Archive for the ‘Psicologia’ Category

Show em video sugere como anda a mente da classe media do primeiro mundo: nihilismo?

sábado, novembro 17th, 2018

xxxx

Um bom momento como amostra do que se passa na cabeca e cultura da classe media do primeiro mundo. Nihilismo?

https://www.youtube.com/watch?v=F9pPgBlg4Ks

Bring Me The horizon – Shadow Moses (Royal Albert Hall)

Can you tell from the look in our eyes
We’re going nowhere?
We live our lives like we’re ready to die
We’re going nowhere
Can you tell from the look in our eyes
We’re going nowhere?
We live our lives like we’re ready to die
We’re going nowhere
I thought I buried you and covered the tracks
You’ll have to take this with your cold dead hands
I thought I buried you, what’s dead can never die
I thought I’d cut you loose, severed the feeling
I slipped through the cracks, and you caved in my ceiling
I thought I buried you, what’s dead can never die, fuck
Can you tell from the look in our eyes We’re going nowhere? We live our lives like we’re ready to die We’re going nowhere You can run, but you’ll never escape Over and over again Will we ever see the end? We’re going nowhere This is sempiternal Will we ever see the end? This is sempiternal Over and over, again and again Rise from the dead you say “Secrets don’t sleep till they’re took to the grave Signal the sirens, rally the troops Ladies and gentlemen, it’s the moment of truth” Can you tell from the look in our eyes We’re going nowhere? We live our lives like we’re ready to die We’re going nowhere You can run, but you’ll never escape Over and over again Will we ever see the end? We’re going nowhere Can you tell from the look in our eyes We’re going nowhere? We live our lives like we’re ready to die We’re going nowhere You can run, but you’ll never escape Over and over again Will we ever see the end? We’re going nowhere This is sempiternal Will we ever see the end? This is sempiternal Over and over, again and again

 

Mudanca no paradigma da Psicologia: a consciencia foi criada com a linguagem, mas a linguagem genetica criou a linguagem do cerebro, nao a consciencia.

quinta-feira, setembro 27th, 2018

xxxx

Lembro-me da noite que eu estava numa mesa de bar com 12 pessoas, todos recém-formados em psicologia. Em dado momento fiz uma pergunta sobre qual seria a origem da consciencia e todos foram unanimes em responder que a consciencia, ou os pensamentos, são pura linguagem. O que quer dizer que quando os primatas começaram a inventar a linguagem comecou a se firmarem os pensamentos contínuos, e isso e’ a consciencia.

Pensei um pouco na proposta e não gostei dela – ela esta’ contra o que meus mapas e modelos teóricos do mundo estao sugerindo: os sistemas naturais, de atomos a corpos humanos, sempre foram constituídos de hardware e software. Consciencia e’ uma evolucao, ou melhor, o despertar, a expressao desse software.

Entao, claro, procurei erros no paradigma da Psicologia. E pensei nos genes, trabalhando, construindo um edifício, o embrião. Devem se comunicarem, ou entao obedecerem a um comando central, para cada qual entrar na obra no momento certo com a substancia certa. Os biólogos dizem que existem sinais movendo-se dentro do DNA como imput/output, entra/sai, fecha/abre, etc. Inclusive estao descobrindo que muitos destes sinais ativandos genes vem do outrora chamado DNA-lixo.

Mas o que são estes sinais, independentes de onde vem? E’ um tipo de comunicação, mesmo que com outra forma de energia, som, química. E’ um tipo de comunicação, e a linguagem humana e’ um tipo de comunicação.

Mas quem veio primeiro? A linguagem da genetica que fez o cerebro humano ou a linguagem humana feita depois pelo cerebro? Claro, a linguagem na forma genetica.

Mas se os genes ja tinham inventado a linguagem, nem por isso ficaram auto-conscientes. O que lança duvidas ‘a teoria de que a linguagem reproduzida ( e não inventada) pelo cerebro fez surgir a autoconsciência.

Bem, o fato e’ que os doze ficaram me olhando de forma esquisita quando indaguei, questionei e expliquei a teoria da linguagem genetica que me surgiu naquela hora. Não sei o que pensaram, mas claro, logo afugentaram minha fala, pois eu era analfabeto e estava contestando seus professores. Nao adiantou eu pedir maior explicacao de como impregnar um pedaço de materia com linguagem faz de repente a materia ter pensamentos contínuos… e autoconsciência! Não adiantou eu pedir para apontarem onde mais na Natureza detectaram um fato igual, um parâmetro natural real, conhecido, comprovado, que nos possa certificar de que a natureza e’ capaz de aplicar esse tipo de criacao. A cerveja foi buscada com rapidez e o tilintar dos copos desviou o assunto para as piadas do cotidiano.

So’ eu fiquei serio com um grilo na cuca. Não e’ possivel que um individuo apenas esteja certo e 12 aqui presentes, mais milhares la’ fora que constituem o corpo acadêmico, estejam errados. Mas, diabos, onde estou errando,…  que não percebo?

E’ certo que o que levou o individuo que raciocina de forma anormal, naquela mesa, a contestar a crença geral, foi que o individuo anormal tem como visao de mundo algo bem diferente da visao de mundo dos psicologos. Senão não teria surgido a duvida. E e’ fato que nenhuma das duas visões do mundo pode ser comprovada cientificamente, por enquanto. No entanto, uma das duas tem que estar mais proxima da verdade. Portanto, a teroia escolhida sera uma questao de preferencia, ou opiniao pessoal. Mas cabe ao pessoal da Psicologia provar que a linguagem humana foi a primeira linguagem surgida no mundo, pois não seria uma auto-projecao da linguagem genetica. E por todas cargas d’agua, eu não vou aceitar essa teoria sem provas, vao ter que me mostrar onde esta cortado o cordao umbilical entre a linguagem humana e a linguagem genetica.

Ou entao provarem que não existe linguagem genetica. mas e’ fato comum na Biologia se referirem a um “comando de instruções” no DNA. Se existem instruções, existe uma especie de linguagem. Ou não?!

Eu sou analfabeto em relacao a moderna Ciencia da Psicologia, mas… com’on… isto não significa que não seja capaz de refletir um pouco… os doutores da Psicologia caíram no meu conceito enquanto não derem uma explicacao mais racional para seu paradigma.

Nove traços de personalidade de pessoas más

terça-feira, setembro 25th, 2018

xxxx

Aqui na comunidade Matrix/DNA nos preferimos a teoria de que “os humanos são 8 bilhões de genes semi-conscientes construindo um embrião único super-consciente, o qual sera’ os 8 bilhões em 1”.

Portanto, cada ser humano é uma informação para o conjunto total do ser sendo construído. Se apenas um humano falhar não contribuindo com sua informação, o todo pode nascer com aleijões.  Assim como não vemos o corpo da nossa mente nem temos ideia do que seja, assim não sabemos  na nossa semi-consciência atual qual a nossa missão… mas os genes nunca sabem, no entanto fazem seu trabalho para o qual existem.

Mas… ao mesmo tempo, a teoria da Matrix/DNA diz que os humanos são 8 bilhões de fracões de um grande erro, ou defeito. Que, quando estavam na forma de um único ancestral, este escolheu o caminho antinatural, anti-universal, de ser um sistema fechado em si mesmo. E a Natureza Universal não aprovou isso, desfechando o principio degenerativo da entropia que produz  a queda de tal sistema. Foi quando a evolução descartou os sistemas astronômicos e continuou nos minúsculos sistemas biológicos. A entropia fragmentou o ancestral em seus bits-informação, dividindo o erro total em 8 bilhões de pedacinhos… pequenos defeitos do grande defeito. Pondo estes 8 bilhões de fracões de um defeito a se digladiarem entre si, mostra a cada qual o efeito indesejável do defeito no outro, e assim, no final todos devem odiar o defeito total, quando então, termina a queda e a criatura volta a escolher o sistema aberto.

Estes defeitos recebem na psicologia nomes, e a seguir temos nove destes nomes e suas definições. Se parece ser inteligente e vantajoso conviver, ajudar, colaborar com o humano como gene, também parece ser mais inteligente desaprovar, se despegar do humano como defeito. Sem violência, ofensas, devemos cortar relações com humanos que mais expressam o defeito que a missão, pois senão o fizermos estaremos alimentando o defeito e transferindo do missionário os recursos materiais que ele necessita para poder cumprir sua missão. Vejamos a lista:

Nove traços de personalidade de pessoas más

1. Egoísmo: a preocupação excessiva com o próprio prazer ou vantagem em detrimento do bem-estar da comunidade.

2. Maquiavelismo: manipulação, afeto insensível e inclinação estratégica-calculista.

3. Desapego moral: uma orientação cognitiva generalizada para o mundo que diferencia o pensamento dos indivíduos de uma forma que afeta muito comportamento antiético.

4. Narcisismo: o reforço do ego é o motivo absoluto.

5. Direito psicológico: um sentimento estável e generalizado de que se merece mais e se tem mais direito do que outros.

5 mentiras sobre psicologia que você provavelmente acredita

6. Psicopatia: déficits no afeto (ou seja, insensibilidade) e autocontrole (ou seja, impulsividade).

7. Sadismo: uma pessoa que humilha os outros, mostra um padrão duradouro de comportamento cruel ou humilhante para os outros, ou inflige intencionalmente dor ou sofrimento físico, sexual ou psicológico aos outros para afirmar poder e domínio ou para prazer e diversão.

8. Interesse próprio: a busca de ganhos em domínios socialmente valorizados, incluindo bens materiais, status social, reconhecimento, realização acadêmica ou ocupacional e felicidade.

9. Rancor: uma preferência que prejudicaria o outro, mas que também acarretaria danos a si mesmo. Esse dano pode ser social, financeiro, físico ou um inconveniente.

Esta lista foi obtida num artigo sobre uma pesquisa cientifica, que aborda a questão com mais informações, no link:

https://hypescience.com/tracos-personalidade-sombria/

Estudo sugere nove traços de personalidade de pessoas más

 

Formação da Psique Brasileira: Errada, porém, qual a solução?

segunda-feira, setembro 10th, 2018

xxxx

https://www.bonde.com.br/digital-influencers-blog/beirada-niponica/dekasseguis-brasileiros-em-baixa-453019.html

Dekasseguis brasileiros em baixa

Envelhecidos e sem terem aproveitado as oportunidades de crescimento que o mercado proporcionou, pararam no tempo, e os que estão por aqui, continuam no chão das fábricas e nos serviços insalubres.
Poucos aprenderam a falar o idioma, outros nem adequados à cultura local estão.
Definitivamente os dekasseguis brasileiros estão em baixa.
Continuam vivendo em guetos, fazendo seus churrasquinhos nos finais de semana, esperando o tempo passar para ver no que tudo isso vai dar.
A dificuldade de integração com os nativos, a desunião na comunidade e a falta de interesse em adquirir novos conhecimentos deixaram os conterrâneos para trás na corrida por uma condição profissional e pessoal melhor

xxxx

meu comentario enviado ao artigo em set/10/18

Edison, eu gostaria de focar outro problema: qual a causa na formação da psique brasileira que produziu estes efeitos, que prejudicam-nos? Sem saber causas, não se encontram as soluções definitivas. Creio ser obvio que a causa esta’ no tipo da educação dos pais, das escolas, do governo. Impressionante é que os filhos e netos de japoneses, com uma educação paterna tão diferente, tenham desta forma sido influenciados pela educação escolar e social brasileira. Que povos com genética diferente convergiram para o mesmo tipo de psique acho ser prova de que a causa negativa não é genética, ao menos, não exclusivamente genética. Na minha opinião tudo começa a partir do colonialismo português, que modelou o governo e a educação social e escolar, extremamente para causar o individualismo, observando a cartilha maquiavelica do “dividir para reinar”, e incutir o complexo da inferioridade evolutiva, para tornar o servo submisso voluntário. Fui imigrante brasileiro nos USA, onde me naturalizei tornando-me cidadão americano e como veterano hoje procuro analisar estes imigrantes. Salvo a diferença de que daqui a maioria dos brasileiros enviavam dinheiro para o Brasil e retornaram com posses, os que foram ficando caíram na mesma situação do Japão. Nao entendi quando você insiste em notar em que erraram ao não estudarem se aperfeiçoando na profissão, pois acho requerer algo impossível, já que o imigrante, tanto la como ca, trabalha 70/80 horas semanais, não tem como evoluir e nem procurar convívio social. O mais notório é a incrível incapacidade de se associarem para coisas úteis, como comprar em conjunto e economizar, somarem economias e investirem como grupos, como fazem outras etnias melhor sucedidas aqui. Entao a solucao, na minha opinião, é detectar e combater em todos os detalhes os estímulos ao individualismo egoísta e ao complexo de inferioridade profissional. Quando fazes isto angarias de todos o mau olhado do ódio (exemplo, o post do Carlos aqui), pois estas criticando na alma, porém, não vejo outra solução. Voce ve?

Analise da Matrix/DNA sobre o atentado a Bolsonaro

sexta-feira, setembro 7th, 2018

xxxx

Caso Bolsonaro:
– no imaginário humano, a Bíblia vermelha (no discurso de Adélio) contra a Bíblia Negra (no discurso do pastor da turma do Bolsonaro), ambas do Velho Testamento, deixando a Bíblia branca (Jesus Cristo e Novo Testamento) de fora; .

– na realidade física natural dos humanos, é a guerra pelas posses materiais, estimulada pelos instintos animalizados.

O perdedor Adélio, na miséria e totalmente acuado, cheio de ódio natural e imaginário, ao invés de submeter-se passivamente e cair, prefere dar a ultima patada e morrer torturado.

Mas isso aqui é papo de filósofos naturalistas (enojados por estas inversões de valores, as quais causam estes horrorosos atos de carnificina violenta)…,

ninguém mais vai entender nada… porque nada querem entender da Natureza real e como Ela funciona, quais seus desígnios sutis, mesmo que Suas forças atuem a nível inclusive de mutações genéticas como no caso Adélio e através do mercado humano, ignorando o imaginário humano, e fluindo através da guerra humana pelas posses materiais.

No final, somos todos débeis, com nossos deuses ou sem eles, Ela impõe seu desígnio, como este Seu atual investimento em exorcizar do cérebro humano os instintos de leões, hienas e ovelhas. Infelizmente para humanos analfabetos em Natureza, Ela aplica estas cirurgias corretoras dolorosas, como as que estão sofrendo agora o Adélio e o Bolsonaro

( publicado no Facebook em set, 09, 18)

Para entender e evitar os conflitos entre diferentes personalidades e’ preciso entender as configurações neuroniais e memorias nos cérebros.

domingo, setembro 2nd, 2018

xxxx

Porque não se pode mudar a mentalidade de pessoas com diferente linhagem genética: o bloqueio mental

O “Golden Buzzer” dos shows “America’s e Britain’s Got Talent” fornecem bom entendimento de como e porque ocorrem os conflitos entre personalidades. Quando portugueses e brasileiros traduzem Golden Buzzer, dizem “O Botão Dourado”. Nada mais errado… E isso vai nos ajudar a compreender a realidade física profunda nos conflitos, contradições, nos debates, entre humanos.

Quando uma pessoa que nasceu e cresceu educado pela cultura e interpretação do mundo inglesa, criou o nome Golden Buzzer, ela estava pensando naquele objeto como um “buzinador”, uma buzina. Então o português deveria dizer “Buzina Dourada”. Pois aquele objeto é um tipo de buzina, tem muito mais a ver com buzina do que com botões, que são os botões de calças e camisas. Nos painéis eletrônicos, todas aquelas saliências que se aperta, são buzinas. Ou emitindo som, ou outros sinais elétricos, como as teclas do teclado. Assim como este texto que você esta’ lendo esta emitindo um estimulo que esta’ indo diretamente para certos neurônios e certos trechos de sua memoria. Mas se você fosse um inglês ou coreano, estes mesmos estímulos estariam chegando em outros neurônios e outros trechos da memoria.

Botão, quando ouvido por um inglês, lembra “bottom”. E o inglês vai ficar confuso ouvindo “botão dourado”. Pois bottom significa a base de alguma coisa, o nível mais baixo de uma estrutura, nada tem a ver com buzina. E o inglês vai tentar entender porque você diz que aquele objeto buzinador é a base… base de que? Não faz sentido. Para o inglês você esta’ todo errado, seu cérebro não funciona direito. Então ele vai ter justificativas para assumir o comando, liderar, sempre que estiverem juntos, porque você não tem um cérebro racional, és como uma criança. Não sou eu que decidi isso, esta é a realidade da qual não se pode nem se deve tentar escapar, se queremos um mundo com menos conflitos.

Eu sempre estou repetindo nos meus posts que “você reage negativamente, e não aceita as coisas da minha teoria Matrix/DNA porque você não conhece e não entende a realidade que ela descreve, porque você esta com seus neurônios conectados muito diferente do que deve ser a natural conexão entre eles, e em sua memoria tem muitas informações equivocadas fora de lugar, outras falsas, etc.” Claro, eu sei que em meu cérebro isso também acontece.

( a continuar)

“Stand Out of Our Light” – Livro para libertar a mente humana dos “zumbis internetianos”

sábado, agosto 25th, 2018

xxxx

Quando o Google, o Facebook, o Whats’up aponta seus supercomputadores na sua direcao eles dizem: “Xeque-mate!”
E você não se dá conta disso. Eles se apossaram da sua alma. E’ o mesmo poder da Bíblia e todas suas igrejas amortecendo a Razão para condicionar escravizando as mentes das presas para viverem na Matrix criada pelos grandes predadores. Saia de casa, caminhe resistindo a olhar o celular, pois o objetivo profundo e invisível por trás destes supercomputadores e’ o de levá-lo de volta ao Paraíso do Eden, de onde você já foi expulso uma vez para ter mais uma oportunidade para se corrigir e fazer o que o Universo espera de você.
Seu corpo foi criado por esta perfeita e automática máquina ‘a sua volta, da qual este planeta e’ apenas mais uma peça, a qual era o paraíso termodinâmico para a matéria que ainda rege seu corpo, ali estavam aprisionados seus ancestrais, aos quais os misticos, ao verem flashes destas imagens em sua memoria, chamaram de Adão e Eva. A nossa genética física veio dessa maquina celeste e ao estar tentando se reproduzir através de nos, ela esta recriando o falso e terrível paraíso dos estúpidos sem mente.
Mas você não e’ apenas corpo material, você recebeu do além desta galaxia a semente da consciência cósmica, a esta sim, você deve ser acessível, deve abraçar como sua causa, pois nesta esta’ o seu destino divino.
Veja neste artigo do New York Times como isso funciona:
Os criadores destas super-companhias de tecnologia computadorizada se reuniram e um deles perguntou: “Ok, conduzimos o consciente da humanidade para onde queríamos, hoje basta mandar fazer qualquer coisa, comprarem uma marca, ou irem para as ruas derrubar governos, e fazem. Mas pergunto: quem de vocês realmente vai gostar do mundo que criamos… que levante a mão, por favor…”
Ninguém levantou. Criaram a Matrix sem perceber o que estavam fazendo, quem na verdade os estava dirigindo a criarem isso. Ora esse mundo já foi imitado ou imposto aos insetos como formigas e abelhas, com suas sociedades automaticamente mecanicistas, mas insetos não tem consciência, nem inteligencia, você não e’ inseto, não vá cair nessa fria.
E agora os antigos empregados-gênios do Google estão se reunindo para tentar destruir o que fizeram. E’ o principio da autocura natural no seu último esforço de nos salvar do terrível destino naquele falso animalesco e robótico paraíso, como seres estúpidos, sem mente. Esforce-se, ajude a causa, se não cairmos a segunda Queda, se vencer-mos o complexo de Adão e Eva, daremos o salto para o verdadeiro e supremo paraíso divino além destas galáxias-máquinas.

xxxxxx

Finding It Hard to Focus? Maybe It’s Not Your Fault

The rise of the new “attention economy.”

xxxx
Ver, ler, livro:

“The liberation of human attention may be the defining moral and political struggle of our time,” writes James Williams, a technologist turned philosopher and the author of a new book, “Stand Out of Our Light.”

Novas teorias da Mente: “The Passive frame Theory” e ” A Theory of Unconscious Thought”

terça-feira, agosto 7th, 2018

xxxxx

Quem sou mais Eu: o o fantasma invisível ou o visivel e materializado corpo?

Quem sou mais Eu: o fantasma invisível ou o visivel e materializado corpo?

A New Theory Suggests All Conscious Thoughts And Decisons Are Actually Made By Your Unsconsious

https://www.riseearth.com/2015/07/a-new-theory-suggests-all-conscious.html

The “Passive Frame Theory.”

Morsella suggests that the conscious does not do nearly as much as we thought. In fact, conscious thought is just a small fraction of what is happening in the brain. Instead, it is the unconscious that is doing everything for us, and we are completely unaware of it.

xxxx

A Theory of Unconscious Thought

https://www.researchgate.net/publication/263333942_A_Theory_of_Unconscious_Thought

( Requerido Full text e dito que receberei por e-mail: Contact details successfully shared – Well notify you at austriak727@hotmail.com when the authors provide the full-text. – pedido em 06/08/18)

We present a theory about human thought named the unconscious-thought theory (UTT). The theory is applicable to decision making, impression formation, attitude formation and change, problem solving, and creativity. It distinguishes between two modes of thought: unconscious and conscious. Unconscious thought and conscious thought have different characteristics, and these different characteristics make each mode preferable under different circumstances. For instance, contrary to popular belief, decisions about simple issues can be better tackled by conscious thought, whereas decisions about complex matters can be better approached with unconscious thought. The relations between the theory and decision strategies, and between the theory and intuition, are discussed. We end by discussing caveats and future directions. © 2006 Association for Psychological Science.
A Theory of Unconscious Thought | Request PDF. Available from: https://www.researchgate.net/publication/263333942_A_Theory_of_Unconscious_Thought [accessed Aug 06 2018].

 

Predador/presa também produzindo o conflito entre gerações?

domingo, julho 15th, 2018

xxxx

https://educacaoeparticipacao.org.br/tematica/juventude/

Juventude, expressão e participação

Esse novo ( a nova geração) que chega compete, inevitavelmente, com o presente, com as gerações passadas.

Como descreve o sociólogo Pierre Bourdieu (1978), “aquilo que para uma geração 1 foi uma conquista de toda uma vida é dado imediatamente à geração 2. […] a velhice também é um declínio social, uma perda de poder social. Os velhos são contra tudo aquilo que muda, tudo aquilo que move etc. justamente porque eles deixaram o futuro para trás, enquanto jovens se definem como tendo futuro, como definindo o futuro”.

Assim, fica mais fácil entender certas expressões ditas por aqueles que já não são jovens, como “na minha época era diferente”, “o jovem já não é o mesmo” etc. Há uma disputa de poder social: nada é o mesmo porque os adultos já não são mais jovens, já não representam o futuro nem uma esperança de mudança e mostram-se ameaçados pelo novo.

xxxx

Parecer da Matrix/DNA:

Descobrimos – através deste texto – uma nova faceta da questão “predador/presa”. Sobre a divisão de poder nos sistemas sociais. Alem da evidente imagem da divisão entre predadores e presas na selva (leões e ovelhas), que e’ projetada no sistema social (classes A,B e C) existe outro tipo de contorção do processo. E’ uma divisão dentro de uma mesma especie, ditada pela faixa etaria e forma do corpo dos indivíduos. E’ uma divisao entre velhos, jovens e criancas.

Os velhos são contra tudo aquilo que muda, tudo aquilo que move e monstram-se ameaçados pelo novo.  Isto indica a característica do grande predador.

Bem, o certo e’ buscar a raiz, a causa do fenomeno. No ancestral sistema astronomico, o mais novo e menor se transforma no seguinte maior e mais velho, o que significa tambem – invertendo circuito – que o maior e mais velho sempre “engole” o menor e mais novo. Porem na astronomia o sistema e’ abstrato, nao se materializa, mas o ciclo vital da astronomia continua no biologico, os organismos tambem se transformam. E no biologico o papel invertido do predador se materializa, o maior e mais velho realmente engole o menor. Quanto a engolir o mais novo da mesma especie – o que seria canibalismo –  acontece apenas nas especies primitivas, ate os repteis.

Não esta facil elaborar a linha da evolucao aqui e nao tenho tempo agora. Porque em todas as asercoes existem senoes. Por exemplo, talvez tribos primitivas humanas que praticavam o canibalismo…

a velhice também é um declínio social, uma perda de poder social.

Isto denota as funcoes 6 e 7 da formula. Ai fica dificil descruzar o processo predador/presa do processo energia-em-crescimento/entropia. Talvez o emparelhamento de dois aspectos do mesmo mecanismo enfraqueca o mecanismo predador/presa. Por isso os velhos tenderiam a se retirarem de cena, deixando o poder aos jovens? Nao isso não acontece, basta lembrar do Trump, do Temer, com mais de 70 anos teimando em serem presidentes.

Bem, houve aqui a percepcao de que o conflito entre geracoes denota uma divisao do poder social, e precisa ser lembbrado quando se trata desta divisao apenas pela otica predador/presa.

 

 

 

Incidência de aberrações nos comportamentos humanos: uma sugestão baseada na formula da Matrix/DNA

sexta-feira, julho 13th, 2018

xxxx

Artigo decorrente da noticia no New York Post, no link:

https://nypost.com/2018/07/13/woman-gets-40-years-in-prison-for-trying-to-sell-2-year-old-daughter-for-sex/

Parecer da Matrix/DNA

Uma mulher de 25 anos num pais de primeiro mundo, branca de olhos verdes, oferece a filha de 2 anos de idade na Internet para sexo por 1.200,00 dólares!
Inúmeras aberrações humanas desse tipo ( como o casal no Brasil mantendo duas crianças numa jaula), em pleno seculo XXI, indicam que algo esta acontecendo de errado no cérebro humano. Os sintomas são a total falta de sensibilidade com outros humanos, mesmo sendo parentes próximos. Seria porque depois de três gerações das escolas estarem ensinando que humanos vieram dos macacos e portanto nada mais são que macacos finalmente a teoria se materializa no circuito cerebral formador da psique? Provavelmente esta não é a causa, mas existe uma causa, qual é ela então? Algum tipo de vírus, ou uma mutação genética desastrosa pipocando aqui e acola’? Seria alguma especie alienígena como os reptilianos que teria telefonado para o pacato motorista da Uber pegar uma arma e sair atirando nas pessoas? Seja o que for, a causa existe, um inimigo terrorista da humanidade esta atuando, e porque não vejo ninguém, nenhum governo, formando uma equipe para investigação cientifica destes cérebros? Pois existe possibilidade de da humanidade ativar seu sistema de defesa imunológico contra a causa, seja qual for. Mas não percebem essa possibilidade porque as áreas cientificas, incluindo a neurologia, estão interpretando a natureza, e por consequência os cérebros naturais, de maneira errada. A Ciência não pode ser também mistica crendo que existam demônios sobrenaturais atuando ou que acasos genéticos produzem tais eventos, pois o que se repete não é acaso. Existe algum elemento real, natural, no meio ambiente, atuando ou na formação dos cérebros ou nos cérebros já formados. Mas a academia cientifica aponta erradas convicções sobre algo que a neurologia ainda desconhece ( como se relaciona o cérebro com os pensamentos, a mente?), e mais estatísticas e cálculos da probabilidade, como se isso fosse um fenômeno matemático e não biológico, e com isso engole, sem perceber, a conclusão de que acasos mágicos, sobrenaturais, existam.
Esta insensibilidade com elementos de mesma especie dentro de um sistema como o humano social tem um nome mais esclarecedor: ausência de “empatia”. As origens do que nos humanos e em sua psique se tornou em empatia remonta aos sistemas naturais ancestrais e hoje compondo cérebros ou rodeando-os por todos os lados, antes mesmo das origens da vida. Não é o caso de apontar a força de atracão eletromagnética onde contrários se atraem e iguais se repelem, como o positivo e o negativo. E’ o caso de falha na força onde semelhantes atraem semelhantes, como átomos de carbono atraem outros átomos como nitrogênio, hidrogênio para formarem aminoacidos.
Mas esta segunda força só é detectada quando vemos a matéria formando sistemas, e como sempre, pelo processo do ciclo vital. Um sistema natural apenas repele e se torna insensível a outros sistemas, inclusive aos semelhantes, quando se torna fechado em si mesmo. Nestes, as partes se alinham num circuito que une suas duas pontas e faz a energia com seu fluxo de informações rodopiar sobre si mesma perpetuamente, ate que a entropia o ataque. As partes se conectam numa rede forte e coesa e cedem sua identidade para um emergente controle geral do sistema. Vemos então que existe altruísmo de cada parte para com todas as outras, onde uma procura ceder algo que melhore as próximas, e aqui o fenômeno meramente físico, bruto, começa a adquirir ares de uma propriedade mais evoluída, que e’ a empatia pelo semelhante. Não importa que este altruísmo só exista em relacao aos componentes do mesmo corpo sistêmico e adverso a tudo o mais que exista, o que denota um altruísmo falso que e’ extremamente egoísta porque presta culto a uma entidade de um sistema extremamente egoísta. E’ como cada gangster da mafia ser fiel aos outros gangsteres e ao chefe do grupo, onde ele é altruísta a uma minoria mas egoísta e prejudicial em relacao ao conjunto da humanidade.
O cérebro humano foi montado pela mesma formula que montou estes sistemas nos níveis atômicos e astronômicos. Então o cérebro, a nível de glândulas, apresenta sete glândulas cada qual executando uma função sistêmica, como na formula. Em outra camada, o cérebro é dividido em sete regiões, cada qual com a mesma função. Se hoje temos um aparato tecnológico a ser usado pela Ciência, como o MRI, os eletroencefalogramas, inclusive os registros e atividades das sinapses, aconselha o bom senso que procuremos comparar os dados obtidos com estes instrumentos com a formula template natural para identificar quem é quem no contexto de sistema cerebral. Mas ninguém esta fazendo isto.
A empatia deve ser um produto relacionado ao ciclo vital. Um humano na forma adulta e’ conectado psiquicamente `a ele mesmo quando estava na forma anterior, da adolescência, e tem previsões a ele mesmo na forma futura de idoso. Esta força que modifica as formas de um corpo ao longo de sua existência e chamada de ciclo vital é quem produz as vaias formas das varias partes que vão formar sistemas naturais. Seria logico esperar que um humano se lembre de suas formas infantis anteriores com carinho, empatia, e que deseje o melhor para suas formas futuras, onde novamente aparece sutilmente a empatia ligando formas humanas. Este instinto inconsciente pessoal deve se extrapolar para outros humanos quando criam os sistemas sociais. Mas estas aberrações indicando esta falta de empatia, uma quebra de conexões, parecem nos levar a concluir que tais humanos odeiam suas formas anteriores e negligenciam ou são suicidas em relacao a suas formas futuras. E isto também se reflete, extrapola, para o social.
Isto só deve acontecer em sistemas abertos, como o são todos os sistemas biológicos, como o cérebro. Estou investigando o caso pelo método da anatomia comparada entre a anatomia cerebral e a formula natural para sistemas abertos, mas não vou a lugar nenhum porque não é suficiente ter o mapa geral do cérebro comum, e’ preciso ter os mapas dos cérebros defeituosos. Superpondo estes mapas sobre o mapa da formula, pode se detectar ou os desvios nas conexões ou os pontos de entradas de elementos externos perturbando o normal curso do sistema. Em outras palavras, a Justiça deveria imediatamente autorizar a Ciência a submeter os cérebros defeituosos a mapeamento instrumental. E liberar o nosso acesso a estes mapas, pois somos os únicos a trabalhar com o método da formula natural. E’ uma questão de vontade politica e força de representatividade de um grupo numeroso, o que não esta acontecendo porque o principal grupo que deveria estar interessado -a academia cientifica dominada por uma visão mistica crente em acasos mágicos – não tem a capacidade de descobrir e entender a formula natural dos sistemas, quase nada entende de sistemas naturais e portanto deste sistema que é o cérebro. E por isso a humanidade continuara sendo aterrorizada e obrigada a assistir diuturnamente estas aberrações produzidas em seu próprio meio.