir a qualquer outro ponto da cidade. No campo do meio da cidade teria  a praça, o jardim, um templo para tôdas as crenças meditar ou rezar ou pular ritual, sem fazer barulho importunando os outros, o clube social, os parques para as crianças. No nivel de baixo seriam as moradias, casas/apartamentos iguais para todo mundo, mas cada moradia teria uma extensão muito grande como quintal, na área externa do estádio, uma área de alguns alqueires, onde, aí sim, cada qual faria suas coisas diferentes, poderia criar animais, plantar algo, um bosque, ou até mesmo fazer um buraco até o nucleo da Terra para assar seu churrasco na brasa natural…, o direito de cada um seria respeitado na sua propriedade. Claro que a forma esférica da cidade obrigaria que tanto as casas como êsse grande quintal fossem na forma triangular, mas isso se resolveria. Depois do circulo da area dos quintais, viria a avenida circular onde seriam permitidos os carros. depois da avenida seria o anel das industrias, etc., e depois a área agricola. A base de chegada e lançamento das naves espaciais seria muito importante. Estradas, carros, só depois do anel rural. No segundo andar, as escolas, as universidades, os serviços publicos (todo trabalho braçal e rotineiro feito por robos) e os stands da cooperativa social (não haveria comércio privado, nem bancos privados, etc), de onde uma pessoa na sua casa veria os produtos numa tela, apertaria o que escolheu e os produtos viriam através de dutos cair direto na sua cozinha, ou se fôsse um frago assado, cairia direto no micro-ondas.

Eu queria que o lugar tivesse uma gigantesca oficina com todas as ferramentas e instrumentos de trabalho e transformações existentes, e depósitos com todos os elementos e substancias naturais, muitos trazidos de outros planetas. Que tivesse um gigantesco laboratório como bancadas para todos os tipos de pesquisas cientificas, desde as relacionadas ao microcosmos até a que estaria procurando melhorar as sondas e naves espaciais com telescópios para ver o macro universo. No segundo andar uma grande área de escolas e universidades tendo todos os tipos de cursos de maneira que qualquer um poderia escolher a sala e entrar e sair quando quisesse: não teria valor os diplomas, e sim o conhecimento real. Mas o importante em todos estes lugares seriam as pessoas ali, nenhum inimigo, nenhum adversário, nenhum mal comportado, todos muito bem relacionados.

E à Noite? E nos finais de semana? Bem… aí a vida séria, o compromisso social, e o grande ideal, teriam um “break”. Lunch time, pessoal, que ninguem é máquina, ninguem é de ferro. Um grande clube de campo, quase uma fazenda, ou mesmo no campo central ou fora mas não distante da cidadela, na área verde que existe bem próximo á beira do mar. Uma noite linda, estrelada, clima temperado, bastante ar puro… salão de jogos, piscinas, quadras de todos os esportes, bares com cerveja por todos os lados, sem empregados, cada qual serve-se o que quer, e discotecas, com mulheres apenas de bikini dançando nos palcos, em volta daqueles mastros, e eu pudesse subir nos palcos, dar um agarro nelas… a não ser que houvesse um “love”especial ao lado. Mas sem fazer publicidade de casal, de sub-grupo, sem coxixos no ouvido, ninguem alardeando sua condição sexual, em local publico. Ok, se alguns querem estar na diversão como casal então teria a área restrita para êles, não podem ir agarrados na área dos solteiros. Teria as áreas para crianças, criança quer viver com criança, jovens querem viver com jovens, idosos se dão melhor com idosos… Nesta sociedade todos os adultos se sentiriam responsáveis pelo cuidado, provisão e proteção de todas as crianccas, por isso, os pais seriam mais livres. Como sou muito intelectual, queria ter pessoas intelectuais pragmaticas em rodas de sentados ao ar livre tomando cerveja e trocando idéias. Com garra: “Vocês criacionistas são todos uns bocós, a Terra de seis mil anos é a maior besteria que já ouví…” – “E vocês evolucionistas e céticos são todos uns deprimidos, a sôpa primordial inventando a extraordinaria engenharia do DNA, do código genético… é a maior besteira que já ouví…”.  Tudo numa boa, no outro dia o pessoal da bancada cientifica procurando evidencias para o Intelligent Designer estaria conversando e trocando idéias com o pessoal da bancada cientifica tentando reproduzir o Big Bang…”

Tá tudo pensado ( ou quase tudo), tenho os desenhos feitos na cabeça. Claro que, depois de comparado e debatido com as idéias dos outros, êsse projeto provavelmente mudaria tanto para melhor que ficaria quase irreconhecível.

Bem… aí está o primeiro e rápido esboço onde minhas confissões íntimas foram postas no livro aberto que é a Internet.

E então, que tal? Estou louco de ansiedade para saber do seu sonho, quem é você, o que pensa. E se gostar, ajude a espalhar isso. Enquanto isso estarei…

Esperando… esperandooooo….

Louis Morelli é autor de “A Matriz Universal dos Sistemas Naturais e Ciclos Vitais”, exposta em http://theuniversalmatrix.com

Cientistas tem nova Poderosa Ferramenta para Pesquisas

segunda-feira, fevereiro 28th, 2011

Seja quando se quer entender um objeto natural, sua causa, seus mecanismos, porque o fenômeno está causando algum problema, ou porque se deseja uma melhoria tecnológica, existe uma única e simples fórmula natural. não tem como evitar isto; existe um molde, uma fôrma geral em que tudo o que a Natureza produziu, se encaixa. A Natureza tem aplicado esta fórmula para conduzir a matéria informe e caótica a ser ordenada e organizada em corpos, objetos, sistemas, desde as partículas elementares aos sistemas atômicos, astronômicos, celulares, até os corpos-sistemas dos seres vivos e, inclusive, a está aplicando agora para sedimentar a estrutura física da “network” de sinapses que se constitue a mente humana. Conhecer esta fórmula é dar um salto gigantesco na evolução da inteligência para o domínio e manipulação da totalidade da Natureza no seu aspecto físico material.

Como surgiu cada uma das organelas e as exatas para constituir um sistema celular? Como elas se interconectaram num sistema que funciona? Como os átomos da primordial nebulosa de átomos de hidrogênio a 13 bilhões de anos atrás foram conduzidos a formarem os diferentes tipos de astros e conecta-los num sistema que viria a produzir átomos mais complexos que foram conduzidos a formarem moléculas, sistemas biológicos e daí a chegarem à extraordinária engenharia do  código genético? Como alguns destes sistemas se tornam problemas disfuncionais?… Prejudicando nossa qualidade de vida? E porque alguns de seus objetos ou peças apresentam disfunções tais como as doenças, catástrofes climáticas, criminosos na sociedade, ou mesmo um jovem psicopata dentro de um sistema familiar normal?

. A porção da matéria mais evoluída hoje chegou ao incrivel estado de criar o código genético porque este é um comando de instruções na forma de um simples diagrama do tipo software embutido no meio da matéria, a qual no seu aspecto de energia move-a levando-a a formar um circuito operacional que fixa-se estruturalmente modelando a massa como seus pontos de apoio e retro-alimentação. Evidências? Já reuní centenas delas e a que melhor explica êste fenômeno: a partir do momento que nasce um novo bebê temos certeza que aquêle corpo material se conduzirá com a tendência inexorável de se transformar na forma de uma criança, a qual será o porto estrutural de onde surgirá a forma de um jovem, e nada no mundo poderá impedir a tendência daquele corpo a seguir um caminho pré-determinado, um processo universal, que resulta no destino de ser a forma e funcionalide denominada de “adulto”, e ainda, nada poderá impedir que aqui entre em cena a forma energética da entropia para desfazer tal corpo. Porque é que a porção de matéria limitada nos contornos dêste corpo físico apresenta esta tendência? A qual quando completada e traduzida em nosso entendimento denominamos de “ciclo”ou mais exatamente nêste caso, de “ciclo vital”?  Porque a matéria se apresenta nos seus dois aspectos de massa e energia sendo a forma de energia constituída quando a matéria se move como uma onda e a forma de massa quando a matéria se estabiliza como uma partícula. Ora, lidamos mais com a matéria em movimento porque enquanto seres humanos somos agentes dinamicos em movimento e precisamos estabelecer uma sincronidade com os movimentos do mundo externo aos nossos corpos. Mas todos os movimentos do mundo tem como origem as sete formas que esta energia apresenta num ciclo de sua existência, passando pelas formas de raio gama, raio X, etc, onde adquire as diferentes cores como o infra-vermelho, o ultra-violeta, etc. Ao mudar sua forma de onda, desde as maiores frequências e períodos do seu nascimento, em novas formas de cada vez menores frequências e períodos, a energia lança as bases do ciclo vital que produz desde as diferentes formas de astros no espaço sideral, as diferentes formas das bases nitrogenadas nos nucleotídeos, as bases que mais tarde produziriam as diferentes formas de um mesmo e unico corpo humano, e com isso movimenta o Universo. Mas existe uma maneira de representar graficamente numa fórmula sintetizada êsse completo circuito sistêmico de um ciclo, e nisto consite a fórmula fundamental, e ela mesmo é a essência a qual demos o nome de “Natureza” e todos os conceitos que dessa essência são derivados.  

Assim aconteceu com qualquer nova formação de um fluxo de energia que nasceu de uma situação inicial altamente caótica e vibrante na forma da alta frequência dos raios gama,  como as origens da vida na superficie terrestre acionada pela radiação solar, e como as origens do Universo acionada pelas radiações do Big Bang. Mas que já se pode determinar de ante-mão que essa radiação, esse fluxo de energia  irá se tornar infra-vermelho, ultravioleta, até se desfazer no vácuo, apresentando o mesmo ciclo de vida de um bebê humano. As diferentes formas de frequência e período de onda que vemos num gráfico de um fluxo de energia são as bases estruturais que retro-alimentam as formas das frequencias seguintes e se houver massa no caminho dêste fluxo ela será modelada nas mesmas funções que correspondem às funções que um corpo humano apresenta enquanto bebê, criança, adulto, e continuará a partir daqui a construir sistemas mais complexos, como quando reunimos as diferentes formas de um unico corpo humano para produzir os sistemas familiar e social. Compreender que as manifestações das diferentes intensidades, côres, temperaturas, formas, de qualquer objeto não-morto são diferentes fases de um ciclo vital é fundamental para se entender a matéria, a Natureza e a totalidade de tudo que existe no Universo físico. E esta compreensão é automática, inevitável quando se tem na memória um simples desenho retratando o circuito do movimento da matéria num simples sistema. A esta simples fórmula, pela sua importância e supremo significado, vamos aqui denominar de “Matriz/DNA Universal”. E a seguir apontamos a figura da fórmula

Forma da Matriz/DNA como Sistema Fechado Perfeito

Forma da Matriz/DNA como Sistema fechado Perfeito

Com esta simples fórmula podemos chegar a um planeta onde a evolução seja igual ou mais complexa que na Terra e em pouco tempo teremos identificado todos os objetos, mecanismos e processos da matéria de maneira que teremos na mente o quadro geral de suas origens, história, efeitos finais, e conhecendo tudo isso, teremos pleno contrôle de tôda situação. Então está em tempo de conhecê-la e aplica-la para sanar as disfunções nos diversos sub-sistemas da biosfera terrestre, inclusive nas disfunções do sistema-corpo humano, melhorando a qualidade da vida humana.

A História da Evolução de qualquer sistema natural é regida por sete fôrças naturais que atuam como se fôssem obreiros universais, como artistas compondo um quadro vivo, onde cada qual constrói uma ferramenta, um corpo material no qual se aloja, se encarna, por assim dizer, para desempenhar sua função. Por isso se pode identificar qualquer objeto, pois cada artista tem seu estilo próprio e inconfundível, o qual se revela na forma do objeto. Por exemplo, a Função 5 é a responsável por replicar ou reciclar um novo sistema por várias gerações e ela faz isso aplicando um mecanismo unico específico dela. A matéria do ambiente será modelada por ela na melhor forma que êsse mecanismo funcione, portanto existe uma forma padrão. Assim ela construiu os cometas no sistema astronomico, o RNAm nos sistemas celulares, a base uracila no sistema nucleotideo, a partícula píon no nucleo atômico, o espermatozóide no sistema reprodutor sexual, e todos estes objetos são identificados pelo seu tipo de locomoção e pela forma sempre mais ou menos parecida. Os 13,7 bilhões de anos dêste Universo é a História de um unico sistema natural que começou a ser formado no Big Bang, êste sistema têve as formas de átomo, estrelar, galactico, celular e agora de corpo humano mas são formas derivadas das transformações de um unico corpo sob um ciclo vital, e hoje nosso corpo repete estas formas como célula inicial, mórula, blastula, feto, etc. No meio da matéria funcionou a Matriz assim como no meio da placenta e liquido amniótico funciona o DNA, aliás, o DNA é apenas a forma evolutiva biológica desse código universal denominado Matriz. Observe na figura que o circuito forma objetos que ocupam os quadrados e êstes estão conectados por setas: as setas representam o tempo que é invisivel na forma de onda e os diagramas representam estas ondas quando se condensam em partículas, objetos e assim dão consist6encia ao que denominaos de espaço. A fórmula dêsse mótuo perpétuo não existe na realidade assim como a fórmula do mercado perfeito não existe na realidade e pelo mesmo motivo que não tem como materializar todas as formas e tôda a história de 70 anos de um corpo humano num unico momento. Enfim, à medida que vamos observando e nos aprofundando nos segrêdos da fórmula percebemos que a coisa vai se tornando cada vez mais complexa e principalmente seu entendimento exigirá que façamos um trabalho que há muito a comunidade cientifica deveria ter feito: uma teoria geral sôbre sistemas naturais. É preciso reiniciar de onde a atitude pioneira de Bertallanfy criando a Teoria Geral dos Sistemas se desviou do estudo da Natureza devido a cibernética e a Matemática ter se apoderado desta disciplina. A fórmula acima é a primeira e unica existente representando um sistema real fechado de onde se pode extrair tôdas as leis naturais, mecanismos e processos relacionados à matéria constituindo um sistema e isto vai trazer algumas mudanças em tôdos os modêlos teóricos atuais, sejam os modêlos de atômicos, cosmológicos, assim como os axiomas da teoria termo-dinâmica, até à teoria da evolução na forma que está de “a grande síntese”.         

É inacreditavel como uma fórmula de aparência tão simples é o instrumento de maior poder no Universo, mas é preciso entender que tinha de ser assim pois ela vem desde o passado simples, ela têve que descer e atuar a partir da extrema simplicidade nas origens do Universo e depois da vida. Uma forma tão complexa como seria a nossa exigência no nosso atual estágio evoluído da Física e da Matemáticanada teria conseguido numa simples sôpa primordial com tão poucos e simples elementos. A simplicidade da fórmula é apenas aparente e nos conduz a não ver e mesmo não acreditar no seu significado e complexidade nela embutida, mas tudo se explica pelo fato de que a simplicidade que desponta à primeira vista foi o estado evolucionario da forma necessário para atuar na extrema simplicidade e singularidade das fases primordiais do Universo. Acontece que a aparência de simplicidade vai se desfazendo à medida que se observa os elementos que estão ocultos à primeira vista, quando então a observação mais detalhada vai revelando complexidades tão excepcionais que excedem nossas mais modernas engenharias tecnológicas, a qual foi capaz de produzir seres vivos, mensagens em códigos, e agora, algo tão complexo como a auto-consciência. Está tudo embutido nas entrelinhas do circuito descrito nêste simples quadro!

Esta fórmula foi obtida após longa e meticulosa observação da biosfera, atmosfera e extratosfera da Natureza ainda bruta e intocada da selva amazônica, onde cada elemento foi isolado e identificado em suas exteriores conexões com o mundo externo para assim se identificar o sistema a que pertencem e que o produzem, investigação esta que acabou por apresentar um padrão constante, geral, repititivo e obrigatório, o qual pôde ser resumido no simples diagrama acima. Estás vendo no quadro como funcionam e porque existem objetos materiais formados de um estado inicial caótico na Função 1? Porque a matéria é movida apresentando processos? Mecanismos? Como um unico corpo conduzido pela mesma força que se conduz um raio energético em suas variações de ondas, se transforma em diferentes formas, funcões, compondo um ciclo vital e por fim, ao ter conectado as duas pontas desse circuíto surge um sistema natural? Estás vendo aí a base e constituição material de qualquer unidade de informação ativa que se torna uma  fôrça atuante na Natureza? Como um molde produz um sistema reprodutor sexualizado, um metabolismo digestivo, uma corrente sanguinea, um ciclo de oxigênio na atmosfera, um buraco negro no espaço sideral, um limite à atração gravitacional, um principio de entropia, uma fatalidade como a morte de um sistema ou a sua reciclagem replicativa de um sistema fechado em si mesmo?  Como o RNA primordial do “RNA-World” é a cópia exata da meia-face à esquerda e como o aavanço inexorável do circuíto iria conduzir o RNA a construir sua meia-face à direita e assim constituir o DNA? Ou qual o segr6edo que está embutido nos cromossomas sexuais de maneira que terminaram por produzir dois corpos auto-complementares? Basta uma simples descrição do circuito e todo entendimento será obtido em questões de minutos. Mais tempo levará o nosso torpor, o nosso assombramento, o nosso maravilhamento pela revelação dêste novo aspecto da natureza nunca percebido antes, como aconteceu comigo quando na selva a transposição de seus fenômenos e movimentos para uma simples fôlha de papel começou a revelar esta coisa fantástica.

Porque existe e porque a fórmula hoje se encontra nesta configuração? Para tentar construir uma sociedade humana melhor através de um sistema economico funcional os economistas projetam a fórmula de um mercado utópico funcionando sob o que se entende por concorrência perfeita. Observando todos os indevidos efeitos da caoticidade ambiental e da competição impulsiva dos agentes econômicos, os economistas tentam encontrar mecanismos que aproximem a imperfeição atual à sua fórmula perfeita. Assim também tem agido a Natureza desde antes do Big Bang. Existe o projeto do Universo como paraíso perfeito para os dois estados da matéria, a amassa e a energia, e por isso êstes aspectos de massa e energia têm uma tendência, a qual é a responsavel pelos movimentos da matéria, e essa tendencia tem por meta final a modelação da matéria segundo esta fórmula de perfeito sistema fechado em si mesmo. A fórmula acima é o esquema utópico do que seria um perfeito moto perpétuo. A cada novo salto da Evolução o estado do mundo tem mais se aproximado desta fórmula, de maneira que a ultima forma obtida é o sistema astronômico mec6anico-Nwetoniano que serve de infra-estrutura, de plataforma, para lançar as bases dos sistemas vivos biológicos. O sistema solar foi a forma mais próxima da matéria de um perfeito moto perpétuo, assim como talvez o sistema economico dos países escandinavos sejam hoje a forma mais perto da fórmula de mercado perfeito dos economistas. Tendo esta fórmula natural podemos imediatamente identificar e separar do seu mundo externo um objeto ou um evento que se apresenta perante nós e que seja percebido por nosso complexo sensorial, pelas sua manifestações e efeitos ao seu derredor podemos identificar sua função como parte do sistema que o produziu e assim sua influência no contexto geral, apenas localizando o seu ponto no circuito processual desta fórmula. Se quisermos elimina-lo, ou mudar seu estado e efeitos, seja porque está causando alguma indevida disfuncionalidade, ou seja porque queremos um util produto tecnológico, basta remodelá-lo e reintroduzi-lo no circuito de seu sistema, e daqui, no contexto geral. Por exemplo, a substancia denominada colesterol, é útil e inevitavelmente necessária à funcionalidade do sistema-organismo humano. Mas por algum motivo desconhecido a mesma substância benéfica pode se tornar disfuncional e perturbar todo o sistema. Esta substancia apresenta um circuito que é um ciclo de existência, no qual ela vai se transformando em moléculas mais complexas e se misturando com outras substâncias. Quando representamos no papel (agora, na tela do computador), o ciclo que ela está perfazendo e tem sua traçada sua história, desde o local onde se origina seus primeiros elementos, acompanhando passo a passo seus proximos caminhos e vendo suas transformações em moléculas cada vez mais complexas e registrando, desenhando esse caminho na forma de um diagrama, obtemos um desenho final “quase” idêntico á fórmula da Matriz/DNA Universal na sua forma de sistema fechado perfeito. Ora, basta comparar o desenho de sistema perfeito com o desenho do sistema perturbado e disfuncional para se deduzir a causa, o efeito, e a solução para remodelar a substancia no estágio que ela se desvia do circuito perfeito. E assim é com tudo o mais, desde o aparecimento do buraco na camada de ozônio a uma interferencia na emissão de sinais de um satélite.

A fórmula foi detectada numa situação de extrema precariedade de recursos e no contexto desumano da caoticidade selvagem. Ali naquelas precárias e pressionantes condições ela foi representada graficamente com os unicos recursos primitivos disponiveis. A primeira tentativa de transcrição do quadro geral natural numa simples fôlha de papel resultou no seguinte quadro:

Fórmula da Matriz/DNA nas Origens dos Sistemas Naturais

Fórmula da Matriz/DNA nas Origens dos Sistemas Naturais

Esta diferente maneira de se representar a mesma fórmula da Matriz/DNA indica como ela está embutida na produção e evolução de dois sistemas naturais – um astronomico e um celular biológico  –  e por extensão como está enbutida na forma do movimento da energia, mas não como ela se apresenta se desenvolvendo num grafico de ondas e sim no modêlo simples de alimentação elétrica doméstica. Mas poderíamos tambem ter identificado cada uma das sete peças acima constituindo as partes de uma unidade fundamental de informação do DNA, um par de bases de nucleotideos. Assim desta forma precária e precipitada sem os recursos existentes na longínqua moderna civilização, o quadro todo parece ininteligivel, mas o leitor deve entender que rapidamente no nosso primeiro retorno estaremos elaborando quadros mais eficientes.  

As precariedades de condições atuais me limitam inclusive na capacidade de eficiencia da informação transmitida neste artigo pois o texto já se faz longo demasiado no contexto em que será publicado, e tenho de interrompê-lo aqui. Portanto esta introdução terá continuidade sendo dirigida pela comunidade de leitores e suas primeiras questões. Quais as primeiras questões que este texto e figuras despertam em sua mente? Alguma informação adiantada e temporária pode ser encontrada no website em atual construção relativo à “A Matriz Universal dos Sistemas Naturais e Ciclos Vitais”, onde existe espaço para se registrar suas questões  e o qual tem o carater de não-comercializável, não-lucrativo, apenas no interêsse da evolução do nosso  conhecimento. Atenciosamente… Louis Morelli. 

 

Queda na Inovação: Dica para aplicar a Matriz na prática.

quinta-feira, janeiro 6th, 2011
The New York Times – Business Day
http://www.nytimes.com/2011/01/30/business/30view.html?src=me&ref=business
Economic View: Innovation Is Doing Little for Incomes
By TYLER COWEN
Published: January 29, 2011

MY grandmother, who was born in 1905, spoke often about the immense changes she had seen, including the widespread adoption of electricity, the automobile, flush toilets, antibiotics and convenient household appliances. Since my birth in 1962, it seems to me, there have not been comparable improvements.

David G. Klein

 Of course, the personal computer and its cousin, the smartphone, have brought about some big changes. And many goods and services are now more plentiful and of better quality. But compared with what my grandmother witnessed, the basic accouterments of life have remained broadly the same.

The income numbers for Americans reflect this slowdown in growth. From 1947 to 1973 — a period of just 26 years — inflation-adjusted median income in the United States more than doubled. But in the 31 years from 1973 to 2004, it rose only 22 percent. And, over the last decade, it actually declined.

Most well-off countries have experienced income growth slowdowns since the early 1970s, so it would seem that a single cause is transcending national borders: the reaching of a technological plateau. The numbers suggest that for almost 40 years, we’ve had near-universal dissemination of the major innovations stemming from the Industrial Revolution, many of which combined efficient machines with potent fossil fuels. Today, no huge improvement for the automobile or airplane is in sight, and the major struggle is to limit their pollution, not to vastly improve their capabilities.

Although America produces plenty of innovations, most are not geared toward significantly raising the average standard of living. It seems that we are coming up with ideas that benefit relatively small numbers of people, compared with the broad-based advances of earlier decades, when the modern world was put into place. If pre-1973 growth rates had continued, for example, median family income in the United States would now be more than $90,000, as opposed to its current range of around $50,000.

Will the Internet usher in a new economic growth explosion? Quite possibly, but it hasn’t delivered very good macroeconomic performance over the last decade. Many of the Internet’s gains are fun — games, chat rooms, Twitter streams — rather than vast sources of revenue, and when there have been measurable monetary gains, they often have been concentrated among a small number of company founders, as with, say, Facebook. As for users, the Internet has benefited the well-educated and the curious to a disproportionate degree, but apparently not enough to bolster median income.

  And I’ve stressed it in a recent e-book, “The Great Stagnation.”  

Sooner or later, new technological revolutions will occur, perhaps in the biosciences, through genome sequencing, or in energy production, through viable solar power, for example. But these transformations won’t come overnight, and we’ll have to make do in the meantime. Instead of facing up to this scarcity, politicians promote tax cuts and income redistribution policies to benefit favored constituencies. Yet these are one-off adjustments and, over time, they cannot undo the slower rate of growth in average living standards.

It’s unclear whether Americans have the temperament to make a smooth transition to a more stagnant economy. After all, we’ve long thought of our country as the land of unlimited opportunity. In practice, this optimism has meant that we continue to increase government spending, whether or not we can afford it.

In the narrow sense, the solution to the stagnation of median income will not be a political one. And one of the hardest points to grasp about this quandary is that no one in particular is to blame. Scientific progress has never proceeded on an even, predictable basis, even though for part of the 20th century it seemed that it might.

Science should be encouraged with subsidies for basic research, as well as private charity, educational reform, a business culture geared toward commercializing inventions, and greater public appreciation for the scientific endeavor. A lighter legal and regulatory hand could ease the path of future innovations.

NONETHELESS, advancing discovery is not a goal to be reached by the mere application of will. Precisely because there is no obvious villain and no simple fix, and many complex factors behind success, science as a general topic doesn’t play a big role in American political discourse. When it comes to understanding our macroeconomic predicament, we often seem to be missing the point.

Until science has a greater impact again on average daily living standards, the political problem will be in learning to live within our means. Because neither major party seems to support a plausible path to fiscal balance, or to acknowledge how little control politicians actually have over future income growth, we unscientifically keep living in an age of denial.

Tyler Cowen is a professor of economics at George Mason University

 

A Grande Causa Humana: Missões a praticar, segundo a teoria da Matriz/DNA

quinta-feira, janeiro 6th, 2011

“A busca da acomodação da matéria não-mental do corpo a um sistema ambiental que propicie o equilibrio termo-dinâmico da massa e a velocidade orgásmica da energia, é inevitável, e nos levará a construir o paraíso na Terra. Mas nossa carga genética conduzirá a Humanidade a ser mais uma peça na engrenagem da maquina astronômica e nossa ancestral, um modêlo similar ao “Admirável Mundo Novo”, de Huxley, sob o govêrno humano similar ao do grande irmão, ou mais exatamente, da Grande-Mãe, de Orwell. Se isto é inevitável e inclusive é necessário para a Humanidade ter sua casa farta e em ordem, existe a mortal ameaça de definitivo definhamento e aprisionamento da mente, ou auto-consciência. Esta  precisa se manter livre  e autônoma para continuar a evolução, sendo o estímulo para sairmos da terra e continuar a busca do conhecimento no espaço sideral. Portanto, segundo minhas interpretações dos modêlos da matriz/DNA, além de trabalharmos para que na Terra seja instalado um habitat ajardinado e com a mais elevada tecnológia, para todos os seres humanos que não se constituam em inimigos dessa meta, temos que elaborar um plano e para manter a mente livre a autônoma, e iniciar a pratica-lo com urgência.

 1 – Listar Movimentos e outras iniaciativas aprovadas pela teoria da Matriz/DNA, que já existem:

 – Biomimicry

– Zeitgest (?) – ( cidade futurista na na Fórida)

– Wikileaks

– Pamera – em Portugal

– Website “Artigo Cientifico” – pela UOL – http://artigocientifico.uol.com.br/

Atividades da Matriz/DNA:

2 –  Combater a atual alienação da Natureza e o analfabetismo cientifico, intelectual, social, politico, economico.

 Sugestão 1:

  – Transformar os textos científicos, escolares ou da mídia, em textos menos chatos e que possamos no final entender o conjunto da coisa tôda, sem ter que estar entrando nos detalhes quimicos?

Estou então convidando pessoas como você para juntos tentarmos iniciar este grande negócio que é facilitar para o povo do planeta o entendimento de sua pessoa através de hsitórias, fábulas, analogias, que tornam uma leitura suportável e às vezes até prazeirosa.

Sugestão 1ª : (Texto a refazer/completar)

Principalmente quando sentimos alguma palpitação estranha, uma câimbra ou um esquentamento como uma febre, entramos em alerta e nossa mente, que estava exteriorizada concentrada em alguma coisa do mundo externo, é chamada de volta a interiorizar-se, e concentrar-se na região de onde estão  vindo os sinais, procurando se inteirar do que está acontecendo.  E aí começa nosso problema, pois nada podemos ver dentro do nosso corpo, não sabemos o que está se mexendo ali e porque. Por estas e por inúmeras outras razões se torna uma necessidade obter o maior entendimento possivel sôbre as regiões invisiveis do nosso corpo. Ora, principalmente para os jovens sabemos o quanto é sacrificante e enfadonho ficar lendo estes textos cientificos que temos no curriculum escolar e na mídia. O texto começa:  “O colesterol se divide em bom e mal porque o complexo de triglicerideo da lipoproteina…”,  pronto, já sentimos aquêle desespêro e daí para a frente paramos ou não vamos entender mais nada. Já  embananou tudo! O que é colesterol? O que é  triglicerideo, o que é lipo…?! E assim desistimos de tentar entender o que está acontecendo, quais são as causas, o que fizemos de errado para que não o façamos mais, etc. Se a coisa passar bem, mas se continuar repetindo e piorar, qual nossa alternativa? Pegamos nosso corpo como quem pega um computador, uma televisão um carro e levamo-lo para a oficina deixando-no nas mãos do mecânico,… errr… quero dizer, entregamos nosso corpo paara ima pessoa que teve a paciencia de ler tudo aquilo e que parece entender melhor que nós sôbre o nosso próprio corpo. Mas que tal se houvessem escritores especializados em transformar os textos dos doutores em textos menos chatos e que possamos no final entender o conjunto da coisa tôda, sem ter que estar entrando nos detalhes quimicos?

Estou então convidando pessoas como você para juntos tentarmos iniciar este grande negócio que é facilitar para o povo do planeta o entendimento de sua pessoa através de hsitórias, fábulas, analogias, que tornam uma leitura suportável e às vezes até prazeirosa. Com o texto a seguir eu estou lançando o primeiro ensaio de como poderíamos fazer a coisa, mas é claro, muitas cabeças juntas pensam melhor que uma, porr isso voc6e vai ter que ser duro e jogar pedra ma adultera mesmo que jesus esteja sdo lado desaprovando e meneando a cabeça em sinal negative, quer dizer, vai ter que ser duro na critica sem ter pena de mim, pois nosso objetivo é produzir o melhor produto possivel. Quem sabe no final publicamos um livro que se torne im best-seller mundial como a Biblia? Mesmo que a lista de autores seja tão grande, tão grande que seja maior que o livro e nosso nome fica meio como que apagado lá no meio? Mesmo que nossa participação acionária seja ia tão pequena que depois fiquemos nos remoendo: “Pô… porque não pensei nisso antes sózinho(a), agora eu ia ficar com êsse bolão todinho só para mim… era prá eu tá rico(a)!

Vamos ao texto ensaio…

O Segrêdo do DNA, do seu Corpo, e da sua Mente

O que é alimentaçao e alimento? Porque existe êsse fenômeno de um corpo (um sistema biológico como os animais) caçar outros corpos biológicos e devora-los?

Vamos começar por alguma coisa que você está comendo. Você está ingerindo atomos de nitrogenio, potassio, hidrogenio, etc., do mundo externo e enviando estes atomos para a sopa no meio da qual esta pairado como um polvo, o DNA. Este fica escolhendo os atomos e unindo os em longas cadeias chamadas moleculas e de repente interrompe esta montagem enviando-a para fora da sopa enquanto voce chama ela de proteina. A proteina saiu como que de um braço do mar e entrou num oceano de citoplasma no meio de um grande sistema chamado celula e daqui ela foi para um rio que entra no continente chamado corpo humano, sendo esse rio vermelho chamado de sangue,o qual vai transporter a protein numa viagem ao longo do continente chamado corpo humano. Ela viaja, viaja muitas milhas passando por várias paisagens, até quando, passando por certo local, ela de repente puxa a campainha avisando que vai desembarcar. Se este local era, por exemplo, um órgão e não um ôsso,  logo que ela ali entrou já foi correndo para o vestuário vestir um uniforme  e entrou a trabalhar em alguma tarefa, por exemplo, se ela entrou no figado, ela foi fazer parte da equipe que faz a limpeza do rio que passa ali todo poluido e que serviu de transporte para ela, esse rio que chamamos de sangue. 

Ora, átomos sào coisas parecidas com microsçopios sistemas solares, como esse que vivemos dentro como se fôssemos suas particulas. Fica dificil o comportamento dos atomos quando inseridos numa molecula por isso vamos fazer uma analogia grosseira com o sistema solar pois este nos vemos e podemos imagina-lo melhor. Átomos e sistemas solares nao possuem nenhuma consciencia, nenhuma inteligencia. Mas atomos sao pêgos pelo DNA, aquele grande polvo assentado no nuccleo da celula e obrigados a formarem moleculas. Imagine o sistema solar sendo reunido com outros sistemas estelares numa longa linha que fica solta no espaço e serpenteando devido as mares e contra-mares do oceano cosmic gravitacional. Mas essa longa cadeia de estrelas com planetas as suas voltas sao empirradas por alguma forca para outros lugares da galaxia e por fim vao fazer chegar a um lugar onde existe um fluxo xcorrente da espiral galatica por onde esta passando toda a sujeira dfda galaxia e esta fila de estrelas comeca a agarrar as rochas, bolocos, pedacos maiores dessa sujeira e agarrando uma quantidade maxuma que pode carregar ela se difrige para o braco da galaxia que é como uma trilha sem fim poise la desagua no espaço for a da galaxia.

xxx

Sugestão 2

– Combate ao consumismo.

Inspirado no seguinte artigo: (falta reler e pesquisar)

http://revistacult.uol.com.br/home/2010/12/onirokit/

Revista Cult – UOL

Onirokit

Marcia Tiburi discute o Onirokit – ou a estética como drogadição

Publicado em 13 de dezembro de 2010

Marcia Tiburi

Onirokitsch pode-se pronunciar onirokit. A sonoridade das palavras nos engana. O termo kit permite que imaginemos facilmente uma embalagem bem pensada como as usadas para organizar sachês de chá. Onirokit seria uma caixinha cheia de todas as drogas prontas a provocar em seus usuários aquela sorte de efeitos mentais e psíquicos que conhecemos como alucinações. O termo kitsch, por sua vez, diz de uma espécie de antiestilo cuja característica também é causar efeitos.

Mas há mais no trocadilho do que supõe a filosofia: o que um organizado objeto de desejo – a pandórica caixinha cheia de drogas – teria a ver com a estética kitsch? Ora, as drogas provocam efeitos psicofísicos que nada mais são do que efeitos estéticos. Seja com o onirokit ou com o onirokitsch, estamos a falar do que age sobre a percepção humana. Drogas psicotrópicas e alucinógenas são aquelas que afetam nossa percepção. Do mesmo modo, produtos culturais afetam nossa percepção. Não é improdutivo, nesse sentido, perguntar se o fundamento da indústria cultural não seria a drogadição. Vejamos como.

Naquilo que Christoph Türcke chamou de “sociedade excitada”, está em jogo a natureza viciada e viciante da ordem social estética. Ora, toda droga é estética na medida em que atinge a corporal percepção humana. A injeção de estímulo estético na percepção coletiva até o ponto de transformar a realidade em uma forma de alucinação. Irônico é dizer que, no contexto da indústria cultural, revela-se que o que não pode ser vendido legalmente – drogas – pode ser vendido esteticamente. Mas a droga estética – em sentido lato – não é apenas o trash, ou a imensa gama de “sobra” no lugar do que entenderíamos como “obra” de arte, mas tudo aquilo que captura pelo efeito falso. Para além do fetiche, a mercadoria hoje é experimentada como drogadição. Podemos dizer que a atualíssima forma da mercadoria é, pois, o onirokit, um sonho barato que, visto de perto, faz pensar em alucinação.

Caminho curto para o sonho
Diz-se kitsch para tudo que provoca um específico e contraditório efeito: do anão de jardim à estampa de oncinha. A contradição entre o material pobre e o efeito que se pretende rico – como em “pedras preciosas de plástico”. Tal efeito perturbou os sacerdotes do bom gosto que, irritados com imitações baratas, deram o nome à coisa. Para eles, kitsch é a estética do mau gosto: “coisa de pobre” ou, o que é pior, de “novo-rico”.

Mas o kitsch tem uma vasta clientela, como teria o onirokit caso pudesse ser vendido em quiosques de shopping center. O kitsch vem a ser a reconciliação das contradições do capitalismo que com ele tanto goza quanto se ressente. Como estética do resto, o kitsch está entre o trash e o luxo naquele momento em que o luxo não passa de desejo de causar efeito, mesmo que seja o efeito zero das lojas chiques. Onirokitsch foi o termo cunhado por Walter Benjamin para falar deste “caminho direto à banalidade” que prenunciava o conceito de indústria cultural de Adorno e Horkheimer. Benjamin falou de um sonho “adornado baratamente de frases feitas”. Hoje podemos pensar na televisão e nos shopping centers, enquanto ele pensava no cinema e nas Passagens  de Paris. Substitutiva do sonho, a televisão é a principal máquina de produção do onirokitsch. Funcionando como caixinha organizada, não seria exagero chamá-la de onirokit. Mas já não carregamos esse kit, é o kit que nos carrega quando seu nome é sociedade do espetáculo. O espetáculo é o vício visual. A nova fissura.

A sociedade viciada em percepções quer emoções fortes. Quer sentir demais. E paga por elas não apenas correndo ao show de rock, ao cinema, ou pagando a TV a cabo, mas também indo à igreja que vende a fé como grande emoção. Mas há também uma mercadoria mais simples que garante a sensação. É o ornamento barato. O vício contemporâneo em decoração, na moda, no mundo fashion em geral, serve para acobertar a angústia com o espaço aberto do sensível, o deserto do real onde teríamos de colocar o sonho verdadeiro ao qual podemos ainda chamar de imaginação. Drogas ilegais não podem obviamente ser comercializadas, o mundo do capitalismo vende apenas o efeito da droga nas “sobras” que são as mercadorias culturais industrializadas. Se o onirokit não pode não ser legalizado, o onirokitsch acha rápido seu lugar. A violência da decoração de Natal dos shoppings e das grandes cidades é, por fim, o triunfo da alucinação no tempo da miséria da imaginação. O deserto do real é a esfera que a arte acaba por salvar em  cada uma de suas ações mesmo quando a realidade não passa mais da terra de ninguém onde a fantasmagoria, as sombras da imaginação colonizada e assassinada, vem reclamar seu lugar.   

Resumo de comentários postados no artigo:

Werner: Interessante texto enquanto invólucro atualizando Benjamin. Curioso como esta atualização é justamente o que ele critica como expressão moderna da excitação artificial dos sentidos, ou seja, a roupagem nova, estética também textual, estilização de um assunto mais do que conhecido. Nesta idade mídia, a tecnologia mecânica já cumpriu seu papel de nos ‘livrar’ da escravização braçal enquanto a tecnologia digital, num primeiro nível, nos torporiza os sentidos. Pena não haver aqui aprofundamento nas razões por detrás da idade mídia, que vai além da indústria. Nos vendem a droga barata e legal mas os resultados são o total controle orweliano corporativista. Talvez a única obra de arte possível ainda seja o auto descobrimento, encarar o espelho e, através do provável choque, estimular o próximo a fazer o mesmo. Qualquer inovação só pode agora ocorrer intimamente, de dentro pra fora.

Rhuan Alencar |11/01/2011 Lendo essa incisiva coluna percebo , inevitavelmente, as redes socio-virtuais que tanto nos envolvem hoje, como mecanismos que alimentam o “ornamento barato”.Vejo a criação de um perfil virtual(na maioria dos casos) como fuga do “deserto do real” através de sua ornamentação.Isso alimentaria a estética kitsch, portanto bloqueando o íntimo contato do indivíduo com sua autêntica imaginação.O kitsch, com seu efeito viciante, comodista, pseudo-onírico, permanece como mediador das contradições do capitalismo, e por isso aceitável como ordem inabalável por grande parte da população.”É mais fácil seguir um caminho pré-existente.Criar, eis o grande desafio”.

José Expedito dos Santos |01/02/2011  “Qualquer inovação só pode agora ocorrer intimamente, de dentro pra fora.” Uma gentileza verdadeira, afinal, prova que esperança não é tão somente um paliativo da “idade mídia”.

Só havia um ponto fraco no inimigo invencível e íntimo: o seu calcanhar. No contexto, a hiperexposição é o ápice do espetáculo, e todo espetáculo se sustenta, mas se esconde, em sua intimidade, portanto – sem confundir o autor com sua obra – basta expô-lo massivamente também, em outras palavras, desmascará-lo; por filosofia, ou qualquer meio, porque a intencionalidade define as percepções…

WIKIPEDIA: A Matriz na Wikipedia

terça-feira, março 10th, 2009

Asking helpSmallman, cheers (forgive me if you don’t understand my “stone aged English” (My native language is Portuguese, but I am living between USA and Amazon Jungle)

Every real fact, event, any observed phenomena, must have a clear, universal and scientific aproved “definition”. I think this is the first goal of Wikipedia, to list those definitions.

But, every observed fact brings on a personal interpretation. Interpretations are relativistic: it is dependable of the specific observer’s location at the dimensions time and space. So, the definitions of mankind as observer about a fact, can be different from the definition made by another specie/life form.

There is why I am here, at Wikipedia. Living at Amazon Jungle and having the experience of “brain wash” from the civilization millenar culture, I learned a new world vision, wich modify the interpretation of natural facts, and sometimes the proper definitions I am seeing here. So, of course, as human being and turning back to civilization, I want a new society system, a new human thought, like everyone else wants his utopy be real. Then, I think I must participate in the discussions here. And since I knew facts, events, not usually saw by another human, i think I could insert them here. o, I have no time

My problem is “time”. I need working hard for to pay my bills when living in USA and I need a lot of time for putting everything into my website, I need everyday looking for new scientifc papers registered at the official scientific sites, I have a lot of images about natural phenomena for drawing and publisnhing, etc. So I have no time yet for to learn how Wikipedia works for contributors, how to edit a page, etc, most due the difficult with English language.

My question is:

How could I sending a article, text, writing in normal Office Word, or normal e-mail, for someone to insert it into Wikipedia, discussion pages, etc? Is there any solution? Thanks a lot… —Preceding unsigned comment added by TUMoNSaLC (talkcontribs) 01:35, 11 March 2009 (UTC)

Obtido em “http://en.wikipedia.org/wiki/User_talk:Smallman12q