Archive for dezembro 21st, 2013

Mensagem da Matrix/DNA: Escrevendo a História Natural Universal Exatamente Contraria a Versão Real?

sábado, dezembro 21st, 2013

Mais uma história da tragédia humana, porem, curiosa, porque diferente de todas as demais, e com uma mensagem para se pensar

A Matrix Natural e suas duas versões da História Natural Universal para gerar a  Sabedoria

A Matrix Natural e suas duas versões da História Natural Universal para gerar a Sabedoria

Eu sou o primeiro e único humano a descobrir uma versão da História Universal Natural em que o principio, o meio e o fim, são conectados por uma unica logica racionalista, obedecendo todos os requisitos da filosofia naturalista e, até prova em contrário, todos os fatos reais conhecidos por todas as Ciências Humanas. Foi uma grande realização para um humano, e principalmente para um órfão maltrapilho da rua, e jovem escravo do trabalho pesado. Todos os outros de todos os tempos que conheçam esta cosmovisão reagem com ironia dizendo que está tudo errado – de acordo com as visões do mundo deles. Pois eu digo coisas que jamais ouviram ou pensaram, como “nunca existiu origens da Vida nêste Universo e nenhuma entidade sobrenatural nunca interferiu na longa cadeia de causas e efeitos nestes 13,7 bilhões de anos dêste Universo”; ou, por exemplo, “o DNA não é uma mensagem em código, apenas uma pilha de cópias derivadas de uma unica formula natural para sistemas”; ou “o building block dos sistemas galácticos originais tem sua fisiologia regulada pela propriedades da mecânica Newtoniana, pela relatividade geral, pela quântica e todas as dimensões da Física, porem a identidade do sistema apresenta uma cobertura com as propriedades biológicas e assim eles foram os ancestrais criadores da Vida na Terra”; mais ainda “a 4 bilhões de anos atrás, a alma que hoje habita nossos corpos sucumbiu às atrações da matéria bruta e construiu-se a si mesma como um paraíso perfeito, fechada em si mesmo, cortando relações com tudo o resto existente no mundo. Houve a queda e nós somos hoje aquele Adão, aquela Eva, levantados das cinzas daquele paraíso.”. Mais tecnicamente vão axiomas como “o DNA não tem apenas 4 variáveis, porem sete”, ou ” qualquer onda de luz natural apresenta o principio do ciclo vital nas suas sete diferentes frequências de vibrações, portanto, a onda de luz emitida no Big Bang carrega em si o código da Vida, como sendo as mãos e os braços criadores de Deus!”

Ninguém jamais disse ou publicou tais frases, portanto, o que as produziu foi um cérebro com sua estrutura conectada de forma inédita e anormal. Algo que parece ter saído fora da longa cadeia natural de causas e efeitos, por isso, apesar de 30 anos me deparando com enorme acumulo de evidencias reforçando aquelas frases, me mantenho teimoso desconfiando do meu próprio cérebro e suas estranhas produções. Mas, ao mesmo tempo, mantenho a investigação, porque a minha saída do fluxo normal do desenvolvimento do cérebro humano não foi uma saída do fluxo da lógica natural universal: um humano do século XX fugido da civilização escravagista para viver como semi-macaco solitário nas selvas teve seu cérebro reconectado pela Natureza virgem e bruta, portanto, um evento dentro da longa cadeia natural de causas e efeitos, sem necessitar de qualquer interferência de elementos sobrenaturais.

Ei não quero admitir que a Natureza prepare armadilhas, jogue dados com suas criaturas. Principalmente comigo que fui fiel a ela, alcancei seu coração na selva e abri o peito para lhe entregar meu coração, minha vida e minha alma, decidido a ser enterrado em seu solo. Suplicando-lhe perdão pelos erros dos meus irmãos e irmãs que lá fora me pareciam estarem fazendo-a sofrer, agredindo-a, e caminhando para sua perdição, oferecendo-me como seu instrumento para aprender e comunicar a sua voz. Mas eu fui fraco e covarde nas vezes que as torturas ameaçavam se intensificar e me retraía nos caminhos sugeridos pela razão natural. Iniciei minha aprendizagem chamando apenas a face negra da Natureza em estado de caos selvagem, ignorando a face ordeira que via espairecer acima da selva na harmonia dos astros celestes. Talvez ela não o aprove, talvez ela queira que nos miremos em seu exemplo na sua face ordeira do Cosmos. Talvez acima dela exista ainda uma face nem caótica nem ordeira, apenas a face da sabedoria. Por isso, se eu estiver todo errado, assumo as consequências do meu erro com resignação. Mas ainda assim, pode ser que ela me sussurrou seus segredos íntimos verdadeiros.

Sim: se tudo está conectado por uma mesma e unica lógica, ou está tudo certo ou tudo errado. Assim como desde o momento da fecundação até o nascer um corpo evolui pela estrita lógica genética, assim calculei o Universo desde o inicial momento até seu futuro destino como sendo uma espécie de ovo/útero, dentro do qual se desenvolve um corpo regulado pelas leis genéticas que deverá nascer na forma de sistema auto-consciente. Estará tudo errado?! Como um cético racionalista concluo que “eu não sei”.

Mas se tiver tudo errado, se eu joguei uma vida toda fora, apostando num sonho imaginário inexistente, mesmo assim me orgulho do que fiz. Pois na loteria esportiva é tão difícil acertar todos os jogos quanto errar todos os jogos. Entre bilhões de possibilidades, parece milagre quando alguém consegue acertar os treze pontos, mas também nunca ouví de alguém que teve feito zero ponto. Se eu ví o Universo ao contrario, de ponta cabeça, eu fiz uma diferença que nunca ninguém fêz, mesmo que seja inútil. E quando observo, por exemplo, a grande massa de bilhão de operários chineses, todos com o mesmo uniforme executando todos os dias as mesmas maquinais funções, eu volto meus olhos para o Céu, lagrimas descem pelos meus olhos, e um pensamento toma corpo: “Graças, meu Deus, pela oportunidade de ser diferente!”

No filme “Matrix”, é oferecida a escolha entre a pilula vermelha e a pilula azul, como se a pilula azul fosse a fórmula final e de suprema sabedoria para a salvação do Humano. Não concordo. Ela produziria o retorno do humano ao antes dele produzir a Matrix, portanto, a nova mera repetição da História, isto é o que transmite a figura acima sobre os condicionamentos culturais mentais. Precisamos algo mais efetivo do que a pilula azul, algo que nos salve deste ciclo vicioso entre evoluções e quedas. Precisamos de uma pilula final da Sabedoria. E esta nós podemos obter se,  como na fábula de Sísifo e Prometeu,  subir-mos ao pico da montanha e rouba-la de Zeus na forma da tocha de fogo que ilumina o caminho para a Sabedoria. Isto se faz pelo árduo e destemido método cientifico do “trial and error”, julgamento e erro, pois assim, aos poucos e de grau em grau, vamos dissolvendo a tirania da ignorância,  até vencê-la por completo. A minha versão pode ser totalmente errada, que ainda assim será um passo necessário na longa senda da nossa evolução, pois uma vez cometido o erro e aprendido a lição, ela avisa a que ninguém mais se perca neste caminho. E eu existo como o solo firme sobre o qual deverá caminhar minhas, nossas, futuras gerações.

Me orgulho de ter inventado uma fábula que pode fazer um humano sorrir e ver reacender suas esperanças. A fábula de que somos 7 bilhões de cabeças-ovo carregando sete bilhões de fragmentos-genes que tem por missão construir um único novo corpo transcendental para todos em um: um baby formado de pura auto-consciência. Me orgulho do código moral e do comportamento individual contidos nesta fábula: pois em nada ela pode prejudicar a Humanidade, muito pelo contrario, ela é um alento para que todos se carreguem mutuamente nos ombros, para que ninguém prejudique a missão unica e intransferível de cada gene, pois se o fizer-mos, se prejudicar-mos um só ser humano, nasceremos com algum aleijão. Hoje, já no fim da vida, ainda sou um simples e ignorado trabalhador braçal na cidade ou mais um mero animal quando na selva, mas me orgulho de ter duas vidas, uma escondida de todos, do sistema, onde sou um espião humano tentando arrancar mais segredos uteis da Natureza,  e um soldado defendendo uma causa que acredito ser nobre. Me orgulho, ao menos, por ter imaginado uma fábula, ou visualizado uma realidade, que é uma esperança de que ainda teremos um futuro grandioso e sublime,…  se cada um manter a convicção firme e invencível de que deve praticar e impor a sua diferença. Orgulho-me de olhar cada estranho e ter a coragem de dizer, mesmo que parecendo mais um louco das ruas: “Você é o único portador, ou portadora, existente neste mundo, de uma mensagem unica, intransferível, que nada nem ninguem pode toma-la de ti, e desta mensagem depende o meu futuro: conte com minha mão, sempre à sua disposição, quando estiveres cumprindo esta sua divina missão”

Um pequeno animal perdido na selva mas com um simples compasso localiza seu ponto na imensidão celeste

Um pequeno animal perdido na selva mas com um simples compasso localiza seu ponto na imensidão celeste