Archive for novembro, 2011

O Clarão no Céu Visto no Natal, 2010: Evidência para a Teoria Acadêmica ou para a Teoria da Matrix/DNA?

quarta-feira, novembro 30th, 2011

xxxx

Raios Gama no Natal de 2010

Artigo publicado sob título…

Two theories offered in Christmas burst

Duas Teorias Sugeridas para “a Explosão do Natal”

no website: UPI.COM

http://www.upi.com/Science_News/2011/11/30/Two-theories-offered-in-Christmas-burst/UPI-51611322701845/

Published: Nov. 30, 2011 at 8:10 PM

… é uma boa aportunidade para nós comparar-mos duas conflitantes modernas cosmovisões. De onde veio, qual foi a causa ou fonte do maior jato de luminosidade visto nos céus até hoje?! Seriam os deuses comemorando o nascimento de Cristo, como imaginaram alguns cristãos com um sorriso matreiro nos lábios? Vamos registrar aqui êste artigo e mais o artigo original no dia da ocorrência para analizar tudo detalhadamente:

The mystery of the humongous Christmas space explosion

O Mistério da Monstruosa Cósmica Explosão do Natal

The Christian Science Monitor

http://www.csmonitor.com/Science/2011/1130/The-mystery-of-the-humongous-Christmas-space-explosion

By Charles Q. Choi, SPACE.com / November 30, 2011

On Christmas Day 2010, NASA’s Swift satellite detected a massive, sustained gamma-ray burst that lasted at least half an hour, whose cause still leaves astronomers baffled. ( No dia do natal de 2010, o satélite Swift, da NASA, detectou uma massiva emissão de raios gama, por meia hora, cuja causa ainda deixam perplexos os astronomos.)

A primeira coisa que quero chamar a atenção é sôbre estas duas frases no artigo:

“It is important to understand gamma-ray bursts to get some global picture of the life and death of massive stars,” said astronomer Christina Thöne of the Institute of Astrophysics in Andalusia, Spain.

Traduzindo: “É importante entender emissões de raios gama para se conseguir alguma global visão da vida e morte de estrêlas massivas”.

“Now scientists have two competing explanations for the Christmas burst: a cosmic impact on a dead star in our galaxy, or a peculiar supernova in a distant galaxy.”

Traduzindo: Agora os cientistas tem duas competitivas explicações para a explosão do Natal: um impacto cósmico sôbre uma estrêla morta em nossa galaxia, ou a explosão de uma peculiar supernova em nossa galaxia.”

A hipótese do impacto é baseada no comprimento e luminosidade da emissão, explica o astrofísico Sérgio Campana do Astronomical Observatory of Brera, na Italia. Observando êstes dados, a comunidade astronomica deduziu que um corpo menor, tal como um cometa ou um asteróide se chocou com uma estrêla de neutrons.

Dadas as duas afirmações acima eu pergunto: Quando e onde foi realmente observado um corpo astronomico se chocando com outro e emitindo raios gama? Qual o fato real que comprova a teoria acadêmica sôbre o processo da formação e existência de estrêlas de neutrons? Se estes eventos ocorriam no espaço sideral antes das origens da Vida, como êles foram transferidos enquanto processos naturais, para os sistemas vivos?

Ou não foram os elementos e as fôrças, processos naturais, do espaço sideral que “criaram” a Vida?

Mas onde estão no fenômeno geral da Vida, os eventos explosivos? Seja nos niveis quimicos e biológicos, como mecanismos ou processos mais complexos que os astronomicos, devido o aumento da complexidade pelo processo evolucionário?

É possível que a nivel quimico e sob uma visão reduzida às grandezas de espaço e tempo dos elementos envolvidos nas reacões quimicas, elementos explodam, causados por choques, principalmente ao nível dos átomos. Eu não entendo quimica o suficiente para saber isto, mas agora vejo que terei de buscar informações nêsse particular tambem.

Mas a nível biológico? Ao nivel da organização dos corpos vivos como sistemas? Onde ocorrem? Talvez no aventado fenômeno da combustão espontanea de seres humanos? isto realmente ocorre? Outra matéria a ser pesquisada aqui.

Segundo a teoria da Matrix/DNA, emissão de raios gama ocorre sempre no nascimento de um novo material que irá possuir a propriedade de um ciclo vital, tal como sugere nossa figura abaixo (observe que os raios gama surgem no inicio direito da onda e está na mesma faixa de “gestação” e Função 1, a qual pode ser entendida se observares a fórmula/software da Matrix/DNA na Home dêste website):

xxxx

O principal foco do conflito entre a cosmovisão da comunidade astronomica e a cosmovisão da Matrix/DNA está no seguinte tópico:

A Matrix/DNA sugere que “estrêlas no céu são ancestrais de seres vivos na Terra. Ou melhor: são ancestrais da forma e função atual de partículas ou átomos que compõem os corpos vivos. As propriedades hoje verificadas nos corpos vivos de alguma maneira estavam existindo nas estrêlas ou no conjunto que elas formam como sistemas estelares, e estas propriedades podiam estar em estado de potencial latente ou já sendo expressadas. Fenômenos captados por instrumentos sensoriais eletro-mecânicos do longínquo espaço sideral, e enviados para computadores na Terra, como nêste caso, a emissão de um espectro de luz, com os detalhes sôbre comprimento e largura das vibrações no espectro, devem sim, serem investigados pois podem afetar nossa existência e podem ajudar a explicar as origens e significado da nossa existência. Hipótese e teorias devem ser elaboradas para sugerir novas modalidades de pesquisas e experiências cientificas, mas tomando-se o cuidado para que esta investigação e as teorias não sejam desviadas da realidade natural, o que acontece quando os humanos impregnam sua Razão com imaginações simbólicas da cultura milenar virtual. A Razão Humana diretora dos passos destas investigações tem que, sempre, nunca se esquecer, que as experiências reais da nossa existência tem apenas captado uma correnteza de causas e efeitos naturais onde nunca se detectou causas mortas e efeitos surgidos de outra maneira senão os produzidos por causas naturais. E êste fluxo natural de causação tem evidenciado que a História Natural tem se construído por um processo de evolução, no sentido de que o simples se torna mais complexo e a matéria composta de massa/energia tende a ser organizada em sistemas funcionais. Portanto, o resultado final aqui e agora dessa evolução universal são os sistemas biológicos, os quais são efeitos de uma linhagem evolucionaria que um dia têve como ápice evolucionario as estrêlas e/ou seus sistemas estelares. Isto lógica e racionalmente implica que os eventos que se observa em tais estrêlas são eventos de mecanismos e processos reduzidos de eventos gerados por mecanismos e processos nos corpos vivos. Qualquer hipótese ou teria elaborada sôbre êste evento em particular – a emissão incomum de um feixe de fortes e longos raios gama no dia do natal de 2010 – tem que procurar e considerar em seu escopo geral algum parametro eventual que ocorra de alguma maneira nos corpos vivos.”

Mas jamais a comunidade astronomica moderna se lembra de conectar os detalhes dos sistemas astronomicos aos detalhes dos sistemas biológicos. Para êles, os mecanismos da evolução biológica, que seriam apenas – para eles – a VSI: Variação, Seleção, Inheritance – foram criados ou inventados pela matéria da Terra, e a evolução que vinha antes transformando a matéria de sistemas atômicos a sistemas astronomicos nada teria a ahaver com a posterior evolução biológica.

Isto tem que estar errado, pelo mais simples raciocinio de uma Razão Pura!

( bem, o trabalho lá fora me chama, e tenho que interromper rapidamente isto aqui. Fica por enquanto publicado assim, esperando criticas e colaborações)

Centenas de Cientistas Assinam Contra a Teoria Evolucionária de Darwin: Discovery Institute and Intelligent Designer

quarta-feira, novembro 30th, 2011

xxxx

Evolução do Ser Vivo Começando Como um Macaco e Terminando Como um Computador

xxxx

Uma lista foi iniciada em 2001 pelo Discovery Institute convidando cientistas que não concordam em parte ou completamente com a Teoria da Evolução Darwinista. Segundo afirmação do Instituto no website “a lista está crescendo e inclue cientistas da US National Academy of Sciences, Russian, Hungarian e Czech National Academies, assim como tambem de universidades como Yale, Princeton, Stanford, MIT, UC Berkeley, UCLA, UNICAMP, USP, e outras.

A lista pode ser vista fazendo download, e consta, por exemplo, de nomes como:

D.R. Eiras-Stofella Director, Electron Microscopy Center (Ph.D. Molecular Biology) Parana Federal University (Brazil)

Aqui mencionamos alguns principais tópicos e argumentos levantados pelo Instituto e cientistas seguidos de comentários da Matrix/DNA Theory. Veja o artigo em:

DISCOVERY INSTITUTE

http://www.discovery.org/

The Center for Science and Culture

A Scientific Dissent From Darwinism.

http://www.dissentfromdarwin.org/about_prt.php

Uma Dissensão Científica do Darwinismo

“Nós somos céticos das afirmações da capacidade da mutação aleatória e da seleção natural explicarem a complexidade da vida. Um exame cuidadoso da evidência a favor da teoria darwinista deve ser encorajado.”

“Durante décadas recentes, novas evidências científicas de muitas disciplinas científicas como a cosmologia, física, biologia, da pesquisa de “inteligência artificial”, e de outras áreas fez com que os cientistas começassem a questionar o dogma central darwinista da seleção natural e a estudar com mais detalhes a evidência que a apóia.

Mesmo assim, os programas das TVs públicas, os documentos das políticas educacionais, e os livros-texto de ciência têm afirmado que a teoria da evolução de Darwin explica completamente a complexidade das coisas vivas. Ao público tem sido assegurado que toda a evidência conhecida apóia o darwinismo e que virtualmente todo cientista no mundo acredita que a teoria é verdadeira.

Os cientistas nesta lista contestam a primeira afirmação e se levantam como testemunho vivo contradizendo a segunda.

xxxx

Resposta da Matrix/DNA:

A Teoria Darwinista é incompleta mas a Evolução Natural – o corpo humano como resultado da evolução que passou por um ancestral comum a todos os seres vivos – é um fato – segundo nossa Teoria. Quanto às mutações aleatórias não seriam capazes por si só, mesmo com o processo da Seleção Natural, de produzir a evolução verificada. Na quase totalidade das ocorrencias acidentais aleatórias resultam degeneração e não melhoria de uma arquitetura natural qualquer. Porem, uma ocorrência acidental pode ser selecionada e incorporada ao processo evolutivo se for selecionada naturalmente pelo agente responsável pela seleção.

A seleção natural sôbre uma nova mutação é sempre realizada pelo ultimo estado evolutivo da matéria, a qual sempre se constitui num sistema natural maior e/ou mais complexo do que o sistema em que se constitue o mutante. Êste sistema ancestral mas hierarquicamente influente no sistema mutante modela o meio-ambiente que o envolve e se insere na sua carga de informações.

Ora, momentos antes da emergência da matéria orgânica e subsequente origens da Vida na Terra, apenas três tipos de sistemas naturais conhecidos existiam: sistemas atômicos, sistemas estelares e sistemas galácticos. Portanto a unica pergunta lógica e racional a ser feita aqui é:

Haveria algum outro sistema natural que ainda desconhecemos influindo nas fôrças e elementos naturais da superficie terrestre? Se sim, teria que ser extra-terrestre, dado o nível do conhecimento cientifico atual sôbre a matéria terrestre. Se não, o primeiro sistema biológico foi resultado da mutação/evolução de apenas um dos sistemas conhecidos ou de uma convergência ativa e sintetizante de dois ou mais dêstes sistemas?

Supor a existência de um invisivel e distante sistema extra-terrestre apenas se desloca para outro lugar a questão da origem do primeiro sistema biológico na Terra, mas não se pode deslocar a origem do primeiro sistema biológico da proveniência natural da mutação/evolução de um sistema natural existindo anteriormente. E o fato de não se detectar em nenhum momento e fato real qualquer influencia de fôrças desconhecidas que viriam de sistemas desconhecidos sôbre a superficie da Terra, torna essa suposição mais metafisica que cientifica.

O sistema natural conhecido mais evoluido que existia dentre os três sistemas existentes e conhecidos no Universo perceptivel a nós era o sistema galáctico, cuja complexidade já era composta por sete partes, ou sete “peças” diferenciadas entre si. Portanto tal sistema provavelmente foi o agente diretor da seleção natural e o agente causador das mutações que conduziram às mutações para melhor, ou maior complexidade.

Portanto, o próximo passo lógico e racional das Ciência Humanas, na busca de uma explicação para a emergência do primeiro sistema biológico, deve ser a busca nos três sistemas anteriores de propriedades similares às que emergiram com o primeiro sistema biológico. Temos um sólido conhecimento do Sistema Estelar principalmente sintetizado e comprovado na Teoria da Mecânica celeste de Isaac Newton. Tinhamos um aparente sólido conhecimento sos sistemas atômicos antes do advento da Teoria Quântica, portanto o mod6elo teórico do átomo continua a ser refeito à medida que mais se revelam as propriedades ao nível quantico. Estariam então no nível mais micro-cósmico dos sistemas atômicos as propriedades que emergiram ao nível dos sistemas biológicos? É possível, porem os fenômenos até agora observados n6esse nível quantico desaconselham tal hipótese devido seus processos serem evidentemente não organizados ao nivel biológico.

Resta então o sistema galáctico, do qual o sistema solar é um sub-sistema e o planeta Terra é como uma partícula. Mas apesar do avanço das observações astronomicas, da descoberta de sete tipos diferenciados de astros, ainda não se sabe como a galáxia configura-se como sistema natural, não se sabe como as partes se conectam e qual a identidade de sistema que emerge destas conexões.

Enquanto não tiver-mos pleno e final conhecimento dêstes sistemas, não pode haver certezas cientificas sôbre as origens da vida e das fôrças que promoveram a evolução biológica.

Por enquanto existem várias teorias racionais, como a própria teoria darwinista, a teoria do Inteligent Designer ( sendo possível que exista um sistema natural desconhecido e que êste seja inteligente), a Teoria da Matrix/DNA que sugere um mod6elo para os building blocks de galáxias como sistema natural com as propriedades verificadas nos primeiros sistemas biológicos. Porem são teorias, e se uma delas for incluida nos textos dos curriculuns escolares, tôdas as outras baseadas em processos naturais conhecidos “tem” que constar tambem dos textos. Porque o estado atual do conhecimento indica que os próximos passos nessa investigação, alem da continuada pesquisa dos três sistemas naturais mencionados, seja o levantamento de evidências favoraveis pelos estudantes adeptos de qualquer delas. Assim como a busca por fatos reais que elimine definitivamente uma das teorias atuais.

xxxx

Notícia do Dia: Previsões de Colapso Economico da China! Isto é muito sério?

terça-feira, novembro 29th, 2011

A China está fazendo e mais barato todo o trabalho no mundo e deixando os empregados do setor manufatureiro/industrial desempregados no resto do mundo. Ë possivel aquêle gigante ruir? E se ruir, poderoso militarmente como é, assumirá passivamente sua queda passando fome sózinha ou verá na guerra e conquista externa um ultimo lance de sobrevivencia?

Hein? Por isso esse artigo abaixo me chamou mais a atenção hoje:

Predictions of an economic collapse in China are in vogue

Los Angeles Times

http://www.latimes.com/business/la-fi-china-bears-20111128,0,7099607.story

By David Pierson, Los Angeles Times

November 28, 2011, 5:32 p.m.

Above, an electronic display of the Hang Seng China Enterprises Index in Hong Kong.

xxxx

Primeiros comentários da Matrix/DNA:

O “The Hang Seng China Enterprises Index”, o qual registra a performance no mercado de ações das maiores companhias estabelecidas na China, caiu 26% nêste ano. E os abutres capitalistas estão lá operando a todo vapor acelerando e esperando a queda final da vitima: a prática do “venda-curta” – apostando que uma ação vai cair de valor – tem se tornado tão perniciosa que analistas definiram a China como ” world’s most crowded short”.

“Há um crescente sentimento que a história da China não faz sentido” – dizem analistas.

E como poderia fazer sentido um sistema que imaginou ser possivel canalizar num curral bilhões de seres humanos para serem meras máquinas produtoras a custo reduzido? Nestas pessoas existem cérebros nos quais existe uma auto-consciência nascendo e forçando o rompimento de todas as barreiras em seu caminho, inclusive vontades de ditadores e capitalistas selvagens do Ocidente que transferiram suas fabricas para lá, para sugarem a energia de seres humanos. Contra a fôrça natural da Evolução o dinheiro e poderio militar nada pode.

xxxx Parei aqui xxxx falta ver os comentários no artigo xxxx

Bears like Chang see slowing GDP growth, rising public debt and stubbornly high inflation as evidence China’s problems are about to get bigger.

Skepticism runs especially deep when it comes to real estate, which represents about a fifth of China’s economic output, by some estimates. In a pattern eerily similar to the U.S. housing boom, easy financing in recent years unleashed a Chinese development frenzy that sent prices soaring. Eager home buyers camped out for the chance to buy into planned developments, sight unseen. The typical 1,000-square-foot apartment in Shanghai costs $335,000, about 45 times the average resident’s annual salary.

Now China’s housing bubble is deflating. Home prices reversed in October for the second consecutive month as cash-strapped developers became desperate to unload homes. An index of 35 major cities showed 29 had experienced a decline in sales from a year ago; sales plunged more than 50% in six of them, including Beijing.

The Chinese government says it’s all part of the plan. After loosening the credit spigot during the financial crisis to keep the economy humming, it’s now tightening lending and clamping down on speculators.

But critics said the damage has been done. Behind China’s gleaming new high-rises, freeways and bullet trains, the bears see ghost towns, empty roads and superfluous rail lines. Public debt has exploded, raising fears of an overload that could weigh on China’s economy.

“A lot of that growth was just state-led investment on a massive scale,” said Victor Shih, a political scientist at Northwestern University and expert on Chinese local government debt who is firmly in the bear camp. “China is a behemoth now. If it gets in trouble, everyone gets in trouble.”

Faced with a growing number of clients worried about China’s prospects, Tao Wang, a Hong Kong-based economist at financial services giant UBS, recently released a research note aimed at calming investors’ fears.

“We have had to refute different arguments about why China is about to collapse or implode every day,” she wrote.

But hardly anyone disputes that China’s current economic model is under pressure.

Its government-backed spending binge isn’t sustainable. And China is feeling the effects of a slowdown in Europe and the U.S., the two largest customers for its exports. Longer term, its days as the world’s low-cost factory floor are threatened by cheaper competitors and a shrinking labor force.

The global economy would benefit if China could rebalance its economy so that its 1.3 billion citizens started spending more. But they can’t because China has structured its economy to favor big businesses over consumers.

Beijing does this by keeping its currency, the yuan, artificially weak. That benefits exporters by making Chinese goods cheap. But a weak yuan fuels inflation at home and makes imported goods expensive. Authorities also keep interest rates low so that state-owned companies get cheap loans. But that means depositors earn puny returns.

It all adds up to less money in the pockets of consumers, said Peking University economist Michael Pettis.

“The repression of consumption is why I never bought the bulls’ story,” Pettis said. “China has to go through an important restructuring of sources of growth that will have very big implications.”

China’s breakneck pace of expansion will inevitably moderate. The question is whether that slowdown will be carefully engineered by China’s government — a scenario Roubini called “mission impossible” — or a harder, more painful landing.

Some say all the hand-wringing is overwrought and that China short-sellers such as Chanos, founder of the New York investment firm Kynikos Associates, have everything to gain by espousing gloom and doom.

“Chanos is a company analyst with no understanding of economics who treats China as if it were a company. It’s not; it’s a country,” said Arthur Kroeber, managing director of the Beijing-based research firm, GaveKal-Dragonomics, in an e-mailed response to questions.

Chanos did not respond to a request for an interview.

Bill Bishop, a closely followed independent tech analyst in Beijing, said that “the pendulum has swung too far” in favor of the bears.

“I think the fears are overblown. People in the U.S. are scared of China, and some people hope it drops,” said Bishop, co-founder of financial news service CBS Market Watch. He described himself as belonging to the “China-will-muddle-through camp.”

That faction says China’s leaders will do what it takes to avoid calamity. Others aren’t so sure.

“The reasonable bulls and bears among us agree on most of the facts,” Northwestern’s Shih said. “But at the end of the day, we disagree on the Chinese government’s ability to make tough changes.”

Novo Vídeo Viral: Polvo Caminhando na Terra!

quinta-feira, novembro 24th, 2011

xxxx

Polvo de Orion - Constelação de Nebula

xxxx

Assista o vídeo abaixo antes que êste polvo passeando na Terra aprende as “qualidades humanas” e resolva cobrar o ingresso para assistir o filme onde êle é o astro principal. Mas antes, umas palavrinhas para meditares no filme:

Como filósofo perguntador, me perguntei qual seria a melhor forma física para um ser vivo. Certamente não é a forma humana, pois tendo apenas duas mãos tenho deixado de ser eficiente em muitas ocasiões, e o meu patrão me chinga por ser deficiente perguntando porque não tenho quatro mãos, pois assim produziria por dois pelo mesmo salário…

Faltam-me mais olhos, na nuca quando durmo de barriga para baixo, na ponta do dedão do pé quando vou num baile cheio de mini-saias, no alto da cabeça, para vigiar o céu e poder abrir o guarda-chuva a tempo de salvar-me quando cai um cometa…, etc. Se a Vida em outros planetas conseguiu-se impor à fôrça geral da Evolução e modelar sua própria forma física, sem a inconveniente intromissão do trapalhão chamado Intelligent Designer, como serão êstes extra-terrestres?! Polvos! Se a fórmula da Matrix como sistema aberto conseguisse vencer aqui o dominio de sua contra-parte (o sistema fechado galáctico) os vivos pareceriam como ela, uma forma de polvo.

Polvos! Com seu mais bonito nome em inglês: octopus!

Polvo de Orion visitando Rio de Janeiro no Carnaval

xxxx

Sim, o polvo tem muitos tentáculos, quem o poderia vencer numa batalha? O polvo terrestre (gulp…, digo, terrestre aquático) é diferente do extra-terrestre porque o marciano desenvolveu pés em dois tentáculos, até usa sapatos. Portanto, se prepare! Está próximo o dia em que a Humanidade vai ver outras formas de Vida e espere preparado para sentar-se à mesa e tomar café conversando com um polvo.

Bolo de Aniversário Mandado pelo PO (L) VO de Orion.

xxxx

Para ajuda-lo nêsse treinamento psicológico para enfrentar os futuros eventos, eu trouxe para ti um vídeo, de um pequeno polvo subdesenvolvido terrestre aquático, que resolveu deixar seu habitat aquatico para um passeio no continente. Êsse polvo está pelado, acho que os extra-terrestres são muito maiores e mais ajeitados, inclusive usam roupas, com gravatinha borboleta e tudo o mais. Mas o nosso terrestre aqui tem feito fama na Internet, todo mundo quer vê-lo, então, vamos assistir o vídeo mais uma vez:

Glu…glu. Hoje, thanksgiving, matança da nossa raça de perus. Gluifff… estão comendo minha namorada…

quinta-feira, novembro 24th, 2011

xxxx

Glu… gluiffff…. Eu nada pude fazer para salva-la. Gluifff… estou com o coração despedaçado, esperando chegar minha vez. Na América é a tradição, dia da “ação de graças”, chacina de perus. Na próxima encadernação quero nascer um marciano verde e grandão, para vir com meu disco voador comer humanos…

Peru marciano comedor de humanos

Pensando bem… nós, humanos, somos cruéis com os mais fracos que nós. E muitos ainda oram a Deus antes de comer a vitima! Veja o alcance da nossa crueldade no artigo embaixo (infelizmente ainda em inglês): os grandes produtores de perus deformam fisicamente os perus machos de maneira que êles não podem ter cruzamento sexual, sendo que a procriação é feita com inseminação artiicial. Além de já nascer condenado a serem comidos, êstes perus nunca vão ter uma vida sexual!

Quando e porque um dos nossos ancestrais, que era mamifero, passou a ser carnívoro?! Não conheço outro mamifero que come carne. Felinos são mamiferos? Acho que isso indica que viemos de uma linhagem unica, por própria conta e risco, desde os répteis, diferente do reino mamifero. Somos felinos? What about nossos caninos?

É muito gostoso uma costeleta de porco assada. Não consigo me imaginar recusando-a e comendo só vegetais. Está em nossa Natureza. Para os animais-vlitimas somos bêstas-feras, como o tigre, o tubarão. Mas está errado. O homem – e a mulher, carnivora tambem – não devia ser carnivoro nem vegetariano e sim, frutifero.

Claro! O ápice da evolução do reino vegetal não é a árvore gigante e sim a fruta. A fruta é o produto mais complexo, o sumo do reino vegetal. Como o ápice da evolução dos astros são as estrelas penduradas nos braços das galaxias, a laranja amarela é a estrela terrestre pendurada nas pontas dos galhos da laranjeira ( segundo a fórmula da Matrix, árvores imitam a forma das galáxias porque galáxias são ancestrais da célula vegetal e ambas pertencem à mesma linhagem evolucionária). E o ápice da evolução do reino animal é o homem. Então… ao melhor de um, o melhor do outro. Ao ápice, o ápice. Ninguem sofreria com nossa alimentação frutifera, nem a árvore, pois ela descarta os frutos maduros.

xxxx

E o Homem diz que foi feito à imagem e semelhança de Deus

xxxx

Corre peru

xxxx

Frutifero! Nem folhas e capim. Se ainda não o somos, vamos ter que sê-lo, senão nào haverá transcendencia para uma forma mais evoluida. Na fruta se concentra a energia do Sol, a energia da futura forma. Glu… glu… não posso salva-lo, sei que nunca vai nos perdoar, mas se isto serve de algum consolo, saiba que hoje há humanos chorando contigo…

Mas para quem quer se informar melhor como funciona o negócio do peru no thanksgiving, leia êste artigo:

Os Segredos por trás da Produção em Massa de Peru

SLATE.COM

The Turkey-Industrial Complex

How do farmers produce so many birds for Thanksgiving?

By Nina Rastogi|Posted Monday, Nov. 24, 2008, at 6:04 PM ET

http://www.slate.com/articles/news_and_politics/explainer/2008/11/the_turkeyindustrial_complex.html

xxxx

O Intelligent Designer criou esta Arte para ser transformada em fezes

Desenho no Cérebro das “Àreas do Amor”

quarta-feira, novembro 23rd, 2011

Atração, engajamento e compromisso. Três fases do processo amoroso foram localizadas no cérebro, com suas tipicas atividades e hormonios, etc. Para quem não sabe, a fórmula da Matrix/DNA sugeriu uma surpreendente história das origens do sexo desde o Big Bang e seu desenvolvimento até chegar nêste aspecto psicológico do ser humano (não me lembro se baixei o artigo nêste website e agora não tenho tempo para procurar). Agora esta noticia se refere à contraparte fisiológica mental do amor/sexo no cérebro, muito importante para uma pesquisa á luz da fórmula matricial. Podes ver um interessante grafico no website abaixo. E importante é ler os comentários que se seguem, pois há muita informação util ali para nós, o que voltarei a fazer quando o tempo permitir.

This Is Your Brain On Love (INTERACTIVE GRAPHIC)

HUFFINGTONPOST

http://www.huffingtonpost.com/2011/11/23/this-is-your-brain-on-love_n_1109331.html?ncid=edlinkusaolp00000003

Posted: 11/23/11 08:32 AM ET

http://www.huffingtonpost.com/cara-santa-maria

Nos USA, a Prova de que o Deus dos Cristãos está Errado. Lição para Brasileiros

domingo, novembro 20th, 2011

Albergue ainda não falido para a classe média falida

– “Nós costumávamos doar alimentos para os pobres aqui, agora nós viemos busca-los de volta, e para comer! Nem nos meus mais absurdos sonhos eu poderia imaginar que chegaria um dia a essa situação” – diz a senhora idosa para o repórter, uma das 50 milhões de pessoas que agora empobreceram repentinamente na Améria.

Veja o artigo “America’s new poor”, da CBS News, em http://www.cbsnews.com/8301-3445_162-57328305/americas-new-poor/

Ela e o marido foi o exemplar casal que heróicamente trabalharam 30 anos, às vêzes até 14 horas ao dia quando nos esforços de guerra, atendiam religiosamente a igreja local e seguiam os conselhos e ensinamentos nos mestres que empunham a Biblia, que compraram uma bela casa com garagem para vários carros, que tinham renda média da Georgia (cêrca de U$ 88.000,00 anuais ou R$ 150.000,00 !)e se aposentaram depois dos 50 anos. Agora, depois de alguns ruinosos investimentos em ações, custosas despesas médicas, um neto jovem e desempregado em casa, a casa requerida pelos bancos… êles conseguiram se qualificar para receber comida no albergue…

O Brasil está animado no seu “boom” economico, pessoas estão gastando e comprando todos os supérfluos com que sonhavam, aos domiingos vão à igreja, ouvem o padre e deixam uma quantia maior para ajudar os pobres…e pensam que assim estão de bem com o mundo e seu Deus. Será mesmo? Não será que Deus e Sua Natureza estão se irando com o comportamento dos brasileiros e Sua cirurgia dolorosa corretora de valores humanos errados cairá como os sete anos de vacas magras sôbre nossos filhos e ainda talvez sôbre nós mesmos, como evidentemente está caindo sôbre os que um dia fizeram exatamente o que estamos fazendo?

Cada um é livre e deve ser livre para ver o mundo à sua maneira e portanto, todos discordarão de mim ao menos em algum detalhe. Mas eu fui torturado 50 anos por estas visões do mundo diferentes da minha, então tambem tenho o direito e o dever de questiona-las e lutar contra elas, contra o que até você mesmo acredita, tentando modificar estas visões com as influencias da minha visão, a qual, óbviamente como todo mundo, acredito que é a correta. E o que digo que estava errado no comportamento geral dêstes que foram considerados “casais exemplares”, ou cidadãos normais bem ajustados? Pois certamente algo estava errado: o resultado final, a realidade de hoje, está provada e não há contra-argumentos aqui. Estava tudo errado e eles se enganaram a si próprios, mão não enganaram a realidade do mundo. Os padres, os governos, as celebridades – a quem sempre desprezei como “moleques irresponsaveis e alienados por auto-conveniencia” – os enganaram porque a psique corrompida dêstes cidadãos precisava de argumentos para se justificarem com seu estilo de vida e fecharem os olhos para o fato de que esta sociedade é carregada sôbre os ombros de escravos, como eu fui.

Eu acho que deve ser muito triste para um meio-rico se ver repentinamente na miséria, principalmente se já estiver em idade avançada. É um castigo terrível, muitos não o suportam e se suicidam. Mas de quem é a culpa? Veja bem:

O artigo diz que a queda começou quando êstes novos pobres foram atacados por uma crise economica, perderam seus emprêgos e tiveram suas contas de investimentos arruinadas. Mas o dinheiro que tinham sobrando na poupança foi enxergado pelos vampiros sociais de gravata sentados no ar condicionado – que nunca produziram o que consumiram com o suor de seus rostos e mangas arregaçadas no verdadeiro trabalho – de agências bancárias de propriedade de parasitas sociais – todos cumprimentados com admiração quando passam na rua, menos por mim, que quanddo vejo uma gravata, ou uma executiva empetecada de cosméticos, viro a cara para o outro lad da rua.

A seguir, a egoísta ambição dos bançarios botou olho gordo nêsse dinheiro d6eles e os convidou para conversar. Um cafézinho, sob ar condicionado… “Olha, dinheiro não é para ficar parado na poupança, êste dinheiro não se multiplica! Mas existe o mercado de ações, vocês podem serem sócios-proprietários de emprêsas que estão dando muito lucro e botarem sua mãos numa parte dêstes lucros. Todo mundo na América está fazendo isso!”

Eu já interromperia o bancário. “Espera aí. Dinheiro é um papel e não faz milagres, não se multiplica. Se você diz que no mercado de ações o papel se multiplica, ou estás mentindo, ou alguma fôrça maligna está por tras disso multiplicando-o na calada da noite. Você está mentindo para mim?”

– “Claro que não!” os senhores não entendem, é o jogo do mercado…”
– “Ei, um momento! Estamos tratando de um papel que apenas foi feito porque é o simbolo corrente de um produto que custou o suor de uma pessoa e foi contabilizado no Produto Interno Bruto. Você está dizendo que o sacrificio de seres humanos está sendo destinado a um jogo de azar, uma espécie de cassino?! E você admite isso, você está participando, você está traindo o ser humano que nêste momento está lá sendo torturado numa fábrica, ou carregando pedras numa construção ou se arrastando esfregando o chão de madames ?!”

– “Hã? Eu nunca vi a coisa dessa maneira…”
– “Mas existe apenas uma maneira honesta, moral, real, de ver a realidade. Quando e porque sua mente se desviou tanto da Razão Natural para se tornar um inimigo, um vampiro, dentro da própria Humanidade? Ou te tornastes um adulto sem amadurecer o intelecto e continuas a praticar os jogos maliciosos dos tempos de moleque?”

– “Olha, vocês não tem jeito, já estão me ofendendo, só digo uma coisa: todo mundo está fazendo isso e quem não o faz é “trouxa”! Agora, se me dão licença preciso continuar meu “trabalho”…”

Mas não era eu o convidado no covil e sim o casal exemplar, Raymond and Alexa Price. E a reação dêles foi a costumeira considerada normal por uma sociedade anormal:

– “Oh sim?! Realy? O dinheiro se multiplica? Deus é grande! E o senhor muito bondoso por ter-nos convidado e aconselhado… God bless you!”
– “Raymond, vamos encomendar ao pastor no domingo fazer uma oração para este bom homem? O senhor não quer jantar em casa dia dêstes?”
– “Alexa,… não convide pessoas em casa enquanto não limparmos o lixo do basement, das garagens e carpinar o mato no quintal… vamos passar vergonha…”
– “Meu bem, amanhã é dia daquêle desajustado e desempregado, o Louis Morelli, vir bater à porta perguntando se temos trabalho a trôco de comida… aproveitemos a oportunidade!”

Bem… o banco entregou o dinheiro dos Price a outros engravatados sob ar condicionado denominados “bem-suscedidos empresários”. Êstes, no seu estilo, se informaram que na Asia e América Latina existem semi-humanos rejeitados como pagãos por Deus que apenas agora estão sendo catequisados para entrarem como recursos no jôgo do mercado, e que trabalham como escravos a um preço muito menor que os catequizados americanos. Claro, na sua astucia felina transferiram as fabricas para a China. Aí os filhos e netos dos Prices ficaram desempregados. Não pagaram prestações e nem as custosas taxas prediais e os bancos vieram tomar suas casas.

Cadê o padre, o pastor de sua igreja agora? Mas como Deus pôde fazer isso com êles? E o santo homem perfumado e super capacitado gerente da agência bancária? Porque todos sumiram e agora nem os olham quando se cruzam na rua?

A maioria dos cidadãos de bem são super-alienados da realidade do mundo, de como funciona na verdade a Natureza e suas leis, as quais, são as verdadeiras autoridades que determinam seus destinos na vida. Nem sabem de onde vem o dinheiro, porque existe, ou como um judeu inventou o primeiro banco particular no mundo, no que isso resultou para sua camarilha. Jamais se dão conta que existem vivendo em dois sistemas, um, o real natural, e o outro, virtual, fantasmagórico, criado e alimentado pela ainda selvagem mas astutamente felina auto-consciência criança que surgiu no mundo apenas ontem ainda. No sistema natural e no circuito de interações entre seus elementos de biosfera corre a energia que vem do Sol, e no virtual humano, esta energia é trocada por um simbolo de papel, o dinheiro. No mundo natural e na superficie da Terra onde surgiu esta biosfera que produziu a espécie humana, reina a face caótica da Natureza em contraposição pelo que vemos quando levantamos os olhos da Terra para observar o estado de eterno equilibrio e ordem do Cosmos. Durante tôda a História da biosfera caótica observamos o mundo dos vivos dividido entre predadores e presas selvagens. Está em nossa mente memorizada a imagem onde quatro ou cinco leões dormem espreguiçadamente no alto da colina observando e esperando engordarem as prêsas que lá embaixo no vale trabalham dia e noite para transformar ervas em carnes suculentas, para os leões. Agora no sistema virtual humano, a energia do Sol tornoue-se papel, as prêsas se tornaram o casal Price, os leões se tornaram os engravatados sob ar condicionado, e roteiro da espera dos leões se tornou a espera do aumento das poupanças individuais, e o repasto é o mesmo.

Mas a televisão, os magazines da moda, não tem as informações que exigem as mentes humanas que se despertaram para o fato que a sabedoria humana pode e deve superar o selvagem em si do passado caótico e erigir um sistema social que catapulte a espécie humana rumo à ordem do Cosmos. Estas informações estão em pesados volumes que exigem sacrificio, principalmente o esforço intelectual, a fôrça de vontade de tirar o popó do sofá e resistir ao nipnotismo emitido pelos predadores através da telinha. O problema é que na rara ocasião quando o humano normal se presta a êste sacrificio, êle ainda cai na armadilha dos predadores, que colocam em suas mãos um pesado volume por certo, mas justo um que narra uma história virtual, irreal… Certamente, se existe Deus, êste não é o Deus dos Price. Contra resultados finais não há argumentos. Por meu lado, conseguí furar a barreira do ciclo da miséria e me tornar trabalhador autônomo. Continuo comprando minha comida com o dinheiro que vem dos produtos que fazem os calos em minhas mãos e pés. A minha vida ainda é absurda, o que significa que, se existe Deus, o meu Deus tambem não é o verdadeiro. Significa que não sou o dono da verdade, portanto, desconfie da minha opinião acima. Digo isso por que, se lutei com unhas e dentes para me livrar da condição de prêsa, tambem me recuso até no inferno a ser predador, ou me aliar aos predadores. Eu não serei mais um brandindo um pesado volume nas mãos, nem mostrando o placar nas telas das bolsas dos valores virtuais, como um cego astutamente felino, guiando outros cegos para cairem todos no próximo abismo. Despertai, ó brasileiros, enquanto é tempo!

Luz: Vídeo do Condensado Bose-Einstein > quando um átomo se torna onda de luz!

domingo, novembro 20th, 2011

xxxx

Depois que a fórmula da Matrix/DNA sugeriu que esta fórmula criadora da Vida e de todos os sistemas naturais é, em essência, pura luz, e que os seus sete tipos de vibrações são o mesmo que nossas sete diferentes formas do corpo adquiridas num ciclo vital, tudo o que se refere à luz passou a ser nosso principal interêsse, será aqui registrado, como o interessante vídeo e o texto a seguir:

xxxx

xxxx

O condensado de Bose-Einstein é uma fase da matéria formada por bósons a uma temperatura muito próxima do zero absoluto.

Esse estado não é líquido, nem sólido, nem gasoso. E o que ele tem de diferente? Quando átomos são esfriados o suficiente, passam por uma transformação estranha. Eles começam a exibir propriedades de luz-onda, e essas ondas de átomos individuais se ligam formando uma única onda de matéria: é uma crise de identidade; os átomos não sabem mais quem é o que.

Não existe nada igual na física; não existe nada igual no mundo. Os átomos estão em todos os lugares, ao mesmo tempo, sendo uma coisa só.

No vídeo acima, o professor de física do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), Daniel Kleppner, exemplifica melhor esse estado estranho da matéria, conhecido por condensado de Bose-Einstein.

Ele foi previsto por Einstein em 1925, quando generalizou o trabalho de Satyendra N. Bose, mas o condensado só pode ser observado em 1995, em um laboratório com um sistema com a temperatura mais baixa do universo.

Naquele ano, Eric Cornell e Carl Wieman anunciaram a observação de um condensado de átomos de rubídio-87. O grupo de Wolfgang Ketterlee observou uns meses mais tarde um condensado com um número de átomos duas ordens de grandeza superior. O prêmio Nobel da Física foi atribuído a Cornell, Ketterle e Wieman em 2001.
xxxxx

Continuação da pesquisa:
– ver Wikipedia – condensado Bose-Einstein

Forte Magnetismo nas Rochas da Lua: Outra Previsão Acertada Pela Matrix/DNA?

quinta-feira, novembro 17th, 2011

xxxx

Rochas colhidas pelos astronautas da Apollo na LUA surpreenderam os cientistas: estiveram fortemente magnetizadas! Mas na teoria reinante não existe explicação como a Lua, a 4 bilhões de anos atrás, na sua formação, possuía um forte campo magnético, e muito menos explicação para o fato de que êle desapareceu. Porem, correndo a olhar o modêlo cosmológico da Matrix/DNA, sôbre a formação dos astros, para o caso dos tipos como as luas, êle sugere claramente que elas nascem fortemente magnetizadas e logo perdem o magnetismo. A tôda hora, a todo dia, estamos sendo bombardeados com evidências comprovando êste modêlo e estas mesmas descobertas obrigando a comunidade astronomica a refazerem o modêlo oficial. Até quando?!

A seguir, dados sôbre o artigo, um breve comentário explicativo da Matrix/DNA, e por fim, um comentário nosso enviado ao divulgador do artigo.

LUA

What Stirred Up the Moon’s Ancient Magnetic Field?

By: Jenny Marder

SCIENCE — November 15, 2011 at 12:10 PM EDT

http://www.pbs.org/newshour/rundown/2011/11/what-stirred-up-the-moons-ancient-magnetic-field.html

PBS NEWSHOUR

http://www.pbs.org/newshour/

XXXX

Explicação do Modêlo Cosmológico da Matrix/DNA

Todos os astros são concebidos e desenvolvidos até sua forma embrionária pelo e dentro do Vórtice que é formado pela rotação da poeira estelar de uma estrêla ou sistema estelar morto, desfeito. Visualize esta expliçação nas figuras abaixo: o Vórtice é a Função 1, a estrêla ou sistema morto é a Função 7, e a poeira estelar resulta da fragmentação de F7 e circunda F1.

O Vórtice é altamente magnetizado pois o que causa a rotação são as linhas de fôrça magnéticas da espiral galáxia, êsse magnetismo passa a matéria incandescente dos astros em formação. Ao serem ejetados do Vórtice, ou mesmo ao se verem livres no espaço porque o Vórtice se desfaz, estas esferas incandecentes se encontram em meio à poeira restante circundante, a qual os vai cobrir e formar as camadas de rochas geológicas. Entramos na Função 2. Mas em cada ninhada de astros, alguns abortam prematuramente, outros tardiamente, outros ainda defeituosos, como ocorre em qualquer ninhada de aves ou animais na Terra. Êstes restos, quando são poeiras e pequenos blocos de rochas, vão formar cinturões nas fronteiras do novo sistema, como é o Cinturão do Sistema Solar. Se são maiores, recebem as primeiras coberturas de poeira congeladas mas não possuem massa suficiente, ou por outro motivo qualquer, para orbitarem a estrêla e estacionam sendo capturados numa órbita de algum planeta. Formam o que denominamos de Luas. Se tivessem desenvolvido normalmente, como o planeta Terra, que rapidamente se alinhou em órbita ao redor da estrêla, a energia desta alcança seu nucleo, ativa suas reações nucleares, e o magnetismo nuclear é mantido influenciando mais as camadas próximas do nucleo. No caso das Luas, a falta do estimulo da energia estelar faz o nucleo tambem congelar ou se solifdificar e morrer, sendo que o seu magnetismo inicial praticamente se evapora, com uma parte dêle ficando incorporado nas rochas de superficiie, Foi isso que os astronautas da Apollo encontraram.

Como digo no comentário abaixo, enquanto os homens e mulheres que exercem autoridade acadêmica sôbre as Ciências Naturais Humanas desta época não entenderem que quem fêz a Vida aqui na Terra foi a própria Terra e sua estrêla e portanto só podem terem feito o primeiro sistema celular à imagem e semelhança do sistema que êstes astros pertencem, enquanto não descobrirem que pais de peixinho, peixes parecerão, … estaremos f…. com bilhões de crianças nos bancos escolares tendo suas indefesas e ingênuas mentes sendo desviadas da verdadeira natureza dêste mundo, até acabar-mos com o planeta porque não soubemos o que fazer com êle porque não o conhecíamos de fato! A não ser que você desperte e não me deixe nessa luta sózinho…

Raios! A Terra, o Sol e a Lua dêles jamais poderia ter gerado a Vida aqui. Tanto que êles se perdem totalmente quando inquiridos a explicar as origens da Vida. Enquanto isso, a minha Terra, o meu Sol e a minha Lua não podiam ter outro destino evolutivo senão o de gerar a Vida na Terra. Estão aí os calculos, os desenhos de suas anatomias, até o croquís da mente que mais tarde aqui criaram, as suas histórias, os seus ciclos vitais completos, desde seus nascimentos às mortes de seus ancestrais. Como qualquer um pode ver, a minha Galáxia é a cara e o fucinho do primeiro nucleotideo do primeiro RNA, e tem a mesma forma da sua neta, a célula vital. Até a face humana, com nariz, boca, dois olhos, orelhas em espiral, está claramente visivel na forma da minha galáxia. Inclusive o olho esquerdo da galaxia, um astro luminoso porem pequeno, recem-nascido, é tão míope como o da maioria dos humanos, porque seu olho direito, muito maior, luminoso e potente que é uma estrêla exuberante está projetado como o olho direito saudavel humano. o que precisa mais? O que querem mais ainda? Não sabem nem explicar como é e como funciona a galáxia dêles como sistema…

xxxx
Comentário Postado pela Matrix/DNA no artigo:

From: Louis Morelli

The process of origins of astronomic systems was ancestral to the process of origins of biological systems. Them, the process is the same, same laws, same mechanisms. The schollar scientific cosmological model must be wrong because there is no evolutionary link between the state of the astronomical world and the biological systems they produced. The Universal Matrix/DNA Theory about 30 years ago already calculated a cosmological model in this way and yes, the model did the prevision that moom must had a strong magnetic field. But, the causes are very surprising…

Matrix/DNA em Galaxias, Nucleotídeos e Células Vitais

xxxx

Planeta Gigante ejetado fora do Sistema Solar? Mais uma correta previsão da Matrix/DNA

quinta-feira, novembro 17th, 2011

xxxx

Planeta Ejetado fora do Sistema Solar desenho artístico

Planeta Ejetado fora do Sistema Solar - desenho artístico

Assunto baseado no seguinte artigo:

Giant Planet Ejected from Solar System

Source: Southwest Research Institute

Publicado em:
Astrobiology Magazine

http://www.astrobio.net/

Link direto ao artigo:

Giant Planet Ejected from Solar System

Cosmic Evolution
Posted: 11/12/11

Summary: New research indicates that a giant planet may have been ejected from the Solar System, sparing the Earth from disaster.

Comentário da Matrix/DNA:

No seu modêlo cosmológico, e para que o seu sistema astronômico funcione, a Matrix/DNA sugere que quando um planeta já velho e volumoso vai se transformando em pulsar, devido sua massa diminuir, começa a se distanciar da estrêla, sai fora do sistema estelar e cai no espaço interestelar onde se torna uma supernova estrêla. Isto em nada condiz com o modêlo cosmológico acadêmico, motivo pelo qual temos desistido de apresentar o nosso modêlo à essa comunidade. A nossa explicação do porque os poucos fatos reais comprovados da astronomia conduz a produzir um modêlo diferente do modêlo da Matrix/DNA é que êste se refere à formação da galáxia original, e não à formação das galaxias posteriores, nas quais se baseia o modêlo acadêmico. Como argumento lembramos que a formação da célula vital original foi diferente da formação das células posteriores. Alem disso comparar galaxias com sistemas estelares seria o mesmo que comparar células com os átomos que as constitue. Por via das duvidas, nós ainda não tivemos tempo para investigar como se deu essa evolução, mesmo porque cosmologia não é nosso interêsse agora. A produção de um modêlo cosmológico apenas aconteceu porque êle foi automaticamente apontado como resultante do nosso método de anatomia comparada entre sistemas animados e inanimados.

Para entender o que a fórmula da Matrix/DNA diz sôbre êste assunto, observe as duas figuras abaixo:
xxxx

Matrix/DNA as Universal Formula for Natural Closed Systems


xxxx

Matrix/DNA Organizing Matter into Galaxy, Nucleotide/DNA, and Cell Systems


xxxx

Esta figura refere-se à Matrix/DNA no seu estado de sistema fechado em si mesmo. O fenômeno de planetas gigantes ejectados será melhor observado na versão da fórmula como Sistema Aberto, cuja figura não tenho tempo agora para fazer, mas que é facilmente deduzida pelo leitor: um sistema aberto é quando qualquer uma das partes (funções) do sistema se conecta com algo do mundo exterior ou se move no mundo exterior, alem das fronteiras do circuito do sistema. Então observe na figura branca da fórmula a Função 4. No ciclo vital humano esta função corresponde á idade dos 16/18 anos quando o adolescente adquiriu funcionalidade sexual plena, ou seja, os ultimos genes retroativos cumpriram sua missão. É a entrada na vida adulta. No sistema celular esta função corresponde à mitocondria e no sistema nucleotideo ainda não localizamos qual a base nitrogenada correspondente. Mas no sistema astronomico e como “building block” das galáxias esta Função corresponde ao astro resultante da evolução/transformação dos planetas quando estão super-carregados com a energia recebida da estrêla que orbitam. Para onde está indo a energia que o planeta Terra vem recebendo continuamente do Sol a bilhões de anos? Nêste modêlo a energia do Sol exerce o mesmo mecanismo no planeta que exerce num grão de milho:a energia solar alcança o germe latente no grão que antes inchou devido ação da água, faz o germe despertar, iniciar a alimentar-se do material amarelo do grão que ali existe para servir de reserva alimentar, e o germe cresce, até desabrochar como uma flôr ou uma planta. No céu é a mesma coisa: por brechas no meio das fendas entre rochas tectônicas um material chamado lixivia desce desde a superficie de um planeta até alcançar seu nucleo, o qual é o germe de uma estrêla em estado dormente. quando a energia estelar alcança o nucleo, tem inicio reacções nucleares, nas quais vão sendo consumidas particulas de energia dos átomos que formam as camadas geológicas, de dentro para fora. É criada uma pressão interna de gazes e cinzas mais material incandescente que precisa ser expulsa para não explodir o planeta e assim surgem os gigantes vulcões. Quando as reações se aproximam da superficie do planeta a casca cada vez mais fina começa a irradiar luminosidade e o constante espocar de vulcões faz o planeta parecer um corpo pulsante. Por isso tomei o nome “Pulsar” emprestado do modêlo cosmológico oficial. O passo seguinte é essa casca fina desmoronar e o pulsar abrir-se, florescer, desabrochar como uma nova estrêla no céu, mais exatamente, uma supernova.

Para entender a diferença aqui entre a fórmula que vês como sistema fechado, e a fórmula que deves ver como sistema aberto, no especifico caso dêste assunto, imagine que a Função 4, no caso, o pulsar, esteja interagindo com um astro externo da Funcão 6, que é uma estrêla.

Mas em paralelo a estas ocorrências, não podemos nos esquecer da fôrça gravitacional, a qual decide a posição ou localização dos astros no espaço sideral. Enquanto o planeta está se consumindo a si próprio como o grão de milho se consome, sua massa pesada vai se tornando mais leve, transformando-se em gazes e poeira, cinzas, o que faz o planeta inchar, crescer, em volume, ou seja, vai se tornando um planeta gigante. Quanto mais leve se torna, menor sua fôrça magnética e mais dificil se torna à estrêla mantê-lo capturado próximo dela. O planeta gigante vai se afastando para a periferia do sistema, pode ultrapassar suas fronteiras e cair no espaço sideral, quando então desabrocha como nova estrêla.

Mas nem tudo está resolvido por mim nêste modêlo, e provavelmente nào terei tempo em vida para lidar com o aspecto cosmológico/astronomico da Matrix/DNA. Estou mais concentrado agora nos aspectos mais condizentes á nossa vida e à superficie da Terra, procurando o que a fórmula pode nos fornecer de pratico aqui e agora. Algo que não está resolvido é como foi a transformação histórica do evento da primeira organização da matéria na primeira galaxia original ( ou primeiras galaxias, se elas despontaram em vários lugares simultaneamente) para o evento da organização da matéria resultante de estrêlas/sistemas mortos nos novos sistemas estelares. Como disse, a Evolução tem que aplicar um processo para criar pela primeira vez um novo sistema – como foi a criação da primeira célula vital por simbiose entre microorganismos – mas depois dêste criado, ela aplica o simples processo de replicação. Então eu não esperava que o nosso sistema solar repetisse exatamente o mesmo processo original que aplicou o mecanismo do ciclo vital ao primeiro astro sideral, eu estava pensando no nosso sistema mais como uma esécie de átomo que forma uma célula do que sendo a própria célula em si. Na verdade eu não deveria ter esperado nada porque ainda não fiz os calculos dessa fase da história astronomica. Esta noticia agora da ejeção de um gigante planeta – apesar de ser teórica, mas de acordo com os modêlos da Matrix/DNA, a teoria dos astronomos é lógica – pode significar duas alternativas:
a) ou a galáxia Milk Way ( desculpe, Via Láctea) é uma galaxia original, que surgiu da nebulosa de átomos nas origens do Universo, e esta originalidade determina os processos que estão ocorrendo em seus building blocks como nosso sistema solar; ou

b) no Cosmos o processo original de organização dos sistemas astronomicos continua sendo o original, não tendo ocorrido a evolução para o processo da replicação biológica.

É preciso considerar ainda um importante tema sôbre o qual tambem não tenho tido tempo de estudar. Antes da matéria se organizar em sistemas astronomicos, quando ainda o Universo era povoado apenas por nebulosas de átomos, o sistema natural mais evoluido era, óbviamente o atômico. Existiam apenas os átomos leves, com poucas partículas. Mas foram estes átomos leves que construíram o primeiro astro sideral. Êste astro recebeu de herança do átomo o mecanismo do ciclo vital, que era executado eletromagnéticamente pelos eletrons saltando camadas eletronicas. Sob o mecanismo do ciclo vital o astro mudou de formas várias vêzes,… enfim, não vou repetir aqui o processo pelo qual se formaram as galaxias, que está descrito em outra parte dêste website. Mas o ponto a que quero chamar a atençào é que os sistemas astronomicos foram crias dos sistemas atômicos leves, portanto as caracteristicas “genéticas” dos
sistemas átomicos devem terem sido transmitidas para os sistemas astronomicos. E nos átomos observamos o fenômeno de sua conexões executadas pelo estado se ua ultima camada superficial, troca ou partilhamento de elétrons. Isto significa sistema aberto. Numa conexão entre átomos devemos ver que a cedência de um eletron para outro átomo pode ser o mecanismo atomico que foi transferido para o sistema astronomico na forma da ejeção dos planetas gigantes. Como a fórmula mutou quando chegou ao sistema astronomico, tornando-se fechada, ao invés de termos sistemas estelares conectados como átomos temos esta configuração que vemos hoje, o elemento ejetado vagueia por algum tempo como planeta gigante e depois estrêla solitária, até capturar planetas em sua órbita e formar seu próprio sistema.

Não se deve considerar os modêlos desta teoria como teoria cientifica, e sim, uma teoria da Filosofia Naturalista. Mas a cada dia estão chegando novidades do espaço sideral que, em sua maioria, e conforme confissão dos próprios autores das descobertas, obrigam-os a refazer o modêlo cosmológico acadêmico, enquanto nós nos quedamos surpresos a cada uma destas novas informações ao ver que elas foram previstas pelo modêlo cosmológico da Matrix/DNA feito a cêrca de 30 anos atrás . O modêlo cosmológico acadêmico não se dedicou tempo suficiente para pensar na história da evolução cosmológica, por isso, quando falo por exemplo, que para entender um sistema astronomico é preciso trazer um átomo leve na mesa e calcular o que ele tinha para deduzir como ele, reunido numa nebulosa cósmica, construiu astros e galaxias, tal como eu fiz para elaborar 6este modêlo cosmológico, me olham como se eu fôsse um coitado “far away off the beam”. Culpa minha ter invadido uma área para a qual não tive sua formação acadêmica. Mas não foi minha intenção, o meodêlo despontou por acaso quando eu fazia meu trabalho de filósofo naturalista que é coletar os dados fornecidos pelo método cientifico e/ou empirico comprovados, investigar como estes dados estão conectados entre si, e tentar montar os quebra-cabeças em novos modêlos teóricos que podem servir de guia para novas experimentações cientificas.

Uma destas descobertas recentes foi a dos planetas solitários, isolados no espaço interestelar, que era totalmente impensável pelo modêlo cosmológico acadêmico, mas como descrevemos acima, o nosso modêlo aponta que planetas gigantes em transição para pulsares e supernovas devem cair no espaço interestelar.

Agora, como vemos no artigo da Astrobiology Magazine, novos calculos da evolução do sistema solar sugerem que existe a possibilidade de planetas gigantes serem ejetados para fora do sistema. Claro, se antes não tivessem descobertos os planetas solitários, agora essa hipótese não teria sido sequer pensada. Continuo a repetir que para a Humanidade seria muito menos prejudicial ter que refazer tôda uma área das Ciências do que simplesmente por no lixo o trabalho e independente de apenas um homem. Eu torço para que a vitória vá para o adversário. Mas, infelizmente, parece que a Natureza não quer que seja assim.

xxxx

Comentários da Matrix/DNA postados na mídia:

EarthSky

http://earthsky.org/space/was-a-fifth-gas-giant-ejected-from-our-solar-system/comment-page-1#comment-611968

Louis Morelli says:

November 18, 2011 at 3:55 pm

Giants planets being ejected by stellar systems were predicted by a cosmological model registered 30 years ago. Since then, every day, the news published about astronomy are debunking the official academic cosmological model and confirming the models at “The Universal Matrix/DNA of Natural Systems and Life’s Cycles”.

Ok, I recognize that the Matrix/DNA models are merely a philosophic theory, the method was not scientific: comparative anatomy between inanimate and animated natural systems. But, the origins and development of any stellar system takes millions or billions years, then, nobody ever watched it, so, there are no scientific confirmations for any model.

Theory by theory earns who predicts the facts and not the preferences of temporary mindsets. I suggest that you give a brief look to the models under the name above (Google it) only for the sake of curiosity, and maybe the models are right, for to put you in the right track. . See the explanations about why giants planets are commonly ejected in the article ” Planeta Gigante ejetado fora do Sistema Solar? Mais uma correta previsão da Matrix/DNA” (Portuguese, translate with google)

xxxx