Archive for agosto, 2012

Eleição Americana: Participação da Matrix/DNA

quarta-feira, agosto 15th, 2012

http://www.examiner.com/article/atheist-billboards-target-the-religions-of-the-presidential-candidates

http://freethoughtblogs.com/pharyngula/2012/08/13/new-signs-same-criticisms/

My suggestion:

Since the target of these billboards is the president election, I suggest the following billboard with three figures:

1) A figure of John Quincy Adams putting his hands upon the Book of America’s Constitution ( or Constitutional Rights?); Below the figure, the words: “In “He” we and the atheists thrust”
2) A figure of pastor/priest putting his hands over the Bible – A Foreign Book not American; below, the words: “ He (This) is wrong”
3) And at the right side a fat politician putting his hands over a Book “Corporations – Power and Money”; bellow, the words: “He (This) is wrong”

A second billboard could be a well dressed politician saying to a dirt worker: “You shall eat bread by the sweat of thy face”. And above him the words about what he is actually thinking: “this is for you, not for me” And the title: “How politicians uses religions”

What do you think about?

How Life Turned Left? Suggestion From Matrix/DNA Theory to NASA-Astrobiology Research

terça-feira, agosto 14th, 2012

At the “home” page of this website there is the news that The Matrix/DNA formula is suggesting a rational explanation for the question “Why life turned left” . Everybody can see it clear if looking to the formula. The left side of Matrix’s face ( from F 2 to F 4 ) is where a new body is born, growing, till arriving to maturity and ability for reproduction. The energy is up in a phase of construction. It is the force among the chaos that drives matter to an ordered state. But the energy is covered, occult, as the body’s nucleus, then, there is more mass than energy. If we see the formula in its state as astronomical system, this left face goes from the baby-astro to pulsar. In another hand, the piece of circuitry comprised from F 6 to F7 (and part of F 1) is the right side of Matrix’s face when the body got maturity and immediately the energy began to fall, a phenomenon that can be measured as entropy. The energy gains the surface of the body, and the mass begins to disappear. In its shape as astronomic system, this piece of circuitry begins with a supernova and goes to the stellar cadaver ( nebula off dust).

Then… why Nature choose only the left face for building biological systems? Why not a mixed moisture with left and right faces? The explanation is rational. If the first molecules were complete, life should be in its initial stage till today, forever. It never would be able to do the next evolutionary step. Because a complete molecule, containing the left and right faces, has the force of death with her. It would be a copy of closed system, just as the astronomic system. Nature needed a opened system, one that kept the doors opened to evolution, to the next evolutionary steps.

Ok, but, the problem of the NASA-Astrobiology team is how to identify, in the actual state of any planet or moon, those states that are suitable for beginning the biological formation. As a poor hard-work man I have no time just now for trying to get the suggestions from the Matrix formula. The issue becomes more complicated because I am very confused when calculating what kind of evolutionary product could be naturally obtained from a mechanical/Newtonian system, like the Matrix formula is suggesting as the astronomic system creator of life. It is possible to do that, I believe, but it needs a lot of theoretical calculations and I have no time for doing it. Another problem is that we need to study the atomic formula of several natural elements, like methane, sulfur, and making comparisons with the atomic formula of the first amino-acids, for detecting the complementary systemic circuits. I know that the NASA team will not do that because they don’t know and don’t understand the rationality behind the Matrix formula. The final conclusion is that our beloved Humanity needs to know where else there is life and where else is suitable for life, because we will need to move out from this loved planet-home one day and we need the wealth, the resources for improving the life of billions of human beings, which source can be in others life’s forms. So, I will continuing this research…

How Life Turned Left

July 25, 2012 / Written by: Bill Steigerwald

http://astrobiology.nasa.gov/articles/how-life-turned-left/?commented=0#txpCommentInputForm

Left and Right Handed Molecules

Left and Right Handed Molecules - This is an artist's concept of excess left-hand aspartic acid created in asteroids and delivered to Earth via meteorite impacts. The line at the bottom is a chromatogram showing that left-hand aspartic acid (tall peak in the center) was four times more abundant in the meteorite sample than right-hand aspartic acid (smaller peak to the left). Credit: NASA/Hrybyk-Keith, Mary P.

1) Comment by Louis Morelli ( waiting moderation) (Tue, Aug, 14, 2012)

Please, why we are calling “left” and “right” if there is no possible point of reference? Look to the draw above. If you take the left-hand aspartic acid (tall peak in the center) and turn it 180* horizontally and at same time, vertically, and put it side by side with the molecule at smaller peak, keeping both vertically, the right will be left and vice-versa. But, then, the result is a figure in the same shape of DNA, which was the normal course of evolution. I know that this issue is only a human concept, like the concept of left and right human hands is wrong since that Earth is rounded and has no point of reference. But the position of molecules here is very important because at every natural system’s circuitry the left side is always “energy up” and the right is “energy down” ( if the model of natural system in the Matrix/DNA Theory is correct). This is about the direction of information inside a system, and if we don’t know the right direction our research and meanings could be wrong. Why life has chosen the left hand? Because it is energy up, where there is no entropy for stopping the initial start of life. Any answers? Thanks…

2) Ask a Question to an Astrobiologist, by Louis Morelli

http://astrobiology.nasa.gov/ask-an-astrobiologist/submit-a-question/#zcrcc6ec1bb803aeccebb4e5fadfe877578

In the Tagish Lake meteorite there was less alanine than aspartic acid, both left-handed. Possible explanations should be:
1) Alanine is as common in living bodies as aspartic acid today, but not in Nature at life’s origins. The strong presence of heavy atoms in alanine suggests that it performs the functions of right handed bi-lateral symmetry. So, why a left handed performs right handed functions? because right handed are entropic functions that brings death to systems, and at the beginning, Nature was in needs of molecules that could fix a reproductive process before dying.
2) Biological systems, aka “life” were created by and inside astronomic systems. So, the later is merely evolutionary step from the earlier. Informations from astronomic systems are transmitted by photons from stellar radiation in a clockwise direction, then, first, are created biological molecules left handed, despite that non-biological are equal amount. Aspartic acid is genuine left-handed with light atoms, then, it is produced more than alanine;
3) Primordial aminoacids were produced by mechanical/Newtonian process and not by biological process, so, the production of both aminoacids could be equal, but nature has selected the left ones because they contains energy up. Please what do you think about these suggestions from a different theoretical cosmological model, called Matrix/DNA Theory?

xxx

How Life Turned Left

(Sorry to authors of this article that I am coping it here, but this copy will be here only temporary: is the unique way I have for to study it in deep and registering the useful data end the suggestions from the Matrix.)

Researchers analyzing meteorite fragments that fell on a frozen lake in Canada have developed an explanation for the origin of life’s handedness – why living things only use molecules with specific orientations. The work also gave the strongest evidence to date that liquid water inside an asteroid leads to a strong preference of left-handed over right-handed forms of some common protein amino acids in meteorites. The result makes the search for extraterrestrial life more challenging.

xxx

Comment from Matrix/DNA:

From Wikipedia: Aspartic acid (abbreviated as Asp or D)[3] is an α-amino acid with the chemical formula HOOCCH(NH2)CH2COOH. The carboxylate anionsalt, or ester of aspartic acid is known as aspartate. The L-isomer of aspartate is one of the 20 proteinogenic amino acids, i.e., the building blocks of proteins. Its codons are GAU and GAC.

Aspartic_acid

Aspartic_acid

Aspartic Acid 1

Aspartic Acid 1 - Left or Right Handed ? - Red (Oxygen), Black (Carbon), Blue (Nitrogen) White ( Hidrogen)

Liquid water and ice structures

Liquid water and ice structures - Red ( Oxygen), White ( Hidrogen)

xxxx

“Our analysis of the amino acids in meteorite fragments from Tagish Lake gave us one possible explanation for why all known life uses only left-handed versions of amino acids to build proteins,” said Dr. Daniel Glavin of NASA’s Goddard Space Flight Center in Greenbelt, Md. Glavin is lead author of a paper on this research published in the journal Meteoritics and Planetary Science.

In January, 2000, a large meteoroid exploded in the atmosphere over northern British Columbia, Canada, and rained fragments across the frozen surface of Tagish Lake. Because many people witnessed the fireball, pieces were collected within days and kept preserved in their frozen state. This ensured that there was very little contamination from terrestrial life. “The Tagish Lake meteorite continues to reveal more secrets about the early Solar System the more we investigate it,” said Dr. Christopher Herd of the University of Alberta, Edmonton, Canada, a co-author on the paper who provided samples of the Tagish Lake meteorite for the team to analyze. “This latest study gives us a glimpse into the role that water percolating through asteroids must have played in making the left-handed amino acids that are so characteristic of all life on Earth.”

Proteins are the workhorse molecules of life, used in everything from structures like hair to enzymes, the catalysts that speed up or regulate chemical reactions. Just as the 26 letters of the alphabet are arranged in limitless combinations to make words, life uses 20 different amino acids in a huge variety of arrangements to build millions of different proteins. Amino acid molecules can be built in two ways that are mirror images of each other, like your hands. Although life based on right-handed amino acids would presumably work fine, they can’t be mixed. “Synthetic proteins created using a mix of left- and right-handed amino acids just don’t work,” says Dr. Jason Dworkin ofNASA Goddard, co-author of the study and head of the Goddard Astrobiology Analytical Laboratory, where the analysis was performed.

Since life can’t function with a mix of left- and right-handed amino acids, researchers want to know how life – at least, life on Earth — got set up with the left-handed ones. “The handedness observed in biological molecules – left-handed amino acids and right-handed sugars – is a property important for molecular recognition processes and is thought to be a prerequisite for life,” said Dworkin. All ordinary methods of synthetically creating amino acids result in equal mixtures of left- and right-handed amino acids. Therefore, how the nearly exclusive production of one hand of such molecules arose from what were presumably equal mixtures of left and right molecules in a prebiotic world has been an area of intensive research.

The team ground up samples of the Tagish Lake meteorites, mixed them into a hot-water solution, then separated and identified the molecules in them using a liquid chromatograph mass spectrometer. “We discovered that the samples had about four times as many left-handed versions of aspartic acid as the opposite hand,” says Glavin. Aspartic acid is an amino acid used in every enzyme in the human body. It is also used to make the sugar substitute Aspartame. “Interestingly, the same meteorite sample showed only a slight left-hand excess (no more than eight percent) for alanine, another amino acid used by life.”

xxx

Comments by Matrix/DNA:

Wikipedia: Alanine (abbreviated as Ala or A)[2] is an α-amino acid with the chemical formula CH3CH(NH2)COOH. The L-isomer is one of the 20 amino acids encoded by the genetic code. Its codons are GCU, GCC, GCA, and GCG. It is classified as a nonpolar amino acid. L-Alanine is second only to leucine in rate of occurrence, accounting for 7.8% of the primary structure in a sample of 1,150 proteins.[3] D-Alanine occurs in bacterial cell walls and in some peptide antibiotics.

Alanine Aminoacid

Alanine Aminoacid

Alanine 1

Alanine 1

I need reading the topic in Wikipedia that has a lot of information, included the fact alanine is linked with the liver. Liver is an organ F 7 – a function of right handed, and it is re-enforced by the presence of heavy atoms from right hand at alanine composition. What it means? Observe the strong presence of carbon giving balance to the structure. By the way, alanine is non-essential for humans so, it appears that alanine has entered in proteins at a later stage of life’s formation. It brings from the sky the sentence of death to complexes molecules ( or the necessary entropic function).

xxx

“At first, this made no sense, because if these amino acids came from contamination by terrestrial life, both amino acids should have large left-handed excesses, because both are common in biology,” says Glavin. “However, a large left-hand excess in one and not the other tells us that they were not created by life but instead were made inside the Tagish Lake asteroid.” The team confirmed that the amino acids were probably created in space using isotope analysis.

xxx

Comments by Matrix/DNA:

Correct! Wonderful! Mr. Glavin and the Matrix are in total agreement here. Today, both, alanine and aspartic acid are common in biology, maybe equal amounts in human beings, due later in evolution, when the operations for beginnings of life was finished, Nature inserted the death functions of the right Matrix’s face for bringing on the ability for biological systems incorporating mutations. Since the meteorit is from the beginning of solar system, it is repository of the first informations that came with photons from solar radiation, and these informations are about the left face. Every random photon-information about the right face should be dissolved quickly, because the entropic effect. We see above that Matrix was confused suggesting that alanine has the appearance and functions of right face, so, why she was present in earlier times, and next to other aminoacids? The explanation comes from the very fact that its quantity were less than aspartic acid. The answer is that solar radiation in the beginning of solar system was less able to produce molecules from the right face, and those produced was quickly dissolved. Then, this alanine in the meteor, and the aspartic acid were not created by life and so, by the mechanical Newtonian astronomic system.

Another issue that we need to solve here is how Nature created biological molecules that are left handed but performs right handed functions. I think that it is easy if we know that the right side of DNA stream is merely the continuation of the flow of information coming from the left side. It is the left side of DNA that creates its right side (at least in the RNA world).

xxx ( I have stopped here today).

Isotopes are versions of an element with different masses; for example, carbon 13 is a heavier, and less common, variety of carbon. Since the chemistry of life prefers lighter isotopes, amino acids enriched in the heavier carbon 13 were likely created in space.

“We found that the aspartic acid and alanine in our Tagish Lake samples were highly enriched in carbon 13, indicating they were probably created by non-biological processes in the parent asteroid,” said Dr. Jamie Elsila of NASAGoddard, a co-author on the paper who performed the isotopic analysis. This is the first time that carbon isotope measurements have been reported for these amino acids in Tagish Lake. The carbon 13 enrichment, combined with the large left-hand excess in aspartic acid but not in alanine, provides very strong evidence that some left-handed proteinogenic amino acids — ones used by life to make proteins — can be produced in excess in asteroids, according to the team.

Some have argued that left-handed amino acid excesses in meteorites were formed by exposure to polarized radiation in the solar nebula – the cloud of gas and dust from which asteroids, and eventually the Solar System, were formed. However, in this case, the left-hand aspartic acid excesses are so large that they cannot be explained by polarized radiation alone. The team believes that another process is required.

Additionally, the large left-hand excess in aspartic acid but not in alanine gave the team a critical clue as to how these amino acids could have been made inside the asteroid, and therefore how a large left-hand excess could arise before life originated on Earth.

“One thing that jumped out at me was that alanine and aspartic acid can crystallize differently when you have mixtures of both left-handed and right-handed molecules,” said Dr. Aaron Burton, a NASA Postdoctoral Program Fellow at NASA Goddard and a co-author on the study. “This led us to find several studies where researchers have exploited the crystallization behavior of molecules like aspartic acid to get left-handed or right-handed excesses. Because alanine forms different kinds of crystals, these same processes would produce equal amounts of left- and right-handed alanine. We need to do some more experiments, but this explanation has the potential to explain what we see in the Tagish Lake meteorite and other meteorites.”

The team believes a small initial left-hand excess could get amplified by crystallization and dissolution from a saturated solution with liquid water. Some amino acids, like aspartic acid, have a shape that lets them fit together in a pure crystal – one comprised of just left-handed or right-handed molecules. For these amino acids, a small initial left- or right-hand excess could become greatly amplified at the expense of the opposite-handed crystals, similar to the way a large snowball gathers more snow and gets bigger more rapidly when rolled downhill than a small one. Other amino acids, like alanine, have a shape that prefers to join together with their mirror image to make a crystal, so these crystals are comprised of equal numbers of left- and right-handed molecules. As these “hybrid” crystals grow, any small initial excess would tend to be washed out for these amino acids. A requirement for both of these processes is a way to convert left-handed to right-handed molecules, and vice-versa, while they are dissolved in the solution.

This process only amplifies a small excess that already exists. Perhaps a tiny initial left-hand excess was created by conditions in the solar nebula. For example, polarized ultraviolet light or other types of radiation from nearby stars might favor the creation of left-handed amino acids or the destruction of right-handed ones, according to the team. This initial left-hand excess could then get amplified in asteroids by processes like crystallization. Impacts from asteroids and meteorites could deliver this material to Earth, and left-handed amino acids might have been incorporated into emerging life due to their greater abundance, according to the team. Also, similar enrichments of left-handed amino acids by crystallization could have occurred on Earth in ancient sediments that had water flowing through them, such as the bottoms of rivers, lakes, or seas, according to the team.

The result complicates the search for extraterrestrial life – like microbial life hypothesized to dwell beneath the surface of Mars, for example. “Since it appears a non-biological process can create a left-hand excess in some kinds of amino acids, we can’t use such an excess alone as proof of biological activity,” says Glavin.

The research was funded by the NASA Astrobiology Institute, the Goddard Center for Astrobiology, the NASA Cosmochemistry Program, and the Natural Sciences and Engineering Research Council of Canada.

The paper, “Unusual nonterrestrial l-proteinogenic amino acid excesses in the Tagish Lake meteorite,” was published in the journal Meteoritics and Planetary Science, and is available at: http://onlinelibrary.wiley.com.

Bill Steigerwald
William.A.Steigerwald@nasa.gov
NASA’s Goddard Space Flight Center, Greenbelt, Md.

Método Cientifico? Teria surgido pela fé na existência de um Deus racional?

segunda-feira, agosto 13th, 2012
Tema inspirado no post abaixo:
https://news.ycombinator.com/item?id=4375646
jorangreef 6 hours ago | link

Regarding: “As Galileo was prosecuted for supporting Copernicus’ heliocentric theory (more specifically for championing reason over faith)”

Nothing could be further from the truth. The first proponents of the scientific method saw the process of describing the known universe as possible only because of their faith in a rational Creator, their definition of the word “faith” meaning “conviction backed by reason” (Hebrews 11). Their hypothesis was that the creation of such a rational Creator would necessarily be ordered, not chaotic as the pagans of the day believed, and that it would be possible to seek to describe the creation in terms of scientific laws and principles. By faith they understood that what is seen was not made out of what was visible. This was the basis for the birth of the scientific method.

In the days of Galileo, the Church as you refer to, was nothing more than a political militant state, opposed to the theology of the early Christians of the 1st century, and opposed to the Scriptures which exposed its hegemony. Indeed the Church would have mothers and fathers burnt at the stake for teaching children the ten commandments and the Lord’s prayer. People like William Tyndale, and many other brilliant Oxford and Cambridge scholars were hounded and martyred by the Church for translating the Bible into English and circulating and discussing it in the 1500s.

While the Church may have opposed heliocentrism, Galileo defended heliocentrism, and understood correctly that it was not contrary to the Scriptures.

For people like Galileo and Kepler, faith and reason were the same thing. By definition, it’s impossible to have faith that is not based on reason, nor is it possible to hold reason without faith. To do so is historical revisionism. If you have a bone to pick with faith, then the best place to start is with the life and death and resurrection of Christ in history. Did it happen? How soon after the events were the eye witness accounts recorded? At what cost? Independent? Do we read them as they were written? This is a matter of historicity: did it happen? Not of philosophical possibility (naturalism), or statistical possibility (frequentism).

xxx

Meu comentário:

Isto serve de alerta para nós que nos acreditamos “racionais”. Talvez nossa crença de que nossa inteligencia é um puro e legitimo produto evolucionario da longa cadeia de causas e efeitos da História natural Universal, portanto a mais genuina base para nos agarrar e ter vida melhor sintonizada com a natureza – esteja errada, porque não existiria uma longa cadeia de causas e efeitos sem interferencia do acaso mudando o destino do que vem rolando nessa cadeia. É um tema dificeil de esquematizar e tirar alguma conclusão inteligivel, mas acho que na matrix theorua existe uma boa solução. A história seria dividida entre fases de caos ( influencia dos acasos)  e fases de ordem ( controle de um elemento racional), porem todo caos é produzido pela entropia e fragmentação de um anteiror estado de ordem. Mas os bits-informação do estado de ordem existem no meio do caos e são eles que levantam a ordem, porem reproduzindo a forma ordenada anterior, o que imploca que houve design, e não acaso. Mas enquanto se desenvolve o design, o caos pode muta-lo. E então? talvez a mutação seja selecionada ou descartada por um sistema invisivel hierarquicamente superior, dcentro do qual o caos esteja ocorrendo.   Acho que nosso cérebro ainda não tem a estrutura necessaria para resolver esta questão, portanto, devemos manter nossa racionalidade sob suspeita. E o que tem isso a ver com o método cientifico? Deve ficar tambem sob suspeita: Não será ele igualmente um selecionador de dados? Nos condizindo a uma cosmovisão errada com uma ilusória temporaria onda de sucessos?

Estudando Teleportation Quantica, Chineses Separam Entre Dois Continentes um Casal Casado! Pode?

domingo, agosto 12th, 2012

Imagine o casal João e Maria, que muito se amam. Não dê importancia à choradeira dêles e os separe: Deixe João numa sala no Rio de Janeiro e leve Maria para outra sala em outro continente, Europa, por exemplo. Em cada lugar uma equipe de cientistas entra na sala para observar. Os cientistas do Rio encontram João desesperado, pensativo, em pé, mas ao invés de estar andando de um lado para outro está rodando o corpo da direita para a esquerda, como fazem os médiuns nas seções espiritas. Comunicam o estado de João à equipe de Londres e podem até fazer uma gracinha: “Apostamos uma duzia de cervejas que Maria não está em pé e sim de ponta cabeças plantando bananeira. E não está parada, mas sim rodando o corpo da esquerda para a direita. Ganhamos?”

-” Exatamente! Foi nêsse estado que encontramos Maria na sala! Mas nós vamos mudar o estado de Maria e vamos adivinhar o estado de João aí e recuperar nossas cervejas!”

Mas não conseguem. Não tem como fazer Maria obedecer qualquer ordem. Só se entrasse na sala uns brutamontes e agarrando Maria movessem-na como quisessem. Mas ai não vale, pois para o estado ser real revelando a natureza de João e Maria, seus movimentos tem que serem autonomos, segundo a vontade dêles.

Bem… esta analogia serve mais ou menos para dar uma idéia do que fala o artigo ( se eu,  leigo em Física Quantica sei interpretar alguma coisa correta dela) cujo tema é o espetacular mistério na dimensão quantica das particulas que constituem a matéria deste Universo… e nossos corpos! Os chineses são espertos e sabem que nessa escuridão ainda misteriosa tem um tesouro que pode  dar muito lucro e poder. Estão tentando desenvolver uma tecnologia futurista baseada numa propriedade que foi descoberta existindo na dimensão quantica; a teleportation (teletransporte).  O que é isso? Segundo a Wikipedia é : a transferência de matéria de um lugar para outro sem atravessar o espaço fisico entre os dois lugares, como é popularmente acreditado existir no espiritismo. Para mim isto cheira à mágica, a qual não deve existir. A não ser que a Natureza alicerçada sôbre um oceano de luz, como sugere a Teoria da Matrix/DNA esteja correta, ou que os buracos de minhoca no espaço, como intuiu Einstein, realmente existam.

Ao invés de um casal humano, os cientistas chineses estão lidando com um casal de fótons.

( Para recordar veja a definição de ” fotão “, na Wikipedia. O leitor pode ir na versão em Português, mas a falta de empatia da mentalidade lusitana-brasileira impede estes seres humanos a ultrapassarem as fronteiras do próprio umbigo e se imaginarem no lugar do leitor/pesquisador que na maioria é leiga nos jargões da Fisica e escrevem como se fosse para eles mesmo que estão na área. A versão em Ingles é muito mais empatica e inteligivel para nós, leigos. Vejamo-la: A photon is an elementary particle, the quantum of light and all other forms of electromagnetic radiation, and the force carrier for the electromagnetic force, even when static via virtual photons. The effects of this force are easily observable at both the microscopic and macroscopic level, because the photon has no rest mass; this allows fointeractions at long distances. Like all elementary particles, photons are currently best explained by quantum mechanics and exhibit wave–particle duality, exhibiting properties of botwaves and particles. For example, a single photon may be refracted by a lens or exhibit wave interference with itself, but also act as a particle giving a definite result when its position is measured. The modern photon concept was developed gradually by Albert Einstein to explain experimental observations that did not fit the classical wave model of light.

O tema é de extrema importancia para a Matrix/DNA Theory porque como sabem, nos ultimos meses a Matrix nos sugeriu uma espetacular novidade: a luz pura, natural, carrega em si o código que imprime Vida à matéria. E fótons são as unidades fundamentais da luz, seja como partícula ou onda.

Eu não sei como os cientistas conseguem detectar e isolar dois fótons que são exatamente pares, assim como nós conseguimos com facilidade detectar e isolar dois seres humanos que formam um casal ligado por relações sexuais, e gostaria de ser ilustrado sôbre isso. By the way, trata-se do fenomenal fenômeno (ai, que escorregada na gramatica!)  do “entanglement” ou quantum entrelaçamento que revela existir um fragil, invisivel, link ou canal de comunicação entre os dois elementos do casal que os parece tornar um só, independendo da distancia que os separe! A minha vida humana foi um desastre (acho que os leitores tiveram mais sorte que eu), porque nascí como um cego ignorante das fôrças e causas que criaram este mundo e a mim, porque o mundo e suas coisas tem sido meu inimigo como se me tivesse feito para ser mero escravo, e por isso todas minhas energias estão investidas na batalha contra este mundo, principalmente, na busca do conhecimento deste mundo, para tentar “consertar” o que está errado em relação ao que seria o bem-estar da minha existência. E quando estamos tocando nesta oculta fenomenologia de fôrças e causas ainda desconhecidas, estamos dentro das minhas estratégias de combate, do meu projeto atual de existência.

Tempos atrás pessoas comuns como eu se admiraram com o telefone celular: “Como é que pode uma caixinha pequenina lá na Europa captar e transmitir a voz para outra caixinha pequenina aqui na América, sem nenhum fio ou nenhuma ponte entre elas?!!!” Explicado isso, agora aparece outra questão de arrepiar os cabelos: “Como é que pode o torcimento e amassamento de uma caixinha aqui na América fazer com que outra caixinha lá na Europa se torça e se amasse sózinha justamente para o lado contrário?!! Já não é mais uma troca de informações ou transporte de sinais entre duas caixinhas separadas; é uma troca de movimentos intimos entre dois corpos separados, quando um não pode “ver” nem “tocar” o outro! Que mundo é êste, que coisas existem que este meu estupido e fraco complexo sensorial não capta nada?! Parece até que os buracos de minhoca no espaço do Einstein são coisas reais! Para ganhar esta batalha vou ter que realizar façanhas fora do mundo perceptivel e conhecivel pelo meu complexo sensorial, a coisa está se tornando muito complicada. E daqui para a frente, acabou a moda de dizer que as pessoas que falam de feijão, futebol, e negócios lucrativos de dinheiro são as pessoas normais e aquelas que chegam na roda de amigos no bar falando de estranhezas como mais uma descoberta na quantica ou na busca de origens da vida extra-terrestre pela Curiosity são loucas ou anormais que só falam besteiras para nos atrapalhar: elas lidam com a dimensão dos materiais que precisamos para lutar nossa suprema luta.

Se o que estão revelando do mundo quantico estiver correto, e se o que a Matrix está revelando sôbre o cérebro humano estiver correto, penso ser possivel que um neuronio do hemisfério esquerdo do meu cérebro é o marido de uma neuronia que vive no lado direito. Como dominante, o esquerdo faz prevalecer a informação do mundo perceptivel aos meus sentidos aqui e agora quando tenho minhas idéias e busco as melhores decisões, mas a dominada neuronia do direito fica paralizada, quando ela tem as informações complementares que jazem na face oculta aos meus débeis sentidos, que se levadas em conta nas minhas operações mentais, me fariam ser muito mais bem suscedido nesta vida. Eu vou apostar na hipótese que ambas as sugestões estejam certas e tambem na possibilidade que pensei. Isto significa que tenho de arrumar um jeito de modificar a maneira como os neuronios no meu cérebro estão hard-wired, conectados, e para isso tenho que viver mais na conversa e no mundo dos anormais loucos, pois o mundo dos normais vencedores aqui só tem me f…

Bem… pelo que vemos no artigo cientifico e principalmente na longa lista de interessantes comentários, a Humanidade ainda está como um cego apalpando o escuro, no tocante a este especto real do nosso mundo natural. E a cosmovisão da Matrix me deixa incomodado porque ela está sugerindo coisas que ninguem mais tem falado nada igual. Por exemplo ela diz que os dois fotons formando um casal nada mais são que dois representantes-sinteses das duas faces da fórmula da Matrix. Observe a fórmula: um foton seria o pedaço do circuito sistemico que vai da função 1 até a função 4, e o outro seria o pedaço que vai da F 6 até a F 1. Então na verdade os dois fótons seriam o resultado de um corte que separou exatamente na metade um unico pré-existente foton. O corte da separação é o pedaço extra de F5. Então, o espaço e tempo existente entre foton A e foton B não é vazio, ele é preenchido pela fôrça da F 5, a qual pode ser esticada ao infinito, e como diz a fórmula é a função responsavel pela reprodução, tanto do sistema inteiro em outro novo sistema como a reprodução da face esquerda na sua bi-lateral simétrica e assimétrica face direita. Estaria por aí o motivo que Maria em Londres reproduz ao mesmo tempo e dce forma oposta qualquer movimento e João no Rio. Mas desde que a fórmula da Matrix representa uma volta completa do ciclo vital de um corpo, tambem significa que a vida do foton pré-existente foi separada em duas metades, em dois corpos, sem no entanto destruir o link que é o circuito do ciclo vital. Por isso, sendo duas faces bi-lateralmente opostas e sendo duas fases da vida onde uma é pautada pelo crescimento e a outra pautada pela entropia degenerativa, os dois fotons são opostos em tudo.

Agora vou tentar traduzir o paragrafo acima para ter um comentario  aser postado no artigo e assim manter acesa a chama da existencia da teoria da Matrix/DNA, apesar que nesta pressa e pressão da vida nada posso fazer direito e o possivel leitor do comentario nada vai entender e pensar que é um spam.

Well .. we see in the scientific paper and especially the long list of interesting comments, humanity is still like a blind man groping the dark with regard to this real espect of our natural world. And the worldview of the Matrix/DNA makes me uncomfortable because she is suggesting things that nobody else has said anything like that. For example she says that the two photons forming a couple are no more than two representatives-syntheses of the two sides of the formula of the Matrix. Notice the formula: a photon would be the systemic circuit piece that starts at F 1 and goes till F4, and the other would be the piece that goes from F 6 to F 1. So in fact the two photons would be the result of a cut that separated exactly half a pre-existing single photon. The cut of separation is the extra piece of F5.  So space and time between photon A and photon B is not empty, it is filled by force of F 5, which can be stretched to infinity, and as the the formula says, is the function responsible for reproduction, both, the entire system into another new system and as the reproduction of the left cheek in his bi-lateral symmetrical and asymmetrical right cheek.  But since the formula of the Matrix represents a complete revolution in the life cycle of a body, also means that the life of the pre-existing photon was separated into two halves in two sets, without destroying the link circuit which is the life span. Therefore, two bi-laterally opposite sides and being two phases of life where one is driven by growth and other ruled by degenerative entropy, the two photons are opposite in everything.


Scientific American.com

Quantum Teleportation Achieved over Record Distances

http://blogs.scientificamerican.com/observations/2012/08/09/quantum-teleportation-achieved-over-record-distances/

By John Matson | August 9, 2012 |

xxxx

Adendos para pesquisar o tema:

Wikipedia: Teleportation is the transfer of matter from one point to another without traversing the physical space between them, similar to the concept apport, an earlier word used in the context of spiritualism.

Etymology

The word teleportation was coined in 1931[1][2] by American writer Charles Fort to describe the strange disappearances and appearances of anomalies, which he suggested may be connected. He joined the Greek prefix tele- (meaning “distant”) to theLatin verb portare (meaning “to carry”). Fort’s first formal use of the word was in the second chapter of his 1931 book, Lo!: “Mostly in this book I shall specialize upon indications that there exists a transportory force that I shall call Teleportation.” Fort added “I shall be accused of having assembled lies, yarns, hoaxes, and superstitions. To some degree I think so myself. To some degree, I do not. I offer the data.”[3] Fort suggested that teleportation might explain various allegedly paranormalphenomena, although it is difficult to say whether Fort took his own “theory” seriously or instead used it to point out what he saw as the inadequacy of mainstream science to account for strange phenomena.

Não Acredite em Nenhum Sentido Para sua Vida sem antes ver êste Vídeo!

sábado, agosto 11th, 2012

É claro que não consigo acreditar naquêles depoimentos dramáticos apresentados nas igrejas evangélicas por pessoas que afirmam terem sido curadas por milagres. E suspeito de todos que dizem ter visto ou ouvido coisas partanormais que nunca ví ou ouví, por exemplo os autores da Biblia, dizendo que falaram com Deus…e viram milagres de Jesus…

Mas na apresentadora da palestra nêste vídeo abaixo, tambem disponivel no Youtube sob o titulo “How it feels to have a stroke”, ( O que se sente quando se tem um derrame cerebral…e morte clinica), finalmente acreditei que existe algo mais.

Jill Bolte Taylor é uma neuroanatomista que desde jovem decidiu estudar o cérebro humano cientificamente porque seu amado irmão nasceu com uma doença mental. E numa madrugada em 1996 ela têve um derrame cerebral (stroke) quando se rompeu uma veia no lado esquerdo do cérebro. Sózinha em casa ela conseguiu manter a lucidez e memorizar cada detalhe do que que ocorreu até quando têve morte clinica no hospital. Dotada de uma admirável atitude e humildade cientifica e hábil comunicadora, sua palestra nos prende do comêço ao fim acrescendo-se o fato que o assunto é de suma importancia para nós. Ela chega ao ponto de trazer um cérebro humano para mostrar terríveis segredos de seu funcionamento.

Para nós da Matrix/DNA em particular, sua revelação não apenas faz pleno sentido com a lógica da nossa cosmovisão como concluímos que tinha de ser assim, mesmo porque, sem nada conhecer antes do que Jill revela, nossos modêlos, quando calculados e projetados à exaustão sôbre os fundamentos e origens do mundo que a cosmovisão sugere, já tinham sugerido e previsto o que é revelado aqui. Você deve saber que a ultima grande “descoberta” nêste ano sugerida pela Matrix/DNA é a respeito da luz natural, quando ela apresenta um modêlo de como a luz natural contem o código que imprime Vida à matéria ordinaria do Universo. Pois o quadro que Jill revela é exatamente o quadro teórico que resultou dos nossos calculos antes de conhecer Jill.

E a razão do como e porque surgiu os sistemas biológicos na Terra, dos quais nós, humanos, somos o tôpo evolucionario, segundo a Matrix/DNA, seria devido a um êrro fatal do ego usufruindo da autonomia do livre-arbitrio por um nosso antepassado que decidiu separar-se do mundo tornando-se um sistema fechado em si mesmo e na forma de uma galaxia, esta galaxia que nos criou e dentro da qual existimos. Mas o dualismo universal que vem presente em tudo que é natural desde o Big Bang faz com que nosso corpo, e principalmente nosso cérebro, obedeça à bi-lateral simetria no tipo (fenótipo) que ao mesmo tempo representa a bi-lateral assimetria na dinamica comportamental (genótipo) entre tendencias e caráters de duas personalidades opostas entre sí. Por isso, dizia a Matrix/DNA, nosso cérebro é dividido em duas metades iguais na forma e diferentes no sentido de existencia. Uma parte, o hemisfério esquerdo representa a tendencia a se tornar sistema fechado em si mesmo e separado do resto do mundo, enquanto a outra parte, o hemisfério direito, representa a tendencia a se tornar sistema aberto e conectado ao resto do mundo. Devido nosso ancestral defeituoso ser ainda o genoma registrado e dominante no genoma de todos os seres vivos da Terra, e devido esse ancestral ainda existir e ser o corpo dentro do qual existimos, vivemos com o destino de reproduzir tal ancestral, o qual se expressa inteiramente e unicamente pelo seu canal que é o hemisfério esquerdo do cérebro. Nós só vivemos e percebemos e conhecemos o mundo do nosso criador, ou seja, a matéria e as arquiteturas das galáxias. É o mundo resultante do dominio da opção em ser sistema fechado, super-ego, do qual herdamos o tal gene egoísta, cujo nome mais apropriado que dawkins devia ter escolhido seria “egotista”.

Mas será que êste é o unico mundo que existe? Devido ao nosso complexo sensorial’essa pergunta parece tôla, mas não se esqueça que o nosso complexo sensorial é um produto do mundo que é apenas a metade do mundo, e o pior, é uma de suas pontas extremas. Ao sofrer o derrame, o lado esquerdo do cérebro de Jill paralizou momentaneamente e então êsse eterno adormecido, recessivo, lado direito pode despertar e começar a se expressar com seu diferente complexo sensorial. O que jamais podemos experimentar se algo inusitado não ocorrer, como aconteceu com Jill. E o que ela começou a ver? Ela fala em “energia”. Ela se viu como pura energia e tudo o mais no mundo era apenas energia. Mas Jill não é Física e ela não entende a diferença entre energia e luz. Para se ter uma idéia melhor do que Jill está revelando, vamos vbiscar ilurstrar com o a imagem do que foi amplamente noticiado no m6es passado sôbre a descoberta da particula de Higgs.

Imagine seu corpo deitado no alto de uma montanha de g6elo na Antartida. de reprnate voc6e começa a rolar montanha abaixo. Em seu corpo vai agregando-se g6elo, cada vez mais até o ponto que tornas-te uma bola de g6elo provocando uma avalancha. O seu corpo seria a particula enerética e o gêlo seria a massa existente no espaço universal. I nundo de gêlo seria o campo de Higgs, o qual é quem dá massa às particulas de energia.

Pois nós, humanos, no nosso estado normal, temos apenas um complexo sensorial para ver a bola de gêlo, a matéria na forma de massa, e nunca nada percebemos do nucleo da bola, a energia que está no meio dos corpos materiais. Pois Jill, durante seu derrame cerebral, só podia ver e perceber o nucleo da bola, a energia e que se conecta a todos os outros nucleos de todos os outros corpos materiaos. Ela ficou sem a capacidade de perceber o mundo, a dimensão da galaxia.

Mas como ensina a Natureza, todos os dois extremos são errados. E isto nos confunde agora na cosmovisão da Matrix/DNA. A dimensão percebida pelo hemisfério esquerdo, mais a dimensão percebida pelo direito não contem a história tôda, ao contrário, apenas contem o indevido. Então tem que ter a domensão do equilibrio entre os extremos, e ainda, acima dela, a dimensão composta pelas informações que são geradas e ultrapassam as trees dimensões ao pjmnto de criar a identidade de sistema. Ou seja, deve existir ainda uma quarta dimensão e relativa ao estado de auto-consciencia, de auto-conhecimento de si como um todo composto de três estados ( por isso estou tendo uma repentina atração por alguem que falou e descreveu quatro dimensões nestes têrmos: Jung. E pessoas como Deepak Chopra, que apesar de tôdas suas aparentes baboseiras sôbre um hipotético mundo inundado por uma super-consciência, e nada saberem, mas corretamente intuirem, estão tocando nas fronteiras do mistério).

Na Matrix/DNA nós estamos dando alguns passos à frente quando detectamos técnicamente como a luz pura influencia a matéria diferentemente através
de suas diferentes vibrações compostas por frequencias e períodos. Estariamos chegando perto dessa possivel auto-consciencia ex-machine – que em nada se parece com nenhum tipo de deus de nenhuma das religiões existentes) – quando um quadro está nos sugerindo como uma fonte pode gerar eternamente ondas de luz que carregam o código que imprime dinamismo á matéria e em determinado ponto da evolução dessa matéria, imprime nela o código da vida. E o depoimento de Jill em tudo bateu com o quadro teórico que fizemos ainda há apenas quatro ou cinco meses atrás.

Mas isso tudo ao invés de nos trazer euforia nos deixa frustrados e impotentes pois estamos prevendo que vamos morrer sem provar nada e sem se certificar de nada, porque não temos o aparato sensorial necessario para tal. Sabemos que o cérebro humano não é mais apenas hemisfério direito e esquerdo, que tem evoluido uma terceira forma que parece ser a sintese das duas, denominado, cortex cerebral. Talvez ali esteja sendo desenvolvido o complexo sensorial final que nos levaria a perceber a segunda e a terceira dimensão. Esperar que nos leve à quarta e ultima dimensão seria demasiado, acho que essa só poderia vir quando, de alguma maneira, com nosso corpo fisico, conseguir-mos ultrapassar as fronteiras desse universo e observa-lo de fora.

Mas não temos como conseguir ativar o complexo sensorial do nosso hemisfério direito e ver a outra metade subterrãnea do mundo. O nosso ancestral “pecaminoso” não nos permite por dominar o nosso cérebro atual fazendo o seu oposto de prisioneiro e amordaçado, por isso nós retro-alimentamos a intenção do nosso ancestral tornando-a nossa intenção. Dê uma olhada na formula da Matrix n6este website e entenda o que estou querendo dizer. A face esquerda dela começa dentro da Função 1 onde um nucleo energético já está coberto por massa. A partir daí o corpo dela a crescer apenas agregando massa, passando pelas funções 2, 3 e chegando à quatro. Aqui, o ancestral galáctico chega na forma de pulsar, já cansado e moribindo como corpo de massa dominante e cheio de buracos (crateras de vulcões) já não consegue mais dominar e manter acorrentada seu aspecto energia, a qual começa a se extravasar na forma de magma vulcanico. A partir daí a energia toma conta na finção 5, torna-se estrela reluzente e continua a brilhar cada vez mais na Função 6, até tambem se esvair na * e tudo retornar ao utero reprodutor que é a funcão 1. Ora, como essa força, essa tendencia natural do sistema que nos criou em diferente ambiente, conseguiu manter-se dominante? Pelo sono. E aqui decobrimos porque e como o sono apareceu na natureza, justo sôbre os seres vivos. Quando o hemisfério esquerdo cansa-se e esgota sua energia que está em fluzxo circulante saindo de seu território para passar ao territótio direito, o hemisfério esquerdo segura as rédeas e o controle das finções fisicas do corpo, de maneira aitomatizada e solta a represa da energia que vai para o outro lado… porem nada pode fazer no sweentido de ativar e fazer expressar o complexo sensorial desse território porque o comando do corpo ficou em poder do esquerdo, o qual dorme tranquilamente por oito horas, até quando o fluxo de energia pasou pelo território direito e está às suas portas retornando a seu território.

Na minha técnica de meditação baseada em muitos aspectos inéditos da Matrix, principalmente tendo em mente a imagem da nova luz como a descobrimos, eu comecei a forçar a expressão do lado direito, mas, juro, tive que parar: comecei a sentir uma dor no coração parecendo que ia arrebentar alguma veia, que ia parar, e assim desconfio que foi a reação do esquerdo que se perecebeu ameaçado e ameaçou me matar se continuasse… Eu acho que estou definitivamentge inutilizado para o avanço dessa ponta de nossas pesquisas, mas que me mate…vou continuar de qualquer maneira este esforço.

Enfim, por ora, vou deixá-los com o vódeo para que o assistam, e oxalá encontre tempo ou alguma alma boa que possa traduzir para o portugu6es a incrivel palestra dessa formidável mulher! Que heroúna, que inteligencia, que capacidade cientifica, reacional… é uma gigante herouna que nos faz nos orgulhar-mos de ser-mos humanos. Imagine o quanto ela está informando a Humanidade para a nossa evolução, que salto gigantesco ela está nos ajudando a dar! E depois do vídeo o assinto ficará aberto para irmos acrescentandco itens sempre que algo novo realacionado ao tema aparecer. O que você acha disso tudo? E consegues imaginar o que se passaria na cabeça dêstes ateus fanaticos perante tal video? Ela nada fala de deus e religiões, mas ela revela uma nova dimensão que poderia ser interpretada como sobrenatural, apesar de que na teoria da Matrix isto tambem se encaixa e faz parte da Natureza.

xxx

xxx

Como Otimizar o Website

sexta-feira, agosto 10th, 2012

Atualização no Conhecimento da Auto-Consciencia e Cérebro

quarta-feira, agosto 8th, 2012

Current thinking is that the ‘self’ is an emergent property from localized processes in the brain. Try Mike Gazzaniga (University of California, Santa Barbara – neuroscientist) and Steven Pinker (Harvard - experimental psychologist, cognitive scientist)

As 10 Maiores Fundações Filantrópicas do Mundo

terça-feira, agosto 7th, 2012

1 Bill & Melinda Gates Foundation $37.4 billion

2 Stichting INGKA Foundation $36.0 billion

3 Wellcome Trust United Kingdom$22.1 billion

4 Howard Hughes Medical Institute $16.1 billion

5 Ford Foundation United States $10.3 billion

6 Mohammed bin Rashid Al Maktoum Foundation$10.0 billion

7 J. Paul Getty Trust $9.6 billion

8 Robert Wood Johnson Foundation$9.2 billion

9 Li Ka Shing Foundation  $8.3 billion

10 The Church Commissioners for England$8.1 billion

Why Curiosity could touches signal of life but NASA could not grasp it.

terça-feira, agosto 7th, 2012

Matrix/DNA sent a comment to NASA TV, driving the reader to this article, waiting for moderation ( See the comment after the article):

The first goal for Curiosity is informations about the planet and the investigation about how these informations could elaborate or not elaborate complexes molecules and if time ago they were there? If so, NASA need to be sure that the currenty cosmological model is the unique elected as the right one, because the investigation will follow the logic emerged from this model. Right? What if the model is far away off the real cosmological history? It happened several times before, depicts any amount of informations. Because models about the unknown are based in data which  – we, human beings – has searching for, selected by everybody inevitable ideology. Nobody wants NASA loosing time and maybe the directions of this investigation is going in a wrong way due a non complete knowledge of Universe’s functioning. I hope that the theoretical stuff at NASA (`cause cosmological models are theoreticals) make the effort of listening others cosmological models made by human beings because we don’t have the knowledge about the neuroscience of the human brain and its inner ability to remember the history of its past times and creations, a history that goes back to the Big Bang. The technology used by NASA is great,  it is an acessory made by human brains searching things that explain the own existence of human brains, but, remember, the pharmaceutical industry is another extension for solving things that the human brain already has solved with its immune system. Why could not be possible that commons human brains has solved a better cosmological model than this current one, which is based in few informations about the Universe and computer’s simulations? I will provide an example, and my goal is that NASA applies the best possible method of investigation about the Curiosity future data.

The current cosmological model is based in the theory of spontaneous generation of astronomic bodies, like when humanity began thinking about the generation of life. Thousands years later we now know that life can emerges from non-living matter, but the spontaneity is not immediate, it tooks at last 3 billion years, the whole time of biogenesis. And now we know that the buiding blocks of organisms – the cell system –  had two different methods of formation: 1) first the formation of the first cell system, probable by symbioses among different micro-organisms or complexes molecules that became organelles. Once time Nature got the first cell system, she applied a more easygoing method, the process of reproduction. So my question 30 years ago was: why not the formation of galactic systems followed the same process of two different methods? If so, the generation of astronomic bodies  in the formation of first astronomic bodies and galaxies system used a different method than the method that was used for later astronomical bodies and systems, like the Milk Way. This spontaneity could be enlarged also. And if we don’t consider this in our currenty cosmological model, our investigation will be made by a non totally right logic, our conclusions about those data sent by Curiosity could be wrong.

But, what kind of cosmological model we could get if calculated under the possibility of two methods for generation of astronomical bodies and systems? I have no information that somebody tried it already. I made a tentative under my poor conditions and the final result is suggesting a different history than that related by the currenty model. And surprising, my resulting model is suggesting that despite the fact that our stellar system, and also its elements, appeared later by the reproductive process method, where old galaxies dies and its matter recycles them into new ones, like the MIk Way, these astronomical bodies are physiologic elaborated in a way that conserves the formula of the primordial building block, like any modern cell system today conserves the primordial DNA from the first cell system. The modus operand of Mars matter towards the direction of composing organic matter and complexes molecules must follows the orientation of this primordial formula.

If NASA does not know this second rational possibility – as a merely curiosity under observation every time new data arrives – and if this cosmological model has more things right than the current model – NASA and we, the watching and fervor supporters of NASA goals – will be losing time and opportunities. My models are suggesting hundreds of novelties that need be observed when arriving the data from Curiosity, which will not be considered because NASA does not know the models. For instance, my Matrix/DNA model of the astronomic primordial building block is suggesting that – due the strong oxidation in Mars atmosphere – photons coming from Mars nucleus and the sun is trying to drive the Mars superficial atoms to compose amino-acids with no success, because the oxygen atom means the Function 7 ( the entropy and death of natural systems) reinforced by the excess of one atomic number. But, maybe the earlier atmosphere was different and then, if any complex molecule or even microbial life has formed, they are living in sub-extracts below the surface in anaerobic way. Curiosity is going to get informations in the deep crater, maybe touching this sub-extract, maybe touching atomic compositions that are prototypes of pieces of Matrix/DNA formula, and due NASA does not know the formula, maybe will loose this great opportunity for advancing our knowledge. By the way… thanks for everything to the great team of NASA.

xxx

Comment sent by Matrix/DNA to NASATV:

Maybe my suggestion could be useful for analyses of the data Curiosity will send, and I will appreciate any answer/criticism from someone. Due the suggestion needs a large text I will direct the reader towards my article in: http://theuniversalmatrix.com/pt-br/artigos/?p=4618
By the way I will try posting the text here, hoping that the moderator analyses if it can be published or not. Thanks…
xxx
Comment sent to: https://lightsinthedark.wordpress.com/2012/08/06/curiosity-lands-on-mars-and-returns-first-images/#comment-7419
Why Curiosity could touches signal of life but NASA could not grasp it. ( See http://theuniversalmatrix.com/pt-br/artigos/?p=4618 ) and, please, I want to know what do you think about ( if you can understand the text)
xxx

Curiosity! Pobre Curiosity… Estou muito triste, chorando por você.

segunda-feira, agosto 6th, 2012

Escrevo isto para ser lido daqui a dez anos, depois que Curiosity der uma volta completa rolando na superficie de Marte e retornar ao mesmo ponto de partida. Porem está transformada ( você pode ver êste espetacular vídeo mostrando-a no momento do pouso em Marte:   http://blogs.discovermagazine.com/cosmicvariance/2012/08/05/mars-science-laboratory-touches-down-tonight/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+DiscoverMag+%28Discover+Magazine%29 ) e já pode pensar por si mesma. Até caminha resmungando:

– “Meu Senhor! Meu Criador! Meu Homem Divino! Onde estás? Deixaste -me aqui abandonada nêste mundo solitário com a missão de procurar algo,  “uma forma de vida”.  Mas… não me explicaste o que é vida. Como posso encontrá-la? Rodei todos os vales, crateras e pradarias dêste planeta sempre perguntando:  “Hei… alguem vivo por aqui? Alguem viu a vida por aí? Ao menos alguem sabe me dizer como é a cara da vida?” …

“Se eu, meu adorado Criador,  cruzei com a vida por aqui como vou saber? ” Qualquer composto de carbono, nitrogenio, oxigenio… que se move e consome energia… “, foi essa a definição que me deste. Ora, a unica coisa que encontrei parecida com isso foi logo no primeiro dia: o planeta inteiro! Pois ele tem êsses ingrediaentes, se move, consome energia do sol…  Mas o planeta tu conhecias, não irias me mandar procurar algo que sabias onte está. Meu Amo! Por favor volte para me buscar, já não suporto mais a solidão aqui… Não, não…, não venhas me tirar uma mola e fazer com ela uma robótica para ser minha companheira aqui, seria dois sem destino…”

Curiosity foi transformada porque seu corpo de ferro, aço, borracha, imita um motor que imita o sistema anatomico de um ser vivo, assim como um automóvel em tudo imita as funções e anatomia de um cavalo. E foi penetrada por fotons solares que são os bits-informação, os genes semi-vivos que carregam as caracteristicas do sistema astronomico conhecido como building block de galaxias, o qual tem a forma e inclusive a fórmula precursora do DNA, sendo meio-mecanico, meio-biológico. Encontrando um equipamento com tudo instalado para a vida biológica, os fótons deram uma forma de vida a Curiosity, a qual desenvolveu até uma inteligencia, apesar que meio artificial. Passam-se mais alguns anos e Curiosity aprende a mandar sinais para a Terra e trava-se a sequinte comunicação:

– – Aqui é Curiosity falando de Marte! Procuro o meu Senhor, o Homem, meu rei que tem seu trono na Terra. Alguem aí me capta?”

– “Sim, aqui é o Homem falando. Como então estás viva e inteligente?!”

– Oh… meu Senhor! Sagrada seja sua voz! Quero voltar para casa porem tambem quero cumprir minha missão. Esquecestes de inserir o software sôbre o que é vida, com alguma foto da forma da vida, etc….”

– ”  O que é vida? Bem… aqui na Terra faz 15.000 anos que estamos procurando uma definição… Estamos divididos entre duas definições: o pessoal do Intelligent Designer diz que vida existe para pagar pecado e o pessoal evolucionista diz que vida existe para pagar imposto para o Obama… ”

– “Pecado? Imposto? Que é isso? Existe em Marte?”

– “Não… Não… pelo amor de Deus… fala baixinho, não esparrame por aí que estas coisas existem… tambem iriam contaminar êsse planeta. Mas nós te mandamos com uma missão dividida em duas etapas: primeiro, captar todos os elementos que compõem o planeta e o estado em que se encontram, dando preferencia à busca de compostos de carbono, principalmente se estiverem agregados a nitrogenio, amonia, oxigenio.  Apenas como segunda tarefa não-prioritaria procurar alguma forma de vida microbiótica.”

– “Sim… e para que queres isto?”

– “Sabendo as condições do planeta, o estado fisico das forças e elementos deste planeta, podemos calcular como isso convergiria para um ponto que produzisse moléculas complexas, as quais são a base da vida… E então o desenho final destes calculos seria uma arquitetura – da qual não fazemos a minima idéia – que nos indicasse que forma de vida procurar…

– ” Hummm… mas aí as possibilidades são abertas ao infinito! Por exemplo, a vida aqui pode ser feita de vladzolin e texturim, ter a forma de um sapato se arrastando como uma cobra…”

–  “Não cremos que as possibilidades sejam infinitas, porque os sistemas inanimados existentes são sempre os mesmos, atomicos e astronomicos, os quais possuem uma forma e mais alguns padrões comuns, qualquer produto da evolução destes sistemas teria que repetir estes padrões, portanto a diversificação da vida deve ter um limite de possibilidades .  Não encontrastes nada parecido?”

– “Microbiótico não, mas encontrei algo grande parecido com  o dinossauro daquele filme que vocês estavam assistindo enquanto me faziam no laboratório…”

– “Que?!!!” Você viu e memorizou o filme? Dinossauro? … Em Marte?!”

– “Bem mas estes não servem para seu estudo porque vieram da Terra. Não desapareceram daí? Disseram que quando o meteorito bateu na Terra, ricocheteou e veio parar em Marte trazendo eles agarrados na sua cauda…  Quando encontrei o primeiro só ví uma enorme bocarra aberta vindo me comer. Mas sabes que minha forma imita tanto uma tartaruga que até posso esconder a cabeça na carcaça como esticar o pescoço. Então recolhi a cabeça e acionei o spray de pimenta que voces me inseriram para o caso de alguns trombadinhas cariocas quereram me sequestrar aqui. Dominei o bicho e fiz as perguntas…”

– Mas como sobreviveram? O que comem? O que respiram êsses dinossauros?

– Ah… comem beterrabas, alface, e quando dão um mergulho no mar comem lagostas, sardinhas…”

– Espera aí… você agora está gozando com nossa cara… Alface, sardinhas, em Marte…. Hummm… Como? Se já espiamos a superficie inteira e nunca vimos nada disso?…”

– “Mas aqui está cheio disso na camada sedimentar subterranea que está logo abaixo das pilastras que suportam o teto de rochas…”

– ” Ãh?…  sei… e as pilastras foi você que projetou e construiu, não é?”

– “Eu não, foi o deus marciano que é um bom inteligente designer. Você está pensando que todos os deuses são como êsse deus da terra aí, que fez uns desenhos todos errados, e depois se mandou abandonando tudo?…”

– “Curiosity… esta é uma nova ordem! Não se mova de onde está! Estamos correndo para aí… Ah… e outra coisa… não converse com mais ninguem aqui da Terra, ouviu? Não quero que os russos fiquem sabendo que os dinossauros desembarcaram em Marte primeiro que nós e ganharam a corrida espacial…”

Bem… piadas à parte, seria bom se isso fôsse verdade, porque o fato real mesmo que vai acontecer, considerando-se os cortes de orçamento que estão fazendo na NASA, daqui a um século a pobre Curiosity vai estar vagando sózinha e perdida naquele solo inóspito, estéril, e procurando ainda não sabe bem o que.

Porque a NASA de fato planejou a missão apenas para estudar as condições ambientais, as presenças dos elementos constituintes da vida e tentar calcular como seria uma forma diferente com algumas propriedades vitais. Estas informações seriam como as testemunhas visuais de um crime relatando a aparencia do criminoso, para se fazer um “retrato falado”,  para então no futuro executar missões procurando coisas que se pareçam com tal retrato.

Mas a Teoria da Matrix/DNA está aqui do meu lado dizendo que  a Nasa está se esquecendo de algo indispensavel em qualquer forma de vida: a energia solar. Esta se quebra em fotons quando penetra a matéria planetaria e nela se fixa, e com isso funcionam como o “sôpro de luz de Deus no barro criando os vivos”.  Atomos e automoveis são como maquinas. Mas o que é que dá vida a uma maquina? No meio da selva amazonica um laboratorio feito por homens-quase-macacos que em nada se pode comparar com os laboratorios da Nasa, porem mais eficiente porque tem a Natureza viva e ainda virgem como extensão do campo de pesquisa de laboratorio, já encontrou a resposta.

Refletidas na agua de um rio numa noite enluarada, as estrelas que parecem penduradas no céu formam uma imagem que se move, se mexe toda, se contorce, e de repente perceberam que estas imagens retratam uma espécie de forma de vida, inclusive mostrando como nascem, crescem, vivem e morrem. Mas estrêlas morrem irradiando-se na forma de luz e nessa luz espalham por todo o espaço sideral particulas-fotons levando informações de seu próprio sistema galáctico a que pertencem. Estes fótons caem em superficies de planetas como se fossem sementes da vida e se encontram boa seara, conduzem os átomos a formarem estas formidaveis combinações que resultam em moléculas complexas e finalmente, em homens de cabeça dura como nós. Não foi por acaso que Curiosity percebeu logo de inicio que o estado precursor da vida  que o Homem a mandou procurar já existe na forma do planeta inteiro, apesar que um planeta é apenas um mero ógão do sistema muito mais complexo. Bastaria à Nasa ter inserido um software na Curiosity com a formula que está lá no laboratório da Amazônia… e ao invés de chorar-mos um possivel fracasso na busca da vida iriamos festejar o sucesso da missão da Curiosity.