Archive for the ‘Doenças’ Category

Sistema Imunológico: Vídeo Mostra Glóbulos Brancos nos Defendendo de Vermes – E a Explicação da Matrix/DNA

quinta-feira, novembro 20th, 2014

xxxxx

https://www.facebook.com/video.php?v=735315876561829&set=vb.111604802266276&type=2&theater

Os globulos brancos são de vários tipos. Um tipo específico deles possui um receptor químico compatível com um receptor químico presente na superfície do verme, uma célula apresentadora de antigeno “ativa” os anticorpos e eles se ligam ao verme. Esses receptores são diferentes para bactérias, vírus, vermes… ( esta é uma síntese da explicação da Ciência Oficial)

Mas como a Natureza fêz isto?! Tendo apenas para começar… átomos! E aqui usa apenas poucos tipos de átomos. Como a Natureza consegue mover um pacotinho de átomos – é o que, literalmente, são estes glóbulos brancos – e dirigi-los para realizarem um objetivo préviamente desejado?! Ok, você pode ver um pacotinho de átomos tal como um cisco qualquer, leve, sendo movido pelo vento e outros movimentos ao redor dele, mas nunca este cisco vai realizar um movimento para realizar um objetivo. Ele não é auto-dirigido e nem dirigido por nada mais que meras forças ao acaso. Estes “ciscos” aqui são dirigidos. Como? Porque?! O que eles tem de especial que os pacotes inanimados de átomos – como uma pedra – não tem?

Vamos buscar uma explicação na fórmula da Matrix/DNA…

À primeira vista a resposta está na hierarquia de sistemas. O corpo humano é um sistema maior, dentro do qual aparece um intruso, um sistema menor – o verme. Mas tanto o corpo humano como o verme possuem as mesmas raizes biológicas, talvez um ponto em comum, que seria um ancestral comum. A partir deste ancestral comum, a evolução desenvolveu aceleradamente uma linha que chegou ao corpo humano, e outra linha lenta, quase parando, que ainda está na fase de verme. O verme não deve estar na mesma linha evolucionaria do corpo humano, porque, como o video mostra, são dois sistemas incompativeis, não podem coexistir no mesmo espaço/tempo. Em outras palavras, este verme não é ancestral do corpo humano. Se não é um ancestral menor ou maior que um corpo humano, nem um ancestral mais simples ou mais complexo, o verme não é um sistema-fractal do fractal-sistema corpo humano. Então, forças do sistema maior são perturbadas por forças do sistema menor, pois as forças não estão em sintonia entre si, os dois corpos não dançam o mesmo ritmo da musica. Como o sistema maior reage se for perturbado por ter a propriedade da busca do equilibrio termodinamico por um tipo seu exclusivo de ‘” desejo”, e o verme que tambem tem esta propriedade porem esta em outro caminho de busca deste equilibrio, um entra em conflito com o outro.

O fluxo de energia/informações do sistema maior é diferente do mesmo fluxo no sistema do verme em algum ou alguns pontos. As particulas que estão na frente desta caravana-fluxo tem um destino, que é construir o próximo “F” da fórmula, e para isso usam os materiais ao redor, e nisso encontram o material verme… elas simplesmente o vão moldar para servir de material para sua próxima construção. Então, em relação a corpo humano estas particulas se tornam ” anticorpos,  glóbulos brancos”. Acontece que o verme tambem tem seu fluxo, quase inteiramente coincidente com o fluxo destas particulas, então existem os pontos iguais. Estes pontos é o que entendemos por “receptores quimicos”. Vence a força maior, o sistema menor é desmanchado e usado para construir realimentar a reconstrução continua do maior.

Mas vamos tentar destrinchar melhor isso, pois daqui podemos descobrir novas coisas.

Depois de uma pesquisa fazendo uma paciente busca sobre cada elemento para relembrar nossa memória do que aprendemos na escola:

1) Globulos brancos ? Anticorpos?

2) receptores quimicos ?

3) vermes ?

4) célula apresentadora de antigeno ? 

De Onde a Natureza Obteve Essa Idéia de Ligar ou Desligar um Gene no DNA?! Veja a Surpreendente Explicação da Matrix/DNA

sexta-feira, novembro 7th, 2014

Genes: Qual a Origem da Expressão dos Genes? Uma Hipótese pela Matrix/DNA

Pensando no fenômeno da mudança ou reversão dos campos magnéticos da Terra e do Sol, tive esta intuição: este mecanismo que operava nos sistemas astronômicos, tornou-se no sistema DNA o mecanismo que  “liga e desliga” um gene. Quando liga, faz um gene vir à ativa, sair do estado de dormência, inércia, ou seja, o gene se expressa. O Sol a cada 11 anos muda seu campo magnético dando uma virada total, fenômeno que ainda não foi explicado cientificamente. Observando a fórmula Matrix/DNA obtenho uma explicação racional para esta mudança, pois ela tambem é bipolar e o movimento da energia vai de um polo a outro, alternadamente. Mas esta alternância me levou a perceber mais um detalhe: enquanto o fluxo de energia está num polo, digamos, o Polo Sul, o outro polo não existe de fato, apenas existe como potencia latente, ou existe em potencial. À medida que o fluxo avança e chega ao outro polo, digamos, o Polo Norte, agora é o Polo Sul que não existe, ou seja, existe apenas em potencial. Vai daí que suponho que este mecanismo evoluiu quando o building block dos sistemas astronômicos evoluiu para a forma de nucleotídeos, tornando-se a base do fenômeno da expressão dos genes.

E isto é espetacular, tendo em vista a nossa busca desesperada para eliminar doenças mortais tradicionais que parecem estarem relacionadas com a genética, que parecem ter como causas as erradas sinalizações dentro do DNA fazendo expressarem genes errados em momentos errados. Alem disso este assunto nos conduz ao avanço na busca do conhecimento e entendimento da Vida.

Tendo isto em mente, tentarei arrumar tempo para desenvolver mais esta hipótese, começando por trazer a fórmula da Matrix/DNA e a seguir “gogglando” a busca “expressão de genes” para obter todas as informações que as Ciências já coletaram.

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Mas tambem temos que nos lembrar que esta figura acima é a fórmula no seu estado de building block de sistemas astronomicos, que esta fórmula tambem está sob evolução, portanto ela muda de forma, desde a mais simples a cada vez mais complexa. A sua forma mais simples é a de um vortex quantico ( que pipocavam no espaço nas origens do Universo), o qual se desfaz no meio da substancia espacial adquirindo a forma de ondas de luz, por isso vamos tambem trazer para cá a figura de uma onda de luz segundo a minha interpretação do que é uma onda de luz me baseando na fórmula da Matrix/DNA. Pois está me parecendo que a expressão dos genes ocorre porque cada trecho do DNA pulsa, ou vibra, numa frequência especifica, e energia move-se nas hastes da mesma forma que as ondas de luz. Então um gene ou grupos de genes se expressa quando a energia chega na frequência X no trecho do DNA sob a frequência X, e não se expressa quando a energia passa pelo trecho em outra diferente frequência.

Light - The Electro-Magnetic Spectrum

 

E gogglando “gene expressão”:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Gene ( ler isto)

Gene expression : http://en.wikipedia.org/wiki/Gene#Gene_expression ( ler isto) 

Ébola! A Fórmula da Matrix/DNA sugere: Procurem um Meteórito na Região do Ébola River

quinta-feira, outubro 9th, 2014

O Ebola é um dos principais assuntos do momento e eu tenho uma teoria a respeito que ninguém mais tem, por isso é bom me ouvirem, experimentarem o que estou sugerindo, antes que possa ser tarde demais. Três recentes artigos ( dois no New York Times e um no Huffington Post) me fizeram lembrar imediatamente da antiga sugestão desde a selva amazônica há 30 anos atras sobre o que é e como se originam os vírus.

O pior é que se minha teoria estiver certa, isto significa que a comunidade cientifica jamais irá ganhar a luta contra vírus, porque ela desconhece a causa fundamental da origem e comportamentos dos vírus, a não ser que tomem conhecimento da sugestão da Matrix/DNA e resolvam investiga-la. O atual entendimento da comunidade cientifica do que é vida, sistemas biológicos como vírus e humanos, está muito distante da realidade e isto afasta-os de descobrir as soluções definitivas. Ficam assim combatendo vírus como quem fica podando os galhos doentes enquanto cada galho podado é substituído por novo galho doente, porque a doença está na raiz da arvore. Enquanto isso milhões de seres humanos continuam sendo torturados e mortos por estes minúsculos facínoras.

Veja abaixo o meu post escrito às pressas e postado no Huffington, tentando chamar atenção e iniciar um dialogo. Mas tal dialogo só pode avançar se ambas as partes se limitarem a apresentar fatos comprovados como base de seus argumentos, e não ficar discutindo teorias e conceitos abstratos que fazem parte importante da cultura e visão de mundo propagada através das universidades.Depois do post puxo para cá a fórmula da Matrix e explico na medida que o tempo agora me permitir, os fundamentos da teoria sobre os vírus como o Ebola.

Ebola: Still No Time to Lose

http://www.huffingtonpost.com/peter-piot/ebola-still-no-time-to-lo_b_5952062.html?utm_hp_ref=tw

Louis Charles Morelli ·  Top Commenter · Works at Self employed
My suggestion: Search around the Ebola River any trace of recently failed meteors. Ask to natives if they saw, read, something about. My suggestion is due the models of Matrix/DNA Theory suggesting that the meanings of viruses existence, origins, and the functions of viruses at any natural system like this biological biosphere, is equal the function of comets/meteors in relation to astronomical systems and equal to RNA in relation to living cellular systems. Some data from this article is suggesting evidences for this theory: like the “shot of energy”applied at that hospital: the origins of virus at this biosphere is related to vibrational states of systems, which means a specific strong frequency at the electromagnetic spectrum. The invisible vibrational state of pregnant woman’s body is altered by the strong vibrational state of the embryo, which synchronizes with the vibrational state of those viruses. So, the strong attraction for those viruses towards pregnant woman or anyone with high dose of calcium gluconate.If this theory could be right, there is a slice of meteor spreading energy that creates spontaneously viruses at Ebola regions. And if these theoretical models are right, those people living at that Russia region recently invaded by a meteor need be investigated urgently.This issue is very complex and only one trained by the knowledge of Matrix/DNA formula have more detailed explanations. By the way, I think that any possible solution that can add for us to fight this global treat must be applied.

xxxx

http://www.nytimes.com/roomfordebate/2014/10/02/how-to-stop-the-spread-of-ebola/much-more-vigorous-government-response-to-ebola-is-needed

Louis Charles Morelli

New York, NY 

Is necessary understanding that the current world view academic model has not been victorious on the war against virus, so, we need a different view and approach. The different world view of Matrix/DNA Theory suggests that virus is the common expression of a systemic universal function at any natural system… like this biosphere and human’s bodies. Virus is the expression of Function 5 that you can see at the matrix formula of natural systems. This function, at the level of cell system, is performed by RNA ( mass level) and ATP ( energetic level). At the level of astronomical systems, this function is performed by comets. I have not detected yet which is the agent of F5 at biosphere systemic level. But, the fact that comets are the carriers for information for producing virus ( and we have found several kind of organic molecules at meteors) and knowing that comets can be fragmented into meteors, which commonly falls at Earth, meteors can be the first source for viruses. The cost for human kind is high, so, any suggestion must be tested. Here our suggestion is: ask to the natives of Ebola River region if they saw something falling from the sky in the last 30 or 50 years. If so, where it fells? maybe the source for Ebola is there, irradiating to any living molecule around it.

xxxxx

Virus: Origens, causa criadora, funções nos sistemas naturais:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Quando comecei a ler assuntos sobre algumas doenças causadas por virus, uma informação era comum: vírus são hibernantes ( como não-vivos), fora de sistemas celulares e se despertam dentro de células, quando então passam a se reproduzirem aceleradamente e assim “explodem” a célula, disseminando-se às células vizinhas. E quando tinha encontrado a formula da Matrix, esta informação imediatamente me lembrou que na fórmula existe algo, uma de suas peças, que faz na formula exatamente o que vírus fazem na célula. Trata-se da F5.  A F5 é a função sistêmica que produz cometas no céu, RNA nas células, e quando trata da inter-conexão entre sistemas, é a responsável pela reprodução dos sistemas.

Desde que essa formula é repetida na unidade fundamental de informação do DNA ( um par lateral de nucleotídeos), e depois repetida num especifico grupo de genes, isto significa que o DNA – se expressar aquele grupo de genes – pode gerar vírus. Ou seja, nós podemos criar vírus dentro do nosso próprio corpo.

Mas para que o DNA expresse tal grupo de genes é preciso um estimulo externo, o qual pode ser um pedido do RNA, ou um especifico estado vibracional de uma onda de energia externa. Vamos então imediatamente trazer para cá tambem a nossa versão do que é na realidade uma onda de luz conforme sugerida por essa formula ( estou com dificuldades técnicas aqui para trazer uma melhor figura. Clique nela talvez melhore.) :

Light - The Electro-Magnetic Spectrum

 

Bem, vemos na figura que F5 corresponde ao trecho entre microwave e infrared. Isto significa, a grosso modo, que o estado vibracional dos vírus como sistemas deriva desta frequência da onda de luz/energia. Por isso estou supondo no post acima que os vírus  são atraídos por quaisquer outros sistemas no mesmo estado vibracional. Acontece que o corpo de uma mulher adulta vibra como F5, na mesma sintonia do vírus,  o corpo do embrião dentro de uma mulher gravida vibra como F1.  Ora F1 é o estado da onda recém  emitida por uma fonte, portanto, uma elevada frequência, alto estado vibracional, assim deve ser o estado da energia de um embrião, um baby. É o estado que abre brechas para origens, porque é relacionado à função feminina criadora da formula. Então não existiria ocasião mais propicia para vírus  ser atraídos e penetrar o sistema todo. O corpo do embrião derruba as defesas do auto-imune sistema do corpo da mulher.

Talvez eu esteja fazendo o carro atropelar os bois devido a pressa pois estou atrasado para ir ao trabalho. Isto merece reflexão mais pausada.

Mas a fórmula sugere que meteóritos, resultantes da fragmentação de cometas, tem todo o potencial para carregar as informações químicas para produzir vírus – se o meteórito cair em ambiente que contenha os complementos para a gestação dos vírus. O que deve haver de sobra na ainda primitiva região africana do Ebola River. Portanto é possível que, em algum lugar daquela região exista um ou mais fragmentos de meteoritos irradiando unidades de fotons que, se reunidos dentro de um sistema biológico, como o corpo de um animal, se reunem e recompõe a parte do sistema de onde vieram- este sistema solar e galáctico. Novamente lembro que devo estar sendo precipitado, pois preciso antes rever tudo o que aprendí sobre a fórmula, ondas de luz, fótons, etc. Inclusive procurar neste website o artigo onde escreví esta teoria dos virus.

Como eu disse no post ao Huffington Post, esse assunto do Ebola é demasiado preocupante e toda possibilidade que qualquer humano levantar, por mais esdruxula que pareça à nossa preferida visão de mundo – deve ser considerada e experimentada.

Devo voltar aqui para esmiuçar isto após o trabalho.

Câncer: Uma Mutação Espontânea, Sem Herança Genética. O que Produz Esta Mutação?!

terça-feira, setembro 9th, 2014

xxxx

É o que deduzo do artigo:

Study of Jewish Women Shows Link to Cancer Without Family History

http://www.nytimes.com/2014/09/05/health/05cancer.html?mabReward=RI%3A8&action=click&contentCollection=Business%20Day&region=Footer&module=Recommendation&src=recg&pgtype=article

Obs: O titulo passa uma idéia errada. O leitor que não é judeu já tira o corpo fora. Este fato deve acontecer com todo mundo, acontece que apenas os judeus são ricos para pagar o teste.

Esta informação vem corroborar as suspeitas no estado atual da nossa pesquisa: cancer e doenças milenares mortais são causadas pior algum desvio comportamental do sistema como um todo, não é uma mutação por acaso.

 

Genética das Doenças. SNPedia

terça-feira, setembro 9th, 2014

xxxxx

SNPedia

http://www.snpedia.com/index.php/SNPedia

– SNPedia is a wiki investigating human genetics. We share information about the effects of variations in DNA, citing peer-reviewed scientific publications. It is used by Promethease to create a personal report linking your DNA variations to the information published about them. ( SNP = Single Nucleotide Polymorphism ) 

Promethease

http://www.snpedia.com/index.php/Promethease

Promethease is a literature retrieval system that builds a personal DNA report based on the scientific literature cited in SNPedia and a file of genotype (DNA) data. Customers of DNA testing services (23andMeFamilyTreeDNAAncestry.com,Complete Genomics, …) can use it to retrieve published data about their DNA completely independent of whichever company produced the data.

xxxx

Pesquisa da Matrix/DNA:

Wikipedia:

All humans have almost the same sequence of 3 billion DNA bases (A,C,G, or T) distributed between their 23 pairs of chromosomes. But at certain locations there are differences – these variations are called polymorphisms. Polymorphisms are what make individuals different from one another. Current estimates indicate that up to .1% of our DNA may vary a bit, meaning any two unrelated individuals may differ at less than 3 million DNA positions. While many variations (SNPs) are known, most have no known effect and may be of little or no importance.

Uma Maneira Fácil de Saber Uma Mutação Genética Causadora de uma Doença

quinta-feira, setembro 4th, 2014

Produções naturais como o corpo humano, o código genético, a sincronizada órbita dos astros, etc., parecem-nos tão perfeitos que desconfiamos ser obra de alguma inteligencia superior. Mas doenças mortais  no corpo humano são causadas por um momento instantâneo de imperfeição que nos deixa inconformados. É o caso de uma mutação genética: como pode algo tão minusculo, tão insignificante, um evento que ocorre em milionésimos de segundos, torturar um ser humano até a morte? Claro que nossa imediata reação é pensar: se a causa é tão simples, tão minuscula, nós podemos vencê-la, elimina-la. Mas séculos de insistente esforço, trilhões de toneladas de energia humana investida, e ainda não conseguimos vencer esse evento tão absurdo (Veja como esse evento ocorre no video com link abaixo).

Agora com a nova Teoria da Matrix/DNA surge uma descoberta que pode ser explicada de maneira fácil de entender. Imagine se você visse um individuo que tivesse a metade da face de uma pessoa e a outra metade da face de outra pessoa. A metade esquerda da face é Marilyn Monroe e a outra direita é Madonna… Uma proposta de louco, não é? Mas é exatamente isso o que acontece numa mutação genética causadora de uma doença mortal.

Para entender facilmente, vamos trazer para cá a fórmula que a Natureza tem usado desde o inicio dos tempos para montar suas arquiteturas, tais como as faces humanas.

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Fórmula da Matrix/DNA no seu estado como sistema perfeito fechado, versão “diagrama de software”

Como está explicado em centenas de artigos neste website, esta fórmula originada de uma simples onda de luz natural, é o “template”, a fôrma, que modela a matéria, criando arquiteturas. A face humana, sendo uma arquitetura natural, tem que se encaixar nesta fórmula. Então vemos que a fórmula é dividida em duas partes, as quais são simétricas entre si, como são as duas meias-faces humanas. A boca e o nariz são F1, dois olhos são F3 e F5, duas orelhas são F2 e F7, e F4 será a testa alojando o cérebro, ou ainda uma divisão entre boca e nariz. ( lembre-se que a fórmula é plastica e tambem está sob evolução, ou seja, ela pode apresentar variações na aparencia  em novo ambiente e materiais inóspitos, mas as funções universais é o que interessa, e são sempre mantidas). A figura representa a Matrix no seu unico momento na História Natural Universal quando ela alcançou o estado de perfeição maxima, que foi quando ela construiu as primeiras galaxias originais: isto significa que a face humana já estava desenhada nas estrêlas desde as origens do Universo.

Mas essa é a face de todos os sistemas naturais, portanto é tambem a “face” dos nucleotideos, a unidade fundamental de informação no DNA, que em si é um sistema funcional completo.  Na dimensão dos nucleotideos acontecem os eventos das mutações que deflagram as doenças. Vamos trazer a figura para cá:

 

 

A unidade de informação do DNA é composta de 4 nucleotideos, conectados horizontal e verticalmente. Olhe para a figura acima, conte duas bolinhas alaranjadas, e separe-as mentalmente do resto: aí está um dos maiores mistérios deste mundo, uma unidade de informação, que é a Matrix encarnada. Veja o esforço de adaptação na evolução de uma arquitetura astronômica que foi feita no espaço sideral,onde tem a ausência gravitacional e apenas com os estados sólido e gasoso da matéria, sendo remodelada para as condições terrestres, com um estado a mais da matéria – o liquido – sujeito ao peso da força gravitacional, e note como a fórmula é flexível, plástica. Como um cone no céu, com uma abertura em baixo e outra em cima, para a passagem da matéria estelar, se remodelou na forma dos narizes para executar a mesma função sistêmica, tornando-se meio cone com os dois buracos lado a lado, mas também com o ar entrando e saindo, pois a função é a fôrça invisivel que nos interessa. Como mudou o método de triturar blocos de rochas estelares jogando uns contra os outros por fôrças magnéticas no espaço sideral, pelo método de triturar  matéria através de maxilares móveis e dentes. Afinal, foram 10 bilhões de anos de evolução entre a forma que estava a face cósmica no céu, e a forma da face humana que vemos hoje na Terra. Então, as duas moléculas de açúcar da haste esquerda são F1, as duas da face direita são F4, as 4 bases são as outras 4 F’s. O que pode ser mantido de forma da arquitetura ancestral é mantido nos descendentes, assim a forma espiral da galaxia se manteve na forma espiral das orelhas, o trabalho com a lus no céu feito pelas estrêlas se manteve nos receptores da luz na face humana, a íris dos olhos. E assim por diante.

Entenda que assim como existe a espécie humana composta hoje de 8 bilhões de indivíduos diferentes entre si, nucleotideos são tambem uma ‘” espécie”, nossa ancestral, a forma como estavam os seres vivos s 3 bilhões de anos atrás. O DNA seria a “Humanidade” dos nucleotideos, pois ele contem milhões ou bilhões de individuos da espécie dos nucleotideos, tambem cada qual diferenciado entre si. As diferenças entre indivíduos humanos é notável principalmente nos traços da face, assim devem ser os nucleotideos. Esta área é denominada em Ciências como SNP – Single Nucleotide Polymorphisms, ou seja, as muitas formas de nucleotídeos, onde está tambem a raiz de muitas doenças mortais, por isso estou tentando estudar esta área com muito carinho. Como define a Wikipedia, “The importance of SNPs comes from their ability to influence disease risk, drug efficacy and side-effects, tell you about your ancestry, and predict aspects of how you look and even act.”

Quando a Natureza produz um novo tipo de sistema natural, Ela começa por F1, com a energia em crescimento, produz primeiro a face esquerda, e daí a energia cai pela entropia, mas o fluxo de informação continua à frente, se encurvando para baixo, e produz a face direita, como cópia da esquerda ( observe isto na fórmula). Primeiro, na Terra, surgiu o RNA, que é apenas a metade esquerda da face, depois essa metade se duplicou e surgiu o DNA, a face completa. Porem…

Na fórmula a divisão e duplicação é feita por F5, cujo ponto na circunferência da meia-lua esquerda cai em cima do numero 1,618, o numero PHI, por isso encontram esse numero toda vez que descobrem uma destas incríveis simetrias que dota as coisas com a beleza. PHI é responsavel pela bi-lateral simetria, mas ele faz isso de forma muito simples, apenas reproduzindo o que já foi feito. Por não saberem disso levaram a coisa para o lado místico e cunharam adjetivos como “A Sagrada Simetria”, etc. No céu, quem executa a função de PHI  são os pulsares ao emitirem cometas, na célula é o elemento proteico ou enzimático ( me escapou o nome cientifico da coisa agora. Qual seu nome mesmo?), que passa ao longo da fita do DNA dividida e vai adicionando nucleotídeos simétricos aos já existentes ( veja bem isso no vídeo com link abaixo).

Por algum raio de causa desconhecida, na duplicação do DNA, o elemento duplicador erra ao pegar um nucleotideo simétrico e pega outro, e vai continuando seu trabalho sem notar o erro feito. Está aí a absurda ação, um evento ocorrido em milionésimos de segundos, que vai mais tarde levar um humano ao leito da morte! O resultado é uma meia face esquerda com uma aparência colada a outra meia face direita com outra aparência . Claro que isso não pode funcionar direito. No começo da nova vida a face deformada tenta sobreviver, mas  vão sendo tantos os desgastes de encaixe que num certo momento tudo emperra.

Preciso ainda investigar melhor este vento, sob a luz do conhecimento que nos tras a fórmula da Matrix/DNA. Pois existe no núcleo celular uma diferença de método de montagem da face em relação ao método que foi aplicado na galáxia e na origem do DNA. Naqueles, vemos claramente que a face direita é resultado mera continuada do fluir do fluxo de informação ao chegar em F4 e se dirigir a F6, e no nucleo celular as duas metades de face são montadas separadamente. Isto é facilmente notável em outras situações já observadas, pois sabemos que as unidades essenciais de informação da Matrix, que são os fótons de luz, ao emigrarem para um novo ambiente, juntam-se primeiro em pedaços, pacotes, e apenas depois se juntam os pedaços formando o todo. O que acontece com a desastrada enzima montadora é que parece às vezes que ela se embriaga e liga a metade de uma face com outra metade de outra face. sem observar a face grotesca resultante.

Claro que isso não pode ser obra de um “Inteligente Designer”. Mas tambem a Matrix/DNA tem derrubado todas as teorias de fenômenos naturais sendo produzidos exclusivamente pelo acaso dentro de sistemas naturais, então este erro tambem não deve ocorrer por acaso. Ele tem que ter uma causa racional. É esta que precisamos descobrir e salvar os seres humanos de uma vez por todas destas terríveis doenças mortais tradicionais, como o câncer, as diabetes, etc. Talvez o elemento duplicador esteja com defeito, mas aí vamos apenas transferir o problema: qual a causa do seu defeito? Na maioria das vezes, quando se pensava que um evento fora obra do acaso absoluto, a Matrix/DNA mostrou um elemento invisível que a Humanidade geralmente ignora, como agente da causa: um sistema natural superior na escala hierárquica, ou então, a identidade do sistema onde ocorre o defeito, que por algum motivo, está desregulada. A identidade do sistema “corpo humano” é a psique com seu cérebro. Sabemos que existe um complexo mecanismo de correções de erros na duplicação genética, e algo nos leva a supor que essa correção de erros foi desenvolvida pelo sistema e não pelos elementos genéticos. Algo pode estar desviando a atenção automática da entidade do sistema mantenedora deste mecanismo. Mas como disse, pode também a causa ser uma força externa vinda através do meio ambiente, o qual é criado e modelado e mantido por outro sistema, maior. Ou ainda. a causa ser uma força externa vinda de um sistema minusculo, menor… como os virus, as bactérias… Podem atacar o centro de confecção destes elementos de maneira que o mecanismo corretor perca o controle da qualidade.

Descobrimos agora uma nova maneira de ver o problema. Que nunca ninguem tinha visto por esta perspectiva. O resultado de uma mutação errada é um individuo da espécie dos nucleotídeos com a face deformada, e a tendencia desse individuo é ser um criminoso dentro da espécie, um terrorista, com enorme poder de fogo, pois muitas vezes ele vence a espécie inteira. Uma espécie de Frankenstein. Será que este também é criado por nós mesmos?

Link para o video:

DNA Mutation

https://www.youtube.com/watch?v=kp0esidDr-c 

xxxx

Meu comentario postado no Youtube: 

Louis Charles Morelli – 9:33 AM – September 04, 2014

Thanks, Mr Cong, great job for a better Humanity. There is a new way of interpretation about the point of mutation that can improve our knowledge about it.

Can you imagine a person with half face of Marilyn Monroe and half face of Saddam Hussein? This is the final “face” of a nucleotide with a error mutation. The fundamental unit of information of DNA has a “face” with the same configuration of human face ( of course, DNA is the designer of all faces). The method for building this face is making first, the left half. If evolution stops here, we have only RNA. But the goal of Nature was to reproduce the universal Matrix formula, which have a complete face. Then, starting with RNA, the left face was reproduced as the right side, and it calls DNA. But, these units of informations are complete working systems, then, the cause of this error must be about the system and not a local event by chance. ( A complete explanation can be read at Matrix/DNA website).

Qual a causa natural do homosexualismo? Sugestão da Matrix/DNA

terça-feira, setembro 2nd, 2014

Pessoas normais, não-radicais, se perguntam porque homosexualismo existe? Tem alguma razão oculta ou é puramente um evento ao acaso? É praticamente óbvio que homosexualismo não é vantagem evolucionaria, nem para o individuo nem para a sociedade. Isto se confirma – penso eu – pelo fato que homosexualismo nunca se fixou como mutação permanente, daquelas que são passadas hereditariamente. Então restaria a hipótese de ser produto do acaso, mas dispenso esta porque um acaso não se repete, e hossexuais são fatos repetidos aqui milhões de vezes. Poderia ser o caso de mutação causadora de uma doença, que não se fixa como caracteristica genética mas permanece encoberta, expressando-se esporadicamente. Consultamos os modelos da Matrix/DNA para ver se descobria a causa, principalmente o grafico que sugere como foi a origem e evolução da função dos cromossomos, desde o mundo inanimado. Surgiu uma hipótese complexa que não dá para explicar aqui, mas resumindo, a causa seria relacionada à epigenética. E quando a causa é força que vem do mundo externo adentrando um processo genético, alem da solução inusitada apontada pela Matrix/DNA, tem outras sugestões, no ambito da metafisica, que, se não estão dentro do escopo do mundo tratado pela Matrix, ao menos não está fora das exigencias do racionalismo. Me refiro á solução apontada pela filosofia espiritista: homosexualismo é a encarnação de um homem ou mulher que tenha sido pederasta, para sentir o outro lado das sua ações, o lado das suas vitimas.

Abrimos aqui mais este capitulo para pesquisa pela perspectiva da Matrix/DNA, e abaixo vamos registrando seus avanços:

Nesta nova maneira de interpretar cada detalhe do mundo natural – a Matrix/DNA Theory – surge como uma explicação nova, diferente.  Mas para ver isso é preciso trazer para cá um dos aspectos da fórmula natural para sistemas naturais, pois o corpo humano individual é um sistema em si. ( clique na figura para amplia-la):

Circuíto Sistêmico ou "Software" extraído da fórmula da Matrix/DNA, Revelando o aspecto Hermafrodita

Circuíto Sistêmico ou “Software” extraído da fórmula da Matrix/DNA, Revelando o aspecto Hermafrodita

Homosexualismo está diretamente relatado ao fenômeno “cromossomos sexuais”.  Existe aqui na face da Terra um ffenômeno natural muito complexo denominado “cromossoma” . Como a matéria bruta deste planeta produziu este fenomeno? Pode-se elaborar várias teorias, a verdade ninguem sabe porque tem sido a nós impossivel voltar no tempo e assistir qual foi a história real. Nós podemos acertar como foi que a natureza fez uma criança que vemos apenas agora, porque sabemos como outras crianças foram feitas, mas em relação aos primeiros cromossomos surgidos na Terra, não temos padrões para comparação. Nós podemos imaginar o estado da matéria da Terra anterior ao aparecimento dos primeiros cromossomos apontar as moléculas que existiam e vieram a compor o cromossoma, mas não podemos apontar a fôrça natural que organizou aquelas moléculas da maneira especifica que resultou no primeiro cromossoma. Quando isso acontece – quando não podemos ver o processo, o método, e as coisas ficam muito dificil e penosa para se pensar, tendemos a escapar do problema rebuscando uma hipótese que por ora pareça a mais indicada. Por isso, os humanos se dividem entre os que “acreditam” numa fôrça invisivel não-natural e inteligente, e outros acreditam que tudo foi mero produto de forças e elementos avançando e se misturando por acaso, mantendo os resultados que que se adaptam em sincronia com o meio-ambiente.

Dentro da Matrix/DNA, eu percebí que pode haver uma terceira alternativa, e que a mim me parece mais lógica e racional. Não parecerá racional ao leitor à primeira vista porque ele não conhece a história da origem e desenvolvimento desta teoria, e nem entende seu significado.  Ou talvez porque não exista mesmo racionalidade na teoria, se algum fato real vier provar que esta teoria não traduz o mundo real. Mas vejamos qual é a terceira alternativa.

Nas sopas primordiais de onde emergiram as moléculas orgânicas, haviam atomos cujos elétrons foram invadidos por fótons vindos com a energia solar, a radiação cósmica e eflúvios emanados das reações físicas no núcleo do planeta. Cada fóton tem uma tendencia, um comportamento especifico, adquirido no sistema onde ele existe, que se sobrepõe ao seu comportamento original, assim como cada ser humano de cada cultura adquire um comportamento especifico que se sobrepõe aos seus instintos originais. Ora, os fótons que invadiram os átomos terrestres que se organizavam em compostos não-organicos, vieram todos de uma unica fonte. Seja pela estrela solar, seja pela radiação cósmica, ou seja pelo nucleo de planetas, todos vem de um unico sistema, o astronomico. O qual é um pouco mais complexo que o sistema atômico que o compõe. Então, assim como cada grupo de imigrantes tentam estabelecer no novo país um ambiente modelado pela tendencia adquirida no pais de onde vieram, os fótons de um sistema mais complexo tentam estabelecer este sistema num sistema mais atrasado para onde emigraram.

A Matrix/DNA foi construída pelo caminho reverso do que foram construidas as teorias da evolução e das origens da vida, a abiogeneses. Aquelas tentam reproduzir o estado do mundo antes das origens – seja da vida ou de uma nova espécie – e a partir dele inferir o que deve ter acontecido no desenvolvimento da história. Na Matrix/DNA eu fixei o estado do mundo aqui e agora e tentei calcular o passado, regredindo passo a passo. Com isso cheguei aos sistemas astronomicos e depois aos sistemas atomicos portando diferentes modelos teóricos destes sistemas, diferentes dos modelos teóricos elaborados pelas ciencisa que fizeram o percurso passado, futuro. As propriedades organicas e vitais que são constatadas aqui e agora aparecem como princípios ou forças brutas nos meus modelos de átomos e galaxias, enquanto as ciências academicas não mencionam ou não identificam estas propriedades em seus modelos.

Então, considerando-se o modelo teórico de sistemas astronomicos onde aparecem os principios das propriedades vitais, calculamos quais deveriam ser as tendencias especificas dos fotons que adentraram os atomos terrestres e aí começamos por perceber a explicação do porque alguns atomos terrestres começaram a se comportarem de maneira nunca praticada antes, a se combinarem da maneira que resultou nos compostos organicos, daí às moléculas base das proteínas, do RNA, etc. Percebemos por exemplo, que cada proteina transcreve um pedaço especifico do trecho do circuito sistemico de um sistema astronomico. E aqui chegamos aos cromossomas sexuais.

O sistema astronomico resenhado na figura acima seria a forma dos building blocks das galaxias originais, assim como atomos são os buiding blocks de células e células são os building blocks de corpos humanos. Existem bilhões de corpos humanos diferentes, assim como bilhões de galaxias diferentes, mas os building blocks são os mesmos.  Nos seres vivos, a fórmula que nunca muda, que modela o building block fundamental é um par lateral de nucleotides, building blocks do DNA. Pois os fotons que vieram através da energia solar ou outra fonte, teriam vindo do modelo mostrado na figura. Assumem o comando da maquinaria atomica, assim como virus podem assumir o comando da maquinaria celular, e jogam estes atomos a novas combinações, pois os fotons dentro de um atomo querem se alinharem na mesma sequencia que estavam no sistema de onde vieram, ou seja, os emigrantes da China em New York querem se juntarem em Chinatown.

O modelo acima sugere que as galaxias originais – apesar de serem compostas por elementos brutos, algumas esferas e rodamoinhos em meio a poeiras estelares – já revelavam propriedades organicas vitais numa espécie de cobertura invisivel biológica, apenas detectada quando observamos como estes se conectam, formando um sistema. Assim, extraindo as linhas de uma conexão e observando seu desenvolvimento, percebemos que o resultado final daqueles movimentos mecânicos são semelhantes ao processo e resultado final da reprodução sexual biológica. Então estaria aqui o segredo invisivel inserido nas sopas primordiais terrestres que fez moléculas organicas, manteve a direção do desenvolvimento até criar proteinas, nucleotideos, etc.

O modelo acima indica que a galaxia original era um sistema fechado em si mesmo e hermafrodita. As duas parafernálias sexuais que surgiram nos seres vivos, estão visiveis num unico ser, considerando-se o modelo teórico.  A observação do circuito sistemico, por dentro do qual fluem todas as informações do sistema, revela que ele é esférico e tem uma direção, que vai da esquerda para a direita, no sentido horário.  O sistema completo e funcional precisa ao menos de sete peças, partes, seis localizadas no trecho esférico e uma siando fora, dividindo a esfera em duas meias-faces. Cada peça executa uma especifica função sistemica, “F”. Este circuito é  originado quando a Natureza consegue um corpo unico – digamos, a nebulosa primordial de atomos leves – e consegue penetra-lo com uma onda de luz natural, a qual tem sete vibrações diferentes, cuja sequencia é a base que imprime o ciclo vital num corpo inanimado, num monte disforme de massa. Então quando a onda de luz penetra o corpo inteiro ela o divide em porções, cada uma contendo uma de suas especificas vibrações, o que diferencia uma parte de outra, Depois torna-se natural que estas sete porções sejam mutuamente atraidas de acordo com a sequencia de onde vieram, e quando se conectam completamente, tornam-se um sistema funcional. Se as duas pontas, a inicial e a final – se juntam, o sistema será fechado em si mesmo, isolado do mundo externo; se não se juntam, o sistema será aberto e se comunicará, realizará trocas, com o mundo externo.

Bem, relembradas algumas coisas basicas da longa teoria da Matrix/DNA, voltemos ao homosexualismo e aos cromossomas.

Toda vez que nasce um sistema, ele começa por F1, a energia vai em crescente até atingir F4, que é justamente a metade, formando uma meia-face. Neste ponto a energia começa a decrescer, mas copia a mesma configuração executada na primeira meia-face, surgindo daí a bi-lateral simetria, completando uma face inteira.

( Epa! Surgiu aqui um problema: se a face direita é copia da esquerda, a configuração é a mesma, mas mudam as funcões das partes, e na formula muda as formas das partes, como que nos seres vivos a face inteira revela as mesmas formas e mesmas funções nas duas faces?  resolver isto antes de voltar aqui… Artigo interrompido até que resolva-se este problema.)

…. Problema acima resolvido: Não existe bi-lateral simetria no estado de sistema perfeito fechado, como existe nos sistemas biológicos abertos.  Porque muda o objetivo da a Função 5, reprodutora. No sistema fechado, F5 reproduz o sistema inteiro, pela auto-reciclagem; no sistema aberto, a F5 se aplica duas vezes: primeiro para reproduzir a meia-face esquerda em meia-face direita, e depois para reproduzir o corpo todo. Mas isto ainda precisa ser melhor estudado. Pois, no sistema fechado, ao produzir a meia-face esquerda as partes executam funções da energia crescente, e quando entra a produzir a meia-face direita, a energia está em estado decrescente, portanto as partes executam funções entrópicas. É preciso saber como F5 atuou no caso do RNA primordial, que era apenas a meia-face esquerda, e então esta foi duplicada como meia face direita, surgindo o DNA. Isto sugere que no par de nucleotideos que forma a unidade fundamental do DNA, um nucleotideo, incluindo sua parte da haste,  tem a energia crescente, e o outro tem a decrescente. Mas apenas as bases mudam, enquanto os elementos da haste continuam iguais ( açúcar e ponte fosfórica).  bem, tem mais problemas aí mas acho que já tinha resolvido isso, preciso procurar onde deixei os papéis e como resolví. Pois os elementos da haste tambem mudam de função: um açúcar representa F1 e o outro, F4.

Voltemos ao texto:

No sistema fechado esta bi-lateral simetria éa penas na quantidade de partes, localização das partes. Alem da diferença das duas energias, existe a de que uma parte é masculina, e a outra, tem o órgão feminino. Isto é que possibilitou a separação em dois corpos com sexos diferentes, mais tarde. Não existe ainda sequer possibilidade para um “terceiro sexo”.

Acontece que X dá uma volta inteira e tem informações do sistema todo, expressa informações totais. Portanto ele tem as informações que Y tem. Este tem claramente as informações da meia-face esquerda. Acontece que Y tambem dá uma volta inteira, pois seu começo vem do fim de X e no seu fim entra em X. Mas apesar de ter a outra metade das informações, Y não as expressa, porque f5 não participa das funções, passa ( o sistema é espiral, e não como está na figura da fórmula, ele cai direto em F1. Então a mulher tem dois X e expressa duplamente o sistema todo, mas se na fusão sexual, um X cai e entra um Y, a parte do X que restou que expressaria a meias-face direita fica dominada porque a parte da esquerda foi duplamente reforçada. Isto significa que o homem apresenta o derivado evolutivo do órgão masculino do ancestral galactico ( o vulcão emitindo cometas no pulsar), mas mantem informações do sexo feminino, em situação de recessividade, que deve estar encoberta em algum lugar. Talvez isto se expressa nas mamilas masculinas, que parece não tem utilidade e não conheço evolucionário biólogo que tenha explicado porque elas estão ali. Da mesma forma a mulher tem em algum lugar a expressão do sexo masculino – pelo que volta a hipótese das mamilas, que mantem a forma de vulcões ejaculando “leite”.

E o que deve acontecer nas raras fusões sexuais em que um individuo apresenta órgãos de um sexo, mas caráter, personalidade, do outro sexo? terá algum motivo evolucionário, será uma doença, ou um evento por acaso?

Não pode ser produto de um propósito evolucionário, pois homosexualismo não é retransmitido hereditariamente, o que significa que a natureza nunca fixou essa mutação genética. Mas tambem não é um acaso, pois o evento tem se repetido milhões de vezes, e um acaso não se repete. Pode ser uma mutação encoberta, como uma doença que não se transmite em todos os filhos mas retorna numa geração seguinte.

Talvez nosso ancestral pudesse ser chamado de homosexual, porque era hermafrodita. Talvez não, pois, talvez, o hermafroditismo cria uma terceira personalidade, que não a homosexual. Mas pode ser que nesse esforço do ancestral astronomico de se reproduzir através dos sistemas biológicos aqui, o ambiente contenha informações que seriam forças mutantes reproduzindo o seu “caráter” nos dois corpos divididos que são dois meio-caraters. Se for isso, o problema diz respeito a epigenética. Algo que transcende o simples processamento de genes na genética, pela atuação do corpo como sistema.

Se é epigenético, o fator causador do hosexualismo é externo ao corpo, uma força que vem do ambiente. E aqui surge mais uma possibilidade, apesar de estar fora do escopo da Matrix/DNA, mas não fora do racionalismo.  Me refiro à doutrina espirita que em algum lugar escreveu que uma pessoa – seja homem ou mulher – com comportamento sexual doentio, como om pederastismo, o abuso de crianças e do sexo oposto, etc., retorna na próxima encarnação com a personalidade do abusado, para experimentar o outro lado, o lado de suas vitimas… isto se encaixaria na epigenética e como terceira alternativa. Mas o assunto fica aberto para pesquisa.

Menstruação/Ejaculação: Entendendo-as Por uma Nova Perspectiva

quarta-feira, agosto 27th, 2014

Este artigo e pesquisa é baseado no artigo publicado em:

Fôlha de São Paulo

http://darwinedeus.blogfolha.uol.com.br/2014/08/05/bodas-de-sangue/

Essa equivocada tendencia da filosofia cientifica moderna em projetar os valores humanos desta época, como a violência e a competição, em todos os fenômenos naturais, esta causando, entre muitos malefícios, o emperramento da nossa medicina. As disfunções do organismo e as grandes doenças tradicionais continuam matando e torturando sem que a medicina as elimine atacando o mal pela raiz porque a atual visão do mundo está equivocada e assim não percebem as causas fundamentais de tais distúrbios. As mulheres, por exemplo, vão continuar ainda por algum tempo sofrendo as disfunções da menstruação e inclusive uma TPM que não tem razão de ser, não aconteceria se elas soubessem a verdadeira realidade do mundo e significado das coisas. E agora chegam ao absurdo de quererem jogar as mães contra os fetos que gestam, como se fetos tivessem culpa, ou tivessem autonomia de ação, preferencias, etc. Por isso insisto em artigos como esse, que alias, me ajudam em mais temas para mais pesquisas. Veja abaixo minha primeira abordagem num comentário que ainda tentarei postar na Folha:

Bodas de sangue

POR RLOPES

05/08/14  16:44

Por que as mulheres menstruam, afinal de contas? As moças que sofrem com esse incômodo mensal, bem como as variações de humor que podem acompanhar o período imediatamente anterior a ele (a célebre TPM), sem falar nos membros do sexo masculino que convivem com elas, certamente já se fizeram essa pergunta angustiada inúmeras vezes. Acontece que, até onde sabemos, a menstruação é um dos detalhes mais interessantes da biologia humana quando se trata de explicar certos mecanismos-chave da evolução.

A começar, claro, pelo fato de que esse negócio de ter as “regras” mensais (como dizia a sua bisavó) é relativamente raro entre mamíferos. É basicamente coisa de primatas de grande porte como nós e alguns morcegos, entre outros bichos. E parece ter relação direta com o tipo especial de placenta que caracteriza a gravidez humana.

Ah, a placenta! Essa maravilhosa bolsa protetora que a mamãe produz para aconchegar seu bebezinho ao longo de nove meses! Né?

Mentira, excelso leitor. Quem produz a placenta é o organismo do próprio feto. E, em espécies  como a nossa, ela não se comporta de um jeito propriamente fofinho.

ESQUEMA MAFIOSO

Digo isso porque a placenta dos primatas de grande porte é um tecido altamente invasivo, comportando-se de maneiras que lembram o funcionamento de um tumor (inclusive do ponto de vista dos detalhes moleculares, como os genes que se ativam ao longo desse processo).

Para ser mais específico, a placenta dos fetos humanos é capaz de rasgar as paredes do endométrio (o revestimento interno do útero) e cravar seus dentes (metaforicamente, é claro) nas artérias que estão por baixo dele, fazendo com que os vasos sanguíneos passem a desviar seu conteúdo diretamente para o futuro bebê. É tipo um “gato” biológico. Além disso, o feto é capaz de usar estratégias mais insidiosas, como a manipulação hormonal direta do organismo da mãe graças à conexão sanguínea entre os dois. Não é impossível que mães de meninos, embora sejam (óbvio) mulheres, carreguem células com o cromossomo Y, a célebre marca genética da masculinidade, em seu organismo. Isso porque células derivadas de seus bebês ainda circulam pelo corpo delas mesmo vários anos após a gravidez.

É aqui que, do ponto de vista da biologia evolutiva, a coisa começa a ficar interessante. Sei que isso vai soar um pouco cínico, mas há excelentes razões para acharmos que existe um conflito de interesses fundamental entre mães, pais e bebês. Assim como crianças às vezes abusam da boa vontade dos genitores e fazem birra querendo mais brinquedos/chocolates/videogames do que os pais conseguem bancar sem ir à bancarrota, fetos também podem “querer” demais do organismo da mãe (entre muitas aspas, claro, porque fazem isso sem a menor consciência do que estão fazendo). Acabam manipulando de forma agressiva demais o organismo da grávida, desencadeando, por exemplo, problemas como pressão alta e diabetes, justamente por serem “gulosos”.

Do ponto de vista do feto, escangalhar a saúde da mãe, desde que ele receba muitos nutrientes para virar um bebezão grande e saudável, “vale a pena”. Curiosamente, em geral, essas situações parecem ter ligação com a ativação desenfreada de genes legados ao feto pelo pai (lembre-se de que todos nós temos duas cópias de cada gene, uma vinda do pai e a outra, da mãe). É claro que, de novo, pelo lado paterno, o “interesse” inconsciente, do ponto de vista genético, é produzir um bebê altamente saudável, enquanto a saúde da mãe, em si, não importa tanto.

Finalmente, é preciso considerar o ponto de vista da mãe, importantíssimo, claro: não vale a pena perder a saúde por conta de um único bebê se ela ainda tem chances de se reproduzir outras vezes no futuro. Fica armado o cenário, portanto, para o cabo-de-guerra — o que nos leva, finalmente, à menstruação.

FAXINA

Diante da necessidade da mãe de não ser manipulada a esmo por fetos gulosos e egoístas, o mínimo que ela pode fazer é realizar uma “triagem” rigorosa (de novo, óbvio, totalmente inconsciente e de natureza bioquímica) da qualidade dos embriões que podem se implantar em seu útero. Ocorre que a primeira “linha de defesa” é o próprio endométrio — o qual, diferentemente do que a gente poderia imaginar, é um lugar RUIM para a implantação dos embriões. Para eles, conseguir se fixar no útero costuma ser justamente DIFÍCIL porque o endométrio lhes impõe uma série de circunstâncias inóspitas. Só os fortes aguentam o tranco.

A treta, porém, é pior ainda do que o parágrafo acima dá a entender. Nessa luta para barrar embriões meia-boca, o endométrio se tornou um lugar pobremente abastecido por vasos sanguíneos, dificultando a implantação embrionária. Por outro lado, esse mesmo fato faz com que a área seja relativamente pouco sujeita a “ordens” hormonais por parte do organismo da mãe, o que poderia deixá-la mais vulnerável a infecções e também à influência bioquímica de embriões malandrinhos. O pior cenário, do ponto de vista reprodutivo/evolutivo, seria um embrião sem potencial de desenvolvimento, que ficasse preso ao endométrio, semimorto, sugando nutrientes da mulher e impedindo a coitada de ter uma gravidez realmente viável.

A solução radical para esse dilema: raspar o tacho — literalmente. Raspa-se totalmente o endométrio toda vez que não existirem sinais inequívocos de que uma gestação viável está em curso. Daí o que nós chamamos de menstruação — uma forma “sangrenta” de controle de qualidade para um processo que, por mais fofo que seja em teoria, também tem seus momentos sanguinolentos por natureza.

xxxxx

Comentario de um leitor a observar:

Leo Barci

4 semanas atrás

Parece me estranho as afirmações do ultimo paragrafo . Quando a mulher esta no período ovulatório , o endométrio , encontra se espessado e riquíssimo em vasos sanguíneos e ao contrario ele é altamente sensível ao ataque hormonal . quando ocorre a fecundação , a célula ovo que estimula o antes corpo luteo a se manter ativo ( agora corpo albicans ) , para a produção de Progesterona que vai manter ativo esse endométrio ate que se forme a placenta , essa sim , responsável pela produção de progesterona que ira manter todo esse esquema ate o final da gestação .

xxxx

Meu Comentario postado na Folha de São Paulo:

…….

Era para ser assim o comentario, porem o limite de palavras impediu:

Vejamos isto por uma diferente perspectiva:

Por que as mulheres menstruam ? Pelo mesmo motivo do porque os homens ejaculam: efeito do processo de degeneração entrópica de todos os sistemas naturais, e o corpo humano é um sistema natural. Se as mães e a medicina moderna entenderem isso, o tratamento das anormalidades será mais fácil e eficiente. Óbvio que os fenômenos menstruação/ejaculação são produtos da Evolução, porem a Evolução não foi inventada pela primeira vez pela matéria estupida deste planetinha perdido na imensidão cósmica; a Evolução é universal e para entende-la é preciso conectar evolução biológica à sua ancestral evolução cosmológica, e em se fazendo isso, descobrimos que existem mais mecanismos no processo do que os meros três descobertos por Darwin.  E vai mudar essa perspectiva de guerra/competição entre feto e organismo da mãe.  Menstruação/Ejaculação são sim, mecanismos de limpeza do corpo-sistema, mas isso vem da termodinâmica dos sistemas desde as origens do Universo e não foi criado pelos mamíferos. E nunca vamos entender as verdadeiras relações entre feto/corpo da mãe/influencia do pai se não observar-mos a fórmula universal para sistemas naturais e as formas dos sistemas nossos ancestrais que ela veio desenvolvendo. E à primeira vista, esta fórmula já sugere algumas novidades neste tema da menstruação/ejaculação ( mas nada será entendido senão tiveres a fórmula da Matrix/DNA à vista):

1) O que produz a placenta não é apenas o organismo do feto, mas sim a placenta se forma como resultado de um novo estado do corpo materno produzido pela fecundação de um óvulo, que altera o sistema inteiro, portanto é o sistema neste estado e mais o feto que produz a placenta. Vemos melhor como isto ocorre se observar-mos o que acontecia num nosso ancestral que conseguiu ser um sistema perfeito, que foram as galaxias originais. A placenta em tal sistema era/é o horizonte de eventos que se forma em torno do núcleo-ovo do sistema, e se forma  devido ã chegada ali da massa degradada de estrelas mortas, chamada “poeira estelar”. Nesta zona emergem os novos germes de novas estrelas, os quais são cobertos por essa massa, a qual vai constituir a reserva de nutrientes quando começar as reações nucleares da estrela, e no novo germe essa massa/placenta se torna as camadas geológicas.  Mas para que o sistema produza um novo germe estelar é preciso que um pulsar ( o macho do sistema) emita cometas ( os cromossomas Y do Cosmos), na direção do núcleo-ovo, ou seja, que o sistema adquira o estado de “gravidez”. Então a placenta se forma quando surge um germe, o que dá a ilusão de que é o germe que produz a placenta. Mas se não houvesse o germe com seus receptores de massa, nào se produziria a placenta, o que, de certa forma, valida a tese de que o germe produz a placenta… “tambem”. resumindo, a placenta surge pelo feed-back entre os organismos da mãe e do feto. Se existir conflitos gerando anomalias será devido ao desequilíbrio nesse feed-back.

2) As regras mensais apareceram apenas nos mamíferos ( e não nas espécies anteriores aos répteis) porque no mamífero começa na evolução biológica a segunda fase do processo de evolução dos sistemas naturais. A primeira fase é a “dos ovos botados fora e a prole abandonada à própria sorte”, a segunda fase é a “dos ovos mantidos e protegidos dentro do sistema”. Novamente, no nossos ancestral sistema galáctico isto pode ser melhor entendido. Todo novo germe estelar é ejectado do núcleo-ovo central para o espaço sideral, porem, como o espaço sideral está dentro do sistema, o germe cai na órbita de uma sua estrela onde é gestado, nutrido, até tornar-se nova estrela. No sistema humano, o óvulo fecundado cai no útero, que representa o espaço sideral, e sofre das intempéries do ambiente inóspito, mas se lograr exito, se a massa à volta agregar-se a ele, ele passa a orbitar de maneira segura até seu “segundo” nascimento. Entender isso nos levará a corrigir antes as condições intra-uterinas.

3) A placenta não é um tecido invasivo pois ela é composta do produto interno da entropia do sistema (organismo da mãe) e se forma porque o germe absorve esse produto porque ele contem os nutrientes para se tornar um embrião. O destino normal da matéria degradada pela entropia é ser expelido pelo corpo. No sistema celular, o lisossoma faz isto, no sistema corpo-humano é principalmente o fígado que faz isso, no sistema galáctico é o cadáver estelar que faz isso. Se não for expelida, ela pode se tornar um tumor, ou no caso do cérebro, em plaquetas em volta de neurônios causando o Alzheimer.

3)… 4)… Infelizmente não tenho espaço aqui para continuar isso. A fórmula da Matrix/DNA pode ser vista googlando “A Matriz/DNA Universal dos Sistemas naturais e Ciclos Vitais”.

xxxxxxx

E trazendo a fórmula para cá:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

A “placenta” se forma na função F2, e seus componentes vem desde F7. Enquanto o feto é F2 e vem desde F1. No desenho rustico abaixo isto pode ser melhor visualizado:

Matrix/DNA: O template para todos os sistemas naturais, de átomos a nucleotideos a galáxias e células. O circuíto energético padrão.

Matrix/DNA: O template para todos os sistemas naturais, de átomos a nucleotideos a galáxias e células. O circuíto energético padrão.

Estás vendo o germe – aquelas bolinhas amarelas saindo do vórtice – no meio da poeira estelar? Aí está se formando o ancestral astronômico do que mais tarde se tornaria a “placenta”. Em seguida o germe cresce pela agregação da poeira ao seu corpo, e quando a energia de uma estrela despertar este germe ( o qual então estará no estado de núcleo de um planeta), o germe começa as reações nucleares como esta que produz a luz do Sol, porque o núcleo vai comendo a placenta, ou seja, suas camadas geológicas, de dentro para fora. Come porque esta massa degradada contem átomos que contem elétrons que contem energia que é o que o novo ser precisa.

xxxxx

Pesquisa da Matrix/DNA:

1) Telométrio:

Obs: Verificar este comentario do telométrio: – Leo Barci: Parece me estranho as afirmações do ultimo paragrafo . Quando a mulher esta no período ovulatório , o endométrio , encontra se espessado e riquíssimo em vasos sanguíneos e ao contrario ele é altamente sensível ao ataque hormonal . quando ocorre a fecundação , a célula ovo que estimula o antes corpo luteo a se manter ativo ( agora corpo albicans ) , para a produção de Progesterona que vai manter ativo esse endométrio ate que se forme a placenta , essa sim , responsável pela produção de progesterona que ira manter todo esse esquema ate o final da gestação .

 

Cancer: Isto é Real, Uma Epidemia Matando mais que o Ebola, Portando tens que Saber Disto Aqui

segunda-feira, agosto 25th, 2014

Esta doença é milenar e nossa “ciência” nunca conseguiu a eficiente “vacina” para elimina-la de uma vez por todas, nem mesmo sabe apontar a causa da doença. O que está acontecendo? Existe alguma força natural mas invisivel ou imperceptível aos nossos sentidos atuando aqui, debaixo dos nossos narizes, e pior, dentro dos nossos corpos, uma fôrça inimiga terrorista pior que o Al Kaeda? Se nossa ciência não tem sido a arma ideal para nossa defesa, temos que urgentemente procurar outras alternativas, o fato é que temos de contra-atacar aqui e agora, rápido, pois esta tragédia está a cada dia aumentando.

Procurando me informar sobre isto, me deparo com as informações de que existem varias pessoas atuando nesta batalha, procurando alternativos métodos de cura, nos quais acreditam. Se por aqui está o caminho da esperança, devemos gastar algum do nosso precioso tempo verificando estes grupos alternativos, comparando-os, analizando suas propostas, conhecendo suas “evidencias” e afirmados resultados, para ver se escolhemos um ou alguns e damos nosso suporte aqui e agora, pois este mal pode nos pegar tambem, ou a algum dos nossos entes mais queridos. Então, para facilitar a vida dos meus leitores, abro este capitulo tentando trazer para cá todas estas correntes alternativas e ao mesmo tempo apresentando para testes, a alternativa sugestão que vem da minha própria especifica visão da natureza, a chamada “Matrix/DNA Theory”. Então… vamos lá, primeiro com a lista:

1) A alternativa da Matrix/DNA Theory:

A causa do câncer é relacionada ao fenômeno natural chamado “sistema”. Ou seja, não existe uma causa localizada num ponto do corpo nem vinda de um agente externo, mas sim é resultado do corpo humano como “sistema”, o qual é definido brevemente como: a soma das informações de cada parte – cada órgão e cada substancia do corpo – mais as informações criadas pelas conexões e interações entre estas partes, cria uma identidade sistêmica total, invisível e imperceptível aos nossos sentidos. Essa identidade de sistema, baseada no fluxo de informações total que corre nos circuitos internos do sistema, de alguma maneira está sendo desregulada, atormentada, estressada, por alguma ou algumas fôrças, internas ou externas, de maneira que o normal funcionando do sistema é mudado, gerando locais de dispersão e degeneração. As nossas ciências tradicionais não tem detectado a causa fundamental justamente porque ela tem se baseado no método reducionista e ignorado totalmente a busca de conhecimento dos sistemas naturais. A Matrix/DNA Theory é por enquanto a unica alternativa que tem apresentado um modelo teórico de sistema natural, e uma das poucas atividades humana que continua pesquisando a perspectiva dos fenômenos naturais sob a visão de sistemas.  Desde que a entidade do sistema-corpo-humano é a mente humana, a qual é estudada pela psicologia, suspeitamos que na psicologia do ser humano se oculta a causa fundamental do câncer. Esta pode ser a força invisível que desce ao nível atômico do corpo, ao nível molecular, biológico, químico, celular, produzindo a anomalia. Infelizmente não temos tido tempo e recursos para desenvolver uma pesquisa baseada neste diferente novo método.

A visão de sistemas tem sugerido uma nova técnica para atacar estas doenças tradicionais. Por exemplo, veja na home page deste website a figura da causa do mal colesterol. O Alzheimer é visto como tendo suas placas formadas em volta de neurônios, desconectando-os dos outros, pelo simples processo da entropia de sistemas, o que sugere um tipo diferente de tratamento.

Alem das sugestões de tratamentos práticos, esta teoria sugere a remota possibilidade, quase metafisica, de que é possível um método de meditação que pode evitar ou até limpar o corpo destes tumores. Esta possibilidade não é ilógica, se lembrar-mos que a causa da doença é relacionada à entidade total do sistema, a qual, no ser humano é denominada de “mente” , e como sabemos que a mente, apesar de invisível, quase metafisica, tem na realidade uma força que atua na matéria ordinária – por exemplo o comando mental para mover uma mão – é possível que consigamos acionar esta força mental ao menos para atuar dentro do nosso corpo, até o nível de partículas atômicas. Mas para isso funcionar teríamos que conhecer o verdadeiro mapa resultante das conexões entre os fótons que estão dentro de cada elétron do nosso corpo. Este mapa seria uma espécie de “aura”. Tendo este mapa em mente, seria possível orientar a mente para atuar nele. Na Matrix/DNA Theory existe um mapa calculado disso tudo, o qual tem sido utilizado experimentalmente por este autor, na forma de técnica de meditação, mas como sempre falta o danado do tempo, tambem tenho falhado nesse desenvolvimento e pratica. O fato é que acerca de 30 anos, desde que elaborei este mapa e enquanto o pratiquei, nunca foi necessário tomar um comprimido sequer, nem mesmo tendo dores de cabeça, apesar de uma vida de alto risco onde não tenho tido oportunidade de respeitar as regras básicas de saúde.  Mera coincidência ou o método realmente funciona? Ainda não sei, mas, portanto, permanece esta pesquisa.

MERA HIPÓTESE ATUAL: 

Como diz um post na Internet, o corpo humano não necessita comer carne pois as mesmas proteínas e outros elementos são fornecidos em outros alimentos. Portanto, o nosso problema é que somos “viciados”, como quem é viciado em cigarros, ou em jogos, etc.  Talvez a Natureza nos forneça uma informação que pode se constituir na fôrça que precisamos para largar este vicio. Estou falando de uma suspeita que está nascendo dentro da Matrix/DNA Theory, a qual é o seguinte:

Doenças como o câncer estão se alastrando como uma epidemia na espécie humana enquanto nossas Ciências ainda não fazem a minima ideia de qual a causa e portanto não podem elimina-las. Mas como – pergunto –  não descobriram a causa se hoje nossas ciências conseguiram penetrar as mais profundas realidades físicas do corpo humano, ao nível das partículas dentro dos átomos? A primeira resposta que vem à mente já foi publicada pelo grande intelectual e presidente da Checoslovaquia, Vaclav Havel: “… todo nosso conhecimento do corpo humano foi obtido pelo método reducionista faltando ainda por completo aplicar o método que entenda o corpo como sistema…”.  Mas outra ideia que surge então é de que a causa não é puramente física, não pode ser detectada por nossos instrumentos científicos. Então a Matrix/DNA vem sugerindo que a causa está ao nível da identidade dos sistemas. Resumindo: todo sistema é formado por partes – o sistema corpo humano é formado por órgãos e outras substancias. A soma das informações de todos estes elementos, mais a soma das novas informações devido as conexões entre estes elementos, se torna uma “identidade dos sistema”, a qual paira num nível superior ao sistema, mas de onde o dirige e controla. Um exemplo é a mente humana em relação ao corpo humano. Mas sugere ainda a Matrix/DNA que esta identidade tem uma expressão física sutil, ao nível da luz original. Ela seria formada pelos fótons – partículas de luz – que penetram os átomos, penetram os elétrons dentro destes átomos, mas estabelecem conexões entre si no corpo todo, formando uma rede, um corpo sutil dentro do corpo físico. Pois bem…

Vamos repetir aqui o que sugere um leitor num post na Internet:  “…  Animal has their own thoughts when they are suffering they have anger, fear such negative emotions that will stay in their flesh and effect human body when you consume it “- Animais tem seus próprios pensamentos e quando eles estão sofrendo (como agora, enquanto vivem torturados nas modernas fazendas de criação e morrem torturados), eles sentem raiva, mêdo, e tais negativas emoções ficam nas suas carnes e afetam o corpo humano quando você consome ela”. “… The plant… entire planet is alive they all have energy and will reflect by yours.” Desde as plantas… o planeta inteiro é vivo e eles todos tem energia e será refletida por sua energia”.

É possível que toda essa energia negativa que estamos ingerindo ao comer tanta carne esteja destruindo as nossas redes energéticas internas, a nossa identidade de sistema pode perder o controle… é possível que isto seja a causa ou uma contribuição para a causa do câncer… Uma possível descoberta de algum fato que de repente reforce a teoria sobre a Matrix/DNA seria a informação correta fornecida pela Natureza para conhecer-mos a causa do câncer e até a técnica para elimina-lo.

Mas porque então o câncer pega umas pessoas e outras não? Porque tem pessoas cuja rede energética interna tem maior semelhança de configuração com a rede interna destes animais, o que daria numa super-posição de energias, um emparelhamento, mas como a energia do animal está transfigurada pelo estado negativo, e ela vem em maior constância e força que a energia interna de tais pessoas, esta seria facilmente deformada também. Lembra-te da “superposição”, observada nos fenômenos quânticos? ( Ver aqui o vídeo sobre as conexões entre eletrons no DNA, por ondas… que está em outro artigo em algum lugar neste website)

Mas isto por enquanto é uma HIPÓTESE, apenas. No entanto, esta hipótese se baseia em mais outras hipóteses sugeridas pela Matrix/DNA e preciso aqui mencionar mais uma. A existência de tumores malignos significa que a energia entrópica saiu fora do circuito energético em algum ponto do circuito na face direita da fórmula. Ora, os corpos humanos por serem sistemas, deveriam morrer imediatamente logo após o término do trabalho de todos seus genes, ou seja, pela idade dos 16 ou 18 anos. Pois até esta idade a energia está em crescente, formando a face esquerda da Matrix, e quando passa de F4, a energia despenca em entropia. Felizmente o corpo humano não morre neste ponto devido ser um sistema aberto, enquanto a fórmula retrata um sistema fechado. Por ser um sistema aberto, ele continua a absorver energia nova do ambiente, o que atenua a perda de energia estrutural para a entropia. Assim o corpo consegue se arrastar vivo por mais 40, 80 anos. Mas se houver a superposição ao nível quântico, de fótons, e a identidade do sistema perder o controle de pontos do circuito na face direita, abrindo válvulas de escape, a energia entrópica flui em maior quantidade e mais rapidamente por estes pontos, causando a nível físico, a morte das células em tais pontos e a profusão destas células…

Então, uma maneira de “segurar” ou interromper a proliferação dos tumores, seria reforçar a estrutura da rede energética interna, o que significa, restabelecer o poder de controle à identidade do sistema. Mas este reforço só poderia vir com os fótons, os quais nossas ciências não possuem o menor conhecimento de como manipula-los. Eles estão pululando em todos os lugares ao nosso redor, onde haja espaço penetrado pela energia solar e radiação cósmica. Estão divididos em sete espécies diferentes, ou seja, com frequências e vibrações ( portanto, informações) diferentes. Por outro lado, a nossa identidade de sistema é composta de fótons. Ela seria capaz de absorvê-los, seleciona-los, enviar cada qual para sua especifica região na sua rede. Mas no humano ela ainda está no estado de embrião, nem sequer abriu seus próprios olhos (a terceira visão), para ver seu próprio corpo. Mas tendo o mapa desta sua rede energética tal como elaboramos tendo por base a fórmula da Matrix, é possível que já,  em técnicas de meditação, consigamos um positivo efeito, um reforço dela. Como quando a mãe gravida ingere uma medicina ou um alimento para reforçar a saúde do embrião. Eu tenho praticado esta meditação ( muito complexa por sinal) e talvez isto seja a causa dos meus já 30 anos sem nunca ter sentido nem dor de cabeça. E isto explicaria alguns fatos que estão acontecendo comigo, os quais não devo revelar por enquanto.

Mas isto é apenas hipótese, por enquanto. Tentarei de alguma maneira arrumar tempo e  me dedicar mais a esta pesquisa… ( Ver em um artigo neste website sobre a glândula pineal)

Post publicado emhttp://www.collective-evolution.com/topic/hi-i-got-cancer-help/#post-62597

TheMatrixDNA – August, 27 – 2014

Hi… Purplekev ( sorry by my poor English):
There is a possibility that you could control the development of this disease. There is a new theory based on natural systems that is investigating cancer by new approach. The suggestion is: Cancer is not a local eruption, neither caused by external agents.It’s bad function of the human body’s identity as a whole system, and it happens – first – at the energetic template of any natural system. For understanding it is necessary to know the Matrix/DNA natural formula for all natural systems.It is very complex issue due you have not known this new world view, but, a little effort and you can understand it, and practicing it by yourself. Only for a quick look: All electrons of all atoms of yours body contains photons coming from sun and cosmic radiation and all these photons are connected composing the Matrix/DNA’s formula. Yours brain controls the whole body at the level of electrical impulses/muscles because it is structured over the same formula. But, the modern way of life is making that the human body is bombarded by bad copies of this formula, which are aligned side by side with the body’s template ( a kind of quantum super-position) and the result is that yours good original formula gets the errors of the invasors. Normally, the brain controls the entropic force but occurring this invasion it opens holes inside the systemic flow of energy and the entropic matter ( free radicals) falls into neighbours cells, killing them and spreading around. The bad copies are coming inside lots of things from this modern industrial environment, but, principally, from food.The meat you are eating is coming from animals that are tortured during all their life and are tortured when killed, which negative emotional state is projected into theirs energetic template, inserted into their DNA, and we are eating this DNA. Normally our brain could control it, but the modern stress and our modern emotional state weaks the brain’s control. The possibility for doing a treatment is that yours brain produces yours mind, and the mind is a new shape of natural system at the level of this photonic template. So, trying to apply yours mind for fixing the points of disfunction of the body’s template is very difficult, but maybe you can get it, because I suspect that I had the same problem 10 years ago and I got success doing it. I don’t know if it worked, or if was merely coincidence, so, someone else need repeating the experience.By the way, the Matrix/DNA world view is suggesting a new meaning for human existence that is very hopefully, which can avoid ours psychological negative emotional state due stress, etc., and only this advantage is good because devolves to yours brain the control of yours immune system.If you want know more, try goggling “The Universal Matrix/DNA for Natural Systems and Life’s Cycles Theory”

2) “Cell Forte with IP6″ 

From one post saw in Internet: Search “Cell Forte with IP6″ its a deep immune system booster and I have personally witnessed several miracles because of this. I could give you a very long list. But all one needs to do is read the many reviews out there and it speaks for itself. Best of luck with your illness.

3) The Hippocrates Institute (San Diego, CA) or the Gerson Institute (Tijuana, Mexico) 

From one post saw in Internet: I would try looking up and contacting the Hippocrates Institute (San Diego, CA) or the Gerson Institute (Tijuana, Mexico). They offer highly effective alternative therapies that aim to build up your immune system, detoxify and heal. Both focus on the importance of large amounts of fresh green juices in helping to regain health. You cannot be harmed by these treatments and most likely you will experience great benefit.

4) Photodynamic therapy & GcMAF

5)  Dr. Mark Sircus “Sodium Bicarbonate: Nature’s Unique First Aid Remedy”

Organic Bitter Apricot Kernel Capsules

Sodium Bicarbonate: Nature’s Unique First Aid Remedy
Sold by Amazon EU S.a.r.L.

Cancer is a Fungus Paperback – 1 Jan 2007

by T Simoncini (Author

http://www.medicalcannabis.com/ and http://www.collective-evolution.com/.

6) Dr Rosie Daniel in Bath UK – http://www.healthcreation.co.uk/drrosydaniel

7) Dr Patrick Kingsley UK – https://www.facebook.com/drpatrickkingsley

8) http://www.thenewmedicine.info/

9) http://www.thenewmedicine.info/index.php?option=com_content&view=article&id=107&Itemid=154

From one post saw in Internet: I highly recommend this book and following his protocols/advice/dietary etc:

10) http://www.youtube.com/watch?v=Qv8yxuv6e1w

From one post saw in Internet: for some reason it won’t let me put much info on here about Rick Simpson or his web address tried to put it on here for you kept deleting it, no idea why!…

11) http://www.endalldisease.com/cancer/

From one post saw in Internet: This is very helpful.There are fifteen cancer cures.Try this

12) Dr Otto Warburg

From one post saw in Internet: There are many alternative cures for cancer, and several posts by others point to some of them. For your edification and understanding I suggest googling “Dr Otto Warburg” and “hydrogen peroxide therapy”.

13) hydrogen peroxide therapy

O Coração Com as Duas Faces da Matrix/DNA e Conexão com o Fígado

domingo, agosto 24th, 2014

A figura abaixo revela que o coração copiou o aspecto de duas faces da fórmula da Matrix/DNA. E o artigo com link abaixo mencionando a realção de doenças na conexão entre coração e fígado lembra que na fórmula realmente os dois estão diretamente conectados, pois coração é a bomba em F1 e figado é “o limpador ” em F7 ( ver a fórmula abaixo)

xxxxxx

Heart Troubles May Indicate Signs of Future Kidney Disease

http://www.scienceworldreport.com/articles/16782/20140822/heart-troubles-may-indicate-signs-of-future-kidney-disease.htm

Statins could become more widely used among heart disease patients.

O Coração e as Duas Faces da Matrix/DNA

 

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software