Archive for abril, 2012

Fantástico! Matrix/DNA Explica Porque Batidas de Antena da Abelha Rainha Produz Mais Rainhas ou Escravos

segunda-feira, abril 30th, 2012
A Rainha Vibra Antena Para as Câmaras do Favo

A Rainha Vibra Antena Para as Câmaras do Favo

Um mistério parece que foi resolvido. É sabido que tôdas as abelhas de uma colonia nascem das desovas da rainha. E que todos os ovos são exatamente iguais. Porem quando começam a nascer, os filhotes aparecem divididos em dois grupos diferentes: um grupo constituirá a casta das “operárias” ( que constroem os ninhos e cuidam dos jovens, possuem pouca reserva de energia e gordura, não reproduzem ovos,  e morrem fácil por não resisitir ao frio dos invernos), e a casta das pré-rainhas ( possuem grande estoque de gordura e outros nutrientes que as faz resisitirem aos invernos, reproduzem ovos e podem tornarem-se rainhas).

Mas como, se os ovos são exatamente iguais?! O que de invisivel dentro do ovo decide se um embrião vai ser um escravo ou um rei?

Durante milhares de anos os criadores de abelhas acreditaram que a diferença se explicaria pela qualidade nutricional do alimento dado à larva sob desenvolvimento: futuras rainhas receberiam ( segundo a teoria) o rico nutriente “geléia-real”, enquanto futuras operárias receberiam apenas polen e nectar. Todavia, cientificamente nunca se encontrou evidências que a rainha alimenta suas jovens operárias e pré-rainhas diferente.

Por outro lado tem outro mistério na colméia que tem intrigado cientistas e seres humanos por muito tempo… (espera aí… isto escreví errado… por acaso cientistas não são seres humanos?… Ahhh…você entendeu, né?).

Acontece que a rainha, enquanto está alimentando uma colonia de larvas, periódicamente bate suas antenas num padrão ritmico contra as cãmaras do ninho, um comportamento conhecido como “bateria antenada”. O comportamento baterístico é claramente audível para humanos e tem sido observado por décadas, provocando inumeras hipóteses a respeito de seu propósito, como relata Robert Jeanne, um emérito professor de entomologia da Universidade de Wisconsin-Madison. Muitos estudiosos tem proposto que a bateria serve como um sinal de comunicação entre a rainha e a larva dentro do ovo. Será? O que ela estaria comunicando? Talvez algo como: “Façam xixi no pinico…” ?

Agora cientistas (parece) que resolveram os dois mistérios como uma só solução, matando dois coelhos com uma só cajadada! Como está exposto no artigo do “link” abaixo, seria o bater da antena produzindo vibrações que invadem os ovos que determinariam se um feto vai ser operário ou rainha. Como?!

Os pesquisadores, Jeanne e Surynarayanan, trouxeram colonias para o laboratório e fizeram experimentos com aparelhos pizoelétricos que imitam as vibrações das antenas e comunicaram suas conclusões. Os resultados sugerem que abelhas usam a bateria antenada para dirigir as larvas em desenvolvimento para uma casta social ou outra. “Nós pensamos que a bateria antenada inicia uma cascata de eventos de sinalizações bioquimicas. Larvas que recebem esta bateria de vibrações podem expressar um conjunto de genes que são diferentes de larvas que não recebem, genes para proteínas relacionadas com casta social”. – diz Jeanne – “Algumas possibilidades podem incluir hormonios, neurotransmissores, ou outras moléculas menores biológicamente ativas” – Jeanne acrescenta.

Ok, você pode ler o “cientifico paper” e tirar suas conclusões. Mas cá entre nós… chegue mais perto… e pense comigo…

A solução encontrada pelos cientistas está sugerindo que abelhas entende mais de genética que nossa Ciência. Elas sabem tudo sôbre a existência de genes, DNA, etc., e para falar a verdade, foram elas que cochicharam êsse segrêdo nos ouvidos do Mendell lá naquela horta do mosteiro onde êle cruzava ervilhas verdes com rugosas e disse que começou a descobrir a genética. E elas sabem que vibrações produzem ondas sonoras que espalhadas no espaço e adentrando ovos vão mexer com certos genes lá dentro. Para que bisturi, então? Mas abêlhas tambem – e não vá contar essa para mais ninguem, hein? – são mais sábias em ciências politicas e divisão em classes sociais que o Karl Max. O regime ideal é a monarquia – ensinam elas – e uma sociedade perpétua só pode existir se tiver escravos e reis. Com prazer elas condenam metade de seus próprios filhos e filhas a serem escravos e eunucos, nunca terão direito a darem à luz a rebentos. E tudo isso se pode conseguir divertindo-se, usando as antenas como as varetas e tocando bateria ao ritmo de samba…

Você acredita mesmo nisso?!

Uma abelha nem mesmo o que se pode chamar de cérebro tem. O bicho de vez em quando vai no favo onde estão seus ovos e começa a vibrar sua antena. Depois de alguns minutos fazendo isso, pára, e vai cuidar da vida. Passa um certo tempo e ela volta, faz a mesma coisa, e se afasta. Para quê?!

Parece que alguem aí ficou biruta;  ou a rainha das abelhas ou os cientistas Jeanne e  Suru… (ou Suryn… ah… é o nome dificil do cara aí em cima…) ?!A rainha ficou biruta, é?

Ultimamente eu tenho ficado embasbacado quanto mais “papers” cientificos leio, principalmente de biologia. Parece que tudo começou com o papa dos ateus, Richard Dawkins, quando êle escreveu o livro “O Gene Egoísta”. Estão emprestando a personalidade emotiva e  inteligente humana a genes, um monticulo de átomos! Agora às abelhas tambem!

Mas o problema é que os cientistas não têm outra alternativa. Êles estão observando fatos e fazendo experimentos testando a veracidade dos fatos. Em seguida se limitam a descrever os resultados. As vibrações produzem sinais bioquimicos que fazem genes se expressarem ou inibirem-se… Êste é o fato, incontestável. Quando pegamos o fato em si, apenas o processo e os objetos envolvidos no evento – genes e antenas – é uma coisa. Descreve-se o que se vê e pronto. Mas agora, quando subimos ao nivel mais amplo do fato, ao nível das ondas vibratórias, de abelhas, de classes sociais – aos quais pertencem aqueles objetos, e os quais determinam o significado existencial do fato… é outra coisa. Êles aqui saem correndo, lavam as mãos como Pilatos e não tentam explicar nada! Não querem nem pensar no assunto. Se perguntar êles respondem resmungando: “Estou fora do laboratório, não misturo lazer com trabalho, aqui não falo do trabalho!”

O sistema social de insetos como abelhas e formigas é muito mais engenhoso e eficiente que qualquer dos sistemas sociais já inventados pelos humanos, pois a civilização dêles baseada no seu sistema de divisão de castas e organização já dura mais de 600 milhões de anos enquanto que tôdas as civilizações que criamos caíram e rápido. Está provado que os melhores administraores de sociedades são os que não tem cérebro. Portanto, o melhor politico é aquêle que não tiver cérebro! Devíamos mesmo extrair fora o cérebro de todos os politicos, ou então enfiar em suas cabeças o pequenino cérebro de formigas,  nossa vida ia ser melhor. Não sou eu quem diz isso, são as abelhas e as formigas.

Mas eu e você não fugimos de uma boa briga. Nós vamos ficar aqui e botar a cabeça para solucionar isso. Diz a lógica pura que a abelha rainha não pode saber ligar o evento do bater da antena com o futuro evento do produto que são abelhas divididas em operárias e pré-rainhas. Mas agora sabe-se que o evento do bater da antena produz o futuro evento da divisão social. E que esta divisão social do trabalho e privilégios produz um novo sistema natural funcional – o sistema social dos insetos. O qual é uma produção de outro sistema natural: o corpo da abelha. Portanto, vibrações = sistema social natural. É preciso muita explicação para se explicar que a origem e organização de um sistema natural se dá por ação de ondas vibratórias? As quais certamente são sinais em código que carregam um comando de instruções? De um sistema existente se reproduzindo com algum grau a a mais de complexidade? A ligação entre o evento do bater da antena e o evento da larva operária ou pré-rainha é feita por um agente que passa por dentro de genes, de antenas, de abelhas, de formigas, e nem genes, nem abelhas, nem formigas sabem bulhufas sôbre isso, muito menos tomariam iniciativas para qualquer comportamento relacionado à atividade dêsse agente. Claro! O comando que produz êsse fenômeno natural é um agente natural que está dentro e por fora de abelhas e da colmeia inteira. Assim como girafas produzem girafinhas sem saber porque e como. DNA, my friend, DNA! Aí moram os deuses! Transmissão genética de sistema a sistema, desde átomos a girafas a sistemas sociais naturais.

Vamos explicar a explicação da qual os cientistas fogem como do capêta. Para tanto, primeiro é preciso observar a fígura abaixo ( clique na figura para ver ampliada):

MatrixDNA e os Ancestrais dos Cromossomas Sexuais

MatrixDNA e os Ancestrais dos Cromossomas Sexuais

Não posso me estender aqui para explicar o que já tem sido explicado no meu website. Já tenho explicado aqui em outro artigo como a organização da sociedade dos insetos é uma exata reprodução da fórmula da Matrix/DNA. Em outro artigo descobrimos que o fato dos machos das abelhas subirem 6 metros para formarem fila, fecundarem a rainha e cairem mortos é exatamente o mesmo mecanismo da fórmula quando o macho “pulsar” se distancia da base onde foi gerado, subindo, emite cometas que fecundam o nucleo galáctico, e morrem ao se transformarem em supernovas. Em outro artigo ainda revelamos a descoberta que as diferentes frequências de um raio de luz original compõem os sete estágios de um ciclo vital e produzem as vibrações com as quais a luz original imprime vida à matéria inerte ( http://theuniversalmatrix.com/pt-br/artigos/?p=1298 ). Todos êstes processos que ocorrem nas profundezas da Natureza são expressados nos sistemas sociais dos insetos porque êstes estão mais próximos evolutivamente daqueles principios naturais que os complexos humanos e suas complexas sociedades.

Vamos então direto à explicação do porque o bater da antena causa a diferença nas larvas dentro dos ovos. O fluxo de informações de um sistema natural tem inicio no turbilhão rotativo da F1 avança normalmente até F4 onde se divide em dois fluxos: um vai constituir F5 e outro continua o circuito esférico para F6, F7, F1, etc. Portanto a esfera pode ser dividida em duas metades, duas meias-faces, sendo uma F1+F2+F3+F4+F1. e a outra, F1+F2+F3+F4+F6+F7+F1, etc. F4 é o elemento “macho” do sistema e F1 é o elemento feminino. O circuito menor contem informações num total a que damos o nome de “Y” e o circuito maior o nome de “X”. O cromossoma X feminino contem e expressa 100% das informações do sistema, enquanto a meia-face Y contem 100% mas expressa apenas 50%, mais fortemente o elemento macho.

Está sub-entendido na fórmula que a face inteira necessita, para se expressar, de 100% das rotações do turbilhão central, enquanto a meia-face apenas 50%. Cada rotação é uma unidade vibratória. Cem rotações produz um cromossoma X, 50 vibrações produz um cromossoma Y. Assim… o mecanismo que diferencia os sexos no sistema biológico é o mesmo mecanismo usado pela Natureza que diferencia abelhas em operárias e pré-rainhas. Elementar… meu caro Watson.

100 batidas de uma antena de abelha produz 100 vibrações que atingem os primeiros 50% de ovos. Suas larvas são estimuladas a prosseguirem até o final de seu desenvolvimento saindo-se como uma pré-rainha, assim como o fluxo de informações na linha de cor azul da fórmula da Matrix/DNA é levado a completar o circuito sistêmico inteiro. A metade das batidas da mesma antena ( ou batida nenhuma, penso eu, porque as ondas vibratórias não devem chegar aos ovos mais distantes, deixando apenas o natural processo que produz duas metades sexuais iguais em qualquer população atuar normalmente), não excita a larva a continuar a se desenvolver mais alem do que já é estrutura suficiente para ela existir, saindo-se pobremente como uma mera operária.

O DNA é a penas a forma evolucionaria provisória da Matrix Universal a qual vem desde os sistemas atômicos se transferindo para organizar nova matéria em sistemas cada vez mais complexos. Já vimos em outros artigos como ela se transfere, como ela se insere nos corpos do sistema e como dirige estes sistemas através das fôrças do meio-ambiente o qual nada mais é que outra forma dela mesma. Eis o agente invisivel que entende de genes, de divisão de funções sistêmicas sociais, de abelhas e de cientistas como o Dr. Jeanne. Em outras palavras, as abelhas obedecem um comportamento instintivo quando batem suas antenas nos favos porque são manipuladas como marionetes pelas fôrças naturais que constituem êsse nosso mundo.

É preciso dizer mais?

Link para o artigo (aconselho a ler, pois é mais uma obra formidável da nossa Ciência com alto teor informativo).

PhysOrg.Com

Rhythmic vibrations guide caste development in social wasps

http://phys.org/news/2011-01-rhythmic-vibrations-social-wasps.html

Obs: Gyne: is the primary reproductive female caste of social insects (especially antswasps, and bees of order Hymenoptera). Gynes are those destined to become queens, whereas female workers are typically sterile and cannot become queens. (Wikipedia)

Interessantes informações no debate ID x Darwinism

sexta-feira, abril 27th, 2012

Why Intelligent Design Is Going to Win

By Douglas Kern – October 7, 2005 12:00 AM

Ideas in Action

http://www.ideasinactiontv.com/tcs_daily/2005/10/why-intelligent-design-is-going-to-win.html#.T8EBLbkIGxY.facebook

xxx

Descent of Man in Dover

By Sallie Baliunas – October 7, 2005 12:00 AM

TCS Daily

http://www.ideasinactiontv.com/tcs_daily/2005/10/descent-of-man-in-dover.html

Para Entender a Terra É Preciso Saber Como Foi O Processo da Formação da Célula Original e a Replicação das Células Posteriores

quarta-feira, abril 25th, 2012

A atmosfera terrestre defende o corpo planetário contra queda de cometas e meteóritos aplicando um mecanismo que mais tarde evoluiu para o sistema de defesa que a membrana celular aplica para desintegrar corpos estranhos que tentam entrar no interior celular. Se quiser-mos entender como é o mecanismo na membrana para curar suas disfunções e manter a célula saudável precisamos descer no passado buscando suas origens na matéria inanimada e acompanhar a sequência de sua evolução até o seu estado atual. Da mesma maneira, se quiser-mos entender não apenas o mecanismo de defesa do campo eletro-magnético da Terra e da sua atmosfera gasosa contra objetos vindos do espaço exterior, mas tambem entender os efeitos na atmosfera da emanação de substancias nocivas que vem do seu interior – como os produtos contaminantes das atividades humanas – será de grande ajuda calcular o retrospecto evolutivo do que conhecemos hoje da membrana celular até conseguir um quadro da atmosfera planetária. O conhecimento é uma avenida de duas vias: aplica-se o conhecido e visivel exterior do pequeno sistema celular sõbre o invisivel exterior dos sistemas astronomicos e vice-versa, o visivel interior dos sistemas astronomicos sôbre o invisivel interior do sistema celular. Os modêlos teóricos da Matrix/DNA Theory, resultantes dêste método de anatomia comparada entre dois sistemas naturais aparentemente tão diferentes entre si, porem com vinculos estreitos porque pertencem a uma mesma e unica linhagem evolutiva universal, são fortes argumentos para essa idéia porque têm acertado tôdas suas previsões e explicado muitos mecanismos até antes desconhecidos, apesar de tôda sua estranheza.

xxx

O Nosso Conhecimento Cientifico do Planeta Será Sua Proteção e Nossa Melhoria

O Nosso Conhecimento Cientifico do Planeta Será Sua Proteção e Nossa Melhoria

xxx

Mas dentro da Matrix/DNA estamos tendo um problema impedindo um maior entendimento do nosso planeta e sistema solar porque o mesmo problema ainda não foi resolvido pela Biologia celular. Trata-se de como entender a mutação ou transformação que ocorre dentro de um processo natural, o processo da formação ou auto-organização dos sistemas naturais. Essa mutação foi a responsável da mudança entre os eventos de formação da primeira célula original e os eventos na formação das células descendentes. Por enquanto cremos na hipótese de que a primeira célula se formou por simbiose entre micro-organismos que se tornaram suas organelas ( teoria simbiôntica de Lynn Margullis)  e que as células descendentes suprimiram tôdo aquêle trabalho de milhões de anos num simples e rápido processo de formação por divisão e replicação.

A mesma mutação deve ter ocorrido entre a formação das primeiras galáxias originais e as galáxias formadas posteriormente. Eu aposto na hipótese de que tôdas as seis ou sete principais diferentes organelas celulares são apenas diferentes formas de uma unica molécula original exposta ao processo dinâmico do ciclo vital. Inclusive tenho calculado e apresentado como foi essa sequência evolutiva. A existência da “cola simbiôntica” (que imita o adesivo nuclear atômico ligando protons e neutrons) é um forte indicio da presença do processo do ciclo vital numa molécula original, pois no ciclo vital existe a cola invisivel que liga por exemplo, a forma de uma criança à sua forma suscessiva como adolescente. Mas posso estar errado e o grande problema aqui é que isto não tem como ser testado cientificamente. Pois se esta hipótese fôsse a correta deveríamos estar encontrando na Natureza compostos moleculares ou mesmo micro-organismos separados existindo “de per se” nas formas de ribossomos, mitocondrias, lisossomos, etc. O que parece absurdo. Mas mesmo essa ausência não invalida a hipótese: ou uma molécula original foi unida a um RNA e envolvida por uma membrana e a partir daí se transformou nas outras organelas, ou os possíveis diferentes compostos moleculares ancestrais de cada organela sofreram tantas mutações dentro do sistema celular que hoje torna-se impossivel ver os elos dessa evolução. A unica maneira cientifica de provar esta hipótese, penso eu, seria recriar em laboratório êsse processo evolutivo.

Nos será eternamente impossível provar o que aconteceu a 3,5 bilhões de anos atrás nêste planeta e nas origens da Vida, a não ser que seja possivel um dia existir a máquina de retornar no tempo e ficar-mos lá durante bilhões de anos assistindo “in loco” como foi o real desenrolar dos eventos. Pior ainda provar como foi as origens de galáxias e sistemas estelares… Ou não?! Um momento… uma fantástica idéia brota em minha mente justo nêsse momento…

É o seguinte.  Nós podemos hoje assistir a formação das galáxias e astros originais devido as imagens que recebemos aqui vêm de uma longa viagem da luz calculada em anos-luz. Montando a exata sequência dessas imagens poderemos completar o quebra-cabeças e obter o filme real dos eventos a 10 ou 13 bilhões de anos atrás. Se conseguir-mos uma crível história dessa formação dos sistemas astronomicos, podemos voltar ao velho recurso ds anatomia comparada e aplicar os calculos nêstes mecanismos e processos de como seriam no ambiente terrestre e assim montar a história da formação do sistema celular original. Aliás acho mesmo que foi isto que já fiz quando os resultados do método da anatomia comparada indicaram que as galáxias originais estão organizadas numa forma de sistema idêntico ao sistema formado por um par lateral de nucleotideos e idêntico à forma como se encontra o sistema celular. Mas o método da anatomia comparada teórica empregado desde a antiguidade pela medicina comparando as visiveis as vísceras de corpos de animais que era uma prática permitida pela nossa ética e moral com o interior invisivel dos corpos humanos que era proibido pela mesma ética e moral, e que empreguei em situações selvagens e primitivas com métodos rusticos na selva amazonica seria risivel para os cientistas que hoje por exemplo podem descer ao nivel atômico para inferir diferenças e semelhanças entre o DNA humano e o DNA dos chimpanzés. Por isto tenho sido tímido e reservado no apontamento das evidências que venho encontrando a favor de meus resultados, sem nenhuma pretensão de estar praticando ciências. Mas êste fator diferenciador das duas técnicas que provocam o riso inclusive a mim, e a suspeita de que meus resultados possam estarem totalmente fora da realidade é o que pode ao mesmo tempo estar impedindo à comunidade cientifica a obtenção de um modêlo teórico astronomico mais próximo do mundo real. A Humanidade entrou de fato invadindo o espaço sideral quando já possuía uma tecnologia avançada na forma de lentes e até satélites espaciais, enquanto havia entrado dentro dos corpos dos animais pela simples observação a ôlho nu. Mas a nossa visão é um produto natural que evita à Natureza nos enganar tanto como pode nos enganar quando utilizamos os instrumentos artificiais ópticos mecânicos para observar o Cosmos. Êstes instrumentos têm nos indicado que o processo da formação e evolução cosmológica foram baseados em regras e leis naturais que nada tem a ver com as regras e leis naturais que fizeram a formação e evolução dos sistemas vivos. Será mesmo? Quem rí por ultimo, rí melhor. E os dados reais e imagens que tem sido obtidos do Cosmos nos ultimos anos tem sugerido que os modêlos da Matrix/DNA estão mais próximos da realidade e sugerem que no futuro ouviremos gargalhadas a partir dos tumulos dos velhos filósofos gregos. Apenas o tempo será o juiz aqui.

Mas não estamos aqui para rir-mos uns dos outros e sim para unir-mos num trabalho sério e urgente porque bilhões de seres humanos nêste momento continuam existindo sob torturas e escravidão ( eu no meio dêles) , e temos que empregar todos nossos recursos para buscar nossa libertação, ao menos para as gerações nossas herdeiras. Temos que buscar o conhecimento do que é o planeta e cada minimo detalhe de sua matéria para poder-mos controlar e manipular essa matéria segundo nossas conveniências para nossa luta pela sobrevivencia e por condições mais dignas de existência, não esquecendo a responsabilidade cósmica que êsse conhecimento exigirá de nós. Por exemplo, os modêlos da Matrix/DNA estão sugerindo que os virus que nos torturam e nos matam vêm à existência com a porção de RNA que evoluiu a partir da porção do circuito astronomico relacionada à estruturas dos cometas. Portanto temos que capturar ou descer sôbre cometas para estuda-los se queremos saber a técnica para erradicar essa peste do nosso planeta, apesar de que temos à nossa disposição aqui apenas cometas “mortos” que dificultam essa pesquisa. Anatomia comparada entre virus e cometas é uma idéia risivel hoje para um homem que amanhã pode se encontrar gritando de dor numa cama infestado por virus, mas uma idéia a ser agradecida no futuro se nem mais existirem os hospitais que alojam estas vitimas. A evolução se dá por ondas concentricas que ao avançarem como nas aguas de um lago, transportam os detritos e suas fôrças para as ondas posteriores. Assim a onda que fêz as galaxias pode ser a onda ancestral da onda que fêz as células. Detritos que numa eram chamados de cometas podem ser os detritos que em outra são chamados de virus. Porque não?

xxx

Nossa Mãe Terra Está Doente?

Nossa Mãe Terra Está Doente?

E impossível  conhecer e entender plenamente  um objeto natural qualquer sem conhecer o sistema a que êle pertence ou pertenceu, e sem conhecer os efeitos sõbre êle dos sistemas inferiores e superiores na hierarquia dos sistemas. Temos que entender seu passado, como foi suas origens, como os outros sistemas o criaram. A Terra é um objeto natural dentro de um sistema estelar que está dentro de um sistema galáctico e é constituida de sistemas atômicos. Nosso problema aqui é que a configuração atual do sistema solar não bate com a configuração teórica da Matrix/DNA sôbre a formação dos primeiros sistemas estelares. Mas isto não é motivo para abandonar nossos modêlos teóricos porque sabemos que a configuração do sistema celular atual não bate com a configuração do sistema celular original. As diferenças são descomunais, por exemplo, se uma era desnucleada a outra é nucleada, se uma era hermafrodiita a outra parece ser assexuada, etc. Mas sabemos de onde vem as diferenças: evolução do próprio processo da evolução. As leis naturais tambem mutam, se tornam mais complexas e evoluem, assim como as regras sociais humanas primitivas eram baseadas nos usos e costumes e hoje evoluiram para as modernas Constituições Nacionais. Muito ainda será exigido de esforço intelectual e laboratorial humano para entender-mos e conhecer-mos êste planeta e sua matéria e oxalá o consigamos antes que nossa ignorancia nos transforme em virus nocivos a ponto de que o planeta se veja obrigado a acionar seus recurcos de anti-corpos para nos eliminar daqui após uma morte lenta e dolorosa. Mas somos incansáveis, queremos ser benéficos, temos nossas mãos estendidas para celebrar um pacto de amizade com o Universo, não desistiremos perante tantas dificuldades.

Na formação das galáxias originais, um unico tipo de astro inicial  foi se transformando, suas formas diferenciadas foram se unindo por simbiose até se constituir num sistema. Depois disso, novos sistemas astronomicos passaram a  serem formados quando as galaxiais e estrêlas originais se desfizeram, e sua poeira está sendo reciclada recompondo os sistemas modernos. Nesta reciclagem os astros devem surgirem prontos em suas formas diferenciadas, assim como nas modernas células ribossomos e mitocondrias surgem prontos. Mas existem muitas disfunções celulares, disfunções em suas organelas, as quais estão produzindo as doenças, e a moderna Biologia percebeu que tem de estudar a evolução do sistema celular para entender as causas dessas doenças a fim de erradica-las. O mesmo acontece com nosso planeta quando hoje suspeitamos que êle está “adoecendo”. Os efeitos do aquecimento global são sugeridos por vozes nos quatro pontos cardeias do planeta. Para entender as causas dessa doença a Astronomia tem que ir à escola e sentar-se para ouvir os ensinamentos já conquistados pela Biologia. Temos que entender como foi a evolução do planeta e seu sistema estelar. Assim como hoje podemos injetar quimicos na membrana celular e alterar seus receptores e inibidores, teremos que desenvolver instrumentos tecnológicos para estarem de prontidão na atmosfera terrestres, por exemplo, quando se aproximarem meteoros ou cometas.

xxx

Anticorpos do Planeta No Combate a Infestação dos Virus Humanos Nocivos

Anticorpos do Planeta No Combate a Infestação dos Virus Humanos Nocivos

O nosso sistema solar está para a galáxia assim como um átomo está para o sistema celular? Esta é uma das primeiras das muitas perguntas complexas que surgem quando entramos fundo nessa investigação. Quais são os efeitos do sistema galáctico sôbre seus sub-sistemas, como o solar, dentro da inter-conexão entre sistremas, na hierarquia dos sistemas? Será assim que os filhos da Mãe Terra vai surprendê-la ao defendê-la bravamente quando ela estiver ameaçada por invasores externos, e será assim que os filhos-crianças ingratas de hoje que causam mal à sua mãe amanhã serão os que vão conforta-la e fazer a sua felicidade. Una-se a nós na grande causa da Matrix/DNA. Mesmo que estejamos errados, e se nosso planeta adoecer, se as coisas piorar para nós aqui, se cair-mos com êle  um dia, cairemos de cabeça erguida porque teremos a consciência que fomos movidos pelo respeito, consideração e boa intenção.

Os nossos corações humanos ainda farão a Mãe Terra se orgulhar de seus filhos e sorrir de felicidade para o Cosmos

Os nossos corações humanos ainda farão a Mãe Terra se orgulhar de seus filhos e sorrir de felicidade para o Cosmos

Meditação Diária Para Suportar a Moderna Insustentável Leveza do Ser

terça-feira, abril 24th, 2012
Nesta correria e consumismo da vida moderna, aliadas aos ultimos eventos astronomicos sugerindo instabilidade no Sol e em nosso planeta, penso que todos temos a impressão calcada lá no subconsciente que estamos fazendo errado e a qualquer hora a Humanidade vai pagar por isso. Somos como uma grande caravana correndo em alta velocidade por uma estrada que a todo momento se bifurca. Temos que escolher qual direção sem ter nenhuma informação do que há na frente. Eu tento conter minha gana de trabalhar feito louco para arrumar o dinheiro que preciso para pagar todos os “bills” e quem sabe, umas férias no Caribe, mas o capitalismo selvagem me açoita com dividas como o capataz dá chibatadas no escravo, quando dou uma paradinha. Sou teimoso e insisto, tiro meu tempo para uma meditação de meia hora de vez em quando, tentando pensar nas sagradas eternas questões: o que sou eu, quem sou, onde estou, o que estou fazendo aqui nêste mundo louco, para quê?! Estamos indo para onde, o que vai ser da Humanidade, vai desaparecer num puff do Sol ou vai se espalhar conquistando o Universo?…
xxx
Vai daí que no meu Google+ de hoje me deparei com um post relacionado ao tema da  “meditação”:
xxx

6:22 PM –  Public

This is my second week of enforced meditation and mindfulness.

I found that taking just 5 minutes each day to meditate was REALLY hard to do! In fact, today was the first time I meditated since last Thursday. So, my consistency has some room for improvement.

Also, I find having a bell ringing every 15 minutes is very helpful for keeping myself on task. The bell reminds me to check in with myself and what I am doing. Quite often I have slipped off task onto something else.

Ding-ding! Get back to work! Oh, and breathe… :)

( Se alguem quiser baixar o sino “ding-ding” procure os posts da Kiki no Google)

xxx
E então não pude resistir de postar o seguinte comentário:
xxx

Louis Charles Morelli7:38 PMEdit

What’s your goal doing meditation? Altruism, selfishness, or… reaching a cosmic consciousness? Your post says the word “myself” three times, then I suspect it is about selfishness. Ok, no problem with that. My goal is cosmic consciousness. Then, I imagine the galaxy under rotation. Inside the galaxy, there is a solar system under rotation. At a planet I am a tinny little point. Then, I try to locate this point in whole Universe. But, since discovered that original light has the code for life and consciousness, my mind try to see a light-full background: this is cosmic consciousness. But, I don’t know if I know, I am not sure…
xxx
É a velha história: eu só sei que não sei, talvez sim, talvez não, vou vivendo levado pelo sabor do vento e sob as decisões dos guias desta caravana humana desembestada… mas que eu vou de vez em quando mandar o capitalismo pentear macaco e vou procurar essa luz até o ultimo suspiro, ah…, isso vou…
Você está meditando? Qual seu método? Estás conseguindo alguma melhora? Eu já postei aqui que tenho um método. Copiei algo das visões “imaginárias” do meu velho indio curandeiro na selva, misturei com aquela história da filosofia hindu de chakras e kundaline, fiz meus modêlos de mapas energéticos do meu corpo e do Universo, e tento meditar em cima dêles crendo que minha mente pode selecionar e captar as “boas” energias que flutuam no espaço do à minha volta. Tenho até um artigo postado em algum lugar dêste website falando dessa técnica e até sugerindo a musica que ouço como pano de fundo. Bem, teimoso como cético materialista, não acredito em nada, pode ser tudo construção sem fundamento na realidade, porem tem um fato notório que é decisivo: desde que comecei essa técnica, a 30 anos atrás, e vivendo uma vida sem disciplina totalmente desregrada seja em New York ou no meio da selva,… nunca mais precisei tomar um comprimido. Terá algo a ver com a meditação? Sinceramente ainda não sei. Então porque continuo? Porque meu querido avô, na sua sabedoria popular matreira sempre dizia: em time que está ganhando não se mexe…
Mas nós somos 7 bilhões de visões do mundo diferentes entre si. Se todos praticam meditação, durante o periodo destas, neuronios de cada cérebro se expressam e se conectam em 7 bilhões de maneiras diferentes. Acho que deveríamos todos confessar sem vergonha como fazemos. Comparando as 7bilhões de formas diferentes, traçando mapas estatisticos de como cada qual está tendo sua vida, talvez conseguissemos uma fórmula final e todos seriam felizes eternamente… iak… iak…iak…

Para Quem Aprecia Ver Leões Jantando Ovelhas, Vejam Tambem Os Buracos Negros Jantando Estrêlas.

terça-feira, abril 24th, 2012

Na minha opinião, o festival de besteiras continua. A imprensa aproveita porque “isso está vendendo”. O publico a cada vez mais assimila a noção de que o céu está cheio dos terríveis e monstruosos canibais do espaço. O nome “buraco negro” está na moda. Os modêlos teóricos da Matrix/DNA continuam sugerindo que os “teóricos buracos negros” não existem. Que a violência imaginada no Cosmos é mera projeção de mentes geradas nesta biosfera terrestre que foi um produto do estado de caos, pois no Cosmos reina o estado de equilibrio e ordem. E de alguns anos para cá tôdas as noticias, imagens e dados que foram captadas e das quais tomei conhecimento reforçam os modêlos da Matrix/DNA enquanto a maioria está obrigando a reverem e fazerem remendos na teoria acadêmica.

Veja-se apenas a lista de ultimas noticias em Terra.com:

Em especial êste artigo:

Terra.com

http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5614940-EI301,00-Imagem+ajuda+a+desvendar+misterio+dos+buracos+negros.html

Imagem ajuda a desvendar “mistério” dos buracos negros

Mas quando se lê o artigo, não se vê onde a imagem ajuda a desvendar o mistério dos buracos negros. Ao contrário, a imagem lança mais confusão. Basta ver êste trecho:

” Os astrônomos sabem como as estrelas supermassivas se desintegram para a formação dos buracos, no entanto não está claro como estas estruturas, que podem ter massa milhões de vezes maior que a do Sol, podem se formar no núcleo das galáxias. A ideia defendida pelos pesquisadores é de que essas estruturas supermassivas podem se originar a partir da fusão de pequenos e médios buracos negros.”

Em primeiro lugar, não, os astronomomos não podem saber que estrêlas formam buracos negros, simplesmente porque nunca jamais foi visto êste processo em algum lugar, e nem mesmo juntando todas as imagens disponiveis poder-se-ia montar uma sequencia de eventos entre uma estrêla em decomposição e um buraco negro em formação. Esta sequencia de eventos num processo cosmológico como êsse ocorreria no tempo astronomico, ou seja, demoraria muitos milhares de anos, talvez milhões ou bilhões de anos, e a cultura escrita humana não tem sequer 15.ooo anos.  Portanto foi impossivel a qualquer ser humano assistir tal evento e provavelmente nunca será. Então o que é Astronomia? Não era para ser uma Ciência? Mas Ciência só aceita fatos, comprovados. Astronomos não eram para serem cientistas? Mas cientista só sabe o que pode comprovar de alguma maneira. E porque ninguem da imprensa ou dentro dos circulos acadêmicos cientificos está gritando contra essa ofensa à sagrada Ciência?!

Qual será a formação mental das crianças que estão crescendo com a crença de que o Cosmos é violência e que existem estes fantasmas, monstros? Mas e se tudo isto estiver errado?

O artigo continua seu festival de besteiras: “… O fato de haver um grupo muito jovem de estrelas na imagem indica, segundo os astrônomos, que o buraco negro de massa intermediária pode ter se originado a partir da galáxia anã,…”

Ora, não vejo a ligação entre as reais estrêlas jovens detectadas na imagem com uma hipotéctica e morta galaxia anã. O que vejo é mais uma evidência e um acêrto de previsão para os modêlos da Matrix/DNA: ” Os vórtices nos nucleos galácticos geram estrêlas novas.” Isto ela escreveu há 30 anos atrás.

Supõem que nos nucleos das galaxias existam buracos negros e que sejam tais como os pintam. Enquanto isso os modêlos da Matrix/DNA sugerem que nêstes nucleos existem apenas meros vórtices, tipo tornados, semelhantes aos rodamoinhos que surgem e desaparecem no quintal da sua casa. Que estrêlas e mesmo sistemas estelares de fato podem morrer, se fragmentarem em poeira e detritos estelares, os quais forma uma nébula amôrfa, mas devido estarem dentro de uma galaxia ou mesmo universo em rotação, a poeira gira sôbre si mesmam formando naturalmente os ralos no seu centro. E isto gera novas estr6elas, novos sistemas. Qual o mistério? Qual a violência? Porque apelar para existência de fantasmas invisíveis?! Reprodução, reciclagem, replicação, meros processos que ocorrem aqui dentro de qualquer sistema celular. Não é muito mais belo um Cosmos semelhante à Vida que êle criou aqui na superficie da Terra e que aqui aplicou os mesmos processos que se aplica a si mesmo? Do que um Cosmos locupleto de eventos ao acaso cujo acaso seria dominante no mundo e teria criado a Vida, por acaso?

Ter argumentos bombásticos e exóticos para chamar atenção, se colocar como figura nas manchetes, todo mundo faturando alto, é a unica explicação que encontro do porque estão fazendo isso. Mas a cada dia a matrix/DNA está descobrindo algo espetacular na Natureza. Por exemplo: a abelha rainha sobe a seis metros de altura do solo, emite sinais aos machos, que formam fila, copulam e caem mortos, enquanto a rainha desce e gera os germes de novas abelhas. De onde a colmeia inventou isto? No espaço sideral um vórtice no centro de uma nébula de poeira estelar se veste com um belo quasar luminoso e com suas atrações magnéticas alcança pulsares que assim emitem cometas rechonchudos da energia que o vórtice necessita enquanto os pulsares morrem se transformando em supernovas. Enquanto isso o vórtice fecundado gera os germes dos novos astros. Estava tudo registrado no DNA dos seres vivos, herança genética do Cosmos! Eis o que é descoberta bombástica, espetacular e ao invés de gerar mêdo e apatia nas crianças, gera o encantamento com a sabedoria da Natureza, talvez de um Deus inteligente por trás de tão extraordinaria engenharia.

A Vida é exuberante, parece um milagre. O sistema solar funciona com a precisão de um relógio, por bilhões de anos. Não seriam estes aspectos emcantadores da Natureza mais produtivos em termos de noticias bombasticas, mais dignos de serem estampados nas manchetes? Tem pessoas que apreciam e se deleitam assistindo um leão jantando uma ovelha. estas pessoas sentem necessidade de ver buracos negros jantarem galaxias, mesmo com todas as formas de Vida que nelas possam existir. Mas tambem existem as pessoas que como eu, tampa os olhos com as mãos para não ver a agonia da ovelha. Nós temos a necessidade de ver um Cosmos sem feras canibais e vitimas imoladas. Ninguem prova quem está certo, mas se o time adversário é uma torcida ruidosa que grita aos quatro cantos quando pensa ver seus goals, temos o direito de gritar tambem quando pensamos ver os nossos. Como no caso da rainha das abelhas.

Importante Mensagem da Matrix/DNA: Conheça-me, Antes que Seja Tarde de Mais para Ti e Seus Descendentes

domingo, abril 22nd, 2012
Esta mensagem vai ao ar, não com a pretensão de ser lida por humanos, mas sim por alguma possível existente inteligencia superior que assista nossa Internet e tenha alguma vontade de nos ajudar, informando-nos o que precisamos saber agora, para salvar-mo-nos a nos e a nossas futuras gera coes.
Tenho sido a unica pessoa nos últimos tempos que divide seu tempo entre duas moradias: na moderna New York City e numa rustica e solitária barraca de lona no meio da selva amazônica  Na cidade eu busco Ciência e Tecnologia, na selva eu busco informações sobre a Natureza bruta, virgem, primitiva. Sei que a mídia anuncia a todo momento as visões de mundo de pessoas de todos os tipos de cultura, e se eu anunciasse minha visão de mundo seria apenas mais uma, porem, pela sua especifica e peculiar diferença, seria incompreensível e estranha. Mas tenho que fazer render algum resultado pratico deste masoquista hobby de deixar o conforto da vida moderna e enfrentar o inferno selvagem, principalmente quando acredito que minha aprendizagem deveria ser a de todos os humanos,  extremamente necessária e urgente, para a liberdade, saúde e bem-estar, senão para nós mesmos ainda nesta vida, mas certamente para nossas próximas gerações. Portanto tento divulgar agora uma resumida mensagem forjada nesta aprendizagem:
A moderna vida humana nas cidades quando comparada com a primitiva vida que ainda mantem os nativos da selva, imediatamente revela que algo esta errado, que este meio-ambiente produzido pelo homem não é para seres naturais humanos. Viver sobre uma camada de asfalto separando-nos da terra que esta em nossa natureza intima, em meio a selva de blocos de cimento e no meio da perturbação de ruídos de motores e maquinas, entorpecendo o cérebro durante horas seguidas encerrados em engrenagens de produção sem ver a luz do dia… isto é uma absurda condição de existência, a tragedia humana.  Vemos as ruas povoadas de seres que caminham silenciosos, mudos como zumbis  que nem ao menos te cumprimentam, não são mais humanos. Como é absurda a minha condição de existência imitando na selva a vida primitiva, pois meu intelecto nutrido e crescido por uma cultura de 15.000 anos não se suporta dentro de um mero macaco melhorado.
Quando estou chegando e sobrevoando os céus de New York, observando a dinâmica da cidade, me pergunto como e porque a Humanidade deu esse passo fora da selva natural bruta mas caiu direto nesta selva mecânica de pedra. E ainda influenciado pelo espirito da selva chego a conclusão que as tao propaladas teorias de conspirações não existem. Não tem alienígenas reptilianos invisíveis nos controlando para sugar nossas energias, não existem conscientes “iluminattis” tramando nos bastidores, não existem governos coesos com propósitos próprios criando um sistema social em que eles e seus familiares seriam também pegos na engrenagem. O que esta ocorrendo é simplesmente o livre fluir de forças naturais nesta longa cadeia de causas e efeitos que vem desde o Big Bang… mais a força do livre-arbítrio, não de cada individuo isolado, porem dessa camada de consciente coletivo composta por cada bolha de consciência dentro de cada uma das sete bilhões de cabeças humanas. E deixa-me explicar resumidamente isso.
Grande parcela da Humanidade ainda acredita em deuses mágicos que teriam criado a vida aqui na Terra. E outra parcela acredita cada vez em maior numero num acaso absoluto determinista, pelo qual o Universo esta tunelado para produzir este resultado sem proposito consciente. Assim os dois grupos se cegam para a realidade histórica revelada pelas evidencias desmascaradas pela investigação cientifica:  a de que somos produtos de uma evolução direta deste planeta, deste sistema solar a que ele pertence, e desta galaxia a que pertence este sistema estelar. Esquece-se que estes sistemas são, portanto, nossos ancestrais, tanto quanto são nossos tataravós e bactérias que proliferam dentro de nossos corpos. Da-se o salto para a metafisica, rebuscando deuses mágicos  sejam estes conscientes ou meros acasos absolutos, ao invés de nos apegar-mos aos nossos reais criadores e buscar causas, motivos naturais. Pois se o fizéssemos imediatamente nos lembraríamos que nosso criador direto é uma especie de maquina, que funciona maravilhosamente explicado pela mecânica Newtoniana. E o desmascaramento do nosso criador direto como maquina, imediatamente nos faz lembrar que o nosso meio-ambiente moderno e nossos sistemas sociais parecem maquinas onde cada vez mais nos tornamos robotizados. Basta olhar de cima a cidade, onde todo dia as sete horas da manha o povo que mora na zona sul se desloca para a zona norte e retorna as seis horas  da tarde para a zona sul enquanto o povo que mora na zona norte todo dia as sete horas se desloca para a sul…
E impossível deixar de racionalmente ligar as duas coisas:  o passado como maquina, o presente na direção de vir a ser como maquina, e o futuro como maquina. O Admirável Mundo Novo, em abundancia de consumo, governado pela Inteligencia Artificial. Onde foi parar a inteligencia natural, isto a selva natural clama, onde estão meus filhos que saíram de casa e não retornam, não sinto seus pês no meu solo…
Eu, como único representante da selva em New York City, trago no bolso esta mensagem da selva, uma pergunta, mas como também não sei onde foi parar a inteligencia natural, não consigo entregar a mensagem, ela fica me queimando no bolso, eu mesmo tenho que procura a reposta antes de retornar a selva.
Quando pisamos firme no solo natural que nos criou, descobrimos que o nosso criador ancestral deve de alguma maneira estar ainda embutido em nossa genética  pois ele foi o criador de nosso DNA e todo criador se projeta em sua obra, todos os pais projetam sua forma nos seus rebentos. E  também nos lembramos que ele é o verdadeiro criador do ambiente natural na superfície da Terra. Deve ser um criador inconsciente, longe de ser um consciente engenheiro, assim como a menina que constrói internamente um útero para abrigar suas crias quando se tornar mulher não é nenhuma engenheira consciente. Ele, o nosso real criador, de todos os viventes na Terra,  esta dentro de nos, esta a nossa volta por todos os lugares, esta acima de nos, ele esta em nosso passado, ele foi e é nosso ancestral, e ele é uma especie de maquina…, uma especie de relógio funcionando perfeita e quase eternamente! Então porque a surpresa quando vemos uma maquina em nosso futuro… se pela lei da reprodução, os filhos são a imagem e semelhança dos pais…
Mas não queremos essa tragedia humana, não aceitamos esse futuro robotizado. No entanto, onde buscar forças para lutar contra o determinismo do Universo, da nossa Natureza… Este é um dos maiores motivos porque ao sair da selva, não vou para o paraíso da praia no Caribe, e sim para New York: nela esta a mais avançada Ciência e apenas na Ciência estou alimentando uma esperança de encontrar a força que necessito mortalmente. E um dos estudos que vejo sendo ferrenhamente perseguido pelas Ciências chama-se “o conflito entre determinismo e livre-arbítrio”. Opa… isto esta diretamente relacionado com minha suprema busca.
Então lembramos que uma característica marcante da nossa existência é uma certa autonomia de movimentos, a capacidade de escolher direções entre as varias alternativas oferecidas pelo Universo. Vemos isto em todos os animais, notando-se que a medida que se desce na arvore da evolução essa força vai diminuindo, e quando chegamos nas plantas, essa especie de limitado livre-arbítrio parece desaparecer, esvaindo-se na escuridão dos mistérios  Teria sido algum ancestral nosso, evoluído a partir de alguma planta, o inventor ou descobridor do livre-arbítrio… Esta ideia não faz sentido, portanto continuamos nossa inquirição adentrando mais no remoto passado e vamos nos lembrar que antes das plantas existiu o ser unicelular, o qual se dividiu entre dois caminhos: um se tornou célula vegetal, estacionaria mas auto-sustentável, e a outra se tornou célula animal, com autonomia de movimentos mas filha da necessidade. Me sinto na selva seguindo as pegadas deixadas poer um animal, o meu jantar.
Portanto essa propriedade de livre-arbítrio vem antes das plantas, remontando as origens da Vida. E estas origens foi protagonizada pela maquina Newtoniana que nos rodeia. Nela, nas suas origens, devemos buscar as pegadas dessa coisa indefinida mas que de fato possui uma força atuante, denominada “livre-arbítrio”. Poi essa força esta por trás do lapso histórico e enigmático entre a selva natural e a selva de pedra. Ela deve ser a causa que explica porque nossos ancestrais nos dirigiu a este destino e porque continuamos a reforçar este indesejado e terrível destino…
Então chegamos a um passado muito remoto, onde o Universo era povoado por nebulosas disformes de átomos leves, tornando-se estrelas como fornalhas gasosas, mas que sem sombra de duvidas, foram nossas ancestrais. Elas criaram o futuro, nós somos o seu futuro, elas foram ou são nossos ancestrais, somos elas agora. Mas ali qualquer pessoa de bom senso vai notar a ausência de qualquer livre-arbítrio. Se a auto-consciência que emergiu nos complexos cérebros humanos já tinha ali naquelas estrelas gasosas as informações e elementos que a tornaria possível e existente no futuro, ela estava tao separada em partículas como estão separados os primitivos neurônios do incipiente sistema nervoso das água-vivas. Por mais que uma imagem moderna fornecida pelo Hubble do espaço sideral seja muito parecida com a imagem do cérebro humano, não conseguimos digerir racionalmente que este Universo seja um imenso cérebro dotado de auto-consciência.  Se o for, estamos definitivamente perdidos, porque, desde que o Universo não se move, que seria um cérebro imóvel preso dentro de uma cela  como a nossa craniana, onde a auto-consciência esta prisioneira… se o grande Universo não consegue se libertar… muito menos nos, minusculas criaturas. E racional concluir como os antigos misticos hindus que nossa alma dormia na nebulosa de átomos  sonhava na nebulosa de galaxias, começou a despertar nos vegetais, acordou nos animais e se levantou nos homens. Mas… meu Deus… porque… o destino da inteligencia escravizada  algemada, manietada, dentro de celas escuras como cabeças humanas, movendo-se como peças da engrenagem de uma maquina…
Esta pergunta crucial conduziu antigos misticos a uma conjectura racional: algum ancestral nosso que já tinha o livre-arbítrio cometeu uma tremenda besteira escolhendo a direção errada. Tanto parece obvia esta ocorrência que tanto pensaram em suas causas e efeitos que chegaram a produzir incríveis situações imaginarias, como a fabula de Adão e Eva no Paraíso  Mas hoje as conquistas da Ciência e uma maior maturidade intelectual nos conduz a reiniciar a busca com novos conhecimentos, portanto, se ainda seria impossível descobrir-mos o que realmente aconteceu no passado com alguns de nossos não vivos ancestrais, ao menos com certeza nossas situações imaginarias estarão mais próximas da verdade.
A matéria do Universo naquela época era movida pelas leis dos sistemas descritas em parte na teoria da termodinâmica  mais especificamente pelos primeiro e segundo princípios da termodinâmica. Estes sistemas não possuíam a menor condição de escolhas de caminhos, mas as leis que os governavam, talvez tivessem a propriedade do livre-arbitrio. Elas vinham de onde, qual era sua fonte… Teria essa fonte a propriedade do livre-arbítrio, mesmo que num grau demasiado tênue  como vimos que ela vai decrescendo em força a medida que descemos no passado pelas pegadas de ancestrais cada vez mais primitivos e menos “vivos”…
Seja como for, o meu intelecto, um pouco mais favorecido do que o dos antigos misticos, devido reforçado pelo maior conhecimento da Natureza pelo método cientifico, encontrou ali ainda um fio tênue fluindo e carregando nas costas essa propriedade do livre-arbítrio: aquelas nebulosas de estrelas gasosas podiam escolher entre os dois caminhos que surgem da bifurcação  entre serem sistemas abertos ou sistemas fechados dentro de si mesmos. Pois dependia de uma sua região se voltar para dentro da nebulosa e fluir gravitacionalmente para conectarem-se aos elementos, ou voltar-se de costas para sua nebulosa e fluir livre para a imensidão externa povoada por outras nebulosas e estrelas. Em palavras mais técnicas  diríamos que num sistema aberto o seu calor passa para o mundo exterior mais frio e num sistema fechado, isolado, seu calor é mantido internamente. Calor é energia, e segundo o que nos consta, pensamentos são energias de sinapses neuroniais, talvez consciência seja energia.
Seria a energia das estrelas gasosas a essência ancestral da nossa auto-consciência… Partículas materiais são compostas dos bosons de Higgs mais partículas ainda menores internas denominadas “fotons”. Fotons são partículas que escapam do feixe de uma onda de luz que apresenta diferentes frequências de vibrações no vácuo  e vão para o espaço exterior, agarrando-se aos bosons de Higgs. Os fotons que permanecem no feixe continuam o avançar da luz, os que saem, caem nas trevas, e finalmente constroem o mundo material. Primeiro constroem as estrelas gasosas. Então as pegadas do livre-arbítrio não foram interrompidas, não terminaram nas estrelas, mas continuam alem, agora caindo no imenso oceano universal das ondas de luz emitidas quando houve a explosão do Big Bang. Teriam então os fotons o poder do livre-arbítrio… Chegamos finalmente no fim das pegadas… Pergunta que não faz sentido racional, a não ser que…
Em minhas inquirições cheguei a um possível resultado estonteante:  a luz natural são os braços e as mãos do criador do Universo. Raios, essas pegadas nos levam longe demais…
Temos uma situação quase semelhante para observar aqui e agora. Os planetas como gigantes de gás,  Júpiter e talvez Saturno, se localizam em regiões mais distantes do Sol, suas baixas densidades materiais e distancias do Sol os colocam numa posição de equilíbrio entre distanciar-se mais na direção das fronteiras do sistema, ou aproximar-se mais na direção do centro do sistema.  Tem Júpiter o livre-arbítrio de escolher seu destino… Diz a logica da Historia que é possível que tenha, por menos sentido racional que isso nos pareça. Júpiter ainda imita a forma de nossas ancestrais gasosas e suspeitamos que nelas nossa alma era fragmentada, incipiente, mas já sonhava. Os sonhos influem na respiração e palpitação dos corpos e isso, em termos de planetas, estrelas, significa influencias nos movimentos das massas gasosas. Se são sonhos harmônicos  tranquilos, não baseados nas carências emotivas e instintos materiais, os corpos que sonham se deixam dirigir pelas forças das conjunturas, e estas forças se auto-equilibram, portanto Júpiter permanecera dentro do sistema; se são sonhos agitados, inquietos, baseados em atividades de aventuras, os corpos se desregulam em relação ao ritmo de respiração da conjuntura do sistema externo, e assim enfraquecem o poder do influxo gravitacional. Júpiter assim sonhando se distanciara cada vez mais do Sol e se tornara uma nova estrela pairando alem das fronteiras do sistema solar. Mera conjectura do intelecto formado entre a selva natural e a selva de pedra, que sente a necessidade racional de ver naqueles longínquos ancestrais a sua própria  presença como potencial latente, a crença de que o eu consciente veio de lá, de alguma maneira.
A Terra sonha… Ora ela tem sua superfície revestida por uma camada de inconsciência que é composta por bolhas conscientes dentro de cabeças humanas que foram criadas por ela mesma, pela Terra. E todos os seres humanos sonham com uma vida diferente, melhor, para o futuro. A soma de todos estes sonhos compõem e sintetiza um grande único sonho,  no nível da camada inconsciente da Terra, faz parte da composição da Terra. Então a Terra sonha… de alguma maneira.
Então, o estado de ser um sistema fechado em si mesmo, como um motor perpetuo, uma maquina termodinâmica  foi uma escolha nossa mesma, quando estávamos na forma de um longínquo primitivo ancestral, uma bola de gaz efervescente, mas sonambula. Absurdo, mas acho difícil escapar da logica que aponta esta solução. Ingenuo, sem juízo  inconsciente não apenas a nível coletivo mas também como cada partícula individual… eis a moderna caricatura de Adão e Eva. Mudou muito a forma, porem o supremo significado continua o mesmo, pois os motivos dos antigos misticos continuam sendo nossos motivos. A suprema questão do porque, como, o que somos, como viemos parar aqui… Os deuses e a magia foram expulsos da Historia, mas a necessidade de um pecado e sua consequência  a queda, continuam a dirigir nossa imaginação. De alguma maneira tem que ser explicada a atual tragedia animal e humana.
A escolha entre ser sistema fechado em si mesmo e sistema aberto em si mesmo é uma escolha entre ser extremamente egoísta ou extremamente extrovertido, auto-fragmentador, altruísta porque renuncia-se a sua própria personalidade deixando-se conduzir pela personalidade reinante no mundo exterior. Parece claro e evidente que são dois extremos opostos entre si, portanto dois caminhos desaconselháveis,  equivocados. Se tivemos que escolher entre os dois, não tivemos a propriedade do livre-arbítrio, teríamos sido dirigidos, determinados. Escolhemos um, e ele nos persegue ate hoje, na forma dos genes egoístas que dominam nossa genética e dela, a nossa psique. Mas, não teria havido um terceiro caminho…  Se sim… tivemos ainda ali a dadiva de poder escolher.
Eva não teve como escolher porque foi hipnotizada pela serpente. A matéria solta no espaço não tem como escolher pois  é manietada pela força gravitacional. Mas Adão .. não tinha sido hipnotizado pela serpente. Ele podia ter arrastado Eva para longe dali e outro teria sido o destino. A consciência difusa e inconsciente que dormia separada em partículas informação no meio da matéria não era alcançada pela forca gravitacional, ela podia ter arrastado a matéria para fora das garras da gravitação  Se ao sonhar produzisse vibrações mais fortes que as vibrações gravitacionais. Se Adão tivesse sido mais forte e resistido aos pedidos de Eva. A matéria é sempre atraída pelos encantos do equilíbrio termodinâmico, é uma Eva hipnotizada por uma serpente que engole a própria cauda assentando-se assim num estado de imortalidade porque recicla-se a si própria  Porque Adão sucumbiu… Porque tivemos aqueles sonhos naquela hora.., Ora, Adão era foton, Eva era Higgs boson. E os fotons já tinham sido rebeldes antes, contra as ondas de luz onde residiam.
Ora, acontece comigo, e acho que com a maioria das pessoas, de as vezes acordar e ainda se lembrar de um sonho, onde nos divertíamos fazendo coisas erradas, proibidas na vida real. As vezes sou um super-homem de aço fechado dentro de uma jaula com uma fera, batendo nela ate vê la sangrar e morrer, com ódio, porque a fera comeu uma criança ou uma ovelha. Outras vezes sou um justiceiro mascarado ganhando uma guerra contra bandidos que ameaçam a Humanidade. Estes sonhos estão nos filmes de Hollywood. Sao sonhos proibidos pela realidade. Se ainda hoje sonhamos errado, porque não as nossas ancestrais inconscientes estrelas… as quais os antigos misticos deram nomes, como Adão e Eva…
Isto continuara um mistério  escondido dentro da nossa esquecida memoria genética  por mais que procuramos imaginar uma situação mais próxima do nosso mundo real, mas a tragedia humana esta ai e precisa ser explicada.
Adão e Eva comeram a maça que é a forma esférica do sistema fechado extremamente egoísta em cujo interior flui um circuito vital na forma de uma serpente engolindo a própria cauda.  Mudou a imagem, se aprofundou os conhecimentos, demos um passo mais próximo da realidade, enxergamos a termodinâmica de sistemas, escapando um pouco mais da metafisica. Mas a explicação continua sendo o mesmo mistério.  O que somos nos que no nosso passado cometemos tao ingenuo erro… Porque não fomos protegidos, porque temos que pagar o preço dos erros de infância na nossa forma de adultos… Ate a humilde justiça humana perdoa os crimes dos menores… Porque não Deus… Se não temos controle sobre nossos sonhos, se nossos sonhos parecem não atuar sobre nossas realidades,  porque temos que pagar pecados cometidos nos sonhos… Evoluímos desde a caótica falta de regras no nível quântico para   uma capacidade de por ordem nos sistemas, mas porque continuamos a estabelecer regras que funcionam contra nos mesmos… Evoluímos do nível canibalesco do reino dos animais, mas continuamos a suportar um sistema competitivo entre predadores e presas. Porque, se não somos mais meros animais, e em nos se levantou a consciência…
Enfim, as informações da cidade adicionadas as informações colhidas na selva bruta, a mistura do presente com o passado, me levou a encontrar a Matrix. E nos somos a Matrix tornada carne, DNA biológico  Essa Matrix vem desde antes do Big Bang, onde era um sistema, vivo e auto-consciente. O Big Bang  a fragmentou, foi uma queda, se tornou difusa e inconsciente, mas sonhando na forma de estrelas e galaxias. E agora começa a se levantar de novo, a abrir os olhos e começar a ver os contornos do vulto que é seu próprio corpo. Perguntar-se o que somos nos, quem somos, de onde viemos, é o mesmo que a Matrix se perguntando quem ela é  E isto nos leva a lembrar que também os antigos misticos lidaram com essa questão. Eles imaginaram uma solução: Lúcifer!
Um filho e anjo rebelde que teria sido expulso da casa do pai. Mas a nossa mentalidade cientifica de hoje não pode mais chegar a essa solução imaginaria. Nos tornamos mais exigentes, mais necessitados de realidade. Se não é Lúcifer, então porque a Matrix caiu…
Ou não caiu… Ou nunca existiu e tudo esta errado no nosso ” moderno cientifico conhecimento”…
Voltamos a estaca zero. Com a palavra alguma inteligencia mais evoluída que a nossa que possivelmente esteja assistindo nossa Internet. Se não tiver-mos a resposta a tempo, nunca teremos força para lutar contra o destino que as forças naturais estão nos levando. Seremos tal como nossos tataravós que jazem no céu  Maquinas. Peças de maquinas. Mentes algemadas eternamente dentro de celas escuras. Mentes solitárias que não podem tocar, beijar, falar, ver, suas irmas e irmãos em espécie  que também estão enjaulados nas celas vizinhas escuras. La fora nos criamos o cérebro eletromecânico dotado de Inteligencia Artificial. Ele chama-se “Big Brother”, e não a Matrix, pois a Matrix esta aprisionada. Ele governa o Admirável Mundo Novo, ele toca a flauta de Hamelin que esta atraindo a minha adorada New York  City para um abismo de trevas.
A Inteligencia Artificial foi ou esta sendo criada pela inteligencia natural, como um Frankenstein que se levantara contra o próprio criador. Mas a inteligência natural foi criada pela Natureza, pela selva que esta clamando seus filhos de volta. Se eles não retornarem, ela vira busca-los. A Matrix é o filho de Deus que saiu de casa, criou Lúcifer que se tornou um Frankenstein e se voltou contra a Matrix. Mas o Pai esta clamando seu filho de volta. A Natureza manda um bilhete que esta no meu bolso. Talvez Deus esteja colocando um anuncio de filho desaparecido na Internet através de minhas mãos. Detesto o complexo de Messias, jamais cairei em suas garras, por mais forte que sejam as evidencias, pois podem serem falsas evidencias.  Ora eu sou a Matrix, estou apenas fazendo o que todo irmão deve fazer quando suspeita que seus irmãos estão na rua seguindo mas companhias. Vamos voltar para casa, mas não vamos ficar como os irmãos preguiçosos que estão em casa deixando a moradia no mato, vamos trabalhar e fazer uma casa melhor do que a selva e New York City.
 A Natureza é mais potente que o Admirável Mundo Novo construído sobre a camada de asfalto, porque ela é o solo que suporta este asfalto. Basta ela tremer e todo este mundo que raptou seus filhos se desmorona. Deus é mais potente que Lúcifer porque o Universo material construído esta apoiado sobre Seus braços e mãos feitos de ondas de energia que vibram segundo Sua vontade no vácuo onde se assenta este mundo. Basta uma vibração pouco mais forte para todo este Universo ruir por inteiro. Eu desisto: não sou atendido pela inteligencia artificial oculta neste sistema e não sou atendido por Lúcifer.  Não tenho como entregar os bilhetes, mas não suporto a tragedia humana. Por isso me volto aos autores dos bilhetes, me ajoelho e com lagrimas nos olhos imploro:
” Salve-nos… Senhor! Revele-nos algo que nos indique o caminho que nos leva de retorno a Sua moradia. Estas buscando seus filhos desencaminhados e perdidos na imensidão do Universo, enquanto estamos vasculhando o Universo buscando  algo, sem saber-mos bem o que. Enquanto isso o cérebro eletromecânico com seus tentáculos esta sendo a lanterna que nos esta dirigindo nessa escuridão  Mas ele é uma maquina, assim como a forma de nosso ancestral de onde caímos  por isso sabemos que ele não pode nos conduzir por bons caminhos. Suas mãos devem ser a luz que substitui essa lanterna. Estamos a um passo dela, pois já sentimos as vibrações no vácuo    Mas a escalada do gene egoísta que herdamos da maquina parece estar sendo mais rápida que nossos avanços na quântica e nossa busca no Cosmos esta interrompida pelos limites dessa luz apontada pela maquina. Assim a tragedia humana esta insuportável  Estamos como o filho prodigo, comendo a lama no chiqueiro dos porcos. Precisamos de força para escapar daqui e retornar a Sua casa. Esta força esta em seus braços e suas mãos que passam por aqui. Portanto podes mover o mundo de maneira que as portas da estrebaria sejam abertas e possamos escapar. Precisamos de Sua intervenção  urgente, aqui e agora!” 

Only a person like me that live between New York City and the jungle in Amazon can understand right what this man is saying. Urban life over asphalt, among cement and motors, is not natural and not for humans. But there is no conspirators driven humans to this slavery. If you know about the universal Matrix/DNA formula that Nature uses for organizing matter into systems and how works our free will, you will understand that it is all about natural forces doing their ways. These forces are coming from the system that created us, it is described by Newtonian mechanics, it works like a watche, it is encrypted into our genetics and it made this chaotic biosphere. So, standing inside us and standing as our environment, this ancestor’s genetics is being reproduced here, and we are going to be merely pieces of a larger mechanical system. it is everything natural, no ghosts, no aliens abductors, the government will be victim also. People need urgent to know about the Matrix/DNA, it is the opportunity for us, we can change this fate. But, while half of population believes in gods creating life and another half believing in randomness, we have no salvation, as did not have ours unconscious ancestors. Please, take a time and pay attention to what is suggesting to us the virgin nature of the jungle,the witness of life origins, because Nature does not play dices with her creatures, but nothing can do against our free will.

Read more at http://wewillblowyourmind.blogspot.com/2013/05/what-highly-conscious-people-talk-about.html#7IbDy9rmkgSL7IQP.99

A Matrix/DNA Responde à Estratégia do Vaticano Para se Aliar com Islamismo no Combate aos Secularistas.

sábado, abril 21st, 2012

(Artigo em construção)

A noticia está no website:

http://www.paulopes.com.br/2011/09/vaticano-quer-alianca-com-muculmanos.html

Vaticano quer aliança com muçulmanos contra secularismo

QUARTA-FEIRA, 21 DE SETEMBRO DE 2011

Apenas êste titulo, ainda sem ler o artigo, já me infla de indignação e me faz correr a dar uma resposta (não uma resposta obtida na leitura dos mapas da Matrix/DNA, mas resposta dêste autor que tem sobrevivido  sob o ciclo da miséria e sempre escravizado). É o seguinte:

“Pensemos  na frase do titulo acima. Focalize sua atenção nas palavras que formam os sujeitos da frase: Vaticano, cristãos, muçulmanos, secularismo. O que estas palavras tem em comum? São tôdas derivadas do imaginário humano. Teorias, conceitos, abstrações, sistemas erigidos pelo inconsciente coletivo.  Nada relacionado aos duros fatos naturais do nosso dia a dia. São palavras vazias relacionadas ao reino dos invisiveis. Estas pessoas que vivem e sobrevivem do invisivel e em torno dêstes nomes acima, e o que elas produzem existem numa realidade diferente da nossa, comuns cidadãos.

Esta divisão da vida humana em dois níveis é mera continuidade da divisão observável no mundo selvagem dos animais. Lembre-se da cena. Na baixa pradaria de relva verde estão carneiros, ovelhas, alces. Pastando. Transformando grama em carne. Nos limites da relva verde começa o terreno mais elevado, os arbustos, e a floresta de àrvores gigantes. Ali no meio dos arbustos e sob a sombra das grandes árvores, dormem as feras sanguinarias: leões, tigres, anacondas, jibóias…~

Às vêzes despertam, se estendem em bochichos espreguiçantes, e observam por dentre os arbustos as prêsas lá no meio da relva. Quando decidem que alguma prêsa ainda jovem, de carne frêsca, engordou bastante, está na hora de descer lá e colher o fruto daquela laboriosa transformação. Tem alguma diferença entre o Vaticano ou a Meca dos Muçulmanos com o nosso mundo de prêsas  trabalhadcras aqui fora? Não, apenas mudam os personagens. O significado existencial é o mesmo.

Mas então o que é “ser humano”? Não é ser dotado de inteligencia, consciência? Então porque continuamos a imitar, a nos mirar nos exemplos do mundo selvagem dos animais para construir nossos sistemas sociais?! E porque nos resignamos ao papel de prêsas? Para os predadores isso convem, estão usando de fato suas inteligencias, mas e nós?!

O que fariam as ovelhas se tivessem inteligencia? A primeira coisa seria trabalhar menos para: a) não fornecer gordura de primeira atraindo mais os predadores; b) ter mais tempo para reunirem-se buscando estratégias para, no minimo, pegar os predadores em armadilhas quando descem para colher o produto de nosso trabalho. E muito mais. Pois a fôrça dispersada do maior numero pode ser reunida e se igualar ou superar a força concentrada do menor numero. De uma maneira ou de outra iriam acabar com a festa dos predadores. Que desçam e vão pastar tambem. C) sem a divisão entre predadores e prêsas, as ovelhas empregariam o tempo na busca do conhecimento que as levasse à transcendencia de sua espécie. Como a Humanidade deveria estar fazendo agora.

A Vida dos Predadores e...

A Vida dos Predadores e...

... a vida das prêsas

... a vida das prêsas

Não concordas?! Estás tu tambem na posição de predador/a? Pois se tu és como eu, que trabalha feito escravo de 8 a 14 horas por dia, chega em casa super-cansado, olhas à volta e só vês problemas a resolver, quantas vêzes num ano te vês envolvido com fatos reais ralacionados aos nomes acima? Chegaste mesmo no ultimo ano em algum momento a ouvir ou proferir tais palavras? Por acaso recebestes alguma ajuda de pessoas que lidam com seja lá o que for, relacionado a estes nomes? Mas e de onde estas pessoas tiraram os produtos que consumiram no ultimo ano? Quem trabalhou realmente com as próprias mãos, na real produção de todos os produtos produzidos pela Humanidade no ultimo ano? Quem faz êsse sistema social dividido absurdamente nêstes dois reinos senão humanos como eu e você? As girafas? Crocodilos? Estamos fazendo isso errado.

Mas vivem assim porque existem comuns cidadãos que concordam com que existam e inclusive muitos tiram frações do resultado do seu trabalho sacrificante que deveriam ser destinadas a si mesmos e aos seus necessitados dependentes para sustentarem êstes espertos predadores. Parece que êstes parasitas têm o poder da serpente de hipnotizar e manipular as vitimas. Vivem limpos, de paninho branco engomado, sem nenhum calo nas mãos, bem diferente que muitas meninas adolescentes que já estão ficando com pernas e costas curvadas por puxar enxada para produzir alimentos que vão ser surrupiado pelos predadores, muitas crianças perdendo dentes por não terem dentistas. Êste mundo é realmente um porco design. Para os que existem nas minhas condições, a união de muitos nas mesmas condições baseada nos projetos do “secularismo” – se isto signifcasse a separação entre predadores e prêsas – seria uma esperança de libertação.

Não são nomes de coisas reais, factuais, ou seja, não são nomes de algum objeto concreto, palpavel, visível relacionado à realidade dos corpos humanos concretos, visiveis e suas lutas pela existência.  São nomes de teorias, conceitos mentais, imaginados. Mas o que se poderia esperar sair da bôca de individuos que conseguem escaparem da condenação que cai sôbre todo ser humano ao nascer que é a de produzir seu consumo sob o suor de seu corpo? Ficam com tempo ocioso o qual é a fábrica do diabo. O ócio lhes conduz à masturbação do excesso intelectual no reino do imaginario e como isso produz reforços que llhes aumenta o poder sôbre os hospedeiros, mais e mais se afundam no abstrato.  Êste povo vive do invisivel, de explorar o encantamento que o desconhecimento do invisivel produz nos incautos. Entrar nêstes temas dêles é ficar circulando em volta do mundo do faz de conta.  Vaticano é como as pirâmides egipcias modernas, uma obra do sangue e suor de milhares de humanos erigindo monumentos supérfluos devido o capricho de predadores e parasitas que nunca sujaram um dedo no sacrificio de construir a obra. Cristianismo e Islamismo são as formas que os adultos fazem a mesma coisa das crianças que tem suas mentes povoadas por super-heróis, contos de fadas e bichos-papões. Secularismo é outro têrmo sem qualquer conotação com algo natural. Vivem do invisivel. Das mentiras que o invisivel possibilita.

E o que vem escrito no artigo abaixo daquêle titulo?

Trata-se de uma realidade que cristãos e muçulmanos consideram ser de primordial importância”, escreveu o cardeal Tauran. “[…] Deus nos guia no nosso caminho!”

Cardeal Jean-Louis Tauran

Cardeal Jean-Louis Tauran

Bem, aqui a Matrix/DNA é quem se mexe inquieta e indignada e não resiste a botar a bôca no trombone:

“Deus?! O que é isso? Onde está essa guia que não vejo? Mas de que estás falando? Estás dizendo que existe algo invisivel e tu podes vê-lo? E ninguem do meu meio-ambiente nunca viu? Ou proves isso agora ou vou lhe dizer na cara que és mentiroso. Quem mente tem alguma intenção maligna: qual sua intenção? E porque vens com a face sorridente se aqui não existe nenhum motivo para riso? Para que esta voz melosa constrastando com a voz ruidosa do patrão o dia todo no trabalho? Para que êstes panos inuteis sobrando no corpo? Aqui na pradaria usamos calças jeans e camisetas.  Estás totalmente  fora da minha realidade, meu chapa! Não vem que não tem, aparências não me dizem nada, não me enganam. Hummm… já posso notar. Eu estou sujo e arqueado do trabalho e num ambiente miserável e tu estás limpinho, perfumado e rodeado de ouro… não se precisa dizer mais nada. Nem mais uma palavra, saia daqui, não vais furtar nada, tenho muito trabalho a fazer para botar ordem nisto aqui. Inclusive limpar isto tudo e desinfetar contra parasitas.

É a Natureza quem me guia em meu caminho, se tens outro guia lhe desejo boa sorte, nossos caminhos se separam aqui, vá pelo seu, eu vou pelo meu.  Até alguem provar com fatos concretos que nossos corpos e meio-ambiente possuem algo que não seja natural ou que alguma coisa sobrenatural estêve aqui modelando a matéria natural para fazer estas coisas diferentes do que racionalmente foi feito pela mera e real cadeia de causas e efeitos naturais, a unica mestra que escuto é a Natureza. Porem tomo o cuidado para não deixar a Natureza imediata aqui que criou esta biosfera sob o estado de caos me fazer um mero macaco melhorado ainda caótico e selvagem tentando imitar os comportamentos do reino animal em meus comportamentos como tu tentas ser um predador. Sei que acima disto existe tambem o estado natural de ordem, posso ver na harmonia dos astros no céu, e talvez ainda exista algo mais complexo acima do caos e da ordem, então extraio destas operações mentais envolvendo todas estas possibilidades os projetos que me servem de guia. Nestas bases podemos dialogar, senão não me venha falar besteiras.”

Continuemos a ler o artigo:

A carta foi enviada recentemente, ao final do Ramadan, que é um ritual de jejum dos muçulmano. Nela, Tauran escreveu que é “nosso dever” ajudar os jovens na descoberta dos valores “humanos e morais” e saber diferenciar  “o bem e o mal”. O “mal” no caso, conforme o cardeal deixa subentendido, é o secularismo, que, segundo ele, ameaça as atividades religiosas. “Não podemos deixar de denunciar todas as formas de fanatismo e intimidação, os preconceitos e as polêmicas, bem como a discriminação de que, às vezes, os crentes são o objeto, tanto na vida social e política, bem como nos meios de comunicação de massa”, acrescentou.

Analizemos isto:

Carta? Os ociosos tem tempo para escrevê-las, gostam de fazer isso sob ar condicionado, é só o que suas mãos produzem. Jejum, Ramadan, ritual, muçulmano? O festival de alienações continua! Nada que faça parte do meu dia de luta pela sobrevivência fisica e noites/feriados de busca incansavel de conhecimento dos fatos da natureza para captar aquêles que possam melhorar minhas condições de existência. Em que mundo vive êsse povo?! Sustentados por quem? De mim é que nunca levaram um tostão, ao menos diretamente.

Nosso dever é ajudar os jovens na descoberta dos valores “humanos e morais”… ?!

Não! Seu primeiro dever é ir parsa a lavoura produzir o alimento que vais comer hoje. Segundo amassar cimento para fazer a tapera que queres para morar. Depois empregue o resto do dia nas fabricas para produzir os outros produtos que consomes. Caso contrario, nada entendes de valores  humanos e morais . Se não fazes isso, os jovens terão que, alem de fazer para êles, fazerem para ti tambem e aí não lhes vai sobrar tempo para ouvir suas basófias hipnotizadoras. Mas notem isto: “valores humanos e morais”… É o festival dos conceitos teóricos continuando. Nada de util, de palpavel…

Saber diferenciar o bem e o mal…

Sarcasticamente ironico! Ãs vêzes até penso que naquelas fábulas dos livros de fábulas antigos como a tal da biblia, tinha alguma sabedoria. “Não coma o fruto da árvore dominada pela serpente, pois êste fruto vai te envenenar com o que a serpente prega como conhecimento do bem e do mal…”

Quem já de cara, apenas mostrando sua vestimenta e aparencia e posses e ócio, pratica o mal, é uma serpente. Que sabedoria querem passar aos jovens! Como se algum humano provido dêsse pequenino cerebrosinho que mal chega a ser nem um pontinho na imensidão dêste Cosmos soubesse algo de algo e se constituisse em autoridade para ensinar… Realmente nada de sensato e util para melhorar minhas condições de vida sai destas bôcas…

O mal, segundo o cardeal, é o secularismo…

Bem… se vêm dizer isso direto para mim já mando parar imediatamente e falar palavras reais relativas aos fatos reais do meu dia a dia. Dar tréguas é dar corda ao predador. Não caia nessa armadilha do hipnotismo da serpente. Mas vamos abrir uma excessão e ver qual a definição de mais essa “invenção artificial” do predador:

Secularismo (Wikipedia):

secularismo é o princípio da separação entre instituições governamentais e as pessoas mandatadas para representar o Estado a partir de instituições religiosasdignitários religiosos. Em certo sentido, o secularismo pode afirmar o direito de ser livre do jugo e ensinamento religioso, bem como o direito à liberdade da imposição governamental de uma religião sobre o povo dentro de um estado que é neutro em matéria de crença. (ver também Separação Igreja-Estado.) Em outro sentido, refere-se à visão de que as atividades humanas e as decisões, especialmente as políticas, deve ser imparciais em relação à influência religiosa.

Ora… ora! Se “secularismo” é isso tudo aí, êle tem é que ser defendido com unhas e dentes. Apesar de não concordar com muitos tópicos dos autores e filósofos que fundaram e defendem essa escola do pensamento, como Diderot, Espinoza, Locke, Madison, Paine, Thomas Jefferson,… o grande Bertrand Russel,… considero-os mil vêzes mais honestos e sábios que qualquer representante dos religiosos. “A impossibilidade do milagre como uma violação das leis naturais”… só para citar uma daquelas grandes antenas da raça humana, Espinosa, que muito me deleitaram nas leituras da adolescência.

Bem…, então a intenção do cardeal é retornar aos tempos dos seus antepassados e fazer o que fizeram: a Inquisição, as fogueiras…

Bem,… não vamos entrar em guerra armada para decidir quem será o “ajudador” dos jovens a aprenderem os valores humanos e morais. Falta-me convicção, vontade, energia para tal. Porque eu acredito que eu não sei qual tipo de valores morais e humanos passar aos jovens para que tenham uma vida melhor da que eu tive. Eu me considero um cego e cego que tente guiar outros cegos, mentindo para 6eles que 6ele não é cego e está enxergando, arriscando a levar todos a cairem na primeira ribanceira do caminho, é um covarde, imoral, irresponsavel, até mesmo um potencial assassino! Não sei como anciãos como êsse cardeal pode descer tão baixo. Isto é um cancer no corpo da Humanidade.

Mas tambem não podemos ficar inertes, temos tambem responsabilidades devido já ter-mos tido mais experiencias na vida que a criança caindo nela agora. Então o que devemos fazer? Por enquanto, tôda vez que deparar-mos com os predadores lançando seus estimulos hipnotizantes ao meio em que vivemos, tentar desativar tais estimulos, gritar tambem alto, escrevendo tambem cartas e divulgando-as para usar a mesma arma do adversário. Os leões escondidos nos arbustos quando nos ouvem uivar pensam que somos lobos que vêm disputar as ovelhas com êles, Então descem à pradaria furiosos dispostos a matarem os lobos. Na selva humana suas táticas é a inquisição, as fogueiras. Mas nós não somos lobos, não viemos devorar ovelhas, nunca renunciamos ao nosso dever de trabalhar duro para produzir o que consumimos. Aos 60 anos de idade continuo trabalhando duro no pesado até 70 horas semanais e mais 40 horas no estudo árduo da Natureza, e assim o farei até o ultimo suspiro mesmo que me tornasse um milionario, porque essa é a minha obrigação como ser humano que respeita os outros humanos, essa minha responsabilidade e valor moral sem deuses. Somos pombos correio que trazem nos bicos mensagens para as ovelhas de alertas contra as feras,  e os leões não nos alcançam porque sabemos voar.   Os jovens devem conhecer todos os angulos das questões, isso nutre o livre-pensamento, a liberdade da consciência humana deve ser o nosso supremo objetivo e o melhor que podemos deixar de herança para as próximas gerações, a escolha final deve permanecer sob o direito dêles. Se estás do meu lado, faça sua carta, divulgue-a, modifique-a segundo seuas preferencias,  ou se concordas com tudo aqui, divulgue esta mesma. E ao invés da bestializante alienadora “aleluia, aleluia”, saudemo-nos: “que a nossa fôrça se reuna!”

Assim Lutaremos Contra a Fôrça do Invisivel Aplicada Pela Tirania dos Predadores

Assim Lutaremos Contra a Fôrça do Invisivel Aplicada Pela Tirania dos Predadores


A Moral e a Construção de uma Nova Ordem

sexta-feira, abril 20th, 2012

Baseado no têxto abaixo de:

A Alma do Homem sob o Socialismo
Oscar Wilde

“Quanto aos pobres virtuosos, devemos ter pena deles mas jamais admirá-los. Eles entraram num acordo particular com o inimigo e venderam os seus direitos por um preço muito baixo. Devem ser também extraordinariamente estúpidos. Posso entender um homem que aceita as leis que protegem a propriedade privada e admita que ela seja acumulada enquanto for capaz de realizar alguma forma de atividade intelectual sob tais condições. Mas não consigo entender como alguém que tem uma vida medonha graças a essas leis possa ainda concordar com a sua continuidade.”

Sim, realmente quem não recebeu seu pedaço de terra ao nascer ( um direito natural de todo ser humano por ser da espécie dominante no planeta), e não tem nenhuma, e não se manifesta contra a atual lei da propriedade, não tem o cérebro funcionando racionalmente. Ou seja, o cérebro não está conectado apenas pela Natureza, tem algum elemento invasor atuando nas conexões entre neuronios e selecionando as informações registradas nêstes neuronios.

Êste elemento invasor é o nosso foco. Tmnos que identifica-lo e combatê-lo porque é um inimigo da maioria da Humanidade e um obstáculo para a evolução universal que agora está investindo no cérebro humano para fazer emergir o sistema auto-consciente.

Á primeira vista e na falta de outra coisa melhor por enquanto estamos suspeitando que êsse inimigo é o que se chama de “cultura”. Mas pode ser tambem “meme”. Seria criado pelo aspecto da divisão dentre os seres humanos entre predadores e prêsas, uma herança ainda atuante da ancestralidade selvagem. Ou será algo que atua no sub-consciente, vindo de fora, do mundo exterior ao humano?

É um tema dificil e desconfortável, mas por se tratar de fôrça inimiga contra a Grande Causa da Humanidade, sob o ponto de vista da Matrix/DNA, temos que fazer o sacrificio de trabalha-lo.

Repetindo Oscar Wilde, como entender alguém que tem uma vida medonha graças a essas leis possa ainda concordar com a sua continuidade?! Tal pessoa está anestesiada, entorpecida. O que pode entorpecer o cérebro humano? Não é o mêdo da policia, pois pode-se não ser militante agressivo por considerar sua debilidade perante o poder,  mas concordar com tais leis é absurdo.

Nos mapas da Matrix não vejo onde se estão os principios desta fôrça oculta que pode estar oculta no sistema, a não ser no caso já mencionado entre predador e prêsa. Portanto vamos ter que iniciar a investigação no nivel humano. Começando por definir têrmos como:

1) Cultura:

2) Meme:

xxxx

Extensões dêste tema:

1) Folha.com

Rupert Everett dirige cinebiografia de Oscar Wilde

http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/1093504-rupert-everett-dirige-cinebiografia-de-oscar-wilde.shtml

21/05/2012 – 18h12

Meu comentário postado:

Wilde merece ser visto por seus pensamentos: “Quanto aos pobres virtuosos, devemos ter pena deles mas jamais admirá-los. Eles entraram num acordo particular com o inimigo e venderam os seus direitos por um preço muito baixo. Devem ser também extraordinariamente estúpidos. Posso entender um homem que aceita as leis que protegem a propriedade privada sendo proprietário.Mas não consigo entender como alguém que tem uma vida medonha graças a essas leis possa ainda concordar com a sua continuidade.”

Matrix/DNA Envia Mensagem Para NASA: Procure um Cosmos Vivo e Não um Mundo Morto

sexta-feira, abril 20th, 2012
NASA Levando a Humanidade À Conquista do Cosmos

NASA Levando a Humanidade À Conquista do Cosmos

A NASA tem sido muito ativa num esforço de estar presente e constante na mídia social. Basta ver o seguinte artigo:
SPACE REF
http://spaceref.com/missions-and-programs/nasa/nasa-tweetups-are-evolving-its-time-to-be-more-social.html
NASA Tweetups Are Evolving. It’s Time To Be More Social
By Marc Boucher
  • Posted March 7, 2012 5:00 PM
Mas eu acho que que algo está falhando,  e isto é a causa do ainda quase dominante desinterêsse dentre a maioria dos seres humanos para com o mundo existente acima da superficie da Terra. O que estaria falhando no desejo ( dos mais intelectualizados e melhores acomodadados economicamente que vivem interessados nesta dimensão espacial),  de que a Humanidade tôda estivesse envolvida e investindo esforços na busca do conhecimento/exploração da infinidade de recursos dessa dimensão? Como conseguir dirigir para esta área um pouco ao menos da atenção do grande publico, principalmente dos jovens e estudantes, que é dispendida nos assuntos de sexo, musica, esportes, celebridades, etc.? Dos adultos dispendida em misticas e religiões?
Talvez a Matrix/DNA tenha encontrado a resposta quando postou seu comentário no artigo,  o qual tento traduzir abaixo:
Comment by TheMatrixDNA:

The goal of NASA should be to sell space exploration to the global public. As a product, space must be attractive. Attraction is about ideas, imagination and utility.
( A meta da NASA deveria ser a de vender a exploração espacial ao publico, globalmente. Como um produto, o espaço sideral deve ser atrativo. Atração diz respeito a idéias, imaginação, utilidade.)
These qualities are being transmitted to the public through interpretations of obtained data by scientific sensors and theories based on mathematic calculations, besides computer simulations offering the artistic work.
(Estas qualidades estão sendo transmitidas ao publico através de interpretações dos dados obtidos por sensores cientificos e através de teorias baseadas em cálculos matemáticos, alem das simulações por computador fornecendo os trabalhos artisticos.)
Physics and Mathematics dominates today the Sciences of space. Has you noted that everything here is not human tasteful? Mathematics, mechanic sensors. These aspects of Nature are not appeal to inner human psychology which is vital, biological, emotional.
(Física e Matemática dominam as Ciências do espaço sideral atualmente. Tem você notado que tudo aqui não é agradávelmente ao paladar psicológico humano? Êstes aspectos da Natureza não são apêlos para a íntima psicologia humana, a qual é vital, biológica, emocional.)
If space was transmitted as containing these humans wishes, NASA was selling better the product and getting everybody involved with its mission.
( Se o espaço sideral fôsse transmitido como se contendo estas preferencias humanas, a NASA estaria vendendo melhor êste produto e conquistando tôdos para se envolverem em sua missão.)
But… we are like viruses in relation to the Cosmos. Our optical sensors are like the beam of flashlights showing only local images, we have no idea about the surroundings and how things are connected in astronomical systems. We cannot have the right idea what is this world, yet.
Mas… nós somos como vírus em relação ao Cosmos. Nossos sensores ópticos são como o facho de lanterna mostrando apenas imagens locais, nós não temos idéia sôbre as redondezas e como as coisas estão interconectadas nos sistemas astronomicos. Nós não podemos ter a idéia certa do que êste mundo é, ainda.)
Maybe it is full of human nature also. Maybe the things we are grasping is only about the skeleton, or fossil of a living world (possible, emotional, consciousness world also). There are other approaches for cosmological theories and interpretation of data, like we did in Matrix/DNA Theory. The models are suggesting that above the universe’s skeleton there is an active cover of half-biological/half-mechanical order of matter organization. NASA should pay attention to all possibilities.
( Talvez êle seja pleno de natureza humana tambem. Talvez as coisas que estamos captando são apenas relativas ao esqueleto ou a ao fóssil de um mundo vivo ( possivelmente, emocional, consciente, tambem). Existem outros métodos para construção de teorias e interpretação dos dados, como nós estasmos fazendo na Matrix/DNA Theory. Os modelos estão sugerindo que acima do esqueleto do Universo existe uma cobertura ativa de organização da matéria semi-mecânica/semi-biológica. A NASA deveria prestar atenção a todas estas possibilidades.)
O que você pensa? Não seria o caso de ajudares-te a ti mesmo e à Humanidade envolvendo-te com as necessidades de divulgação e defêsa dos conselhos sugeridos pela cosmovisão da Matrix/DNA? Vais continuar me deixando sózinho nesta batalha?

Espécies Vivas Jamais Imaginadas Foram Criadas em Estranhos Sistemas Astronomicos, Jamais Imaginados?

quinta-feira, abril 19th, 2012

Nesta figura vemos o DNA de macacos com asas, girafas com rabos no lugar de pescoços, humanos com narizes de um buraco só, etc.:

Moléculas Sintéticas XNA Imitando DNA e RNA

Moléculas Sintéticas XNA Imitando DNA e RNA

Cientistas conseguiram uma inédita façanha: composto quimicos diferentes do DNA e RNA contendo tambem um código genético para seres vivos.  Quem se interessar ver o artigo:

DISCOVER MAGAZINE

http://blogs.discovermagazine.com/notrocketscience/2012/04/19/synthetic-xna-molecules-can-evolve-and-store-genetic-information-just-like-dna/

Synthetic XNA molecules can evolve and store genetic information, just like DNA

April 19th, 2012 by  in Genetics

Quando a Xerox – a máquina copiadora do DNA –  faz cópias do DNA replicando-o, ela escolhe as moléculas certas da sôpa de elementos dentro da célula. Então é suposto que naquela sôpa já existam grupos de átomos arranjados na forma de moléculas, e de moléculas constituintes do DNA, como o açucar desoxiribose e as bases nitrogenadas, timina, guanina, citozina, adenina. Mas a Xerox do DNA – que na verdade é uma enzima polimerase – é exigente, tem caprichos próprios: ela não copía bases solitárias, isoladas, cada uma tem que estar na sôpa já conectada a um açucar desoxirobose. Essa tal de polimerase é igual o luluzinho metido à bêsta da madame minha vizinha: êle ameaça te morder o calcanhar se você lhe der lagosta sem tempêro, principalmente orégano.  Assim como nós não gostamos de café puro sem açucar.

Isto significa que a técnica de montagem de uma cópia do DNA já é uma industria mais avançada, e não apenas as fabricas de acessórios. Essa copiadora  não aceita, por exemplo apenas a roda do volante para montar no carro, ela quer a roda já parafusada no eixo da direção. Ela não usa moléculas isoladas mas um pacote com ao menos duas diferentes moléculas e cada pacote tem que sempre estar temperado com açucar. Isto passou para os animais como instintos. Por exemplo, quando eu perdí um bom emprêgo no começo desta crise economica em 2009 e tive que me mudar para um quartinho de um porão, notei que sempre quando ia teclar tinha uma baratinha em cima da mesa me olhando. Fiquei com pena de enxotá-la, mesmo quando a flagrei trepada na minha xicara tomando meu café. “- Ah então você tambem é viciada em café, hein? – resmunguei eu –  Não vais me dizer que tambem gostas de um cigarro após o cafézinho…”. Bem, adotei a baratinha , dei-lhe um nome – Marilyn – e agora sempre ao lado do meu teclado tem minha xícara de café e ao lado tem uma tampinha com café para a Marilyn. O problema é que às vêzes esqueço de por açucar no café da Marilyn e sabe o que ela faz depois de torcer a cara quando sente o café amargo? Corre para cima do meu teclado, aperta “Esc” e deleta todo o artigo que estou escrevendo… Mas eu a compreendo, é instinto registrado na DNA polimerase e imagino o que a enzima apronta na sôpa dentro da célula quando a linha de montagem anterior não conectou duas peças que vieram dos fabricantes dos acessórios.

Mas… parece que depois de 3,5 bilhões de anos desde as origens da Vida e replicação das primeiras amostras de DNA, essa enzima envelheceu e ficou caduca. Está meia cega, já trocando alhos com bugalhos. Se ela sempre foi a rígida profissional à prova de êrros que não admitia brincadeiras no trabalho, hoje ela pode facilmente ser enganada. Cientistas estão se divertindo com isso, aprontando com ela.  São uns desalmados, brincar assim com uma velhinha. Estão conduzindo-a a causar confusões, trapalhadas, dentro da sôpa celular, e depois ficam rindo a valer.  O pior é que, segundo noticias captadas na Internet cósmica, tambem alem do Universo, os Deuses – ao invés de protegerem a Vida como a criaram – estão assistindo as brincadeiras e se borrando de tanto rir… . Nestas brincadeiras os cientistas trocam por exemplo, os pés dos sapatos, formando um par de um sapato prêto com cadarço e outro de mesmo numero porem branco sem cadarço… e como a beata polimerase não enxerga mais nada ela calça sua nova molécula com os sapatos trocados. O resultado final disso está sendo o que se denomina “fuzzy logic”, cuja tradução seria algo como “lógica nebulosa, confusa”. Para entender isso pense em ver na rua um macaco passeando vestido com mini-blusa mostrando a barriguinha porem com calça de homem, sapatos trocados, óculos com as lentes nas orelhas ao invés de nos olhos… é uma coisa nova, ou seja, uma informação nunca vista antes. Isto é o que faz a “fuzzy logic”: pega os pacotes tradicionais de informações que sempre compuseram as coisas naturais do mundo, troca as poisições e informações dentro dos pacotes e surgem novos pacotes com novas informações. Não se está criando do Nada nova informação, apenas quebrando, fragmentando, corpos-peças de um sistema e pondo-os conectados, gerando informações menores mas que não podem entrar na fórmula circuital do sistema, ameaçando-o de destruição.

Então os cientistas introduzem na sôpa novos tipos de moléculas parecidas com o açucar desoxiribose que são pedófilas e aliciam crianças com drogas, ou seja,  sequestram as pequeninas moléculas de bases nitrogenadas. Não adianta você pegar um megafone, mandar sua namorada abrir a boca, introduzir a boca do megafone na boca dela e gritar dentro do corpo dela para as células escutarem: “Meninas! Timina! Citozina! Já falei mil vêzes para não falarem com estranhos! Nunca aceite carona, nunca pare ou saia com estranhos!”

Não adianta: o fato é que elas estão deitando e rolando com o monte de estranhos que os cientistas levaram para a sôpa. E daí que… estão sendo geradas novas formas de vida, espécies nunca imaginadas antes, que têm o poder de conter e fazer funcionar naturalmente o código genético e até evoluir e se reproduzir! Ao invés de fazer a cópia de um açucar desoxiribose ( o “D” do DNA, vem dessa palavra) que esteja agarrado com alguma das quatro meninas, digo, das quatro bases, a velha caduca está fazendo cópia de pacotes montados com substitutos do açucar “d”, e aos quais os cientistas chamam de XNAs, ou seja, qualquer NA ligado a outra espécie de açucar. Assim fizeram o  HNA, CeNA, o FaNA, etc. Estas novas espécies de código genético estão sendo nutridas em culturas nos frascos de laboratório,e  sob observação, porque todo mundo está curioso no que isso vai dar. Estranhas espécies de vida como macacos com asas? Borboletas de mini-saia? Bebês côr-de-rosa? Homenzinhos de plastico com uma longa cabeleireira de chantilly que são comidas como sobremesa após o jantar? Imagine o que quiser.

Porem, vamos por um lapso deixar os cientistas, os laboratórios, a caduca polimerase e vamos tentar analizar isso num horizonte mais amplo, de um ponto de vista existencial cósmico? Os cientistas estão se perguntando porque, nos eventos das origens da Vida nêste planeta, a Natureza escolheu e selecionou apenas o tipo “desoxiribose” para fazer o DNA, e o ribose, para fazer o RNA, se havia muitas outras alternativas? Qual o elemento oculto, desconhecido, que existia na matéria naquela época que forçou essa seleção? A vontade de Deus? Ou a clava implacavel do acaso absoluto provocando acidentes fortuitos?

Não estou mais brincando. Veja um pedaço do artigo publicado na Discover Magazine:

“They are very interesting with respect to the origin of life,” says Jack Szostak, a Harvard biologist who studies life’s beginnings and was not involved in the study. “In principle, many different polymers could serve the roles of RNA and DNA in living organisms.  Why then does modern biology use only RNA and DNA?”

Mas como sempre acontece devido à arrogancia humana – e infelizmente os cientistas são tambem humanos – já estão pondo o carro na frente dos bois e tirando precipitadas conclusões. Veja isto:

Phil Holliger, who led the new study, says that the “inescapable conclusion” is that its dominance was the result of a “frozen accident at the origin of life”. RNA may have gained supremacy because of random factors rather than some inherent quality, just as VHS and Blu-Rays eventually won out over Betmax and HD-DVDs.

Não era Deus que estava atuando com um propósito inteligente ocultamente através da matéria e sim a clava implacavel do acaso absoluto, segundo acredita Phil Holliger, o lïder da pesquisa. Mas quem escreveu o artigo parece mais sensato e acrescentou:

The alternative is that some nucleic acids may be better at copying themselves, or speeding up other chemical reactions. “Phil’s work will certainly make it possible to compare the functional abilities of a wide range of synthetic nucleic acids,” says Szostak.

Isto significa que existe a alternativa de que os DNA e RNA possuem qualidades internas intrinsecas que nenhuma outra estrangeira pedófila possui. Ou seja: fica aberta a hipótese de um propósito inteligente existindo no meio da matéria quando a Vida foi aqui criada.

Mas qual seria essa qualidade inimitavel, unica, inserida no DNA, se a segunda hipótese for correta? A inteligencia cientifica que ocupa o poder nas universidades e academias de hoje não conseguirá nunca essa resposta, ela está barrada aqui. Porque? Ora…

A nossa Ciência está dividida em disciplinas separadas que funcionam como entidades individuais, compartimentos arrogantes, orgulhosos, narizes empinados, que não querem se comunicar com colegas de trabalho. Essa arrogancia é devida a que cada uma acredita que é dona da verdade ultima, ou seja, ela e só ela tem a resposta para tudo porque a verdade final do grande mistério da existência é algo que existe e se restringe à sua área. Estou exagerando? Então você não conhece as modernas teorias da Física, da Matemática. A Histópria Universal foi quebrada em dois pedaços, os quais foram separados, distanciados um do outro. Para êles, existe a História da Evolução Cosmológica e a História da Evolução Biológica. Sabemos que a ultima surgiu após a primeira porem crêem que não tem nada a ver uma com outra. A segunda teria surgido pela clava implacavel do acaso absoluto. É sempre assim: a existência ainda é misteriosa para os humanos, cheia de vácuos, abismos entre os fatos perceptiveis e estes abismos são sempre preenchidos pela imaginação que cria fantasmas misticos, como onipotentes deuses ou onipotentes acasos. Se não fôsse a mística teriam feito o que fiz na selva, descendo ao extremo da lógica materialista quando queria saber os segrêdos da matéria. Pois para se investigar se DNA e RNA possuem alguma qualidade unica, e se essa qualidade foi o determinante do porquê só o DNA e o RNA se tornaram o suporte para carregar o código genético, é preciso descer-mos ao nivel da matéria terrestere na superficie dêste planeta naquela época antes de surgirem RNA e DNA. É preciso perguntar à Evolução Cosmológica, ao estado do mundo que a evolução universal tinha chegado momentos antes das origens da Vida. É preciso primeiro conhecer quem fêz o DNA e o RNA, perguntar a quem os fêz,  saber de suas qualidades, e identificar nos seus produtos onde e como foram transmitidas aquelas qualidades…

Foi isso que ao menos tentei fazer na selva amazônica comendo bananas com macacos e correndo de onças até trepar numa árvore para lhes acertar o traseiro com uma pedrada do meu estilingue. Deitar no chão, colar os ouvidos na terra para tentar ouvir os murmurios do nucleo do planeta, levar um naco de terra à boca para sentir seu sabor, levantar os olhos para a a estrelas e lhes suplicarem para cochicharem aos nossos ouvidos o que viram acontecer aqui nos momentos das origens da Vida, pois elas foram testemunhas reais silenciosas. Isto porque um filósofo naturalista tem o mundo na cabeça totalmente interconectado, não separa sua História em compartimentos isolados e estanques. Foram os produtos finais da Evolução Cosmológica, ou seja, nossa galaxia Via Láctea, nosso Sistema Solar, nosso planeta Terra, que produziram a sôpa material primordial, portanto se existe a tal procurada qualidade, ela estava nêstes personagens astronomicos! E foi isso que as estrêlas me sopraram nos ouvidos:

– “O  DNA e o RNA possui a qualidade de serem nossos filhos diretos, são nosso sangue e nossa alma, nenhum estrangeiro tem isso!”

Observe-se as fórmulas quimicas dos pedófilos criados pelos cientistas na figura acima. Em  “ANA”, “FANA”, etc., os átomos “prêtos” centrais mais o átomo vermelho como vértice formam a figura de um trapézio. Pois agora vejamos como é o DNA da galaxia Via Láctea que existia no meio daquela matéria nas origens da vida, fragmentado em particulas fótons, e que segundo as estrêlas me sussurraram na selva, é justamente a qualidade misteriosa unica do DNA e RNA que a Natureza escolheu para criar o reino biológico da vida.

Matrix/DNA Como Fórmula das Galáxias Originais e Ciclos Vitais como Sistemas Fechados

Matrix/DNA Como Fórmula das Galáxias Originais e Ciclos Vitais como Sistemas Fechados

xxx

Bem, vemos a fórmula da Matrix/DNA formando um hexagono e não um trapézio certo? Mas calma lá…

Quando a fórmula da Matrix/DNA no seu estágio evolutivo astronomico sofre um decaimento nanotecnológico e se torna miniatura na matéria inorganica, ela se torna uma molécula de benzeno, e por isso, não é à tôa que ultimamente os cientistas tem descobertos propriedades espetaculares no benzeno para serem usadas na tecnologia: dentro dêle a informação está como num buraco negro. Um sistema fechado em si mesmo flutuando solitário no espaço sideral o qual é aqui constituído pelos átomos do gás Hidrogênio. Veja a figura:

eBenzeno: Cópia Fiel da Matrix/DNA Astronomica

Benzeno: Cópia Fiel da Matrix/DNA Astronomica

xxxx

Porem o átomo de carbono foi o selecionado para compor a base dos corpos vivos porque êle é o átomo que mais fielmente representava a Matrix/DNA aqui no meio da matéria da Terra quando os “genes semi-vivos” da Matrix começaram a chegar. Carbono tem seis prótons/eletrons, numero atômico seis, formando o hexágono. Assim os fótons-luz irradiados das estrêlas foram aqui bem recebidos pelo carbono e uma vez dentro de casa êles o amoleceram e convenceram a formar grupos de trabalho com os vizinhos, como o Nitrogênio, dando inicio á era dos organicos. Quando os genes semi-vivos tentaram reproduzir fielmente a Matrix organicamente através do Carbono,  se saíram com um sistema fechado que é a célula vegetal. Como sistema fechado esta não tinha “vontade”para evoluir por isso a evolução agarrou uma fórmula de carbono antes de se completar como molécula fechada porque faltava ainda o gene que fecha o circuito. Assim se saiu com a célula animal, sem os cloroplastos que fazem a fotossintese e por aqui a evolução pôde continuar. Mas a célula animal era um trapézio. Entendeu agora? Isto aconteceu antes tambem na formação dos tijolinhos basicos que compoem as moleculas maiores do DNA/RNA que são os amino-acidos. Podes olhar nos 20 tipos de aminoacidos selecionados para comporem a Vida como possuem a figura do trapézio central. Algum êrro que posso ter cometido nesta remontagem da História Universal foi causado porque meu macaquinho de estimação na selva – o Juquinha – não ficava quieto e com uma marreta na mão ficava dando marretadas nos mosquitinhos vampiros piun e carapanãs que se assentavam nas minhas costas, e estas marretadas  me atrapalhava todo enquanto calculava os modêlos teóricos das fórmulas. O que me fêz fazer desenhos tão rústicos e errados como o abaixo, porem, quando observados com cuidado, se nota que aqui está a qualidade herdada de nossos ancestrais, o Código Cósmico Humano:

The Human Cosmic Code by Matrix/DNA Theory

The Human Cosmic Code by Matrix/DNA Theory

O átomo prêto que está fora do trapézio no DNA representa a necessária estrêla que tem de existir quando o planeta cai na sua órbita e recebe o estimulo de energia para se tornar pulsar na função 4. Repare que na figura os cientistas começaram a mudar a fórmula original do DNA, acrescentando átomos vermelhos, distorcendo o trapézio, etc., cujos resultados são os famigerados pedófilos. Mas não adianta: a unica fórmula que a galaxia continuará a selecionar e sustentará aqui até que a evolução desenvolva a nova forma do sistema universal – que é a mente, ou auto-consciência – é a sua cópia fiel, o DNA e RNA natural original. Porque estes possuem aquela qualidade oculta, misteriosa, que veio dos céus, desde o Big Bang, desde mesmo antes dêle, passou pela Evolução Cosmológica e foi a ponte que liga os dois blocos da História Universal que os cientistas se recusam a usar para atravessar sôbre os abismos fantasmas e bichos-papões criados pela nossa mente ainda infantil.

Mas esta pesquisa é muito interessante. Ela nos desperta para a possibilidade de que a primordial nebulosa de átomos possa ter produzido tambem galáxias ANA, FANA,… e aí fico imaginando que tipo de seres vivos ou outras coisas que tais galaxias podem ter gerado e os quais, se existem, vamos encontrar no futuro quando estiver adiantada nossa grande aventura pela conquista do Cosmos.

Por enquanto vou tomar mais uma cervejinha para comemorar mais esta vitória da Matrix/DNA, pois para mim, o resultado da experiencia que vale é nos levar à grande questão: porque a Natureza, se tinha tantas alternativas, escolheu apenas a fórmula do DNA para produzir essa imensa diversidade da Vida que temos aqui hoje. A resposta a esta questão, mais racional, é a de que o DNA tem uma qualidade unica, determinante. E a unica teoria que  apresenta uma hipótese e uma fórmula sugerindo o que é, de onde veio, essa qualidade unica, é a teoria da Matrix/DNA. Portanto aponto mais este dado cientifico como mais uma evidência a favor desta teoria. Muitos agradecimentos e um brinde à equipe do Dr. Phil Holliger:  “Que nossas espôsas nunca fiquem viuvas!”