Archive for agosto 11th, 2012

Não Acredite em Nenhum Sentido Para sua Vida sem antes ver êste Vídeo!

sábado, agosto 11th, 2012

É claro que não consigo acreditar naquêles depoimentos dramáticos apresentados nas igrejas evangélicas por pessoas que afirmam terem sido curadas por milagres. E suspeito de todos que dizem ter visto ou ouvido coisas partanormais que nunca ví ou ouví, por exemplo os autores da Biblia, dizendo que falaram com Deus…e viram milagres de Jesus…

Mas na apresentadora da palestra nêste vídeo abaixo, tambem disponivel no Youtube sob o titulo “How it feels to have a stroke”, ( O que se sente quando se tem um derrame cerebral…e morte clinica), finalmente acreditei que existe algo mais.

Jill Bolte Taylor é uma neuroanatomista que desde jovem decidiu estudar o cérebro humano cientificamente porque seu amado irmão nasceu com uma doença mental. E numa madrugada em 1996 ela têve um derrame cerebral (stroke) quando se rompeu uma veia no lado esquerdo do cérebro. Sózinha em casa ela conseguiu manter a lucidez e memorizar cada detalhe do que que ocorreu até quando têve morte clinica no hospital. Dotada de uma admirável atitude e humildade cientifica e hábil comunicadora, sua palestra nos prende do comêço ao fim acrescendo-se o fato que o assunto é de suma importancia para nós. Ela chega ao ponto de trazer um cérebro humano para mostrar terríveis segredos de seu funcionamento.

Para nós da Matrix/DNA em particular, sua revelação não apenas faz pleno sentido com a lógica da nossa cosmovisão como concluímos que tinha de ser assim, mesmo porque, sem nada conhecer antes do que Jill revela, nossos modêlos, quando calculados e projetados à exaustão sôbre os fundamentos e origens do mundo que a cosmovisão sugere, já tinham sugerido e previsto o que é revelado aqui. Você deve saber que a ultima grande “descoberta” nêste ano sugerida pela Matrix/DNA é a respeito da luz natural, quando ela apresenta um modêlo de como a luz natural contem o código que imprime Vida à matéria ordinaria do Universo. Pois o quadro que Jill revela é exatamente o quadro teórico que resultou dos nossos calculos antes de conhecer Jill.

E a razão do como e porque surgiu os sistemas biológicos na Terra, dos quais nós, humanos, somos o tôpo evolucionario, segundo a Matrix/DNA, seria devido a um êrro fatal do ego usufruindo da autonomia do livre-arbitrio por um nosso antepassado que decidiu separar-se do mundo tornando-se um sistema fechado em si mesmo e na forma de uma galaxia, esta galaxia que nos criou e dentro da qual existimos. Mas o dualismo universal que vem presente em tudo que é natural desde o Big Bang faz com que nosso corpo, e principalmente nosso cérebro, obedeça à bi-lateral simetria no tipo (fenótipo) que ao mesmo tempo representa a bi-lateral assimetria na dinamica comportamental (genótipo) entre tendencias e caráters de duas personalidades opostas entre sí. Por isso, dizia a Matrix/DNA, nosso cérebro é dividido em duas metades iguais na forma e diferentes no sentido de existencia. Uma parte, o hemisfério esquerdo representa a tendencia a se tornar sistema fechado em si mesmo e separado do resto do mundo, enquanto a outra parte, o hemisfério direito, representa a tendencia a se tornar sistema aberto e conectado ao resto do mundo. Devido nosso ancestral defeituoso ser ainda o genoma registrado e dominante no genoma de todos os seres vivos da Terra, e devido esse ancestral ainda existir e ser o corpo dentro do qual existimos, vivemos com o destino de reproduzir tal ancestral, o qual se expressa inteiramente e unicamente pelo seu canal que é o hemisfério esquerdo do cérebro. Nós só vivemos e percebemos e conhecemos o mundo do nosso criador, ou seja, a matéria e as arquiteturas das galáxias. É o mundo resultante do dominio da opção em ser sistema fechado, super-ego, do qual herdamos o tal gene egoísta, cujo nome mais apropriado que dawkins devia ter escolhido seria “egotista”.

Mas será que êste é o unico mundo que existe? Devido ao nosso complexo sensorial’essa pergunta parece tôla, mas não se esqueça que o nosso complexo sensorial é um produto do mundo que é apenas a metade do mundo, e o pior, é uma de suas pontas extremas. Ao sofrer o derrame, o lado esquerdo do cérebro de Jill paralizou momentaneamente e então êsse eterno adormecido, recessivo, lado direito pode despertar e começar a se expressar com seu diferente complexo sensorial. O que jamais podemos experimentar se algo inusitado não ocorrer, como aconteceu com Jill. E o que ela começou a ver? Ela fala em “energia”. Ela se viu como pura energia e tudo o mais no mundo era apenas energia. Mas Jill não é Física e ela não entende a diferença entre energia e luz. Para se ter uma idéia melhor do que Jill está revelando, vamos vbiscar ilurstrar com o a imagem do que foi amplamente noticiado no m6es passado sôbre a descoberta da particula de Higgs.

Imagine seu corpo deitado no alto de uma montanha de g6elo na Antartida. de reprnate voc6e começa a rolar montanha abaixo. Em seu corpo vai agregando-se g6elo, cada vez mais até o ponto que tornas-te uma bola de g6elo provocando uma avalancha. O seu corpo seria a particula enerética e o gêlo seria a massa existente no espaço universal. I nundo de gêlo seria o campo de Higgs, o qual é quem dá massa às particulas de energia.

Pois nós, humanos, no nosso estado normal, temos apenas um complexo sensorial para ver a bola de gêlo, a matéria na forma de massa, e nunca nada percebemos do nucleo da bola, a energia que está no meio dos corpos materiais. Pois Jill, durante seu derrame cerebral, só podia ver e perceber o nucleo da bola, a energia e que se conecta a todos os outros nucleos de todos os outros corpos materiaos. Ela ficou sem a capacidade de perceber o mundo, a dimensão da galaxia.

Mas como ensina a Natureza, todos os dois extremos são errados. E isto nos confunde agora na cosmovisão da Matrix/DNA. A dimensão percebida pelo hemisfério esquerdo, mais a dimensão percebida pelo direito não contem a história tôda, ao contrário, apenas contem o indevido. Então tem que ter a domensão do equilibrio entre os extremos, e ainda, acima dela, a dimensão composta pelas informações que são geradas e ultrapassam as trees dimensões ao pjmnto de criar a identidade de sistema. Ou seja, deve existir ainda uma quarta dimensão e relativa ao estado de auto-consciencia, de auto-conhecimento de si como um todo composto de três estados ( por isso estou tendo uma repentina atração por alguem que falou e descreveu quatro dimensões nestes têrmos: Jung. E pessoas como Deepak Chopra, que apesar de tôdas suas aparentes baboseiras sôbre um hipotético mundo inundado por uma super-consciência, e nada saberem, mas corretamente intuirem, estão tocando nas fronteiras do mistério).

Na Matrix/DNA nós estamos dando alguns passos à frente quando detectamos técnicamente como a luz pura influencia a matéria diferentemente através
de suas diferentes vibrações compostas por frequencias e períodos. Estariamos chegando perto dessa possivel auto-consciencia ex-machine – que em nada se parece com nenhum tipo de deus de nenhuma das religiões existentes) – quando um quadro está nos sugerindo como uma fonte pode gerar eternamente ondas de luz que carregam o código que imprime dinamismo á matéria e em determinado ponto da evolução dessa matéria, imprime nela o código da vida. E o depoimento de Jill em tudo bateu com o quadro teórico que fizemos ainda há apenas quatro ou cinco meses atrás.

Mas isso tudo ao invés de nos trazer euforia nos deixa frustrados e impotentes pois estamos prevendo que vamos morrer sem provar nada e sem se certificar de nada, porque não temos o aparato sensorial necessario para tal. Sabemos que o cérebro humano não é mais apenas hemisfério direito e esquerdo, que tem evoluido uma terceira forma que parece ser a sintese das duas, denominado, cortex cerebral. Talvez ali esteja sendo desenvolvido o complexo sensorial final que nos levaria a perceber a segunda e a terceira dimensão. Esperar que nos leve à quarta e ultima dimensão seria demasiado, acho que essa só poderia vir quando, de alguma maneira, com nosso corpo fisico, conseguir-mos ultrapassar as fronteiras desse universo e observa-lo de fora.

Mas não temos como conseguir ativar o complexo sensorial do nosso hemisfério direito e ver a outra metade subterrãnea do mundo. O nosso ancestral “pecaminoso” não nos permite por dominar o nosso cérebro atual fazendo o seu oposto de prisioneiro e amordaçado, por isso nós retro-alimentamos a intenção do nosso ancestral tornando-a nossa intenção. Dê uma olhada na formula da Matrix n6este website e entenda o que estou querendo dizer. A face esquerda dela começa dentro da Função 1 onde um nucleo energético já está coberto por massa. A partir daí o corpo dela a crescer apenas agregando massa, passando pelas funções 2, 3 e chegando à quatro. Aqui, o ancestral galáctico chega na forma de pulsar, já cansado e moribindo como corpo de massa dominante e cheio de buracos (crateras de vulcões) já não consegue mais dominar e manter acorrentada seu aspecto energia, a qual começa a se extravasar na forma de magma vulcanico. A partir daí a energia toma conta na finção 5, torna-se estrela reluzente e continua a brilhar cada vez mais na Função 6, até tambem se esvair na * e tudo retornar ao utero reprodutor que é a funcão 1. Ora, como essa força, essa tendencia natural do sistema que nos criou em diferente ambiente, conseguiu manter-se dominante? Pelo sono. E aqui decobrimos porque e como o sono apareceu na natureza, justo sôbre os seres vivos. Quando o hemisfério esquerdo cansa-se e esgota sua energia que está em fluzxo circulante saindo de seu território para passar ao territótio direito, o hemisfério esquerdo segura as rédeas e o controle das finções fisicas do corpo, de maneira aitomatizada e solta a represa da energia que vai para o outro lado… porem nada pode fazer no sweentido de ativar e fazer expressar o complexo sensorial desse território porque o comando do corpo ficou em poder do esquerdo, o qual dorme tranquilamente por oito horas, até quando o fluxo de energia pasou pelo território direito e está às suas portas retornando a seu território.

Na minha técnica de meditação baseada em muitos aspectos inéditos da Matrix, principalmente tendo em mente a imagem da nova luz como a descobrimos, eu comecei a forçar a expressão do lado direito, mas, juro, tive que parar: comecei a sentir uma dor no coração parecendo que ia arrebentar alguma veia, que ia parar, e assim desconfio que foi a reação do esquerdo que se perecebeu ameaçado e ameaçou me matar se continuasse… Eu acho que estou definitivamentge inutilizado para o avanço dessa ponta de nossas pesquisas, mas que me mate…vou continuar de qualquer maneira este esforço.

Enfim, por ora, vou deixá-los com o vódeo para que o assistam, e oxalá encontre tempo ou alguma alma boa que possa traduzir para o portugu6es a incrivel palestra dessa formidável mulher! Que heroúna, que inteligencia, que capacidade cientifica, reacional… é uma gigante herouna que nos faz nos orgulhar-mos de ser-mos humanos. Imagine o quanto ela está informando a Humanidade para a nossa evolução, que salto gigantesco ela está nos ajudando a dar! E depois do vídeo o assinto ficará aberto para irmos acrescentandco itens sempre que algo novo realacionado ao tema aparecer. O que você acha disso tudo? E consegues imaginar o que se passaria na cabeça dêstes ateus fanaticos perante tal video? Ela nada fala de deus e religiões, mas ela revela uma nova dimensão que poderia ser interpretada como sobrenatural, apesar de que na teoria da Matrix isto tambem se encaixa e faz parte da Natureza.

xxx

xxx