Archive for the ‘Ciclo Circadiano’ Category

Ciclo Vital das Células: Oscilação do Núcleo

segunda-feira, setembro 11th, 2017

xxxx

http://www.alphr.com/science/1006968/internal-clock-is-discovered-in-a-living-human-cell

Internal clock is discovered in a living human cell

Sugestao da Matrix/DNA = Ele é produzido pelo circular de informação no circuito. Tal como acontece com uma onda de luz (a qual é a primeira ocorrência deste fenômeno no universo e desde o qual o fenômeno é repetido em todos os sistemas naturais), a vibração ou intensidade dos flashes cintilantes começa forte, na maior intensidade do circuito, e continua forte em crescente ate a F4, quando começa a decair porque começa a entropia.)

Matrix/DNA suggestion – It is produced by the flux of information in the circuit. As it happens with a light wave (which is the first occurrence of this phenomena in the Universe and from which the phenomena is repeated at natural systems), the vibration or intensity of the scintillating flashes starts strong at the highest intensity of the circuit and continues strong in increasing to the F4, when it begins to decay because entropy begins.)

The discovery may give insights into how and when diseases start – 11 Sep 2017

Cells dramatically change their shape and size during a lifetime. But this is the first time the changes have been seen over short time periods.

O ritmo da  cintilacao num  precise point of a cell in its life cycle…. During the lifetime of the cell, the amount the cell changes in shape during these ‘flickers’ also gets smaller. This means measuring the fluctuations can give away the age of the cell.

“However, with this discovery, which shows that the nucleus exhibits rapid fluctuations that decrease during the life cycle of the cell, we can enhance our knowledge of both healthy and diseased human cells.”

the nucleus of the living cells, and saw a part of it, known as the nuclear envelope, flickering over a period of a few seconds. 

(Este mecanismo de oscilacao do nucleo das celululas foi projetado nos organismos? De que forma os corpos de organismos sinalizariam estas pulsacoes?)

“This process can serve as an internal clock of the cell, telling you at what stage in the cell cycle the cell is,”

“We know that structural and functional errors of the nuclear envelope lead to a large number of developmental and inherited disorders, such as cardiomyopathy, muscular dystrophy, and cancer,” she said. “Illuminating the mechanics of nuclear shape fluctuations might contribute to efforts to understand the nuclear envelope in health and disease.”

xxxx

A proposito, eu postei esta resposta num debate:

God of War – Q1. what are the type of mathematical equations that describe the growth of organisms?

Matrix/DNA : – Lol, good! I am just coming back from reading the best scientific news today, it is related to “grow of organisms”, which is related to life’s cycles and here you have a little idea how the knowledge of Matrix/DNA models and formula works in parallel with official science and offers different interpretation for natural phenomena. The news is in the link:
http://www.alphr.com/science/1006968/internal-clock-is-discovered-in-a-living-human-cell
Please, read the article and come back to this post….
I never knew that cells’ nucleus are flickering. But, missing this knowledge was my fault, because my formula predicted it 30 years ago. My fault is due no enough time for analyzing all predictions from the formula, which must be millions. So, look what Matrix/DNA says now:
” This internal clock is produced by the flux of information in the systemic circuit. As it happens with a light wave (which is the first occurrence of this phenomena in the Universe and from which the phenomena is repeated at natural systems like cells), the vibration or intensity of the scintillating flashes starts strong at the highest intensity of the circuit and continues strong in increasing to the F4, when it begins to decay because entropy begins. It is merely the life’s cycle pathway.”
Since you don’t know how to analyzing the formula, I think you will not understand this says from Matrix/DNA, but my long time doing it ( 30 years), I am very practical doing it.
Where and when the researchers would have this interpretation, linking a reductive detail of a phenomena to the whole Cosmos, linking it with the first waves of light emitted at the Big Bang? When they will linking thermodynamics like entropy to this phenomena for having new glimpses how to control it and finding ways for avoiding the diseases they are looking for? That’s why I am here alerting that the current scientific method and scientists world view must be amplified for inserting the systemic method upon the reductive method, and how is the new kind of lab we are in needs just now.
Organisms grow and decay are very well represented by Matrix/DNA formula, which is not showed as mathematical equation but by software’s diagram because the dynamics of life are based on codes, genetics codes, and computational codes are not writing with mathematical equations. Now I will take my beer in commemoration of more one victory of my theory… Cheers…

Cerebro E Relogio Biologico: Poder dos Astrocystes

domingo, março 26th, 2017

xxxx

Astrocytes Keep Time For Brain and Behavior

http://neurosciencenews.com/astrocytes-behavior-time-6292

Neuroscience News –

xxxx

Pensava-se que o ciclo circadiano ( relogio biologico) era regulado por um gene e 20.000 neuronios que estao numa regiao ( the suprachiasmatic nuclei, or SCN ). No meio destes neuronios estao 6.000 astrocystes que sao celulas na forma de estrelas. Pensava-se que estes astrocystes nao tinham funcao importante apenas estavam ali para encher espaco. Depois descobriu-se que os genes do tempo estao presents em quase todas as celulas do corpo, desde pulmoes, estomago, etc. Agora descobriu-se que os astrocystes se conectam com neuronios (uma conexao de sinapses tripartite, tendo um astrocystes no meio de dois neuronios) e que estes astrocystes tem a capacidade de regular o tempo. Brilham e apagam ritmicamente. E descobriu-se que eles tem mais poder que os neuronios sobre o tempo, ou seja, o poder estava escondido atras do trono e nao sentado no trono. ( Entao estaria errada a hipotese de que a glandula pineal capta a luz como uma antena e campos magneticos da Terra?)

 

Image shows astroyctes.

In this slice of the master clock, cells expressing an astrocyte-specific structural protein that had been stained red (top right panel) matched up well with cells that had been equipped to fluoresce green when they were expressing a clock gene (middle right panel), demonstrating that the scientists could watch astrocytes tick in the clock. NeuroscienceNews.com image is credited to Herzog Lab.

xxxx

Pesquisar:

 – the suprachiasmatic nuclei, or SCN

O Coração da Galáxia se Reproduziu como o Coração Humano!

domingo, dezembro 11th, 2016

xxxx

#Sístole #Diástole

Vendo esta imagem, alguem postou:

Hilda Assumpçao: Fantástica a obra de Deus!!

E eu respondi:

Louis Charles Morelli – 12/11/2016

Se for obra de Deus ele fez um programa computacional antes do Universo prevendo acontecer isso 13,8 bilhões de anos depois. Porque estes movimentos e esta arquitetura inteira já existe e funcionando igual no céu a bilhões de anos: o núcleo pulsátil das galáxias. Esta e’ a atual forma biológica evolucionária vinda daquele ancestral astronomico. As quais, de fato, fizeram nos, sob plano divino ou não…

Obs: a diferença e’ que, na galaxia, ou mais exatamente no núcleo desta galaxia, não existe mais uma arquitetura pulsantes assim. Este ” pulsar” consta nos building blocks das galaxias, e refere-se ao ritmo em que o sistema “morre” e “renasce” continuamente. Então a pulsação astronômica seria mais um pulso de luz, que se acende e se apaga intermitentemente.

A maior utilidade desta figura e minha teoria e’ que observando a figura, – ou seja, o mecanismo funcionando aqui e agora – podemos calcular como e’ os movimentos da força centrípeta e centrifuga no sistema galáctico. Notar que quando o “bicho” abre sua bocarra, ele abre também o olho esquerdo, e quando a fecha, ele fecha o esquerdo e abre o direito. Na formula dos building blocks isto significaria que quando inicia a força centrifuga se expressa a face esquerda e quando atua a forca centrípeta, apenas a face direita se expressa. E isto e’ profundo… Veja estas figuras e tente ver o mecanismo O coração esta no lugar de F1):

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

 

Terceiro Olho, Glandula Pineal,… Baseado no Terceiro Olho da Tuataras

quinta-feira, agosto 25th, 2016

xxxx

Para aqueles que ja conseguiram exorcizar de sua mente o espectro herdado geneticamente dos animais relacionados aos instintos de predador/presa, qual a alternativa que temos na tentativa de conduzir outros humanos a realizar tal facanha? Praticamente nenhuma desde que o estado natural desta biosfera favorece eles e nao a nos, portanto. eles tem a forssa, as sortes, os privilegios.

Talvez houvesse uma alternativa, uma esperança. A mente – ou auto-consciencia – não e’ uma heranca desta galaxia (como sao os instintos animais), ela vem de algum lugar fora da galaxia, segundo o que esta sugerindo a formula da Matrix/DNA. Acho logico supor que esta dimensao inimaginavel da mente seja superior em complexidade, poder, `a galaxia e  suas coisas internas. E parece provavel que nesta dimensao superior haja entidades – ou coisas – conscientes. E estas “entidades” devem, de alguma forma, notar quando suas “crias” comecam a desabrochar em qualquer lugar. E talvez, ao verem estas crias em serias dificuldades, poderiam ate intervir e ajudar. Nesse caso, nos teriamos alguma ajuda para afrontar os humanos apoiados pela galaxia. Mas o que isto tem a ver com o “terceiro olho”, a glandula pineal, etc.?

Duas coisas. Primeiro que forssamos nossa mente a acelerar seu desenvolvimento e para tanto precisamos forssar o aprimoramento de nossos sensores. Existem sensores que regrediram na evolucao dos ancestrais, como esse terceiro olho das tuataras. Temos que buscar informacoes sobre tudo relacionado a eles. Segundo que se possivel for acelerar o desenvolvimento destes sensores ( pelo metodo esquematico de meditacao da Matrix/DNA), talvez consigamos gritar mais alto e ser-mos ouvidos pelas entidades do mundo auto-consciente. Claro isto e’ mera especulacao e uma possibilidade remota, mas a maioria do que conseguimos hoje era possibilidade remota antes de surgirem.

Entao no Reddit surgiu um debate sobre este assunto:

Tuataras have a “third eye” that is “no longer” used for vision. Was it earlier in evolution? Are there creatures with 3 functional eyes in the fossil record?

https://www.reddit.com/r/askscience/comments/4z2ie1/tuataras_have_a_third_eye_that_is_no_longerE sobre seu ^terceiro oljho_used/?sort=old&limit=500

E entao postei o seguinte comentario no debate:

TheMatrixDNA – 8/26/2016

This is speculation, but, based on a solid theory, Matrix/DNA. The third eye was the first sensor produced by the astronomic template of DNA for perceiving itself. This template was built by photons, which are the bits-information-like-genes trying to reproduce here at Earth surface the decayed astronomic system, that’s why the third eye, the pineal gland, the antennas, are related to light.

The problem was that the decay of this astronomic system was produced by entropy which creates chaos from which lift up order. Our biosphere began with the chaotic state of Nature, biological shapes surpassed the force of the ancestor template and the third eye, as everything related to light, became a recessive dominated trait, waiting that biological organisms reaches the state of order for coming back again. As I said, this is what I’m getting reading the formulas of Matrix/DNA and I could doing mistakes. But it is useful for us, in the sense that it wake up our wishes to resuscitate the third eye, the antennas through the recovery of pineal gland, because for understanding this world we will need sensors able to grasp electromagnetic fields… or the photons network behind the DNA, the solar system, the galaxy, etc., merely called “Matrix/DNA”. Cheers,…

xxxxx

Vamos fazer uma breve pesquisa e retornar depois ao debate no Reddit.

O que e’ tuatara?

Tuatara are reptiles endemic to New Zealand and which, although resembling most lizards, …

Sphenodon punctatus in Waikanae, New Zealand.jpg

Tuatara, apenas em New Zeland

E sobre seu terceiro olho:

The eyes ( tuataras) can focus independently, and are specialized with a duplex retina that contains two types of visual cells for both day and night vision, and a tapetum lucidum which reflects onto the retina to enhance vision in the dark. There is also a third eyelid on each eye, the nictitating membrane.

The tuatara has a third eye on the top of its head called the parietal eye. It has its own lens, cornea, retina with rod-like structures, and degenerated nerve connection to the brain, suggesting it evolved from a real eye. The parietal eye is only visible in hatchlings, which have a translucent patch at the top centre of the skull. After four to six months, it becomes covered with opaque scales and pigment. Its purpose is unknown, but it may be useful in absorbing ultraviolet rays to produce vitamin D, as well as to determine light/dark cycles, and help with thermoregulation. Of all extant tetrapods, the parietal eye is most pronounced in the tuatara. It is part of the pineal complex, another part of which is the pineal gland, which in tuatara secretes melatonin at night.[17] Some salamanders have been shown to use their pineal bodies to perceive polarised light, and thus determine the position of the sun, even under cloud cover, aiding navigation. The tuataras third eye are pronounced photoreceptive eye, which is thought to be involved in setting circadian and seasonal cycles.

A parietal eye, also known as a third eye or pineal eye, is a part of the epithalamus present in some animal species. The eye is photoreceptive and is associated with the pineal gland, regulating circadian rhythmicity and hormone production for thermoregulation.

Adult Carolina anole (Anolis carolinensis) clearly showing the parietal eye (small grey/clear oval) at the top of its head.

The parietal eye (very small grey oval between the regular eyes) of a juvenile bullfrog

 

 

 

 

 

 

 

 

The third eye ( https://en.wikipedia.org/wiki/Third_eye)

(also known as the inner eye) is a mystical and esoteric concept referring to a speculative invisible eye which provides perception beyond ordinary sight.[1] In certain dharmic spiritual traditions such as Hinduism, the third eye refers to the ajna, or brow, chakra.[2] In Theosophy it is related to the pineal gland.[3] The third eye refers to the gate that leads to inner realms and spaces of higher consciousness. In New Age spirituality, the third eye often symbolizes a state of enlightenment or the evocation of mental images having deeply personal spiritual or psychological significance. The third eye is often associated with religious visions, clairvoyance, the ability to observe chakras and auras,[4] precognition, and out-of-body experiences. People who are claimed to have the capacity to utilize their third eyes are sometimes known as seers.

According to this theory, humans had in far ancient times an actual third eye in the back of the head with a physical and spiritual function. Over time, as humans evolved, this eye atrophied and sunk into what today is known as the pineal gland…

The pineal gland, also known as the pineal body, conarium or epiphysis cerebri, is a small endocrine gland in the vertebrate brain. The shape of the gland resembles a pine cone, hence its name. The pineal gland is located in the epithalamus, near the center of the brain, between the two hemispheres, tucked in a groove where the two halves of the thalamus join. The pineal gland produces melatonin, a serotonin derived hormone which modulates sleep patterns in both circadian and seasonal cycles.

Debate no Reddit:

 

Ribozima que Replica e Transcreve Um RNA Existente como Template, Para Entender o “RNA-World”

terça-feira, agosto 23rd, 2016

xxxxx

Scientists take big step toward recreating primordial ‘RNA world’ of 4 billion years ago

https://www.sciencedaily.com/releases/2016/08/160815185822.htm

Date: August 15, 2016 – Source: Scripps Research Institute

E’ preciso notar e nunca se esquecer que esta ribozima que sintetizaram no laboratorio nao produz RNA, como a noticia parece querer transmitir. Ela precisa de um RNA feito antes, ja pronto. Apenas entao ela pode se ligar a ele, usa-lo como template, para replica-lo e transcrever seu codigo na formacao de outras moleculas vitais, inclusive para fazer o RNA produzir copias de si mesma.

E’ um grande e respeitavel e louvavel passo para as Ciencias e nossa fundamental busca do conhecimento sobre as nossas origens. Porem, o grande problema permanece: Como surgiu, antes dessa ribozima, o primeiro RNA? Teria ele vindo de um outro template ainda invisivel e desconhecido por nos que teria existido a 4 bilhoes de anos atras? E’ o que a formula da Matrix/DNA sugere, e ela se mostra a si mesma como sendo este template.

O presente artigo suscita algumas pesquisas, o que sera’ feito aqui no prosseguimento: 

Pesquisa:

– ribozyme [a special RNA enzyme]

3D structure of a hammerhead ribozyme

                                                       Estrutura tridimensional de uma ribozima

Definicao:

Uma ribozima é uma molécula de RNA com capacidade auto-catalítica semelhante às enzimas. O termo ribozima, em si, deriva da combinação das palavras enzima de ácido ribonucleico. As ribozimas são moléculas de RNA que possuem a capacidade de atuar como catalisadores,ou seja, de diminuir a energia de ativação de uma reação de forma específica. Tal como as enzimas proteicas, possuem um centro activo que se une especificamente a um substrato e que facilita a sua conversão num produto. As ribozimas são menos versáteis que as enzimas protéicas

Questao: O que realmente e’ “catalizar”? Onde existem exemplos na nossa vida real deste tipo de evento? Porque na Natureza e’ necessario “diminuir a energia de ativacao de uma reacao, … de uma forma especifica?”

O que isto significa quando pensamos na formula da Matrix/DNA, apenas no estado de template abstrato, e sendo copiada, manifestada, no mundo material? Bem,… acho que basta pensar num humano-crianca, crescendo no ritmo do ciclo vital. Se ele crescer ( ou nao crescer) em outro ritmo errado, nao vai haver transformacao para adolescente, jovem, e adulto. Entao, a materia bruta do planeta nao tem relogio biologico… ( epa! Eureka?! Foi aqui que comecou este fenomeno de relogio biologico, ciclo circadiano., etc? Ribozimas seriam o ancestral primordial do relogio biologico?), e por nao ter relogio biologico e nenhum outro motivo para controlar reacoes em acordo com algum ritmo metodico, precisava existir as ribozimas que se impoe a essa materia bruta, exigindo, ou tocando, um ritmo e exigindo que os atomos se comportem movendo-se em sintonia com este ritmo. Esta bem… respondida a questao.

Centro Ativo … da riboenzima:

O sítio ativo (ou centro ativo) é a pequena região de uma enzima onde ocorrerá uma reação química. Provém de grupamentos de partes da sequência de aminoácidos. As enzimas são muito específicas para os seus substratos. Esta especificidade se deve à existência, na superfície da enzima de um local denominado sítio de ligação do substrato. O sítio de ligação do substrato de uma enzima é um arranjo tridimensional de aminoácidos de uma determinada região da molécula, geralmente complementar à molécula do substrato, e ideal espacial e eletricamente para a ligação do mesmo . O sítio de ligação do substrato é capaz de reconhecer inclusive isômeros óticos “D” e “L” de um mesmo composto. Este sítio pode conter um segundo sítio, chamado sítio catalítico ou sítio ativo, ou estar próximo dele; é neste sítio ativo que ocorre a reação enzimática.

Buscar outros termos no artigo para pesquisa e Googlar “riboenzyme” e continuar pesquisa.   

 

 

Excelente Video Mostrando Como e Porque Girassois Acompanham a Luz do Sol

sábado, agosto 6th, 2016

Clique no link abaixo e veja o instrutivo video, uma grande descoberta que responde parte de uma pergunta feita pela Humanidade a milhares de anos. Esta em ingles, porem as imagens explicam tudo. Mas como sempre, nao espere a resposta ultima para o fenomeno, pois a Ciencia descreve como esta funcionando um sistema, nao sua origem e como isto foi criado. Parte da resposta encontrada pelos cientistas esta no tal “relogio biologico”, – circadian clock em ingles – mas uma observacao mais profunda logo mostra que o grande protagonista do fenomeno sao os genes, mas os cientistas nao tocam no assunto de explicar porque. A formula da Matrix/DNA sugere algo do porque os genes fazem isso: e’ um simples caso de fractal dentro de fractal dentro de fractal…

Me expliquem uma coisa:

Imagine uma lagartixinha, dentro de uma lagartixa media, que esta dentro de uma lagartixona. Agora responda: Voce acha que os tres coracoes bater diferente ou no mesmo ritmo, sendo as mesmas pulsacoes nas tres lagartixas?

Claro que sera a mesma, para assim existirem teriam que ser completamente iguais, unica diferenca seria os tamanhos. Sao fractais dentro de fractais, quem comanda tudo e’ o fractal maior, a lagartixona.

Como a formula da Matrix/DNA sugere, genes sao microscopicos fractais dentro dos mesmos fractais maiores que estao dentro de maiores ainda,… ate chegar no grande fractal que e’ este sistema astronomico, a Via Lactea… a qual funciona como um relogio, por coincidencia…

Eu tenho ditto aos cientistas para procurarem dentro de seus corpos, das plantas, etc., se encontram algum relogio perdido por ai, pois somente assim poderiam derrubar minha teoria. E botei o comentario copiado abaixo no artigo…

The Mystery Of Why Sunflowers Turn To Follow The Sun — Solved

http://www.npr.org/sections/thetwo-way/2016/08/05/488891151/the-mystery-of-why-sunflowers-turn-to-follow-the-sun-solved

Newly published research explains why young sunflowers turn to face the sun as it moves across the sky.

Meus dois comentarios postados no artigo:

Louis Charles Morelli – 08/06/2016

Great job, but,… once time more, Science leave the deepest question unanswered: How genes do that? Is it genes that build the circadian clock of the plant or, as said the article, the plant builds it by itself and informs the genes? Now light operates over genes, how genes knows or feels about the magnetic field? I have theories answering these questions based upon the universal formula for natural systems, called Matrix/DNA. The stem’s sides contraction and extensions are merely muscles mechanisms, and muscles obeys the identity of the whole system. The formula suggests there are no circadian clock inside every biological system, since this clock is the entire working solar system.

Louis Charles Morelli – 08/08/2016

It is fractals inside fractals inside frac… Have you observed that the entire plant mimics the shape of this galaxy? The stem is the system’s axis, the branches are the galaxy’s arms, the leaves are the planets, the flower are the stars. The galaxy’s model by Matrix/DNA’s Theory explain inclusive what’s the roots. And the building block of galaxies is a system nanotechnologisied as a lateral base pair of nucleotides, the DNA’s unit of information and building blocks.

So, the galaxy rotates, their smaller and interior fractal – stars systems – moves, the smallest fractal inside them – a plant – try to move also, although it is almost impossible due sunflowers are not free in space.

Somebody here said that the “Why ?” is explained because the flower goes after light because light is their food. But… why light is their food? Because biological systems like plants are not as perfect fractal like the biggest fractal – the galaxy – which is a perfect machine. The bits-information of this galaxy are photons and that’s why biological systems goes after photons, not light. Then, evolution here has an agent behind natural selection, an agent that is driven biological evolution, which is the Milk Way. As suggests Matrix/DNA formulas and models, the whole purpose of this biosphere and its creatures is to reproduce its creator – this galaxy. Of course, with the mutations due new environment.

Cerebro: Livro a Ler

quarta-feira, junho 15th, 2016

xxxxx

The God of the Left Hemisphere: Blake, Bolte Taylor ( A Neurologista de “My Stroke Insight”) and the Myth of Creation

https://www.amazon.com/God-Left-Hemisphere-Taylor-Creation/dp/1780491018?ie=UTF8&*Version*=1&*entries*=0

Glandula Pineal em Video, Eletromagnetismo, Espiritualidade

quinta-feira, abril 7th, 2016

xxxxx

A Glândula Pineal

http://evoluasuaconsciencia.blogspot.com.br/

 

quinta-feira, 7 de maio de 2015

 A glândua pineal tem sido considerada – desde a época deRené Descartes(século 17), que afirmava ser a glândula o ponto da união substancial entre corpo e alma* – um órgão com funções transcendentes. Além de Descartes, um escritor inglês com o pseudônimo de Lobsang Rampa, entre outros, dedicaram-se ao estudo deste órgão.

Com a forma de pinha (ou de grão), é considerada por estas correntes religioso-filosóficas como um terceiro olho devido à sua semelhança estrutural com o órgão visual. Localizada no centro geográfico do cérebro, seria um órgão atrofiado em mutação com relação aos nossos ancestrais. Teorias falam sobre o órgão ser de exercer faculdades de telepatia e clarividência. Até hoje, muitas pessoas, principalmente os budistas, através da meditação e outras técnicas, trabalham psicologicamente essa glândula para recuperar tais poderes “divinos” que teriam sido perdidos ao longo da regressão da espécie.

Os defensores destas capacidades transcendentais deste órgão, consideram-no como uma antena. A glândula pineal tem na sua constituição cristais de apatita. Segundo esta teoria, estes cristais vibram conforme as ondas eletromagnéticas que captassem, o que explicaria a regulação do ciclo menstrual conforme as fases da lua, ou a orientação de uma andorinha em suas migrações. No ser humano, seria capaz de interagir com outras áreas do cérebro como o córtex cerebral, por exemplo, que seria capaz de decodificar essas informações. Já nos outros animais, essa interação seria menos desenvolvida. Esta teoria pretende explicar fenômenos paranormais como a clarividência, a telepatia e a mediunidade. Em Missionários da Luz*, obra espírita psicografada por Chico Xavier atribuída ao espírito André Luiz, a epífise é descrita como a glândula da vida espiritual e mental que caracteriza um órgão de elevada expressão no corpo etéreo onde presidem os fenômenos nervosos da emotividade, devido a sua ascendência sobre todo o sistema endócrino, e desempenha papel fundamental no campo sexual (no terreno concreto, tal função é apontada desde 1958 e, atualmente passou a ser amplamente aceita em terreno concreto*); é descrita ainda como ligada à mente espiritual através de princípios eletromagnéticos do campo vital (o que até agora a ciência formal não pode identificar), comandando as forças subconscientes sob a determinação direta da vontade.

Apesar da vida após a morte não estar provada através do método científico; em artigo publicado na revista científicaNeuroendocrinology Letters em 2013, cientistas compararam conhecimento médico recente com doze obras psicografadas pelo médium Chico Xavier atribuídas ao espírito André Luiz e identificaram nelas diversas informações corretas altamente complexas sobre a fisiologia da glândula pineal e que só puderam ser confirmadas cientificamente cerca de 60 anos após a publicação das obras. Os cientistas ressaltaram que o fato de que o médium possuía baixa escolaridade e não era envolvido no campo da saúde levanta questões profundas sobre as obras serem ou não fruto de influência espiritual*.

O psiquiatra brasileiro Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, neurocientista, defende em pesquisas que a glândula pineal seria o órgão sensor que capta as informações por ondas eletromagnéticas devido as propriedades dos cristais de apatita, que as converteriam em estímulos neuroquímicos* de forma análoga à antena do aparelho celular para sinais eletrônicos* .

Já na visão dos hindus, é o principal órgão do corpo, possuidor de dois chacras ou centros de energia responsáveis pelo desenvolvimento extra-físico, como receptores e transmissores de energia vital: o chacra do terceiro olho, central na testa, acima da altura dos olhos, e o chacra coronário, mais superior, também na cabeça.

Referências:
* Descartes, R. “Sexta Meditação” em Meditações Metafísicas
*ANDRÉ LUIZ (espírito); XAVIER, Francisco Cândido. Missionários da luz. 23.ed. Rio de Janeiro: Federação Espírita Brasileira, 1991. Cap. 2
*Dair El, Simoes RS, Simoes MJ, Romey LR, Oliveira Fº RM, Haidar MA. Effects of melatonin on the endometrial morphology and embryo implantation in rats. Fertil Steril. 2008
*Lucchetti G, Daher JC Jr, Iandoli D Jr, Gonçalves JP, Lucchetti AL. Historical and cultural aspects of the pineal gland: comparison between the theories provided by Spiritism in the 1940s and the current scientific evidence.
* Bragdon, Emma. Spiritist Healing Centers in Brazil. Seminars in Integrative Medicine, Volume 3, 2ª edição, 2005. Páginas 67-74
*C. Fonseca, E. Lobato, R. Miranda. Revista Istoé, São Paulo. Editora Três. 2006
Texto da Wikipédia, com adaptações.

=== === === === === === === === ===

Dr. Sérgio Felipe de Oliveira é um psiquiatra brasileiro, mestre em Ciências pela USP e destacado pesquisador na área da Psicobiofísica. A sua pesquisa reúne conceitos de Psicologia, de Física, de Biologia e do espiritismo. Desenvolve estudos sobre a glândula pineal, estabelecendo relações com atividades psíquicas e recepção de sinais do mundo espiritual por meio de ondas eletromagnéticas. Realiza um trabalho junto à Associação Médico-Espírita de São Paulo AMESP e possui a clínica Pineal Mind, onde faz seus atendimentos e aplica suas pesquisas.

Segundo o mesmo, a pineal forma os cristais de apatita que, em indivíduos adultos, facilita a captura do campo magnético que chega e repele outros cristais. Esses cristais são apontados através de exames de tomografia em pacientes com facilidade no fenômeno da incorporação. Já em outros pacientes, em que os exames não apontam tais cristais, foi observado que o desdobramento fora facilmente apontado.

Segundo a revista Espiritismo & Ciência, “o mistério não é recente. Há mais de dois mil anos, a glândula pineal é tida como a sede da alma. Para os praticantes da ioga, a pineal é o ajna chakra, ou o “terceiro olho”, que leva ao autoconhecimento. O filósofo e matemático francês René Descartes, em Carta a Mersenne, de 1640, afirma que “existiria no cérebro uma glândula que seria o local onde a alma se fixaria mais intensamente”.

Sérgio Felipe de Oliveira tem feito palestras sobre o tema em várias universidades do Brasil e do exterior, inclusive na Universidade de Londres. Numa apresentação na Universidade de Caxias do Sul, o pesquisador afirmou ter recebido vários estímulos para estudar a glândula pineal quando ainda estava concentrado em pesquisas na área de física e matemática.

Um desses estímulos foi uma visão em que lhe apareceu o professor Zerbini, renomado médico cardiologista e pioneiro dos transplantes de coração no Brasil. Zerbini, a quem sérgio teria substituído em seus dois últimos compromissos acadêmicos, sugeriu a Sérgio insistentemente (durante a visão) que estudasse a glândula pineal, conforme o relato do pesquisador.

Pesquisa:

cristais de apatita

https://pt.wikipedia.org/wiki/Apatita

 A glandula  pineal exerce  importante papel que ela exerce na regulação dos chamados ciclos circadianos,que são os ciclos vitais (principalmente o sono) e no controle das atividades sexuais e de reprodução.

Ei, pessoal: Nossos irmãos-genes do Nepal estão precisando do nosso socorro. E entenda porque Deus não evitou a Tragédia

domingo, maio 3rd, 2015

Apesar de estar meio-duro nesta crise, eu já mandei o ganho num dia de meu trabalho para lá… mas eventos como este nos faz pensar. Milhares de crianças, nenês, jovens sonhadores, idosos que lutaram uma vida para fazer uma casinha, de repente as forças descontroladas e brutais da Natureza os esmaga sob pedras. Claro que não havia nenhum Deus por perto, pois nenhum humano prevendo o futuro teria permitido tal tortura e carnificina a seus filhos. A explicação tem que ser buscada em outros lugares reais deste mundo.

Como explica ( ou apenas sugere), a minha cosmovisão denominada Matrix/DNA, este evento é produto de quatro leis naturais:

1) toda nova forma do sistema universal ( tal como é esta que está emergindo das nossas cabeças e chamada de “auto-consciencia”), passa por duas fases evolucionarias. A primeira é a fase dos “ovos botados fora e a prole abandonada à própria sorte”… na aparencia ilusória imediata, pois a longo prazo a fórmula da Matrix mostra que na verdade nenhuma prole foi abandonada pois ela permanece dentro do circuito de um sistema hierarquicamente maior. A segunda fase é a dos “ovos mantidos dentro, protegidos e nutridos até sua maturação”. Assim ocorreu com o sistema universal quando tinha a forma astronomica, assim está ocorrendo com a forma biológica onde os ovos botados fora durou desde as plantas até os répteis e a partir daí surgiram os mamiferos mantendo os ovos dentro. Nós carregamos uma nova forma do sistema,  a da auto-consciencia, estamos ainda na fase dos ovos botados fora, por isso sujeitos a todos os predadores e tragédias… mas a fórmula garante que a Matrix genética que somos e carregamos não morre…

2) O planeta Terra contem um germe efervescente de estrela no seu nucleo, o qual está se alimentando da placenta planetaria que são as camadas tectonicas. Este germe respira e emite isso cujo material é ejetado através de vulcões como o que entrou em erupção no Chile agora tambem. Este planeta está sob evolução e certamente vai mudar até não mais suportar vida na sua superficie, porem isso acontece muito lentamente, em tempo na escala astronomica. Estas mudanças ocorrem tambem projetadas num espaço e tempo maior abrangendo o sistema solar inteiro, pois o ciclo vital dos planetas corresponde ao ciclo vital do sistema: enquanto seu corpo muda com a idade, estas mudanças são acompanhadas por mudanças nos corpos de seus pais, avós, etc. A minha teoria está tão correta nesta sua sugestão que vimos a NASA registrando no dia 21 de abril – poucos dias antes do terremoto no Nepal e do vulcão no Chile – uma gigantesca erupção de energia no Sol, a qual certamente cutuca o germe do seu baby no centro da Terra. Veja isto:

NASA, Watch: https://youtu.be/WEd0kRjhi1Y

3) A terceira lei é a que estabelece: À todo período de ordem sucede um período de caos, o qual produz outro período de ordem… e através destes ciclos avança a evolução do sistema universal. Nós sofremos as tragédias das perturbações naturais não apenas por ser-mos ovos botados fora mas porque isso vem acompanhado de outra noticia ruim para nós:  somos ainda recentes filhos e herdeiros de uma biosfera caótica, basta para ver isso se lembrar do caos das leis animalescas na selva. A biosfera terrestre foi produzida por fragmentos na forma de fótons-genes decaídos da entropia de um sistema em estado de ordem… o sistema galáctico que nos envolve. E como este planeta vai entrar em caos para a vida, significa que não será aqui que vamos entrar na fase dos ovos mantidos dentro num estado de ordem: é o Cosmos que nos espera de braços abertos para esta fase, mas para isso precisamos eliminar nossas picuinhas e conflitos mútuos para trabalhar em conjunto evoluindo nossa tecnologia espacial a qual nos salvará e nos levará à nossa transcendência…

4) Somos aqui e agora 8 bilhões de genes construindo o baby de auto-consciencia que será um órgão consciente de um sistema que está sendo construído tambem por outros genes em varias galaxias. Cada desastre desse é uma ameaça de que genes irmãos vitimados tenham sua missão atrapalhada e sua informação truncada, o que pode fazer com que o embrião terrestre nasça com algum aleijão. Nós – os outros genes – temos que socorrer e levantar os que caíram mas ainda estão vivos.

Mas tudo isso é apenas o que está sugerindo a fórmula que penso ter descoberto na selva e apesar de tudo ser muito lógico e racional, eu não tenho certeza de coisa alguma. Por isso, neste estado de incerteza heisenberguiano que produz esta sensação  de insustentável leveza de ser e existir pisando num solo inquieto que se move e pode me engolir a qualquer momento, vou fazendo o que me fornece paz e tranquilidade consciente, como por exemplo, dividindo agora o meu pão com meus irmãos do Nepal.  Se uma criança que teve os dentes quebrados por pedras não for atendida agora por um dentista, ela sofrerá amargamente o resto da vida… e ao diabo todos os deuses e todos os ovos e todas a s leis naturais… neste momento eu tenho que ser o deus e a fôrça natural a fazer o possível por elas. Não concordas?

Cientistas identificaram o Relógio Biológico de todos seres vivos

terça-feira, fevereiro 1st, 2011

Cientistas identificaram pela primeira vez, o ritmo circadiano de 24 horas, de todas as formas de vida.

Artigo publicado em: OUGET

http://www.tecnologiasdeultimogrito.com/identificaram-relgio-biolgico-seres-vivos/

( Nota dêste autor: o que é ciclo circadiano:

WIKIPEDIA 

(Redirecionado de Ciclo circadiano)

Ritmo circadiano, ou ciclo circadiano, designa o período de aproximadamente um dia (24 horas) sobre o qual se baseia todo o ciclo biológico do corpo humano e de qualquer outro ser vivo, influenciado pela luz solar. O ritmo circadiano regula todos os ritmos materiais bem como muitos dos ritmos psicológicos do corpo humano, com influência sobre, por exemplo, a digestão ou o estado de vigília, passando pelo crescimento e pela renovação das células, assim como a subida ou descida da temperatura. O “relógio” que processa e monitora todos estes processos encontra-se localizado numa área cerebral denominada núcleo supraquiasmático, localizado no hipotálamo na base do cérebro e acima das glândulas pituitárias. Pesquisas recentes expandiram o sentido do termo, demonstrando que os ritmos circadianos estão também relacionados às marés, ao ciclo lunar e também à dinâmica climática da Terra através das correntes eólicas e marítimas, em especial se observado com relação aos animais migratórios. Dessa forma, a dinâmica circadiana não se reduz a uma questão fisiológica, mas também a uma conjuntura astronômica, geológica e ecológica.

O núcleo supraquiasmatico(NSQ)encontra-se em cima, ou seja “supra” do quiasma óptico, recebendo a luz pela via retino-hipotalamica.

Sabe-se que os ciclos circadianos são controlados em sua maioria nos mamíferos nos núcleos supraquiasmáticos do hipotálamo e estes, por sua vez, estão sob controle temporal por agentes sincronizadores, como a luz)

File:Biological clock human.svg

 

 The first modern observation of endogenous circadian oscillation was by the French scientist Jean-Jacques d’Ortous de Mairan in the 18th century; he noted that 24-hour patterns in the movement of the leaves of the plant Mimosa pudica continued even when the plants were kept in constant darkness.

( Importante anotar isto. Parece que o relógio biológico não depende de conexão direta entre um corpo e as fôrças da luz solar, pois êle funciona tambem quando o corpo é mantido na escuridão.)

xxx

(continuação do artigo da OUGET)

Esta descoberta, vem revelar o mecanismo que controla o relógio biológico interno dos seres vivos (desde os humanos às algas), desde os primórdios da sua existência na Terra.

A pesquisa vem fornecer importantes informações, acerca de problemas de saúde relacionados com a desregulação dos relógios biológicos das pessoas, como por exemplo: os pilotos, os trabalhadores por turnos, entre outros.

O ritmo circadiano de 24 horas foi identificado nas células vermelhas do sangue. Esta informação é particularmente importante, porque até agora pensava-se que o relógio biológico estaria relacionado com a atividade do ADN e genética, mas ao contrário das outras células do corpo, os glóbulos vermelhos não têm ADN.

( Nota dêste autor: O que são “células vermelhas do sangue”:

WIKIPEDIA:

Hemácia

(Redirecionado de Células vermelhas do sangue)
 

Hemácias.

Da esq. para a dir. Hemácia, um trombócito e um leucócito.

Glóbulos vermelhos são unidades morfológicas da série vermelha do sangue, também designadas por eritrócitos ou hemácias, que estão presentes no sangue . São constituídas basicamente por globulina e hemoglobina (composta de 4 moléculas protéicas de estrutura terciária e 4 grupamentos heme que contém o ferro (cada íon ferro é capaz de se ligar frouxamente a dois átomos de oxigênio), um para cada molécula de hemoglobina), e a sua função é transportar o oxigênio (principalmente) e o gás carbônico (em menor quantidade) aos tecidos. Os eritrócitos vivem por aproximadamente 120 dias.

Red blood cells  take up oxygen in the lungs or gills and release it while squeezing through the body’s capillaries. These cells’ cytoplasm is rich in hemoglobin, an iron-containing biomolecule that can bind oxygen and is responsible for the blood’s red color. In humans, mature red blood cells are flexible biconcave disks that lack a cell nucleus and most organelles.  The cells develop in the bone marrow (medula óssea) and circulate for about 100–120 days in the body before their components are recycled by macrophages.  Approximately a quarter of the cells in the human body are red blood cells. Human red blood cells take on average 20 seconds to complete one cycle of circulation.)

(Nota: As células vermelhas vão aos pulmões e branquias onde recolhem o oxigênio e começam a circulação. Isto está indicando que a respiração está ligada ao relógio biológico, ao ritmo do sistema astronomico? Estas células são produzidas na medula óssea: sendo o esqueleto a estrutura do corpo, estaria êle conectado ( ou representando) com a estrutura da galáxia?)

 

File:Erytrocyte deoxy to oxy v0.7.gifAn animation of a typical human red blood cell cycle in the circulatory system. This animation occurs at real time (20 seconds of cycle) and shows the red blood cell deform as it enters capillaries, as well as changing color as it alternates in states of oxygenation along the circulatory system. (Mas só vai na perna esquerda? E a direita, como fica, coitada!? Obs.: Não é que eu sou chato, eu sou um cientista que exige exatidão nas coisas. Se eu disse perna esquerda e todos os outros humanos corrigem dizendo que aquela é a direita eu pergunto: “Quem disse que é direita? É direita em relação a quê? Ao Polo Norte? E quem disse que aquêle Polo é o norte? Porque não pode ser o sul?  A Terra é redonda e gira, não tem lados esquerdo e direito! Então… o lado direito do corpo é direito segundo qual ponto de referencia? O poste da esquina? Se eu quero dizer que aquela é a perna esquerda, ninguëm tem nada com isso! Ora bolas!)

Vejamos onde estas células são produzidas:

File:Caput femoris cortex medulla.jpg

A femur with a cortex of cortical bone and medulla of trabecular bone showing its red bone marrow and a focus of yellow bone marrow.

The stroma (the connective, functionally supportive framework of a biological cell, tissue, or organ)  is indirectly involved in hematopoiesis, since it provides the hematopoietic microenvironment that facilitates hematopoiesis by the parenchymal cells. For instance, they generate colony stimulating factors, affecting hematopoiesis.

( Êpa! Colony stimulating factors? Isto parece relaciona a ciclos. Vejamos o que é:

Colony-stimulating factor

Colony-stimulating factors (CSFs) are secreted glycoproteins which bind to receptor proteins on the surfaces of hemopoietic stem cells and thereby activate intracellular signaling pathways which can cause the cells to proliferate and differentiate into a specific kind of blood cell (usually white blood cells; for red blood cell formation see erythropoietin).

( Este é o nosso problema estudando a natureza sob o ponto de vista sistêmico: para se investigar um determinado ítem temos que dar uma volta ao Universo e na sua idade total, pois tudo está conectado. Agora vemos que as células vermelhas contem colesterol em sua membrana, então o colesterol pode estar relacionado com o relógio biológico e estas doenças derivadas do mal colesterol pode ser uma desritmia devido a stress que é incorporada pelo colesterol e levada a todo o corpo, pois ele está dentro das células vermelhas do sangue. Vejamos algo da membrana destas células:

Membrane lipids

  
The most common erythrocyte cell membrane lipids, schematically disposed as they are distributed on the bilayer. Relative abundances are not at scale.

( Repare como a Matriz-software de Sistema Perfeito é desfigurada, torcida e retorcida, fragmentada e reajuntada, ao nível molecular. A cruz no centro das moléculas é a reprodução da Matriz em forma de pentágono espiralado, mas aqui – devido as moléculas serem trechos da Matriz e portanto são “pedaços de circuitos”, abertos, um átomo representando uma Função Universal se liga a átomos externos elaborando longas cadeias, como é o caso do phosphatid Inositol)

The erythrocyte cell membrane comprises a typical lipid bilayer, similar to what can be found in virtually all human cells. Simply put, this lipid bilayer is composed of cholesterol and phospholipids in equal proportions by weight. The lipid composition is important as it defines many physical properties such as membrane permeability and fluidity. Additionally, the activity of many membrane proteins is regulated by interactions with lipids in the bilayer.

 

File:RBC membrane major proteins.png

Red Blood Cell membrane major proteins

(Vamos acompanhar estas proteínas com a maior atenção… se é que a membrana destas células tem a ver com o relógio biológico)

Both PS and phosphatidylinositol-4,5-bisphosphate (PIP2) can regulate membrane mechanical function, due to their interactions with skeletal proteins such as spectrin and protein 4.1R. Recent studies have shown that binding of spectrin to PS promotes membrane mechanical stability.

( Êpa! Membrane Mechanical Function and Stability ! Relógio biológico é isto: Regulação  Mecânica do Organismo. Por isso nosso Ciclo Cardiano interage e/ou é produzido pelo sistema astronômico: êste é puramente mecânico e esta propriedade foi trasferida à sua cria, os sistemas biológicos, atuando diretamente sôbre a estrutura mecânica do organismo.) 

xxx

  

Segundo Akhilesh Reddy, estudante da Universidade de Cambridge e principal autor do estudo, “As implicações disto para a saúde, são múltiplas. Nós sabemos que os relógios desregulados (causados por trabalhos por turnos e jet-lag por exemplo) são associados a doenças metabólicas como diabetes, problemas de saúde mental e até mesmo cancro.

Reddy disse ainda que, “Com o conhecimento de como funcionam as células do relógio biológico a nosso favor, esperamos começar a ver claramente as ligações com estes distúrbios. Isto (a longo prazo) levará a novas terapias que há um par de anos atrás, não teria sido sequer possível imaginar.

Método de estudo

Os investigadores descobriram o ritmo de 24 horas nas amostras de peroxirredoxinas, tanto para as células vermelhas do sangue, como nas algas. As amostras foram mantidas no escuro e tiradas em intervalos regulares durante vários dias.

( Hummm… Então as Peroxirredoxinas são importantes no inteiro processo do relógio biológico. Vejamos o que é isso:

Wikipedia:

Peroxiredoxin

Structure of AhpC, a bacterial 2-cysteine peroxiredoxin from Salmonella typhimurium.
 
( Está aí! A forma do circuito da Matriz astronômica! Esta é uma enzima que está dentro das células vermelhas do sangue que desempenham função decisiva no relógio biológico ou ciclo arcadiano que se constitui num ritmo sincronizado que afeta tôdas as coisas dentro so sistema solar. Ora, se vemos que o mesmo circuito no nivel astronomico se repete no nivel microscópico então estamos presenciando um fenômeno de “fractais”. Se realmente existe essa hipótese, se for provado que existe “fractologia”aqui, estarão provadas a existência do software natural Matriz/DNA e o nosso modêlo cosmológico! Raios, temos que nos aprofundar nessa pesquisa.) 

Peroxiredoxins  are a ubiquitous family of antioxidant enzymes that also control cytokine-induced peroxide levels and thereby mediate signal transduction in mammalian cells.

 Recent research has found that they are the oldest common mechanism responsible for the 24-hour internal clock of almost all life on earth.

Plant 2-Cys peroxiredoxins are post-translationally targeted to chloroplasts [10], where they protect the photosynthetic membrane against photooxidative damage [11].

Nuclear gene expression depends on chloroplast-to-nucleus signalling and responds to photosynthetic signals, such as the acceptor availability at photosystem II and ABA

( Cloroplastos estão ligados a luz solar e emitem sinais ao nucleo o que produz expressão de genes… muito interessante! )

Conclusão

Tanto nas amostras com os glóbulos vermelhos como nas amostras com algas, foi encontrado o ritmo biológico de 24 horas, mesmo quando o ADN já não estava ativo.

Andrew Millar, liderando o estudo na Universidade de Edimburgo Escola de Ciências Biológicas, disse que, Esta pesquisa pioneira mostra que os relógios do corpo são mecanismos antigos, que têm permanecido connosco ao longo de um bilião de anos de evolução. Estes devem ser muito mais importantes e sofisticados, do que previamente se pensava. Serão necessários mais estudos, para determinar como e por quê, de estes relógios se desenvolveram nas pessoas (e em todos os outros seres vivos na Terra) e qual o papel que eles desempenham no controlo dos nossos corpos.

Outros estudos relacionados têm sido publicados, e revelam por exemplo: indícios de que o relógio circadiano controla os padrões de atividades diárias e sazonais, desde os ciclos de sono às migrações de borboletas.

Fonte: University of Cambridge

XXXxxxXXX

Artigos nêste Website Relacionados ao Relógio Biológico (clicar no titulo do artigo leva direto ao artigo)

Cérebro: a notável semelhança entre o Oscilador Circadiano e o Diagrama da Matriz – terça-feira, novembro | 30 | 2010 – Categoria: pesquisas da Matriz

Fótons: Luz do Sol influenciando Organismos e Sistemas Biológicos – novembro | 14 | 2010 – categoria: Fóton

Relógio Molecular ou Relógio Astronomico ? Mais um indicio favorecendo a Teoria da Matriz/DNA Universal – julho | 2 | 2009 – categoria: Teoria do Relógio Astronomico

XXXxxxXXX

E aqui mais uma versão (original) do artigo, a ser estudado na próxima ocasião:

University of Cambridge

http://www.admin.cam.ac.uk/news/dp/2011012601

Ancient body clock discovered that helps to keep all living things on time

26 January 2011

 

The mechanism that controls the internal 24-hour clock of all forms of life from human cells to algae has been identified by scientists. Not only does the research provide important insight into health-related problems linked to individuals with disrupted clocks – such as pilots and shift workers – it also indicates that the 24-hour circadian clock found in human cells is the same as that found in algae and dates back millions of years to early life on Earth.

Two new studies out tomorrow, 27 January, in the journal Nature from the Universities of Cambridge and Edinburgh give insight into the circadian clock which controls patterns of daily and seasonal activity, from sleep cycles to butterfly migrations. 

One study, from the Institute of Metabolic Science at the University of Cambridge, has for the first time identified 24-hour rhythms in red blood cells. This is significant because circadian rhythms have always been assumed to be linked to DNA and gene activity, but – unlike most of the other cells in the body – red blood cells do not have DNA. 

Akhilesh Reddy, from the University of Cambridge and lead author of the study, said: “We know that clocks exist in all our cells; they’re hard-wired into the cell. Imagine what we’d be like without a clock to guide us through our days. The cell would be in the same position if it didn’t have a clock to coordinate its daily activities. 

“The implications of this for health are manifold. We already know that disrupted clocks – for example, caused by shift-work and jet-lag – are associated with metabolic disorders such as diabetes, mental health problems and even cancer. By furthering our knowledge of how the 24-hour clock in cells works, we hope that the links to these disorders – and others – will be made clearer. This will, in the longer term, lead to new therapies that we couldn’t even have thought about a couple of years ago.”

For the study, the scientists, funded by the Wellcome Trust, incubated purified red blood cells from healthy volunteers in the dark and at body temperature, and sampled them at regular intervals for several days. They then examined the levels of biochemical markers – proteins called peroxiredoxins – that are produced in high levels in blood and found that they underwent a 24-hour cycle. Peroxiredoxins are found in virtually all known organisms. 

A further study, by scientists working together at the Universities of Edinburgh and Cambridge, and the Observatoire Oceanologique in Banyuls, France, found a similar 24-hour cycle in marine algae, indicating that internal body clocks have always been important, even for ancient forms of life. 

The researchers in this study found the rhythms by sampling the peroxiredoxins in algae at regular intervals over several days. When the algae were kept in darkness, their DNA was no longer active, but the algae kept their circadian clocks ticking without active genes. Scientists had thought that the circadian clock was driven by gene activity, but both the algae and the red blood cells kept time without it. 

Andrew Millar of the University of Edinburgh’s School of Biological Sciences, who led the study, said: “This groundbreaking research shows that body clocks are ancient mechanisms that have stayed with us through a billion years of evolution. They must be far more important and sophisticated than we previously realised. More work is needed to determine how and why these clocks developed in people – and most likely all other living things on earth – and what role they play in controlling our bodies.” 

Additional funding for the studies was provided by the Biotechnology and Biological Sciences Research Council, the Engineering and Physical Sciences Research Council, the Medical Research Council, the French Agence Nationale de la Recherche, and the National Institute of Health Research.