Archive for the ‘educação’ Category

Um metodo pelo qual os predadores evitam mudancas evolutivas: o conservadorismo

quinta-feira, junho 28th, 2018

xx

Para os grandes predadores, como os leões, a pior ameaça e’ aquela que pode mudar alguma coisa no seu reino. Herdando este instinto as aristocracias humanas desenvolvem suas estratégias de domínio. Uma delas e’ impedir que a mente da plebe ou qualquer pessoa fora da aristocracia, ou mesmo dentro da própria aristocracia, mude para melhor devido a evolução. Entao deve-se evitar todos os estimulos a pensamentos em profundidade. A ultrapassada teoria da gravitação universal foi mudada pela teoria relativística do espaço/tempo curvo, mas para entender esta teoria ‘e preciso muito pensamento em profundidade. Então, como bem disse comentadores do Youtube abaixo do vídeo com link:

” Schools are not made to make you clever, but to make you a good copy cat. the grading system benefit not the one who is clever and can express himself in extraordinary ways. but it rather pays off the ones who have no personal opinion and followed the books someone else pointed out for them to be legit. if you manage to have no personal thoughts and you copy paste whatever the book they gave you says, then you get a good grade and you are now considered as a good educated citizen that can fit and benefit the society as it already works.”

Esta resposta veio devido alguem ter feito a seguinte pergunta:

“General Relativity Theory proved that the space/time curvature is the cause of “pull”. So why do schools continue to teach there is a gravitational pull?”

Mas a explicacao ` a controversia e’ esta:

Of, course, the Newton’s gravity is thru. How is gravity fake when all our mechanical applications, like bridges, like cars are actually engineered and calculated around formulas that contain the gravity constant on earth 9.80 m/s^2? Actually go into the equations learn about physics and how it WORKS in real life how it is used and it WORKS. Bridges work, cars work, rocket FUEL works because of gravity etc. So Newton and his mechanics works because they explain how space-curvature (gravity) actually behaves.

The Extraordinary Genius of Albert Einstein – Full Documentary HD

Auto-analise para a desclasse social: Para não caírem nestas armadilhas

sexta-feira, junho 22nd, 2018

xxxx

” I think:  When you lose a lot, you either have no self-esteem and feel like you have no place in the world or you grow to have a massive ego and think that the world owes you something…”

Psicologia e pesquisa: Como, numa palestra dirigida a esta desclasse sugerir que todos os humanos tem um seu lugar neste mundo e ao mesmo tempo sugerir que os seus creditos pelos seus feitos – que foram maiores que seu consumo e maiores que os limiteis mentais da sua classe – nao se torne um massivo ego?

O Vigor da Onda do Instinto Predador – para analise da Matrix/DNA

quarta-feira, abril 11th, 2018

xxxxx

Repulsivo que seja qualquer expressão dos instintos animalescos herdados pela especie humana, e’ preciso investigar qual o aspecto da Natureza esta’ favorecendo o maior vigor na onda do instinto predador dominante, sobre o retroceder e fraqueza da outra onda oposta, a do instinto inercial da presa, na situação atual de recessiva. Alguma coisa na conjuntura existencial esta’ nos escapando. Esta noticia mostra que o poder dominante parasitário aumenta em detrimento dos anticorpos do sistema de imunização em defesa do corpo social. Quais são os elementos parasitários, quais são os anti-corpos e porque se retraem? Traduzir esta abordagem biológica naturalista para a abordagem do sistema artificial social humano e’ necessário agora.

Este artigo deve ser revisto, para memorizar dados a serem repetidos nos debates: 

https://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2018/04/11/concentracao-de-renda-segue-pornografica-no-pais-que-cultua-a-desigualdade/

Concentração de renda segue pornográfica no país que cultua a desigualdade… 

Leonardo Sakamoto… /2018/04/11

Os 10% da população com os maiores rendimentos detinha 43,3% do total de rendimentos do país, enquanto a parcela dos 10% com os menores rendimentos representava 0,7% da massa no ano passado….

Manual mostra a adolescentes como é uma vulva “normal”…

quinta-feira, março 15th, 2018

xxxx

https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/bbc/2018/03/15/manual-mostra-a-adolescentes-como-e-uma-vulva-normal.htm#comentarios

Desenhos mostram os diferentes tipos de vulva

E meu comentario:

As jovens brasileiras são as mais sexistas do mundo, comprovado nesta reportagem. E não fazem mais destas cirurgias, e não botam mais silicone, por falta de dinheiro. Na minha opinião de filosofo e intelectual isso e’ deprimente, isso colaborou no prejuízo da minha existência, pois se construiu e se alimenta um sistema tao prejudicial que tive de sair fora, preferindo primeiro a selva. Pois filósofos pragmáticos precisam de pessoas – mulheres e homens – mais informadas nos assuntos pragmáticos, tecnicistas, intelectuais e militantes participantes na sociedade. Acho certo essa educação sobre as vulvas, mas antes teria que haver outro tipo de educação feminina, por parte dos pais, escolas e mídia. Uma educação que mudasse o foco e obstinação com assuntos derivados do sexo para assuntos relativos a profissionalização, a independência e auto-sustentação, assuntos técnicos e científicos que são os que proporcionam poder e riqueza as nações. A Alemanha destruída na guerra foi levantada pelas mulheres que eram a maioria do que sobrou da população, e superaram em muito o Brasil, provando serem mais capazes não só do que as mulheres mas também do que os homens brasileiros. Claro, contra números, fatos e resultados ( um pais mais rico e poderoso) não existem argumentos… Mas a educação da criança feminina alemã e’ muito diferente…

xxxxx

Disponível no site da ONG britânica Brook, que promove o tema da saúde sexual, o guia What is a vulva anyway? (Afinal, o que é uma vulva?, em tradução livre) dá exemplos visuais de como a aparência da vulva pode ser variada e cons… – O livreto explica, por exemplo, a diferença entre vulva e vagina: vulva é a parte externa do órgão genital, vagina é a parte interna. … – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/bbc/2018/03/15/manual-mostra-a-adolescentes-como-e-uma-vulva-normal.htm#comentarios?cmpid=copiaecola

Tecnicas para o povo ter consciência dos grandes números para nao focalizarem-se em micharias

sexta-feira, novembro 24th, 2017

xxxxx

Como diz o artigo ( By overcoming math phobia, wielding simple arithmetic, refusing to be muddled by “gazillions,” we become better citizens, avoiding squabbling over pennies when tens of thousands of dollars are missing ), o povo nao e’ motivado a atuar nos problemas dos roubos sobre o dinheiro público porque não conseguem intelectualmente entender os grandes números da matematica. Ignora-se uma corrupção de bilhões para se irritarem com uma corrupção de um pedalinho de 2.000,oo reais! Este artigo deve ser lido e traduzido e estudar outras técnicas para educar o povo sobre isso.

Millions, Billions, Trillions: How to Make Sense of Numbers in the News

https://www.livescience.com/60976-millions-billions-trillions-numbers-in-news.html

Buscando o Publico Alvo: Desinteresse dos estudantes por ciências – por disciplinas e países

sexta-feira, agosto 11th, 2017

xxxxx

Pesquisa em PDF. Ver principalmente as conclusões finais (pag 144)

http://roseproject.no/network/countries/brazil/bra-caldeira-tolentino-neto.pdf

Existe uma organização internacional que faz a pesquisa em 40 países:

http://www.ils.uio.no/english/rose/

Movimento Holistico Orion: Para uma nova Consciencia

quarta-feira, agosto 2nd, 2017

xxxx

http://www.orion.med.br/

Historia da formacao e estado atual do movimento

Nos idos de 1970 foi fundada, em Paris, a primeira Universidade Holística, por iniciativa de Monique Thoenig. Essa Universidade teve um importante papel na introdução da Psicologia Transpessoal e da Visão Holística na França e mesmo na Europa. Monique Thoenig introduziu no cenário europeu grandes pioneiros como Rupert Sheldrake, Beverly Silverman, N. Bammate, Stanislav Grof, Stanley Krippner, estabelecendo contatos e pontes entre estes e grandes pensadores franceses como Jean-Emile Charon, Michel Random, Basarab Nicolescu, Stephan Lupasco e muitos outros ainda.

Em 1985, cansada por esse esforço gigantesco, Monique nos escreveu, exausta, querendo acabar essa importante tarefa e pedindo-nos ajuda. Travando conhecimento com ela, aceitei e sugeri também a colaboração de Jean-Yves Leloup, que naquela época estava dirigindo o Centre International de Ia Sainte-Baume, hoje extinto.

Jean-Yves Leloup sugeriu criarmos a Universidade Holística Internacional no lugar da Universidade de Paris. Criamos os estatutos e começamos a trabalhar na redação de uma Carta Magna, anexada à presente publicação. A segunda tarefa foi desenhar as linhas gerais de uma Formação Holística de Base.

Embora a Universidade Holística Internacional tivesse realizado um simpósio sobre o tema da “Aliança”, ela não se desenvolveu em Paris, mas tomou corpo em Brasília, quando o então Governador José Aparecido de Oliveira, em 1987, nos convidou para integrar uma comissão do Governo do Distrito Federal e, posteriormente, para assumir a responsabilidade de presidir e estruturar a Fundação Cidade da Paz, como mantenedora da Universidade Holística Internacional de Brasília.

Foi em Belo Horizonte, num curso de formação em Cosmodrama, realizado no Salão de Encontro de Noemy Gontijo, que passei ao planejamento da Formação Holística como tarefa prática, que consistia em adaptar o referido planejamento à realidade brasileira e à estrutura do Cosmodrama. Desse curso faziam parte, entre outros, Roberto Crema, Lydia Nunes Rebouças, Luiz Montezuma, Flávio e Sandra Rodrigues da Silva, Crestes Diniz Neto e Betty Clark.

Logo depois da inauguração da Universidade Holística Internacional de Brasília, na Granja do Ipê, em 14 de abril de 1989, definiu-se, sob o impulso de Roberto Crema, com base numa forma aperfeiçoada daquele trabalho prático, a estrutura da Formação Holística de Base, e iniciou-se a primeira turma com mais de oitenta candidatos, em 1989.

Criou-se o colegiado da Formação Holística, que continua se reunindo periodicamente, aperfeiçoando o processo de maneira constante, fazendo revisões para adequar o curso à estrutura geral do programa “A Arte de Viver em Paz”, reconhecido pela 26a assembléia geral da UNESCO como sendo um novo método holístico de Educação para a Paz.

A Formação Holística de Base está se mostrando, através da experiência de todos esses anos, um poderoso método de transformação, no sentido de despertar uma nova consciência para o terceiro milênio. Para cada um dos Aprendizes há a pessoa antes e depois da Formação: maior compreensão de si mesmo, dos outros, e sobretudo do significado desta nossa existência; maior tolerância, paciência e amor. Tais são, sem dúvida, os frutos colhidos por muitos participantes. A Formação Holística é um processo de perpétuo aperfeiçoamento.

A UNIPAZ é um movimento sem fins lucrativos, cujo objetivo maior é a introdução de uma nova consciência. Esta meta atende ao acordo na Declaração de Veneza da Unesco (1986) e na Carta de Brasília – este último documento-síntese publicado Diário Oficial da União em 17 de abril de 1997.

Atualmente a Unipaz mantém 9 campi: UNIPAZ-PT (Portugal), UNIPAZ-DF, UNIPAZ-BA, UNIPAZ-CE, UNIPAZ-SC, UNIPAZ-MG, UNIPAZ-RJ, UNIPAZ-SP (Campinas) e UNIPAZ-Sul. Além de 18 Núcleos espalhados pelo país: Belém-PA, Curitiba-PR, Goiânia-GO, Londrina-PR, Presidente Prudente-SP, Recife-PE, Triângulo Mineiro-MG, Vitória-ES, Aracaju-SE, Natal-RN, Araxá-MG, São Paulo-SP, Altinópolis-SP, São José dos Campos-SP, Chapecó-SC, Criciúma-SC, Pelotas-RS e Santa Maria-RS.

Na estrutura internacional, há 7 núcleos nos países como a Argentina, Bélgica, Equador, França, Israel, Honduras e Portugal, totalizando 33 unidades. A essência do trabalho da Unipaz é trazer o global para o local. Desenvolve, assim, várias atividades de cunho nacional e internacional para a ampliação de conhecimentos e troca de experiências, construíndo deste modo, uma nova visão de mundo. O atual Reitor da Unipaz é o professor Dr. Pierre Weil e o Vice-reitor o Psicólogo Roberto Crema

O sistema tem suas raízes antes das nossas origens

quarta-feira, julho 19th, 2017

xxxx

Um artigo quase muito bom, que toca no cerne de um assunto de interesse da Matrix/DNA, a qual acrescenta sua opinião no comentário final)

Escrito por Eduardo Marinho, o Filosofo do Sec XXI.

O sistema tem suas raízes em cada um de nós

https://observareabsorver.blogspot.com.br/2017/02/o-sistema-tem-suas-raizes-em-cada-um-de.html?

Uma sociedade verdadeiramente humana será uma sociedade onde não haverá miséria, ignorância e abandono – uma vergonha do passado, então inconcebível. Qualquer um que apresente qualquer argumento explicando a inviabilidade de uma sociedade assim, apenas me provoca um riso amargo. Não há produção suficiente de alimentos? Não existem conhecimentos, logística, condições de eliminar estas excrescências da face da terra? Ora, é claro que existem.
O que acontece é que a acumulação, a concentração de riquezas, propriedades e privilégios precisa roubar direitos, mantendo populações em condições de barbárie, precisa de ignorância, desinformação, miséria e abandono pra seguir explorando populações e saqueando riquezas, moendo gente, destruindo potenciais e vidas, sujando e envenenando, tanto o planeta quanto as almas, as mentalidades, os comportamentos. Devemos a isso o estado de degradação social em que vivemos.
Querer vencer na vida é sustentar isso. Competir é manter o modo de relacionamento social. Acreditar nas informações e “opiniões” dos veículos de comunicação é envenenar a mente e receber uma visão de mundo completamente distorcida. Querer o que é induzido pelo massacre publicitário em suas sutilezas sedutoras é o alimento do sistema social. Não ligar a violência e a criminalidade ao desequilíbrio social absurdo, à miséria, à pobreza e aos valores distorcidos pela publicidade e pela propaganda ideológica subliminar da mídia, acreditando que repressão e encarceramento são algum tipo de solução – ou mesmo contenção – pra situação de terror cotidiano, pros níveis de criminalidade, é ter a mente lavada, enxaguada, teleguiada, entorpecida e estupidificada.
Pretender mudar um sistema que estimula a competição, o confronto e a disputa, confrontando, disputando e competindo – ainda mais dentro das instituições, infiltradas e dominadas pelos poderes econômicos – é de uma ingenuidade mais que inútil e incapaz. Acaba sendo a “prova” apontada pelos defensores deste sistema social criminoso de que a farsa política é realmente uma “democracia”, alegando que não se poderia falar assim se não fosse uma democracia. Alegação mentirosa, obviamente. Pode-se falar como esses pretensos revolucionários falam porque eles não tem nenhum poder de mobilização popular, em seus condicionamentos de superioridade social, em seu doutrinarismo estéril, em sua arrogância e pretensão de liderar, organizar e conduzir as massas. Pensam que estão lutando por uma sociedade igualitária, mas estão é colaborando com essa estrutura desumana, ajudando a construir o cenário do teatro macabro. Se alcançassem humildade, perceberiam. Eu percebo que há muitos se tocando. O processo tem seu ritmo.
Em cada um de nós há raízes dos condicionamentos sociais produzidos em laboratórios de pensamento bem pagos, contratados por um punhado de parasitas sociais podres de ricos – que não participam do caos que provocam, cercados em suas fortalezas com muros eletrificados e exércitos bem armados de seguranças privadas. Estamos expostos a isso desde o útero materno e ingenuidade é pensar que nossa vontade é toda nossa, como nossa visão de mundo, opiniões, sentimentos, desejos,… esta percepção, a meu ver, é a primeira de todas. E o trabalho interno, o mais importante. A coletividade é formada por todos e cada um. Trabalhando em si mesmo, o trabalho se estende automaticamente ao coletivo, sem pretensões de ensinar, liderar ou conduzir.
E meu comentario postado no artigo:

O sistema tem suas raízes antes das nossas origens

Boa percepção, porem, falha no fundamental. O sistema não tem suas raízes nos humanos, mas sim no estado do mundo que produziu os humanos. O autor da’ um gigantesco salto no inicio da historia natural escondendo de si mesmo as verdadeiras raízes, devido `a comum visão mistica, religiosa, romântica, que se esquece da origem animalesca dos 8 bilhões de cérebros humanos que produziu todos os sistemas sociais até agora. A classe pobre é tao culpada e co-criadora disso quanto a classe dominante, não existe teorias da conspiração de alguma classe aqui. Revoltar-se contra a carnificina sobre a classe pobre é altruísmo, porem, liberta-la sem antes fazer o que a Natureza esta’ fazendo em seu ritmo lento – uma mutação genética que muda a psique – é leva-la a sua própria extinção, no minimo, pela total destruição da vegetação sem a contrapartida evolutiva. 

O autor se esquece devido `a mistica e arrogância humana que viemos das selvas e de um primo do chimpanzé que apresenta os três instintos que regulam o sistema social nas selvas e são naturalmente projetados nos sistemas sociais humanos urbanos. Se esquece que na selva nossos ancestrais dividem o poder entre grandes predadores ( a nossa aristocracia), médios predadores ( a nossa classe media), e as presas ou ovelhas ( a nossa classe pobre).

E se esquece ou ignora que a vida surge na superfície deste planeta produzida pela face caótica da natureza, enquanto a face da ordem regula a mecânica celeste apenas. Esta biosfera é produto do caos, somos filhos do caos, então como se ressentir dos erros e animalismos humanos? 

Mas o artigo termina mais ou menos bem. Em toda face do caos jaz o fluxo da face da ordem que se levanta, então não existe um método – como quer o autor – para o humano se tornar por vontade própria um agente do sistema ordeiro, pois o que o torna este agente é uma força natural alem de seu controle. Esta força exorciza do caráter os três instintos, não temos como auto-exorcizarmo-nos. E ela o faz pelo acumulo de surras e injustiças que sofre uma linhagem genética nas suas encarnações como ovelhas apos instalar as suas regras injustas nas suas encarnações como predadores. 

Já foi descoberta uma nova interpretação naturalista do mundo que facilita a liberação do fluxo da ordem pelo exorcismo do modelo mental que foi forjado no caos. Chama-se a Matrix/DNA Theory ( veja versão em português – se você quer entrar no caminho espinhoso do seu exorcismo –  em http://theuniversalmatrix.com ), e ela mostra a inconveniência dos humanos sujeitando-se aos três instintos e inconscientemente os guia ao próximo passo evolutivo.

Eckhart Tolle: Impressionante evento psiquico, lider espiritual americano

terça-feira, abril 18th, 2017

xxxxx

http://www.eckharttolle.com/article/The-Power-Of-Now-Spirituality-And-The-End-Of-Suffering

For two years, a small man sits quietly on a park bench. People walk by, lost in their thoughts. One day someone asks him a question. In the weeks that follow there are more people and more questions. Word spreads that the man is a “mystic,” and has discovered something that brings peace and meaning into our lives. It sounds like fiction, but today that man, Eckhart Tolle, is known worldwide for his teachings on spiritual enlightenment through the power of the present moment. His first book, The Power of Now, is an international bestseller, and has been translated into 17 languages. More than 20 years have passed since Eckhart Tolle answered his first question on that park bench. While his audience has grown, his message remains the same: that it is possible to stop struggling in your life, and find joy and fulfillment in this moment, and no other.

Says Eckhart:

“For most people, spiritual awakening is a gradual process. Rarely does it happen all at once. When it does, though, it is usually brought about by intense suffering. That was certainly true in my case. For years my life alternated between depression and acute anxiety. One night I woke up in a state of dread and intense fear, more intense than I had ever experienced before. Life seemed meaningless, barren, hostile. It became so unbearable that suddenly the thought came into my mind, “I cannot live with myself any longer.” The thought kept repeating itself several times. Suddenly, I stepped back from the thought, and looked at it, as it were, and I became aware of the strangeness of that thought: “If I cannot live with myself, there must be two of me – the I and the self that I cannot live with.” And the question arose, “Who is the ‘I’ and who is the self that I cannot live with?” There was no answer to that question, and all thinking stopped. For a moment, there was complete inner silence. Suddenly I felt myself drawn into a whirlpool or a vortex of energy. I was gripped by an intense fear, and my body started to shake. I heard the words, “Resist nothing,” as if spoken inside my chest. I could feel myself being sucked into a void. Suddenly, all fear disappeared, and I let myself fall into that void. I have no recollection of what happened after that.

The next morning I awoke as if I had just been born into this world. Everything seemed fresh and pristine and intensely alive. A vibrant stillness filled my entire being. As I walked around the city that day, the world looked as if it had just come into existence, completely devoid of the past. I was in a state of amazement at the peace I felt within and the beauty I saw without, even in the midst of the traffic. I was no longer labeling and interpreting my sense perceptions – an almost complete absence of mental commentary. To this day, I perceive and interact with the world in this way: through stillness, not through mental noise. The peace that I felt that day, more than 20 years ago, has never left me, although it has varying degrees of intensity.

At the time, I had no conceptual framework to help me understand what had happened to me. Years later, I realized that the acute suffering I felt that night must have forced my consciousness to withdraw from identification with the unhappy self, the suffering “little me,” which is ultimately a fiction of the mind. This withdrawal must have been so complete that the suffering self collapsed as if the plug had been pulled out of an inflatable toy. What was left was my true nature as the ever present “I AM”: consciousness in its pure state prior to identification with form. You may also call it pure awareness or presence.

xxxx

Pelo pouco que sei de Tolle, ele teve sorte de cair no momento exato: nao sei porque mas nos anos de 2.000, o publico estava procurando e consumindo muitos livros de auto-ajuda, pensamento positivo, etc. E ele tinha uma mensagem prometedora, era afinal um exemplar vivo bem suscedido no que todos buscavam.

Mas como todos os outros livros e seus autores, o conselho de Tolle era impraticavel, por isso seu ensinamento, nao compreendido, caiu na inutilidade, nos tempos de hoje. Pois o que Tolle pode fazer e fez, ninguem na vida moderna consegue fazer. Apos o evento psiquico, ao conseguir a sublimacao mental, ele caiu na rua como um sem-casa, mendigo. Parou de estudar, de trabalhar e ficou dois anos sentado em bancos de praca. E nunca mais iria voltar a uma vida profissional, nao fosse algumas pessoas se acercando dele e fazendo perguntas. Ele foi arrancado da sarjeta pelo publico. Como copiei logo abaixo um texto do Wickipedia, sua familia aguentou-o nestes dois anos com casa e comida, mas o repreendia dizendo que tornara-se irreesponsavel e insano.

Quem consegue repetir isto na vida moderna? Ou melhor, quem vai querer conhecer o Nirvana, alcancar a sublimacao mental, a tal preco? Ninguem. Por isso a tecnica que ele ensina para se obter o que ele obteve nao funcionou para mais ninguem. E poucos tem uma familia que os suportariam como paria.

Alem disso, mesmo que alguem conseguisse faze-lo, mas que nao fosse rico para se auto-sustentar, e tivesse que voltar ao trabalho professional, `a rotina do dia a dia dentro de uma fabrica, um escritorio, etc., quem iria conseguir ” contemplar e se admirar do presente… e para o resto da vida ficar neste estado? Ora o ambiente obrigatyorio para 90% ou mais da populacao mundial e’ o incomodo ambiente rotineiro do trabalho na repetitive e enfadonha producao em serie. Que mundo bonito existe para quem esta dentro de uma fabrica na maior parte do seu dia?

Portanto, se todos conseguissem a transcendencia para o estado de consciencia cosmica, a economia do planeta parava e todos morreriam rapido. A conclusao inevitavel e’ que Tolle esta’ sendo um professor do mal. O relato de sua experiencia unica e’ de grande ajuda para a busca do entendimento do que somos, como funciona o cerebro, que existiria uma divisao entre mente e consciencia, etc. Isto ao menos para minhas pesquisas e os paralelos que vejo entre esta experiencia e o que estao sugerindo meus modelos teoricos, tem inestimavel valor, poiss me ajudara a desenvolver mais minha busca.

Entao a diferenca entre a pregacao do Tolle e a minha esta nisso. Tambem ninguem vai largar tudo para se isolar na selva por sete anos, ou ninguem vai ter a sorte que tive em tropecar com Serra Pelada, conseguir por sorte a propriedade de um estabelecimento commercial que me pagou as despesas de manutencao na selva e me permitia retornar ao contacto com humanos em alguns meses por ano. Mas eu nao estou ensinando como conseguir um evento psiquico de transformacao de nivel mental evolutivo. Estou pregando uma promessa para se obter fatos concretos baseados num metodo de busca que lida apenas com fatos concretos, que sao do conhecimento publico. A visao de mundo onde somos 8 bilhoes de genes construindo a nos mesmos em um pode gerar uma comportamento humano coletivo que ao pouco vai mudando o Sistema, a economia baseada na auto-sustentabilidade da formula liberando a humanidade do trabalho rotineiro, e assim com o ambiente mudado e adequado para receber o que Tolle se tornou, este e’ um caminho palpavel e racional. Porem nao e’ o caminho do milagre facil e rapido de Tolle, e’ um caminho arduo e demorado.

https://en.wikipedia.org/wiki/Eckhart_Tolle

Tolle stopped studying for his doctorate, and for a period of about two years after this he spent much of his time sitting, “in a state of deep bliss,” on park benches in Russell Square, Central London, “watching the world go by.” He stayed with friends, in a Buddhist monastery, or otherwise slept rough on Hampstead Heath. His family thought him “irresponsible, even insane.”

Pesquisa da Matrix:

Tolle me fez notar algo que nao havia pensado. O Sistema-formula tem uma entidade abstrata que suplanta e governa seu interior, suas partes. Seria o software do hardware. No caso de Tolle, o nivel psiquico dos pensamentos mais o Sistema nervosa simpatico seria a sub-entidade de cada parte, enquanto o Eu separado dos pensamentos, a consciencia normal de Tolle e dos humanos normais seria a entidade superior das partes. Ou seja, cada parte teria uma fracao da entidade total do Sistema. Quando Tolle perde a sub-entidade individual – a cosnciencia da parte do Sistema – ele suplanta-se como Sistema e cai na esfera da hierarquia dos sistemas, ou seja, cai num Sistema superior ao humano, o qual ele interpreta como cosnciencia universal, do cosmos. Entao ele era – e todos humanos normais sao – e em yermos de software da formula, um fractal menor dentro desse mesmo fractal, porem maior.

Moderno Materialismo: Video Indaga > Certo ou Errado?

segunda-feira, fevereiro 13th, 2017

xxxx

Meus comentarios postado no Youtube:

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli – fev – 2/12/2017

We are 8 billion semi-conscious genes building and nurturing inside our egg-heads with its placenta (the brain) the embryo of this ex-machine consciousness. We are wild and wrong because we came from a chaotic biosphere. Go to the jungle, the place we came from, and see chaos, violence, everywhere. But we are materialistic hardwares. The ex-machine consciousness came from somewhere beyond this material universe, as the software, sleeping at atoms, dreaming at galaxies, waking up at plants and animals, and is beginning to lift up, almost born baby, at humans and elsewhere there is intelligent life. So, we, Americans, are too much materialist? Are we prejudicing our soul’s mission? The biosphere and origins of life was chaotic due our ancestral creator – the Milk Way – going against this mission. It became a closed system in itself, the extreme expression of selfishness, paralysing its own evolution and the consciousness embryogenesis. A universal law – entropy and death – was necessary for correcting the big mistake and then, the galaxy felt as seeds over planets and began in a different way, as biological systems, opened systems. This was a punishment but also a new opportunity.
The ex-machine parents of consciousness are waiting their baby. The big mistake was divided into 8 billions slices, each one seeing and suffering the slices of its own mistake acting by the others. But, at same time, each other has one information necessary for building the baby. They need be free for studying because the mind grows by transforming informations of each detail of the natural world into the body of consciousness. They need accommodation for their body for studying and learning as well. When we are consumerist of superfluous we are sending to garbage the result of their hard work and time. We are prejudicing ourselves because they are not doing their mission, the baby (we as cosmic being) will born handicapped or will be aborted before the birth, due the transformations of our planet. Yes, I am a minimalist, I do not approve luxury. Materialism as luxury, consumerism of superfluous, is a return to the original sin – the closed system. But, maybe may theory about the meaning of life is wrong, so, each one must be free for following its own consciousness.
xxx
Cerberus – 2/12/2017
What spirit? Who ever discovered essence, no one, that’s who. You briefly live and die, as best you know how, at the time. There is only dirt or ash after death, that’s all the evidence will support. End of the story
Louis Charles MorelliLouis Charles Morelli fev-2/13/2017
It is your right investing 100% of yours body patrimony and behavior on this materialistic belief. As it is their right – the mysticals fundamentalists – investing their 100% into their belief in a supernatural world. But, the materialistic Nature have shown that going to extremes are always bad. The best accommodation is at the middle-term, the equilibrium between the two extremes. I bet 50% on each alternative. But, Nature itself is sending signals that not everything dies at the body death. Biological systems were built by the soul of this galaxy composed by dark, negative, photons. These photons are composing a system just inside you just now. If this soul is living 13,8 billion years, why it will dy just with you?! Yours suggestion makes no sense..
xxxx
Are we too Materialistic?