Archive for novembro, 2015

Como as Escolas Continuam a Desviar As crianças do Amor `a Vida e ao Nosso Planeta

terça-feira, novembro 24th, 2015

xxxx

Mais um artigo publicado e produzindo um desserviço na grande causa da Humanidade. Tiraram uma foto do céu e correram a interpreta-la segundo a cosmovisão de que somos meros produtos do acaso. E isso em nome da Ciência que e’ inserida no curriculum escolar!

Nos perdemos 2.ooo anos porque a precipitação na interpretação de coisas distantes levou a colossais equívocos, como o de que o Sol giraria em torno da Terra, a Terra fosse plana etc. Bilhões de mentes jovens foram desviadas pelos adultos do verdadeiro caminho na busca de nossas origens a da produção da boa Ciência. E’ obvio que esta imagem não autoriza interpretação alguma `a pretensão de ser cientifica. Nunca vamos provar cientificamente a completa formação de um planeta, pois isto requer um filme de 10 bilhões de anos. Teremos uma teoria de formação, assim como temos uma teoria da evolução porque ninguem a assistiu. Estão desviando as mentes dos nossos jovens nos bancos escolares, mas o que ganham com isso?! A destruição da vida por não entender seu significado sublime e eterno, e  de um planeta por não entender que ele foi uma vez nossa mãe, um ancestral na mesma linha genética evolucionaria como foram bactérias, estrelas e repteis?

Para quem esta interessado, leia o artigo pelo link abaixo e leia meu comentário tambem abaixo: 

Astronomia: Como nasce um planeta?

http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/2015/11/23/astronomia-como-nasce-um-planeta/comment-page-1/#comment-140336

POR SALVADOR NOGUEIRA – 23/11/15  02:00
Concepção artística de planetas em processo de formação ao redor de uma estrela jovem. (Crédito: Nasa)

Notar que esta e’ uma “concepção artística” de planetas em processo de formação ao redor de uma estrela jovem. A imagem verdadeira deve ser um borrão preto e branco. (Crédito: Nasa)

E minha explicação:
 
Louis Charles Morelli comentou em 24/11/15 at 5:43 am 
(Your comment is awaiting moderation.)
A interpretação dada a esta imagem nos desvia ainda mais do conhecimento das nossas origens. Pois a mesma imagem pode sugerir outras interpretações que tornam mais racionais e fáceis de entender nossas origens, como a interpretação dada pela Matrix/DNA Theory. Este planeta e seu sistema produziu as nossas origens aqui, portanto, onde estavam as formas primitivas das forças e elementos naturais que depois se tornaram as propriedades vitais? Não estavam ai, então o que existe na Terra foi criado do Nada por ela, ou caíram do céu, por magia de deuses ou de acasos?! A forma planetesimal pode ter sido produzida pela força que depois produz a forma fetal, ou a blástula, mas e o resto? O metabolismo, a memoria, codificação e processamento dessa memoria pelo DNA, o sistema digestivo, etc.? Onde estavam os princípios destas propriedades nesta imagem?
 
O mesmo artigo na Nature sugere que a formação ou nascimento de um planeta tome 10 milhões de anos. A repentina visão de um momento entre 10 milhões de anos não nos autoriza a interpretar nada, assim como a foto de um feto humano ainda na forma de réptil, para quem nada sabe de embriogênese humana, não o ajudaria a nenhum entendimento da sua completa formação, do que ocorreu antes e ocorrera depois. Alem disso, com certeza a Dra. Stephanie usou apenas um ou dois espectros da luz, o que deixa muitas dimensões da imagem, encobertas. E’ como olhar para um arco-iris e ver apenas a faixa pelo infra-vermelho, ou apenas a faixa azul. 
 
Devem existir dois processos de formação de astros em geral, como houve dois processos na formação dos seres vivos. O primeiro, das galaxias originais, foi por simbiose, depois as seguintes gerações de astros aprenderam a auto-reciclagem do sistema, que e’ uma simples forma de reprodução. De que outra forma teriam surgidos astros que não existem nos sistemas estelares, como quasares, pulsares, buracos negros, etc? Mas o processo do ciclo vital que este planeta produziu aqui para os sistemas biológicos e que faz um unico corpo inicial se transformar em varias formas, explicaria racionalmente estas existências, mas então este processo vital já estaria incubado, como potencial latente, desde as origens das galaxias.
 
Nos perdemos 2.ooo anos porque a precipitação na interpretação de coisas distantes levou a colossais equívocos, como o de que o Sol giraria em torno da Terra, a Terra fosse plana etc. Bilhões de mentes jovens foram desviadas pelos adultos do verdadeiro caminho na busca de nossas origens a da produção da boa Ciência. E’ obvio que esta imagem não autoriza interpretação alguma `a pretensão de ser cientifica. Nunca vamos provar cientificamente a completa formação de um planeta, pois isto requer um filme de 10 bilhões de anos. Teremos uma teoria de formação, assim como temos uma teoria da evolução porque ninguem a assistiu. Estão desviando as mentes dos nossos jovens nos bancos escolares, mas o que ganham com isso?! A destruição da vida por não entender seu significado sublime e eterno, e  de um planeta por não entender que ele foi uma vez nossa mãe, um ancestral na mesma linha genética evolucionaria como foram bactérias, estrelas e repteis?
xxxx
Comentario enviado a outros artigos:

Como o Naturalismo Filosófico tem Inspirado a Criação da Tecnologia

segunda-feira, novembro 23rd, 2015

xxxx

Os brasileiros em quase nada – ou mesmo em nada – tem participado na criação da enorme profusão de tecnologia que hoje eles mesmos estão usando. Neste particular, para povos que se esforçaram para resolver os problemas a uma vida mais fácil e agradável através da criação da tenologia, os brasileiros tem sido mais um peso a carregar que um sócio trabalhando lado a lado. A realidade e’ dura e faz parte das astucia brasileira nunca dize-la em publico para não ser “um chato que espanta as garotas para longe dele, ou que espanta os eleitores para outro adversário.” Mas porque acontece esta grande falha no caráter brasileiro? Porque os colonialistas de 500 anos atras e que ainda dominam o pais tudo fizeram para manter o povo brasileiro longe da historia dos povos que se desenvolvem, pois ai não haveria trabalhadores simples e submissos para a grande fazenda Brasil. Os jovens de hoje ( pois os adultos não tem mais jeito) que desejem alcançarem e se equiparem com os jovens dos países desenvolvidos, tem que unirem para mudar isso com urgência. E a primeira e indispensável medida ‘e que o curriculum educacional brasileiro seja equiparado ao curriculum educacional dos países que estimulam a inovação tecnologia na mente das crianças desde cedo. As amil,ias tambem tem responsabilidades em direcionar a mente das crianças neste sentido, e para tanto os jovens devem colaborar no sentido de que a mídia – que e’ a escola dos adultos hoje – se ocupe mais e mais deste tema. E abaixo vai outras providencias que são necessárias de imediato. O Brasil assim dormindo esta cavando eu tumulo assim como os nativos indígenas cavaram enquanto ficaram dormindo na selva e os europeus desenvolviam seus apetrechos tenológicos. Ou nunca vão aprender as lições da triste e dura realidade?

Um artigo recente do New York Times, pago e patrocinado pela GE trata justamente deste tema, por isso o divulgo aqui:

Biomimicry: O Brasil precisa disto tambem

wind farm

Quando nos resolver-mos todos os problemas `a nossa vida neste planeta, estaremos pronto para as aventuras espaciais no Cosmos, e um dia, nosso problema sera resolver-mos todos os problemas para a nossa vida no Universo. E depois dele… encontramos Deus que já tinha resolvido todos os problemas a nos perguntar porque criamos estes problemas…

Exatamente o que esta acontecendo na relacao entre Natureza e tecnologia Humana. A Natureza inventou milhões de fenômenos naturais para resolver problemas dentro Dela. Ai surgimos nos, os humanos, reclamando que a vida e’ muito difícil e tem muitos problemas a resolver que a Natureza nunca teve tais problemas e por isso não resolveu. Ledo engano. Pois humanos e’ Natureza – uma nova forma da Natureza, muito sofisticada, a primeira dotada de auto-consciência, mas nem por isso seriamos uma forma supernatural ou antinatural. Diferentes dos animais irracionais que se tornaram super-práticos nos seus modos de vida animalescos, nos temos que detectar na natureza o seu aspecto produtor dessa auto-consciência, para dele auferir-mos inspirações de tecnologias ideais para o ser natural composto de corpo físico e mais as novas necessidades intelectuais da auto-consciência. Com certeza a Natureza tem essa dimensão em seu recanto, esperando por nos.

Para tornar nossa vida menos difícil e ate prazerosa, criamos a tecnologia – um mundo paralelo de ferro, borracha, plásticos, motores, celulares – no qual nos assentamos mais confortáveis que nas pedras e troncos das selvas ou areia das praias, sob o sabor e desatinos de todas intempéries e escassez. Assim como Deus, os humanos podem criar novos mundos, ou ao menos, novas dimensões paralelas neste mundo.

Mas como?! Humanos não são mágicos como Deus, ninguem pode criar nada do nada. Ninguem pode fazer surgir alguma coisa totalmente nova na longa cadeia de causas e efeitos que vem desde o Big Bang. Se o fizesse teria sido um ato supernatural, trazendo para a Natureza algo que nunca esteve nela. Para fazer algo e’ preciso usar as informações que já existem nessa cadeia, ninguem pode criar novas informações vindas do Nada. Então como o homem esta’ ” criando” esta nova dimensão do mundo?

Ora, observando com cuidado suas criações, nada e’ novo, tudo foi copiado, e da Natureza. O planeta Terra, por exemplo, e’ o maior inventor entre nos e continua merecendo o Premio Nobel para inventores, nunca saindo do livro dos últimos recordes. So existem aviões no ar porque existiam antes pássaros a voar, inventados pela Terra.

Mas ainda temos zilhões de problemas a resolver, desde as tradicionais mortais doenças, as fúrias das intempéries climáticas, a diminuição de recursos naturais, a miséria em que vive muitos humanos, a escravidão ao trabalho forcado bruto e manual, etc. e etc. E nos não vamos criar nada novo para resolver isto. So vamos resolver aquilo que a natureza, em algum tempo e lugar, já resolveu, atestando que neste mundo material existiam informações disponiveis para faze-lo. O maximo de novo que podemos fazer e’ juntar de uma maneira que a natureza nunca precisou fazer, informações e mecanismos num mesmo ponto, produzindo algum artefato mais complexo do que os feitos pela natureza. Alias, isso fizemos quando começamos a imitar o cérebro numa maquina chamada de computador, mas ali inserimos algumas coisas que o cérebro humano não tem – porem, outras coisas ao seu redor, tem – e o cérebro eletro-mecânico feito por nos conseguiu uma maior complexidade em algumas direções, fazendo calculos mais rápido que a capacidade do cérebro natural.

Portanto, aqui não existem argumentos, boatos, fantasias: e’ botar os olhos na Natureza, cada vez mais profunda e mais distante, `a busca de mais informações, de mais soluções para problemas, de mais arquiteturas feitas pela natureza.

Nos estamos adiando nossas torturas e sofrimentos simplesmente porque ainda não fizemos uma coisa que seria a mais logica para quem tem um olho aberto: a instalação de oficinas e laboratórios públicos para experimentos individuais gratuitos. Em muitos momentos, quaisquer humanos estão assistindo algum fenômeno ao redor, tendo uma ideia ou principio de ideia, relacionando aquilo a algum aspecto da sua vida, e aqueles momentos são grandes oportunidades para a Humanidade, mais são desperdiçados devido a falta de tais locais públicos. Logo cresceria o numero de aficionados que ali frequentariam e trocariam ideias, muitos orientando os novos inspirados, etc. Como o exemplo de um funcionário de uma companhia fabricadora de aviões, que notou pequenas ” bombas” na superfície das barbatanas de baleias, anunciou isto no laboratorio da companhia, e logo as turbinas foram aprimoradas com bombas imitando as das baleias. Mas ele tinha acesso a um laboratorio… e e’ disso que todos precisam. E claro, e’ preciso pessoas com mentes despertas e compromissadas com a melhor vida dos humanos, pois de nada adianta a mocinha assistindo as baleias no aquário se sua mente esta preocupada em verificar se a  volta tem algum homem olhando sua nova mini-saia… A mente humana tem que sair dos instintos naturais imediatos se quiser ver e aprender os instinto da Natureza a níveis mais profundos e distantes. E para isso tem que haver educação nas famílias mas principalmente nas escolas.

A Humanidade imita a natureza não apenas na sua tecnologia, mas tambem na sua forma de organização social. Quando o sistema imunológica de um organismo detecta uma bactéria invasora nociva, ele imediatamente produz anti-corpos, enzimas, que se dirigem ao invasor para expulsa-lo, elimina-lo ou alguma outra maneira de tira-lo fora do organismo. Quando os sistema de governo de um pais deteta em seus radares um elemento causando perturbações no sistema imediatamente envia a policia para tirar o elemento do meio dos humanos. mesmo significado, mesmos mecanismos, diferentes arquiteturas, porque diferentes são os meio-ambientes, porque diferentes são os pontos no tempo e no espaço. Radares são imitações de sinais nervosos, policia e’ imitação de anti-corpos, nada novo debaixo do céu. Apenas estamos exteriorizando o que esta ocorrendo em nosso interior, para que assim assentemos o corpo mais confortável e saudável.

E então e’ neste momento que sinto a validade no meu esforço de chamar a atenção de mais humanos para a obra que estou realizando. A teoria da Matrix/DNA esta sugerindo a existência de centenas de novas tecnologias e soluções sociais para os nossos problemas atuais. Como não tenho, isoladamente, a menor condição de acesso a um laboratorio ou oficina mecânica, fica tudo parado no nível das palavras escritas. Vou citar apenas mais um exemplo de uma ideia ocorrendo justo agora quando leio o artigo do New York Times que estou anexando aqui. Diz ali que a posição dos cataventos numa linha de obtenção de eletricidade do vento numa fazenda são estudadas para imitar os movimentos turbilhonares que os pássaros criam no ar ao voarem na formação de V. parece que cada pássaro voa atras de outro aproveitando a energia que o outro criou e nao levou. Ou então aproveitando o vácuo turbilhonar criado pelo outro, onde o ar e’ menos resistente. Mas então me lembro que a formula da Matrix/DNA sugere que cometas se movem no espaço seguindo linhas magnéticas da espiral galaxia, as quais conduzem estes cometas ao núcleo do sistema. o lembrar-me disto imediatamente a minha mente sai da formula e das galaxias para retornar aos pássaros lembrando que eles se orientam em dimensões continentais, e pelo que parece, guiados pelas linhas magnéticas da Terra. Mas então… e se puséssemos os cataventos alinhados segundo uma linha magnética da Terra? Ou se num laboratorio colocando dois grandes imas lado a alado criando um campo magnético, conseguisse alinhar sinais de comunicação? Para melhorar a velocidade destas? Ou se…

Existe uma área do conhecimento criada a pouco tempo e ainda engatinhando porque não tem despertado a atenção devida, denominada ” biomimicry”. Existe um website de seus fundadores, já escrevi artigos a respeito mas tambem tenho me afastado de seus desenvolvimentos por falta de tempo. Isto tem que ser ressuscitado e inserido no curriculum escolar, e já!

Na continuidade desta pesquisa copio o artigo do New York Times para tentar traduzi-lo aqui e assim tentar fomentar este assunto tambem entre brasileiros. Qualquer esforço nesta área e nossas próximas gerações agradecerão, assim como agradecemos as gerações dos nossos pais toda vez que usamos um carro, um avião, um celular ou um ventilador que cria um agradável ambiente para nosso corpo mesmo no meio de um calor tórrido.

 

How Nature Is Inspiring
Our Industrial Future

http://paidpost.nytimes.com/ge/how-nature-is-inspiring-our-industrial-future.html

(artigo publicitario pago pela GE)

Inventors have long looked to nature for inspiration. Leonardo da Vinci and the Wright Brothers, for example, both examined birds to discover the secrets of human flight.

Inventores vem a longo tempo procurando na Natureza pra suas inspirações. Leonardo da Vinci e os irmãos Wright, por exemplo, ambos examinaram os pássaros para descobrirem os segredos para os voos dos humanos.

Today, scientists and engineers are looking beyond the mere physical forms of nature, however, to higher-level ideas about how biological systems work, evolve and interconnect.

Hoje, cientistas e engenheiros estão procurando alem das meras formas fisicas da natureza, seja como for, para mais elevados niveis de ideias sobre como sistemas biologicos funcionam, evoluem e se interagem.

A field known as bioinspiration, these discoveries are in turn solving some of technology’s greatest challenges.

“You can talk about it as a shift from biomorphic” — or physical shape — says Janine Benyus, author of “Biomimicry: Innovation Inspired by Nature” and co-founder of the Biomimicry Institute. “What you’re trying to do with biomimicry is extract design principles from nature.”

( a continuar)

O instinto de auto-defesa na identidade dos sistemas fechados e abertos

segunda-feira, novembro 23rd, 2015

xxxxx

 

Sistema Imunologico um Anticorpo amarelo e uma bacteria antrax

Sistema-Imunologico-um-Anticorpo-amarelo-e-uma-bacteria-antrax.jpg

( Um neutrófilo (a amarelo) envolve uma bactéria de antraz (a laranja),)

Quando um corpo humano morre, nos seus intestinos fica o ultimo alimento ingerido, sendo comido pelas bacterias. As bacteria nao devem ter menor nocao de que o corpo morreu. O que vai acontecer com elas?

Presumo que quando comecarem a sentir falta de novo alimento, vao ficar desesperadas, e tentar digerir a materia organica `a volta, das paredes do intestino, se e’ que elas tem dispositivos, acidos, para essa materia. Tambem deve comecar a mudar a temperatura la dentro, uma temperatura tendendo a um frio nunca sentido antes pelas bacterias. O mais provavel e’ que elas se movam cada vez mais rapido `a medida que a fome vai aumentando, e podem chegar ao estomago, vias urinarias, anus, etc. E talvez ai, encontrando outra materia comestivel que nao haveria nas paredes intestinais, voltem a se alimentarem.

O fato ‘e que dentro do caixao funerario esteril, nao entram bacterias. Entao de onde vem as que digerem o corpo? So pode ser de dentro do corpo mesmo.

Mas se estas bacterias capazes de digerirem o corpo, ja estavam dentro do corpo enquanto era vivo, porque nao digerem ao menos alguma parte interna, quando falta alimento ou o alimento ‘e intragavel? Imaginemos alguma bacteria perdida que de repente sai do tubo intestinal, ou que o tubo tenha sofrido um rompimento. Ela vai atacar a carne, o sangue `a sua volta.

Se isso acontecer – pelo pouco que sei – de repente vao aparecer ao seu lado, umas moléculas grandes que agem como animais predadores, vao se encostarem nela e abraca-la, soltando um liquido mortal para ela, que a vai desfazer. Estas moleculas são os anti-corpos. Mas de onde viram se não estavam ali, domo elas surgem, quem as manda ali?!

Como e’ de nosso costume, quando não sabemos uma coia por completo, arrumamos um nome, uma palavra, um simbolo, para a quela coisa e pronto. Assim inventamos o nome ” sistema auto-imune de defesa”. Pronto, respondeu-se todas as questões – como se originam, de onde vieram, porque sao daquele jeito, etc. Para mim, um elemento perdido para a civilizacao, nao educado por ela e sim pela selvageria primitiva presente e tocante a todo momento, mas com uma estranha propriedade, a de um animal pensante com o com o instinto de filosofia naturalista, que quando esta descansando, observa as coisas ao redor com curiosidade, pega-as com as maos e fica se perguntando o que e’ o significado, a realidade daquela coisa e porque ela esta ali existindo naquele mundo complexo ao redor… estas palavras, estes nomes, nao dizem nada. Permanece o fato de que são moléculas que surgem de alguma maneira bem ao lado da bactéria, como se fossem fantasmas, que se materializam e se tornam vampiros. O nome, a palavra, nao vai – como costuma acontecer ao estudante sentado na sala de aula com ar condicionado – evitar que o meu pensamento tente se infiltrar no corpo e procurar ali naquele meio, a fonte daquelas moleculas. Esta postura me levou a imaginar toda a teoria da Matrix/DNA que produziu um modelo de sistema no qual o corpo humano deve se encaixar e daquela formula de sistema deduzi o que e’ e de onde vem o sistema de auto-defesa, e seus produtos, como os anti-corpos. Porem se quero transmitir esta teoria aos humanos da civilizacao tenho problemas em traduzir imagens mentais em nomes e palavras na linguagem deles. Alem disso, eu sai da selva e voltei `a civilizacao, onde fiquei sabendo que ela tem um conhcimento muito avancado sobre sistema imunologico. Entao tenho que estudar este conhecimento para comparar com meu suposto conhecimento e ajeitar as coisas de maneira que reste a verdade e apenas a verdade. Porque o conhecimento de um novo detalhe qualquer da ” verdade” nos da’ um novo poder – ao contrario do poder que vem da mentira, da ilusao, e da fantasia – para produzir produtos tenologicos sintonizados com a realidade da natureza envolvente, portanto, um produto saudavel que nao aciona o instinto de defesa do sistema planetario contra nos.

Nesta comparacao entre o conhecimento de fato, cientifico, e o meu suposto conhecimento auferido de calculos racionais, aprendo o seguinte.

Wikipedia: sistema imunitário ou sistema imunológico ou ainda sistema imune é um sistema de estruturas e processos biológicos que protege o organismo contra doenças. De modo a funcionar corretamente, o sistema imunitário deve detectar uma imensa variedade de agentes, desde os vírus aos parasitas, e distingui-los do tecido saudável do próprio corpo” 

E logo penso: ” Tudo bem, mas o organismo e’ um conjunto de estruturas e processos que surgem `as cegas `a medida que o objeto ” organismo” vai fluindo no meio da matéria envolvente e vai movendo-se porque ou e’ expulso pela energia oposta do ambiente ou e’ atraído pela energia similar do mesmo ambiente. Sendo um objeto as cegas, ele nao poderia mover-se, transformar-se visando propositos futuros, nao-imediatos. E o que chamam de ” doenca” so acontece depois do agente instalado e atuante. Entao o organismo nao protege contra doencas, mas sim reage a uma perturbacao no seu circuito funcional. Assim como a energia oposta do meio-ambiente. Entao e’ daqui – do fato que a nergia oposta ja existir muito tempo antes do aparecimento de organismos – que vem a fonte que prozuz esta esturtura e estes processos que englobados, chamam de sistema imunologico. A coisa se reduz a Fisica, ao eletromagnetismo, fisica das particulas, etc., portanto, vem la’ dos átomos e das galaxias. E nao vejo o conhecimento desta civilizacao continuar neste niveis da realidade buscando o entendimento completo deste sistema. Eu o fiz, imaginativamente, apenas guiado pela razao natural. Mas como vou testar os resultados que encontrei teoricamente? O conhecimento da civilizacao nao ajuda em nada aqui, apenas me faz pular um salto gigantesco e ir para a sua area de conheicmento chamado de Fisica. Raios eu nao vou conseguir isto tudo antes da morte do meu corpo… se pudesse manipular o cerebro destas bacterias que vão ultrapassar a minha morte a continuarem essa busca… de alguma maneira, mais um pequeno detalhe da ” verdade” seria agarrada pela Terra. Meu supremo objetivo. Eu morro vencido, porem dixo minha marca nas pegadas de quem chegou no agente que possui a verdade e a fonte da minha criacao, para desmascara-lo e exigir todas as explicacoes. Poque deixaste a mim e a meus irmaos, as minhas criancas, o meus velhos, serem torturados na minha frente? Es tu o torturador? Se sim, estamos em guerra mortal.

( não tem jeito… de segurar o meu “eu” existencial e suas dores, enquanto estou de mangas arregaçadas revirando a lama destes pântanos e procurando mais nacos dessa ” verdade”). Voltemos ao assunto que interessa.

O sistema imunológico – enquanto uma estrutura física –  não e’ uma coisa que possua inteligencia própria, portanto ele não pode ter o proposito inteligente de “detectar uma imensa varieade de agentes, desde virus a parasitas, e distingui-los do tecido saudavel”. Ele nem mesmo pode saber o que seja ou nao seja tecido saudavel. Se ele de fato faz isso, tem mais coisas invisíveis ou não envolvidas ai. Vejamos se o conhecimento da civilizacao ja as descobriu ( na minha mente ela ja foi descoberta, e trat-se da formula da matriz que vem desde osn niveis de ondas de luz… mas devo esqueer isto para testar meu conhecimento e aprender de fato o que interessa agora).

O problema e’ que não da’ para isolar no laboratorio o sistema imunológico completo e estuda-lo separado do organismo. Não tem onde cortar seus tentáculos que vão penetrando as células e substancias dos outros sistemas, assim como os tentáculos dos outros sistemas que o penetram. Vamos cair dentro do cérebro, dai para dentro de neurônios, dai para dentro do DNA e outras moléculas, dai para dentro de átomos e partículas… e la vem a Química e a Fisica de novo, e mesmo assim não sabemos se chegamos nos limites últimos do organismo, onde esse sistema ainda se estende, pois talvez o organismo tenha um campo magnético, ainda não detectado, algo como uma aura, etc. Parece ser esta uma causa perdida.

Mas não podemos desistir, temos que continuar contra todo o cansaço e resistência de nossos cérebros, pois senão nunca vamos acabar de uma vez por todas com o câncer, etc. Se o conhecimento da civilização – que e’ baseado no método reducionista – ainda não acabou com o câncer e’ porque sua causa se refere a sistemas, uma tarefa para o método sistêmico – meu método possível de ser abordado apenas com meus parcos recursos. Vamos continuar por enquanto a buscar o que o conhecimento da civilização já sabe, para não ficar reinventando a roda.

Wijkipedia: ” Os agentes patogénicos podem rapidamente evoluir e adaptar-se de modo a evitar a detecção e neutralização por parte do sistema imunitário, pelo que os vários mecanismos de defesa também evoluíram no sentido de os reconhecer e neutralizar…”

Raios, esta leitura continua a causar-me um instintivo desconforto. A moderna Biologia esta tendendo a emprestar traços da personalidade humana, inclusive de sua inteligencia, a pacotinhos de átomos como genes e moléculas e vírus! O que tiraram de Deus – a sua fantasmagórica inteligencia – estão transferindo para moléculas?! Esta a tendencia dos papas biológicos modernos como PZ Myers, Richard Dawkins e seus genes ” egoístas”. Eles passam a ideia aqui que acreditam que agentes patogênicos, como virus, tendem a evitar os radares do sistema imunológico e se esconderem ou lutarem contra os policiais enviados pelo sistema! Um mero bloquinho composto por alguns átomos, isto e’ um vírus. Com alguma complexidade, como estes átomos conectados de uma maneira que denominam de RNA, proteínas, mas no fundo não deixa de ser um objeto de átomos, microscópico, esta coisa não pode ter a inteligencia de saber ou evitar ou lutar contra coisas como outros grupinhos de átomos denominados de sensores e anticorpos. Ou isso tudo e’ um simples jogo de forças físicas ou tem algum elemento escondido ai que ainda não estamos vendo. Porque não a formula da Matrix/DNA e sua invisível identidade dos sistemas? Esta também não e’ dotada de inteligencia, mas ela organizaria estes átomos em conexões que se reagem ou se conectam. E o faria porque essa função vem de sua forma primeira, uma onda de luz, a qual tambem nada tem de inteligencia própria, porem ela vem de um lugar desconhecido, onde pode ter algum tipo de inteligencia que cria estas coisas funcionais sem inteligencia assim como fazemos robots. Mas o conhecimento da civilização não quer nem ouvir falar desta formula teórica… apesar de que estão sucumbindo a crença mistica de que um mero pacote de átomo tenha ” propósitos” que vão alem de seus limites, inclusive em relacao ao futuro deles… Naão…: estes agentes patogênicos se movem porque tem necessidades de elétrons em outros átomos e quando os absorvem se tornam mais fortes o que provoca a obrigação do sistema imunológico se mover buscando outros elétrons que o torne mais forte que os agentes, e quando faz isso, atua como feed-back sobre os agentes patogênicos, que se movem… e’ isso que querem dizer com as palavras ” evolução” e ” adaptação”…? E’ um jogo de mare’ e contra-mare’, ventos do sul contra ventos do norte…

Wikipedia: ‘ Até mesmo os simples organismos unicelulares possuem um sistema imunitário rudimentar, na forma de enzimas que os protegem de infecções por bacteriófagos.’ ( Enzimas são grupos de substâncias orgânicas de natureza normalmente proteica (existem também enzimas constituídas de RNA [1] , as ribozimas), com atividade intra ou extracelularque têm funções catalisadoras, catalisando reações químicas que, sem a sua presença, dificilmente aconteceriam. Isso é conseguido através do abaixamento da energia de ativaçãonecessária para que se dê uma reação química, resultando no aumento da velocidade da reação e possibilitando o metabolismo dos seres vivos. A capacidade catalítica das enzimastorna-as adequadas para aplicações industriais, como na indústria farmacêutica ou na alimentar.

 

Em sistemas vivos, a maioria das reacções bioquímicas dá-se em vias metabólicas, que são sequências de reacções em que o produto de uma reacção é utilizado como reagente na reacção seguinte. Diferentes enzimas catalisam diferentes passos de vias metabólicas, agindo de forma concertada de modo a não interromper o fluxo nessas vias. Cada enzima pode sofrer regulação da sua actividade, aumentando-a, diminuindo-a ou mesmo interrompendo-a, de modo a modular o fluxo da via metabólica em que se insere.)

Hummm… agora tocaram de cheio na formula da Matrix/DNA. Via metabólica e’ o circuito esférico sistêmico dentro do qual flui o fluxo de informações do sistema, cuja totalidade gera a entidade invisível do sistema. Exatamente, a medida que o fluxo avança, vai produzindo ações que provocam as reações seguintes e estas são simbolizadas na formula como F1, F2, etc.

( a continuar)

 

Paradigma do Pensamento Sistemico: Artigo Favoravel

domingo, novembro 22nd, 2015

xxxx

http://www.folhaweb.com.br/?id_folha=2-1–1935-20151122&tit=espaco+aberto+conexoes+invisiveis

Luís Miguel Luzio dos Santos

Conexões invisíveis

Só conseguiremos reverter a atual crise civilizatória se mudarmos o paradigma de conhecimento

 Desde o início da vida humana, há aproximadamente quatro milhões de anos, a nossa evolução como espécie sempre esteve condicionada à capacidade e qualidade dos relacionamentos que conseguimos estabelecer com nossos semelhantes e com o meio que nos rodeia. Nossa espécie nunca teve na força física ou mesmo no número de indivíduos o seu ponto forte, mas, antes, notabilizou-se pela capacidade de se organizar em grupos e de forma cooperativa desenvolver soluções para superar as adversidades e garantir a sobrevivência ao longo do tempo. Contudo, nos últimos tempos, parece termos nos afastado desse modelo ao privilegiar o autointeresse e o isolamento de cada um em relação ao bem coletivo.
Como alerta Fritjof Capra, ao se procurar compreender as multicrises que afligem o nosso tempo – ética, ambiental, social, econômica – constata-se que estamos, antes de tudo, diante de uma crise de percepção, em que o paradigma clássico – cartesiano-newtoniano – que continua a nortear a racionalidade ocidental, baseado na divisão, no isolamento das partes e na hiper-segmentação como forma de reduzir a complexidade, deixou de ser a solução para se tornar um problema. 

Se por um lado, a divisão da realidade em partes cada vez menores nos fez avançar no aprofundamento dos conhecimentos, o seu dogmatismo criou uma cegueira em relação ao todo e aos desdobramentos de cada ação ao longo do tempo e do espaço, resultando numa grave crise de responsabilidades em que a culpa tende a ser sempre transferida para os outros.

Um exemplo sintomático da incoerência de nossa perspectiva de conhecimento tem sido dramaticamente sentido no Brasil nos últimos anos. Ao se ampliarem indiscriminadamente as zonas de pastagem, nas últimas décadas, grande parte das vezes às custas do desmatamento intensivo de florestas através de grilagem e outros métodos ilegais, provocou-se um agravamento da questão climática, nomeadamente com a redução na quantidade de chuvas em boa parte do país, o que compromete o abastecimento de muitas cidades, reduz a produção de energia que, por consequência, leva ao encarecimento de toda a cadeia produtiva, alimentando a inflação que, por sua vez, tenta ser combatida com o aumento progressivo das taxas de juros, comprometendo o crescimento econômico e ameaçando as conquistas sociais. Além do mais, a expansão ilimitada de áreas de pastagem para a produção de gado vem na contramão das pesquisas que atestam os malefícios para a saúde humana de uma dieta alimentar com excesso de carne vermelha. Estas são apenas algumas das infinitas relações que se estabelecem, impossíveis de serem entendidas na sua totalidade, mas que qualquer esforço no sentido de ampliar a percepção da realidade enriquece as possibilidades de intervenção.

O nosso pensamento mutilado conduz a ações mutilantes, ninguém se sente responsável pelo que não é imediato e não o impacta diretamente, o que demonstra uma profunda miopia diante do contexto que nos cerca. Só conseguiremos reverter a atual crise civilizatória se mudarmos o paradigma de conhecimento, da centralidade atribuída aos elementos separados e assumirmos as relações como referência, em vez de elementos independentes, privilegiar a ideia de teia, considerando que cada fio está imbricado numa cadeia interminável de conexões interdependentes, em que o que afeta qualquer uma das partes inevitavelmente gera impactos sobre as demais. Tudo o que existe, galáxias, estrelas, planetas, seres orgânicos e inorgânicos, até as partículas mais elementares que compõem a matéria participam de um conjunto de inter-retro-relações sem fim e só assim pode-se assegurar as condições propícias ao desenvolvimento da vida nas suas diferentes formas, é bom lembrar: não existimos, mas coexistimos.

Esta’ a Economia Construída Sobre Um Monumental Equivoco?

sexta-feira, novembro 20th, 2015

xxxx

Muito bom artigo, comparando o sistema econômico humano atual com sistemas e evolução biológica, projetando a Matrix/DNA nas ciências econômicas, merece ser aqui traduzido:

Is Economics Built On A “Monumental Mistake?”

http://bigthink.com/errors-we-live-by/self-organization-in-biology-vs-economics-darwin-vs-smith

This is diablog 8 between David Sloan Wilson (DSW) and me (JB).

Este e’ um diablog ( diablog sao pullquotes da BigThink que diferencia dialogo de debate. Debate e’ quando os participantes tentam impor suas tendencias particulares e dialogo e’ quando os vários participantes com suas varias diferentes teorias tentam selecionar o melhor de dada uma e construir uma teoria final), 8 entre David Sloan Wilson (sigla DSW. David e’ o líder do Evolution Institute) e eu (sigla JB):

1) JB: You’ve called an idea that’s cherished in economics “a monumental mistake.” Specifically, the belief that Adam Smith’s “invisible hand” ensures markets self-organize for the best overall outcomes.

1) JB: Você tem definido uma área que e’ idolatrada em economia ” um monumental erro”. Especificamente, a crença de que a “mão invisivel”, por Adam Smith, assegura que os mercados se auto-organizem para o melhor beneficio de todos.

2) JB: Biological self-organization — Darwin’s “invisible hand” — often delivers disaster. What can self-organization, or spontaneous order, in biology teach economics?

2) JB: A auto-organização biológica – que ‘e a “mão invisível” segundo Darwin, geralmente produz desastres. O que pode a auto-organização, ou ordem espontânea, da biologia ensinar para a economia?

3) DSW:  Self-organization isn’t intrinsically good (it can be functional or dysfunctional). 4) DSW: It is indeed a monumental mistake to think that unbridled self-interest will robustly benefit the common good. Instead, it can cause dysfunctional self-organization. 5) DSW: Nevertheless, biology provides breathtaking examples of invisible hand self-organization.  Multicellular organisms and social insect colonies work beautifully as multi-agent societies without their members having the welfare of their society in mind. We can say that confidently because cells and insects don’t even have minds in the human sense! 6) DSW: Self-organization leads to group-functional outcomes in these examples because the group is the unit of selection. Lower-level behaviors that work well
at the group level are winnowed from the much larger set of behaviors that don’t work. But when biological systems are not units of selection, e.g., most ecosystems, they don’t function well as units, as you correctly say.

7) DSW: Like bodies and beehives, human groups function well to the degree that their properties have been winnowed by between-group selection. [Friedrich] Hayek saw this evolutionary aspect of economics, but few understand it correctly.

8) DSW: The bottom line: Spontaneous order worth wanting is possible, but it must be selected. That sounds contradictory, but it makes perfect sense, evolutionarily.

9) JB: I get that that’s how it works in biology. But economists, despite sometimes using biology-like language, are mainly physics-like thinkers. And spontaneous order in physics isn’t “selected.”

10) DSW: You’re right. Economists will never get it right until they switch their mentality from physics to evolution (see Newton pattern vs. Darwin pattern).

11) JB: Robert Frank’s The Darwin Economy distinguishes two “invisible hand” types. Sometimes individual incentives combine to generate good group outcomes. Sometimes they undermine group goals. Bad invisible hands create spontaneous disorder, which local incentives can’t cure (see Markets Dumb As Trees?).

12) DSW: Exactly. Incentives are like mutations. For every one that works, many are counterproductive.

13) JB: Smith’s invisible hand claims selfish incentives have the unintended consequence of group-level benefits. But Darwin’s invisible hand shows they often don’t. Meanwhile markets shouldn’t be interfered with, because of bad “unintended consequences.”

14) DSW: Oddly muddled. Complex systems always include indirect effects (which public policy must monitor and mitigate).

15) JB: Perhaps economists believe people wouldn’t knowingly damage their own long-term interests. But empirically people do, often(sometimes encouraged by economists).

16) DSW: An evolutionary or empirical/behavioural perspective would never make that error.

17) JB: And unlike the rest of biology, humans aren’t limited to mindless random trial and error and “selection.” Our evolved learning,foresight, and coordination abilities mean we can intelligently guide systems away from ruin (vigilantly adjusting to mitigate bad, unintended consequences).

18) DSW: True. But only if we can become wise managers of evolutionary processes.

xxxxx

Ver outros artigops relacionados abaixo, principalmente o grifado e ler os comentarios postados no artigo:

Earlier diablogs covered: (1) evolution’s score keeping (relative fitness), (2) its built-in team aspects, (3) its self-destructivecompetitions, (4) its blind logic, (5) how division of labor complications, (6) why economics needs a version of evolution’s “inclusive fitness,” and (7) why whatever your politics, you needneedism.

Astronomia e Formação de Sistemas Astronomicos: Prova de que nao ha’ provas

sexta-feira, novembro 20th, 2015

xxxx

Para a cosmovisao da Matrix/DNA ser comprovada, e’ preciso que suas previsões sobre os modelos dos sistemas astronômicos e processo de formação estejam corretas. Esta tarefa se torna mais difícil porque a teoria sugere que existiram dois processos de formação ( simbiose e reciclagem). Mas todas as outras teorias, inclusive a acadêmica oficial tem este problema porque nunca foi observada a formação sequer de um planeta, o qual, segundo os cientistas, deve demorar 10 milhões de anos. Este artigo esclarece bem esta situação.

 

Astronomers in U.S. watch the birth of a new planet

An artist's impression of planets forming in a circumstellar disk like the one surrounding the star LkCa 15.— Photo: NASA

An artist’s impression of planets forming in a circumstellar disk like the one surrounding the star LkCa 15.— Photo: NASA

– ” The discovery is a boon for scientists who have never before had a real star system against which they can check theories of how the universe came to be dotted with different worlds.”

Feto humano na bolsa amniotica = Sistema natural universal na bolha de dark matter

quarta-feira, novembro 18th, 2015

xxxx

Apenas preciso resolver onde e como esta a placenta neste momento do feto. Pois a placenta representa o conglomerado de aglomerados de galaxias. Ou seja, a infraestrutura de suporte físico e armazenagem de nutrientes para os genes do sistema universal. Para a montagem dos detalhes de uma teoria cosmológica, e’ preciso acompanhar a pesquisa abaixo.

 

Feto humano na bolsa amniotica

Feto humano na bolsa amniotica

Feto humano na bolsa amniotica.

Pesquisa:

Wiki: Âmnion (português brasileiro) ou amnião (português europeu) é uma membrana que constitui a bolsa amniótica o qual envolve e protege o embrião.] Derivada da somatopleura, (encontrando-se no universo o que representa a somatopleura, saber-se-a’ o que gera a dark matter – mas não se esquecer que ai entramos na física do Higgs field e os bosons de Higgs), que é a combinação do ectoderma com o mesoderma. ( então a matéria – ou massa – seria resultado da combinação e associação de dois elementos antecedentes já revelando o dualismo dicotômico universal? Elementos antecedentes vindo de onde? Do antes do Big Bang, algo extra-universal? O dualismo dicotômico sera’ algo extra-universal?)

Tem a função de produção (? isto deve estar errado) do líquido amniótico que protege o embrião contra choques mecânicos e dessecação, mantém a temperatura do corpo e permite a movimentação do embrião. Ocorre em répteisaves e mamíferos.

Líquido amniótico (ou fluido amniótico) é o fluido que envolve o embrião, preenchendo a bolsa amniótica, que desta forma o protege de choques mecânicos e térmicos. A bolsa amniótica normalmente forma-se na segunda semana de gravidez, assim que esta se forma enche-se de líquido amniótico que inicialmente é apenas água proveniente da mãe. Pouco fluido amniótico (oligoidrâmnio) ou muito (poli-hidrâmnio ou hidrâmnio) pode ser uma causa ou um indicador de problemas para a mãe e o bebê. Pacientes com oligoidrâmnio, dependendo do grau do problema, podem ser tratadas com descanso, hidratação oral e intravenosaantibióticosesteroides, e amnioinfusão.

Quando se fala no “rebentar as águas” (ou “estouro da bolsa”), pouco antes do parto, significa que a bolsa amniótica se rompeu e o líquido foi expulso, marcando o início do parto. ( qualquer calculo e teoria que tente prever o futuro da dark matter, tera que considerar o ” rebentar da substancia espacial universal” e a expulsão desta.)

É a partir deste líquido que é feita a amniocentese, técnica de diagnóstico pré-natal, já que em suspensão no mesmo se encontram células fetais, a partir das quais será possível verificar anomalias cromossômicas ou genéticas

xxxxx – Ingles ( nomes, mais completa definição):

The amnion is a membrane that when first formed, closely covers the embryo. It fills with the amniotic fluid which causes the amnion to expand and become the amniotic sac which serves to provide a protective environment for the developing embryo. It is a feature of the amniotes which includes reptilesbirds, and mammalsAmphibians and fish are excluded from this group. The amnion stems from the extraembryonic somatic mesoderm on the outer side and the extraembryonic ectoderm on the inner side

Amniotic fluid or liquor amnii is the protective liquid contained by the amniotic sac of a pregnant female.

Development

Amniotic fluid is present from the formation of the gestational sac. Amniotic fluid is present in the amniotic sac. It is generated from maternal plasma, and passes through the fetal membranes by osmotic and hydrostatic forces. When fetal kidneys begin to function in about week 16, fetal urine also contributes to the fluid.

The fluid is absorbed through the fetal tissue and skin. After the 20th-25th week of pregnancy when the keratinization of an embryo’s skin occurs, the fluid is primarily absorbed by the fetal gut.

Contents

At first, amniotic fluid is mainly water with electrolytes, but by about the 12-14th week the liquid also contains proteinscarbohydrateslipids and phospholipids, and urea, all of which aid in the growth of the fetus

(Bifurcação) – Electrolyte ( o unico elemento na água inicial significa o unico elemento na dark matter inicial. Pela minha teoria, e desde que esse elemento esta relacionado a eletricidade, quando na dark matter, ele e’ a energia gerada pela friccao no passar da expansão das ondas de luz)

An electrolyte is a substance (Sodium, potassium, chloride, calcium, and phosphate ) that produces an electrically conducting solution when dissolved in a polar solvent, such as water. The dissolved electrolyte separates into cations and anions, which disperse uniformly through the solvent. Electrically, such a solution is neutral. If an electrical potential (voltage) is applied to such a solution, the cations of the solution would be drawn to the electrode that has an abundance of electrons, while the anions would be drawn to the electrode that has a deficit of electrons. The movement of anions and cations in opposite directions within the solution amounts to a current. This includes most soluble saltsacids, and bases. Some gases, such as hydrogen chloride, under conditions of high temperature or low pressure can also function as electrolytes. Electrolyte solutions can also result from the dissolution of some biological (e.g., DNApolypeptides) and synthetic polymers (e.g., polystyrene sulfonate), termed polyelectrolytes, which contain charged functional groups. A substance that dissociates into ions in solution acquires the capacity to conduct electricity. Sodium, potassium, chloride, calcium, and phosphate are examples of electrolytes, informally known as lytes. In medicine, electrolyte replacement is needed when a patient has prolonged vomiting or diarrhea, and as a response to strenuous athletic activity. Commercial electrolyte solutions are available, particularly for sick children (solutions such as Pedialyte) and athletes (sports drinks, such as Gatorade). Electrolyte monitoring is important in treatment of anorexia and bulimia.
( continuar pesquisa, trazer ” placenta”)

 

Videos virais para baixar nossa moral emitem falsas mensagens

segunda-feira, novembro 16th, 2015

xxxx

Não existe “Universo”

O Universo e sua Historia, pela Física do Sec XX

O Universo e sua Historia, pela Física do Sec XX

Esta na moda agora os modernos produtores de filmes na forma de videos que pululam na Internet, inserirem suas visões de mundo particulares, que , pelo simples fato de serem visões humanas, tem que estarem totalmente erradas ou muito incompletas. Uma destas modalidades e’ focalizar o nosso planeta como um microscópico ponto insignificante dentro de um Universo sem fim. Mas o mais engraçado e triste ao mesmo tempo, e’ que nos milhares de comentários que geralmente se seguem a estes videos, ninguém tem outra ideia, outra visão, ninguém contesta estas mensagens decepcionantes que só fazem baixar nossa auto-estima e perder a esperança em algum significado maior para nossa existência.

Obviamente contra fatos não tem argumentos, e os fatos apresentados nos videos (planetas, galaxias) são fatos reais. O problema esta em que os fatos apresentados são uma ínfima parcela dos fatos que existem neste mundo mas que não ainda não temos como personifica-los com nossos limitados sensores e não tem como reproduzi-los em filmes com nossa atual tecnologia. Então estes indivíduos estão reunindo estes 1% ou 5% dos fatos deste mundo, conectando-os entre si de qualquer maneira, obtendo assim uma sombra de alguma figura indecifrável, mas que forcam uma descrição e o pior, passam a acreditar no seu mundo imaginado. E pior ainda: criam a mesma crença nas pessoas, telespectadores, desavisados, como e’ nossa juventude.

O problema não estão tanto nos poucos fatos mostrados nestes videos, esta na “interpretação” destes fatos. E e’ isto que esta faltando nestes comentários e na inteligencia dos espectadores, a busca por outras das milhares de interpretações possíveis. Poie e’ da interpretação que emerge uma mensagem. Tal como ” existe Deus e somos filhos deles”, ou “tudo veio do nada, não existe Deus” ou outras mais ainda, como e’ a interpretação que eu descobri e da qual falo na minha cosmovisão, a Matrix/DNA Theory. Por isso sou obrigado a postar ao menos um comentário que ao menos alerte autores e espectadores para esta importante faceta que esta passando despercebida.

Um exemplo e’ o conceito cultural mental por tras de uma palavra, um nome: universo. Universo, segunbdo a definicao oficial em Wikipedia e’:

” Universo é tudo o que existe fisicamente, a totalidade do espaço e tempo e todas as formas de matéria, incluindo todos os planetasestrelasgaláxias e os componentes do espaço intergaláctico. O termo Universo pode ser usado em sentidos contextuais ligeiramente diferentes, denotando conceitos como o cosmo, o mundo ou a natureza.”

Agora pergunto: quando e onde a Ciência mostrou o fato da “totalidade” de tudo que existe?! Com certeza, nunca, portanto, a totalidade não e’ um fato cientifico. Ponto final. Mas dai pegam isso que não existe – a totalidade como um fato conhecido cientificamente – e atropeladamente já o consideram como comprovado e em cima deste equivoco continuam a criar teorias. Teorias devem ser elaboradas, porem, devem ser resultado de cálculos baseados em fatos reais, para dai sugerirem que podem existir ou como são os fatos ainda desconhecidos. Entra ai então a “teoria do universo”. Teoria e não fato.  Este um dos detalhes destes videos que procuro alertar o incautos. A seguir o link para o vdeo e meu comentario postado no video:

The Detailed Universe: This will Blow Your Mind.

https://www.youtube.com/watch?v=_IVqMXPFYwI

 

Louis Charles Morelli – 11/16/2015

After we discovering that the building blocks of astronomic systems are the same building blocks of microscopic biological systems, there is no more ” universe”. There is a unique natural system that began at the Big Bang and is evolving by the process of life’s cycles ( see Matrix/DNA Theory). A unique system that is being transformed into new shapes, like the vital cycle makes yours body transforming its shapes.  So, while the human body goes from embryo’s shape to baby, child, teenager, adult, etc., the universal system goes from atom, stellar, galaxy, biological system, etc. Galaxies are our ancestors, some of them still alive, others must be merely fossils of our ancestors. The immense space has as substance something (be it dark matter, the aether, or any other name you want), doing the job of the amniotic liquid, galaxies are the placenta, and all this maybe is inside something like a primitive cosmic egg.)  We, humans, and every other conscious life form at any other astronomic system, are the genes building the next shape of this universal system, which must will be the son of the thing that triggered the Big Bang, an act of fecundation. You can not explain the existence of life and consciousness from this idea of “universe”. But when you learn that DNA’s fundamental unit of information ( a base-pair of nucleotides) has same shape, configuration, operation and function that has the building block composed by seven kinds of astros (planet, old star, quasar, pulsar, black hole,comet and supernova), you see the natural living system with 13,7 billion years old that explain our existence here.  And with a beautiful meaning for our existence: we ( and all lifeform in this univ… opps… in this cosmic placenta) will be one, at the day of the Big Birth. Don’t worry that the world is too much bigger and our bodies are too much smaller, because, here and now, we are the most complex thing in this world, and the biggest, because the whole past and future world is encrypted into our DNA. Congratulations, brothers and sisters from Earth…

Como captar os sinais da Matrix ate’ num show do The X Factor

domingo, novembro 15th, 2015

xxxxx

Por acaso trombei deste vídeo que me pegou de surpresa! Jamais imaginaria que ate nisso podemos encontrar evidencias para esta cosmovisão: o elo que liga tudo em sistemas esta potencialmente oculto entre irmãos de sangue!

Veja o video, e leia nossa explicação abaixo:

4th Power raise the roof with Jessie J hit | Auditions Week 1 | The X Factor UK 2015

 Impressionante!!! Assisti isto 10 vezes e… mais! A força do código da vida que esta encriptada nas ondas de luz e une corpos na sequencia exata do ciclo vital mostra-se aqui em seu esplendor na sequencia coordenada dos nascimentos de quatro irmas. E assim a mais idosa complementa a caçula preenchendo exatamente onde esta chega a seu limite, para a força caminhar adiante! Um hino de esperança de que a Vida vencera a morte e tudo o mais! Ahhhh… se todos os irmãos que se conflitam, ao invés, descobrissem que sua simplicidade ( como a destas meninas) faria aflorar este potencial que jaz latente entre eles…

Obrigado povo asiático e principalmente a Filipinas por este alento no dia de hoje reacendendo a chama na esperança da vida e da humanidade quando estávamos com esta esperança abalada pelos acontecimentos em Paris…. Obrigado mesmo!

Para quem não entende o que e’ essa força do ciclo vital porque não conhece a visão da Matrix/DNA,, o melhor exemplo são suas mãos: cada dedo num tamanho, forma e força especifica, assim cada um dos cincos dedos são talhados para uma habilidade, por uma função especifica, e o conjunto dos cinco complementa a grande perfeição e eficiência que são suas mãos. Pela mesma razão estas irmãs se sintonizam, se completam e soma-se a isso a ingenuidade e ausência de malicia e mesquinhes das almas, o resultado e’ a maravilha da perfeição.

Observe que uma diz: ” Estou tao orgulhosa das minhas irmãs…” Ela se esquece que ela e’ uma das estrelas, Por isso ela pode ver o brilho das estrelas das irmãs, sem que a vaidade do seu brilho as ofusque. Com essa mentalidade, dentre as quatro nenhuma se acha para se impor `as outras, e assim, esta selada a paz e a harmonia que se revela nos seus movimentos. Lindo!

Assista este filme grátis para pensar neste final de semana: O Admiravel Mundo Novo

sexta-feira, novembro 13th, 2015

xxxx

O filme e’ grátis e fácil de ver, interessante porque nos faz viajar a um outro mundo, a seguir forneço o link, mas antes de clicar nele, gostaria que lesse o comentário abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=ek5vse2_Aq0&list=FLCPp07tsWrxoMUPoJDiCf4w&index=78

Aldous Huxley’s Brave New World

 

O supremo sonho do ser humano já foi explicado pelos autores antigos, como os que escreveram o livro denominado ” Biblia”. Este supremo sonho de todo mundo foi ali representado na cena de Adão e Eva, amando-se como rei e rainha, rodados de bichos doceis, num Eterno Paraíso do Eden. Este sonho ainda e’ revelado hoje pelo que vemos ser o maior objetivo da ganancia sem fim por mais e mais dinheiro, poder: primeiro tomo mundo quer ter um grande bosque/jardim com a mais confortável e bela mansão possível, e conseguido isto, para manter isto, então o individuo agora precisa comprar o planeta inteiro para ser uma extensão da sua mansão. O supremo objetivo do homem e da mulher seria nada mal para o planeta, cuja superfície seria coberta por um formoso jardim terrestre, tudo controlado por uma mente humana, o rei e a rainha, que tem interesse que o planeta seja mantido assim, eternamente.

Aldous Huxley – um filosofo escritor – foi uma mente brilhante, inclusive o primeiro homem a prever que no futuro haveriam bebes de proveta. E ele refletiu sobre este supremo desejo humano e imaginou como seria um sistema social composto de pessoas onde esse desejo fosse realizado. Ou seja, ele escreveu uma utopia retratando como seria – ou sera – o Eden paradisíaco – reconstruído aqui na Terra, sem Deus, feito pelos próprios humanos. Seu livro chamou-se ” The Brave New World”, e traduzido sera ” O Admirável Mundo Novo”.

E então fizeram um filme baseado no livro, apesar de terem distorcido muita coisa, como sempre faz o interesse por ” mais dinheiro”, dos magnatas que compraram Hollywood. Para quem não leu o livro e não assistiu o filme aconselho a faze-lo, porque este assunto e’ demasiado serio, no sentido de que ele vai pegar seus herdeiros um dia, (e já’ esta’ nos pegando agora pouco a pouco).

Acontece que a lenda, a fabula de Adão e Eva no Paraíso, não foi apenas uma fantasia imaginada pela mente dos autores, muito menos a inspiração inserida por alguma entidade sobrenatural na mente deles. Foi a interpretação ignorante que fizeram de flashes que vem a mente emitidos pela memoria registrada no DNA, a qual vem existindo a muitos bilhões de anos, mesmo antes das origens da vida na Terra. Ninguem em pleno poder de suas faculdades mentais – sem estar alienado e doutrinado por fantasias, religiões, etc. – pode duvidar que os sistemas biológicos aqui na Terra, ou seja, os ” vivos” foram criados e são mantidos por uma maquina que pode ser descrita pela matemática e mecânica Newtoniana: este sistema solar e esta galaxia. No meu modelo teórico sobre estes sistemas astronômicos, descobre-se que esta e’ a maquina mais perfeita possível de ser feita. Ao menos o seu tijolinho fundamental, a sua unidade fundamental de informação, que e’ o sistema representado na formula da Matrix/DNA. Esta maquina quase viva, contem todos os sete elementos que se tornaram os sete  símbolos  principais da narrativa bíblica: a SERPENTE ‘e o circuito esférico da energia sistêmica que se parece com uma cobra engolindo a própria cauda; Adão e Eva são as formas de um astro no seu aspecto masculino e feminino; a Arvore e’ a espiral galaxia contendo um tronco como eixo central; a Maca e’ o tipo de sistema social ideal para o astro que performa a atividade feminina, como Eva. Etc., inclusive depois a acontecendo a queda, que foi a entropia desta galaxia trazendo seus bits-informação para a terra onde foram condenados a procurar energia para sobreviver e rastejar no solo do planeta. A fabula da Bíblia e’ apenas uma metáfora para dar a ideia de algo que realmente existiu, que seria melhor explicado pelas Ciências Humanas.

Como nossos ancestrais biológicos foram criados por uma maquina, e a maquina perfeita, e’ obvio que esta maquina esta encriptada em nossa genética, nosso DNA, e nossos genes se movem na direcao d finalmente reproduzir esta maquina. Por isso o Admirável Mundo Novo: os humanos como meras pecas estupidas mas super-felizes de uma maquina social. E nos estamos destinados a ir por esse caminho, enquanto em nosso cérebro dominar essa ancestralidade material.

Porem, quando uma forma de animal adquiriu um novo habito não-mecânico ( a vida nas cavernas fazendo os machos adultos protegerem as fêmeas gravidas, os filhotes e ate mantendo umas migalhas para os idosos), seu cérebro se abriu para a captação de informações que sempre estiveram disponíveis no ar mas que nunca tinham sido absorvidas antes. Estas informações vem de uma outra realidade, mais profunda que a simples realidade material da maquina cósmica. Estas informações começaram a penetrar o cérebro animal, a modificar o que a maquina tem feito, e hoje o conjunto das informações já absorvidas compõem uma nova propriedade apenas observada nos humanos: a auto-consciência. Então o humano passou a ser um interno conflito entre sua ancestralidade e esta nova coisa que pode inclusive ser a ancestralidade de sua ancestralidade. O fato e que esta nova coisa quer dirigir os humanos para um destino diferente do Admirável Mundo Novo. Mas e’ uma luta, porque o próprio humano, a principio, prefere a opção do seu tipo de paraíso eterno. Não todos, pois, por exemplo eu, tenho repugnância por este “paraíso”, não conseguiria ali viver por mais que um dia e me suicidaria, como faz o selvagem no filme.  A grande maioria dos humanos continuam votando nos candidatos que pregam o Admirável Mundo Novo e o filme da’ uma boa ideia sobre em que estão votando, e’ o livre-arbítrio deles escolhendo. Mas o filme peca quando imagina como seria o mundo dos ” rebeldes” como eu: um mundo sujo, pobre, com humanos comportando-se como macacos, etc. Pois eu como rebelde sou um desesperado agente cientifico buscando desesperadamente uma tecnologia que me faca maior que o humano rastejante neste plana que e’ um pontinho insignificante perdido na imensidão cósmica. Então, enquanto os magnatas aliados ao povo estariam vivendo aqui o Admirável Mundo Novo, seu paraíso terrestre ajardinado e mecânico, eu estaria numa grande nave viajando pelo espaço sideral, ou já sabe-se la’ em que outra dimensão. Na busca da fonte destas informações que estão no ar, foram captadas pelos nossos cérebros, e as quais amo mais que a fonte de informações para o paraíso que a maioria dos humanos buscam. Eu estaria na busca do meu “Deus”, mesmo sem saber se Ele tem algum projeto de vida confortável em algum outro tipo de paraíso, ou se Ele e’ mais ou menos poderoso que o Deus da maioria dos humanos, não importa.

Ninguem esta livre dessa escolha entre estas duas opções. Neste momento você esta batalhando para um dos dois lados, combatendo o outro lado porque estas alimentando os monstros que são os inimigos do outro lado, mesmo que inconscientemente. E como eu estou desalinhado, fora deste sistema social, e não vejo ninguém vindo para o meu lado para que eu tenha em votar, isto significa que você esta do outro lado. No filme tens uma ideia do mundo que estas construindo para seus herdeiros. Realmente e’ um mundo bonito, feliz, rico, poderoso, aconchegante. Pois fique com ele. Continue nele. Eu estou fora e mesmo que isto indique que eu seja o burro aqui, o selvagem, eu mantenho esta escolha de cabeça erguida, como fiz quando fui viver sete anos no meio dos animais na selva e estou seriamente pensando para la retornar, dotado com mais microscópios, telescópios, etc. E você e’ livre, sinta-se a vontade  aprecie o filme que representa seu sonho inconsciente tornado realidade.

Meu comentario postado no filme:

Louis Charles Morelli – Nov – 13 – 2015

+Mara Gossep , you have a good point. But… maybe it is not necessary external manipulation, if the goal of that ” manipulation” is the goal of the individual will, as being encrypted into the individual genetics. So, the free will drives towards that goal. The supreme goal of matter alone (as mass without energy, like dark matter) is the infinite and eternal state of inertia, without any perturbation. This is the matter ” supreme perfection”. Like in the movie, if the individual creates something new as improvement, they will destroy it, because any novelty could be disturbing to the system.

The problem is that biological systems, as humans, are not made only with “dark matter”. They are result of external waves of light penetrating dark matter and bringing on its ” energy”. And this light has a different goal, as we can see that any wave of light has imprinted in it, the code for life, which implies no “inertial mass”, but, dynamic systems. And counciousness. Awreness. Then, the human being is this conflict between light and mass. The Brave New World is the victory of dark matter with the imprisionement of light,counciousness. No more development of the intense activity of neuronial electric synapses keeping the cloud of light that is the mind. Individuals have the free will to choose this destiny.