Archive for the ‘Mente e Auto-Consciencia’ Category

O mundo das almas bate com as sugestões da formula Matrix/DNA?

domingo, junho 23rd, 2019

xxxx

Estas pessoas que tem morte clinica, ou são médiuns, espiritualistas, sempre contam eventos e narram um mundo diferente, que seria o mundo dos espíritos, das almas. Muitos tem sonhos com estes mundos, e analisando todos estes relatos vamos notando certos padrões que sempre se repetem. Mas tenho notado que os padrões que penso ter identificado sempre lembram imediatamente um aspecto da formula da Matrix/DNA. Então surge uma intrigante pergunta:

” A formula da Matrix/DNA organiza toda matéria em sistemas e esta presente em todas as situações onde tem ordem. Mas não seria ela também a formula padrão de outras dimensões, como nesse mundo das almas?”

Vamos ver um exemplo, obtido no link: https://lovelycrystals.blogspot.com/2016/10/soul-factory.html

Fábrica de almas e processamento espacial – é da russa que tem usado minhas imagens em seus vídeos)

Então essa mistica e guia espiritual narra seu sonho em russo, vamos tentar obter uma boa tradução :

” Uma vez eu tive um sonho. Cheguei a um lugar incrível e inexplicavelmente familiar. Havia muita Luz ao redor, criaturas cintilantes corriam ao redor, todo mundo estava ocupado, todo mundo estava no comando. Almas nasceram lá … Em algum lugar longe da Terra há um berço, de onde viemos. 
( Obs. da Matrix/DNA: Esta cena é o produto dela lembra imediatamente a função 1 da formula. Para irmos entendendo isso precisamos trazer a formula para cá nos seus aspectos mais simples, como algoritmo de software e depois como DNA do nosso ancestral astronômico:
E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Human and Earth Life Cycle by MatrixDNA

Human and Earth Life Cycle by MatrixDNA

(… Pois bem. Observe a Função 1, a qual, no segundo desenho fé a soma da mulher gravida mais a esfera azul indicando o planeta. O sonho diz: “Havia muita Luz ao redor, criaturas cintilantes corriam ao redor, todo mundo estava ocupado, todo mundo estava no comando. Almas nasceram lá … Em algum lugar longe da Terra há um berço, de onde viemos.” Ora, na formula, o vórtice da função 1 está rodeado das partículas de poeira e energia e brilhantes com a luz mais forte do Cosmos, no que se chama “quasares”. No momento da fecundação dos óvulos ocorre uma explosão de luz devido aos íons positivos no iridio, etc., uma especie de Big Bang, sempre iluminando o local dos nascimentos. Ali no vórtice ou na barriga da mulher é o local dos nascimentos, tanto de estrelas como humanos. As almas também nascem assim? No vórtice os embriões giram, enquanto no feto humano as células se multiplicam vertiginosamente… esta todo mundo correndo? Todos estão no começo, significando que todas as células são iguais, não tem lideres no comando. neste lugar longe da Terra esta o berço das estrelas. Mas o sonho completa dizendo ” de onde viemos”. Pode estar se referindo as almas, mas se refere a humanos também, pois sabemos que nossos corpos são feitos com material das estrelas.  Então ate aqui esta tudo batendo, a formula parece tambem existir no mundo das almas. Quando ela diz que sentiu que tudo aquilo era inexplicavelmente familiar significa que o subconsciente dela já conhece aquilo. Vamos continuar a ler o sonho:) 
Neste lugar mágico, o milagre da co-criação da Vida acontece, e então as almas recém nascidas recebem seu talento único e passam por uma preparação completa para a realização e realização de seu dom único. Enche com todo este lugar roxo e esférico.
( Matrix:DNA: A formula sugere que somos 8 bilhões de genes semi-conscientes cada qual com a missão de acrescentar uma informação especifica no embrião animico universal que estamos criando com essa nossa auto-consciência ainda embrionaria. O que o sonho quer dizer com ralento, ou dom único? Ora, é esta informação unica, esta forma que será a missão de cada um, que já vem determinada desde a genética. Esfera é exatamente a forma para quem esta dentro do vórtice girando e roxa é exatamente a cor do material nuclear estelar. Uma especie de ferro incandescente muito vermelho tendendo a escuro. Continua batendo)
Continuemos com o sonho…
Então eu vi ele :) Ele monitora estritamente a implementação de todas as regras, planos e conformidade com o cronograma. É ele quem distribui talentos e os envia para as seções relevantes para treinamento. Lá, sob a orientação dos Mestres, cada alma estuda as Leis do Universo, desenvolve seu dom, afia suas habilidades,
(Matrix/DNA: Opa! Os humanos na terra não sabem qual sua informação, portanto não sabem qual sua missão privada. E o sonho diz que no mundo das almas, ao nascerem, lhes é informado, distribuído para cada uma, sua informação, que gera seu dom, seu talento, e depois disso vão para o treinamento. Isto significaria que a encarnação como humano na Terra é um trabalho temporário que precisa se envolver no tipo de matéria existente aqui. Mas quando caímos nessa encarnação a alma se adormece, não pode atuar conscientemente. De nada lhe adianta o treinamento aqui na Terra. isto significaria que a informação de cada humano é encriptada na genética e na modelagem psíquica no estagio da embriogênese e ai a alma só pode aguardar que o seu corpo humano atue o mais próximo possível da sua missão. O corpo e cérebros humanos são como quando temos um computador muito fraco de antiga geração que nos enerva porque não pode executar as funções que precisamos, ou então um robot desajeitado desobedecendo as ordens racionais. Então a alana vai precisar de varias encarnações cada vez mais aprimorando seu computador, até que finalmente realize o trabalho aqui e se livre do ciclo encarnatório na Terra.
Mas o que significa estudar as Leis do Universo, no mundo das almas? Ora, o motivo da existência deste Universo é se configurar com todas estas galaxias  que funcionam como células de uma placenta. No meio desta placenta se desenvolve o embrião do ser cósmico, corpo de luz e banhado com alta-consciência. Então estamos num simples processo de reprodução, semelhante ao que reproduz os seres humanos. Claro, em se tratando de um ser de tal magnitude a coisa deve ser muito mais complexa. Mas então as almas vão para esta escola aprender como funciona o processo da reprodução, e nele estão os movimentos, as regras, que o sonho chama de Leis do Universo.
Uma formula obtida da observação de células e cálculos encima da observação do céu estrelado na Amazônia tentando calcular como são os sistemas astronômicos. E essa formula feita de maneira tao simples, materialista, naturalista, por um quase macaco, de repente, bate em tudo com a produção da mente de uma pessoa na Russia que diz ser espiritualista que tem experiências e contactos com seres sobrenaturais de outra dimensão, e que, ao viver pensando no seu mundo estranho, tem sonhos onde vê essa mesma formula!
Pode ser que nossos cérebros tenham os mesmos defeitos e produzam estas imaginações sem relação com a realidade. Pode ser… eu tenho a intenção de testar essa possibilidade. Mas a logica, a racionalidade, tanto na formula como no mundo descrito pela russa, e tanta coisa exatamente igual… ninguém pode negar que tambem exista a possibilidade oposta… que isto seja a verdadeira realidade. Outra hipótese a ser testada.
Mas o que se extrai aqui que pode ser uma vantagem muito importante é que – se isto tudo retrata a realidade – eu estou me tornando um robot que esta se comportando como good boy e bastante estudiosos e com isso estou criando, estendendo, um fio de comunicação como uma sinapse na direção da minha alma, pois eu levo todas estas possibilidades e cenas para minhas meditações. Se minha alma conseguir se colocar na outra ponta, ela pode assumir o controle do robot, e com isso, surpreendentemente realizar rapidamente sua grande obra aqui. E se isso acontecer enquanto estou com vida na Terra, tratarei de ensinar os outros este grande negócio!
Mas ai o sonho diz algo estranho: “Então eu vi ele :) Ele monitora estritamente a implementação de todas as regras, planos e conformidade com o cronograma. É ele quem distribui talentos e os envia para as seções relevantes para treinamento.”
O que significaria isso? Quem seria “Ele”? Ora, quando a galaxia e fragmenta em fragmentos que são seus bits-informação e os quais caem na Terra na forma de fótons e vão iniciar a criação de um sistema vivo biológico, quem tem em si todas as informações? Quem distribui uma informação – um fóton – para cada um? A formula! No mundo das almas a formula se apresenta como “Ele”. Seria uma maneira dela se materializar se expressar, aparecer visivelmente, talvez na forma de um Mestre… ou estaria a sonhadora se referindo a Cristo?! Raios… isto está ficando danado de interessante e perigoso.
Mas devo continuar a analise desse sonho, pois vejo que a frente tem mais coincidências.

A “absurdilidade” do Nothing do Lawrence Krauss e a resposta da Matrix/DNA

quinta-feira, junho 20th, 2019

xxxx

https://www.youtube.com/watch?v=LQL2qiPsHSQ

“Lawrence Krauss – Life, the Universe, and Nothing: A Cosmic Mystery Story “

Meu comentario postado no Youtube sob Pablo Fonseca – 06/20/19

Why the “universe” of Krauss is certainly wrong although his galaxies, atoms and stars could be right? Because Physics deals only with the universe’s skeleton, but everybody knows there are much more here. A physicist is like a hard microbe that feeds on minerals inside the bones of a human body. He can study and discovering everything about the bone skeleton, but will have no idea that it is merelly the hard structure supporting a human being. Of course, such microbe will have the origins of the skeleton as the amniotic substance inside the ovulum. This is the “NOTHING” of Krauss. Louis Morelli discovered it when applying the method of comparative anatomy among all natural systems – from atoms to astronomic to biological systems – and the results began showing that biological properties alread exists 13 billion years as a cover of atoms and galaxies. For a more accurate world view telling you what you are, why you are here, etc. wait that a theory of everything, about the universe and its origins, be elaborated by all experts in all scientific fields, such biologists, neurologist, etc. Because tthe whole and right Universe is not only its hard basement structure, it is also meat, counciouness and so on.

The Extended Mind Thesis – e a teoria da auto-projeção da Matrix desde o unicelular para formar o multicelular

quarta-feira, junho 19th, 2019

xxxxx

https://www.oxfordbibliographies.com/view/document/obo-9780195396577/obo-9780195396577-0099.xml

“… they paint mind itself (or better, the physical machinery that realizes some of our cognitive processes and mental states) as, under humanly attainable conditions, extending beyond the bounds of skin and skull…)

xxxx

tem um longo PDF para ler onde o autor começou defendendo a ideia do active externalism, no link:

http://www.alice.id.tue.nl/references/clark-chalmers-1998.pdf

xxxxx

Obs: postei um longo comentario no artigo com link abaixo que sumiu, nao foi publicado. Voltar a clicar o link para ver se foi publicado. 

https://theconversation.com/google-at-20-how-a-search-engine-became-a-literal-extension-of-our-mind-102510

 

“As camadas da personalidade”, seria mais caso de devenvolvimento pelo ciclo vital?

quarta-feira, junho 12th, 2019

xxxx

Olavo de Carvalho

https://www.youtube.com/watch?v=MATk6P4Ic4Y

Grande Descoberta: O Universo como um processo da reprodução genética é a materialização grosseira do processo de depuração da auto-consciência cósmica

segunda-feira, junho 10th, 2019

xxxxx

A separação da bolha de substância da substancia do oceano cósmico se dá pelo Big Bang. O processo de reintegração da bolha no oceano cósmico se dá por outro Big bang, agora chamado de Big Birth.

Como um processo que ocorre a nível de auto-consciência cósmica, quando auto-projetado materialmente, se torna o conhecido processo da reprodução genética.

(obs: esta descoberta se deu em outro artigo aqui: http://theuniversalmatrix.com/pt-br/artigos/?p=15986

Os modelos e cálculos da Matrix/DNA tem me levado a suspeitar que existe ao meno uma extra-universal super-evoluída consciência cósmica que se mistura num corpo de ondas da luz que é sugerida pela teoria (que conteria o código da vida, a Matrix/DNA) e consiste no template, o pano de fundo da nossa realidade material. Esta entidade não se relaciona diretamente conosco no mundo material, a não ser no detalhe que em nosso mundo material comportamos bolhas contendo porções dessa substancia consciente, alojadas em nossos cérebros. Então seria um infinito ou quase-infinito oceano de substancia em outra dimensão. Nesse oceano se formariam pontos de alta-concentração de alguma coisa, como quando em nosso corpo surgem tumores, espinhas, etc. Estes pontos se tornariam bolhas contendo uma dessas porcões alteradas, contaminadas, e essas bolhas se separariam da substancia total como vemos nas margens das praias as bolhas se formarem na superfície e as vezes empurradas para o continente. Estas bolhas seriam grandes, do tamanho astronômico e procurariam ou seriam empurradas para planetas. Nisto consistiria a camada mental de Gaia. Deste grande pacote de substancia dentro desta bolha astronômica surgiriam divisões em pacotes menores, que também estariam dentro de bolhas pequenas, e estas seriam as consciências habitando o cérebro de humanos. Se for assim, creio que a meta ou resultado final destas bolhas seriam serem limpas da contaminação, depuradas. Quando todas as pequenas bolhas de um planeta estão sob depuração, começa haver fios de conexão entre elas, ou seja, humanos começariam a sentir os pensamentos e mentes de outros humanos. Seria uma especie de entanglement quântico, como sugere um comentário abaixo? primeiro começaria o entanglement entre duas pessoas muito próximas ( como mãe e filho, neto e avo, etc.), depois isto iriam se ampliando, passando alem do limite das pessoas da família para alcançar amigos vizinhos, ate que no final haveria uma network de entanglement, a qual seria a maturidade da consciência de Gaia.

OHHHHHHH….!!!!!!

OHHHHHHH….!!!!!!

Acho que toquei mais uma das chaves do grande mistério!

Essa network de entanglement em Gaia passaria então como pequena bolha a se aproximar e juntar-se a milhões, trilhões de outras bolhas planetas espalhadas dentro deste Universo. Começaria tudo de novo, porem a gora a nível de todo o Universo. E quando chegasse o dia final, quando todas as bolhas do Universo se amalgamasse numa só?

Estaria pronta para retornar e explodir dentro do oceano de consciência infinita.

E aqui se da o ponto de awe, de descoberta!

Esta hipótese lembra imediatamente o dogma máximo expresso em todos os modelos teóricos da Matrix/DNA:

NESTE UNIVERSO ESTA OCORRENDO UM MERO PROCESSO DE REPRODUÇÃO GENÉTICA DA COISA DESCONHECIDA EXTRA-UNIVERSAL

Sim. A divisão de uma forma em múltiplas formas diferentes, é a diversificação das formas que bem conhecemos. Que todas as formas tenham uma mesma essência comum como código bate com a hipótese das múltiplas bolhas onde todos os indivíduos são diferentes entre si. Que bolhas pequenas se amalgamam e se tornam bolhas maiores, mais complexas, lembra exatamente a evolução biológica e cosmológica.

Então, o processo de formação de bolhas ate o final do amalgama de todas as bolhas  e um processo igual a embriogêneses.

Enfim podemos suspeitar que o processo de depuração de uma super auto-consciência se constitui no mesmo processo de reprodução genética. Ou seja, a genética é a contraparte materialista de um processo genético a nível de auto-consciência.

Link `a materia que inpirou esta descoberta:

https://www.youtube.com/watch?v=78SkTuk8Zd4

e

Explicando uma cabeça rodando

sexta-feira, junho 7th, 2019

xxxxx

O segundo desenho pode representar o pensamento quando estamos sentindo o mundo girando a nossa volta, ou com a cabeça rodando. Basta trocar a palavra objectivity por hipocampo, e a palavra subjectivity por córtex. Então o fluxo do pensamento sai do hipocampo pela esquerda, sobe pela esquerda, chega a tocar na esquerda do córtex e imediatamente cai de volta na direção do hipocampo transversalmente de maneira que o toca na direita e então sobe pela direita, chega no córtex tocando-o na direita e imediatamente cai na direção do hipocampo transversalmente tocando-o pela esquerda, e volta a subir pela esquerda…

Refazer esta imagem no power point, como mero humor e curiosidade.

 

Ideologias: A incompleta abordagem da Ciência Acadêmica e a explicação da Matrix/DNA

terça-feira, maio 28th, 2019

xxxxx

https://www.youtube.com/watch?v=uMWfVMAVYhI

Resposta da Matrix/DNA: ( publicada no Youtube em 28/5/19 sob pseudonimo Pablo Fonseca)

Boa analise mas com alguns problemas:

1) Não tem como entender ideologia sem descer `as origens da psique humana. O que veio a ser ideologias humanas foram os três instintos herdados dos antepassados animais que dividem o sistema social na selva e se projetaram como divisores do poder nos sistemas sociais humanos. O grande predador fornece a energia agressiva, e a iniciativa da posse, `as classes dominantes, a presa forneceu a inercia e a fraqueza da classe dominada. Não existem guerras entre estas duas classes, isso é automático como na selva. Quem gera conflitos ideológicos são os instintos do médio predador – lobos, hienas- porque a classe media baixa quer sempre ocupar o lugar dos predadores no poder, e tentam jogar as presas contra o inimigo, assim se entende Lenine, Fidel Castro, Lula, etc.

Já havia ideologia na idade antiga quando se disputava que ” meu deus é o certo e escolheu nosso povo, seu deus é errado você é pagão e merece ser escravizado”, etc. Fernando tenta ser imparcial mas quando não vai nas origens e começa com Marx – havia ideologia no feudalismo, na monarquia – ele sugere que neoliberalismo seja reação, quando é continuismo.

2) O predador humano necessita não apenas controlar as presas pela força física das suas armas atuais, porque presas humanas usam flechas, drones e são maior numero. Então descobriu o controle mental baseado na ocultação e mentira sobre a realidade, como fazem as religiões que inventaram. O maior problema é a distorção dos fenômenos e eventos naturais que assim dessincroniza a evolução da razão humana do caminho seguido pela evolução das forças naturais, condenando a especie a extinção. A nova visão do mundo denominada Matrix/DNA está descobrindo que a maioria das interpretações religiosas e cientificas atuais dos fenômenos naturais estão com seus significados errados. Por exemplo, quando ensina estudantes que a evolução biológica surgiu por si mesma separada da anterior evolução cosmológica tem que inventar a mentira de uma origem da vida por um agente inexistente ( o acaso construtivo magico) e assim distorce todos os mecanismos da evolução para sustentar o darwinismo social cujos valores justificam sua dominação e entorpecem a razão dos dominados.

Outros importantes detalhes não foram mencionados.

Auto-Consciência: Ciência acadêmica sugere origens nos micro-organismos na busca por alimentos.

quarta-feira, maio 22nd, 2019

xxxxx

 No canal do Youtube, Kurzgesagt  tem este vídeo e outros defendendo esta tese que também esta num livro de  Rupert Glasgow – que baixei o download em PC-Documents – mas ainda não li.

tambem tem outros artigos do mesmo canal, neste link:

https://sites.google.com/view/sources-consciousness

 

A ilusão da auto-consciência por Dan Dennett e resposta da Matrix/DNA

segunda-feira, maio 6th, 2019

xxxxx

Dan Dennett|

Louis Morelli

Posted at 5/6/19

There is no consciousness only if in relation to this metaphysical materialist worldview. The real naturalist philosopher has learned that in this Universe is occurring a genetic/computational process of reproduction of the unknown thing that triggered the Big Bang. And all facts are suggesting that the unknown thing is a natural system, but, conscious. We are 8 billion half-conscious genes building a small characteristic of a big cosmic conscious baby, together with trillions genes-brothers at all universe. So, our heads are like eggs, our brain is the placenta, our consciousness is merely a fetus yet. It is sleeping, has no own eyes to see neither its substance, neither its shape.

These illusions comes from a body composed with hardware and software, which is the ego – the intermediary substance composed by sinapses and holographic clouds between the brain and the fetus, which has no own eyes also. Sometimes the ego can wake up the fetus saying “Did you see that? We need action…” – “Oh… yes? This is good… or, bad”. And the fetus falls sleeping again.

This natural software is coming side by side with hardwares since the Big Bang. It is the new property that emerges from any natural system as the sum of all parts informations plus the informations from interactions among parts and from the parts with external world. An abstract identity of systems. Like the Windows in Bill mind it has evolved like our computers, a feedback process producing evolution.

A fetus can not know the shapes and the world of its parents, so, our fetus of consciousness. Trying to define it is delusion. What matters is to know that we, while being this fetus, will survive when the hardware will be replaced, like the windows is in the Bill’s mind resisting to several generations of hardwares. Instead metaphysical materialism, be exclusive naturalist and when asking things like consciousness, watch Nature how it does things here and now, in this case, any embriogenesis.

Os sinais da Natureza para nossa evolução são ignorados pela supremacia dos sinais do ego para nossa animalização

sexta-feira, abril 19th, 2019

xxxx

Nestes últimos dias, três tragedias ocuparam o noticiário:  Brumadinho, o incêndio da Notre Dame e a queda dos prédios no Rio. Tres eventos que parecem nada ter entre si. Mas assim como uma partícula no Brasil pode mudar o comportamento de sua igual em Londres, ou o bater de asas de uma borboleta na Asia pode desencadear uma ventania na America, talvez haja algo muito sutil, permeando dimensões de substratos inacreditáveis, esteja ocorrendo que conecte estes três eventos entre si. Quem sabe, por exemplo, essa evolução natural que ninguém ainda entende suas forças, esteja se movendo em mais uma onda no organismo de Gaia?…

E’ apenas uma hipótese, mas suponhamos que fosse real. Porque o cérebro humano, com sia inteligencia, não estaria captando estes sinais sutis? Os exemplos que vou dar a seguir indicariam que tal debilidade em nossos sensores e inteligencia estaria ocorrendo porque ainda insistimos em desviar nossa atenção dos eventos que realmente tem efeitos marcantes sobre a humanidade porque o ego ocupa o cérebro para dar vazão a seus defeitos de caráter, focalizando-se em eventos que são alimentos para estes defeitos. Quais o eventos da semana que se discutem nas rodas fora dos diretamente prejudicados pelas três tragedias? Vejamos:

Ligo a Internet, caio numa discussão entre brasileiros sobre a crise no pais, e os três debatedores insistem no mesmo tipo de discurso: “Então os ruralistas não querem o controle da natalidade porque para eles quanto mais boias-frias nas filas de madrugada esperando o caminhão treme-treme e brigando para trabalhar e melhor, assim podem abaixar de R$ 3,00 para R$ 2,50 o preço pago pela hora de trabalho que tem gente que aceita, e com isso os ruralistas recebem os dólares da China para continuarem a sustentar as construtoras construindo estas enormes torres de luxos pois eles querem comprar mais apartamentos e lojas para alugarem…”

E outro, sem questionar nada pega o mesmo fio de denuncias apontando outra atrocidade da mente dos poderosos, sejam políticos ou empresários e ate menciona o termo “mentes podres”. Um terceiro entra não questionando nada dos dois mas continuando no mesmo fio do pensamento denuncia que as mulheres pobres das favelas querem crescer a barriga e gerar miseráveis para morarem nos treme-tremes feitos pelas milicias… Nenhuma das três classes – a oligárquica, a media, e a baixa – escapa das criticas. Engraçado é que os falantes não tem como escaparem, eles tem que serem uma das três classes, mas sentem-se imaginariamente fora disso.

E eu penso com meus botoes. Isto tudo nada tem a ver com debate, discussão, isto é mera continuidade ao infinito de um mesmo discurso, o mesmo fio da meada, a denuncia da podridão das mentes circulando no meio da sociedade. Ora,… se tem três discursantes com o mesmo discurso… quem dos três esta’ ouvindo? Para quem estão falando se os outros falantes não lhes estão ouvindo? Qual a utilidade, a vantagem em ficarem a tagarelar eternamente circulando no meio de denuncias e mais denuncias?! Mas essa é a moda de 400 anos no Brasil: o critico se sente crescer ao mostrar que esta’ bem informado… sobre o que os outros estão carecas de saber. Haveria uma utilidade nisso se cada discurso batesse num espelho refletor e voltasse direto para o cérebro de quem o proferiu, pois ai o discursante iria descobrir que, no fundo, que ele esta’ se auto-denunciando, que ele esta’ se comportando na vida como mais um ego animalizado, enquanto não tira a bunda do sofá ou não deixa de dar parte do seu trabalho a outro ego animalizado e nada faz para mudar nada.

Então entro na discussão com uma ideia que acabou de me ocorrer quando vi as principais manchetes das noticias ao abrir a Internet. E pergunto: “Vocês notaram uma sutil coincidência nas três ultimas tragedias – a do Brumadinho, da Notre Dame e dos  prédios que caíram no Rio?” – ” Não… que coincidência?” – ” O resultado final das três é o mesmo: denuncias contra o que vocês chamam de “mentes podres” e eu chamo de “egos animalizados”, circulando no meio da sociedade. Ora, se tres eventos dispares e em tao diferentes regiões, apresentam o mesmo e único efeito final, reza a logica que isso não é mero acaso. E isso é profundo, um prato cheio para a filosofia existencial pensar, senão vejamos…”

– “Ora, não tem nada a ver as três ocorrências… não vem aqui falar mais uma de suas besteiras…filosóficas… Bem eu vou me retirar, tenho que jantar…”

– “Eu também, tenho que comprar cigarro antes que o bar fecha…”

É sempre assim. Enquanto a fala se mantem descrevendo as superfícies dos assuntos, que permita expressar o veneno interno quando se vê expressado nos comportamentos de outros distantes, os grupos de falantes se mantem. Mas se em algum momento a fala querer se desviar da superfície e descer nas profundidades, todo mundo sai correndo.

Meus amigos… como vai haver evolução mental deste jeito, como vai ocorrer a cura de mentes podres assim? Beat around the bush… como diz o inglês… circulando e batendo em volta dos arbustos para ver se não tem uma cobra ali escondida antes de montar o saco de dormir ao lado do arbusto… Não sair do lugar, ir para lugar nenhum… going nowhere… esta a moda astutamente inculcada no inconsciente coletivo do povo brasileiro pelos colonizadores portugueses para facilitar a manutenção de seu domínio.  Concordo que é chato pra caral… digo, pra caramba, ficar forçando a mente em coisas chatas, invisíveis, que estão alem dos horizontes imediatos, dos limites dos objetos no ambiente a nossa volta, mas enquanto não aprendermos que este exercício agora é mais necessário que o exercício da malhação para desenvolver o físico na academia, porque as mentes podres e nossas mentes reduzidas `a superficialidade, estão cada vez mais aceleradas destruindo  as possibilidades de vida longa e progressista na Terra…

Vai ter um monte de atletas esbeltos e modelos de passarelas gritando sob tortura, com fome e sendo pulverizados pela atmosfera… grande vantagem! Vão comer seus próprios músculos e curvas… todo aquele treino sacrificante para caminhar elegantemente em saltos altos agora pulando o hula-gula porque os pés estão queimando em cima das lavas incandescentes dos vulcões… Castigos naturais as mentes que se viciaram em serem apenas superficiais, fechando suas portas `a sua evolução natural.

Se você concordou com este recado, faça você agora um esforço e leia o resto deste texto.

De repente e sem querer, notei que três ocorrências que ocuparam as manchetes nos últimos dias tiveram no final o mesmo significado, digamos, cósmico, quase que “espiritual”. Estou falando de Brumadinho, da queda do prédio no Rio e do incêndio de Notre Dame. O notável nestas três ocorrências é que houve no final, de forma sutil, quase imperceptível, um único e mesmo efeito final no conjunto desta mente coletiva que e composta pelo total da humanidade. As três ocorrências revelaram ao povo que três setores da sociedade estão podres e o povo não se tinha dado conta disso.

Alias, apenas a titulo de curiosidade, informo que existe uma turma de malucos, na verdade cientistas, todos universitários, que fundaram um website e movimento, algo com o nome de The Consciousness Project, se me lembro bem, que espalhou por todo o planeta uns instrumentos que medem sinais eletromagnéticos que aparecem na atmosfera quando numa população de um local todas as mentes individuais se focam num mesmo assunto trágico. Eles dizem que estão captando sinais de manifestações do consciente coletivo. Vou até procurar este website para ver se perceberam isso que penso ter percebido.

Eu troco o termo “mentes podres” pelo “ego animalizado” por pensar que não existe mente podre, a mente é algo abstrato que não apodrece, e ego animalizado são as psiques humanas nas quais ainda existem caninos e orelhas caídas abstratas que foram ali inseridos quando a genética do corpo herdado de animais irracionais com instintos para predadores com caninos e presas com grandes e caídas orelhas produziu esta psique abstrata no cérebro a qual eu chamo de ego. Tudo isso nada tem a ver com “auto-consciência” esta outra coisa abstrata que não veio dos animais despertada e que fez o humano ser diferente dos seus ancestrais físicos. Teriamos então as psiques modeladas pelos instintos das feras como leões, de feras medias como lobos e hienas, e das presas como ovelhas e vacas. Apenas minha teoria que resguarda disso tudo o sagrado da auto-consciência, a qual é outro papo, vindo de outra linhagem evolutiva. Mas ainda no nível sofrível desta humanidade ainda infantil o feto da auto-consciência que germina no cérebro esta’ algemado, aprisionado, pelos instintos que constituem o ego, este intermediário entre o corpo carnal e a auto-consciência… o ego que foi a causa unica e mesma das três tragedias.

Nenhum outro humano em sã consciência ligaria – e de fato não ligaram – estas três ocorrências entre si por um denominador comum como esse. Apenas este semi-macaco vindo das selvas recém descendo das arvores, que ainda imagina que estes edifícios/torres urbanas são imitações humanas de suas arvores da selva, e por isso para morar escolheu o mais alto andar na mais alta torre, e que quando esta’ preso dentro de um apartamento se imagina em segurança como agarrado, segurando-se num galho longe de predadores… e observa o mundo humano pela janela, pela tela da tv ou da Internet, e na sua cabeça este denominador comum emerge, e de forma muito clara, obvia. Mas errar também é hum… digo, macaquico, por isso, insisto que apenas tenho teorias, enquanto não consigo prova-las com fatos. No caso da expulsão da corte religiosa francesa minha teoria demorou 200 anos para ser provada.

O mesmo resultado final: nos dias seguintes ‘as três tragedias, a imprensa foi dominada por denuncias dos três setores envolvidos. São nestas denuncias que estão embutidos e ocultos o efeito final, o que foi que restou das tragedias que pode ser importante a ser registrado no tronco da arvore da evolução. Denuncias que revelam gritos da alma profunda dos seres insatisfeitos e incomodados por algo ou alguém que os esta a açoitar por seus pecados.

Mas quem? A quem, ou ao que, interessaria produzir este fenômeno de inquietar as mentes individuais e a mente coletiva total? O filosofo naturalista não deixa escapar esta pista, ele quer descer fundo no mistério, ai esta’ uma oportunidade para aumentar o conhecimento e dar mais um salto evolutivo. E aqui ele vai perceber que existem varias alternativas. Pode ser que as almas estão gritando porque elas mesmas que se auto-torturaram movidas pelo irresistível principio da auto-cura encriptado na sua natureza… Ou talvez pelo feto de auto-consciência germinando lá dentro de seus cocurutos. Ou ainda talvez por uma alma do mundo, como gosta de dizer o mistico Paulo Coelho. Ou ainda por um Deus que a tudo estaria assistindo como querem os cristãos… eu não afasto nenhuma possibilidade para a qual eu não tenha nenhuma prova final em contrario.

Todo mundo passou batido devido a uma concordância geral: meu cérebro não quer enxergar a coincidência entre as três ocorrências. Pois nada teria a ver uma coisa com outra. Como conectar o rompimento de uma barragem de lama em Minas com o incêndio numa catedral em Paris e ainda conectar estes dois eventos com a queda de um prédio no rio? Nem mesmo o caso de grande mortandade de pessoas existe como denominador comum, pois em Notre Dame ninguém morreu. Só um denominador comum poderia ser apontado: os três casos incorreram em prejuízo financeiros diminuindo a riqueza econômica geral da humanidade. Mas para o montante atual desta riqueza, os três casos juntos somam uma quantia muito pequena, não altera nada. Portanto os três eventos são ocorrências separadas entre si, meros produtos do acaso sem nenhum nenhuma coincidência que os conecte a ponto de se pensar em uma causa profunda, oculta, envolvida na produção das três ocorrências.

Mas o macaco filosofo não concorda. Dos três eventos emergiram o mesmo tipo de sinal de uma mesma causa – a gritaria de denuncias – e onde tem fumaça tem que ter fogo. Então vamos buscar a causa oculta.

Brumadinho revelou ao povo que um setor da sociedade esta’ podre. Este setor pode ser chamado de “a mineração no Brasil” e isto já puxa como principal protagonista uma corporação sob o nome de Vale do Rio Doce. As denuncias pintaram as caras dos acionistas, dos empregados ( de engenheiros a presidente) e dos funcionários públicos com as cores da repugnância…

( assim funciona o principio da autocura: o individuo se olha no espelho, ao invés de sua imagem ele vê um monstro com a mente suja, como a imagem do presidente da empresa, mas ao voltar as costas para o espelho, o seu subconsciente que não se deixa enganar e viu a real imagem no espelho fica sussurrando ao ego: “A imagem que vi no espelho foi a sua face. O monstro também esta’ dentro de você mesmo. Acorda… meu! Você esta querendo ser o burgues sobre os pobres e com isso concentra suas atividades na competição e vitorias sobre os outros. Ao mesmo tempo fica vendo este comportamento vindo dos outros e obtendo vitorias sobre você. Qual a vantagem? Se ao contrario buscasse a associação com humanos não haveriam estas competições, não haveriam estas vitorias, mas também não estas derrotas. A especie humana evoluiria com maior inteligencia”).

Até então a Vale aparecia aos olhos do povo como uma joia do orgulho nacional. De repente a joia se desfaz em lama, e dos escombros da lama fica a percepção que os acionistas, funcionários da empresa e do governo, tem egos animalizados. São como feras desumanas totalmente desprezando as consequências coletivas de seus meios que estão unicamente focalizados num único alvo final, o money, com o qual querem comprar o melhor filé no mercado.

A queda do prédio no Rio revelou ao povo que 40 % dos envolvidos nas construções urbanas no Rio estão com suas mentes podres. Isto envolve empresários, funcionários públicos, a milicia, e os inquilinos ou compradores que sabem do risco mas colocam suas familiais no risco, etc.

Do incêndio de Notre Dame, cinco dias depois a referencia na imprensa que chamou a atenção foi que os bilionários franceses de repente abriram os cofres e num exagero total mandaram 2,6 bilhões de dólares para reconstruir o que talvez não passara’ de 500 milhões. E o grito repentino veio do povo: “Então é assim, é?… Nos aqui na pior fazendo das tripas coração para pagar as contas e uma gang de aristocratas com os cofres cheios? Então a aristocracia na Franca esta’ cheia de mentes podres”. Em outra ocasião a mesma descoberta do povo faminto circulando o palácio e vendo a corte nas orgias resultou na guilhotina cortando os pescoços do rei, da sua família e de toda a corte. O povo da França não brinca…

MENTES PODRES… A causa oculta, seja lá que diabo for isso, atacou apenas e justamente isto: mentes podres. Ataque `as mentes podres… são as palavras que se obtém quando se espreme todos os jornais com todas as noticias depois dos três eventos serem esquecidos… E’ o que fica borbulhando ainda como noticia, é o que foi inserido na historia da evolução, não os cadáveres ou o prejuízo financeiro.

Assim como naquela revolução francesa, todos as cortes montadas `as pressas para substituir a corte de Luis XV, tiveram seus lindos pescoços adornados com  a lamina da guilhotina, e foi caindo uma a uma, sendo que duzentos anos depois, quando eu fazia um trabalho escolar sobre ela, percebi que no final das guerras, continuava tudo igual ao que estava antes do inicio delas, permaneciam os mesmos ricos e pobres… porem… ah, sim… teve um efeito sutil final que nenhum historiador mencionou: a corte religiosa, o clero, tinha caído fora do palácio. A doutrina do Vaticano saiu fora e entrou o racionalismo do laissez-faire, a bojo do Iluminismo.  Portanto, todas aquelas guerras e tragedias eram apenas a superfície de uma força, uma causa, que no fundo e na sutileza, as escondidas dos olhares mais atentos dos egos, atuou no nível espiritual, do consciente coletivo. Vimos a corte religiosa arrumando as malas e fugindo pelas portas dos fundos do palácio.

Esta palavra, este nome, não veio, não emergiu nos cérebros do povo. Como eu disse acima, os indivíduos,  rejeitaram em comum acordo, resistiram em manter os olhos do entendimento cego. Mas sem o perceberem, sem o saberem, foram juntados inconscientemente numa individualidade só, da qual, o conceito, o significado que este nome encobre, emergiu no consciente coletivo. Tenho certeza disso porque os três povos dos três lugares não titubearam um segundo em apontar os dedos para a mesma culpada de tudo: o ego animalizado. Então a causa esta’ atacando um aspecto que esta’existindo no consciente coletivo.

Esta havendo um conflito de interesses, uma dessincronização, uma diferença de rotas, entre a mente individual e a mente coletiva. Sabemos, ou pensamos saber o que e a mente individual: essa coisa chamada ego e que tem sido muito estudada. mas o que é o consciente, ou inconsciente, coletivo da humanidade inteira? Ninguém, nem eu que sou também baseado nas operações mentais do meu ego individualista, consegue entender, sequer visualizar essa coisa invisível, abstrata, fantasmagórica, que apenas alguns intelectuais e alguns pesquisadores com alguns instrumentos de medição específicos tem estudado.

Já houveram importantes teorias a respeito. Notável a teoria da camada de inconsciente que flutua acima do solo da Terra, do grande ermitão católico, Teilhard de Chardin. Outro notável teórico sobre esse assunto foi o psicanalista Carl Jung. W quase tocando o mesmo fenômeno foi Livelock com sua teoria do planeta funcionando quase como que um grande organismo, chamado Gaia, e como organismo, pressupõe uma especie de mente gigantesca, unica, do tamanho do planeta, como se o planeta fosse algo vivo, a especie humana fosse apenas o depositário de bolhas mentais, a soma destas bolhas seria a mente de Gaia…  E teve um italiano cujo nome me esqueço ( ou foi Pier Paolo Pasolini ou o outro que deu o nome ao Museu de São Paulo, que também me esqueço?), com suas narrativas de que estaria captando as “euras?”, que seriam ondas de pensamento coletivo. Mas eu continuo a perguntar… o que e esse negocio de consciente coletivo?

Os três eventos foram meros movimentos de forcas físicas brutas da matéria. Rompimento de barragem ocorre por pressão de forcas brutas, degeneração e amolecimento das bordas pela infiltração de água. Incêndios ocorrem por faíscas elétricas de aparelhos deixados ligados pelos funcionários que trabalhavam na restauração da catedral…? Quedas de prédios ocorrem pela fraqueza ou estremecimento dos alicerces por forcas brutas físicas. Nada de sobrenatural aqui. Mas a minha mente invisível, sem substancia conhecida, manda agora meu braco esquerdo se levantar e o danado se levanta. Quando paro meu trabalho de teclar e observo meu braco levantado, ereto, me pergunto o que aconteceu, e vejo impulsos elétricos saindo do cérebro e ativando muculos que no final exercem forcas físicas brutas nos ossos e carne dos bracos. Mas qual foi a causa dos eventos produzidos por forças físicas brutas? Um  fantasma, a vontade e a ordem de um fantasma! E ninguém pode ser louco a ponto de negar ou duvidar que este fantasma existe dentro de sua cabeça. Pois o efeito final de uma ordem dada fantasmagoricamente esta ai para todo mundo ver.

Isto acontece a nível individual, digamos, nas mentes individuais. Então…

“Existe a nível da mente individual um fantasma que se torna a causa movedora de forças físicas que resultam em certas ocorrências no meio material”.

Agora vou fazer uma afirmação e uma pergunta:

” Existe a nível da mente coletiva um fantasma que se torna a causa movedora de forças físicas que resultam em certas ocorrências no meio material.”

Você não tem como fugir da primeira frase. E’ fato comprovado. Se duvida, mande agora seu dedo mindinho esquerdo se mexer e tente impedir que ele se mexa. Enquanto estiveres com seus olhos físicos mirando o dedinho consegues aplicar uma força maior que mantem o dedinho imóvel. Mas quando desvias o olho físico do dedinho e volta a teclar, uma vontade irresistível de ver o dedinho se mexendo termina pelo fato do seu dedinho se mexendo. E como sabe que seu dedinho se mexeu sem olha-lo com os olhos físicos? Coisas do fantasma…

Mas você não quer concordar, não quer aceitar, não quer nem pensar a segunda frase. Ela insinua que exista uma especie de mente fantasma que teve a vontade de mover forças físicas estourando barragens, incendiando catedrais, derrubando prédios. Que essa causa é uma inimiga mortal do fenômeno “mentes podres, ou, egos animalizados”, e ela esta atacando, sem se preocupar com os meios que estão causando dores e prejuízos aos indivíduos, ela esta apenas focalizada num objetivo final.

Continue assim. O semi-macaco recém chegado da selva amazônica descascando uma banana vai continuar trepado na arvore/torre urbana com um olhos voltado la para baixo assistindo as ocorrências e os posteriores desenrolares delas e outro olho voltado para os horizontes celestes procurando enxergar fantasmas invisíveis para entende-los porque o macaco não tem duvidas: existe algum significado cósmico, talvez espiritual, nas coisas que estão acontecendo la’ em baixo. Loucura? Estará perdendo seu tempo? Mas que tempo estão ganhando os outros a 500 anos denunciando a si mesmos as mentes podres?