Archive for the ‘Vida’ Category

O que e’ Vida? A Morte e’ Real?

sexta-feira, janeiro 6th, 2017

xxxx

What Is Life? Is Death Real?

https://www.youtube.com/watch?v=QOCaacO8wus

E meu comentario postado no Youtube.

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli – Jan-01/06/2016

Matrix/DNA Theory has solved this problem 30 years ago, and the key here is “SYSTEMS”. All natural systems are composed by hardware and software. The words “life”, “living” are wrong concepts that makes no sense, it was created by ancient people that didn’t know systems and softwares. Thoday, those that does not know the universal formula that Nature has applied for crating systems (from atoms to galaxies to human bodies) also does not understand what is a natural system. The formula called Matrix/DNA creates matter picking up an initial non-animated object (let’s say, a star, a proton, an amino acid, etc) and makes that a wave of cosmic radiation (resulting from all seven kinds of electromagnetic radiations, from radio to gamma-ray,etc., aka, wave of light, which will perform the role as software) pass through it and be absorbed. Since that this wave has seven different frequencies/vibrations which are eternally in motion, the object is splitted and transformed into seven different shapes. It happens that the dynamics of that wave is just what we call ” the process of life’s cycles”. It is like picking up a human fetus and applying this wave, the fetus will develop into seven principal different shapes (embryo, baby, kid, teenager,etc.). So, the initial star will be a supernova, a red giant, star dust, black hole inside a quasar, a planet, a pulsar, a comet). Like the shape of kid is connected with the shapes of babies and teenagers by the life’s cycle, this astronomic bodies self-conected among them in the same sequence of the life’s cycle. Now we have a real complete system with the seven universal systemic functions. The cell system was made through symbiosis by six organelles plus nucleus by same process, so the atom with seven electronic orbitals. A system creates an identity that is the sum of informations of all its parts plus the informations from the exchanges of these parts. The identity is bigger than the system, controls everything inside the system, in a vital performance. The identity of yours brain is yours mind. It is the software, everything else is the hardware. So, life is the software made of waves of light emitted at the Big Bang. If you say that a human is alive, so, you must say that an atomic system, a galaxy system are alive too and that’s why Matrix/DNA discovered that the building block of galaxies has a cover of phenomena that all life properties that our body performs. And that the building blocks of galaxies has as template a formula that is the same formula/template of the building block of DNA… and atoms. The difference between our dynamic body (aka “life”) now and our stopped body under decomposition (there is no death for us)? The difference is that the hardware does not works but the working software will emigrate for a new and better hardware. This software was sleeping at atoms, dreaming at galaxies, began waken up at plants and animals, but, at human beings, it is still a embryo of consciousness, which have not opened its own eyes for to see its substance and shape of its body. This ex-machine embryo is the real “you”. Yours existence began at the Big Bang ( the fecundation) and you are going to your birth at the day of The Big Birth. More details in Matrix/DNA world view.

Estupido Design x Design Inteligente x Nenhum dos Dois:Programa Natural Genético (Matrix/DNA)

terça-feira, novembro 22nd, 2016

xxxx

Dois videos fascinantes defendendo duas visões do mundo totalmente opostas entre si, apesar de ambos fundamentados na Ciência. Mas o mais interessante e’ que os dois estão errados. Constate isso ao assisti-los e depois ver o comentário da Matrix/DNA copiados abaixo.

(legendado) Stupid Design – Design Estúpido

Sintonia Fina (Fine Tuning – legendado)

Entre as 3 alternativas possíveis (necessidade,acaso,planejado), a cosmovisão da Matrix/DNA indica “necessidade”: o Universo foi feito para permitir a vida. O video descarta esta possibilidade baseado numa questão errada: ” Seria um universo proibindo existir vida, impossível?”. E responde; ” Longe disso! E’ mais provavel universos nao permitindo vida do que universos permitindo vida”. Quanto a mim, esta pergunta e’ insensata porque nao conhecemos outros universos, e caso um universo nao permita a vida sua evolução estagnaria após formadas as galáxias, nunca dando o passo seguinte que e’ a formacao de sistemas biologicos. E eliminam esta alternativa apenas com este arrado argumento para completarem: ” As constantes e quantidades não sao determinadas pelas leis da Natureza”. Ora, a questão e argumento anterior não tem nada a ver com esta conclusão. As constantes escolhidas pela natureza podem nao terem sido produtos da determinação de leis naturais mas que estas medidas e quantidades sao criadas pela Natureza nao resta dúvidas, a nao ser que alguém prove existir algo nao natural unfkuindo neste universo. O fato comprovado e aceito por todos e’ que a longa cadeia natural de causas e efeitos que começou nas origens do Universo tinha, em cada passo seguinte, uma infinidade de medidas a escolher, porém escolheu as que conhecemos e por isso as chamamos de constantes. Se no final atual da história geral desta cadeia de causas e efeitos está apresentando aqui e agora o produto final chamado de vida, e’ mais lógico raciocinar que as escolhas da cadeia se deram assim porque o Universo estava tunelado para produzir reste produto final.

Mas qual a razão da necessidade do Universo produzir a vida? A minha resposta vai com outra pergunta: ” Qual a razão da necessidade do útero feminino produzir uma vida? Porque o útero feminino está tunelado para produzir uma vida como produto final? Porque a natureza vinda através e com a longa cadeia de causas e efeitos  e chegando aos pais da fêmea produziu um corpo feminino com útero para produzir a vida. Então essa mesma longa cadeia de causas e efeitos vem de antes do Universo e criou ou produziu o universo como um útero para produzir a vida e sabe-se la o que mais vem no futuro da evolução a partir da vida… Sabemos que o útero apenas nao e’ suficiente para produzir a vida. Ele nada produziria sem o genoma genético. Mas o genoma veio ao corpo feminino inserido na longa cadeia, naturalmente. E quando descobrimos que o DNA ou genoma biológico nada mais e’ que a forma biológica de uma matriz universal que esta inclusive encriptada numa onda de luz natural, a qual surgiu aqui junto com o Big Bang… nenhum mistério resta, a nao ser o mistério de como será o sistema natural que emitiu de si esta longa cadeia contendo a matriz. Não tem criacao deste Universo por acaso, nem por planejamento inteligente, tudo acontece simplesmente natural, pelo processo natural da genética.

Terminam a análise desta alternativa dizendo que: ” Não ha razão ou evidência sugerindo que o fino tunelamento seja necessário”. Mas esta e’ a única alternativa que apresenta uma evidência comprovada, conhecida por todos. Qual a evidência de que uma série infinita de eventos ao acaso constrói algo, e muito complexo, quando toda vez que vi um acidente eu so ele destruindo coisas? Qual a evidência de que exista um ser supernatural e mágico criando universos planejados se nem eu, nem minhas anteriores gerações, nem ninguém do ultimo milênio, viu tal ser ou coisas feitas pro magicas? Úteros sendo produzidos naturalmente finamente tunelados para produzir vida eu tenho visto e todo mundo o ve. E’ a unica alternativa que apresenta um parametro acontecendo na Natureza, uma incontestável evidência.

Comentário da Matrix/DNA postado no video ” sintonia fina”:

Louis Charles Morelli  Louis Charles Morelli – Nov, 11/28/2016

Muito obrigado, Andreia, pela valiosa contribuição ao conhecimento para os povos da língua portuguesa. Lastimável que apenas tão poucos vejam o vídeo, e depois reclamam inclusive da economia, pois assuntos como este e’ o que força a mente a ampliar seus horizontes e pensar nos produtos da natureza, o que os capacita a produzir ciência e tecnologia, e portanto, uma economia rica. Mas o Dr. Craig apresenta uma conclusão questionável e ate mesmo irracional. Ele aponta as 3 alternativas: necessidade, acaso, planejamento. Quando eu vivia na selva e iniciava a criacao da cosmovisão da Matrix/DNA, esta pergunta me surgiu e como sempre, perguntei `a Natureza, ou seja, fiquei revendo-a buscando a resposta. E logo vi uma fêmea parindo e percebi que ali estava a resposta. O útero feminino e’ finamento tunelado para produzir uma vida, apesar de toda sua complexidade envolvendo óvulos, placenta, amnion, etc. Ora, se eu tenho uma real evidencia aqui porque iria buscar chifre em cabeça de cavalo imaginando coisas nuca vistas? Eu nunca vi nenhum acidente construindo nada, apenas destruindo, quanto mais uma infinidade de eventos por acidente construindo algo tao complexo como uma vida. nem eu, nem minhas anteriores gerações, nem ninguém no ultimo milênio, viu algum ser supernatural criando coisas aqui por magicas, então porque eu iria sequer considerar esta hipótese de planejamento inteligente e por magica? O fato e que a teoria da Matrix/DNA apresenta um historia geral de 13,8 bilhões de anos deste Universo perfeitamente tunelada para produzir sistemas biológicos. Uma simples cadeia de causas e efeitos contendo todas as quantidades e qualidades possíveis escolheu algumas como constante porque ela tinha uma direcao a seguir, assim como o genoma de meus pais dentro do saco embrionário tinha uma direcao a seguir. E meus pais não aplicaram nenhuma inteligencia para me produzirem, tudo ocorreu naturalmente. Então, dentro deste Universo esta ocorrendo um normal processo de reprodução genética daquilo oi daquele desconhecido que o produziu. A coisa ficou mais clara depois que descobrimos que o genoma, centrado no DNA, nada mais e’ que a forma biológica de uma matriz universal que esta inclusive encriptadas ondas de luz, como aquelas emitidas no Big Bang. Sugerindo que o misterioso sistema que produziu este universo tunelado para produzir não apenas a vida, mas a auto-consciência, deve ser um sistema consciente e baseado na luz. Que esse pessoal de experts fiquem cegos e humildes para as evidencias mostradas pela Natureza e passem a dar frutos a imaginação e’ próprio da infantilidade da humanidade, pois as crianças agem assim.

xxxxx

Comentario ensaiado mas nao publicado:

Sera que o Universo vai se revelar amistoso a nos ou como nosso carrasco mortal?

Se ha algo que me incomoda no raciocínio dos 8 bilhões de humanos vivos, mais os bilhões que morreram, e’ o escapismo ao raciocínio puro, natural, pois isto esta causando a maioria dos males a vida e pode nos levar a nossa destruição. Existem as grandes perguntas existenciais ( o que e’ o mundo, quem sou eu?, etc), e para todas estas perguntas existem respostas oferecidas pela Natureza aqui e agora, na frente de nossos olhos. Mas ninguém nunca as viu !!! Como se explica isso? E por não as verem, apelam `a imaginação e suas fantasias e sempre inventam respostas abstratas, as quais não resistem ao mais simples escrutínio.

Por exemplo, existem muitas evidencias de que o Universo foi tunelado para produzir a ” vida”. A pergunta imediata sera’: ” O que produziu este tunelamento, qual a causa deste tunelamento?”

O logico seria o humano imediatamente procurar na Natureza esta causa, pois nos não conhecemos nada alem da Natureza, não existe outra alternativa logica. Então o humano deveria voltar seus cinco sentidos para a Natureza procurando algum fenômeno natural, algum evento natural visível,que seja causado por algo que produziu um efeito semelhante. Ou seja, algum fenômeno natural que seja conhecido, comprovado, e que produza a sintonia fina, ou tunelamento, para obter um produto final conhecido, comprovado.

E se o humano procedesse utilizando e aplicando aquilo que essa Natureza lhe forneceu – ou seja, a razão pura, natural, construída pela aprendizagem na observação da cadeia dinâmica de causas e efeitos – imediatamente ele veria aqui e agora um fenômeno que se encaixa cem por cento como resposta logica. Me refiro ao fenômeno da embriogênese. Onde existe um inteiro aparato estrutural, inicialmente inoperante,sem um sentido imediato logico, mas que com o decorrer do tempo e apos o desaparecimento deste aparato, um produto final foi produzido, e justamente, uma “vida”.

Analisando mais profundamento o fenômeno da embriogênese, se percebe que o aparato estrutural inicial – apesar de estar tunelado para uma meta final – nada produziria se não houvesse a inserção de um segundo componente: genoma. O qual e’ a totalidade de informações de uma arquitetura ex-machine, ou seja, existente antes e fora da estrutura tunelada.

Então o raciocínio logico facilmente transplanta o fato real natural conhecido e visível aqui e agora como resposta para o mesmo fato real conhecido ( o universo tunelado) mas invisível aqui e agora. Ao invés disso procuram fantasmas, para os quais não existe nenhum parâmetro natural igual que sirva de fundação logica de suas existências. fantasmas supernaturais nunca vistos, como acasos absolutos construindo coisas complexas ao invés do normal – que e’ destruindo coisas complexas – ou deuses absolutos e mágicos para os quais não existe nenhuma evidencia real natural.

Isto se explica porque a capacidade de pensar pelo raciocínio e’ um fenômeno muito recente nesta região da Natureza onde existimos, e podemos observar a emergência deste fenômeno num individuo humano quando ele esta na forma de criança, o que significa que o raciocínio surge na infância da humanidade, no coletivo destes indivíduos. E todos sabemos que a criança não consegue raciocinar com logica natural, todo seu comportamento mental e’ produzido pela herança dos instintos animalescos mais as fantasias mentais, distorções do mundo real. Ora, já seria época da humanidade se tornar adulta mentalmente, aplicar a razão pura de sua natureza.

Existe uma nova visão do mundo elaborada exclusivamente pelo método do raciocínio e logica natural. Ela apresenta as respostas para todas as questões existenciais calculadas pelo método da busca de parâmetros naturais existentes aqui e agora. Chama-se Teoria da Matrix/DNA, porque em sua busca ela descobriu que o DNA – o objeto físico que expressa o genoma – nada mais e’ que a forma biológica de um genoma-matriz universal que funciona como um template para todos os sistemas naturais, de átomos a galaxias a células e cérebros humanos. Por isso um mundo feito com átomos e galaxias e’ tunelado para a vida, pois átomos a galaxias são produzidos pela mesma formula/genoma que produz a vida. Mais ainda: ela foi descobrir que esta Matrix-genoma esta inserida em qualquer simples onda de luz natural.

Então torna-se fácil resolver esta questão do tunelamento. Assim como os pais produziram um útero com placenta e ovos como um pequeno universo tunelado e depois inseriram nesta estrutura um elemento com o total de suas informações, assim um sistema ainda desconhecido, porem com certeza natural, produziu esta estrutura denominada universo e emitindo seu genoma na forma de ondas de luz iniciou o processo de sua reprodução. Toda a historia universal de 13,8 bilhões de anos se encaixa perfeitamente no processo da reprodução genética; não apenas as evidencias mostradas neste video para o tunelamento, como as explicações logicas para as outras tantas evidencias mostradas em outros videos sugerindo o não-tunelamento. Houve tanto planejamento inteligente como a mamãe girafa usa de inteligencia para produzir uma girafinha. Com certeza houve muitos acasos porem todos a serem absorvidos pela estrutura tunelada. Como na sua embriogênese houveram muitos acasos no mundo e ao redor de seus pais, porem, se impondo a todos, você nasceu finalmente e justamente a imagem e semelhança de seus pais.

Mas adianta explicar a uma criança como os humanos são feitos? Elas não vão querer nem sequer ouvir, pois seus cérebros estão configurados para elaborar fantasias. Elas apenas vão assimilar a lenda da cegonha. Este e’ o problema da visão de mundo logica sintetizada na teoria da Matrix/DNA ( para vê-la google ” A Matriz Universal dos sistemas naturais e ciclos vitais”.

xxxxx

Comentario da Matrix/DNA postado no video “stupid design”:

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli – 11/21/2016

Existem duas explicações para esse estupido design sob a perspectiva humana:
1) Toda vez que o sistema universal mudou de forma ( de sistema atômico para sistema estelar e galáctico para sistema celular,etc.), a nova forma passou por duas fases evolucionarias. Primeiro a fase dos ovos botados fora onde a prole esta sujeita a todos os males e, segunda, quando os ovos são mantidos dentro, ate quando a prole pode se auto-sustentar. O sistema universal esta agora mais uma vez mudando de forma aqui na Terra. De sistema biológico para sistema consciente, e como esta ainda ‘e um embrião de consciência universal estamos na fase dos ovos fora, por isso sujeitos a rodas estas tragedias.
2) O sistema universal tem duas alternativas opostas a seguir: ser sistema aberto ou fechado em si mesmo. Quando ele adquiriu a forma de galaxia, essa nossa ancestral se tornou um sistema fechado em si mesmo, cortando relações com o resto do Universo e fechando suas portas a sua evolução ( veja o modelo cosmológico da Matrix/DNA Theory). Em sistemas fechados a morte ocorre quando a entropia fragmenta o sistema em suas unidades de informação (radicais livres) e ao invés destas partículas se exteriorizarem elas se dirigem internamente ao centro do sistema, onde geram o caos. Se elas se encontram numa plataforma ao mesmo tempo, ( como na superfície de um planeta favorável) elas tentam reconstruir geneticamente o sistema de onde vieram e por isso surgiram os sistemas biológicos na Terra.
Portanto somos filhos do caos pelo erro de um nosso ancestral. O fato e’ que a existência de regularidade formando estruturas complexas neste Universo refuta a eternidade do acaso, mas a falta de cuidados mínimos a estas estruturas organizadas refuta a existência de algum observador inteligente caindo de amores por humanos. Apenas se realmente surgir inteligencia humana na Terra ( a união de todos eliminando os conflitos internos, a sadia convivência sincronizada com as leis naturais do planeta), teremos chance de superar essa fase dos ovos fora abandonados a própria sorte e aguentar a nossa vida ate que este embrião de consciência nasce e assim obteríamos nossa transcendência para uma forma superior que não poderá ser afetada por todos estes males e perigos sabiamente apontados por Tyson.
xxxxx
Obs: Ambos os videos e assunto foram obtidos a partir do website:
Onde deixei o seguinte comentario:

Bom trabalho, Vinicius,

Compare-se este video com o video Design Estupido de Neil Tyson (reproduzido em seu blog em outro artigo) e vemos que apesar de ambos se fundamentarem na Ciência, geram duas visões do mundo opostas entre si. Porem, estas duas visões ainda estão ambas erradas de acordo com uma terceira visão do mundo, nomeada ” A Matriz Universal dos Sistemas Naturais”. Para os interessados no tema sera interessante ver a terceira alternativa, que esta sintetizada no link http://theuniversalmatrix.com/pt-br/artigos/?p=11368

xxxxx

Pesquisa das evidencias apresentadas pela “sintonia fina”: ( 17 constantes)

  • sped of light
  • gravitational constant
  • Plank’s constant
  • Plank’s mass-energy
  • mass of electron,proton,neutron
  • mass of quark – up, down, stranger quark
  • ratio of electron to proton mass
  • gravitational coupling constant
  • cosmological constant
  • Hubble constant
  • Higgs vacuum expectation value
  • Strong nuclear force coupling constant
  • Scalar fluctuation amplitude Q
  • Baryon, dark matter mass per photon
  • Entropy of the Universe
  • Number of space time dimensions
  • Expansion rate of the Universe

 

Origens da Vida: Teoria da Cidade Perdida Como Berço da Vida

terça-feira, novembro 15th, 2016

xxxx

Artigo referente:

Lost city could have been cradle of life ( Cidade Perdida pode ter sido o berço da Vida)

http://www.telegraph.co.uk/news/science/science-news/3323815/Lost-city-could-have-been-cradle-of-life.html

Pesquisadores anunciaram que hidrocarbonos – o elemento de oleo, gaz e moléculas necessárias para a vida – esta sendo constantemente gerado por simples reações químicas na interação entre a água do mar e rochas debaixo da Cidade perdida no meio do Atlântico. (Uau! A 30 anos atras, quando registrei os copyrights da minha teoria, escrevi la’ que as origens da vida se deu em alguma praia onde as águas do mar se mistura com as rochas…Mas a minha descrição era muito mais complexa, onde, inclusive, eu escrevi que essa mistura so foi possível apos o aparecimento da Lua causando o vai-e-vem das mares)

Sendo hábil em produzir os building blocks da vida faz estes sítios, os quais são encontrados nos vários oceanos, serem os mais prováveis como o lugar onde a vida se originou na Terra, de acordo com o paper publicado no Journal Science.

Hidrocarbonos, moléculas com varias combinações de átomos de hidrogênio e carbono, são chaves para a vida celular. Por exemplo, as paredes celulares podem serem construídas de simples cadeias de carbono e aminoacidos e são cadeias curtas de hidrocarbono ligados a nitrogênio, oxigênio ou átomos sulfúricos.

” A geração de hidrocarbonos foi o primeiro passo, de outra maneira a Terra teria permanecido sem vida”, disse o cientista.

Uma analise descartou a origem biológica para os hidrocarbonos, os quais são materiais das reservas de gaz e oleo, que se formaram dos remanescentes de plantas e animais pre-históricos e caíram no leito dos mares. Mas no caso da Cidade Perdida, a verdadeira fonte dos hidrocarbonos é inorgânica, não viva.

“The detection of these organic building blocks from a non-biological source is possible evidence in our quest to understand the origin of life on this planet and other solar bodies,” Proskurowski says

A detecção destes building blocks orgânicos desde uma fonte não-biológica é possivel evidencia em nossa busca para entender a origem da vida neste planeta e outros astros do sistema solar.”, disse o cientista.

( ver mais no artigo)

Opinião da Matrix/DNA: Micróbios inteligentes porem sem conhecimento viviam na placenta de uma mulher gravida e assistiram os primeiros meses de formação do embrião. Muito pequenos, viram o inicio de combinações atômicas nunca vistas antes, quando carbonos se ligavam a hidrogênio e depois a estes se juntou o nitrogênio, o oxigênio, etc. Viam aquilo tornar-se uma especie de bolota, depois viram a bolota se dividir ao meio, depois estas duas se dividiram em quatro e assim por diante até começar a tomar uma forma de um girino. Ficaram fascinados e até hoje se perguntam se aquilo foi alguma magica ou foi mero acaso que aqueles átomos se encontraram ali e se combinaram e se desenvolveram daquela forma nunca vista antes.

Como se confirmou no teorema de Godel, ” quem esta dentro de um sistema nunca poderá saber a verdade deste sistema”. Para tanto tem que sair fora do sistema e olha-lo de fora, não tem outra maneira. E acontece que nos humanos estamos fora do sistema onde estão os micróbios e temos mais conhecimento e sabemos a verdade por trás daqueles eventos. Uma verdade que nunca jamais os micróbios entenderiam, pois nada sabem de vidas alienígenas mais complexas como os humanos, de reprodução, de gametas, DNA, etc. Jamis iriam crer que naqueles átomos existem forças internas e externas invisíveis, as quais, podemos chamar de “comando de instruções dos genes, ou do DNA”.

Esta hipotética metáfora serve para ilustrar o que esta’ acontecendo com os cientistas na Cidade Perdida. Eles não tem conhecimento de que nos elétrons daqueles átomos penetraram fótons vindos com material ejectado do núcleo terrestre e alcançado o leito dos oceanos pelos tais ventos marinhos, assim como pode ter estado ali tambem fótons vindos da energia solar. Eles não sabem que estes fótons pertenceram a um sistema meio-mecânico/meio-biológico que existe em tamanho astronomico, dentro do qual, inclusive este planeta e esta estrela pertencem. E eles possuem um modelo teórico cosmológico errado, que desfigura a face real do sistema que emitiu os fótons com um “comando de instruções”. Se eles tivessem o modelo correto dos “pais” da vida na Terra, teriam percebido já’ nas primeiras formacoes de aminoacidos, que estava se formando a face a imagem e semelhança da face dos progenitores.  Eles nem mesmo sabem ainda que qualquer onda de luz natural, como aquelas emitidas desde o Big Bang e que banharam toda a substancia escura deste Universo, já possuíam em si o código. este comando de instruções, para gerar a vida. Mas eles sabem que as partículas da Luz se chamam “fótons”.

Mas, claro, a Ciência progride, os instrumentos tecnológicos se tornam cada vez mais sofisticados, e oxalá – antes que nossa especie seja exterminada devido a falta de conhecimento da verdadeira moral que emerge da verdadeira visão do mundo – a tecnologia no trato com fótons se aprimore e consigamos “descobrir” qual a informação neles registrada. Por isso, e apenas agora me dou conta disso – devíamos investir tudo o que pudermos na busca do estudo sobre fótons.

Eu ainda prefiro o que as formulas e modelos teóricos da minha teoria sugeriram, ou seja, que os eventos destas origens se deram a céu aberto nas praias e não no fundo dos oceanos. Pois nos meus cálculos, os eventos foram fortemente influenciados pela luz do Sol… Alias, nunca vi nenhum fenômeno vital sem a presença da luz solar. Acho que não existe nem formação de vida sem forte presença de luz solar, e no fundo do oceano desta luz chega apenas esparsos fótons. Basta procurar praias onde existe material vulcânico, contendo sulfa).

 

Pode Uma Criatura Viva ser do tamanho de uma Galaxia? Ja e’…

segunda-feira, abril 11th, 2016

xxxxx

Can a Living Creature Be as Big as a Galaxy?

Why life is constrained to be about the sizes we see on Earth.

http://nautil.us/issue/34/adaptation/can-a-living-creature-be-as-big-as-a-galaxy?utm_source=ticker&utm_medium=article&utm_campaign=can-a-living-creature-be-as-big-as-a-galaxy

Meu comentario postado no artigo:

All life’s properties can be evolutionary reduced to primitive mechanics, like the one described by Newton, relative to astronomy. When you do this theoretical calculations, you discover that the whole sexual reproductive process of human beings can be made by connecting five kinds of astronomical bodies ( the results are at my website). Same thing for metabolism, homeostase, digestive system, etc.

So, there is no life for human beings if you say that a galaxy is not alive. When a pulsar has a giant volcano that ejaculates magma into the space, you have the past times and primitive shape of what has evolved into the human male sexual organ ejaculating sperm. The magma becomes comets, which are transporting the information from the pulsar towards the center of a vortex made by stars dusty ( the female counterpart of a hermaphrodite system) that have the another half information for doing a new astro. Astros are born, grows, degenerates, and dies like human beings. You can see drawings of these mechanisms at my website.

So, if life is not the denominator for separating atoms, galaxies on one side, and bacteria, human beings to other side, which is the differentiator? It is an animated natural system or a died natural system. Galaxies are not biologically alive but their inner mechanics and internal connections are the principles that has biology in potential for flourishing later in evolution. This cover of biological process upon a mechanical skeleton in galaxies are difficult to perceive, and our academic theoretical models have some mistakes in them.

If you see the electromagnetic spectrum of all radiations as described by MatrixLight/DNA Theory, you will se a single fact that was escaping from us: the wave of light expelled at the Big Bang had the code for life.It does not need to express all life’s properties, only the process of life’s cycle, which makes our bodies changing shapes and systemic social functions during a lifetime. Because all life;s properties are sub-systems that can be composed having merely the life’s cycle process. So, if that wave expanded by the whole Universe, we have a living being in the size and age of the Universe, but so simple that seems the extreme singularity .

As Mr. Gregory says, yes, a bigger life, on the size of galaxies, has no time (no enough carbon and water) for its evolution into sentient beings… but they are our ancestors like any bacteria are. (Ok, since that I can’t prove these models by a while, this must be considered merely a hypothesis as food for thoughts).

Fantastico Argumento Indicando que Existe Vida Apos a Morte

sexta-feira, janeiro 8th, 2016

xxx

 Existe vida apos a morte? Como e’ que posso saber, ninguem voltou de la’. Mas,… eu por acaso aprendi um método que tem me levado muito mais longe do que poderia imaginar. Quando você tem uma questão sobre a existência de alguma coisa, pergunte a Natureza e ninguem mais. A natureza de um jeito ou outro lhe propicia um sinal onde a resposta esta. Geralmente ela aponta uma cena, um evento ou um fenômeno acontecendo aqui e agora que explica dentro de uma logica impecável a pergunta feita. mas tinha que ser assim, pois a Natureza ‘e uma so, ela ‘e do tamanho do universo, o universo e’ natureza, então se e’ uma so, ela faz suas coisas diferentes aplicando um método so. Tal como o artista se revela em seus quadros. Se eu pergunto porque se no mundo todos os bichos botavam os ovos fora e de repente alguns acharam de manter os ovos dentro, gerando a parafernália da embriogênese, ela me mostra um modelo astronomico onde um sistema astronomico nosso ancestral ja fazia as duas coisas: botava os ovos fora e em seguida, mantinha os ovos dentro. se eu pergunto como e porque o Universo começou com um Big Bang, ela indica o momento da fecundação de um ovulo, me faz ficar pequenino e dentro do ovulo observando tudo, ai vejo chegando um espermatozoide que parece uma nave alienígena, a nave para no centro do ovulo, fico esperando abrir as portas para descer os genes-passageiros, mas ao invés disso, a nave explode num espalhafatoso big bang dentro do ovulo!. Acontece que o espermatozoide veio enrolado dentro de uma membrana e a membrana rompeu-se subitamente. Ai a Natureza me tira de dentro do ovulo, me faz ficar grande outra vez e me manda para casa dormir. No sonho duas cenas ficam se intercalando no meu cérebro: o big bang do universo e o big bang do ovulo… e as imagens se fundem numa so. Esta’ respondido! Claro, eu tinha começado a dormir bem antes, e a historia de que ela me levou para o ovulo já fazia parte do sonho.

Mas parece que tem um outro caboclo perdido por ai no mundo que esta me passando a perna. Ele aplicou o mesmo método perguntando a Natureza se tem vida apos a morte. A Natureza fez ele ficar pequenino, levou ele dentro de um saco embrionário onde estavam os embriões de dois gêmeos. E ai ele ouviu a seguinte conversa entre os gêmeos: ( esta em inglês, mas voltarei aqui para traduzir tudo)

Existe uma historia, escrita por um desconhecido autor, que fornece uma boa analogia do porque eu penso que deveríamos levar a serio a possibilidade de que exista vida apos a morte.

There is a story, written by an unknown author, gives a good analogy of why I think we should take seriously the prospect of an afterlife. It is based around two babies who’s whole life is dependent on the umbilical cord, analogous to our body, and they ponder if they can survive after it is cut. The mother is a reference to God, please ignore that, because I have no “evidence” for God at all:

— In a mother’s womb were two babies. One asked the other: “Do you believe in life after delivery?” The other replied, “Why, of course. There has to be something after delivery. Maybe we are here to prepare ourselves for what we will be later.”
“Nonsense” said the first. “There is no life after delivery. What kind of life would that be?”
The second said, “I don’t know, but there will be more light than here. Maybe we will walk with our legs and eat from our mouths. Maybe we will have other senses that we can’t understand now.”
The first replied, “That is absurd. Walking is impossible. And eating with our mouths? Ridiculous! The umbilical cord supplies nutrition and everything we need. But the umbilical cord is so short. Life after delivery is to be logically excluded.”
The second insisted, “Well I think there is something and maybe it’s different than it is here. Maybe we won’t need this physical cord anymore.”
The first replied, “Nonsense. And moreover if there is life, then why has no one has ever come back from there? Delivery is the end of life, and in the after-delivery there is nothing but darkness and silence and oblivion. It takes us nowhere.”
“Well, I don’t know,” said the second, “but certainly we will meet Mother and she will take care of us.”
The first replied “Mother? You actually believe in Mother? That’s laughable. If Mother exists then where is She now?”
The second said, “She is all around us. We are surrounded by her. We are of Her. It is in Her that we live. Without Her this world would not and could not exist.”
Said the first: “Well I don’t see Her, so it is only logical that She doesn’t exist.

O Universo Planejado Para Gerar Sistemas Biológicos e Gerar Úteros Planejados Para Gerar Sistemas Auto-Conscientes – Veja Vídeo

quinta-feira, março 26th, 2015

As “Wheels Within Wheels”, de Michael Denton derivam da consciência cósmica na forma de bolhas dentro de bolhas

xxxx

ATP Sintase - How it Came From LUCA

Como o motor celular da Síntese de ATP veio do motor central rotatório no centro da galaxia: ATP Sintase – How it Came From LUCA – Teoria da Matrix/DNA

Ao ter conhecimento do incrível numero de fascinantes detalhes arrolados neste vídeo e que vieram compondo a evolução desde as origens deste Universo, não há como, racionalmente apostar na teoria de que antes das origens do Universo havia um plano, um programa, ou seja lá o que for, que determinava exatamente este tipo de evolução que ocorreu nestes 13,7 bilhões de anos, a produzir sistemas vivos e auto-conscientes, tenha ou não desejado esse resultado aquilo ou aquele que continha o programa.

Mas isto não é novidade para nós, pois vemos aqui esta mesma história se repetir todos os  dias quando nasce um ser humano. Havia a barriga de uma mulher que foi feita pelo programa genético de seres que existiam antes da mulher existir. Esta barriga foi crescendo, se transformando, evoluindo no sentido de tornar-se cada vez mais complexa e tornou-se a arquitetura exatamente definida em todos os seus mínimos detalhes para receber, hospedar e nutrir um  sistema natural auto-consciente, até que ele esteja pronto para existir fora dela.

Então porque ficamos tão admirados com o mesmo processo que – somente agora estamos descobrindo – ocorreu com o Universo como um todo? O processo está aqui perante nossos olhos, cientificamente comprovado, que é possível ocorrer neste mundo material. Mas o que não  consigo entender é que existem pessoas – e por incrível que  pareça “existiram bilhões de pessoas que já morreram e hoje existem 8 bilhões de pessoas” que não  conseguiram ainda fazer a operação racional mais simples deste mundo. Esta operação é a seguinte:

Se vemos o inicio,  meio e fim de uma história que ocorreu no espaço e tempo em que existimos, e ao mesmo tempo não vemos o inicio nem o fim de  uma outra história ocorrendo em tempo e espaço maior do que podemos ver, mas  de cuja história vemos perfeita e nitidamente o meio, e constatamos que é exatamente o mesmo meio da história que conhecemos aqui e agora, não  existe outra alternativa mais racional que construir uma teoria cientifica em que o inicio e o fim que não vemos da história na dimensão maior sejam exatamente iguais ao inicio e fim conhecido na nossa dimensão.

Não tem como… não existe possibilidade estritamente racional para qualquer ser pensante neste mundo construir teorias com outras alternativas. Se o fizer,  certamente, inevitavelmente, essa pessoa deixa de ser naturalmente racional porque terá de apelar para invenções do imaginário que só existem no seu mundo de sua imaginação. Os seres humanos primitivos que produziram as teorias mais próximas do naturalismo, como os asiáticos produtores das filosofias orientais, tambem se desviaram do óbvio e apelaram às criações da imaginação mas por um motivo perfeitamente compreensível: eles não tinham o conhecimento do que  ocorre na barriga da mulher que os gerou e  nem o conhecimento do  Universo que  temos hoje. Mas depois  deles e até  os  dias de hoje a razão humana se desviou de suas raízes naturais  e degringolou pelos reinos  das fantasias de uma forma irracional. Hoje a humanidade está composta por uma grande maioria que acredita piamente que na barriga universal apareceu um ser sobrenatural com uma varinha magica fazendo o acabamento na barriga para instalar bebês já prontos feitos tambem por mágica…!!! Mas de onde tiraram essa idéia absurda! Isto nunca foi visto por nenhum humano  e nenhum alienígena comprovadamente está vindo aqui e dizendo a cada um destes humanos que ele teria visto o tal ser mágico. É sabido que homens possuem imaginações capazes de comporem longas fábulas imaginarias. Temos muitas delas, como as varias lendas gregas com heróis que tinham superpoderes, as lendas modernas de super-homens com iguais superpoderes,  o mais moderno mundo imaginário de Harry Potter… mas daí a gente ser obrigado a ver que existem pessoas que acreditam que estas construções imaginarias ocorreram ou ainda ocorrem… é ser obrigado a tristemente constatar que a razão humana se desvia da  sua raiz natural e sai a flutuar no espaço sem suporte concreto de apoio. Se isto continuar,daqui  há mil anos alguem vai desenterrar um livro  de ‘Harry Potter e vai erguer altares aos personagens crendo  que aquilo foi e é o mundo real.

Mas alem dos primitivos e desta moderna maioria desviada, existe o resto, uma minoria que está  crescendo a cada dia porque os  bancos escolares os estão assim produzindo, que está indo no  caminho da outra face da moeda das ilusões imaginarias. Alguem que apesar de ver perfeitamente todos os dias novos indivíduos nascendo de barrigas e ter um razoável conhecimento do meio da história deste Universo, tambem irracionalmente está construindo e fortalecendo a teoria de que os humanos, a vida, foi um cisco ao acaso que se formou e tornou-se um  cisco complexo dentro desta barriga universal…

Novamente…à p… que pariu, parem este mundo louco que  eu quero descer…  Isto não tem cabimento! É tão ou mais irracional do que a teoria absurda da maioria.  E vão mais longe: ao invés de transporem o conhecido daqui que atuou nas origens da barriga da sua mãe, naturalmente, para o desconhecido evento natural antes das origens da barriga universal; e de transporem o conhecido final da história natural aqui, para o desconhecido final da mesma história que tem o mesmo meio, porem numa dimensão natural maior, criaram imaginariamente um  NADA magico que ao invés de usar uma varinha usa vibrações magicas que teria criado tudo, para preencherem aquele vazio desconhecido antes da origem da barriga universal, e depois imaginam uma infinidade de barrigas universais existindo alem desta para preencherem o vácuo desconhecido no final desta história… Mas onde viram e tocaram este tal de Nada vibrante e outras barrigas universais construídas de maneira diferente da nossa porque esta  aqui produziu o cisco por acaso que não pode acontecer nas outras barrigas porque então seria a regra, e não um acaso..? Certamente não viram isto no inicio e no fim das barrigas aqui geradoras da vida.  Podem até ver algo indicativo disso e termina-lo com a lógica inventada por humanos chamada de Matemática, mas somente estes indícios aparecem em ambientes artificiais. Ora… acreditar que o Universo é um produto  artificial e não  natural… é perder o controle das faculdades mentais.

Então resta na Humanidade o incrível e absurdo fato de que apenas um humano – dentre os bilhões que morreram e os  8 bilhões que estão ainda vivos hoje – que elaborou a sua teoria de maneira que foi o único a escrever até hoje: neste Universo está ocorrendo meramente uma história natural de reprodução genética. E a partir dessa máxima, construiu uma teoria da história do todo transpondo para ela os mesmos roteiros do inicio e do fim vistos aqui para completarem o meio visto daquela história. Isto novamente é um absurdo: o que devia ser a regra geral consiste numa exceção unica, absoluta!

Bem, o vídeo apresentado aqui foi  elaborado por alguem que realmente, honestamente, e com muitos lampejos de racionalidade natural, coletou as estonteantes jóias de detalhes que nos levam a teoria racional de que este Universo tem funcionado como uma grande barriga à imagem e semelhança das barrigas de nossas mães aqui na Terra. Mas ao mesmo tempo que o  autor revela sua genialidade natural, de repente se desvia de foco e nega a barriga de sua mãe para adornar o Universo com fantasias de amigos fantasmas imaginários com quem conversa no escuro de suas noites, tal como qualquer criança no alvorecer da razão o faz.  Qual o motivo da vergonha da barriga de sua mãe? Para nega-la dessa forma? Não é suficiente ao estuda-la e à sua história de formação e desenvolvimento a extraordinária engenharia ali visível para ver que o Universo há fora tambem foi formado e desenvolvido pela mesma extraordinária engenharia? E o que dizer do incrível programa que vem na forma de espermatozoides e óvulos na barriga da mamãe girafa quando ela produz uma nova girafinha sem aplicar qualquer recurso de inteligencia?! Qual o problema em entender que este programa denominado DNA atuante aqui é a face terrestre do programa que tem atuado nesta barriga  universal denominado “Matrix/DNA”?

O autor deste vídeo denominou-o “Rodas dentro de rodas”, evidenciando que o que vemos aqui na média dimensão é igual ao que se descobre existir nas macro e micros dimensões. Mas rodas não existem para gerarem vida, e barrigas sim. Então porque não usou o nome de “Barrigas dentro de Barrigas”? Porque ele tem vergonha de barrigas e/ou acha que o fenômeno natural é muito simples para alcançar e fornecer cores à sua inteligencia. Falar em rodas pressupõe um agente inteligente como construtor, é mais atrativo para expor sua vaidade pessoal como  ser inteligente. Porem eu revi a história em que a barriga da minha tataravó produziu a barriga da minha avó  que produziu a barriga da minha mãe que me produziu… e nunca vi nem minha tataravó, nem minha avó, aplicando suas inteligencias para produzirem barrigas… Apenas vi Natureza e por isso alem do Universo minha razão natural sugere existir um continuum de Natureza, nenhuma fantasia a mais…. tais como oceanos infinitos de ondas de nadas vibrantes…

Todo individuo humano na sua forma de criança por nada entender da avalancha de objetos e de movimentos que se apresentam a seus olhos recém-abertos cria  fantasias de amigos imaginários fantasmas com quem conversar e trata todos os objetos como brinquedos, e assim é compreensível que a Humanidade como um todo na sua infância também assim tenha se comportado. Porem, estamos no ano 2.000, depois de quinze mil anos de cultura e conhecimento acumulados, já está na hora dessa Humanidade se tornar adulta, de entender a verdadeira razão da existência dos  fenômenos naturais e as causas produtoras destas existências. Não existe capacidade infantil imaginaria humana capaz de criar um mundo fantasiosos que supere em beleza e alegria o verdadeiro mundo real e natural, como estou descobrindo mais a cada dia.

Este vídeo tem um documento em PDF do  mesmo autor, o qual copio  abaixo para ir traduzindo-o quando o tempo permitir.  O árduo trabalho da tradução é um dos principais métodos de estudo autodidata que tenho empregado desde minha infancia para melhor entender, raciocinar e memorizar conteúdos cientificos/filosóficos não corriqueiros na nossa vida normal. Alem do que é um bom exercício para melhor se aprender outros idiomas.

Privileged Species

https://www.youtube.com/watch?v=VoI2ms5UHWg

Artigo relacionado: 

Wheels Within Wheels: Michael Denton on the “Coincidences” that Make Us Possible

http://www.evolutionnews.org/2015/03/wheels_within_w094691.html  

The Place of Life and Man in Nature: Defending the Anthropocentric Thesis – PDF

http://bio-complexity.org/ojs/index.php/main/article/view/BIO-C.2013.1/BIO-C.2013.1

Michael J. Denton, Aditya Jyot Eye Hospital, Mumbai, INDIA 2 Discovery Institute, Seattle, Washington, USA

Abstract

Here I review the claim that the order of nature is uniquely suitable for life as it exists on earth (Terran life), and specifically for living beings similar to modern humans.

Aqui revejo o argumento de que a ordem da natureza é unica e especificamente projetada para a Vida tal como ela existe na Terra,  e especificamente similar ao humanos modernos.

I reassess Henderson’s claim from The Fitness of the Environment that the ensemble of core biochemicals that make up Terran life possess a unique synergistic fitness for the assembly of the complex chemical systems characteristic of life.

Eu reafirmo o argumento de Henderson “O Tunelamento do Ambiente” que a montagem nuclear dos bioquímicos que formaram a vida terrestre possuem uma unica modelagem sinergística para a montagem dos sistemas químicos complexos característicos da vida.

( continuar tradução) 

O que é Vida? Ver Video e Analise pela Matrix/DNA

sábado, março 14th, 2015

xxxx

“What is life”-lecture: Denis Noble

https://www.youtube.com/watch?v=hS6PDOcJwY8&index=3&list=PLnqQJI0EhuwwdoH18CnKcOC6j4qaU_yXI

Artigo:

http://www.evolutionnews.org/2015/02/ask_an_embryolo093851.html

Um Brilhante Argumento para Matrix/DNA Theory

quarta-feira, janeiro 21st, 2015

– A substancia dentro de um óvulo parece uma “sopa”;

– Um óvulo é o que existia antes da origem de um humano vivo;

– Uma substancia na Terra parecia uma “sopa”;

– A Terra existia antes da origem da Vida;

– Mas para o óvulo produzir um humano foi preciso a chegada de um genoma biológico – o DNA;

– Então, para a Terra produzir a Vida foi preciso a chegada de um genoma astronomico – a Matrix/DNA.

xxxxx

A Brilliant Argument for Matrix / DNA Theory

– The substance within an ovule looks like a “soup”;

– An ovule is what existed before the origin of a living human being;

– A substance on Earth seemed a “soup”;

– The Earth existed before the origin of life;

– But for the ovule to produce a human was need the arrival of a biological genome – the DNA;

– So,…  for the Earth to produce life was need the arrival of an astronomical genome – the Matrix/DNA.

 

A Vida Teria Surgido nas Origens do Universo… Disse a Matrix/DNA há 30 Anos Atrás e Agora, Astrofísico da Harvard “descobre” a Tese.

quinta-feira, janeiro 15th, 2015

xxxx

Esta ideia nunca foi pensada antes de 1980 quando descobri que o Universo  inteiro podia ser explicado por uma unica e simples fórmula … a ideia de que a Vida existe desde as origens do Universo! Mas é fácil  entender porque nunca poderia ter sido pensada: 1) Sempre que olharam para o céu estrelado e estático jamais iriam pensar em Vida nele; 2) As religiões que dominaram o pensamento até a 2 ou 3 séculos atrás punha na cabeça das pessoas que a Vida é apenas isso que vemos aqui neste planeta, aqui teria surgido; 3) A visão de mundo moderna dito “materialista” que educa os  estudantes do primário às universidades, separam a evolução biológica da evolução anterior cosmológica, sem mencionar nenhum elo entre os dois blocos, e quando apontam seus potentes telescópios para o espaço sideral são incapazes de ver grandes figuras e a lenta movimentação astronômica, por isso tambem tem a certeza que a vida começou aqui e a poucos bilhões de anos atras.

Eu revirei a Internet e toda literatura cientifica e religiosa e nunca encontrei uma menção qualquer da Vida surgindo aqui junto com o Big Bang. Mas a fórmula da Matrix/DNA sugere uma nova versão da História natural Universal de 13,7 bilhões de anos e ela esteve sempre apontando que inclusive o Big bang foi um fenômeno vital. Eu e a minha fórmula poderíamos estar errados mas como também nunca apresentaram um evento ou fato sequer derrubando essa nova visão do mundo, sugeriu-me a Razão que eu deveria continuar considerando esta sugestão e buscando testa-la de alguma maneira.

Agora me deparo com um artigo do New York Times onde um astrofísico famoso com mais de 400 trabalhos  publicados e invenções de muitos instrumentos de pesquisa espacial, e chairman do Departamento de Astronomia da Harvard, sugerindo que a Vida pode ter aparecido logo depois do Big Bang –  segundo seus cálculos e alguns indícios.

Em todo o caso, mais uma vez a Matrix/DNA acertou uma predição  a 30 anos atrás: que no futuro astrônomos iriam estar dizendo estas palavras!

Porem, infelizmente os astrônomos ainda estão longe de captar o que me parece óbvio – justamente devido àquela incongruente e pouco racional crença de que a Vida surge por si mesma, por acaso, ao invés de lembrarem-se que toda a Vida vista aqui vem de outra Vida pré-existente, e portanto seria mais racional ver este processo entrando no Cosmos e no passado sem fim. Esta falha no conhecimento astronomico é o que induz o astrônomo  Avi Loeb – apesar de sua brilhante e racional intuição – ainda continuar errando o foco da Vida no Cosmos. Ele teve um vislumbre repentino e percebeu que a Vida pode ter estado no Cosmos desde os 400.000 anos logo depois do Big Bang ( ou seja, a 13,3 bilhões de anos atras) mas ele se dirige a pensar em moléculas químicas microscópicas na superfície de planetas naquela época, ao invés de perceber que a Vida estava era no planeta, no sistema solar e galáctico inteiro e era astronômica. E com isso tambem não perceberam que a radiação cósmica carrega embutido nela o código para imprimir a Vida na matéria. Como sugeriu a Matrix/DNA há 30 anos atrás… e a cada dia mais aprecem indícios e evidencias de que o semi-macaco das selvas brasileiras estava certo!

Vejamos o artigo no link a seguir, mas que por ora está copiado aqui para traduzir e assinalar os pontos fortes de interesse da Matrix/DNA. E aqui abaixo vai o meu comentario postado nas midias que divulgaram o artigo:

THE NEW YORK TIMES

http://www.nytimes.com/2014/12/02/science/avi-loeb-ponders-the-early-universe-nature-and-life.html?_r=0

Avi Loeb Ponders the Early Universe, Nature and Life

DEC. 1, 2014

Avi Loeb

http://static01.nyt.com/images/2014/12/02/science/02CONV/02CONV-superJumbo.jpg

 

CAMBRIDGE, Mass. — Among astrophysicists, Abraham Loeb is known for his creative and prolific attempts to understand the early universe.

Dr. Loeb, known as Avi, specializes in 400,000 years to one billion years after the Big Bang. He has published more than 400 papers on the nature of early stars, galaxies, planets and black holes.

“Avi is very good at picking problems to work on that have testable results,” said Robert Wilson, who received the Nobel Prize in Physics (with Arno Penzias) for discovering cosmic microwave background radiation, thought to be a remnant of the Big Bang.

I spoke with Dr. Loeb, 52, in his office here at Harvard, where he is the chairman of the astronomy department, and then later by telephone.

Here is an edited and condensed version of our conversations.

Q. WHY DID YOU CHOOSE THE EARLY UNIVERSE AS YOUR AREA OF STUDY?

A. Because I like to work where there’s no crowd. One of the great pleasures of astrophysics is trying figure out something about the universe that nobody else has.

When I first came to Harvard, about 20 years ago, I was attracted to the question of how and when did the first stars and galaxies form, because this was something that we really didn’t know much about. The only thing we knew was related to the cosmic microwave background radiation which originated about 400,000 years after the Big Bang.

We also knew that the galaxies and the stars didn’t always exist. So the question was, when did they form?

Over the years, I’ve helped develop tools to image and map what happened. I’ve done calculations and suggested to observational astronomers ways to approach this era. I’ve developed a technique to image the universe in three dimensions that relates to the times when galaxies were formed, and I helped develop tests so that we can detect previously unknown galaxies and black holes. I also developed a test which will hopefully permit us to see the expansion of the universe in real time.

It will be loaded onto the James Webb Space Telescope, which is scheduled to be launched in 2018. This should produce new insights. So this once lonely field has gotten crowded. It may be time to do other things.

LAST YEAR YOU PUBLISHED AN ASTONISHING PAPER SUGGESTING THAT SOME TYPE OF LIFE MIGHT HAVE BEEN POSSIBLE IN THE EARLY UNIVERSE, BILLIONS OF YEARS BEFORE IT APPEARED ON EARTH. WHERE DID THIS COME FROM?

On Thanksgiving morning, I had this realization: that at the time the first stars and galaxies were formed, the cosmic microwave background — the radiation left over from the earliest time — was roughly at room temperature. So the universe, at roughly 15 million years after the Big Bang, was at a comfortable enough temperature for the chemistry of life to have incubated.

I realized this while in the shower — as often happens. We had guests coming in the afternoon. So I asked my wife if instead of helping her with the meal, I could take care of the dishes after dinner. That gave me a few free hours to think this out.

After I finished working this out, I posted a draft of my paper on arXiv.org, a server where astrophysicists upload writings for feedback from colleagues. To my surprise, journalists also looked at it. Immediately, the phone rang. The paper ended up receiving a lot of media attention.

WHAT DO YOU MAKE OF THAT?

People are interested. Historically, cosmology has described the universe as full of lifeless objects. That may be a misconception. It may be that the universe is teeming with life. The problem is that life does not produce a lot of energy and it’s hard to detect.

I’ve been curious about how this limits us in the search for life. Suppose there is an extraterrestrial civilization on a planet near a star not far from us, and suppose there was a nuclear war there. Could we see it with our telescopes? Turns out that even with the most powerful of contemporary telescopes, we couldn’t see the flare.

However, there are ideas and techniques for detecting more subtle signatures — for example, radio signals.

YOU ONCE PUBLISHED A PAPER SUGGESTING THAT IF WE’RE SERIOUS ABOUT LOOKING FOR EXTRATERRESTRIAL LIFE, WE MIGHT SEEK OUT MARKERS OF INDUSTRIALIZATION, LIKE SMOG. SMOG?

Yes, smog might serve as a fingerprint of an industrial civilization. It’s always been thought that the way to detect life elsewhere was to look for signs of oxygen. But intelligent life could produce unnatural molecules. They might do that intentionally if their planet was too cold for life. Unnatural molecules might even show signs of a civilization that may not exist anymore because unnatural molecules can survive long after a civilization.

SOME OF YOUR WORK SOUNDS ALMOST LIKE SCIENCE FICTION. WHERE DO YOU DRAW THE LINE?

It’s not that. Nature has richness beyond our imagination. What I look for are interesting astrophysics questions that are provable. Though my research may ask unconventional questions, the answers are based on calculations, experiments and observations.

DID YOU ALWAYS WANT TO BE AN ASTROPHYSICIST?

At a young age, I was attracted to philosophy because it asked the most interesting questions. But then, at 18, I had to do my military service in Israel, where I grew up. After some testing, I was allowed to join a special program where you could work on projects useful for the defense of the country. I ended up doing research in plasma physics. And because of that, I was able to visit the United States in the 1980s.

During one of these trips, I visited the Institute for Advanced Study. A month later, I was offered the opportunity to do a postdoc there. There was one condition, though: I had to switch to astrophysics. That appealed because it was like returning to an old love — philosophy. In astrophysics, I could address very big questions about nature and life.

IN YOUR STUDIES OF THE EARLY UNIVERSE, YOU RUN SMACK AGAINST THE IDEAS OF THE BOOK OF GENESIS. HOW DO YOU DEAL WITH THAT?

The first chapter of the Bible states that there was a beginning in time. Science shows that we live in an expanding universe, and if you extrapolate, there was a point in time in when things began. In some ways, they are consistent.

IS IT POSSIBLE FOR AN ASTROPHYSICIST TO BE RELIGIOUS?

It really depends on what you mean by “God.” Spinoza would feel very comfortable with modern science because in his philosophy, God is nature. That pretty much summarizes Einstein’s view, too. So if you’re defining God in a way that identifies the laws of nature with his or her qualities, that’s perfectly consistent. But if you attribute parts of reality to God in a way that cannot be understood by rational thinking, a conflict emerges.

HOW DO YOU HANDLE THE VAST QUANTITIES OF TIME AND SPACE THAT YOU MUST NAVIGATE TO DO YOUR WORK? DO YOU, AS IN THAT OLD KURT WEILL SONG, EVER FEEL LOST IN THE STARS?

Personally, I do not feel lost in the stars, but rather at home with all of them. When I look at the stars of the Milky Way on a clear night, they appear to me like the lights of a giant spaceship streaming through the universe.

Are there any passengers around the other lights in this spaceship? It would be fun to know and perhaps, share experiences with them.

xxxx

Coments by Matrix/DNA:

Avin Loeb has a brilliant intuition that life is coming from the origins of the Universe, accordingly to Matrix/DNA Theory’s astronomical models which suggested it 30 years ago.  But Avin is anthropologizing cosmic events – projecting the human view about life over the Cosmos’ dynamics – and this error prevent him to grasp what Matrix/DNA suggested: at that time, the vital principle carried by CMBR organized the seven kinds of astronomical bodies into a system that worked as alive. This system is the building block for all astronomical system and when the vital principle left it for producing biological life, it became the building block of DNA = a lateral pair of nucleotides. CMRB mimics waves of light which contains a sequence of seven different vibrational states which was the first manifestation of the life’s cycle process giving life to matter. The Big Bang was a vital event and life did not follow through astronomical level after the formation of galaxies, but as microorganisms living inside the big body of their ancestors.

I don’t know how he solved the missing of water at 15 millions years after the Big Bang, due for begin the chemistry of life it needs water. Matrix/DNA Theory predicted 30 years ago what this astrophysics should say today, but, in Matrix/DNA version, it did not need water and there was no organic chemistry at the earliest stages of life evolution.

xxxxx

Comentario em Portugues:

Avin Loeb teve a brilhante intuição de que a vida vem vindo desde as origens do Universo, de acordo com os modelos astronomicos da Matrix/DNA Theory, a qual sugeriu isso a 30 anos  atrás. Mas Avin está antropomorfizando eventos cósmicos – projetando a visão humana da vida sobre o Cosmos e sua dinamica – e este erro impede-o de captar o que a Matrix/DNA sugeriu: à aquela época, o principio vital transportado pela CMBR ( radiação cósmica) organizou os sete tipos de astros num sistema que funciona como sendo vivo. Este sistema é o bloco constructor fundamental de todos os sistemas astronomicos e quando o principio vital o deixou para produzir a vida biológica, ele se tornou o bloco construtor fundamental do DNA, que é um par lateral de nucleotideos.

A Radiação Cósmica de Fundo imita ondas de luz as quais se apresentam divididas em sete diferente estados vibracionais e por isso elas são portadores do processo do ciclo vital que dá vida à matéria. O Big Bang foi um evento vital mas a vida não continuou evoluindo em nivel astronomico depois da formação das galaxias, mas sim se miniaturizando e continuando via biológica.

Eu não sei como Avin resolveu sua teoria o problema da inexistencia da água naquela época, pois sem água não tem inicio a quimica organica. A Teoria da Matrix/DNA, de Louis Morelli, previu a 30 anos atrás o que astrofisicos estariam dizendo hoje , mas na versão desta teoria, não houve necessidade de água e não houve quimica organica nos primeiros estágios da evolução da Vida naquela época.

 

Sistemas Sociais: Informativo Debate para Educadores e Pensadores, com Participação da Matrix/DNA

segunda-feira, janeiro 12th, 2015

http://freethoughtblogs.com/pharyngula/2014/11/25/smug-and-stupid/comment-page-1/#comment-901048

Smug and stupid

O comentador  Akira MacKenzie entrou no debate que se segue a este artigo com uma interessante posição: isto está tudo errado, um caos, e apenas experts no governo com mão forte proibindo a maioria das liberdades e direitos desta massa ignorante poderia nos salvar. Muitos revidaram indignados e a Matrix/DNA entrou com uma versão incomum, como sempre. Veja o artigo e nossos comentario postado abaixo:  

xxxx

N. 121

Akira MacKenzie
26 November 2014 at 4:34 pm
After some sleep and sometime to calm down and think, I realize I’m been acting stupid, stubborn, and more than a little insane.

But,… you said two right things: this is chaos and it is everything wrong. The problem is that would be worst if some human could impose order and fixing everything. Ants and bees already did it and they have the explanation why we can’t do that. Any system that gets the ordered state by itself, every part are slaves of the system ans eternally stupid, included the queen. Because the system becomes a closed system, closing doors to evolution, and will last till be discarded by Nature.

We are product of a chaotic biosphere which is product of a perfect ordered astronomic machine. There is a possible explanation: slow entropy when the discarded bits from periphery are falling into the center, collapsing. Meeting at planets’ surfaces these bits installs the chaos from where will lift also slowly, the flow of order – and the generator machine will be reproduced at that surface. The ants and bees social systems are exactly working copies of these stellar and galactic systems, and like the later, they are condemned forever.

Then, the best we can do is merely watching the chaos becoming slowly an ordered state, naturally? There is no way to avoid the mechanistic “Brave New World”, because this is the best accommodation searched by every human body. Is is necessary to accommodate the body for the health and evolution of “mind” or “consciousness”. This is the reproduction of our surrounding astronomical machine, the body needs to be synchronized with it for being happy.

What we need to avoid is the complement of this terrestrial machine: the Orwellian “Big Brother”. Which is wrong in the name: it is Big Queen, like the star and the bees’ queen. And, I think, the experts that you suggest should be the government, will be just that.

Our problem is that we are two-in-one: a body and a mind. What’s the perfect world for the body, is the bad world for the mind. But with intelligence we could solve this problem: let the stupid and mechanist Brave New World be installed, but, never, the Big Brother ( Queen). An d our mind will not fail slave, will be free for going out and conquering the Cosmos.