Archive for the ‘Teoria do Acaso Absoluto’ Category

Um Hino contra a teoria do acaso e a explicação para as longas aristocracias predadoras

terça-feira, janeiro 30th, 2018

xxxx

La farsa universal, y: La Teoría del DNA/RNA (página 2)

http://www.monografias.com/trabajos65/farsa-universal-teoria-dna-rna/farsa-universal-teoria-dna-rna2.shtml

Qual a força que fez os marinheiros da Idade Media se lançarem nas águas de um oceano sem ver outra margem, sem nenhum tipo de orientação para navegação, sem a menor garantia de que poderiam retornar vivos a partir de certo ponto?! nao conheco explicação racional e acho perda de tempo procura-la, pois penso que nao existe, nao em relacao `a atual Razao humana.

O que fez um animal como o réptil, quase sem cerebro, de sangue frio, existindo apenas para comer e portanto uma máquina para matar, que na fome comia os próprios ovos e os filhotes, se tornar um mamífero?! Uma fêmea que perdeu sua agilidade e produtividade para seu alimento, ficou pesada e presa fácil a predadores, além das dores e incômodos da gravidez, para não falar da resistência a botar logo os ovos ou filhotes e come-los? Nao tem explicacao racional nem irracional, e isso e’ um dos maiores problemas para a teoria da selecao natural, pois essa femea jamais seria selecionada como adaptada.

A resposta talvez esteja aqui:

” Why should this force preserve what we consider undesirable or disgusting? Because it must operate with a larger perspective in mind, a perspective that transcends our own personal preferences whether, we like it or not.”

Que se completa aqui:

” Mother Nature has taught us that She never leaves anything to chance ”

Que confortável ideia se isto for provado verdade.

O author aplica este pensamento em varios casos e um deles, que tem sido meu grilo incomodo na cuca por muitos anos, e’ o caso de que os grandes predadores se mantem no poder sempre ganhando mais e mais e por muito tempo. De maneira que por exemplo, as familias Rockefeller, Rothschild, etc., estao ai a seculos deitando e rolando, no que nos se apresenta como total falta de justica divina. Entao o autor sugere que a existencia de predadores deve ter em si uma utilidade para se efetivar no futuro cujos motivos ultrapassam nossa conhecimento e capacidade de compreensão. Talvez, senao existirem predadores, as presas nunca seriam motivadas a deixarem a acomodação como presas e nunca evoluiriam, ate serem exterminadas quando exterminassem toda a vegetação. Talvez…

Ou talvez, simplesmente este não passa de mais um mero ciclo cosmológico da dualidade universal, em que duas forças opostas inicialmente se conflitam, depois se fundem, se transcendem numa unica nova forma e assim aquele nível do dualismo desaparece. Para nos humanos, o tempo da permanência de uma das forças na dominação pode parecer demasiado longo, mas como ele e’ um processo cosmológico onde o tempo e’ contado em milhoes ou bilhoes de anos, o processo está corretamente dentro de seu tempo.

Na Teoria da Matrix/DNA aparece clara a explicação da força que se impos ao reptil para aquele sacrificio e transformacao. Quanto ao longo tempo dos predadores, os modelos da Matrix/DNA sugerem que a explicação vem de um cálculo. Pegue-se um corpo humano, defina-se a duração de sua longevidade, por exemplo, 80 anos. Em seguida separe estes 80 anos em sete frações nao iguais, cada uma correspondendo ao tempo de duração de cada forma do corpo humano em sua vida. A faixa de tempo que leva de uma forma para mudar em outra – por exemplo, da forma de criança para adolescente, ou da puberdade `a forma de adulto, será mais ou menos um sétimo ou 11 por cento dos 80 anos. Agora pegue-se o total de anos do ciclo vital dos universos e dividamo-lo pelas mesmas sete partes. O resultado será o tempo em que aqui existirao predadores e presas biologicas. Como não se sabe quantos anos ainda viverá o universo que ja conta com 13,8 bilhões de anos e nao se sabe localizar o predador biológico na formula da Matrix, não podemos fazer este cálculo. Apenas ficamos sabendo que e’ muito tempo para os predadores dominarem.

( quando tiver tempo devo retornar a esta monografia e traduzi-la, tem muitas informacoes e insights )