Archive for the ‘Filosofia’ Category

Desconstruindo a cultura tradicional e moderna predatoria: SacredWeb e Filosofia Perene contra-ataca

sábado, fevereiro 9th, 2019

xxxx

http://www.sacredweb.com/online_articles/sw42_editorial_sample.pdf

Desconstruindo a Desconstrucao

Uma das sugestoes desta visao de mundo denominada Matrix/DNA e` desconstruir a cultura milenar tradiconal que perdura na modernidade, alegando que a maioria das interpretacoes humanas dos significados dos fenomenos naturais estao equivocadas porque teria sido construida uma cultura segregadora pelas oligarquias predadoras da humanidade para alicercar seus poderes de dominacao. Achei valido e racional tal sugestao e desde entao tenho me dedicado a esta atividade, sempre criticando principalmente os nomes gramaticais e conceitos idealisticos dados `as coisas concretas e suas definicoes.

Porem eis que me deparo com a existencia de uma correste ou escola do pensamento denominada “Filosofia Perenalista”, ou “Filosofia Perene”, a qual defende resumidamente que todas as religioes partiram de um cerne comum, o qual teria sido revelado por Deus. A partir dai, devido ao espalhamento das tribos no globo, foi se derivando formas de religioes mantendo, torcendo ou distorcendo este cerne comum.

Os adeptos desta doutrina concluiram que devem conservar os simbolos profundos das religioes, os quais se referem ao cerne primordial comum,  entao concluiram que existem outras correntes, tendencias, tentando e trabalhando para desconstruir este aspecto transcendental na mente humana, criticando e atacando suas verdades absolutas.

O qual seria o caso de um adepto da Matrix/DNA.

Como não sou torcedor de times e partidos e ideologias, e não creio que cérebro humano algum tenha a capacidade de processar as informações sobre a verdade ultima, estou sempre revendo, testando, auto-criticando minhas conclusões e as sugestões da minha cosmovisão – a Matrix/DNA. Sempre procuro ver o verso e o inverso de uma questão para tentar obter uma terceira alternativa. Então tenho agora um prato cheio para testar, auto-criticar minha atividade visando desconstruir a atual cultura humana. Devo ler e pausar refletindo cada frase nesta introdução dos perenialistas na forma de PDF, sendo que infelizmente não se consegue copiar e colar o texto aqui para esquematizar o teste.

xxxxx

Uma valida reclamação dos perenialistas:

A desconstrução sendo perpetrada pelo Iluminismo trazendo em seu bojo o materialismo esta desconstruindo todos os símbolos do imaginário sagrado, porem pondo no e seu lugar o nihilismo, pondo nada, como se a finalidade do processo de desconstrução fosse ser um fim em si mesmo. Por desmitologizar o mundo, os desconstrutores estão desespiritualizando o mundo.

Não e’ o caso da Matrix/DNA que tem por meta reorientar o imaginário para uma nova visão do mundo aberta ao sagrado, ou não, a critério do individuo, constituída de uma nova gama de valores morais transcendentais. Ao contrario do ateísmo que prega valores no sentido de se viver o aqui e agora sem objetivos transcendentes. Os mitos que são cernes das religiões são os mesmos usados na cosmovisão da Matrix/DNA, porem são reinterpretados como naturais, e não sobrenaturais. Mantendo a porta aberta a um significado existencial transcendente, de origem e causa transcendente, eu creio que a Matrix/DNA mantem a espiritualização, corrigindo-a de vários defeitos. A mesma cosmovisão sugere que e predeterminado pela genética herdada da astronomia que o humano perca sua alma consciente para se tornar a peca de uma maquina, e suspeita que os desconstrutores materialistas estão sendo usados como inocentes uteis neste destino. A Matrix/DNA se empareia aos desconstrutores para desconstruir os mitos e espiritualização errada, mas se separa dos desconstrutores ao tomar outro caminho diferente do orientado pela carga genética.

xxxx

Pra eles a definicao de desconstrucao seria: uma feerramenta para criticalmente captar e anlizar figuras de linguagem que contem em seu bojo insustentabilidade ou diferenciacoes. Desconstrucao e um inerente anarquico ceticismo metafisico.

xxxx

Filosofia Evolucionista: A missao existencial dos auto-exorcizados

quinta-feira, fevereiro 7th, 2019

xxxx

Na minha visao do mundo o ser humano é composto de hardware e software. O hardware é o corpo carnal herdado da evolucao dos animais, o software e uma bolha contendo substancia plásmica que esta na forma de feto/embrião de consciencia cosmica. Assim o cerebro humano ainda expressa como dominante uma psique dominada pela genética biologica, a qual se divide em tres tendências: os instintos dos grandes predadores (gorilas, leões), dos médios predadores (lobos, raposas), e das presas (ovelhas, coelhos). Por isso criamos todos os sistemas sociais – da monarquia ao comunismo, capitalismo – divididos em tres classes. Com o desenvolvimento do feto, estes instintos serao exorcizados. Nas até agora sempre houve o domínio dos leoes, eles criaram esta cultura falsa que interpreta todos os fenomenos naturais de forma conveniente como os leoes existem dominando seus territorios. Aqueles que sentem uma maior logica racional nesta visao do mundo e decidem apostar nela, tratam primeiro de se auto-exorcizarem destes instintos. Sempre se posicionam contra as tres classes, pregando um modelo social sem sistema fechado. Nao aceitam falarem em esquerda e direita (os predadores inventaram isso e puxaram para si a palavra direita porque a mão direita é a mais certa e forte, entao Cristo estaria ao lado direito de Deus, etc. Outro nome é “elite”, alguem de procedência especial, sangue azul, real. Temos que sempre puxarem-nos para baixo deste falso altar, lembrar sua origem animal, entao me refiro as oligarquias como a gang dos maiores predadores. Talvez haja outro nome melhor, não sei ainda. O que pensas sobre tudo isso?

Tenho um website onde estou reinterpretando todos os fenomenos naturais pela perspectiva de um hipotético auto-exorcizado, como suspeito que ja sou. E’ um mundo diferente jamais imaginado. http://theuniversalmatrix.com – se voce se interessar. Esta’ sendo atualizado apenas no portugues, em Artigos.

 

 

Livro (resenha): The Territories of Human Reason

quinta-feira, janeiro 31st, 2019

xxxx

Eu tenho escrito muito sobre “razão pura, natural”. Tenho sido pretensioso sugerindo que eu tenho a razão pura e que principalmente o materialismo cientifico esta com a razão corrompida, contaminada. Porque eu fui depurar a minha razão na selva virgem, reconstruindo-a pela Natureza pura. Este autor relembra que não existe a razão correta, e é impossível existir tal coisa. De fato, sabendo-se que a nossa realidade é bottomless e topless, sem alicerce e sem teto, não teria como a natureza enfiar em nossa cabeça a razão pura natural total. E nestes abismos que permanecem embaixo e encima, eu preencho com algo, inevitavelmente, o qual sera’ mistico e sera’ minha inevitável ideologia. Tambem não se esquecendo que a faixa de razão pura em diferentes pessoas pode ser diferente, uns tendo mais, outros menos. Talvez, devido a selva, eu tenha uma faixa um pouquinho mais ampliada, o que justifica defender minhas teorias perante as outras, porem, não com superioridade ou arrogância, porque permanece sendo apenas uma faixa. Portanto preciso ler este livro para corrigir o que escrevo, voltar a realidade.

(filosofia, comprado em 1/31/19)

Este livro foi encontrado no excelente artigo do mesmo autor em:

https://iai.tv/articles/between-knowing-and-believing-auid-1207

 

The Territories of Human Reason: Science and Theology in an Age of Multiple Rationalities (Ian Ramsey Centre Studies in Science and Religion) Kindle Edition

Bertrand Russel: Autor a ser pesquisado

quinta-feira, janeiro 31st, 2019

xxxxx

(texto obtido a deriva na Internet, menciona justamente algumas sugestões que extrai da formula da Matrix/DNA. Comprar o principal livro de Russel).

In Bertrand Russell I found him a source of wisdom.  For Russell, “to teach how to live without certainty, and yet without being paralyzed by hesitation, is perhaps the chief thing that philosophy, in our age, can still do for those who study it.”

Encouraged by what I read, I explored more of Russell. For Russell, human aspirations to rationality were compromised by the destructive “intellectual vice” of a natural human craving for certainty, which could not be reconciled with the limited capacities of human reason on the one hand, and the complexity of the real world on the other. Philosophy, Russell suggested, was a discipline deeply attuned to this dilemma, enabling reflective human beings to cope with their situation.

“The Enlightenment championed the idea of a universal human rationality, valid at all times and places. Yet a more sceptical attitude has increasingly gained sway, seeing this as an essentially political or cultural assertion that certain Eurocentric ways of thinking are universally valid, and hence legitimating the intellectual colonization of other parts of the world, and the suppression of other forms of rationality”

Como o filosofo se sente sobre sua visão do mundo que explica tudo? Você não imagina…

quinta-feira, janeiro 31st, 2019

xxxx

Este debate aconteceu em:

https://www.reddit.com/r/philosophy/comments/alf3mk/if_once_accepted_scientific_theories_have_now/efeuy4f/

thepatterninchaos:

I’d like to believe that Newton was wise enough to consider that even he might not have developed the absolute truth. Which is what I’d like to believe about most people who develop theories.

MatrixDNA ( 1/31/19):
to thepatterninchaos –
You have a good point. Do you know how it works? I have developed a big theory, so, I have experience. I’m feeling like the passenger in a plane. My Theory is ahead this time, so it is the biggest cloud I see ahead of the airplane. I am just now at the middles of other cloud but it is smaller. I know that I will be satisfaid when reaching the next cloud, my cloud. It is very big, it seems the whole world. But I know that the airplane will continuing ahead. Will arrive a time when I will look back trying to see my cloud, but it was going long time ago, now it is the smallest, everybody forgot it… Big clouds ahead…

Epistemologia nas ruas: Videos com métodos dos céticos questionando as crenças do povo

terça-feira, janeiro 29th, 2019

xxxx

Epistemologia nas ruas

Definição de epistemologia:

Epistemologia e` o ramo da Filosofia que que trata dos problemas relacionados com a crença e o conhecimento, sua natureza e limitações. A epistemologia surgiu com Platão, pela qual ele se opunha à crença ou opinião ao conhecimento. A crença é um ponto de vista subjetivo e o conhecimento é crença verdadeira e justificada. A teoria de Platão diz que conhecimento é o conjunto de todas as informações que descrevem e explicam o mundo natural e social que nos rodeia. ( Ver mais em… https://www.significados.com.br/epistemologia/ )

XXXXXXXXXXX

O povo pobre brasileiro foi classificado por uma pesquisa internacional como o mais crédulo no que ouras pessoas dizem, sem desconfiar ou refletir no que dizem. Tenho o link para a pesquisa no meu website. Se queremos tirar este pais desta situação e tentar dirigi-lo para um estilo de primeiro mundo, temos que antes de tudo mostrar as pessoas os comportamentos que mantem um atraso. A pesquisa descobriu que existe este denominador entre os países mais pobres que tem abundancia de recursos naturais, e descobriu que nos países mais ricos, mesmo que com menos recursos naturais, como a Inglaterra, a Suíça, etc, são os povos mais desconfiados mais incrédulos. Estatísticas são números que representam fatos e contra fatos não existem opiniões pessoais.
Mesmo nos países ricos existem os mais pobres que são crédulos. E algumas pessoas acham que essas pessoas atrasam seu pais, por isso saem na rua combatendo as crenças que não se baseiam em fatos reais. E o fato do autor desta series de videos com link abaixo. Por exemplo ele aborda uma pessoa que é crente entusiasta na lei da atracão, disseminada pelo livro O Segredo. E pergunta de chofre: ” Você esta dizendo que não existe limite para o sucesso no ramo imobiliário para uma pessoa que acredita e aplica a lei da atracão. Pois bem: se eu acredito na lei da atracão, você acha que vou conseguir fazer minha mão crescer mais que outros? Que não existira limite para o crescimento das minhas mãos?” De repente acaba o entusiasmo do crente. Ele se torce, esfrega as mãos nervoso e mostra uma reações patética, descabida: começa a rir. E balbucia algumas incoerências, tenta, e nunca responde a pergunta. O autor então diz que ele ingeriu uma falsa crença que não tem respaldo na realidade porque ele nunca refletiu com cuidado sobre o que lhe disseram com tantos argumentos falsos.
No Brasil precisamos mais que nunca de gente fazendo isso nas ruas. Principalmente porque os pregadores de crenças no irreal abundam nas ruas e falam alto, com megafones. Quem vai pagar o preço por essa preguiça e debilidade mental alem de nos mesmos, serão nossos filhos, as próximas gerações, sempre vivendo nestas crises intermináveis. O filho de classe media que fosse verdadeiro patriota e amante de seu povo pobre, desejando que eles se desenvolvam para ajuda-lo a desenvolver a nação, deveria empregar seu tempo sobrando traduzindo estes videos, aprendendo a fazer novos, indo as ruas.

Watch People Learn Street Epistemology: Kenneth & Colton | Law of Attraction

Anthony Magnabosco

Pesquisando como funciona a cabeca de uma estudante/especialista em medicina

terça-feira, janeiro 22nd, 2019

xxxx

https://www.facebook.com/rocio.sanmiguel.1/timeline?lst=1614614673%3A1687830061%3A1547364253

El estudiante de medicina tiene ese no se qué…esa capacidad de disfrutar el momento hasta en las horas previas al examen más importante de su vida.
Creo que cualquier estudiante universitario canaliza sus energías donde y como puede.
Mis años en la Facultad de Medicina de la Universidad de Buenos Aires fueron hermosos. Estudiaba sola y con amigos, en casas o en la biblioteca de la facultad y la de bioquímica, que estaba en el mismo edificio, Paraguay y Junín. Pasaba más tiempo entre libros y amigos que frente a cualquier otra cosa.
No era de salir a bailar, aunque recuerdo haber ido una noche a un boliche , y a la hora de revisarme la cartera lo único que encontraron eran libros. Pesaba una tonelada y por eso les llamó la atención. La gente que estaba a mi alrededor me miró y sus ojos los delataban: “pobre loca” saliendo a bailar un sábado con compendios en su cartera 🤪. Pero no saben qué feliz que era.
Estos días me hacen recordar mucho esa etapa. Fechas de exámenes un 26 de diciembre, nos juntábamos el 25 y llevábamos de nuestra casa las sobras de arrollado, vitel tone y ensalada rusa, hacíamos nuestra propia navidad.
Fui muy feliz esos años, valió cada momento, cada preocupación, cada ausencia, cada noche de insomnio, todo valió la pena. Gracias a eso hoy soy lo que soy. Gracias a esos años de esfuerzo y perseverancia estoy en camino de ser una superespecialista. Sí, dije súper, no porque me crea una batichica, sino que después de haberme recibido de especialista en ginecología y obstetricia, estoy recorriendo el camino para subespecializarme aún más, en el camino de la Reproducción.
Hoy en día quedarse con los brazos cruzados no es lo que vale, tenemos que mantenernos en movimiento, mirando siempre para adelante.
Sabían que la superespecialización de toda especialidad mejora el pronóstico de los pacientes?
Espero que mi amigo José esté orgulloso de mí. Con él nos conocemos desde anatomía 💀.
Cuantos estudiantes hay por acá? 👀
Cómo pasan estos días festivos? Alguno pronto a recibirse? Alguno recién empezando? A mitad de carrera? A no bajar los brazos, llegar hasta acá fue lo mejor que me pasó en la vida, y allá a lo lejos veo un paisaje aún mejor

Minha questao:

Ei, Rocio, excuse-me here, mas I read this and want asking something, in portugues: voce apenas se interessa cientificamente pelo fenomeno ou objeto, como anatomia, reproducao, estudar o que esta acontecendo agora, descrever o que ve agora, e buscar consertar o que vai mal? Voce não se interessa pela filosofia do fenomeno, como, de one ele vem, qual a causa no inicio das origens desta anatomia, deste fenomeno? Voce acredita na maior teoria cientifica de que a anatomia foi modelada apenas pela evolucao que teve inicio pelo acaso no meio dos atomos e moléculas, e que processos complexos como reproducao foram desenvolvidos apenas pela materia inorgânica deste planeta? Ou voce acredita na teoria religiosa de que um Deus criou tudo isso? Voce sente que estas questoes em nada servem para a medicina, para desenvolver a cura? Pergunto porque sou o unico a desenvolver uma teoria sugerindo que o corpo humano e` um “sistema” desenvolvido pelo sistema astronomico e pelo seus componente atômico que possuíam uma especie de DNA, uma formula que apresento em meu website e que chamo de Matrix/DNA. Isto porque tenho encontrado nos ancestrais sistemas astronomicos e atômicos todas as propriedades da vida em estilos eletromagnéticos e mecanicos, entao nada foi criado aqui. O processo de reproducao, por exemplo, pode ser visto no meu modelo teorico da galáxia. Creio que a medicina e as Ciencias em geral vao dar um grande salto evolutivo e se tornarem mais eficientes quando descobrirem as causas, a historia da evolucao destes efeitos com que trabalhas hoje. Se tiveres curiosidade, por favor de uma olhada em theuniversalmatrix.com e se quiseres, me explique qual sua conclusão. A mim seria interessante para desenvolver mais minhas pesquisas. Cheers…

O átomo de carbono foi o primeiro grande azar dos seres vivos. Mas veja que temos a oportunidade de corrigir isso.

sábado, janeiro 12th, 2019

xxxx

Por ser a copia mais fiel do nosso pecador antepassado (a Via Láctea como sistema fechado em si mesmo, extremamente egoísta) , o átomo de carbono foi pela galaxia o selecionado e o mais indicado para o processo de reprodução do malfadado antepassado na forma de sistema biologico, ao qual denominamos de “vivos”. E agora para que nos livremos dessa maldição desse pecado original porque aconteceu antes das nossas origens, não tem como mudar a matéria do corpo humano baseando-a em outro átomo, por exemplo, o nitrogênio. A unica alternativa para esta inteira biosfera e para nos que somos parte dela, escapar de se efetivar como reprodução do estupido ancestral que “caiu” derrubado pelas leis naturais maiores do Universo, seria depurar o nosso átomo de carbono de sua densidade material, destrona-lo de sua dominância entre os outros átomos, depurando assim nosso corpo físico para permitir o desenvolvimento do feto de auto-consciência. Mas para isso teremos que ter a vontade para faze-lo, conhecer o método de como faze-lo, e esse conhecimento depende antes de conhecer a verdadeira Historia Natural Universal, entendendo porque que nosso ancestral “criador” celeste selecionou o átomo do carbono para ser o senhor dominante dos átomos nos corpos dos seres vivos.

As figuras a seguir ajudam a entender a herança do carbono desde nosso criador ancestral astronômico:

Fig.1 –

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Fig 1 – Neste desenho (feito rudemente nas condições precárias na selva amazônica), esta’ o modelo teórico do building block das galaxias, a “Formula da Matrix/DNA no seu estagio evolucionário de sistema astronômico”. Este building block ( ou tijolinho principal) esta fielmente reproduzido com átomos e moléculas como building block do DNA, a essência da “Vida”. E isto significa que houve uma direta transmissão genética do sistema astronômico onde surgimos e existimos para os sistemas biológicos, como são os corpos humanos. Se isto foi produzido por alguma entidade divina, esta passagem do macroscópico para o microscópico estava nos planos divinos antes ou na hora que criou o Universo. Se esta passagem ocorreu através das teorias cientificas como a abiogêneses, isto significa que havia um proposito pre-estabelecido que produziu a vida, ao contrario do que acreditam – que a Vida teria surgido por acaso. Não existem argumentos contra fatos, e o fato e’ que nosso DNA existia antes das nossas origens e ele veio das estrelas.

Note que trata-se de um circuito esférico e que representa um ciclo vital de um único objeto, ou corpo material (click na figura para ver ampliada). Tudo começa com uma nébula de átomos gasosos e/ou poeira cósmica oriunda da morte de um sistema anterior. Pela dinâmica do Universo a nuvem inicial gira sobre si mesma criando um vórtice turbilhonar ou rodamoinho no centro, na figura representado por F1. No interior do turbilhão formam-se esferas chamejantes constituídas de massa e energia, as quais são ejetadas (F2) imitando o nascimento de seres vivos, estas esferas são cobertas por camadas de poeira em diferentes temperaturas e estados de densidade que vão formar as placas tectônicas transformando o bolido em planetas. Quando um planeta vagando no espaço cai na orbita de uma estrela (F3), a energia/luz desta reativa o germe no núcleo e o qual começa a se alimentar das partículas nos átomos das camadas, indo formar o pulsar (F4). O pulsar ( no papel de macho do sistema), começa a “ejacular” cometas que levam energia para o centro da nebulosa (F5) para reiniciar novo ciclo quando o sistema morrer (imitando exatamente o processo de reprodução dos seres vivos). Do pulsar emerge uma estrela supernova (F6) a qual queima seu resto de material tornando-se cadáver estelar (F7), cuja matéria fragmentada vai refazer a nebulosa inicial em F1). O primeiro building block não tinha estrelas ativas para reativar o germe, mas isto foi feito num estagio primordial quando apenas existiam os átomos gasosos, como o carbono. Naquele estagio quem realizou esta dinâmica de transformações foi a onda ou ondas de luz vindas do Big Bang, e como mostro em outro artigo neste website, aquelas ondas contem em si a formula para construir ciclos vitais na matéria gasosa. Em outras palavras, ondas de luz primordiais continham em si o código para construir sistemas naturais, ou seja, o CÓDIGO DA VIDA. Nós somos agnósticos, o que significa que nada sabemos e nada temos certeza do que existe na metafisica alem das fronteiras materiais deste Universo natural, mas como existem os que tem fé em um tipo de entidade sobrenatural criadora, um Deus, por assim dizer, deveria se alegrar com esta possibilidade de que “Deus cria universos e vidas usando a luz como software geral, o que O engrandece e O restitui ao seu merecido nível de grandeza cósmica, depois de ter sido tão rebaixado pela antropomorfização como projeção da pequenez humana”.

 

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Fig 2 – O ciclo vital formando o building block de galaxias originais como circuito esférico no centro da figura é comparado com o ciclo vital humano. Observe que a formula da Matrix/DNA enquanto estava no estágio evolucionário dos astros era ( ou é) hermafrodita. Em F1 ela expressa a função geradora feminina e quando chega em F4  ela expressa a função geradora masculina ( no caso humano, o jovem tornando-se maturamente sexual como adulto e no caso astronômico, tornando-se um pulsar).

The Universal Matrix/DNA

The Universal Matrix/DNA

Fig 3 – Destes circuitos – presentes em todos os tipos de sistemas naturais – extraímos a “alma” dos sistemas naturais, uma espécie de software acompanhando todas as formas de um corpo sistêmico, o qual foi primeiro formado como ondas de luz ( como explico em outro artigo aqui). Esta especie de “alma” sera’ a Matrix Universal, que tem funcionado como o DNA funciona para todos os seres vivos, enquanto a Matrix funciona para todos os sistemas, de átomos a galaxias a células vivas.

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Note que a Matrix surgiu primeiro apenas como a anatomia de uma onda de luz e veio desde então adentrando a massa/energia material modelando essa matéria em formas que reproduzem suas sete partes, ou frequências de ondas. Nesta evolução da matéria a Matrix só pode expressar a forma de corpo em que ela se encontra em dado momento, apenas mais tarde ela consegue expressar todas as formas num só sistema, o que aconteceu na forma biológica. Portanto, enquanto na sua fase de formação astronômica ela expressa separadamente as formas criadas, não existe um sistema astronômico fixo representando o building block. Assim era ( ou ainda é) com a Matrix enquanto se encontra no estagio de formação dos sistemas atômicos. Começando com o primeiro semi-átomo, o hidrogênio, este apenas materialmente expressa a função F1, apesar de eletromagneticamente já conter os princípios gerais da formula Matrix, cujas outras funções são apenas suas camadas eletrônicas. A presença de ao menos um elétron numa destas sete camadas eletrônicas faz o átomo expressar apenas a função correspondente. Quando a evolução na formação dos átomos chega no carbono, que contem seis elétrons ( numero atômico 6) e no núcleo seis prótons, seis nêutrons, a Matrix esta com sua formula completa de ciclo vital ( excetuando-se F5, pois átomos materiais não conseguem efetivar sua auto-reciclagem, ou se ressuscitarem). Por isso o carbono era o representante fiel da Matrix vinda do espaço sideral quando ela aqui iniciou a formação da forma biológica do sistema natural universal, por isso ele foi selecionado a compor e dominar os corpos dos seres vivos.

Quando a formula da Matrix foi plantada na superfície terrestre como uma espécie de semente, primeiro ela criou o ser unicelular que é hermafrodita. Então, no estado em que a formula veio, como hermafrodita, podemos ver o estado em que se encontrava os elementos macho e fêmea ( na figura abaixo), de cujo estado se originaram os cromossomas X e Y nos sistemas biológicos. Como simples curiosidade lembre-se da leitura de Gênesis, que sugere ter existido antes um paraíso perfeito ( que seria a maquina perfeita galáctica), onde existia uma arvore (cuja forma imita exatamente a forma da galaxia, inclusive com os frutos maduros amarelos nas pontas dos galhos imitando as estrelas nos braços espirais da galaxia, as folhas opacas imitando os planetas, etc.), onde teria existido Adão e Eva, e uma cobra ( cuja forma de serpente engolindo a própria cauda representa exatamente o circuito sistêmico de um sistema fechado que se auto-recicla como era o building block das galaxias) dando um conselho (para usarem o livre-arbítrio e escolherem a forma egoísta de sistema fechado), e depois a Queda, de onde os descendentes de Adão e Eva foram transformados em filhos da necessidade e num mundo infernal ( como a fragmentação e debandada dos fótons do sistema galáctico chegando na superfície da Terra e iniciando a reconstrução do ancestral celeste). Desta fantástica intuição vista nos escritores antigos estamos suspeitando que essa historia no seu aspecto cientifico esta registrada no DNA no centro dos neurônios, e casos alterados mentais produzem flashes de cenas daquela época, o que se torna as intuições com interpretações misticas equivocadas dos escritores. Se eles tivessem o conhecimento de astronomia e biologia que eu tinha quando entrei na selva, estes flashes teriam sido interpretados mais corretamente, e outra teria sido a lenda do Gênesis. Mas isto é apenas mais uma interessante hipótese que emerge de meus cálculos. Observe a figura 4:

Fig 4 – O circuito esférico é parecido com um cabo elétrico carregando internamente a corrente elétrica e alternando-se com as chaves liga-desliga, por isso, na figura azul acima, inclui a figura de um sistema elétrico domestico. Quando a chave esta em “liga”, o sistema expressa a parte ou órgão correspondente. Mas no caso da formula Matrix, o circuito esférico carrega a corrente das informações do sistema. Observe que quando chega em F4 o circuito se bifurca, lançando um ramo lateral que se constitui em F5 e retorna direto para o núcleo. Com isto, o circuito esférico total, de F1 a F7 contem todas as informações expressadas, enquanto o circuito meia-lua ou meia-face que vai de F1 a F4 expressa apenas a metade das informações, apesar de conter em si todas as informações também. Quando a formula passa do estagio astronômico para o estagio biológico, o circuito total torna-se o cromossoma feminino X, enquanto o meio-circuito torna-se o cromossoma masculino Y. No caso da reprodução sexual biológica, se a célula inicial tiver a combinação XX, o copro sera feminino, e se tiver XY sera masculino, porque a função de F4, masculina, é expressada duas vezes tornando-a dominante na construção do corpo.

Circuíto Sistêmico ou "Software" extraído da fórmula da Matrix/DNA, Revelando o aspecto Hermafrodita

Circuíto Sistêmico ou “Software” extraído da fórmula da Matrix/DNA, Revelando o aspecto Hermafrodita

Fig 5 – O desenho artístico de um átomo de carbono, no qual não se revela as sete camadas eletrônicas:

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Assim como uma célula inicial reproduz sua inteira arquitetura como um organismo multicelular, assim foi nas origens da vida quando o átomo de carbono começou a se compor como molécula multiatômica. Porque o átomo não podia se reproduzir crescendo e dividindo-se por mitose como as células, ele iniciou esta evolução capturando ou ligando-se a outros tipos de átomos que expressam as outras funções da Matrix, formando assim os primeiros aminoácidos, e com estes formando as moléculas complexas como RNA, proteínas e por fim o DNA. O que não pode ser esquecido é que toda essa evolução dos sistemas biológicos – os seres vivos – esta’ ainda sendo dirigida como mero processo de reprodução do ancestral celeste, o qual, por que era dotado de livre-arbítrio, sem inteligencia ou consciência própria, apenas obedecendo a tendencia das leis da matéria – que é a busca da acomodação eterna num estado de equilíbrio termodinâmico, ou sistema fechado em si mesmo – seria um desastre para nos se viesse a se concretizar plenamente. Pois o nosso ancestral é uma maquina perfeita, funcionando como um relógio, mas uma maquina estupida, sem consciência de sua existência, e isto faria desta total biosfera na superfície deste planeta uma reprodução biológica desta maquina, na qual a especie humana seria apenas mais uma parte, uma peça, robotizada e estupida. A presença e tentativa da consciência se instalar nos sistemas biológicos na forma humana vem de outro nível do Universo, acima das galaxias, mas ela obedece ao mesmo principio de evolução dirigido pelo principio do ciclo vital, por isso, em nossas cabeças-ovos, que tem como a função de placenta o nosso cérebro, esta’ a germinar um feto de auto-consciência cósmica. Mas se vencer o processo de reprodução do ancestral celeste este feto pode ser abortado e/ou aprisionado, suprimido, o que levaria a biosfera a se constituir tecnologicamente numa maquina perfeita e nos, nela, como peça estupida, robotizada, vivendo como num paraíso auto-suficiente mas sem futuro, apenas aguardando que as transformações do planeta e do sistema solar extingua a vida aqui.

Por isso insisto em divulgar esta cosmovisão, nos temos a opção de escolha, mas apenas se soubermos que existe esta opção de escolha, e soubermos o que existe para escolher, entre o que escolher, qual o caminho a seguir. Nenhuma outra cosmovisão ou conhecimento humano esta’ nos mostrando e alertando sobre esta ameaça que paira sobre nos, a qual, ao mesmo tempo, e uma grande oportunidade para transcender-mos esta forma física e psíquica animalizada. Mas sempre insisto e lembro que elaborei apenas uma cosmovisão “teórica”, e apesar de eu ver nesta cosmovisão maior logica e racionalidade do que em todas as outras existentes que conheço, não tenho certeza absoluta de que isto é a verdade enquanto não conseguir provar factualmente a existência da Matrix/DNA, por isso, o leitor, a leitora, deve raciocinar sobre o que estou sugerindo, e dirigir seus caminhos pela sua própria cabeça. A unica coisa que imploro aos leitores é lerem e raciocinarem sobre o que encontrei como resultado das minhas erradias e debeis pesquisas, feitas nas condições rudes da selva com o cérebro torturado retornando as condições dos primatas selvagens, pois sinto que essa reflexão e extremamente necessária nesta altura da nossa evolução. Quando vejo a juventude ignorando a vida e origens naturais, se apegando a aparelhos eletrônicos como celulares e computadores, cada vez mais escrava da atenção em imagens dos videos nas redes sociais, e vídeo-games, sinto um frio no estomago porque pressinto a dominância da maquina celestial mecanizando os seus cérebros, sinto que o feto de auto-consciência se contorce em agonia ameaçando ser abortado, e como tenho como unica missão e amor na vida a busca de deixar uma geração no caminho mais próximo do ideal para melhorar suas condições de existência, só me resta gritar a existência desta cosmovisão. Mas uma andorinha só não faz verão, se não houver leitores e racionando sobre este tema, acho que nada poderá salvar as futuras gerações. Pense nisso, por favor! Ignore-me totalmente se concluíres que estou dizendo asneiras, pois nem eu sei se estou certo ou errado, me submeto ‘a sua vontade e decisão, mas que ela seja sua decisão e sem a minha influencia.

Apenas para acrescentar entendimento, permita-me apresentar a figura do que denomina “a onda de luz primordial contendo em si, como sua própria anatomia, o principio do ciclo vital, o qual nada mais é que o principio do código da vida porque e’ o principio que organizou a matéria bruta e caótica na primeira forma do sistema universal natural do qual a forma de corpo humano e apenas mais um estagio de sua evolução:

Fig 5: Uma onda de luz inicia-se com uma fonte externa e propaga-se nas dimensões do tempo e espaço pelo mesmo processo do ciclo vital pelo qual nasce e cresce e se desenvolve um corpo humano. Ela nasce como “raios gama” e morre fragmentando-se em suas partículas, os fótons. Estes adentram os elétrons nos átomos e tentam assumir sua maquinaria interna para dirigi-los a se combinarem reproduzindo a anatomia da onda de luz. Os fótons deixam os átomos combinados no processo da radiação eletromagnética, e esta radiação é o que vemos como luz, cujo conjunto forma o que denomino “onda de luz” secundaria produzida no espectro eletromagnético.

Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory

xxxx

A seguir, o texto de uma seita com seu link abaixo que inspirou-nos neste artigo:

Mudando a densidade do carbono

Nos estamos limpando a básica densidade do carbono fora de nossas subatômicas e molecular estruturas, e tornando menos densos e mais refinados, e nisto estamos ancorando na nossa real cristalina estrutura, a qual e de base silicato cristalino.

Isto e como pegar  um átomo de carbono na sua mais densa forma e tentando alquimicamente mudando em mais refinados estados de padrões oscilatórios de mais eleadas vibrações. Assim, este e nosso objetivo nestes tempos, como natural parte do processo de Ascensão. Portanto, e importante manter isso em mente…

(traduzido em parte do texto abaixo:

Shifting Carbon Density

… there were groups of souls (see Soul Matrix) that were responsible to anchor and work with the first five DNA strands and to participate in the Earth experiment in working with those particular levels of consciousness. Our original goal was to re-evolve the divine human template to its original intention which was as a 12 strand DNA, which would mean 12 simultaneous dimensions of existence while still retaining a particular type of form. The form would not be this dense, in terms of the carbon material our physical elemental body is comprised of at this time. It would be more of a silicate or etheric Plasma Waves type of nature. So, this is where we are going, we are clearing the carbon based density out of our molecular and Subatomic structures, and becoming less dense and more refined, in that we are starting to anchor more of our actual crystalline structure, which is of a silicate crystalline base. We can imagine that as we go through this transformation it can be very intense at times. It’s like taking the most dense carbon form, a Carbon Atom and attempting to alchemically shift that into more and more refined states of oscillating patterns of higher vibration. So, that is our goal at this time, as a natural part of what the Ascension process is. So, it’s important to keep that in mind.

https://ascensionglossary.com/index.php/Silicate_Matrix

Este texto esta numa especie de Wikipedia da seita, cujo link para pagina principal e`:

https://ascensionglossary.com/index.php/Main_Page

O principal website da seita e`:

ENERGETIC SYNTHESIS

https://energeticsynthesis.com/

A realidade da dimensão quântica versus a ilusão da realidade humana, resolvida pela Matrix/DNA

quarta-feira, dezembro 5th, 2018

xxxx

Esta formula resolve muitos mistérios não resolvidos pela Ciência Acadêmica. Vamos ver um exemplo:

A Ciência acadêmica, na sua teoria mais profunda, esta teorizando que a nossa realidade não existe, é pura ilusão. Isto porque o vácuo revela que a ultima instancia da realidade é uma espuma quântica que se torna duas partículas fundamentais que se auto-aniquilam continuamente. Isto significa que a realidade verdadeira, ultima, na base ou alicerce da nossa ilusória realidade, é aquela espuma de energia que não existe, porque a energia que esta na espuma é “emprestada do futuro”. Então o mundo não existe no passado e no presente, o que serve de base para o mundo é o futuro, o qual, todo sabemos, não existe ainda, também.

Os físicos encontraram uma boa analogia para explicar isto: uma conta no banco. Suponha uma conta que agora não tem fundos. O dono da conta emite um cheque, sem fundo. Mas o banco confia no cliente, pois ele sempre pagou seus débitos. Então o banco paga o cheque com um dinheiro que a conta não tem (nem o banco tem, ele pegou o dinheiro de outro cliente que tem saldo médio). Não tem dinheiro no deposito mas dinheiro apareceu. Como o banco espera receber no futuro, diremos que a conta obteve um dinheiro do futuro. De fato no outro dia o cliente vem com dinheiro real e paga o debito, alias, vem com mais dinheiro, e fica com saldo. No dia seguinte o cliente emite outro cheque maior que o saldo e fica com debito. No final do mês ou do ano o banco calcula o balanco médio e conclui que a conta não tem saldo médio, ou seja, o valor da conta é zero.

Assim é a base, o alicerce da nossa realidade: é o zero, nada. Isto é a espuma quântica. Num momento ela se apresenta, e vamos chama-la de conta bancaria. Quando ela foi aberta, o cliente depositou cem dólares. A conta agora tem uma substancia real, que e um dinheiro, os cem dólares. Na nossa espuma quântica os cem dólares representa quando a espuma se tornou uma partícula, positiva, digamos um quark down. Mais dinheiro vai transformar este quark down digamos, num elétron negativo, o qual é o veiculo carregador da energia da nossa realidade. A espuma continua existindo ou se tornou uma partícula? Ora, a espuma na verdade não existe com substancia nenhuma real, como uma conta bancaria com saldo médio zero e algo abstrato, apenas existe nos papeis do banco, mas os papeis mentem, porque os papeis tem substancia zero. Quando o cliente volta e retira os cem dólares, representa que a partícula quark down sumiu, ou melhor, ela voltou a ser a espuma; ficou apenas a conta bancaria que é zero. No outro dia o cliente emite um cheque de cem dólares e o banco cobre o cheque. Agora temos uma conta bancaria com saldo médio negativo, em debito. No mundo quantico isto representa que a espuma novamente se transformou, mas agora numa particula positiva, que e a oposta do eletron, e a chamamos de positron.

Positron é a particula do que Dirac descobriu neste universo, a anti-matéria. Se uma particula eletron, matéria, se tocar numa particula positron, anti-matéria, as duas se aniquilam imediatamente, desaparecem, no seu lugar fica o que parece ser apenas luz, mas na nossa linguagem é a espuma quantica. Ou havia na conta bancaria um saldo de cem dólares e o cliente sacou cem dólares ficando a conta a zero, ou havia um debito de cem dólares e o cliente os pagou, ficando a conta a zero. Ficou a espuma quantica, eletron e positron não existem mais.

Mas… então nos acreditamos que existe a nossa realidade. Nos vemos e tocamos matéria, temos certeza que ela existe. Os fisicos dizem que não, é impossivel, pois a espuma quantica fica eternamente patinando sem sair do lugar. No momento que a espuma quantica existe, só existe ela no mundo, nada mais, nenhuma particula, ela é a substancia do “nada” que preenche o mundo todo. Mas então ela se torna uma particula e esta particula surge com um movimento rotatório, digamos, girando para a esquerda, spin left, e a este movimento convenhamos chamar de “positivo”. Nesse momento a espuma quantica é apenas isso, uma particula. Esta particula enche o Universo, o mundo todo, ela é tudo o que existe, nada mais existe alem dela, e enquanto ela existe nada mais nunca existira, então ela é a substancia do nada agora. Acontece que o movimento de giro vai enfraquecendo, desacelerando sua velocidade, até chegar a zero, e quando chega a zero, a particula positiva deixou de existir, se transformou na espuma quantica novamente. No momento seguinte, a espuma se torna uma particula, agora girando a direita, spin right. A qual vai desacelerar e voltar a desaparecer, ser zero, ser a espuma quantica.

Podemos dizer que o nada existe, mas ele pode existir em três estados diferentes, um de cada vez, estes estados são alternados entre si. A santíssima trindade, ou a manifestação abstrata ou do pai, ou do filho, ou do espirito santo. Em cada momento só pode se expressar um, nunca dois ou os três ao mesmo tempo. Quando um fala, os outros dois não apenas se calam, mas desaparecem da cena. O que fala, sempre esta falando sozinho.

Falando para quem, então? Se é o filho que esta’ falando, ele não esta’ falando para o pai nem para o espirito santo ( a particula positiva não esta’ girando para a assistência da espuma quantica nem para assistência da particula negativa), o filho esta’ falando para nos, para nossa realidade que acreditamos existir, que na verdade, não existe. Não existe, não existimos, mas estamos ouvindo. O mundo material não existe alem da espuma quantica, mas o seu giro seja para a direita ou para a esquerda, ou sua inercia, tem que serem giros e inercia em relação a alguma outra coisa, se não, nem os giros, nem a inercia podem existir. Esta outra coisa, a que assiste um destes três estados, é a nossa realidade material. Que não existe. Como?!

Aqui encontrei uma solução, mas a qual só foi possível depois que consegui a formula da Matrix/DNA.

Os fisicos dizem que a nossa realidade é uma ilusão, não pode existir, ela é o “leftover”, e sem muta certeza sobre a definição desta palavra em inglês, vou traduzi-la para “resto”. Seria o resto que fica de cada um dos três estados quanticos? Mas seria um resto apenas existente no futuro, nunca no passado nem no presente, pois o que existiu no passado foi uma das duas partículas ou a espuma, e o que existe no presente ou é uma das duas particulas ou a espuma. O resto é o dinheiro emprestado pelo banco que cobriu o debito, mas um dinheiro que o banco tambem não tem, o chamado empréstimo a futuro.

No entanto, contrariando o resultado final logico da equação logica dos fisicos, os humanos provam que o resto existe, e existe aqui e agora, como existiu no passado com certeza vai existir no futuro, ao menos no futuro próximo milionésimo de segundo. Os fisicos estão com um serio problema com os humanos. Os humanos são a prova de que algo na sua equação esta’ errado, ou então, que sua equação esta’ incompleta, faltando alguma coisa que eles não conhecem. E os humanos estão com um serio problema com os fisicos, pois os fisicos provam que existe alguma coisa que os humanos não conhecem, a qual, é a realidade real…

Mas a formula sugere uma solução: tanto os fisicos quanto os humanos estão 100% certos. E ao mesmo tempo, ambos estão 100% errados.

O segredo  começa a ser resolvido na função 4 da formula. Ali, o fluxo de informações que corre no circuito esférico ( na realidade e` espiralado, girante como uma particula) chega e se divide em dois fluxos. Um fluxo continua perfazendo a esfera, o outro, como uma emissão de um ramo lateral, ao invés de seguir a direção curva da esfera, adquire a direção de uma reta rumo ao centro da esfera, onde tudo começa e tudo termina. O ramo lateral consiste em metade da energia do fluxo esquerdo, que vinha crescendo depois de ter nascido em F1. Quando o fluxo se divide, outra coisa acontece: se ele tinha nascido em F1 com um potencial de 50% de energia mais 50% de massa, ao subir pelo circuito esquerdo, a sua energia vai crescendo enquanto sua massa vai diminuindo, o que significa que massa esta sendo transformada em energia pela formula E=mc2. No seu estado astronomico da formula, isto significa que o núcleo energético de um astro esta crescendo porque esta “comendo” as camadas de massa da periferia, as placas tectônicas, até quando a energia “come” tudo e o astro se torna uma estrela, supernova. No seu estado de “corpo ou sistema humano” esta fase é a que vai do nascimento de um baby que vai crescendo até a fase que adquire o ultimo aparato para sua reprodução sexual, o que eu poderia chamar de “explode num supernovo adulto”.

No momento que o fluxo se divide, o ramo lateral se dirige ao núcleo que não existe mais, assim como a partícula positiva se dirige a espuma quântica que não existe mais, porem vai existir no momento futuro seguinte, quando a particula se transforma na espuma. Assim o ramo lateral se transforma no núcleo que não existia. Mas ele faz isso porque, enquanto ela estava viajando de F4 para F1, o ramo esférico produzia a massa resultante da estrela, suas cinzas, ou poeira, e direcionou esta poeira justamente para o local onde existia o núcleo. Quando o bólido do fluxo lateral chega junto com a poeira no mesmo ponto, renasce o núcleo. Particula positiva se encontrou com negativa, matéria com antimatéria, as duas se auto-aniquilaram, já não existe mais ramo esférico nem lateral, matéria e anti-matéria se tornaram espuma quantica que parece ondas de luz, ramo esférico e lateral se tornaram o vórtice nuclear.

Então, na verdade, o lançamento do ramo lateral tinha um proposito para o futuro, o de reproduzir o sistema. E isto se chama “perpetuação da especie”. o que acontece na verdade, no fritar dos ovos, é um exemplar processo de reprodução sexual a nível eletromagnético atômico, e a nível mecânico astronômico, e ainda a nível biológico humano.

Os físicos fizeram uma analogia entre a nossa realidade e a conta bancaria para concluírem que a nossa realidade não existe, porque é um empréstimo do futuro para ser pago no futuro. Aqui nos descobrimos que a tanto a nossa realidade quanto a realidade quantica têm um mecanismo chamado de “perpetuação da especie”, o qual é acionado para funcionar agora, mas sabendo-se que não vai receber pagamento agora, pois a perpetuação é um projeto para garantir a existência no futuro, portanto estas realidades estão pagando ao futuro desde já. O futuro mesmo não existia mas ele é criado e garantido pelo pagamento antecipado, pelo mecanismo da perpetuação. Ótimo, essa providencia torna nossa realidade realmente real, não é mais uma ilusão.

A humanidade e uma realidade material, mas ela e o leftover da espuma quantica. Ela não é nenhum dos três estados da santíssima trindade. Ela não é a espuma quantica, não é a particula positiva, nem é a particula negativa. A realidade real, fundamental do mundo é um dos três estados, e a humanidade não é nenhum destes estados, então ela não é a realidade fundamental do mundo. Ela é um empréstimo do futuro. O resto. Ela é um conceito abstrato: perpetuação da especie. Mas observando a formula, nota-se que em nenhum momento ela é “perpetuação de si mesma”: Num momento, ou ela é  o fluxo que sobe pela esquerda (girando para a direita, quark up) ou o fluxo que desce pela esquerda ( girando para a direita, quark down), o qual só existe porque deixou de existir o fluxo da esquerda e o nucleo, ou é o nucleo ( a espuma quantica, que só existe quando não existem nem o fluxo da direita, nem o da esquerda.

E então?

Não esta solucionada a briga entre fisicos e humanos? Existem duas dimensões diferentes e separadas entre si. Uma dimensão é constituída pelos três estados quanticos. A outra dimensão é constituída por matéria, energia mais massa. Separadas porque a dimensão da matéria não é produto da transformação da dimensão quantica, nem a dimensão quântica e produto da transformação da dimensão material. Separadas porque não existem trocas entre as duas dimensões.

Nas duas dimensões existem três estados. Na dimensão material também, ou só existe a energia devorando massa, energia e massa girando para a direita, que significa massa diminuindo, não existe nem o seu contrario, a face direita, onde massa devora energia, a energia e massa gira para a esquerda, nem existe um núcleo.

Nas duas dimensões, cada estado se transforma num estado seguinte. Porem num estado seguinte que só existe na sua dimensão. Não tem como um estado da realidade quântica se tornar um estado da realidade humana, nem vice-versa.

Mas as duas dimensões existem ao mesmo tempo, e a prova e que uma pode ver, assistir a outra, sem poderem se tocarem. Pois os físicos viram, assistem, a dimensão quântica e se esta tivesse olhos, poderia também assistir a existência da realidade humana, sem poder toca-la.

A humanidade existe porque cada individuo se reproduz, assim ela se perpetua, fixando sua existência real. Mas a humanidade em si, se reproduz? Não porque para haver reprodução tem que ter dois elementos, o masculino e o feminino, o positivo e o negativo,  o fluxo crescente ou seu anti, o fluxo decrescente, e nada é conhecido como o anti da humanidade.

A solução do mistério esta no ramo lateral, a função reprodutora, responsável pela perpetuação do sistema.

Mas temos que notar que enquanto existe o momento do ramo lateral, quando ele esta indo de F4 para F1, esta existindo tambem o momento do ramo esférico direito. E que depois os dois se fundem, na forma de nucleo. Vamos então agora a dimensão quantica para ver se isto acontece? Estaria também a realidade quântica sendo perpetuada devido a um mecanismo reprodutivo da perpetuação?!

Recapitulando: num momento existe apenas a espuma quântica, na qual se nota que existe um movimento, uma especie de vibração que nos transmite a aparência de ondas continuas. Seja como for, deste movimento resulta que a espuma se torna diferente, uma partícula com aparência de matéria.

Saindo da espuma quântica e indo para a formula, sentimos que a espuma deve ser o momento de F1, do nucleo, o qual e composto de 50% massa e mais 50% energia, então suspeitamos que neste momento a espuma quantica também seja  composta de dois elementos, desconhecidos ainda. Da espuma emerge uma particula fundamental, enquanto da formula em F1 emerge um corpo, seja um astro, um baby humano, e ou talvez um elétron atômico. F1, o núcleo deixou de existir, então suspeitamos que na dimensão quantica, a espuma deixou de existir. Como a particula emergida da espuma é a totalidade, é nada, da mesma forma que a espuma é o nada da totalidade, diremos que a particula nada mais e que a própria espuma, num estado diferente. Na formula, quando o fluxo chega em F4, supomos que a particula atingiu sua máxima capacidade de giro, sua máxima velocidade. Na formula, o fluxo esquerdo desaparece e se divide em dois fluxos com movimentos diferentes. Na dimensão quantica teorizamos que a partícula spin left volta a ser espuma quantica. Ela não e divide em duas coisas diferentes. Ou talvez… sim.

Na formula, vemos que F4 e F1 ao oposto. F1 exerce a função reprodutora feminina. F4 exerce a função reprodutora masculina. Mas homem e mulher sao dois sexos diferentes, porem, de uma mesma e unica especie, uma mesma forma. a pequena diferença de forma entre homem e mulher se deve ao fato que seu ancestral comum, uma célula hermafrodita, continha os dois, e depois separou-os. Na formula, hermafrodita, os dois eram o mesmo, eram apenas um, em cada momento. Nunca existem os dois ao mesmo tempo. Mesmo assim, a formula se perpetua, se auto-recicla, se reproduz. Mas a formula e abstrata. Quando se torna célula, sua contraparte real, material, os dois se fixam existindo ambos no mesmo momento.

Voltando a dimensão quantica, ela foi a primeira realidade a existir. Lembre-se o que os físicos aprenderam: a nossa realidade e o leftover, o resto. Um produto lateral, subsequente? Apenas abstratamente, pois não existem trocas entre a dimensão quantica e a dimensão material. Uma não pode ser produzida pela outra, e vice-versa.

A formula, quando estava no estado astronômico, antes de seu leftover existir – o estado ou vida biológica – era hermafrodita, porem, os dois opostos não existiam num mesmo momento. Era um corpo sob evolução e depois involução, carregando dentro de si em estado apenas potencial, o masculino e o feminino, mas dentro do corpo, este estado masculino e feminino nunca se fundiam.  Quando o sistema astronômico se tornou ( sem desaparecer) um sistema celular, continuou sendo hermafrodita, porem aqui os dois opostos se fundem.

Então? Na dimensão quantica tambem existe  auto-perpetuação? Existe tal mecanismo? A história, o enredo da nossa dimensão esta sugerindo que não, não precisa existir. Tal como o sistema astronômico não produz em si, a fusão do masculino com o feminino, e o sistema astronômico existia antes da célula, e o sistema astronômico é a espuma de fundo externa a célula,  a dimensão quantica não precisa ter este mecanismo de auto-perpetuação.

Talvez aqui jaz a diferença fundamental que separa as duas realidades.

Mas a dimensão quântica esta perpetuada, ela executa o fluxo esférico. Ela tambem ou é o nucleo, F1, ou a face esquerda (de F1 a F4), ou e a face direita ( de F4 a F7). Como a particula spin right se torna espuma quantica? Como a face direita se torna metade do núcleo? Se a espuma e metade, qual e a outra metade? Ou a espuma e dois em um, o resultado da fusão da spin left com a spin right?

Quando matéria se encontra com antimatéria, as duas desaparecem, resta a luz. A espuma quantica é um campo, o campo da luz?

A nossa realidade, no seu principio, era matéria distribuída de forma caótica, aleatória. Diz a formula da Matrix/DNA que nessa matéria caótica surgiu uma onda de luz trazendo um código, a formula para um sistema natural. Essa fórmula na luz, ou essa formula de luz, organizou parte dessa matéria num sistema, o sistema cresceu, se multiplicou, se diversificou, e aqui estamos nos, como uma forma desse sistema, e o nosso mundo externo, composto de regiões com matéria caótica e regiões com outras formas do sistema.

Vamos supor que essa luz que surgiu na matéria caótica, nada mais, nada menos, seja a luz que surgiu do encontro entre matéria e antimatéria num dado ponto do espaço?

Mas se essa luz era a espuma quantica, então…

Mas a espuma quantica continua compondo a dimensão quantica, ela não emigrou para a nossa realidade material. Sempre pensamos que as duas realidades estão completamente separadas entre si.

Ora, existe uma outra situação onde um elemento, uma força, que existe num sistema, o qual existe num dado momento, e nada mais existe alem dele, se torna a mesma forca existente em outro sistema, que exista no momento seguinte, depois que o sistema anterior desapareceu. De maneira que nunca os dois sistemas existem ao mesmo tempo, o que significa que os dois sistemas são totalmente separados entre si. E’ justamente a força da perpetuação, o ramo lateral F5, na formula. O genoma no corpo humano. O qual nada mais é que DNA. DNA nada mais é que a formula. A formula nada mais é que luz. A luz é suspeita de ter vindo da dimensão quântica sem no entanto ter deixado a dimensão quantica. O genoma humano sai do corpo humano, no momento da reprodução, mas continua no mesmo corpo humano. O genoma deste corpo humano sempre existiu no seu passado, existe no presente, e sempre existira no seu futuro. No entanto teve um momento que ele saiu deste corpo humano, e quando ele saiu, nunca mais voltou a este corpo humano.

O genoma que saiu do corpo humano e nunca mais retornou, foi constituir um leftover daquele corpo humano. O resto. um novo corpo, um novo sistema, um novo estado da realidade humana.

Então chegamos a solução final do mistério todo. A espuma, ou luz, da dimensão quântica, sempre existiu no seu passado, existe no presente, e sempre existira na sua totalidade, no seu futuro. Mas saiu uma parte dela, saiu da dimensão quantica. Não era “parte” dela, porque ela continua na sua totalidade na dimensão quântica. O que saiu foi uma reflexo que reproduziu sua imagem num espelho, e neste espelho, o reflexo se materializou, criou vida própria, uma vida diferente da que conhecia no estado quântico, porque o ambiente do estado quantico não é um espelho.

Nos, humanos, somos aqui a dimensão quantica. A nossa realidade, inclusive nossos corpos, são a substância, a matéria de um espelho. Então os fisicos tem razão: a imagem num espelho não é um objeto real. E’ uma ilusão de ótica, de tato, etc.

Mas… espera ai… não resolvemos inteiramente o mistério. De onde surgiu o espelho? A substancia que compõe o espelho? Certamente não veio da unica realidade que existia, que era o nada, apenas um dos três estados da dimensão quantica. Então de onde veio o espelho?! A matéria caótica que existia em “no principio era o caos”?

Raios!

A minha teoria esta igual a Bíblia e sua religião, um ciclo vicioso, onde a evidencia para a teoria não é um fato, e sim a própria teoria.

Vamos puxar um outro aspecto da teoria.

Ela diz que no principio, nesta região do espaço onde hoje se assenta o universo material, só existia a dark matter. Com o Big Bang, uma onda de lux veio de fora desta região do espaço. Essa onda de luz se propagou no meio da dark matter. Ao passar, a luz gera uma fricção, um atrito com a dark matter. Esta friccao se materializa na forma de energia material. Esta’ criada a energia, tal como a conhecemos.

Ok. Sabemos que o universo material é composto de apenas três elementos elementos: massa, ou dark matter ( ou campo de higgs, ou éter, como queira), e energia, e luz. Sabemos de onde veio a energia e a luz. A luz veio da dimensão quântica, e criou a energia.

Mas e a dark matter?

Insolvível?

Vamos aceitar por ora uma solução provisoria: o Nada é composto por dois elementos: a dimensão quantica e a dark matter. E’ assim hoje, sempre foi assim, até o infinito. E dai? Qual o problema nessa definição do Nada?

  1. ” O problema – respondeu alguém- e que esta faltando Deus nessa definição…”
  2. ” Não necessariamente – respondi eu. Considere que a formula em forma de luz foi o genoma de Deus… que flutua no meio da espuma quântica, é esse genoma que causa aquela vibração e ondulação que os físicos viram.  Então, a espuma quântica é o involucro membranoso espermático que contem o genoma. A dark matter é a placenta no corpo de Deus que envolve a formula que esta na espuma quântica. Agora… noves fora = zero. Tira para um lado, a luz, mais a dimensão quantica, mais a dark matter e do outro lado, sobra zero. Se você quer dar um nome a esse zero, se você quer acreditar que esse zero é algo e tem uma personalidade, magica e toda poderosa, e o nome que você escolhe para esse zero é Deus… para mim não tem problema algum, você é livre para acreditar no que quiser, e talvez sua crença tenha fundamento, o que me importa é que, racionalmente, ninguém pode dizer que esta faltando Deus na minha definição. O zero é nada nesta nossa realidade, neste nosso mundo, você diz que  Deus não e deste mundo, você disse que Deus para este mundo é zero”

Bem… acabamos de dar um belo e exaustivo passeio, por outros mundos, ao menos, mentais. O que eu extraio de todas estas conjecturas é algo que me agrada. Vi aqui que é possível existir a dimensão quantica separada da nossa realidade mesmo que a nossa realidade seja uma ilusão produzida pela dimensão quantica… a qual nada produz fora dela, portanto não poderia ter produzido a nossa realidade. Mas produziu. O paradoxo é resolvido pela formula, quando nos revela o mecanismo do ramo lateral. O mecanismo da perpetuação das especies biológicas e o mesmo mecanismo da perpetuação da nossa realidade. Como uma realidade que não deveria existir, se torna existente de fato, e em paralelo a realidade que sempre existiu de fato.

Agora posso voltar aos debates na Internet e enfrentar esse pessoal que quando o tema se torna complicado, me vem com esse quebra-gelo de que a nossa realidade é uma ilusão, então não adianta discutir nada, estamos debatendo inutilidade, tchau… Sim, a mente humana tem um limite de esforço e resistência, e quando ela chega no seu limite, simplesmente sai correndo, foge do campo real dizendo que esta’ sindo for da ilusão. Agora posso segurar este que foge e lhe explicar que a ilusão tem uma explicação, que não é ilusão. O problema e que para explicar isso teria que copiar e colar este texto todo. E ai o cara não vai ler… nem eu terei saco para voltar aqui e ler tudo outra vez…

Consegui solucionar o mundo, mas não encontrei a solução para resolver o problema da mente do meu companheiro de conversa, assim a solução do mundo fica inútil. Só rindo de mim mesmo. Qua-qua-qua-qua….

( lembrete para a Matrix/DNA: esta tese foi inspirada ao assistir o vídeo…

https://www.youtube.com/watch?v=KFS4oiVDeBI

Descoberta mais uma evidencia para a Matrix/DNA: Protons e Neutrons com seus seis quarks apresentam a mesma imagem e configuacao do DNA, portanto, os seis QUARKS foram a formula universal e nossos ancestrais!

quarta-feira, dezembro 5th, 2018

xxxx

Quarks criados pelo ciclo vital

Quarks criados pelo ciclo vital By Incnis MrsiOwn work, CC BY-SA 3.0, Link

 

O pouco que sabemos dos quarks ja e suficiente para apontar varias evidencias de que eles estao dentro do tronco da arvore da evolucao universal, ou seja, eles participaram e participam da única linhagem evolucionaria universal do sistema natural universal. Se isto estiver correto, os quarks ja eram uma das formas iniciais do sistema universal, uma forma que esta para o DNA como a forma de morula esta para um adulto humano. O DNA e uma auto projeção evolucionaria dos quarks, como uma morula e uma auto projeção evolucionaria para um corpo humano adulto.

Indícios como evidencias:

1 ) Os seis tipos de quarks se apresentam em seis diferentes pesos de massa. E teoria acadêmica com pouca possibilidade de visualização sugere que quarks tem formatos de pontos, todos eles. Entao se variam os tamanhos seria muito dificil detectar. Mas a varia a massa interna. Na figura abaixo foi calculado a massa do mais leve quark como sendo uma bolinha. A partir dessa bolinha-unidade foram calculando os outros pesos dos outros quarks e representando-os como se fossem diferentes tamanhos da bola. Portanto, e por enquanto, o que sabe-se que muda nos quarks e a forma ou densidade interna da massa e não o tamanho.

A Matrix/DNA nota que a formula universal para sistemas sempre tem seis partes principais, as quais se apresentam sem seis pesos, tamanhos, formas, etc., diferentes. Isto, segundo a formula descobriu, e porque o sistema universal e’ montado pelo ciclo vital, o qual produz a variação das formas de um corpo. E isso nos leva a suspeitar e arrolar como evidencia que o os quarks formam um sistema, são partes de um sistema, e possuem o principio vital do sistema universal.

2) Os seis quarks se dividem em termos de forssa, deduzidas das suas interações em tres quarks fracos (d,s,b) e tres fortes (u,c,t) como podemos ver na segunda figura abaixo. O proton e constituído apenas de tres quarks, u + u + d, como podemos ver na figura 3.  Enquanto isso, o neutron, que esta a seu lado e forma com ele um par dentro do nucleo dos atomos, tambem e’ formado por tres quarks, u+d+d, como podemos ver na figura 4. Ora, o que existe na Natureza em que existe um par lateral e cada um tem tres elementos ? A formula da Matrix/DNA, a unidade fundamental de informacao do DNA que e constituída por dois nucleotides laterais e suas bases, etc. Poderíamos desenhar o proton no lado esquerdo da tela e o neutron no lado direito,  de forma que seus quarks fossem expostos externamente, e obteríamos exatamente a mesma imagem do DNA, com seus dois açúcares laterais expondo suas bases externamente. não posso fazer o desenho aqui agora mas vou descrever:

A grande molécula de “açúcar” em um nucleotídeo liga-se a duas bases que na soma tem tres moléculas menores, sendo que uma base tem so uma molécula e a outra tem duas moléculas. Proton e neutron são a mesma configuracao. vamos imaginar que proton se tornou no futuro o açúcar na haste esquerda e neutron o açúcar na haste direita.  O proton liga-se a uma base com dois quarks que seria a guanina no futuro, e outra base com apenas um quark, que seria a citosina no futuro; ao seu lado o neutron tambem tem uma base com dois quarks que seria a timina no futuro, e mais uma base com um so quark que seria adenina no futuro. As divisões em bases púricas e pirimidinas ( se me lembro bem estes nomes) seria a divisao entre tres os tres quarks u e os tres quarks d que formam o par. Eu arrolo tudo isto como forte evidencias de que os seis quarks são partes de uma forma do sistema natural que foi antepassado do DNA, que o DNA foi construída da maneira que e obedecendo as particulas que o compoem e o modelo que elas determinaram trazidas geneticamente da evolucao cosmologica, e que o sistema quark e tão nosso parente e ancestral como o são as bactérias e os repteis.

3) Enquanto os tres primeiros quarks são comuns na natureza formando todos os hadrons como os protons, os tres ultimos quarks, da terceira geracao, não são comuns, so surgem formados em colisões de alta energia, como nas radiações cósmicas e artificialmente, nos aceleradores de particulas terrestres. E os quarks da ultima geracao tem vida muito mais curta que os quarks da primeira, porque da mesma forma que são rapidamente formados com elevada energia, imediatamente decaem por radiação para a forma dos tres primeiros quarks. Ora isto significa que os tres ultimos representam a degeneração pela entropia. E isto nos lembra imediatamente a formula da Matrix/DNA: de F2 a F4 o fluxo de energia e crescente, o corpo e jovem e estável; de F5 a F7 tem inicio a entropia, o corpo e envelhece e decai. Mais uma evidencia de que quarks são uma forma da formula universal.

4) Porem, no DNA tem as pontes de hidrogênio conectando as moléculas. Onde estao as pontes conectando os quarks inclusive dos de um casal de proton e neutron, entre si? Hummm… vamos pedir socorro a adorável Wikipedia:

” Forces between quarks are mediated by gluons.”

Ai estao os correspondentes antigos dos hidrogênios. Mais uma evidencia de que o conjunto proton + neutron, com seus quarks dentro do nucleo atômico, são ‘a imagem e semelhança do DNA. E não poderia ser de outra forma. Uma única linhagem evolucionaria, um unico tipo de processo genetico hereditário, determina que tataraneto de peixe, peixinho sera.

Mais informacoes uteis:

There are six types, known as flavors, of quarks: up (u), down (d), strange (s), charm (c), bottom (b), and top (t). Up and down quarks have the lowest masses of all quarks. The heavier quarks rapidly change into up and down quarks through a process of particle decay: the transformation from a higher mass state to a lower mass state. Because of this, up and down quarks are generally stable and the most common in the universe, whereas strange, charm, bottom, and top quarks can only be produced in high energy collisions (such as those involving cosmic rays and in particle accelerators).

Figura 2:  The strengths of the weak interactions between the six quarks.

Three balls "u", "c", and "t" noted "up-type quarks" stand above three balls "d", "s", "b" noted "down-type quark". The "u", "c", and "t" balls are vertically aligned with the "d", "s", and b" balls respectively. Colored lines connect the "up-type" and "down-type" quarks, with the darkness of the color indicating the strength of the weak interaction between the two; The lines "d" to "u", "c" to "s", and "t" to "b" are dark; The lines "c" to "d" and "s" to "u" are grayish; and the lines "b" to "u", "b" to "c", "t" to "d", and "t" to "s" are almost white.

By Original work: [1]Modified by:TimothyRias – Derivative work, from public down work uploaded to en.wikipedia. original, Public Domain, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=7415772

Figura 3 = Proton

Three colored balls (symbolizing quarks) connected pairwise by springs (symbolizing gluons), all inside a gray circle (symbolizing a proton). The colors of the balls are red, green, and blue, to parallel each quark's color charge. The red and blue balls are labeled "u" (for "up" quark) and the green one is labeled "d" (for "down" quark).

A proton is composed of two up quarks, one down quark, and the gluons that mediate the forces “binding” them together. The color assignment of individual quarks is arbitrary, but all three colors must be present.
Figura 4 – Neutron
Quark structure neutron.svg

The quark content of the neutron. The color assignment of individual quarks is arbitrary, but all three colors must be present. Forces between quarks are mediated by