Archive for the ‘Previsões’ Category

Os turbilhoes na superfície de Júpiter: Previsão correta e mais uma evidencia para a Matrix/DNA Theory

domingo, setembro 2nd, 2018

xxxxx

Intricate swirls in Jupiter's volatile northern hemisphere are captured in this image from NASA's Juno spacecraft. Bursts of scattered bright-white 'pop-up' clouds appear with some visibly casting shadows on the neighboring cloud layers beneath them.

Aqui estamos realmente assistindo a formação de um pulsar e posteriormente, de uma supernova… segundo meus modelos teóricos compondo a Matrix/DNA Theory. De dentro para fora cresce um germe de estrela, comendo o que resta de nutrientes nas camadas externas através das reações nucleares e a pressão gerada produz gigantescos vulcões com estes turbilhoes na superfície. Quanto mais os nutrientes pesados são processados, maior e mais leve Júpiter fica, e esta leveza o livra da força magnética do núcleo solar ate que ele um dia saia do sistema e vá brilhar como mais uma estrela. Os acadêmicos se riem e acham estranho que eu use metáforas do mundo vivo para descrever fenômenos astronômicos porque eles são misticos duvidando que a Vida foi criada por e dentro de sistemas astronômicos que seriam – segundo eles – não-vivos e por isso precisam de assombrações como o Acaso Magico para explicar origens espontâneas de astros e da vida, o que e’ um absurdo. O tempo com mais informações, sera o juiz de quem esta certo ou errado.

 

Muito interessante: Seth, psicografado por Jane Roberts, bate com previsões da Matrix/DNA

terça-feira, agosto 28th, 2018

xxxx

Mas nunca ignore as contradicoes em cada teoria/revelacao/intuicao/etc. _ After all Jane Roberts was not able to reverse her fatal disease.

Seth: The spiritual teacher that started the "New Age"

https://www.sethlearningcenter.org/index.html

https://www.sethlearningcenter.org/q_purpose_of_life.html

From “The Early Sessions:”

“The child must mature, and your system is a maturing ground, a very primary one…. A beginning school…”

… bate quando a Matrix/DNA sugere que somos ainda consciencia na forma embrionaria.

“The human race is a stage though which various forms of consciousness travel. Before you can be allowed into systems of reality that are more extensive and open, you must first learn to handle energy and see, through physical materialization, the concrete result of thought and emotion.”

Matrix/DNA: Os humanos se dividem em varios niveis de evolucao, a auto-consciencia aqui esta nas varias formas embrionarias, como a morula, blastula,feto, enbriao, e as formas intermediarias entre estas. Nos queixamos que nos sentimos e vivemos como se estivessemos algmeados, sem poder fazer o que precisamos fazer, e isto significa que o sistema biosferico na Terra e’ menos extenso e menos aberto. Para evoluir e passar a sistemas mais extensos e mais abertos, onde essa prisao se desfaz, voce precisa antes aprender a controlar a forssa de sua energia, a qual sera universal. Pois sem auto-controle, voce pode por tudo a perder. E voce aprende esse controle observando os varios tipos de mentalidades humanas em suas posicoes financeiras, usando seus poderes, aprendendo o que fazem de errado e assim prejudicam os semelhantes e o mundo.

“In more advanced systems, thoughts, and emotions are automatically and immediately translated into action, into whatever approximation of matter there exists. Therefore, the lessons must be taught and learned well. The responsibility for creation must be clearly understood.”

Matrix/DNA: Nos sistemas mais avancados qe o humano terrestre, pensamentos e emocoes sao automatica e imediatamente trasnformados em acoes. Eles podem mudar qualquer tipo de materia existente. Assim voce cria e desfaz realidades apenas tendo subitos novos pensamentos. Portanto, as licoes para voce aprender a treinar e controlar seus pensamentos e emocoes devem ser serias, muito cuidadosas, e bem aprendidas. Voce tem – antes de passar a sistemas mais evoluidos que lhe permitem este poder – que entender e assumir a responsabilidade por suas criacoes ou destruicoes efetivadas por seus pensamentos e emocoes, como amor ou odio, etc.

Cygnus X-1: novos dados se encaixam como evidencias do modelo da Matrix/DNA

segunda-feira, agosto 20th, 2018

xxxx

https://hypescience.com/tecnologia-de-raios-x-revela-qual-o-formato-da-materia-em-torno-de-um-buraco-negro/comment-page-1/#comment-310276

Cygnus X-1: tecnologia revela matéria nunca antes vista em torno do buraco negro

Ótimo avanço no sentido de obtenção de mais informações, porem talvez um retrocesso no sentido teórico: se a base inicial do modelo teórico estiver errada, todo resultado de cálculos posteriores estarão cada vez mais nos induzindo ao erro. Partindo de outro modelo teórico inicial, interpretamos estes novos dados de uma maneira diferente. A constatação da emissão de raios-X e’ mais uma evidencia da minha previsão registrada como direito autoral ha 30 anos atras, e o modelo dispersivo acima bate com minhas previsões. Porem, os pesquisadores estudaram a forma da matéria e não sua substancia, sobre a qual meu modelo também faz previsão: trata-se de matéria advinda da fragmentação de estrelas – portanto interestelar dust – misturada com “germes” ou “sementes” de novos astros ejetados do vórtice turbilhonar no núcleo da constelação, o qual não é o teorizado “buraco negro” do modelo acadêmico. Assim a luz de origem dispersada vem da matéria na forma do modelo estendido, porem vem de corpos iguais ao mostrado no modelo lamp-post. Raios-X e’ a segunda faixa no espectro eletromagnético da onda de luz que expressa o ciclo vital, portanto uma faixa que revela a função sistêmica do útero e o evento do nascimento de novos corpos, no caso astronomico, de novos astros que futuramente serão estrelas. Enfim, pergunto qual a conexão entre o modelo teórico acadêmico sobre astronomia que explica o que essa astronomia produziu dentro dela, que foi o fenômeno dos sistemas biológicos vivos, e pergunto qual o prévio estado do mundo que teria produzido a astronomia dos acadêmicos. Eles nunca me responderam, mas o meu modelo responde logica e racionalmente de forma satisfatória. deixemos o tempo e mais dados decidirem este conflito entre teorias.

Luz Liquida, o Condensado de Bose-Einstein: Fótons Retornando ‘a Fonte no Big Bang?

domingo, agosto 5th, 2018

xxxxxx

Fótons da luz dispersos e reunindo-se

Fótons da luz dispersos e reunindo-se

Varias previsões que fiz a 30 anos atras baseado nos modelos teóricos que resultaram na Matrix/DNA Theory, encontram neste artigo muitas evidencias e comprovações.

Mas como eu abordo o fenômeno “luz” por uma perspectiva bem diferente da dos cientistas – porque os modelos teóricos surgidos enquanto eu construía a teoria observando a natureza virgem da selva me obrigaram a esta abordagem – interpreto as experiencias e informações aqui de maneira que os cientistas não pensam. Por exemplo, Bose e Einstein abordaram o fenômeno baseados em dados de laboratórios e calculados pela logica Matemática, e sua interpretação final foi da existência da luz no estado de um superfluido, chamado de Condensado de Bose-Einstein (BEC). No meu método de abordagem, utilizei os poucos dados de laboratorio que conhecia, e acrescentei os métodos aplicados na elaboração da teoria geral, tais como anatomia comparada, logica formal, observação dos parâmetros factuais naturais, o calculo do reverso da evolução iniciando pelo ápice da complexidade ( a autoconsciência e a biologia humana) e retornando ao ápice da simplicidade no Big Bang, e minha interpretação final foi da existência de um fluxo de retorno da onda de luz original sendo reconstruída por suas partículas dispersas, os fótons, que assim utilizam a energia e a massa, ou seja a matéria, criando os sistemas naturais materiais. Como veremos aqui, são muitos os pontos em comum entre as duas interpretações.

Vários fatos da luz, no que chamam de estado superfluido, são evidencias ou comprovações das minhas previsões, tais como:

a) A “luz líquida” é uma substância muito peculiar. Não é sólida nem plasma e tampouco se comporta exatamente como um líquido ou um gás. Os cientistas a chamam de Condensado de Bose-Einstein (BEC). 

( Obs: na Matrix/DNA, o que chamo de ” luz original”, deve ser uma substancia ainda desconhecida porque não é captada nem por nossos sensores cerebrais nem pelos instrumentos científicos. O principal indicio que ela existe é porque ela faz o conjunto resultante das sete radiações – registradas no gráfico do espectro eletromagnético – funcionar como o ciclo vital sugerindo que ela contem o código para produzir sistemas naturais, como a Vida. Neste sentido, a luz original e’ como a entidade abstrata existente na genética que os acadêmicos denominam de “comando de instruções ao DNA”. Essa “luz liquida, ou superfluido, ainda não é a luz original, e sim a substancia que os fótons dispersos no fim da onda original vão formando quando encetam o caminho do retorno para recompor a onda original. Seria a luz negativa, se considerar-mos, aluz original emitida com o Big Bang como sendo a luz positiva. )

b) Nesse estado, as partículas se sincronizam e se movem em harmonia, formando um “superfluido”. É parecido com qualquer outro líquido ou gás, mas com propriedades especiais, uma das quais é que todas as suas partes estão relacionadas. Elas têm um “comportamento coletivo”, diz Sanvitto. “É como um grupo de bailarinos fazendo os mesmos movimentos ou uma onda de pessoas marchando no mesmo compasso.”

( Obs: Exatamente como previsto. Na onda original, todas as partes, partículas, estão alinhadas numa sequencia cronológica e sistemática, como é a sequencia cronológica observável nas continuas transformações do corpo humano. Ambos acontecem devido a força do ciclo vital. Portanto, na onda original, cada ponto ou partícula tem dois vizinhos imediatos: o primeiro da esquerda, anterior, e o primeiro ‘a sua direita, o posterior. Portanto, de fato, previ que todas as partes devem estar relacionadas e a reunião delas se da em harmonia. Com a final fragmentação da onda em partículas-fótons, estes inicialmente se encontram dispersados, porem procuram e se conectam aos antigos vizinhos primeiro, assim reconstruindo a mesma sequencia da onda original, no eterno retorno.)

c) A  luz, sob condições especiais, pode se comportar como um líquido que flui e ondula em torno dos obstáculos que encontra, como a corrente de um rio entre as pedras.

( Obs: Vamos imaginar os fótons no retorno como uma boiada caminhando por um campo limpo, conduzida por vaqueiros. De vez em quando no meio do campo aparece uma mancha de boa relva. As vacas que estando no meio da boiada se deparam com a relva tendem a parar e formam um grupo ali estacionado. As outras que vem atras e dos lados tem que contornar o grupo e seguir adiante. Pois no retorno dos fótons isso pode acontecer de duas maneiras. Quando a onda original avança, é possível que ela se quebre em suas faixas de frequências e se assim quebram a substancia da dark matter em porcões, e como cada faixa é uma forma do ciclo vital, cada porcão + faixa de luz tem propriedades e funções, tendencias, especificas. Isto vai se materializar e gerar os sistemas naturais. Quando retornam os fótons se deparam com estas partes solidas, objetos, e tem que contorna-los. Mas é possível também que os fótons no retorno criem eles mesmos os objetos-obstáculos que os demais tem que contornar.)

d) Os superfluidos não criam ondas e não experimentam fricção ou viscosidade.

( Obs: essa a fricção prevista na minha teoria, com a diferença que na minha teoria esta fricção da luz original ao avançar na substancial espacial é o que gera as energias. Porem, na minha teoria, a substancia do retorno cria ondas, pois ela reconstrói a onda original. Acontece que a onda original tem as dimensões do universo, assim a onda sendo reconstruída pelo “superfluido” também terá as dimensões universais. E nós, microscópicos humanos, estamos num ponto demasiado minusculo do Universo, estamos dentro de uma onda, e quem esta dentro de um sistema ou processo não pode saber a verdade do sistema porque não pode vê-lo do exterior.)

e) “Se você enviar um jato desses contra a parede, ele a escalará em qualquer direção e, eventualmente, voltará a se conectar depois do obstáculo”

( Obs: Exatamente como sugeriram os modelos e cálculos teóricos da Matrix/DNA)

f) Esta luz liquida, ou superfluido é vista como 5º estado da matéria

( OBS: Observando o gráfico do espectro eletromagnético segundo a teoria da Matrix/DNA:

Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory

Temos que a quinta dimensão seria aquela revelada pela faixa “infra-vermelho”. Segundo a Matrix/DNA, nossos sensores visuais e tactils apenas captam os objetos revelados pela faixa da luz visível com suas propriedades especificas, como nível vibracional, etc. E segundo esta teoria, com a evolução vamos desenvolver estes sensores e/ou adquirir mais sensores para ver esta dimensão. Se isto estiver correto, veremos a olho nu, no futuro, esta luz liquida.)

xxxx

Artigo da BBC:

O que é luz líquida, vista como 5º estado da matéria

https://www.bbc.com/portuguese/geral-45029867

Cientistas que estudam fenômenos quânticos demonstraram que a luz, sob condições especiais, pode se comportar como um líquido que flui e ondula em torno dos obstáculos que encontra, como a corrente de um rio entre as pedras.

Figura 1 – À esquerda: a luz encontra um obstáculo antes de se tornar um superfluido. À direita: a luz encontra um obstáculo depois de se tornar superfluido (DANIELE SANVITTO)

Superfluido

A “luz líquida” é uma substância muito peculiar. Não é sólida nem plasma e tampouco se comporta exatamente como um líquido ou um gás.

Os cientistas a chamam de Condensado de Bose-Einstein (BEC, da sigla em inglês) e a consideram o “quinto estado da matéria”.

Nesse estado, as partículas se sincronizam e se movem em harmonia, formando um “superfluido”.

“É parecido com qualquer outro líquido ou gás, mas com propriedades especiais, uma das quais é que todas as suas partes estão relacionadas”, diz Daniele Sanvitto, pesquisador do Instituto de Nanotecnologia da Itália.

Os superfluidos não criam ondas e não experimentam

fricção ou viscosidade.

(Obs: esta é a primeira vez que vejo mais uma previsão da Matrix/DNA a 30 anos atras sendo também citada por algum outro humano. Fricção da Luz. Na minha teoria, a luz original se expande no Universo no meio da dark matter, produzindo uma friccao entre as duas, da qual é produzida a energia.)

Eles têm um “comportamento coletivo”, diz Sanvitto. “É como um grupo de bailarinos fazendo os mesmos movimentos ou uma onda de pessoas marchando no mesmo compasso.”

Assim, um líquido comum, ao esbarrar numa parede, saltaria, mas um superfluido, como a luz líquida, circularia ao longo da parede.

“Se você enviar um jato desses contra a parede, ele a escalará em qualquer direção e, eventualmente, voltará a se conectar depois do obstáculo”, explica Sanvitto.

Para que serve a luz líquida?

Até poucos anos atrás, os superfluidos só podiam ser alcançados em temperaturas próximas ao zero absoluto (-273 °C), mas, em 2017, Sanvitto e seus colegas conseguiram produzir luz líquida à temperatura ambiente.

Um processador

Eles fizeram isso usando misturas de luz e matéria chamadas polaritons.

(Obs: pesquisar o que e’ POLARITONS)

“Este é o primeiro passo para ter aplicações desse líquido no dia a dia”, diz Sanvitto.

Até agora, os experimentos com BEC foram feitos somente em pequena escala nos laboratórios, mas os pesquisadores vêem um grande potencial para transmitir informações e energia sem desperdício.

( Mais uma evidencia da previsão da Matrix/DNA: fótons registram, carregam, e transmitem informações… como os genes)

Um exemplo seria a criação de computadores ópticos, que possam aproveitar a interação das partículas de luz sem o problema da dissipação ou aquecimento de computadores comuns. Isso os tornará muito mais rápidos e consumirá menos energia.

Essa tecnologia também pode revolucionar o manuseio de lasers e painéis solares. Como o cientista Michio Kaku mencionou em uma entrevista ao portal This Week in Science, há quem pense que, no futuro, o BEC poderia estabelecer as bases para se teletransportar objetos.

(Obs: Procurar o This Week in Science, e Michio Kaku )

Mitocôndria em 3 videos e a descoberta da invaginação do oceano de magma nos pulsares

quinta-feira, julho 26th, 2018

xxxx

Este trabalho nos levou ‘a descoberta que:

” A invaginação da membrana interna da mitocôndria é um atributo da Função 4 da formula da Matrix/DNA, a qual, no ancestral da mitocôndria que foi o pulsar no sistema galáctico, produziu a invaginação de um oceano de magna logo abaixo da superfície externa (membrana externa) ligando o magma por canais com o núcleo de magma incandescente, o que no final consiste em gigantescos vulcões. Enquanto nos pulsares estes vulcões expelem magma energético que se tornam as esferas dos cometas, nas mitocôndrias túbulos imitando vulcões expelem as moléculas de energia ATP. No final, o significado e funções de tudo são os mesmos, tanto num astro celeste como numa organela celular.”

Três videos no Youtube sobre mitocôndria, de um mesmo autor, brasileiro, em português. A serie chama-se

“A Mitocôndria em 3 atos”

Cada ato, ou vídeo mostra a mitocôndria num tipo de linguagem de apresentação.

( Segundo a Teoria da Matrix/DNA, a mitocôndria foi produzida pela Função 4 da formula. A ancestral da mitocôndria seria, nos sistemas astronômicos, o astro formado pelo envelhecimento dos planetas, quando ele esta com uma camada superficial muito fina e daqui vai se tornar uma estrela, uma supernova. Cremos que ele corresponde ao que os astrônomos chamam de “pulsar”. Sua superfície é toda esburacada com crateras vulcânicas. Os gigantescos vulcões cujas entranhas partem do núcleo emitem cometas, os quais expelem a energia de magma dos vulcões ( enquanto que a mitocôndria expele energia na forma de ATP). A previsão desta teoria é surpreendente porque uma imagem visionaria de tal astro mostraria logo abaixo da camada superficial ( que na mitocôndria se tornaria a membrana externa) uma rede intrincada de canais de lavas, os quais ligam a superfície ao magma incandescente do núcleo. Em outras palavras poderíamos dizer que existe no pulsar uma “membrana interna” que é uma faixa de um oceano de magma, a qual é invaginada em formas de lapelas… tal como na mitocôndria.

Ato 1 : Um formato semelhante ao usado em cinema

https://www.youtube.com/watch?v=zkBPj_E1YFc

Ato 2: Uma linguagem didatica, como a usada em sala de aula

https://www.youtube.com/watch?v=RBzrjCPanO4

Ato 3: Uma visão artística

https://www.youtube.com/watch?v=JORhTOC1kos

Outro excelente vídeo sobre mitocôndria:

https://www.youtube.com/watch?v=wcbOjBzmi14

E tem muitos outros videos para ver e trazer para cá. Fazer a pesquisa sobre videos em Inglês

Microbios na Extratosfera da Terra: outra predicao acertada da Matrix/DNA

segunda-feira, julho 9th, 2018

xxxx

https://www.space.com/41096-stratosphere-microbes-extreme-life-alien-worlds.html?utm_content=bufferd2f2a&utm_medium=social&utm_source=facebook

How Stratospheric Life Is Teaching Us About the Possibility of Extreme Life on Other Worlds

Louis Morelli – posted at 07/09/18

Ok, the existence of these creatures in space was predicted by Matrix/DNA Theory 30 years ago and while the reseachers doens’t know the Matrix/DNA formula and its properties they never will understand the origins and evolution of these cratures.

Holograma da formula Matrix/DNA seria o template configurador do cerebro?

quinta-feira, maio 10th, 2018

xxxx

A cerca de 20 dias atras publiquei aqui o artigo “O verdadeiro “governo” e’ um “holograma”, abstrato, invisível, emanado da Matrix/DNA”. Trata-se de uma tese que venho desenvolvendo desde 30 anos atrás quando meus resultados indicaram a existência de uma formula, a qual denominei de Matrix/DNA, e que a primeira manifestação desta formula neste Universo foi na forma de ondas de luz, pois a formula bate com o espectro eletromagnetico. Para minha satisfação, 20 dias depois vejo publicado um paper científico anunciando que cientistas desenvolvem um metodo de construir hologramas de luz, com fotons, e dirigindo este holograma sobre neuronios no cerebro de ratos, conseguem controlar estes neuronios e os correspondentes movimentos dos ratos! Portanto mais uma acertada previsão indica que nossas pesquisas estão no caminho certo. Fica registrado aqui o artigo que conduz ao paper:

https://singularityhub.com/2018/05/09/holograms-can-now-program-brain-activity-are-fake-experiences-next/?utm_content=bufferbc13f&utm_medium=organicsocial&utm_source=facebook-hub&utm_campaign=buffer

Holograms Can Now Program Brain Activity—Are Fake Experiences Next?

 

Fotons reconstruindo sistemas astronômicos em miniatura na Terra: exemplo do mecanismo nas células de esponjas

segunda-feira, janeiro 1st, 2018

xxxx

Neste vídeo, em …., os cientistas cortam um pedaço de uma esponja do mar, separam suas células e as deixam assim num novo habitat. Dizem que a comunicação entre as células e’ interessante, porem no caso das esponjas, são formidáveis. Então, não sabem como e porque, entre muitas outras células, as células da esponja se auto-identificam, reconhecem-se umas as outras, e voltam a se juntarem, e dali reconstroem a esponja, exatamente como a anterior de onde vieram. Sem nunca ter sabido deste mecanismo, eu imaginei exatamente isto quando calculava como as “partículas-informação”, provavelmente na forma de fótons, teriam reproduzido na Terra e microscopicamente o sistema astronomico de onde vieram. Pelo simples fato de ter previsto a existência deste mecanismo, mesmo que seja em outra situação, já’ e’ suficiente para mérito ao meu método de investigação.

No vídeo chamam-se de ressuscitação da esponja. Posso usar também este termo? Ressuscitação dos building blocks astronômicos?

Guardar e pesquisar mais este detalhe, estando no video em 25:00

Origens da Vida – O Início de Tudo – National Geographic Channel – Completo

Cérebro, Memoria: Hipótese da Consolidação dos Sistemas – Mais Uma Previsão Acertada da Matrix/DNA

terça-feira, fevereiro 14th, 2017

xxxx

Uma nova experiência laboratorial está exigindo uma mudança no paradigma da Neurologia e gerou a Hipótese da Consolidação dos Sistemas: memorias de curto-prazo envolve o hipocampo, mas memórias de longo prazo é de algum modo desconhecido transferida para outras áreas, como o córtex.

Os cientistas dizem que o mecanismo é desconhecido, mas tendo a formula que montou o cérebro humano, posso ver claramente qual é e como funciona o mecanismo.

A evidência é que numa experiência recente, no laboratorio alguém tentou ativar a memória através de neurônios do córtex um mês mais tarde, e de fato a memoria foi reativada. ( ver a fonte desta notícia no link abaixo e nos próximos dias farei novo artigo sobre os “papers” oficiais publicados)

Isto é importante porque como os cientistas, eu sempre pensei que a memória existisse no hipocampo, ou na região central do cérebro, mas com esta informação ela pode estar em muitas regiões, parecendo que é espalhada.

Mas então apenas agora me lembro que a formula da Matrix/DNA (mostrada na figura abaixo) sugere isso claramente, ou seja, eu já sabia disso, sem saber que sabia, porque nunca raciocinei a formula em relacao a memoria. O cérebro é um sistema em si mesmo, vendo-o separado do resto do corpo. Ele tem núcleo (a região central onde está o hipocampo), tem partes ( as diversas glândulas, regiões cerebrais, etc.), tudo interconectado, funcionando. O cérebro é mais uma cópia da formula da Matrix/DNA, ou seja, esta formula monta todos os sistemas naturais `a sua imagem e semelhança, na medida que permite o ambiente e os materiais do ambiente, o estágio evolutivo, etc. Podes ver que o cérebro tem hemisférios direito e esquerdo como a formula tem suas faces esquerda e direita dividida pelo circuito F5, que no cérebro se torna o corpus callosum. E a formula monta cada sistema a partir de um objeto inicial, um corpo, aplicando nele o ciclo vital que o faz se diferenciar em várias formas/funções e depois conecta estas diferentes formas como suas partes. Assim se formou o cérebro desde os primeiros rompantes de sistema nervoso nos seres primitivos como as bactérias.

Na formula está claro que o sistema-cérebro possui memória em F1, onde começa o circuito do sistema, ou seja, mais um ciclo vital. O circuito nada mais é que o fluxo de informações avançando, ou seja, um corpo crescendo em idade, como o corpo humano faz após nascer. Em F1 ocorre a gestação de novos sistemas, como o corpo humano, onde F1 é representado pela mulher grávida. Ora, um novo ser começa a ser formado com informações memorizadas que vieram de seus genitores. Por isso a memória já está em F1.

Então quando o fluxo sai de F1 e vai para F2, ele está sendo a informação do corpo inteiro, está levando o corpo inteiro, e com isso, claro, vai a memória do corpo. A nossa memória quando estamos na forma de adulto ( que na formula e’ F4), veio da memória na nossa forma como adolescente (F3), com mais alguns acréscimos.

Então quando transportamos a formula para o sistema “cérebro” e vemos F1 representada pelo hipocampo, notamos que o circuito sobe pelo hemisfério esquerdo em direcao ao córtex, e com isso ele está levando a memoria. Quando o circuito perfaz-se totalmente, a memoria está presente em todo lugar que ele passou, e se fixou. Assim conhecemos o mecanismo que transporta a memória pelo cérebro.

Mas estamos aqui pensando na formula quando ela desenvolve e estrutura a forma do cérebro, e se torna o template do cérebro. Outra coisa é mais tarde na evolução biológica chegando ao ser humano quando a formula retorna para criar os pensamentos, igualmente a sua imagem e semelhança.

Cada pensamento nasce vive e morre pela mesma configuração da formula, porém, os pensamentos são muitos, ocorrem em sequências, nunca dois ao mesmo tempo, e tem duração de vida brevíssima, muito menor que a do cérebro. Além disso, pensamentos não se fixam nem se auto-reciclam idênticos. Pensamentos são micro-ciclos abstratos ( softwares) de e dentro de um macrociclo concreto (o hardware) que é o cérebro. Isto significa que em relacao a pensamento, a memória está sempre em movimento, pulando de região para região, é impossível fixá-la em algum ponto, e depois que ela passa por uma região, desaparece daquela região. E as partes da memória carregadas por cada pensamento morrem com os pensamentos, ou, quando o pensamento for importante, quando ele foi contaminado por informação nova que não existia antes, ele chega ao córtex e perfaz a trajetória de F5, retornando diretamente do córtex (F4) para o hipocampo e registrando-se ali definitivamente como mais um acréscimo da memória estrutural.

Então existe a memória estrutural e a memória abstrata mental, ou memória dos pensamentos, segundo a Teoria da Matrix/DNA.

Muito simples entender isto quando se tem a formula, concorda? Porém, o maior absurdo disto e’ que os cientistas não conhecem e nem entenderiam a formula. para explicar de onde ela veio eu teria que montar um curso universitário de alguns anos e isso me e’ impossível. Então, infelizmente, vão continuar gastando bilhões e dólares para descobrir coisas por acaso quando uma teoria dirigindo as experiências ficaria muito barato e com melhores resultados.

Vamos trazer a formula para ver isso melhor:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

 

Fonte da informação sobre a experiencia cientifica:

Think you’ve got a terrible memory? You don’t know the half of it

http://ideas.ted.com/think-youve-got-a-terrible-memory-you-dont-know-the-half-of-it/?utm_campaign=social&utm_medium=referral&utm_source=facebook.com&utm_content=ideas-blog&utm_term=social-science

Observe no artigo que o entrevistador pergunta aos neurologistas porque a memória é tão maleável?

Eu vou ter que procurar porque eles pensam que a memória é maleável, ou seja, maleável em que sentido, em relacao a que? A formula está sugerindo claramente que a memória é tão maleável como um corpo humano, mudando ou desenvolvendo-se em diferentes formas, etc. Mas as respostas dos cientistas foram muito nebulosas e acho que não responderam a pergunta. Um deles citou o fato de que tendemos a esquecer um evento de extrema agonia e para explicar isso ele diz que nosso cérebro faz isso para nos poupar de dolorosas recordações inúteis, etc. Ora, o cérebro por si só não tem propósitos, não pode saber que mentalmente sofremos ao recordar, ele não faz nada disso, e como “o cérebro é eu” e “eu sou o cérebro”, ele estaria apagando, extraindo uma parte de si mesmo, o que penso ser impossível. Combatem o dualismo de Descartes em corpo e alma porém criam o dualismo cérebro e o eu como se fossem duas coisas distintas? O que acontece – segundo a minha cosmovisão – em relacao aos “pânicos esquecidos, apagados da memória” é o mesmo que acontece quando nosso corpo é ferido ou uma perna quebrada. A ferida se cura, cicatriza e desaparece, a perna volta ao normal, etc. Falta de entender que a memoria em si é um sistema, um sub-sistema do cérebro, e como tal deve ser vista como um organismo, com mesmas propriedades. A  seguir copia do trecho desta pergunta:

Entrevistador: “A question for the group: Why is human memory so malleable?”

Elizabeth Loftus: Whatever your theory is, why would Darwin or God or whoever have made us with memories that are so malleable? That must serve some sort of function, and one of the functions that malleable memories can serve is to be able to correct errors that creep in. You can update your memory with accurate information, and that is certainly a benefit. ( obs.: sim, porém neste caso, quem “update” ou corrige erradas informações na memória são nossas experiências afrontando a realidade do mundo externo, o qual atua como um medico, e as corretas informações inseridas são como os remédios ou cirurgias ministrados pelo medico-realidade).

Antes do Big Bang: Um Universo Gêmeo? Dizem que sim, a Matrix/DNA diz que “Quase”

quinta-feira, novembro 17th, 2016

xxxx

O principal artigo saiu na Phys.Org, em 2008. Aplicando física e matemática, pesquisadores chegaram a resultados sugerindo que antes deste Universo havia outro igual. Mas eu escrevi e registrei isso a 35 anos atras… A base da teoria da Matrix/DNA sugere que dentro deste Universo esta ocorrendo um processo de reprodução similar ao genético/computacional processo pelo qual nos mesmos nos reproduzimos. Porem, na Matrix/DNA o objetivo principal não ‘e o Universo e sim o seu conteúdo. Universos são como ovos, ou placentas. A placenta da filha quando ficar gravida vai ser praticamente igual a placenta da mãe que lhe gerou, assim são os universos. O que vale e’ a reprodução do que esta dentro da placenta. E isto explico no comentário abaixo… No entanto, vale notar que eu antecipei a Ciência em 30 anos…

Before the Big Bang: A Twin Universe?

http://phys.org/news/2008-04-big-twin-universe.html

April 9, 2008

xxxx

¿UN UNIVERSO GEMELO ANTES DEL BIG BANG?

https://alejandralcrv2012.blogspot.com/2012/04/un-universo-gemelo-antes-del-big-bang.html?showComment=1479359383629#c492203356472571920

Meu comentario postado no blog:

Los ninos se parecem mucho com sus padres, todos lo sabemos. Pero ninguno cree que nuestros padres son nuestros gemelos, ni que son ” paralelos” a nosotros. Se la Naturaleza produz aqui aos nossos ojos uno fenomeno onde de um objeto se reproduce otro igual objeto, porque e para que imaginar cosas que nunca ninguno viu? Esta teoria de que este Universo es reproducion de otro anterior foi publicada a 30 anos atras e com toda una descricion tecnica do fenomeno. Pero, non se debe fixar-se no Universo, e si no que esta evoluindo dentro dele. Este Universo es solamiente el huevo, la placenta, e la placenta da nina sera equal la placenta de su madre. Es lo que esta evoluindo dentro ( la vida, la consciencia) que reproduz o que havia no universo anterior. veja teoria completa em http://theuniversalmatrix.com