Archive for setembro, 2014

A Maior Voz e Musica de Todos os Tempos: Malcolm Roberts Cantando “Loves is all” no Brasil, em 1969

terça-feira, setembro 30th, 2014

Nem só da suprema busca por conhecimentos vivemos nós aqui na Matrix/DNA. Às vezes precisamos de um relax e procuramos as grandes obras feitas pela Humanidade, as quais nos orgulham os seres humanos. Na musica, e na voz masculina, os opositores que nos perdoem, mas acho que até hoje ninguem conseguiu superar esta.

MALCOLM ROBERTS. SINGING LOVE IS ALL AT THE FIC BRAZIL 1969

https://www.youtube.com/watch?v=xTt6Dk0yHm8&index=45&list=FLCPp07tsWrxoMUPoJDiCf4w

Direitos Autorais: Sôbre os Meus e Cópias dos Outros

terça-feira, setembro 30th, 2014

Muitas vezes copio aqui artigos inteiros porque estou desenvolvendo pesquisa nos detalhes e ou traduzindo. Portanto é bom saber e ter registrado como funciona a lei no Brasil sobre direitos autorais:

Sobre direitos autorais: os textos e demais materiais aqui reproduzidos são utilizados com fins educacionais e de pesquisa acadêmica, exclusivamente. Esse site não possui anúncios publicitários, e não gera qualquer forma de renda para o seu autor. Os dados de autoria e publicação original são devidamente mencionados, de modo que, desta forma, é respeitado o Artigo 46 da LDA (Lei 9610/98), na letra a do inciso I, que define que não constitui ofensa aos direitos autorais a reprodução “na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos”.

( extraído de http://umaincertaantropologia.org/about-2/ )

A Matematica da Natureza Interpretada por Outra Configuração Cerebral: Como os Chineses Multiplicam

segunda-feira, setembro 29th, 2014

xxxx

Ninguem entende quando começo a falar do mundo interpretado pela visão da Natureza que concluí na minha experiencia de sete anos vivendo isolado na selva bruta. Assim como não consigo ainda entender bem o que levou os cérebros de todas as outras pessoas a interpretar os fenômenos naturais e extrair seu significado para as existências, tão diferente do significado que penso ser o certo.  As pessoas não se interessam por esta diferença porque automaticamente concluem que eles, sendo a grande maioria, sabem o certo, e eu sou uma exceção, penso tudo errado. Não tem interesse em prestar atenção e tentar entender o que digo.

A herança genética tem grande influencia na forma como os cérebros são configurados nas suas conexões neuroniais – talvez ela contribua com 50% dessa configuração. O meio-ambiente, a cultura da raça, a experiencia de vida do individuo, talvez sejam responsáveis pelos outros 50%. Considerando-se que existem muitas heranças genéticas diferentes, modeladas pela geografia diferente, muitas culturas, e experiencias de vidas que podem serem completas exceções dentro mesmo de uma raça, concluo que deve haver muitas diferenças nas configurações cerebrais entre os indivíduos. Aqui está um exemplo estonteante de como pode diferenciar dois cérebros humanos: a diferença entre como a cultura ocidental interpreta e simboliza o aspecto contábil na Natureza quando comparado com o que faz a cultura chinesa. Devemos assistir o vídeo com link abaixo ( e ver os outros videos relacionados na lista do Youtube, inclusive parece-me haver alguns legendados) pois isto vai estremecer as bases na estrutura do nosso cérebro. Como eu faço ao descrever minha cosmovisão, os chineses mostram como vêm e como desenvolveram a interpretação matemática da Natureza. A diferença entre eu e os chineses é que, por mais que eu traga exemplos, evidencias, parâmetros reais e factuais conhecidos por todos, para embasar cada passo da minha teoria, de nada adianta para interessar as pessoas, enquanto nesta área restrita da natureza, sua face matemática, os chineses tem a sorte de mostrar na hora que seu método dá certo, portanto está também correto.

O ser humano precisa observar a diferença mental entre um homem e um tigre, um crocodilo, ao mesmo tempo que não julgue o cérebro humano superior ao cérebro do elefante, apenas são diferentes. Insetos com antenas são muito mais superiores que os humanos na captação das influencias do campo magnético do planeta, nos fenômenos da vida. Na selva eu aprendi a ser humilde neste ponto, apanhando duro onde o macaco ganha de sobra.  O segredo, a meu ver, está sugerido pela teoria das cordas, pela qual, existiriam no minimo 11 dimensões e não apenas as 4 ou 5 que nós captamos com nossos sensores cerebrais. Coisas “fantasmas” da maioria das outras dimensões pululam no mesmo espaço que vivemos que tambem tem suas montanhas fantasmas, constroem seus edifícios fantasmas, e jamais vamos poder digerir isso quando temos certeza absoluta que o mundo em que existimos tem o espaço todo ocupado pelo que denominamos de “reais”, ou “materiais”. Eu nunca vou acreditar nisso, esta é mais uma teoria mistica,… porem, as diferenças dos vários tipos de cérebros ao longo da evolução biológica, mais a minha cosmovisão inserindo a novidade teórica da Matrix/DNA na Natureza real,  sugerem racional e logicamente que esta teoria tem que estar certa. talvez, por exemplo, este planeta seja mais “vivo” do que pensamos, porem, as mais evidentes propriedades vitais dele se expressam no seu campo magnético, do qual quase nada sabemos. Talvez o Universo tenha sobre sua estrutura física uma camada de fenômenos biológicos sugerindo que o Universo tambem seja algo vivo; talvez vivemos no Universo como as bactérias que viveram na cauda de um dinossauro morreram sem saber que a cauda se move e que estavam dentro de um ser vivo. Não tem como saber-mos o que é e como é o Universo. No entanto estas teorias e estes talvezes não nos importam agora porque estamos atarefados na luta pela melhor sobrevivencia neste mundo captado pelos nossos sensores, não devemos desviar-mos nossos tempo e energias dessa luta. Mas tambem sabemos que uma boiada em disparada, se não parar nunca, um dia vai quebrar a cabeça numa montanha ou cair num precipício. A Humanidade inteira pode assim tambem desaparecer. Mesmo nessa louca correria em que estamos ( neste justo momento que estou escrevendo isto meu cérebro está me condenando porque tenho dezenas, centenas de coisas pendentes a resolver, centenas de fatos-oportunidades ou fatos ameaçadores estão agora passando ao meu lado, lá fora de casa, e eu ignorando tudo para parar e pensar…) sempre surgem momentos que somos parados temporariamente pelas circunstancias, e devemos então investir estes momentos para repensar nossa correria, o contexto ambiental, social, mesmo astronomico, em que estamos. Estamos acompanhando, sendo levados, numa longa caravana de humanos, em ritmo acelerado, por estradas das quais não temos a menor idéia sobre o que tem alem da curva e do horizonte que nossos olhos e raciocínios incompletos alcançam. Se alem da próxima curva tiver um pântano de areia movediça, não teremos tempo de parar os cavalos, será tarde demais.

Quando eu de repente arrumei minha mochila e partí para o meio da selva deixando a vida civilizada no centro de numa metrópole como São Paulo, ou quando deixo New York e seus yuppies que trabalham em Wall Street retornando à selva e seus macacos, é como se eu desse uma escapadinha, saindo fora da caravana, subindo uma montanha ao lado da estrada, e tentando ver do pico da montanha, o que nos espera lá á frente. Temos que exercitar o cérebro e seus sensores para abranger horizontes mais amplos que o nosso atual, habitual, e imposto, imediatismo. Não sou eu, não são minhas teorias escabrosas que estão ordenando que façamos isto: é a História Natural. Ela mostra que todas as espécies que foram pelo caminho que estamos indo, pereceram ou estão em vias de extinção. Não ligar para isso porque nossa arrogância sugere que nós somos superiores e vamos mudar as leis naturais, é estar com o cérebro dominado ainda pela mistica e as fantasias infantis. O Universo não está nem aí para nós, e o menino que na semana passada caiu na cela do tigre, ficou estancado pelo terror pondo as mãos sobre cabeça e pescoço para se proteger, minutos depois estava urrando de dor e sendo despedaçado: nenhuma entidade supernatural, superior, estava ali assistindo-o, ninguém parou o tigre, portanto, não existem deuses nos vendo: as leis naturais existem assim e são implacáveis, invioláveis. É mais sensato buscar conhecer as leis naturais do que buscar conhecer os deuses. Diferentes genéticas mais diferentes ambientes mais diferentes experiencias de vida causam diferenças sutis, evolutivas ou involutivas, nos sensores cerebrais, por isso, é preciso prestar atenção a que os cérebros diferentes estão dizendo dos fenômenos naturais. Temos que tentar entender o mundo visto pela cultura chinesa, como essa cultura levou eles a interpretar a matemática desta maneira tão incompreensível ao modo como nossos cérebro está configurado por outra cultura. Aproveito a oportunidade ladinamente para tambem lembrar que existe a cosmovisão da Matrix/DNA, construída por uma forma diferente de perceber os fenômenos naturais, e que ela tambem merece que invista alguns daqueles tempos que surgem de sobra na sua louca correria do dia a dia. Ela está sugerindo centenas, milhares, de necessárias urgentes providencias para corrigir a trajetória da nossa caravana, ela está dizendo que existe pântanos de areia movediça logo após a próxima curva… ela pode estar totalmente errada, mas,… senão, então será tarde demais. Fique acreditando que foi um meteorito que destruiu todos os dinossauros em todos os continentes ao mesmo tempo, ao invés de ver que as leis naturais estavam condenando-os á extinção implacavelmente, devido ao tipo errado de vida que resolveram adotar.

Vejamos então o link inicial para esta série de videos e artigos relacionados ( e tente raciocinar como raciocina esta estranha cultura, pois para desenvolver nossos cérebro, precisamos expô-lo à diversidade de experiencias) :

The way Chinese Multiply, really amazing

https://www.youtube.com/watch?v=Iy0_YNN-H_I

 

 

 

Matemática Chinesa: Configuração Cerebral Por Uma Cultura

Urgente para Livro da Matrix/DNA: Expor idéias com figuras a cada frase ou paragrafo

sexta-feira, setembro 26th, 2014

O cérebro está na era do império do sentido da visão. O nosso complexo sensorial tem 5 ou 6 sensores para percepção do mundo externo ( tato, olfato,paladar, audição, cheiro) mas dentre estes quem mais está se sobressaindo neste estágio evolutivo é a visão. Estamos na cultura do apogeu da imagem. Então, os predadores capitalistas perceberam isto ladinamente e rápido e aplicaram em todos os meios que sejam relacionados com imagens para obter mais de suas vitimas.  Mas em metas que visam o bem comum tambem deve ser explorado este fenõmeno, senão, as metas tornam-se menos eficientes. Uma destas é a educação escolar. Ela se torna incomoda e torturante para o aluno se baseada na palavra escrita e oral. É preciso usar o mais possivel a imagem. Se tiver mais imagem que texto e palestra, tanto melhor será o aproveitamento da aula.

Mas esta dominancia das ondas de luz que transmitem as imagens sobre as outras ondas que emanam dos fenomenos naturais ( som, aroma, etc)  e que são das poucas percebidas pelo cérebro humano, parece ser tambem a forma preferida pela Natureza para revelar-se ao conhecimento humano. Como evidencia disso é o fato de que o humano chega ao seu momento de maior complexidade evolutiva com o sensor da visão dominado os outros sensores. isto indica que a natureza o dirigiu a isso e para fazer isso ela aplicou como mais intensa propriedade para se revelar, as formas que ela produz.

Pois uma das caracteristicas mais marcantes ao homem que estuda os objetos naturais em sua história de origens e evolução é justamente as formas dos objetos. Quando começou-se a perceber que a matéria é formada de unidades fundamentais ainda invisiveis, a que deram o nome de átomo,  mas que passsavam a informação de que estas microscópicas unidades se constituiam de coisas girando em órbita de outras coisas logo se correu a montar um modelo teórico do atomo baseado na forma de outro fenomeno observavel, o sistema estelar,  onde coisas tambem giram em torno de outras coisas. A forma do sistema solar foi projetada como forma do átomo nos primeiros modelos. Ligamos dinossauros a crocodilos na mesma espécie dos répteis mais devido a formas semelhantes, antes que a Ciência evoluisse e revelasse que existem outras caracteristicas, como a afinidade do DNA, melhores para classificar as espécies de acordo com a evolução.  Não colocamos dinossauros na mesma linagem evolutiva dos crodilos devido ao cheiro ou som emitidos por estes animais. A medicina começou pelo método da anatomia comparada, a qual é baseada quase que exclusivamente na forma.

Porque a Natureza parece insistir em revelar primeiro as formas de seus objetos, ao cérebro humano? Ou porque o cérebro natural se desenvolveu expressando mais a sua capacidade de perceber formas, e para isso equipou com maior complexidade o sensor da visão?

Na matematica, mais exatamente no estudo das formas geométricas,  se descobriu o fenomeno dos fractais. Na definicão da Wikipedia se lê que um fractal é um objeto geométrico que pode ser dividido em partes, cada uma das quais semelhante ao objeto original. Diz-se que os fractais têm infinitos detalhes, são geralmente autossimilares e independem de escala, tamanho.  Em muitos casos um fractal pode ser gerado por um padrão repetido, tipicamente um processo recorrente ou iterativo. Porem, o conhecimento humano dirigiu a existencia dos fractais na Natureza para o compartimento dos fenomenos mecanicos, os quais pertencem à disciplina da Física, e devido a isso, limitou seu estudo aos fractais que possam ser abordados pelo computador. Ignorou-se de forma incompreensivel e mesmo absurda, que a natureza revela que um seu fractal está no centro como essencia dos fenomenos vitais, área que pertence à Biologia, como unidade fundamental da vida, que é o DNA. O DNA pode ser visto como um objeto geométrico e que pode ser dividido em partes – um par lateral de nucleotideos – cada uma das quais é e semelhante na forma ao DNA. Separar uma escada em degraus ver-se à que cada degrau é uma pequenca escada. O DNA tem infinitos detalhes, os quais são expressados na forma de caracteristicas do ser vivo que ele produz, caracteristicas que são autosimilares ( nariz de crocodilo não é muito diferente de nariz de tigre, os dois tem a forma meio-conica e os dois tem dois buracos), e elas independem do tamanho do ser vivo. É gerado por um padrão repetitivo ( seus blocos fundamentais é sempre os nucleotideos, e numa escala mais evoluida, é sempre os genes: dizemos que as forças que geram narizes e orelhas possuem o  mesmo nome de genes devido estas forças nos parecerem iguais, devido possuirem um denominador comum). Eu não sei e não entendo porque deixaram passar o elefante mas filtraram e impediram a passagem da agulha, pois émuito mais dificl provar que a ponta de um continente tem a mesma forma do continente inteiro que provar que a ponta do DNA tem a mesma forma do DNA inteiro. Na verdade, este desvio absurdo na inteligencia humana, o qual tem se verificado na maioria das interpretações cientificas sobre fenomenos  naturais ( seus objetos e seus eventos), deve-se ao fato da Fisica ter se guindada a posição de dominante dentre todas as disciplinas cientificas, e porque o cérebro se desenvolveu nesta direção, será outra matéria de pesquisa.

O edifico universal construído pela natureza, o qual denominamos Universo, é composto de fractais, porem, ao contrario do fractal inanimado sugerido pela Física, o fractal natural é um fenômeno vivo. Ele não pode ser medido com certeza, e portanto não pode ser reconhecido pela Física como fenômeno físico natural, pelo mesmo motivo que as partículas não puderam serem medidas por Heisenberg. Ele está no centro de todos os sistemas e sub-sistemas construídos pela natureza universal, como estrutura interna, porem ele não é um bloco comum no sentido de percepção física, porque ele também está sujeito ao processo da evolução, portanto ele se transforma em relação ao tempo e espaço. Mesmo assim ele é o padrão fundamental dentro de todos os sistemas e sub-sistemas. Não pode ser percebido fisicamente porque ele é uma fórmula abstrata, ou seja, imperceptível aos nossos sentidos físicos. Ele, fractal natural universal funciona como os pensamentos, que são fenômenos abstratos porem aplicam uma força à matéria, podem atuar e mover a matéria, quando nós movemos por exemplo, um dedo, sob o comando de um pensamento, ou do conjunto de pensamentos, denominado “mente”.  O fractal universal é uma fórmula fixa que se materializa expressando uma forma padrão, porem a qual é plastica e versátil, pode ser deformada, variada, pelo meio-ambiente em que se encontrar em dado momento da História.

A Natureza quer revelar-se ao conhecimento humano na sua mais profunda nudez intima, no âmago de seu ser, no seu significado existencial, mas a maneira mais eficiente dela fazer isso não é expressando dominantemente o seu som, o seu cheiro, o seu sabor, e sim, a sua forma primordial. Pois foi a atenção que prestamos nas infinitas formas das arquiteturas produzidas pela natureza, sejam nos níveis micro ou macro, seja no passado ou no presente, seja expandida ou contraída no espaço, que captamos a sua alma, a sua essência universal que veio herdada do algo que existiu antes do Big Bang, a formula de seu ser, a qual denominamos Matrix/DNA.

Se a Natureza escolheu este método de ilustrar com formas os seus objetos e eventos-mensagens-de si-mesma, se ela aplicou este método para nos transmitir o conhecimento real do mundo real, porque não iriamos aplicar este mesmo método na educação escolar? A Humanidade passou dois mil anos com mestres transmitindo a cultura, o conhecimento, principalmente através das palavras, nas formas oral e escrita, torturando seres que foram feitos para adquirir este conhecimento através do método das imagens que transmitem as formas. Sentimos pesar por todos os estudantes de outrora, enquanto vamos atuar agora com energia para os nossos herdeiros do futuro cantem o sucesso ao invés de ficarem repetindo o choro do passado pelo fracasso do método dos adultos e mestres do passado.

O building block de um sistema astronomico é exatamente similar à face humana. Ou seja, podemos desenhar este building block numa folha de papel com linhas tracejadas em vermelho, e em cima deste desenho desenhar uma face humana com linha continua em preto, que teremos as partes do sistema astronomico na mesma posição das partes da face humana. Diremos que a face humana que viria a ser produzida dez bilhões de anos depois que foi produzido o building block astronomico, foi planejada nas estrelas e há dez bilhões de anos atras. Mas qualquer individuo que teve a sua personalidade formada pela visão de mundo transmitida pela escola vai achar esta comparação um absurdo, alem de refutar o modelo do building block galáctico, acenando com o modelo ensinado pela escola, que é diferente. O modelo ensinado pela escola não tem como ser desenhado como template, cenário de fundo, da face humana, As partes não tem as mesmas funções, nem as mesmas formas, nem as mesmas posições.  Se a visão de mundo que pensa ver a face humana nas estrelas fosse a visão dominante no ambiente escolar, o método de educação seria mais através da ilustração, com imagens e formas, que através de textos e oratória. E a teoria da evolução poderia ser ensinada com um professor que não emitisse uma palavra nem escrevesse uma palavra, apenas desenhando formas no quadro negro, numa sucessão lógica em que a forma de cada meio-ambiente produzisse uma derivação na forma do sistema natural sendo desenvolvido pela evolução. O problema é que os reacionários da cultura acadêmica escolar não fundamentam a evolução e interações entre fenômenos naturais ( objetos e eventos) numa unica linha lógica racional, como consegue fazer a visão de mundo da face desenhada nas estrelas.

Quem ou o que produziu a face humana? Onde, dentro de que, surgiu a face humana? Para estas duas perguntas só existe uma mesma e unica resposta lógica, racional: foi a Milk Way – esta galaxia chamada Via Láctea. Não?! Me mostre como uma entidade supernatural veio aqui fazer magica desviando o curso de causas e efeitos naturais, inserindo detalhes de fora da galaxia, para finalmente existir a face humana. Ou me mostre todas as forças naturais e todos os elementos naturais que compõem esta galaxia, de repente mudando suas intensidades, direções, substancias, devido a galaxia ser chacoalhada por alguma força externa, de maneira que um acaso tenha produzido a face humana. Enquanto os dois representantes destas duas culturas que tem dividido as interpretações do mundo real não trazem sobre a mesa, as suas provas, eu ficarei mudo e sem escrever uma palavra, desenhando no quadro negro uma sucessão de imagens como os slides de um filme, que transmitirá numa unica linha lógica e racional, como o “DNA” da galaxia no modelo de face humana termina justamente na figuras de uma face humana. É possível ensinar a História Universal de 13,7 bilhões de anos através de um filme mudo, como seria possível ensinar a historia da vida de Hitler apenas revelando todos seus momentos, desde que nasceu, num filme mudo. Todos os que de alguma maneira estudaram a vida de Hitler só o puderam fazer através de livros e narrativas de testemunhas ainda vivas, mas com certeza nenhum conheceu de fato a Hitler em todos seus pormenores: se alguém tivesse estudado sua vida assistindo um filme mudo de toda sua existência, teria um conhecimento mais verdadeiro. Assim é o estudo da natureza e cada detalhe dela, como por exemplo, o estudo das causas primeiras, das origens e do desenvolvimento do objeto que chegou hoje em dia á forma de face humana.  

Eu montei a minha versão da História Natural Universal fixando como ponto de partida a célula primordial, o primeiro ser vivo realmente completo que surgiu e saiu a ase arrastar ou nadar na superfície deste planeta. Claro, eu jamais poderia fixar a célula real, portanto, fixei o desenho dela. A partir daí segui duas direções contrarias entre si: uma calculando o futuro desta célula ( alguns poucos bilhões de anos)  e outra calculando o passado desta célula ( mais de 10 bilhões de anos). Mas o fiz aplicando apenas dois elementos: pensamentos e derivações das formas do desenho. Fiz isso porque acreditei que esta História foi um único fluxo de causas e efeitos produzindo as causas dos novos efeitos portanto foi apenas um objeto que rolou nesta historia toda adquirindo as deformações e ampliações de suas formas. O objeto é o próprio fluxo de causas e efeitos. Causas e efeitos são noções metafisicas inventadas pelo homem para tentar descrever o desenrolar de um bólido no tempo e espaço. São metafisicas porque neste fluir do bólido não existe nenhuma separação de momentos, portanto não tem como definir se num dado momento esta acontecendo uma causa ou um efeito. Na realidade, causa e efeito não existem. É quando nos apoiamos nestas invenções imaginarias que abrimos espaços para entrar a mistica. Pois não existem separações, não existem vácuos no fluir do bólido da Natureza sob evolução, e vácuos imaginários necessitam de supernaturais imaginários como elos entre dois momentos deste fluir que foram imaginariamente por nós separados. Acredito nisso porque foi só isso que vi no mundo desde o dia que nasci.  Mas até então eu tinha uma forma de raciocinar diferente das pessoas que me rodeavam. Por exemplo, num belo dia todos falavam num acidente, e apontavam causas e efeitos: a causa foi um motorista embriagado dirigindo um carro que bateu na pilastra do viaduto, o efeito foi o carro destruído, o motorista machucado. Eu pensava no evento por um outro angulo. Via o planeta movendo-se numa certa velocidade, levando consigo na mesma velocidade todos os objetos fixos nele, como a pilastra do viaduto, que assim movia-se numa direção; e mais distante um pouco da pilastra via três elementos, três forças, que eram uma porção de álcool dentro de um corpo humano que estava dentro de um carro movendo-se todos os três superpostos em paralelo numa mesma direção. Devido direções exatamente contrarias a força do planeta mais a pilastra encontrou-se com a forças dos três elementos e como o planta é mais forte, a pilastra parou o movimento dos três elementos e passou arrasta-los a sua frente. Nisso e para isso a força mais forte mudou a forma dos elementos mais fracos, que passaram desde então a existir com diferentes formas pela ação da força mais forte do ambiente. Qual então foi a causa? Claro que o agente da causa teria que ser a força dominante, e essa era o planeta com sua pilastra e não o motorista mais carro e mais álcool. Este erro de perspectiva tem sido um dos motivos de elabora-mos modelos teóricos errados, inclusive sobre o significado da vida. Não houve acidente, não houve causa e efeito, houve um momento normal no fluxo do bólido sob evolução. Assim teria ocorrido no evento em que a galaxia, como força mais forte e tendo outros propósitos, outra direção, que todas as especies que antecederam a humana, modelou a face final resultante da evolução destas especies. para quem não esta habituado a exercitar este tipo de visão, realmente a coisa fica ininteligível, mas acho que sempre nos devemos colocar fora e acima do fenômeno para arrancar daí o seu verdadeiro significado existencial.               

A nova cosmovisão da Matrix/DNA vai ser difícil de ser aceita e assimilada pelas pessoas com o cérebro desfigurado pela cultura. Apesar dela ser a mais lógica em relação à lógica aplicada pela Natureza, ela é incomoda e estranha, porque o humano foi educado por uma linha ilógica em relação à realidade. Esta ilogicidade começa quando a cultura separa a evolução e história cosmológica da evolução biológica, obrigando à errada conclusão de que os sistemas biológicos surgiram por acidente ou acaso, ou então, pela mágica de algum ser supernatural. E a Matrix/DNA foi a primeira a ligar estes dois blocos da História Natural Universal num só processo continuo, sugerindo os modelos dos elos evolutivos que serviram de ponte entre as duas margens.

Portanto vai ser difícil inicialmente propagar a novidade desta cosmovisão. E da maneira como o cérebro está configurado, mais o atual estilo de vida rápido e consumista, a informação na forma de imagem é a mais penetrante, a que ainda pode conseguir que o humano se aproxime da questão metafisica existencial arrumando um minuto para a sua curiosidade. Textos escritos, não funcionam.

Mas a Matrix/DNA é uma fonte rica de intuições para imagens. Um building block de sistema galáctico pode ser desenhado e torcido para parecer uma face humana, ou a mão humana, etc. Basta ver essa riqueza no meu avatar:

Human and Earth Life Cycle by MatrixDNA

Human and Earth Life Cycle by MatrixDNA

 

Portanto tenho que investir tempo na aprendizagem e recursos, equipamentos para desenhos. para isso o artigo com link abaixo pode ter boas informações e tem bons links :

How to change this classroom habit we’ve gotten wrong for years

http://ditchthattextbook.com/2014/09/18/how-to-change-this-classroom-habit-weve-gotten-wrong-for-years/

Procurar este livro na Amazon:

The Sketchnote Handbook: the illustrated guide to visual note taking

http://www.amazon.com/The-Sketchnote-Handbook-illustrated-visual/dp/0321857895

Luz: Interessante Video e Mais Interessantes Ainda São os Comentarios no Debate

quarta-feira, setembro 24th, 2014

xxxxx

Spirit Science 22 (Part 3) ~ The God Particles

https://www.youtube.com/watch?v=uWPi4dbLdnw#t=997

E meu comentario postado neste Youtube:

Light has the code for life and any natural system as you can see at this image here: Light – The Electromagnetic Spectrum as the Template of Vital Cycles, by Matrix/DNA ( google it, images). It is easy to understand how it works:
As any light wave propagates, it changes vibrations/frequencies.colors, like any human body under life cycle change its shapes, from fetus, to young, to seniors.. The sequence of energy’s states are the same, for light and living beings. Why? Because any light wave is the force that imprints dynamics into inertial spacial substance (mass or Higgs field or still, dark matter). A light wave breaks mass into seven portions, each portion vibrates as each frequency of that light wave. After that, those portions has the tendency to connect again into the same sequence. Each portion has a different behavior, which we call “a universal systemic function”. Connecting all those seven portions and we have a perfect working natural system. That’s is the origins of particles, atoms systems, astronomical systems, even the human body as system. That’s why the first original light waves emitted at the Big Bang had the code for life.( at Matrix/DNA Theory we have articles explaining it)

xxxx

Outro comentario:

+The Soft Glow of Brightly Burning Hope – Photons are small copies of the light wave that was broken in its smallest units/bits. Like yours babies are copies of you, when yours body is attacked by entropy and it begins to collapse into genes inside an ovule ou spermatozoon. Photons are copies with derivations from the original source – the light wave that was fragmented into photons. Like yours 5 sons are derived copies from you.Each of yours son is a different packet of information, different from all others brothers, that will influence the environment in its own specific way, so , this happens with photons also. Any light wave is a natural system, its seven different vibrations. frequencies. colors are its seven different parts/pieces/ organs. Photons have two specific behaviors/tendencies/bias: one inherited from the original light wave and its tendency and other built or trained by its own existential experience, accordingly the environment where it is nurtured. Yes, each photon is a natural working system, it is a specific bit of information that becomes material, solid information because it can penetrating electrons/protons inside atoms and driving atoms to new behaviors, connections, etc.
But… where i got these data from? First the method of comparative anatomy between living and non-living natural systems revealed the link between cosmological and biological evolution: a new “theoretical” model of the building block of astronomical systems, more complex than the model thought at modern schools. This link revealed that has a template – a systemic circuit of energy – that is the same template for atoms and cell’s systems. This template works like a formula, a natural formula for organizing mass/inertial substances into systems, applying the dynamic process of life’s cycles.Later, I discovered that this formula is present at any natural light wave. Then, studying light waves as “living things”, I arrive to the conclusion that photons are like light-genes, working as the first ancestors of our biological genes, which are packets of informations.
Is yours whole theory merely a creation of yours mind or a scientific fact? By now it is merely the theoretical result of my never experimented before methods of investigation applied during seven years at the heart of Amazon jungle, studying natural systems and its connections, trying to understanding the whole thing. it is a theoretical result, under testing facing real natural facts and can not be debunked by another theories, only by real scientifically proved facts. And, yes, this theory is suggesting that photons are the fundamental bits of material working information in these perceived Universe.
What kind of information can light/photons hold? The informations from the thing ex-machine that produced this Universe.Which is totally unknown for me. I have only a theory about what it is, based on calculations/projections of the real facts that I know in this world plus the theory resulting from my way of organizing these facts into a big final picture, which must be non-complete and maybe, everything wrong.

xxxx

Outro comentario:

I think there is a big problem here (reading the comments) about the word “information”. What should be the universal definition elected by a plebiscite containing all people and its opinions? The scientific community is the most working hard team studying the natural phenomenas linked to this word, but, since that a person trained to think “scientifically” has a specific approach, or specific method, different from the specific method of – to say – natives from jungle, or mystical religious people, or people from the new age, etc – and nobody knows what is the best approach ( we will know it only at the last day of human kind existence, when we will know which is the result of each approach), we don’t have a authorized universal definition. The debate among these different human’s world view is good as the prior debate necessary to the plebiscite. So, it is no right making affirmations about natural phenomena while appealing to the world “information” without explaining what is yours preferred definition of “information”.
The first source we have for looking what is the nowaday western’s culture most preferred definition is Wikipedia, but it contains no others cultures definitions, so, I don’t buy it. And modern western culture is modelled by the reductionist method called “scientific” from uniquely perspective of Physics. Then, Biologists have the obligation to conform information in genetics to fit the Physicist definition.But, who can say that the universe is true from the Physics perspective and not from Biology or Neurology or Psychology perspective?  Why is it necessary to relate brain and information from a Physics perspective? If you don’t do that, yours opinion is not accepted?!

I think words must be taken literally as its roots of origins. Information comes from roots that means: formation, as given shape, form, to something. It is a shape, a form, entering inside something and modelling its shape, its form. So, information is a natural force, a thing, a solid thing that acts over solid matter.

So, the Wikipedia definition seems to be half-right/half-wrong.:”Information (shortened as info or info.) is that which informs, i.e. that from which data can be derived. Information is conveyed either as the content of a message or through direct or indirect observation of some thing[1]. That which is perceived can be construed as a message in its own right, and in that sense, information is always conveyed as the content of a message. Information can be encoded into various forms for transmission and interpretation. For example, information may be encoded into signs, and transmitted via signals.”
It is wrong when transmitting the idea that the information is in the observer and not only in the thing being observed. Information is the force that gave shape and function to the object, prior the object being observed or not. Information is in the object, it acts only on the object, not in the observer. Our brain is not the central phenomena of informations, so, the abstraction of the brain is not to be transposed into information as if information should be abstract.

This definition makes more sense to me: Wikipedia: ” In Thermodynamics, information is any kind of event that affects the state of a dynamic system that can interpret the information.” But it is wrong saying “that can interpret the information”. A system can be affected or not by the material force of an information, and a system can act accordingly its individual interpretation of that information.

The first appearance in this Universe of “information” was in shape of ghosts vortexes ( quantum vortexes?). Each vortex has all seven properties of life in shape of brute natural forces, like acceleration or inertia, expansion or contraction, etc. Each  vortex is different from all others, due it is identified by a final number, which is the result of fuzzy logics due the interactions among those forces. So, you had the vortex 1,09586764532, and the vortex, 1, 974653421854, and so on. Each vortex is a specific and unique unit of information. Information about what? Of course: about the unknown thing that produced this Universe. These vortexes are the sources of light waves when they disappears, so, light waves are the carrier of that bits of information. Since photons are resumed light waves, they are unit of specific information. Information is a solid thing, a material force, a natural system, and not something created by our brains. What do you think?

Rod Bell Expõe Interessantes Detalhes Sobre O Sistema Solar Como Perfeito Utero para Gerar a Vida

quarta-feira, setembro 24th, 2014

xxxxxxxx

Everything Is Spiritual (Earth) – Rob Bell

https://www.youtube.com/watch?v=ofAnVnrvvB0

E meu comentario postado neste Youtube:

That’s funny! A female with two legs has the right womb for creating a new life because a living female with four legs made all efforts for developing that womb. This historical event explains why Earth is fine-tuned for creating “life”. Living organisms are biological systems that was produced by an astronomical system – which is the “womb” for biological systems. If you know the Matrix/DNA Theory’s model for astronomical systems you will know how and why this astronomical system is half-mechanic/half biological, the right ancestral of organisms. Like reptiles and mammals with four legs were the right ancestors of humans. Everything at Earth and this solar system is fine tuned for biological life due the same reason my mother’s womb was fine-tuned for my formation. So, it is merely a matter of continued evolution.

Our ancestral – the building block of astronomical systems – has the same configuration and functionality of a base-pair of nucleotides which is the fundamental unit of information for biological systems. The differences between biological organisms and astronomical systems are due our ancestral was a closed perfect system and we are an opened non-perfect system. This brutal mutation happened due entropy attacking the astronomical system, producing internal chaos and a new state of matter ( the liquid state from where arose organic chemistry). But, since that the astronomical system works as a perfect machine, and still is “alive”, the local chaos where operates its genes is not enough for doing the premature abortion of its offspring. Still it is a perfect womb.If is there previous design, it was not made for creating astronomical systems fine-tuned for life because long before that, atoms systems were fine-tuned for creating such astronomical systems. But then, you need also see the theoretical model for “living” atoms, from Matrix/DNA Theory.

Sondando O Mundo dos Financiamentos para Pesquisas Naturais

segunda-feira, setembro 22nd, 2014

xxxx

NIH > Office of Extramural Research Logo

http://grants.nih.gov/grants/oer.htm

xxxxx

Rock Talk ( blog)

Dr. Sally Rockey is NIH’s Deputy Director for Extramural Research, – See more at: http://nexus.od.nih.gov/all/2014/07/17/formula-for-innovation-people-ideas-time/#sthash.kGq6bITZ.dpuf

1) Ler, anotar tópicos, do artigo abaixo para elaborar um post:

Formula for Innovation: People + Ideas + Time

– … we must consider new ways to invest biomedical research dollars to achieve maximum impact—to turn scientific discoveries into better health as swiftly as possible

– …Historically, most NIH-funded grants have been “project-based,” 

Matrix/DNA: e isto não tem funcionado muito bem, pois as doenças tradicionais continuam a existirem.

–  ….  investigators will have more freedom to innovate and explore new lines of inquiry

Matrix/DNA – A grande falha no método acadêmico de pesquisa está na ausência do conhecimento sobre sistemas naturais. O corpo humano é um sistema natural baseado numa fórmula universal e é composto por uma infinidade de sub-sistemas derivados tambem daquela mesma fórmula. Tais sub-sistemas são diferenciados em funções especificas, cada qual realizando uma parcela de uma das sete funções sistêmicas universais.  A falta de  conhecimento humano sobre sistemas naturais e o desconhecimento de que a Natureza tem aplicado uma unica e mesma fórmula para organizar a matéria em qualquer dos existentes sistemas e para desenvolver os sistemas existentes deve-se a que a disciplina de estudos dos sistemas naturais foi interrompida a meio-século na obra de Lwduig Bertalanfy ( Teoria geral dos Sistemas) porque nesta compilação teórica de tudo o que se sabia sobre sistemas havia pouca informação, falta de evidencias e desentendimento sobre o que realmente é um sistema natural, e isto conduziu a disciplina a se desviar de sistemas naturais para sistemas artificiais cibernéticos, encontrando aí as Ciências da Computação e nesta se fixando até os dias atuais. Os sistemas naturais não podem ser identificáveis, isolados, observados, sem o conhecimento da fórmula basilar de todos estes sistemas. A estratégia de financiamento baseada no ” baseado no projeto” é uma extensão da estratégia geral no universo acadêmico de busca do conhecimento pelo método reducionista, o qual é apenas a metade da estratégia necessária, sendo a outra metade essa busca baseada também no método sistêmico.

– … Pioneer Awards supports individual scientists of exceptional creativity, who propose pioneering – and possibly transformative approaches – to major research challenges. 

Matrix/DNA – A maior e excepcional criatividade só poderá ser deflagrada pelo conhecimento da fórmula da Matrix/DNA e seu significado no contexto da Natureza Universal, sua aplicação no corpo humano como sistema composto de sub-sistemas, e pela adição ao método reducionista a novidade do método sistêmico.  Todos os pesquisadores de todas as doenças e disfunções dos organismos receberão uma nova sugestão para uma nova e técnica de  abordagem e a informação para ver o objeto de sua pesquisa inserido num contexto sistêmico, afetando e sendo por este afetado. Jamais em época alguma e parte alguma da Humanidade se pensou pela perspectiva desta nova visão da Natureza. 

-… While applications for these awards  (NIH Institutes and Centers (IC) will be developing new funding opportunities to offer more sustained support to investigators’ research programs )  will not require specific aims in the traditional R01 format, investigators will describe their research plans and will demonstrate how they will leverage and translate their prior accomplishments into approaches that will shape their future research.

– …. For many years, the Howard Hughes Medical Institute (HHMI) has promoted the philosophy of supporting “people, not projects.” The HHMI Investigator Program provides five years of renewable support to individuals who have the potential to make significant contributions to science

– … The Canadian Institutes of Health Research (CIHR) is in the midst of piloting their Foundation Scheme, which supports a broad base of researchers across career stages, areas, and disciplines. CIHR Foundation Scheme grants vary depending on the research field and scope of research activities. Established investigators are awarded seven-year grants, while new/early career investigators receive five-year grants. Other organizations using similar approaches include the Medical Research Council Programme Grant, the Wellcome Trust Investigator Award, and the MacArthur Fellows Program

Matrix/DNA : Cada nome acima é um link no artigo. Vê-los… 

-…. It is important to note that these awards will support talented people from a range of career stages, backgrounds, and disciplines. Furthermore, these new awards will complement other NIH funding opportunities that give applicants more flexibility with their research approaches. For example, the National Institute of Mental Health (NIMH) Biobehavioral Research Awards for Innovative New Scientists (R01) support the research and career development of outstanding scientists who are in the early, formative stages of their careers and who plan to make a long-term commitment to research in NIMH’s specific mission areas. The National Institute of Environmental Health Sciences Outstanding New Environmental Scientist Award (R01) helps talented early-stage investigators launch innovative research programs focused on the understanding of environmental exposure effects on people’s health. – 

Matrix/DNA: A saúde de organismos é afetada por dimensões sutis da natureza, tais como campos eletro-magnéticos da Terra, bombardeamento de radiação cósmica e solar, etc. A fórmula da Matrix/DNA nos treina a estar-mos conscientes destes níveis sutis quando realizamos pesquisas localizadas em organismos, assim como a fórmula nos está levando ao maior entendimento do contexto astronomico e planetário em que existimos.  

( Pesquisa a Continuar)

I got um grande problema

sexta-feira, setembro 19th, 2014

xxxx

Estes bichos estranhos apareceram no quintal da minha casa de praia, vindos do mar. Alguem tem idéia do que faço com eles? tumblr_mkzd6hyGq91qzft56o1_1280.jpg

Debochando da vaca

sexta-feira, setembro 19th, 2014

Então a vaca disse:

– ” Espelho, espelho meu,

se existe alguem mais feia que eu,

mostre-me agora!”

E veja o que ela viu…

Photo

tumblr_nagur1IKsy1qzt11wo1_1280.jpg

Luz e Mente: Pensamentos Podem Modelar Moléculas de Água, Como a Luz Modelou a Matéria?

sexta-feira, setembro 19th, 2014

xxxx

Scientific Proof Thoughts And Intentions Can Alter The World Around Us!

See more at: http://www.spiritscienceandmetaphysics.com/scientific-proof-thoughts-and-intentions-can-alter-the-world-around-us/#sthash.IUsGDSnS.dpuf

Rapidamente vamos juntando peças e montando o quebra-cabeças deste que é o mais importante mistério de hoje: a “auto-consciência”. O artigo acima relata pesquisas de um cientista sobre um tema ignorado pelas ciências: se os pensamentos podem produzir efeitos na matéria. Sendo assim, os experimentos não foram para peer-review, e ainda é cedo para se concluir se os resultados obtidos são verdadeiros ou não.  Encheu-se dois tanques com água, um distante do outro. Foi aplicado variação de temperatura na agua para alterar as moléculas de água, na mesma intensidade, nos dois tanques. Porem, enquanto um tanque ficou sujeito apenas à variação da temperatura, no outro colocou-se diversas pessoas “pensando na água”, tentando enviar intenções, como raiva, amor, paz, etc. Obteve-se diferentes formas das moléculas nos dois tanques, sendo que no tanque onde haviam as pessoas surgiram moléculas com formas diferentes segundo cada tipo de intenção. O estudo sugere que o pensamento pode influir, afetar, a água. Sabendo-se que o corpo humano, inclusive o cérebro, é composto de 70% de água, este resultado indicaria que pensamentos voltados para o próprio corpo pode influir na saúde do corpo, ou se forem pensamentos negativos, causarem doenças. Rm outro experimento com pó de arroz, obteve-se semelhantes resultados ( ver vídeo no artigo) É mais ou menos isso que me lembro de uma rápida leitura do artigo.

Se este resultado for verdadeiro, ele serve como evidencia para as sugestões da Matrix/DNA, sobre a mente e a luz. Nesta teoria estamos chegando à conclusão que neste Universo está ocorrendo um processo de reprodução genética do sistema que o gerou, que esta reprodução é baseada num DNA universal a que denominamos “Matrix”,e que a Matrix surgiu inicialmente na forma de ondas de luz. Sugere ainda os modelos da teoria que a mente humana está se modelando como um sistema cuja substancia tambem é essa luz original. Portanto, pensamentos poderiam emitir luz original que poderiam afetar e modelar a matéria externa. A primeira negativa a tal teoria é a de que “não vemos luz dentro da nossa cabeça e nem vemos nossa cabeça emitindo luz.” A resposta foi dada pela Matrix quando trata de outros assuntos: não conhecemos e não podemos ver/perceber a luz original, pois ela é tão forte que nos cegaria as vistas. A luz natural que vemos, como as emitidas por estrelas, quasares, etc., são formas decaídas da luz original, sendo as estrelas meras estações conversoras e repetidoras, transmissoras, de luz num segundo nível. ( Neste ponto eu sempre me lembro das declarações do xamã nativo na selva que dizia ver o mundo com um palco de fundo iluminado por intensa luz, como também relatos como da doutora neurologista que teve paralisia do lado esquerdo do cérebro e via pura luz intensa… etc.) A teoria da Matrix sugere também que fótons penetrados em elétrons dos átomos do corpo humano se interagem formando uma rede cuja figura final é a mesma do DNA, a qual é ainda a mesma figura do quadro sugerido por misticos sobre uma aura humana.

Vale mencionar aqui outro artigo recente, sobre cientistas terem cristalizado fótons, ou melhor, tornaram fótons em cristais materiais, sólidos. E constataram que os fótons adquirem propriedades do átomo artificial. Isto também estava previsto na teoria da Matrix/DNA, a qual acrescenta que fótons podem serem educados por sistemas e depois transmitirem as propriedades do sistema para outros sistemas. Isto foi sugerido pela formula da Matrix/DNA quando ela explica como e porque fótons vindo do sistema astronômico modelou átomos e moléculas na Terra até obter os primeiros seres vivos. Se isto também for confirmado, indicaria que fótons habitando os neurônios de um cérebro podem adentrar átomos externos e modela-los segundo a forma e comportamento adquiridos naquele cérebro. O que explicaria o experimento do cientista, onde pensamentos com intenções prévias dão formas especificas às moléculas de água.

 

Creio que a primeira objeção da comunidade cientifica, seria a de que, realmente a mente humana pode influenciar o comportamento de partículas materiais, porem apenas no nível quântico, nunca tendo sido observada uma extrapolação para macro-eventos, mesmo a nível de moléculas de água. A objeção seria valida, por isso precisamos aguardar que sejam feitas mais experiencias, e que esta seja repetida.

Segundo sugestões da Matrix/DNA, os átomos da água – hidrogênio e oxigênio – não são os mais indicados para este tipo de experimentos. O átomo melhor seria o carbono, e ela aponta uma série de razões para isso. Não sei como seria possível fazer experimentos com tal átomo, em que estado e combinação ou isolamento ele deve estar, etc..

Experimento:

Cientista – Dr. Masaru Emoto, a researcher and alternative healer from Japan

xxxxx

Ouvindo a voz contraria, nos comentarios:

Pete Morrison ·  Top Commenter · Works atBreaking Bottles

Logan Johnson  – uhhhh no, that’s how science works, replication, repetition, recreation, it’s pretty dumb to believe in things that are blatantly false, and anything with a modicum of doubt should be double checked. this article verges on fraudulent activity
Minha resposta:
Louis Charles Morelli ·  Top Commenter · Works atSelf employed
Pete Morrison – It doesn’t matter if you think that these experiments are scientific or not. It is about Nature, and human XXl century science based on reductive method is not the owner of Nature. 90% of human beings today are slaves working all day like robots without seeing the sun’s light and at night goes like cows closed inside box called apartments, dying with cancer. To the hell this science, you are fired. We will try different scientific approach and methods.
xxxxx
Louis Charles Morelli ·  Top Commenter · Friday, September, 19, 2014
Explanation about how thoughts interacts with matter:
There are emissions of photons from brains that penetrates the electrons of water’s atoms and creates a grid or network mimicking the configuration that those photons got when they were inside neurons.  Photons are particles of light and units of information. As particles of light waves, they are the smallest copies of that light wave. Any light wave performs a sequence of vibrations/frequencies that is the force of life’s cycles and organizer of inertial matter into systems. Any system can be derived into infinites shapes and functions, so it happens with photons. They are trained, modeled, by synapses and when emitted, they have the tendency to repeat the system from where they came from. A intention models a photon and when emitted, they try to change the internal configuration of external atoms. If you want more detailed explanation see this article: http://theuniversalmatrix.com/pt-br/artigos/?p=8097