Archive for the ‘aminoácido’ Category

Ribozima que Replica e Transcreve Um RNA Existente como Template, Para Entender o “RNA-World”

terça-feira, agosto 23rd, 2016

xxxxx

Scientists take big step toward recreating primordial ‘RNA world’ of 4 billion years ago

https://www.sciencedaily.com/releases/2016/08/160815185822.htm

Date: August 15, 2016 – Source: Scripps Research Institute

E’ preciso notar e nunca se esquecer que esta ribozima que sintetizaram no laboratorio nao produz RNA, como a noticia parece querer transmitir. Ela precisa de um RNA feito antes, ja pronto. Apenas entao ela pode se ligar a ele, usa-lo como template, para replica-lo e transcrever seu codigo na formacao de outras moleculas vitais, inclusive para fazer o RNA produzir copias de si mesma.

E’ um grande e respeitavel e louvavel passo para as Ciencias e nossa fundamental busca do conhecimento sobre as nossas origens. Porem, o grande problema permanece: Como surgiu, antes dessa ribozima, o primeiro RNA? Teria ele vindo de um outro template ainda invisivel e desconhecido por nos que teria existido a 4 bilhoes de anos atras? E’ o que a formula da Matrix/DNA sugere, e ela se mostra a si mesma como sendo este template.

O presente artigo suscita algumas pesquisas, o que sera’ feito aqui no prosseguimento: 

Pesquisa:

– ribozyme [a special RNA enzyme]

3D structure of a hammerhead ribozyme

                                                       Estrutura tridimensional de uma ribozima

Definicao:

Uma ribozima é uma molécula de RNA com capacidade auto-catalítica semelhante às enzimas. O termo ribozima, em si, deriva da combinação das palavras enzima de ácido ribonucleico. As ribozimas são moléculas de RNA que possuem a capacidade de atuar como catalisadores,ou seja, de diminuir a energia de ativação de uma reação de forma específica. Tal como as enzimas proteicas, possuem um centro activo que se une especificamente a um substrato e que facilita a sua conversão num produto. As ribozimas são menos versáteis que as enzimas protéicas

Questao: O que realmente e’ “catalizar”? Onde existem exemplos na nossa vida real deste tipo de evento? Porque na Natureza e’ necessario “diminuir a energia de ativacao de uma reacao, … de uma forma especifica?”

O que isto significa quando pensamos na formula da Matrix/DNA, apenas no estado de template abstrato, e sendo copiada, manifestada, no mundo material? Bem,… acho que basta pensar num humano-crianca, crescendo no ritmo do ciclo vital. Se ele crescer ( ou nao crescer) em outro ritmo errado, nao vai haver transformacao para adolescente, jovem, e adulto. Entao, a materia bruta do planeta nao tem relogio biologico… ( epa! Eureka?! Foi aqui que comecou este fenomeno de relogio biologico, ciclo circadiano., etc? Ribozimas seriam o ancestral primordial do relogio biologico?), e por nao ter relogio biologico e nenhum outro motivo para controlar reacoes em acordo com algum ritmo metodico, precisava existir as ribozimas que se impoe a essa materia bruta, exigindo, ou tocando, um ritmo e exigindo que os atomos se comportem movendo-se em sintonia com este ritmo. Esta bem… respondida a questao.

Centro Ativo … da riboenzima:

O sítio ativo (ou centro ativo) é a pequena região de uma enzima onde ocorrerá uma reação química. Provém de grupamentos de partes da sequência de aminoácidos. As enzimas são muito específicas para os seus substratos. Esta especificidade se deve à existência, na superfície da enzima de um local denominado sítio de ligação do substrato. O sítio de ligação do substrato de uma enzima é um arranjo tridimensional de aminoácidos de uma determinada região da molécula, geralmente complementar à molécula do substrato, e ideal espacial e eletricamente para a ligação do mesmo . O sítio de ligação do substrato é capaz de reconhecer inclusive isômeros óticos “D” e “L” de um mesmo composto. Este sítio pode conter um segundo sítio, chamado sítio catalítico ou sítio ativo, ou estar próximo dele; é neste sítio ativo que ocorre a reação enzimática.

Buscar outros termos no artigo para pesquisa e Googlar “riboenzyme” e continuar pesquisa.   

 

 

Origem da Vida pelos Cometas?

sábado, abril 9th, 2016

xxxxx

( Article under construction based on:

https://theconversation.com/did-comets-kick-start-life-on-earth-chemists-find-missing-piece-of-puzzle-57369#_=_

Did comets kick-start life on Earth? Chemists find missing piece of puzzle

 by  – Lecturer in Environmental Science & Planetary Exploration, University of Stirling – April – 07 2016

These scientists are suspecting that comets are the pollinators of the space, but not only that, they could be also the creators of the pollen. MatrixLight/DNA Theory have suggested 30 years ago that comets exercises a function like pollination, but not as pollinator and so, as spermatozoon. Because comets works in an astronomic environment, acting over astronomic level, and not at the microscopic level of biological systems. The comets passing around our stellar systems are dead and sterile astronomic spermatozoons. The very fact they have the left building block of life is due, as spermatozoon, they carries on the left face of the building blocks of galaxies, which means, the Y chromosome.

XXXXX

The formation of sugar ribose by MatrixLight/DNA formula:

Ribose (acucar ribose):

E o backbone de RNA e DNA. E um carbohidrato.  Ribose is a carbohydrate with the formula C5H10O5. A carbohydrate is a biological molecule consisting of carbon (C), hydrogen (H) and oxygen (O) atoms, usually with a hydrogen–oxygen atom ratio of 2:1 (as in water); In chemistry, a hydrate is a substance that contains water or its constituent elements. The chemical state of the water varies widely between different classes of hydrates.

From the MatrixLight/DNA Theory’s viewpoint, it is clear, obvious, that the initial formulas for life origins should be exactly something like that. In C5H10O5 we have the exactly required atoms and arrangement driven by building block coming from this whole galaxy, the matrix formula: it is five times the repetition of a carbon atom, which represents the five principals living systemic functions, and a sixth repetition of the Matrix formula,  performing the last systemic function which permits the point of mutation, when the system is opened to its own evolution. As needed to be a system involved in a process that need to evolve to next steps, as it is the process for generating biological systems, aka, life.

Ok, let’s us bringing on here the Matrix formula at the evolutionary state as a galaxy:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

    E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

 

Matrix/DNA: Esta claro porque no inicio da origem do RNA/DNA,  esta seria a formula. O Carbono representa o sistema inteiro, completo, descrito na formula da Matrix. O sistema/formula completo tem que ter seis funções, e o Carbono, numero atomico 6, e’ o unico atomo que reproduz a formula fielmente. Apenas nao possui a funcao F5 porque esta e’ apenas a funcao externa ao sistema que entra para reproduzir o sistema, duplica-lo.

  • Por uma razao que apenas quem conhecea formula da Matrix/DNAdescobriu um segredo na tabela periódica dos elementos. Na tabela, os átomos de 1 a 7, representam ima bvez a formula da matrix. Podemos pensar que ligando-os na certa sucessao, se reproduz exatamente a mesma sucessão observada numa onda de luz, que foi a primeira forma da Matrix. Estes sete atomos iniciais são todos diferentes entre si no tocante as suas propriedades e funções, isto ‘e conhecido pelas Ciencias. Mas o atomo seguinte, que ‘e o O8, ao invés de continuar sendo diferente dos sete anteriores, repete  o mesmo estado do átomo H1. As mesmas propriedades. E o atomo numero 9 as mesmas propriedades do atomo 2. E assim por diante, ate o atomo 15, repete-se a mesma sequencia de estados do primeiro grupo de sete. O que significa isto?
  • Que ‘e uma segunda forma do mesmo sistema inicial, porem, nao e; igual, os atomos sao diferentes. E igual na sequencia de propriedades, obviamente.
  • Entao, quando a formula faz o atomo de carbono se unir a um hidrogenio, ela ja construiu uma ponte para liga-lo a sum segundo atomo e ao mesmo tempo ja engatilhou um burst de energia para dar artida na segunda composicao de atomos que vai repetir a formula. E quem deve iniciar esta segunda composição tem que ser o atomo numero 8,… oxigenio. mas ainda tem mais. Os carbohidratos apresentam um razao de dois H para cada um O, que e’ H2O, a mesma formula da agua. Isto explic porque nao ha vida sem agua, seja em que estado quimicoela se encontre, porque um atomo e carbono fora da agua nao inicia as reações para começar a construir as moléculas organicas. Se aparecem dois H e’ porque a formula já comeca ase preparar para a captura de um segundo atomo. mas quando ela inita a formula da agua, ela cria uma substancia que se nao for a propria agua, deve ser um estado plasmico bem semelhante que fica ao redor banhando o carbono. E sabido que a agua transporta informacoes, de um emissor, para um receptor. me parece que o estado ou momentum do emissor ‘e resumido a um ion na agua que se move na direcao de um receptor. Entao imagino o esferico atomo de carbono girando no seu proprio eixo como uma roda dentada, com seis dentes. Cada um dos dentres tem uma deformcao especifica, porque na verdade os dentes sao os elementos partes materiais da formula. Conforme essa roda vai girando, cada dente voltado para a agua ‘e o emissor. Asim, seis tipos de informacoes ou sinais diferentes atravessam a agua. E cvao buscar que tipo de receptor? ora, os atomos na escala seguinte para mintar a segunda composicao da formula. No inicio nao tinha estes atomos a disposicao, entao foi se formando pacotes quebrados do sistema, qe sao as moleculas denominadas ” aminoacidos. Assim comecou o RNA que depois se duplicou tornando-se o DNA. O que significa os ions carregados da agua transformados em sinais de informacao? Nao se esqueca que a Matrix comeca com a luz, e fotons sao suas partículas, seus building bloks de informacao. Cada uon daquele era um cavalo levando montado em si um foton. De cada dente da roda dentada desce sai um cavaleiro que ja pula num rio raso cheio de cavalos e cai exatemanete em cima de um cavalo e sai galopnado… cada qual sai para procurar seu átomo-troféu.

Maaaasss… nao e’ so’ isto.

Ribose is a carbohydrate with the formula C5H10O5. Para a Matrix/DNA isto significa que a formula da Matrix esta repetida 6 vezes. Acho que o motivo e’ claro: sao seis o estado de um sistema comleto porque sao seis as diferentes frequencias/vibracoes da onda de luz. Mas com se ve 6 vezes a formula da Matrix na formula quimica C5H10O5 ?  Existem 5 atomos de carbono, significando 5 repeticoes da formula exatamente iguais. Agora no prosseguimento vamos entender porque a Natureza precisou repetir cinco juntar 5  atomos de carbono antes de começar a desenhar quimicamente a formula que veio de um sistema astronomico.  

Primeiro de tudo, a natureza criou carbohidratos. O segundo passo nao seria apenas criar mais carbohidratos e ir conectando-os em serie. Nao, ela tinha que conecta-los numa sequencia especial e de maneira que cada qual desempenhasse ima funcao sistemica, a qual nada mais ‘e que  estado de um corpo na sua fase etaria, porque este corpo ‘e vivo, ele esta sob o processo do ciclo vital. E’ como se o primeiro carbohydrato fosse a forma recem nascida de um humn, o baby. U segundo parecera igual porque e’ o mesmo baby se desenvolvendo, mas ele tera a forma externa de crianca. O terceiro tera a forma externa de adolescente, e assim por diante. Tudo isso eata acontecendo nesta formula quimica que estao vendo ai. Qundo o ciclo de vida chega no 6 estagio, na ulktima forma do corpo, a de idoso, ele se desmancha em seus fragmentos. E  momento univco, a grande oportunidade que a Natureza tem para inserir ai uma mutacao, para ue na reciclagem disso tudo, a copia reproduzida simplesmente nao repita a primeira, mas tenha um nivel de diferenciacao… evolutiva.  A onda de luz comeca com a altta vibracao na fequencia mais curta – o baby – e termina na onda de radio onde se fragmenta em seus fotons. Quando os fotons – se estiverem proximos – comecam a se reunirem para refazerem o caminho inverso e assim recompondo a onda… eles passam este tempo num ambiente diferente da onda de luz, e esse ambiente exerce sua onfliencia sobre eles, mutando-os em algum pequeno detalhe.

Mas essa mutação não poderia acontecer dentro de um átomo de carbono, os 5 que já estavam convocados e alinhados para o projeto. Parou tudo na penúltima fasefase, ou idade, a qual, na onda de luz corresponde ao… ultravioleta? Não me lembro agora. O corpo esta na ultima forma, a qual pode compreender dois estados: o de velho morrendo e o de cadaver morto….  hein?… que seja, cadaver morto.

( Para uma palestra, preciso mostrar a formulada luz, por um atomode carbono em cada uma das cinco primeiro secoes e deixar a ultiam secao com o ponto de interrogacao: Quem e’ o sexto?)

Enquanto f7 esta sedesintefrando ocorre o ponto da mutacao: aoinves de um sistema na forma de carvcono entra um sistema da mesma formula que fez o carbono porem com atomos diferentes: Oxigenio e Hidrogenio. Entao osexto e’ o resto daquela formula quimica. Vamos checar?

DRibose Fischer.svg

D- ribose

Esta e’ uma maneira de representar quimicamente aquela formula, acho que foi feita pelo Fisher, o descobridor disso ai, do acucar ribose. Vamos ver o que esta acontecendo ai, perguntando para a formula da matrix/DNA? O conjunto na base CH2OH e’ a F1, o turbilhao reprodutor embenhado em agua, como ele estava de onde veio, um buraco negro no meio da poeira que forma o horizonte de eventos. Entao o sistema comeca a girar, a nascer de novo, o ciercuito comeca no sentido horario, indo para a esquerda. Entao foram arrolados 3 atomos de H, e posicionados numa sequencia linear. Na certa cada qual esta perfazendo uma das 3 funcors da face esquerda, de F1 a F4. Sao todos um corpo so, um atomo, porem, certamente ele esta sob a acao do cilo vital, entao um nao ‘e igualzinho o outro na forma externa e funcao. Cheg em F4 o qual reproduz F5, o qual se nao e’ para copiar o mesmo sistema, e expelido para fpora para rreproduzir outro sistema, esse HOai encima ja esta comecando a representar a fosfase que se interpoe entre dous nucleotideos e forma assim a haste do RNA e DNA. Ja deu para ver qu aqui vai sair um sistema aberto, nao auto-reciclavel, e claro, pois se saisse daqui um sistema fechado todo o projeto parava aqui. E aqui a gente percebeu porque na origem da vida a Natureza simplesmente, para fazer do RNA o DNA, simplesmente nao pegou o L-ribose e uniou-oao D para perfazer a fce direita e terminar aformula. nao, ela refutou o L-ribose e teve todo o trabalho de trazer o mecanismo da reproducao da esquerda em direita outra vez. Se tivesse usado o L-ribose teria sido um sistema fechado e ai… adeus projeto de vida.( palmas acaloradas)

Bem,… vamos continuar a montagem da formula. Passando deste trecho do H20 no topo, o circuito comeca sua queda entropica. O corpo que esta rolando no circuito passa da forma de adulto sexualmente maduro, para adulto quarentao, formado. Para fazer este corpo decair tem que entrar o fator entropico que causa sua degenercao, e isto na quimica acontece pelo fenomeno da oxidacao, o qual ‘e efetuado pelo… Oxigenio. Novasmente as trs funcoes umtimas sao exoressadas, podem ter certeza que o segundo composto de OH nao ‘e igualsinho o primeiro composto, porque aqui esta acontecendo as transformacoes das formas de adulto maduro, para idos e para cadaver. Assim, o sexto sistema foi construido, porem mutado em relacao aos outros cinco. Somente assim, o conjunto todo sera um sistema aberto a sua evolucao. E esta no seu prosseguimento vai ajuntar nesta ribose, as bases nitrogenadas. Seja bem vindo e aprecie o resultado desta engenharia extraordinaria como uma obra de arte da sua smepre de bracos aberos, incrivel artista e de suprrema sabedoria a sua Mae Natureza!

Diz-se em quimica ainda, que o ribose tem 4formas diferentes, em algum pequeno detalhe, e que apenas uma forma foi escolhida para ser o backbone do RNA a qual chamam de Beta-D-ribofuranose. Ai esta uma de suas representacoes quimicas. Ve se nitidamente a pentose formada pelos cinco atomos de carbono ja representando a formula da marix faltando um elemento final, o qual comeca a se desenha com ests atomos pendurados na pentose.

 

The ribose β-D-ribofuranose , toforms part of the backbone of RNA

 

xxxxx

Meu comentário postado e publicado no artigo ( agora, se alguém deles ler o comentário, e’ de se esperar as pedradas, pois isto nunca ouviram e os incomoda como alguém que agride sua visão do mundo. Ja que eu sou agnóstico e não acredito em nenhuma teoria de visão de mundo como todas feitas por humanos como eu, as pedras não me atingem e se o faço e’ porque precisamos confrontar nossas diferentes interpretações dos fatos naturais reais para tentar corrigir seus erros e construir uma terceira mais próxima da verdade, se e’ que existe alguma verdade.)

Louis Charles Morelli – 4/9/2016

 

Mr. Schroeder: ” … scientists don’t know whether the molecular building blocks of life were created on Earth or whether they were brought here by comets and meteorites.”

Sorry, but must have  other plausible alternatives, why are them focusing only these two? I have a different alternative – The Matrixlight/DNA Theory – and I will try to say why it makes more sense. We know that life emerged at Earth, but earth alone could not do it because is necessary the Sun’s energy/light. We have not known how life began from Earth+Sun, them , must have a third element. The scientists found the comets, maybe they are the element. Ok, now I will wait that this sugar ribose works. They need to assemble the microscopic primitive environment, leaving the ribose there and watching if they develops the next evolutionary steps. The Miller experiment did not convinced because their amino acids did not worked and there are people saying that they were not the aminoacids used by life. Maybe these riboses does not works either, so, I can talk about my theory, which suggests a different third element.

The building blocks of life can be reduced from DNA to RNA to nucleotides, and now, they are trying to reduce it to the ribose. My theory with a different approach discovered that a lateral base pair of nucleotides has the same form and  functionality that have a theoretical model of a supposed building block of this galaxy. If so, it is not the set of Earth+Sun+Comet enough for generating biological systems – aka, life – but the whole galaxy. The ideia is not weird because life emerged inside a galaxy and made by a galaxy. If the base pair is the fundamental unit of information, the last building block of life, and it came from the building blocks of galaxies, it is merely an evolutionary cosmological continuum. So, there was no events by chance here, and we can reproduce the event in lab.

The MatrixLight/DNA formula is the state of the building block as galaxy, as RNA/DNA, and as a cell system complete. having the formula at hands, we can see step by step how the formula fixed the first carbon atom and from it, developed itself becoming a ribose. The ribose’s formula C5H10O5 , means five times the same building block system plus a sixth copy of itself with a mutation, becoming the H10 O5  which are aligned in the exactly sequence of that formula. With this formula there is no secrets about life’s origins and yes, the seeds of life are spread in the whole galaxy because they are the galactic building blocks being fragmented by entropy and for they re-organizing again and emerging as biological systems does not need comets as pollinators of planets. The birds can get the pollen everywhere but they can not make the pollen. I f you try to see my article here, there is a brief description how the formula conducts terrestrial atoms to build the ribose, the nucleotides, till human beings. ( http://theuniversalmatrix.com/pt-br/artigos/?p=10448 ) it is not finished and if you want I can translate to English.

 

Origem da Vida: Nova Tese da Prébiotica Bioquimica Positivista a Ser Pesquisada

sábado, março 21st, 2015

xxxx

Chemists claim to have solved riddle of how life began on Earth

http://phys.org/news/2015-03-chemists-riddle-life-began-earth.html

xxxx

Chemistry in a post-meteoritic-impact scenario. A series of post-impact environmental events are shown along with the chemistry (boxed) proposed to occur as a consequence of these events. a, Dissolution of atmospherically produced hydrogen cyanide results in the conversion of vivianite (the anoxic corrosion product of the meteoritic inclusion schreibersite) into mixed ferrocyanide salts and phosphate salts, with counter cations being provided through neutralization and ion-exchange reactions with bedrock and other meteoritic oxides and salts. b, Partial evaporation results in the deposition of the least-soluble salts over a wide area, and further evaporation deposits the most-soluble salts in smaller, lower-lying areas. c, After complete evaporation, impact or geothermal heating results in thermal metamorphosis of the evaporite layer, and the generation of feedstock precursor salts (in bold). d, Rainfall on higher ground (left) leads to rivulets or streams that flow downhill, sequentially leaching feedstocks from the thermally metamorphosed evaporite layer. Solar irradiation drives photoredox chemistry in the streams. Convergent synthesis can result when streams with different reaction histories merge (right), as illustrated here for the potential synthesis of arabinose aminooxazoline at the confluence of two streams that contained glycolaldehyde, and leached different feedstocks before merging. Credit: (c) Nature Chemistry (2015) doi:10.1038/nchem.2202 Read more at: http://phys.org/news/2015-03-chemists-riddle-life-began-earth.html#jCp

Meu comentario a ser postado no artigo:

1) Que as primeiras  moléculas complexas se formaram  simbionticamente com a junção de ingredientes separados já é previsto na matrix/DNA onde a vida na Terra veio de uma genética separadas no tempo e no espaço.

Copia do artigo para ser traduzido:

(Phys.org)—A team of chemists working at the MRC Laboratory of Molecular Biology, at Cambridge in the UK believes they have solved the mystery of how it was possible for life to begin on Earth over four billion years ago. In their paper published in the journal Nature Chemistry, the team describes how they were able to map reactions that produced two and three-carbon sugars, amino acids, ribonucleotides and glycerol—the material necessary for metabolism and for creating the building blocks of proteins and ribonucleic acid molecules and also for allowing for the creation of lipids that form cell membranes.

Scientists have debated for years the various possibilities that could have led to life evolving on Earth, and the arguments have only grown more heated in recent years as many have suggested that it did not happen here it all, instead, it was brought to us from comets or some other celestial body. Most of the recent debate has found scientists in one of three chicken-or-the-egg first camps: RNA world advocates, metabolism-first supporters and those who believe that cell membranes must have developed first.

The chemists with this new effort believe they have found a way to show that all three arguments are both right and wrong—they believe they have found a way to show that everything necessary for life to evolve could have done so from just , hydrogen cyanide and ultraviolet light and that those  could have all existed at the same time—in their paper, they report that using just those three basic ingredients they were able to produce more than 50 nucleic acids—precursors to DNA and RNA molecules. They note that early meteorites carried with them ingredients that would react with nitrogen already in the atmosphere, producing a lot of . By dissolving in water, it could have very easily come into contact with hydrogen sulfide, while being exposed to ultraviolet light from the sun. And that, they claim, would have been all that was needed to get things going.

The findings by the team are sure to garner a great deal of interest in the scientific community and others will no doubt be testing and commenting on their findings. If what they claim passes muster, their work will likely be remembered as one of the great achievements of our time.

 Explore further: NASA Ames reproduces the building blocks of life in laboratory

More information: Common origins of RNA, protein and lipid precursors in a cyanosulfidic protometabolism, Nature Chemistry (2015) DOI: 10.1038/nchem.2202

Ver secção de comentários:

 

Moléculas fundamentais à vida podem ter origem extraterrestre, diz pesquisa

domingo, janeiro 30th, 2011

Esta novidade de que aminoácidos estariam pregados em meteórito, que este meteórito teria pertencido a um planeta nos primórdios do sistema solar, o qual seria muito quente e por isso não poderia ter gerado os aminoácidos, e que estes aminoácidos teriam sido formados em lugar que não tem água!… Tem algo errado nestas hipóteses.

Folha.com

http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/863217-moleculas-fundamentais-a-vida-podem-ter-origem-extraterrestre-diz-pesquisa.shtml

 GIULIANA MIRANDA
DE SÃO PAULO

19/01/2011

Cientistas da Nasa (agência espacial americana) descobriram que alguns aminoácidos –elementos essenciais à vida na Terra– podem ter vindo do espaço, pegando carona em asteroides que se chocaram com a nossa atmosfera.

Os aminoácidos são importantíssimos porque ajudam a compor as proteínas, indispensáveis para a existência de todas as formas de vida no nosso planeta.

Ao estudar os fragmentos de um meteorito (pedaço de asteroide) que caiu no deserto africano em 2008, cientistas da Nasa comandados por Daniel Glavin do Centro Goddard de Voo Espacial, descobriram que os pedaços de rocha vindo do espaço continham aminoácidos do tipo canhoto.

Os aminoácidos podem ser de duas variedades: destros ou canhotos. Elas funcionam como imagens espelhadas. Algo como nossas mãos, uma com o polegar voltado para direita e outra, para a esquerda.

Na Terra, todos os seres vivos têm aminoácidos canhotos, como os do meteorito. Mas isso não quer dizer que a versão destra seja impossível por aqui. Cientistas já conseguiram sintetizá-la em laboratório.

O que eles não sabem ainda é por que os canhotos prevaleceram. ( A Teoria da Matriz/DNA tem boa explicação aqui, em outro artigo) Os fragmentos do meteorito podem, então, dar uma importante contribuição para matar essa charada.

Ao analisar essas moléculas, os pesquisadores se surpreenderam: alguns dos aminoácidos simplesmente não existiam na Terra, enquanto outros eram realmente bem difíceis de se encontrar na natureza.

Isso, de acordo com os autores do trabalho, publicado esta semana na revista “Meteoritics and Planetary Science”, comprovaria que o meteorito já teria chegado ao planeta com os aminoácidos, tornando impossível a hipótese de “contaminação” no ambiente.

Eles acreditam que o asteroide, batizado de 2008 TC3, é provavelmente uma parte de algum planeta que existiu nos primórdios do Sistema Solar. Mas, como a temperatura nesse planeta devia ser realmente muito alta, os cientistas acham que os aminoácidos não se formaram enquanto o astro ainda estava inteiro.

E o enigmas vão além: ao contrário dos aminoácidos da Terra, que precisam de água para se formar, as “moléculas ET” não tinham o líquido disponível no ambiente do meteorito.

Isso, de acordo com o chefe do trabalho, aumenta as possibilidades da existência de vida usando “ingredientes” até agora considerados impossíveis.

Glavin disse em entrevista ao “Science News” que, na opinião dele, se realmente existir uma forma de produzir aminoácidos sem água, isso então “aumentaria muito a probabilidade da existência de vida em outros lugares do Universo”.

Embora esta seja uma grande novidade, vale lembrar que os aminoácidos são apenas uma parte da vida. Para chegar até ela, ainda são necessários muitos outros fatores.