Archive for the ‘Cérebro’ Category

Incidência de aberrações nos comportamentos humanos: uma sugestão baseada na formula da Matrix/DNA

sexta-feira, julho 13th, 2018

xxxx

Artigo decorrente da noticia no New York Post, no link:

https://nypost.com/2018/07/13/woman-gets-40-years-in-prison-for-trying-to-sell-2-year-old-daughter-for-sex/

Parecer da Matrix/DNA

Uma mulher de 25 anos num pais de primeiro mundo, branca de olhos verdes, oferece a filha de 2 anos de idade na Internet para sexo por 1.200,00 dólares!
Inúmeras aberrações humanas desse tipo ( como o casal no Brasil mantendo duas crianças numa jaula), em pleno seculo XXI, indicam que algo esta acontecendo de errado no cérebro humano. Os sintomas são a total falta de sensibilidade com outros humanos, mesmo sendo parentes próximos. Seria porque depois de três gerações das escolas estarem ensinando que humanos vieram dos macacos e portanto nada mais são que macacos finalmente a teoria se materializa no circuito cerebral formador da psique? Provavelmente esta não é a causa, mas existe uma causa, qual é ela então? Algum tipo de vírus, ou uma mutação genética desastrosa pipocando aqui e acola’? Seria alguma especie alienígena como os reptilianos que teria telefonado para o pacato motorista da Uber pegar uma arma e sair atirando nas pessoas? Seja o que for, a causa existe, um inimigo terrorista da humanidade esta atuando, e porque não vejo ninguém, nenhum governo, formando uma equipe para investigação cientifica destes cérebros? Pois existe possibilidade de da humanidade ativar seu sistema de defesa imunológico contra a causa, seja qual for. Mas não percebem essa possibilidade porque as áreas cientificas, incluindo a neurologia, estão interpretando a natureza, e por consequência os cérebros naturais, de maneira errada. A Ciência não pode ser também mistica crendo que existam demônios sobrenaturais atuando ou que acasos genéticos produzem tais eventos, pois o que se repete não é acaso. Existe algum elemento real, natural, no meio ambiente, atuando ou na formação dos cérebros ou nos cérebros já formados. Mas a academia cientifica aponta erradas convicções sobre algo que a neurologia ainda desconhece ( como se relaciona o cérebro com os pensamentos, a mente?), e mais estatísticas e cálculos da probabilidade, como se isso fosse um fenômeno matemático e não biológico, e com isso engole, sem perceber, a conclusão de que acasos mágicos, sobrenaturais, existam.
Esta insensibilidade com elementos de mesma especie dentro de um sistema como o humano social tem um nome mais esclarecedor: ausência de “empatia”. As origens do que nos humanos e em sua psique se tornou em empatia remonta aos sistemas naturais ancestrais e hoje compondo cérebros ou rodeando-os por todos os lados, antes mesmo das origens da vida. Não é o caso de apontar a força de atracão eletromagnética onde contrários se atraem e iguais se repelem, como o positivo e o negativo. E’ o caso de falha na força onde semelhantes atraem semelhantes, como átomos de carbono atraem outros átomos como nitrogênio, hidrogênio para formarem aminoacidos.
Mas esta segunda força só é detectada quando vemos a matéria formando sistemas, e como sempre, pelo processo do ciclo vital. Um sistema natural apenas repele e se torna insensível a outros sistemas, inclusive aos semelhantes, quando se torna fechado em si mesmo. Nestes, as partes se alinham num circuito que une suas duas pontas e faz a energia com seu fluxo de informações rodopiar sobre si mesma perpetuamente, ate que a entropia o ataque. As partes se conectam numa rede forte e coesa e cedem sua identidade para um emergente controle geral do sistema. Vemos então que existe altruísmo de cada parte para com todas as outras, onde uma procura ceder algo que melhore as próximas, e aqui o fenômeno meramente físico, bruto, começa a adquirir ares de uma propriedade mais evoluída, que e’ a empatia pelo semelhante. Não importa que este altruísmo só exista em relacao aos componentes do mesmo corpo sistêmico e adverso a tudo o mais que exista, o que denota um altruísmo falso que e’ extremamente egoísta porque presta culto a uma entidade de um sistema extremamente egoísta. E’ como cada gangster da mafia ser fiel aos outros gangsteres e ao chefe do grupo, onde ele é altruísta a uma minoria mas egoísta e prejudicial em relacao ao conjunto da humanidade.
O cérebro humano foi montado pela mesma formula que montou estes sistemas nos níveis atômicos e astronômicos. Então o cérebro, a nível de glândulas, apresenta sete glândulas cada qual executando uma função sistêmica, como na formula. Em outra camada, o cérebro é dividido em sete regiões, cada qual com a mesma função. Se hoje temos um aparato tecnológico a ser usado pela Ciência, como o MRI, os eletroencefalogramas, inclusive os registros e atividades das sinapses, aconselha o bom senso que procuremos comparar os dados obtidos com estes instrumentos com a formula template natural para identificar quem é quem no contexto de sistema cerebral. Mas ninguém esta fazendo isto.
A empatia deve ser um produto relacionado ao ciclo vital. Um humano na forma adulta e’ conectado psiquicamente `a ele mesmo quando estava na forma anterior, da adolescência, e tem previsões a ele mesmo na forma futura de idoso. Esta força que modifica as formas de um corpo ao longo de sua existência e chamada de ciclo vital é quem produz as vaias formas das varias partes que vão formar sistemas naturais. Seria logico esperar que um humano se lembre de suas formas infantis anteriores com carinho, empatia, e que deseje o melhor para suas formas futuras, onde novamente aparece sutilmente a empatia ligando formas humanas. Este instinto inconsciente pessoal deve se extrapolar para outros humanos quando criam os sistemas sociais. Mas estas aberrações indicando esta falta de empatia, uma quebra de conexões, parecem nos levar a concluir que tais humanos odeiam suas formas anteriores e negligenciam ou são suicidas em relacao a suas formas futuras. E isto também se reflete, extrapola, para o social.
Isto só deve acontecer em sistemas abertos, como o são todos os sistemas biológicos, como o cérebro. Estou investigando o caso pelo método da anatomia comparada entre a anatomia cerebral e a formula natural para sistemas abertos, mas não vou a lugar nenhum porque não é suficiente ter o mapa geral do cérebro comum, e’ preciso ter os mapas dos cérebros defeituosos. Superpondo estes mapas sobre o mapa da formula, pode se detectar ou os desvios nas conexões ou os pontos de entradas de elementos externos perturbando o normal curso do sistema. Em outras palavras, a Justiça deveria imediatamente autorizar a Ciência a submeter os cérebros defeituosos a mapeamento instrumental. E liberar o nosso acesso a estes mapas, pois somos os únicos a trabalhar com o método da formula natural. E’ uma questão de vontade politica e força de representatividade de um grupo numeroso, o que não esta acontecendo porque o principal grupo que deveria estar interessado -a academia cientifica dominada por uma visão mistica crente em acasos mágicos – não tem a capacidade de descobrir e entender a formula natural dos sistemas, quase nada entende de sistemas naturais e portanto deste sistema que é o cérebro. E por isso a humanidade continuara sendo aterrorizada e obrigada a assistir diuturnamente estas aberrações produzidas em seu próprio meio.

O infindável kit de ferramentas da formula da Matrix/DNA

segunda-feira, julho 9th, 2018

xxxxx

O Universo nada cria de novo, pois o Universo não e’ magico, não poderia criar nova informação do nada. No entanto basta lembrar a incrível diversidade de detalhes na biosfera terrestre para suspeitar-mos dessa teoria, pois vemos fenômenos e eventos aqui e agora que nos parece não ter em nenhum outro lugar nem no passado do Universo. Se não tem, e’ novo, foi criado agora. Pode ser que a teoria esteja errada, mas depois que descobrimos a formula da Matrix/DNA e estamos aprendendo a “ler nas entrelinhas”, estamos descobrindo que os detalhes já tinham seus protótipos  guardados no deposito da formula, e portanto, da Natureza.

Bastaria a uma forma de sistema natural necessitar de um detalhe e ter as condições para fazer a formula materializar o protótipo.  Um exemplo comum da mesma teoria são as mãos humanas. A melhor e mais eficiente maneira de um organismo vivo manipular objetos externos e’ a mão humana (ao menos nos dias de hoje e aqui neste planeta), mas ela não existiu durante 3 bilhões de anos de uma vida que conta com 3,5 bilhões de anos. Ela foi no inicio um simples cílio como um pelo, depois uma pata de pato, uma asa, um casco de cavalo, uma garra de tigre, uma mão desajeitada de mão ate finalmente chegar as atuais mãos humanas. E nos causou surpresa ao descobrir que a mão humana tem exatamente a forma da formula da Matrix/DNA, ou seja, esta ferramenta já existia antes dos 3,5 bilhões de anos, e estava disponível. Para materializar ela, a formula vai construindo-a aos poucos formando sua infraestrutura, quando libera apenas parte da ferramenta, como acontecia quando a evolução estava no nível dos tigres. E também a materialização da ferramenta depende da necessidade do ser que a requere, assim como da sua capacidade de acionar a formula que esta embutida na sua genética.

Este conhecimento da formula nos tem ajudado a entender os detalhes da enorme diversificação, porque partimos da visualização do detalhe e vamos busca-lo na formula, a qual nos explica vários conceitos, como a função do detalhe no sistema, a origem do detalhe, seu desenvolvimento evolutivo, etc. Porem, se treinar-mos mais no estudo da formula podemos detectar ferramentas que ali estão e que ainda não foram materializadas. Isso impulsionaria nosso progresso. Ao invés de continuar-mos atras seguindo as pegadas da evolução podíamos nos adiantar, passar na frente dela e ser o guia numa determinada direcao de materializar mais uma ferramenta.

E agora cientistas perceberam que também a propriedade da empatia vem de um kit de ferramentas, no cérebro, a que chamaram de “rede neuronial social”. quando buscamos na formula se também a empatia já estava pre-desenhada nela, cremos que a encontramos no que chamamos de “altruísmos conectivo entre as partes do sistema”.

Este texto foi inspirado na leitura de um artigo com link a seguir e que contem o seguinte trecho:

https://hypescience.com/pessoas-podem-se-conectar-melhor-se-praticarem-a-empatia-dizem-pesquisadores/

Pessoas podem se conectar melhor se praticarem a empatia, dizem pesquisadores

Kit de ferramentas da empatia

De acordo com o texto, a maioria de nós nasce com um “kit de ferramentas” de empatia. A questão é aprender a usá-lo. “A maioria das pessoas nasce com um kit de ferramentas neurais de alto desempenho que impulsiona seu desejo de se conectar com os outros e sua capacidade de entender seus pensamentos e sentimentos, mas aprender a usar as ferramentas é fundamental tanto para os alunos quanto para relacionamentos no trabalho, na escola e em casa. Este kit de ferramentas tem raízes evolutivas profundas e é fundamental para quem somos como espécie”, definem.

xxx

E meu post no facebook em 7/9/18:

Sentimo-nos desanimados quando buscamos maneiras de mudar ou consertar o mundo porque nos deparamos com uma infindável gama de complexidade, de detalhes que puxam mais detalhes que puxam outros e de repente nos vemos incapazes de processar todas estas informações na cabeça e obter uma solução final. de onde veio tanta complexidade de detalhes que vemos nesta biosfera terrestre. Das centenas de detalhes numa flor aos detalhes das redes neuroniais no cérebro aos detalhes de 30.000 especies de bactérias… de onde veio tudo isso?! teria cada detalhe sido criado um a um por um ser superior e magico como acreditam alguns ou teriam surgido pelo simples avançar da longa cadeia de causas e efeitos que começou no Big Bang, como acreditam outros? Depois que descobrimos que todos os detalhes são partes de sistemas naturais e que todos os sistemas naturais foram criados por uma unica e mesma formula, descobrimos também que esta aparentemente mais simples formula do universo escondia nas suas entrelinhas uma infinidade de possibilidades que poderiam e podem ser materializadas se houver necessidade da evolução para tal. Precisamos criar, afirmar, fortalecer a empatia entre seres humanos para tornar a humanidade na grande universal família sonhada por Jesus Cristo? E’ possível pois a propriedade da empatia já existe pre-desenhada na formula desde antes das origens da própria vida. E saber tudo isso e’ bom, pois podemos melhorar nossas condições de existência alem de nos ajudar sobremaneira a reunir num quadro único inteligível toda essa parafernália da complexidade dos detalhes. Veja mais no link abaixo:

O Mistério da Auto-Consciência: o Fisicalismo, o Panpsiquismo, a Combinação de Mini-Consciências, Cosmopsiquismo/Idealismo ou Universal Reproducionismo da Matrix/DNA?

sábado, julho 7th, 2018

xxxx

https://hypescience.com/poderia-o-disturbio-de-personalidade-multipla-explicar-a-vida-o-universo-e-tudo-mais/comment-page-1/#comment-309846

Poderia o distúrbio de personalidade múltipla explicar a vida, o universo e tudo mais?

Meu comentario enviado a HypeScience (verificar se foi publicado):

Louis Morelli em Julho/07/2018

Todas estas complicadas e metafisicas suposições podem ser compiladas e resolvidas numa só racional e naturalista suposição: a de que neste Universo esta ocorrendo um mero processo de reprodução genética da coisa que o criou através de um Big Bang ( cujo evento e’ exatamente igual ao instante da fecundação que cria uma nova vida), a qual deve ser um sistema natural auto-consciente.
Um embrião de 8 meses já possui uma consciência enquanto dentro dele existem milhões de genes executando cada qual uma missão da qual devem ter alguma ofuscada consciência. Mas a coisa fica mais interessante quando descobrimos que os genes possuem como anatomia uma formula natural funcional igual a que se nota como formadora do cérebro, e desde que o cérebro e’ a estrutura da qual emerge a consciência, se deduz que a consciência esta sendo formada como uma nova forma de sistema natural e pela mesma formula.
Estas suposições emergiram como resultado dos meus cálculos e modelos teóricos elaborados pelo método da anatomia comparada entre todos os sistemas naturais conhecidos, de átomos a galaxias a cérebros. Como os modelos estão sugerindo que esta formula e’ constituída de fótons (biofótons) eu suspeito que o fenômeno da múltipla personalidade tem origem num defeito do “big bang” inicial de um indivíduo onde, ao invés de apenas uma copia da formula se manifestar, ao evento convergem varias copias ao mesmo tempo, consolidando algo como uma superposição quântica de camadas de luz, a qual se fixa durante a vida do individuo ( não admira que a DPI foi constatada laboratorialmente apenas em relacao a cegueira, que justamente envolve a luz).

Sei que resumir a coisa assim fica difícil de entender, para isso seria necessário dar uma olhada no meu website, nos modelos, na formula e nos métodos utilizados. Mas se temos um parâmetro real, físico, visível aqui perante nossos olhos, explicando a relacao de uma consciência sendo construída por múltiplas microscópicas consciências, para que vamos rebuscar teorias metafísicas? Estes exercícios filosóficos mentais são bonitos porem complicam, desviando a razão para uma área que cheira `a mistica desnecessariamente. Esta faltando a navalha de Occam para estes filósofos.

xxxx

Analise do texto e pesquisa dos links:

Distúrbio da personalidade múltipla – oficialmente conhecido como Distúrbio da Dissociativo de Identidade (DDI) – e’ uma condição na qual a psique dá origem a múltiplos centros de consciência operacionalmente separados, cada um com sua própria vida interior privada. Foi constatado laboratorialmente primeiro com a mulher que esporadicamente afirmava estar cega nada vendo apesar de ter os olhos normais e abertos, e o MRI constatou que a parte do cérebro relacionada com a visão estava inativa. Porem quando a mulher dizia estar vendo tudo, a mesma região estava ativa.

Realidade física e o problema difícil da consciência

De acordo com a visão metafísica dominante do fisicalismo (segundo a teoria do fisicalismo, todos os aspectos da realidade, inclusive estados mentais e afetivos, somente adquirem plena compreensibilidade e concretude se analisados como realidades físicas), a realidade é fundamentalmente constituída por coisas físicas externas e independentes da mente. Os estados mentais, por sua vez, devem ser explicáveis em termos dos parâmetros dos processos físicos no cérebro.

Um problema-chave do fisicalismo, no entanto, é sua incapacidade de compreender como nossa experiência subjetiva – como é sentir o calor do fogo, a vermelhidão de uma maçã, a amargura da decepção e assim por diante – poderia surgir de meros arranjos de coisas físicas.

O Problema difícil da consciência

Entidades físicas, como partículas subatômicas, possuem propriedades relacionais abstratas, como massa, spin, momentum e carga. Mas não há nada sobre essas propriedades, ou sobre a maneira como as partículas são organizadas em um cérebro, em termos das quais se pode deduzir como é o calor do fogo, a vermelhidão de uma maçã ou a amargura da decepção. Isso é conhecido como o “problema difícil da consciência”.

Panpsiquismo

Para contornar esse problema, alguns filósofos propuseram uma alternativa: essa experiência é inerente a toda entidade física fundamental na natureza. Sob esse ponto de vista, chamado “panpsiquismo constitutivo”, a matéria já tem experiência desde o início, não apenas quando se organiza na forma de cérebro. Até mesmo partículas subatômicas possuem alguma forma muito simples de consciência. Nossa própria consciência humana é, então, alegadamente constituída por uma combinação das vidas interiores subjetivas das inúmeras partículas físicas que compõem nosso sistema nervoso.

Problema de Combinação de Mini-Consciências

Como nada na ciência e na filosofia é muito fácil de ser explicado, o panpsiquismo constitutivo tem um problema crítico próprio: não há nenhuma maneira coerente de esclarecer como os pontos de vista subjetivos de várias partículas subatômicas poderiam se combinar para formar pontos de vista subjetivos de nível mais alto, como o meu e seu. Isso é chamado de “problema de combinação”.

Resposta da Matrix/DNA: Eles não se combinam, e sim se agregam pela evolução de um sistema inicial que foi fragmentado e volta a se reconstituir.  Exemplo: o genoma dos pais e’ um sistema dividido em duas copias diferenciadas que se fragmentam na fecundação para suas partículas genéticas se amalgamarem e tornarem-se um só sistema, igual ao anterior, com a maior complexidade emergida da mistura.

Cosmopsiquismo ou Idealismo

Uma forma de resolvê-lo é postular que, embora a consciência seja de fato fundamental por natureza, ela não é fragmentada como matéria. A ideia é estender a consciência para todo o tecido do espaço-tempo, em vez de limitá-la às partículas subatômicas individuais. Essa visão – chamada de “cosmopsiquismo” na filosofia moderna, mas que pode ser reduzida ao que classicamente tem sido chamado de “idealismo” – é que existe apenas uma consciência universal. O universo físico como um todo é a aparência extrínseca da vida interior universal, assim como o cérebro e o corpo vivos são a aparência extrínseca da vida interior de uma pessoa.

Resposta da Matrix/DNA: Na formação de um novo cérebro humano, emerge uma nova consciência sem conhecimento que e’ copia de uma existente consciência com conhecimento, a de seus pais, ou da especie humana. Porque não também em relacao ao sistema natural que esta se desenvolvendo dentro do Universo? Cada forma de vida em cada galaxia e’ uma nova consciência sem conhecimento que e’ copia de uma consciência com conhecimento do sistema antes e alem do Universo. Não se pode no entanto que pode-se estender esta consciência extra-universal a todo espaço-tempo existente, porque podem existir outros universos, populações de universos, cada qual com uma consciência distinta. E indo mais alem, pode ser que todas as distintas consciências de todos os universos sejam produzidas por uma consciência ainda superior a elas…  

Uma Unica Consciencia Universal se contradiz com as diferenciadas consciencias individuais?

Não é preciso ser um filósofo para perceber o problema óbvio dessa última ideia: as pessoas têm campos de experiência particulares e separados. Normalmente, não podemos ler os pensamentos de tudo que existe, nem estamos cientes do que está acontecendo no universo o tempo todo, certo? Seria bom, mas…

Portanto, para que o idealismo seja sustentável, é preciso explicar – pelo menos em princípio – como uma consciência universal dá origem a múltiplos centros de cognição privados, mas simultâneos, cada um com uma personalidade e senso de identidade distintos

Resposta da Matrix/DNA : Não existe esse problema quando entendemos que no Universo esta ocorrendo um processo de reprodução genética. Os genes são individualizados e separados na formação de um novo corpo enquanto o corpo não existe ainda no interior do universo ovular. Mas antes deste processo de embriologia eles se juntavam numa só consciência ( ou um casal de corpos de uma só especie) e depois do corpo formado voltam a ser uma consciência.

Solucao final academica: O DDI deve acontecer na relacao entre nossas consciências e a consciência universal. Os alter-egos

É aqui que entra a dissociação. Sabemos empiricamente que a consciência pode dar origem a muitos centros operacionalmente distintos de experiência simultânea, cada um com sua própria personalidade e senso de identidade.

Portanto, se algo análogo ao DDI acontece em um nível universal, uma única consciência universal poderia, como resultado, dar origem a muitos alter egos com vidas internas privadas, como a sua e a minha. Nesse caso, todos seríamos alter egos da consciência universal.

Se alguma forma de DDI universal acontece, os alter egos da consciência universal devem ter uma aparência extrínseca. Kastrup teoriza que essa aparência é a própria vida: os organismos metabolizadores são simplesmente o que os processos dissociativos de nível universal parecem.

Conforme ele explica ao portal Scientific American, o idealismo é uma visão tentadora da natureza da realidade, na medida em que elegantemente contorna dois problemas indiscutivelmente insolúveis: o problema difícil da consciência e o problema da combinação. A dissociação oferece um caminho para explicar como uma consciência universal pode se tornar muitas mentes individuais, proporcionando uma maneira coerente e empiricamente fundamentada de dar sentido à vida, ao universo e a tudo que existe.

xxxx

O artigo acima e’ traducao compilada de:

https://blogs.scientificamerican.com/observations/could-multiple-personality-disorder-explain-life-the-universe-and-everything/

Could Multiple Personality Disorder Explain Life, the Universe and Everything?

xxxx

Ver outros links nos dois artigos acima relacionados ao tema:

 

Psicologia Evolutiva: Pesquisa do estado atual da disciplina na area da Ciência Academica

domingo, julho 1st, 2018

xxxx

O artigo abaixo indica uma serie de links úteis:

Seria a psicologia evolutiva uma empreitada falha?

– Ver video : vídeo do Steven Pinker conversando com o Stephen Fry
Visto?
– Ver https://pt.wikipedia.org/wiki/Psicologia_evolucionista ( mas ver a parrte em ingles mais completa)
Visto?
– Ver https://en.wikipedia.org/wiki/Criticism_of_evolutionary_psychology
Visto?
xxxx
TED video talk show:

Human nature and the blank slate

pelo autor do livro:
The Blank Slate
Steven Pinker
Penguin (2003)
Louis Morelli posted on 7/02/18:

The Windows 10 is a “blank slate”? No, its structure is based on Windows 9 which came from Windows 8, etc. The analogy is due the living brain composed by hardware and software. Human embryology takes 7 months for DNA expressing consciousness, while the universal system’s embryology under evolution in this Universe takes 13,8 billion years for expressing universal consciousness. It was the activation of consciousness at humans brains that has hidden human nature and its animals’ inherited instincts, but, they are there.

This tendency of separating humans from its nature is in the same line with the tendency to separate cosmological evolution from biological evolution, which effects is that we can’t see the creators of life and the contents in the filled state (we see the hardware of all these systems, but not the software, which is a kind of systemic formula called Matrix/DNA).
There are no such separations, is suggesting the new theory of Matrix/DNA. Atoms systems and galaxies systems are our ancestrals like bacteria are, and monkeys cousins.

Like our first shapes as morula, blastula, fetus, did not express consciousness, but it was there in potential state, our more ancient ancestrals non-biological systems didn’t to. Animals instincts are evolution of atomic and astronomic forces, tendencies. All these things were passed on to the last evolved shape of this universal system under evolution, which here and now is the humans genetics and brains. Brains that are still building the fetus of universal consciousness. Ok, both are theories, searching comprovation…

xxxx

O cerebro humano esta’ cheio de irracionalidades. A IA vai ajudar a corrigir isso?

quarta-feira, junho 27th, 2018

xxxxx

No combate aos instintos herdados dos animais irracionais, principalmente os instintos para predadores e presas,  o qual visa tornar o cerebro humano menos irracional e mais logicamente universal, notas como esta captada na Internet ajudam:

“Os seres humanos são produto da evolução e nossas mentes estão cheias de todo tipo de irracionalidade. Para uma IA passar no teste de Turing, seria necessário reproduzir todas essas irracionalidades humanas. Isso é muito difícil de fazer…”, Zhang opina.

“Para que uma IA passe no teste de Turing, ela deve ser capaz de responder a perguntas de maneira indistinguível à de um ser humano. Zhang acha que esse teste é falho porque é subjetivo.”

Matrix/DNA: ” Zhang foi o chefe da equipe que conseguiu fazer com a Inteligência Artificial, por sua própria conta, elaborasse uma table periódica dos elementos. E acontece que ela elaborou a tabela idêntica `a que já’ tínhamos, feita por humanos. Isto comprova que a Inteligencia Artificial se sincroniza com a logica universal e pode funcionar por esta logica.

No meu entender, a IA vai apontar muitas das irracionalidades subjetivas do cérebro humano, o que nos ajudara’ a nos auto-corrigir vencendo esta heranca animalesca irracional.” 

Outra dica importante captada pela Matrix/DNA:

“A IA do Google funciona convertendo palavras em códigos numéricos ou vetores. Ao analisar os vetores, o programa pode estimar a probabilidade de uma palavra aparecer em um texto. Por exemplo, a palavra “rei” é frequentemente acompanhada por “rainha”, e “homem” por “mulher”. Assim, o vetor matemático de “rei” pode ser traduzido aproximadamente como “rei = uma rainha menos uma mulher mais um homem”.”

Matrix/DNA: ” Assim a IA pode superar uma das maiores irracionalidades do cérebro acadêmico científico atual: separar a História Universal em Historia Cosmológica e Historia Biológica. Ela poderia descobrir o que descobri obedecendo a lógica universal mas que os cerebros acima se recusam a entender e aceitar. Em relacao ao conceito de DNA a IA dirá:

” DNA = um código biológico sem o biológico mais uma Matriz Universal”

E mais:

” “Podemos aplicar a mesma ideia aos átomos”, explicou Zhang. “Em vez de alimentar todas as palavras e frases de uma coleção de textos, nós fornecemos à Atom2Vec todos os compostos químicos conhecidos, como NaCl, KCl, H20 e assim por diante”.

Matrix/DNA: Agora sim, este cientista está rodeando em torno de outra das mais importantes descobertas do mundo: a de que neste Universo existe apenas um tipo de sistema natural que emergiu com o Big Bang  e vem evoluindo ate’ hoje, tendo passado pelas formas de átomo, galaxias, células, corpos humanos, cerebros e chegando agora a talvez ultima forma deste sistema, que e’ a auto-consciencia. Ao aprender que átomos e galáxias são tão nossos ancestrais como o são as bactérias e macacos, a palavra Vida vai mudar totalmente seu significado. Zhang levara’ a IA a descobrir isso se ao inves de apenas focar os diferentes tipos de atomos, colocar num mesmo saco da memória do computador todos as formas de sistemas naturais conhecidos, vivos com não-vivos. Como eu apliquei a anatomia comparada entre estes sistemas para descobrir o que está demasiado obvio a cerebros mais lógicos.”

E mais ainda:

” A partir desses dados, o Atom2Vec descobriu, por exemplo, que o potássio (K) e o sódio (Na) devem ter propriedades semelhantes, porque ambos os elementos podem se ligar ao cloro (Cl). “Assim como o rei e a rainha são semelhantes, o potássio e o sódio são semelhantes”, afirmou Zhang.

Matrix/DNA: Tateando outra grande descoberta sobre a origem e significado dos elementos atômicos que fizemos a 30 anos atras. O potássio e o sódio tem propriedades semelhantes porque o sistema universal evolui obedecendo a lei do ciclo natural o qual faz com que os corpos mudem de forma ao longo de sua vida. E cada nova forma do sistema universal cria os novos elementos que serão a base para compor a forma evolutiva seguinte. Assim como fazemos um edifício de baixo para cima sempre antes criando o alicerce do que será construído em cima. Ou como nosso corpo cria as glândulas capilares antes de produzir os cabelos. Como cada ciclo vital produz geralmente sete a oito formas principais diferentes do mesmo corpo, a tabela periódica repete, a cada sete elementos, todas as propriedades dos sete elementos anteriores. Assim o elemento 8 repete as propriedades do elemento 1, porque ambos significam o início de um novo ciclo. E o potassio K, numero atomico 19, repete a propriedade do sódio NA, número 11.  E assim por diante. E conhecendo a fórmula da Matrix/DNA percebe-se que estes dois elementos perfazem a função número 3 e/ou 4 nos sistemas. Esta percepção será de valiosa ajuda na compreensão dos sistemas naturais, como por exemplo, quando deparar-mo-nos com sistemas alienigenas ou na astrobiologia procurando vida extraterrestre. Mas para enxergar o ciclo vital como alicerce de suporte e origens dos elementos na tabela periódica, a quem está com o cerebro bloqueado por irracionalidades, será dificil. So’ mesmo a IA.

O texto foi visto em:

Inteligência artificial recria a Tabela Periódica dos Elementos sem a ajuda de humanos

Por que há tantos corruptos no país? A explicação pode estar no cérebro: amigdalas

sábado, junho 23rd, 2018

xxxxx

https://vivabem.uol.com.br/noticias/redacao/2018/06/23/por-que-ha-tantos-corruptos-no-pais-a-explicacao-pode-estar-no-cerebro.htm?utm_source=chrome&utm_medium=webalert&utm_campaign=vivabem

A amígdala é uma região do cérebro relacionada à percepção de risco. Segundo esta nova pesquisa, se estamos cometendo um ato desonesto, ela será ativada. “Mas estudos recentes mostraram que cada vez que a pessoa comete um ato errado que serve a si e prejudica os outros, a amígdala vai se tornando menos funcional, principalmente se essa pessoa não é pega”,

” Quando transgredimos e não somos punidos, a tendência é aumentar a transgressão com o passar do tempo. “E se essa transgressão prejudica uma pessoa, ela aumenta ainda mais rapidamente”, …

xxxx

Parecer da Matrix/DNA:

Quem veio primeiro: a percepção de risco, o impulso `a agressão, ou a amígdala? Qual o papel da mente humana, ou auto-consciência, nesse processo da corrupção? O desfuncionamento da amígdala seria uma causa genética da corrupção ou e’ o efeito involutivo de uma atividade que não havia nos ancestrais irracionais e só’ apareceu no humano?

Bem,… enquanto não tiver-mos tempo e os recursos técnicos para desvendar a função sistêmica de cada glândula com base na formula da Matrix/DNA, não temos conclusões.

Optogenetics, Hologramas projetados no cérebro pela Luz: fazer pesquisa

terça-feira, junho 12th, 2018

xxxx

https://singularityhub.com/2018/05/09/holograms-can-now-program-brain-activity-are-fake-experiences-next/?utm_content=bufferbc13f&utm_medium=organicsocial&utm_source=facebook-hub&utm_campaign=buffer

Holograms Can Now Program Brain Activity—Are Fake Experiences Next?

Holograma da formula Matrix/DNA seria o template configurador do cerebro?

quinta-feira, maio 10th, 2018

xxxx

A cerca de 20 dias atras publiquei aqui o artigo “O verdadeiro “governo” e’ um “holograma”, abstrato, invisível, emanado da Matrix/DNA”. Trata-se de uma tese que venho desenvolvendo desde 30 anos atrás quando meus resultados indicaram a existência de uma formula, a qual denominei de Matrix/DNA, e que a primeira manifestação desta formula neste Universo foi na forma de ondas de luz, pois a formula bate com o espectro eletromagnetico. Para minha satisfação, 20 dias depois vejo publicado um paper científico anunciando que cientistas desenvolvem um metodo de construir hologramas de luz, com fotons, e dirigindo este holograma sobre neuronios no cerebro de ratos, conseguem controlar estes neuronios e os correspondentes movimentos dos ratos! Portanto mais uma acertada previsão indica que nossas pesquisas estão no caminho certo. Fica registrado aqui o artigo que conduz ao paper:

https://singularityhub.com/2018/05/09/holograms-can-now-program-brain-activity-are-fake-experiences-next/?utm_content=bufferbc13f&utm_medium=organicsocial&utm_source=facebook-hub&utm_campaign=buffer

Holograms Can Now Program Brain Activity—Are Fake Experiences Next?

 

Estudo do Cérebro: Psicocirurgia, cirurgias nos cérebros com doenças mentais

sexta-feira, abril 6th, 2018

xxxxx

E’ importante o artigo como um apanhado geral da historia e evolução das técnicas de cirurgias cerebrais. O texto copiado abaixo da’ uma ideia de como já sabem dos circuitos no cérebro:

Psicocirurgia: passado, presente e futuro

Deve ser enfatizado que os gânglios da base são o alvo inicial para todos os circuitos do lobo frontal, e que uma compreensão da estrutura e função dos gânglios da base é essencial. Os gânglios da base compreendem um complexo sistema de processamento que, em essência, interpreta sinais corticais difusos no estriado e retorna informações ao córtex através do globo pálido, substância negra e tálamo. É importante notar que as lesões das estruturas dos gânglios da base dentro do circuito frontal podem originar distúrbios que se assemelham a lesões do lobo frontal. Embora não tão prevalente ou amplamente estudado, tais síndromes estriatais também existem em que desinibição e disfunção executiva foram documentadas [20].

A causa criadora do córtex e a volta do ciclo de domínio do hemisfério direito.

domingo, março 4th, 2018

xxxx

E a sugestão para uma técnica para desenvolver nosso equilíbrio e maior eficiência cerebral

Acho que acabei de encontrar a solução para outro intrigante mistério. Porque nas origens da historia humana houve tata produção de religiões e mitologias? E porque o cérebro ou mente humana mudou de maneira que hoje não existe mais esta grande produção?

Bem, o que acabei de perceber e’ que isto foi uma feliz ocorrência. A principal diferença entre cérebros humanos e primatas e’ que nosso cérebro cresceu mais e o que mais cresceu dentro dele foi o cortex. O córtex e’ a região centralizada no topo do cérebro, na região da testa. Não tendo este cortex, os primatas mesmo assim já tinham o cerebro dividido verticalmente em hemisférios direito e esquerdo. E’ sabido que o esquerdo lida com o mundo pratico real, e’ frio e calculista, talhado para a sobrevivencia, a competição, etc. O direito e’ mais zen, holístico, imaginativo, querendo existir no mundo da lua, ou talvez direcionado a entrar em ocultas dimensões da realidade para expandir nosso alcance e conhecimento. Portanto seria logico inferir que religiões e mitologias venham do hemisferio direito.

Image result for brain cortex

Então a grande produção delas nas nossas origens indicaria que o direito estava bem ativo, e a grande evolução na vida pratica com a tecnologia na modernidade indicaria que o esquerdo passou a dominar o direito. E isso tem mais uma logica:

Os nossos ancestrais animais, insetos, bactérias, aves, peixes e sei la mais o que, tinham antenas desenvolvidas que captam coisas como o campo magnético da Terra, e como a Matrix/DNA esta sugerindo que inclusive corpos humanos tem um campo magnetico e funcional, complexo como um sistema, talvez animais captam algo disso nos nossos corpos. Lembro-me de vários casos como evidencias para esta hipótese.  Essa antena foi encolhendo com a evolução do resto do corpo e do cerebro, o que e’ um grande mistério, pois se era tremendamente útil, porque se atrofiou? Pensa-se que hoje no cerebro humano esta antena se encolheu tanto que não passa de uma pequena glandula do tamanho de uma ervilha, a chamada glândula pineal. A pineal tem cristais de apatita, os quais reagem ao magnetismo ou outros efeitos de campos magneticos. Tudo bate…

O importante aqui e’ a beleza e elegância que se destaca deste processo evolucionário. Se num individuo um dos hemisférios domina totalmente e o outro se encolhe recessivo, esse cara caminha pendendo inclinado pendendo sob o sobrepeso de um lado e deve  fazer muitas besteiras. Mas se houver estas trocas de ciclos de dominância/recessividade, a natureza vai aos poucos corrigindo os atritos do conflito. isto significa que sempre nestes ciclos existiria uma fase em que o conflito esta quase controlado, existe uma época de ceta paz, quando os dois se unem e trabalham juntos e quando isso acontece, produzem uma grande novidade e muito benéfica, que e’ o alimento que se colocara no meio das duas fazendo crescer o… cortex. Assim evoluiu o cérebro inventando esta novidade que e’ o cortex.

Image result for brain cortex

Isso indica que os nossos primatas, que estavam mais próximos dos ancestrais com antena, tinham maior capacidade que nos de captar o culto a nos hoje. Como nada entendiam de planetas, astronomia, biologia, DNA, etc, faziam uma confusão dos diabos com as visões e indícios que captavam e estas confusões criaram as lendas mitológicas. Então, se isso for verdade, nestas lendas devem existir elementos reais da verdade. La vou eu novamente me lançar a mais um oceano de informações e mistérios, como se já não chegasse os milhares em que estou dentro e atolado ate o cocuruto…

 

Sugestão de técnica para desenvolver o cérebro:

Para entender isso e’ preciso observares neste site a formula da Matrix/DNA. Ela e’ o template de todos os sistemas naturais, o cérebro e’ um deles, então a anatomia do cérebro e’ a anatomia da formula. de fato a formula tambem tem duas meias-faces. O fluxo energético de informações começa na base de baixo em F1 e se dirige para a esquerda no sentido horario, alcançando F2. Quando chega a F4, o fluxo se bifurca e tem duas alternativas: ou continua em frente desenhando a esfera ou despenca com velocidade retornando rumo a base, a F1. Pois bem…

Nas época dos ciclo alternativo de dominância/recessividade entre hemisférios direito e esquerdo, depende exatamente do que faz o fluxo de informações. Quando o esquerdo esta dominante, significa que o fluxo chega no topo de F4, onde se representa pelo córtex cerebral e ao invés de continuar adentrando o direito, ele retorna imediatamente para a base. Apenas o esquerdo fica funcionando, enquanto o direito fica em dormência, em estado potencial apenas. Mesmo quando o ciclo entorna, como no caso dos primatas produzindo mitologias, o direito não funciona bem, pois ele depende sempre que o fluxo passe pelo esquerdo primeiro.  Não vejo como o fluxo poderia iniciar em F4 e não vejo como, ao chegar em F1, o fluxo pudesse subir em linha reta direto para F4 mantendo apenas o direito em atividade. Infelizmente o cérebro ainda esta num estagio intermediário de sua evolução, as dimensões ocultas estão ainda distantes do nosso alcance normal, vamos ter que assistir este levantar do direito porem, um levantar muito tímido. mas ai e’ que entra a nossa engenhosidade. Podemos acelerar essa evolução e começar desde já a ter bons lucros. pela meditação. Eu tenho esporadicamente me lembrado disso e de vez em quando aplicado essa técnica. Ela consiste em você se lembrar da formula, fixar imaginariamente F1 na região do hipocampo que e’ a base central do cérebro atras da boca ou do nariz, imaginar o turbilhão do qual sai o fluxo lhe percorrendo o cérebro pela esquerda de baixo para cima esfericamente, e quando o fluxo chega em F4, no cortex, faça um esforço para evitar que caia, imagine-o seguindo em frente, atravessando a ponte sobre a massa do corpo caloso e entrando no direito… Aviso urgente: não torne isso uma obcecação, não faça muito este exercício pois le pode comprometer sua eficiência neste mundo mundano na competição pela sobrevivência e apego as coisas reais do aqui e agora. Mas tambem não deixe de faze-lo de vez em quando pois o nosso horizonte mental deve crescer para o lado das dimensões ocultas e isto só se o direito for livre e estimulado a trabalhar. não me vá’ agora ficar produzindo novas mitologias como a hidra de lerna com varias serpentes na cabeça, super-heróis como Hércules e Aquiles, imaginar cobras falantes no paraíso, ou ficar desenhando discos voadores nas pardes da casa/caverna…  Vão te olhar estranho achando que ficastes lele’ da cuca… quase como eu…

Image result for brain cortex

A proposito, estou acompanhando e dialogando com um pessoal que esta revelando coisas muito estranhas sugerindo que estão captando estas coisas por meio do paranormal ( o que seria um retorno ao nosso primitivo ou uma reviravolta nos ciclos pondo agora o hemisfério direito novamente no domínio do cérebro. Se alguém tiver curiosidade o debate esta acontecendo no Google+, tente este link:

https://plus.google.com/+RickKaneAccidentalScientist/posts/fb9UffrBPvw