Archive for outubro 19th, 2014

Desconstruindo a Cultura Predadora Milenar Virtual – a Matrix Animalesca

domingo, outubro 19th, 2014

Os leões ficam preguiçosamente deitados ao sol no alto da colina, assistindo o rebanho de ovelhas lá embaixo, pastando dia e noites, sem qualquer outra atividade lógica, racional. As ovelhas estão trabalhando, transformando grama em carne suculenta. Quando os leões precisam, basta-lhes descer a colina e fazer a colheita do trabalho das ovelhas. Enquanto isso, predadores de porte médio, como os lobos, tambem espreitam para suprimir dos leões a sua parte do labor das ovelhas e vivem parasitando no meio dos dois extremos. Esta é a realidade do mundo no tocante a esta biosfera terrestre, um quadro corrupto e monstruoso que, segundo a maioria das ovelhas acreditam, teria sido criado por um deus bondoso… ou ao menos, ele teria condenado todos num suposto anterior paraíso por terem comido uma maçã.

Vinda do reino animal, a espécie humana imita fielmente as regras da selva, entre seus antepassados animais, criando estes sistemas sociais – seja capitalista, comunista, feudalista, etc. – que são sempre divididos entre grandes predadores ( a classe A), médio predadores ( ( a classe média), e o rebanho ( a classe pobre de trabalhadores rotineiros, escravos dóceis, apáticos e inativos socialmente, 95% da população).

Me admira como é que uma pessoa levanta cedo todo dia ainda estando cansado e com sono, sai apressadamente tocado pelo relógio em direção à fábrica, à construção, ao serviço sujo e pesado, ou mesmo ao banco, á loja, e ali passa o dia todo muitas vezes sem ver a luz do dia, e depois retorna ao entardecer, para passar o resto do tempo enjaulado em um caixote chamado apartamento! E assim se reproduzem, vivem a vida toda, e morrem! Seus filhos e depois os netos, vão repetir o mesmo roteiro, e se a Natureza deixasse, assim iriam por toda a eternidade. Totalmente sem sentido coerente! Na selva, os macacos descem das arvores completamente descansados, no solo se espreguiçam, observam a selva ao redor,  o Sol, e tem a liberdade de escolha do que fazer de seu dia… se vai para o norte, para o sul, para o rio ou para a montanha. O humano, 95% da população, não tem nenhuma liberdade de escolher o que fazer de cada novo dia. E depois dizem que os humanos-rebanho são mais inteligentes que macacos!

Mas porque são assim totalmente irracionais? Está quase certo que ovelhas não tem qualquer atributo físico que lhes dê alguma força para se defenderem de um leão. Ovelhas não tem garras, dentes enormes, etc.. Mas se fossem inteligentes e principalmente, menos egocentristas, com alguma tendencia a querer somar forças com suas semelhantes, encontrariam uma maneira de combater e até eliminar a espécie de leões, pois são cem vezes em maior numero. A grande questão é porque humanos com um cérebro mais complexo continuam a imitar o mesmo comportamento irracional das ovelhas. Pois se quisessem, qualquer classe “c” de qualquer pais, reuniria poder para se constituir eles, no maior e único exercito do pais. Porque não querem? Qual a força paralisante, hipnótica existe por traz da pratica da escravidão moderna?
Bem, os grandes predadores humanos, ao contrario dos grandes predadores na selva, usam algumas propriedades do cérebro mais complexo. Tendem mais a constituírem acordos, sociedades entre si para se repartirem territórios e ovelhas, ao invés de se guerrearem e se matarem disputando a mesma presa. Com isso, em 5 ou 10.000 anos, desenvolveram uma estratégia muito eficaz de controle e manipulação para que as ovelhas produzam carne fresca cada vez mais e melhor. Essa estratégia chama-se “a cultura de um povo”, cujas principais armas são as religiões, a mídia televisiva, a ciência e a politica. Esta a força paralisante e hipnótica controlando os 95% dos humanos. Trata-se primeiro de criar interpretações sobre todos e quaisquer fenômenos naturais, fatos do mundo real e incutirem estas interpretações falsas como verdades absolutas nos cérebros das ovelhas. Educação escolar social e familiar desde o berço, condicionamento mental. Assim os predadores repartem territórios cada qual se escondendo sob marcas e se parecem com um polvo negro com muitos tentáculos manipulando cada aspecto da vida do rebanho:


Mas a Natureza tem mostrado que ela tem um propósito, um objetivo, ao aplicar a evolução nesta biosfera.Este objetivo é agora, melhorar o cérebro humano, desenvolvendo os seus atuais sensores e expressando novos ainda em estado latente, tornando o cérebro o ovo e placenta ideal para a gestação da nova e superior forma de sistema natural que Ela está trazendo para cá, chamado de “auto-consciência”. O qual está totalmente contra o objetivo dos grandes predadores. A batalha começa, a guerra é declarada pela Natureza. Ou Ela vence ou Ela descarta a espécie inteira e retorna ao reino dos macacos buscando outro tipo pelo qual recomeçar Seu intento.
A forma de cidades, de tecnologia, de instituições como família nuclear, de sistema politico e militar com um núcleo e periferias, está tudo errado, em relação ao que a Natureza quer. O humano ocupando 8 ou mais das melhores horas do dia em atividades rotineiras estupidificantes que impedem a absorção das certas e verdadeiras informações, desviando o projeto de melhor cérebro, terá que ser mudado, por bem ou por mal.
O humano que tem inteligencia suficiente para perceber o que está acontecendo sente necessidade de atuar urgente para facilitar o trabalho da Natureza, antes que esta resolva eliminar a espécie inteira. Sempre existe alguma possibilidade de atuar, por minima influencia que possa causar, pois tambem, sem fazer algo a vida não tem sentido, pois estar-se á conformado com a vinda do futuro zero. Eu particularmente procuro estas possibilidades de atuar na pratica. Lanço na Internet movimentos por exemplo, “Abaixo os bancos privados”, “Leis que dividam igualmente a terra entre entre todos os humanos”, “Vença o apelo sexual, principal arma usada pelos grandes predadores para mante-lo no trabalho escravo”, e etc. Faço minha parte tentando dar o salto inicial, mesmo que caia no vazio, mas persistindo até o ultimo suspiro. Quando houve oportunidade atuei com energia inclusive me defendendo à mão armada na selva e ali inciei escolas, hospitais, cidades, cooperativas, etc. Me retraí quando as forças contrarias estavam prestes a me eliminar, mas uma retirada estratégica para retornar em outro lugar. Ao lado da atividade pratica voltada á realidade social, existe a atividade que visa atingir o cerne do cérebro possuído, condicionado. isto se faz pela propagação das interpretações verdadeiras dos mesmos fenômenos naturais e dados do mundo real que foram interpretados falsamente. para isso criamos a visão de mundo chamada de “Matrix/DNA”. E para entender melhor tudo isso é bom tambem ler os links abaixo de pessoas que estão buscando, no mesmo caminho.

xxxx

Sites bom para pesquisar/reler:

Ditadura social científica e psicológica. Pra sair da “CAIXA”…!!!

http://rmorais76.blogspot.com/2014/09/ditadura-social-cientifica-e.html

Ver os comentarios neste artigo grande quantidade de links para videos e autores como Icke, Maxwell, etc., denunciando a cultura dominante. 

xxxx

Symbolic Literacy

http://www.taroscopes.com/highwindowsarticles/symbolicliteracy2.html

xxxxx

E um comentario destinado ao blog rmorais não publicado por excesso de caracteres: 

Muito bom texto, informativo. Permita-me postar aqui meus dois centavos de opinião. Sou autor de uma nova visão de mundo, chamada “A Matrix/DNA Universal dos Sistemas Naturais e Ciclos Vitais”, a qual traz uma perspectiva diferente para o tema do texto. Em todos os povos as sociedades tem se organizado no modelo de sistemas, com nucleo e periferia, ou seja, ricos e pobres. Porque este mesmo modelo em todas as épocas e diferentes regiões?! Se ele significa a felicidade total de 1%, a felicidade média de 4% e a infelicidade de 95%?! Porque não um tipo de organização social que não seja no modelo de sistemas, sem nucleo e periferia, que tenha como ponto de partida a felicidade repartida igualitariamente?

Porque todos tiveram o mesmo ancestral primitivo comum, o qual foi produzido pela biosfera terrestre que representa a face caótica da Natureza apenas, e não a outra face, da ordem. Quem duvidar que esta biosfera é produto do caos, que vá experimentar as origens dela no ambiente selvagem das florestas, dos desertos ou das profundidades marítimas. A organização social humana imita fielmente as regras da selva, dividida entre grandes predadores ( a classe A), os médios predadores e as presas ( a classe dos trabalhadores escravizados). Toda essa cultura de dominação foi desenvolvida ao longo de 10 ou 15 mil anos, pelos grandes predadores, para manter e melhorar suas colheitas do labor das suas ovelhas.
É preciso entender o sistema astronomico que gerou esta biosfera, antes de entender o humano como atual produto final. Ele é descrito melhor pela mecânica Newtoniana porque funciona como uma maquina, perfeita. Antes de sermos gerados pelo pó das estrelas, fomos ( ao menos no tocante aos nossos corpos materiais) gerados pelo tipo de organização social em sistemas, das estrelas.

Mas se os astros se alinham em sistemas que estão no estado de ordem, porque a biosfera começou pelo estado de caos? Por que não existe nada eterno neste Universo, tudo é atacado pela degeneração medida pela entropia. Mas deste estado de caos sairá o fluxo de uma ordem… reproduzindo o sistema astronomico. O Admiravel Mundo Novo de Aldous Huxley, governado pelo Big Brother de Orwell. As sociedades de insetos como formigas e abelhas foram primeiro neste caminho, com a diferença de que, ao invés do Big Brother, elas tem a Big Mother, ou a Grande Rainha. Porque no centro do sistema astronomico se aloja a Big Mother, como se pode ver no modelo teórico de sistemas astronômicos no meu website.

Se deixar-mos o vento nos levar naturalmente, o destino está determinado: seremos meras peças de uma maquina reproduzindo fielmente o estado organizacional do mundo material, natural, que nos criou e ainda nos envolve por todos os lados: este sistema solar e este sistema galáctico.

Mas é no momento de transição da reprodução que pode ocorrer mutações que permite a entrada de elementos novos, externos, na formação da nova cria. E aconteceu que aqui entrou informações nunca antes conhecidas por esta galaxia: informações sobre um tipo de arquitetura vinda do alem das galaxias, denominada “auto-consciencia”. Esta pode mudar o destino da cria, o nosso destino, se formos acessível assimilando mais destas informações flutuando no ar. Agora o futuro é da livre escolha da humanidade: ou ser um sistema fechado em si mesmo como a maquina galáctica, ou ser um sistema aberto para aventurar-se no Cosmos, e crescer sempre.

O que deve fazer já os que preferem esta teoria do mundo, do significado das existencias? Primeiro de tudo, atingir o cerne do cérebro manipulado da grande massa, extraindo dali as falsas informações sobre as quais foi construída essa cultura. Não existe outra maneira de destruir uma falsa informação senão apresentando a informação verdadeira e provando-a, fatualmente, cientificamente. Informação verdadeira só pode referir-se a fatos reais, fenômenos e eventos naturais, e não na discussão entre criações imaginarias das teorias, ideologias, religiões, etc. A cultura dominante está totalmente baseada nas interpretações falsas de todos os fenômenos e eventos naturais que compõem a História.É preciso então retornar aos fenomenos e eventos naturais para observa-los detidamente, identificar suas interações com o todo, extrair a nova interpretação e testa-la contra os demais fatos convergentes. E então divulga-la incansavelmente ao publico condicionado. Séculos depois de Copérnico e milhões de imagens do sistema solar, ainda existem os que acreditam na falsa Terra como centro do mundo tal como apregoado pela cultura da dominação, mas a maioria não resistiu ao confronto com a realidade.

A visão de mundo pela Matrix/DNA está fazendo justamente isto. Todo dia focaliza um novo e diferente fenômeno ou evento natural e reinterpreta-o, divulgando esta reinterpretação. Assim acredito que vamos desmascarando esta “matrix virtual” criada e alimentada pelos humanos que ainda mantem o instinto animalesco subjugando o intelecto, seja na forma de predadores ou de presas. Vindo por caminhos diferentes, as técnicas dos nossos blogs parecem ter entrado no mesmo barco…Portanto… welcome!