Archive for the ‘Filosofia’ Category

Filosofia natural, Ciencia Natural, e Ciencia: Diferencas explicadas no Wikipedia

sexta-feira, abril 12th, 2019

xxxx

https://en.wikipedia.org/wiki/Natural_science

Newton and the scientific revolution (1600–1800)

By the 16th and 17th centuries, natural philosophy underwent an evolution beyond commentary on Aristotle as more early Greek philosophy was uncovered and translated.[51] The invention of the printing press in the 15th century, the invention of the microscope and telescope, and the Protestant Reformation fundamentally altered the social context in which scientific inquiry evolved in the West.[51] Christopher Columbus‘s discovery of a new world changed perceptions about the physical makeup of the world, while observations by Copernicus, Tyco Brahe and Galileo brought a more accurate picture of the solar system as heliocentric and proved many of Aristotle’s theories about the heavenly bodies false.[52] A number of 17th-century philosophers, including Thomas Hobbes, John Locke and Francis Bacon made a break from the past by rejecting Aristotle and his medieval followers outright, calling their approach to natural philosophy as superficial.[53]

The titles of Galileo’s work Two New Sciences and Johannes Kepler‘s New Astronomy underscored the atmosphere of change that took hold in the 17th century as Aristotle was dismissed in favor of novel methods of inquiry into the natural world.[54] Bacon was instrumental in popularizing this change; he argued that people should use the arts and sciences to gain dominion over nature.[55] To achieve this, he wrote that “human life [must] be endowed with new discoveries and powers.”[56] He defined natural philosophy as “the knowledge of Causes and secret motions of things; and enlarging the bounds of Human Empire, to the effecting of all things possible.”[54] Bacon proposed scientific inquiry supported by the state and fed by the collaborative research of scientists, a vision that was unprecedented in its scope, ambition and form at the time.[56] Natural philosophers came to view nature increasingly as a mechanism that could be taken apart and understood, much like a complex clock.[57] Natural philosophers including Isaac Newton, Evangelista Torricelli and Francesco Redi conducted experiments focusing on the flow of water, measuring atmospheric pressure using a barometer and disproving spontaneous generation.[58] Scientific societies and scientific journals emerged and were spread widely through the printing press, touching off the scientific revolution.[59] Newton in 1687 published his The Mathematical Principles of Natural Philosophy, or Principia Mathematica, which set the groundwork for physical laws that remained current until the 19th century.[60]

Some modern scholars, including Andrew Cunningham, Perry Williams and Floris Cohen, argue that natural philosophy is not properly called a science, and that genuine scientific inquiry began only with the scientific revolution.[61] According to Cohen, “the emancipation of science from an overarching entity called ‘natural philosophy’ is one defining characteristic of the Scientific Revolution.”[61] Other historians of science, including Edward Grant, contend that the scientific revolution that blossomed in the 17th, 18th and 19th centuries occurred when principles learned in the exact sciences of optics, mechanics and astronomy began to be applied to questions raised by natural philosophy.[61] Grant argues that Newton attempted to expose the mathematical basis of nature – the immutable rules it obeyed – and in doing so joined natural philosophy and mathematics for the first time, producing an early work of modern physics.[62]

The scientific revolution, which began to take hold in the 17th century, represented a sharp break from Aristotelian modes of inquiry.[63] One of its principal advances was the use of the scientific method to investigate nature. Data was collected and repeatable measurements made in experiments.[64] Scientists then formed hypotheses to explain the results of these experiments.[65] The hypothesis was then tested using the principle of falsifiability to prove or disprove its accuracy.[65] The natural sciences continued to be called natural philosophy, but the adoption of the scientific method took science beyond the realm of philosophical conjecture and introduced a more structured way of examining nature.[63]

Newton, an English mathematician, and physicist, was the seminal figure in the scientific revolution.[66] Drawing on advances made in astronomy by Copernicus, Brahe, and Kepler, Newton derived the universal law of gravitation and laws of motion.[67] These laws applied both on earth and in outer space, uniting two spheres of the physical world previously thought to function independently of each other, according to separate physical rules.[68] Newton, for example, showed that the tides were caused by the gravitational pull of the moon.[69] Another of Newton’s advances was to make mathematics a powerful explanatory tool for natural phenomena.[70] While natural philosophers had long used mathematics as a means of measurement and analysis, its principles were not used as a means of understanding cause and effect in nature until Newton.[70]

In the 18th century and 19th century, scientists including Charles-Augustin de Coulomb, Alessandro Volta, and Michael Faraday built upon Newtonian mechanics by exploring electromagnetism, or the interplay of forces with positive and negative charges on electrically charged particles.[71] Faraday proposed that forces in nature operated in “fields” that filled space.[72] The idea of fields contrasted with the Newtonian construct of gravitation as simply “action at a distance”, or the attraction of objects with nothing in the space between them to intervene.[72] James Clerk Maxwell in the 19th century unified these discoveries in a coherent theory of electrodynamics.[71] Using mathematical equations and experimentation, Maxwell discovered that space was filled with charged particles that could act upon themselves and each other and that they were a medium for the transmission of charged waves.[71]

Significant advances in chemistry also took place during the scientific revolution. Antoine Lavoisier, a French chemist, refuted the phlogiston theory, which posited that things burned by releasing “phlogiston” into the air.[72] Joseph Priestley had discovered oxygen in the 18th century, but Lavoisier discovered that combustion was the result of oxidation.[72] He also constructed a table of 33 elements and invented modern chemical nomenclature.[72] Formal biological science remained in its infancy in the 18th century, when the focus lay upon the classification and categorization of natural life. This growth in natural history was led by Carl Linnaeus, whose 1735 taxonomy of the natural world is still in use. Linnaeus in the 1750s introduced scientific names for all his species.[73]

By the 19th century, the study of science had come into the purview of professionals and institutions. In so doing, it gradually acquired the more modern name of natural science. The term scientist was coined by William Whewell in an 1834 review of Mary Somerville‘s On the Connexion of the Sciences.[74] But the word did not enter general use until nearly the end of the same century.

Livro importante para ler: Ayn Rand, “Atlas Shrugged”. Comprado.

segunda-feira, abril 8th, 2019

xxxx

https://en.wikipedia.org/wiki/Atlas_Shrugged

Comprei o livro, mas antes de le-lo precisa saber que…

Precisa antes saber que Ayn veio de família judia-russa e foi criada na classe media burguesa, seu pai tinha negócios de farmácias. Foram atacados pela revolução bolchevique de Lenin, perderam a boa vida. E quando ela foi para os USA, foi logo ajudada por outro judeu, Cecil Mille. Então claramente tem uma visão torcida sob a perspectiva judaica e burguesa.

O título é uma referência a Atlas, um Titã descrito no livro como “o gigante que mantém o mundo em seus ombros”. O significado desta referência aparece em uma conversa entre os personagens Francisco d’Anconia e Hank Rearden, em que d’Anconia pede que conselho Rearden daria a Atlas ao ver que “quanto maior o esforço [do titã], mais pesado fica o mundo em seus ombros”. Com Rearden incapaz de responder, d’Anconia dá a sua própria resposta: “encolher os ombros” (“to shrug”).

O tema de Atlas Shrugged, como Rand o descreve, é “o papel da mente do homem na existência”. O livro explora uma série de temas filosóficos de que Rand posteriormente desenvolveria como objetivismo.[6][7] Ao fazer isso, ela expressa a defesa da razão, o individualismo, capitalismo, e as falhas da coerção governamental.

Rand then began Atlas Shrugged to depict the morality of rational self-interest,[7] by exploring the consequences of a strike by intellectuals refusing to supply their inventions, art, business leadership, scientific research, or new ideas to the rest of the world.

Desconstruindo a cultura tradicional e moderna predatoria: SacredWeb e Filosofia Perene contra-ataca

sábado, fevereiro 9th, 2019

xxxx

http://www.sacredweb.com/online_articles/sw42_editorial_sample.pdf

Desconstruindo a Desconstrucao

Uma das sugestoes desta visao de mundo denominada Matrix/DNA e` desconstruir a cultura milenar tradiconal que perdura na modernidade, alegando que a maioria das interpretacoes humanas dos significados dos fenomenos naturais estao equivocadas porque teria sido construida uma cultura segregadora pelas oligarquias predadoras da humanidade para alicercar seus poderes de dominacao. Achei valido e racional tal sugestao e desde entao tenho me dedicado a esta atividade, sempre criticando principalmente os nomes gramaticais e conceitos idealisticos dados `as coisas concretas e suas definicoes.

Porem eis que me deparo com a existencia de uma correste ou escola do pensamento denominada “Filosofia Perenalista”, ou “Filosofia Perene”, a qual defende resumidamente que todas as religioes partiram de um cerne comum, o qual teria sido revelado por Deus. A partir dai, devido ao espalhamento das tribos no globo, foi se derivando formas de religioes mantendo, torcendo ou distorcendo este cerne comum.

Os adeptos desta doutrina concluiram que devem conservar os simbolos profundos das religioes, os quais se referem ao cerne primordial comum,  entao concluiram que existem outras correntes, tendencias, tentando e trabalhando para desconstruir este aspecto transcendental na mente humana, criticando e atacando suas verdades absolutas.

O qual seria o caso de um adepto da Matrix/DNA.

Como não sou torcedor de times e partidos e ideologias, e não creio que cérebro humano algum tenha a capacidade de processar as informações sobre a verdade ultima, estou sempre revendo, testando, auto-criticando minhas conclusões e as sugestões da minha cosmovisão – a Matrix/DNA. Sempre procuro ver o verso e o inverso de uma questão para tentar obter uma terceira alternativa. Então tenho agora um prato cheio para testar, auto-criticar minha atividade visando desconstruir a atual cultura humana. Devo ler e pausar refletindo cada frase nesta introdução dos perenialistas na forma de PDF, sendo que infelizmente não se consegue copiar e colar o texto aqui para esquematizar o teste.

xxxxx

Uma valida reclamação dos perenialistas:

A desconstrução sendo perpetrada pelo Iluminismo trazendo em seu bojo o materialismo esta desconstruindo todos os símbolos do imaginário sagrado, porem pondo no e seu lugar o nihilismo, pondo nada, como se a finalidade do processo de desconstrução fosse ser um fim em si mesmo. Por desmitologizar o mundo, os desconstrutores estão desespiritualizando o mundo.

Não e’ o caso da Matrix/DNA que tem por meta reorientar o imaginário para uma nova visão do mundo aberta ao sagrado, ou não, a critério do individuo, constituída de uma nova gama de valores morais transcendentais. Ao contrario do ateísmo que prega valores no sentido de se viver o aqui e agora sem objetivos transcendentes. Os mitos que são cernes das religiões são os mesmos usados na cosmovisão da Matrix/DNA, porem são reinterpretados como naturais, e não sobrenaturais. Mantendo a porta aberta a um significado existencial transcendente, de origem e causa transcendente, eu creio que a Matrix/DNA mantem a espiritualização, corrigindo-a de vários defeitos. A mesma cosmovisão sugere que e predeterminado pela genética herdada da astronomia que o humano perca sua alma consciente para se tornar a peca de uma maquina, e suspeita que os desconstrutores materialistas estão sendo usados como inocentes uteis neste destino. A Matrix/DNA se empareia aos desconstrutores para desconstruir os mitos e espiritualização errada, mas se separa dos desconstrutores ao tomar outro caminho diferente do orientado pela carga genética.

xxxx

Pra eles a definicao de desconstrucao seria: uma feerramenta para criticalmente captar e anlizar figuras de linguagem que contem em seu bojo insustentabilidade ou diferenciacoes. Desconstrucao e um inerente anarquico ceticismo metafisico.

xxxx

Filosofia Evolucionista: A missao existencial dos auto-exorcizados

quinta-feira, fevereiro 7th, 2019

xxxx

Na minha visao do mundo o ser humano é composto de hardware e software. O hardware é o corpo carnal herdado da evolucao dos animais, o software e uma bolha contendo substancia plásmica que esta na forma de feto/embrião de consciencia cosmica. Assim o cerebro humano ainda expressa como dominante uma psique dominada pela genética biologica, a qual se divide em tres tendências: os instintos dos grandes predadores (gorilas, leões), dos médios predadores (lobos, raposas), e das presas (ovelhas, coelhos). Por isso criamos todos os sistemas sociais – da monarquia ao comunismo, capitalismo – divididos em tres classes. Com o desenvolvimento do feto, estes instintos serao exorcizados. Nas até agora sempre houve o domínio dos leoes, eles criaram esta cultura falsa que interpreta todos os fenomenos naturais de forma conveniente como os leoes existem dominando seus territorios. Aqueles que sentem uma maior logica racional nesta visao do mundo e decidem apostar nela, tratam primeiro de se auto-exorcizarem destes instintos. Sempre se posicionam contra as tres classes, pregando um modelo social sem sistema fechado. Nao aceitam falarem em esquerda e direita (os predadores inventaram isso e puxaram para si a palavra direita porque a mão direita é a mais certa e forte, entao Cristo estaria ao lado direito de Deus, etc. Outro nome é “elite”, alguem de procedência especial, sangue azul, real. Temos que sempre puxarem-nos para baixo deste falso altar, lembrar sua origem animal, entao me refiro as oligarquias como a gang dos maiores predadores. Talvez haja outro nome melhor, não sei ainda. O que pensas sobre tudo isso?

Tenho um website onde estou reinterpretando todos os fenomenos naturais pela perspectiva de um hipotético auto-exorcizado, como suspeito que ja sou. E’ um mundo diferente jamais imaginado. http://theuniversalmatrix.com – se voce se interessar. Esta’ sendo atualizado apenas no portugues, em Artigos.

 

 

Livro (resenha): The Territories of Human Reason

quinta-feira, janeiro 31st, 2019

xxxx

Eu tenho escrito muito sobre “razão pura, natural”. Tenho sido pretensioso sugerindo que eu tenho a razão pura e que principalmente o materialismo cientifico esta com a razão corrompida, contaminada. Porque eu fui depurar a minha razão na selva virgem, reconstruindo-a pela Natureza pura. Este autor relembra que não existe a razão correta, e é impossível existir tal coisa. De fato, sabendo-se que a nossa realidade é bottomless e topless, sem alicerce e sem teto, não teria como a natureza enfiar em nossa cabeça a razão pura natural total. E nestes abismos que permanecem embaixo e encima, eu preencho com algo, inevitavelmente, o qual sera’ mistico e sera’ minha inevitável ideologia. Tambem não se esquecendo que a faixa de razão pura em diferentes pessoas pode ser diferente, uns tendo mais, outros menos. Talvez, devido a selva, eu tenha uma faixa um pouquinho mais ampliada, o que justifica defender minhas teorias perante as outras, porem, não com superioridade ou arrogância, porque permanece sendo apenas uma faixa. Portanto preciso ler este livro para corrigir o que escrevo, voltar a realidade.

(filosofia, comprado em 1/31/19)

Este livro foi encontrado no excelente artigo do mesmo autor em:

https://iai.tv/articles/between-knowing-and-believing-auid-1207

 

The Territories of Human Reason: Science and Theology in an Age of Multiple Rationalities (Ian Ramsey Centre Studies in Science and Religion) Kindle Edition

Bertrand Russel: Autor a ser pesquisado

quinta-feira, janeiro 31st, 2019

xxxxx

(texto obtido a deriva na Internet, menciona justamente algumas sugestões que extrai da formula da Matrix/DNA. Comprar o principal livro de Russel).

In Bertrand Russell I found him a source of wisdom.  For Russell, “to teach how to live without certainty, and yet without being paralyzed by hesitation, is perhaps the chief thing that philosophy, in our age, can still do for those who study it.”

Encouraged by what I read, I explored more of Russell. For Russell, human aspirations to rationality were compromised by the destructive “intellectual vice” of a natural human craving for certainty, which could not be reconciled with the limited capacities of human reason on the one hand, and the complexity of the real world on the other. Philosophy, Russell suggested, was a discipline deeply attuned to this dilemma, enabling reflective human beings to cope with their situation.

“The Enlightenment championed the idea of a universal human rationality, valid at all times and places. Yet a more sceptical attitude has increasingly gained sway, seeing this as an essentially political or cultural assertion that certain Eurocentric ways of thinking are universally valid, and hence legitimating the intellectual colonization of other parts of the world, and the suppression of other forms of rationality”

Como o filosofo se sente sobre sua visão do mundo que explica tudo? Você não imagina…

quinta-feira, janeiro 31st, 2019

xxxx

Este debate aconteceu em:

https://www.reddit.com/r/philosophy/comments/alf3mk/if_once_accepted_scientific_theories_have_now/efeuy4f/

thepatterninchaos:

I’d like to believe that Newton was wise enough to consider that even he might not have developed the absolute truth. Which is what I’d like to believe about most people who develop theories.

MatrixDNA ( 1/31/19):
to thepatterninchaos –
You have a good point. Do you know how it works? I have developed a big theory, so, I have experience. I’m feeling like the passenger in a plane. My Theory is ahead this time, so it is the biggest cloud I see ahead of the airplane. I am just now at the middles of other cloud but it is smaller. I know that I will be satisfaid when reaching the next cloud, my cloud. It is very big, it seems the whole world. But I know that the airplane will continuing ahead. Will arrive a time when I will look back trying to see my cloud, but it was going long time ago, now it is the smallest, everybody forgot it… Big clouds ahead…

Epistemologia nas ruas: Videos com métodos dos céticos questionando as crenças do povo

terça-feira, janeiro 29th, 2019

xxxx

Epistemologia nas ruas

Definição de epistemologia:

Epistemologia e` o ramo da Filosofia que que trata dos problemas relacionados com a crença e o conhecimento, sua natureza e limitações. A epistemologia surgiu com Platão, pela qual ele se opunha à crença ou opinião ao conhecimento. A crença é um ponto de vista subjetivo e o conhecimento é crença verdadeira e justificada. A teoria de Platão diz que conhecimento é o conjunto de todas as informações que descrevem e explicam o mundo natural e social que nos rodeia. ( Ver mais em… https://www.significados.com.br/epistemologia/ )

XXXXXXXXXXX

O povo pobre brasileiro foi classificado por uma pesquisa internacional como o mais crédulo no que ouras pessoas dizem, sem desconfiar ou refletir no que dizem. Tenho o link para a pesquisa no meu website. Se queremos tirar este pais desta situação e tentar dirigi-lo para um estilo de primeiro mundo, temos que antes de tudo mostrar as pessoas os comportamentos que mantem um atraso. A pesquisa descobriu que existe este denominador entre os países mais pobres que tem abundancia de recursos naturais, e descobriu que nos países mais ricos, mesmo que com menos recursos naturais, como a Inglaterra, a Suíça, etc, são os povos mais desconfiados mais incrédulos. Estatísticas são números que representam fatos e contra fatos não existem opiniões pessoais.
Mesmo nos países ricos existem os mais pobres que são crédulos. E algumas pessoas acham que essas pessoas atrasam seu pais, por isso saem na rua combatendo as crenças que não se baseiam em fatos reais. E o fato do autor desta series de videos com link abaixo. Por exemplo ele aborda uma pessoa que é crente entusiasta na lei da atracão, disseminada pelo livro O Segredo. E pergunta de chofre: ” Você esta dizendo que não existe limite para o sucesso no ramo imobiliário para uma pessoa que acredita e aplica a lei da atracão. Pois bem: se eu acredito na lei da atracão, você acha que vou conseguir fazer minha mão crescer mais que outros? Que não existira limite para o crescimento das minhas mãos?” De repente acaba o entusiasmo do crente. Ele se torce, esfrega as mãos nervoso e mostra uma reações patética, descabida: começa a rir. E balbucia algumas incoerências, tenta, e nunca responde a pergunta. O autor então diz que ele ingeriu uma falsa crença que não tem respaldo na realidade porque ele nunca refletiu com cuidado sobre o que lhe disseram com tantos argumentos falsos.
No Brasil precisamos mais que nunca de gente fazendo isso nas ruas. Principalmente porque os pregadores de crenças no irreal abundam nas ruas e falam alto, com megafones. Quem vai pagar o preço por essa preguiça e debilidade mental alem de nos mesmos, serão nossos filhos, as próximas gerações, sempre vivendo nestas crises intermináveis. O filho de classe media que fosse verdadeiro patriota e amante de seu povo pobre, desejando que eles se desenvolvam para ajuda-lo a desenvolver a nação, deveria empregar seu tempo sobrando traduzindo estes videos, aprendendo a fazer novos, indo as ruas.

Watch People Learn Street Epistemology: Kenneth & Colton | Law of Attraction

Anthony Magnabosco

Pesquisando como funciona a cabeca de uma estudante/especialista em medicina

terça-feira, janeiro 22nd, 2019

xxxx

https://www.facebook.com/rocio.sanmiguel.1/timeline?lst=1614614673%3A1687830061%3A1547364253

El estudiante de medicina tiene ese no se qué…esa capacidad de disfrutar el momento hasta en las horas previas al examen más importante de su vida.
Creo que cualquier estudiante universitario canaliza sus energías donde y como puede.
Mis años en la Facultad de Medicina de la Universidad de Buenos Aires fueron hermosos. Estudiaba sola y con amigos, en casas o en la biblioteca de la facultad y la de bioquímica, que estaba en el mismo edificio, Paraguay y Junín. Pasaba más tiempo entre libros y amigos que frente a cualquier otra cosa.
No era de salir a bailar, aunque recuerdo haber ido una noche a un boliche , y a la hora de revisarme la cartera lo único que encontraron eran libros. Pesaba una tonelada y por eso les llamó la atención. La gente que estaba a mi alrededor me miró y sus ojos los delataban: “pobre loca” saliendo a bailar un sábado con compendios en su cartera 🤪. Pero no saben qué feliz que era.
Estos días me hacen recordar mucho esa etapa. Fechas de exámenes un 26 de diciembre, nos juntábamos el 25 y llevábamos de nuestra casa las sobras de arrollado, vitel tone y ensalada rusa, hacíamos nuestra propia navidad.
Fui muy feliz esos años, valió cada momento, cada preocupación, cada ausencia, cada noche de insomnio, todo valió la pena. Gracias a eso hoy soy lo que soy. Gracias a esos años de esfuerzo y perseverancia estoy en camino de ser una superespecialista. Sí, dije súper, no porque me crea una batichica, sino que después de haberme recibido de especialista en ginecología y obstetricia, estoy recorriendo el camino para subespecializarme aún más, en el camino de la Reproducción.
Hoy en día quedarse con los brazos cruzados no es lo que vale, tenemos que mantenernos en movimiento, mirando siempre para adelante.
Sabían que la superespecialización de toda especialidad mejora el pronóstico de los pacientes?
Espero que mi amigo José esté orgulloso de mí. Con él nos conocemos desde anatomía 💀.
Cuantos estudiantes hay por acá? 👀
Cómo pasan estos días festivos? Alguno pronto a recibirse? Alguno recién empezando? A mitad de carrera? A no bajar los brazos, llegar hasta acá fue lo mejor que me pasó en la vida, y allá a lo lejos veo un paisaje aún mejor

Minha questao:

Ei, Rocio, excuse-me here, mas I read this and want asking something, in portugues: voce apenas se interessa cientificamente pelo fenomeno ou objeto, como anatomia, reproducao, estudar o que esta acontecendo agora, descrever o que ve agora, e buscar consertar o que vai mal? Voce não se interessa pela filosofia do fenomeno, como, de one ele vem, qual a causa no inicio das origens desta anatomia, deste fenomeno? Voce acredita na maior teoria cientifica de que a anatomia foi modelada apenas pela evolucao que teve inicio pelo acaso no meio dos atomos e moléculas, e que processos complexos como reproducao foram desenvolvidos apenas pela materia inorgânica deste planeta? Ou voce acredita na teoria religiosa de que um Deus criou tudo isso? Voce sente que estas questoes em nada servem para a medicina, para desenvolver a cura? Pergunto porque sou o unico a desenvolver uma teoria sugerindo que o corpo humano e` um “sistema” desenvolvido pelo sistema astronomico e pelo seus componente atômico que possuíam uma especie de DNA, uma formula que apresento em meu website e que chamo de Matrix/DNA. Isto porque tenho encontrado nos ancestrais sistemas astronomicos e atômicos todas as propriedades da vida em estilos eletromagnéticos e mecanicos, entao nada foi criado aqui. O processo de reproducao, por exemplo, pode ser visto no meu modelo teorico da galáxia. Creio que a medicina e as Ciencias em geral vao dar um grande salto evolutivo e se tornarem mais eficientes quando descobrirem as causas, a historia da evolucao destes efeitos com que trabalhas hoje. Se tiveres curiosidade, por favor de uma olhada em theuniversalmatrix.com e se quiseres, me explique qual sua conclusão. A mim seria interessante para desenvolver mais minhas pesquisas. Cheers…

O átomo de carbono foi o primeiro grande azar dos seres vivos. Mas veja que temos a oportunidade de corrigir isso.

sábado, janeiro 12th, 2019

xxxx

Por ser a copia mais fiel do nosso pecador antepassado (a Via Láctea como sistema fechado em si mesmo, extremamente egoísta) , o átomo de carbono foi pela galaxia o selecionado e o mais indicado para o processo de reprodução do malfadado antepassado na forma de sistema biologico, ao qual denominamos de “vivos”. E agora para que nos livremos dessa maldição desse pecado original porque aconteceu antes das nossas origens, não tem como mudar a matéria do corpo humano baseando-a em outro átomo, por exemplo, o nitrogênio. A unica alternativa para esta inteira biosfera e para nos que somos parte dela, escapar de se efetivar como reprodução do estupido ancestral que “caiu” derrubado pelas leis naturais maiores do Universo, seria depurar o nosso átomo de carbono de sua densidade material, destrona-lo de sua dominância entre os outros átomos, depurando assim nosso corpo físico para permitir o desenvolvimento do feto de auto-consciência. Mas para isso teremos que ter a vontade para faze-lo, conhecer o método de como faze-lo, e esse conhecimento depende antes de conhecer a verdadeira Historia Natural Universal, entendendo porque que nosso ancestral “criador” celeste selecionou o átomo do carbono para ser o senhor dominante dos átomos nos corpos dos seres vivos.

As figuras a seguir ajudam a entender a herança do carbono desde nosso criador ancestral astronômico:

Fig.1 –

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Fig 1 – Neste desenho (feito rudemente nas condições precárias na selva amazônica), esta’ o modelo teórico do building block das galaxias, a “Formula da Matrix/DNA no seu estagio evolucionário de sistema astronômico”. Este building block ( ou tijolinho principal) esta fielmente reproduzido com átomos e moléculas como building block do DNA, a essência da “Vida”. E isto significa que houve uma direta transmissão genética do sistema astronômico onde surgimos e existimos para os sistemas biológicos, como são os corpos humanos. Se isto foi produzido por alguma entidade divina, esta passagem do macroscópico para o microscópico estava nos planos divinos antes ou na hora que criou o Universo. Se esta passagem ocorreu através das teorias cientificas como a abiogêneses, isto significa que havia um proposito pre-estabelecido que produziu a vida, ao contrario do que acreditam – que a Vida teria surgido por acaso. Não existem argumentos contra fatos, e o fato e’ que nosso DNA existia antes das nossas origens e ele veio das estrelas.

Note que trata-se de um circuito esférico e que representa um ciclo vital de um único objeto, ou corpo material (click na figura para ver ampliada). Tudo começa com uma nébula de átomos gasosos e/ou poeira cósmica oriunda da morte de um sistema anterior. Pela dinâmica do Universo a nuvem inicial gira sobre si mesma criando um vórtice turbilhonar ou rodamoinho no centro, na figura representado por F1. No interior do turbilhão formam-se esferas chamejantes constituídas de massa e energia, as quais são ejetadas (F2) imitando o nascimento de seres vivos, estas esferas são cobertas por camadas de poeira em diferentes temperaturas e estados de densidade que vão formar as placas tectônicas transformando o bolido em planetas. Quando um planeta vagando no espaço cai na orbita de uma estrela (F3), a energia/luz desta reativa o germe no núcleo e o qual começa a se alimentar das partículas nos átomos das camadas, indo formar o pulsar (F4). O pulsar ( no papel de macho do sistema), começa a “ejacular” cometas que levam energia para o centro da nebulosa (F5) para reiniciar novo ciclo quando o sistema morrer (imitando exatamente o processo de reprodução dos seres vivos). Do pulsar emerge uma estrela supernova (F6) a qual queima seu resto de material tornando-se cadáver estelar (F7), cuja matéria fragmentada vai refazer a nebulosa inicial em F1). O primeiro building block não tinha estrelas ativas para reativar o germe, mas isto foi feito num estagio primordial quando apenas existiam os átomos gasosos, como o carbono. Naquele estagio quem realizou esta dinâmica de transformações foi a onda ou ondas de luz vindas do Big Bang, e como mostro em outro artigo neste website, aquelas ondas contem em si a formula para construir ciclos vitais na matéria gasosa. Em outras palavras, ondas de luz primordiais continham em si o código para construir sistemas naturais, ou seja, o CÓDIGO DA VIDA. Nós somos agnósticos, o que significa que nada sabemos e nada temos certeza do que existe na metafisica alem das fronteiras materiais deste Universo natural, mas como existem os que tem fé em um tipo de entidade sobrenatural criadora, um Deus, por assim dizer, deveria se alegrar com esta possibilidade de que “Deus cria universos e vidas usando a luz como software geral, o que O engrandece e O restitui ao seu merecido nível de grandeza cósmica, depois de ter sido tão rebaixado pela antropomorfização como projeção da pequenez humana”.

 

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Fig 2 – O ciclo vital formando o building block de galaxias originais como circuito esférico no centro da figura é comparado com o ciclo vital humano. Observe que a formula da Matrix/DNA enquanto estava no estágio evolucionário dos astros era ( ou é) hermafrodita. Em F1 ela expressa a função geradora feminina e quando chega em F4  ela expressa a função geradora masculina ( no caso humano, o jovem tornando-se maturamente sexual como adulto e no caso astronômico, tornando-se um pulsar).

The Universal Matrix/DNA

The Universal Matrix/DNA

Fig 3 – Destes circuitos – presentes em todos os tipos de sistemas naturais – extraímos a “alma” dos sistemas naturais, uma espécie de software acompanhando todas as formas de um corpo sistêmico, o qual foi primeiro formado como ondas de luz ( como explico em outro artigo aqui). Esta especie de “alma” sera’ a Matrix Universal, que tem funcionado como o DNA funciona para todos os seres vivos, enquanto a Matrix funciona para todos os sistemas, de átomos a galaxias a células vivas.

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Note que a Matrix surgiu primeiro apenas como a anatomia de uma onda de luz e veio desde então adentrando a massa/energia material modelando essa matéria em formas que reproduzem suas sete partes, ou frequências de ondas. Nesta evolução da matéria a Matrix só pode expressar a forma de corpo em que ela se encontra em dado momento, apenas mais tarde ela consegue expressar todas as formas num só sistema, o que aconteceu na forma biológica. Portanto, enquanto na sua fase de formação astronômica ela expressa separadamente as formas criadas, não existe um sistema astronômico fixo representando o building block. Assim era ( ou ainda é) com a Matrix enquanto se encontra no estagio de formação dos sistemas atômicos. Começando com o primeiro semi-átomo, o hidrogênio, este apenas materialmente expressa a função F1, apesar de eletromagneticamente já conter os princípios gerais da formula Matrix, cujas outras funções são apenas suas camadas eletrônicas. A presença de ao menos um elétron numa destas sete camadas eletrônicas faz o átomo expressar apenas a função correspondente. Quando a evolução na formação dos átomos chega no carbono, que contem seis elétrons ( numero atômico 6) e no núcleo seis prótons, seis nêutrons, a Matrix esta com sua formula completa de ciclo vital ( excetuando-se F5, pois átomos materiais não conseguem efetivar sua auto-reciclagem, ou se ressuscitarem). Por isso o carbono era o representante fiel da Matrix vinda do espaço sideral quando ela aqui iniciou a formação da forma biológica do sistema natural universal, por isso ele foi selecionado a compor e dominar os corpos dos seres vivos.

Quando a formula da Matrix foi plantada na superfície terrestre como uma espécie de semente, primeiro ela criou o ser unicelular que é hermafrodita. Então, no estado em que a formula veio, como hermafrodita, podemos ver o estado em que se encontrava os elementos macho e fêmea ( na figura abaixo), de cujo estado se originaram os cromossomas X e Y nos sistemas biológicos. Como simples curiosidade lembre-se da leitura de Gênesis, que sugere ter existido antes um paraíso perfeito ( que seria a maquina perfeita galáctica), onde existia uma arvore (cuja forma imita exatamente a forma da galaxia, inclusive com os frutos maduros amarelos nas pontas dos galhos imitando as estrelas nos braços espirais da galaxia, as folhas opacas imitando os planetas, etc.), onde teria existido Adão e Eva, e uma cobra ( cuja forma de serpente engolindo a própria cauda representa exatamente o circuito sistêmico de um sistema fechado que se auto-recicla como era o building block das galaxias) dando um conselho (para usarem o livre-arbítrio e escolherem a forma egoísta de sistema fechado), e depois a Queda, de onde os descendentes de Adão e Eva foram transformados em filhos da necessidade e num mundo infernal ( como a fragmentação e debandada dos fótons do sistema galáctico chegando na superfície da Terra e iniciando a reconstrução do ancestral celeste). Desta fantástica intuição vista nos escritores antigos estamos suspeitando que essa historia no seu aspecto cientifico esta registrada no DNA no centro dos neurônios, e casos alterados mentais produzem flashes de cenas daquela época, o que se torna as intuições com interpretações misticas equivocadas dos escritores. Se eles tivessem o conhecimento de astronomia e biologia que eu tinha quando entrei na selva, estes flashes teriam sido interpretados mais corretamente, e outra teria sido a lenda do Gênesis. Mas isto é apenas mais uma interessante hipótese que emerge de meus cálculos. Observe a figura 4:

Fig 4 – O circuito esférico é parecido com um cabo elétrico carregando internamente a corrente elétrica e alternando-se com as chaves liga-desliga, por isso, na figura azul acima, inclui a figura de um sistema elétrico domestico. Quando a chave esta em “liga”, o sistema expressa a parte ou órgão correspondente. Mas no caso da formula Matrix, o circuito esférico carrega a corrente das informações do sistema. Observe que quando chega em F4 o circuito se bifurca, lançando um ramo lateral que se constitui em F5 e retorna direto para o núcleo. Com isto, o circuito esférico total, de F1 a F7 contem todas as informações expressadas, enquanto o circuito meia-lua ou meia-face que vai de F1 a F4 expressa apenas a metade das informações, apesar de conter em si todas as informações também. Quando a formula passa do estagio astronômico para o estagio biológico, o circuito total torna-se o cromossoma feminino X, enquanto o meio-circuito torna-se o cromossoma masculino Y. No caso da reprodução sexual biológica, se a célula inicial tiver a combinação XX, o copro sera feminino, e se tiver XY sera masculino, porque a função de F4, masculina, é expressada duas vezes tornando-a dominante na construção do corpo.

Circuíto Sistêmico ou "Software" extraído da fórmula da Matrix/DNA, Revelando o aspecto Hermafrodita

Circuíto Sistêmico ou “Software” extraído da fórmula da Matrix/DNA, Revelando o aspecto Hermafrodita

Fig 5 – O desenho artístico de um átomo de carbono, no qual não se revela as sete camadas eletrônicas:

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Assim como uma célula inicial reproduz sua inteira arquitetura como um organismo multicelular, assim foi nas origens da vida quando o átomo de carbono começou a se compor como molécula multiatômica. Porque o átomo não podia se reproduzir crescendo e dividindo-se por mitose como as células, ele iniciou esta evolução capturando ou ligando-se a outros tipos de átomos que expressam as outras funções da Matrix, formando assim os primeiros aminoácidos, e com estes formando as moléculas complexas como RNA, proteínas e por fim o DNA. O que não pode ser esquecido é que toda essa evolução dos sistemas biológicos – os seres vivos – esta’ ainda sendo dirigida como mero processo de reprodução do ancestral celeste, o qual, por que era dotado de livre-arbítrio, sem inteligencia ou consciência própria, apenas obedecendo a tendencia das leis da matéria – que é a busca da acomodação eterna num estado de equilíbrio termodinâmico, ou sistema fechado em si mesmo – seria um desastre para nos se viesse a se concretizar plenamente. Pois o nosso ancestral é uma maquina perfeita, funcionando como um relógio, mas uma maquina estupida, sem consciência de sua existência, e isto faria desta total biosfera na superfície deste planeta uma reprodução biológica desta maquina, na qual a especie humana seria apenas mais uma parte, uma peça, robotizada e estupida. A presença e tentativa da consciência se instalar nos sistemas biológicos na forma humana vem de outro nível do Universo, acima das galaxias, mas ela obedece ao mesmo principio de evolução dirigido pelo principio do ciclo vital, por isso, em nossas cabeças-ovos, que tem como a função de placenta o nosso cérebro, esta’ a germinar um feto de auto-consciência cósmica. Mas se vencer o processo de reprodução do ancestral celeste este feto pode ser abortado e/ou aprisionado, suprimido, o que levaria a biosfera a se constituir tecnologicamente numa maquina perfeita e nos, nela, como peça estupida, robotizada, vivendo como num paraíso auto-suficiente mas sem futuro, apenas aguardando que as transformações do planeta e do sistema solar extingua a vida aqui.

Por isso insisto em divulgar esta cosmovisão, nos temos a opção de escolha, mas apenas se soubermos que existe esta opção de escolha, e soubermos o que existe para escolher, entre o que escolher, qual o caminho a seguir. Nenhuma outra cosmovisão ou conhecimento humano esta’ nos mostrando e alertando sobre esta ameaça que paira sobre nos, a qual, ao mesmo tempo, e uma grande oportunidade para transcender-mos esta forma física e psíquica animalizada. Mas sempre insisto e lembro que elaborei apenas uma cosmovisão “teórica”, e apesar de eu ver nesta cosmovisão maior logica e racionalidade do que em todas as outras existentes que conheço, não tenho certeza absoluta de que isto é a verdade enquanto não conseguir provar factualmente a existência da Matrix/DNA, por isso, o leitor, a leitora, deve raciocinar sobre o que estou sugerindo, e dirigir seus caminhos pela sua própria cabeça. A unica coisa que imploro aos leitores é lerem e raciocinarem sobre o que encontrei como resultado das minhas erradias e debeis pesquisas, feitas nas condições rudes da selva com o cérebro torturado retornando as condições dos primatas selvagens, pois sinto que essa reflexão e extremamente necessária nesta altura da nossa evolução. Quando vejo a juventude ignorando a vida e origens naturais, se apegando a aparelhos eletrônicos como celulares e computadores, cada vez mais escrava da atenção em imagens dos videos nas redes sociais, e vídeo-games, sinto um frio no estomago porque pressinto a dominância da maquina celestial mecanizando os seus cérebros, sinto que o feto de auto-consciência se contorce em agonia ameaçando ser abortado, e como tenho como unica missão e amor na vida a busca de deixar uma geração no caminho mais próximo do ideal para melhorar suas condições de existência, só me resta gritar a existência desta cosmovisão. Mas uma andorinha só não faz verão, se não houver leitores e racionando sobre este tema, acho que nada poderá salvar as futuras gerações. Pense nisso, por favor! Ignore-me totalmente se concluíres que estou dizendo asneiras, pois nem eu sei se estou certo ou errado, me submeto ‘a sua vontade e decisão, mas que ela seja sua decisão e sem a minha influencia.

Apenas para acrescentar entendimento, permita-me apresentar a figura do que denomina “a onda de luz primordial contendo em si, como sua própria anatomia, o principio do ciclo vital, o qual nada mais é que o principio do código da vida porque e’ o principio que organizou a matéria bruta e caótica na primeira forma do sistema universal natural do qual a forma de corpo humano e apenas mais um estagio de sua evolução:

Fig 5: Uma onda de luz inicia-se com uma fonte externa e propaga-se nas dimensões do tempo e espaço pelo mesmo processo do ciclo vital pelo qual nasce e cresce e se desenvolve um corpo humano. Ela nasce como “raios gama” e morre fragmentando-se em suas partículas, os fótons. Estes adentram os elétrons nos átomos e tentam assumir sua maquinaria interna para dirigi-los a se combinarem reproduzindo a anatomia da onda de luz. Os fótons deixam os átomos combinados no processo da radiação eletromagnética, e esta radiação é o que vemos como luz, cujo conjunto forma o que denomino “onda de luz” secundaria produzida no espectro eletromagnético.

Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory

xxxx

A seguir, o texto de uma seita com seu link abaixo que inspirou-nos neste artigo:

Mudando a densidade do carbono

Nos estamos limpando a básica densidade do carbono fora de nossas subatômicas e molecular estruturas, e tornando menos densos e mais refinados, e nisto estamos ancorando na nossa real cristalina estrutura, a qual e de base silicato cristalino.

Isto e como pegar  um átomo de carbono na sua mais densa forma e tentando alquimicamente mudando em mais refinados estados de padrões oscilatórios de mais eleadas vibrações. Assim, este e nosso objetivo nestes tempos, como natural parte do processo de Ascensão. Portanto, e importante manter isso em mente…

(traduzido em parte do texto abaixo:

Shifting Carbon Density

… there were groups of souls (see Soul Matrix) that were responsible to anchor and work with the first five DNA strands and to participate in the Earth experiment in working with those particular levels of consciousness. Our original goal was to re-evolve the divine human template to its original intention which was as a 12 strand DNA, which would mean 12 simultaneous dimensions of existence while still retaining a particular type of form. The form would not be this dense, in terms of the carbon material our physical elemental body is comprised of at this time. It would be more of a silicate or etheric Plasma Waves type of nature. So, this is where we are going, we are clearing the carbon based density out of our molecular and Subatomic structures, and becoming less dense and more refined, in that we are starting to anchor more of our actual crystalline structure, which is of a silicate crystalline base. We can imagine that as we go through this transformation it can be very intense at times. It’s like taking the most dense carbon form, a Carbon Atom and attempting to alchemically shift that into more and more refined states of oscillating patterns of higher vibration. So, that is our goal at this time, as a natural part of what the Ascension process is. So, it’s important to keep that in mind.

https://ascensionglossary.com/index.php/Silicate_Matrix

Este texto esta numa especie de Wikipedia da seita, cujo link para pagina principal e`:

https://ascensionglossary.com/index.php/Main_Page

O principal website da seita e`:

ENERGETIC SYNTHESIS

https://energeticsynthesis.com/