Archive for dezembro, 2011

Black Holes: Capturado o Menor de Todos ou um Buraco na Teoria Oficial?

domingo, dezembro 18th, 2011

Artigo sendo editado:

xxxx

Buraco Negro Anão?

NASA Satellite May Have Found The Smallest Known Black Hole
Alex Knapp – Dec. 17 2011 — 3:38 am

FORBES Magazine

http://www.forbes.com/sites/alexknapp/2011/12/17/nasa-satellite-may-have-found-the-smallest-known-black-hole/

Pesquisadores usando o satelite da NASA, Rossi X-ray Timing Explorer, talvez tenham encontrado a pulsação do menor conhecido buraco negro.

xxxx

Satellite The Rossi Xray Timing Explorer of NASA

xxxx

Justo na seman passada, astronomos descobriram o que é acreditado serem os maiores buracos negros conhecidos do Universo. Agora é possível que tenham encontrado o menor. Êste satelite detecta Raios-X vindos de fontes cósmicas e foi identificado um padrão de Raios-X (em inglês “heartbeat”, batidas do coração), os quais – segundo a Teoria Oficial – indicam que um buraco negro está presente e formando um sistema binário com sua estrêla. A Teoria sugere que o padrão é causado pelos ciclos regulares de matéria acumulada no buraco negro e emitida pela estrêla vizinha. Enquanto a matéria estelar ( maioria gás) circula o evento de horizonte do buraco negro, ela é aquecida a temperaturas de milhões de graus,, um processo o qual causa raios-X que são emitidos. A esplosão de raios-X por sua vez empurra o gás para longe do buraco negro, e isto tudo é a causa do tipo de pulsação cíclica.

Diz o artigo ainda que o buraco negro está localizado entre 16.000 a 56.000 anos-luz da Terra e tem uma massa apenas um terço da massa do Sol, ( tem gente que escreve esta palavra com letra minuscula! Pô, respeitem quem nos deu a Vida e nos mantem vivos!) o que significa que sua esxtrêla é apenas grande o suficiente para ter massa para formar um buraco negro. O nosso Sol, porem, não tem massa suficiente para formar buracos negros, portanto podes ir dormir tranquilo que esta noite não virá um dêstes monstros bcanibais do espaço para nos comer com planeta e tudo ( o coitado teria uma grande indigestão, por exemplo, comendo enguias elétricas e muçulmanos).

Ok, já sabem que existe uma briga entre os modêlos teóricos sôbre buracos negros entre a Teoria Acadêmica Oficial e os modêlos teóricos da Teoria da Matrix/DNA. Tambem sabem que êste autor nada entende de Astronomia acadêmica e se caiu no céu para calcular como funciona sua população de astros foi puro acidente quando na selva amazônica estudava a biosfera e seus sistemas naturais.

Para nós, a emissão de raios-X não vem de um buraco negro que estaria em sistema binário com uma estrêla. Se está havendo emissão de raios-X muito próximo de uma estrêla, dentro do sistema estelar de uma estrêla, deve ser emitido por um pulsar. Para nós, pulsares em tais distancias tambem não são visiveis, pois são quase tão opacos quanto planetas. Desde que os astronomos não vêm o objeto que emite os raios-X, as duas teorias permanecem valendo.

Para nós, não existem os buracos negros tal como sugerido pela Teoria Oficial. Nesta, matéria no espaço se condensaria pela força gravitacional

Tenha Uma Clara Visão De Como a “Partícula de Deus” que está no Ar ao nosso redor vale muito Dinheiro que Lhe Pertence

sexta-feira, dezembro 16th, 2011

xxxx

O Povo e Bosom de Higgs: “Eu só me interesso em saber da Ciência o que é esta matéria escura (dark matter) que encontro no meu umbigo a cada manhã?”

xxxx

Veja abaixo transcrito um interessante “chat” com dois dos Físicos que estão envolvidos na alarmante e amplamente divulgada noticia sôbre a “Particula de Deus”, ou Bosom de Higgs. Mas antes se prepare com êste meu texto:

Há 50 anos atrás quem poderia imaginar que o espaço de ar que nos rodeia vale tanto dinheiro que fêz os muito bilionários de hoje?! Por isso o povo desprezou um presente valioso de Deus e deu-o de graça para alguns espertos, como o homem mais rico de hoje, o mexicano Carlos Slim, dono das telecomunicações. Isto porque nêste ar – quem poderia imaginar?! – existem e estão passando milhões de ondas invisiveis que inclusive atravessam nossos corpos, levando vozes de pessoas, imagens, etc.

Mas se nossa inteligência ou nossa mente não captou antes estas ondas, os nossos cérebros sempre captaram muitas delas. Acontece que apenas 16% das informações e sinais do mundo captados pelo cérebro chegam às nossas mentes ( Estou lendo isso no livro “The User Illusion, do neurologista… esquecí o nome agora, mas, por exemplo: o seu cérebro pode estar captando nêste momento sinais enviados por uma célula no dedão do pé, sôbre temperatura, ou bactérias que estão entrando, etc., mas o cérebro não está passando estas informações para sua mente”). Nossa “auto-consciência” ainda é um bebê recem-nascido que nem ainda abriu seus olhos próprios e não aprendeu a usar seus sentidos próprios para ver as coisas do mundo nas dimensões de seu corpo mental, sua substância, e assim como um bebê capta quase nada das informações do mundo que seus pais captam, e quase nada entende das poucas informações que capta em seu berço, assim está nossa mente dentro dête berço tipo cabeça humana em relação a êsse mundo invisivel feito de ondas e partículas.

Mas o povo perdeu e se deixou enganar por causa de sua preguiça intelectual. A mídia e bons livros estiveram o tempo todo divulgando o que a Ciência estava descobrindo no ar, portanto, antes dos abutres se lançarem com seus lobistas nos govêrnos para abocanharem territórios do ar que pertence a todos e compra-los quase de graça, o povo deveria estar informado e ter impedido isto: o ar não pode ser privatizado, suas ondas tem que ser um bem publico, seus lucros devem ser repartidos entre todos os nascidos na Terra ( bem… isso incluiria os macacos, as galinhas… o que iria aumentar a demanda na produção e encarecimento de banana e milho…).

Perdemos por nossa negligência. Mas nossos prejuízos não pararam por aí, há mais vindo no ar. Justo agora estão divulgando o que a Ciência está descobrindo num patamar mais profundo que o do ar na Natureza, ao qual deram o nome de Higgs Field, ou campo do Higgs – Higgs é um Físico que primeiro anteviu a existência dessa dimensão invisivel a olhos nus mas que poderia ser captado por instrumentos cientificos. Como se diz no “chat” abaixo, estas ondas e particulas estão ao nosso redor e dentro de nossos corpos! As previsões de produtos tecnológicos, medicinais, etc., que se poderá extrair dêsse campo são enormes, ou seja, existirá muito dinheiro envolvido nisso, um dinheiro que não deveria ser roubado de cada ser humano por êste ser um preguiçoso intelectual que prefere passar o tempo vendo na televisão futebol e novela do que ir na Internet e buscar estas informações.

Cada adulto e pai ou mãe que não está podendo dar o melhor para seus filhos – quando êste melhor lhes foram dados por Deus e está livre no ar – mas o está dando de graça a predadores parasitas, tirando da bôca de seus filhos, deveria apanhar, se não entendessemos que estão desinformados tambem devido a que foram escravisados no duro e rotineiro trabalho do dia a dia. Mas cada pai e mãe que consegue realizar um esforço supremo e achar um tempo e sacrificar suas merecidas pausas para descanso aplicando seu intelecto na aprendizagem destas informações, teria ainda que ser um divulgador disto – como eu estou fazendo aqui agora – aos pais e mães e amigos e vizinhos que não o estão fazendo, pois se o povo não estiver informado e unido, novamente os abutres cairão em cima de seu suor e posses divinas naturais, tirando o melhor sapatinho dos sonhos de uma criança, ou o dinheirinho para o dentista consertar um dente de uma criança pobre hoje que amanhã seria mais um adulto desdentado. Portanto a leitura do “chat” abaixo, ao menos para mim foi de grande ajuda para entender aspectos dessa onda de fenômenos naturais que me rodeiam, influenciam meu ccorpo, pode estar sendo captado pelo meu cérebro, mas não chega à percepção dos sentidos e ao entendimento da minha baby mente. A propósito divulguei outro artigo aqui na semana passada onde abri a linha de pesquisa da Matrix sôbre esta matéria ( se interessar, procure o título “Higgs”). Vejamos o “chat” (APESAR DA ÓTIMA TRADUÇÃO DO MICROSOFT TRANSLATOR, TEM ALGUNS PROBLEMAS QUE NÀO TIVE TEMPO DE CORRIGIR AINDA, MAS ACHO QUE O LEITOR ENTENDERÁ. Por favor, se alguem que sabe traduzir tiver tempo, corrija os êrros nesta tradução, publique no seu blog, e se puder, mande-o para mim na seção “coments”, ou pelo e-mail.):

SCIENCE AAAS

http://news.sciencemag.org/sciencenow/2011/12/live-chat-the-higgs-boson-at-las.html?elq=028d3b0343eb443090c3cca986bf9f07

Live Chat: The Higgs Boson at Last?

by Daniel Clery on 14 December 2011, 9:41 AM

Chat em: Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

Daniel Cléry:

Bem-vindos todos a discussão de ScienceLive de hoje sobre a descoberta, ou não, do bóson de Higgs. Eu sou Daniel Cléry da equipe de notícias da revista Ciência e comigo hoje estão Rob Roser do Fermi National Accelerator Laboratory e Gordon Kane da Universidade de Michigan.
As equipes dos dois detectores no CERN revelaram seus resultados mais recentes no início desta semana e eles não eram estão tão certos quanto todo mundo esperava. A equipe do detector Atlas parece ver algo em uma massa de 126 GeV e a equipe de detector CMS também vêm sinais próximo à mesma massa, mas aparecem tambem demasiados sinais em outras massas. Então, eles encontraram o Higgs ou não?

3:01 horas – Rob Roser:

Temos aprendido muito sobre o Higgs nos últimos dias – nós sabemos onde ele não é… não é acima de 128 GeV. No entanto, ele ainda pode existir dentro de uma região estreita de 114 para 128 GeV. Mais dados são necessários antes de sabermos se podemos tê-lo encontrado ou não–é um momento muito emocionante para ser um físico.

3:01 -Gordy Kane:

SIM. um experimentador de uma experiência não pode dizer que, mas teóricos vêem que dois diferentes experiências tanto viram um sinal em aproximadamente a mesma massa e também viram canais adicionais, portanto, é uma descoberta!

3:04 – Comentário de Jose

Sobre como esta descoberta poderia ajudar nossa sociedade?

3:04 – Rob Roser:

É difícil saber como uma descoberta de Higgs influenciará sociedade – se podemos olhar para trás, a descoberta do elétron 100 ou assim que anos atrás – eu duvido um poderia ter projectado iphones e computadores… O que sabemos é que as ferramentas que usamos para procurá-lo são de grande benefício – de imãs supercondutores, alta velocidade de computação, da world wide web, eletrônicos de precisão e sobre e sobre.

3:05 – Gordy Kane:

ajuda a sociedade – em duas grandes maneiras. pela primeira vez como compreendemos nosso universo e nosso lugar nele melhor ele afeta nossas vidas e como vemos a mesmos. segundo olhando na fronteira necessariamente rapazes para “spin-offs”, como Rob mencionou que mais do que pagar todos os custos de investigação de todas as pesquisas. o melhor exemplo é WWW que foi especificamente develooped no CERN para a física de partículas.

3:07 – Rob Roser:

O bóson de Higgs pode decair em muitos Estados finais diferentes – que são Estados que experimentadores podem observar em seus detectores. Como ele decai depende de duas coisas – sua massa e como ele foi produzido – ou seja, próton próton ou próton/antipron colisões. O LHC está olhando para ele em decomposição em dois fótons. O Tevatron é procurá-la na região de massa semelhante, procurando por dois b-quarks. Estas são abordagens complementares e, portanto, ambas as máquinas permanecem muito relavent.

3:07 – Daniel Cléry:

Andrew leitor perguntou:
1) O que é o canal de decaimento de higgs discutido exatamente? 2) Porque ela foi deixada de lado no Tevatron?

3:08 – Comentário de Tom

Se o mecanismo de Higgs gera as massas das partículas fundamentais, esse mecanismo também gerar a massa do bóson de Higgs próprio?

3:08 – Gordy Kane:

os interactionss com o campo de higggs gerar as massas dos quarks, leptons, bósons w e z e o higgs propriamente dito. a teoria é clara sobre como calcular que.

3:11 – Comentário de norma

Poderia Fermilab tomaram-na este ponto?

3:11 – Rob Roser:

Colisor Tevatron tem sido procurando o Higgs para a maior parte de uma década. Já demonstrámos que temos os detectores e técnicas de análise para encontrá-lo. A parte complicada é que esta partícula raramente é produzida – no tevatron, fazemos apenas de ordem 3/semana em cada detector. Assim, uma precisa ser executado por um longo tempo para obter amostra suficiente para dizer algo significativo. Os experimentos tevatron vão lançar seu próximo conjunto de resultados em 3 meses – que será capazes de fornecer evidência forte (se existir um higgs) ou excluí-lo se ele não–fique atento.

3:12 – Comentário do convidado

para algo que dá origem a uma força penetrante do universo, a higgs certamente parece tímido. por que é tão difícil de pin para baixo e identificar? ou estamos apenas não realmente certo onde, ou como procurá-lo? ou talvez ambos?

3:12 – Gordy Kane:

O campo de higgs permeiam o universo. A forma como vemos está detectando o quanta do campo (como fótons são quanta do ampo electromagnética f), e é difícil de produzir e detectar o quanta por razões técnicas, por exemplo, os feixes de prótons contêm desligar quarks leves são tão têm pequena massa e a força de seu acoplamento para o bóson de higgs é proporcional à massa. da mesma forma, detectando o higgs boson é por razões puramente technicala disco rígido. Eu pode elaborar se necessário.

3:13 – Comentário de GregK

O que mais precisa ser feito para declarar definitivamente o Higgs foi encontrado?

3:13 – Rob Roser:

Encontrar um excesso nos dados é o primeiro passo para encontrar o Higgs – o próximo passo é encontrar número suficiente deles que podemos dizer sem sombra de dúvida que o que estamos vendo é um sinal e não apenas uma flutuação de plano de fundo. Isso exigirá mais dados do que o que está atualmente disponível no LHC ou Tevatron. Se considerarmos que ele é encontrado, o próximo passo é medir suas propriedades diferentes para ver se ele se comporta da maneira nossa compreensão teórica diz-nos que deveria. Encontrá-lo, em seguida, é o início de uma busca, não o fim!

3:16 – Comentário de Joshua Zev Levin, pH.d.

Como será que eles sabem que este é o bóson de Higgs e não outra coisa?

3:16 – Gordy Kane:

Você pode dizer que é um bóson de higgs de vários testes. um é que tem que ter rotação zero que pode ser vista a partir disstributions angular de decadência. outro teste é que interage proporcional à massa como um higgs deve, e que pode ser visto em seu decai relativos aos diferentes Estados finais de quarks e léptons. outra é que ele hass para ser visto no WW ou ZZ para quebrar t he eletrofraca simetria e poucos eventos relatados em ZZ mostram que

3:17 – Comentário de vontade : ( Nota da Matrix: Meu Deus! O Microsoft Translator ficou biruta… isso não é nome de pessoa…)

Perdoe-me se a minha pergunta é ingênua, mas como isso funciona quando existem duas equipes procurando a mesma coisa usando o mesmo equipamento?

3:17 – Rob Roser:

No LHC e Tevatron, prótons viajam ao redor em círculos na velocidade da luz. A ótica de máquina manipular essas vigas eles viajam ao redor para colidir dentro de cada um dos detectores. Assim, dois experimentos no mesmo anel podem coletar dados similares– mas cada um está olhando seus próprios colisões exclusivos – o que eles compartilham é apenas o acelerador para entregar os prótons

3:18 – Comentário de Gabriel

Quais são as alternativas (além de Higgs) para explicar os sinais que os experimentos viram?

3:18 – Gordy Kane:

Para qualquer descoberta, pessoas irão propor explicações alternativas, e isso é bom desde testá-las conduz a testes e underestandings melhor. Neste caso é muito difícil fazer alternativas, e eu acho que ele será amplamente aceite como assente em breve

3:19 – Comentário de Joseph Allen Cavin

Eu não gosto do uso do termo “partícula de Deus” pela mídia e cultos religiosos, tentando fazer uma guerra religiosa para como tentamos explicar da melhor maneira que possível nossas origens… O que são você pensamentos sobre isso também…

3:20 – Rob Roser:

Joseph – eu compreendo o que você está dizendo – eu tenho certeza que Leon Lederman (autor do livro) não do título seu livro – um pouco a editora fez para melhorar as vendas. Neste momento – eu estou feliz pessoas estão prestando atenção à ciência nós estão fazendo – e queremos apoiar sua continuação. Nossa pesquisa é uma busca de conhecimento

3:20 – Comentário de Filip

É realmente uma descoberta como Gordy disse? Quero dizer, o padrão ouro sigma 5, e definitivamente mais recentes resultados não satisfazê-la! Será que esses resultados desaparecem, o que você pensa sobre isso?

3:20 – Gordy Kane:

O sigma 5 é um critério de pessoas tem escolhido. Eu acho que, assim como os dados são combinados de dois detectores, que é perfeitamente legítimo, em seguida, o sinal será certamente mais 5 sigma.

3:22 – Comentário de ryan

Se encontrarmos higgs, o que vem por aí?

3:22 – Rob Roser:

Supondo que nós encontramos um higgs como objeto, a próxima etapa é para, em seguida, fazer muitos deles e investigar todas as suas propriedades para ver se ele se comporta como esperado. Isso levará uma década pelo menos antes de nós começamos tudo mapeado completamente e nós realmente entender o que encontrámos. O que podemos aprender em que busca então nos levará naturalmente para as próximas etapas

3:23 – Comentário de João M

Como a confirmação do mecanismo de Higgs ajudará gravitação quântica Avançar? Irá governar em ou excluir determinadas abordagens a gravidade quântica >

3:23 – Gordy Kane:

encontrar o higgs terá apenas um indirecta sobre gravitação quântica. o higgs contribuirá significativamente para nos levar a uma teoria unificada, presumivelmente uma teoria das cordas, que por sua vez ajudará a unificar iwth gravidade e gravitação quântica

3:24 – Comentário de Natalie

Por que o bóson de Higgs é tão difícil de detectar? É possível que exista apenas em determinadas circunstâncias?

3:24 – Rob Roser:

Existem vários desafios para encontrar um Higgs–em primeiro lugar, eles não são produzidos que muitas vezes dentro de nossos detectores daí a necessidade de reunir uma grande quantidade de dados para encontrá-lo. Segundo – seus produtos de decaimento imitam muitos processos de física (mundanas) do modelo padrão e então você tem que realmente compreender estes processos para arreliar o sinal. Algumas pessoas dizem encontrar que um higgs é como olhar para uma agulha em um palheiro. Seu muito mais difícil do que como uma agulha parece diferente – sua similar à procura de uma parte em particular de feno em que Palheiro

3:26 – Comentário de Don

Eu sei que é difícil de responder aqui. Mas por que tem de haver um bóson de Higgs – não é só haver um campo de Higgs? Eu não compreendo realmente quer – mas, tudo o que eu li é que o campo de Higgs dá o mecanismo de partículas com massa.

3:26 – Gordy Kane:

teoria quântica relativística é um quadro muito bem testado. Ele eveery campo tem que ter o quanta.

3:27 – Comentário de Richard

Quando você diz que se descobriram canais diferentes, o que isso significa? Existem canais de decaimento inesperados que têm sido observados?

3:27 – Rob Roser:

o Higgs pode decair (converter) em uma variedade de diferentes Estados finais — como dois bósons W, dois fótons, dois quarks de b, apenas para citar alguns. Como ele decai depende da massa do higgs. Uma vez que os físicos não são pacientes–nós olhamos todos hte decair canais e somam-los juntos para tentar localizar esse objeto. Antes que estariam dispostos a dizer que nós descobrimos isso – iria querer ver evidências fortes em vários Estados finais diferentes que são consistentes entre si

3:28 – Comentário de bob

Eu pensei que o Tevatron foi desligado: dados ainda sendo interpretados, mas nenhum dado novo. Sim? Não?

3:29 – Rob Roser:

Sim bob, o tevatron parou de coleta de dados em setembro de 2011. No entanto, ainda temos cerca de 25% novos dados que não foram analisados desde que nós Actualizado em julho de 2010. Estamos a trabalhar sobre isso agora e esperar para fazer este resultado públicos (com o conjunto completo de dados) em Março de 2012 – assim você não terá tempo esperar…

3:29 – Comentário de Matthew

é a busca de Higgs boson em enfim relacionado para tentar descobrir o que matéria escura em astronomia? ou são esses dois tópicos totalmente independentes?

3:29 – Gordy Kane:

a pesquisa para o bóson de higgs propriamente dito não está directamente relacionada com as pesquisas de matéria escura, mas existem grandes conexões indiretas. por exemplo, a probabilidade de uma dispersão de partículas de matéria escura em um núcleo em um detector depende o bóson de higgs massa até agora que pode ser calculado melhor. também existem conexões na teoria que relaciona-los

3:31 – Comentário de Franklin

Existem partículas de Higgs ao redor de mim e tudo o mais? Como isso pode ser se a partícula de Higgs imediatamente decai?

3:31 – Gordy Kane:

todas as partículas pop dentro e fora do vácuo por vezes curto que são permitidas pelo princípio da incerteza, incluindo a partícula de higgs. não só em torno de nós, mas em nós. eles são normalmente absorvidos volta o vácuo antes em decomposição, mas nem sempre.

3:31 – Comentário de Marco

Mas ainda há uma chance de que o Higgs não vai estar lá, right? O que aconteceria então? Existem algumas teorias falsifable que poderiam intervir?

3:31 – Rob Roser:

Direito– ainda não sabemos sem sombra de dúvida se a partícula de Higgs é encerrado e confirmando assim esta explicação como fazer por partículas têm as massas que eles têm. Isso não é nossa única teoria–nós temos outras teorias – trazer este capítulo para conclusão é importante– e se não existir, prosseguiremos outros até chegarmos a ela…

3:35 – Comentário de Kat Harding

Este é um momento muito emocionante para a física, o que é o próximo passo e só será possível através de recursos de aceleração no CERN. Que papel terá Fermilab nesta

3:35 – Rob Roser:

CERN é agora o proprietário do que chamamos a fronteira de energia – e, portanto, ele estará conduzindo buscas de novas físicas por algum tempo. Fermilab está a redefinir a mesmo–seu próximo passo será criar um acelerador de alto fluxo para procurar processos de neutrino raras, bem como outras física – a assim chamada fronteira de intensidade. Sabemos que o modelo padrão é quebrado quando se trata de neutrino – para que possamos melhor investigá-los e tentar compreender o que está acontecendo. O inquérito de Higgs poderia um dia voltar para os Estados Unidos se decidirmos construir um Colisor lépton aqui.

3:36 – Comentário de Nora

Esse sinal de Higgs pôde ser identificado como a luz Higgs de teorias supersimétricas?
3:36
Gordy Kane:

Esta é uma pergunta muito boa. O bóson de higgs modelo padrão é realmente um tipo de referência porque correções quânticas para sua bunda m torná-lo um objeto irrealista. Para a maioria das pessoas espera que o que é encontrado para ser o bóson de higgs de supersimetria. é surpreendente, e a menor idéia de como incorporar o SM em uma teoria maior, que o observado parece tanto como o SM um. i e colegas no Verão passado mostrou que teorias de Cadeia de caracteres prever que o bóson de higgs supersimétrica deve olhar muito como o SM, inclusive tendo esta massa, então estamos extra animados por esta descoberta

3:38
Comentário de Joe

Assim que você encontrou uma partícula em 126 Gev, você aprendeu alguma coisa sobre as propriedades desta partícula que confirmam ou contradizem a teoria
3:38
Rob Roser:

Neste momento, um experimento tem mostrado provas fraca para um higgs como objeto em 126. No entanto as estatísticas ainda são suficientemente limitadas – o que você quer medir propriedades é um sinal forte no modo de dois fótons e um pico de cortesia no modo tau tau e b-abbr em 126 também. Então um pode começar a medir taxas relativas, etc para começar a realmente entender que tipo de objeto a que assistimos. Isso vai levar anos, não meses

3:38
Comentário de Sergio

Algumas teorias prevêem mais tipos de partícula de Higgs. Você detectou sinais das pessoas?
3:38
Gordy Kane:

Sim, supersimétricas e outros tipos de teorias prever mais bósons de higgs. As teorias de Cadeia de caracteres que mencionei anteriormente prevêem outros existem, mas são demasiado pesados observar no LHC com sua energia limitada (ou mesmo com um eventual energia TeV 14)

3:40
Comentário de Aaron

Os físicos são surpreendidos que eles estão encontrando sinais do Higgs às energias que eles são?
3:40
Rob Roser:

Com o que sabemos sobre o modelo padrão da física de partículas, teóricos podem fazer previsões para o melhor valor de massa o Higgs devem permanecer. Com base na atuais indirectas – a previsão é direito em torno de 126. Assim, não – as pessoas não são surpreendidas por este valor– sua talvez o local mais provável para que ele seja.

3:41
Comentário de bob

Rob Roser disse, “… em tevatron, apenas fazemos de ordem 3/semana em cada detector.” Quantos, ordem de grandeza, no CERN?

3:41
Rob Roser:

No CERN, eles colidem prótons juntos em uma energia 3,5 vezes igher h do que no TEvatron. Assim que eles estão fazendo um Higgs em cada detector em sobre a taxa de um por hora!

3:42
Comentário de Tom

Será que a existência de um 125 Gev Higgs dar qualquer apoio a supersimetria?
3:42 Gordy Kane:

Sim. primeiro, há muito tempo tem sido conhecido que o bóson de higgs mais leve de supersimetria deve ser mais leve que cerca de 135 GeV (na verdade reforçada para 140 GeV, mas as pessoas fazem suposições), então isso é consistente. Em seguida, as teorias supersimétricas Cadeia de caracteres como mencionei prever o número 125 e é um bóson de higgs mais leve supersimétrica

3:44
Comentário de Alex Nery

Quanto tempo pode demorar para encontrar dados suficientes para declarar existe (ou não)?
3:44
Rob Roser:

O LHC está realizando surpreendentemente bem — oferecendo 5 x luminosidade mais este ano do que prometeu. As expectativas para o próximo ano com base no desempenho deste anos é que as experiências devem obter 4 X mais dados do que o que eles têm agora. Que será suficiente para descobrir um Higgs modelo padrão ou eliminá-lo. Assim, nós não temos tempo esperar. Se o Higgs não é um padrão modelo objeto mas prefiro dizer que algum objeto super simétrico, em seguida, todas as apostas estão fora e pode demorar muito mais dados!

3:45
Comentário de Manuel

Cada coisa que se move através do campo de bósons, algumas partículas interagem com eles, outros não, soa like´s a antiga idéia de éter, mas mais elaborado, o que você acha sobre?
3:45
Gordy Kane:

Ele apenas soa como éter se você não olhar de perto. para o caso de higgs é uma teoria matemática quantitativa que informa apenas como as partículas interagem com o campo de higgs, que partículas fazem e como fortemente, etc. Além disso, o campo de higgs carrega alguns números quânticos e não é como um vácuo neutro

3:46
Comentário de administração

Para Roser – quantos desvios de excesso deve ser vistos em ordem para CMS e ATLAS declarar descoberta? Eu suponho que isto tem sido discutido. E como / devem experimentalistas reagir quando um teórico como Kane diz abertamente “descoberta”?
3:46
Rob Roser:

Partícula physicsts têm uma Convenção que uma descoberta é 5 sigma – que é o probablillty que um processo em segundo plano poderia Flutuar para imitar o sinal ser inferior a 1 em 2 milhões. Neste momento, os experimentos do LHC estão vendo algo no nível do sigma 2 – 1 em uma centena. Eles tem que coletar muito mais dados que eles cheguem a precisão estatística suficiente para obter 5 sigma

3:48
Comentário do convidado

Para o benefício daqueles de nós que não são altamente fluente com o modelo padrão, poderia você elaborar um pouco sobre exatamente o que foi detectado?

3:48
Rob Roser:

Neste caso – os dois experimentos do lhc estavam realizando uma pesquisa nos seus dados para eventos que contêm exatamente dois fótons. Esse conjunto de eventos, eles medem a massa desse sistema para ver que se eles vêem um pico – um pico indica que algum objeto pesado é decadente em dois fótons. Os picos fracos que você vê é as primeiras dicas que pode haver algo lá

3:49
Comentário de Ron Tonn

Quais são as implicações da descoberta da presença ou ausência do bóson de Higgs sobre a neccessity dos múltiplos universos. Não é que um modelo padrão de predictionof?
3:49
Gordy Kane:

A descoberta de um bóson de higgs não tem consequências directas para múltiplos universos, mas indiretamente fica nos aproxima a compreensão de nosso próprio vazio Cadeia de caracteres. Espero que, como podemos compreender nosso vácuo de Cadeia de caracteres que nos ajudará descobrir como funcionam essas teorias e ajude-na sensação de argumentos para múltiplos universos em forma tradicional física obras
3:50

Comentário de augusto

de 1-10-se de como são, a higgs é encontrado?
3:50

Rob Roser:

Para mim – eu sou um 1. O que eles mostraram muito convincente é que seus 128 não acima GeV. No entanto eu não estou ainda mesmo disposto a apostar sua casa seu em 126 e muito menos das minas. Eu preciso ver mais evidências do que o que está disponível. Que virá em 2012.

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

3:51

Comentário de Joe

Gordy, apenas curioso, tê-lo ou Acharya nunca discutiu o cenário G2-MSSM com Ed Witten e em caso afirmativo, o que ele pensa sobre isso?

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

3:51

Gordy Kane:

Sim, Bobby Acharya e eu tive algumas discussões com Witten, e ele foi levemente encorajador.

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

3:53

Comentário de Nivin Thundiyil

Uma vez que CMS vê dois deles e aparece excluir a área onde ‘ATLAS sinal picos, é possível que não há nada lá? Ou talvez faz isso significa o Higgs é mais complexa do que supomos?

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

3:53

Rob Roser:

todas as opções acima. Consulte CMS de um sinal em 124 e ATLAS, 126. Isso soa estreito – mas estes detectores são surpreendentes. Seu não tão perto. Se um sobreposições dois picos – não mentir em cima do outro. Eles devem se seu lá. Sua experiência de um possível tem sua escala de energia fora mas eu duvido que ele–estes experimentos sabem o que estão fazendo. Aquele não é dizer não é lá – mas um poderia ter pego uma flutuação de evento de plano de fundo que arrastou a massa para cima ou para baixo. Teremos de esperar ver…

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

3:55

Comentário de bagaço

Por que é legítimo para combiná-las quando presumivelmente não seria legítima se eles foram realizados em locais diferentes?

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

3:55

Rob Roser:

Alta energia física llikes ter dois detectores operacionais ao mesmo tempo por dois motivos – uma Cruz verificações do outro. Além disso, eles são cada um fazer medições independentes. Assim, pode-se combinar os dois conjuntos de dados e efetivamente duas vezes a luminosidade – muito mais fácil do que executar duas vezes tão longo. Agora há que ter em correlações conta — para esta combinação deve ser deixada aos peritos só

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

3:57

Gordy Kane:

O modelo padrão implica fortemente os quarks e léptons são o último nível de desmontar coisas, ele não vai para sempre. Primeiro, a teoria de SM é uma teoria quântica completa relativística então faz sentido ter os quarks e léptons ser partículas fundamentais, a teoria não quebrar a altas energias. Em segundo lugar, no muito curto distancess os pontos fortes das forças reúnem-se se os quarks e léptons são os fundamentais, mas não seriam eles não eram. um pode listar mais desses motivos. naturalmente, esperamos que o elétron a linha de energia em uma teoria das cordas, não um ponto, mas é stil um elétron.

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

3:58

Comentário de Jim Reiser

Eu pensei que eu ouvi um cientista dizer que na verdade é mais emocionante que o Higgs não foi encontrado. Se assim for, por que?

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

3:58

Rob Roser:

É sempre mais divertido para encontrar algo totalmente inesperado – muda drasticamente nosso paradigma e nos dá uma muito nova maneira de olhar para o universo.

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

3:59

Gordy Kane:

na verdade não concordo com isso, eu acho que confirmando que uma boa teoria é o melhor de tudo, uma vez que ele leva-nos direção a compreensão mais profunda e mais profunda

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

3:59

Daniel Cléry:

Eu vou ter que encerrar este agora. Nossa hora está acabada. Muitos graças a nossos convidados, Rob e Gordy e a todos que enviaram perguntas. Havia centenas e eu desejo que poderia ter respondido a mais.

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

4:00 – Daniel Cléry:

A ScienceLive próxima será em 5 de Janeiro. Boas Festas!

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Como Ser um Ateu que Acredita num Deus Natural

quarta-feira, dezembro 14th, 2011

xxxx

O menino ateu

xxxx

O motivo pelo qual escrevo estas linhas é forte. Pela oitava ou décima vez na minha vida cheguei ao ponto de me preparar para o suicidio. Para mim, a minha morte sempre foi vista como algo sem muita importancia, e até uma ocorrencia necessaria e bem-vinda. Preparei tudo nesta manhã, de maneira que quando saí à rua para comprar um café, novamente olhei o mundo como das outras oito ou nove vêzes, com o pensamento de que dentro de alguns dias êste mundo continuaria exatamente como está, apenas não teria mais a mim caminhando nas ruas, o que, para as pessoas daquela rua, seria indiferente. Tudo dependia de um resultado às duas horas da tarde, e eu sentia pelas probabilidades que o resultado me seria negativo. Quando voltei do café, tendo que permanecer quieto e à espera do resultado, procurei no computador o meu website e nêle, o vídeo com minha musica preferiada para meditação. Então deitei-me com as luzes apagadas, em estado meditativo, viajei pelos mundos imaginarios e fiz os discursos imaginarios que prefiro, justificando minha decisão, avisando o meu mundo imaginario, se êle não fizesse rápido alguma coisa para influenciar no resultado, êle nunca mais teria a minha visita. Avisei a imaginária Matrix/DNA que se ela não interferisse com suas cópias na Terra que estão dentro das pessoas que iriam decidir o resultado, ela perderia seu unico divulgador e defensor na Terra. Um ateu, e um agnóstico, não tem amigos imaginários, mas alguns tem imaginarias fôrças invisiveis naturais como aliadas. De repente o telefone tocou, antes da hora marcada. Era o resultado. Positivo! Batí palmas, rí sózinho, e despreparei o suicidio, planejei a nova vida, os próximos passos. Mas em meio à alegria que sentia, era impossível se esquecer de uma frase ouvida não sei onde: “Sou como gato, tenho mais que sete vidas!”. Isto já deixou de ser racional, causal, são dez ocorrências tão semelhantes que não suportam mais a hipótese de mera coincidências: algo de oculto ao meu conhecimento existe, sem sombras de duvidas. Algo que é uma fôrça, com poder de atuar na matéria, e como qualquer ateu racionalista, concluo que tem de ser uma fôrça natural, apesar de desconhecida, que não consigo ainda captar e entender. E como qualquer filósofo naturalista, não resisto a uma questão como essa, retornei ao ponto de meditação, recorrendo à memória do que é o mundo em que existo, para tentar obter uma resposta. Fiquei animado com a conclusão hipotética final: trata-se de fôrças que existiriam como ondas transmitindo sinais, como as ondas do som, invisíveis, imperceptiveis aos nossos sentidos, mas que existem e atuam na matéria. Ácho que esta hipótese é muito consistente, em bases racionais, lógicas, e me dará mais fôrça daqui para a frente, mas ela deveria ser partilhada, para igualmente dar mais fôrças às pessoas que aprecio. Por isso, sento-me perante esta máquina agora e escrevo o que vem a seguir:

Se você é um ateu intelectualizado, que não é ateu por ser ainda apenas um bárbaro, saiba que és o tipo de pessoa que muito aprecio e com quem seria imensamente grato partilhar a existência. Quando penso que o compreendo e acredito que conheço os motivos pelos quais és ateus, uma tristeza me abate. Sinto porque acredito que para seres o que és, passastes pelas sofríveis experiências das crises existenciais, as quais forjam a superestrutura de uma consciência que vence sua infancia mística. E sinto porque acredito que muitas vêzes choras no silêncio de sua consciência o pêso da solidão mental e as dores inflingidas pela agressividade do mundo sôbre os seres que são aqui gerados ainda pelo processo dos ovos abandonados ao tempo, aos predadores e ao próprio destino. Mas sinto orgulho de ti porque acredito que és um forte, o mais forte dos seres humanos, que vencestes fraquezas da espécie que a maioria ainda não o conseguiu. E sinto esperança em ti porque acredito que és um soldado pronto para lutar pela mesma causa que eu acredito e luto: a liberdade, a dignidade e a soberania cósmica para a Humanidade. E o estimo porque acredito que tens os mais elevados valores morais segundo os meus conceitos, uma moral que se impregna de sentimentos humanos da compaixão, do respeito e uma espécie do “auto-oferecimento” que conduz alguns dos menores órfãos e abandonados nas ruas da vida a procurarem seus semelhantes em iguais condições para juntos se reforçarem, adicionar fôrças para transformar êste mundo do estado de caos num mundo em estado de ordem onde todos possam serem felizes.

A ti, e apesar de eu ser ainda um perdedor e débil em fôrças, a quem não podes desviar atenção na sua luta para ouvir, grito esta mensagem, ao menos para saber que contas com apoio vinda da retaguarda do pelotão, que não existes como unico nesta escura solidão, cuja mensagem acredito que pode atuar como mais um estímulo e motivação para manteres a sua fôrça nas batalhas.

Aqui em baixo, ou na retaguarda do campo de batalha, passei por algumas experiencias que não percebestes, e penso que, se as conheceres, será bom para te manter forte, e o quero mais forte que eu, pois assim existe a possibilidade que de cima e da vanguarda estendas a mão para acelerar minha elevação e meu avanço tambem, enquanto que seu estiver acima e na vanguarda teria que interromper minha subida e avanço para lançar-lhe a mão e busca-lo para posições onde continuarias a existir como um necessario suporte.

Estas experiencias me conduziram a acreditar que ví algo do inimigo e da batalha que teremos à frente, elaborei uma teoria que peço a escute e analize, pois teorias às vêzes podem ser o guia certo e salvador, como é possível que a teoria do Higgs boson, que tem guiado os nossos Físicos nos planos de batalhas, se confirme como o objeto real, e asim ela nos conduziu a mais uma vitória.

O ateísmo nos aproxima por certas propriedades da mente, as quais nos conduzem, ambos, á busca de realizações dos mesmos sonhos, mesmos ideais, salvo pequenas diferenças. Êstes ideais são elaborados pelo estado mental ateísta que produz visões calculadas mas imaginarias diferentes do estado mental mistico. Uma destas visões diz respeito à existência da Vida no Universo. Nós supomos que nos milhões ou trilhões de astros existentes semelhantes aos nossos devem existir muitas outras formas de Vida. E seguindo nesta linha de raciocinio, nossa intuição nos leva ainda a supor que dessas formas de vida, algumas sejam inferiores e outras superiores, evolutivamente falando, em relação à nossa atual forma de vida. Não temos mais a pretensão dos misticos de que sejamos especiais, nos colodando nem no centro, nem no tôpo, nem no extremo da base: as probabilidades racionais sugerem-nos que estamos de algum modo, em algum ponto intermediário nessa escala evolutiva. Então temos quase como certo que existem no Universo formas de vida supeiores e talvez muito superiores à nossa. O que não conseguimos resolver é o problema do porque não nos contactam, não se mostram a nós, ou porque não passam por aqui, ao menos. Sinto-me como um elemento de uma tribo primitiva existindo no meio da selva amazônica, a qual ainda não é do conhecimento nos paises civilizados. Ou talvez alguns dos mais civilizados sabem da nossa existência, mesmo que seja através apenas de seus satélites espiões espaciais. Talvez estejam até explorando algo de nossas terras através de traidores conscientes ou inconscientes da nossa própria espécie. Talvez estejam até nos ajudando através de benfeitores conscientes ou inconscientes da nossa própria espécie. E talvez os selvagens da tribo na selva tenham alguma percepção que em outros lugares distantes, existam mais seres humanos, sejam brancos, ou igualmente amarelos, ou negros. Êstes “talvezes” são fortes, possuem consistências, porque são racionais, porque se destacam no nosso calculo das probabilidades.

Mas porque gasto nosso tempo dizendo isso, lembrando-o do que tenho quase certeza, já o sabes? Porque quero chegar no próximo ponto: “Consciência”. Da mesma forma que a acontece com a Vida, se aqui na Terra surgiu êste fenômeno mal compreendido que denominamos “auto-consciência da própria existência”, é provavel que no Universo e talvez alem dêle, existam outras formas de consciências. Nosso senso comum de ateísta e nossa humildade nos conduz a assim apostar: não somos a unica e central consciência existente no mundo. E da mesma forma que a Vida, devem existir auto-consciências menos evoluídas e outras mais evoluidas que nós. Talvez não existam, seria possível, mas não de acordo com um minimo calculo das probabilidades. E da mesma forma, nos perguntamos onde estão estas consciências mais evoluídas?! O que fazem agora? Terão algumas delas, ou muitas delas, o conhecimento de que aqui nêste pequeno ponto perdido da imensidão sideral, nêste infimo território de uma selva universal de astros e predadores como buracos negros, existem e vivem seres nos quais começa a despertar a sua mesma propriedade consciente?!

Como ateus temos uma visão de mundo especifica, uma moral especifica e sentimentos especificos humanos, diferente inclusive dos misticos. Nossa visão de mundo nos leva a supor que as possiveis e provaveis consciencias superiores existentes não tem conhecimento da nossa existencia e talvez nem mesmo do nosso nicho espacial existencial, apesar de que, assim como aqui de New York sabemos que existe o território da Africa, não sabemos o que existe nos rincões mais profundos de suas selvas. Eu viví de seis a sete anos na Amazônia, entrei em territórios onde não existem traços da passagem de outros brancos, e me lembro de ter visto, captado sinais de existências, e ouvido falar nos povoados da entrada, das existências de coisas que aqui desconhecemos ainda. Mas não somos fundamentalistas em nossa visão do mundo, sabemos que ela ainda é débil e cheia de êrros, e por isso tambem podemos supor que, talvez, consciências superiores existem em outros locais e talvez tenham conhecimento da nossa existência.

Quanto aos nossos sentimentos humanos especificos, nos levam ao próximo passo racional de supor que, na hipótese de existirem consciencias superiores e que tenham conhecimento de nossas existências, então suas consciencias não funcionam como a nossa. Não possuem os mesmos tipos de sentimentos que temos. Não são estabelecidas em cérebros “hard-wired” como são os nossos. Porque? Porque vemos que a superficie da Terra está coberta por uma biosfera em estado de caos, e vemos que nêste caos existem choros e ranger de dentes de consciências que aqui existem. São consciencias da nossa espécie humana, semelhantes a nós, e nosso tipo de snetimentos nos conduz a nos sentir-mos contrariados, incomodados, desejosos de atuar em cima destas ocorrencias. Não suportamos assistir às toruras de consciencias aqui e se tivermos o minimo poder de ação atuamos de fato para interromper estas torturas, não importa que quem esteja sendo torturado seja tambem mistico. Então nos lembramos da hipótese da existência de consciencias superiores que tem conhecimento da nossa existencia, que podem inclusive assistir-nos, por meios que podemos supor, enquanto existimos assim.

Esta hipótese é forte porque se sustenta facilmente no calculo racional das probabilidades. E então vem a inevitavel questão: porque não atuam para interromper estas torturas, se as consciencias aqui, mesmo que estejam no estado bárbaro ainda, são em todo caso suas semelhanças, de sua própria espécie?!

A resposta primeira, lógica e fatal, é: não são feitos do mesmo tipo de nossos sentimentos. Funcionam diferente, com outras conclusões, outros tipos de sentimentos e emoções, outra visão de mundo, outros comportamentos. A ponto de não entenderem que consciências aqui quando choram e imploram é porque estão mal e até mesmo sendo torturadas.

É por isso que um ateu não tem amigos imaginarios. Porque as consciências superiores não têm amigos, nem sabem o que é isso. Amizade é uma invenção real que funciona, mas apenas humana. Consciências superiores possuem nos seus semelhantes em estado evolutivo inferior a noção de “partes do meu tôdo”. É como as células superiores do cérebro devem considerar as células dos pés. Socorrem se podem, sentem suas dores, consideram-nas inprescindiveis porque precisam dos pés para se moverem, diferente das relações entre amigos. O ateu suspeita que consciências superiores são fôrças naturais que podem serem compreendidas, utilizadas e suas aliadas. Utilizadas como quando as células do pé mandam um sinal de alerta de perigo e as células do cérebro tomam providências, atuam como fôrças, que podem evitar o perigo.

E aqui chegamos a um nome: Deus. Porque? Porque os misticos existem antes de termos nascido e inventaram palavras, nomes como êsse. E tiveram seus pensamentos, suas conclusões de acordo com sua diferente visão do mundo, muitas vêzes forjadas sob tipos de torturas que felizmente nunca experimentamos. Nesta visão diferente chegaram a algumas conjecturas que se assemelham às nossas conjecturas. Uma delas é a respeito da hipótese de existir ao menos uma consciência alienigena superior à nossa. E a essa hipótese deram o nome de Deus. Apesar da hipótese ser quase a mesma para ateus e misticos, no seu prosseguimento conjectural produziram produtos finais que foram se distanciando entre si, de maniera que a mesma ou mesmas consciencias superiores hipotetizadas se tornam revestidas de qualidades e atributos muito diferentes. Uma destas diferenças é esta, onde as consciências dos “deuses” dos misticos funcionariam da mesma forma que a consciência humana. Esta diferença poderia ter sido produzida por diferenças entre as próprias consciencias humanas, entre ateus e misticos: para os misticos, as consciencias superiores, seus deuses, assistem e sentem as torturas humanas, mas nada fazem para evitar as torturas que acontecem e estão acontecendo pelo mesmo motivo que os valores morais e sentimentos dos misticos impedem que eles sintam vontade ou interêsse em fazê-lo. Para este tipo de ausencia de vontade e ação os misticos apresentam justificativas na forma como sua visão de mundo descreve a História, uma história em que torturas atuais seriam males necessários corretores de êrros passados executados por consciências com caráters imperfeitos. Assim as consciencias dos misticos seriam diferentes das consciencias dos ateus como nós, que jamais nos permitiriam nos manter-mos inertes perante tais cenas. Nossa consciências não nos conduzem a descrever a História da mesma forma, não encontra e não aceita de maneira alguma nenhum tipo de justificativas: somos impelidos instintivamente à ação para interromper qualquer tipo de tortura não apenas a consciencias nossas semelhantes, mas a qualquer ser vivo. Então a idéia que fazemos das possiveis consciencias supeirores não nos conduz a simpatizar com a palavra, o nome, “Deus”. Mas apesar do nome, temos algo em comum com os misticos, nossas razões nos levaram a supor a existência de consciencias superiores em nosso caso, e de ao menos uma, no caso de alguns misticos.

Supomos que entendamos e aceitamos essa palavra, êsse nome. Isto porque chegamos à conclusão que ao mesnos alguns misticos tambem, como nós, não apreciariam assistir às torturas, mas sabem que nada podem fazer para evita-las, e no seu desespero por tal impotencia, inventam imaginariamente suas Histórias, as quais os servem como emplastos. Não nos esquecemos que existem alguns misticos que poeraim sim, evitar cenas de torturas mas não o fazem e até se tornam protagonistas delas. Para com estes não temos diálogos e odiamos os seus deuses, inclusive o nome, a palavra.

Poderíamos aceitar o nome, se de repente descobrissemos que as consciencias superiores existentes possuem sentimentos com afinidades com os nossos, mas igualmente descobrissemos motivos racionais do porque não atuam. Não atuam porque não podem, não são magicas, são tão naturais como nós. Não existiria nenhuma consciência superior capaz de certas ações. Com todo seu conhecimento e poder que tal conhecimento lhes confere, a unica maneira de interromper certas torturas seria matando a vitima. E não acham certo fazer isso. É o caso de eliminar-se a doença de uma vaca aplicando-lhe uma injeçao mortal. Eu preferiria aplicar uma injeção mortal indolor a uma vitima sendo torturada do que vê-la continuar sob a tortura. Mas talvez vacilaria em fazê-lo se conhecesse algo indicando que a doença será de alguma forma curada e a vitima voltará a sorrir. Me sentiria mal se eu fôsse a causa de eliminar dela a sua possibilidade de sorrir. Talvez isto esteja ocorrendo com talvez possiveis consciencias susperiores que talvez tenham conhecimento de nossa existência e talvez estejam se sentindo mal com nossas cenas de torturas. São muitos “talvezes” mas note que um foi um efeito racional do outro como causa tambem racional, quer dizer, do nosso tipo de racionalização.

O que isto mudaria em nossas vidas? Se isto estiver realmente acontecendo? Me refiro à estas hipóteses sõbre possiveis consciências supeirores.

Em que esta teoria, elaborada por alguem na retaguarda da batalha, poderia ajudar soldados que descansam na frente de uma pausa na batalha e tentam planejar as próximas estratégias?

Para responder a isto, o soldado da retaguarda vai contar umas experiências que são desconhecidas aos guerreiros da frente. E por fim apresentar um desenho geral imaginado que resultou destas experiencias sôbre o que é, como é, quais as próximas intenções, do inimigo, e como serão as próximas batalhas. Antes de mais nada, menciono que tenho uma definição teórica para o nosso inimigo: ignorancia do significado da nossa própria existência e da existência dêste mundo, como causa de nossas impotencias e debilidades. Essa definição dá uma idéia ainda difusa, que não explica tudo, mas já serve para o soldado da frente decidir se continuará prestando atenção no ajudante da retagurada ou não. Por ora tenho que fazer uma pausa temporaria neste relato, mas antes de aqui voltar, peço que, se tiveres tempo disponivel d6e apenas uma olhada na pagina “Home” dêste website. Servirá para facilitar o entendimento do que diremos a seguir. Até já… vou agora ajudar a preparar o almoço para o batalhão…

(A seguir: a História do Green Card e do gatinho na neve sob o carro)

A Busca pelo Higgs Boson, no Cern, Agita a Imprensa Nesta Semana

terça-feira, dezembro 13th, 2011

Analizando os seguintes artigos na imprensa de ontem sôbre as noticias do CERN:
A Partícula Higgs-Boson é vital para a Vida mas ela existe?
(The Higgs boson: vital to life but is it there?)

“Dicas Tentadoras” mas busca de partícula não obtem prova direta“Tantalizing Hints” but No Direct Proof in Particle Search

– Bom artigo: The Higgs Boson Particle
Posted by JSkot under Physics

Blog: Life, the Universe and Everything

The Higgs Boson Particle

xxxx

Evolução: Grande Debate no “The Telegraph”

sábado, dezembro 10th, 2011

xxxx


xxxx

Artigo publicado no THE TELEGRAPH, sob titulo:

Islam, Charles Darwin and the denial of science

Saturday 10 December 2011

http://www.telegraph.co.uk/science/8931518/Islam-Charles-Darwin-and-the-denial-of-science.html

by: Steve Jones – Professor de Genetica na University College London e President of the Association for Science Education

… resultou em grande numero de comentários e debates fervorosos que podem ser vistos no prosseguimento do artigo. O professor reclama que cada vez mais aumenta o numero de estudantes que reagem negativamente às aulas sôbre evolução, ameaçando tornar-se epidêmico, mas o maior problema, segundo êle, é que se os estudantes não estudarem a teoria da evolução não poderão exercer profissões nas áreas de biologia, como a medicina.

Realmente é um grande problema! Mas o que estaria por trás dos estudantes? Qual seria a causa dêste fenômeno? Pensei nisto observando os mapas da Matrix/DNA e acho que tive uma razoável intuição. Está explicada no comentário que publiquei no The Telegraphy, abaixo do artigo e que vai transcrito abaixo, porem ainda em Inglês.

O artigo vai transcrito abaixo até que possamos analiza-lo pela Matrix/DNA, mas agora vamos ver o comentário postado lá pela Matrix/DNA:

Louis C. Morelli

0 minutes ago

“Now, though, we have evolution, the grammar of
biology. More and more, students do not like it.”

And, these students are wrong? Or were you, the
wrong student? If evolution works, the new brain is better than the old one.

These students are better informed about the world
than the teachers were. And the information we have today about the world, does
not fit with the Theory of Evolution. Today we have learned more a lot about
cosmology than could be imagined 30 years ago, when the nowadays teachers went
to school. When a person see the images from NASA about the Universe, the early
Universe, and then watch a video about cellular machinery working, they
logically see that Charles Darwin does not answer their questions: the Darwin’s
evolutionary process does not explain the process by which the world has
working.

It is clear, by the images, that the early Universe, added to the explanations
from Cosmological Theory, could not produce alone the modern cellular machinery.
It is clear that is missing to TofE the knowledge of something else that was encrypted
in that Universe, into matter, all long this time, and Darwin did not grasp it.

Then, the failure of Science to know what else are
there working among the matter, but the students grasp that is missing
something, is being used by the old teachers of religions, opportunistically, with
the idea that is missing God.

There is a new result from a new method of investigation,
suggesting the existence of a natural element that could fill the gap needed by
evolutionists: a kind of natural formula that is under universal evolution that
organizes matter into natural systems, The Matrix/DNA Theory. But then, a lot of
novelty are suggesting, not changing but complementing the Darwin’s theory, as
the follows:

1) Evolution works with seven variables and not only
the Darwinian three (VSI);

2) The same laws, the seven variables, were applied upon
biological and cosmological evolution;

3) There was no origins of life, since that the
biological ancestors (atoms and astronomic systems), has all life’s properties;

4) DNA is not a code, but, merely, a set of
variations of a unique natural system;

5) The Big Bang process is the simplest form of a
human’s baby initial fecundation;

6) The differences in the electromagnetic spectrum of
light encodes the process of life’s cycle;

7) This Universe is a reproduction’s process;

8) The process of evolution we see here, well
documented and inquestiionable, does not means evolution is the final process:
it is merely phases of a universal reproductive process;

9) Matter has evolved through two faces: hardware
and software. The human body is the top of hardware’s evolution here and the
top of evolution of the software is consciousness;

10) The Universe is a kind of cosmic egg, inside it
is developing an embryo, with body and mind. It means that the Universe was
produced by something with mind (not sure about the body), and by natural
genetic process. We have no data yet for to suppose what is this kind of “father/mother”,
or merely a computational creator.

11) Then, the idea of
evolution is safe because it really occurs. Only the Darwinian Theory and the
Modern Synthesis are not complete. And also, the idea of a better sense of
existence for Humanity is safe, if you prefer giving names to that probable “father/mother”,
like the name “God”, it is a logical, rational conclusion from the viewpoint of
this new theory.

xxxx FIM do MEU COMENTÁRIO xxxx

Artigo:

Islam, Charles Darwin and the denial of science

A growing number of biology and medical students are rejecting the very basis of their chosen subject in favour of creationism.

xxxx

Seleção e Análise dos Comentários Postados:

xxxx

Nova Wikipedia: Ordem Cronológica dos Objetos ao Invés de Alfabética!

quinta-feira, dezembro 8th, 2011

xxxx

Todos estão convidados a participar, sugerir, mudar, acrescentar, diminuir, qualquer coisa aqui. A idéia começou assim:

Temos o Wikipedia. Todos os objetos conhecidos do mundo estão ali. Para fazer isso, criamos um código e damos um simbolo para cada objeto, o qual é um nome, uma palavra.

Mas pode alguém ler e decorar a Wikipedia inteira, mais as enciclopedias, e no fim, não vai conhecer a totalidade do mundo material e humano cultural. Como pode isto acontecer se viramos e reviramos o mundo material e podemos dizer que hoje conhecemos tudo o que compõe o mundo material?! E está tudo ali na Wikipedia e mais as enciclopedias relacionadas…?! Algo está faltando…

A resposta é: os objetos na Wikipedia e nas enciclopedias estão mortos. É o mesmo motivo pelo qual esquecemos quase tudo que aprendemos nos colégios. O que está faltando são as conexões dos objetos entre si. Quando conectamos tudo, surge um sistema completo funcional, tudo se move, tudo tem uma função, tudo depende de tudo, o quadro cria Vida, os objetos participam da Vida, e êste mundo, êste Universo é algo vivo, sob evolução, tudo se move, não é um objeto morto. E é simples fazer isso: cada objeto surgiu numa data, cada objeto surgiu num contexto onde já existiam outros objetos, e cada objeto foi feito com material dos outros objetos restantes. Basta então pô-los na ordem cronológica de suas origens. Assim o nundo será revelado através de sua História, e a mente humna entenderá o mundo, como qualquer criança entende uma história.

Os objetos ali parecem mortos. Inertes. Está certo que nas definições êles são conectados a outros objetos da sua vizinhança, mas então o “grupo” onde ele está tambem acaba morrendo na Wikipedia.

Então estive pensando: e se dessemos vida aos objetos, num outro tipo de Wikipedia?

Wikipedia tem o sonho de fazer as pessoas conhecerem o mundo, apresentando a elas todos os objetos do mundo. Mas… alguem se lembra da escola o que é um centriolo? Temos um trilhão de centriolos nossos mesmos em nossos corpos, dentro do um trilhão de nossas células, e mais 10 trilhões de centriolos que estào dentro dos microorganismos que habitam nossos corpos. se nem o que temos dentro do nosso corpo, daquilo que somos donos, nos lembramos da escola, imagina o resto. Que tal “hipérbole”? E voc6e se lembra dos teoremas de algebra? A Wikipedia nunca conseguirá fazer alguem conhecer o mundo conhecendo todos os objetos e nunca fará pessoas se lembrarem muito tempo dos objetos consultados. Porque? Os objetos estão mortos, sem conexão com nosso mundo vivo e dinamico.

É preciso construir uma maqueta, um protótipo do mundo, e funcionando. Vamos vê-lo como quando assistimos um filme sôbre geração do feto, desenvolvimento para embrião, e nascimento de um bebê. Assim captamos todos os elementos, todos os objetos das cenas e dificilmente nos esquecemos.

Para isso, basta um pequeno truque. Os objetos na Wikipedia estão mortos porque foram separados, isolados, pela ordem alfabética. o cachorro foi colocado vizinho da camisa e esta da caçarola… assim não dá! O marido vem conectado logo após a mariposa e depois da marinha… não tem nada a ver um com outro.

Mostrar o mundo nascendo, se desenvolvendo, evoluindo até onde chaegou agora, não precisa fazer uma cópia do mundo e leva-la à praça publica: basta fazer um filme, como o do bebê. Mas como fazer um filme que conecte numa história com o roteiro real da Natureza, contendo como atores todos os objetos da Wikipedia? Basta inverter a ordem dos nomes: de alfabética para cronológica.

Funciona na base do “Próximo objeto ( ou ator), por favor!”

Eu tentei fazer isto apenas mentalmente e descobrí que neste exercicio a gente descobre muitas coisas novas. Principalmente perguntas novas que nunca foram feitas e que são uma diversão para a todas as cabeças pensantes da Humanidade discutir, e vemos conexões, padrões repetitivos em tão diferentes dimensões do espaço/tempo, que temos um rápido deslumbre que podemos entender o mundo como nunca ninguem conseguiu antes.

Eu não parar isso agora para pensar em regras e métodos. Vou escrever o que me acontece na cabeça. E vamos ver no que vai dar.

Não vou começar pela origem do Universo ou do mundo, porque quando tentei faz6e-lo, a toda hora saía do mundo concreto e me perdia no reino da metafisica, tateando no escuro alem das fronteiras do Universo. Isto porque cada objeto precisa de suas causas primeiras, ou seja, seus objetos ancestrais, e estas estão escondidas lá, antes do Big Bang, ou de Deus separar as trevas da luz.

Vou começar um minuto antes da origem da Vida. Como era, qual o estado do mundo naquele minuto? Quais os objetos que existiam, quis eram suas conexões, suas funções? Para tornar um trabalho que pearece ser maçante, mais atraente, é melhor recorrer-mos ao recurso das imagens. Felizmente hoje temos a Internet, basta procurar no Google ou Bing imagens ( ou outro que você conhece e vai nos informar aqui – é assim que todos encontram uma maneira de participar, como acontece na Wikipedia). Vou então no Google imagens, digitar o que? Acho que devemos primeiro nos situar bem no mundo. Então busquemos uma imagem do Universo.

Aqui já aprendemos a primeira coisa. Digite “universo”, assim, em português e obterás 19 milhões de resultados. Agora digite “universe” em inglês, e obterás 69 milhões de resultados. Portanto em nossas buscas sempre tentaremos digitar os nomes em inglês.

Bem, eu escolhí esta imagem, mas claro, isso fica sujeito à votação:

xxxx

Universe by NASA

xxxx

E só para pentelhar macaco vou inserir mais esta:

xxxx

Universo no Inicio por Simulação Computacional Bolshoi

xxxx

Isto porque esta imagem nos dá uma idéia de que no começo era tudo apenas gás e energia. O pulo evolutivo dêste estado para o segundo estado da imagem superior dá o que pensar…

Agora precisamos vir cada vez mais perto então procuremos uma imagem da nossa galaxia:

Escolhi esta imagem porque já dá a idéia de onde está nosso Sol ( veja bem o desenho onde está escrito “sun”):

xxxx

Via Láctea

xxxx

Raios! Desde que O Universo não é mágico, não pode criar nada do nada, apenas aparece com novidades fazendo novas combinações do que existia antes, onde, diabos, estava tudo isso naquela nebulosa primordial de gás e eletricidade?!

Agora chegamos no nosso sistema solar. Certamente vamos obter imagens dêle agora, ou seja, 4 bilhões de anos depois daquele minuto antes da origem da Vida, êle pode ter mudado muito ou quase nada, mas fazer o que? São as imagens que temos… (vou digitar: “solar system”)

xxxx

Sistema Solar Como Era no Inicio

xxxx

Sistema Solar

xxxx

Só mais esta:

Sol - Estrutura Interna

xxxx

Até que enfim vamos chegar em casa: Planeta Terra! Mas como devia ser no inicio? Deixe-me digitar “early Earth”

xxxx

The earliest crust on Earth was a uniplate on an ocean of Magma - and it may have lasted two billion years.

xxxx

Planeta Terra

xxxx

Bem, agora vamos descer à superficie onde a Vida começou. Imagens dessa época:

xxxx

Como a Terra parece ter sido formada quando o Sistema Solar ainda não se formara completamente, é possivel que a turbulencia da formação do Sistema Solar tenha se refletido na superficie da Terra com impactos de meteóritos, etc.

xxxx

Terra Primordial com a Lua, Oceano e o Possível Bombardeio de Asteróides

xxxxx

Fiz uma montagem nesta imagem pegando dois agachados que reviravam a lama dos pantanos procurando LUCA – the Last Universal Common Ancestral: eu na Amazônia em 1980, o Darwin em Galapagos em 1800, e a Terra Virgem a 3,5 bilhões de anos atrás, pondo todos no mesmo lugar e tempo:

Origem da Vida Procurada Viva ou Morta

xxxx

Terra Primitiva 1

xxxx

Terra Primitiva 2

xxxx

Terra Primitiva 3

xxxx

Be… agora começa nosso real problema: como, nessas paisagens desoladas da superficie da Terra primordial, totalmente nua de qualquer vegetação, sem um ser vivo sequer… começou a Vida?!
Até agora imitamos o método sist6emico, que parte do conjunto para chegar no particular, agora vamos imitar o método reducionista, que procura os menoesr pedaços possivel da matéria e a partir dêles tenta montar o quadro final geral. Tudo isso aí – oceano, atmosfera, rochas, continentes – era constituído por vários tipos de um tijolinho basico: átomo. E o principal convidado a participar do inicio da Vida foi o átomo de Carbono:

xxxx

Átomo de Carbono

xxxx

O que tem êste átomo de mais especial que os outros? Por que êle foi o principal selecionado pela seleção natural?

Bem aqui vamos iniciar outra estratégia desta obra. Existem 7 bilhões de seres humanos, e acho que isso significa que existem 7 bilhões de cérebros “hard-wired” diferentemente entre si. Ou seja: cada pessoa tem diferentes quantidades e qualidades de informações registradas em milhões ou bilhões de neuronios, em cada pessoa neuronios se expressam com mais ou menos intensidade, e no final de tudo isso produz diferentes sinapses que produzem diferentes pensamentos que produzem 7 bilhões de diferentes visões do mundo, ou cosmovisões. Algumas cosmovisões são muito diferentes ( uns acreditam que a Terra tem 6 mil anos, outros 4,6 bilhões de anos; uns acreditam que a Terra é uma bola redonda que gira parada em torno do sol, outros acreditasm que a Terra é plana carregada nas costas de uma tartaruga, uns acreditam que nascemos trazidos pela cegonha , outros acreditam que para fazer bebês é preciso antes… deixa prá lá).

O fato é que cosmovisões parecidas geralmente se agrupam, formando grupos, partidos politicos, religiões, etc. A cada pergunta, cada opinião aqui, abriremos espaço para cada uma das 7 bilhões contarem o que lhes passa no cocuruto. Por exemplo, a pergunta acima, será assim respondida, para então iniciar-se um debate educado, inteligente:

Cristianismo: – ” Bem, acho que o átomo de carbono era o servo mais humilde…
Darwinismo: – “Era o mais forte, esperto, melhor adaptado…
Pugilistas: – Era um boxeador! Bom nos golpes baixos…
Matrix/DNA: “Observe a semelhança entre a imagem dos átomos e as imagens do sistema solar, da galaxia, etc. sabemos que esta imagem está ultrapassada, conhecemos o ultimo modêlo quantico, mas não muda nossa conclusão. A fórmula ideal universal da Matrix, enquanto sistema aberto, tem seis elementos representando as seis funções operativas sistêmicas. O átomo de carbono, unico com 6 particulas de cada, é a cópia atomica terrestre mais fiel da forma de sistema aberto que a matrix precisava para continuar a evolução que estava parada no building block dos sistemas astronomicos, onde tinha sete funções sist6emicas e por isso representava um sistema fechado em si mesmo. A função que faltava ao átomo de carbono, a N.5, responsavel pela reciclagem e perpetuação dos sistemas na forma em que se encontram, reforçou a fôrça de atração do átomo, transformando reciclagem de um sistema em conectividade entre sistemas. O carbono foi escolhido porque era o mais amistoso, o mais mente-aberta, o mais bonachão de todos os átomos.

Você: …

xxxx

Bem, então naquela paisagem árida ou nua, um átomo começou a se comportar diferente do jeito que havia se comportado nos bilhões de anos que antecederam aquêle momento. Que significa “se comportou diferente”? A resposta está no resultado final de seu comportamento: formação de moléculas orgânicas, das quais as primeiras foram os amino-ácidos. Dentre os 20 aminoácidos que participam da Vida, vamos pegar os mais pequenos, que acredito sejam os mais simples, por isso devem terem sido os primeiros. Por coincidencia, são os que formam as “letras” do código da Vida, o DNA. Para isso o carbono puxou amizade com algumas espécies de átomos para formar sua turminha. Eram êles: Hidrogênio, Oxigênio, Nitrogênio:

xxxx

Átomo Hidrogênio

xxxx

Porque o Hidrogênio, dentre duas centenas de tipos diferentes, foi um dos quatro iniciais selecionados pela seleção natural?

Comunistas: … “Camaradas…
Budistas: ” Duas particulas! Já continham Yin, Yang…
Movimento Occuppy Wall Street: “Ainda não temos diretrizes. Estamos pensando…
Matrix/DNA: “Hidrogênio exerce a função universal de ponte entre dois sistemas naturais. É sempre uma ponte, e como tal, imprescindivel…”

xxxx

Átomo Oxigênio

xxxx

Porque o Oxigênio foi tambem um dos primeiros convidados?

Matrix/DNA: “Óbvio. Tão claro como a luz do Sol…

Povo: “Heeeiiiii… fatos, please, no opinions.”

Matrix/DNA: “Ok. O Oxigênio tem 8 particulas, oito funções sistêmicas universais. Mas a fórmula universal perfeita tem apenas sete funções. Acontece que no Oxigênio a Função 7, a ultima, é repetida duas vêzes. isto quer dizer que ela se expressa duplamente ou seja, mais forte que as outras seis. Mas que faz esta função? Observemos a fórmula. É a função da “morte”. E do fornecimento dos fragmentos do cadaver do sistema que morre, à Função 1, que vai usa-los para dar à luz uma nova cópia do sistema. A Vida, ou seja, os sistemas biológicos, já nasciam assim condenados a morrer e renascer. Porque? Porque não se transforma, não se muda, não se acrescenta novos acessórios, num sistema já velho, e assim, a evolução não poderia continuar. O oxigênio não foi empregado na respiração? Toda vez que expiramos o ar, o corpo morre, tôda vez que inspiramos o ar, o corpo renasce… Oxigênio é o melhor condutor da entropia degenerativa… por isso êle se encaixou entre os quatro iniciais…A… aaa…

Alguns dentre todo mundo: aplausos!
Outros dentre todo mundo: “Chega, já venceu seu tempo de falar, falou demais…

xxxx
Evamgelistas; “É Deus…
Autores do Protocolo dos Sabios do Sião: “Morte! Deus mata certo por linhas tortas, quase como nós…

xxxx

Átomo Nitrogênio

xxxx

Nitrogênio! Porque êle?!

Cristãos: “Sete?! Sete particulas? São os sete pecados originais. Foi o sinal, a marca na testa da humanidade que Deus botou. Êle, o nitrogênio, êsse cabra safado aí, representa o demônio que temos dentro de nós!”

Matrix/DNA: ” O sistema fechado perfeito com suas sete funções universais. Representa a galaxia trazida á Terra, já que assim estava a fórmula da Matrix minutos antes das origens da Vida.”

Alguem da platéia: “Mas se a intenção era abrir o sistema fechado, porque o sistema fechado foi inserido?”

Matrix/DNA: “Como é que você vai abrir algo que não está presente aqui?!”

Outro alguem da platéia: “Espera aí. Você estêve todo êste tempo querendo nos enganar. Nos outros átomos voc6e falava seis particulas, seis funções, quanco somando protons e neutrons dava 12. Agora aí no nitrogênio não são sete protons, sete neutrons. Sete é o numero de eletgrons, está certo, mas no nucleo, é devido à soma de 3 protons mais 4 neutrons…”

Matrix/DNA: “Ok, eu não estava me aprofundando muito nos detalhes. Mesmo explicando apenas o superficial alguem aí já reclamou que falo demais… A fórmula da Matrix é composta de duas meias-faces, como são nossos rostos, aliás, nossos rostos são assim como são porque foram feitos pela fórmula da Matrix. Um nariz com duas cavidades como o vórtice central das cavidades da base e do topo, dois olhos como a luminosa F2 da face esquerda e a luminosa F6 da face direita, etc. Nada de mais, a cabeça humana é um sistema natural tambem. Porem, na fórmula, a energia começa seu circuito na face esquerda, em F1 e vai à esquerda para F2, F3 e atinge seu pico de crescimento em F4. Aí começa a meia-face da direita, a energia começa a decair por causa da entropia, vai para F6, F7. A Vida foi feita para morrer individualmente, mas não como como totalidade. Ou seja, individuos devem morrer para permitir o avanço da evolução, mas a Vida tem que se perpetuar até que ela complete a missão para a qual existe: construir o sistema natural da auto-consciência – o filho de Deus, “talvez”.
Então, a fórmula de sistema fechado tinha que estar presente para ser aberta. Falo assim metáforicamente, talvez tudo tenha sido meramente causa e efeito da correnteza da história natural. A fórmula permeia a matéria em todo lugar, por isso ela estava aqui, e na sua ultima forma mais evoluida, constituida de fotons estelares, adentrando os átomos terrestres, dirigindo-os a reconstruirem um sistema igual de onde vieram, isso é pura genética. Mas uma fórmula caída, como foi a Matrix na terra caída do céu, num novo ambiente com novo material se recompõe de várias maneiras, desde que mantenha o significado universal de sua estrutura. E dessas variações, havia uma em que as três funções da meia-face esquerda, ou seja, as funções que carregam a energia crescente, que compõem a face esquerda, se expressavam normalmente, como protons carregados positivamente, enquanto as chamadas três funções “negras” que carregam a energia decrescente até a sua morte, que compoem a face direita, ficaram como recessivas, não se expressando, na forma de três neutrons. O quarto neutron é a funçao 5, que recicla e perpetua um sistema fechado. Essa função 5 não se expressou, portanto ela reciclava um sistema fechado, após sua morte. 3 protons, 4 neutrons! A Vida veio com o estigma de crescer sempre, evoluir, nunca minguar, involuir, porque t6eve para si abertas as portas de sua reprodução e perpetuação como sistema aberto e crescente. Por isso o fenomeno da quiralidade: sómente moleculas canhotas, que representam a meia-face esquerda, podem compor os corpos vivos.

Matematicos: – “Raios! E não é que isso vai dar uma bela equação?”

xxxx

Bem, temos a superficie nua da terra, seus quatro átomos que iniciaram essa maior história fantástica de todos os tempos, a História da Vida, e agora? Êstes átomos existiam a bilhões de anos, mas só se conectavam com átomos para compor coisas inertes, elementos, como rochas, gazes, água. Mat;eria inanimada. De repente começaram a se comportarem diferente. Deu a louca nêles. Porque?

Sociedade dos Alcóolicos Anônimos: “Tomaram um porre?… Não, não pode ser. Não tinha pinga naquêle tempo…”
Evangélicos: “Estou falando, só pode ser coisa de Deus…”
Matrix/DNA: “se foi coisa de deus, isso havia sido planejado antes das origens do Universo. Porque para aqu6eles átomos mudarem de comportamento bastou uma unica novidade, a qual pode acontecer com qualquer astro celeste nas mesmas condições da Terra. Baixou os espiritgos naqueles átomos…”

Todos: “Hein?… quê?!”

Matrix/DNA: “Luz pura que vem na forma de ondas da radiação estelar e se quebram aqui em particulas, os fotons. cada foton é uma miniatura de um inteiro espectro da luz, constituida de sete vibrações em diferencias frequencias e períodos, as quais são as sete funções universais e na sequencia que estão no espectro, transmitem o processo do ciclo vital. Os fotons sào genes semi-vivos que penetram os átomos terrestres como os comunistas penetravam uma fazenda feudalista. se infiltram no meio dos empregados, as particulas da periferia, eletrons, começam a cochichar-lhes a doutrina de que no céu existe um sistema melhor onde são livres e donos, convencem-nos, atacam os senhores na casa nuclear e assumem o comando da fazenda, quer dizer, do átomo. Aí mudam o comportamento do átomo.

xxxx

Bem… enquanto continua a discussào do porque os átomos resolveram atuar diferente, vamos ao próximo passo do que aconteceu. A formação dos aminoacidos. É preciso notar que o que ocorria no corpo da Terra naqueles tempos é o mesmo que ocorre em nossos corpos quando criaturas minusculas, muitas vezes formadas ou crescidas com nossa própria matéria, como virus, bactérias, começam a se mexerem, a se multiplicarem. A Terra, não sabia de suas existências, mal poderia ela adivinhar que ali estava começando algo que iria lhe acompanhar em seu destino, não sabemos se para seu bem, ou para seu mal. Os primeiros ainda não se mexiam, não se moviam, como as moléculas de aminoacidos:

xxxx

Aminoácidos da Vida

xxxx

Até chegar nos seres humanos, na auto-consciência, nas naves espaciaisx e nos pudins de chocolate, ou seja, por no filme e em ação, todos os objetos da Wikipedia, temos um grande trabalho à frente. Por ora, uma pausa… que ninguem é de ferro.

Para a Juventude Meditar: Porque Se Esforçar ou Não, Intelectualmente

quarta-feira, dezembro 7th, 2011

xxxx

Para a Juventude Meditar

Se eu tivesse aprendido isso quando era jovem, teria vivido com mais sabedoria. Acho que perdí a vida levando-a muito sério e não existe nada conhecido, comprovado, que a existência tenha algum propósito alem do sobreviver o melhor possivel. Assim não me divertí, não sorrí, sempre escolhí os métodos “masoquistas” porque eram “honestos”. Mas o meu êrro na juventude talvez tenha sido meu acêrto para a idade madura e velhice, pois acho que estou melhor que os amigos de infancia quando os vejo hoje. Tenho intensa vida intelectual que é o resultado da seriedade anterior, o que faço com prazer, sem expectativas. E uma paz de consciência porque minha produção visa convencer pessoas jovens a instalar para si um novo sistema social que não tem os obstaculos que atazanaram minha vida. Não espero que o mundo seja racional e benéfico para mim, mas me sinto bem em ser ativo e acreditando que sou racional e benéfico para o mundo.

A mente é como o estômago, precisa de alimentos para crescer e se manter saudavel. Mas a mente é algo abstrato e alimento para o cérebro é “informação”, a qual está no mesmo nivel de abstração. Mente e informação são coisas intangíveis, abstratas, não se pode pega-las…

Uma pessoa que alimenta demasiadamente o estomago, come demais, quando nova, exercita e faz o estomago se habituar ao ritmo de estar sempre digerindo, pedindo mais e mais alimento. Assim é a mente.

Parece que o certo, na infancia e juventude, é saber dosar as ocupações da mente e do corpo. Nada em excesso é salutar. Eu, por fôrça das circuntancias na maneira em que nascí e fui criado, não podia fazer quase nada fisico, e acabei exercitando quase que unicamente o intelecto. Hoje, em relação a qualquer atividade fisica sou uma negação, e isso determina que um individuo será um perdedor (material, financeiramente, sexualmente, etc.), nesta luta pela sobrevivencia, nêste capitalismo selvagem e nesta cultura moderna virtual. Com a Matrix/DNA talvez tenha ido mais longe que qualquer outro ser humano jamais o fôra, no entendimento da Natureza Universal ( se a cosmovisão da Matrix/DNA for a mais próxima que existe, da Verdade Ultima). Mas de que vale isso a um cérebro sem mãos, recursos materiais, isolado, como flutuando no ar?

Por outro lado, muitas pessoas – e a maioria dos jovens de hoje – estão fazendo justamente o caminho contrário ao que fíz, excedendo-se no corpo fisico e esquecendo o intelecto. É certo que alimentam a mente com informações, mas informações erradas ou inadequadas, limitadas ao que é fornecido pela cultura virtual, artificial, sem vinculo real com o processo existencial intrinseco à Natureza. são informações redundantes, que partem do fisico e ficam circulando em torno do fisico, mas não o fisico do solo nu, da Natureza crua e bruta como é, e sim fisico artificial, do solo oculto pelo asfalto. A mente precisa tambem da FILOSOFIA, um pouco dela, que é sua forma de buscar conexão com o processo existencial. No entanto, a cultura virtual moderna condenou a FILOSOFIA ao ostrascismo, como cultura inutil. Triste da espécie que não agarrar a oportunidade de segurar e enriquecer a propriedade da auto-consci6encia, uma vez que com ela foi agraciada.

Eu não sei, muito pelo contrário, mas acho que algo está errado com 6este comportamento, tambem. Acho que o jovem deve dar seu grito de independencia, livrar-se das amarras da engernagem do sistema, e manter para si algumas horas para si mesmo. Leia um Huxley, um Eisntein, um Conte, um Kant, Descartes, Hermann Hesse, Orwell, Humme, etc.. Se ler um “Jesus Cristo” leia imediatamente a seguir um seu critico, como Nietzche, Dawkins, etc., para construir sua terceira mas intima e autentica cosmovisão. É “meio chato”, precisa esforço de concentração,… mas a saúde de sua mente é muito importante.

Porem… Isto é apenas para você pensar e escolher, vá por ti e não por mim… cada qual deve escolher por si mesmo(a). Perante a visão da Verdade Ultima do mundo, todos somos cegos, e cegos não devem seguir atrás de outros cegos, cegos não podem serem guias, nenhum humano o deve ser. Todos os livros, sem nenhuma excessão, foram, até prova aqui e agora do contrário, escritos por escritores humanos, em nada mais sábios que você, apenas, possivelmente, tiveram expedriencias na vida diferentes da sua. A sua ideologia, a sua religião, deve ser criada por ti mesmo e mais ninguem. Lembre-se sempre disso, pois quem chorará seu fracasso ou cantará seu sucesso, quem saberá onde o sapato aperta, é só você mesmo e ninguem mais…

Tamanho Influe? Sim, mas para Pior, falando de “Dinosauros”.

quarta-feira, dezembro 7th, 2011

xxxx

Artigo publicado hoje elege o grande tamanho como o segrêdo do sucesso que foram os dinossauros. A Matrix/DNA discorda sugerindo que os dinossauros foram um fracasso, justamente o comportamento (evolucionariamente) errado levou ao tamanho desproporcional, o que causou seu descartamento pela Evolução Natural e sua extinção. Ela alerta que a hipótese do impacto de meteórito não está cientificamente comprovado, que as Leis Naturais por si só teriam extinguido os dinossauros e cita trabalhos cientificos com êsse argumento, mencionado abaixo. Quem está com a razão?

A quem interessar ler o artigo:
Blog:
Planet of the Apes

Dino-mighty sauropods
Monday, December 5, 2011
by writer: Faye Flam
http://www.philly.com/philly/blogs/evolution/Dino-mighty-sauropods.html

xxxx

Dinossauros Provam Valores do Darwinism São Fracassos - Tony Auth, Illustrator

xxxx

Comentário da Matrix/DNA publicado abaixo do artigo no “Planet of the Apes”:

— The Matrix/DNA – Posted 5:38 PM, 12/07/2011

“Sauropods are interesting to biologists because they were so successful.”

Not yet. They were a failure. They were a dead end, there genetic blueprint is lost, and Evolution has discarded them and went back, to smaller reptiles, the cyanodontis, for continuing the evolutionary history and getting mammals. There are no scientific data proving this meteor impact, or that a meteor impact has something with the extinction of any life’species. Why the authors are ignoring other scientific well stablhished theories like this:

Paleontologist Peter Ward of the University of Washington in his latest book, entitled “Gorgon: Paleontology, Obsession, and the Greatest Catastrophe on Earth” discusses that while an asteroid impact has been suggested as a cause of the P-T extinction (Permian/Triassic extinction), follow-up studies have not been able to support that claim.

(See unterview at “Astrobiology Magazine”, http://www.astrobio.net/interview/922/the-greatest-catastrophe-on-earth)

We need take care writing scientific articles because they feed human values, they make the Youngs’ world vision. It is better when Science is a good adviser, like: “Don’t stay in the chair eating fried chicken and watching TV, you will became big and fat, and Evolution does not like it, see what happened with dinosaurs, elephants, whales, lions, etc.” In “The Matrix/DNA Theory” we suggest a more accurate process of Evolution and other theory about the causes of sauropods’ failure.

xxxx

Análise do artigo pela Matrix/DNA:

xxxx

Cianodonte: Êste Pequeno Animal Venceu os Dinossauros?!

xxxx

Penso que o artigo tem importancia tambem porque transmite uma mensagem que no imaginario popular –principalmente nos jovens estudantes – pode criar ou alimentar valores humanos: “No mundo dos humanos, os grandões são mais fortes e por isso são mais bem suscedidos na evolução, como aconteceu com os dinossauros. Mas as leis entre os homens são as mesmas leis da Evolução, e os dinossauros foram um sucesso? Baseando-me nos modêlos da Matrix/DNA penso que não, e se estiver certo, os valores humanos nêste caso são prejudiciais à Humanidade, portanto a mensagem do artigo é inapropriada.
A diferença entre minha opinião e a dos cientistas autores do estudo mais da autora do artigo está numa questão de relativismo entre diferentes observadores. Eu me posiciono como um observador que mantem como foco o total de 13,7 bilhões de anos da Natureza Universal para deduzir minhas conclusões. Êles dividem o tempo da Natureza Universal em pedaços, e se posicionam como observadores que focalizam um pedaço de 120 milhões de anos para suas conclusões,
Dinossauros foram um sucesso ou um fracasso? Para êles foi sucesso, para mim foi fracasso. Mas porque essa diferença de conclusões?
Os dinossauros foram um sucesso em relação a 120 milhões de anos, quanto a isso não discuto. Mas, somando-se os 60 milhões de anos decorridos depois da extinção dêles até agora, procuro o fato real, o resultado final dêstes 180 milhões de anos, e não os vejo mais existindo e nem mesmo seu registro genético herdado por algum dos seres vivos hoje, o que significa que saíram totalmente fora da arvore da evolução, e por isso tudo, concluo pelo seu fracasso. Para mim, o que vale é o resultado final. Para mim, só foram bem suscedidos os ancestrais que se transformaram, se transcenderam numa espécie mais complexa e mais evoluída, que deixaram sua carga genética ( e portanto sua existência, sua História) inscrita na Árvore da Evolução. Por êste ponto de vista, os seres vivos que tem maior facilidade de vida no planeta, os passaros, tambem são um fracasso ( a Não ser que ainda se transformem, transcendam e uma espécie futura resultante de sua linhagem evolucionária se torne ápice da evolução).
Para reforçar meu argumento, recordo que o dinossauro foi da espécie, ou do genêro, dos répteis. Répteis entraram na arvore da evolução e se transcenderam para mamiferos, por isso, ainda hoje continuam genéticamente existentes. Nós, humanos, ainda conservamos no cérebro um caroço incomodo denominado “Complexo Reptiliano”, o qual foi supostamente identificado como reminisciência do cérebro reptiliano. Mas existiram muitas espécies de répteis e não foi dos dinossauros, nem de nenhum dos gigantes dentre êles, que o mamifero surgiu: atualmente e cientificamente se aceita que o primeiro mamifero resultou da ‘transformação/evolução de um réptil relativamente pequeno, denominado “cianodonte”. O qual deixou de por os ovos fora e passou a manter os ovos dentro realizando um grande sacrificio que foi um dos maiores atos heróicos de todos os tempos, desenvolvendo tôda a parafernalia da gestação intra-uterina. Êle fêz isso porque a Matrix vinda das estrêlas (o mecanismo da manutenção dos ovos dentro já era executado a bilhões de anos, já estava escrito nas estrêlas) ordenou e comandou o processo, como explico em outro artigo aqui – mas isto é outra história.

xxxx

Textos do Artigo a Registrar:

– Those small-headed giants thrived on all continents for more than 120 million years, through the entire age of the dinosaurs.

– … they have a lot to teach us about evolution.

– Why did they grow so big? Martin Sander, a paleontologist at the University of Bonn, said the main reason that animals grow to any particular size is to fill a niche. For sauropods, there was
room at the top.
– Sauropods are interesting to biologists because they were so successful and became an evolutionary dead end.
– Why did they grow so big? Martin Sander, a paleontologist at the University of Bonn, said the main reason that animals grow to any particular size is to fill a niche. For sauropods, there was room at the top. By being big, sauropods could eat leaves and branches too high for other creatures to reach, said Sander, who is acting as an adviser to the exhibit. And with predators such as T. rex around, size probably helped their chances of survival. As a general rule, big herbivorous animals grow about 10 times as massive as the largest predators. Elephants are about 10 times the mass of lions and sauropods were about 10 times the size of T. rex.
– they would collapse under their own weight
– But even if it’s advantageous to be big, it’s not easy to get there.
“The head did nothing but eat,” Sander said. It simply snipped off foliage without chewing, the whole leaves and twigs getting broken down in the belly. The favorite analogy scientists use for this system is a vacuum cleaner.
Animals that evolved to chew food had a problem that limited their size, Sander said. The bigger they got, the more food they needed, and the bigger, proportionally, their head and jaws needed to be. That’s why elephants and rhinos have relatively big heads, he said. Graças a Deus!
As a chewing animal, then, you can only get so big before your head becomes too difficult to hold up. And herein lies an important lesson about evolution. Bigger elephants or rhinos might do better than smaller ones, said Sander, but they can’t go back and lose the teeth once they’re on that track. There’s no easy evolutionary path back to the vacuum cleaner system of the sauropods.”Generally you think of evolution as optimization,” he said. “But it can only work with what’s there to start with and sometimes you can get into an evolutionary rut.” So we chewers are stuck with our teeth.
Another size-limiting problem for most mammals is live birth, which limits the number of offspring any given female can bear. That can make populations more vulnerable to crashing when predators increase or food decreases. Dinosaur females could lay dozens of eggs a year. The hatchlings were only about 5 pounds, and the majority perished, but a few lucky ones survived to adulthood, when they were so big even T. Rex wouldn’t mess with them, as the predator was more likely to get hurt than get dinner.
There’s also some evidence in the fossils that sauropods had excellent lungs, said paleontologist Thomas Holtz of the University of Maryland. Sauropods had the same type of lungs seen in birds, which are rigid and require air sacs that allow fresh air in every time the animal inhales and exhales.
Egg laying, birdlike lungs, fast growth, and the no-chewing-required eating system all evolved first in smaller ancestors of the sauropods, Holtz said, and the combination is one that proved ideal for enabling them to become supersized. Other animals lack the cardiovascular, metabolic, or reproductive makeup to get that big.
It was a winning system that lost out to bad luck when an asteroid wiped out the dinosaurs 65 million years ago. Worldwide expeditions have refuted the idea that sauropods were in decline before the impact, which put an abrupt end to the Cretaceous Period. Now it appears they disappeared only in North America, Holtz said. “The rest of the world in the Late Cretaceous remained a sauropod world.”
If that space rock had taken a slightly different trajectory, Earth might be the planet of the sauropods still.

xxxx

Outros comentários postados no artigo interessantes:

Sauropods were around for 120 M. but were the giants. I thought their fossils were very rare – have they been found in all strata? Wouldn’t giants if common have devastating environmental consequences? How could any eco-system survive such eating machines (and drinking machines)?
— ctbrunner
xxxx
Regarding the ability of the environment to tolerate giants (ctbrunner above), the environment during the age of dinosaurs apparently was warmer and wetter and had higher oxygen content in the atmosphere, which may have supported more rapidly growing plant mass to in turn support large creatures. Also the fact that we have found giants doesn’t tell us much about the population density of them; African elephants are large but not that common, at least compared to zebras, also herbivorous, suggesting that perhaps the giants of the Cretaceous were less common than their smaller cousins. Certainly one would think that the giants would have a profound effect on the ecology, as elephants do today, ripping up trees and so forth and elephants are much smaller than the dinosaurs, but a balance would have been struck.
— GaryAllan
xxxx

xxxx

Meus artigos relacionados ao assunto, a seguir:

Evolução: Extinção dos Dinossauros por Acaso ou pela Lei da Matriz?
dezembro | 7 | 2011

Depois dos modêlos da Matriz passei a suspeitar da tão propalada teoria de que a grande extinção dos animais gigantescos a 60 milhões teria sido causada por impacto de um meteórito. Pois ao contrario do que a teoria da micro-evolução de Darwin sugere – que a complexidade é acrescentada por um movimento de competição entre os protagonistas, e o ambiente seleciona os que melhor se adaptam, possibilitando o aumento de sua prole, tornando-os os mais fortes e capazes – esta teoria da macro-evolução sugere que tornar-se mais forte e impor-se pela competição é uma armadilha fatal. A espécie que está no tôpo evolucionario (como estavam os répteis antes dos mamiferos, ou como estão os humanos agora) gira ao sabor do circuito do software-matriz, significando que quando a espécie alcança a Função 4 a evolução descarta-a como carta fora do baralho e lança um fluxo paralelo, o qual vai conduzir exemplares daquela espécie para as devidas mutações (na Função 1) e transcêndencia para a forma superior. A partir daí o fluxo lateral é que vai constituir o tronco e fazer a árvore crescer, enquanto os demais exemplares vão constituir um galho que seca e se extingue (indo para as funções entrópicas 6 e 7), podendo ainda permanecer na arvore por milhões de anos. Vejamos novamente o software-matriz:

xxxx

Fórmula da Matrix/DNA e o Estado dos Cromossomas Sexuais no Ancestral Sistema Astronômico

xxxx

Não sei ainda qual é o sinal do momento a ser lançado o fluxo lateral, mas deve ser algo relacionado com o comportamento individual ser ainda acessivel ou não a assimilação pelo organismo de novas informações.
O fato é que a vitória de alguns que não devida à sincronia com o ritmo natural ao invés de leva-la à complexificação, leva-a ao aumento da gordura, do crescimento corporal, do aumento do poder sôbre outros grupos, e isto é cavar a própria sepultura. Isto leva a criatura a se super-especializar num modo de existência, tornando-se um sistema fechado em si mesmo, tornando-se um beco sem saída, termo-dinamicamente acomodado, podando sua energia interna e fechando as portas à evolução até que a inevitável mudança do ambiente ou alguma grande catastrofe planetaria (pouco provavel) a extinga completamente. Quando isto acontece, a Natureza faz o conveniente retorno. A Evolução caminhou dos répteis pequenos, como lagartos, lagartixas, e continuou daï na direção dos dinossauros, porem a certa altura retornou para um réptil menor, talvez uma espécie de lagarto (dizem agora chamar-se cyanodonts), para se redirecionar na direção dos mamíferos. Não era preciso grandes catástrofes para acabar com os gigantes répteis, tal como para estar diminuindo o reinado dos gigantes gatos (leões, tigres) e dos grandes animais marinhos (como a baleia), ou das aves (águias), a natureza não está recorrendo a castastrofes ou esperando outro meteórito.
Portanto, o novo aliado nesta suspeita, um renomado cientista é promissor, apesar de que, como alternativa ele sugere outra catastrofe planetaria, com a qual tambem não simpatizo. Vejamos o breve excêrto abaixo:
Summary: Paleontologist Peter Ward of the University of Washington discusses his latest book, entitled “Gorgon: Paleontology, Obsession, and the Greatest Catastrophe on Earth”. Unterview at
Astrobiology Magazine

The Greatest Catastrophe on Earth


AM: You say in your book that while an asteroid impact has been suggested as a cause of the P-T extinction (Permian/Triassic extinction) , follow-up studies have not been able to support that claim.
PW: I do not think that asteroid impact was a cause. There is a new paper just out that suggests that explosive volcanism can look like the remains of asteroid impact. The paper, by J. Phipps Morgan, et al., says that explosive volcanic eruptions are sometimes able to generate the shocked quartz, microspherules, and other geologic traces commonly attributed to large extraterrestrial impacts, while also triggering a mass extinction event.
Ward comes to a different conclusion:
Ward believes that a lowering of atmospheric oxygen caused the P-T extinction. These low oxygen conditions continued on through the Triassic and most of the Jurassic, influencing the development of animals that evolved during this time. Birds, for instance, developed their unique air-sac respiratory system because of this extremely low oxygen environment.
The reason the atmosphere lost its oxygen, Ward suggests, was because ocean levels dropped, exposing anoxic organic materials to the atmosphere. The newly-exposed materials oxidized, pulling oxygen out of the air, and the iron in these materials rusted, creating the red rock layers that are so distinctive in post-Permian geology. Explosive volcano eruptions from Siberia may have contributed to this loss of oxygen as well, expelling huge amounts of carbon dioxide, carbon monoxide, methane, and other gases into the atmosphere. Whatever happened in the P-T, it happened on a geologically fast time scale, within 50,000 years or less.
AM: The ancestors of mammals are the cynodonts, which survived the P-T extinction. Why wouldn’t mammals have retained the cynodont capacity to exist at lower O2 levels?
PW: Mammals survived only at very low size. There were no large mammals until oxygen went up again.
We don’t know about mammals with low O2 capacity, except for those that live at the highest elevations. For instance, the South American alpacas and llamas. They have special respiratory capabilities – they have very big chests and big lungs – and their blood has more hemoglobin. There’s no way to tell from the fossil record how much hemoglobin an organism had. We can tell whether they had big chests, though.

AM: Has a direct link been established between the mammal-like reptile cynodonts and modern day mammals? Or could mammals have evolved independently as an example of convergent evolution?
PW: No, we are definitely part of the surviving stock going back to mammal like reptiles – there are just too many similarities in head and bone anatomy for it to have been convergent evolution

xxxx

Como e porque um reptil se transformou em mamifero!
dezembro | 7 | 2011

Artigo precisa ser revisto, corrigido, refeito. Ver no Word se tem artigo com titulo: O maior ato heróico… ( no website já foi checado e não tem). Acrescentar aqui o artigo que fala da possibilidade de o maimefero ter surgido na agua. Cadê a foto do cianodonte?

Pela logica natural Neo-Darwinista, onde os mais fortes sao selecionados, multiplicados e dominam o ecossistema – os dinossauros teriam evoluido e hoje ocupariam o lugar dos humanos, tendo a nossa inteligencia e a nossa mania de dar ponta pe num pedaco de couro de vaca arredondado e cheio de ar que chamamos de bola! Os carros seriam gigantescos, nas escadas rolantes dos metros teriamos que ver onde pisar pois haveriam muitos rabos, e… imagine o tamanho e a forma dos vasos sanitarios!

Mas um reptil gaiato que nao era um dinossauro, e sim um dos menores, e ainda uma femea, desafiou todas as leis da logica Neo-Darwinista e suas fabulas mitologicas de queda de meteoritos, mudou tanto o curso da Historia que ao inves de dinossauros vendendo pipoca nas ruas, hoje existem homens fazendo isso. Bem… talvez ela nao tenha agido segundo a imediatista e sempre equivocada logica da biosfera em estado caotico terrestre, mas sim sob o comando irresistivel de uma logica maior do Universo. E’ o que os modelos da Matriz estao sugerindo.

Para que funcao ou utilidade pratica o Intelligent Designer dos criacionistas criou os crocodilos quando criou as especies uma a uma? Pelo que vi no Pantanal do Mato Grosso, foi para comer nossas pernas! Mas me retrucaram que a funcao do crododilo e’comer bichos menores que proliferam como ratos e assim manter o equilibrio ecologico. Nossas pernas entram no cardapio crocodiliano como sobremesa. Perguntei porque entao foi criado um sistema de proliferacao desses… ”Ora, para justificar a criacao de crocodilos…”. Os criacionistas sempre me deixaram boiando na maionese… Porem, o homem revelando-se melhor projetista, matou alguns crocodilos, tirou-lhes o coro, usou-o para fazer sapatos e botas para proteger suas pernas de serem comidas por… crocodilos! Acontece que quando o crocodilo poe os dentes na bota com seu proprio coro, desconfia que la’ dentro ao inves de uma perna possa ter um irmao de sua especie, e como ele nao e’ canibal, sai fora… ”Esse tar de homi e’ esperto e porreta… esse bicho tem futuro!”

A base da transformacao do reino dos repteis em reino dos mamiferos foi simplesmente a maneira de tratar os ovos. Os repteis botam os ovos fora, abandonando a prole `a propria sorte; os mamiferos mantem os ovos dentro ate’ que os filhotes nascem mais preparados para sobreviverem. Isto quer dizer que ao menos numa especie de reptil, as femeas comecaram a terem seus corpos transformados, desenvolvendo toda a parafernalia da gestacao embrionaria. Mas porque um animal praticamente sem cerebro, de sangue frio, que existe quase apenas como uma maquina para devorar comida e sobreviver, que precisa da maior destreza, versatilidade fisica, velocidade, etc, para a caca e a defesa, se nao quiser morrer de fome, de repente morre de amores por seus ovos, nao quer larga-los de jeito nenhum, fica segurando o bico da coisa para nao deixar os ovos sairem, e assim de geracoes a geracoes, por milhoes de anos, ate que de repente nao era mais um reptil e sim estava fazendo “meeeee’” como uma vaca?!!! Voce teria uma explicacao para o caso do Joaquim, que acreditava que a urina daria um bom vinho, que quando tinha que urinar, ficava segurando a urina o maximo que podia, esperando assim que esse ato repetido por milhares de seus herdeiros futuros, resultaria num belo dia num deles urinando vinho? Pois e’ isto que a logica neo-darwinista quer botar na minha cabeca… Quantas femeas sentiram aquelas dores terriveis que poderiam ter sido evitadas simplesmente botando os ovos fora, quantas femeas repteis morreram apenas porque a enorme barriga as impediram de cacar a presa… porque teimaram nisso?!!!

Quando eu ia comer na casa-restaurante de palafita feito nas margens do Amazonas da Dona Eustaquia eu sabia, pelo omelete servido, se quem estava na cozinha era ela ou sua fogosa e adoravel filha. Pois esta mexia os ovos na frigideira da mesma maneira que mexia os ovos dos clientes na cama. Portanto a moral da historia e’ que pelo omelete se conhece a omeleteira, pelo tratamento dado aos ovos sabemos quem foi a especie , no caso, se reptil ou mamifero.

Esqueca Jesus Cristo, Joana D’arc, El Cid, Tiradentes, Luther King… esqueca todos os herois humanos, pois heroismo mesmo, o maior ato heroico de todos os tempos, em nome da Evolucao da Vida, foi acao de uma reptil! E agora estou falando serio! Ao inves de quando voce abriu os olhos pela primeira vez na sua vida, estar ja’ cansado de tanto chutar e esmurrar as paredes de um ovo, e ver uma paisagem selvagem, talvez a enorme bocarra de uma serpente esperando-o, sentir um frio e uma fome dos diabos,… voce hoje nasce baby ja formado, numa maternidade limpinha, leitinho nos peitos da mamae, fraldinha limpa… ao inves da boca da serpente ves a boca de um bicho grande mas amigavel fazendo bilu-bilu… e sabe gracas a quem? `Aquelas milhares de femeas repteis que sacrificaram suas vidas, cada uma acrescentando um detalhesinho a mais de complexidade nos seus quadris !… (nao so detalhes funcionais mas tambem esmeirando-se nos detalhes esteticos, tanto assim que o resultado final hoje saiu gostoso pra cara…, pra caramba!)

Tanto que quando eu estava na selva observando jacares e lagartos e senti essa historia de heroismo, minha primeira vontade foi a de construir um altar e sobre ele colocar uma femea lagartixa embalsamada, acender a fogueira e prestar culto de adoracao… ou entao dar um longo e afetuoso beijo de gratidao na boca de um crocodilo…

Porem… reptil na realidade e’ uma forca de destruicao, quase uma maquina, sangue frio, sem quaisquer tipo de sentimentos, nem mesmo deve saber ligar os filhotes que ve sairem de um ovo ao seu proprio corpo, tanto assim que eles mesmos devoram os proprios filhotes… Sentimento maternal numa lagatixa? Nao me faca rir porque me cai a dentadura. Claro que a femea reptil nao agiu heroicamente por ela mesma. Elas estiveram agindo automaticamente como zumbis sob a voz de um comando, que inseria instrucoes dentro do corpo delas, a nivel de DNA. Qual o misterioso personagem por traz deste comando de instrucoes?!!!

Sei que se algum Darwinista tivesse a pachorra a ler algo que este misero Ze’ Ninguem escreve, talvez risse `a vontade e com um ar condescendente de quem sabe das coisas e as explica para uma crianca curiosa cheia de imaginacao errada, explicaria que essa transformacao foi uma lenta serie de mutacoes ao acaso selecionadas e passadas de geracao a geracao, etc.. Certo dia -diria ele – uma reptil nasceu com o canal excretor mais apertado que o comum, tinha enorme dificuldade e muitas dores na excrecao, mas o tempo maior que os ovos permaneciam dentro dela fazia com que, quando os filhotes botassem a cabeca para fora dos ovos no meio das rochas, ja estavam um pouquinho mais maduros e aptos a sobreviverem, sendo assim selecionados e seus filhotes herdaram essa anomalia, e nova mutacao inventou um tipo de placenta dentro do reptil ja prevendo que no futuro o ovo se transformaria em filhote e precisava alimenta-lo antes de solta-lo ao mundo…

Bem… na verdade o Darwinista teria exposto os eventos e resultados de forma correta. A cru e grosso modo, para um observador alienado que apenas ve as coisas acontecerem sem refletir sobre causas e efeitos e sem localizar o fenomeno nos inconmensuraveis tempos e espacos cosmicos, as coisas acontecem e pronto, o Deus Magico dos outros explicadores antigos e’ substituido pelo Acaso Absoluto Magico, capaz de prever o futuro e saber inclusive que corpos materiais em estados etarios e formas que nunca existiram iriam surgir e precisar de reserva previa de alimentos… E ponha nisso mihoes de fortuitas e felizes ocorrencias mutacionais ao acaso que seriam necessarias para transformar o simples aparato excretor de repteis na extraordinaria engenharia da embriogenese que surgiu na especie humana! Ele escolheria o caminho facil da ironia e desprezo ao inves de ir na selva infernal, esconder-se no matagal horas a fio observando a colonia de jacares-acanga do Territorio dos Jamanxins, estudando-os pelo metodo da empatia, ou seja, “auto-exorcismo do ego”, ou seja, anular-se o seu “Eu” e o seu corpo, e viver o momento do “Eu e corpo do jacare”, buscando compreender sua historia e comportamento. Como fez o Mestre Darwin com os pasaros ornitorrincos a ponto se sentir-se com bico ao inves de boca e ter a fantastica ideia da Evolucao, e como fez aqui esta “crianca” para ter a estranha ideia da Macro-Evolucao Universal, a Matriz, softwares naturais, etc. Enfim, nem eu, nem ele, e nem os partidarios da teoria do deus magico que teria descido dos incomensuraveis reinos dos megaversos para vir aqui atuar no palco deste planetinha perdido no Cosmos, tem provas para suas teorias, apenas o tempo tera’ a ultima palavra…

Observe o modelo do software da Matriz no estado de Sistema Fechado. Observe o modelo do hardware desse software, o building block dos sistemas astronomicos, o qual foi o ultimo nao-vivo ancestral comum de todas as especies de seres vivos… procure ver estes mecanismos de botar os ovos fora e/ou mante-los dentro. A solucao para este misterio que nunca homem algum resolveu antes… vai surgir para voce. Se nao matar a charada, volte a este artigo mais tarde, que, quando eu tiver tempo, a exporei aqui. Ate’ la’ boa sorte na sua aventura com os ovos de repteis e mamiferos, e veja la’ que tipo de tratamento produzira’ seu omelete…

xxxx

Réptil para Mamíferos: Outro elo… e marinho?
dezembro | 6 | 2011

Did reptile swimmer show mother love?

A fossil of a plesiosaur, an extinct marine reptile, has revealed that not only did these animals give birth to live young, they may also have cared for their offspring in a manner similar to today’s whales and dolphins.

NatureNews:

http://www.nature.com/news/2011/110811/full/news.2011.478.html?WT.ec_id=NEWS-20110816

( Hummm… mamiferos aquaticos tambem mantem os ovos dentro. Wikipedia:

Blue Whales: Little is known about mating behaviour or breeding grounds. Females typically give birth once every two to three years at the start of the winter after a gestation period of 10 to 12 months.[43] The calf weighs about 2.5 metric tons (2.8 short tons) and is around 7 metres (23 ft) in length. Blue whale calves drink 380–570 litres (100–150 U.S. gallons) of milk a day. Weaning takes place for about six months, by which time the calf has doubled in length.

E notar pelo comentário abaixo, que talvez a origem da gestação mamifera se tenha dado na água:

” The concept of live birth limiting body size may hold across most species but the largest animal on the planet today is a marine mammal which reproduces via live birth – the blue whale. They key there might be the word marine, as the boyancy factor in water certainly plays a role in making such reproduction more viable.”

xxxx FIM xxxx

Evolução:Extinção dos Dinossauros por Acaso ou pela Lei da Matriz?

quarta-feira, dezembro 7th, 2011

Depois dos modêlos da Matriz passei a suspeitar da tão propalada teoria de que a grande extinção dos animais gigantescos a 60 milhões teria sido causada por impacto de um meteórito. Pois ao contrario do que a teoria da micro-evolução de Darwin sugere – que a complexidade é acrescentada por um movimento de competição entre os protagonistas, e o ambiente seleciona os que melhor se adaptam, possibilitando o aumento de sua prole, tornando-os os mais fortes e capazes – esta teoria da macro-evolução sugere que tornar-se mais forte e impor-se pela competição é uma armadilha fatal. A espécie que está no tôpo evolucionario (como estavam os répteis antes dos mamiferos, ou como estão os humanos agora) gira ao sabor do circuito do software-matriz, significando que quando a espécie alcança a Função 4 a evolução descarta-a como carta fora do baralho e lança um fluxo paralelo, o qual vai conduzir exemplares daquela espécie para as devidas mutações (na Função 1) e transcêndencia para a forma superior. A partir daí o fluxo lateral é que vai constituir o tronco e fazer a árvore crescer, enquanto os demais exemplares vão constituir um galho que seca e se extingue (indo para as funções entrópicas 6 e 7), podendo ainda permanecer na arvore por milhões de anos. Vejamos novamente o software-matriz:

origem-astronomica-dos-cromossomas-sexuais.jpg

 Não sei ainda qual é o sinal do momento a ser lançado o fluxo lateral, mas deve ser algo relacionado com o comportamento individual ser ainda acessivel ou não a assimilação pelo organismo de novas informações.

O fato é que a vitória de alguns que não devida à sincronia com o ritmo natural ao invés de leva-la à complexificação, leva-a ao aumento da gordura, do crescimento corporal, do aumento do poder sôbre outros grupos, e isto é cavar a própria sepultura. Isto leva a criatura a se super-especializar num modo de existência, tornando-se um sistema fechado em si mesmo, tornando-se um beco sem saída, termo-dinamicamente acomodado, podando sua energia interna e fechando as portas à evolução até que a inevitável mudança do ambiente ou alguma grande catastrofe planetaria (pouco provavel) a extinga completamente. Quando isto acontece, a Natureza faz o conveniente retorno. A Evolução caminhou dos répteis pequenos, como lagartos, lagartixas, e continuou daï na direção dos dinossauros, porem a certa altura retornou para um réptil menor, talvez uma espécie de lagarto (dizem agora chamar-se cyanodonts), para se redirecionar na direção dos mamíferos. Não era preciso grandes catástrofes para acabar com os gigantes répteis, tal como para estar diminuindo o reinado dos gigantes gatos (leões, tigres) e dos grandes animais marinhos (como a baleia), ou das aves (águias), a natureza não está recorrendo a castastrofes ou esperando outro meteórito. 

Portanto, o novo aliado nesta suspeita, um renomado cientista é promissor, apesar de que, como alternativa ele sugere outra catastrofe planetaria, com a qual tambem não simpatizo. Vejamos o breve excêrto abaixo:    

Summary: Paleontologist Peter Ward of the University of Washington discusses his latest book, entitled “Gorgon: Paleontology, Obsession, and the Greatest Catastrophe on Earth”. Unterview at

Astrobiology Magazine

http://www.astrobio.net/interview/922/the-greatest-catastrophe-on-earth

AM: You say in your book that while an asteroid impact has been suggested as a cause of the P-T extinction (Permian/Triassic extinction) , follow-up studies have not been able to support that claim.

PW: I do not think that asteroid impact was a cause. There is a new paper just out that suggests that explosive volcanism can look like the remains of asteroid impact. The paper, by J. Phipps Morgan, et al., says that explosive volcanic eruptions are sometimes able to generate the shocked quartz, microspherules, and other geologic traces commonly attributed to large extraterrestrial impacts, while also triggering a mass extinction event.

Ward comes to a different conclusion:

Ward believes that a lowering of atmospheric oxygen caused the P-T extinction. These low oxygen conditions continued on through the Triassic and most of the Jurassic, influencing the development of animals that evolved during this time. Birds, for instance, developed their unique air-sac respiratory system because of this extremely low oxygen environment.

The reason the atmosphere lost its oxygen, Ward suggests, was because ocean levels dropped, exposing anoxic organic materials to the atmosphere. The newly-exposed materials oxidized, pulling oxygen out of the air, and the iron in these materials rusted, creating the red rock layers that are so distinctive in post-Permian geology. Explosive volcano eruptions from Siberia may have contributed to this loss of oxygen as well, expelling huge amounts of carbon dioxide, carbon monoxide, methane, and other gases into the atmosphere. Whatever happened in the P-T, it happened on a geologically fast time scale, within 50,000 years or less.

AM: The ancestors of mammals are the cynodonts, which survived the P-T extinction. Why wouldn’t mammals have retained the cynodont capacity to exist at lower O2 levels?

PW: Mammals survived only at very low size. There were no large mammals until oxygen went up again.

We don’t know about mammals with low O2 capacity, except for those that live at the highest elevations. For instance, the South American alpacas and llamas. They have special respiratory capabilities – they have very big chests and big lungs – and their blood has more hemoglobin. There’s no way to tell from the fossil record how much hemoglobin an organism had. We can tell whether they had big chests, though.

AM: Has a direct link been established between the mammal-like reptile cynodonts and modern day mammals? Or could mammals have evolved independently as an example of convergent evolution?

PW: No, we are definitely part of the surviving stock going back to mammal like reptiles – there are just too many similarities in head and bone anatomy for it to have been convergent evolution

                                            Nosso ancestral, o cynodont ?

                                                    cynodont

Réptil para Mamíferos: Outro elo… e marinho?

terça-feira, dezembro 6th, 2011

Did reptile swimmer show mother love?

A fossil of a plesiosaur, an extinct marine reptile, has revealed that not only did these animals give birth to live young, they may also have cared for their offspring in a manner similar to today’s whales and dolphins.

NatureNews:
http://www.nature.com/news/2011/110811/full/news.2011.478.html?WT.ec_id=NEWS-20110816

( Hummm… mamiferos aquaticos tambem mantem os ovos dentro. Wikipedia:

Blue Whales: Little is known about mating behaviour or breeding grounds. Females typically give birth once every two to three years at the start of the winter after a gestation period of 10 to 12 months.[43] The calf weighs about 2.5 metric tons (2.8 short tons) and is around 7 metres (23 ft) in length. Blue whale calves drink 380–570 litres (100–150 U.S. gallons) of milk a day. Weaning takes place for about six months, by which time the calf has doubled in length.

E notar pelo comentário abaixo, que talvez a origem da gestação mamifera se tenha dado na água:

” The concept of live birth limiting body size may hold across most species but the largest animal on the planet today is a marine mammal which reproduces via live birth – the blue whale. They key there might be the word marine, as the boyancy factor in water certainly plays a role in making such reproduction more viable.”