Archive for janeiro 6th, 2013

Buracos Negros: Cientista Contra a Teoria da Existência de Buracos Negros

domingo, janeiro 6th, 2013

Este tema não foi lido/pesquisado. Começar pelo Youtube onde tem video e links para os papers.

http://www.youtube.com/watch?v=fsWKlNfQwJU

Interview – Proof That the Black Hole Has No Basis in GeneralRelativity or Newtonian Gravitation and Therefore Does Not Exist

http://vixra.org/pdf/1212.0010v1.pdf

Sol: Atual Conhecimento da sua Composição Química – Pela Ciência Oficial

domingo, janeiro 6th, 2013

The Chemical Composition of the Sun
Annual Review of Astronomy and Astrophysics

Vol. 47: 481-522 (Volume publication date September 2009)
DOI: 10.1146/annurev.astro.46.060407.145222

http://www.annualreviews.org/doi/abs/10.1146/annurev.astro.46.060407.145222

In this review, we evaluate the current understanding of the solar photospheric composition.

Estamos saindo da Era Industrial. Saiba como se preparar e vencer na Era do Conhecimento – Desafios Contemporaneos – M. Cavalcanti

domingo, janeiro 6th, 2013

Rever este video e terminar este artigo

http://www.cpflcultura.com.br/2009/12/01/integra-desafios-contemporaneos-o-trabalho-marcos-cavalcanti/

Tópicos:

1) Visão Cartesiana ( método reducionista, divisão entre quem faz e quem pensa) e visão sistêmica ( mesmo quem daz o detalhe deve pensar o todo). Tanto empresas como individuos deven perder o mêdo de ver a complexidade do todo;

) Fomos educados para viver na Era Industrial mas já estamos vivendo na Era do Conhecimento. Para o Brasil dar o salto do atual estágio rural direto para a Era do Conhecimento tem que levar a educação para todos. Exemplo da Coréia do Sul.

) Filme: Pro Dia Nascer Feliz. Depoimento de uma menina;

Primeira constatação: O estudante chega da escola e com um branco na cabeça sem estar motivado a fazer nada, apenas passar o tempo tedioso de alguma maneira. Cada aula devia ser voltada a fazer do aluno um enorme motivado a fazer alguma coisa, como uma pesquisa, uma experiencia.

Segunda constatação: O estudante se sente separado do mundo, isolado, algemado. É a sua mente que está aprisionada dentro da caixa craniana. É a sua mente que est;a querendo ser libertada para viver um mundo mentalizado, e não o mundo materializado, animalesco.

Terceira constatação: o simples fato da escola criar um franzine e convidando alunos a participar mudou a vontade da estudante de se suicidar para a vontade de viver;n ( Devo explorar isso com a matrix, reforçar como cada pessoa é um gene com uma missão unica.

1) Enquanto trabalha numa linha de montagem o individuo tem que deixar o cérebro em casa. Se aperta parafusos e a mente pensar em algo fora da linha de montagem, vai-se errar o trabalho e perder o emprêgo. Então a era industrial era a exclusiva expressão da genética recebida de LUCA, o ser humano estava se tornando uma máquina. Com a Era do Conhecimento os países mais evoluidos escaparam desse destino. Qual foi a força libertadora?

Mas se os países evoluidos escaparam, a Humanidade não, pior ainda, entrou mais fundo naquele destino. Pois o trabalho industrial foi transferido para a Asia e terceiro mundo em geral, ou seja, para maior numero de humanos do que existia antes. Portanto, em têrmos de Humanidade continua crescendo a força do destino emanada por LUCA. A salvação seria o trabalho na China ser feito pela robótica porem que os meios de produção, os robots, pertencessem à sociedade igualitaria, senão, como iria sobreviver os substituidos no trabalho?

Se na era industrial as empresas exigiam que o trabalhador deixasse o cérebro em casa, na Era do Conhecimento as empresas exigem que o trabalhador traga o cérebro para o trabalho. A tecnologia não dá mais poder às empresas porque todas podem compra-la. A tecnologia iguala as empresas. Agora a empresa mais lucrativa será a que possuir mais pessoas cristivas.

2) Mas que tipo de conhecimento vai dar poder e riqueza a um individuo ou nação? O conhecimento da Biblia? O conhecimento teórico da politica, da economia? Penso que não. É o conhecimento da operação da tecnologia. É saber eletronica na pratica, ser capaz de fazer ou consertar uma tevê, um radar. Um “Magaiver” da vida.

3) Muda o hábito da competição para o hávito do compartilhamento. Isto significa que se sai do reino animal e se inventa um novo reino, exclusivamente humano, diferenciando-o de todos os ancestrais animais.

4) Kent Robson ?

5) O bom professor: “Eu não vim para explicar, eu vim para confundir” – Devo usar mais isso na informação da Matrix/DNA. Como é  que a matéria burra da Terra inventou a boca? ( Depois mostrar como é que a galaxia já tinha boca. Mas é preciso antes levar o ouvinte a se interessar pelo que ele nunca pensou antes.

6 ) Internet muda o sistema de comunicação de ” um para muitos” para “muitos para muitos”. Isto leva à “inteligência coletiva”

7) As curas das atuais grandes doenças vão vir de uma rede de pesquisadores conectados, ao invés de um pesquisador isolado aplicando um unico método.

8) Produzir comhecimento e compartilha-lo, dando-o de graça, gera mais lucro que uma empresa produzindo pordutos em busca de lucro. A Trobás e a Vale valem 100 milhões cada uma, mas o Google que nada vende, vale sozinha 200 milhões. E não tem uma máquina, um caminhão. O Wikipedia é a mesma coisa. Agora, não se entende ainda o que está acontecendo, no que isso vai dar. Preciso usar a Matrix/DNA para pensar nisso.

Célula: Retículo Endoplasmatico – O Horizonte de Eventos – Pela Matrix/DNA

domingo, janeiro 6th, 2013
Compartmentalization of Endoplasmic Reticulum QualityControl and ER-Associated Degradation Factors

http://online.liebertpub.com/doi/pdf/10.1089/dna.2012.1889

Recent studies are delineating a detailed picture of the architecture and function of the endoplasmic reticulum (ER) and the early secretory pathway, showing the existence of dynamic compartmentalization of ER quality control and ER-associated degradation (ERAD) factors. The compartmentalization is regulated by ER protein load and in turn regulates protein processing and cell fate. This compartmentalization is intimately linked to the protein quality control processes, protein disposal through ERAD, the unfolded protein response, and the initiation of apoptosis. It includes novel compartments, the ER-derived quality control compartment (ERQC), vesicles implicated in “ERAD-tuning,” and the mitochondria-associated membranes (MAMs)

Luz das Estrêlas…Realmente Piscam? Ver artigo e sugestão da Matrix/DNA.

domingo, janeiro 6th, 2013

Hype Science

http://hypescience.com/por-que-as-estrelas-piscam/comment-page-1/#comment-242451

Por que as estrelas “piscam”?

Ler o artigo acima  ( assunto registrado para pesquisas) no qual postei o seguinte comentário:

Seu comentário está aguardando a moderação.

Êste assunto merece atenção, ao menos por nós da Matrix/DNA Theory, que estamos muito interessados no estudo da luz depois que nossos modêlos sugeriram que ondas de luz contem a fôrça dos ciclos vitais. Para que Cunningham concluísse que esta luz só pisca dentro da atmosfera terrestre êle deve ter informações de que algum observatório alem da atmosfera não captou o pisca-pisca,  certo?  Eu não entendo o que o desvio da luz tem a ver com piscagem, acho que são duas coisas totalmente diferentes. Por outro lado, penso que tôda a luz é produzida por uma fonte na forma de onda. Se essa fonte está estabelecida em algum campo vibratório, o qual consiste em vibrações separadas entre si,  essa fonte não vai emitir apenas uma onda que continua pela eternidade,  ela vai emitir ondas separadas entre si.  E isso seria um pisca-pisca. Afinal, não está a quantica descobrindo que tôda a matéria está assentada num campo vibratório que parece emergir do nada?

O fato de que um observatório alem da atmosfera terrestre não capte o pisca-pisca seria explicado que,  para êle, a luz universal e constante emitida pelo Big Bang ( essa sim, uma onda apenas,  que ainda está se expandindo e levando consigo o Universo),  se expresse mais fortemente que a luz menos potente de estrêlas. Enfim, estamos ainda engatinhando nessa matéria…, mas a redação tem algum comentário?