Archive for março 4th, 2012

A Luz Que Vem da Matrix/DNA Para Anima-lo(a) Nesta Semana

domingo, março 4th, 2012

Observar o espectro que captamos nas telas do computador das ondas de luz, com a visão e o entendimento da nossa mente, nos causa uma sensação profunda de paz com o mundo, de esperança no futuro, de entendimento dos fenômenos e eventos que existem ao nosso redor. Um raio de luz se propaga em sete diferentes formas de frequências, de vibrações, (do raio gama ao raio X), assom como seu corpo após ter nascido se propagou no tempo em sete primcipais formas: desde a forma da mórula, da blástula, do feto, passando pela forma de baby, da criança, do adulto… Assim como eras no momento que nasceste, inquieto(a) e peralta por que cheio(a) de energia meio descontrolada, assim é um raio de luz quando parte de sua fonte emissora na sua mais alta frequência causando os temidos choques na matéria. Mas no final um raio se decompõe em fragmentos, os fótons, assim como nossos corpos no final se decompõe em seus fragmentos.

Observe a figura abaixo (clique nela para ver ampliada):
xxxx
…………………………………Luz – O Espectro Eletro Magnético pela teoria da Matrix/DNA…………………………………….


xxxx
Esta onda, ou raio de luz, representada na tela, tem origem em alguma fonte que se situaria na parte direita da figura e que não está aí. Na faixa onde estão os nomes das formas do corpo humano sob um ciclo vital, no lugar dessa fonte à direita estariam nossos pais. Na faixa dos nomes dos astros celestes, nêste lugar estaria um nucleo galático. Observe na faixa mais abaixo a sequência das côres da luz. Pergunto: porque os antigos orientais, a milhares de anos atrás, que nunca viram tal gráfico, desenharam a aura humana na mesma exata sequencia de côres? Pode ter sido porque viam essa mesma sequência das côres nos arco-íris e suas imaginações teriam elaborado uma teoria da aura, mas com o conhecimento que temos hoje a lógica sugere que esta sequência existe trilhões de vêzes repetida em nosso corpo, desde os fragmentos dos genes, do DNA, das moléculas de proteína. Assim como você sente que possue algo ao qual denomina de “mente”, que não consegues ver, apalpar, mas sabe que existe porque é uma fôrça que influe no seu corpo e dirige seu corpo segundo suas decisões, a Luz é algo invisivel que adentra tôda a matéria inerte do Universo, e ao vibrar naquelas diferentes frequências dentro da matéria a faz animada e a se organizar em formas modeladas por aquelas vibrações. A Luz Natural carrega em si um ciclo vital e com êle ela contem o código da Vida, é a fonte primeira da Vida, ela é a base primordial viva, ela cria a Vida. Quando ela atinge os astros celestes ela os conforma segundo um ciclo vital, o mesmo fazendo depois com os corpos humanos como podes ver na figura seguinte:
xxxx
"Luz - O Espectro Eletro-Magnético pela Teoria da Matrix/DNA"
xxxx
É certo que a figura acima é “teórica”, que foi elaborada pela minha imaginação, mas ela foi baseada em calculos dirante 30 anos, em milhares de tentativas de conectar todos os dados, informações coletadas pelo nosso método cientifico e/ou percebidas empiricamente, e ela tem nos ultimos 20 anos acertado mais em suas previsões que qualquer outro modêlo teórico astronomico. Seja como for, ela faz sentido, é de uma lógica irrefutável, ela explica as origens das sete formas principais de astros celestes. A Luz natural teria se infiltrado no primeiro corpo celeste que emergiu da nebulosa de átomos a 13 bilhões de anos atrás e o animado, levando-o a se transformar, a completar um ciclo vital, e depois torceu êste ciclo final unindo suas duas pontas, criando assim o primeiro sistema natural que surgiu no mundo. Onde tudo o que o nosso corpo faz, até a maravilhosa engenharia da reprodução sexual, já era realizada numa forma eletro/magnética/mecânica, nos céus, muito antes das origens da Vida na Terra. Ao descobrir isso e observar essa figura pela primeira vez numa madrugada e isolado em plena selva, sentí um arrepio frio pelo corpo, levantei os olhos para o céu límpido e estrelado da Amazônia, fitei as profundezas escuras do imenso Universo que se descortinava à minha visão, e meus olhos se encheram de lágrimas, mas lágrimas de alegria, de maravilhamento. Quem havia fugido para a a selva porque não mais suportava o mundo aqui fora, de repente renasceu e com muito mais vigor para o estudo e o trabalho, com muitas esperanças, pois tinha as provas agora de que não sou mera verruga incongruente que nada teria a fazer no Universo como pensava antes, não sou mero virus que incomodaria um Universo inamistoso que logo faria algo para me eliminar, não sou aquêle que na adolescência ainda me sentí um fraco e reles produto da Natureza e que tinha de ter a dignidade de me retirar do mundo sem me reproduzir, não reproduzindo o que é fraco, sem utilidade para a Evolução e o Universo, e para evitar à Evolução o trabalho de me descartar na sua seleção natural. Naquela madrugada na selva eu me ví conectado ao mundo e sentí que o Universo investira em mim e estaria conspirando para me empurrar à frente, ao menos a minha ultima forma evolutiva, a mental, rumo à formas transcendentes. Hoje continuo sem nada, na mesma condição de menor abandonado que era na infancia, mas continuo tendo vigor para trabalhar no pesado e nas horas vagas estudar com afinco e alegria por existir. Talvez êste seja o segrêdo que me me manteve nos ultimos 30 anos, desde aquela noite na selva quando observei estas figuras pela primeira vez, de nunca ter precisado tomar um comprimido sequer, pois meu corpo nunca adoeceu nem com um resfriado, apesar da vida desregrada que continuo levando. E isso, apenas essa dádiva, uma enorme energia e um indescritivel bem-estar fisico, uma constante alegria, apesar de uma vida semenhante a de um escravo, a de uma bactéria débil perante a imensidão dêste Universo, é isso e apenas isso que me faz vir aqui e tentar lhe transmitir essa mensagem. Eu o(a) necessito forte, livre. com vigor e mente aberta para o mundo, pois preciso de sócios(as) nesta empreitada de seguir à frente arrancando da Natureza todos seus segrêdos até atingir seu leito de pura luz, nesta aventura jamais realizada pelos seres humanos, e uma andorinha sózinha não faz verão, bem o sabes.

Observe na figura da luz que o espectro em “hertz” apresenta as duas grandes margens laterais em negro. As faixas de côres visiveis estão confinadas no meio. E agora lembre-se que as ultimas grandes teorias cientificas estão tôdas chegando à mesma conclusão: No Universo a matéria visivel é apenas 10% e parece que os outros 90% é matéria escura, ou como dizem “dark energy”. Será mesmo que o Universo material está assentado, mergulhado num infinito oceano de substancia amorfa, inerte, sem sentido, sem cor? Me lembro quando na escuridão de cavernas na selva eu virava o facho de luz da lanterna diretamente para meus olhos. Ou quando numa noite qualquer a caminhar na rua focava diretamente os faróis de um carro. Meus olhos cegavam, fechavam-se rapidamente e tudo ficava na mais copmpleta escuridão. Voltemos agora ao Universo e seus 90% de escuridão. Será mesmo escuridão? Ou o Universo está banhando num infinito oceano de luz tão intensa que nos cega os olhos e até nossos mais importantes aparelhos ópticos? Energia escura ou luz natural, original, talvez material?

Quando observo a luz natural com êste novo entendimento, quando lembro que ela carrega o código fundamental da Vida, tudo à volta adquire um significado lógico, racional, e suspeito que tudo faça parte de uma extraordinaria engenharia de uma inteligencia mil vêzes superior a que é possivel ao meu pequeno cérebrosinho. Não sei qual é, não faço a minima idéia do que seja, a fonte primeira de toda luz natural. Pode ser um Universo antigo ou desaparecido que renasceu num Big Bang, pode ser um mero vórtice turbilhonar no infinito contendo universos como num buraco negro, mas seja o que fôr essa fonte primordial, a obra que observo sugere que essa fonte contem muita inteligencia. Seja o que for a fonte original emissora, ela estará lá, na direita do inicio de um raio de luz, e na mesma posição que estiveram meus pais carnais no dia da primeira manifestação do meu corpo carnal. Assim ela deve ter estado tambem quando surgiram as primeiras auto-consciências nêste planeta, na sua posição, à direita, como fonte emissora. Seja o que for esta fonte, pensem o que quiserem dela, mas tôda lógica nos leva a ela, e quando dela nos aproximamos assim, desarmados de todos nossos julgamentos, sentimos que estamos levantando nossas mãos e tocando os arredores dessa fonte, e não existe vergonha alguma quando confesso que sinto que assim me parece que estou tocando as vestes ou as sandálias dos pés de Deus.

Estou agora concentrando minhas investigações na LUZ. Busco desesperadamente todo dia na Internet e nas bibliotecas universitárias quaisquer publicações vindas de quem quer que seja, de qualquer corrente do pensamento, mas principalmente qualquer nova descoberrta cientifica, sôbre a luz. Nela estou me concentrando com tôda minha energia que sobra do trabalho diario pesado. Porque? Porque sou um ser fraco, chorão, pidonxo. Me sinto como um mero virus ou como uma pequenina bactéria deve se sentir dentro de um corpo humano. Temos 10 bilhões de células em nosso corpo que “não” nos pertence realmente, são micro-organismos que não fazem a menor idéia do que é o ser dentro do qual existem. Mas e se estes micro-organismos tivessem a inteligencia e conhecimento que nós humanos já temos? As bactérias dos intestinos bem poderiam suspeitar que existe as regiões do pancreas onde existiriam outras formas de vida, quer dizer, de bactérias, assim como nós humanos estamos suspeitando que em outros sistemas estelares bem podem existir outras formas de vida. Poderiam suspeitar que exista em algum outro lugar uma consciência como a dêles, ou até mesmo maior e superior, e estariam corretas estas bactérias, pois os corpos humanos a possuem. E quando assim corretamente suspeitassem, perceberiam que todos seus problemas, todas suas dificuldades nas suas vidas, seriam resolvidas se conseguissem encontrar ou estabelecer um canal de comunicação com essa mente superior. Então nós humanos captariamos reinvidicações vindas do nosso pancreas ou estômago tais como: – “Precisamos de mais cobalto, êle está na alface, come mais alface!”. Dos intestinos podia vir: – “Gostamos de bolo de chocolate, coma bolo de chocolate senão entramos em greve e paralizamos o tráfico por aqui!”.

Muitas pessoas a já alguns milhares de anos suspeitam disso tudo, formaram em suas imaginações essa nossa imagem de micro-seres vivendo dentro de um alguma forma de ser universal, como pequenas mentes auto-conscientes vivendo dentro ou nas margens de alguma super mente auto-consciente. Mas assim como nossas mentes humanas sabe hoje que existem as bactérias internas mas não tem a menor sensibilidade para conhecer cada população de bactérias em seu corpo, muito menos para saber o que acontece a cada momento com uma unica dessas bactérias, qual o seu estado atual, qual está sendo suas condições de vida, o que ela está precisando que eu poderia fornecer sem muito esforço me custar para que ela realize melhor seu trabalho e assim meu corpo todo esteja tambem melhor… talvez assim tambem seja essa possível mente universal em relação a nós, humanos. Estas pessoas acreditaram que a forma de chamar a atenção de uma mente superior seria as orações com fé, e até mesmo algumas se miram nos exemplos dos embriões que esperneiam e chutam a barriga de suas mães quando querem algo, para edificarem templos onde vão e ficam gritando, chorando, tudo para tentar chamar a atenção e alcançar os ouvidos, a percepção, de alguma mente superior. Por meu lado tentei isso tambem quando criança e jovem, mas concluí que êsse método nunca surtiu efeito, sempre com os mesmos problemas financeiros e ficando às vêzes tão doente que necessitava internações hospitalares, e tenho buscado outros métodos. Elaborei um método muito complexo de meditação imaginando a minha mente esperneando para chamar a atenção e adentrar uma onda de luz natural, tenho repetido-o sempre que as coisas se tornem piores por aqui, mas seja mera imaginação ou um método realmente mais eficaz, acho que os resultados espetaculares de saude, de energia, de alegria e esperanças na vida, que tenho obtido, são demasiadas e materialmente inexplicaveis para o ser débil que sou. Por isso acho que as evidências estão apontando que estou no caminho certo. A Luz… ela pode ser o elo entre nós e Deus, ou seja lá que nomes queres dar à fonte primordial, à talvez existente consciência cósmica que provavelmente existe por aí. Que esta fôrça esteja convosco tambem,… é o que sempre peço gritando quando esperneio e chuto mentalmente a barriga desta consciencia cósmica, pois cheguei a um ponto da evolução em que uma andorinha sózinha não fará mais verão algum, e o (a) necessito forte lutando ao meu lado.

Evolução Cosmológica Pela Matrix/DNA

domingo, março 4th, 2012

Evolição Cosmológica pela Matrix/DNA

Image credit: NASA, ESA, and A. Feild (STScI).)
xxx
A figura acima elaborada pela teoria acadêmica representa exatamente os resultados obtidos nos calculos da Matrix/DNA. Isto é novidade pois pelo que eu sei, até a pouco tempo atrás se dizia que as galáxias haviam se formado antes dos sistemas estelares, o que não batia como os mod6elos da Matrix/DNA. Mas agora estamos bem.

Esta nova forma da teoria acad6emica tambem reforça uma suspeita antiga nossa, a de que a formação de galaxias modernas é um processo diferente do que foi o processo de formação da(s) primeira galáxia(s), assim como a formação das células vivas modernas apresenta um processo diferente do que foi a formação da(s) primeira(s) célula(s) original(is). Dando ao sistema solar a época de origem aos 9,2 bilhões de anos significa que é um sistema moderno, o que significa que sua formação se deu no estilo da formação da célula moderna. Por isso não temos aqui nêste sistema solar corpos como buracos negros, quasares e pulsares.

A figura foi vista no site:
http://scienceblogs.com/startswithabang/

Starts With a Bang