Archive for the ‘DNA-Lixo’ Category

DNA-Lixo: Continua a Controvérsia. Série de Artigos de novo Debate entre Criacionistas e Darwinistas

terça-feira, março 24th, 2015

xxxx

Este debate traz muitos links a muitos artigos com extensas listas de discussões nos comentarios. Aqui registro os links para posterior releitura. Primeiro, o comentario da Matrix a ser usado como entrada nos debates:

Comentario oficial da Matrix/DNA:

Accordingly to Matrix/DNA Theory, what is called “junk DNA” is the memory of 10 billions years of universal evolutionary history before life’s origins. Upon this memory was added the 3,7 billion years of biological evolution, which merely refers to the biological DNA, which is the terrestrial biological representative of a universal Matrix – the universal genetic code of a unique natural system that is coming under evolution since the Big Bang. So, the non-coded regions of DNA is like the skeleton and the coded region is like the organic soft meat of the DNA. That’s why the size of the genome is not at all correlated with biologic complexity: it is information of a time there was no expressed biology anyway. At that time, biology was included into the systems, as atoms and galaxies, but only as potential principles.

The long repetitions of same letters means that evolution at astronomical level is too much slow in relation to time of biological level and every Matrix’s evolutionary jump needs to register the changes occurring at the whole space and time.

And the DNA is being observed by humans and their scientific instruments only at its horizontal material plain, visible due visible light, but the DNA is built also in a vertically plain, by seven dimensions encompassing all seven differents vibrational states of natural light. So, the evolution of DNA at one dimension is dependable from the evolution at others dimensions. Every evolutionary step at each dimension need be registered into the whole code, that why sometimes the DNA is fulfilled with long repetitions of letters waiting the events at other dimensions.

Due the same motive that a human body can not exist without its bone skeleton and the code inherited from ancestors, the active regions of human DNA can not be supported without the skeleton’s DNA, mistakenly called “junk”, and without the ancestors shapes known as atom systems, galactic systems, etc.  Disease like cancers when a cell is repetitive ad infinitum without control is also a problem about faults of dimension’s connections. That’s the nowaday state of investigation by Matrix/DNA Theory method.

There is no “Darwinist evolution”, but a long universal process of genetic reproduction of the unknown natural system that triggered the Big Bang ( if you want call it God or Nothing, no problem, fell free) , which is accomplished by several steps of micro-evolution and that contains the mechanisms pointed out by Darwin a lot more. There is previous design for the universal natural system being developed here, but it is a natural process without the needs of a intelligent designer, like mother giraffe is able to produce a new baby giraffe without applying intelligence.

The onion longer DNA than human is explained by Matrix/DNA astronomical model of our astronomical system ancestor which was a closed system and as such, it is mimicked by plant cells. The animal cell and genome is about opened systems, which is less complex than closed system in mechanical Newtonian fashion but more evolved as biological opened system. Onions mimics the Sun’s and Earth’s shape of  superposed geological layers, and those astros emits their “genetic informations” when each layer is consumed by radiation. I have not seen the onion’s DNA but if Matrix/DNA Theory is right, it must shows the longest chains of repetitive letters because in this way the long astronomical time is registered in the universal genome.

Postado em:

http://www.uncommondescent.com/intelligent-design/junk-dna-hires-a-pr-firm/#comment-553756  ( publicado,  post 119, Louis C. Morelli)

xxxx

Artigos Relacionados:

1) Junk DNA must be…fractal ballast!

( DNA-lixo deve ser… lastro de fractais!)

http://scienceblogs.com/pharyngula/2015/03/12/junk-dna-must-befractal-ballast/#comments

Posted by PZ Myers on March 12, 2015

xxxx

Junk DNA hires a PR firm

http://www.uncommondescent.com/intelligent-design/junk-dna-hires-a-pr-firm/#comment-553756

xxxxx

New York Times science writer defends the myth of junk DNA

http://www.uncommondescent.com/intelligent-design/new-york-times-science-writer-defends-the-myth-of-junk-dna/

Worries Carl Zimmer, a “No junk DNA” scenario could help creationists:

xxxx

Reddit:

AskScience Special AMA: We are the Encyclopedia of DNA Elements (ENCODE) Consortium. Last week we published more than 30 papers and a giant collection of data on the function of the human genome. Ask us anything!

http://www.reddit.com/r/askscience/comments/znlk6/askscience_special_ama_we_are_the_encyclopedia_of/

xxxx

Evolution, Perfection and Life – Mar 10 2015

http://mistressoftheanimals.scientopia.org/2015/03/10/evolution-perfection-and-life/

xxxx

Francis Collins rejects junk DNA – 

SUNDAY, JANUARY 18, 2015

http://sandwalk.blogspot.com.br/2015/01/francis-collins-rejects-junk-dna.html

xxxx

Five Things You Should Know if You Want to Participate in the Junk DNA Debate

http://sandwalk.blogspot.ca/2013/07/five-things-you-should-know-if-you-want.html

xxxx

ScienceShot: Biggest Genome Ever

http://news.sciencemag.org/2010/10/scienceshot-biggest-genome-ever

xxxx

Exaptation

http://en.wikipedia.org/wiki/Exaptation

xxxx

Is most of our DNA garbage?

http://sandwalk.blogspot.com.br/2015/03/is-most-of-our-dna-garbage.html

xxxx

Three reasons why nobody should be surprised by junk DNA

http://wavefunction.fieldofscience.com/2015/03/three-reasons-why-junk-dna-makes.html

xxxx

The ENCODE Data Dump and the Responsibility of Scientists

http://sandwalk.blogspot.com.br/2012/09/the-encode-data-dump-and-responsibility_6.html

xxxx

An integrated encyclopedia of DNA elements in the human genome

http://www.nature.com/nature/journal/v489/n7414/full/nature11247.html

xxxx

The Complexity of Eukaryotic Genomes

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK9846/

xxxx

Ask an Embryologist: Genomic Mosaicism

http://www.evolutionnews.org/2015/02/ask_an_embryolo093851.html

xxxx

The New York Times

Re: Is Most of Our DNA Garbage?

http://www.nytimes.com/2015/03/22/magazine/re-is-most-of-our-dna-garbage.html?_r=0

xxxxx

What Is Junk Dna

http://www.physforum.com/index.php?showtopic=58057

xxxxx

Physicist suggests: “Onion test” for junk DNA is challenge to Darwinism, not ID

http://www.uncommondescent.com/junk-dna/physicist-suggests-onion-test-for-junk-dna-is-challenge-to-darwinism-not-id/

xxxxxx

Trechos importantes a notar de todos os artigos e comentarios:

1) But tell me, Joe, how ID explains why the pufferfish has a genome 1/8 the size of the human genome, and why another fish, the African lungfish, has 50 times more DNA than a human and 400 times more than some other fish, via your hypothesis “God made all genomes by sorcery.”

2) So the answer would be no, as BA77 proves by linking to ancient debunked crap from IDers, no, no IDer can explain why the onion genome is 5x the size of the human genome… or why the VARIATION in genome sizes within the genus Allium is several times larger than the whole human genome.

Why is it that within some genera of frogs, where all the species look equally complex, some species have far less DNA than humans, while other species in the same genus, distinguishable only by experts, have far more DNA than humans? Why?

And excluding frogs, all amphibians that have been studied, including caecilians that have no legs nor eyes, have much, much more DNA than humans. Why?

Nor can any of you answer Wd400′s frequently repeated question: if every baby born has ~ 100 more mutations than its parents, ~200 more than its grandparents etc. etc., and if all that DNA is functional, and mutations are “catastrophic” as IDcreationists always say, why don’t all babies die?

3) part of the argument about junk is the quantity- the size of the genome is not at all correlated with biologic complexity. Further the ratio of junk vs. functional is pretty large. 

Como os Sistemas Sociais Capitalista e Comunista imitam o DNA-LIXO e o fim das espécies

quarta-feira, janeiro 28th, 2015

O DNA tem apenas 10% de genes trabalhando no sentido de carregar a evolução natural para a frente. Os outros 90% de genes não codificam ou expressam proteínas nem caracteres genéticos hereditários e já foi chamado por biólogos mecanicistas de DNA-Lixo.

Pois  hoje a fórmula da Matrix/DNA me fez perceber mais uma destas fantásticas manifestações da Natureza.

Todos os sistemas sociais criados pelos humanos até agora imitaram/imitam exatamente o que eu assistia na selva bruta. Estes sistemas são divididos em três classes sociais: 1) a classe mais rica, composta dos grandes predadores parasitários; 2 ) a classe dos predadores menores – ou médio predadores – que suportam administrativamente a classe acima, vive das migalhas que sobram e  tambem parasitam a terceira classe; 3) a classe da grande massa, as ovelhas e prêsas, cuja unica ocupação na vida é trabalhar transformando grama em carne suculenta para a colheita das duas classes acima.

Mas o pior é que não apenas a humanidade ainda está sendo reflexo de sua herança animal e praticando as mesmas regras dos animais nas selvas. Ainda se expressa na genética a nível psicológico as características que vem lá das origens da vida, desde a formação do DNA.

O que os materialistas mecanicistas chamam de “lixo”, no DNA, nada mais é que a manutenção dos registros da História Natural antes das origens dos sistemas biológicos, ou seja, da Vida. São genes registrando ou recordando o antepassado do DNA biológico quando faziam átomos e depois galaxias, ou seja, a estrutura, o esqueleto, que viria mais tarde a ser o suporte da Vida. Ora, vemos nos sistemas sociais humanos, tambem cerca de 90% dos indivíduos apenas suportando, produzindo o suporte dos outros 10%. Então  provavelmente temos mais um exemplo da história se repetindo, ou seja, mais uma pista de como funcionam os micro-ciclos da macro-evolução.

Mas isto é demasiado preocupante. Pois vemos no reino animal que os 10% de predadores sempre seguiram o caminho errado e acabaram sendo condenados à extinção. Isso é fácil entender porque. Forma os seus corpos uma matéria cujo supremo sentido de existência é buscar o estado de equilíbrio termodinâmico para seu aspecto massa enquanto mantem seu aspecto energia em elevado frenesi. Isso se traduz em termos humanos para o objetivo supremo de conseguir uma propriedade que seja um palácio-paraíso e poder sobre seus escravos, o qual é o caminho  trilhado por todos os humanos até hoje – tenham ou não  conseguido este objetivo. Assim, sua tendencia é se tornar um sistema fechado em si mesmo. Mas as galaxias já conseguiram este estado antes e delas herdamos o tal gene egoísta, o qual justamente representa este supremo objetivo.

É preocupante porque vemos em todos estes sistemas sociais os humanos trilhando o mesmo caminho das espécies que foram condenadas à extinção. Ao invés dos 10% escolherem serem o suporte carregador da evolução natural como são os 10% do DNA, eles se acomodam super-especializando num modo de existência – apenas almejando aumentar seu poder e riqueza e manter este status – tornando-se conservadores de uma forma provisoria da evolução, tentando assim fecharem as portas à evolução. Uma alternativa para evitar este destino macabro seria entenderem e assimilarem os valores morais que emanam da cosmovisão da Matrix/DNA,pois assim, todos seriamos salvos.

E quanto aos 90%? É uma sina pré-determinada que eles tem de existirem e manterem-se nessa absurda condição de existência? Como se suportaria a vida no espaço sideral sem os átomos e a s galaxias? Como se suportariam os inventores e antenas intelectuais da espécie humana sem a comida e as casas feitas pelos 90%? Esta questão é importante e vou mante-la sob pesquisa, mas desde já me se apresenta uma alternativa: A espécie humana é diferente de tudo o que a Natureza fêz até hoje porque ela é mentalizada. Isto pode significar que nós não temos que repetir o passado, mas como consciência que emerge de dentro da Natureza, devemos encetar um novo  salto mutativo evolutivo, gerando um sistema social que não precise ser nem 1% lixo.

 

 

 

DNA-Lixo = Massa Humana-Lixo: A Matemática Equivocada que Convem aos Inimigos da Humanidade

domingo, janeiro 18th, 2015

A genética é tão complexa – tem tantos detalhes – e por isso tão ilusória, que todas as boas e más intenções encontram nela um falso aspecto para auto-justificar seus atos. Por exemplo, os maiores trechos do DNA que parecem não codificarem nada foram imediatamente chamados por DNA-lixo por aqueles que tem preconceito contra as massas humanas. Assim se auto-justificam acreditando que o lixo do DNA produz o “lixo” dentro da espécie humana.

Assim, os grandes predadores que possuem as grandes corporações se consideram produto dos menores trechos cujos genes executam o código inteiro, e no caso do Brasil, quando planejam lançamento de produtos consideram o pais não com 200 milhões, mas apenas os 30 milhões capazes de paga-los. E os políticos também se considerando dentre os selecionados sempre legislam a favor da manutenção da divisão social entre patrões contemplados e empregados extorquidos.

Acontece que não existe lixo no DNA. O DNA não foi inventado e criado por mágica pela matéria burra e estupida deste planetinha perdido na imensidão cósmica – como também convém aos predadores acreditarem para ludibriarem suas consciências. O  DNA é meramente a face biológica de uma propriedade natural que existe desde as origens do Universo e provavelmente antes dele, denominada Universal Matrix. Ela vem passando desde a luz, os campos magnéticos, os sistemas atômicos, astronômicos, chegando aos sistemas biológicos e agora, entrando nos sistemas auto-conscientes. Por ter em si registrada a História da Evolução Natural Universal de 13,7 bilhões de anos, mas estar expressando aqui e agora apenas os registros dos últimos 3 ou 4 bilhões de anos, tem 10 bilhões de anos dentro daquela longa faixa que os incautos chamam de “lixo”. As longas repetições de mesmas bases que parecem inativas tinham que serem assim, pois registram os tempos lentos astronômicos onde o todo sofria mutações localizadas que demoravam para se tornarem mutações do todo.

Nós somos herdeiros de um gigantesco ancestral que cometeu o pior erro possível aos sistemas naturais: tornar-se um sistema fechado em si mesmo, expressando o extremo egoísmo, e assim, fechando-se às portas para a evolução natural. Esse ancestral foi o building block dos sistemas astronômicos e hoje ele  se encontra reduzido a um par lateral de nucleotídeos como building block do DNA. Pela força entrópica do Universo ele foi e continua sendo fragmentado em seus menores bits-informação, os quais se espalham por dentro das galaxias procurando seus antigos vizinhos para recomporem o sistema nefasto de onde vieram. Mas existe uma suprema sabedoria fluindo no meio da Natureza. Ela destrói o “pecador”, dividindo-o em quase infinito numero  de indivíduos, cada qual contendo uma fração minima do grande “mal”. Ao se verem reunidos em qualquer novo local cada individuo terá sua fração de mal enfrentando todas as outras frações do mesmo mal e no conjunto, o grande mal quando todas as frações se somam e constituem a sua espécie. É sentindo no confronto do seu pequeno mal com os pequenos males dos outros que cada qual vai aprendendo a ver e sentir os efeitos negativos do grande mal, para se tornar inimigo do grande mal. Assim todos se limpam da sujeira e a Matrix retorna totalmente purificada como sistema aberto para reencetar os caminhos da evolução.

Portanto, nós humanos, somos 8 bilhões de  indivíduos, 8 bilhões de pedacinhos de uma entidade que um dia foi a imperadora dos céus, cada qual com seu DNA único e especifico, contendo uma minima diferença em relação a todos os outros 7, 999 bilhões de DNA’s. E o propósito  da nossa existência aqui pode ser verificado no que a evolução está desenvolvendo por ultimo aqui e agora:  o feto, o embrião, de uma nova forma do sistema natural universal, a qual denominamos “auto-consciência”. cada um de nós carrega uma cabeça na forma de ovo e que funciona mesmo como um ovo, sendo o cérebro a placenta, o amnion, e as sinapses a formação desse embrião. Cada um de nós é um gene mental construindo um novo corpo de pura substancia mental. cada um de nós é um gene, uma informação unica e especifica que não existe em nenhum outro lugar, em nenhum outro ser humano, somos uma mensagem, uma missão, um compromisso, e o Universo inteiro nos contempla torcendo e esperando que  executamos com nobreza e acêrto essa grande missão. Não existem humanos “lixo”. Se um só, apenas um dos mais fracos e incapazes humanos deixar de cumprir sua missão, nós nasceremos na nossa nova forma como o “um doente ou aleijado”. Ao invés de desejarem eliminar a grande massa humana depois que for substituída no trabalho escravo pelas maquinas, estes loucos incautos estariam fazendo o que eu estou desesperadamente tentando fazer: oferecer a minhão mão e meu trabalho para puxar os que estão ficando atrasados no caminho. Mas a natureza já provou que sabe fazer suas coisas e atingir seus objetivos. Nós já sabemos que Ela não tem pressa, como revela aquela interminável lista de mesmos genes referentes a bilhões de anos que ficaram inativos. Ela sempre eliminou todos os predadores porque se tornaram demasiado gordos, grandes, sem ideais e motivações que ultrapassem suas mesquinharias individuais, tornaram-se super-especializados no modo de vida de uma forma provisoria e temporária da evolução,  e assim se tornaram em mafias grupais como sistemas fechados em si mesmos, como um daqueles ramos da arvore que se secam e se extinguem. A Natureza não tem pressa e sabe que por bem, como voluntários,  ou por mal, como punidos e involuntarios, todos os genes se auto-corrigirão e farão seu trabalho.

Vídeo Sugerindo Trama Diabólica para Dominar a Humanidade e a Opinião da Matrix/DNA

segunda-feira, outubro 6th, 2014

xxxx

Será mais uma mera teoria da conspiração, uma fantasia repleta de falsas evidencias, ou será verdade? A denuncia neste vídeo fica com essa duvida sensata. Porem existe uma possibilidade extraordinária, extraída do mais intimo da matéria natural, sugerindo que algo como o sugerido neste vídeo é normal, teria que acontecer, pois está alem das forças dos seres humanos. Os “iluminatti” seriam meros inocentes uteis usados por uma força que transcende a humanidade, mas é tão ativa e real como é sua mente abstrata, invisível, porem tem uma força que atua e pode mover os músculos e membros de seu corpo. Veja o vídeo e veja minha opinião no texto abaixo, inclusive postado no Youtube.

Wake Up Call [Completo] – Legendado PT-BR (Remastered Edition)

https://www.youtube.com/watch?v=d62V2Qr7f8Y

Quando a filosofia naturalista estuda a Natureza aplicando seu método, a História Natural Universal indica que a Humanidade está determinada naturalmente ao destino  da vida mecanicista ( O Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley) sob o comando do Big Brother ou da Big Mother ( 1984, de George Orwell). Essa a Matrix oculta porem ativa que vem desde e talvez alem do Big Bang. Portanto existe uma força natural alem do poder dos humanos conduzindo-os a esse destino, assim como essa força conduziu átomos e galaxias à evolução rumo ao sistema mecânico descrito na mecânica newtoniana.Apenas a emergência da auto-consciência ( um intruso indesejado por esse lado negativo da Matrix natural) pode salvar a Humanidade, se esta se dispor acessível a esta nova força que vem do alem do Universo material.

Esta face negativa da Matrix já pegou formigas e abelhas, cujo cérebro fraco não evitou o estabelecimento da sociedade automatizada onde até a rainha é escrava. Mas antes pegou nossos ancestrais sistemas “não-vivos” cujo apogeu da dominância da Matrix foi com o sistema astronomico, que funciona exatamente como um relógio, uma maquina perfeita, quase-eterna. Nossos ancestrais onde dormitava o germe da auto-consciência ( sistemas atômicos e astronômicos) chegaram a este “paraíso da matéria” e nossa memória pode ver flashes dele, por isso se criou a fabula de Adão e Eva no Paraíso ( essa memória está comprimida e depositada na “lixeira do DNA”, o chamado “DNA-lixo”). A descrição da estrutura daquele sistema natural ancestral meio-mecânico/meio biológico está no website “A Matriz Universal dos Sistemas Naturais e Ciclos Vitais”, inclusive gráficos mostrando o espectro eletro-magnético das ondas de luz que foram a primeira forma da Matrix nas origens desta natureza universal, mas sem metafisica, apenas considerando-se friamente a longa cadeia de causas e efeitos que carrega em si a evolução.

A Humanidade deve e tem o poder para mudar este destino terrível e fatal se for dócil à penetração dessa nova forma de sistema chamada de auto-consciência.O admirável paraíso ajardinado na Terra é praticamente inevitável, mas o aprisionamento e morte da auto-consciência que germina aqui dependerá de nós. Estes predadores humanos no poder são meras marionetes inconscientes dessa força sutil natural tendente à mecanização, como foram inocentes uteis as rainhas de abelhas e formigas. Eles não sabem que estão cavando seu próprio tumulo ( o grande irmão ou grande rainha tambem são escravos do sistema, como um simples guarda-noturno que não pode sequer dormir em paz).
Um embrião humano demora seis ou oito meses para aflorar sua consciência. Assim é com a criatura que está sendo gerada neste universo-ovo-cósmico, porem em tempos astronômicos: aqui o embrião começa a ter sua consciência despertada aos 13, ou 14 bilhões de anos humanos). Mas o embrião pode ser abortado, descartado, eliminado antes, ou ainda nascer como débil mental, e assim pode perecer a humanidade antes da completa formação da auto-consciência, que hoje aqui e em vários outros planetas deste universo se encontra em estado embrionário). O mundo é fácil de entender quando fazemos o que fiz, vivendo seis ou sete anos na selva virgem e intocada da Amazônia e apenas escutando, observando ali o que ainda resta de testemunhas das origens da Vida, sem prévios julgamentos e sem fantasiar os fatos.Assim esta de parabéns toda iniciativa como esta do “Evolua sua Consciência”, pois esta deve ser a missão mais sensata para todos os humanos aqui e agora. Estamos no mesmo barco, somos 8 bilhões de genes construindo um novo embrião, filho daquilo ou daquele ainda ignorado ser ou sistema natural que gerou este universo pelo processo genético deflagrando o Big Bang, assim como seus pais deflagraram o primeiro instante do seu próprio corpo quando houve uma enorme explosão dentro de um minusculo óvulo, rompendo a membrana de um espermatozoide. Todas as respostas aos grandes mistérios estão aqui mesmo, perante nossos olhos. E o significado da nossa existência extraído da Natureza real sugere que lutemos para combater a face negra da Matrix que tem modelado a biosfera, está inscrita em nossa genética e usa estes humanos estúpidos no poder para se estabelecer aqui como se assentou neste relógio que é este sistema solar.

O Sistema Volta a Atacar: 98% do DNA é mesmo Lixo, Portanto não foi inteligente desenhado por Deus. Mas a Matrix/DNA…

segunda-feira, maio 13th, 2013

( Atenção  continua o debate na seção de comentários do artigo na LiveScience onde estou participando com vários posts (copiados aqui no fim deste artigo) – apesar de que alem de eu estar expondo uma cosmovisão que ninguém conhece, o meu rude inglês espanta leitores)

Escritores sobre Ciências na Mídia estão parecendo ter uma agenda doutrinaria, e respeitadas revistas/jornais cometem absurdos como esse de hoje no conceituado LiveScience, onde o titulo de um documento cientifico foi totalmente mudado por outro titulo tendencioso.

O documento cientifico (paper) foi publicado no Journal Nature sob o titulo:

Architecture and evolution of a minute plant genome

http://www.nature.com/nature/journal/vaop/ncurrent/full/nature12132.html

Nature – doi:10.1038/nature12132 – Published online – 12 May 2013

Mas o grande publico não lê estes difíceis jornais especializados então quando um assunto interessa ao publico, escritores da disciplina os resumem e traduzem para um linguajar popular para que o publico entenda e o publica nestas revistas cientificas.

( Um parêntesis para um aviso: ai atras eu disse “publico” e logo a seguir “publica”. Quero esclarecer que “publica não é a fêmea do publico e nem as duas palavras se referem a mesma especie, pois enquanto “publico” é um substantivo, “publica” é a terceira pessoa de um verbo (ele publica). Acho que assim deve ser um repórter  respeitar o publico dizendo a verdade e tomando todas as providencias para que os leitores não interpretem errado). Neste ponto você me diz: “Louis, não enche o saco, ou você vai pentear macaco no zoológico ou escreve logo essa porra desse artigo!” – “Tá bom, chefe, tá bom, eu já vou…”

Pois o escritor/repórter pegou o documento cientifico, fez seu trabalho e publicou isso:

LiveScience

‘Junk’ DNA Mystery Solved: It’s Not Needed

http://www.livescience.com/31939-junk-dna-mystery-solved.html

Tia Ghose, LiveScience Staff Writer
Date: 12 May 2013 Time: 01:00 PM ET
Meu-I-don’t-nao-sei-if-existe-God !!! Uma coisa nada tem a ver com a outra! Para quem não esta informado, nos USA esta havendo uma guerra acirrada entre religiosos cristãos reunidos por trás da bandeira do “Intelligent Designer” e os ateus-materialistas reunidos por trás da “Biologia Evolucionaria”. São duas doutrinas opostas lutando pelo poder e pelo money, pois quem ganhar se assenta no curriculum escolar e assim forma a mente de seus futuros submissos e fieis fregueses. E o assunto do “DNA-Lixo” tem sido um dos locais principais no campo de batalha. Porque o DNA humano por exemplo tem lá apenas 2 a 3% daquelas letras de código  TCAG, alinhados em sequencias alternativas e logicas o que indica grupos de genes e todos estes genes foram identificados exercendo funções biológicas, enquanto os outro 97 ou 98% tem suas letras numa bagunça e estranheza explicita, formando longos trechos com uma só letra sendo repetida ao infinito, depois pula para trechos tresloucados onde curtas repetições se trombam com uma letra sem repetição para voltar a outra que se repete… e assim não se identifica genes e não se descobre se tem alguma função   Então a muitos anos atras alguém exclamou: “Isso é lixo!”. O colega do lado gostou do nome e saiu correndo para ser o primeiro a escrever ao mundo o nome “DNA-Lixo” (Junk-DNA em Inglês).
Foi a oportunidade que os materialistas esperavam! Se a maioria do DNA é lixo isso é prova que não teve nenhuma inteligencia desenhando, criando a vida, portanto… Deus não existe. “Calem a boca e caiam fora das escolas!” – disseram aos religiosos, os quais, é claro, não se deram por vencidos por que a sabedoria humana é nada, estão sempre enganados e perdendo perante a sabedoria divina, e botaram um exercito de cientistas religiosos em alerta nos laboratórios para esclarecer aquilo.
Mas apareceu o gigantesco Encode Project com a missão de mapear todas aquelas letras dando nomes a funções  etc., e de seus relatórios começaram a aparecer continuamente noticias de que descobriram funções para uns trechos do lixo aqui, mais outras importantes funções de outro trecho ali… e a imprensa no mundo todo estourou de artigos de escritores cientistas pro-Intelligent Designer: “Estão vendo… Eu sempre disse… não existe essa coisa de DNA-Lixo.”  E os pastores nas missas de domingo exigem:  –  “Que esses evolucionistas Darwinistas caiam fora das escolas…Deus seja louvado!”
 Mas como podem ver neste exemplo, parece que os materialistas continuam ferrenhos na luta. O titulo do nobre trabalho de verdadeiros humildes cientistas que gastam suas vidas de guarda-pó branco noites adentro tentando arrancar segredos daquelas letrinhas para curar grandes doenças elaboram um titulo curto, pratico, que vai direto ao assunto e explica a realidade do trabalho ( Arquitetura e Evolução do Genoma de uma Pequena Planta), mas o escritor pegou o documento, foi para casa, telefonou para aqui, pra ali, pensou, pensou, e escreveu seu titulo: ” O Mistério do DNA-Lixo Está Solucionado: Ele não é Necessário”.
Porque não estou na selva agora e meus amigos macacos não estão aqui, não posso dizer “macacos me mordam”, então fico me mordendo a mim mesmo de indignação  Pois da minha leitura do documento cientifico, não captei nada provando que aquele trecho dos 97% tenha sido inteligentemente desenhado, e muito menos que a redução do tamanho daquele trecho na planta estudada indique que ele pode ser dispensado que em nada alteraria a vida dos vivos (claro, não poderia ser a vida dos mortos, baaahhh…). E muito menos ainda diz alguma coisa sobre o grande mistério ter sido solucionado.
Mas como não tenho tempo agora para fazer a demorada analise necessária e traduzir aqui, vou saltar para o verdadeiro objetivo deste artigo: vender meu peixe. Como sempre só vendo uma especie de peixe, chamada “Matrix/DNA”.  Mas esta não é uma doutrina porque eu não acredito nela e sou o único a conhece-la. Porem ela sugere uma terceira alternativa, o que seria muito bom para acabar com essa guerra e mandar os dois grupos de teimosos para casa. E deixar a mente dos estudantes livres sem doutrinas, apenas com teorias a serem testadas.
Tenho já vários artigos que podem ser reunidos puxando-se aqui a categoria “Junk DNA”. E colhendo informações destes scientific-papers vou juntando as peças do quebra cabeças guiado pelas luzes da formula da Matrix/DNA. O junk é lixo ou o lixo não é lixo…
Para resumir quase nada explicando para os leigos nessa visão de mundo, as origens do DNA remontam a 13,7 bilhões de anos atras, na forma das ondas de luz branca positivas que foram emanadas no Big Bang e que se fragmentavam em pedacinhos de luz  chamados fótons  Estes fótons adentravam as partículas de uma massa etérea que era luz escura congelada que muitos nomes tem recebido, tais como Higgs field, matéria e energia escura, etc.  E estes fótons era a energia que fazia as partículas de massa inertes a se moverem porque os fótons queriam material para reproduzir o sistema saudoso que existia antes do Big Bang e que fora a fonte daquelas ondas de energia  do Big Bang. Enfim os fótons faziam o mesmo papel que os genes masculinos fazem depois que explode o involucro do espermatozoide e se juntam aos genes femininos e começam a trabalhar para reproduzir o sistema de onde vieram, que os espera de bracos abertos e ansiosos alem do seu pequenino universo intra-uterino.
Fizeram sistemas atômicos  sistemas estelares, sistemas galácticos .. ou seja, um sistema universal ia mudando de formas assim como qualquer corpo humano quando esta nas suas origens apresenta as formas de morula, blástula  feto, etc… Mas assim como o feto continua mantendo em si os genes que trabalharam na época da construção das bases do edifício  nas formas da morula, blástula  talvez nada mais tenham a fazer e foram aposentados, porem a criança não os expulsou de seu DNA, assim também os fótons juntos com os bosons de Higgs que trabalharam fazendo a massa de átomos para o reboque na base do edifício  depois os que trabalharam construindo a forma astronômica  talvez nada mais tenham a fazer e estejam aposentados, mas a forma biológica  com suas plantas e animais, não os expulsaram da Matrix/DNA universal. E não teriam como expulsar! O DNA dos biológicos veio de seus pais, a Matrix/DNA veio dos pais da Luz! Estão certos os animais e as plantas, não poderiam cuspi no prato em que comeram, e o amor pelos pais é o ultimo que morre. Assim como o meu pai e minha mãe que fizeram o meu bigbang aqui na Terra, amo tanto os meus quaqui-tataravós que fizeram o meu mais antigo bigbang la no seu universo. Deixem os fosseis e os ainda vivos ancestrais sossegados no nosso DNA e respeitem-nos, pois lixo é o cocuruto desses caras que inventaram esse nome.
Agora eu me pergunto: O que aconteceria ao corpo de uma criança se de repente se apagasse todo seu passado, de maneira que nenhum traco do mundo que existiu entre o momento do bigbang de seu espermatozoide ate o momento que seu corpo se tornou criança  seria tudo enterrado numa amnesia total… Não faço a minima ideia. Sera que mudaria alguma coisa no corpo da criança ou não mudaria nada e mesmo ela no seu futuro desenvolvimento nunca mais precisaria daquelas informações do seu passado… ( não reparem nas minhas perguntas sem ponto de interrogação  não é culpa minha, acontece que a Marylin, a minha baratinha de estimação que vive aqui na minha mesa e é minha sócia no meu cafe e nos meus biscoitos, não sei porque sumiu com meu ponto de interrogação  como já tinha sumido com meus acentos desse teclado que só sabe falar inglês).
O trecho antigo do DNA apresenta aquelas longas repetições da mesma base nitrogenada por dois motivos: a) nos inícios tanto do sistema universal quanto dos nossos corpos, as formas eram simplicíssimas  eram apenas as bases, os alicerces, onde iam quase puro cimento. As células humanas na fase da morula e blástula ainda quase nada se diferenciaram, parecem todas o mesmo tipo de tijolinhos. Ferro, madeira, canos, fios, etc., começam a vir depois na construção de um edifício  assim também as nebulosas de átomo eram compostas apenas por um tijolinho, o átomo  e não tinham forma definida, era uma massa. Repetições de uma unica letra é o mesmo que repetição de tijolinhos levantando paredes, fazendo grandes nebulosas de átomos leves gasosos simples. E aquela repetição parece interminável  indo quase ao infinito… é porque assim acontecem as coisas no tempo astronômico  A construção de nebulosas ate galaxias demorou 10 bilhões de anos. Isso foi Historia, composta de eventos, passos do simples para o complexo, a Matrix/DNA registra essa Historia tim-tim por tim-tim.
Para que e como ficariam ativos os genes que construíram rabos nos nossos antepassados… Aqueles que estão reclamando, cuidado, pois o pai la em cima pode ouvir, atender seu pedido, reativar estes genes hoje a noite, e amanha vocês amanhecem arrastando um belo rabo atras…
Eu acho que muitos daqueles genes continuam ativos, porque, principalmente, nossos corpos tem esqueletos, que são os representantes biológicos da mecânica newtoniana relativa a mecânica celeste, que muitas vezes estes ossos quebram, perdem pedaços  e quem no corpo tem que voltar correndo das ferias e por as mãos .. senão os genes do passado… So eles sabem e tem porte físico forte para aguentar e fazer a massa… essa juventude de genes de hoje, coitados, é tudo cocotinhas.
Bem, antes de terminar e sem fazer uma explicação do documento cientifico segundo minha cosmovisão  só vou avisar mais uma coisa. Na experiencia os pesquisadores descobriram que houve três eventos de duplicação dos trechos ativos do DNA naquela planta carnívora  Como o DNA não aumentou de tamanho se aumentou a quantidade de genes… Boa pergunta. A explicação que encontraram foi a de que a cada evento o DNA cortava um pedaço do seu “lixo” e o dispensava. Por isso os materialistas comemoram com tremoços e tequila numa algazarra estrondosa para o mundo inteiro escutar. Se o lixo foi dispensado e a planta continua muito bem obrigada, de saúde  é porque o lixo não é mais necessário  Certo… A Matrix/DNA esta dizendo que essa interpretação esta errada porque se esquecem que genes são grandes pacotes de informação como atomos são pacotes de particulas mas mesmo assim tem a maioria do seu espaço interno vazio, no qual pode ser absorvido um montão de outras informações e ficarem armazenadas la no porão  em nada sera alterado. Esse pessoal não conhece nada de computação .. não sabem que arquivos são com-preensados para serem aguardados sem ocuparem maiores espaços ..  Estou avisando… os aposentados estão ainda por ai…
O artigo na revista diz que pode-se cortar fora o lixo que em nada afetara o corpo. Sei não .. E o mesmo que dizer que pode-se eliminar todas as especies que na sua época trabalharam e cumpriram sua missão nas sendas da evolução  e mesmo depois da missão cumprida continuam existindo, como as bactérias  os cavalos, os cachorros, as vacas…So um louco poderia sugerir que eliminemos os pássaros porque ja saíram fora do tronco da arvore da evolução e nada mais tem a fazer neste mundo… pois como nos poderíamos ter tido hoje neste lindo domingo que é também o dia das mães  a imensa felicidade de ter visto o amplo sorriso nas faces de nossas mães quando lhes entregamos aquele lindo bouquet de flores, se não houvessem os pássaros para polinizarem as flores… Sim, eliminem os pássaros  as bactérias  as vacas e os cavalos , como disseram que as carnívoras cortaram e jogaram fora o lixo, e esperem para ver como seus corpos sobrevivem sem alterações  Os meus pais puseram tanta inteligencia no ato de me fazerem quanto a girafa pôs quando fez a girafinha. Esta certo, não estou vendo a necessidade de uma grande inteligencia atuando nisso tudo ai. Que o outro time não pense que a Matrix/DNA esteja torcendo por eles. O jogo continua empatado.  
Mas não acreditem em nada do que falei porque eu mesmo não acredito. Eu não acredito nas teorias, e muito menos seria um louco irresponsável se tentasse impo-las como doutrina goela adentro de inocentes estudantes. Teorias estão ai para sugerirem novos experimentos para testa-las e nos fazer alertas para perceber-mos sinais do mundo que sem elas, eles podem continuar passando debaixo dos nossos narizes e nos não os vemos. Como as enfermeiras não estão vendendo nas maternidades que aqueles lindos bebes chorões estão ali porque seus pais são tao desastrados como os pais dos bebes que nascem de grandes ovos universais: só sabem fazer bebes através de escandalosos bigbangs…

Meus Comentarios Postados em LiveScience:

Louis Charles Morelli · Queens

Title in Nature is ” Architecture and evolution of a minute plant genome” and the scientis’ phrase that inspired Ghose`s title “the compressed U. gibba genome after three WGD`s indicates that there were supression of junk and not alteration of the plant”. Logical and comprehensible interpretation from materialist paradigm viewpoint. But from the Matrix/DNA Theory viewpoint the scientific results does not leads to Ghose’s interpretation. Compressed files are identical to original when “zipped”. The informations stored at junk must be still there. But how? DNA is a pile of systems called nucleotide and every system has 95% internal space empty (like atoms, galaxies). So , instead removing non-expressed but indispensable informations for accommodating three new copies of 3%, more internal space is used. Long repetitions of letters means that slow events at cosmological time is registered without suppressing the fast events occurring at microscopic time. It is general relativity plus quantum mechanics applied by the universal Matrix.
– – – – – – – –

Louis Charles Morelli · Queens

This is a very important issue that affect all of us, it is about the root of diseases that are killing and torturing human beings. Another scientific paper today says ” New Layer of Genetic Information Discovered” (you can google it). As it is falling the old paradigm about codon redundancy, this one about junk DNA will falls also. As I said at my posts below, it is a weird and never imagined before situation, but it is logical and rational: like all species in biological evolution contains a natural organizing formula (DNA) – all systems of cosmological evolution contained differents shapes of the same formula of DNA, which we call “Universal Matrix/DNA”. And lot of things makes sense when we calculates how cosmological evolution should be encrypted into a code…and then, we have the junk DNA. There must be hidden the causes of many diseases… we need changing the current paradigm.
– – – – – – – – –

Kenneth Musson · Follow ·  Top Commenter · NOW RETIRED at None yet

I am of the opinion that ‘junk’ DNA, when decoded, will reveal the entire library of human existence, explaining our origins, purpose and knowledge, known and unknown. I would not be surprised if science isn’t already aware of this, and keeping such away from the rest of us. Considering that we humans use about ten percent of our brains, can only see ten percent of the light spectrum, and apparently only ten percent of our DNA is ‘useful….’

Louis Charles Morelli · Queens

Kenneth, you have a good point, which leads me to a new insight. DNA is the written History of Biological Evolution plus Cosmological Evolution. The whole Universal History is product of advancing the light wave emitted at the Big Bang, 13,7 billion years ago. Biological evolution happens at the infrared and visible frequency, and a little bit of microwave frequency, which are the frequencies that we are reaching with our natural and scientific sensors. So, my suggestion is that we apply light at ultraviolet,X-ray,and gamma-ray frequencies over junk DNA. I don’t know if it is possible doing it, but, the past times of cosmic radiation must reveal the past time of History, encrypted at DNA, just at the region called “junk”. That’s suggestion from Matrix/DNA models and maybe it is wrong. I would put my two cents in this experiment.
Reply · Like · 2 seconds ag
– – – – – – – – – –

Louis Charles Morelli · Queens

Walter, the offspring sample of yours hypothetical experiment never will be reproductive. What will happen if an adult father takes out from his DNA the informations about his earlier shapes, as blastulae, fetus, children and pass on this DNA for reproduction? The son will born with same shape of the father? Or will have not a birth? Some letters of junk must be indispensable for building the first shapes as morula and blastula and even the entire skeleton. Yours experimental sample will suffers lapse of continuity by the same motive that Urey experiment never got the next evolutionary step from his amino acids.Ok, I am expressing the opinion of Matrix/DNA Theory and could be wrong
Louis Charles Morelli · Queens

Louis Charles Morelli · Queens

I think yours post means: ” We need better tech to see into the darkness of “junk” DNA. The revolution will be the same when Galileo pointed out a new tech to the darkness of sky and now when better tech discovered those planets. Am I right?
rikmun (signed in using yahoo)

OK. I often find no use for the parts leftover after I reassemble some device. Just throw them out. Why keep them?
Louis Charles Morelli · Queens

But… the junk DNA does not contain leftover parts, it contains the tools for making the device. What if yours device need repair or the environment changes and yours devices need be mutated for adaptation? The Matrix/DNA Theory suggests that “if” those crystals existing at pineal gland is not found in Nature, the junk will be expressed for doing it. Why? The junk is register of cosmological evolution, from Big Bang till the moment that arose biological systems. Those 3% active genes are about biological evolution. But… crystals were made by stars, so, if they are missing, the agents for doing them are sleeping in the junk and will be awake up. Nature never destroys its own mechanisms, even that in such epoch and environment they are not being used. I suppose that they still are compressed inside U. gibba genome.
XXXX
Analise comentada/traduzida do documento cientifico:
It has been argued that the evolution of plant genome size is principally unidirectional and increasing owing to the varied action of whole-genome duplications (WGDs) and mobile element proliferation1. However, extreme genome size reductions have been reported in the angiosperm family tree. Here we report the sequence of the 82-megabase genome of the carnivorous bladderwort plant Utricularia gibba. Despite its tiny size, the U. gibba genome accommodates a typical number of genes for a plant, with the main difference from other plant genomes arising from a drastic reduction in non-genic DNA. Unexpectedly, we identified at least three rounds of WGD in U. gibba since common ancestry with tomato (Solanum) and grape (Vitis). The compressed architecture of the U. gibba genome indicates that a small fraction of intergenic DNA, with few or no active retrotransposons, is sufficient to regulate and integrate all the processes required for the development and reproduction of a complex organism.
      Breve traducao:
Tem-se acreditado que a evolucao do tamanho do genoma de plantas ev principalmente unidirecional e  crescente devido a variada acao das duplicacoes do genoma inteiro (DGI em portugues), e movel proliferacao dos elementos. Todavia, reducoes extremas no tamamho do genoma tem sido observadas nas plantas da familia angiosperma. Aqui nos reportamos  a sequencia do genoma 82-megabase da planta carnivora Utricularia gibba. Apesar de seu diminuto tamanho, o genoma da U.G. acomoda o tipico numero de genes das plantas, com a principal diferenca das outras plantas emergindo do fato de que ocorre drastica reducao nos nao-genicos do DNA. Inesperadamente, nos identificamos ao menos tres rodadas de DGI (duplicacoes do genoma inteiro) na U.Gibba desde seu comum ancestral entre o tomate e a uva. A compreensada arquitetura do genoma da U.Gibba indica que uma peguena fracao do DNA inter-genico, com poucosou nao ativos retrotrnsposons, ev suficiente para regular e integrar todos os processos requeridos para o desenvolvimento e reproducao de um complexo organismo.
Meu Comentário: O escritor da LiveScience destacou a ultima frase acima para tirar sua conclusão,  a qual, do ponto de vista do paradigma da Biologia Evolucionaria, é perfeitamente logica e compreensível  Mas do ponto de vista da Teoria da Matrix/DNA o texto todo acima não autoriza essa conclusão  O principal fator do conflito esta na palavra “compressed”. Vou ate recorrer ao dicionario de Inglês para ver se seu significado é o mesmo que em Português…

Definition of COMPRESS

transitive verb
1
: to press or squeeze together
2
: to reduce in size, quantity, or volume as if by squeezing<compress a computer file>
Ok. Quando a gente ^compressa ou comprime um arquivo, seja de computador ou do DNA, a gente esta dispensando as informações menos importantes e as retirando do arquivo ou a gente esta diminuindo o tamanho de letras, espaços em branco, etc…. Esta é uma pergunta sem o ponto de interrogação que sumiu do teclado. Não entendo assim de computação mas acho que compressar um arquivo não o altera, não é o mesmo que resumir o arquivo. Mas eu nunca acredito nas minhas conclusões, por isso vou insistir em estudar isso.
HowStuffWorks.Com

How File Compression Works

If you download many programs and files off the Internet, you’ve probably encountered ZIP files before. This compression system is a very handy invention, especially for Web users, because it lets you reduce the overall number of bits and bytes in a file so it can be transmitted faster over slower Internet connections, or take up less space on a disk. Once you download the file, your computer uses a program such as WinZip or Stuffit to expand the file back to its original size. If everything works correctly, the expanded file is identical to the original file before it was compressed. 
Ahhhh…. Ganhei! Enquanto os cientistas se limitaram a dizer que o DNA foi compreensado, o escritor da LIveScience disse:
” The difference was in the junk: The bladderwort plant seemed to have stripped out a vast amount of noncoding DNA. Yet the plant did just fine without that material.”
Traducao: ” A diferença estava no lixo: A planta parece ter removido ( em Quimica, significa remover um componente quimico de uma mistura) uma vasta quantidade de nao-codificadores do DNA. Ainda assim a planta se saiu muito bem sem aquele material.”
E agora… o que voces me dizem…
A parte invisivel do DNA lixo foi jogada fora ou foi prensada e enfiada nos poroes do DNA mas continuam la…
Veja bem. Um trecho que apresenta mil repeticoes da letra C, significa – pela otica da Matrix/DNA – que um periodo de tempo na epoca  que formavam estrelas e galaxias, a sedimentacao de atomos pesados (ferro, manganes, etc.) que haviam sido feitos pelas primeiras estrelas demorou mais que a anterior sedimentacao de atomos leves gasosos (helio, hidrogenio, etc.) quando se formava as primeiras estrelas. Isso acontece conosco aqui: fazemos muito mais rapido um monte de algodao que ev mais leve do que o mesmo monte de pedras. Mas naquela epoca nao era o DNA biologico a formula universal que servia de forma para se assentar a materia e formar arquiteturas, era a Matrix Universal, ou seja a formula do DNA do Universo. Seja a Matrix ou seja o DNA todos os eventos dentro de um mesmo intervalo de tempo tem que serem registrados na memoria por igual. Nao ev por que os homens vivem 80 anos e as particulas apenas 17 milionesimos de segundos que vou registrar todos os eventos em 10.000 anos de historia das particulas e vou reduzir, apagar, eventos da historia dos humanos para que as duas historias caibam no mesmo tamanho de uma fita de gravacao. Um humano demora meia hora para jantar, uma particula engole um foton que ev seu jantar em bilionesimos de milionesimos de segundo. Entao na minha fita de memoria vou ter que registrar o levar do garfo a boca do humano com apenas um C
 enquanto a engolida da particula vai uma repeticao de mil C’s. Assim registrei meia hora, tanto para uma historia como para a outra e fui fiel a historia do ponto de vista de um terceiro observador, no caso, a Matrix do Universo. Ela, quando se tornou DNA biologica veio de sua forma como galaxias e tinha que trazer consigo toda sua historia real e nao apagar o passado quando foi nebuilosa de atomos, sistemas estelatrs. Se meu pai tivesse apagado as informacoes no seu DNA referentes a suas formas de morula, blastula, crianca, adolescente, e so transferido as informacoes da sua forma adulta quando me concebeu, como ev que eu iria nascr na forma de bebe chorao… Eu teria nascido com quase dois metros e 90 quilos! Mas isso que esse escritor esta acreditando e informando…
Genes sao pacotes de informacoes.     Ou seja, sao grandes quantidades de bits-informacao. Estas informacoes formam sistemas, que sao os pares horizontais de nucleotideos. E sistemas sao praticamente ocos por dentro, como sao atomos e o Sistema Solar. Se eu quiser manter o tamanho da Milk Way depois que ela foi invadida por mais estrelas e planetas que vieram de fora, eu nao preciso cortar e jogar fora os sistemas estelares que estao aqui. Para que… Se 98% domeu espaco interno esta vazio. Basta acomodar on novos intrusos no espaco. Foi isso que aconteceu no DNA cada vez que houve duplicacao dos 2% de genes ativos e estas tres copias foram incorporadas dentro do mesmo DNA. A Natureza de maneira alguma joga fora seus mecanismos, processos, que ja foram aplicados, expressados antes, pois a qualquer momento pode haver uma nova necessidade de uma especie devido uma mudanca ambiental e os antigos podem fornecer o recurso certo para essa necessidade devem continuar encriptados no DNA, prontos para serem reativados. Pois o que chamam de trechos de lixo sao trechos de codigos de genes que sao capazes de executarem  mecanismos.
Estou certo ou errado… Ou melhor, a Matrix/DNA, esta certa ou errada… So o tempo pode ser o juiz, mas acho que ele vai me dar ganho de causa.
E pensando nisso, vou dar uma pausa aqui e tentar elaborar um post em ingles e tentar posta-lo no debate que se seguiu ao artigo na LiveScience.

(Parei Aqui)

Title in Nature is ” Architecture and evolution of a minute plant genome” and the scientis’ phrase that inspired   Ghose`s title “the compressed U. gibba genome after three WGD`s indicates that there were supression of junk and not alteration of the plant”. Logical and comprehensible interpretation from materialist paradigm viewpoint. But from the Matrix/DNA Theory viewpoint the scientific results does not leads to Ghose’s interpretation. Compressed files are identical to original when “zipped”. The informations stored at junk must be still there. But how? DNA is a pile of systems called nucleotide and every system has 95% internal space empty (like atoms, galaxies). So , instead removing non-expressed but indispensable informations for accommodating three new copies of 3%, more internal space is used. Long repetitions of letters means that slow events at cosmological time is registered without suppressing the fast events occurring at microscopic time. It is general relativity plus quantum mechanics applied by the universal Matrix.

 

 

 

O DNA-LIXO PRODUZ AS MASSAS HUMANAS DAS QUAIS O LULA É COMO UM GENE ATIVADO QUE SE EXPRESSA

terça-feira, abril 26th, 2011

O DNA é o Código da Vida, na forma de uma fita magnética retorcida, mas 95% dêle parece não codificar nada, pois é uma mera repetição infindável do mesmo símbolo, por exemplo, “aaaaaaaaaggggggggg…”. Na linguagem científica deu-se o nome a estas vastas regiões repetitivas de “DNA-Lixo”, vindo do Inglês “Dust-DNA”,  porque não se tem detectado ali nenhuma função ou atividade importante. Isto tem confundido o pensamento de cientistas e filósofos naturalistas como eu. Para que e porque a Natureza – que sempre tem descartado o que é inútil – tem mantido estas longas massas de símbolos por 3 bilhões de anos?! Por incrível que pareça, a resposta é a mesma para a pergunta: “Porque os ricos necessitam dos pobres? Seria possível existirem apenas a elite, num mundo sem as grandes massas? A Natureza diz que não e quem sussurra esta mensagem é a Matriz/DNA ! Mas… e aqui vou abrir um parentêsis nêste artigo para no paragrafo a seguir explicar a minha cosmovisão baseada na Teoria da Matriz/DNA.

A Natureza tem determinado nêstes 13,7 bilhões de anos que matéria seja organizada em sistemas, que haja sistemas, como átomos, galáxias, corpos humanos, sistemas sociais humanos, etc. E tôdo sistema é formado por energia e massa, dois estados da matéria. Portanto, a Natureza determinou antes das origens dos seres humanos, que existiriam ricos e pobres, uma representação biológica da dualidade  “energia-massa”. Mas eu não aceito isso. E conto com a emergente propriedade mental que possuo para me revoltar e eliminar da Humanidade essa ditadura “dessa” Natureza. Seja ela produto de um Deus ou do Diabo. Até agora existem as massas humanas, eu fui estupidamente produzido em meio a essa massa, mas até o ultimo suspiro estarei lutando contra êste modêlo de sistema. O que é Natureza? É uma fórmula/software existente e atuando na matéria, a qual apresentei aqui sob o nome de Matriz/DNA. A Matriz é como os vírus ou bactérias no sentido que tanto podem ser bons ou serem maus para nós, depende de algumas coisas. E a matriz/DNA tem demonstrado que está sob evolução. E aqui está a Razão do porque acho que me é racional lutar contra ela e contra o tipo de vida indesejável que ela meu: vamos fazê-la evoluir para um tipo de sistema onde tôda auto-consciência existente e encarnada constitua um sistema onde todos são iguais e tenham os mesmos iniciais direitos e deveres. Não abro mão disso! 

Agora voltemos ao objetivo dêste artigo.

 Mas durante os seis anos que estive isolado na selva amazônica observando e identificando os circuítos dos sistemas naturais que se conectam numa intrincada rêde compondo a biosfera total que mais tarde se projetou na forma dêste intrincado cérebro que temos hoje, também notei que cêrca de 95% da matéria que a compõe é mera massa de informações repetitivas, ou seja, poderia ser considerado como lixo e não-funcional. A partir desta observação, o salto inevitável à conclusão de que o lixo natural da biosfera é uma projeção ao futuro do lixo no DNA foi um raciocínio lógico. Mas se agora nós temos o “lixo” ampliado no espaço e no tempo de maneira que podemos observa-lo a ôlho nu, de sentí-lo a ponto de nêle nos introduzir-mos e verificar seu estado material, então podemos aplicar os calculos da evolução regressiva e da contração do espaço-tempo nêste período de 3 bilhões de anos e projetar no invisivel estado material do DNA as propriedades identificadas para finalmente entender o que é êsse “DNA-Lixo”. Porque e para que a Natureza o mantém. De onde êle veio.

A evolução se propaga como ondas concêntricas a partir de um núcleo central que foi o Big Bang. Assim como o que vemos quando atiramos uma pedra num lago de águas paradas, cada nova camada de onda nasce dos ultimos limites de capacidades da onda anterior, para abranger maior tempo e espaço e assim captar os ciscos, as sujeiras, as partículas-informação que existem nas águas à frente, e dessa captação e incorporação faz da ultima onda sempre a mais complexa que tôdas as anteriores. Mas a ultima onda não surge do nada e sim é a herdeira de fôrças e propriedades transmitidas pelas ondas anteriores, e estas características formam o esqueleto estrutural, a forma circular, as velocidades, etc, das regiões iniciais que receberão a cobertura das novas informações, das novas partículas. Então cada nova onda é formada por tôdas as informações de tôdas as ondas anteriores, senão seria impossível ela se formar e existir na água. Êsse fenômeno que acontece às nossas vistas aqui e agora nas águas do lago não é mero acaso: trata-se de uma projeção fractal no futuro de uma fórmula-matriz operacional que surgiu nas origens do Universo, de onde deduzimos que o que aqui vemos como água, naquêles tempos deve ter sido uma espécie de éter plásmico, ou porque não, a matéria escura que hoje descobrimos preencher 95 % do Universo.

Assim também é a Evolução, é a Vida, é o Cosmos. E é o DNA. Mas não apenas tudo isso pois a evolução não parou no DNA, ela continua e hoje produz como ultima camada da ultima onda estas coisas tão complexas como a mente humana, e os corpos-sistemas dos seres biológicos. No meio dessa História Natural, uma das formas de ondas produzidas foi o sistema social humano, do qual, estudiosos vêm compôsto de 95%, massas humanas, e 5%, elites, sendo estas classificadas de acôrdo com a qualidade dos valôres do estudioso, que se dividem em definir esta elite no aspecto de poder material ou no aspecto de capacidade intelectual.

Nas águas do lago observamos que à medida que os círculos se ampliam o nucleo circular central tambem se amplia e vai incorporando ondas vizinhas que vão desaparecendo. As primeiras ondas que são como as ancestrais das ultimas ondas podem desaparecer mas as informações que patentearam a existência delas continuam a existir e ter sua utilidade na ultima forma mais evoluída. Será mesmo nobre e honesto de nossa parte deprecia-las com a definição de “lixo”? Agora, passando a observar a forma mais evoluída dêste padrão matricial que vemos nas águas, que é o DNA, não temos mais alicerces sólidos e maior sabedoria para abordar e entender as vastas regiões repetitivas do DNA?

O primeiro sistema biológico real, funcional, completo, que surgiu na Terra, e que denominam de “ser vivo” foi um sistema celular, o qual já continha um pequeno DNA, e se minhas informações estiverem atualizadas, êle já era composto de cêrca de trezentos genes. Ora, genes são pacotes de informações constituídos de outras informações que são os nucleotídeos que por sua vez são constituídos de informações que são átomos, os quais são vastos pacotes de informações ainda mais simples que são as partículas… Enfim, naquêles trezentos pacotes de genes podem existir trilhões de informações. Mas a grande pergunta que ninguem que utiliza outros métodos de investigação nunca respondeu é: são informações sôbre o que?! A Matriz/DNA sorri e exclama: “Ora, olhe para as ondas nas águas do lago…”

Nas vastas regiões silenciosas e dormentes do DNA jazem as almas dos nossos ancestrais, desde os vórtices quânticos primordiais, aos átomos e às galáxias.

O registro eterno de que um dia existiram materialmente continuam sendo carregados por nós e parece que se destinam ao infinito. A ultima forma da Evolução Universal, que é a auto-consciência humana – ao menos nesta região do Universo – nasceu ainda ontem a 200.000 anos, como sugerem os ultimos modêlos cientificos arrolados no estudo da origem e evolução da consciência, ela ainda é um feto embrionário que está se formando como corpo na mesma configuração sistêmica de todos os sistemas ancestrais que a antecederam, e parece-nos que sua substância deve ser algo plásmica ou holografica. A consciência humana é a ultima onda na água do lago universal aqui e agora. Mas as ondas anteriores imediatas que foram a biosfera terrestre, o corpo humano, e o cérebro humano, notadamente constituídos de matéria a nós perceptível e visível, foram a manifestação sólida de um fractal universal que contem em si as várias existências anteriores dêste mesmo fractal, as quais hoje estão em nossos corpos, mas são invisíveis. Por isso estamos descobrindo no laboratório que a mente humana pode interagir e influir nos elementos de realidades e dimensões tão distantes como as partículas fantasmagóricas elementares: mente humana e almas dos ancestrais são a mesma coisa, a mesma essência, o invisivel se identifica com o invisivel. A própria consciência, por conclusão lógica, será uma espécie de alma embutida nas formas transcendentais que ainda podem surgir no futuro. O registro de sua existência está assegurado ao infinito para o qual é transportado dentro da Matriz/DNA. Quando isso acontecer, vamos apreciar que  nossas futuras gerações se refiram a nós como “lixo”?

Sempre que vai iniciar uma nova onda no lago, fôrças e propriedades das ondas ancestrais são convocadas a participar como o alicerce, a plataforma sólida, o corpo da mãe onde se assentará o novo embrião. Mas ás vêzes ocorrem mudanças bruscas nunca experimentadas pelas ondas anteriores nas águas à frente, seja pela presença de uma cupula flutuante de fungos, ou mesmo detritos de vegetais de um tronco que se decompôs. Portanto a nova onda surge num ambiente adverso, tal como ocorreu com as mudanças climáticas a milhões de anos atrás, que extinguiu abruptamente espécies como os dinossauros, mas que foi a oportunidade para a explosão de novas formas de vida no Cambriano. Nêstes eventos certas fôrças e propriedades dos ancestrais, que foram extremamente ativos na sua época, são convocados novamente a repetir o nível de atividade. Em nossa linguagem matricial diremos que informações ou genes no meio daquelas longas regiões repetitivas são convocadas a se expressarem. É possível que num novo ambiente, o representante material e codificado na Matriz que a 10 bilhões de anos atrás atuou em alguma substância quando se formava a primordial nebulosa de átomos, tenha que retornar a fazer sua mesma função.

Saindo do DNA e projetando-nos agora, bilhões de anos à frente, vamos nos deparar com o sistema natural denominado “sistema social humano”. O qual é meramente um fractal ampliado no tempo e espaço da sua forma fractal quando era DNA, porem agora muito mais complexo, ou seja, constituido de muitas maiores quantidades derivadas do fractal inicial universal, ao qual a Matriz/DNA sugere o nome de “bits-informação”. Ou seja, os “genes” primordiais recebidos daquilo ou daquêle ente, desconhecido ainda, que gerou êste Universo. E assim podemos projetar o que agora descobrimos do DSS, sigla de “DNA-Suporte-Sagrado” (pois êste será o nome que aqui no ambiente da Matriz/DNA vamos identificar e exprimir nosso respeito àquelas vastas regiões repetitivas do DNA), para melhor entender a sociedade humana.

De fato, temos que concordar com os estudiosos que dividem essa sociedade em 5% de humanos mais ativos individualmente e 95% de humanos menos ativos que se exprimem como fôrça ativa apenas no seu aspecto coletivo. Não concordaremos com a classificação entre “elite” e “massa”, pois isto supervaloriza indevidamente um dos segmentos e deprecia indevidamente o outro. Estamos descobrindo hoje muitos dos segrêdos do DSS, os quais surgem da fortuíta comparação com as ondas no lago, e como sempre voltaremos a refletir sôbre êste fenômeno, com certeza êste artigo será sempre refeito e enriquecido com novas descobertas. Uma delas é a curiosa esplicação do porque o mundo estava programado para resultar que os membros das elites consigam se informarem mais sôbre as novidades e as coisas mais complexas do que é possível aos membros da massa. Vemos que hoje os humanos mais abastados dispõe de mais potentes instrumentos de captação de informação, como a Internet, a frequência nas universidades, as viagens internacionais, etc., e de mais tempo para usarem êstes recursos, do que é possível aos elementos da massa, mesmo que êstes o desejassem ávidamente. Porque o mundo se programa de maneira que as informações novas, não existentes ou não comuns nos ambientes das gerações anteriores, se disponibilizem ao acesso dos membros das elites, mais que aos da massa? Ora, olhe para as ondas do lago: as fôrças e propriedades da onda anterior se projetam para formar a nova e ultima onda, mas avançam até a meio caminho da nova camada circular e aí a nova onda se depara com os ciscos, os detritos, como tambem com as seivas, os néctares, de recifes de corais, camadas flutuantes de fungos, troncos de sequóias apodrecidos, que jazem nas águas mais distante do lugar onde impactou a pedra e têve as origens das gerações. Portanto os ultimes níveis chegando aos limites e à  fronteira da ultima onda irão incorporar estas novas informações, as quais podem ou não vazar e em menor quantidade para os niveis iniciais da mesma onda. Assim, informações em poder das elites podem ou não vazarem e chegarem ao conhecimento das massas. Interessante… não é?

Outro detalhe importante que aprendemos aqui é que as elites de hoje serão as massas amanhã. Assim como as massas de hoje foram elites em ondas anteriores. Cito como exemplo a minha própria experiência de vida, a história de minha carga e herança genética. Pesquisando a genealogia do meu sobrenome cheguei aos palacios de Roma onde ancestrais faziam parte da elite do Império do mundo. Mas naturalmente essa carga genética como tudo o mais foi atacada pela entropia degenerativa, os filhos abastados se entregando a orgias sem a disciplina dos pais e erodindo os patrimonios, perdendo os poderes do Império até que os ultimos remanecesntes, meus pais, foram acabar num país de terceiro mundo sem nada mais que a roupa do corpo. Mas a queda continuou de maneira que faleceram logo após gerarem a nova geração, quando eu tinha 3 anos de idade. Eu fui o ultimo patamar no fundo do poço, o qual foi a mais profunda e selvagem área das selvas amazônicas, aquêle ponto Zen onde o fluxo começa a reverter para cima. Surgí portanto nos mais inferiores extratos das massas, uma massa que foi elite outrora, mas a minha insaciavel dedicação ao estudo e busca de informações num ambiente tão inóspito, sem acesso aos instrumentos disponiveis à civilização, sem o tempo livre devido as lides para a sobrevivência , não a explico como sendo uma virtude a qual eu devia me vangloriar, mas sim se explica pelos comuns processos da evolução natural, a qual é como um barco a motor navegando contra a correnteza e que no seu caminho vai recolhendo os naufragos como eu.        

Mas uma das particularidades notáveis é que dessa “massa” de humanos muitas vêzes emerge alguns que se expressam a ponto de liderar os destinos de todo o conjunto. Podemos citar uma infinidade de exemplos, como Karl Marx e até mesmo Jesus Cristo, no seu aspecto humano. No Brasil tivemos o notável exemplo de Luís Ignácio da Silva, o Lula, que nascido nas mais inferiores camadas da onda de suporte da nova sociedade brasileira, emergiu se projetando e ultrapassando os limites da onda ancestral para se posicionar nas ultimas fronteiras da onda mais moderna. O mundo contem segrêdos qua ainda nossa mais elevada sabedoria desconhece e por isso ainda não podemos atinar como e porque a alma do “gene” Lula foi convocada a despertar e reassumir suas funções na grande senda da evolução universal. Mas são eventos como êsse as oportunidades para captarmos os sinais iluminadores do nosso caminho evolutivo, por isso devemos prestar atenção a êles, refletir sôbre êles, recompor teóricamente o quadro que produziu o evento, como estava o estado do mundo e da sociedade brasileira naquêle momento, pois é nossa meta mudar a situação de nossos ancestrais que eram mais levados pela vida que condutores dela, para com sabedoria assumir-mos nossa cota de responsabilidade nos destinos da evolução, com a recompensa de que assim nós seremos os condutores e livres programadores do nosso destino. Um destino que já pode ser previsto se novamente olharmos as águas do lago. Quando as ultimas ondas atingem o fim das águas e se deparam com uma nova realidade que é as margens do continente, elas se projetam nestas novas terras na forma de espuma plásmica, onde se misturam todos os niveis das ondas, massas e elites numa só essência, e como os anfíbios primordiais que vieram dos oceanos, começam a arrastarem-se para formarem um novo e espetacular reino da Vida. Sagrado seja êsse nosso destino e sagrado seja o DNA-Suporte.

DNA-LIXO: Surge uma Teoria com explicação diferente da Teoria da Matriz

quinta-feira, julho 8th, 2010

Veja uma tradução resumida aqui e o completo artigo em Inglês no site:

http://www.agoracosmopolitan.com/home/Frontpage/2007/01/08/01288.html

Título: Scientists find Extraterrestrial genes in Human DNA

E depois veja a seguir a versão da Teoria da Matriz/DNA a respeito.

Um grupo de pesquisadores trabalhando no Projeto Genoma Humano  estão divulgando uma teoria impressionante. Eles acreditam que 97% do DNA humano que são formados, pelas assim chamadas, “seqüências não-codificadas” são nada menos que códigos genéticos de formas de vida extraterrestres.

As seqüências não-codificadas são comuns em todos os organismos vivos da Terra, de células à peixes à humanos. Elas constituem grande parte do DNA humano, diz o professor Sam Chang, líder do grupo.

As seqüências não-codificadas, originalmente conhecidas como “DNA-LIXO”, foram descobertas anos atrás e sua função permanece um mistério. Mas elas constituem a  esmagadora maioria do DNA humano.  Os cientistas acreditam que estes  “genes-lixo ” são extraterrestres e que simplesmente “curtem o passeio” com os outros genes ativos, passando de geração à geração.

Depois de abrangentes análises com a assistência de outros cientistas como programadores, matemáticos e outros sábios acadêmicos, o professor Chang se perguntou se o evidente DNA-LIXO humano foi criado por algum tipo de “programador extraterrestre”. “As cadeias alienígenas dentro do DNA humano tem suas próprias veias, artérias e seu próprio sistema imunológico que resiste vigorosamente à todos os tipos de drogas anti-câncer conhecidos”, observa o professor Chang.

O professor Chang estipula também que “Nossa hipótese é que uma forma de vida extraterrestre superior se ocupou de criar novas formas de vida e de plantá-las em vários planetas. A Terra é apenas um deles. Talvez, após programar-nos, nossos criadores se ocuparam de criar-nos como criamos bactérias em laboratórios. Nós não sabemos seus motivos, se era para ser um experimento científico, ou um jeito de preparar novos planetas para a colonização, ou se é um trabalho de longo prazo de semeação de vida no universo.”

Chang, além disso, ressalta que “Se nós pensarmos nisso em termos humanos, os supostos “programadores extraterrestres” provavelmente estavam trabalhando em “um grande código” consistente de vários projetos, e esses projetos devem ter produzido várias formas de vida para vários planetas. Eles também devem ter tentado várias soluções. Eles escreveram “o grande código”, executaram-no, não gostaram de algumas funções, mudaram-no ou adicionaram novas funções, executaram-no novamente, fizeram melhorias, tentaram novamente e novamente.”

Além disso, o time de pesquisadores do professor Chang conclui que “Os “programadores extraterrestres” talvez tenham sido ordenados a excluir todos os seus planos idealísticos para o futuro quando se concentraram no “projeto Terra” a fim de terminá-lo no prazo adequado. Provavelmente com pressa os “programadores extraterrestres” cortaram drasticamente o “grande código” e o entregaram somente com as características básicas planejadas para a Terra. Chang é somente um de vários cientistas e outros pesquisadores que divulgam esta teoria sôbre origens extraterrestres para a Humanidade, vindas de outros seres inteligentes.

Chang e seus colegas mostram que as aparentes lacunas no sequenciamento do DNA, precipitadas por uma suposta pressa em criar a vida humana, presenteou a raça humana com o ilógico crescimento desordenado de células que conhecemos por câncer.

O professor Chang ainda aponta que “o que vemos em nosso DNA é um programa consistindo de duas versões, um código básico e um grande código.” Chang então afirma que “o primeiro fato é que o programa completo absolutamente não foi escrito na Terra, isto é um fato confirmado. O segundo fato é que os genes, por si sós, não são suficientes para explicar a evolução, deve haver algo mais “no jogo”.

“Cedo ou tarde”, diz Chang, “nós teremos que enfrentar a inacreditável idéia de que toda a vida na Terra carrega códigos genéticos de nossos “primos extraterrestres” e que a evolução não se deu do jeito que pensávamos.”  Por John Stokes (tradução: Mario Barros)

Versão da Teoria da Matriz

 

O DNA-Lixo em certos trechos tem sequências de centenas de repetições de uma mesma letra. Imagine um livro onde palavras como “lua” tivesse cento e vinte “l”, duzentos “u”… Por isso dizem que estes trechos não codificam para nada pois não parece um código. Mas o Dr. Sam Chang foi condicionado desde a escola e a comunidade científica que com ele convive a acreditar que o DNA surgiu na abiogenese ou biogenese e contem informações da evolução dos 3,5 bilhões de anos da evolução orgânica biológica. Quando surgem problemas como êsse que não se encaixam nessa crença, como ser racionalista que é, vai afastando-a paulatinamente de si. Porem algo tem que vir ocupar seu lugar, êle busca, suspeita com razão que no contexto da evolução atuaram fôrças que êle não está captando. Mas que fôrças, se a comunidade científica tem atuado como quem “sabe” que já desvendou tudo o que tinha a ser desvendado na matéria da Terra em relação à evolução? Basta entrar num forum, num debate com êles, argumentar que existem problemas como a causa da primeira molécula auto-replicadora, da primeira auto-organização do sistema celular, da origem do sistema em código, da redução da atmosfera terrestre que não produz os corretos aminácidos usados pelos vivos, etc. e eles sempre tem dito que laboratórios já sintetizam isto e e aquilo, e o que não fazem ainda exatamente como a Vida fêz, será feito, é só uma questão de tempo. Então na mentalidade do Dr, Chang resta apenas uma saída: a força ou fôrças desconhecidas vieram de fora do planeta Terra. E bombardeado com a presença da tecnologia computacional à sua volta não pode evitar de ver as causas dos códigos no computador, vindo da mente de homens como Bill Gates, para associar a idéia de que estas fôrças tiveram origem inteligente. Daí os extraterrestres é a unica opção racional.

Mas existe uma outra maneira também racional de abordar a questão cuja saída final inevitável não aponta na direção dos extraterrestres inteligentes ou não, do Dr. Chang. E aponta também que o Dr. Chang e tôda a comunidade científica tiveram uma formação errada, quando seus instrutores das gerações passadas quebraram a História Natural em dois blocos, separaram-nos entre si, deixando um abismo no meio, o qual tinha que ser preenchido com algo. Refiro-me à História Natural de 13,7 bilhões de anos ter sido dividida em Evolução Cosmológica por 10 bilhões de anos e Evolução Biológica nos ultimos 3,7 bilhões de anos. A Evolução Natural foi quebrada em duas partes de maneira que as leis da evolução daqui não fou aplicada para calcular a evolução de lá e nem vice-versa. O sistema de código que redistra e suporta a evolução vista aqui não fou procurado lá, os principios da auto-replicação ídem, da auto-organização, do metabolismo, do Ciclo de Cori, do Ciclo de Krebs, etc. e etc., não existiam nos antepassados que ficaram na outra margem alem do abismo. Mas o abismo é apenas imaginário, só existe na cabeça do homem enquanto nossa mente e inteligencia ainda está no seu nascedouro e portanto ainda é infantil. Pois basta olhar com os olhos e vemos os antepassados dos 10 bilhões de anos convivendo conosco:astros, partículas, átomos, etc. A Natureza é uma só, suas leis evoluem de simples para complexas como os iniciais usos e costumes das tribos humanas evoluiram para constituiçoes nacionais. É na Natureza que temos de buscar os rudimentos do DNA, das três variaveis da teoria da evolução, da auto-irganização. Se aí não os encontrar-mos, apenas então nos restará a possibilidade que a Vida e seu código existente aqui foi inventado por alguém que não foi produzido pela Natureza, que tambem teria que ter sido inventado por algo alem do natural. Se os extraterrestres do Dr. Chang são os produtores do DNA que aqui está, eles são inevitavelmente, sobrenaturais. Se a Vida não é produto da Evolução Cosmológica então ela não poderia tambem ter produzido extraterrestres vivos. Se ela os fêz lá, então porque não poderia nos ter feito aqui?!

O primeiro ser vivo real, completo que conhecemos já veio com um pacote genético de mais ou menos 300 genes. Cada gene possui milhões de partículas que podem por sua vez serem unidades diferenciadas de informação como são os genes. Portanto é possível que o código do primeiro ser vivo continha bilhões de informações. Informações sôbre o que? Sôbre o período desde que se formou o primeiro nucleotídeo até o aparecimento do primeiro sistema celular? Mas e as informações dos 10 bilhões de anos da Evolução Cosmológica? Quem garante que a matéria burra da Terra inventou o Windows natural, que criou-o do nada? Mais especificamente, que ela inventou tudo o que aí está, como a extrordinária engenharia do sistema reprodutor sexual? Esta crença é mais racionalista, mais inteligente, do que aquela que suspeita que os principios rudimentares de todos estes fenomenos vivos vieram se desemvolvendo sob as leis da evolução desde o Big Bang, e se disponibiliza a ir procura-las? Acho que é mais cientifico o homem que vai esmiuçar a matéria antiga em busca das respostas que o homem que não aceita fazer isso e vai procurar UFOS no espaço, ou cruza os braços esperando até o dia que resolvam ouvir nossas rezas e se disponham a falar conosco.

A evolução Cosmógica se deu num ritmo milhões de vêzes mais lenta que o ritmo da evolução biológica, e ‘’e fácil entender porque: a evolução biológica demorou bilhões de anos para produzir um mamífero e apenas alguns milhões para produzir um Sócrates. Poderíamos dizer que a evolução tem sua velocidade acelerada numa progressão geométrica sem mêdo de errar, somos testemunhas disto aqui. E aqui talvez esteja a explicação da existência das letras repetitivas compondo o DNA-Lixo.

Os modêlos da Teoria da Matriz/DNA Universal surgiram quando experimentei calcular uma idéia: a de que êsse fenômeno a que denominamos ciclo vital e é fundamental para distinguir sistemas naturais animados da matéria inanimada não teria sido inventado aqui na Terra , mas e assim seria produto de uma evolução iniciada com o Universo, portanto, a própria Terra teria que se sujeitar a uma especie de proto-ciclo vital. Se isto fôsse verdade, a Terra seria algo mais do estamos pensando que seja, seria um fenômeno mais complexo do que a simplicidade com que a temos revestido teóricamente. Calculando-a desta maneira, os resultados apontaram que se a Terra está sob um ciclo vital ela perfaz um proto-sistema o qual tem a mesma configuração de um proto-nucleotideo. Ora, se o DNA está nos sistemas biológicos e nos sistemas astronômicos, porque não estaria ainda em forma mais rudimentar nos sistemas atômicos? Para resumir fui concluir que o rudimento ultimo do DNA, o seu unicio mais simples possível está em algo que todos conhecemos: um vórtice. E não sou que teorizei que ao se adentrar a matéria cada vez mais no seu intimo chegamos a um ponto que ela desaparece e restam vórtices. Mas se observar-mos um vórtice, mais detalhadamente, ele já se comporta como um ser vivo e possui os rudimentos das propriedade vitais nas formas de fôrças brutas, ou conceitos.  Assim surge a possibilidade de que A Natureza apenas compôs o nosso código genético, ela não precisou da ajuda de extraterrestres sobrenaturais.

Porem, sei que isto não resolveria a questão real que eu, o Dr, Chang, todos nós humanos temos perante o DNA-Lixo. Mas existe um outro fenômeno natural acontecendo no DNA que parece ter recebido a atenção que merece por parte dos pesquisadores.     

O fato estranho da repetição de letras e aparente inutilidade de 97% do DNA torna-se ainda mais estranho quando observamos os outros 3% e nos conscientizamos que vemos no meio da matéria inconsciente um arranjo de atomos formando um código complexo composto de memória no seu conjunto significando que é um comando de instruções fantasma, invisivel, mas que tem fôrça para atuar nesta matéria dirigindo-a para executar atos! Assim como essa coisa que denominamos pensamento ou mente, parece abstrato mas tem fôrça para mover nossa mão para executar uma ação. Não é atôa que O Dr. Chang tira o avental de cientista, deixa o laboratório e vai para a rua anunciar que existem extraterrestres inteligentes criadores de sementes de DNA espalhando-os pelos planetas. Não tem mais como evitar o indesejado anuncio de que existe alguma inteligência por traz dessa história tôda. Já completou século que a Ciência revirou a matéria dos 3,7 bilhões de anos de cabeça para baixo e não encontrou as causas dos acasos que teria prenchido o abismo entre as duas Histórias. Mas o fato da Ciência estar admitindo que a Natureza não poderia por si só produzir o nosso DNA e que varificou que as leis são as mesmas em todo o Universo implica que ela também não poderia ter produzido êese DNA em nenhum outro lugar. Então os extraterrestres que inventaram o nosso DNA não teriam DNA, pois êles existiam antes do DNA, que foi invenção dêles?

Existe uma outra situação real, acontecendo na matéria que parece repetir a mesma situação que observamos no DNA. Me refiro ao fato de que o homem produz uma máquina, denominando-a hardware e insere nela uma estrutura arranjada que denominamos diagramas de software de maneira que opera como um comando de instruções, inclusive exercendo uma fôrça na matéria se pusermos o computador como cérebro de um robot ambulante. O computador não é exatamente igual a um cérebro mais mente, mas também a interação entre o hardware DNA e o comando de instruções que ali opera não é como a interação entre o cérebro e a mente. Tanto no caso do computador quanto no DNA, o comando de instruções é determinado, o hardware só tem um mensagem final, um destino determinado, produzir uma proteína X e depois um ser da espécie tal, enquanto a mente tem lívre-arbitrio e não está totalmente modelado pelo cérebro e ambiente, por isso seres humanos tem entre si uma infinidade de destinos diferentes. Resumindo, existem três fenômenos (DNA, Computador, Homem) que se assemelham na composição (software mais hardware), mas que apenas dois (DNA e Computador) compartilham o mesmo modo de existir. DNA e computador continuam emparelhados se assemelhando em tudo, apenas se diferenciam na matéria em que se constituem e no fator menos relevante que um é mais simples, operando com duas variaveis (o computador com seus 0 e 1) e o outro, com sete variaveis ( o DNA com as cinco bases e mais os dois açucares).

Mas porque estou aventando a idéia de que devemos olhar o DNA como sendo uma composição entre hardware e software? Porque isto explicaria a repetição das letras e tôdo o DNA-Lixo. A evolução do computador foi um processo de retroalimentação entre software e hardware. Tínhamos um hardware simples – a máquina de calcular – aí inserimos nela um software simples. A máquina revelou-se mais capaz que a mente humana para realizar certas tarefas, ela acelerou a obtenção de informações fazendo com que a mente humana elaborasee um software mais evoluido. Mas para operar esse novo software era preciso incrementar a maquina. Feito isso novamente a maquina empurrou a evolução do software o qual empurrou a evolucão do herdware… Existem prtanto duas evoluções em paralelo. Se a tecnologia não evolui, o software mais complexo fica estacionado na mente do homem que é obrigado a repetir o mesmo hardware ano após ano, esperando que alguem, por exemplo, descubra um tipo de chip mais potente, Veja-se a repetição dos modêlos de computadores como as repetições de letras no DNA. E veja-se o que chamanos de DNA-Lixo como sendo a parte do DNA que registra os 10 bilhões de anos da Evolução Cosmológica. Se elominar-mos as nossas longinquas ancestrais plantas do planeta, ficaremos sem alimento: se o DNA elimiasse seus ancestrais ficaria do mesmo jeito. Por isso os 97% continuam existindo.

Não vou estender-me mais para explicar onde quero chegar. O computador é mais simples do que o DNA porque a mente que criou o computador é menos inteligente que a mente que criou o DNA. Então caímos na mesma esparrela do Dr. Chang? Acho que não. A mente inteligente em que o Dr. Chang acredita é sobrenatural porem vive dentro do Universo, a mente inteligente que eu acredito é natural, porem vive fora do Universo. É natural porque vejo isso tudo, essa inteira História Natural do Universo como um mero processo de reprodução genética, o que indica que ninguem inventou o DNA, ele vem do que existia antes do Big Bang. Suspeito que esse ser natural que está sendo reproduzido é inteligente porque aqui o feto cosmológico se torna embrião e em seguida se torna inteligente. Eu não estou apenas deslocando a solução do Dr. Chang, que estaria dentro do Universo, e mandando-a para alem do Universo irracionalmente. A solução sobrenatural, irracional é a do Dr, Chang. A minha é e continuará sendo sempre natural, por isso ao invés de sentar no quintal esperando UFOS eu carrego a Ciência avante. Mas o mais provavel é nenhum de nós dois estejamos completamente certos. Se sei disso porque insisto nêsse caminho? Porque acredito que o caminho se faz ao caminhar.