Archive for janeiro 26th, 2013

A Matrix/DNA Criticando o Sistema Social Global e Apresentando Proposta de um Sistema Separado

sábado, janeiro 26th, 2013
Eike Batista

Eike Batista

Vamos aqui discutir as diferenças entre a visão de mundo de alguns lideres atuais como Eike Batista, e a visão da Matrix/DNA. Mas antes é preciso, para os que desconhecem o autor que aqui se apresenta como defensor da Matrix/DNA, explicar algo.

A conclusão que extraio quando analizo os modêlos teóricos da Matrix/DNA, da sua versão da História Natural Universal, é a base da minha crença no que significa nossa existencia aqui e agora e o que o mundo quer de nós para nos aceitar e até ser amigável a nós. Para que sejamos boas e uteis “bactérias” no corpo do Universo e ele nos responda a pergunta que Einstein levou ao tumulo: ” será o Universo amigável a nós?”  Porque se não for… nada adianta nossos esforços, nada adianta seus apêlos a seus deuses, a Natureza um dia vai, naturalmente, nos expulsar e eliminar. Como seu corpo faz com as bactérias que se tornam daninhas que o habitam.

E qual o sentido existencial que a Natureza está aplicando a nós aqui e agora? Sabemos que a Sua ultima evolucionaria e mais sofisticada obra aqui e agora é esse novo sistema que emergiu ainda apenas há alguns minutos nos tempos astronomicos dela: a auto-consciência. E então nos lembramos que temos aqui mesmo, às nossas vistas, como ela gera uma auto-consciencia individual: na embriogenese humana, ela desenvolve um cérebro e a identidade desse cérebro começa a despertar nos sete ou oito meses, e depois do embrião nascido, ela acelera o desenvolvimento final desse cérebro duas vêzes mais rapido do que faz com nossos ancestrais primatas.

Sabemos tambem que esse novo sistema natural denominado auto-consciencia não é constituido de alguma substancia conhecida cientificamente e como bebê ainda, ela tambem não sabe do que é feita nem qual a forma de seu “corpo”, sabemos que ela não pode ver o mundo na dimensão de sua substancia, portanto se conclui que o baby recem-nascido ainda não abriu seus próprios olhos de ver. Essa presença de substancia desconhecida é percebida por nós através de uma força que ela emite e que influi e até dirige a matéria do nosso corpo, as nossas mãos e pernas em seus atos, e usando êste corpo, ela influencia e até muda o ambiente externo. E os modêlos da Matrix/DNA, quando apontam na direção das regiões e tempos alem das fronteiras dêste Universo perceptivel, sugere que o significado da existencia do Universo é a de servir como um ovo cósmico onde está se realizando um processo de reprodução genética do “seja-lá-o-que- for” que gerou êste Universo começando com um Big Bang, da mesma forma que o seu corpo começou no momento da explosão do invólucro de um espermatozóide dentro de um óvulo. Tudo isso nos leva a concluir que o “seja-lá-o-que-for” sendo aqui reproduzido é auto-consciente, possui esta substancia, e isto é o que nos diferencia dos ancestrais animais, pois somos genes construindo a parte final superior nessa reprodução, que no final, deverá nos reunir com todas as outras formas de vida auto-conscientes que existam no inteiro Universo num só “bebê” a nascer para aquelas regiões e tempos alem destas fronteiras.

Então a conclusão minha, é de que a Natureza aqui agora está investindo na evolução, no desenvolvimento do cérebro humano, para ser o suporte ideal para a quando a auto-consciencia abrir seus olhos próprios. A constatação de que houve um vertiginoso aceleramento das ciencias e tecnologias humana no ultimo século nos leva a supor que estamos naquela fase em que o cérebro humano recem-nascido acelera seu desenvolvimento. Portanto a Natureza está fazendo a nivel macro o que vemos ela fazendo aqui a nivel micro. E no nivel micro sabemos o que pode acontecer a um recem-nascido; desde ser devorado por uns predadores, ser escravizado por outros, ser desapropriado dos recursos naturais necessarios a seu crescimento e adoecer, até os bem-nascidos sob todos os cuidados dos pais adultos, quando possuem poderes para tal.

Então o que deve fazer cada ser humano que “entende” o mundo desta maneira? Ora: lutar com todas suas fôrças para tentar ser os adultos poderosos que possam cuidar, nutrir, proteger, eliminar obstaculos, de todos os cérebros humanos. Sem excessão!

A mesma Matrix/DNA sugere que nossa condição existencial nascida numa biosfera caótica deve-se a erros de nós mesmos quando ainda não tinhamos desperto nossa auto-consciencia e habitavamos atomos e galaxias, deixamo-nos vencer pelas tendencias termo-dinamicas da matéria e construimos paraisos errados baseados no extremo egoismo, de onde gherdamos o gene egoista. Sugere que o mecanismo natural para corrigir tais desvios seja aquele medido pela entropia que leva à fragmentação do sistema em suas particulas fundamentais, cada particula contendo uma particula do erro total, para que assim cada particula sinta o peso do erro total ativado em suas semelhantes, aprenda a detestar o erro total e a desejar seu oposto, o acêrto total. A Matrix/DNA só consegue ir até a ultima fronteira do Universo perceptivel a nossos sentidos, ela não nos mostra o que existe alem. Por isso não sabemos se esse mecanismo é acionado automaticamente (na Fisica conhecido como A Lei de Clausius) ou é ativado por alguma medicina ou cirurgia cesariana admnistrada pelo “seja-lá-o- que-for” que está fora desse “ovo” no papel de pai/mãe. Parece-nos não deve ser possivel a ele/ela entrar aqui dentro. A não ser que a substancia penetre tudo, mas os horrores que temos visto aqui pelos quais nós, os genes, temos sido torturados, desaconselham essa hipótese. Mas o simples fato de notar que somos nós mesmos que fazemos nossa História, conscientemente ou não, sugere que realmente temos e, ao menos a nivel cósmico, o livre-arbitrio, e a Natureza o respeita. Mas se saímos fora de sua sincronia, se dançamos diferente do ritmo de sua orquestra… somos expulsos do salão, e caímos nas celas de retreinamento. Por isso temos que tentar acertar dessa vez, não repetir o êrro das galaxias que pararam no tempo e decaem até se desfazerem, e se re-erguem a duras penas como sistemas biológicos. Nada outra vez dessa história de Adão e Eva expulsos e seus herdeiros condenados a se arrastarem e suarem para obter o alimento, reiniaciando na forma de microorganismos.

Então temos que lutar e trabalhar duro para nos proteger e evoluir-mos em conjunto. Temos que libertar todo cérebro humano que está aprisionado, algemado, amordaçado, dentro de fabricas, de territórios religiosos, seja onde for. A ultima criança seja branca, negra, indigena, no mais esquecido rincão do planeta, deve ser por n;os recolhida em nosso bra;cos, nutrida, protegida, e libertada no lugar onde ela possa desenvolver seu cérebro pelo processo de conhecer a real Natureza, trazendo a totalidade da natureza para dentro do cérebro, pois é assim que a auto-consciencia humana individual vai se tornar a auto-conciencia universal e poder abrir seus olhos. Cada ser humano tem em si uma cópia da Matrix/DNA universal, uma cópia onde um detalhe difere de todas as outras cópias: é o detalhe que expressa uma fração do erro ancestral. Cada ser humano é uma mensagem, unica, especifica, intransferivel, como é cada gene. Mas nossos genes constroem corpos carnais e nós somos genes de um corpo composto de substancia da auto-consciencia extra-universal. Não temos que repetir o que os genes de nossos pais fizeram porque tinham a tendencia a fazê-lo, temos que forçar nossa interna mudança de tendencias, temos que nos adaptar à nossa nova função. Não pode continuar esse estado de frações erradas em conflito com suas semelhantes representando as outras fraçoes do mesmo erro.  Seria burrice errar o mesmo erro duas vezes, acionando novamente a Lei de Clausius contra nós mesmos ( ou exigindo nova intervenção da medicina do alem).

Mas o ser humano que entender o mundo dessa maneira imediatamente sente um desconforto: não dá para fazer isso no jeito que está construída essa civilização, em qualquer dos sistemas sociais existentes. Seriamos massacrados como foi Jesus Cristo pelos que não entendem dessa forma.

E, realmente, tem razão, essa é a realidade, é desconcertante, é deprimente. Mas antes de qualquer conclusão final, antes de decidir desistir dce tudo e deixar acontecer, ou radicalizar e apelar a violências, temos que lembrar o seguinte. Quem disse que esta é a realidade? Nós? Quem disse esta História Natural, quem prova a existencia da Matrix/DNA, dessa história de substancia auto-consciente, deuses/pais extra-universais, etc. e etc.? Por enquanto apenas este autor, baseando-se em modelos teóricos, e pior, baseando-se na sua interpretação da leitura dos mapas. Tudo isso leva á conclusão lógica que não é racional pautar nossa existencia em cima dessa visão. Talvez outra pessoa que porventura aprendesse tudo o que aprendí em 30 anos estudando estes modelos, ao analizar os mapas venha com outrainterpretação diferente. Se temos pais/mães gravidos nos carregando no ventre em outras dimensões, eles não entram no próprio ventre e vem aqui nos mostrar o que é certo ou errado. Deus me livre de mentir aos cegos da minha espécie dizendo que sou o unico com olhos abertos e aproveitando que eles não podem ver e constatar a mentira. Deus me livre de ser eleito o condutor deles, pois cego como sou posso levar todos a cair no primeiro abismo do caminho.

O que fazer então? Por outro lado não temos provas que essa versão do mundo esteja errada e estamos vendo que 95% dos cérebros humanos estão numa situação que contraria os designios da Natureza se esta for uma versão mais próxima da Verdade. O que nos causa o disconforto oposto: não podemos cruzar os braços e deixar continuar a acontecer o que está acontecendo. Temos que encontrar uma maneira de atuar. Afinal, mesmo que estejamos totalmente errados, a atitude de tomar cada criança nos braços e tentar construir um lar para elas segundo nossos modêlos, me parece que só pode ser beneficial à Humanidade. Mesmo que erramos nos conceitos gerais, acertamos nos meios empregados.

Existe uma comunidade dentro dos Estados Unidos, conhecida por todos aqui, pela CIA, FBI, elite economica, formada por judeus, que vive totalmente separada do pais no tempo e espaço. Extremamente adeptos da religião judaica, não têm televisão, carros, as mulheres andam com roupões, etc. E isso nos dá uma idéia: é possivel construir uma comunidade com um sistema social diferente e conviver, ser aceita, dentro de uma nação. Claro, isto é possivel dentro desta Grande América. Desde que não invadam os espaços dos vizinhos, paguem suas taxas, não perturbem publicamente com pregações barulhentas…  Mas vamos supor que essa comunidade de repente começasse a apresentar uma tecnologia diferente e poderosa, algo como os veiculos dos Jetsons, medicina curadora das grandes doenças, etc.  Claro, o govêrno do país iria alterar seu tratamento à comunidade. Seria vista como uma ameaça. As industrias farmacêuticas, automotivas, os cartéis do petróleo, etc., iriam contra-atacar, violentamente. Seria impossivel à comunidade usar sua tecnologia e Ciência dentro do seu espaço. E seria inapropriado a essa comunidade transferir essa tecnologia para um mundo externo que fazendo tudo errado… segundo suas crenças. Continua o impasse, porem houve um avanço. Os modêlos da Matrix/DNA estão sugerindo uma super-ciência com uma super-tecnologia, mas esta sugestão é o suicidio da Matrix antes dela nascer, a menos a nivel social humano. A comunidade da Matrix/DNA tem espaço para se criar e existir, desde que, ou esqueça sua ciência, ou a pratique fora da comunidade. Resumindo, ela só pode iniciar e se manter como comunidade diferente apenas resumindo-se a não imitar o que ela acha de errado na sociedade externa.

O sonho seria ajudar a todos, com uma super nova tecnologia. Nossa comunidade diferente entregaria de mão beijada nossa tecnologia para a sociedade externa. O circuito sistemico automatico auto-reciclavel substituiria todo trabalho humano escravo. A sociedade externa prestaria atenção a nós como o modêlo que deu mais certo e poderia se aproximar imitando nosso modêlo. Aos poucos as coisas iriam se ajeitando. Mas os mesmos modêlos da matrix/DNA sugerem que a maioria dos humanos ainda tem o intelecto dominado pela face negra da matrix, aquela que nosx levou à queda no passado. Que os viciados jogadores nos cassinos das bolsas e que dominam a sociedade externa iriam se apoderar dessa tecnologia e os 95% ficaria sem emprego. Veriamos nossos semelhantes na maior miséria ainda.

Mas eu particularmente preferí deixar os confortos numa metropole como escravo voluntario e fui enfrentar o inferno na selva para conquistar a minha liberdade. E mesmo quando ardia em febre pela malaria vendo a morte chegar, eu sorria. Era livre! E sem o saber na época, meu cérebro estava em sintonia com os designios da Natureza. Ela me murmurou nos ouvidos essa versão da História Universal… ou meu sub-consciente livre criou uma fantasia que o faz feliz. Pensando nisso, finalmente me canso de tasntos senões, de tantos detalhes, de mais buscas e me decido: seja lá o que o destino quiser. Vou lutar para construir essa comunidade, ela vai desenvolver essa tecnologia, vai repassa-la gratuitamente à sociedade externa… e vejamos o que acontece. Acho que pior do que está não poderá ser. Nesta hora que estou aquim escrevendo, 95% dos cérebros humanos estão entorpecidos trabalhando como escravos. Outros aprendendo versões erradas do mundo nas escolas.

Então vamos iniciar tendo por base êste vídeo e os comentários que postei no Youtube:

EIKE BATISTA NO RODAVIVA – BLOCOS DE 1 A 4

http://www.youtube.com/watch?v=0OrYziUQ5ic

Comentário da Matrix/DNA:

TheMatrixDNA

TheMatrixDNA 3 hours ago

Agora essa fera será “boa” para o Brasil? Sim, ele tem projetos para trazer dinheiro da China. Mas será isso bom para a Humanidade e mesmo para o Brasil a longo prazo? Não. O dinheiro da China não aparece por magica. É produto do trabalho escravo barato que está condenando bilhões a atrofiarem seus cérebros dentro de fabricas 60 horas semanais. Você se sente bem como brasileiro participando dos despojos daqueles escravos? Você vai mandar soja e ferro para o sistema alimenta-los e fazer armas?

·  in reply to TheMatrixDNA (Show the comment)

TheMatrixDNA 3 hours ago

Como um “pó de arroz” da cidade pode ser dono de jazidas na selva amazônica se para descobri-las e trabalha-las é preciso entrar na selva como mateiro, enfrentar o inferno, cavar onde é promissor, passar o cascalho na bateia e ver quanto fagulha?! Por isso ele não pegou malária e eu peguei os dois tipos, falciparum e vivax. Batista imitou a fera predadora que fica espraiando na colina assistindo a ovelha e desce para comê-la quando engorda. E a fera não quer repartir nada, é tudo dela: selvagem

reply to TheMatrixDNA (Show the comment)

TheMatrixDNA

TheMatrixDNA 3 hours ago

Como garimpeiro, prefeito e construtor de obras sociais na Amazônia que não podia trabalhar devido a gula dêstes predadores parasitas engravatados do Brasil ( na Serra Pelada e outros garimpos fomos atacados por eles usando a máquina policial do Estado para nos tomar o garimpo) sei que executivos da Vale conhecem jazidas e podem dar seu jeito de criminosamente passar estes segredos para familiares e outros. Quero aqui discutir duas visões de mundo: a do Batista e a minha. Isso é seu destino!

TheMatrixDNA 3 hours ago

Foi determinado?! Por quem?! Por algo supernatural? Ou pela Seleção Natural? Ou você tem uma terceira alternativa que desconheço? Pois se foi por algum Deus ou outra fôrça supernatural, este Deus é meu inimigo, é racista, escravagista, etc., Um Deus jamais poderia dar melhor condição a um filho que a outro. Se foi pela Seleção Natural feita dentro da Evolução essa é uma fôrça que atuou soberanano mundo selvagem animal, mas que humanos não podem deixa-la aturar na sociedade humana não-animal.

·  in reply to Yrlan Silva (Show the comment)