Archive for the ‘LUZ e eletromagnetismo’ Category

O céu não é escuro, é iluminado, nós que somos quase cegos a luzes mais fortes (ver vídeo)

quinta-feira, dezembro 13th, 2018

xxxxx

Trata-se de uma descoberta extraordinária!… Da próxima vez que olhar para o céu noturno sem Lua e vir as estrelas, imagine o brilho invisível do hidrogénio, os primeiros blocos constituintes do Universo, a iluminar todo o céu noturno.

Minha teoria: Com o Big Bang, uma onda de luz se expandiu no meio da substancia que preenchia o espaço onde hoje é o Universo, a matéria escura. Nesta expansão ocorreu fricção, atrito, da luz com a matéria, e dessa fricção resultou a energia que conhecemos. Da onda, e principalmente no fim da onda, emergem suas partículas, os fótons. Estes formam com a matéria escura as primeiras partículas elementares “quase fantasmas” como os quarks. Com estas surgem prótons, nêutrons e elétrons. Os fótons emigram procurando corpos mais densos em que “encarnar”, preferivelmente os elétrons. Mas tem um grande segredo nisso tudo, segundo minha teoria. Notei que uma onda de luz total, universal, como a que vemos resultando de todas as setes radiações do espectro eletromagnético, se expande no espaço/tempo pelo mesmo método que um ser vivo ” se expande no espaço/tempo”, repetindo a mesma sequencia de formas de um corpo vivo com suas formas de sete diferentes faixas de frequências. Isto significa que a onda de luz primordial, emitida na origem do Universo, continha em si encriptado o processo do ciclo vital, o qual e’ o código que da a vida a matéria. Assim descobri o cerne da minha teoria, que é a formula natural universal a que denominei Matrix/DNA, a qual estou descobrindo ser o principio criador de todos os sistemas naturais, o “template” sobre o qual estão montadas a célula, os building blocks das galaxias, o átomo, e ate os building blocks do DNA. Fantástico, esta formula de luz era uma especie de genoma “natural” vindo do antes e alem deste Universo! ( a formula esta no meu website). Alguém contesta? Porque?

(Obs: Pesquisar o que e Radiacao de Lyman-alfa) 

http://www.astropt.org/2018/12/13/um-universo-resplandecente/

Um Universo resplandecente

Pesquisa:

Radiacao de Lyman-alfa

A luz tocando e influenciando a matéria na iris do olho

domingo, dezembro 9th, 2018

xxxxx

Temos sensores que captam e sentem a substancia quase abstrata da luz. Porem não temos a capacidade de ver um grupo de partículas de luz ( os fótons) compondo a formula da Matrix/DNA, a qual esta em todo lugar nos organismos.

Como superar esta deficiência? Treinando ou esforçando nossos sensores naturais, depois que conhecemos a formula e sabemos que ela existe? Ou apenas pela tecnologia?

Impressionante vídeo revelando os efeitos da luz na iris humana.

https://www.facebook.com/Soubiomais/videos/227347058165552/?t=53

O dualismo universal do “bem & mal”: de onde vem? Pesquisa aberta pela Matrix/DNA

segunda-feira, dezembro 3rd, 2018

xxxxx

O dualismo entre o bem e o mal

A cosmovisão da Matrix/DNA esta patinando encalacrada no seguinte fenômeno real da Natureza:

Ainda não descobrimos de onde, diabos, veio este fenômeno natural da “dualidade bem & mal”, materializadas nas “forças da construção & destruição”, nos “estados de ordem & caos” e na “dicotomia positivo & negativo”. Parece-nos que esse dualismo vem desde antes do Big Bang, de antes das origens deste Universo, pois esta origem parece ter sido no estado de caos – onde predomina o mal, a destruição – e do qual se levantou um fluxo de ordem. Pela Física vemos o Universo iniciando pelo embate entre partículas girando para a esquerda e outra metade girando para a direita ( spins left & right). Ultimamente a Matrix/DNA tem chegado nas ondas de luz carregando a formula Matrix/DNA no meio da “espuma quântica” que sobra como ultima indestrutível coisa do vácuo total. isto esta sugerindo que esta dualidade neste Universo começou com o “bem” sendo trazido por ondas de luz e o mal não inicial não foi localizado, mas como só foi detectado luz e espuma então resta alternativa mais provável de que a “espuma quântica” tenha trazido o “mal”.

Muito material temos sobre este fenômeno e aqui deixamos o tema em aberto para ir desenvolvendo-o na medida do possível. Se a fonte, a causa primeira deste fenômeno natural estiver antes do Universo, devemos esquecer de tentar explica-la pois ai entraríamos na metafisica, a qual não e` nosso campo de capacidades intelectivas. O tema já foi esmiuçado pelo intelecto humano entre os maiores filósofos mas sempre sem resultados concretos e sempre caindo na metafisica, de onde uma curiosidade interessante se vê no simbolo do Yin/Yang:

O dualismo entre o bem e o mal YINYANG

A curiosidade aqui esta’ em que a figura representa muito bem um dos efeitos importantes deste dualismo: as alternâncias entre dominância e recessividade. Digamos que quando o mal esta dominante temos a face negra da figura, na qual a face branca do bem se encolhe minuscula; quando ao contrario, o bem esta dominante, temos a meia-face branca, onde a face negra do mal se encolhe, minuscula.

Mas todas as coisas escondidas ( como eram os prótons, nêutrons e elétrons dentro dos átomos) foram descobertas porque começou-se a estudar os efeitos dessas coisas nas suas redondezas, assim temos que reunir aqui os efeitos deste fenômeno no nosso mundo real, e` só o que podemos fazer por ora. Esperamos as contribuições, opiniões, informações, de mais pessoas, pois e` muito melhor quanto mais se tem cabeças pensantes.

Luz das estrelas: Mais uma teoria minha sobre fótons e luz

segunda-feira, dezembro 3rd, 2018

xxxxx

Baseado no artigo da Livescience:

https://www.livescience.com/64193-all-starlight-universe.html

E sua copia no artigo do Dawkins website :

https://www.richarddawkins.net/2018/11/heres-how-much-starlight-has-been-created-since-the-beginning-of-the-universe/#comment-234984

(Obs: Enviei meu comentário abaixo aos dois artigos. No Livescience foi publicado e no Dawkins não, aguardando moderacao)

Here’s How Much Starlight Has Been Created Since the Beginning of the Universe

Meu comentario enviado para o artigo em 12/o3/18 ( nao publicado, talvez aguardando moderacao. Checar depois.)

I have two layman’s question and some layman’s suggestions:

1) What about the light released by the Big Bang event? It does not fill up the whole universe?

2) If “protons releases photons”, and the stars are formed and composed by hydrogens with these photons, it is not the star that creates light, it was already created and packed into stars. Am I wrong? Why?

My suggestion:

Stars are secondary transmission towers of light, a secondary level of light coming from its primary level, lots time more powerful, which came from the Big Bang or a source that triggered it. Gamma-ray is the first “slice” or shape of light waves, the second is infrared, violet, etc., till radio. I have a theory suggesting the existence of a universal formula that exists at all natural systems, from atoms to galaxies to human beings, I later I found that the complete light wave resulting from the entire electromagnetic spectrum was the first manifestation of this formula in the Universe. The formula is a system built by the process of life’s cycle, which begins with a unique body transforming it into new more complex shapes. An individual human body also is a system, under the process of life’s cycles it is transformed from shapes to new shapes. It happens that the electromagnetic spectrum shows to us that its produced light waves propagates into time/space everything equal as a human body. So, the light shape as gamma-ray behaviours and functions are equal the behaviors and functions of a human baby; the second shape, infrared is equal the human shape as a child. And so on… the light waves dies fragmented into its particles, photons, as humans dies and its cadaver are fragmented… Final conclusion?

These photons from stars are fragments of a died primary light wave that was born with the Big Bang. Since that the primary light  was more powerful, its powerful photons choose the most powerful particles for “reincarnating”, the protons. When these photons are released by protons, they are second generation, less powerful, so, now they need a less powerful particle, the electrons. When atoms released by supernovas they composes biological systems, as human bodies, so, our bodies receives these electrons with these photons of second generation. At planetary atoms these photons gets the control of atoms machinery, like virus gets the control of cells machinery, and these photons drives these atoms to new combinations, emerging the organic matter. These photons have an unconscious and automatic, predetermined purpose: to joining together in the same sequence they was when composing the light wave, so, they tried to drive planetary atoms to re-build the prior system, the result in this new environment and new material is a mutation into biological systems. This was the origins of life here. Our DNA is the atual modern shape of primordial light waves from the Big Bang – re-transmitted and packed by stars. Our genetic code is coming from beyond a source from beyond the Big Bang.  And these gracious, marvellous stars are our grand-grand-mothers…

But, ok, We have only a theory, we need now testing it…

A Equacao do Standard Model: Excelente video me desperta para a possibilidade de que a equação seja explicada pelo ciclo vital na luz. Aberta a pesquisa.

quarta-feira, novembro 28th, 2018

xxxx

Quantum Fields: The Real Building Blocks of the Universe – with David Tong

There is not much stranger than physics and this is a good lecture if you have the time. If not, here are my notes:

What do we know about the fabric of the universe? You may have learned that all matter is made of atoms which differ in their numbers of sub-atomic particles.

These 118 different kinds of atoms are the chemical elements known to modern chemistry. Interestingly, there are only three particles that make up every kind of atom: electrons, up-quarks and down-quarks. The up and down quarks make protons and neutrons. This model is not the best we have, however.

Even more fundamental building blocks are fluid-like structures which spread across the entire universe and which ripple in interesting ways.

There are fields. For example, light is composed of electromagnetic field waves. But the fields aren’t smooth and continuous. The fields have little particles of light we call photons. They are spread everywhere, the electron field, a fluid that fills the entire universe. The ripples get tied into bundles of energy and these are called the electron particle. The electrons are all waves of the same underlying field.

Energy is not continuous, it is bundled up into packets or quanta. There are two quark fields, these fields give rise to the up-quarks and down-quarks, which are all connected as waves of the same fields.

What does it mean that we are made of fields instead of particles? If you take away all particles from a given space, you will still have fields constantly fluctuating in a very complicated way.

Nothing is a busy place. The simplest thing we can imagine in the universe is extremely complicated. It is filled with twelve (12) fields that give matter, and four (4) other fields that give forces. Space and time (space-time) itself is a field itself, the one responsible for gravity.  The world we live in is a combination of the 16 fields interacting in interesting ways.

This is the greatest theory in the history of human civilization, although it is referred to by the boring name “The Standard Model”.  There is one more field, the final building block, the Higgs field, which is responsible for all mass. From all of this, we have one equation that correctly predicts the results of every experiment we’ve ever done in science:

This amazing Standard Model equation does not cover everything, however. There are invisible particles in space like dark matter and there is the field of dark energy that causes everything in the universe to repel everything else, so we need to do better than the standard model which does not account for these two things.

The universe is 13.8 billion years old. In the first 380,000 years, the universe was a flickering fireball which we now see as cosmic background radiation. What caused the flickering was something that took place in the first few fractions of a second after the big bang. Tiny quantum vacuum fluctuations were caught and stretched 20 billion light years across the sky. These are the ripples in the fireball.

It may be that all of the forces and matter can be unified. This is the theory of super-symmetry. String Theory combines and contains all of the forces and types of matter.

According to our best theories of physics, the fundamental building blocks of matter are not particles, but continuous fluid-like substances known as ‘quantum fields’. David Tong explains what we know about these fields, and how they fit into our understanding of the Universe.

I’m grateful that we can pretend to understand this much of the universe, but I don’t really get what a field is. One current view is that a field is a physical quantity, represented by a number or tensor, that has a value for each point in space and time. A physical quantity. Hmmm.

xxxxx

Pesquisa sobre a equação:Quant

Image result for equation of theory of everything

http://www.preposterousuniverse.com/blog/2013/01/04/the-world-of-everyday-experience-in-one-equation/

 

Everyday-Equation

O que nao vemos além da luz visível e sua vibração.

sexta-feira, novembro 9th, 2018

xxxx

There are LOTS of things that human beings cannot see OR hear that are VERY real. My cats were alert and awake more than 20 minutes BEFORE a Richter scale magnitude 5.8 earthquake in central Oklahoma on September 3, 2016.

Oklahoma has more earthquakes than California does. Many of them are fracking induced earthquakes, but not all of them. The USGS and the Oklahoma Geological Survey have acknowledged this after years of denial. The fleeing insects and birds shoe up on Doppler radar. Humans cannot see the radio waves used in radar. We cannot see microwaves or ultraviolet light that sunburns many people.

In many ways human beings are blind and deaf to very real things.

And things that are simply transparent or not matter.
You cannot “see” still air or many gasses as they are clear, though you can tell they are there by feeling eg wind or trying to move something through it.

You cannot even see light until it’s somehow directed in to your eyes – shine a torch beam across or upwards so if does not hit anything and the only way you see the beam itself is if it reflects off dust etc. in the air..

And that’s visible light – other frequencies like infra-red or radio waves simply cannot be seen or detected without tools

Our eyes are easily fooled – which is what optical illusions are all about. We can see things that are not there – like rainbows. There is plenty we can’t see.

Porque sempre tive perfeita saude depois de descobrir a formula do DNA? A meditacao baseada na formula, explica?

sábado, setembro 22nd, 2018

xxxx

O texto abaixo, obtido neste link, diz sobre tres experimentos ( falta-me confirmar aa fontes e verificar se esta descricao corresponde fielmente aos experimentos ) que são previstos na minha interpretacao da formula da Matrix/DNA, o que poderia ser uma indicação de estou no caminho certo. E’ preciso saber ler o texto separando fatos de interpretacoes teóricas dos autores, e a interpretacao final pelo autor do texto diferencia da minha interpretacao. Enquanto o autor do texto diz acredita na “a possibilidade que exista um NOVO campo de energia e que o DNA está se comunicando com os fótons por meio deste campo”, a minha interpretacao da formula sugere que existe uma onda de luz contendo as informacoes para construir um sistema natural funcional sob evolucao, ao se propagar na substancia espacial essa onda gera atrito que produz o que denomino eletricidade ou energia, a qual e’ o elo entre a massa espacial e a luz. O DNA deve conter um grupo de fotons constituindo a formula e fotons dispersos tendem a interagirem e se acomodarem com os fotons do DNA, o que explicaria os resultados das experiencias e e’ o modelo em que baseio a dinâmica do meu metodo de meditação, talvez o responsável por manter minha saude. Mas lembre-se, talvez não e’ certeza, ainda falta muitos testes, inclusive com outras pessoas para confirmar ou negar esta minha teoria. Eu sou extremamente cético e não acredito nem em minhas teorias mesmo que baseadas na pura logica dos fatos conhecidos, entao porque continuo esta meditação? Porque não me custa nada, me faz vencer insônias trazendo um sono harmônico, me e’ agradável, e obedeço o lema de que “em time que esta ganhando, não se mexe”. principalmente se a mexida pode significar ficar suscetível a doencas.

http://www.saindodamatrix.com.br/archives/2006/03/dna-emocoes.html

xxxx

A seguir três experimentos com o DNA (ADN) que provam as qualidades e auto-cura do mesmo em consonância com os sentimentos da pessoa, como foi relatado por Gregg Braden em seu programa intitulado Curando Corações/Curando Nações: A Ciência da Paz e o Poder das Orações:

EXPERIMENTO #1

O primeiro experimento foi realizado pelo Dr. Vladimir Poponin, da Academia Russa de Ciência. Nesta experiência começou-se por esvaziar um recipiente (quer dizer que se criou um vazio em seu interior) e o único elemento deixada dentro foram fótons (partículas de luz). Foi medida a distribuição destes fotons e descobriu-se que estavam distribuidos aleatoriamente dentro deste recipiente. Este era o resultado esperado.

Então foi colocada dentro do recipiente uma amostra de DNA e a localização dos fótons foi medida novamente. Desta vez os fótons haviam se ORGANIZADO EM LINHA com o DNA. Em outras palavras, o DNA físico produziu um efeito nos fótons não-físicos.

Depois disto, a amostra de DNA foi removida do recipiente e a distribuição dos fótons foi medida novamente. Os fótons PERMANECERAM ORDENADOS e alinhados onde havia estado o DNA. A que estão conectadas as partículas de luz?

Gregg Braden diz que estamos impelidos a aceitar a possibilidade que exista um NOVO campo de energia e que o DNA está se comunicando com os fótons por meio deste campo. (sublinhado por mim)

EXPERIMENTO # 2

Este experimento foi levado a cabo pelos militares. Foram recolhidas amostras de leucócitos (células sanguíneas brancas) de um número de doadores. Estas amostras foram colocadas em um local equipado com um aparelho de medição das mudanças elétricas. Nesta experiência, o doador era colocado em um local e submetido a “estímulos emocionais” provenientes de vídeoclips. O DNA era colocado em um lugar diferente do que se encontrava o doador, mas no mesmo edifício.

Ambos, doador e seu DNA, eram monitorados, e quando o doador mostrava seus altos e baixos emocionais (medidos em ondas elétricas), o DNA expressava RESPOSTAS IDÊNTICAS e AO MESMO TEMPO. Não houve lapso e retardo de tempo de transmissão. Os altos e baixos do DNA COINCIDIRAM EXATAMENTE com os altos e baixos do doador.

Os militares queriam saber o quão distantes podiam ser separados o doador e seu DNA e continuarem observando este efeito. Pararam de experimentar quando a separação atingiu 80 kilometros entre o DNA e seu doador e continuaram tendo o MESMO resultado. Sem lapso e sem retardo de transmissão.

O DNA e o doador tiveram as mesmas respostas ao mesmo tempo. Que significa isto? Gregg Braden diz que isto significa que as células vivas se reconhecem por uma forma de energia não reconhecida anteriormente. Esta energia não é afetada pela distância e nem pelo tempo. Esta não é uma forma de energia localizada, é uma energia que existe em todas as partes e todo o tempo.

EXPERIMENTO #3

O terceiro experimento foi realizado pelo Instituto Heart Math e o documento que lhe dá suporte tem este título: Efeitos locais e não locais de freqüências coerentes do coração e alterações na conformação do DNA (Não se fixem no título, a informação é incrível!)

Este Experimento relaciona-se diretamente com a situação do Antrax. Neste experimento tomou-se o DNA de placenta humana e colocou-se em um recipiente onde se podia medir as alterações do mesmo. Vinte e oito amostras foram distribuídas, em tubos de ensaio, ao mesmo número de pesquisadores previamente treinados. Cada pesquisador havia sido treinado a gerar e sentir sentimentos, e cada um deles podia ter fortes emoções. O que se descobriu foi que o DNA MUDOU DE FORMA de acordo com os sentimentos dos pesquisadores.

1. Quando os pesquisadores sentiram gratidão, amor e apreço, o DNA respondeu RELAXANDO-SE, e seus filamentos esticando-se. O DNA tornou-se mais grosso.

2. Quando os pesquisadores SENTIRAM raiva, medo ou stress, o DNA respondeu APERTANDO-SE. Tornou-se mais curto e APAGOU muitos códigos.

Você já se sentiu alguma vez “descarregado” por emoções negativas? Agora já sabe porque seu corpo também se descarrega! Os códigos de DNA conectaram-se novamente quando os pesquisadores tiveram sentimentos de amor, alegria, gratidão e apreço.

Esta experiência foi aplicada posteriormente a pacientes com HIV positivo.

Descobriram que os sentimentos de amor, gratidão e apreço criaram RESPOSTAS DE IMUNIDADE 300.000 vezes maiores que a que tiveram sem eles. Assim, o que temos aqui é uma resposta que nos pode auxiliar a permanecermos com saúde, sem importar quão daninho seja o vírus ou a bactéria que esteja flutuando ao redor. Mantendo os sentimentos de alegria, amor, gratidão e apreço.

Estas alterações emocionais foram mais além de seus efeitos eletromagnéticos. Os indivíduos treinados para sentirem amor profundo foram capazes de mudar a forma de seu DNA. Gregg Braden diz que isto ilustra uma nova forma de energia que conecta toda a criação. Esta energia parece ser uma REDE ESTREITAMENTE TECIDA que conecta toda a matéria. Podemos influenciar essencialmente esta rede de criação por meio de nossas VIBRAÇÕES.

Interpretacoes de Gregg Braden:

O que tem a ver os resultados destas experiências com nossa situação presente? Esta é a ciência que nos permite escolher uma linha de tempo que nos permite estar a salvo, não importa o que aconteça. Como Gregg explica em seu livro O efeito Isaías, basicamente o tempo não é apenas linear (passado, presente e futuro) mas também é profundidade. A profundidade do tempo consiste em todas as linhas de tempo e de oração que possam ser pronunciadas ou que existam. Essencialmente, suas orações já foram respondidas. Simplesmente ativamos a que estamos vivendo por meio de nossos SENTIMENTOS.

É assim que criamos nossa realidade, ao escolhermos nossos sentimentos. Esses sentimentos estão ativando a linha do tempo por meio da rede de criação, que conecta a energia e a matéria do universo. Lembre-se que a lei do Universo é que atraímos aquilo que colocamos em nosso foco. Se focas em temer qualquer coisa seja lá o que for, estás enviando uma forte mensagem ao Universo para que te envie aquilo a que mais temes. Em troca, se puderes manter-te com sentimentos de alegria, amor, apreço ou gratidão, e focar em trazer mais disto para tua vida, automaticamente irás afastar o negativo.

Estarias escolhendo uma LINHA DE TEMPO diferente com estes sentimentos. Sendo assim, esta é uma proteção para o que vier: Busque algo pelo qual estar alegre todos os dias, cada hora se possível, momento a momento, ainda que sejam alguns poucos minutos. Esta é a mais fácil e melhor das proteções que podes ter.

Fonte: Gregg Braden

Tradução: Liane B. de Mesquita, a partir da tradução em espanhol de Abjini Arraíz

Referências: The DNA PHANTOM EFFECT (update);
DNA can be influenced and reprogrammed by words and frequencies

Luz para Matrix/DNA: Mesmo que Energia Vital, viva, que preenche todo o vácuo espacial de Seth

domingo, setembro 2nd, 2018

xxxx

WHAT IS THE NATURE OF TIME AND SPACE?

https://www.sethlearningcenter.org/q_time_space.html

 

“The settings in your physical environment…the physical aspects of life as you know it, are all camouflages.

Matrix/DNA: Face do Universo ou camuflagem? O Universo Relativo tem mil faces, cada face e’ uma camuflagem. A qual contem uma lição preparatoria para a grande licao final.

The brain is a camouflage pattern. It takes up space. It exists in time. The mind takes up no space, it does not have its basic existence in time. The reality of the inner universe does not take up space, nor does it have its basic existence in time. Your camouflage universe, on the other hand, takes up space and has an existence in time, but it is not the real and basic universe, any more than the brain is the mind.

Your idea of space is some completely erroneous conception of an emptiness to be filled… True inner space is to the contrary vital energy, itself alive, possessing abilities or transformation, forming all existences, even the camouflage reality with which you are familiar, and which you attempt to probe so ineffectively.

This basic universe of which I speak expands constantly in terms of intensity and quality and value, in a way that has nothing to do with your idea of space. The basic universe beneath all camouflage does not have existence in space at all, as you envision it… Space is a camouflage… ”

From the book, Seth Speaks, page 235:

“As I have said many times, time as you think of it does not exist.”

From the book, The Nature of Personal Reality, page 152:

“…the fact is that all ‘time’ is simultaneous.”

From the book, Seth Speaks, page 245:

“There are an infinite number of inner universes…

Luz Ilusória: Eu estou vendo galaxias, ou gases, ou poeira?

terça-feira, agosto 28th, 2018

xxxxx

Se o Universo for uma especie de maquina, ou de organismo, ou alguma coisa entre os dois, nos ainda não temos tecnologia para descobri-lo. O Universo pode ainda não ser um sistema na sua totalidade, mas sim um aglomerado de sistemas, então estas maquinas ou organismos poderiam ser suas galaxias, constelações, etc. Lembre-se sempre que, em relacao ao Universo,  nos somos como aquelas pequeninas partículas dentro de átomos ( nosso sistema solar) dentro de células ( a nossa galaxia Via Láctea),  que apontássemos nossas lentes para o ambiente ao nosso redor dentro do corpo humano ( o nosso Universo), e veríamos o pâncreas, o figado, apenas como nuvens de gases e poeira, os prótons de outros átomos seriam nossas estrelas, etc. Jamais estas partículas poderiam sequer imaginar que estão dentro desta coisa chamada de organismo, ou corpo humano. Da mesma forma, é insano e irracional escolher qualquer teoria ou hipótese sobre o Universo como certa.

Então quando ouvires ou ler estes arrogantes e pobres humanos que existem aos montes na Internet dizendo que tem certeza que o Universo começou com um Big Bang, ou “que já sabemos como funciona este Universo”, não se deixe iludir, ninguém sabe nada, ainda, mas nunca deixe de ver, seguir, as imagens e real dados que estão sendo divulgados dia a dia, pois isto em muito nos ajuda na evolução mental, a ser melhores humanos mais sintonizados com as verdades da Natureza que não começa nem termina neste planeta e sim, Ela é o Universo inteiro, ampliando nossos horizontes mentais. As informações abaixo ajudam-nos a entender o quão pouco ainda temos de tecnologia e conhecimento desse imenso Universo que ha’ apenas um século começamos a ver que existe alem da nossa galaxia, alem de melhor informar os amadores a astrônomos que tem telescópios em casa. ( texto obtido em:

https://www.zooniverse.org/projects/zookeeper/galaxy-zoo/talk/1268/570127?comment=944770

Galaxias são feitas de bilhões de estrelas. Estrelas brilham, então nos as vemos pela luz que emitem. Galaxias estão muito distantes e por isso nos não podemos ver suas individuais estrelas. Nos apenas vemos agrupamentos de estrelas num brilho só. As cores são misturas de branco-azulado, branco ou avermelhado, como na imagem abaixo:

not gas but stars

Existem bilhões de estrelas nesta galaxia

Veja em: https://www.zooniverse.org/projects/zookeeper/galaxy-zoo/talk/subjects/20284233

“Gas”

Existe gás em galaxias, a maioria são gases constituídos de hidrogênio ou gases de oxigênio. Gás não brilha, então nos não podemos ver gases em nossas imagens obtidas pelos telescópios. Se uma galaxia esta’ muito distante ela parece uma nebulosa, mas ainda são estrelas que estamos vendo, e não nuvens de gás. Ocasionalmente a luz ultravioleta ou Raios-X pode brilhar no gás de hidrogênio e fazer o gás iluminar como uma lampada fluorescente, e emitir luz em agradáveis cores de azul escuro, azul claro, verde ou vermelho.

voorwerpje Vermelho é gás de hidrogênio aquecido, branco são estrelas. Esta galaxia é identificada como 1237668348137177128
( ver mais em:

(https://www.zooniverse.org/projects/zookeeper/galaxy-zoo/talk/1269/582784?comment=967386)

“Poeira estelar” e plano ou disco de poeira

Poeira significa pequenas moléculas. Poeira não brilha, mas nos podemos ver seus locais e posições quando ela bloqueia a luz de uma galaxia atras dela.

Example Alt Text Disco de poeira com uma galaxia atras.

Ver mais em: https://www.zooniverse.org/projects/zookeeper/galaxy-zoo/talk/subjects/20283682

Luz universal: A evolução do sistema universal é movida pelo ciclo vital?

sexta-feira, agosto 24th, 2018

xxxxx

O Universo mudou as faixas de luz emitidas durante sua evolução. Pela Teoria da Matrix/DNA a evolução não do Universo ( o Universo não evolui, o que evolui e’ um sistema universal dentro dele, segundo minha teoria), e sim do sistema universal acontece pelo processo do ciclo vital, então a sequencia das emissões deve ser a mesma sequencia do espectro abaixo, a começar pelos raios gama ‘a direita. Em seguida viria o Raio-X, depois o Ultra-violeta, e só entao  a luz visível. O artigo diz:

“A luz de regiões distantes de formação de estrelas em galáxias remotas começou a ser emitida em ultravioleta. No entanto, a expansão do Universo mudou a luz para comprimentos de onda infravermelhos.”

Bate então as duas teorias em relacao a luz ultravioleta. Quanto ao caso da infra-vermelho, devo pesquisar. E possível que o artigo se refira a luz emitidas pelas galaxias, que ainda não acompanha a evolução do sistema universal.

 

Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory

 

O Hubble acaba de revelar uma nova imagem espantosa da evolução do nosso universo

https://www.misteriosdouniverso.net/2018/08/o-hubble-acaba-de-revelar-uma-nova.html

A luz ultravioleta tem sido a peça que faltava no quebra-cabeça cósmico. Agora, combinada com dados de infravermelho e luz visível do Hubble e outros telescópios espaciais e terrestres, os astrônomos reuniram um dos mais completos retratos da história evolutiva do universo.

Em particular, a visão ultravioleta do Hubble abre uma nova janela no universo em evolução, acompanhando o nascimento de estrelas nos últimos 11 bilhões de anos até o mais movimentado período de formação de estrelas do cosmos, cerca de 3 bilhões de anos após o big bang. Esta foto engloba um mar de aproximadamente 15.000 galáxias – 12.000 das quais são formadoras de estrelas – amplamente distribuídas no tempo e no espaço.

A imagem atravessa a lacuna entre as galáxias muito distantes, que só podem ser vistas na luz infravermelha, e galáxias mais próximas, que podem ser vistas através de um amplo espectro. A luz de regiões distantes de formação de estrelas em galáxias remotas começou a ser emitida em ultravioleta. No entanto, a expansão do Universo mudou a luz para comprimentos de onda infravermelhos. Ao comparar imagens de formação estelar no Universo distante e próximo, os astrônomos adquirem uma melhor compreensão de como as galáxias vizinhas cresceram a partir de pequenos aglomerados de jovens estrelas quentes, há muito tempo.
Como a atmosfera da Terra filtra a maior parte da luz ultravioleta, o Hubble pode fornecer algumas das observações ultravioletas baseadas em espaço mais sensíveis possíveis.
Os dados contribuem para o Levantamento de Legado Extragaláctico Profundo de Montagem Cósmica (CANDELS), que obteve pouco menos de dois meses de dados de observação em infravermelho próximo para desenvolver uma pesquisa de mais de 250.000 galáxias do Universo.
Esta imagem é uma parte do campo GOODS-North, localizado na constelação do norte da Ursa Maior.
Um artigo descrevendo a pesquisa foi publicado no The Astrophysical Journal, e você pode baixar as imagens em tamanho real no site do Hubble.