Archive for janeiro 5th, 2012

BIOMIMICRY e OS NOSSOS 1.400 PROJETOS

quinta-feira, janeiro 5th, 2012

Na Antiguidade, o Homem olhava admirado as estruturas e a dinâmica da Natureza, sentia que por tráz dêsse enigma só poderia haver uma unica solução: “Tem que existir uma inteligência suprema, Deus!”. Na Modernidade, o mesmo Homem deslumbrado, tem outra resposta: “A Vida vem, há 3,8 bilhões de anos, inventando, criando soluções fantásticas… essa é a solução, a verdade, cujo desconhecimento fêz os antigos acreditarem em Deus”.

Mas agora descobrimos que uma simples fórmula funcional tem em si embutidas tôdas as coisas que a Natureza fêz e que deixam os homens admirados. E evidências se acumulam dia a dia, indicando que a fórmula existe, é real, é viva, é natural, porem, é de uma inteligência extraordinária, superior à humana. E ficamos a nos perguntar:

“Considerando-se que os modernos estão certos, que a Natureza produziu tudo o que vemos de fantástico, mas considerando-se tambem que, com uma simples fórmula como essa da Matrix/DNA, uma inteligência suprema tal como imaginada pelos antigos, poderia ter criado a Natureza direcionada a produzir estas coisas… como ficamos agora?!”

Biomimicry: O Livro, a Idéia!

xxxx

O parágrafo acima me faz lembrar de uma anedota, quem a sabe deve ter-se lembrado. O filósofo Nietzche lançou as bases da fôrça nazista criticando as fraquezas do cristianismo e um dia um gaiato na madrugada escreveu no principal portal de entrada na cidade de Berlim: “Deus morreu! assinado: Nietzche!” Passaram-se dias e Nietzche caiu doente e morreu, e no dia seguinte amanheceu escrito em baixo: “Nietzche morreu! assinado: Deus!”

Bem agora alguem deveria escrever embaixo: “Deus e Nieztche morreram! assinado: The Matrix/DNA !” Mas não, por favor não escrevam, pois isso daria ensejo a que mais tarde alguem escreva: “A Matrix morreu!”. O certo é que nenhum pequenino cérebro humano é capaz de conhecer a Verdade Ultima… se existir alguma.

xxxxx

ARTIGOS TRAZIDOS PARA CÁ:

BIOMIMICRY: A Inteligência de Alguns Humanos a Serviço da Humanidade
domingo, dezembro | 18 | 2011

xxxx

Uma grande idéia, que está se tornando uma nova disciplina científica está revolucionando as estruturas das companias e das paisagens, chamapse “biomomicry”. A grosso modo trata-se de coletar e estocar todas as soluções encontradas por seres vivos – de micro-organismos a baleias e elefantes – para imita-las aplicando para solucionar os problemas práticos do dia-a-dia dos seres humanos. Porem, os biológos fundadores desta nova área talvez estejam cometendo um grande equívoco. Êles entendem que estes seres vivos “inventaram”, “criaram”, estas geniais soluções. Mas à medida que vou vendo cada ítem particular que estão coletando, observo que todos já existiam na Natureza antes mesmo da Vida surgir aqui. Por isso tenho repetido aqui a cada nova descoberta que tomo conhecimento o método de correr a procurar na fórmula da Matrix/DNA e não resistir a dar sempre o mesmo veredicto: “Isto já existia antes, isto já estava escrito nas estrêlas.” Ou seja, antes dos seres vivos, existiram seus ancestrais que foram e são os sistemas mecânicos, eletro-magnéticos, termo-dinamicos. Mas tanto os sistemas vivos como os termo-dinâmicos tem um unico e mesmo molde estrutural e funcional, que é a fórmula da Matrix/DNA. e tôdas estas soluções partiram desta simples fórmula natural. Então porque, a cada problema que precisemos resolver, ou quando precisamos de novas idéias, temos que consultar zilhões de mecanismos apresentados por 30 milhões de espécies, se temos tudo isso numa simples fórmula? O problema é que, apesar de demasiada simples à primeira vista, cada pequenino trecho ou ítem dela oculta uma infinidade de outros ítens, e êstes nos escapam à nossa inteligência. Para ver e descobrir tudo o que acontece na fórmula seria necessário ser-mos maiores e mais velhos que o Universo, ou olhar desde o alem dêle. São êstes animais, êstes micro-organismos, estas plantas que estão nos levando a abrir o leque de cada ponto da forma e ver o que não vimos antes. Mas ainda assim, a vantagem da fórmula está tambem em que, observado uma solução apresentada no mundo vivo, de imediato a vemos tambem aplicada nos sistemas não-vivos ancestrais, de forma mais simples, porque mais mecanizada, bem ao estilo de nossas tecnologias. Vamos adotar a biomimicry, pois ela nos será uma guia valiosa na descoberta dos ocultos na fórmula.

xxxx

Trompa de elefante se torna braços para aleijados e robots


xxxx

Êste já é um dos resultados da biomimicry. Os 40.000 feixes de musculos dentro de uma trompa de elefante inspirou a fabricação de um braço mecânico para deficientes físicos e robots, capaz de leves, suaves e eficazmente controláveis movimentos. Êle é incrivelmente forte tambem, apesar de ser construído com simples componentes, sem usar aço ou ferro. Alem dos usos acima, o braço bionico poderá ser usado para aplicações na medicina e na agricultura. Quando ví isso, logo pensei: “Bom, a fórmula da Matrix/DNA nada tem a fazer aqui, trata-se de um detalhe físico-mecânico mas que a biologia desenvolveu ao acaso, premida por uma necessidade, de um grande animal que não possue membros adequados para muitas das operações necessárias à sua sobrevivência. Mas… espera aí: isto foi uma “criação” e a cosmovisão da Matrix/DNA diz que nada se cria, tudo tem que ter existido no momento do Big Bang na fórmula que surgiu na forma dos vórtices. No minimo, o elefante e seus ancestrais foram catando detalhes da fórmula e arranjaram-nos de uma maneira nova, nunca feita antes. E onde estão estes detalhes na fórmula? Observando-a notei que existe um processo-mecanismo que pode fazer o que a trompa faz e se materializado êle apresentaria a mesma figura da trompa: trata-se do braço em espiral que é deixado como pegadas magnéticas no interior do sistema pelo avançar do corpo que executa a F5. Por exemplo, quando a fórmula está no estágio de hardware de building block astronomico, o traço formado pelo avançar do cometa rumo ao buraco negro, guiando o cometa como o elefante guia a ponta de sua trompa… mas depois o mesmo mecanismo está bem visivel na trajetória feita pelo corpo lançado em F1, perfazendo o circuito em espiral. Sim, o elefante roubou a idéia da Matrix/DNA, êsse mecanismo já existe no seu DNA, dentro dos nucleotideos e é executado pela uracila, e depois pelo RNA nas suas células. O elefante apenas expressou algo que já existe embutido em todos os sers vivos, apenas êstes não sentiram necessidade de expressa-lo. Porem, temos um problema: a fórmula natural faz apenas um musculo sendo que é torcido em espiral e os anéis que vemos na trompa parecem serem separados como anéis sôbre anéis ligados pela massa da pele, etc. E o braço mecânico parece que tambem é assim, uma justaposição de anéis. Mas será que os biólogos viram direito a estrutura de musculo da trompa? Afinal, o que é espiralado, num ambiente assim deformado como é o exterior da trompa, se visto à distancia parecerá anelado. Será que os engenheiros pensaram na forma espiralada, será que a experimentaram? E se não? Não está aí uma oportunidade de voltar a ver com mais cuidado a trompa, descobrir esta possibilidade e se aplicada no braço mecânico, não poderá melhorar em muito sua funcionalidade?”

O que quero dizer com isto é: Em cada situação que precisamos mudar ou resolver ou criar, quanto mais cabeças pensantes e quanto mais diferentes modos de ver o problema, nelhor será o resultado. E alguém “escolado” na cosmovisão da Matrix/DNA sempre verá qualquer detalhe de uma maneira especifica que ninguem mais vê.

Se você está 100% feliz nada tens a fazer aqui, não percas seu tempo procurando saber êste assunto (que está despertando na mente de pessoas que querem diferentes condições de vida agora em vários pontos do planeta). Mas se tens um unico problema, um só obstáculo, lhe incomodando, seja direto contigo mesmo ou afetando pessoas que aprecias, não podes deixar de perder alguns minutos e acompanhar-nos, participar conosco, nesta iniciativa que tem uma lógica possibilidade de solucionar todos os obstáculos para que todos os corpos humanos que compõem nossa querida Humanidade conquistem seu melhor bem-estar.

Pode ser que exista algo super-natural no meio da matéria da Natureza, algo como Deus, espiritos, etc., mas se nós focalizar-mos apenas a matéria perceptivel aos nossos sentidos com o conhecimento cientifico de hoje, é irresistivel a nós acreditar que existe um fluxo de causas e efeitos se tornando novas causas de novos efeitos, todos materiais, naturais, e portanto inteligiveis, onde tudo o que nos rodeia pode ser compreendido pela nossa inteligencia porque nossa Razão Humana foi feita pelas mesmas leis naturais, por esta História Universal da Natureza. Nós fomos feitos pela e dentro de uma Natureza que começou praticamente do nada, uma Natureza que parece ter uma meta, pois ela tem avançado desde a maior simplicidade inicial possível de ser imaginada e avançando sempre na direção da maior complexidade. Se entidades não-naturais, se um Deus, tem atuado na História nesta matéria, êle(s) tiveram o cuidado para não violar as Leis Naturais, por isso podemos entender a Natureza com a nossa Razão pura, a Razão que por si mesma foi feita por essa Natureza.

(Permita-me aqui um parentesis para uma opinião pessoal. A Física tem sugerido que tôda a matéria, quando dividida e dividida até sua mais profunda essencia, parece ser nada mais que microscópicos vórtices. Em outras palavras, nós e nosso mundo para sermos feitos de “vento”, de rodamoinhos fantasminhas. Baseando-me nesta visão, minha ultima crença é a de que há 13,7 bilhões de anos atrás, a Natureza nada mais era que infinitas bolhas feitas por rodamoinhos que pipocavam nêste espaço onde hoje se encontra o Universo. Êstes vórtices já tinham em si sete tipos de fôrças físicas brutas, e seu aparecer, crescer, minguar e desaparecer, já era a fórmula de um ciclo vital, e as diferenças entre estas fôrças como intensidade, qualidade, quando se somavam faziam com que cada vórtice fôsse unico, diferente de todos os demais, e pelo que fizeram posteriormente, tudo indica que eram uma espécie de genes primitivos. Ora, os genes tem uma meta…fazem evoluir uma massa inicial num novo sêr. É justamente o que a Natureza tem feito na sua longa vida de 13,7 bilhões de anos, novos seres mais evoluidos a partir de velhos seres menos evoluidos, e êstes sêres, todos êles, tiveram como meta procurar seu melhor bem-estar procurando soluções para resolverem seus problemas. Se os genes-bolhas-vórtices vieram de universos-pais, se vieram de um ou vários deuses inteligentes ou não, etc., para mim é uma incógnita onde tudo é possível, fica ao critério de cada um fazer sua aposta numa solução de acordo com suas conclusões pessoais. Minha aposta é a de que, cada uma das sete bilhões de porções de auto-consciência que estão dentro de cabeças humanas aqui são as novas formas mais evoluidas daqueles genes primordiais, e assim, vendo a nós como genes, diferentes entre si mas ligados pela mesma missão final, é que determina a maneira como me relaciona com seres humanos. Mas sempre lembrando, não sou o dono da verdade, isto pode estar errado, procure e siga o que sugere a sua própria consciência).

Se não existissem passaros voando no ar, corpos mais pesados que o ar, o homem jamais sequer teria a idéia de “inventar” os aviões. Lembro-me do meu avô dizendo: “Quando ouvíamos no rádio que um tal de Santos Dumont tinha se esborrachado porque tentou voar numa geringonça, nós ríamos a valer e diziamos que o cara era um louco, pois como pode uma coisa pesada voar no ar?” Acontece que Santos Dumont, assim como os irmãos Wright na América, já tinham descoberto a biomimicry, e dirigiam sua atenção observando o vôo rasante de abutres comendo carcaças de perus, observavam suas asas, e daí saiu as idéias geniais. As quais determinaram quem rí por ultimo. Nós nunca criamos nada do nada, tôda nossa tecnologia é imitação de algum objeto/mecanismo já apresentado antes pela Natureza, ela veio em dez bilhões de anos procurando a melhor maneira de fixar a matéria num sistema celeste, e depois mais 3,5 bilhões de anos os seres vivos desde as bactérias procuraram sempre e sempre resolver problemas, transpor obstáculos, para sobreviver e em melhores condições. Isto todo mundo sabe, apesar de que a maioria pouco conhece da Natureza e por isto não vê os paralelos entre nossos produtos tecnológicos e os fenômenos naturais que foram imitados, por isso ainda acreditam que a inteligência humana é “mágica”. Quem estudou mais a Natureza descobriu a “imitação” e os mais ativos criaram esta nova área denominada “biomimicry” imitação da biologia, das soluções encontradas pela vida terrestre, para acelerar estas imitações e assim melhorar nossas condições de existência. Mas me parece que existe algo mais, mais profundo ainda na Natureza, que infelizmente apenas eu penso estar vendo. Infelizmente, digo, porque assim, se isto existe de fato, estamos atrasando nossa felicidade. É preciso que muitos saibam e analizem esta possibilidade. Ela começa com uma pergunta:

Para que e porque uma fêmea de réptil, apenas um feixe de instintos e ainda de sangue frio, se imolou voluntariamente no altar dos sacrificios, mantendo os ovos dentro, pagando o mortal preço da gravidez, que levou muitas a serem menos capazes de caçar e se defender, até quando se transcendeu para a forma de mamifero?!

Não tem explicação racional, já a procuro por 30 anos e não encontro. Ao contrário, fui encontrando milhares de eventos iguais a êstes que não se encaixam num livre e racional fluxo material de causas e efeitos. Como átomos estupidos de qualquer inteligencia se reuniram num código que emite e materializa uma mensagem?! Existe algo, (talvez supernatural ?!), atuando na matéria debaixo de nossos narizes que não está sendo captado pelos nossos cinco sentidos carnais. Mas talvez seja algo simplesmente natural, que já existia implicito nos primeiros vórtices, e que pode ser captado pelo nosso sexto sentido humano, isso que chamamos inteligencia, ou mente, ou auto-consciência, que nem os macacos possuem. Êsse algo pode ser uma fôrça natural que tem feito parte e atuado na longa cadeia de causas e efeitos racionais, por isso, um dia teria que ser captado pela Razão que foi construída pela Natureza, o nosso sexto sentido. Até que ao menos um dêsses exemplares dessa Razão, um ser humano normal qualquer, se exposto a certas concições, como o foi a fêmea réptil, teria sua estrutura modificada para que uma nova parafernalia tecnológica natural ali se instalasse. Essa hipótese, que vejo como lógica, parece-me que está ocorrendo com várias pessoas em diferentes pontos do planeta ao mesmo tempo, para o beneficio de todos, como foi a transcendência de répteis para mamiferos, mas é o que me faz apresentar e implorar a sua atenção para analizar uma “teoria” do que seria êsse algo que no meio da matéria tem produzido efeitos que parecem não se encaixarem na longa cadeia de causas e efeitos.

A teoria é de que todos os seres naturais, sistemas biológicos, vivos, ou não, imitaram a Natureza quando desenvolveram todos os meios que existem para solucionar problemas. Nenhum criou algo novo do nada. de alguma maneira, a solução encontrada por uma bactéria que resolveu um seu problema, já existia antes sendo praticada na Natureza, antes das origens da Vida aqui, por sistemas astronomicos, atomicos, já existia no momento incial do Big Bang… e dentro daqueles vórtices-genes. Porque pensei nisso? Porque estou descobrindo que tudo foi feito com mecanismos, fôrças, que posso localizar como já existente num vórtice, se captar-mos o que na realidade é um vórtice, na sua inteirezam na forma de uma fórmula universal, uma fórmula de sistema natural completo e funcional, vivo. Foi isso que fiz: procurar uma fórmula no vórtice inicial e estudar como foi sua evolução, como ela se encontra hoje, nêste estágio da evolução universal.

Assim apresento o diagrama/software da Matrix/DNA na sua forma de sistema fechado perfeito, como sendo a fórmula Universal que seria uma espécie de alma da Natureza herdada daquilo ou daquêle que transmitiu uma carga genética com informações para a Natureza evoluir. Porque, quando arrumo a matéria de um jeito que me parece o mais lógico, fenômenos naturais como a parafernália gestacional que surgiu com os mamiferos já tinha seu protótipo funcionando no céu no meio das estrêlas, e antes, já existiu em potencial no vórtice primordial. Eu vejo ali os mecanismos, os principios, de maneira muito clara. Então agora voltemos ao objetivo deste tópico, com a biomimicry.

INTRODUÇÃO À BIOMIMICRY PELA MATRIX/DNA

A biomimicry já tem 1.400 projetos, ou seja, identificou problemas humanos que precisam de uma melhor solução, com soluções observadas e já atuando na Natureza. Algumas soluções já foram encontradas e já estào sendo praticadas, mas a amioria, milhões de soluções apresentadas pela Natureza ainda não foram inteligentemente tradizidas e imitadas pela nossa tecnologia. Como nas bactérias a Natureza evita que suas células sejam atacadas por coisas existentes no meio ambiente e que produzem o cancer? A mesma Natureza ainda não está aplicando tal “truque” para os seres humanos, não sabemos porque, talvez os agentes malignos foram re-criados aqui recentemente. Então cabe a nós pesquisar, buscar, qual é o “truque”, e buscar rápido.

Está faltando um “elo” entre a sabedoria da Natureza e a sabedoria humana. Está faltando a nós o jeito de sabermos como transformar um mecanismo natural em mecanismo funcional para nós. Fizemos isso imitando o fenômeno natural “passaro voando no ar” no fenômeno humano tecnológico “avião voando no ar”. Mas a coisa se acelerou, a super-população e até mesmo a grande quantidade de imitações repentinas complicou nosso estado atual de maneira que nossos problemas hoje são muitos, exigindo um esforço extra de nossa inteligencia para saber mais rapido como imitar mais e melhor.

Ora, a fórmula da Matrix pode ser o elo que nos falta.

A FLÔR DE LÓTUS E A TÉCNICA ESPETACULAR DE LIMPEZA DA NATUREZA

PRIMEIRA SOLUÇÃO DA COLABORAÇÃO DA MATRIX/DNA

Por exemplo, a biomimicry observou que a flor de lotus tem uma extraordinaria engenharia para se manter limpa no meio do pantano. É realmente impressionante para quem caminha na selva ver por exemplo, como as fôlhas-régias se mantem limpas em tanta sujeira. Ela precisa estar limpa e livre para captar seu alimento principal, a luz do sol, através de suas folhas. Não precisa ser nenhum gênio para descobrir que o que lava a superficie horizontal de uma planta pode ser o direto jato da chuva. Mas e a sujeira nas partes inclinadas onde jatos não batem, ou nas fôlhas encobertas pela vegetação?! Ela tem uma espécie de bomba nas suas células que quando vai chover, a bomba empurra a poeira para fora de seus poros de maneira que quando a água da chuva escorre nas partes inclinadas, leva a poeira embora. Ora, nós temos um grande problema com a sujeira de nossos objetos, que está custando muito trabalho, estragando muitos recursos naturais com nossa poluição nestas “limpezas”. Basta lembrar que nossas pontes de ferro todo ano precisam serem lavadas com jatos de sei-lá-o que e depois re-pintadas. Mas… e se nossos materiais contivessem as bombas da flor de lotus? Já imaginou sua vida livre da limpeza? Já imaginou nossa alegria de saber que nunca mais um ser humano teria que se agachar ao chão para esfrega-lo? Precisamos conhecer tudo dessa bomba da flor de lotus, essa solução apresentada pelo gênio da Natureza e tentar ver se não é possivel fazer novos materiais que a contenha.

Aqui entra a fórmula da Matrix. Como?! Sugerindo que é preciso fabricar uma bomba em miniatura por nanotecnologia e inserir uma bomba em cada átomo, cada poro, ou cada célula de um material. Isto é o que nos está impedindo, pois parece impraticavel. Não é preciso porque cada átomo já possui a bomba em si mesmo, apenas ela não está se expressando. O “truque” é expor ou atacar o material com um estimulo, um sinal, talvez elétrico, para que o átomo seja estimulado a expressar sua “bomba natural”. Antes, porem, precisamos saber onde está, o que é essa bomba, dentro dos átomos, dos sistemas, e qual é o tipo de estímulo que na Natureza faz a bomba se expressar, para saber a que tipo de estimulos ela responde. E podemos achar a bomba e o estímulo através da fórmula, porque, todos os sistemas naturais, inclusive os sistemas atomicos, são construídos em cima da mesma fórmula. Esta forma é composta de sete partes inter-ligadas por um circuito. Cada parte é uma função sistêmica universal, uma espécie de obreiro celeste. E justo nesta fórmula, descobrimos que tem uma parte, um destes obreiros, que é uma bomba, funciona como uma bomba recicladora, pulsante. Veja na fórmula a Função N.1.

A flor de Lotus não inventou a bomba com que se mantem limpa, ela apenas utilizou algo que já possuia e estava esquecido, por longo desuso nas outras espécies ancestrais, dentro dela. Veja na fórmula que essa situação de poeira vir de longe e se estabelecer na superficie de um sistema já acontece nas estrêlas. É o que os fisicos tem denominado “horizonte de eventos” circundando um “buraco negro”. Para nós, na Matrix, a poeira estelar é o material que servirá de alimento para um novo bebê estelar. O vórtice central, que os fisicos chamam de buraco negro, emite esferas incandecentes de energia, as “bombeia” para fora, e quando saem, as esferas de energia levam a poreira da superficie consigo, para longe. O circuito do sistema celeste, porque não pode ser reproduzido na forma de energia quando o sistema na terra é “flor-de-lotus + água da chuva”, foi transformado em circuito como agua corrente, pela força da gravidade. O que faz a bomba celeste se estimular a empurrar a poeira para fora? Sinais que vem na forma da energia dos cometas adentrando a bomba…

Portanto, a fórmula da Matrix nos conduz surpreendentemente a observar um fenômeno natural de uma maneira nova muito mais sábia. De onde podemos achar as soluções tecnológicas para nossos problemas. soluções que jamais imaginariamos de outra forma, pois por exemplo, por aqui parece que no futuro, os materiais que vão ser usados em nossos objetos e construções, passarão antes por esteiras e compartimentos onde serão bombardeados com sinais elétricos, cada qual fazendo aflorar uma propriedade escondida mas requerida por nós. E, por exemplo, parece que essa absurda necessidade de lavar roupas, pontes, pisos, carros, etc., vai acabar! O Homem, a Mulher, têm como destino se aventurar ao Cosmos e não foi feito para ser mantido eternamente ajoelhado a se arrastar esfregando o chão.
xxxx

Fôlhas de lotus auto-limpando-se


xxxx

Mas para chegar a êsse ponto de desenvolvimento, precisamos nos reunir e conversar. Com o intuito de direcionar-mos nossa inteligência a êste assunto. O díálogo é o inicio, como foi o principio da área da cibernética quando alguns cientistas e pensadores estavam reunidos (Wiener, Rosemberg, etc.) apenas conversando sôbre os casos de feed-back na Natureza. Porque o tema se abre muito e interage com muitos outros temas. E no diálogo descobriremos o que a Ciência descobriu muito antes que é preciso dividir os grupos em áreas especificas. Cada cabeça uma mensagem e portanto uma maneira util diferente de ver o mesmo objeto. Por exemplo, tem o caso de que nosso corpo faz o mesmo da flor-de-lotus quando “sua”. Parece ter bombas empurrando a sujeira dos poros para fora. Alguem do grupo precisa ser destacado a pesquisar tudo o que já se sabe sobre “suor”. Depois conecta-se todos os dados até surgir o quadro com a solução final.

xxxx xxxxx xxxxx

Há vários indicios, como o aquecimento global, de que estamos nos comportando como virus ou bactérias nocivas ao planeta que nos deu a Vida e nos mantem. Mas apenas o futuro pode dar a resposta certa, se fomos bons, maus ou indiferentes ao planeta. Mas se estamos nos comportando mal, uma das causas seria a de que a nossa tecnologia se desvia da tecnologia desenvolvida e aplicada pela Natureza. Mente Sana em Corpore Sano: isto só acontece a quem vive em sintonia com a sua natureza e não desviando-se dela. Para viver em sintonia com a natureza e ter uma tecnologia própria, será preciso observar, aprender a tecnologia natural e imita-la ao maximo possível. E esta idéia está sendo estudada por uma nova área de conhecimento humano: biomimicry.

Por outro lado, a maioria da Humanidade ainda é escrava da maldição “comerás o teu pão, construirá suas casas e cidades, com o suor de teu rosto”. Isto está impedindo que a maioria dos humanos se engagem na causa maior da Humnaidade: desenvolver o cérebro e por tabela, a mente humana. Escravos do trabalho forçado, rotineiro, na maioria braçal, estas pessoas estão impedidas de evoluirem seus cérebros. Temos que liberta-las do trabalho escravo, politicamente, financeiramente e acima de tudo, pela tecnologia. Às máquinas, o suor do escravo. Então temos mil problemas tecnológicos ainda a resolver, não só em relação à libertação e evolução d6estes cérebros, mas tambem em relação a obstáculos que ainda torturam a Humanidade, como as doenças, as longas distancias, etc. Mas estamos percebendo que a natureza já resolveu a seu modo, e muitas v6ezes com uma engenharia extraordinária, muitos d6estes problemas. Êste é mais um motivo para dedicar-mos mais tempo e investimentos na observação dos detalhes da Natureza. E novamente vem justo para preencher essa necessidade, a Biomimicry.

A fórmula/software da natureza que denominamos “Matrix/DNA” é a fórmula de um sistema natural fechado, perfeito, sem nenhum problema e funcionando automaticamente. Ela está presente em todo o Universo em suas formas derivadas, as quais são imperfeitas e abertas. Ela está na base da maioria, senão todos os fenômenos naturais que compõem a nossa Natureza. É nossa missão agora busca-la nos detalhes do micro, do médio e do macro cosmos, que influenciam nossas vidas e corrigir as imperfeições. Portanto nosso caminho se encontra e se desenvolve em paralelo com a Biomimicry. Pode até se tornar o mesmo e um só caminho, se os pesquisadores da Biomimicry entenderem e aprovarem a teoria da Matrix.

Por isso abrimos este capitulo, para acompanhar, registrar e analizar tudo o que o pessoal da Biomimicry for fazendo. Começamos com o artigo abaixo, traduzindo pontos importantes e analizando-os ( mas já existe nêste website um artigo ou menção à biomimicry e devo procura-lo para anexar aqui):

xxxx

http://earthsky.org/biomimicry/janine-benyus-biomimicry-is-innovation-inspired-by-nature

xxxx

Assista o excelente vídeo no endereço abaixo:

Janine Benyus e Biomimicry a Nature of Innovation

xxxx

Janine Benyus helped bring the word biomimicry into 21st century vocabularies in her 1997 book on the subject. Her company, The Biomimicry Group, encourages biologists at the design table to ask: how would nature design this? She said our human society will create a more sustainable world in part by emulating the natural organisms all around us, which have already gone through billions of years of trial and error to find elegant and amazing solutions to process and design problems. This interview is part of a special EarthSky series Biomimicry: Nature of Innovation produced in partnership with Fast Company and sponsored by Dow.

Janine Benyus spoke with EarthSky’s Jorge Salazar:

O que é biomimicry?

Biomimicry é inovação inspirada pela natureza. É o processo de olhar uma fôlha e tentar pensar em como fazer uma célula melhor num painel solar. É praticada há muito tempo. Por exemplo, os irmãos Wright – pioneiros da aviação com Santos Dumont – observavam os vôos rasantes dos abutres sôbre carcaças de perus para melhor imitar, calcular, como fazer as asas e vôos de aeroplanos.

Agora biomimicry está se tornando um dos métodos que engenheiros, projetistas e arquitetos fazem seus trabalhos. Isto porque principalmente pessoas estão procurando modos sustentáveis de fazer as coisas – economizar energia ao invés de esbanjar, economizar materiais, em menos tóxicas possibilidades.

xxxx

SEGUNDO ARTIGO TRAZIDO PARA CÁ:

Sensacional! Descobrindo “B I O M I M I C R Y ”
quarta-feira, fevereiro | 2 | 2011

http://www.biomimicryinstitute.org/

1) Aranhas elaboram protéínas muito maiores que os outros seres vivos podem fazer. Uma vantagem é o fio da teia de aranha muito mais eficiente que nossas fibras. Sabendo-se (pela teoria da Matriz/DNA) que proteínas sào trechos/fragmentos do circuito do sistema-Matriz, devemos identificar a que trecho corresponde cada proteína e então juntar duas pontas de duas proteínas cujos trechos são suscessivos. Segundo a teoria haveria uma conexão quimica automatica.

Veja nêste vídeo como estão as pesquisas tentando imitar o fio da sêda feita pelas aranhas: http://www.youtube.com/watch?v=IPIxXXOkKcU

A natureza não permite que seja sintetizado naturalmente grandes moléculas de proteínas e para tanto inventou uma enzima que cortam proteínas que tendem a crescer. Acho que o motivo é claro: fragmentando um circuito de sistema fechado em trechos permite a abertura do sistema e uma infinidade de novas mutações ou transformações que geram a infinidade de recursos técnicos, mecanismos e processos disponíveis à Vida. Se a primeira proteína fôsse do tamanho do circuito completo do sistema-Matriz que vindo dos sistemas astronomicos iniciou a Vida na Terra, teria feito apenas um vírus, e aí a evolução teria estacionado.

xxxxx

Os 1.400 Projetos:

ASKNATURE

http://www.asknature.org/aof/browse

Biomimicry Taxonomy

1) Break down

Chemically break down

Catalyze chemical reactions (6)

1.1) Enzyme quickly metabolizes alcohol: European starling

The metabolism of starlings breaks down alcohol quickly via an alcohol-splitting enzyme.

Summary:

“Many birds that consume fermented fruit duly suffer from the after-effects of alcohol abuse. Starlings (Sturnis vulgaris), however, seem immune to them, remaining surprisingly sober. The secret behind this phenomenon was revealed during the late 1990s by researchers Dr. Ghassem Hakimi and Dr. Roland Prinzinger at Frankfurt University in Germany.”

“They discovered that starlings were able to metabolize alcohol at an exceptional speed, due to the rate of activity of the alcohol-splitting enzyme alcoholdehydrogenase, which is 14 times greater in starlings than in humans. This means that the birds can indulge themselves on fermented fruit without getting drunk, since the alcohol is broken down quickly.” (Shuker 2001:221)

Biomimetic Application Ideas : Enzymatic treatments for alcohols used in soil remediation, treatments for alcoholism or alcohol poisoning.

Análise da Matrix/DNA:

O cérebro humano é um sistema baseado na fórmula da Matrix/DNA. Como ponto de partida usamos observar primeiro a fórmula no seu estado de sistema perfeito, para tentar descobrir onde ocorre a disfunção no sistema. À primeira vista me parece que o alcool tem o poder de acelerar o circuito do fluxo interactivo, fazendo o sistema perder o auto-contrôle. isto poderia significar que a corrente sanguinea é acelerada, ou então as sinapses, fazendo os pensamentos se embaralharem. O objetivo aqui é procurar uma maneira de evitar o aceleramento quando o alcool é ingerido, mesmo em excesso. Observando a fórmula e imaginando-a acelereda, o que se poderia fazer, em qual ponto atuar, para inibir a aceleração? O passaro não atua assim. Êle não espera o alcool atuar, quebrando-o antes. Mas falta aos humanos a enzima que faz isso. Então a segunda opção é estudar essa enzima, tentar localiza-la na fórmula do sistema, ver quais cusas poderiam estar suprimindo-a. Vamos lá:

Wikipedia:

Enzyme Alcohol dehydrogenase (Desidrogenase):
A dehydrogenase (also called DHO in the literature) is an enzyme that oxidises a substrate by a reduction reaction that transfers one or more hydrides (H−) to an electron acceptor, usually NAD+/NADP+ or a flavin coenzyme such as FAD or FMN.

O primeiro ponto interessante está aqui:

Evolution

Genetic evidence from comparisons of multiple organisms, showed that a glutathione-dependent formaldehyde dehydrogenase, identical to a class III alcohol dehydrogenase (ADH-3/ADH5), probably is the ancestral enzyme for the entire ADH family.[2][3] Early on in evolution, an effective method for eliminating both endogenous and exogenous formaldehyde was important and this capacity has conserved the ancestral ADH-3 through time. From genetic duplications of ADH-3, followed by series of mutations, the other ADHs evolved.[2][3] The ability to produce ethanol from sugar is believed to have initially evolved in yeast. This feature is not adaptive from an energetic point of view, but by making alcohol in such high concentrations so that they were toxic to other organisms, yeast cells could effectively eliminate their competition. Since rotting fruit can contain more than 4% of ethanol, animals eating the fruit needed a system to metabolize exogenous ethanol. This was thought to explain the conservation of ethanol active ADH in other species than yeast, though ADH-3 is now known to also have a major role in nitric oxide signaling.

Caramba! Pelo que entendí, o acelerador apareceu nas bactérias do fermento elas o usavam como veneno, ou seja, ao invés de ingerir o acelerador e acelerar seu sistema interno, elas o produziam mas o expeliam como veneno para seus predadores. Vamos tentar entender isto. Tôda v6ez que um predador se aproxima de uma vitima, esta entra em panico, stress. O stress acelera as batidas cardiacas e talvez algo mais, piorando a situação da vitima que perde o auto-controle. Mas êsse stress é um elemento materializado, uma energia, que pode ser expelida no ar pela vitima e até afugentar o predador. O sistema interno da vitima continua no ritmo normal. Então existe alguma valvula de escape no circuito. Não pode existir se o sistema for fechado, mas bactérias são sistemas abertos. A maior valvula de escape do sistema é a Função 4, na qual o macho emite de si o espermatozóide, o qual, se num sistema fechado, vai na direção de uma unica f6emea, mas se num sistema aberto, pode ir nesta direção mas pode ir na direção externa do sistema procurando outras fêmeas. Então temos que ver a antomia do yeast, tentar ver qual orgão corresponde a função 4, deve ser dali que ela expele o acelerador.

Wikipedia: Yeast:
Yeasts are eukaryotic micro-organisms classified in the kingdom Fungi, with 1,500 species currently described[1] estimated to be only 1% of all fungal species.

ÊPA !

Aqui parece que estamos no caminho certo:

In general, under high stress conditions, haploid cells will die; under the same conditions, however, diploid cells can undergo sporulation, entering sexual reproduction (meiosis) and producing a variety of haploid spores, which can go on to mate (conjugate), reforming the diploid.

Stress, causando morte, porem o acelerador sendo desviado para a atividade sexual… de onde êle deve ser desviado do circuito? Mas é justo isto tudo que já haviamos previsto no texto acima! Estamos no caminho certo…

(Pena que agora tenho que parar… para trabalhar no ganha-pão. Mas voltaremos e continuaremos aqui…)

Psicologia das Mulheres: Explicação da Servitude à Moda

quinta-feira, janeiro 5th, 2012

xxx

Uma das muitas coisas que nunca entendí é o fenômeno real em que a maioria das mulheres são impulsionadas a irem às lojas procurar a mesma roupa, sapatos, na mesma cor a cada curto intervalo de tempo, porem em cada tempo procuram roupas e cores diferentes da ultima vêz. Eu, como acho que a maioria dos homens, apenas vamos comprar estas coisas quando percebemos que o estoque está baixo e compramos aquilo que nos faz sentir melhor, mais confortável, além de quesitos como qualidade, durabilidade, etc.

xxx

Fashion 2

Fashion 1

Fashion 3

xxx

Agora tive uma idéia que explica tudo. Acho mesmo que matei a charada. A resposta é… Instinto de grupo. Identificação grupal subjetiva. As mulheres não perdem aquêle tempão e aquêle desperdício de concentração de cérebro nas lojas observando e tateando roupas pensando em se vestirem para homens verem, mas sim para as outras mulheres. Sabem que homens tem olhar mais profundo e vai direto no que interessa, ou seja, carne, por isso como um raio X seu olhar atravessa a roupa sem vê-la.

Mas porque se vestem para outras mulheres? É o mesmo caso do porque alguns homens tem o ridiculo comportamento de enrolar um pedaço de pano colorido no pescoço chamado gravata, sem utilidade nenhuma prática, pelo contrário, é perda de tempo, dinheiro e um estôrvo: a gravata é um simbolo que funciona sôbre outros homens fracos de mente, e quem a usa está pensando que está transmitindo poder, superiodade, porque quer ter privilégios. Não comigo. Eu não uso gravata e quando alguem vem falar comigo mostrando-a na frente, já perdeu 50% do meu respeito.

Para as mulheres, andar na moda, ir à festa na moda, é identificar-se com um grupo distinto de mulheres: se outra estiver com a mesma roupa tambem, primeiro significa que tem dinheiro, segundo que nos identificamos, que pensa como eu, tem a minha classe. Afinal, pergunto: não existem os judeus que fazem questão de se diferenciarem dos outros mortais usando tijelinha de pano na cabeça, cabelo trançado e não sei mais o que inventam para se aparecerem? Para não se misturarem com os “não-escolhidos por deus e portanto objetos a serem explorados como escravos”? Não existe o time de futebol onde todos tem a mesma camisa? O exército onde todos tem o mesmo uniforme? Pois não é diferente de chegar numa festa e separar num canto todas as mulheres que usam o uniforme da moda do dia. Distinção de um grupo dentre as próprias mulheres. A que não estiver na moda é motivo de asco, indignação, desprêzo. Não é um caso de movimento feminista, nada direcionado a homens, é um caso de divisãom de competição, dentro do genero feminino.

Mas se é assim, me pergunto, porque estão sempre trocando o uniforme? Não seria mais racional e inteligente fazer como o time de futebol ou o exército, sempre o mesmo uniforme? Ora, qual o nivel intelectual dos jogadores de futebol? Para que os senhores feudais e as elites de todos os tempos criam exércitos e policia? Como eles conseguem tirar do meio do povo aquêles que vão defender seus roubos do povo? Existe uma máfia de predadores que se espraiam sôbre a carnificina da humanidade explorando estas fraquezas chamadas vaidades femininas e que precisam sempre de sugarem mais sangue de suas escravas.

Você pode ajudar um pobre mortal curioso e perguntador explicando ou criticando esta questão e minha idéia? O que você sabe, o que acha?

E porque coloco este tema que parece nada ter a ver com o tema dêste website, a Teoria da Matrix/DNA?!

Tem sim. Está relacionado à categoria “Uma Grande Causa para a Humanidade”. Tudo o que seja prejudicial e desperdício ao objetivo supremo da Causa – como é o fenômeno da “moda” deve ser nosso foco de atenção. Vamos explicar isso:

O Destino do Suor e do Sangue da Tortura de Escravos Humanos


xxx

A “moda” é mais um dos métodos empregados pelos vampiros elementais de substancia mental que sugam o sangue e ceifam as vidas de sêres humanos. Para, no fim de tudo, êsse sangue ser “evaporado” em vapôres que deliciam os demônios elementais. Um exemplo está na figura abaixo, a mansão de 20 milhões de dolares construída por uma das marionetes dêsses vampiros elementais, Gisele Bundchen. Seu destino é evaporar pela erosão do tempo se a Terra aguentar muito, mas devido tambem à agressão à substãncia da Terra para extorquir sua matéria para essa cosmética industria da vaidade, e sabendo que a Natureza não se defende mas se vinga, seu destino será perecer num terremoto da frágil Califórnia junto com tôda a Humanidade (se antes não atuar-mos com energia contra essas aberrações). Mas vamos analizar melhor isso:

Há 4 bilhões de anos atrás existia uma estrêla com 10 planetas à sua volta, separados do resto do mundo. A 3,5 bilhões de anos atrás começou a aparecer umas moléculas diferentes na superficie de um dêstes planetas. A 3 bilhões de anos atrás esta estrêla e êste planeta que formam um sistema astronomico produziram uns pequeninos seres que começaram a se moverem e se arrastarem nos solos pantanosos. A alguns milhões de anos atrás aquêles seres tinham corpos que portavam um cérebro biológico de extraordinaria engenharia. E mais tarde dentro dêste cérebro surgiu um novo estado da matéria, um tipo de plasma que parece uma nuvem meia-negra carregada, dentro da qual ocorre uma intrincada network de raios energéticos, e que tem a capacidade de ser auto-consciente.

Será que a Giselle nunca pensou nisso? Claro que não. Ela tambem tem essa “auto-consciência” mas esta obedece à mesma lei natural de todos os sistemas naturais, chamada ciclo vital, onde o sistema é formado por embriogênese, nasce á luz na forma de bebê, etc. A auto-consciência dela ainda deve estar na fase de embriogênese ou quando muito, recem-parida e no berço, quando tudo no mundo é fantasia, Papai Noel, Bicho Papão, etc.

– “Ah… mas ela foi no Quênia, viu a realidade da miséria…”

– “Não, ela viu com os olhos de criança, não viu e sentiu com os olhos da consciência. Se isto tivesse ocorrido, ela teria pêgo os 20 milhões que resultaram do torturador trabalho de humanos escravos e foram parar nas mãos dela devido a corrupção do sistema, teria gasto trezentos mil dolares para fazer uma casa simples num bom terreno em outro lugar, e o restante teria feito milhares de casinhase até escolas para as mulheres faveladas do Quênia.”

Pois os humanos que pensam nisso, que sabem dessa parte da História Natural, facilmente percebem algo: o objetivo da nossa existência daqui para a frente é todo dependente dessa coisa chamada auto-consciência. É nisso que vamos nos tornando cada vez mais dia a dia, é isso que nos ordena esta estrêla, êste planeta, êste sistema que criou ou gerou a auto-consciência como produto ultimo atual nêstes tempos. Tudo o mais – dinossauros, baleias, espécie humana, vão sendo descartados e desaparecendo à medida que perdem sua utilidade nesta obra astronomica. O sentido, o significado, a suprema meta da Evolução, aqui e agora, está focalizado no cérebro humano e mais profundamente, nessa nova arquitetura mental que emerge.

E nós vamos contra o que quer o mundo? Contra o que tôdas as evidências mostra querer o mundo?

Agora dê uma olhada na mansão da figura. Estás vendo, por exemplo, aquelas tôrres? Pergunto: qual utilidade poderia ter aquelas tôrres na obra de construção e evolução da auto-consciência? Para que a auto-consciência iria querer aquilo?

O objeto real para pagar o trabalho torturante e anti-evolucionario de muitos homens que foram usados na construção dessa mansão veio direto das mãos de uma mod6elo chamada Giselle Bindchen e um jogador de futebol chamado Brady Pitty (?) . Chama-se dinheiro. O que é dinheiro? Bem, tôda a vez que um ser humano produz de fato com suas màos e/ou suas maquinas um produto para consumo humano, o govêrno corre na maquininha e faz um valor de dinheiro. Mas então como tanto dinheiro correspondente a uma quantidade inimaginavel de produtos foi parar nas mãos da Giselle e do Brady? O que de real e util para consumo humano estes dois produziram? Uma passou a vida na frente do espelho se maquiando e vestindo e andando na frente de pessoas (só podem ser no mesmo nivel de auto-consciência, para dar valor a isso) e o outro passou a vida dando chute num pedaço de couro de vaca inflado com ar e chamado de bola…

Não… eu vou parar por aqui… senão começo a me dar mordidas em mim mesmo de tanta indignação. Como é possivel que os humanos construiram e alimentam êsse sistema!?

Ninguem sabe o que é que tem dentro daquela estrêla e dêsse planeta que está a gerar essa inimaginavel coisa chamada “auto-consciência”. Mas com certeza se sabe que a fonte criadora disso está aqui dentro do sistema natural. Ou alguem viu, ou tem provas, ao menos evidências, de que alguma coisa veio dêsse céu escuro e vazio que circunda êste sistema solar ? Ninguem mostrou nada, então até prova em contrario está tudo por aqui. E como essa fonte criadora deve estar nos vendo, e a estas coisas como os setenta palacios do Sadham Hussein, as piramides dos faraós, as mansões das Giselles da vida? Bem, para responder a isso, às vêzes vou ao parque onde as crianças brincam nos brinquedos e correm no gramado. Posso ficar ali vendio elas se moverem em grande agitaçào por cionco, seis horas, e no final quando está anoitecendo e elas vão embora fico mais um pouco a olhar o parque, o gramado. E me perguntando: se mexeram tanto, puseram tanta atenção e convicção no que estavam fazendo, empregaram tudo de seus cérebros no que fizeram nestas horas, e… o que fizeram? Não há nada no parque! Apenas mais sujo. Não fizeram nada! Onde foui parar tôdos os produtos de tôdas as ações, em que se transformou tôda aquela energia? Em nada!

Crianças. Não são fôrças sintonizadas com as fôrças naturais, pois estas se movem e deixam produtos reais para todos verem: dinossauros, macacos, homens, auto-conciências… Elas são aqueles ruídos que perturbam os periodos e frequencias das ondas de som, energias, dos sistemas, no dizer dos cientistas. Assim é o estado evolutivo de tôdas as pessoas que de alguma maneira se envolvem com a moda, assiste e gasta/ou ganha dinheiro com outros jogando bola… Auto-consciências na fase de bebês. Todos seus movimentos do dia a dia, tudo o que fazem, no fim… nada foi, nada ficou de util. Em nada colaborou com as fôrças da Natureza que estão empenhadas em trabalhar 7 bilhões de cérebros para sua meta de construir e desenvolver auto-consciências.

Mas tem uma grande diferença entre as “auto-consciências recem-nascidas” e as crianças humanas. Estas brincam, desperdiçam suas energias, sem saberem que estão consumindo os produtos produzidos por mãos humanas que enquanto estão n6este trabalho estão interrompidas de desenvolverem seus cérebros. E consomem muito pouco. Mas as pessoas que nada produzem de fato, que estorquem o que consomem, inclusive mansões, dêstes escravos interrompidos em sua evolução, consomem muito, como poços sem fundo. E contra isto tambem vamos lutar: tudo o que estiver envolvido com os supérfluos relacionados às vaidades das baixas auto-consciências.