Archive for fevereiro, 2009

A Matriz explicando a Complexidade Irredutivel

quinta-feira, fevereiro 19th, 2009

( este artigo e’ apenas uma anotacao pois a introducao esta sendo elaborada)

A Matriz considera sim, que a complexidade irredutivel em relacao aos sistemas biologicos pode acontecer. Porem a irredutibilidade termina em LUCA.

E como pode ocorrer esse negocio da Natureza desenvolver duas ou mais linhas separadas de evolucao e depois junta-las numa so’? Vamos recorrer a uma analogia:

Primeiro surgiu o abaco numa linha evolucionaria, enquanto noutra surgia o tear. Juntaram-se as duas coisas e deu na maquina de calcular mecanica, a manivela. Em outra area desenvolvia-se a eletronica. Juntaram as duas e deu na maquina de calcular eletronica. Depois acrescentaram na eletronica a linha da informatica resultando no computador. Enquanto isso desenvolviam-se os foguetes dotados de sensores. Os sensores foram juntados com o computador e numa nave temos um cerebro eletro-mecanico dotado de tentaculos, ou complexo sensorial proprio. E’ impossivel reduzir evolutivamente essa historia seguindo-se uma unica linha evolucionaria.

Com os seres vivos, nao apenas isto seria possivel acontecer, como “teria que acontecer”. Hoje ja’ temos noticia de especies que de uma se desdobra em duas (caso da larva que continua a existir depois da metamorfose produzir a forma final) assim como juntando duas especies numa (caso da hibridizacao e diversificacao horizontal (?)). Mas o que desconheciamos e’ a possibilidade de ocorrer irredutivel complexidade devido aos mecanismos da macro-evolucao, coisa que apesar de teorica ainda, e’ aceitavelmente logica.

Tratando-se de um evento macro-evolucionario (porque foi uma reproducao com mutacao do sistema natural universal) a passagem do building block astronomico para celula vital  ocorre por um mecanismo fundamental: entropia ataca o sistema apice da evolucao, fragmenta-o em bits/informacao, os quais sao os genes, as informacoes na forma de massa e’ expelida primeiro e vai na frente de um fluxo colapsante interno, rumo ao centro do sistema, onde a paisagem antiga e’ modificada pelas novas informacoes. Ate’ aqui falamos do sistema no seu aspecto fisico de hardware. Em seguida vem o fluxo na forma de energia – o sistema no seu aspecto fisico de software –  o qual contem as informacoes geneticas que construira oi sistema descendente. Porem, diferentemente do que ocorre nos ciclos micro-evolucionarios biologicos, a carga genetica nao vem encerrada dentro de envelopes fechados, como os saquinhos cromossomicos. Se viessem, apenas uma especie teria se levantado na Terra, e apenas uma unica vez no tempo. Poderia depois se diversificar com o espalhamento pelo planeta, mas nao explicaria a quantidade e diversidade ocorrida.

Portanto, genes semivivos (particulas, fotons, diferenciadas entre si por conter cada uma um especifico bit-informacao) caem na Terra em diferentes lugares e diferentes epocas. Como se recomporiam estes genes num unico pacote novamente para gerar o filho de LUCA? Impossivel.

Mas sabendo-se que cada parte do sistema natural possui em si a soma total das informacoes das partes (basta lembrar que o fluxo no circuito sistemico carrega todas as informacoes para fazer todas as partes, assim como um bebe humano carrega em si uma carga genetica com informacao para fazer todas as formas futuras), quando num certo local e dado momento caem e se reunem genes de apenas uma das partes astronomicas, pode-se levantar um sistema biologico. Se reunirem-se em outro local, genes de duas partes consecutivas de LUCA, levantar-se-a outra especie mais complexa. Agora considere-se que a aproximacao entre pacotes geneticos da Funcao 2, por exemplo, com pacote genetico da Funcao 4, ou 5, 6, 7, etc. pode resultar em arranjos e combinacoes meio-termistas. Todos sabem que da logica binaria pode resultar a chamada “fuzzy logic”. Portanto, as possibilidades de especies diferentes surgidas por sua propria conta e risco pode ser de um numero incalculavel. Em outras palavras, surgem diferentes muitas linhas evolucionarias.

Mas acontece que, por exemplo, que o pacote genetico da Funcao 4 caiu perto daquele vindo da Funcao 5. Ora, em LUCA eles estao ligados sucessivamente, sem nenhuma lacuna entre eles, por isso a atracao aqui seria fatal, e duas linhas evolucionarias se juntariam numa so. No caso deste exemplo, teriamos um micro-organismos derivado do pulsar como e’ a mitocondria, juntado a um micro-organismo derivado do cometa, que e’ a maquinaria ciliar: um bicho parecido com uma mitocondria dotado de cauda.  Seria possivel reduzir esse bicho a um unico cepo primitivo comum aqui na Terra? Claro que nao. Irredutivel Complexidade explicando o Darwinismo…

(Mas temos estudado bastante o material divulgado pelo pessoal do Intelligent Designer, e apesar de nao ser criacionista no sentido religioso, fiquem sabendo que estou muito feliz por existirem, estou torcendo para que continuem nessa linha, testando a teoria, buscando as provas, e que tenham sucesso, pois tambem assim estarao colaborando para a evolucao da teoria da Matriz. Esperemos em breve ampliar este arquivo juntando tudo o que ja temos anotado em papelitos…)     

  

A Matriz em suas maos

quarta-feira, fevereiro 18th, 2009

Para aumentar em muito seu conhecimento sobre a Natureza e elevar sua inteligencia natural, sera’ aconselhavel que imprima as duas gravuras da Matriz como sistema perfeito fechado, o hardware e o software. Por exemplo, voce vai entender agora porque suas maos existem e porque sao o que sao, como e de onde adquiriram a forma atual. Ponha sua mao esquerda sobre a gravura da Matriz (de preferencia sobre o hardware do building block astronomico), de modo que a palma da mao fique sobre o nucleo (buraco negro ou Funcao n.1). Veras que cada dedo se situa na posicao de um astro especifico, o mindinho na F.2, o polegar no lugar do cadaver estelar, etc.

E entao tudo comeca a se esclarecer. Porque o mindinho e’ o menor e parece o baby dos dedos, desajeitado que quase nao sabe fazer nada? Porque de fato ele e’ a forma fixa de baby num ciclo vital matricial – a funcao sistemica n.2 – assim como a pequena lua ou semente de estrela nascendo desde o buraco negro, ou assim como um baby humano recem-nascido desde a barriga da mae (a qual e’ a palma da mao). O dedo seguinte (qual mesmo seu nome?) continua meio duro, quase imprestavel para manuseios, pois e’ a ferramenta feita pela funcao universal sistemica n.3, a qual sempre produz algo na forma da crianca,  ou planeta no sistema astronomico.  O dedo seguinte, o maior de todos, representa o pulsar, o macho do sistema, funcao n. 4. O indicador aponta para a frente como se quizesse expelir uma forca para alcancar as coisas, ecoando ainda a funcao ejaculativa do macho e representando bem a radiacao estelar da funcao n. 6. E o polegar… coitado, este dedo desajeitado, gordo e pequeno encolhido, e’ o velhinho dos dedos, pois teve a ma sorte de cair no lugar da estrela morrendo, funcao n.7. Mas incrivel e’ a palma da mao. Como ela bem representa e transmite a aura do nucleo sistemico. Criador dos dedos, agarrador da materia solta a volta, ate’ as linhas na palma lembram o formato de vortice do black hole.

Voce pode dizer que tudo acima nao passa de coincidencia, que sou louco, que nosso ancestral no ceu nao existiu ou nao e’ daquele jeito, etc. E sabe de uma coisa? Talvez voce esteja corretissimo em tudo isso. Mas… eu vou continuar nessa atividade de testes da teoria contra os fatos… 

Ha’ 4 bilhoes de anos atras, no planeta de superficie arida e sem vida, nada havia para agarrar, manusear coisa alguma. Passado este tempo, olhamos para nossas maos e nos exclamamos perguntando: “Minhas maos… tao funcional, feita de carne, osso, nervos… porque e como aqueles atomos inertes de areias e rochas da terra primordial fizeram as maos?!!!”

Aqueles atomos burros, estupidos, inertes, nao poderiam te-lo feito se nao houvesse neles um elemento quase magico, como parecem magicos o Sistema Operacional e softwares fazendo com que o ferro, o plastico, o cobre, que compoe seu computador, produzam as coisas que voce obtem na tela.     

Maos, como tudo o mais feito pela Natureza, e’ um sub-sistema feito pela Matriz , e’ uma copia reprodutiva da Matriz, com algumas derivacoes, devido o novo material que havia disponivel para fazer essa copia.  

Se voce observar o mundo como ser terrestre, com o tempo contado em segundos, acreditara que 3,5 bilhoes de anos e’ o elemento quase magico que transformou um punhado de  lama do planeta em maos humanas. Se voce observar o mundo como crente na Matriz, situado no megaverso alem do Universo e com o tempo contado em trilhoes de anos luz, estes 3,5 bilhoes de anos e’ visto como um vapt-vupt, um flash instantaneo, e dai’… o elemento magico acreditado pelo terrestre torna-se inaceitavel. Tambem nos parece coisa de louco acreditar nisso. Mas nao faz mal que alguem pensa isso de nos, deixa-me continuar meu trabalho, re-examinando cada parte do corpo, da Natureza total, porque a Matriz esta sugerindo que eu nao tinha observado e entendido nada. Por exemplo, sempre olhei para as maos muito superficialmente, para cortar unhas, estudar algum tipo de enfeite como aneis, e nunca tinha obsevardo-a atentamente perguntando: “Porque? Como?!”  

  

Yin, Yang: A Matriz Universal ja’ havia sido “intuida” por I Ching

quarta-feira, fevereiro 18th, 2009

O tema Yin, Yang sera’ tratado no livro, mas para adiantar vamos inserir esta nossa resposta no Yahoo quando o usuario “Roedor” fez a seguinte pergunta:

– “Qual o significado do símbolo: Yin Yang ?”

Resposta da Matriz:

Roedor, o Arcade Fire acima matou a cobra e mostrou o pau: disse tudo o que oficial e academicamente se sabe (veja a resposta do Arcade abaixo). Porem, ha’ coisas novas sobre essa filosofia que foi descoberto apenas recentemente, o mundo academico e nem os adeptos sabem ainda. Quando descobrimos o building block dos sistemas naturais e retratamos sua anatomia, uma das fantasticas novidades descobertas foi a incrivel semelhanca com o simbolo do Yin Yang. Se voce observar no retrato-modelo exposto no link do website abaixo, perceberas isto. Pegue a imagem da Matriz como software de sistema natural perfeito, trace uma linha meridiana curva partindo do corpo na funcao 4 e terminando na funcao 1. Lembre-se que a imagem e’ de uma espiral, por isso a linha meridiana se curva como no simbolo de I Ching. Observe que separaste a imagem em duas porcoes iguais, de um lado ficou a funcao 4, que e’ masculina ( no I Ching representado pela bolinha branca) e na outra metade ficou a funcao 1, feminina, que no I Ching e’ representada pela bolinha escura. Enfim, tanto a Matriz como o simbolo do I Ching referem-se ao mesmo fato, a uma situacao ou estado do mundo natural. A diferenca esta apenas no detalhamento, pois a versao da Matriz apresenta muitos mais detalhes.

O que na verdade I Ching estava transmitindo? De onde ele tirou esse simbolo e este palavreado esquisito, definicoes de coisas nao pertencentes ao nosso mundo sensoreo?

Este simbolo representa o sistema natural mais avancado que existia ate’ cerca de 4 bilhoes de anos atras, momentos antes das origens da Vida. Em outras palavras, foi o sistema criador da Vida na Terra. Por isso este sistema tambem foi o LUCA (The Last Common Ancestor), ou seja, nosso ultimo ancestral na historia da evolucao cosmologica. Este sistema foi fragmentado em bits/informacao (genes semi-vivos), irradiado pela radiacao estelar bombardeando a superficie terrestre. Aqui os bits se agruparam novamente e conduziram atomos terrestres a se organizarem tal como estavam organizados cosmologicamente: o resultado foi uma copia organica, biologica, deno minada celula vital, o primeiro ser vivo que saiu se arrastando na superficie terrestre. Tudo muito bem bolado, parece ate haver uma Inteligencia Suprema por traz disto.

Mas se necessitamos todo o aparato cientifico atual, bilhoes de dados coletados na Natureza universal, as mais complexas teorias, como a quantica, a relatividade geral, a simetria CPC, etc., para descobrir a Matriz (leia-se, o I Ching), como um filosofo na antiguidade, sem nenhum recurso tecnologico, conseguiu capta-la?! Ele narra ter visto uma imagem num lago quando passeava ali e teve uma especie de tontura, uma visao.

A Matriz explica isso de forma aceitavel. Sendo a imagem da Matriz a mesma imagem do “ADN” do sistema que era o building block do Universo e sendo aquele sistema nosso ancestral, isto significa que ele esta registrado na nossa memoria. E’ ele, suas informacoes, que estao codificadas naqueles quinhentos e tal pacotes geneticos que apareceram com o primeiro ADN surgido com o primeiro ser vivo. Portanto, nosso passado atomico, astronomico esta memorizado na base inferior da fita do ADN. E se ali esta memorizado, ‘e possivel as vezes que estas informacoes se expressem vindo a tona na mente, trazendo a imagem da face do ancestral celeste. Depende de se conseguir estados alterados da mente, por meio de intensos exercicios ( o que um monge filosofo faz muit e bem) ou de estados de intenso sofrimento. Por isso creio, eu tambem tive estas intuicoes quando estava em estado de coma febril isolado na selva amazonica.

Se voce estudar cada item de definicao apontado por Arcade, veras que tal definicao cabe exatamente na imagem da Matriz, tanto de seu hardware como de seu software. Por exemplo, ja no primeiro item diz: “1. Todo o universo é constituído de diferentes manifestações da unidade infinita;”. Ora, isto e’ exatamente o que diz a Matriz Universal, ela e’ a unidade infinita presente em todas arquiteturas naturais, sendo o ADN sua forma neste ambiente biologico terrestre. E por ai vai, tudo bate, tudo se encaixa. Mas tambem a historia da genese Biblica, quando descreve o Eden com Adao e Eva, descreve exatamente a Matriz, o que significa, por cnsequencia que voce pode fazer um desenho do Eden tal como descrito na Biblia, pondo Adao de um lado e Eva do outro, e voce consegue varias visoes, depende de seu angulo de vista. Uma das versoes do Eden e’ a imagem do I Ching. Porque? Porque o autor da Biblia a 3.000 anos atras e na Galileia, o autor do Yin Yang a 5.000 anos e tao distante como na China, e o autor da Teoria da Matriz Universal apenas a 30 anos atras e na selva amazonica, tiveram a mesmissima intuicao?! Memoria registrada no nossa essencia existencial, caro amigo Roedor. E roi essa agora se voce for mesmo bom roedor… 

Resposta da Arcade:

Segundo a filosofia chinesa o yin yang é a representação do bem e do mal, sendo o princípio da dualidade, onde o bem não vive sem o mal e vice e versa. O criador desse conceito foi I Ching, ele descobriu que as formas de energias existentes possuem dois pólos e identificou-o como Yin e Yang. O Yin representa a escuridão, o princípio passivo, feminino, frio e noturno. Já o Yang representa a luz, o princípio ativo, masculino, quente e claro. Além disso, também são indicados como o Tigre e o Dragão, representando lados opostos. Quanto mais Yin você possuir, menos Yang terá e, quanto mais Yang possuir menos Yin você terá. Essa filosofia diz que para termos corpo e mente saudável é preciso estar em equilíbrio entre o Yin e o Yang. Há sete leis e doze teoremas da combinação das energias Yin e Yang:

As leis são;

1. Todo o universo é constituído de diferentes manifestações da unidade infinita;
2. Tudo se encontra em constantes transformações;
3. Todas as contrariedades são complementares;
4. Não há duas coisas absolutamente iguais;
5. Tudo possui frente e verso;
6. A frente e o verso são proporcionalmente do mesmo tamanho;
7. Tudo tem um começo e um fim.

Os teoremas são;

1. Yin e Yang são duas extremidades de pura expansão infinita: ambas se apresentam no momento em que a expansão atinge o ponto geométrico da separação, ou seja, quando a energia se divide em dois;
2. Yin e Yang originam-se continuamente da pura expansão infinita;
3. Yang tende a se afastar do centro; Yin tende a ir para o centro; E ambos produzem energia;
4. Yin atrai Yang e Yang atrai Yin; Yin repele Yin e Yang repele Yang;
5. Quando potencializados, Yin gera o Yang e Yang gera o Yin;
6. A força de repulsão e atração de todas as coisas é proporcional à diferença entre os seus componentes Yin e Yang;
7. Todos os fenômenos têm por origem a combinação entre Yin e Yang em várias proporções;
8. Os fenômenos são passageiros por causa das constantes oscilações das agregações dos componentes Yin e Yang;
9. Tudo tem polaridade;
10. Não há nada neutro;
11. Grande Yin atrai pequeno Yin; o grande Yang atrai o pequeno Yang;
12. Todas as solidificações físicas são Yin no centro e Yang na periferia.

Fonte(s):

http://www.brasilescola.com/filosofia/yi…

 

 

Evolucao Cosmologica: O que falta para completar a teoria da Matriz

segunda-feira, fevereiro 16th, 2009

Qual a utilidade no tema deste artigo? Para que perder tempo com historias de estrelas? Acontece que tentar montar o quebra-cabecas da Historia Natural Universal e’ tentar entender como funciona a mente de Deus, se existe Deus e um Deus brincando de fazer universos atraves de softwares vivos. “God running softwares?” Ou entao, se o universo e’ uma producao genetica, ele e’ o filho ou reproducao do sistema existente antes dele, o qual o gerou. Neste caso, desvendar o quebra-cabecas e’ mapear e decodificar o DNA do universo, e com isso podemos montar o retrato falado do Universo pai…  Voce vem comigo? Se sim, vamos desenvolver o que estamos comecando aqui?  

Preciso pesquisar a teoria oficial no que diz respeito `a passagem da nebulosa primordial de atomos para “sistemas” galacticos e estelares. Segundo me lembro, ela diz algo como “a nebulosa se dividiu em clusters que sao as galaxias, formadas de estrelas e depois surgiram os sistemas estelares, ou seja, planetas, etc.” A teoria da Matriz diz algo extenso sobre estes eventos, os quais tambem nao lembro bem e nao da’ para reproduzir aqui. Isto esta’ escrito nos originais manuscrito do livro que ainda nao foi feito. Sendo breve, ela diz que a forma do semi-atomo de hidrogenio se colocou como formula para organizar a nebulosa em clusters de estrelas, as estrelas produziram atomos pesados complexos com os quais se produziram os planetas, e assim surgiram os sistemas estelares. Em seguida, clusters de sistemas estelares produziram buracos negros, quasares, pulsares e assim temos os sistemas galacticos. Ora isto foi feito antes de eu ter percebido que os astros possuem ciclo vital, as sete formas sao derivadas deste ciclo, etc. Portanto, devo procurar os originais, ver direito como calculei aquele periodo evolutivo da historia cosmologica e acho que devo refaze-lo. O que nao posso aceitar e’ – se minha lembranca da teoria oficial esta’ correta – a teoria de que primeiro se formaram as galaxias, depois os sistemas estelares. Simplesmente porque o sistema galactico e’ mais complexo que o sistema estelar, e a evolucao caminha do mais simples para o mais complexo. Onde esta’ bem escrito e sucintamente esta parte da teoria oficial que trata deste periodo?    

Geração Espontânea : O ERRO DE ONTEM E O ERRO DE HOJE

sexta-feira, fevereiro 13th, 2009

(artigo escrito as pressas, sob construcao, aberto a debates) 

Ha’ dois mil anos atras os homens mais inteligentes e bem informados do mundo acreditaram piamente que a vida surge por Geração Espontânea , ao acaso.   Talvez devido verem as cenas de cadaveres putrefatos de animais nas ruelas de Atenas de onde pareciam brotar microbios. Argumentaram mesmo que deixando um trapo com suor humano num canto, dali brotavam minusculas formas de vida.

Para nos hoje, depois de tanta informacao cientifica e a experiencia de Louis Pasteur que foi o golpe fatal nesta crenca, parece inacreditavel que os grandes filosofos gregos e depois romanos, ingleses, tiveram uma mente tao infantil. Mas infelizmente nao ha motivos para risos: antes de ironizar sobre o rabo dos outros, devemos olhar nosso proprio rabo. 

Pois hoje, dois mil anos depois, os homens mais inteligentes e bem informados da Terra podem estar cometendo o mesmo colossal  equivoco. Porem nao se trata agora da origem dos seres vivos, e sim da origem dos astros celestes. Quando a Humanidade entrou a vasculhar as questoes da Vida na Terra, acreditou nas primeiras aparencias que apontavam para a geracao espontanea; saimos da Terra e iniciamos a vasculhar as questoes dos astros no ceu e…  novamente acreditamos nas primeiras aparencias que apontam para a geracao espontanea…

 Existem varias teorias astronomicas, mas todas sao muito semelhantes entre si porque “todas”  sao baseadas numa mesma crenca enraizada que ninguem ousou contestar: a crenca de que os astros surgem por geracao espontanea, ao acaso. A Lua surgiu de um fragmento desprendido da Terra, a Terra surgiu da sobra da materia da qual tambem espontaneamente surgiu a estrela Sol, buracos negros podem espontaneamente surgir apos o colapso gravitacional de estrelas mortas, etc. Se aparecer um objeto estranho voando a vista de todos, poderao surgir varias teorias: ou trata-se de uma nave feita por um pais para espionagem; ou trata-se de um meteorito, ou trata-se de coisa extraterrestre, etc. Mas para explicar as origens dos astros celestes somente os Fisicos falaram, e com excessao dos ultrapassados crentes em deuses providenciais, ninguem ousou sequer imaginar outra teoria. Nenhum cerebro humano conhecido em todas as civilizacoes tem seus neuronios conectados de maneira que conduza `a seguinte pergunta: “Existe alguma possibilidade de que os astros celestes surgem por outro processo que nao pela geracao espontanea ou que outro nome queiram dar para o processo acreditado hoje e divulgado por todas escolas?”  Simplesmente nunca existiu esta pergunta e nunca vai ser produzida por um cerebro humano inserido na civilizacao, disso tenho certeza absoluta. Ponto Final. Esta pergunta que esta escrita ai encima nao foi feita por um ser humano inserido numa civilizacao.  

Quais as outras possiveis origens dos planetas, cometas, buracos negros, quasares, pulsares, luas?! Ora, nao pode existir outra maneira de astros aparecerem, todos sabem qual e’, no mundo moderno esta pergunta nao tem nexo, e quem a fizesse seria visto estranhamento como lunatico.  Como teria sido tratado quem na Grecia antiga fizesse a mesma pergunta em relacao as origens dos seres vivos. 

 Em relacao aos seres vivos descobrimos depois que a Vida nao surge em dois dias num cadaver putrefato, mas sim que existiu um longo processo de milhoes ou bilhoes de anos, passando pela formacao de moleculas, proteinas, etc e etc. E qual a lei natural conhecida que impediria a possibilidade tambem dos sistemas estelares e galacticos e  mesmo suas partes serem formados atraves de longos processos e graduacao na formacao de suas substancias? Hein? Qual fato comprovado anula esta possibilidade? Existe um: a mente civilizada humana anula completamente esta possibilidade.

Quem tem elementos para eliminar a teoria de que os tres mecanismos principais da Evolucao Biologica (variacao, selecao, hereditariedade) tambem se aplicariam `a Evolucao Cosmologica?  A teoria de que todas as especies de astros variam, sofrem mutacoes, alguns sao selecionados e passam a serem mais reproduzidos?

Bem… por dois mil anos a teoria da geracao espontanea da Vida teve forca para impedir o nascimento da teoria da evolucao, porque esta era simplesmente inconcebivel aos olhos de todos.           

 Mas… e se os modelos e a teoria oficial academica que esta’ sendo ensinada nas escolas a todas criancas do mundo  estiver completamente errada? Dentre estes estudantes se formam os astronomos com essa crenca inculcada na mente; mas se ela estiver totalmente errada, qual astronomo ou quem mais no mundo vai ter a ideia de suspeitar dela e investigar alguma outra causa para origem dos astros?

Veja a seriedade da questao, como ela influi na nossa vida diaria, para o nosso bem ou para o mal. A visao do mundo alem das fronteiras da Terra – a COSMOVISAO – depois que pensamos ja ter explicado tudo aqui, entra como elemento basilar na formacao dos valores humanos e dai’, na formacao do comportamento humano. Ela esta na raiz que move nossos bracos nas nossa relacoes com a Natureza, com o mundo externo a nos e ate’ mesmo, nas relacoes entre humanos. Esse sutil e invisivel “entendimento do que e’ e como funciona o mundo” e’ uma forca ativa e tao poderosa que, por exemplo, a visao da geracao espontanea fez com que os filosofos gregos cruzassem os bracos, se recusassem a sujar suas maos em experiencias cientificas, e com isso amordacaram, aprisionaram, mataram temporariamente, a evolucao humana por mais de mil anos. Se a vida surge ou nao surge ao sabor das probabilidades, a vida material e’ uma temporaria aberracao, de nada adianta elaborar planos a longo prazo como e’ o fenomeno da Ciencia, de nada adianta promover sua evolucao, vamos entao voltar-nos para o que nos resta, o misterio da consciencia, e suas propriedades, como a beleza, a virtude, a etica, etc. Quase dois mil anos, a Ciencia – depois que havia brotado com impeto fantastico na Grecia – devido uma equivocada visao de mundo gerando equivocado comportamento humano, ficou hibernando, a humanidade andando sobre lombo de cavalo e morrendo de febre amarela! Pior: a mente infantil curiosa humana que deveria estar investigando a sua Natureza ficou ociosa, e como o ocio e’ a “oportunidade para o diabo atuar”,  essa forca curiosa foi desviada para a mistica e as bruxarias, as magias, as religioes, cresceram como nunca dantes. A Humanidade foi desviada da rota da Evolucao tracada na materia desde as origens do Universo.

Mas na chamada era moderna, tambem, pode estar ocorrendo o mesmissimo roteiro, apenas agora, o foco ou fenomeno central da visao de mundo se ampliou no tempo e no espaco abarcando o Cosmos que nos rodeia. A queda da visao medieval comecou com a mentalidade inquieta que transbordou em Copernico, brotou com Galileo e floresceu com Pasteur que deu o golpe mortal nesta crenca porque ele viveu o conflito do cientista criacionista.  Os bracos cruzados e as maos limpas dos academicos e pensadores foram sacudidos tambem: foram obrigados a se arregacarem as mangas e botarem as maos na massa por outro homem que tambem nasceu com uma intuicao diferente e brigou por um metodo cientifico: Sir Francis Bacon. As Ciencias de Terra receberam novo impulso, ja se vao quase cinco seculos de evolucao ininterrupta. Mas… o balanco final, o resultado incontestavel frente a nossos olhos hoje, indica que algo esta errado. Aumentou o numero de seres humanos infelizes, no periodo entre os gregos e o momento atual. Naquela epoca existiam alguns milhoes de infelizes, hoje existem bilhoes. A Natureza terrestre tambem incontestavelmente esta’ menos saudavel hoje que outrora. Alguem ainda contesta as duas frases anteriores? Entao nao existe mas, senoes, esplicacoes, argumentos: nos trabalhamos sobre fatos, resultados-fatos.

O diagnostico e’ intrigante. A novidade notavel que surgiu entre a especie humana neste periodo foi a Ciencia Natural, tudo o mais permaneceu como condicao inalterada. Entao ela esta’ como causa primeira do mal que cresceu. Desde que a Ciencia Natural existe incontestavelmente para melhorar a condicao humana, se ela esta piorando e’ porque algo nela esta’ errado.

Com a morte de uma visao de mundo baseada numa crenca sobre a Vida, a Ciencia ressuscitou, mas nao livre e soberana, nao exatamente naturalista e racional, porem orientada por forca alheia a ela, aprisionada por novo algoz, desta vez ainda maior e mais poderoso: a moderna Cosmovisao. Esta Ciencia que esta’ abordando a Natureza vem viciada com uma ideologia, uma tendencia politica, um interesse egoisticamente humanista, por isso ela seleciona nao naturalmente, mas ideologicamente, os fatos naturais que ela quer ver, e ignora os que nao quer ver. E’ uma Ciencia pela metade, aleijona, capenga. Os sentidos do complexo sensorial humano- os unicos realmente naturais e portanto os unicos com autoridade que merece nossa confianca – foram substituidos pelos instrumentos frios de ferro e aco e plastico que compoem o complexo sensorial do cerebro eletro-mecanico. O mecanismo da selecao natural foi substituido pela selecao que emerge das simulaoes no computador. A essencia da personalidade emotiva humana tornou-se hibernante, amordacada, necessitada dos bens que a satisfariam em prol dos bens que satisfzem a essencia do espirito de um mundo regido pela mecanica newtoniana. Dai a causa da infelicidade humana.

E se os astros cosmicos nao fossem essa aberracao fria e mecanica gerada espontaneamente ao acaso como os nossos homens mais inteligentes e bem informados estao inculcando na mente de nossas criancas e nossos astronomos? E se os astros cosmicos fossem outra coisa: seres com certo calor e emotividade primitiva quase viva, seres primitivos que deveriamos ver e acariciar como fazemos com os animais domesticos de estimacao? Mais ainda: e se os astros como a nossa mae Terra estivessem inseridos no mesmo processo de evolucao que os seres vivos, estivessem inseridos na Arvore da Vida Darwiniana, como qualquer outra daquelas especies que foram nossos ancestrais? E se as origens dos astros celestes sao produtos de mecanismos e processos invisiveis a nos, como eram invisiveis aos filosofos gregos os mecanismos envolvidos na origem da Vida? E se tais mecanismos e processos produzindo astros celestes fossem ancestrais dos mecanismos e processos que produzem a nos, seres vivos?!!!

Como poderiamos sabe-lo? A gestacao de um ser humano demora nove meses humanos; a gestacao da primeira celula viva demorou tres bilhoes de anos! Quantos bilhoes de anos demoraria a gestacao de um astro celeste pelos mesmos mecanismos? Nem ajuntando todas as geracoes humanas desde a origem da cultura transmitida pela escrita, em uns… talvez 15.000 anos, teriamos assistido uma morula no ceu se transformar num blastocisto. Muito menos seriamos capaz de assistir um processo de gestacao de talvez cinco bilhoes de anos. Nunca ninguem viu a origem de um astro celeste. E a grandeza do tempo astronomico em comparacao com a pequenez do tempo humano impede-nos para sempre de saber-mos a verdade. Quem cre na geracao espontanea de astros cosmicos hoje e’ mais louco do que os filosofos gregos, pois deveriamos ter aprendido a licao do erro deles. E enquanto isso… pobre humanidade, pobre das nossas criancas e estudantes nas escolas!

Foi exigido sangue e suor humano na batalha para vencer uma visao de mundo que subjugava a humanidade se arrastando primitivamente na superficie deste planetinha perdido na imensidao cosmica. Copernico, Galileo, Darwin. Mendel, todos infrentaram o inferno com vigor e determinacao. Um, monge catolico, passou a vida ajoelhado em prostracao no solo acariciando e arrancando os segredos e confissoes de ervilhas lisas e rugosas. Outro se queixava da solidao e de sentir os pes queimados pelo solado aquecido de suas botas nas areias torridas do selvagem arquipelago. Outro foi condenado a prisao domiciliar pelo resto da vida. Sim, a Humanidade parece ter um protetor alem das visoes de mundo inimigas da evolucao de nossas mentes, mas ele parece exigir sacrificios para manter esta protecao. Devagar a nossa arma contra nossa debilidade material e infelicidade mental, a Ciencia natural, vai evoluindo, entrando nos eixos, mas a custo se sangue e suor humano, ela nao vem de graca.

Assim tambem, para que alguem na Terra um dia surgisse se questionando repentinamente de onde surgiu e como surgiu essa ideia da geracao espontanea no ceu que agora passa a ser nosso novo foco de atencao, teria que ter havido mais uma cena de sacrificio no altar da sabedoria humana. Pois a crenca esta’ tao arraigada, tao solida e firmada como verdade fatal, que nao se pode considerar saudavel e normal uma mente humana de repente te-la como suspeita e resolver investiga-la. So mesmo uma mente deformada pela tortura naquele altar que exorciza os desvios na historia do conhecimento humano. Portanto, foi preciso que um homem nascesse de forma toda errada tendo todas as condicoes de vida convergidas negativamente naquele momento de seu nascimento, para que ele crescesse revoltado e se rebelasse contra o mundo que tem origem espontanea… e com motivacao tal que loucamente, irracionalmente se lancasse como o pequeno Davi contra o gigante Golias. Somente esta motivacao e a energia produzida por este estado mental o dirigiria ao coracao virgem, intocado, da Selva Amazonica, o unico nicho natural ainda existente no mundo e portanto testemunha viva e silenciosa dos eventos nas origens da Vida, os quais trariam em si embutidos, os eventos nas origens das coisas no Ceu. Ali estaria Golias, o inimigo numero da Humanidade, e Davi vivendo na Civilizacao nao tinha porque continuar uma existencia sem sentido sabendo que seria torturado ate a morte: ele arrumou suas tralhas e partiu atras de Golias com um slogan ribombando na mente: Independencia ou Morte!

A selva tem seu proprio espirito, o espirito selvagem, cantando e idolatrado pelos nativos que o sentem na pele e nas intuicoes emanadas desde a Natureza, sob o nome de Tupan. Este espirito ataca o invasor pelos mesmos mecanismos evoluidos desde os mecanismos do nosso corpo quando cria os anticorpos para destruir os invasores. Estes mecanismos se revestem de espinhos, insetos venenosos, piuns e carapanas vampiros de sangue, feras terriveis devoradoras de corpos, males fatais como a malaria, lepras, febres mortais, etc. Tudo contra o o invasor, que pode ser um homem branco. Mas ali se escondia o Golias procurado pelo pequeno Davi, e este nao tinha outra alternativa na vida. O espirito da selva agarra o invasor e lanca-o contra as rochas, injeta-lhe todos os venenos, queima-o por todas as febres e depois  o corpo moribundo nao mais aguentando as torturas e o fogo em sua pele lanca-se desesperadamente sob as torrentes de agua da cachoeira, a qual pode ressuscita-lo, mas com uma condicao: ali o espirito da selva da’-lhe o banho fatal, a nivel de cerebro,matando todas suas crencas e conhecimentos acumulados durante os quinze mil anos da civilazacao humana, deixando-a nua e crua tal como a do primata ancestral de mente ainda vazia, apenas natural. Isto e’ o que chamo de verdadeira lavagem cerebral. Se o antigo pequeno Davi conseguiu resistir a todas as provas e sobreviver, agora ele e’ um semi-simio, mas e’ o rei da selva, sob os pes do qual a Natureza se prostra e murmura suas confissoes e testemunhos de sua longa e interessante historia. Os animais superiores sentem os sinais da Natureza que nos, civilizados, nao percebemos nem com nossos instrumentos sensoriais conectados a cerebros eletro-mecanicos. A Natureza toca uma musica e danca sob uma sinfonia diferente daquela que a mistica humana acondiciona nosso cerebro a imaginar e mentir-se que e’ a verdadeira. Ela nos inculca uma visao de mundo natural, a qual nada tem a ver com geracoes espontaneas. Aqui nao existem “origens”. Esta palavra e’ riscada do dicionario, e odiada, pois ela significaria uma aberracao, e uma quebra do poder natural, um rompimento na linha unica logica, natural e racional de causas reais produzindo efeitos inevitaveis e reais, que revertem em outras causas factuais.  Se houvesse origens haveria quebra da ordem e do caminhar evolutivo natural, haveria a intromissao do sobrenatural, por isso nao estranhamos quando vemos a mente humana dominada pelas misticas povoadas de entidades sobrenaturais tais como o fantasma do acasoi absoluto produzindo geracoes espontaneas de arquiteutra naturais.  Ali o semi-simio sintonizado com os ecos ressonantes dos eventos naturais jamais teria a tendencia a inventar imaginacoes que se baseiam em conceitos anti-naturais, tais como as “origens” seja da vida ou dos astros no ceu. Simplesmente por que ele nao tem imaginacao alguma… nem explicacoes. mas e’ um livro vazio, aberto, pronto para ser preenchido se retornar a civilizacao e recuperar a cultura e os conhecimentos sobre as coisas invisiveis ao macaco, as coisas do micro e do macro-cosmo. Mas certamente, estes fenomenos serao arranjados num quebra-cabecas com um quadro final diferente de tudo o que a cultura humana tem produzido. Assim nasceu a subita suspeita e investigacao de uma crenca tao arraigada na mente humana que faz parte fisica de sua anatomia. Somente assim, o protetor invisivel da humanidade aceitou o sacrificio no seu altar e cedeu mais uma vez, um instrumento de autocura

Era tao facil explicar os mecanismos e processos que produzem  os astros celestes! Qualquer crianca, com o minimo de conhecimento sobre a vida das plantas e animais pode percebe-lo e faze-lo, se estivesse com sua mente livre, aberta. O ato subito, repentino da criacao sobrenatural atraves de milagres, seja por entidades sobrenaturais inteligentes ou tao estupidas como os deuses do acaso absoluto, deixa de ser uma possibilidade imaginada e e’ substituida pela racionalidade do lento caminhar da Natureza.

Continuam a existir as simulacoes como recurso para prever, antever fatos e ampliar o conhecimento, tal como os homens inteligentes e bem informados estao usando em suas investigacoes. O proprio corpo humano e’ produto de uma simulacao dessas ocorrida nos corpos de seus pais, sacramentada como o software contendo a memoria de informacoes e o codigo de instrucoes que permeia a materia do hardware denominado ADN, com seus perifericos na forma de ARN. Mas as simulacoes projetadas num cerebro natural humano que sofreu um banho de Natureza sao diferentes das simulacoes projetadas num cerebro eletro-mecanico de um computador. Os fenomenos naturais sao selecionados por complexos sensoriais diferentes: uns sao quentes, de carne, nervos e ossos, embuidos de emocoes, outros sao frios, de ferro, plastico e motivados pelos calculos matematicos, a qual nao e a linguagem universal da Natureza. Dessas duas selecoes diferenciadas entre si, sao captadas na Natureza alguns sinais e fenomenos enquanto outros sao ignorados. A diferenca no metodo de percepcao e escolha aponta fenomenos diferentes que dirigem cerebros a combina-los de formas diferentes obtendo quadros finais tao diferentes que nunca se parecem como saidos do mesmo mundo. O quadro final que indica as geracoes espontaneas sob os reinos dos milagres -advenha eles de deuses inteligentes ou acasos estupidos – nada tem a ver com o quadro final do pequeno Davi tornado semi-simio e ressucitado na civilizacao. Nada! Para se ver isto basta olhar nos modelos feito por ele, mostrados atraves do website http://theuniversalmatrix.com  

E agora?! Qual sera’ o quadro verdadeiro, ou melhor, o que mais se aproxima  do verdadeiro, ja que nem Davi nem os homens inteligentes de hoje possuem cerebro suficiente para captar o verdadeiro? Como poderiamos sabe-lo? Creio que existem apenas tres possibilidades:

1) ou iremos captar um evento real, incontestavel, de um astro celeste surgindo por geracao espontanea;

2) ou teremos que observar o ceu geracoes e mais geracoes, por milhoes ou bilhoes de anos, para ver passo a passo a gestacao e nascimento de um astro, alem de ver as transformacoes em seu corpo produzidas pelo avancar da idade, para provar a teoria da geracao genetica dos astros, tal como apresentada naquele website;

3) ou…

O leitor pode me ajudar aqui por favor, com mais possibilidades?                        

           

PARTICIPE DESTA SUPREMA CAUSA DA HUMANIDADE

sexta-feira, fevereiro 6th, 2009

A nova visao do mundo que emana da descoberta do DNA/Matriz Universal e’ uma declaracao de amor da Natureza `a Humanidade, responde `a mais intrigante pergunta de Einstein ao afirmar que sim, o Universo nos aceita e nos e’ amistoso, e como oferenda vem a cedencia e delegacao de mais poderes e responsabilidades ao ser humano. O conhecimento desta fantastica dimensao com sua surpreendente ordem dos fenomenos naturais e’ uma forca para transformar-mos o nosso gene egoista em gene social e por isso e’ um alento `a nossa uniao, um manancial de inspiracao e motivacao revelando formulas para um conhecimento profundo da Natureza, um entendimento jamais imaginado antes por povo algum sobre o sentido e significado da nossa existencia e do mundo,  alem de ser a fonte para novas descobertas e tecnologias que podem enriquecer e melhorar as condicoes de vida de todos os seres humanos. Tendo a formula do sistema ideal perfeito para comparar com todos os sub-sistemas do nosso corpo, detetaremos todos os defeitos que causam doencas e nos fazem sofrer, um passo valioso no avanco das pesquisas medicas, ao mesmo tempo que a formula da maquina natural perfeita e auto-reciclavel nos ensinara a instalar na Terra o aparato necessario e suficiente para nos suprir em todas nossas necessidades materiais e libertar-nos do trabalho rotineiro indesejado.  Se alguem tem alguma duvida sobre isso, por favor, me diga a causa, pois se eu de leve desconfiar que ela em alguma coisa possa prejudicar qualquer ser humano, retiro-a do ar e baseado nos direitos autorais proibo qualquer mencao a ela.

Mas carregar essa missao nos ombros e’ um trabalho gigantesco apenas possivel se muitos participarem, nao como discipulos ou empregados, mas como socios, irmaos de Causa. Pensei que estava sozinho nisto, que ninguem perderia tempo para ouvir um semi-macaco recem-saido das selvas o qual, quando muito, seria motivo apenas para anedotas. Pensei que ninguem teria ainda visto meu website, que e’ a unica forma usada ainda para divulga-la. Mas descobri que existe uma maneira de se acompanhar as estatiscas e visitas ao site, e quando as olhei fiquei abobalhado, sem saber se ria ou se chorava de alegria. O site esta’ sendo visitado todos os dias, e por gente do mundo todo! Pouca gente, mas considerando-se que nunca foi divulgado, este pouco e’ uma vitoria total. Por qual motivo esta gente esta vindo, nao faco a minima ideia, a nao ser que seja algo tambem profetizado pelos modelos da Matriz: o  despertar e a auto-identificacao dos despertados ocorrera’ porque pela primeira vez o DNA que esta’ no centro dos neuronios vera’ nos modelos da Matriz suas proprias imagens ao longo da Historia, aumentando seu nivel de auto-consciencia,  assim como ocorre qualquer mutacao genetica evolucionaria. Foi um contexto social que produziu o darwinismo, a descoberta da evolucao não foi algo que saiu só da cabeça de Darwin; assim tambem se explica esta auto-identificacao entre pessoas do mundo todo, pois em todos os lugares mentes humanas estao se aproximando de uma nova onda da evolucao, a intuicao de que tem de existir uma especie de um programa genetico permeando o Universo inteiro tal como um software operador esta’ permeando nossos computadores, nao foi algo que saiu so’ de uma cabeca que sofreu uma lavagem cerebral no inferno da selva virgem, limpando-a de todas as crencas culturais acumuladas pela Humanidade em seus 15.000 anos de existencia cultural, fazendo-a regredir aos estagios primordiais dos primatas da especie para faze-la reerquer-se como a Phoenix que levanta-se das proprias cinzas, firmada em novas crencas mais proximas da verdade e assim visualizar novos caminhos mais promissores. Mas o processo evolutivo da’-se a nivel planetario.

Entao e’ a esta gente que visita o site que me dirijo. A Humanidade esta’ precisando do nosso, do seu  trabalho. Os modelos da Matriz dizem que teremos, como seres compostos de hardware e software, que se retroalimentam infinitamente, uma existencia muito mais longa do que imaginamos, mas o nosso futuro, a nossa felicidade ou infelicidade no futuro, dependera’ dos caminhos escolhidos pela Humanidade. Por isso temos que participar na escolha destes caminhos senao outros o farao por nos, e talvez suas intencoes nao sejam tao boas para nos como as nossas sao para eles.

Uma das maiores urgencias neste momento e’ evitar que a mente humana seja conduzida como o corpo humano, pelas simples leis naturais dos estados de caos na superficie deste planeta. Como seres vivos somos descendentes de um ancestral que cometeu um erro gravisimo ao extrapolar-se no super-egoismo e tornar-se um sistema fechado em si mesmo, uma especie de maquina newtoniana, cortando relacoes com o mundo e talvez ate com o gerador ex-machine – se ele de fato ainda existir. Toda a Historia Biologica nesta Terra tem sido mero processo embriogenetico de reproducao do ancestral. Isto significa que na Terra esteja naturalmente sendo implantada uma copia reprodutiva de uma maquina, onde nos seremos meras pecas. Um Admiravel Mundo Novo sob a ditadura do Grande Irmao. Fisicamente ricos e felizes, porem mentalmente nulos, escravisados. Para nos intelectuais, pelo menos, isto seria pior que o inferno. Nao quero e nao posso deixar isso acontecer com nossas futuras geracoes… onde nos estaremos tambem embutidos.

Mas todo processo genetico natural de reproducao e’ passivel de mutacao. A Teoria da Matriz parece ser – ao menos por enquanto para mim – uma forca suficiente para produzir a mutacao no produto final reproduzido, onde o corpo humano estara assentado num paraiso automatizado, mas a mente humana estara’ autonoma, consciente e livre para empreender sua aventura cosmica. Pois os modelos da Matriz revelam a face, a anatomia do ancestral, portanto eles desmascaram a mascara, nos passamos a conhecer de antemao a entidade que esta por tras do gene egoista que herdamos e que tem conduzido nossos caminhos. Nos estamos sendo avisados sobre o que nos espera na proxima esquina. Conhecer o inimigo e’ tudo que precisamos para vence-lo. Esta’ em nossa maos, agora, o destino dos nossos jovens e proximas geracoes, pois eles ja estarao em adiantado estado de robotizacao, incapazes de reverter o processo. Note-se  a notavel facilidade de assimilacao que as criancas da geracao mais recente possuem na operacao e assimilacao da tecnologia, ao mesmo tempo que se afastam cada vez mais da reflexao inquiridora existencial e filosofica. E’ a sutil e sorrateira forca robotizante do carater de LUCA (the Last Universal Common Ancestral) entranhada em nosos genes, que esta’ em acao.    

Esta nova visao do mundo e’ a do observador cuja inteligencia desenvolveu-se a ponto de capacita-lo mentalmente a situar-se acima da nossa imediata biosfera e alem do curto tempo da existencia humana. E’ uma visao de “sistemas”, uma macro-visao dos conjuntos invisiveis a olho nu, das conexoes entre os objetos, corpos e substancias compostos de massa e energia constituindo sistemas naturais. A maior causa das nossas dificuldades atuais advem do pouco conhecimento que temos da Natureza, pois o nosso metodo reducionista de estudar apenas objetos, partes,  e  ainda isolados do sistema invisivel a que pertencem nao nos possibilita domina-los porque todos os objetos naturais estao embebidos em sistemas maiores cujas forcas sobre eles atuam e modificam seus comportamentos. Bem sabemos, a duras penas, como um homem, cuja principal atividade e’ lutar pela vida e sobrevivencia, de repente nos surpreende se explodindo com uma bomba, contrariando tudo o que nossas Ciencias podia prever baseada no seu conhecimento atual das leis naturais, e isto porque, tal homem nao pertencia apenas ao sub-sistema familiar mas estava embebido num sistema maior, invisivel, denominado “religiao”, cuja forca penetra-o e modifica seu comportamento. Assim tambem simples atomos terrestres numa paisagem fria e desolada a 3,5 bilhoes de anos atras foram sujeitos a acao e forcas de um sistema maior que o planeta, um sistema astronomico cujos bits-informacao  treinados em uma organizacao sistemica mais complexa que a organizacao dos sistemas atomicos, inseridos em fotons de luz e irradiados desde o nucleo terrestre e desde as estrelas, bombardearam os atomos na superficie da Terra, os quais  tiveram seus comportamentos mudados passando a se combinarem de maneira a se constituirem em materia organica, em moleculas, e por fim, seres humanos! A descoberta de como a Natureza investiu 10 bilhoes de anos de arduo trabalho (cujo metodo parece ter sido programado por um inteligencia suprema que criaria universos atraves da elaboracao de softwares vivos!) para finalmente chegar ao primeiro sistema real natural, a primeira celula viva, nos leva `a descoberta que a essencia e significado da existencia do mundo se refere a SISTEMAS, que o que vem evoluindo desde os primordios nao sao individuos, especies, mas sim o que flui sorrateiramente por dentro delas, um unico sistema que tal como nos, seres humanos, adquirimos varias formas diferentes em nosso ciclo vital, esse sistema universal tambem tem derivado em varias formas diferentes, desde atomos a galaxias a seres humanos! E’ uma visao fantastica que faz nossa inteligencia dar mais um salto evolutivo espetacular, que passa a ver as coisas de cima e `a distancia no tempo e no espaco, tudo o que pensavamos saber tera que ser revisto pois tudo estava sobre a influencia de outras forcas desconhecidas a nos nesta universal danca nas hierarquias dos sistemas naturais.   

Voce que visitar este site, por favor, arrisque um pouco mais de seu tempo procurando saber sobre o que estamos tentando transmitir, tente analizar com alguma atencao os modelos e ler algo dos textos. O site esta todo errado, tudo mal feito, o texto nao diz nada do que eu preciso dizer e penso ter descoberto, porque foi feito tudo nas pressas e em precarias condicoes, e ainda sob pressoes de sugestoes equivocadas. Tenho que mudar tudo para explicar realmente e detalhadamente cada fenomeno abordado, mas estou incapaz de acelerar isso. No entanto algo sera’ fisgado da ideia geral e tenho certeza, os proximos acontecimentos, principalmente as novas descobertas cientificas vao fazerem voce cada vez mais se lembrar e se interessar por isto, como aconteceu comigo nos ultimos trinta anos.

Esta Suprema Causa esta’ precisando de voce, certamente em alguma coisa poderas colaborar. Se voce entender e conhecer esta nova cosmovisao como eu penso ter entendido-a, o que ocorreu comigo devera acontecer contigo, uma incrivel revolucao revisionaria de tudo o que voce aprendeu ate agora tera’ efeito, voce caminhara’ mais leve e tolerante pois esta e’ uma consequencia do novo significado para sua existencia, e se sintonizara automaticamente com os fluxos e ritmos das forcas naturais, o que funciona como uma fonte de motivacao, de protecao a saude e de vigor fisico e intelectual. E muito importante para mim e mais ainda para a Suprema Causa sera’ a existencia de outra cabeca pensante conhecedora desta nova dimensao, que ajudara a corrigir os meus erros nas interpretacoes dos mapas, somara’ suas informacoes sobre os fenomenos da Natureza para ajudar nesta infindavel labuta de testes dos modelos-base da cosmovisao que ja’ venho fazendo a trinta anos,  enriquecera os modelos e formulas, surgira com muitas novas descobertas que ninguem ainda viu, e multiplicara’ em muito as ideias que vamos somar em prol da Causa.    

Existem dezenas de temas a serem incluidos neste website ou num outro que voce crie ou tenha, a cada dia que leio os papers registrados nas instituicoes de divulgacao cientificas vejo a necessidade de correr a por a visao desta perspectiva para otimizar as descobertas, precisa-se de tradutores para todos os idiomas, precisa-se de voluntarios para fazer-mos os varios projetos ja idealizados, como o aquario contendo uma galaxia que ao mesmo tempo e uma celula viva funcionando, a sala cosmica da Matriz, onde os alunos vao caminhar dentro de uma galaxia que ao mesmo tempo e uma celula, etc, etc., e assim a causa sera divulgada. Ate mesmo ajudando com o minimo conhecimento na operacao de um computador, pois ja tenho muitas ideias de como fazer imagens de novos modelos, como melhor comunicar os temas, mas, pombas, eu sai da selva ainda ontem, nada entendo desta geringonca, nem mesmo inserir uma imagem no site eu sei. Nao consigo copiar e inserir um artigo do Word, nao tenho tempo para aprender isto agora, escrever, corrigir os textos e muito menos para traduzi-los.

E quanto as novas ideias de tecnologias e recursos para alavancar nossas ciencias baseados nesta formidavel fonte reveladora de tantos novos mecanismos e processos naturais? Precisamos montar desde simples oficinas mecanicas a laboratorios… enfim a muito que fazer. Se um dia bater aquele segundo passo deste despertar irresistivel que esta ocorrendo contigo e com muita gente… voce procurara se manifestar e encontrara seu lugar nesta imensa missao de todos nos. Por enquanto, a Causa ja esta a dever-lhe algo e tem que agradecer: obrigado pelo seu clique. Obrigado pelo beneficio que estas fazendo a ti. Meu futuro apenas sera bom se voce estiver bem porque voce escolheu o caminho certo para todos nos.                  

REFORMANDO A ARVORE DA VIDA NA TEORIA DE DARWIN

sexta-feira, fevereiro 6th, 2009

(Tema em construcao, aberto a sugestoes)

Baseado no artigo “Darwin was wrong” (Darwin estava errado), da revista NewScientist, n.2692, January 24-30, 2009, por Grahan Lawton.

Como estou sem tempo agora para traduzir e comentar item por item sob a perspectiva da Matriz, mas preciso deixar registrado este importante assunto, farei apenas um brevissimo comentario.

Os modelos da Matriz sugerem existirem varios novos mecanismos ainda desconhecidos por quem nao conhece a Matriz, relacionados com a macro-evolucao. Com estes mecanismos se pode ver, prever e entender os novos fenomenos naturais relacionados relacionados a micro-evolucao biologica que foram observados depois de Darwin. Nao vamos ter que derrubar arvore nenhuma. Como ja vimos em varios casos, as bases da teoria de Darwin sao solidas, permanecerao como parte da teoria da macro-evolucao, apenas sera’ em muito extendida e complexificada. Por exemplo, a formula fundamental de Darwin, VSI, com tres variaveis, descreve apropriadamente os ciclos micro-evolucionarios que compoem a macro-evolucao, porem, o verdadeiro processo da Evolucao Natural Universal, ou macro-evolucao, acrescenta mais quatro variaveis, complexificando em muito a teoria, mas beneficiando-a quando por exemplo explica os gaps atualmente desconhecidos. Da mesma forma, o simples diagrama feito as pressas por Darwin que recebeu o nome de Arvore da Vida, tambem mantera’ a infra-estrutura na forma de arvore, mas a ela teremos que acrescentar mais detalhes reais da paisagem onde uma arvore floresce, como o solo e o ceu, para que comporte o peso das quatro novas variaveis e explique definitivamente a historia dos seres vivos.

A evolucao biologica nao poderia ser apenas vertical, como pensou Darwin, ou seja, toda especie resultante de uma especie localizada abaixo e antes dela. Isto significaria determinismo absoluto aplicado como efeito tunelamento sobre as forcas primordiais, nem mesmo a grande diversificacao contendo as especies descartadas poderiam existir. Claro!

Na Teoria da Matriz vemos que a Evolucao se move vertical e horizontalmente, mas tambem se move lentamente no tempo, do passado para o futuro, intermediando os ciclos com inversoes do tempo em periodos rapidissimos, tao rapidos que nao quebram a sucessao normal de causa e efeito e nos nao a captamos sensorialmente. E isto precisa ser acrescentado ao diagrama da arvore.

O  darwiniano LUCA ( the Last Universal Common Ancestor) nao era microscopico e nem viveu na superficie da Terra como razoavelmente pensou Darwin. Mas o diagrama tem que representa-lo tambem, para que seja verdadeiro. Os genes do LUCA nao foram transmitidos como ocorre nos ciclos micro-evolucionarios, ou seja, encerrados dentro de pacotinhos cromossomicos, mas sim, chegaram e continuam chegando `a Terra dispersos em relacao ao espaco, como tambem em relacao ao tempo. O que significa que caem em diferentes momentos e lugares. As informacoes para mutacoes dos sistemas biologicos nao casuisticas, estao no ar, livres, e podem ser ou nao serem captadas e assimiladas por um sistema terrestre. Por isso e’ facil deduzir que uma determinada “raca” que se encontra na posicao dominante dentro da sua especie, digamos, na Africa e hoje, pode de repente estancar sua evolucao, seja porque se acomodou no superespecialismo conservador inacessivel pelas novidades, seja porque aquela regiao e seu tempo nao foi devidamente semeada com os genes retrogrados de LUCA.

Enquanto isso, uma raca localizada, digamos, na Asia e a milhares ou milhoes de anos atras, menos evoluida e portanto mais necessitada e carente de mudancas, ou ainda sujeita a um bombardeio genetico mais intenso, pode ter sido acessivel `a mutacao programada no software de LUCA, e hoje estaria se apresentando no topo evolucionario da especie toda, rumo a fixar-se no tronco da Arvore da Vida.  Mais ou menos isto deve ter acontecido com os repteis, quando os dominantes dinossauros superespecializados perderam para o lagarto ou lagartixa que se transformou em mamifero.

O DNA de LUCA esta ainda sendo desenrolado, da ponta do fio que vai se fragmentando vem grupos de genes com informacoes diferentes, pois o Sol queima de fora para dentro e a Terra de dentro para fora. Cada regiao nova atingida pela radiacao emitem fotons-bits que contem uma parte especifica das informacoes do proto-sistema ancestral. Ja estava previsto a 30 anos atras, por uma simples analise dos modelos da Matriz, que alem de vertical e temporal, a micro-evolucao biologica teria que ser tambem horizontal e com reversao do tempo.

Mas a Arvore da Vida que amamos quando a conhecemos na escola nao pode cair como imagem da Historia da Evolucao porque ela ‘e parte do diagrama indicado como software matricial que melhor retrata a figura do hardware em termos de processo temporal. Explico com uma analogia: arvores sao descendentes da celula vegetal que foi a que melhor copiou a imagem do ceu, por isso as arvores ainda mantem a aparencia do buiding block astronomico, assim como nos ainda mantemos algo da aparencia dos gorilas. O tronco da arvore representa o eixo vorticial astronomico; os ramos da arvore representam o que denominamos de “bracos da galaxia”; as frutas pendentes destes ramos, principalmente quando estao amarelas, representam as estrelas penduradas naqueles bracos da galaxia. Diria que nem os planetas foram esquecidos, pois o que dizer das folhas? O fluxo do circuito astronomico que “sobe e desce” continua com sua caracteristica sendo transmitida geneticamente, na forma dos dois fluxos internos aos troncos da arvore. Ora, vimos que a forma do diagrama do software e’ sempre a forma do hardware, pois eles se auto-constroem retroactivamente.  Vimos que no ciclo vital nao se ve o sistema porque o tempo e invisivel, mas ele e’ visto no software. Portanto, se o hardware tem a forma de arvore, o software obrigatoriamente tambem a tera’. E o que Darwin intentou representar quando teve a ideia da arvore, senao justamente o processo da evolucao no tempo?

Nao sejamos precipitados em afirmar que Darwin estava errado, que os criacionistas nao comecem a fazerem alarde arrastando esta descoberta como mais um de seus argumentos contra a teoria da evolucao. Vamos procurar um tempo para re-estudar os modelos da Matriz, desenhar as figuras calculadas pelos mecanismos da macro-evolucao, vamos novamente aplicar o metodo vitorioso da anatomia comparada que nos levou `a Matriz, agora comparando arvores com redes de teias ou webs, para tracar um retrato falado do diagrama-elo entre os dois, o qual possivelemente enriquecera em muito o diagrama de Darwin, a arvore estara salva, porem, no seu devido habitat, com ceus e terras ao seu redor. Que Deus (…ops!!!) nos ajude a conseguirmos o tempo que precisamos para fazer isso, dando uma forcinha para ganharmos na loteria e assim poder-mos arrumar um trabalho part-time…