Archive for dezembro 5th, 2012

Porque nenhum animal tem rodas como pés? Veja vídeo e explicação da Matrix/DNA

quarta-feira, dezembro 5th, 2012
Youtube:

Why Don’t Any Animals Have Wheels?

http://www.youtube.com/watch?v=sAGEOKAG0zw

There are no animals with wheels because nature has no previous information for, while information for all kinds of animals locomotion were existing since 10 billions years ago, in the sky. The cellular flagellum is the result of several old mechanisms put altogether into new arrangement. You can see these mechanisms working in our galaxy, exactly where each part came from in this picture:

The Cellular ATP Motor came from the Galaxies’ Rotational Motor?! – Google it

TheMatrixDNA 1 second ago

É Natal…

quarta-feira, dezembro 5th, 2012
Click na imagem,… e sonhe,… não é pecado sonhar…  É Natal… é Natal… Ping ling down…é natal…é natal… pong long ding…É Natal... é Natal... Ping ling down...é natal...é natal... pong long ding...

É Natal... é Natal... Ping ling down...é natal...é natal... pong long ding...

Sentindo-se Mal na Sociedade, Querendo algo Nôvo, Diferente? Que tal isto?

quarta-feira, dezembro 5th, 2012

Interessante post no facebook e nossa sugestão:

Link: (click) Liberte-se do Sistema


‎”Nós bebemos muito, fumamos muito, gastamos sem consciência, rimos pouco, dirigimos muito rápido, ficamos muito brabos, ficamos acordados até tarde, acordamos muito cansados, lemos pouco e assistimos muita TV.
Aumentamos as nossas posses, mas diminuímos os nossos valores.
Falamos muito, pensamos pouco. Aprendemos à sobreviver bem, mas não à viver bem.
Adicionamos anos a vida, mas não vida aos anos.
– George Carlin (1937 – 2008)

A Cosmovisão da Matrix/DNA diz:

Vivo entre New York e selva amazônica, tremendo contraste, que me tem levado a interessantes pensamentos. Isto me levou à uma visão do mundo que nunca ninguem têve igual, que está num website, A Universal Matrix/DNA dos Sistemas Naturais e Ciclos Vitais. O que está acontecendo conosco é evidencia de que caímos nas engrenagens de uma máquina não-natural, não-boplógica, e porque? Fomos criados por uma biosfera caótica cujo caos é o resultado da entropia atacando o sistema astronomico ao qual a terra pertence. Este sistema é mecânico, descrito pela mecânica Newtoniana e suas particulas aqui tendem a reproduzi-lo, de maneira que a biosfera será uma máquina e nós, meras peças. O sistema social é mera projeção do sistema criador, que é fechado em si mesmo, como extrema expressão do egoísmo, do qual herdamos o selfish gene. Tudo nos conduz a um sistema tipo Admiravel Mundo Novo sob a rainha grande Mother, como são as sociedades de abelhas e formigas. Mas temos uma oportunidade de escapar deste destino e manter a mente livre para evoluir pelo Cosmos, porque o Universo é composto de hardware e software, e o software (alma universal) está tambem aqui disponivel como está o hardware astronomico. É preciso procurar ter consciencia das nossas origens, da nossa situação para planejar-mos um melhor destino. A Matrix/DNA nasceu na selva amazônica, fora do sistema, talvez seja essa alma universal tentando nos salvar.

Não existe uma teoria aceitável sôbre a formação do Sistema Solar: Falhas da Teoria Nebular

quarta-feira, dezembro 5th, 2012

Baseado no artigo ( from Creation Ministries International) :

Solar system origin: Nebular hypothesis

by Jonathan Sarfati

creation.­com/­nebular-­hypothesis

Sistema Solar Como era no Inicio

Sistema Solar Como era no Inicio

Sistema Solar Como É Hoje

Sistema Solar Como É Hoje

O artigo é tendencioso – feito por quem tem prévias intenções de defender a fé no criacionismo – portanto não é Ciência Pura. Mas seus argumentos são racionais e baseados em aparente evidências, e arrola vários documentos na lista final, de astronomos profissionais. Preciso agora procurar o contrta-artigo, feito poe defensores da teoria nebular, comentando cada argumento dêste artigo.

O assunto interessa à Matrix/DNA – apesar de que consideramos origens cosmológicas um assunto de relevancia secindária porque estamos mais dedicados a procurar soluções aqui e agora – porque a anatomia comparada nos forçou a calcular modêlos cosmológicos para entender processos e mecanismos naturais atuantes aqui e agora. A contra gôsto tive que desviar tempo da observação da atmo-biosfera na selva amazônica e levantar mais a cabeça e os olhos para fitar a exuberante noite estrelada só possível de ser vista através do ar límpido da selva, pois os principios das fôrças que tentava entender vinham de lá tambem. Mas foi graças a esta obrigação que cheguei á fórmula de sistema natural fechado perfeito e agora tenho que continuar essa busca de conhecimento destas origens longinquas para saber se a fórmula realmente existe ou não.

A formação do sistema solar ainda é um problema não-resolvido pela Matrix/DNA que sugere um modêlo racional para formação de sistemas estelares. Então porque o solar é um problema? Porque a fórmula sugere que existem dois métodos para formação de galaxias e/ou sistemas estelares, assim como há dois métodos para formação de sistemas celulares. Existiu o primeiro método que foi aplicado na formação da primeira célula original e existe o segundo método que é a mera replicação das células existentes. Então não sei se o sistema solar ainda é reultado do primeiro método ou do segundo. Vale lembrar que sistemas estelares, em relação à galaxias, correpondem a átomos, em relação à células. Então quando tiver tempo vou voltar à Teoria da Matrix/DNA na parte em que ela diz: uma nebulosa é composta de átomos, átomos são os mais influentes elementos numa nebulosa disforme, é o mais evoluido design de sistema, portanto, se essa nebulosa for dirigida a se tornar um sistema ela mesma, o design atômico modelará sua formação e o resultado final será o design atômico com mutações devido ao novo ambiente de formação e estas mutações delinearão um sistema que seja àza imagem e semlhança do design atômico. Então para calcular como uma nebulosa oriunda da morte de uma estrela anterior, mesmo que ela continha seu sistema planetario, formou outro sistema estelar, devemos nos basear em como é formado um sistema atômico. parece muito diferente, mas pela lógica, não dever ser tanto.