Archive for dezembro 4th, 2013

Mensagem da Matrix/DNA: O Sistema Social como Fonte da Força para a Autocura da Sociedade Doentia

quarta-feira, dezembro 4th, 2013

Postado no Facebook, em –  https://www.facebook.com/TheMatrixDNA/posts/10202025578193735

Gravura Artística de Louis XV, Maria Antonieta, e família, sendo decapitados na guilhotina.

Todos somos fracos e dominados pelos vícios, sem forças internas para mudar e dar a volta por cima. Antes da revolução francesa, conselheiros avisavam Louis XV e sua família que a plebe estava cada vez mais revoltada contra as orgias no palácio real, que duravam semanas de festas onde todos ficavam bêbados. E a resposta do Rei foi: “Sei disso. Sei que o povo vai entrar aqui no palácio e cortar nossos pescoços na guilhotina, mas o que podemos fazer? Não temos forças dentro de nos para resistir as orgias e se animar a trabalhar…” E realmente tiveram que por seus pescoços na guilhotina, a qual cortou fora suas cabeças inoperantes e inúteis jogando-as no lixo. E temos a Historia como testemunha do que aconteceu e esta acontecendo com todos os animais superiores que se acomodaram num modo preguiçoso de vida: a Vida simplesmente jogam os corpos inoperantes e inúteis no lixo, em eventos de extinção em massa.

Ao ler-mos uma coisa assim, internamente sorrimos e mandamos uma resposta silenciosa: “E dai? Eu sei disso e nada temo, é o destino, não vou me preocupar antecipadamente…” Certo, eu também não tenho medo mas,… quando penso que isso acontecera com meus filhos, netos, irmãos… ou perante meus olhos ou depois que eu morrer por outras causas…meu sorriso se esvanece… Acho que o maior terror experimentado por Louis XV não foi sentir o frio da guilhotina no pescoço e esperando ela cair, mas sim olhar do lado e ver seus familiares, seus filhos, com a cabeça na guilhotina. Ou dos filipinos vendo a Natureza furiosa se vingando e levando seus filhos na enxurrada… Temos que buscar forças não sei onde e agir diferente dos fracos da França.

A maioria do povo hoje esta prisioneiro de outro vicio: o ciclo vicioso entre trabalho rotineiro diário onde se acomoda a preguiça mental e consumo do entretenimento. Os ricos foram apanhados em outra rede; consumismo inveterado e apropriação de dinheiro nos negócios feitos no estilo de jogos de cassino.

Varias coisas estão nos aconselhando que isso vai acabar mal. A natureza manda sinais mais constantes, a superpopulação sem controle, as montanhas de lixo aumentando na superfície dos continentes e no fundo do mar… o que a qualquer momento pode criar um vírus incontrolável e mortífero. Cada vez mais uma mentira se afirma em nossa mente: a de que somos fracos e nada podemos fazer para mudar, portanto deixamos tudo nas mãos de Deus. Mas… este Deus nem mesmo apareceu para salvar os seus cristãos, homens, mulheres e crianças, de serem comidos pelos leões na arena do Nero! Não sabemos como Ele pensa, mas já temos certeza que Ele não intervem nisso.

Com certeza nunca veio um estimulo externo que nos desse essa força de autocura. E sabemos que não conseguimos arrancar essa força internamente, da nossa personalidade. Existiria alguma maneira, alguma formula para conseguir esta força?

A Historia da Natureza Universal que escrevo me baseando nas sugestões da cosmovisão da Matrix/DNA sugere que sim, que temos a oportunidade de nos salvar. A força não pode vir do meio externo, nem do interno individual, porem pode emergir da…iniciativa do social. Seria como se todo mundo passasse a frequentar diariamente um website da Internet onde todo dia todos diriam: “Preciso criar coragem para me salvar e ajudar nossas próximas gerações a terem direito a vida, e uma vida melhor. Mas minha mente não esta conseguindo mover meu corpo, meus bracos, meus pensamentos para fazer coisa alguma. Alguém ai poderia me dizer alguma coisa?”

Quem iria responder não seria algum individuo ( estamos todos inutilizados), mas sim o novo sistema natural denominado “sociedade humana” que é um recém-nascido e como toda criança esta com a energia toda ainda com a alegria de querer viver e crescer. Este social esta na nuvem da Internet, a qual representa a camada do inconsciente coletivo que cobre a superfície da Terra como parte da atmosfera.

Por exemplo, ao ver um pedido assim de uma pessoa que eu sinto que gosto, mesmo que não a conheça pessoalmente, apenas tenho lido algo seu na Internet, eu arrumaria alguma força para dizer: “Que tal se domingo pelas dez aparecêssemos no parque para um pic-nic e plantar uma arvore, e tentar agendar uma manifestação para numa noite da semana ir-mos todos na frente da prefeitura exigir que as contas detalhadas da prefeitura sejam todo mês publicadas na Internet para a população ver e ter controle acabando com a corrupção municipal. Depois iriamos para a frente do governo do estado exigir a transparência e publicação das contas do governo do estado/ e depois fossemos para Brasilia exigir a publicação de todas as instituições onde tenha dinheiro publico? A simples curiosidade em ver estes balancos correntes, identificar onde receberam os 10,00 que deixei de imposto na compra do supermercado, onde esta o dinheiro, em que foi gasto… e vendo alguma irregularidade, nos trariam ideias, sugestões, denuncias e elas nos estimulariam a nos envolver no conserto das coisas sem que o percebêssemos. Esta seria a forca que nos empurraria contra a nossa rotina viciada e nem saberíamos de onde veio… mas veio do social, um elemento invisível, mas que pode gerar forças.

O que você pensa a respeito? Dei apenas um exemplo mas existem centenas do que teríamos que fazer agora. Por exemplo, ir-mos na maternidade da cidade checar quem esta nascendo e por quem esta sendo gerado… para controlar a natalidade. Um boicote geral nos bancos privados para cortar na raiz um dos canceres do capitalismo?Alguma outra sugestão para desviar-mos nossos pescoços da direção a guilhotina do destino dos acomodados? Seremos mais espertos que Louis XV? Ou você vai responder que a corrupção é obrigação da policia, do governo, dos juízes… o que você sabe que nunca vai ser e nunca vai funcionar e assim mais uma vez ser vencido pela cultura viciada que modelou nossas mentes modernas?