Archive for the ‘Átomo’ Category

Descoberta mais uma evidencia para a Matrix/DNA: Protons e Neutrons com seus seis quarks apresentam a mesma imagem e configuacao do DNA, portanto, os seis QUARKS foram a formula universal e nossos ancestrais!

quarta-feira, dezembro 5th, 2018

xxxx

Quarks criados pelo ciclo vital

Quarks criados pelo ciclo vital By Incnis MrsiOwn work, CC BY-SA 3.0, Link

 

O pouco que sabemos dos quarks ja e suficiente para apontar varias evidencias de que eles estao dentro do tronco da arvore da evolucao universal, ou seja, eles participaram e participam da única linhagem evolucionaria universal do sistema natural universal. Se isto estiver correto, os quarks ja eram uma das formas iniciais do sistema universal, uma forma que esta para o DNA como a forma de morula esta para um adulto humano. O DNA e uma auto projeção evolucionaria dos quarks, como uma morula e uma auto projeção evolucionaria para um corpo humano adulto.

Indícios como evidencias:

1 ) Os seis tipos de quarks se apresentam em seis diferentes pesos de massa. E teoria acadêmica com pouca possibilidade de visualização sugere que quarks tem formatos de pontos, todos eles. Entao se variam os tamanhos seria muito dificil detectar. Mas a varia a massa interna. Na figura abaixo foi calculado a massa do mais leve quark como sendo uma bolinha. A partir dessa bolinha-unidade foram calculando os outros pesos dos outros quarks e representando-os como se fossem diferentes tamanhos da bola. Portanto, e por enquanto, o que sabe-se que muda nos quarks e a forma ou densidade interna da massa e não o tamanho.

A Matrix/DNA nota que a formula universal para sistemas sempre tem seis partes principais, as quais se apresentam sem seis pesos, tamanhos, formas, etc., diferentes. Isto, segundo a formula descobriu, e porque o sistema universal e’ montado pelo ciclo vital, o qual produz a variação das formas de um corpo. E isso nos leva a suspeitar e arrolar como evidencia que o os quarks formam um sistema, são partes de um sistema, e possuem o principio vital do sistema universal.

2) Os seis quarks se dividem em termos de forssa, deduzidas das suas interações em tres quarks fracos (d,s,b) e tres fortes (u,c,t) como podemos ver na segunda figura abaixo. O proton e constituído apenas de tres quarks, u + u + d, como podemos ver na figura 3.  Enquanto isso, o neutron, que esta a seu lado e forma com ele um par dentro do nucleo dos atomos, tambem e’ formado por tres quarks, u+d+d, como podemos ver na figura 4. Ora, o que existe na Natureza em que existe um par lateral e cada um tem tres elementos ? A formula da Matrix/DNA, a unidade fundamental de informacao do DNA que e constituída por dois nucleotides laterais e suas bases, etc. Poderíamos desenhar o proton no lado esquerdo da tela e o neutron no lado direito,  de forma que seus quarks fossem expostos externamente, e obteríamos exatamente a mesma imagem do DNA, com seus dois açúcares laterais expondo suas bases externamente. não posso fazer o desenho aqui agora mas vou descrever:

A grande molécula de “açúcar” em um nucleotídeo liga-se a duas bases que na soma tem tres moléculas menores, sendo que uma base tem so uma molécula e a outra tem duas moléculas. Proton e neutron são a mesma configuracao. vamos imaginar que proton se tornou no futuro o açúcar na haste esquerda e neutron o açúcar na haste direita.  O proton liga-se a uma base com dois quarks que seria a guanina no futuro, e outra base com apenas um quark, que seria a citosina no futuro; ao seu lado o neutron tambem tem uma base com dois quarks que seria a timina no futuro, e mais uma base com um so quark que seria adenina no futuro. As divisões em bases púricas e pirimidinas ( se me lembro bem estes nomes) seria a divisao entre tres os tres quarks u e os tres quarks d que formam o par. Eu arrolo tudo isto como forte evidencias de que os seis quarks são partes de uma forma do sistema natural que foi antepassado do DNA, que o DNA foi construída da maneira que e obedecendo as particulas que o compoem e o modelo que elas determinaram trazidas geneticamente da evolucao cosmologica, e que o sistema quark e tão nosso parente e ancestral como o são as bactérias e os repteis.

3) Enquanto os tres primeiros quarks são comuns na natureza formando todos os hadrons como os protons, os tres ultimos quarks, da terceira geracao, não são comuns, so surgem formados em colisões de alta energia, como nas radiações cósmicas e artificialmente, nos aceleradores de particulas terrestres. E os quarks da ultima geracao tem vida muito mais curta que os quarks da primeira, porque da mesma forma que são rapidamente formados com elevada energia, imediatamente decaem por radiação para a forma dos tres primeiros quarks. Ora isto significa que os tres ultimos representam a degeneração pela entropia. E isto nos lembra imediatamente a formula da Matrix/DNA: de F2 a F4 o fluxo de energia e crescente, o corpo e jovem e estável; de F5 a F7 tem inicio a entropia, o corpo e envelhece e decai. Mais uma evidencia de que quarks são uma forma da formula universal.

4) Porem, no DNA tem as pontes de hidrogênio conectando as moléculas. Onde estao as pontes conectando os quarks inclusive dos de um casal de proton e neutron, entre si? Hummm… vamos pedir socorro a adorável Wikipedia:

” Forces between quarks are mediated by gluons.”

Ai estao os correspondentes antigos dos hidrogênios. Mais uma evidencia de que o conjunto proton + neutron, com seus quarks dentro do nucleo atômico, são ‘a imagem e semelhança do DNA. E não poderia ser de outra forma. Uma única linhagem evolucionaria, um unico tipo de processo genetico hereditário, determina que tataraneto de peixe, peixinho sera.

Mais informacoes uteis:

There are six types, known as flavors, of quarks: up (u), down (d), strange (s), charm (c), bottom (b), and top (t). Up and down quarks have the lowest masses of all quarks. The heavier quarks rapidly change into up and down quarks through a process of particle decay: the transformation from a higher mass state to a lower mass state. Because of this, up and down quarks are generally stable and the most common in the universe, whereas strange, charm, bottom, and top quarks can only be produced in high energy collisions (such as those involving cosmic rays and in particle accelerators).

Figura 2:  The strengths of the weak interactions between the six quarks.

Three balls "u", "c", and "t" noted "up-type quarks" stand above three balls "d", "s", "b" noted "down-type quark". The "u", "c", and "t" balls are vertically aligned with the "d", "s", and b" balls respectively. Colored lines connect the "up-type" and "down-type" quarks, with the darkness of the color indicating the strength of the weak interaction between the two; The lines "d" to "u", "c" to "s", and "t" to "b" are dark; The lines "c" to "d" and "s" to "u" are grayish; and the lines "b" to "u", "b" to "c", "t" to "d", and "t" to "s" are almost white.

By Original work: [1]Modified by:TimothyRias – Derivative work, from public down work uploaded to en.wikipedia. original, Public Domain, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=7415772

Figura 3 = Proton

Three colored balls (symbolizing quarks) connected pairwise by springs (symbolizing gluons), all inside a gray circle (symbolizing a proton). The colors of the balls are red, green, and blue, to parallel each quark's color charge. The red and blue balls are labeled "u" (for "up" quark) and the green one is labeled "d" (for "down" quark).

A proton is composed of two up quarks, one down quark, and the gluons that mediate the forces “binding” them together. The color assignment of individual quarks is arbitrary, but all three colors must be present.
Figura 4 – Neutron
Quark structure neutron.svg

The quark content of the neutron. The color assignment of individual quarks is arbitrary, but all three colors must be present. Forces between quarks are mediated by

Transformação evolucionaria do Átomo em DNA

quarta-feira, novembro 21st, 2018

xxxx

Acho que me pintou mais uma magistral descoberta… 

No átomo:

Um próton é constituído por dois up quark e um down quark

um nêutron é constituído por dois down quarks e um up quark

ok….

No DNA:

Um sugar matricial esquerdo é ligado com uma base com duas moléculas (dois up?) e mais outra base com uma só molécula (um down) totalizando três moléculas de bases;

… ele se conecta com um sugar matricial da direita que é também constituído por duas bases com três moléculas ( duas down e uma up?)

… desenhando isso teremos:

Evolutionary transformation from Atom to DNA

Evolutionary transformation from Atom to DNA

Evolutionary transformation from Atom to DNA

TUDO BATE !!!

Agora deu uma tremenda balançada em toda a teoria geral da Matrix/DNA…

Vou ter que repensar a Historia da Evolução Universal e acrescentar isso.

Ate agora estava claro como a formula veio de um sistema astronômico para se tornar DNA. Porem, agora, também é revelado que a mesma formula veio do átomo para se tornar DNA.

Espere ai… a mesma formula esta nas três arquiteturas. Pela logica, a evolução veio do átomo para a galaxia e desta para o DNA. Então seria obvio que o DNA fosse `a imagem e semelhança do átomo, mesmo que haja uma forma intermediaria entre os dois, pois e` a mesma linhagem evolutiva.

Mas vou ter que repensar tudo. Onde estão as semelhanças e diferenças entre o átomo e a formula como sistema astronômico fechado? Como foi essa evolução?

Quais são as novas implicações agora com isso no conhecimento do DNA, de seus componentes e conexões e funcionalidade como sistema?

E a Luz? Ela surgiu primeiro e primeiro formou o átomo, e dele passou para as outras duas. Como foi isso?

Observar e comparar as duas figuras lado a lado ( a do átomo com DNA) e a do espectro eletromagnético, tentando identificar qual quark e qual base corresponde a qual frequência da luz.

Depois por estas duas figuras mais ao lado a figura da formula no estado astronômico e refletir. Afinal em apenas três símbolos tenho a Historia do Universo.

xxxx

Postado no facebook em 11/21/18:

My God! Mais uma sensacional descoberta: O nosso DNA tem a mesma configuração atômica que o átomo tem como configuração de partículas!
Mas como e` que nunca ninguém viu isso?!!! Se esta tao obvio, na cara? Ah… sei… e` consequência de acreditarem que a Evolução Cosmológica esta separada da Evolução Biológica…
E` o mesmo caso da humanidade ter passado 40.000 anos sem ver que existe a evolução das especies porque acreditava que os animais são separados dos humanos. não adianta estar na cara para todo mundo ver, que os animais tem dois olhos, os humanos também; os animais tem duas orelhas, os humanos também; os animais tem pichulico e perereca, os humanos também!
– ” Não tem nada a ver… uma coisa com outra. Animais são animais e humanos são humanos. Animais e humanos foram criados diferentes desde o começo por Deus…”
Infelizmente não podemos rir disso. Pois como já estou cansado de mostrar evidencias, formulas, figuras, cálculos, que os átomos e as galaxias são tao nossos ancestrais como o são as bactérias e os macacos… os humanos, inclusive o reino do saber nas universidades e academias de Ciências, teimam em nem quererem pensar nisso, pois eles tem certeza absoluta que nada tem a ver… Por isso acreditam no acaso magico capaz de criar com uma sopa de ingredientes não orgânicos essa extraordinária engenharia em código que e` o DNA e depois os humanos. Pois se não viemos da evolução universal, tem-se que imaginar algo de onde viemos para satisfazer por ora nosso cerebrozinho, certo? E por isso, por esse desconhecimento, doenças milenares continuam com causas e mecanismos desconhecidos, torturando e matando milhões, bilhões, de humanos. Eu sozinho nada posso fazer, a não ser passar raiva…

Melhor vídeo sobre átomos e melhor debate sobre a noção cientifica do átomo e da existência humana

terça-feira, agosto 28th, 2018

xxxxx

O video com a melhor explicacao sobre atomos e mecanica quantica basica. E os comentarios na discussao abaixo do video sao interessantes , principalmente do fisico que explica ninguem nunca viu atomos e particulas nos instrumentos da Fisica, apenas campos eletricos.

The most explanatory video about atoms and basic quantum mechanics

https://www.youtube.com/watch?v=EOHYT5q5lhQ

This is an email I received recently from the site “Ask a Mathematician, Ask a Physicist”::::::
What are “actual pictures” of atoms actually pictures of?.
Physicist:
Actual pictures of atoms aren’t actually pictures at all. There are a few good rules of thumb in physics. Among the best is: light acts like you’d expect on scales well above its wavelength and acts weird on scales below. In order to take a picture of a thing you need light to bounce … The only thing physicists have actually seen is basically a computer image, not the real image, and second, they observe electric fields, not the particle itself. They do not observe particles themselves; they are able to observe only the field. However this alone does not prove anything, but that the electric energy field exists and that’s about it—no atoms, no photons, no electrons, no quarks. no nothing. So no, particles do not exist. Particles exist only inside mathematical abstractions and nothing more and nothing else. We don’t know what actually exists in the real world, except that there are energy fields—electric, magnetic and all other forms and all other kinds of energy fields. I forgot to add what exactly is visualized with all these microscopes including STM–the scanning tunneling microscope. What is visualized is the charge density of the electric field. Basically you observe vibrations—electric vibrations. You haven’t seen an atom either. You’ve seen an image you assume to be an atom, but it is simply an instrument’s representation of the atom. It is not the atom itself. These techniques aren’t actually “visual” like microscopes we work with in biology classes. Microscopes use lenses and light to help zoom and focus on small objects. Electron microscopes, on the other hand, use quantum scattering theory to construct the shape of small objects, then the data is transferred to a computer to create a model. The wavelengths of visible light ranges on the order of ~370nm to 750nm. These are all MUCH larger than many particles of interest (and way too large to view atoms, which are on the order of Angstroms–0.1nm). Scientists need to be creative to be able to “see” atoms. So, no, scanning tunneling microscopes and atomic force microscopes did not prove the existence of atoms.

Living the Infinite Way: Life as Oneness with God

Living the Infinite Way: Life as Oneness with God

Jul 1, 2006

Paperback


Kindle Edition

Get it TODAY, Aug 28
xxxx
Oure Energy:
Also evidence of constant creation are these words: ‘magically bursting forth are quarks spinning billions of times a second as 3 points of light, forming what are called protons and neutrons’. I found these words in the book “The Quantum World” written by the physicist Kenneth Ford. Imagine that. Turns out we are imagination itself since nothing is solid. We are brilliant, concentrated energy images or holograms. In the book “Hands of Light” written by the physicist/healer Barbara Brennan are many pictures of what we look like as holograms/eternal energy beings. Brennan trained herself to see people as holograms.
Hands of Light: A Guide to Healing Through the Human Energy Field by [Brennan, Barbara]

Hands of Light: A Guide to Healing Through the Human Energy Field – Aura – Kindle Edition

xxxxx

O mundo fantastico da luz no nivel quantico

sexta-feira, março 9th, 2018

xxxx

Observe na figura dois cones roxo/cinza, um na esquerda em baixo e outro na direita em cima. Estes cones sao as cargas de dois eletrons, ou os dois eletrons em si mesmos. A diferenca entre eles e’ que um gira para o lado oposto ao do outro ( spin right and and spin left). No meio dos dois ve-se um espiral giratoria azul. Isto e’ luz na forma de um simples foton microonda.

Esta experiencia visa obter o computador quantico, esta seria uma foma muito mais rapida de processor informacoes. Para nos fica esta maravilha de informacao, de como aparece aos cientistas com seus poderosos microscopios, a luz, o foton, os eletrons.

E para a Matrix/DNA cosmovisao, buscamos onde esta este mecanismos/processo na formula, e de imediato nota-se a semelhanca com a formula, onde o vortices F1 se localiza entre os fluxos direito e esquerdo, justamente recebendo informacoes de um, processando-as com os dados que ja tem registrados em seu interior e emitindo-as para o outro fluxo.

Stylized illustration of coupled electron spin and light – CREDIT: N. SAMKHARADZE ET AL.

Ver artigo em:

Quantum Eletronics

Coupling light to single spins

http://science.sciencemag.org/content/359/6380/twis?utm_campaign=toc_sci-mag_2018-03-08&et_rid=17081225&et_cid=1895792

Modelo Teorico do Atomo: Cientistas contestam o atual modelo, assim como a Matrix/DNA esta sugerindo novo modelo

segunda-feira, fevereiro 19th, 2018

xxxx

Desde que nossa investigacao nos levou a refazer o modelo teorica astronomico para inserir nele expresses das propri0edades vitais, comecamos a desconfiar que o nosso ancestral, e ancentral direto do sistema astronomico, ou seja, o sistema atomico, deve tamber conter espressos de propriedades vitais, em doses menores que nos sistemas astronomicos tao menores que nao sao reconhecidas em relacao a sistemas biologicos. Mas um modelo teorica de atomos que nao contenha os elementos e efeitos de principios vitais nao pode estar correto, o que nos induz a buscar uma maneira de refazer este modelo. Chego mesmo a suspeitar que estas estranhezas apresentadas nos experimentos da Mecanica quantica sejam efeitos normais, naturais, da presence de processos vitais os quais jamais foram imaginados pelos fisicos por separarem arbitrariamente o mundo da disciplina da Fisica do mundo da disciplina da Biologia.

O breve texto abaixo que vem reforcar nossa sugestao foi encontrado na secao “show more” do  no YouTube intitulado:

Inductive Reasoning: The Case Against The Nuclear Atom – Dewey B. Larson (1978)

” Learn the difference between theory and evidence.

Since the general structure of modern physical theory is to a large extent based on the theory of the atom, the nuclear atom theory must accept a big share of the responsibility for the unsatisfactory state of physical theory in general. It is also apparent that there are major sectors of the field which an adequate atomic theory should cover that are as yet almost completely untouched. For example, a complete theory of the atom must necessarily explain the physical states of matter, yet after nearly fifty years of the nuclear theory Prof. G. Careri found it necessary to open a recent international conference on liquids with the flat statement, “We are still far from having a ‘theory’ of the liquid state….” [43]

But the real testing ground for atomic theory today is what is popularly known as “elementary particle physics.” “… the future of physics,” says George Gamow, “lies in further studies and understanding of elementary particles.”44 Here is a field in which atomic theory should be directly applicable; here is a rapidly expanding field in which the experimental facts are puzzling and confusing, and the help of an adequate theory is urgently needed; and here is a place where the currently accepted nuclear theory, faced with a major test of its capabilities, falls flat on its face.

The term “elementary particle” is in itself a claim to the possession of some knowledge of the structure of the atom, as it is based on the assumption, an integral part of current theory, that the atom is constructed of “parts” and that these parts cannot be further subdivided; thus they are elementary. If the nuclear atomic theory correctly portrays the structure of the atom, then it should be capable of producing the answers to the questions we find it necessary to ask with respect to the elementary particles. This point is commonly recognized, and “elementary particle physics” is classed as a subdivision of “nuclear science.”

How well, then, has modern atomic theory measured up to this, the most significant task now facing it? Let us ask Gamow, whose statement as to the importance of the task has just been quoted. “… for the last few decades,” Gamow replies, “not a single successful step has been made in obtaining these answers.” [44] This very recent evaluation of the situation was already foreshadowed years ago by keen observers who realized that the discovery of so many new “elementary” particles neither anticipated nor explained by the accepted theories raised grave doubts as to the validity of these theories. “Questions like these,” said James B. Conant, “raise doubts as to whether the conceptual scheme of nuclear physics is a ‘real’ account of the structure of the universe,” [45] and Jones, Rotblat and Whitrow asked the very pertinent question, “… is this multiplicity of particles an expression of our total ignorance of the true nature of the ultimate structure of matter?” [46]

In the light of all of the additional information that has been accumulated since these words were written, there remains little doubt but that this question must be answered in the affirmative, and that present-day atomic theory must be judged wholly inadequate for the tasks that confront it.

43. Careri, G., Nuovo Cimento, Supplement to Vol. IX, 1958, page 8.

44. Gamow, George, Biography of Physics, Harper & Bros., New York, 1961, page 323.

45. Conant, James B., Modern Science and Modern Man, Columbia University Press, New York. 1952, page 46.

46. Jones, Rotblat and Whitrow, op. cit., page 49.

47. Condon, E. U., What is Science?, edited by James R. Newman, Simon and Schuster, New York, 1955, page 104.

 

Átomo: Pela primeira vez a humanidade vê a foto de um

sábado, fevereiro 17th, 2018

xxxxx

Esta foto de um único átomo ganhou o prêmio de fotografia de ciências no Reino Unido

Grafeno: A Natureza o criou comecando pelo estado de morto, e lhe proibiu ser vivo em nossa dimensao! Ou ele existe vivo em outra dimensao e vem para ca quando morre?

segunda-feira, fevereiro 5th, 2018

xxxx

Capitulo Geral Sobre Grafeno

Anotar que a principal razao das pesquisas do grafeno e’ a busca de metodos tecnicos para extrair o grafeno da grafite, pois o problema todo no momento esta em que os metodos conhecidos atuais tornam o custo proibitivo. ( Ver no artigo da Gazeta do Povo a diferenca entre os precos da grafite e do grafeno, o qual se compara ao preco do ouro ou diamantes. Para mim o fato das folhas de grafeno serem separadas entre si, parlalelamente, nunca se ligando, e’ efeito logico dos sistemas fechados, porem, a uniao de grafenos e num plano e’ a grande estranheza, pois pela lei natural essa uniao nao poderia acontecer. Entao existe alguma minima deformacao do grafeno em relacao a formula perfeita. Encontrar esta deformacao e buscar outra deformacao que ligue as folhas e’ a grande meta trilionaria do momento.

graphene hexagonal lattice of carbon atoms

O grafeno é o primeiro material bidimensional – tem largura e comprimento, mas sua espessura é de apenas um átomo – já produzido: uma lâmina de grafeno é uma treliça formada por átomos de carbono ligados de forma hexagonal, todos num mesmo plano. Mas sua origem é humilde: ele vem do grafite, uma forma comum de carbono.

Ver varios videos no YouTube e TEDTalk digitando “graphene”

 

 

Comentario publicado no Facebook em 2/5/18

Estou curioso com a formula do grafeno, e somente eu estou percebendo um detalhe intrigante porque a configuracao do grafeno e’ exatamente a forma da minha formula, a Matrix/DNA, no seu aspecto de sistema fechado em si mesmo.

Tornar-se sistema fechado perfeito significa issolar-se do resto mundo, o que pode significar que o sistema entra numa outra dimensao diferente da nossa 3D. E isto significaria que todos os elementos da nossa dimensao nao o tocaria, nao o afetaria. Claro, somente eu tenho teorizado estas coisas sobre sistema fechado porque ninguem mais conhece a formula, e quando falam em sistemas fechados, como em termodinamica, estao equivocados, pois trata-se de processos e nao sistemas, processos que sao partes do sistema. Sistema – em termos narurais – e’ algo muito mais complexo do que a humanidade tem imaginado. Entao eu havia previsto o que agora descobriram: o grafeno e’ o material mais resistente, mais forte que o aco, mais duro que o diamante, e melhor conductor que cobre e silicio,  apesar de ser estranhamente leve. Isto esta claramente explicito na minha formula, qualquer um que reflita sobre ela pode ver isso, porem, quando o homem ve a formula quimica do grafeno, sem conhecer a minha formula de sistemas, fica sem entender o porque destas propriedades tao estranhas.

Mas eu nao consigo visualizar nem imaginar o que seria um objeto feito da materia da dimensao perceptivel aos nossos sentidos, entrando em outra dimensao de substancias nao perceptiveis a nos, adquirindo uma propriedade desta dimensao desconhecida, mas ao mesmo tempo continuando a existir em nossa dimensao. Ou seja, parece que o grafeno esta com um pe dentro do nosso mundo e o outro, fora. Conceitualmente o elemento torna-se algo fantasmagorico, um alienigena presente em nosso ambiente.

Nao existe ninguem neste planeta com quem eu possa dialogar sobre isso. E eu nao tenho um laboratorio para pesquisar isto e fazer as experiencias que imagino.

Outro detalhe inquietante e’ que a formula dos sistemas nos vem na sua forma de extrema perfeicao, como sistema fechado. E nao existe na natureza nenhuma arquitetura materializada neste estado. Nao deve existir porque ele seria o moto continuo, ou motor perpetuo, eterno. Todos os sistemas naturais – de atomos a galaxias a celulas – sao copias imperfeitas da formula, por isso sao sistemas abertos. Penso que se existir um sistema perfeito fechado constituido da nossa material, ele se torna uma especie de buraco negro isolado onde nada entra e nada sai, nem mesmo nada o pode tocar. E como toda a materia do nosso universo tende a ser sistema perfeito, o universo se tornaria uma mera colecao de buracos negros existindo neste estado por toda eternidade. Por isso nao consigo assimilar a ideia dos buracos negros mesmo porque a formula esta sugerindo que onde pensamos existir um bruraco negro descrito Segundo a teoria atual, existe outra coisa diferente, um vortice com a propriedade de prototipo do aparato feminino de reproducao.

Entao como o grafeno se forma, como ele existe? Acho que encontrei uma explicacao. Observando a forma quimica de uma unidade de grafeno, se percebe que ele nao ‘e um sistema ativo, funcionando, como e’ previsto na minha formula. Ele se apresenta como um sistema morto, sem vida, um fossil. Um cadaver. E mesmo sendo o cadaver, ele mantem a extrema rigidez que se nos apresenta. Isto explica porque o grafeno e’ o material mais forte da Terra porem nao e’ indestrutivel > todos os cadavers tendem a decomposicao. Ele tambem tem um limite de Resistencia. Ora, Segundo a minha formula, este sistema no seu estado vivo, functional, nao teria limites de Resistencia. Mas seu cadaver torna-se destrutivel, e isto e’ intuitivo, logico.

(Nota: depois que escrevi este texto acima, tive uma aula tecnica sobre grafeno onde um detalhe chama a atencao e pode mudar ou complementar minha hipotese acima. Ao se referir ao grafeno que estao produzindo, cientistas dizem que: ” Imperfeicoes nao sao necessariamente coisas mas ou ruins. Perfeito nao e’ sempre o melhor”. Entao estao aplicando tecnicas para adicionar imperfeicao ao grafeno. Nao me explicaram se encontraram imperfeicoes feitas pela natureza, o que significaria um afastamento do conceito de sistema fechado. Eles dizem:

– ” Existem muitos tipos de possiveis imperfeicoes no grafeno, tais como:

  • Missing carbon atoms (vacancies) and combinations of missing atoms;
  • Doping and impurities (non-carbon atoms);
  • Using multiple layers ( but not enough to be graphite);
  • Functionalization ( attaching specific larger molecules);
  • Bending and curling;
  • Particle or complete conversion to graphANE.

Acho que isto explica porque existe o grafeno, que tem como formula de composicao a copia mais fiel hoje conhecida da formula perfeita para sistemas naturais: o grafeno tem algum detalhe deformado.

Pelo meu tipo unico de abordagem do fenomeno, as experiencias baseadas neste material e sendo tratado com base na minha formula, poderia realizar resultados espetaculares. Primeiro, porque eu iria experimentar uma infinidade de outros compostos sintetizados por mim, aplicando o que fosse possivel das propriedades do sistema vivo sobre este sistema morto. Eu nunca conseguiria dar-lhe vida enquanto ainda nao identifiquei a forssa vital que corre na minha formula. Mas tenho suspeitas que estao bem adiantadas e por ora, meus resultados estao sugerindo que ela se trata de uma especie de luz, nao essa que conhecemos, mas sim aquela resultante do evento do Big Bang e que deve estar ainda presente em todo este espaco. Entao eu iria tartar o grafeno com luz, e’ possivel que ela ative alguns trechos o que implicaria que a forma quimica realizaria processos… jamais vistos e imaginados pelo homem.

Vou continuar a perseguir as Ciencias que trabalham com este elemento, quero saber tudo sobre ele, e tentar entabular uma conversa aberta inteligente com alguem que o esteja pesquisando em laboratorio. Eu sempre pensei que o homem pode transcender sua forma atual e entrar nas dimensoes vizinhas `a nossa, mas imaginava que essa entrada so seria possivel na forma de consciencia. Nunca pensei que a nossa tecnologia nos levasse a produzir instrumentos que iniciasse essa penetracao e atras de si puxasse a consciencia. Em todo caos, estamo0s no limiar e algo muito novo, um choque espetacular…

xxxxxxx

Bom artigo introdutorio em portugues pela Gazeta do Povo

Grafeno: O que ele é e o que pode fazer pela economia do Brasil?

http://www.gazetadopovo.com.br/ideias/grafeno-o-que-ele-e-e-o-que-pode-fazer-pela-economia-do-brasil-5elqinre8g26xybdbjpg4e9qz?utm_source=facebook

xxxxxxx

Aplicacao pratica da minha teoria com o grafeno:

Os especialistas ouvem a minha descricao das aparencias do grafeno e eles devem tentar interpreter e ver relacoes nestas descricoes com os detalhes tecnicos  que eles conhecem. Assim une-se a visao sistemica com a visao internalista, reducionista. Por exemplo, dia um detalhe tecnico que as propriedades eletronicas do grafeno sao incomuns, e que na verdade nao existentem os eletrons e sim os fermions de Dirac, os quais se movem a vleocidade quase igual a da luz.  A formula da Matrix/DNA sugere que a forssa fluibndo dentro dos circuitos internos de um sistema fechado tendem a elevar sua velocidade, pois o estado ideal ‘e o orgasmico com sua energia interna na maxima velocidade porque isso produz mais copula e portanto mais satisfacao, o que e’ o prototipo do orgasmo sexual. A mencao e estas propriedades eletronicas, fermions de Dirac, etc., estao no video:

Transporte e Circulação de elétrons nas moléculas: Grupos de Pesquisas e Sugestao da Matrix/DNA

quarta-feira, setembro 27th, 2017

xxxx

Imperial College London – Lista de pesquisas ( continuar a ver cada area)

http://www.imperial.ac.uk/a-z-research/

xxxx

Albrecht Group – Grupo de Pesquisa

http://www.imperial.ac.uk/albrecht-group/

( continuar enviando o e-mail abaixo para o staff )

The group’s research interests focus on electrochemical processes on the nanoscale.

“We are interested in both fundamental and applied aspects of single-molecular electron transport. How does the immediate environment of a molecule influence its electron transport properties? Can one use such a configuration as device components in nanoscale electronic circuitry? Is it possible to use such a concept in innovative sensor applications?”

xxxx

Meu E-mail: ( mandar para todo o staff no link : http://www.imperial.ac.uk/chemistry/about/contacts/all-staff/

Title: Suggestions for you making new researches at your field

How does the immediate environment of a molecule influence its electron transport properties?

Sorry if I am wrong but maybe I can contribute to your valuable research at least offering more food for thought.

Molecules are composed and evolves due its electrons containing information from a universal natural formula for to be a complete working natural system plus the action of the environment which is composed and driven by the same formula. So, the internal circuitry of any molecule is the slice of the whole formula’s circuitry which its components mimics the components at the formula. When a molecule provokes an  input of energy is the molecule looking for environments’ ingredients that could help her to compose the next missing slices of the formula. When the molecule produces the output is delivering its waste. Each identical molecules has its own properties due – in the formula – its circuitry obeys the same process of life’s cycle, which means that a specific point of the circuitry is the representation of a specific phase of this process.

Only seeing the single formula ( at my website, the Matrix/DNA formula for closed perfect systems) and understanding it, you will grasp what I am suggesting. About organic molecules, for instance, the carbon atom was selected to be the central biological systems atom because the carbon is – among all atoms 0 which is the most approximate copy of the formula ( the formula contains six universal systemic functions which built the atoms systems in diversified copies from itself, but the atom with atomic number six – each particles representing a specific systemic function – is the best working copy). So, the formula penetrated Earth matter represented by the Carbon, which became the nucleus for composing a larger system towards multimolecular structures as proteins. So, you can see the 20 amino acids for life being composed piece by piece following the formula’s pieces sequence. Knowing the formula and identifying these pieces/functions at the molecules, you can understanding the circuitry properties, which is the level of performance, which new ingredients could optimizing and growing the internal transport and quality of the output.

The last word: this formula was detected as a universal pattern as template of all natural systems, from atoms to galaxies to organisms. Later, searching the origins and precedence of this formula we detected the same pattern at the resulting light wave of the seven kinds of electromagnetic radiation. So, it strongly suggests that the first original formula is made of natural light, which indicates that its bits-information are its photons, which penetrates these electrons, assuming the atomic machinery, driving it to connections with another surrounding atoms which contains photons from the prior neighborhood systemic circuitry sequence. The tendency of these photons is to compose a network among the right photons that composes the formula and when they does it, they assembled the system with atoms. After that, they assembles molecules, proteins, cells, etc.

I know that this is a weird text and the poor English prejudices its understanding, plus the novelty of this issue. My intention here is merely that you read it as curiosity and food for thought, which you will thinking about when practicing at the Lab, which could leaving you to a new surprising discoveries. If you do that, it is what I need, testing the predictions of my theory to see if it has really solid foundations. I have written an article in my website about yours team and research with a copy of this e-mail, so, if you want more information, can use the comments section. Cheers,…

xxxxx

Enviado para… na data de….

t.albrecht@imperial.ac.uk em 9/27/2017 ( nao tem nome pessoal penso que este e’ o e-mail geral do grupo)

alexander.al-zubeidi13@imperial.ac.uk em 9/27/2017

Entropia é argumento contra evolução, como alegam os criacionistas? Matrix/DNA sugere que não.

terça-feira, setembro 5th, 2017

xxxx

Desde que a Matrix/DNA produziu o único modelo teórico sobre completo e funcional sistema natural, ela sugere uma diferente perspectiva sobre o fenômeno “entropia” em sistemas fechados. Agora uma questão postado por um leitor no link abaixo, suscitou uma ampliação dessa perspectiva, explicada no meu comentário abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=xyhZcEY5PCQ&lc=z132epexbkupgxdkp23xelpwrzq4gt2sc.1504663455599985

Louis Charles Morelli – posted 9/5/2017

Hi there says: “Given that entropy means lack of order or predictability; gradual decline into disorder, how does entropy contribute to the stability of the atom?

Matrix/DNA Theory suggests a solution. Atoms’ systems are ancestors of biological systems and also has different species. The natural mechanism of entropy is part of a big process, evolution of systems. So, if the species at the top of evolution ( the most complex) has reach its limits for searching/absorbing/developing new information, begins its entropy, the species is discarded by evolution which goes back in time searching a less complex species still able to evolve. This species is like the flow of order that lift up from chaos. So, entropy does not destroy a kind of system, does not acts upon individuals neither species of a system, it purifies the system, as did with atomic systems. But, remember, it is a theory… although we are based on historic events that can be evidences.

Carbono: Nova tese da Matrix/DNA

sexta-feira, junho 23rd, 2017

xxxx

Um aspecto do Carbono que eu ainda nao havia reparado e’ o fato dele ter um limite de ligacao com outros. Este limite estabelecido e’ as ligacoes com no maximo 4 outros atomos. Átomos formam moléculas compartilhando elétrons. O carbono tem quatro elétrons que pode compartilhar com outros átomos.

Imediatamente a formula da Matrix aponta:  4 sao as funcoes universais intermediarias (F2,F3,F6 e F7).

Desde que o carbono tem seis eletrons, isto significa que sobram duas que nunca se ligam – as quais provavelmente devem ser as ditas funcoes sexuais, ou seja, F1 e F4.

Segundo a Matrix, dentro dos eletrons estao os fotons-genes que vem do ancestral astronomico. Os atomos selecionados naturalmente para formarem um sistema biologico sera tao mais importante quanto mais proximo estiver da formula da Matrix, ou seja, que tenha um numero de eletrons mais proximo de seis, e que cada um destes 6 eletrons esteja ocupado por um dos seis diferentes fotons-genes. Se tiver mais eletrons que seis, pode ter os seis fotons-genes, porem sera mais dificil para os fotons controlarem a maquinaria total do atomo e conseguirem a network matricial combinando-se com exatos outros atomos que dupliquem mais complexamente a formula, como foi requerido na evolucao biologica.

E isto faz enorme sentido logico. No building block do DNA – que tem seis moleculas  as quatro moleculas com funcoes ligantes sao as bases. Estas sao as variaveis abertas ao meio externo, que trabalham, travam relacoes com externos, obtem assim mais informacoes externas, e toda essa funcionalidade e’ enviada aos dois acucares nas hastes, para serem registradas, memorizadas. A Matrix diz que as quatro funcoes intermediarias funcionam como genotipo, enquanto as duas fixas nas hastes seria o fenotipo.

Entao preciso desenhar o atomo de carbono colocando os nomes das funcoes nas seis particulas, claro, sendo que das quatro ainda nao sei qual e’ qual. Tambem nao sei qual acucar da haste executa F1 ou F4.

A partir daqui devo novamente puxar as formulas quimicas dos aminoacidos, para acompanhar a sequencia de suas origens e ver se capto mais alguma informacao que leve `a identificacao mais precisa.

O artigo com link abaixo traz uma figura surpreendente do carbono: exatamente na forma em tres dimensoes de como deve ser a formula da Matrix:

molecule-800x684

Esta molécula de carbono em forma de pirâmide e’ o cation hexametilbenzeno, C6(CH3)62+,  que contradiz uma das lições básicas de química que aprendemos na escola e foi descoberta agora. Ela contém um átomo de carbono que se liga a seis outros átomos em vez dos quatro que nos foi dito para os quais o carbono está limitado.

xxxx

Na continuidade desta pesquisa devo puxar para ca’ as formulas quimicas dos aminoacidos para tentar captar a logica evolucionaria na origem da vida. Devo tambem reler o artigo e procurer o paper, estudando os nomes tecnicos, etc.

Artigo:

http://socientifica.com.br/2017/01/carbono-visto-em-ligacao-com-seis-outros-atomos-pela-primeira-vez/

Carbono visto em ligação com seis outros átomos pela primeira vez

 No artigo tem dois comentarios criticando o fanatismo pelas teorias que vem bem a calhar na minha argumentacao na defesa da Matrix/DNA:
Imagem

“O medo do carbono com 6 ligações e uma preguiça epistemológica que eu tenho de alguns cientistas
Saiu a famigerada notícia do carbono com 6 ligações e vi alguns dos meus alunos e colegas de química orgânica desesperados achando que o mundo tinha acabado e que a orgânica iria ser transformada
Alguns orgânicos com palpitação no coração correram para ver o artigo original e dormiram tranquilos ao perceber que a valência do carbono continuava 4 e que o índice por átomo de carbono não excede 1! (Neste composto está em torno de 0,54). A regra do octeto não foi violada! UfA!

Fico feliz e acho importante que os químicos tenham a paciência de ir no artigo original e esclarecer as coisas, mas parece assustador esse desespero epistemológico de manter o carbono com valência 4 e achar que se achássemos um carbono com valência 6 toda a ciência iria mudar! Não iria! A Ciência resiste, coloca como um único caso, uma exceção da regra e seguiria feliz da vida fazendo seus experimentos e suas composições pensando no carbono com 4 ligações. Lá no futuro, talvez,alguma coisa mudasse quando os outros exemplos se avolumassem.
Esse desespero epistemológico se reflete no ensino. Bastou um erro no laboratório e os resultados aconteceram diferente do esperado, que os alunos precisam apagar pontos, forjar dados, uma vez tem que dar o que a teoria previu, porque tem que seguir a regra! O professor não discute isso! Naturaliza as teorias! ( Justo o que venho denunciando: teorias, como abiogenesis, Big Bang, ainda sao teorias, porem os livros escolares estao passando aos alunos que elas ja sao verdades sacramentadas.) 
No fim das contas, é só a tentativa humana de apreender o real, com medo que a realidade surpreenda. Não foi dessa vez que o carbono teve sua valência alterada. Mas, que tal abrir a cabeça para essa realidade e discutir isso na sala de aula? Que tal, como exercício, colocar, de vez em quando, as explicações do mundo em suspensão e não ficar desesperado quando aparecer um fato supostamente novo! Que tal lembrar que a prática é critério de verdade e podemos não ter apreendido o mundo direito ainda.. Que tal discutir epistemologia…”

Imagem

Boa tarde Diógenes. Como químico e mestre em ciências percebo que os modelos científicos estão sempre em um constante devir, fato esperado, pois a Química é uma Ciência baseada em modelos que surgiram para explicar evidências experimentais. É exatamente a não certeza da verdade que torna a Química uma Ciência fascinante. O problema é que muitos químicos veem a Química baseando-se no modelo filosófico positivista, o que é um equívoco! Bachelard e Marco Antonio Moreira, teóricos do conhecimento, enfatizam a não certeza do conhecimento das Ciências.

E a seguir o meu comentario que foi publicado no artigo:

Imagem

Porque, dentre todos os tipos de atomos, justamente o Carbono foi selecionado naturalmente para iniciar a quimica organica e ser o pilar dos sistemas biologicos? A Teoria da Matrix/DNA tem uma explicacao que os quimicos nao vao entender, muito menos tentar entende-la. Os comentarios lucidos aqui do Luciano e do Victor ilustram bem a situacao de uma visao do mundo diferente da academica desta era. A cosmovisao denominada Matrix/DNA sugere um modelo teorico do que seria um elo entre a evolucao cosmologica e a biologica. Pronto!… Dizer isto para os academicos ja seria uma blasfemia da pseudociencia. Mas continuemos…
O elo e’ formado por sete diferentes tipos de astros, compondo um functional sistema astronomico. Portanto, o tao procurado LUCA – the Last Universal Common Ancestor – nunca existiu na superficie da Terra, e sim seria o building block desta galaxia que foi a real geradora da vida aqui e a gerou dentro dela. Em seguida a teoria descobriu que deste sistema astronomico se pode extrair uma formula natural, e esta formula esta presente em todos os sistemas naturais conhecidos, de atomos a galaxias, a celulas, etc. ( ver uma das representacoes da formula na figura abaixo). O mais surpreendente e’ que esta  simples mas super-complexa formula nas suas entrelinhas, tambem esta presente como o building block do… DNA! A conclusao e’ imediata: o DNA nao e’ apenas o denominador comum e criador de todos os seres vivos, mas tambem de todos os sistemas nao-vivos da evolucao cosmologica. Como ele muda de material em cada fase evolutiva, o que existe entao ‘e uma Matrix universal. DNA e’ apenas a sua forma quimico-biologica.
Acontece que esta formula e’ composta de seis funcoes sistemicas, mais uma setima que e’ responsavel por sua reproducao. Entao o que gerou a primeira celula completa viva foram bits-informacao decorrentes da entropia e fragmentacao galactica, irradiada pela luz de estrelas, reacoes nucleares dos nucleos de planetas, e radiacao cosmica. Como descobriu-se que esta formula apareceu junto com o Big Bang como as simples ondas de luz natural, deduz-se que estes bits-informacao sao fotons. Estes fotons-genes alcancam a superficie de planetas, adentram seus atomos, penetram nos eletrons e assume a maquinaria do atomo assim como viruses fazem numa celula. Com sorte, se reunir num atomo seis fotons, cada um representando uma das seis funcoes sistemicas, este atomo vai ser uma copia fiel da formula Matrix/DNA. E qual o atomo tem o numero atomico seis? Carbono. Esta a razao porque foi selecionado.
Na formula tem 4 funcoes que sao flexiveis, operantes abertas ao mundo externo, funcionam como variaveis; e duas funcoes que sao fixas, servindo mais como memoria registrando o resultado das operacoes das quarto variaveis. No building block do DNA, as duas fixas sao os dois acucares das hastes ( responsaveis pelo fenotipo), e as quatro variaveis sao as bases, responsabeis pelo genotipo. A setima funcao e’ executada esporadicamente pela uracila.
Entao porque em situacoes normais o carbono esta limitado a quatro liogacoes com outros atomos? Porque apenas 4 eletrons tem os fotons genotipicos variaveis.
Surprendeu-me com alegria a nova formula com seis ligacoes porque o carbono https://uploads.disquscdn.com/images/964cfccd7de1aa646f69466701e71c0623f15ec0f1111d2839c25587c28882dd.jpg esta ali na forma de 3 dimensoes exatamente como e’ a Matrix quando representada por algoritmos, como num diagrama de software. Isto sugere que devemos prestart atencao as condicoes extremas inusitadas criadas no laboratorio, porque podem ser exatamente as condicoes iniciais da Terra nas origens da vida. Se alguem tiver interesse na Teoria da Matrix/DNA, que foi desenvolvida por mim, quando estudava sistemas naturais e suas conexoes formando a biosfera na selva amazonica, digite: http://theuniversalmatrix.com E um abraco bem brasileiro ao Diogenes ( elogiavel trabalho o difundir a Ciencia no Brasil ) e todos que venham a ler isto…

Miniatura

xxxx

Referências:

  1. American Chemical Society, Six bonds to carbon: Confirmed (volume 94, n. 49, p. 13, 19 de dezembro de 2016). <http://cen.acs.org/articles/94/i49/Six-bonds-carbon-Confirmed.html?type=paidArticleContent>
  2. Site da New Scientist. “Carbon seen bonding with six other atoms for the first time”, de Rebecca Boyle. Acesso em 11 de janeiro de 2017; matéria publicada também na versão impressa da revista New Scientist (issue 3108, 14 january de 2017).
  3. PaperCrystal Structure Determination of the Pentagonal-Pyramidal Hexamethylbenzene Dication C6(CH3)62+”, DOI: 10.1002/anie.201608795.
  4. Site da ScienceNews. “Carbon can exceed four-bond limit” <https://www.sciencenews.org/article/carbon-can-exceed-four-bond-limit>. Acesso em 11 de janeiro de 2017.