Archive for abril, 2010

Projetos de Máquinas e Arquiteturas pela Matriz/DNA

segunda-feira, abril 26th, 2010
Os modelos teóricos da Matriz/DNA fazem minha cabeça fervilhar de novas idéias a cada momento sôbre construir máquinas e estruturas funcionais. Acredito que quem venha a estudar êstes modêlos sentirá o mesmo. Mas, sózinho, tendo que trabalhar 60 horas por semana como taxi-driver em New York para pagar meus bills e passar alguns meses por ano na selva desenvolvendo meus estudos, não tenho sequer como montar uma oficina, um laboratório, muito menos fazer cursos de mecânica/eletrônica prática para executar êstes projetos. Isto só poderia ser feito em grupos, comunidades, cada qual entrando mesmo que seja apenas com a vontade e o compromisso de lealdade. Eu acredito na boa intenção das pessoas (minhas mãos estão estendidas e meu coração aberto para adicionar mais corpos humanos nesta grande causa), eu acho que devemos começar dando uma oportunidade de confiança a todo mundo independente de raça, cor, religião, sexo, status social, etc., portanto de inicio confio em qualquer pessoa da qual não conheça o passado, mas se faltar ao respeito ou agir com falsidade cortamos relações e que siga seu caminho com votos de boa sorte. A Matriz/DNA envia uma mensagem: somos todos descendentes de LUCA, um unico exemplar da Matriz/DNA que cometeu êrros de opções quando se tornou o building block dos sistemas astronomicos, que foi castigado pela entropia, se fragmentou em bits na forma de bilhões de pares de nucleotideos, cada qual contendo um bit do êrro, cada qual sendo uma tendência unica e especifica, para que se inter-relacionem, se conflitem, tornem caóticos o meio-ambiente, sofram as consequencias de suas mensagens, aprendam a serem menos radicais na sua tendência especifica, e assim passem a considerar e aceitar as personalidades dos outros bits, aprendendo finalmente que a união dos bits é fundamental para que recuperem a liberdade de existir e evoluir, que a união faz a fôrça e transforma o caos ambiental em ordem aconchegante, e assim vão todos se amalgamando construindo grupos de bits ccada vez maiores até que finalmente todos tornem um só, uma nova forma da Matriz Universal, corrigida da tendência que a fêz cair do céu e arrastar-se na lama da Terra. Esta é a Grande Causa da Humanidade, por isso inicío confiando, aceitando, tentando ajudar, jamais atrapalhando, jamais aliando-me a algo que vejo impedir ou atrasar o avanço do próximo, pois isso viria em meu próprio prejuízo final. Portanto, minha intenção pode parecer um sonho irrealizável e uma espécie de altruísmo, mas no fundo, esta meta será realizada pela Matriz Auto-Consciente que existe na Humanidade um dia, por bem ou por mal, com dores se não aprender isto ou sem dores se fôr inteligente, e na verdade é uma meta egoísta no sentido que busco através dela a realização da minha felicidade. Se um só ser humano for atrasado ou impedido em sua missão especifica, todos nós, quando formos uma só Matriz/DNA retornando às portas abertas da evolução, nasceremos com algum defeito, aleijados. Quem paga o pato por um baby que nasce aleijado são os genes que os construiram, pois todos os genes paternos e maternos sobem à cabeça, vão constituir os neuronios de um só cérebro, e assim tornam-se uma só consciência. Isto pôsto, pretendo neste tópico ir registrando as idéias que vão surgindo para a construção de máquinas, utensílios, estruturas, arquiteturas, seja lá o que for que contribua para melhorar nossas vidas. Uma das idéias mais antigas surgiu quando visitei numa exposição, a Sala Cósmica, de um artista plastico brasileiro, que consistia num salão oval todo aveludado de azul escuro e quando a gente entra já começa a ouvir as musicas de 2001, Uma Odisséia no Espaço, os acordes de Contactos do Terceiro Grau, e vemos esferas girando no espaço no meio da sala, conduzidas por braços mecânicos que ficam quase invisiveis na sala escura. Sensacional! Mas o artista não tem nenhuma nova cosmovisão  a defender, por isso as esferas giram, se movem, sem transmitir nenhum modêlo ordenado inteligente, apenas transmitem a sensação de que estamos flutuando num Cosmos distribuido caóticamente. Imagine o que poderíamos fazer reunindo a cosmovisão da Matriz/DNA com aquêles recursos técnicos! Ao mesmo tempo em que estarias no Cosmos estarias dentro de uma célula viva, funcionando, pois cada astro representa a mesma função de uma organela… mas tambérm poderia fazer as peças se transformarem em moléculas representando o  sistema nucleotídeo, e ainda representando órgãos do corpo humano, ou até mesmo as principais peças de um motor, já que a Matriz/DNA também é um moto-contínuo! Seis, sete, num só! Além dessa  Sala Cósmica viajando pelo mundo sendo exposta em shoppings, museus, escolas, podíamos fazer uma miniatura dela cabendo num aquário, e tôdas as escolas do mundo iriam precisar de uma unidade para apresentar aos alunos! Tenho os folhetos da Sala Cósmica com fotos e se puder vou expô-las aqui, são impressionantes. Portanto vou abrir a seguir os projetos que vão surgindo e deixa-los no ar para futuros possíveis desenvolvimentos e esperando sua adesão e comentários. Lembre-se que nossa sociedade nestes projetos pode até nos render lucros monetários, seja para reaplicar em novos projetos ou ser dado o destino que cada sócio quiser, mas acima de tudo é uma atividade para ajudar bilhões de nossos irmãos que estão neste momento na rua da amargura, e no final, ajudar a nós mesmos. (mas que raios não consigo acertar a estética dos textos neste blog! ‘Sai tudo junto, sem espaços, sendo necessario usar os “xxxx” para separar trechos. Alguem, por favor, pode me ensinar a resolver isto?)
 
 1)   A Sala Cósmica
 
Veja um vídeo no site da Vimeo, sôbre um modêlo do sistema solar funcionando feito com engrenagens, do qual podemos utilizar muitas idéias. Já postei um comentário abaixo do vídeo tentando contacto com o autor. Enderêço do video:
http://www.vimeo.com/11196472 
 
2)   O Áquário da História Natural Universal
3)   A Fábrica Automática e Auto-Reciclavel da Matriz/DNA
Sôbre isto já tem um artigo publicado nêste website, em algum lugar aí para trás, que trarei para cá quando tiver tempo.     

A Serpente do Éden Capturou o Método Cientifico Moderno?

terça-feira, abril 20th, 2010

(post publicado hoje no “Forum Ceticismo Aberto”, em

http://forum.ceticismoaberto.com/index.php/topic,194.15.html

     O cérebro biológico humano projetou-se através das hábeis mãos humanas tentando reproduzir-se com plasticos e circuitos integrados, erigindo esta fantástica máquina chamada “computador”. Assim como tínhamos imitado um cavalo puxando uma carroça na forma de automóvel. Então descobriu-se que o computador poderia tornar-se um robot, para tanto bastou dotar o cérebro eletro-mecânico de complexo sensorial próprio, sensores que captam o mundo exteriror, óbviamente feitos como máquinas. E êste nosso clone mecanizado pode fazer algo que não podemos: inserido em sondas espaciais pode invadir o macro-cosmos e obter informações, assim como ligando-o a micro-sondas pode penetrar no micro-cosmos. Além disso êle pode fazer algo impossível a nosso cérebro: processar êstes dados em simulações rápidas envolvendo milhões de calculos e fornecer um quadro geral destas dimensões a nós invisiveis. Mas… Da mesma forma que eu não confio em outros cérebros de pessoas que dizem ter falado com Deus ou escritos livros inspirados por deuses para virem me dizer o que é o mundo, também não confio em nenhuma outra espécie dotada de cérebro que venha interpretar o mundo para mim, e baseado nisso, planejar o meu comportamento e destino. É muita responsabilidade, é muito perigoso, se o alienígena estiver errado estarei perdido. Prefiro correr o risco de errar apenas confiando na minha mente criança que nasceu apenas ontem no tempo astronomico, no meu cérebrozinho tão pequenino nesta imensidão cósmica que quase nada pode entender, nos meus sentidos corpóreos bastante pobres e limitados, mas que tenho certeza, foram feitos pela Natureza… e confio nela, sou filho da Natureza, confio em minha mãe sagrada. Mesmo sabendo que Ela é tão passível de erros como qualquer ser humano, que seus sonhos maiores são pecados como tornar-se um paraíso de sistema fechado em si mesmo, porque vejo que ela contem em si, alem da besta fera, o anjo do amor que tende a ser sistema aberto num abraço a acalentar tôdas suas criaturas. E no meio da selva ela está me sussurrando que o mundo não é nem de perto o que o cérebro mecânico está pintando. Mas porque os mais sábios da cidade não estão tendo a mesma intuição? Procurei causas e explicações e retornei com esta hipótese.     Numa primeira operação o cérebro biologico inseriu suas informações adquiridas empíricamente no cérebro eletro-mecânico, dotou êste de complexo sensorial mecânico próprio ( sensores e captadores de todos os tipos como microscópios, telescópios em sondas espaciais, etc.) e programou-o para ir buscar as informações como um agente espião em território inimigo. Retornando, de fato o cérebro eletro-mecânico trouxe valiosas informações que deixaram o cérebro biológico deslumbrado ( o red shift de Orion significa, pelos calculos simuladores desta máquina, presença de metano; o íon de calcio, pelos calculos simuladores desta máquina, significa permeabilidade ionica da membrana celular, etc.) . Baseado nestas informações, o cérebro biológico refez alguns ajustes nos hardwares e softwares das màquinas e sensores, acrescentou as interpretações dos fatos recebidas da primeira pesquisa e dos calculos do computador e enviou-o de volta ao micro e macrocosmos. É a mesma história da evolução real do computador, onde o cérebro humano entrou atuando como software que criou um hardware o qual aumentou a capacidade de atuação do cérebro biologico, o qual desenvolve-se como o software que por sua vez desenvolve novo hardware, ad infinitum. Novamente a sonda retornou repleta de novos dados, e as operações similares continuam, conquistando todas as possibilidades de pesquisas financiadas, aniquilando praticamente a figura do velho cientista que empregava emoções, objetivos humanos e biológicos nas suas pesquisas, mais parecendo um alquimista. Como eu fiz na selva amazônica, com paixão, garra, energia, pois enfrentava uma batalha entre minha espécie humana e a matéria que nos torturava a existência porque explorava nossa ignorancia sobre seus poderes, mecanismos e processos, ora ás vêzes ajoelhando à beira do pantano como faziam os velhos quimicos positivistas com um microscópio rudimentar revirando a lama e procurando o ancesral primitivo comum sonhado por Darwin, deitando no solo e ouvindo o murmurio sismico que vinha das entranhas do planeta inquirindo sobre sua misteriosa nuclear composição, ou colocando-me entre dois elementos proximos quaisquer, fossem plantas e animais, com equipamentos rudimentares tentando sentir o fluir do canal de comunicações entre eles para captar o fluxo de informações que animam os sistemas, sempre tendo em mente que o meu cérebro biológico é um sistema e como tal uma projeção elevada e derivada do sistema-biosfera. A criatura teria que ter condições de entender seu criador. Esta paixão não propicia lucro financeiro, ao contrário, nos agride com as febres das malarias, enquanto a natureza se debate e experimentando o invasor sob os mais duros testes,  antes de entregar-se e a seus segredos.           As mesmas operações entre cérebro humano dotado de complexo sensorial biologico e cérebro eletro-mecânico dotado de complexo sensorial mecânico continuaram, porem sutilmente estava ocorrendo um fenômeno que nós não percebíamos: a inversão de papéis. Se os primeiros dados que iniciaram a empreitada foram captados empiricamente pelo cérebro humano, a partir da segunda ou terceira operação passaram a serem baseados nos dados mais volumosos coletados pelo frio complexo sensorial mecânico, e calculados matematicamente. Ora, em outra instância concluo com a ajuda do grafico cartesiano como a matematica linear não pode traduzir mais que 30% da realidade natural cuja evolução perfaz curvas no tempo e espaço, as quais não são captadas pelo raciocinio matematico que sempre avança em linha reta. Onde há vida e biologia e sentimentos e emoções, a matematica que é filha da Fisica insensível despreza estas propriedades e seleciona discriminatóriamente os dados que entende ser relevantes, expondo a conclusão final de um mundo mecanizado. Mas estas propriedades vitais que emergiram e se expressaram nos sistemas mais evoluidos possuem suas raizes e principios em forcas brutas na matéria desde particulas, átomos e astros celestes. Por isso um Hawkings da vida levando a matematica ao extremo porque assentado no gabinete e numa cadeira de rodas, enxerga fantasmas canibais do espaço num ecossistema sideral em que nossos olhos nus vêem apenas ordem e harmonia.           Portanto o cérebro eletro-mecanico invade com seus tentaculos equipados com frios sensores mecanicos as entranhas do cosmos e dos nossos corpos, apenas captando o que lhe é próprio captar, uma face limitada e mecanicista dos fenomenos. E ao informar o cérebro biologico cujo complexo sensorial foi manietado e algemado como o fizeram deliberadamente os filosofos gregos que após terem descobertos as bases geniais de quase todas as Ciências, se recusaram a sujarem as mãos na atividade experimental enveredando-se pelo caminho das elocubrações intelectuais, com idéias absurdas como a geração espontanea da vida. Assim a teoria cosmologica atual totalmente elaborada pelo cérebro eletro-mecânico e elocubrações matematicas surge com a ideia absurda da geração espontanea dos astros celestes, numa dimensão astronomica onde qualquer evento, qualquer deslocar de corpo, se desenvolve sob o longo arrastar-se do tempo astronomico.     Todas nossas emoções, comportamentos humanos, mesmo as disfunções sistêmicas do organismo, tornaram-se derivadas da ação mecanica de genes, cujo fundamental significado de existencia é se reproduzir para firmar seu egoísmo, a ponto de Dawkins declarar guerra a estes genes. As origens e significado existencial do Universo foi interpretado como sendo as mesmas origens e significado existencial das máquinas calculadoras e motores primevos que antecederam a existência do cérebro eletro-mecânico. Nossa cosmologia e biologia molecular contam a história da máquina e não do corpo humano. Assim como o ancestral primeiro dos atuais engenhos mecânicos foi o motor ã explosão, o próprio Universo teria surgido de uma explosão. Mas quando algum cérebro biológico ainda não contaminado pelo mecanicismo analisa os mesmos dados de Lamaitre mais os dados recentes como a radiação cósmica, projeta sua essência vital no resultado e vê o Big Bang no romper do invólucro de um espermatozóide no centro de uma dark matter amniótica dando inicio a uma nova existência vital.     O Universo foi reduzido a uma maquina ciclica baseada no eterno vai-e vem de suas engranagens, explodindo e renascendo em Big Bangs. Os novos fenomenos que não são inteiramente perceptivieis se tornam galaxias canibais do espaço, ou monstruosos buracos negros devoradores de galaxias, porque a atividade da máquina é apenas esta: a trituração de matéria-prima combustivel e canalização para fim nenhum em si mesma, a qual lhe mantem a existencia, e ela projeta-se em seu instinto como se fôsse o instinto da Natureza. Se na primeira operação o cerebro biológico era o dominante e o eletro-mecanico era o recessivo, e esta continuidade iria levar o cérebro biologico a cada vez mais “biologizar” o cerebro mecanico, os papéis se inverteram; agora o cerebro eletro-mecanico tem o poder de selecionar e fornecer os dados que lhe aprazem, tornou-se o senhor guia do conhecimento, está a “mecanizar” o cérebro biologico.     Cruzando papoulas seguimos à moda de Mendel, dissecando sistemas seguimos com a velha anatomia comparada de Hipócrates, ajoelhado à beira dos pantanos seguimos à moda de Darwin, mas não sem perceber que o calor que nos fustiga o sombrero vem da luz de uma estrêla. Então olhamos para a estrêla tentando entendê-la com o nosso cérebro e visão naturais e sentimos que ela não é a horrível fornalha nuclear como a definiu o computador, mas ela se parece como uma nossa ancestral que nos mira do céu esperançosa de que levemos a sua alma, a qual ela depositou em nossas mãos, para futuros mais sublimes dos que ela alcançou, e vemo-la como uma mãe atarefada em amamentar seus rebentos planetas com o nectar de sua luz e mantê-los protegidos sob suas imensas asas gravitacionais. Enviamos a ela um sentimento de ternura e em resposta ela nos manda mais luz dos trópicos como se sussurando, relembrando-nos que a vida da qual tentamos desvendar suas origens e mistérios dela depende para cada movimento, cada reação. Vendo-nos procurando o cêpo oginal no barro ela parece perguntar: “Porque me procuram embaixo sob seus pés se eu estou aqui em cima? Eu sou aquilo que procuram”      O ancestral comum  no espaço sideral?! E porque não? Ela tanto insistiu, tanto “cozinhou” nosso cérebro que sua voz tornou-se irresístivel e resolvemos investigar sua sugestão. O computador não houve nem capta estes sinais entre as criaturas da Natureza. Assim encontramos aquêle que por ora nos fornece todas as explicações racionais: LUCA, the Last Universal Common Ancestor, o gerador de todos os seres vivos, uma maquina astronomica quase perfeita, regida pela mecânica newtoniana porque na sua infancia a Natureza deixou-se atrair pela forma da serpente auto-reciclavel quando se alimenta de sua própria matéria degradada sugando o que sai de sua prória cauda, mas já possuindo os principios do fenômeno vital.  E sentimos que LUCA está encriptado em nossos genes, agora se manifesta em nossa mente tentando dirigi-la para reproduzi-lo, e assim entendemos porque o cérebro biológico se deixou dominar voluntariamente pelo mecanicismo. É LUCA, um ancestral que pecou o maior dos pecados por ter optado pela forma de sistema fechado em si mesmo, a maxima expressão do egoísmo no Universo, tentando se reproduzir através de nós… um quasi-moto-contínuo, totalmente mecanizado. Parece-me que a fábula da serpente no Éden se realiza como professia mas Eva agora tornou-se a Ciência Humana.

      Não, meu amigo, aqui na selva nós continuamos à moda antiga. O cérebro biológico aqui continua no comando, apesar de estar cada vez mais acuado pelas queimadas e a poluição que vem da civilização moderna, mas resiste a todo custo esperando que um dia uma nova geração da cidade desperte por algum milagre do encantamento da serpente e o cérebro autêntico feito pela mãe Natureza seja ressuscitado para empregar o velho mas legitimo método cientifico tal como sonhado pelos seus fundadores iluministas. É óbvio que aplaudimos a genialidade humana na construção de cérebro eletro-mecânico e as imensas possibilidades tecnológicas que êle pode nos oferecer, mas no tocante à busca do sinificado do mundo e da nossa existência, não admitimos intermediários. 

Não somos os Genes do Criador, e sim, Vírus dentro do Criador?

domingo, abril 18th, 2010

Novidades na cosmovisão da Matriz/DNA. Acordei hoje com um pensamento perturbador que nunca havia pensado antes. Como é sabido, os modêlos desta cosmovisão indicam que este Universo – êste mundo material – é uma produção genética. De onde se conclui que – se ao menos aqui nestas regiões – o ser humano é o sistema mais evoluído que existe, êle deve ser o gene que carrega a mensagem e a missão reprodutora da fonte natural que gerou o Universo.

Mas… os mesmos modêlos podem dar margem a uma outra interpretação. É possível que êste Universo seja apenas parte do corpo, ou o corpo inteiro, da fonte natural. E que o ser humano tenha brotado, emergido nêle como os virus e as bactérias existem no corpo humano. Eu ainda não tive tempo de rever tôda a conjuntura dos modêlos para analizar esta hipótese, mas de imediato ela parece possível. Porém, se ela fôr o verdadeiro significado da nossa existência, muitas coisas devem mudar.

A genial frase de Einstein encerrando a questão magma que êle levou para seu tumulo sem resposta me ribombeia na cabeça: “Será o Universo amigável a nós?!”

Se sim, a Humanidade está salva e sua próxima forma transcendente terá um futuro grandioso garantido. Se não… estamos perdidos? Ainda não: existem bactérias más e existem boas, para o hospedeiro. Cabe a nós identificar o todo e descobrir como ser uma boa bactéria para o mundo. O Universo nos ignorará do mesmo jeito porem não acionará a fôrça de Clausius (a fôrça degenerativa do segundo principio da termodinâmica medida pela entropia),  para nos eliminar, como fêz com nosso ancestral LUCA (the Last Universal Common Ancestral).

Principalmente a existência da auto-consciência em nós, indica que somos genes? Cujo futuro é estarem todos reunidos num só ser e nascer para fora dêste Universo como o filho da fonte ex-machine? O que explicaria um monte de questões e aplacaria um monte de revoltas, como por exemplo, a existência de ricos e pobres se explicaria pelas dadas situações em que alguns genes devem se expressar enquanto outros devem se retrair como recessivos e apenas contribuir para que aqueles se expressem? Mas que tambem deixam muitas coisas absurdas sem explicação, como a cena de leões invadindo uma aldeia de nativos e estraçalhando mulheres e crianças.

Por outro lado, principalmente a influência humana no aquecimento global e alterações no planeta indica que somos virus ou bactérias… e malignas? Pode ser que sim, e a maioria das evid6encias imediatas sugerem lógicamente que esta é a verdade. Mas você pediu para nascer? Você tem culpa de ter sido feito assim, com êsse corpo cheio de necessidades parasitárias do planeta? No entanto você não é estupido como as bactérias malígnas em seu corpo. Você sabe que se matar o corpo que o hospeda… você é destruído junto com êle. E sabe que se você adoecer o corpo que o hospeda, haverá alterações nêle, que êle sentirá sua presença, e que êle dispõe de exércitos de defesa que serão lançados contra ti.

Este artigo parece reflexão inútil que não levaria a nada ( sem contar que para os místicos seria totalmente irracional), mas para mim êle tem um conteudo que deve ser memorizado, por isso o registro aqui. Penso ser muito importante correr-mos atrás de mais dados, científicos, investir-mos mais esfôrço na tecnologia espacial e micro-cósmica como os aceleradores de partículas, pois temos urgente que saber definir o que será uma boa bactéria amigável ao Universo enquanto também boas para nós mesmos. Precisamos de mais dados que nos conduza à Grande Unificação entre a relatividade geral, a quantica, a mecânica celestial de Newton, as quatro equações supremas do eletro-magnetismo de Maxuell, o elo entre evolução cosmológica e evolução biológica da Matriz/DNA e à resposta à questão de Einstein a qual é a nossa questão suprema.  Tais dados precisam revelar nossa real condição. O que somos, o que devemos fazer?  

Pesquisadores afirmam que Terra caminha para 6ª extinção em massa. E a Matriz opina.

sexta-feira, abril 16th, 2010
  • Espiral do tempo geológico
  • Espiral do tempo geológico
  •  Vide artigo publicado em http://cienciadiaria.com.br , site do Ciência Diária, e os comentários a seguir deixados pro mim.

     Louis Morelli disse:

  •  

    Alguem pode indicar dados científicos comprobatórios de que a influência humana estaria afetando as alterações naturais próprias do planeta? Existe algum ponto de referência, alguma história conhecida sôbre a existência de algum outro planeta, para comparações? Temos alguma base cientifica esclarecendo se existe ou não possibilidades da espécie humana através de alguma ação influir no curso dos próximos eventos? Devemos diminuir a influência humana com redução da população e do consumo ou – se os processos naturais estão determinados a nível astronomico – devemos acelerar o desenvolvimento objetivando a capacidade necessária para emigrar do planeta?

    Penso que a resposta ideal depende do nosso real conhecimento do planeta no seu aspecto astronomico. Mas também parece evidente que de imediato temos que reduzir certos consumos, desacelerar certas tecnologias e acelerar a tecnologia relacionada à pesquisa astronomica (infelizmente a eleição de um não-filósofo naturalista, cientista ou não, para a Casa Branca, resultou no recente desvio dessa meta).

    Mas a busca do conhecimento astronomico pode ser que não necessite agora tanto de investimento em tecnologia. Temos que decifrar o código cósmico, temos umensa quantidade de dados sôbre êle, portanto o Cosmos está para nós como estava o DNA para Crick e Collins: bastava expor os dados sôbre a mesa e buscar tôdas as possibilidades de organizar as peças num tôdo final que fizessem sentido de acôrdo com as evidências.

    Astros são objetos cujas grandezas – principalmente temporais – estão alem das possibilidades de definição cientifica. Construímos hipóteses sôbre os dados que dispomos, sendo que tôdas as areas cientificas hoje (principalmente a geologia)estão se fundamentando nos modêlos da Teoria Nebular. Mas… e se a Teoria Nebular combinou as peças de maneira diferente da que a Natureza combina? Como a Teoria Geocentrica se equivocou? Tôdas nossas suposições tendo como base esta teoria podem estar erradas.

    Vindo de caminhos diferentes, estudiosos tendem a combinar dados de maneira diferente e chegarem a diferentes teorias. sôbre o quadro final real. Existe uma outra teoria, denominada “A Matriz/DNA Universal sôbre Sistemas Naturais e Ciclos Vitais”, igualmente baseada nos mesmos dados usados pela Teoria Nebular, cujos mod6elos finais estão sugerindo uma diferente visão sôbre astros, tais como a Terra. Baseados nesta, outras seriam nossas decisões em vista das evidências existentes. Creio ser sensato – em assunto de tamanha responsabilidade, pelo qual seremos os responsáveis pelo destino da espécie humana – dissecar-mos tôdas estas teorias, estas diferentes interpretações do fenômeno astronomico para assim nos posicionar-mos mais próximos das decisões corretas.

  • Mas justamente isto sigerem os modêlos. Isto significa que o planeta tende a se transformar num pulsar, o qual não permite a existência da vida sôbre êle. Mas indica que ocorrem alterações de sua estrutura por causas naturais. De onde surge a questão:até onde a influência humana altera as alterações naturais de modo que devemos desacelerar nossas atividades e perder a chance de emigrar do planeta antes que êle se torne não habitável?
  • Deus Imitado por Polonês Como Arquiteto do Cosmos?!

    sexta-feira, abril 9th, 2010

    O incrível vídeo no youtube que está dando o que falar (veja: http://br.esportes.yahoo.com/colunas/malabarista-polones-faz-miseria-com-bolas-de-futebol-esportes-382.html )

    quando assistido pela mente treinada na cosmovisão da Matriz/DNA escapa por reinos fantásticos da imaginação. As bolas movendo-se mecânicamente no espaço imediatamente nos lembra a cena do Cosmos se o víssemos num filme que acelerasse o tempo. A mecânica celeste Newtoniana é a primeira a ser associada com a cena, e num devaneio mais profundo, de alienados em termos de Newton, associa-se com Deus como a força cósmica que susteria a engenharia celeste, como já alguns posters aventaram nos comentários sôbre o vídeo. Também não resistimos e botamos nossa colher no negócio com um post conforme o texto abaixo ( o qual como sempre foi criticado impulsivamente pela galera que desconhece a Matriz/DNA, a mecânica newtoniana, e não usa o cérebro para pensar a nível cósmico):

    ” Reflexo condicionado à la Pavlov? Existe uma outra cena onde vemos tal malabarismo com “bolas”: o que a Natureza faz com os Astros no espaço sideral, e a bilhões de anos antes deste malabarista humano aparecer. Mas poucos como sir Isaac Newton aplicam a mente para analizar a cena, buscar causas e explicações racionais. A maioria de nós reagem como certos animais, aplaudindo e abanando as mãos, como aqueles abanam os rabos, e nada mais. Assim, os sinais de uma inteligência cósmica disponiveis como oportunidade para que evolua nossa inteligência é desperdiçada. 

    Não procurar uma ligação entre as duas cenas que são naturais e crendo-se que a segunda cena não é sobrenatural (como alguém aqui já disse que é dom gratuito de Deus!), acreditando que a natureza inventou do nada esta capacidade aqui na matéria deste planeta não apenas é besteira mas indicio de completa ausência de raciocinio complexo. Ou as esferas movendo-se no espaço não é uma espécie de malabarismo natural?

    Então, a explicação que encontro é a seguinte: Por herança genética os seres vivos tem o potencial latente para fazer os objetos ao redor funcionarem mecânica e automaticamente, tornando-os como extensão do sistema nervoso automatico que assim o faz com todas as partes do corpo apenas pelo subconsciente. Esta herança se explica pelo nosso ancestral de  4 bilhões de anos atras que f6ez a mesma coisa a nível macro-cósmico. LUCA, the Last Universal Common Ancestor, foi o building block das galáxias e tem a forma do building block do nosso DNA, e ele, como mostra sua anatomia em meu website, era regido pela mecânica newtoniana. Sendo nosso ancestral e estando registrado no nosso DNA, não é dificil concluir que o excesso de esforço como fêz esse rapaz em seu treinamento puxou os dados registrados no DNA localizado no centro dos neuronios para fazê-los emergir à tona do conjunto cerebral e sua memória.

    Mas, pensando bem, esse rapaz parece ter estado preso, sem acesso ou algum estímulo ao desenvolvimento intelectual, para se dedicar dessa maneira a uma atividade que para nós não teria a menor utilidade. Porém, sem querer, êle acabou contribuindo para a evolução do conhecimento humano!

    E a experiência dêle suscita margens a outras experiências… por exemplo eu tentaria obter esferas leves mas de metais ionizados de maneira que imitassem as fôrças dos átomos, como atração e repulsão. Assim talvez seria possível obter das esferas que façam curvas no ar, ora se afastando umas das outras, ora se atraindo, ao ponto de manter funcionando no ar uma réplica de um sistema solar…ou produzindo diversas combinações finais representando moléculas… E depois se incluiria no curso de pedagogia para professores das primeiras séries um treinamento de 4 anos de 4 horas por dia para que ensinem quimica com demonstração que atrai a atenção dos alunos… (deixa-me parar por aqui antes que os professores me linchem…) 

    Genoma: um projeto ineficaz sem o conhecimento da Matriz/DNA

    quarta-feira, abril 7th, 2010

                                                           

                                      Projeto Genoma

                                                              Projeto Genoma

    Você e tôda a Humanidade estão pagando muito caro em dinheiro carreado para manter o corpo funcionando e muitos sendo dilaceradamente torturados pelas dores quando muito disso poderia ser evitado se me ajudassem a fazer o que tem de ser feito nêsse caso. Existe um método que se aplicado pode identificar todos os grupos de genes e suas funções. Estou certo que existe uma fórmula-matriz aplicada pela Natureza para organizar a matéria em sistemas, cada grupo de genes ligados num mesmo circuito é uma cópia dessa matriz com algum detalhe diferenciado, descubra-se a fórmula e teremos o entendimento de todo genoma. É possivel descobri-la pois numa tentativa de forma muito rudimentar e sem os devidos recursos técnicos surgiu um modêlo dessa fórmula, a qual necessitaria ser testada de forma competente, mas tambem não tenho os recursos técnicos para fazê-lo, e por estar isolado da comunidade cientifica não tenho como consegui-lo (se alguém se interessar em conhece-la, enviarei gratuitamente o endereço do meu website onde exponho a fórmula). Para ser melhor elaborada, ouvida e conhecida pela comunidade cientifica e pelos investidores em pesquisas é preciso fazer um antecipado investimento inicial: reunam uma equipe de experts em cada area das Ciências, apliquem o método que apliquei para entender a procedência e o significado do DNA, pois agora que o método reducionista identificou os dados suficientes, o próximo passo não é de experimentação laboratorial, mas sim como fizeram Watson e Crick quando decifraram a maneira como o código está estabelecido apenas sentados em seu gabinete e trabalhando com a cabeça no estilo de investigação à lá Sherlock Holmes. Portanto o trabalho agora é mais para filósofos naturalistas capazes de abarcarem mentalmente amplos horizontes evolutivos no tempo e espaço conectando as peças em sistemas e aplicando o método da anatomia comparada entre sistemas vivos e não-vivos, buscando na evolução cosmológica as forças fisicas que traziam em seus principios as potencialidades para aqui na evolução biológica desenvolverem o DNA. Mas estes filósofos necessitam estarem sendo assistidos por especialistas em cada área, para estarem fornecendo as informações que são impossiveis aos filosófos conhecerem tôdas em tôdas as áreas e corrigindo-os sempre que uma conexão fira um postulado natural estabelecido cientificamente. Eu o fiz sózinho e digo-o para anima-los, para fazê-los perceber que é possivel fazê-lo, mas justo pela falta da equipe, meu resultado final pode conter êrros.

     O DNA é apenas uma pilha de formas derivadas de um unico sistema muito simples encriptado num par de nucleotideos, porém precisa entender os principios termo-dinamicos e vitais que anima êste sistema, inclusive como o tempo conjuga suas bases sob o fluxo de um ciclo vital. Decifre-se o significado dêste sistema como minha tentativa amadora e leiga obteve um resultado excepcionalmente lógico e racional, e a decifração de como as propriedades do sistema descem sôbre cada peça constituida de diferentes grupos genéticos determinando suas funções e o sistema corpo humano estará totalmente sob nosso contrôle. É preciso entender de umas vez por todas que o DNA encerra um comando de instruções, então necessita-se identificar o instrutor. O DNA foi feito dentro e pelo sub-sistema planetário o qual pertence a um sistema astronômico. Assim como todo peixinho fornece forte indicações como deve ser o peixe que o produziu, a anatomia comparada entre o DNA com o sistema astronomico que o produziu a 3,5 bilhões de anos atrás tem que fornecer as pistas para se conhecer a realidade desse sistema astronomico. Mas aqui está a grande armadilha em que caíram os biólogos do Projeto Genoma: êles não conseguem entender o produto final porque nem sequer procuram suas causas primordiais devido a uma imagem equivocada do mundo que a Fisica e a Matemática lhes passaram, e essa imagem não tem a menor conexão com o produto final. Desta forma, a anatomia comparada pode consertar o êrro e fornecer a imagem do mundo fisico real reformulando a atual Teoria Nebular Astronomica, para então percebe-la como causa inteligivel deste grande produto final que é o sistema genético. Conhecendo-se o artista e suas intencões pode-se decifrar o significado de suas obras. Veja a anatomia e função do sistema astronomico que obtive aplicando este método de forma tão precária. O custo social do trabalho desta equipe seria um nada em comparação com os custos sociais que pagamos por não realiza-lo. Ninguém sabe que doença pode atacar-nos amanhã ou aos nossos entes queridos. Há como evitá-lo fazendo o que tem de ser feito, mas “agora”.

    Veja artigo publicado hoje no Yahoo sob titulo:

    Genoma completa 10 anos sem grandes avanços e cientistas pedem paciência  no site: http://br.noticias.yahoo.com/s/afp/100401/saude/ci__ncia_sa__de_genoma

    Onde se lê trechos como estes:

     O Projeto Genoma não cumpriu ainda as promessas anunciadas de um século de ouro da medicina, mas a revolução ainda está no início e pode dar frutos, afirmam os especialistas, em um debate pelo aniversário iminente de 10 anos do primeiro rascunho do código genético humano.

    Mas a pergunta hoje em dia é: “por que demora tanto tempo para dar resultados?”. A razão é que uma coisa é ter uma mina de dados, e outra é compreender seu significado.E o significado acaba por ser muito mais complexo que o pensamento: o número de genes de um organismo não é automaticamente um sinal de sua complexidade, já que os genes e as proteínas que controlam podem desempenhar múltiplas funções.Atualmente, nesta inundação de informações, faltam meios para manipular os dados com coerência e desbravar seu conteúdo.“Agora que foi sequenciado quase todo o genoma humano, poucos compreendem como atuam realmente os genes”, disse Monika Gisler e membros do ETH Zúrich, uma pesquisadora suíça e a universidade tecnológica, no jornal Arxiv.org.“Sabe-se que levará décadas para explorar os frutos do HGP, através de um processo lento e árduo que aponta para desbravar a complexidade extraordinária do problema”, acrescenta.Uma aposta a longo prazo”.

                                                    xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

    Os modêlos da Matriz/DNA indicam que os genes produzem proteínas assim como os diretores de uma companhia emitem ordens para os chefes de seções desempenharem determinadas tarefas. Mas todos os diretores obedecem uma linha ideologica, politica, traçada pelo president e nenhuma tarefa pode escapar à determinação do esquema presidencial. Conhecer este esquema, estabelecido na forma de um diagrama de software, é saber de antemão o que cada grupo de empregados receberá como ordem de ação. Malfunções dos empregados devem-se à intromissão de elementos estranhos vindos de outras empresas que ambicionam obterem lucros ilicitos com suas atividades, alterando a normalidade do ambiente interno e externo, causando ruidos nas comunicações  internas da empresa, danificando algumas, anulando outras, mas tendo-se o mapa do circuito sistêmico desenhado pelo presidente pode-se detectar os pontos irregulares nos circuitos de cada sub-sistema do organismo. A obtenção deste mapa agora é mais um trabalho para filósofos treinados no raciocinio amplo e geral que abarca longos horizontes do tempo e espaço jogando com as peças sob as regras da evolução e conectando-as uma a uma até montar o quebra-cabeças final. Eu sózinho e na precariedade sem recursos técnicos no meio da selva obtive um mapa que até pode ser o mapa final, provando que é possivel fazê-lo e muito mais facil entre uma equipe onde cada passo ou detalhe físico, quimico, biomolecular, etc., tenha um especialista atento para fornecer informações e manter o método se desenvolvendo em sincronicidade com os processos naturais.

    Dez anos de trabalho, 3 bilhões de dólares nossos (dos contribuintes e investidores), e depois de 10 anos do projeto Genoma concluido, nenhum resultado significativo. Isto porque a teoria genética amplamente aceita pela comunidade cientifica estava errada. Por que a comunidade foi conduzida ao êrro? Devido a uma equivocada visão da Natureza promulgada pela Teoria Nebular Astronômica, a unica acreditada hoje. Erra-se no alicerce do edificio e nunca mais se acerta o resto.

    É esdruxulo que individuos fora da comunidade venha dar palpites querendo ensinar como fazer a coisa. Mas muitas vêzes na história da Ciência isto aconteceu e deu certo. Não tendo a mesma visão da comunidade mas se interessando pelo tema e experimentando outras abordagens tão diferentes que produzem antipatia na comunidade, algumas vezes foi de onde veio a solução e o mesmo pode acontecer com as atuais teorias. Doenças encabeçam o rol de inimigos da Humanidade e qualquer força aliada deve ser somada e não ignorada.

     Isolado e recém-saindo da selva não me é possível conhecer o atual estado da mídia para comunicar e discutir a fórmula da Matriz/DNA (mesmo minha tradução do português para outros idiomas não tem a qualidade necessária, precisamos de tradutores). Se você puder ajudar como, e urgente, ajude a ti mesmo, pois nunca se sabe se uma doença nos pega amanhã ou a algum dos nossos entes queridos e se não se tem a cura ainda, estamos ferrados. Estou sugerindo que esta fórmula pode antecipar a descoberta da cura de várias doenças, senão tôdas. Não adianta qualquer julgamento de valor – se existe ou não fórmula, se um leigo e na selva poderia descobrir a fórmula – nem é ocasião para tentar analizar o autor psicológicamente. O que se tem a fazer é munir-se de todos os fatos conhecidos e comprovados cientificamente, mais os mecanismos, processos e leis naturais comprovadas e vir para a mesa de debate enfrentando o autor, sua fórmula, e analizando o que ele está sugerindo seja feito.

    Para se ter idéia do que estamos tratando, pretendo nêste artigo que será sempre atualizado, incluir noticias cientificas e comenta-las à luz da fórmula. Por exemplo, o primeiro artigo é: 

    Published online 31 March 2010 | Nature 464, 664-667 (2010) | doi:10.1038/464664a

    News Feature

    Human genome at ten: Life is complicated

    The more biologists look, the more complexity there seems to be. Erika Check Hayden asks if there’s a way to make life simpler.

    Linguistica : Suas origens, segundo a Matriz

    quarta-feira, abril 7th, 2010

    As origens da Linguagem é um tema de controvérsia entre ateísmo e criacionismo, cada qual tendo uma versão diferente, enquanto os modêlos da Matriz sugerem uma terceira versão, a qual ainda não nos tomou o tempo necessario para elucida-la à luz dos estudos dos mapas mas que já temos um conceito geral formado. Não vejo muita utilidade agora nêste estudo sôbre origens da linguagem, porém, como os modelos da Matriz/DNA estão sugerindo que existe uma “linguagem do Universo”, que esta linguagem pode ser conhecida através do sistema de códigos no DNA, e como apoio a idéia de que a Humanidade deve fazer um esforço para elaborar uma linguagem nova e unica para tôda a Humanidade (como foi tentado com o esperanto), nada mais sensato que esta seja a linguagem do Universo.  

    Li em um livro de Teologia da História, mas que no momento não está em minhas mãos, uma versão religiosa. Então vou tentar expor de memória o raciocínio.
    “Os materialistas/evolucionistas negam que haja Deus, ou ao menos que Deus tenha se manifestado na História. Dizem também que o homem é o resultado de um processo evolutivo, pois veio de um símio qualquer, etc. Ora, o aparecimento da linguagem é um tremendo desmentido a essa tese. Porque o homem, privado da linguagem, senão é totalmente incapaz de pensar (e eu acho que é, pois pensamos com palavras), é incapaz de produzir qualquer obra abstrata. Ora, a linguagem é uma coisa 100% abstrata. Imagine quanto abstração, quanta sutileza, quanta criatividade e inteligência são necessárias para criar um substantivo e um adjetivo e depois uni-los com um verbo! Hoje tentamos estudar latim ou uma língua viva qualquer e percebemos o quanto é difícil (ao menos para mim, que ainda estou engatinhando no inglês). Quanta operação mental teve que fazer aquele antigo troglodita para criar o mais básico de todos os verbos, isto é, o verbo ser! Portanto, homem nenhum, por si só, seria capaz de inventar uma linguagem, se não partisse de uma linguagem já existente. Logo, o homem não inventou a primeira linguagem. Esta só pode ter sido dada ao homem por um elemento extra-histórico (Deus). Assim, Deus, pelo seu Verbo (Palavra), criou o homem e já lhe incutiu a linguagem. Do contrário os evolucionistas teriam que admitir que esse troglodita das cavernas era muito mais evoluído do que qualquer um de nós. Mas admitir isso é inverter a própria teoria da evolução.
    Sei que esse argumento não prova que o episódio da torre de babel aconteceu mesmo. Mas creio que ele prova que no princípio só havia um idioma, que era falado por Adão e Eva e por seus descendentes. E assim faz sentido que num determinado momento, por castigo, Deus tenha confundido os homens com outros idiomas, pois que eles também não seriam capazes de inventar do nada esses novos idiomas.”

    Comentário baseado numa precipitada consulta aos modêlos da Matriz/DNA:

    Penso que o autor chegou no velho problema: o que apareceu primeiro, o ovo ou a galinha? A abstração necessária para produzir a linguagem ou a linguagem necessária para suportar um processo de abstração?

    A sugestão da Matriz/DNA é: a linguagem humana é produto da evolução da linguagem genética. A genética é uma produção ex-machine, dentro da idéia de que este Universo é uma produção genética. Portanto, se a origem da linguagem retorna no tempo ultrapassando o tempo deste Universo, nós não podemos saber sua fonte.

    Nosso código genético é montado em cima de cinco variaveis (as bases nitrogenadas do genótipo) mais as duas cumulativas ( os dois acucares de um base-par de nucleotideos – fenótipo), as quais compõem algo que pode ser comparado a letras (genes), estas letras se combinam formando frases ( grupos de genes para uma proteína específica) e no total surge um texto (o genoma). Isto para mim é uma linguagem encriptada no DNA, o qual está no nucleo dos neuronios, o qual produzem os pensamentos abstratos. Se essa linguagem passou pelos animais anteriores sem ser expressada, ou se expressou em alguns casos, não importa. O fato é que no cérebro humano ela se expressou e foi imitada pelo homem na forma simbólica das letras. Portanto, a linguagem vem antes da abstração.

    Astronomia: Foto de Cadaver Estelar na Função 7?

    terça-feira, abril 6th, 2010

    Ver noticia e foto em:

    http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1561436-5603,00-IMAGEM+INEDITA+DESVENDA+MISTERIO+DE+ECLIPSE+ESTELAR.html

     A nova foto parece-me, nesta rápida olhada, uma afirmação do modêlo astronomico teórico da Teoria da Matriz/DNA, justo do trecho entre F7 e F1. A dita “estrela menor acompanhante” parece ser um pulsar, a poeira seria resultante da degradação da estrela gigante, e os meus modelos sugerem que na ponta do lado esquerdo co canal de poeira, que não aparece na foto, deve estar se formando, ou já está formado, um buraco negro.

    Texto inicial:

    08/04/10 – 07h16 – Atualizado em 08/04/10 – 08h31

      Imagem inédita desvenda mistério de eclipse estelar

      Através de telescópios, cientistas descobrem que estrela supergigante Epsilon Aurigae é coberta a cada 27 anos por disco de poeira.

      Da BBC

      Pela primeira vez, uma equipe de astrônomos conseguiu imagens em alta resolução do eclipse da estrela Epsilon Aurigae, um fenômeno que acontece a cada 27 anos e era até agora considerado um mistério pelos especialistas.

      As imagens, publicadas no site da revista científica “Nature”, mostram que o eclipse é provocado por um disco de um material semelhante ao encontrado quando a Terra e os outros…

      Religiões: Suas Origens, segundo a Matriz/DNA

      sexta-feira, abril 2nd, 2010

      Leio este texto de autor desconhecido: 

      “Os livros que estão na Bíblia foram inspirados pelo Espírito Santo, mas isso não quer dizer que foi o Paráclito que ditou palavra por palavra. Se, quando redigia suas epístolas, tivesse aparecido uma pomba cochichando no ouvido de São Paulo seus companheiros cristãos certamente teriam registrado esse fato raro. O vocabulário e o estilo de cada texto bíblico revelam claramente seus diferentes autores humanos, ainda que todos tenham estado sob inspiração divina. A Bíblia é considerada dogmaticamente como de inspiração divina, mas isso não significa que ela seja a única obra humana de inspiração divina. Todos os Papas também são permanentementes assistidos pelo Espírito Santo, mas isso não significa que os papas sejam robozinhos Pneumáticos. Há sempre espaço para o livre-arbítrio. Algo análogo acontece com os documentos pontifícios. Eles todos são inspirados pelo Espírito Santo, o que não significa que as palavras em que eles são expressos sejam ditadas por uma pombinha pousada no ombro do Papa”.

      Comentário da Matriz/DNA:

      Certo, os textos de tôdas as escrituras sagradas de tôdas as religiões foram produzidos sob inspiração que não advem da experência de vida empírica dos seus autores. Eu suponho fortemente esta tese por experiência pessoal, sentado ao lado de curandeiros e xamãs da selva, individuos analfabetos que em estado alterado da mente por outros motivos que os dos autores biblicos, pela ingestão de beberagens que penso ser o Santo Daime ou seja lá o que for, divagavam descrevendo cenas jamais vistas, mas que inclusive depois encontrei correspondencia nos modernos diagramas da Fisica das particulas e no DNA. Minha explicação? Simples expressão de memória recalcada, possivelmente registradas nos trechos do junk DNA. Não ví nada de paranormal assistindo um individuo cujas “revelações” são muito parecidas com as cenas descritas a 3 ou 5 mil anos atras, por fundadores de tôdas as religiões, cenas de paraiso, de chakras, às cenas de dragões emergindo das águas do I Ching, como supernovas emergindo num oceano de dark matter. Em suas mentes recebiam flashes de imagens e eventos ocorridos em outros lugares que não a superficie da Terra. Porem estes flashes eram produzidos – suponho eu – por subitas expressões de genes constituintes do DNA no nucleo dos neuronios, expressões relativas a existências anteriores dos ancestrais que carregavam esta carga genética, sejam eles atomos ou building blocks de sistemas astronomicos. Por desconherem esse passado, e pelo fantastico das imagens, os homens os interpretam como vindo do sobrenatural. Mas realmente, se minha redução do fantástico ao meramente material, poderia ser decepcionante para os misticos, não deveria sê-lo, pois quando se monta o quebra-cabeças do mundo com esta nova visão, são arremessados às fronteiras do Universo e para antes do Big Bang, e este mundo aponta para um ponto onde está fortemente sugerido a existência de uma fonte criadora e munida de inteligência, apesar de, ao invés de ser uma inteligência mágica, onipotente e onipresente, é uma inteligência superior porem natural. ( Em outro texto explico a simbologia de cada religião tendo como base o software matricial) 

      Porque a Matriz/DNA sugere apoiar o ateísmo

      sexta-feira, abril 2nd, 2010

      Veja-se na noticia de hoje abaixo os absurdos sanguinários a que podem levar as religões deístas, criacionistas. Um homem cuja mente foi dominada e dirigida pelos lideres de sua religião torna-se agente destes lideres e assassina a sangue frio um médico que fazia abortos num país onde o aborto é aprovado constitucionalmente. Quer dizer, este grupo religioso se considera acima das leis ditadas pelos humanos de sua sociedade e emprega atos criminosos. Não se pode permitir que tal mentalidade tenha poder sôbre pessoas que não queiram fazer parte do grupo e todo mundo tem o direito de escolher se quer participar de grupos e qual sua opção. A meu ver os lideres dessa seita devia serem arrolados no julgamento, eles são igualmente culpados. Ou não o é o contratante de pistoleiros na execução de um crime?

      Uma das maneiras de combater o crescimento do poder de grupos iguais a estes é apoiar grupos adversarios que combatem-no. É jogar cobra contra cobra, que se engulam mutuamente, fazer o que?

      Qual a nossa posição sôbre o abôrto? Nada sabemos sôbre quando começa a vida, se existe ou não encarnação anímica, e quando se isto acontece, portanto não podemos tomar posição nenhuma, a não ser defender o direito dos pais ou apenas da mãe na ausência do pai, de decidir. Que seja executado a vontade dos pais, com privilégio fundamental da grávida.

      Nós não somos ateus porque êles possuem uma posição firme fundamentada em crenças de existência de possíveis fatos que nós não conhecemos, nunca vimos. Mas o direito a ter opiniões e expressar publicamente estas opiniões não lhes negamos, desde que não estejam praticando atos agressivos contra a Humanidade. E como dentro das religiões eles são a minoria – o que pode torna-los vitimas de religiões que constituem a maioria – temos que expressar nossa sustentação de sua existência, para os grupos com tendência criminosa fique ciente que a sociedade não permitirá qualquer tipo de agressão. O argumento de que o ateísmo poderia produzir crimes contra a humanidade como expressa o livro “From Darwin to Hitler” é anulado pelo conhecimento de que religiões produziram a Inquisição e o crime de Setembro/11.  

      Veja a noticia abaixo:  

      Americano pega perpétua por matar médico que praticava abortos

      Today, April 01, 2010, 1 hour agoGo to full article

      Washington, 1 abr (EFE).- Um juiz do estado do Kansas condenou hoje à prisão perpétua o americano Scott Roeder, que há quase um ano matou um médico que praticava abortos, informaram fontes judiciais.Roeder só poderá sair em liberdade condicional quando tiver cumprido 50 anos de sua condenação, acrescentaram.

      Segundo o juiz Warren Wilbert, a pena foi mais dura porque, durante o julgamento, os promotores demonstraram que antes do assassinato Roeder tinha espionado por algum tempo sua vítima, o médico George Willer.

      Wilbert também rejeitou a possibilidade de que Roeder recuperasse sua liberdade pagando uma fiança após 25 anos de encarceramento.

      Roeder matou a tiros o médico quando distribuía programas de uma igreja em maio do ano passado.

      Durante a audiência em que a sentença foi anunciada, Roder, de 52 anos, admitiu ser culpado do homicídio e comparou os abortos com um assassinato premeditado.

      Além disso, criticou a corte por permitir que a promotoria mostrasse fotografias do corpo de Tiller e proibiu que seus advogados de defesa exibissem imagens dos abortos.

      Durante o julgamento, Roeder assinalou que não se arrependia de ter matado o médico, e argumentou que fez isso para “salvar outras vidas”.

      O aborto foi legalizado em 1973 nos Estados Unidos, mas o tema é um permanente fator de divisão entre os setores liberais e conservadores do país. EFE ojl/mh