Archive for the ‘Vida’ Category

Origem da Vida: Este vídeo “cientifico, e a explicação da Matrix/DNA Theory

sábado, junho 22nd, 2019

xxxxx

Origin of Life: This “scientific” video and the explanation from Matrix/DNA Theory

https://www.youtube.com/watch?v=xyhZcEY5PCQ

Comments in Youtube:

vince pie – 6/21/19

Life did not come from non life. It came from life.

Pablo Fonseca – 6/22/19

Vince, try to change this concept by:

” Natural systems did not come from scratch. Systems came from systems”.

The word “life” is our problem ( and the word ” origins” is another trap ). So what system these biological systems ( aka, life) came from? Ok there were only two known systems: astronomic and atomic. You can see quickly that atom must be discarded, because it is too much simple than the first biological system – a complete and working cell system. So the unique alternative is astronomic systems. And it is logical: the first biological system appeared inside an astronomic and was produced with ingredients existing in this system.

But, how could a giant and super simple system producing a microscopic and super complex system?! Louis Morelli was thinking about these problem, but ia new different way: systems,… and thre is no other alternative, it did it, we must discover how. He went to Amazon jungle where still there are witness of that event, and applied comparative anatomy between biological and astronomic, when he found LUCA, the last half-biological/half-astronomic system, the lost evolutionary link between Cosmological and Biological Evolution.

There is no unsolvable enigma, the whole problem are wrong words generating wrong concepts and wrong way of thinking. These people in this video is searching the ancestral of a system as a soup of random ingredients. Systems came from system. So, Morelli shows in his website the face of LUCA, which is the building block of galatic systems and he found how LUCA was here, in the middle of that soup and minerals.

Ha vida apos a morte? Debate entre dois famosos rabis judeus e dois mais famosos ateus mais a resposta da Matrix/DNA

sábado, maio 25th, 2019

xxxx

Is There an Afterlife? – Christopher Hitchens, Sam Harris, David Wolpe, Bradley Artson Shavit

https://www.youtube.com/watch?v=UjKJ92b9Y04

A RESPOSTA DA MATRIX/DNA

A Matrix/DNA resume sua visão de mundo na seguinte resposta: “Não existe vida apos a morte, nem para o corpo físico nem para a aura. Mas…continua a existência da aura. E é nela que se conecta a consciência.”

Vamos recorrer a uma analogia. Muitos cientistas se tornaram ateus porque decifraram o mundo material desde uma fronteira limitada no grande e outra fronteira limitada no pequeno, e nessa zona de eventos intermediaria entre um principio e um fim desconhecidos, nada sugere a existência de algo sobrenatural, tal como seria uma alma humana sobrevivendo a morte do corpo físico. Porem, o que esta ocorrendo nestes 13,8 bilhões de anos deste Universo é um processo de reprodução genética daquilo que o produziu. E o método mais sensato para a mente humana super-limitada tentar elaborar a teoria mais sensata do que sera estes principio e fim, é perguntar ao processo reprodutivo genético que a mesma natureza universal desenvolve aqui na frente dos nossos olhos.

Então focalizemos um humano que surgiu neste mundo pelo processo reprodutivo genético e que tenha hoje uma meia idade, um tempo intermediário entre seu principio e seu fim. Vamos primeiro na direção de seu passado, ate o principio, depois voltamos a ele aqui e agora e vamos sondar seu futuro, ate seu fim.

`A medida que vamos reduzindo seu tempo, descendo pela sua idade chegamos ao seu estagio embrionário. damos uma parada aqui para notar que algo muito importante mudou neste estagio embrionário: a perda da auto-consciência. Pois dai vamos ao estagio fetal, depois descemos a blastula, a morula e chegamos no momento incial sem mais ver a presenca da auto-consciencia.

O que ocorre justo no seu primeiro instante, no seu momento inicial neste mundo? Um Big Bang. Dentro de um minusculo ovulo explode a membrana de um espermatozoide no seu centro. Aqui neste instante se inicia tudo. Tudo tem inicio com pequenissimas particulas formando pequenissimos pacotes que se constituem em informacoes geneticas. Mas e sobre o inicio destas particulas-informacoes? Elas nao iniciaram ali, alias, elas foram um dos protagonistas do Big Bang.

Estamos na frente de um minusculo ovulo, assistimos um Big Bang dentro dele… na mesma situacao que hoje estao os fisicios perante o Universo, as particulas iniciais e seu Big Bang.

Vamos descer entao alem deste Big Bang no passado no rastro destas particulas e de repente, as vemos num outro corpo, de meia-idade, que tem auto-consciencia. Nao vimos nenhum milagre, nenhum ato sobrenatural, nenhum Deus magico, tudo foi estritamente natural.

Pois bem. Que outra coisa alem da materia, compreendida como massa mais energia, existe neste mundo conhecido por nos, poderiamos consultar para saber sobre sua existencia? Me refiro a nos no sentido da nossa racionalidade pura, simples natural, material. Pois se nao conhecemos nada mais alem dessa materia, obviamente nossa racionalidade foi produzida por esta materia, fe material.

Mas existem duas coisas que precisamos lembrar agora: a nossa imaginacao que cria fantasias. Entao uma das coisas tambem produzida por essa materia fe a nossa imaginacao, a qual parece ser algo abstrato e cria fantasias que nos parecem ser coisas abstratas. Mas se elas surgiram aqui elas nao sao abstratas, sao igualmente parte desta materia. Sabemos tambem que a materia tem produzido coisas que logo sao destruidas, e nestes 13,8 de anos algumas foram destruidas e por enquanto nunca mais voltaram a existir… por enquanto. Sao coisas que nao se adaptaram ao mundo real da materia. Por enquanto nao sabemos se nossa racionalidade, nossa imaginacao e as fantasias criadas por ela, vao ou nao serem destruidas.

Entao, perguntas sobre os desconhecidos passado e futuro alem das fronteiras do nosso tempo e espaco conhecidos podem ser feitas por duas entidades diferentes: a racionalidade e a imaginacao.

Se aplicar-mos estritamente a racionalidade quando queremos saber o que existia no passado antes do instante inicial de um ser humano, chegamos a conclusao inveitavel que existia outro ser humano e auto-consciente. E como sabemos que existe apenas uma porcao de materia neste nosso mundo, a qual damos o nome de Natureza, mais exatamente de Natureza Universal, quando analizamos isso racionalmente concluimos inevitamente que uma unica natureza tem apenas um unico metodo de fazer, criar suas coisas. A evidencia disso `e que observando a historia de um corpo humano chegamos ao mesmo tponto que chegaram os fisicos observando o Universo… um Big Bang, surgimento de particulas, etc.

Mas ora, nos somos maiores do que a historia do corpo humano observado, ou seja, nosso tempo e espaco sao maiores. Assim a historia do corpo humano cabe dentro de nos, e nao apenas ela, inclusive parte da historia antes dele surgir, o sifuciente para ver-mos de onde suas particulas e conciencia vieram. Por outro lado, nos somos muito menores do que a historia do Universo, ou que seja, da materia. os fisicos nao contem em sua historia existencial a histotia existencial do antes do Universo, do antes da materia universal.

Entao eles tem apenas duas alternativas. Ou eles usam a racionalidade que sabe que existe apenas uma natureza universal, uma unica porcao de materia ao menos no nosso mundo, e cuja deducao obvia fe que essa materia, essa Natureza, faz tudo por um unico metodo e terminam por concluir racionalmente que basta a eles tranportar o conhecido de uma parte da historia antes das origens do que fe feito aqui e agora para saber o que, como foi a desconhecida parte da historia antes das origens do Universo. Nao tem como escapar disso, se dispoem-se a aplicar a racionalidade nua e pura, materialista.

Agora… o humano tem tambem as imaginacoes, e suas fantasias. E alguns escolhem sobrepor as fantasias abstratas criadas pela imaginacao abstrata sobre a razao. dentre estas fantasias surgiram a dos deuses magicos sobrenaturais, assim como a dos acasos magicos que ao inves de destruirem, tem imposto `a natureza uma continua construcao, a qual denominamos de evolucao.

Humanos sao livres escolham o que quiserem. Por meu lado eu fui o mais extremo e autentico materialista na selva amazonica, porque eu nunca dividi a Historia da Evolucao Universal em dois blocos arbitrarios criando um abismo entre eles para depois ficar perdido sem saber como comecou ou de onde veio o segundo bloco, ao ponto de ter que apelas a imaginacao e sair-se com coisas como que a vida, que e o segundo bloco, surgiu por acaso e vem sendo construida por acaso e nao pelo simples fluir da avalancha de causas de e efeitos que tecve inicio no Big Bang, sem qualquer interferencia de algo sobrenatural e magico. Nao, eu fui fiel a materia unica e sobrranan desde o principio ao fim. ,as eu nao sou livre para escolher em qual teoria apostar, se na minha estritamente racional, ou se nas duas outras produzidas pela imaginacao. Pois na minha racionalidade nao existe espaco para a imaginacao, mesmo porque eu nao aceito-a dando piteco nas minhas decisoes sobre minha existencia. Eu nunca vou dar a liberdade a quem usa a imaginacao ao inves da razao. parq mim naot tem amenor sombra de duvida: a consciencia que esta em mim agora, nao foi criada por mim em pelo troglodita saindo do macaco, em momeoento algum foi criada dentro deste universo, apesar de que deve ter sido criada por ou junto com esta materia ou ainda ela pode ter criado toda a materia… Pois eu observo ambriogeneses e sei que apesar da consciencia nao estar sendo eexpressada antres da forma embrionnaria ela numnca deixou de existir no codigo genetico que construia as formas anteriores.

Mas a questao aqui fe sobre o futuro do corpo humano, o que acontece depois da morte do corpo fisico, ou seja, a inercia e fragmentacao da materia compondo o corpo fisico. Todos observamos que um corpo fisico esta desconectado de tudo o mais, principalmente depois de morto, e mesmo que depois de morto continuem ainda a existirem outras copias deste corpo fisico, ele nada tem a ver com a vida que continua nos outros corpos fisicos. Ele esta morto para sempre.

Mas pergunto: e a auto-consciencia de sua existencia? Uma resposta precipitada vai logo afirmando que obviamente esta morta tambem, pois ela estava viva enquanto conectada a um corpo vivo, e agora esta conectada a um corpo morto. Fe uma resposta precipitada porque se esquece daqueles seis meses na embriogenese do corpo humano, entre o Big Bang e a forma de embriao. Ali nao havia um cerebro formado, portanto um cerebro vivo, mas a consciencia estava na sua genetica, ela nunca deixou de existir, apenas passou um tempo temporariamente sem se expressar. O tempo entre um corpo humano – dos pais – e outro corpo humano – do filho.

  • “Ora, voce esta trazendo a ideia de reencarnacao, Ms existe uma grande diferenca. naqueles seis meses entre o corpo dos pis e o novo corpo do filho, nunca deixou de existir um circuito de conexao conectando os dois corpos e pelo qual fluia o codigo genetico. E na reencarnacao, entre um corpo morto, enterrado, desapareceido e outro corpo nascente em outro lugar, outra data, nao existe nenhum fio de conecxao por onde flua a mesma genetica. “
  • ” Novamnte voce esta sendo precipitado nos julgamentos. Nao, a minha observacao da materia e minha racionalidade nao me conduzem `a tese da reencarnacao, tal como a ala kardecista. Em primeiro lugar, quando um corpo humano morre, continua a existir a auto-consciencia na especie humana, ou o consciente coletivo…”
  • “Entao la vem voce com a camada do consciente coletivo de teilhard du Chardin, ou algo junguiano…”
  • ” Tambem nao. Acontece que meu materialismo mais o naturalismo nu e cru da selva e mais minha racionalidade me conduzirama descobrir a formula universal da Matrix/DNA. Rntre outras coisas esta formula sugeriu toda uma nova versao da historia Universal e esta Historia sugere que aqui esta ocorrendo um processo universal de reproducao genetica. Mas tambem, esta Historia apontou como a formula da Matrix/DNA chegou na superficie da terra e comecou a construcao de uma sua nova forma de sistema, a biologica. Primeiro essa formula construiu e se aloju num ser unicelular, depois ela se esticou toda alem dos limites do ser unicelular para alcancar a colina destes seres unicelulares e assim ela modelou o primeiro ser multicelular, ou seja, um organismo. Entao ela existe tanto no tamanho microscopico dentro de suas dcelulas como ela existe no tamanho medio do tmanho de seu corpo inteiro, organizando todas as celulas como seu template. Ou seja, ela repetiu num processo de 3 bilhoes de anos o mesmo processo que vemos ocorrer nos seis meses da gestacao embrionaria: ela existia em todas aquelas moleculas, em todos os unicelulares, ento dosos os animais que nos antecederam, sem se expressaio apemas vindo a se expressar quando um cerebro adquiriu o neo cortex, no ser humano. isto significa que a consciencia nunca esteve conectada por um circuito ao corpo fisico de carne e osso, mas sim conectada a esta forma invisivel dessa formula organizonal do tamanho de seu corpo inteiro. Ora, entao existe uma possibilidade da consciencia sobreviver a morte do corpo fisico se a formula Matrix/DNA que nao fe de carne e osso, – e como explico m oitros trechos, ela fe feita de fotons, uma network de fotons – e que nao esta conectada ao corpo fisico mas sim transcende-o, sobreviver alem da morte do corpo fisico. Se ela sobrevive, leva consigo sua consciencia.
  • E teriamos algum fato real provando que ela sobrevive ou nao? Nao, porem temos fortes evidencias e a nossa racionalidade pura afirmando que ela sobrevive. primeiro porque a forma que esta sendo reproduzida a nivel extra-universal nao e a forma de um corpo humano. Quando descemos alem do Big bang vemos auto-consciencia atrelada numa onda de luz, a qual e um corpo, com anatomia propria e justamente na forma da… formula Matrix/DNA. isto sugnifica que a auto-consciencia geradora veio fragmentada, na forma de genes dela mesma, mas sabemos que os mesmos genes que vireram dos nosso pais sao os que estarao formando o corpo do embriao quando ele nasce… para fora do universo ovular. Segundo vem o calculo da racionalidade. Esta se baseia nesta copia do crebro humano que temos desenvolvido e chamamos de computador. O computador nas priscas eras era um abaco, toenou-se uma maquina de calcular a manivela, depois uma maquina de calcular eletronica, depois o Rniac do tamanho de uma quadra, e assim apos muitas geracoes de diferentes formas do hardwate chegamos nos lapttop. Mas o hardware ano fe nada em o software. Entao o software cque comecou n cabeca de quem criou o abaco e se firmou na cabeca do Bill Gates com a primeira forma do Windows veio evoluindo e hoje continua evoluindo a partir da cabeca, da mente humana. Todos os hardwares ultrapassados morreram, foram para o lixo, mas o softeware nunca foi para o lixo, nunca morreu, ele tem sim, crescido, se complexificado. Entao entenda que sua consciencia esta alojada e como um softeare agora num computador porem tambem e o mesmo softaew que esta e nunca morre em uma outra mente ouro nivel , muito alem dos limites dos hardwares… quer dizer do seu cerebro e seu corpo fisico. Lembra-se da camada do consciente coletivo? Agora imagine como fe o consciente coletivo dos trilhoes de seres conscientes que existem neste momento neste Universo. Como consciencia voce agora vive dentro de um hardware mas existe tambem ao mesmo tempo dentro de outra mente alem deste corpo fisico. A qual nunca morre. Claro que vocce nao vai gostar muito dessa nova realidade e podes ate resisitr mantendo a sua crenca de sempre. Mas quem esta resistindo e voce, nao sua consciencia. E seu ego, um elo ou cordao umbilical entre seu corpo fisico e a formula, a aura da Matrix/DNA.”
  • “Aura?!”
  • ” Se voce esta se referindo aquela figura dos orientais que e mera copia do DNA, com duas hastes enroscadas em espiral e com sois luminosos entre as duas hastes representando as bases nitrogenadas… sim. Pois ai esta a forma biologica da Matrix/DNA aqui e agora.”
  • “Voce nao pode mostra-la, nao pode prova-la, voce nunaca a viu, portanto voce deixou de ser racional e caiu na mesma situacao dos outros, vitima da imaginacao…”
  • ” Nao posso mostra-la a voce, porque voce daiu fora da racionalidade e seu cerebro esta tomado pela imaginacao. Prova disso fe que a Natureza esta aqui te mostrando a resposta para a questao no topico e voce se recusa a aceitar. Os orientais de 5.000 anos atras a viram porque eram mais proximos dos macacos, tinham imaginacao incipiente, eram mis praticos e racionais, de uma racionalidade pura, virgem, o que os humanos perderam. Os nativos da selva veem pedacos dela. Quando fui reduzido a primata selvagem e me conctei por inteiro com a Natureza nua e crua, a razo natural calculou tido e mostrou-me o retrato dela sem nemhuma interferencia dos orientais. Eu posso prova-la a minha racionalidade. Mas o cerebro humano vai desenvolver estes limitados sensores e adquirir novos para ver muito mais e a verao por si proprios. Voce nao tem como escapar disso.”

 

O Universo tem algum proposito? E algum proposito referente a vida, ou aos humanos?

terça-feira, abril 30th, 2019

xxxx

Neste video o comunicador de Ciencias e astrofísico Neyl deGrasse Tyson aborda o tema com muita propriedade uma surpreendente sugestao final. Nos temos outra sugestao, que expomos logo abaixo do video.

Neyl Tyson mostra que, racionalmente, baseado nas informacoes que temos até agora, o Universo, ao inves de ser programado para beneficiar nossa existencia, tem feito tudo para matar-nos. Esta certo que nos não temos 0,01% das informacoes para concluir esta question, mas o pouco que temos, indica que Tyson pode estar certo.

Esta teoria vem contra os resultados dos modelos da Matrix/DNA Theory, os quais sugerem que “neste Universo esta ocorrendo um processo de reproducao genetica”, portanto existiria um proposito para a existencia do Universo.

R os resultados sugerem ainda que o objetivo da reproducao não é reproduzir um ser humano que teria feito o Universo com o proposito de se auto-reproduzir, mas sim, o objeto da reproducao é algo que se constitui num sistema natural com auto-consciencia, constituído de um corpo mais luz que materia ordinária, e como quem esta’ agora carregando ou nutrindo o embrião dessa consciencia são – nesta região aqui e tempo agora – seres humanos, a forma humana não é o proposito do Universo, e sim apenas uma forma provisória. Ate mesmo a vida biologica seria uma forma provisória.

Mas vamos esquecer por ora as duas teorias e vamos apelar a uma analogia. O que se passa num corpo humano, uma mulher, quando um novo ser, um intruso, comeca a germinar dentro dela? Pelo pouco que sei, o sistema imunológico vai sentir o novo ser como um intruso e tudo vai fazer para expulsa-lo. Mas ao mesmo tempo o corpo prepara fora do ovo a placenta com nutrientes e acomodações para o novo ser ( a placenta seria correspondente as galaxias e sistema solar). Dentro do ovo foi preparado o liquido amniótico ( o qual corresponderia ao planeta, otimamente adequado ‘a vida). Entao o corpo esta’ tunelado, programado, para produzir e nutrir e manter a vida do novo ser – apenas não avisaram o sistema imunológico.

Poderíamos ate lembrar que o novo ser esta protegido dos ataques do imunológico por uma membrana do ovo, assim como a vida na Terra esta protegida dos ataques vindo do Cosmos pelo campo magnetico da Terra. Realmente tudo muito igual.

Como bem sabe os que nos acompanham, quando temos perguntas sobre distantes fenomenos, eventos, para os quais não temos suficientes informacoes, tem sido o metodo desde o inicio na construcao da nossa visao do mundo, perguntar a questao direto para a Natureza. E ela tem respondido indicando sinais, apontando para algum detalhe existente aqui e agora que seria uma copia do que acontece distante, seja a nivel micro ou macrocósmico. E nessa questao ela nos apontou isso, um corpo humano representando o Universo, e um novo ser dentro deste corpo representando a vida no planeta Terra.

Talvez todas as agressões que a natureza universal tem dirigido contra a vida na Terra correspondam ‘as agressões iniciais que o sistema imunológico dirige ao novo ser. Mas quem determina se o novo ser vence ou não as agressões é o corpo total como sistema, não um subsistema dele, o imunológico.

Mas não poderíamos dizer que o sistema corpo humano vence o imunológico porque ele – a mulher – e simpática ao desenvolvimento do novo ser, e o que determina e a mente dela, que esta inclusive acima das intencoes do corpo.  Pois sabemos dos casos de gravidez não desejada em que a mãe teria por intencao impedir o desenvolvimento do novo ser.

Lembremos tambem que alguns biólogos destes com mania de emprestar personalidades e propósitos aos genes diriam que seria a genetica dentro do novo ser que faz ele sobreviver porque os genes tem como proposito ultimo a sua reproducao. Eu responderia que assim como a vontade ou propósitos dos humanos nada valeriam contra o Universo, assim os genes dentro do novo ser nada valeriam contra o corpo humano hospedeiro.

Esta questao não poderia deixar de se lembrar das crenças religiosas, como o cristianismo que responderia imediatamente haver o proposito de um Deus, ou o gnosticismo que acredita no demiurgo anjo caído criador de toda a materia e que teremos que destruir a materia, portanto o Universo, para voltar a nossa condicao de espíritos. Nada digo disso porque não tenho informacoes suficientes para aprovar ou desaprovar tais crenças.

Entao, ignorando a mente humana e suas vontades no contexto,  como o sistema corpo humano aloja e ajuda e nutre o desenvolvimento de um intruso? Porque? Parece obvio haver um proposito, mas onde esta o proposito, em que esta o proposito?

Grande pergunta. Que é a mesma em relacao ao Universo.

E a resposta? Por enquanto  a minha é: não podemos saber porque não temos informacoes suficientes para concluir coisa nenhuma. Sinto muito, Mr. Tyson.

O que sobra desta pergunta, me lembro que uma bacteria, tanto pode ser nociva ao nosso corpo, como pode mudar e ser benéfica. Me considerando por enquanto como uma bacteria em relacao ao Universo, eu vou continuar pesquisando o máximo que puder os detalhes dessa natureza universal para mais aprender como viver em sintonia com ela, se ha algo em que eu possa ajuda-la. Pois eu preciso da natureza universal, portanto eu a amo, e vou fazer o possivel para ser uma bacteria benéfica. Por enquanto é a única alternativa racional que tenho.

Cientistas acordaram a maquinaria de um cérebro morto, mas não o principio vital na formula do cérebro

sábado, abril 20th, 2019

xxxxx

A sugestão que vem dos modelos teóricos da minha “Matrix/DNA Theory” fazem sentido aqui. Tanto o cérebro como a vida são produtos de uma formula natural que produz os sistemas naturais. Um novo ser nasce vivo porque o interruptor que ligou o funcionamento da vida foi acionado a bilhões de anos e continua transferindo esse principio vital de geração a geração. Uma vez que um ser foi desligado dessa corrente, pode se fazer toda a maquina do cérebro funcionar, que o principio não retorna e o ressuscitado sera um zumbi sem auto-consciência. Por isso também sera impossível tornar o computador ou robot mais poderoso com inteligencia artificial em algo vivo, pois só existe uma vida neste planeta rodando a 3,5 bilhões de anos.

Cientistas acordam cérebro morto e questionam noção de vida

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/ciencia-e-saude/2019/04/18/interna_ciencia_saude,750236/cientistas-acordam-cerebro-morto-e-questionam-nocao-de-vida.shtml

 

Cresce no mundo cientifico a intuição de que a derrota para as grandes doenças se deve a um erro na visão acadêmica do mundo. E a minha diferente visão do mundo esta sugerindo outra estrategia de combate. Veja aqui.

sábado, fevereiro 2nd, 2019

xxxxx

E’ preciso lembrar que esta e uma questão fundamental para a humanidade agora, uma questão de vida e morte: dependemos do conhecimento correto para eliminar estas doenças milenares que continuam nos torturando e matando aos milhões.

O trecho a seguir foi inspirado na seguinte frase que obtive no trailler do documentário:

Atacando um  tigre pelas costas

(Os correntes dogmas da biologia são: que a vida e mecanicista e nos somos predeterminados pelos nossos genes, e como estes dogmas são disseminados através da mídia e as instituições dominantes. A questão a ser perguntada é : ” E se o nosso fundamental conhecimento do funcionamento da vida estiver errado?”

(” On the back of an tiger”

” The current dogmas of biology: that life is mechanistic and we are predetermined by our genes, and how all this is disseminated­ through the media and establishment. The question is then asked:

What if our fundamental knowledge of the workings of life is wrong?)

http://perceivethinkact.com/

Um indicio de que o dogma reducionista não deve ser apropriado é o seguinte…

Um paciente entra no consultório do medico e desfila uma lista de sintomas: falta de apetite,desanimo, suor frio, desinteresse sexual, depressão, etc. O medico houve tudo aquilo e reduz a uma solução simples, receitando uma droga feita de serotonina, uma substancia neurotransmissora. Na maioria dos casos o paciente termina com a erupção de algo realmente grave, como um Alzheimer, um câncer, etc. Isto não esta’ funcionando.

Pelo paradigma da Matrix/DNA e corpo humano é um sistema natural, e complexo, mas este sistema é configurado ‘a imagem e semelhança da mesma formula do building block do código genético. Como sabemos que o organismo inteiro foi construído por aqueles buildings blocks, não é surpresa que o corpo todo imite o building block, pois o organismo é uma auto-projeção ampliada do seu criador. O corpo-sistema apresenta seis ou sete órgãos principais, cada qual com uma função especifica, os quais imitam cada uma das seis ou sete moléculas e suas funções especificas no building block genético, isto o que encontrei no desenvolvimento desta teoria.

Mas acontece que na Matrix/DNA – apesar de buscarmos conhecer todos os dados obtidos pelo método reducionista, que desvendou o corpo internamente ao nível molecular, nos adicionamos o paradigma sistêmico. Então, nos olhamos para um corpo humano e tentamos desenhar mentalmente o que é invisível, as sinapses dos fios de conexões que saem do corpo e entram no ambiente externo, e o inverso, as conexões, influencias, do meio externo sobre o organismo. E acontece que a Matrix/DNA esta’ sugerindo que o ecossistema que nos envolve tem uma configuração, um circuito sistêmico de interações, cuja imagem e funcionamento é exatamente a imagem e funcionamento da mesma formula que esta na estrutura do corpo todo conectando órgãos e substancias, e esta no seu nível microscópico molecular, o mesmo building block do DNA. E assim suspeitamos que qualquer variação na configuração do corpo-sistema, que cause um desvio ou uma interrupção ou um ponto de carga congestionado, tira o corpo organismo da sintonia, da mesma vibração e funcionamento dos sistemas microscópicos e macroscópico ambiental. Ai estaria a causa destas doenças mortais como câncer, Alzheimer, e por isso os sintomas são muitos pois a formula do sistema modelando o meio-ambiente tem muitas características, e bastante complexa. Um ponto de disfunção no circuito de um sistema, perturba o fluir no circuito do sistema todo e pode leva-lo a se desintegrar totalmente.

Então o que estaria causando estas doenças seria mais algum tipo de comportamento irregular do ser humano, seja mal habito alimentar, seja algum vicio ou algum elemento químico no alimento, no ar, ou uma soma de varias irregularidades. Elas surgiriam da distorção no circuito sistêmico do corpo, ou no circuito sistêmico do meio-ambiente, ou ambos. Como tenho a formula sobre a qual esta construída a biosfera terrestre e o organismo humano, se desenvolver-mos os instrumentos de medição e observação adequados, mais especializados na captação de fótons e suas networks, iniciaremos uma nova abordagem cientifica que pode nos levar a vitoria.

Mesmo sem os recursos tecnológicos, já estou prevendo com algumas intuições alguns aspectos do planeta com essa biosfera, modelados pela formula, que pode lhes dar uma ideia do nível de grandeza que estamos entrando. Por exemplo, a crosta terrosa foi sendo modificada assim como internamente vão sendo modificados os tecidos e Órgãos de um feto humano, e se no final o organismo tem seis a sete órgãos com funções especificas, o planeta também acabou se configurando com sete ilhas-continentes, cada uma com características sutis inclusive a nível de campo magnético. Porque? Uma mesma e unica formula modela astronomia, biosfera e biologia. Para o berço de um exemplar individual humano a formula construiu a placenta que tem sua imagem de pera com um cabilho que são os tubos de nutrientes adentrando a placenta; depois , com a evolução, para construir o berço do coletivo destes indivíduos, ou seja, a humanidade, a formula modelou os continentes na forma de pera tendo como cabilho as foz dos grandes rios que adentram os continentes deflagrando a produção dos nutrientes. E assim vai, podemos vencer estas doenças malignas que tento tem torturados nossos irmãos e irmãs em especie, ou ao menos avançar com a nova estrategia ao mesmo tempo que vamos conhecer mais do mundo a nossa volta o que poderá nos servir para tratar de uma nova doença fatal e gigantesca, que não afeta o individual mais vem para afetar o coletivo total, que e a doença no planeta e sua biosfera, a mudança climática.

Mas enquanto tudo isto estiver apenas na minha cabeça e eu estiver sozinho e sem os recursos técnicos, resta-me continuar assistindo a carnificina e ver diminuir nossas esperanças de que venhamos a vencer as batalhas finais.

 

 

Porque no Planeta Terra tem água, Vida e nos outros deste Sistema, não?

sexta-feira, agosto 3rd, 2018

xxxx

??

Video mostrando as maravilhas deste planeta:

https://www.facebook.com/earthescapevids/videos/349180758946573/?t=2

Não da’ para aceitar isso sem mais nem menos. Quando vejo as fotos do Hubble das superfícies de todos os outros planetas, desoladas, estereis, violentas, vazias, e a seguir vejo esta incrível complexidade na superfície deste planeta, tenho que perguntar: “O que aconteceu de tao diferente neste planeta? Qualquer que seja a resposta logo vem a seguinte pergunta: “E porque não nos outros?” E ai vem a Teoria da Matrix/DNA explicar: ” Primeiro, entenda que o Sol tem um campo magnético que começa no seu núcleo e se estende por todo o sistema. Segundo entenda que este campo emite ondas concêntricas. Terceiro, olhe no espectro eletromagnético, veras sete faixas de frequência, sendo a faixa justo no meio, a quarta faixa, o ponto de maior equilíbrio da onda. Justo onde esta a orbita da Terra. No ponto de equilíbrio não dominam nem os estados solido nem o gasoso da matéria, mas sim o estado do meio, o liquido, por isso, a água. Quarto,… entenda que a Vida e’ formada em superfícies onde se encontram os 50% de informações que estão no núcleo do planeta e vem ‘a superfície por vulcões, gases oceânicos, etc., mais 50% das informações sobre estrelas que vem gravadas nos fótons da luz solar, e que vem em condições ótimas de serem expressadas, o que acontece na quarta faixa vibracional. Assim, idade adequada, posição adequada e ótimo casamento de informações só pode irromper numa exuberância de vida… Nenhum outro planeta neste sistema reúne estas condições. Mas em muitos outros sistemas tem planetas iguais. Sera’ mesmo?

mais evidencias astronomicas para o modelo da Matrix/DNA: estrelas velhas quietas x novas inquietas

segunda-feira, junho 4th, 2018

xxxx

http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/2018/05/30/estudo-com-estrela-similar-ao-sol-ajuda-a-explicar-evolucao-da-vida-na-terra/

Estudo com estrela similar ao Sol ajuda a explicar evolução da vida na Terra

Meu comentario enviado ao artigo (checar se foi publicado)

Sao trabalhos assim que podem se tornar o ‘breakthrough” em Ciencias, e obter uma descobertas que revolucione o estudo das origens e evolucao da vida na Terra. parabens `as astronomas brasileiras. Existe uma possibilidade inversa: que as invasoes solares tenha fornecido elementos catalizadores ou informacoes decisivas para mudancas ou desenvolvimento de uma vida que teria estado bilhoes de anos parada, como sugerem os meus modelos na Teoria da Matrix/DNA. Afinal, nao foi esse “boost” vindo de meteoritos e cometas que trouxeram elementos faltantes?

Como foi que a matéria sem vida, se tornou vida? Resposta da Matrix/DNA

terça-feira, janeiro 30th, 2018

xxxx

Como foi que um líquido sem vida dentro de um óvulo se tornou vida e parte dessa vida? Ou seja, voce? E’ a mesma resposta para a pergunta do título. A matéria sem vida na superfície da Terra a 3,5 bilhões de anos atras, de por si so’ jamais poderia se tornar algo vivo e parte desse algo vivo. No caso do liquido no ovulo, a materia dentro do óvulo so começou a se tornar matéria viva depois que nela penetrou um genoma, um programa para fazer um ser vivo. Então a resposta para o que aconteceu na matéria na superfície da Terra e’ que nela chegou uma especie de genoma. Como sabemos que as coisas complexas vieram da evolução das coisas mais simples, este genoma que chegou na matéria primitiva deve ter sido muito mais simples que o genoma no ovulo. Mas sabemos também que o genoma que penetrou o óvulo foi emitido por uma fonte, e conhecemos essa fonte. Logo, o genoma primitiva na materia sem vida teve uma fonte, mas vocês ainda não a conhecem, ao menos não tem nenhum forte candidato. Eu tenho um candidato e aposto nele. Quem e’ o candidato-fonte? Voce pode encontra-lo por si mesmo. Vou explicar como faze-lo:

Minha avó na sua santa ignorância dizia que filho de peixe peixinho será. E eu pensei que o contrário também era verdade: se e’ um peixinho, filho de peixe será.

E em qual tipo de peixinho eu estava pensando: o primeiro ser vivo a aparecer neste planeta, ou seja, um sistema celular com nucleo e organelas, e  funcionando. Antes dela, sejam os aminoacidos, as moleculas mais complexas como proteinas, o RNA, o DNA, tudo foi prototipos, formas infra-estruturais, como sao as formas da morula, da blastula, feto e embriao do ser vivo chamado de baby. O peixinho era aquela celula. Quem foi o peixe?

Bem, em p;rimeiro lugar, m inha avo dizia aquilo querendo lembrar que o peixinho tem a mesma forma do peixe. Portanto, a celula viva tinha a mesma forma de quem a fez. A materia sem vida da Terra estava ja de cara descartada, pois em nada ela tem a forma da celula. O peixe estava escondido em algum lugar e portanto tambem seu genoma veio escondido do nosso conhecimento.  Por enquanto apenas sei que havia algo parecido com a celula e que esse algo emite seu genoma, o qual penetra a materia sem vida da Terra. Mas como detecta-lo? Existe um metodo.

A passagem do peixe para o peixinho e’ um processo conhecido que chamamos de reproducao. Esta tem inicio com a chegada do genoma, continua com as formas de morula, blastula, etc. Entao a passagem da celula-fonte para a celula biologica viva teve inicio com a chegada do genoma, continuou com as formas de aminoacidos, moleculas complexas, e isto se chama “reproducao da celula-fonte” e nao abiogeneses, como os academicos acreditam. Abiogeneses, ‘e uma palavra errada que desvia o raciocinio do caminho certo para leva-lo a questoes sem fundamentos, fantasias e proposicoes absurdas, como ” a materia sem vida se tornou materia viva”. O amnion nao se tornou um baby.

Sabendo agora que houve um processo de reprodução e não a hipotese sem fundamento racional denominada abiogêneses, vamos nos fixar na forma da primeira célula viva, pois aquela tera que ser a forma da celula-fonte. E agora, sabendo que existe evolucao, e que muitas vezes neste processo de reproducao ocorre alguma mutacao, muito leve que altera apenas algum pequeno detalhe na prole gerada, vamos calcular a forma da celula viva regredindo na evolucao, perdendo algumas das suas complexidades, tornando-se um pouco mais simples, e vamos desenhar o resultado. Com isso estamos fazendo o mesmo que o delegado quando chama as testemunhas, pede que descrevam o que viram do suspeito, enquanto ao lado um desenhista faz o “retrato falado”.

E assim obtive o retrato do suspeito, e com ele em maos, sai a campo para procura-lo.

Mas imediatamente dei meia-volta e retornei a mesa de calculos. Eu havia me esquecido de algo determinante. A tal da reproducao entre a celula fonte e a celula filha demorou bilhoes de anos, e neste tempo o ambiente nao ficou parado, ele tambem teve mutacoes, se trnaformou para chegar ao estado do dia em que a celula filha nasceu. E este nascimento aconteceu a muitos milhoes de anos atras, entao tambem o dia em que a celula filha nasceu nao tinha o mesmo ambiente que tem hoje. Entao nao adianta eu sair no campo la’ fora procurar a celula fonte, certamente ela nao poderia sobreviver ao ambiente de hoje. Nem oxigenio existia, o que poderia mata-la, ela devia precisar de amonia que carregava a atmosfera naqurles seus tempos, etc.

Entao preciso ver o camarada Oparin, o Miller, que ja fizeram calculos dessa evolucao reduzida, mais os conhecimntos adquidridos recentemente, e fazer outro retrato falado, que gora ai se tornar o mapa do territorio onde estava a célula-fonte. Neste twrritorio stav o peixe, sera possivel detecta-lo, sem estar la, e passado tanto tempo? Mas… espera ai… ainda tem outra coisa que ia me esquecendo.

O peixe nao esta no meio da materia sem vida. O meu pai e minha mae nao estavam dentro do ovulo no liquido sem vida. Estavam la fora. Entao a celula-fonte nao estava na superficie da Terra. Raios !!!…

Agora embananou tudo? Ficamos sem esperanças de resolver o maior quebra-cabeças do mundo? Eu e’ que nao vou desistir. Vou dar um jeito e vou la fora procurar o danado.

La fora, da superficie terrestre, significa o que está além da atmosfera, e não apenas o que vemos acima, mas sim o que esta dos lados, embaixo… ou seja, o sistema solar, a galaxia… o peixe está em algum lugar nesse meio. Não estou brincando, foram calculos corretos, foi a orientacao da Natureza, que afirmaram que a celula fonte esta la, e isto significa parar as buscas aqui na superficie da Terra. Tenho o retrato falado dela, mas nao posso ir no campo procura-la…

Me restou ficar namorando o retrato falado. Ali estava a fotografia da minha tatatataravo ( ela tinha que ser hermafrodita, pois sua filha, a célula viva, era hermafrodita) , pessoa amada de muito respeito, querida, eu daria tudo para estar ao lado dela, ouvir tantas histórias que eu queria aprender, ela deve saber de muitas coisas deste universo afora… Eu iria tentar espiar pelo buraco da fechadura da porta de seu quarto, pois estou curioso como um hermafrodita faz sexo consigo mesmo…

Fiquei muitos anos dormindo com o retrato ao lado, e nesse tempo eu vivia isolado na selva, na qual eu sabia que minha tatataravo nunca viveu, então quando pensava nela, imediatamente a via no Cosmos, e pensava no Cosmos.

O que tem no Cosmos? Sete tipos de astros conhecidos até agora. Como eles nascem? Como nasce um quasar, um pulsar?! E la ia eu para a voadeira, meu pequeno barco a motor, rumar para as livrarias e biblioteca da cidade, buscar estas informações.

Nos livros eu ficava sabendo que havia um exército de quimicos ajoelhados na beira de pântanos, mergulhados no fundo dos oceanos em volta das fontes termais, todos procurando LUCA, o ultimo ancestral comum, que para mim se chamava célula- fonte e nao estava aqui, estava no céu. E quando eu me via ajoelhado na beira de pântanos removendo a lama com pauzinhos e olhando com lentes ou o velho microscópio para ver o micro-mundo ali, minha cabeca comecava a esquentar sob o sol torrido dos trópicos, para eu me lembrar que sem a luz do sol nada vivo de movia, a nao ser os bichinhos cegos no fundo do oceano recebendo os tais termais que vinha das profundezas da Terra, provavelmente do nucleo. Então se a luz do sol movia seres na superfície, os seres no fundo do oceano deveriam ser movidos por alguma energia semelhante a energia do sol, o que induzia a pensar que o núcleo da Terra tem algo de estrela…

Muitos detalhes assim foram cada vez mais me convencendo que os modelos teoricos astronomicos que estavam nos livros não estavam dizendo toda a verdade, e se não estavam… me fizeram elaborar um mapa errado do território onde viveu ou ainda vive minha tatataravo. Era preciso refazer os modelos teóricos, mas sem ter um Hubble, sem poder dirigir a NASA para meus objetivos, o que eu podia fazer? Refazer o retrato falado do ambiente, baseado em que?

Testemunhas ! Sim eu precisava de mais testemunhas e me dei conta que tinha uma ao meu lado que ainda não tinha sido convidada a dar seu depoimento: o retrato falado da minha tatataravo! Eu ja tinha pensado em como muitos detalhes na forma dos organismos imitam o ambiente terrestre. Por exemplo, o coração pulsando, expandindo e se contraindo, cada vez que expande se encosta numa costela ossea, parecia com as águas do oceano em ondas que se expandem e encostam na dura rocha dos continentes. Então o retrato falado da minha tatataravo tinha muitos detalhes que eram pistas de como deve ser o ambiente celeste onde ela foi feita. Vamos a ver isto…

( a continuar ) 

Origens da Vida: Teoria do RNA World

domingo, novembro 12th, 2017

xxxx

Paper: Origin of Life: Transitioning to DNA genomes in an RNA world

https://elifesciences.org/articles/32330

Abstract

The unexpected ability of an RNA polymerase ribozyme to copy RNA into DNA has ramifications for understanding how DNA genomes evolved

Matrix/DNA: ‘Ok. De repente descobriram que o RNA tem uma polymerase ribozyme que copia o RNA e como resultado aparece o DNA ! Por isso surgiu a nova teoria do RNA-world. E com isso eles creem que vao obter o entendimento de como o genoma do DNA evoluiu. Nos percebemos a 30 anos atras quando elaboramos o modelo teorico da formula, que esta pode ser dividida em duas metades, uma face esquerda e outra direita. Observando-se a formula, percebe-se que a funcao 5 que ‘e intermitente, quando emerge e atua, ja’ divide a formula nas duas faces. Se o fluxo de informacoes que vem desde F1 no sentido horario, pela face esquerda, ultrapassar F4, ele constroi F6 e continua agora em queda entropica ate completar o circuito esferico. Isto significa que a formula determina que toda estrutura material elaborada por ela tenha a face direita como uma especie de copia da esquerda. Quando comparamos a formula com um building block do DNA percebemos que as duas sao a mesma configuracao e funcionamento, o que indica que o DNA pode ser dividido pela formula entre haste esquerda e direita. E qualquer uma das faces depois da divisao tambem representa a anatomia geral do RNA. Mais tarde descobrimos que F5 e’ o phi number, responsavel pela bi-lateral simetria. Ora, replicar o DNA, abrindo o zipper, separando os nucleotideos em duas hastes com suas bases, e’ produzir bi-lateral simetria.

Entao tinhamos a forte suspeita de que o RNA tivesse surgido primeiro que o DNA, e este apenas se formou quando a molecula de RNA foi capturando bits-informacao ralacionados `a face direita. nao nos surpreendeu quando depois surgiu a teoria do RNA-world. Porem aparentemente temos dois problemas entre as duas teorias.

  1. Enquanto existia apenas RNA – Segundo a teoria da Matrix – este era incapaz de replicar-se… ou nao? Vejamos. Quando o circuito chegou a F4, ele teria diretamente formado F6 ou F5? Se formou primeiro F5, a funcao replicadora, nao vejo como esta poderia funcionar sem o circuito esferico completo, na forma do DNA. Parece-me que F4 apenas seja estimulado a produzir F5 se a entidade do Sistema estiver instavel e buscar a estabilidade termodinamica. Alem disso, sabendo-se que RNA nao possui o acucar desoribose – que e’ F1 – ele deve ser constituido apenas de F2, F3 e F4. mas como F5 e’ uracila, que e’ uma base presente apenas no RNA, ele teria o orgao reprodutor porem nao teria a carga genetica completa para produzir DNA. Para ter ela complete precisaria ter F1. Entao o RNA nao podia se auto-replica. Ora, acredito que para o projeto de criar o primeiro DNA, a partir do RNA teria que existir muitos exemplares de RNA, apenas um nao teria tempo para executar tudo. O que significa que teriamos de considerer a hipotese de que nao houve um unico primordial RNA, mas sim, que essa molecula surgiu varias vezes separadas entre si. Mas se, formado o RNA, ao inves de partir para elaborar F5. o fluxo tivesse entrado a fazer a face direita fazendo ja F6, entao a direita construiu F1, o que permitiu ao Sistema iniciar sua replicacao.

Mas sabemos que o RNA tem a capacidade de se replicar. Como ele o faz, sem F1. Parece impossivel, a nao ser que F2 tenha em si mais da metade das informacoes de F1, o que tambem nao ‘e uma ideia confortavel. Entao surge aqui uma ideia e uma pergunta aos quimicos: Onde e como o RNA se auto-replica? Porque a Matrix sugere apenas uma possibilidade: que ele atue como virus, ou seja, ele precise penetrar no nucleo da celula e utilizer a F1 do DNA para se replicar.

Esta  questao preciso consultar os quimicos ou a biologia molecular.

2. O Segundo problema e’  que no DNA, os dois fluxos de informacoes – da haste esquerda e da direita – tem sentidos e significados opostos entre si. Na primeira a energia e’ crescente, fase de desenvolvimento e construcao; na segunda a energia e’ entropica, decrescente, fase de degeneracao, auto-aniquilamento. Entao para que o RNA produzisse DNA, quando seu fluxo chegasse a F4, e ao sair dessa funcao, teria que ter em si agregada a funcao da entropia. Vinda de onde, e como? A entropia nada constroi a nao ser caos, nao iria construir F6. E se o RNA adquirisse a entropia a partir de F4, ele nunca se auto-replicaria.

Este problema nos leva a suspeitar que o RNA surgiu, originalmente, em duas formas, opostas entre si. Digamos, uma spin right e a outra, spin left. Alias, parece-me que tudo na natureza tem que surgir nestes dois pares opostos. O problema e’ que, tendo-se duas fitas de aparencias iguais, e nas duas correm um fluxo de energia de uma ponta a outra, e sendo as duas aparentemente no sentido horario, como se vai detectar que numa o fluxo vai da ponta A para a B e a outra vai de B para A? Se as 4 pontas parecem iguais, quem determina qual seja A ou B?

Olhem…, sabe de uma coisa? Para mim nao vejo vantage nenhuma em ficar titrando a poeira de cima dos registros historicos para saber quem veio primeiro ou depois. O importante e’ saber que tanto RNA como DNA estao contidos na formula da Matrix que veio do ceu. O que ela fez aqui primeiro ou depois nao me interessa a ponto de ficar quebrando a cabeca com esse enignma complicado. certo que sempre e’ util elaborar um esquema destas especulacoes, um raciocinio metodico e escrito como fiz acima, pois destes raciocinios muitas vezes surgem importantes insights para outros problemas. Como foi a cima a repentina questao ou hipotese de que o RNA primordial funcionou como virus. Mas eu vou parar esse assunto por aqui.

  • ” Ok, senhor Louis, podes parar e descansar a cabeca. Mas antes voce me permite apenas mais uma perguntinha, que nao tem a ver com RNA, DNA…?”
  • “Pois nao…”
  • ” Quem surgiu primeiro, o ovo, ou a galinha”? ( e o perguntador vai se afastando e saindo correndo…)
  • – ” Arrrrghhh…. vem aqui, moleque, ah, se eu te pego…”

z

 

Sobre Os Conceitos errados advindos de nomes como “vida” e “origins”

sexta-feira, novembro 3rd, 2017

xxxx

No matter what one understands to be the cause of crop circles, whether they are all human-made or involve aquifers, ley lines, divine feminine energy, ancient sacred sites, ball lightning or even UFOs, crop circles bring to the fore a mysterious disconnection between language and the visible, as described in Jean-François Lyotard’s book Discourse, Figure.

The French philosopher argues there is an unstable relationship between linguistic meaning and units of signification, that is, the visible patterns of words, dreams, symbols and visual art. Because there is no inherent meaning in any given signifier (meaning always relies on another word and a wider context), and art and symbols are conceptually opaque by default, they necessarily defy easy rational understanding