Archive for setembro 23rd, 2012

Pareidolia: Auto-Análise Psicológica do Autor da Teoria da Matrix/DNA. Qual o Meu Teor de Pareidolia?

domingo, setembro 23rd, 2012

Tenho sido criticado como sendo mais um caso de “pareidolia”. Eu me defendo dizendo que todos os seres biológicos, com sua posição especifica como unico observador sutuado num ponto especifico do tempo/espaço, obrigatóriamente sofre de pareidolia, e a forma de medir a quantidade dessa dusfunção só pode ser  a quantidade de predições acertadas ou erradas do pareidólico. Ao expor o produto da minha pareidólia a continuos testes dce predictabilidade, estou eu mesmo medindo e tentando corrigir munha pareidolia. Pior é que poucos fazem isso e pagamos elevado preço em baixa qualidade de vida devido a pareidolia reunir pessoas em grupos que muitas vêzes estão no poder social. Mas posso estar errado e minha teoria totalmente errada, assim como a teoria da evolução ou da gravitação universal podem ser totalmente modificadas.  Apenas reais fatos naturais irão decidir isso.

Abaixo transcrevo um comentário de um interlocutor no vídeo do Youtube “Bill Nye: Creationism is Not Appropriate for Children”, e minha primeira resposta. Depois transcrevo a explicação de pareidolia pela Wikipedia mesmo porque é um recurso para memorizar este fenomeno, nunca esquecê-lo para estar sempre policiando minha Razão. Porem ressalto primeiro uma brilhante tese de Carl Sagan:

O físico Carl Sagan aventou uma explicação no livro O Mundo Assombrado pelos Demônios:

Os humanos, como outros primatas, são um bando gregário. Gostamos da companhia uns dos outros. Somos mamíferos, e o cuidado dos pais com o filho é essencial para a continuação das linhas hereditárias. Os pais sorriem para a criança, a criança retribui o sorriso, e com isso se forja ou se fortalece um laço. Assim que o bebê consegue ver, ele reconhece faces, e sabemos agora que essa habilidade está instalada permanentemente em nossos cérebros. Os bebês que há 1 milhão de anos eram incapazes de reconhecer um rosto retribuíam menos sorrisos, eram menos inclinados a conquistar o coração dos pais e tinham menos chance de sobreviver. Nos dias de hoje, quase todos os bebês identificam rapidamente uma face humana e respondem com um sorriso bobo.Como um efeito colateral inadvertido, o mecanismo de reconhecimento de padrões em nossos cérebros é tão eficiente em descobrir uma face em meio a muitos outros pormenores que às vezes vemos faces onde não existe alguma. Reunimos pedaços desconectados de luz e sombra, e inconscientemente tentamos ver uma face.

XXX

Post no Yotube:

I’ve seen your website, which is why I say that you don’t have a theory, but an overactive case of pareidolia. You see two things that strike you as similar, and you throw it in without worrying about facts or even making sense.

I am trying to help you by telling you that none of this will ever make a difference. Nobody will care, nobody will pay attention, because nothing you write has any basis in biological or cosmological fact. You should spend your time doing something more productive.

Nullifidian in reply to TheMatrixDNA (Show the comment) 2 minutes ago

But…all biological beings has pareidolia! What do you think “evolution” is? Who can guarantee that we aren’t watching an ex-machine process of reproduction through steps that “seems” evolution? Worst: blind evolution, random Natural Selection ? An obsession with an idea feeded by repetition of parameters which becomes truth in the mind of an observer, despite the supreme advice that nobody can know the truth of a system standing inside it. How do you explain the predictability of Matrix/DNA?

TheMatrixDNA in reply to Nullifidian 1 second ago