Archive for março 26th, 2012

Para Aquêles que Acreditam em Algo e Pensam que Sabem: Explique Êstes Três Grandes Momentos Misteriosos do Universo

segunda-feira, março 26th, 2012

Como Tudo Apareceu?! Os Três Grandes Momentos Misteriosos do Universo

Num certo momento estavam planetas nus e estéreis movendo-se lentamente em volta de uma estrêla. O resto era puro silêncio e uma eternidade estabelecida. Este local era copiado muitas vêzes igual, e é o que se via alem, apenas mais planetas, estrelas, galaxias eternas. Num outro momento a seguir êste planeta tinha sua superficie coberta de movimentos de vida, os continentes cobertos de plantas verdes e com os oceanos, povoados de animais. Nos ares moviam-se animais voadores. No meio das folhagens das selvas os animais moviam-se comendo uns aos outros, grandes e pequenos, nos mares tambem.

Comparo os dois momentos, as duas imagens. E me pergunto: “Como isto tudo brotou na superficie de um planeta nu e estéril?! Como tudo isto aconteceu?

Vamos descer ao passado, procurando a resposta.

Num certo momento havia apenas escuridão, sentia-se que havia um espaço a perder de vista porque sentia-se fluir uma espécie de brisa, algo como o ar, um éter. Nada mais. Num outro momento havia claridade, estrêlas, planetas, galáxias, a perder-se de vista.

Comparo os dois momentos, as duas imagens. E me pergunto: “Mas de onde veio tudo isso?! Como isso brotou da escuridão e daquela brisa?!”.

Indo ao passado aumentou mais o mistério. Então vejamos o que dá indo ao futuro.

Num dado momento êste planeta tem continentes cobertos de plantas verdes e no meio delas, animais se movem de lá para cá, irracionais, bêstas vivendo apenas para si em seus momentos.. Nos oceanos tambem, animais pequeninos, animais gigantes,movem-se nadando nas águas como acima dêles os animais alados movem-se voando nos ares. Num outro momento êste mesmo planeta está coberto de asfalto, prédios de comento, no meio dos quais movem-se maquinas, umas arrastando-se no solo, outras voando nos ares, outras navegando nas águas. E no meio de tudo um tipo de animal novo que não havia na cena anterior, animal êste que está em todo lugar, espalhou-se em tudo.

Comparo os dois momentos, as duas imagens. E me pergunto: Mas como isso brotou no meio daquelas plantas e daquelas bêstas?! De onde veio êsse animal tecnológico que faz passaros de ferro?!

É… Indo ao futuro apenas piorou nossa situação: aumentou ainda mais o mistério. E vamos ter que suportar êste mistério nêste tamanho porque não há mais para onde correr?

Talvez ainda tenhamos mais uma chance. Houve um quarto momento misterioso. Vejamos:

Num dado momento, nos corpos dos animais dêste planeta, estavam cérebros como massa simples, cinzenta. Num outro momento, nêstes cérebros estava um elemento meio invisivel, meio abstrato, estocando imagens abstratas de coisas invisiveis, macroscópicas e microscópicas. Porem o curioso é que estas imagens abstratas batem exatamente como é o mundo, o universo! Por isso, a esta reflexão, denominamos “auto-consciência”.

Comparo os dois momentos, as duas cenas. E me pergunto: como êsse armazem de imagens do Universo surgiu naquêles cérebros simples cinzentos?!

Porque o Universo está se sintetizando em um todo imagérico abstrato e convergindo para dentro dêstes cérebros?

Aumentou mais o mistério. Vamos parar por aqui senão meu cocuruto vai fundir…

Ôpa! Existe mais um quinto caminho que ainda não esperimentamos. Vamos ao passado fundido com o presente! Vamos botar a Causa Primeira face a face com o Ultimo Efeito?

Num dado momento estava a escuridão e sentia-se que havia espaço apenas porque se movia algo como uma brisa. Num outro momento surgiram imagens abstratas de algo que não estava naquela escuridão, uma… “auto-consciência”. Caramba!

Porque?! Para que?! Não vejo explicação. Apenas aumentou ainda mais o mistério. Por favor não me venha falar que existe um sexto caminho. Chega! Sou o armazem de imagens abstratas que está escrevendo isso aqui, vejo-me refletido em coisas concretas para todo lado que olho, cópias de mim, me pergunto como tudo isso apareceu, e não sei explicar como eu mesmo aparecí naquela escuridão. Preciso de uma vêla acesa e não de mais caminhos escuros. Preciso procurar na escuridão, naquela brisa, o que eu era, onde estava, como foi munha infancia que nada recordo. Você pode me ajudar de fato?

– “Uai… a parte que você não recorda da sua infancia foi aquela quando estava na barriga da sua mãe… E lá era tudo escuro.”

Bôa essa! Estas pessoas comuns da rua não tomam jeito, não crescem! Eu aqui falando em infancia cósmica, pensando que estão entendendo, e êsse aí está pensando que falo na infancia na barriga da minha mãe… Grrrrrrr…

Mas… espere aí…! Não é que o macaco pode estar certo? Talvez o que está encima é igual ao que está embaixo, a palavra do passado será sempre a palavra do futuro…

– “Uma mãe… Mães são feitas à nossa imagem e semelhança. Uma mãe constituida de imagens abstratas?! Sêo… cachorro! Filho de uma égua! Você piorou minha situação! Aumentou mais o mistério… Estás rindo de que?”

– “Simples. Tire uma foto do que você é. Enfie um tubo com uma camera pelas orelhas até a região do cortex visual. Vai aparecer um monte de quadros superpostos com figuras, imagens. A sua mãe é parecida com você. Aí espalhe esta foto por todos os lugares, jornais, televisão, cole-as nos postes das ruas. “Procura-se minha Mãe!” Mande uma cópia para o FBI. Êste com certeza vai se interessar em procurar o paradeiro de sua mãe. E sabe o que vai acontecer?”
– “Claro. Não vào encontrar nada.”
– “Não aposte nisso. O FBI vai no caminho certo, vai chegar no suspeito numero um: Deus. É o unico que estava lá naqueles tempos. E o FBI vai trazer Deus algemado para contar sua história na Justiça.”
– “Ora. Não me faça perder meu tempo. Essa lenda de Deus não existe.”
– “Hummm… está explicado o mistério do porque você tem um mistério a te atormentar, que eu não tenho…”
– “Mas como é que você tem certeza que êsse Deus existe, se eu tenho certeza que a imagem dêle não está no meio das imagens que é você?!”
– “Bem… hummm…quer dizer…”
– “Ninguem sabe nada!”

De todo mundo que opina, a fórmula da Matrix/DNA é a que melhor tem se saído. Ela explica dentro de uma mesma linha evolutiva lógica como tôdas as cenas seguintes surgiram das cenas primeiras. Mas ela tem o mesmo problema de tôdas as religiões, tôdas as teorias cientificas, todas as filosofias: o famoso salto no escuro desconhecido do inicio. A primeira cena. Antes do Big Bang. Ela sugere um quadro parecido com essa “mãe/pai constituido de uma auto-consciência constituida de imagens do mundo”… Mas ela diz que fluindo através dessa cena e tôdas as posteriores existe uma luz pura original que se espalha em ondas, cuja figura está em meu website. Mas ela não diz qual a fonte dessa luz. Quando pergunto, ela salta essa parte, dançando o hula gula na minha frente. Ninguem sabe…?

xxxx – Você acha que errei em algum ponto na lógica dêste raciocinio? Onde? – xxxx

Matrix/DNA e Atuais Publicações Místicas no Facebook, Google+, Twitter: Debate

segunda-feira, março 26th, 2012

Mesmo sendo muito ocupados e agnósticos (não sei se isso existe ou não), é-nos quase impossível deixar de ler algumas das mensagens místicas que a todo momento bombardeiam nossas redes sociais. Algumas são tão enunciadoras ou alarmantes que nos chamam atenção e nos obrigam a ler seus longos têxtos. No final é sempre o mesmo: mudamos o canal sem que nada parece ter mudado para nós e esquecemos a mensagem. Acho que precisamos começar a chamar atenção dêstes missivistas. De que adianta ficar dizendo que um paciente precisa mudar de hábitos, prestar atenção no oculto aos olhos, tomar certas precauções, se todos os pacientes modernos não estão podendo exercer seu livre-arbitrio, não estão podendo escolher onde queriam estar, o que queriam estar fazendo, como fazer, etc.? Somos todos escravos apanhados nesta moderna engrenagem de uma máquina na forma de sociedade capitalista selvagem, não somos donos de nossos narizes. Nem mesmo tempo para pecar estamos tendo. Quem está podendo pecar são os bilionarios, mas a Êstes os misticos não alcançam com suas mensagens. Quem peca é o predador e não a prêsa. A fera sanguinaria e não a ovelha. O vampiro capitalista e não a vitima sendo sugada. Os misticos parece que não se apercebem disto e continuam a malhar em ferro frio. Os seus guias espirituais ou extra-terrestres parecem terem outro tipo de mentalidade, pois não apresentam os sentimentos e sensibilidade humana. Nada fazem para nos libertar. E querem exigir! Pensam que somos espiritos tambem vivendo num mundo espirirtual? Como suportam ver a cena de um leão estraçalando uma ovelha e nada fazerem para que aquilo nunca mais se repita? Definitivamente parece que não há condições de diálogo e entendimento entre eu e estes mestres, pois nossas mentes falam idiomas diferentes. Então, se não podem ajudar, que não atrapalhem nossa correria na lita pela nossa sobrevivencia com estas mensagens.

Como vamos dar um “break” nestas mensagens? Como vamos bloqueá-las? Dando-lhes antes uma oportunidade para se corrigirem e cairem na real, na nossa realidade. Quando vão começar a falar algo – sempre naquela linguagem esotérica dêles – devemos interrompê-los imediatamente: “O que disse? Circunvolução planetária emitindo energias…?! Não entendo essa linguagem, e sinto muito, estou com muitos problemas, no desespero para me salvar e aos meus queridos, por isso só falo de coisas reais, factuais, existentes aqui e agora, que possam ser percebidas pelos meus sentidos sensoriais. Se insistirem ainda podemos dar uma esmola: “Está bem: explique êste negócio primeiro de circunvolução, mas demonstrando evidencias com fatos reais aqui e agora, e me apresente os “papers” cientificos passados por peer-review que confirmam isto existir. Pronto.

Quando temos algum tempo extra, como nestas noites de domingo, até podemos lhes dar mais chance, chamando-os para o debate. Como fiz com a missivista desta mensagem abaixo postando um comentário logo mais embaixo. Os modêlos da Matrix/DNA Theory, que é minha cosmovisão mais preferida nêstes dias (porem sem acreditar nela como todo bom agnóstico), a todo momento quando atingem a fronteira ultima da matéria, numa direção, ficam sugerindo coisas à frente, apontando para super-dimensões, tentando-me para segui-los nêstes reinos da metafisica, mas minha condição de vida de escravo atual me puxa para trás, para a realidade do aqui e agora. Os modêlos apontam na direção de coisas, imagens, semelhantes às faladas por estes misticos, como auras, consciência cósmica, mestres da constelação de Orion, etc. Mas como sei que estas coisas não vão despertar amanhã às seis horas e irem trabalhar no meu lugar, que eu vou ter que aguentar o trabalho com mais sono porque fiquei lidando com elas, dou-lhes um bloqueio, sinto muito, me recuso a acompanhar a Matrix/DNA em vôos alucinógenos. Mas me sobrou um tempo sem sono nesta noite e aproveitei para deixar-me dar uma escapadinha para espionar alem do meu mundo material o encontro entre a vanguarda avançada da Mmatrix/DNA com uma destas filosofias místicas, e tentei entrar na conversa.

Maga Pierri
Postado no Facebook a 23 horas atrás –

Está acontecendo a elevação da Kundalini planetária!

Sol, Urano e Mercúrio em Áries, uma combinação muito quente.
Ao mesmo tempo, Lua, Júpiter, Vênus, Marte e Plutão, cinco planetas em signos de terra.
Fogo e Terra não combinam bem, a terra apaga o fogo, e o fogo queima a terra.

Isso é o que tantas canalizações estão nos falando. O fogo e a luz são duas freqüências da mesma energia. É um processo purificador e acontece para todos, mas existem aqueles que se tornam um canal vazio através da qual a luz pode fluir, e existem aqueles em que existe a obstrução do ego, nesse caso, a luz é fogo que queima.
A não ser que o sujeito seja totalmente iluminação, em todos nós existem níveis e modos de ego. É melhor olhar para isso. Tem nos sido dito insistentemente para abandonarmos a personalidade.

Como Marte não está presente para dar o clique,a temperatura dessa freqüência está subindo muito, e se esquentar a ponto de aumentar tanto,a ponto de acionar Urano, as coisas podem ficar sérias. Em pequena escala ou em escala cósmica, imagine um cabo que esquenta demais.
Então as coisas podem ficar sérias, porque com Urano não se brinca.

Está acontecendo a elevação da Kundalini planetária. Quando a serpente de fogo sobe pela coluna vertebral, ela tem que atravessar cada chakra. Se aquele chakra estiver obstruido com coisas do ego, ela vai forçar para passar.
Esse mesmo processo acontece com cada um de nós, com a sociedade, e com o próprio planeta Terra, desde o peixe dos rios, até a ave dos céus, o vegetal, o animal o mineral até o cosmo infinito. É uma evolução na própria consciência divina. Somos formigas nesse processo. E o universo não é dual, não existe bem e mal para ele. Portanto fará o que for necessário fazer para a elevação da própria consciência.
Seja hoje, o canal vazio para a luz, por onde flui a Existência, o Universo se expressa, Sheeva, dança sua dança e o divino se manifesta.Isso se manifestará em você como Luz branca através da sua coluna vertebral e atingindo a coroa, produzindo a união cósmica, o orgasmo divino!
E você vai ficar com aquela mesma cara de êxtase cósmico do Yogananda.
Estão todos convidados a fazer essa transição em celebração. Depende de cada indivíduo!
xxxx
E neu comentário/perguntas:

Louis Charles Morelli – Facebook:

Para “Maga Perri”,

Existe possibilidade de trocas de idéias entre nossas duas cosmovisões diferentes? Por exemplo, os assuntos da luz, kundalini, nos interessam. Um raio ou onda de luz é captada em nossos instrumentos cientificos e aparece numa tela na forma de um grafico. Chama-se “espectro eletro-magnético” (você pode ver um digitando isso em Wikipedia, Google). O espectro revela sete tipos ou formas diferentes de vibrações em uma unica onda, e nós estamos suspeitando que a luz é a criadora do ciclo vital na matéria, cada uma das faixas vibratórias faz a matéria apresentar o mesmo processo do ciclo vital que nos faz transformar de formas, como bebê, criança, adulto, etc. Dito isto, vamos a kundalini. Para nós as duas serpentes representam as duas hastes do DNA e os chakras representam seus nucleotideos. E cada chakra corresponde a uma faixa vibratória de luz. As côres que vemos na tela batem na mesma sequencia das cores da aura. Agora vejamos o que suspeito ser “ego”. Uma das coisas mais importantes na evolução tem sido a escôlha do ser sob evolução: se quer ser sistema aberto ao mundo ou fechado em si mesmo. Quando fechado em si mesmo representa extremado ego. Enfim voltemos ao seu post. Dizes que kundalini se eleva pela coluna vertebral (para nós significaria que uma nova onda de luz chega ao chacra da base inferior e sobe pelas hastes do DNA). Se ela encontra chacras abertos continua. O que seria um chacra fechado? Seria um individuo que numa das suas formas de sua vida atual foi ou é demasiado egocentrico? Supomos que eu queira fazer algo para ter certeza que nenhum chacra vá bloqueá-la. Não vejo como. Teria que mudar hábitos, comportamentos, visão do mundo e entendimento das relações entre eu e o mundo. Mas o mundo externo não permite mudanças se estamos escravizados nas engrenagens do capitalismo dessa máquina moderna. Não temos tempo e oportunidades para cuidar do metafisico, sob o risco de estar-mos na miséria amanhã. Pergunto: De que adianta receitar algo que o paciente não pode fazer? Não existe uma maneira dos seus mestres atuarem para organizar melhor a sociedade sem os predadores capitalistas? Qualquer resposta, agradeço.

xxxx – O que você pensa disso tudo? Afora o de que “êsse Louis e essa Maga são dois lunáticos…) ?